PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES (PPGCR)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal:
32168321
http://www.ufpb.br/pos/ppgcr

Notícias


Banca de DEFESA: JOSE EUDES GOMES PINHEIRO JUNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE EUDES GOMES PINHEIRO JUNIOR
DATA: 30/06/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Centro de Ciências Médicas UFPB
TÍTULO: Atitude religiosa, depressão e percepção da dor em pacientes com fibromialgia: um estudo à luz do sentido da vida
PALAVRAS-CHAVES: Fibromialgia, Religiosidade, Espiritualidade, Depressão, Dor, Noopsicossomática
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO: É importante ampliar o conhecimento sobre as necessidades do corpo, da alma e do espírito das pessoas para chegarmos ao entendimento da vida do homem. Muitos indivíduos portadores de fibromialgia utilizam suas crenças religiosas para o enfrentamento da doença (copping religioso). Poucos estudos relacionam os portadores de fibromialgia à sua espiritualidade e atitude religiosa. Esse estudo tem como objetivo Avaliar os níveis de realização de sentido, religiosidade, depressão, qualidade de vida e suas relações com a percepção da dor em pacientes com fibromialgia. A pesquisa foi desenvolvida no Serviço de Fisioterapia e Reumatologia do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW) com uma amostra de 100 pacientes de fibromialgia com idades entre 18 e 59 anos. Foi realizada confirmação diagnóstica de fibromialgia utilizando os critérios do Colégio Americano de Reumatologia de 2010 e 1990. Os participantes foram convidados a responder um questionário socioeconômico, a Escala de Atitude Religiosa (EAR – 20), o Questionário de Sentido de Vida (QSV), o Questionário de Impacto da Fibromialgia (QIF) e o Inventário de Depressão de Beck II (BECK – II). Foi realizada uma análise descritiva dos dados através de média e desvio padrão das variáveis do estudo, foi observada as correlações entre os instrumentos do estudo através do coeficiente de Pearson. Os resultados demonstraram que a amostra possuía idade média de 47,82 e desvio padrão de 6,24 e referiram na contagem de pontos dolorosos uma média de 15,01 e desvio padrão de 1,97. Sobre os critérios do Colégio Americano de Reumatologia (2010), o Índice de Dor Generalizada (IDG) e da Escala de Gravidade dos Sintomas (EGS) apresentaram uma média de 11,56 (dp= 2,76) e 9,32 (dp= 1,62), respectivamente. Sobre a opção religiosa, 47% se autodenominaram católicos e 46% evangélicos. Em relação à atitude religiosa, foi observada uma média de 23,14 (dp=6,38) no domínio conhecimento religioso. Foi possível observar que os pacientes apresentaram uma capacidade funcional média de 15,88 (dp= 5,64). Um total de 60% dos participantes apresentaram depressão moderada, a média geral obtida através do BECK II foi de 23,97 (dp=7,26). Quantos as correlações foi observado valores significativos (p<0,01) entre a capacidade funcional e corporeidade religiosa (r=-0,304), entre o Índice de Dor Generalizada e “presença de sentido” (r=-0,442), entre o BECK II e o Índice de Dor Generalizada (r= 0,271) e BECK II e a Escala de Gravidade dos Sintomas (r= -0,305). Além disso, foi testado um modelo teórico embasado na teoria da noopsicossomática de Viktor Frankl para a amostra em questão pelo programa AMOS (versão 7) e foi encontrado um modelo estatisticamente significativo com os índices: X2/gl= 1,10; GFI= 0,99; AGFI=0,94;CFI=0,99 e RMSEA=0,03 (IC90%=0,00-0,18), Pclose=0,45. No modelo encontrado, as saturações (λ) foram diferentes de zero. No modelo, o domínio corporeidade religiosa da Escala de Atitude Religiosa associou-se com a presença de sentido (λ=-0,06), com o Inventário de Depressão de Beck II (λ=-0,24) e com a busca de sentido (λ=0,18) que por sua vez se associou com o índice de Dor Generalizada – IDG (-0,13). A presença de sentido associou-se com o Índice de Dor Generalizada do critério diagnóstico de Fibromialgia de 2010 (λ = -0,39) e o Inventário de Depressão de Beck II (λ=-0,21) que por sua vez se relaciona com também com o índice de dor Generalizada (λ=0,19). Contudo, o estudo apresentou evidência empíricas de um modelo teórico explicativo da teoria da noopsicossomática de Viktor Frankl em pacientes com fibromialgia e sobre a relevância do sentido de vida como também da religiosidade no processo saúde-doença dos portadores de fibromialgia.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1300178 - THIAGO ANTONIO AVELLAR DE AQUINO
Interno - 2565774 - SANDRA SOUZA DA SILVA
Externo ao Programa - 1916892 - ALESSANDRA SOUSA BRAZ CALDAS DE ANDRADE
Externo à Instituição - SHIRLEY DE SOUZA SILVA SIMEÃO

Notícia cadastrada em: 29/06/2015 11:28