PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE (PRODEMA - MEST)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal
Não informado

Dissertações/Teses


Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPB

2024
Descrição
  • ANDERSON RICARDO DA SILVA
  • ANÁLISE DA PERCEPÇÃO DOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS DE MINERAÇÃO NO MUNICÍPIO DE GURINHÉM, PARAÍBA
  • Orientador : ALLAN YU IWAMA DE MELLO
  • Data: 29/05/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os problemas ambientais que surgem tanto no meio urbano quanto no rural têm gerado conflitos com a comunidade, tornando-se cada vez mais evidentes e preocupantes na atualidade. Questões como poluição atmosférica, da água e do solo, desmatamento e perda da biodiversidade são amplamente discutidas em diversos fóruns da sociedade. Os impactos ambientais referem-se às alterações nas características físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causadas pela ação humana, que afetam diretamente a qualidade de vida e o ambiente. Tais problemas já se manifestam com agravantes significativos para o meio ambiente e transcendem fronteiras geográficas, com repercussões em níveis local, regional e global. Esta pesquisa tem como objetivo avaliar a percepção de moradores locais sobre os impactos socioambientais em relação à atividade de mineração de granito no município de Gurinhém-PB. Um questionário semiestruturado foi aplicado para compreender a percepção dos moradores da comunidade urbana em relação aos impactos ambientais gerados pela mineradora, que está operando na cidade desde 2011, extraindo e beneficiando rochas graníticas para a construção civil. Esses impactos percebidos pelos entrevistados foram organizados em uma matriz de impactos ambientais e comparados com a análise de especialistas na área. Os resultados apontam evidências de que os efeitos negativos, como a emissão de particulados (poeira), ocasionam possíveis modificações na qualidade do ar que, consequentemente, podem causar problemas à saúde e ao bem-estar da população vizinha. As rachaduras nas casas são realidades concretas associadas à exploração do granito usado para a construção civil. Como propostas de melhorias das problemáticas, a possibilidade da aplicação do plano diretor para o município ou de outros elementos, como o zoneamento ambiental, possibilita diminuir os conflitos e a vulnerabilidade socioambiental, a potencialidade da má qualidade do ar, o grau de degradação ambiental, entre outros componentes.
  • RENATA GUIMARÃES OLIVEIRA
  • MUDANÇAS CLIMÁTICAS E A CIÊNCIA CIDADÃ: UMA ANÁLISE NA COMUNIDADE INDÍGENA POTIGUARA DA PARAÍBA
  • Orientador : ALLAN YU IWAMA DE MELLO
  • Data: 28/05/2024
  • Hora: 11:00
  • Mostrar Resumo
  • As mudanças climáticas necessitam ser analisadas de forma transdisciplinar baseado no conhecimento científico e conhecimento tradicional e local, ampliando a coleta de dados em nível local. A presente pesquisa busca compreender as percepções, sob a ótica de Indígenas Potiguara, e as estratégias adaptativas adotadas em relação às mudanças climáticas e mudanças sociais e ambientais em seu território. Para isso, a pesquisa foi planejada em duas etapas: 1ª) Cartografia social, realizada com as comunidades Potiguara das aldeias Tramataia, Camurupim e Alto do Tambá ao norte do litoral da Paraíba; e 2ª) Entrevistas semi-estruturadas, através de uma estratégia baseada na ciência cidadã, com um formulário georreferenciado com questões fechadas e outro questionários com questões abertas inseridos no aplicativo gratuito Kobocollect. Como resultado da cartografia social foram levantados 30 pontos de mudanças positivas, negativas e de atenção, sendo 5 na aldeia Tramataia, 14 na aldeia Camurupim e 11 na aldeia Alto do Tambá. Já quanto à percepção, a amostra considerada foi de 23 entrevistados, dos quais 19 estão na aldeia desde que nasceram, 18 consideram que as mudanças climáticas estão ocorrendo de forma rápida, e 17 manifestaram preocupação, uma preocupação que tende de razoável a muito grande. Foram identificados ainda 39 indicadores de impactos das mudanças climáticas percebidos pela comunidade tradicional, bem como foi constatado apenas 5 estratégias adaptativas adotadas pelos Potiguara em face aos efeitos das alterações climáticas. Esta pesquisa buscou compreender como os Potiguara têm observado as mudanças no território, bem como suas estratégias de adaptação aos impactos do clima, contribuindo para estudos que apoiem o Plano de Gestão Territorial e Ambiental da Terra Indígena Potiguara
  • EUZÉBIO LEONARDO DA SILVA
  • ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA O COMBATE AO RISCO OFÍDICO NO BRASIL
  • Orientador : PABLO RIUL
  • Data: 29/04/2024
  • Hora: 13:00
  • Mostrar Resumo
  • As doenças tropicais negligenciadas são responsáveis por grande impacto na saúde pública global. Dentre elas, os acidentes ofídicos/ofidismo são de grande preocupação visto os problemas que estes geram principalmente na população em extrema pobreza das regiões tropicais e subtropicais. As mudanças climáticas tendem a agravar ainda mais a intensidade e frequência destes acidentes. Neste contexto, testamos a hipótese de que as mudanças climáticas podem causar mudanças nas distribuições geográficas das serpentes venenosas do Brasil, e por consequência alterar as áreas prioritárias para o combate ao ofidismo no país. Integramos modelos de nicho ecológico e análise de priorização espacial para avaliar o efeito das mudanças climáticas na distribuição de serpentes venenosas e na distribuição espacial das prioridades de combate ao ofidismo no Brasil no presente e em cenários de mudanças climáticas futuras. Das 76 espécies de serpentes de