PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES (PPGCR)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal:
32168321
http://www.ufpb.br/pos/ppgcr

Notícias


Banca de DEFESA: ALEXANDRE MENDONCA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALEXANDRE MENDONCA DA SILVA
DATA: 10/08/2015
HORA: 15:00
LOCAL: CE sala 319
TÍTULO: A SANTA CEIA NO IMAGINÁRIO CRISTÃO PROTESTANTE: RITO, SÍMBOLO E PRODUÇÃO SENTIDOS
PALAVRAS-CHAVES: Santa Ceia, Rito, Símbolo, Estruturas de sensibilidade
PÁGINAS: 132
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Teologia
RESUMO: A forma como o homem relaciona-se com o sagrado é objeto de estudo de campos diferenciados nas ciências humanas. A compreensão acerca da forma como o intelecto humano processa as manifestações do fenômeno religioso na práxis dos adeptos das religiões se dá muitas vezes pela orquestração dos ritos. A relação entre o homo religiosus e o binômio sagrado/profano ocorre quanto a ambientes, objetos ou estados psicológicos e irá variar em acentuado nível de abstração na prática dos ritos. (GRESCHAT, 2005). Nosso estudo consiste em observar o rito da Santa Ceia, celebrado pelos protestantes históricos como um dos seus cerimoniais mais significativos, através da pesquisa descritiva, bibliográfica e de campo com ministros e adeptos do protestantismo histórico das denominações: Luterana, Anglicana, e Presbiteriana, buscando responder a seguinte questão problema: Qual a relação entre a produção de sentidos proporcionada pelo rito da Santa Ceia e as estruturas de sensibilidade sistematizadas na Teoria Geral do Imaginário de Gilbert Durand, (2002)? O método de análise utilizado é o da Análise Textual Discursiva que dissecará os dados coletados por meio de entrevistas com os textos sociais participantes do rito. (MORAIS e GALIAZZI, 2001). Nossa pesquisa justifica-se no campo das Ciências das Religiões tendo e considera o fenômeno religioso entre os adeptos da religião protestante histórica pela participação de seus fiéis no seu mais importante rito, tornando-se uma âncora para os indivíduos desse segmento religioso que se percebem legitimados em sua relação com o sagrado ao praticá-lo. (VILHENA, 2005). Entendemos que ao olhar para prática milenar do rito da Santa Ceia compreendendo suas implicações tanto teológicas quanto antropológicas, e sua relação com o imaginário no presente, nos permitirá compreender “um pouco de nós mesmos”, conforme conceitua Vilhena (2005), e contribuir como afirma Eliade (1991), para “avançar o conhecimento geral do homem”.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2440088 - EUNICE SIMOES LINS GOMES
Externo ao Programa - 3380685 - EDVALDO CARVALHO ALVES
Externo ao Programa - 2356333 - PEDRO FARIAS FRANCELINO

Notícia cadastrada em: 29/07/2015 11:36