importância médica encontradas no Brasil, utilizamos neste trabalho um total de 42 espécies, as quais foram selecionadas a partir do limite de corte estabelecido de 30 ou mais pontos de ocorrências únicos retirados do The Global Biodiversity Information Facility (GBIF), Specieslink e do Atlas of Brazilian Snakes: Verified Point Locality Maps to Mitigate the Wallacean Shortfall in a Megadiverse Snake Fauna. As variáveis climáticas foram extraídas do Worldclim sendo selecionadas cinco variáveis para criação dos modelos: Temperatura máxima do mês mais quente (BIO5), Temperatura mínima do mês mais frio (BIO6), Precipitação do mês mais chuvoso (BIO13), Precipitação do Mês Mais Seco (BIO14) e Sazonalidade da Precipitação (Coeficiente de Variação) (BIO15). Os modelos de nicho foram gerados com a técnica de ensemble modeling e foram baseados em 4 algoritmos: Artificial Neural Networks (ANN), Generalized Linear Models (GLM), Maximun Entropy (MaxEnt) e Radom Forest (RF). Os modelos foram avaliados através de três métricas estatísticas AUC, BOYCE e TSS, além da qualidade das curvas respostas e da comparação da previsão da distribuição com a distribuição conhecida das espécies. Os melhores modelos para cada espécie foram utilizados para gerar as previsões da distribuição no presente e projetados em cenários futuros utilizando um ensemble de nove Modelos globais de circulação. Os portfólios de áreas prioritárias para o risco ofídico foram criados no software Zonation a partir da distribuição geográfica das serpentes e um raster de distâncias das unidades de saúde. Os modelos gerados conseguiram prever de forma satisfatória a distribuição das espécies; a variável Temperatura mínima do mês mais frio (BIO6) foi a mais importante para a maioria das espécies (n=34). As projeções das distribuições no futuro indicam que as mudanças climáticas causarão o deslocamento na distribuição da maioria das espécies mapeadas neste estudo em direção aos polos; em ordem de importância, as regiões com as maiores áreas de risco no presente e em cenários futuros para a família Elapidae foram; Norte, Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste (no cenário presente e no ssp126) e Norte, Sul, Sudeste, Nordeste e Centro-Oeste (no cenário ssp585); e as regiões com as maiores áreas de risco no cenário presente e em cenários futuros (ssp126 e ssp585) para a família Viperidae foram; Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Centro-Oeste.
  • BRENA DE ANDRADE LINS RIBEIRO
  • Jangadas: dinâmicas socioambientais dos jangadeiros no litoral sul de Pernambuco
  • Orientador : GUSTAVO FERREIRA DA COSTA LIMA
  • Data: 29/04/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A jangada é uma das embarcações mais antigas, com cerca de trinta mil anos, sendo utilizada por diversos grupos sociais. Antigamente esse meio de locomoção tinha diversos usos, como para realizar pescarias, para promover as relações comerciais e para a travessia de pessoas e cargas, hoje sendo para pescarias e turismo. Houve no século XVI uma miscigenação nessa embarcação de indígenas, portugueses e africanos na sua adaptação/construção. É possível encontrar jangadas em vários países e continentes, tais como: Ásia, África, Índia, porém foi nas praias do Nordeste brasileiro que elas passaram a ser vistas até os dias atuais, principalmente a partir da formação de comunidades marítimas e litorâneas no qual os jangadeiros viviam/vivem, sobretudo ou parcialmente, da atividade pesqueira e turística. Logo, jangadeiros são pescadores de resistência, que integram um dos ramos específicos da pesca artesanal, negando teses de que estariam condenados ao desaparecimento com suas respectivas jangadas por alguns autores da época (1957-2011), devido às novas embarcações (industriais) e tecnológicas, principalmente após a revolução industrial. O presente estudo objetiva estudar os jangadeiros de Rio Formoso, Tamandaré e São José da Coroa Grande, municípios situados no litoral sul de Pernambuco, e que estão inseridos numa área de proteção ambiental (APA Costa dos Corais) que continuam a existir e reproduzir-se utilizando a jangada como meio de locomoção para adquirir seus pescados (renda) e turismo até os dias atuais. Os métodos e materiais tem a proposta de caráter qualitativo, com entrevistas semi-estruturadas, através do método da bola de neve (Snowball), onde um entrevistado indica outro e assim sucessivamente, com observações diretas e visita guiadas (Guided Tour), possibilitando a produção/realização da cartografia social, para gerar mapas representativos de ambientes terrestres e marinhos dos jangadeiros, com um acervo de fotografias do dia a dia dos jangadeiros, possibilitando perceber como esse grupo passou a adaptar artesanalmente essa embarcação e seus inúmeros artefatos de pesca. Além disso, a técnica de cartografia social busca registrar elementos do turismo; atividade que os jangadeiros tem se reinventado como guia turístico nesses municípios a serem estudados, onde se deve ao conhecimento e resistência com o decorrer dos anos. Mesmo com grandes dificuldades, seja pela diminuição de pescado, seja pela falta de apoio dos poderes públicos (federal, estadual e municipais), seja pela poluição, desmatamento de mangues e especulação imobiliária, essa comunidade tradicional ainda resiste com a sua cultura marítima secular, recriando-se e ofertando, com suas jangadas e adaptações ao mundo capitalista em pleno o século XXI, possibilidades de produção e reprodução social para muitos homens e seus familiares que dependem diretamente do fato de ser e fazer-se jangadeiro. Logo o projeto tem como foco estudar o segmento e avaliar as possibilidades e limites de sua sobrevivência na atividade.
  • MARIA NEIDE MOURA MARTINS DE ANDRADE
  • OS IMPACTOS AMBIENTAIS NO PARQUE ZOOBOTÂNICO ARRUDA CÂMARA ANALISADOS À LUZ DA PERCEPÇÃO DA POPULAÇÃO DO ENTORNO
  • Orientador : EDUARDO RODRIGUES VIANA DE LIMA
  • Data: 23/04/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O estudo da percepção ambiental vem sendo realizado e aplicado há muito tempo em diversas áreas do conhecimento. A percepção ambiental, consiste na tomada de consciência na forma como o indivíduo entende, se comporta e rebate ao meio ambiente em que está inserido, resultante das relações afetivas, valores, sentimentos, conhecimentos e experiências. Entender a percepção ambiental, que consente a compreensão sobre como se dá a relação do ser humano com o ambiente, possibilita mediações adequadas de conflitos por interesses individuais e coletivos e, a partir de todo esse entendimento, buscam-se auxílios para a formulação de políticas de conservação e para tomar as decisões em estratégias de gestão em diferentes espaços que demandam a conservação, como áreas verdes urbanas. Esta pesquisa teve como objetivo compreender os impactos ambientais existentes no Parque Zoobotânico Arruda Câmara, considerando a percepção da população do entorno, para subsidiar estratégias de gestão pela administração. A pesquisa caracteriza-se pela abordagem quali/quantitativa, pautada na pesquisa exploratória. Para obtenção dos dados foram utilizadas: pesquisa documental, observação direta e entrevistas semiestruturadas considerando duas abordagens: aspectos gerais da comunidade do entorno (caracterização socioambiental, socioeconômica e cultural); e aspectos da percepção ambiental da população (nível de conhecimento sobre a história, a riqueza vegetal, potencial hídrico e o valor ambiental do PZAC). A coleta de dados aconteceu através da perpesctiva de Bardin (2009). A pesquisa deu visibilidade aos impactos ambientais decorrentes da pressão antrópica provocada pela comunidade do entorno do Parque na forma de abandono de materiais sólidos domésticos dentro do parque, lançamento de águas negras e cinzas no lago das cinco fontes, dentre outros impactos encontrados. Os resultados da pesquisa permitiram compreender como esse grupo se vê na relação de usufruto com o espaço. Também evidenciaram que os moradores do entorno entendem a obrigação da preservação e conservação dos recursos naturais e culturais para se ter uma boa condição de vida no espaço de vivência. Contudo, ficou evidente essa obrigação de aumentar a compreensão da relação sociedade-natureza no sentido de ter um uso adequado desse ambiente. Nesse sentido, conseguiu-se através do estudo sobre os impactos ambientais registrados no parque e sobre a percepção ambiental, compreender os arranjos socioambientais envolvidos na relação entre a comunidade e o Parque Zoobotânico Arruda Câmara. Foi possível, por fim, elaborar propostas de intervenções que mitiguem os impactos identificados, prevendo a participação da comunidade no processo de gestão e conservação do Parque.
  • GHEIZON RAUNNY SILVA
  • Tratamento ecológico de esgoto doméstico: TEWetland um sistema inovador com benefícios sociais e ambientais, com produção de água para reuso
  • Orientador : MARIA CRISTINA BASILIO CRISPIM DA SILVA
  • Data: 08/03/2024
  • Hora: 08:00
  • Mostrar Resumo
  • Investir em novas tecnologias e práticas, voltadas para sistemas de tratamento de esgoto descentralizados, faz-se necessário, seja na modalidade coletiva ou unidomiciliar. Encurtar distâncias do esgoto de sua fonte poluidora para tratamento economiza recursos, matéria prima, energia, e evita transpor o problema local para terceiros que nada têm a ver com a fonte poluidora, mas que por muitas vezes ficam com os prejuízos ambientais. Regiões do semiárido exigem mais esforços dos gestores, a fim de preservar a qualidade da água e maximizar o aproveitamento, em frente à escassez. Diante dessa problemática da pouca disponibilidade hídrica, e do esgoto inútil que deteriora a qualidade ambiental dos ecossistemas aquáticos e a sadia qualidade de vida humana, a geração de água para reuso torna-se duplamente benéfico, preserva a qualidade e a quantidade desse recurso nos mananciais. O TEWetland, modelo misto de tratamento inédito, idealizado pela equipe de pesquisa do Laboratório de Ecologia Aquática/UFPB é uma solução baseada na natureza, que une o Tanque de Evapotranspiração (adaptado) e o Wetland Construído. Esta tecnologia é feita para receber tanto as águas cinzas como as águas negras, gerando um efluente de água tratada para reuso, e a produção de alimentos em sua estrutura. Dois protótipos foram instalados no município de Ingá-PB, TEWetland_UPA e TEWetland_SAMU, sendo acompanhado o efluente do primeiro módulo (TEVAP) de cada. Os protótipos comparados as concentrações médias de DBO, DQO e coliformes dos efluentes, com os principais sistemas de tratamento secundário se saíram muito bem, se aproximando de resultados de Lodos Ativados (LA), e em algumas situações, ainda é superior a qualidade. Quanto aos coliformes o sistema ainda não se apresenta estável, no entanto, o TEWetland_UPA em 83,3% dos resultados se apresenta adequado para reuso com fins ambientais, 75% para fins urbanos, e mesmo que ainda baixo, 25% para fins agrícolas e para aquicultura. Quanto ao TEWetland_SAMU, 66,6% para fins ambientais, e 55,5% para fins urbanos, tendo como base a Resolução Coema n° 02/2017, do Ceará, única resolução no Brasil que estabelece padrões para reuso de água a partir de efluentes sanitários.
  • MILCA LAÍS DA LUZ MACIEIRA
  • A IMPORTÂNCIA DAS ÁREAS VERDES URBANAS NA PROMOÇÃO DOS SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS NA CIDADE DE SANTA RITA/PB
  • Orientador : JOEL SILVA DOS SANTOS
  • Data: 29/02/2024
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Para reduzir a vulnerabilidade e melhorar a resiliência dos assentamentos urbanos, devem ser feitas adaptações específicas nas cidades, e uma delas é a criação e/ou manutenção de áreas verdes que desempenham funções sociais e ecológicas. Assim, a presente pesquisa tem como lócus de estudo a cidade de Santa Rita, localizada na região metropolitana de João Pessoa/PB, tendo como objetivo principal verificar a importância das áreas verdes urbanas na promoção dos serviços ecossistêmicos para a população da referida cidade. Como objetivos específicos, têm-se: diagnosticar as áreas verdes públicas da cidade; identificar os principais tipos de serviços ecossistêmicos promovidos pelas áreas verdes públicas; avaliar a percepção ambiental da população a respeito da oferta de serviços ecossistêmicos prestados pelas áreas verdes públicas; e por fim, sugerir alternativas que possam auxiliar nas ações de planejamento urbano e conservação ambiental das áreas verdes públicas. Visto isso, inicialmente foi feita uma revisão de literatura com base nos temas abordados no trabalho. Já na fase de diagnóstico, a pesquisa se baseou no mapa de praças urbanas apresentadas na proposta de atualização do Plano Diretor da cidade de Santa Rita. Para realizar o diagnóstico das praças, foi utilizada uma ficha de campo para coletar informações que levassem em consideração itens como estado de conservação, existência ou não de equipamentos e estruturas de lazer, e suas características de ambiência. Além disso, também foi usado um Sistema de Informação Geográfica (SIG) para o processamento de dados cartográficos. A definição dos espaços amostrais resultou do diagnóstico, do enquadramento em alguns critérios de pesquisa, da quantidade de pessoas envolvidas e da disponibilidade de equipamentos de monitoramento microclimático. Com relação a identificação dos serviços ecossistêmicos, esta foi baseada na proposta da Common Classification Of Ecosystem Services (CICES), que os classifica em três tipos: serviço de regulação, provisão e cultural. Para o serviço de regulação foi feito o monitoramento das condições de temperatura e umidade relativa de duas áreas entre as investigadas. Tal monitoramento foi realizado no período de transição entre estações e a caracterização foi dada por meio do Índice de Desconforto Térmico (IDT). Para a identificação dos serviços de provisão, foi feito o levantamento da flora por fontes secundárias e visitas in loco nas respectivas áreas amostrais. Para os serviços culturais, foi observado o calendário cultural do município, e foi realizado também o acompanhamento sistemático in loco das atividades realizadas nas áreas amostrais. Por fim, também foram coletadas informações através do contato direto com frequentadores e transeuntes por meio de um formulário estruturado, sendo esses dados tratados com base em estatística básica e análise descritiva. Como resultados, têm-se: das 44 praças avaliadas apenas 10 apresentaram boa conservação dos elementos naturais e construídos no intervalo de tempo da pesquisa. Em relação ao serviço de regulação microclimática a oferta foi mais evidente durante o ciclo matutino na Praça Dom Pedro II (P2), onde foi possível observar a redução de temperatura do ar em 6,8ºC, por ação da cobertura vegetal. No entanto, durante o ciclo vespertino/noturno foi possível observar que a cobertura vegetal não se mostrou tão eficiente, pois, a temperatura e a umidade das áreas amostrais podem ter sido influenciadas pela morfologia urbana. Quanto aos serviços de provisão, das cinco praças amostrais, pelo menos três já ofertam ou podem ofertar o serviço de produção de alimentos com espécies frutíferas e mostram potencial a oferecer o serviço com espécies medicinais. Já no que é relativo ao serviço ecossistêmico cultural, todas as praças amostrais já se apresentam como espaços que sediam eventos e sustentam uma diversidade de funções. Com referência à percepção ambiental dos frequentadores e transeuntes, as praças amostrais, conforme percebido pela população, oferecem diferentes serviços ecossistêmicos, variando em quantidade para cada área. Por exemplo, a Praça do Povo (P1) oferece predominantemente serviços ecossistêmicos culturais, já que é destinada a atividades físicas e eventos. Por outro lado, a Praça Dom Pedro II (P2), na perspectiva dos entrevistados, proporciona uma quantidade mais expressiva de serviços de regulação e culturais em comparação com outros tipos de serviços. Assim, conclui-se que apesar das limitações técnicas encontradas, a pesquisa proporcionou um aprofundamento significativo na compreensão da variedade de serviços que as praças podem oferecer. Portanto, espera-se que os insights obtidos possam servir de guia para intervenções práticas visando aprimorar a qualidade ambiental e promover o bem-estar da população nos espaços urbanos da referida cidade.
  • TAÍSA KELLY PEREIRA DA SILVA
  • Avaliação da gestão de programas públicos para alimentação em escolas de Queimadas, Paraíba
  • Orientador : ANA LUIZA MATTOS BRAGA
  • Data: 27/02/2024
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Considerado como uma política pública preocupada com a saúde e a educação, além de ser o maior programa de suplementação da América Latina, o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) representa aos alunos da rede pública de ensino a oportunidade do acesso regular à alimentação adequada e saudável, na garantia de maior Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) e consequente redução dos índices de Insegurança Alimentar (IA). Com isso, o objetivo geral dessa pesquisa foi avaliar a eficácia da execução do PNAE e do Projeto Padaria Escola em Queimadas - PB, em relação à alimentação escolar, considerando sua influência nos indicadores nutricionais dos alunos e sua contribuição para SAN local. A área de estudo compreendeu a zona rural e urbana do município de Queimadas – PB, localizada na região metropolitana de Campina Grande (Agreste Paraibano) e a 137,4 km (quilômetros) da capital paraibana João Pessoa. Tratou-se de uma pesquisa exploratória e descritiva, em que seu desenvolvimento metodológico apresentou uma abordagem qualiquantitativa. Na análise da gestão logística e segurança alimentar, a pesquisa mostrou que o PNAE e a SEAME do município apresentam uma conformidade abaixo de 70%, representando uma não adequação no cumprimento das RDC referentes aos indicadores dos sistemas alimentares, sendo o resultado também demonstrado na Planilha de Análise SWOT, com índices de favorabilidade classificados como desfavorável em -33% e -75%, respectivamente. Em relação à sustentabilidade, foi constatado que o PNAE cumpre apenas 9 metas dos ODS sobre um total pré-definido de 29 possibilidades, correspondendo a um resultado definido como ruim, com um PRODS de 31%. Quanto às avaliações antropométricas das amostras de alunos em cada instituição selecionada para pesquisa, na análise de Correlação de Pearson observou-se que o peso e IMC se correlacionaram estatisticamente de modo positivo significativo (p<0,05) com as demais variáveis analisadas, justificando que o grau de obesidade infantil, a magreza acentuada e a baixa estatura dos alunos estão associadas a existência de mais de uma variável influenciando nesse padrão, relacionada ao consumo total de alimentos pelas crianças. Quanto à análise qualitativa da rotina alimentar dos estudantes, os cardápios avaliados na pesquisa foram classificados, quanto à variedade de alimentos e classificação final, como precisa de melhoras. As gestões da alimentação escolar e Agricultura Familiar de Queimadas – PB apresentam um ótimo potencial para ser desenvolvido e explorado, podendo trazer grandes contribuições para a sustentabilidade local e melhorias da qualidade alimentar e de vida dos alunos e comunidades em maior vulnerabilidade socioeconômica. Sugere-se a aplicação de ferramentas de medição da sustentabilidade e segurança alimentar que realcem a eficácia dos indicadores resultantes dessa pesquisa, que resultaram em valores quantificáveis e permitiram classificar as gestões e visualizar os pontos de melhoria com o desenvolvimento de metodologias que contribuam para a efetividade no cumprimento das metas dos ODS.
  • MÁRCIA MIRELLY ANDRÉ DA SILVA
  • GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS E A PERCEPÇÃO AMBIENTAL ACERCA DA TEMÁTICA SOB A VISÃO DA POPULAÇÃO, CATADORES E GESTORES PÚBLICOS DE POMBAL-PB.
  • Orientador : MARIA CRISTINA BASILIO CRISPIM DA SILVA
  • Data: 15/02/2024
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa teve por objetivo geral avaliar a percepção ambiental da população, catadores e gestores públicos de Pombal-PB acerca da gestão de resíduos sólidos com vistas a apresentar propostas de melhoria na sua gestão. Os objetivos específicos são: Diagnosticar o perfil socioeconômico e cultural da população, catadores e gestores públicos; Descrever a percepção ambiental que a população, catadores e gestores públicos têm em relação ao gerenciamento de resíduos sólidos no município, Elaborar e disponibilizar ao município material didático para auxiliar na gestão de resíduos sólidos. Consistem numa pesquisa descritiva, a qual envolveu 272 pessoas na área urbana, 47 catadores entre associados e informais, e dois gestores públicos (prefeito e secretário de meio ambiente). A coleta de dados se deu através de entrevistas semiestruturadas, registro fotográfico e conversas informais. Os dados foram analisados de acordo com a natureza das questões. As perguntas subjetivas foram avaliadas e interpretadas segundo a técnica de análise de conteúdo de Bardin (2004) enquanto que as objetivas através da estatística descritiva simples. Para a elaboração da cartilha educativa utilizou-se o Software Canva. Quanto à percepção ambiental da população foi possível verificar que não reconhecem seu papel na gestão de resíduos sólidos, logo não colaboram com a separação prévia dos resíduos sólidos, além de que faltam informações e orientações à população acerca da coleta seletiva. Verificou-se que os catadores de materiais recicláveis reconhecem seu papel na gestão de resíduos sólidos, porém, têm seu trabalho dificultado pela falta de apoio e colaboração da população e do município. Embora constituam um elemento chave na cadeia de reciclagem, ainda enfrentam uma dura realidade de trabalho. Apesar de o prefeito e o secretário se mostrarem interessados em aplicar soluções para mitigar a problemática dos resíduos sólidos, por outro lado, verificou-se a falta de apoio e valorização profissional aos catadores com oferta de subsídios incoerentes com a realidade do grupo. Os secretários de meio ambiente, infraestrutura e educação se mostraram satisfeitos com o recebimento da cartilha, demonstrando a alegria de ter um material educativo que possa auxiliar na gestão de resíduos sólidos, revelando a importância de retorno das pesquisas acadêmicas para a sociedade.
2023
Descrição
  • REBECA LÍDIA NERYS DE ARAÚJO
  • PROPOSTA DE RECUPERAÇÃO DE POPULAÇÕES DE MACROALGAS E SUA UTILIZAÇÃO NO LITORAL DO ESTADO DA PARAÍBA
  • Orientador : GEORGE EMMANUEL CAVALCANTI DE MIRANDA
  • Data: 28/12/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As algas constituem uns dos organismos mais importantes nos ambientes recifais, pois compõe a base da cadeia trófica, atuam como estruturadoras do habitat e servem como potenciais bioindicadoras de qualidade ambiental. No Nordeste do Brasil as algas são utilizadas para a produção de ficocolóides, destacando os estados do Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba como principais produtores. Devido à sobre-explotação e a ausência de manejo, registrou-se um declínio na produção oriunda dos bancos naturais em todo litoral nordestino. Na Paraíba particularmente, esta atividade foi descontinuada, e a principal espécie extraída para comercialização, Gracilaria caudata J. Agardh não conseguiu se recuperar após sucessivas retiradas impactando o local. Este trabalho tem como objetivo analisar o uso e a exploração das macroalgas por comunidades costeiras do munícipio de Cabedelo/PB, desenvolvendo uma proposta de recuperação de populações de algas marinhas em ambientes degradados. Os objetivos específicos consistem em testar métodos para a recuperação e manejo ambiental em ambientes recifais através de técnicas como o uso substratos artificiais; identificar a utilização de macroalgas pelas comunidades costeiras no litoral do estado da Paraíba; caracterizar o perfil socioeconômico e percepção ambiental dos participantes; conhecer o status da população de Gracilaria caudadata e das macroalgas no ambiente recifal de Ponta de Mato em Cabedelo/PB após o impacto de sobre-explotação. A metodologia utilizada foi a coleta de indivíduos para a obtenção do peso seco, riqueza, dominância. O impacto que ocorreu na localidade demonstra que a população de Gracilaria caudata ainda não conseguiu se recuperar e a área é dominada atualmente por Penicillus e Sargassum sp. As pessoas entrevistadas na Colônia de Pescadores em Cabedelo/PB relataram através de entrevistas semiestruturadas como ocorreu a exploração das macroalgas, a forma de coleta e venda, confirmando que a alga que eles coletaram sumiu daquela praia por causa da exploração e da poluição. Este estudo contribui para a conservação de ambientes marinhos degradados, gerando conhecimento sobre a dinâmica das espécies e como técnicas de recuperação que podem ser usadas em vários locais do mundo
  • JOSEFA CAMILA ARAUJO DA SILVA
  • SISTEMA ALTERNATIVO DE WETLANDS CONSTRUÍDO COMO BIORREMEDIADOR NO TRATAMENTO DE ÁGUAS CINZAS
  • Orientador : MARIA CRISTINA BASILIO CRISPIM DA SILVA
  • Data: 29/11/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os sistemas de biotratamento através de Wetlands construídos tem-se mostrado uma ótima alternativa para tratamento de águas cinzas. A existência de ações que diminuam os impactos dos resíduos é extremamente importante, no sentido de eliminar as fontes de poluição difusa, como os esgotos domésticos. Assim o principal objetivo deste trabalho é a avaliação da eficiência de dois sistemas alternativos de Wetlands Construídos para o tratamento de águas cinzas no município de João Pessoa/PB. A construção dos sistemas foi finalizada em dezembro de 2022 e fevereiro de 2023, um dos sistemas foi construído para atender a demanda de um restaurante e o outro a de uma rua com 21 (vinte e uma) casas que lançavam suas águas cinzas diretamente no solo, ambos localizados no bairro da Penha/João Pessoa-PB. Para análise de dados, foram realizadas coletas e armazenamento do efluente de entrada e saída dos sistemas em garrafas de polietileno, lavadas com ácido clorídrico, identificadas e levadas para o Laboratório de Ecologia Aquática da UFPB para posterior análise de nutrientes (amônia, nitrito, nitrato, ortofosfato e fósforo total). In loco com a utilização de um PHmetro e Condutívimetro foi possível constatar os valores referentes ao PH e à condutividade. As coletas para analisar a eficiência dos sistemas iniciaram-se em 22/02/2023 na unidade do restaurante e no dia 20/03/2023 na unidade localizada na rua. Essas coletas foram realizadas inicialmente de forma quinzenal. Através dos resultados obtidos, comparando com outros sistemas existentes, o biotratamento mostrou-se eficiente comparando com outros sistemas existentes. Os materiais utilizados na construção foi areia de praia, brita e pedras de calcário. Alguns parâmetros não ficaram dentro dos padrões estabelecidos pelas Resoluções CONAMA nº 357/2005 e nº 430/2011, principalmente no Wetland do restaurante, isso pode ser devido à água que entra no sistema ainda não ter resíduos orgânicos decompostos, que entram inteiros (resíduos alimentares) que sofrem decomposição dentro da Wetland, liberando mais nutrientes no efluente de saída, no entanto no Wetland da rua, verificou-se menores concentrações de nutrientes na saída, provavelmente o maior tempo de retenção permite a redução de nutrientes, melhorando a qualidade de água no efluente.
  • MARIA ROSSANA DA COSTA SILVA
  • Avaliação da gestão em unidades de conservação do litoral da Paraíba a partir da gestão participativa e da aplicação dos normativos legais.
  • Data: 31/10/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A gestão em uma unidade de conservação (UC) decorre da união de vários fatores, entre os quais, o modelo de governança utilizado na UC. A relação entre proteção à biodiversidade e comunidades locais tem sido desafiadora e é um dos indicadores de uma gestão efetiva. Este estudo objetivou avaliar a gestão em UCs no litoral da Paraíba, com ênfase na gestão participativa prevista na legislação. Foram coletados dados secundários e realizadas entrevistas com a aplicação de um questionário semiestruturado junto a gestores das UCs abordadas nessa pesquisa. Entrevistas foram realizadas com membros do conselho gestor e moradores das comunidades do entorno ou que residem na UC. O questionário se adequou ao público consultado e possui indicadores que possibilitam a avaliação da gestão sob o aspecto da gestão participativa. O resultado possibilitou um diagnóstico de práticas replicáveis que fomentam uma gestão mais plural, além de esclarecer as responsabilidades de todos os stakeholders. A pesquisa foi de cunho qualiquantitativo utilizando-se do modelo de análise de conteúdo de Bardin. O resultado permitiu uma análise sobre o tipo de gestão em vigor nas UCs e o impacto da aplicação das previsões legais e da gestão participativa. Tais informações foram importantes para sugestão de medidas que apontem caminhos para uma gestão mais democrática desses espaços. .
  • ROSILENE BARROS GOMES
  • AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE ÁGUA NA BARRAGEM DE CURIMATÃ E DOS IMPACTOS GERADOS POR CAMPINA GRANDE EM TRECHO DO MÉDIO CURSO DO RIO PARAÍBA-PB
  • Orientador : MARIA CRISTINA BASILIO CRISPIM DA SILVA
  • Data: 31/08/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O lançamento de efluentes sem tratamento apropriado gera uma série de problemas ambientais. Esses quando não têm destino adequado representam riscos à saúde ambiental e humana. Assim, o principal objectivo deste trabalho é aplicar e avaliar o efeito de Biorremediação como ferramenta para a despoluição em trecho do Médio Rio Paraíba. A pesquisa teve início no mês de Março de 2022 e está sendo realizada no trecho do Rio Paraíba, perto da cidade de Barra de Santana, estado da Paraíba, Brasil. Os critérios para a escolha do local do estudo, foram ser uma área de uso balnear, um ponto a montante e um ponto na confluência do Rio Paraíba, com o Riacho Bodocongó. Para a análise de dados, o material coletado foi armazenado em garrafas de polietileno, previamente lavadas em ácido clorídrico, devidamente identificadas e levadas para o Laboratório de Ecologia Aquática da UFPB, para posteriores análises. De acordo com os resultados iniciais, as variáveis de qualidade da água, indicaram uma degradação do Rio Paraíba, especificamente na confluência ( Rio Paraíba e Riacho Bodocongó). Portanto, as características da água do Rio Paraíba, analisados neste trabalho, apontam para necessidade de tratamentodo rio para que seja adequado aos múltiplos usos que um rio desse porte deve ter. Os sistemas de tratamentos devem propiciar condições viáveis ao uso recreativo e ao uso para consumo, necessários numa região semiárida.
  • ISABEL GONÇALO SOARES DA COSTA
  • AVALIAÇÃO DECENAL DA QUALIDADE DA ÁGUA E BIOTRATAMENTO POR BIOFILME EM TRECHO DO RIO JAGUARIBE, JOÃO PESSOA-PB
  • Orientador : MARIA CRISTINA BASILIO CRISPIM DA SILVA
  • Data: 31/08/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A urbanização desenfreada e a pressão imobiliária trouxeram consigo vários impactos ambientais, dos quais podemos destacar como negativos a ineficiência de serviços essenciais como coleta regular de resíduos, captação e tratamento de efluentes e destruição de ecossistemas naturais como restingas, manguezais, rios e matas ciliares, trazendo danos sociais e econômicos às comunidades que utilizam-se destes ecossistemas para subsídio. Destacam-se nesta problemática os rios urbanos que recebem contribuição por efluentes e têm sua qualidade e volume de água comprometidos gerando diversos problemas ambientais, sociais e econômicos. Isso ocorre em especial com o Rio Jaguaribe, por ser um dos principais rios urbanos de João Pessoa e ter funções ecossistêmicas extremamente relevantes para o ambiente da cidade, como as redes naturais de drenagem, recebimento de efluentes, zonas de amenização ambiental etc., e que não estão sendo ofertadas mediante a atual qualidade do mesmo, que teve seu curso natural alterado e sofre por pressão antrópica. Dito isto, o objectivo central do presente trabalho está delimitado em avaliar o histórico da qualidade da água do Rio Jaguaribe nos últimos 10 anos em quatro pontos em seu alto, médio e baixo curso com dados cedidos pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (SUDEMA) e aplicar o tratamento por biofilme em trecho do rio nas imediações do Jardim Botânico Benjamim Maranhão a fim de constatar a eficiência do tratamento, beneficiando ambientalmente o rio melhorando a oferta de serviços ecossistêmicos para os visitantes do local. Para a avaliação da qualidade do Rio Jaguaribe nos últimos dez anos serão utilizados dados físicos, químicos e biológicos do rio em quatro pontos de amostragem, que serão submetidos à análise estatística descritiva. Para evidenciar a eficiência do biotratamento serão realizadas análises pré e pós tratamento a fim de identificar o Índice de Estado Trófico do rio e será feita a comparação dos dados através do programa estatístico de software livre R. Todos os parâmetros serão realizados seguindo a metodologia internacional descrita no Standard Methods for the Examination of Water and Wastewater 23th ed. Após tratamento será verificada a possibilidade de contacto primário, seguindo a Resolução CONAMA 274/00. Pretende-se propiciar no trecho do rio que corta o Jardim Botânico a diminuição da carga trófica do rio para melhoria dos serviços ecossistêmicos do mesmo.
  • ROMÁRIO LEITE DE SOUSA
  • Estudo das condições de conforto térmico em áreas verdes urbanas e sua relação com a prática de exercícios físicos na cidade de João Pessoa/PB
  • Data: 29/08/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O crescimento acelerado das cidades teve um enorme avanço desde a metade do século XX, aliado a um aumento desenfreado por demandas de infraestrutura, moradia, transporte, saúde, educação e vários outros itens que compõem a qualidade de vida urbana. Nessa perspectiva, as pesquisas relativas ao tema vem ganhando cada vez mais campo, os impactos socioambientais vem afetando diretamente o sistema atmosférico, aumentando o desconforto térmico urbano e trazendo consequências na saúde humana. O estudo da bioclimatologia humana analisa essa influência do clima urbano no conforto e na saúde, correlaciondo-se com a nova agenda urbana onde reconhece uma conexão entre a urbanização e o desenvolvimento sustentável na perspectiva socioambiental, estando em consonância com as ODS da ONU. O objetivo principal desta pesquisa é analisar as condições de conforto térmico de três áreas verdes urbanas na cidade de João Pessoa ( Parque Parahyba, Praça da Paz e o Parque Solón de Lucena) e sua relação com a prática de exercícios físicos ao ar livre. Além disso, calcular o índice de desconforto térmico de Thom; analisar a percepção térmica da população praticante de atividades físicas nos três espaços públicos investigados; caracterizar as condições microclimáticas das três áreas verdes urbanas monitoradas e propor recomendações com base na resolução do CONAMA, que possam auxiliar o planejamento ambiental dos espaços públicos destinados às práticas de atividades físicas em áreas verdes na capital paraibana. Inicialmente será feito a coleta de dados geográficos dos espaços públicos citados e será avaliado o microclima urbano através de descrições fisícas do espaço, aliado as medições in loco e a análise das variáveis climáticas de temperatura e umidade relativa do ar para cálculo do indíce de desconforto térmico. A população investigada será adulta compreendida entre 18 e 55 anos de idade praticantes regulares de atividades físicas nos campos da pesquisa. Estima-se que através da verificação das condições de conforto térmico ambiental (climática), e da percepção térmica dos usuários dos espaços públicos, sejam gerados dados e informações que possam caracterizar as condições climáticas locais, e assim propor recomendações com base na resolução do CONAMA, auxiliando o planejamento ambiental pautado em condições adequadas para a realização de atividades físicas outdoor em espaços públicos verdes em João Pessoa/PB.
  • MICHELLE MENESES PINTO
  • AVALIAÇÃO DAS PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS NA GESTÃO DO PROGRAMA PÚBLICO COZINHAS COMUNITÁRIAS NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA
  • Orientador : ANA LUIZA MATTOS BRAGA
  • Data: 28/08/2023
  • Hora: 19:30
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: O desenvolvimento sustentável tem sido um grande desafio para o planeta. Diversos países buscam soluções para garantir um futuro digno para as próximas gerações. Os Serviços de Alimentação exercem um papel importante na sustentabilidade, tornando-se um meio transformador para atender as metas da Agenda 2030. As Cozinhas Comunitárias trazem grandes contribuições na erradicação da fome e a pobreza, considerado hoje como um dos principais problemas globais. Objetivo: Esse trabalho busca identificar padrões de boas práticas de manipulação de alimentos baseados na legislação vigente e ações sustentáveis na gestão pública de cozinhas comunitárias na cidade de João Pessoa, PB. Metodologia: Consiste em um estudo descritivo, transversal e quali- quantitativo, realizado nos meses setembro 2022 a julho 2023 e uma revisão sistemática sobre indicadores de sustentabilidade em serviços de alimentação. Os instrumentos de pesquisa utilizados foram questionários baseados na RDC 216 aplicado a Serviços de Alimentação e na agenda 2030 do Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS). As questões estão divididas em tópicos contemplando: estrutura física; higienização, controle de água, controle de pragas, manipulação de alimentos e ações sustentáveis. Resultados: Um total de 5 cozinhas correspondendo a 100% disponível na cidade de Joao Pessoa, foram analisadas por 10 nutricionistas que atuam na área de UAN (Unidade de Alimentação e nutrição). As unidades 2, 3 e 5 apresentaram entre 70 e 80% de conformidades e as cozinhas 1 e 4, atingiram acima de 81% de adequação conforme aos padrões de Boas práticas. Para reconhecer a sustentabilidade aplicada nas cozinhas, os estudos mostraram que algumas ações da ODS estão compatíveis com a rotina das cozinhas, porém o número ainda não é significativo para classificar cozinha sustentável, devidos outros parâmetros que ainda não estão implantados. Conclusão: O trabalho desenvolvido, mostra adequação em boas práticas, acima de 70% de conformidades em todas as cozinhas atendendo os critérios da legislação e que as cozinhas comunitárias têm grande potencial para contribuir na sustentabilidade global necessitando de apoio da gestão pública para seu desenvolvimento.
  • LUKAS BARBOSA VEIGA DE MELO
  • ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA COBERTURA VEGETAL NO MICROCLIMA EM DIFERENTES AMBIENTES DO CARIRI PARAIBANO.
  • Data: 28/08/2023
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A Caatinga, bioma de clima semiárido que possui a maior biodiversidade do mundo, apresenta mais de 50% do seu território em processo de degradação resultado de anos de intervenção humana. Esses processos de degradação impactam diversos fatores que regem o funcionamento do ecossistema, como a temperatura e umidade do solo, resultando na diminuição da capacidade de regeneração natural e acelerando fenômenos que impactam o meio ambiente, como o caso da desertificação. Este estudo teve como objetivo analisar a influência de diferentes tipos de cobertura do solo, em ambientes de uma região semiárida na Paraíba, sob variáveis climáticas cruciais para a regulação desse ecossistema. A coleta de dados envolveu informações de temperatura, umidade do solo e precipitação obtidas de 12 estações meteorológicas automáticas distribuídas na área de estudo. Além disso, foram empregados dados sobre a cobertura do solo, obtidos por meio do índice de vegetação MSAVI derivado de imagens do satélite Sentinel 2. A análise compreendeu a observação das tendências climáticas durante diferentes períodos, ajustados de acordo com a sazonalidade das chuvas na região entre os anos de 2017 e 2021. Para tal, foram aplicados testes de correlação de Spearman, análises de distribuição utilizando os testes de Kruskal-Wallis e Nemenyi, além de técnicas de agrupamento pelo método K-means. Os resultados indicam que ambientes com vegetação mais conservada manifestam menor sensibilidade às variações climáticas entre os períodos, promovendo, assim, uma maior estabilidade climática para o ecossistema. Especificamente, a estação meteorológica em São Sebastião do Umbuzeiro, caracterizada como um ambiente de referência com condições superiores de conservação, demonstrou os valores mais baixos de temperatura do solo, principalmente em termos de temperaturas máximas. Como também, exibiu uma variação reduzida na umidade do solo durante distintos eventos de precipitação, o que delineia um ecossistema mais resiliente em relação aos processos erosivos.
  • NATACHA OLIVEIRA DE SOUZA
  • A INFLUÊNCIA DA PAISAGEM NA DISPONIBILIDADE DOS SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS PARA O MAXIXE (Cucumis anguria L.): IMPACTO NOS POLINIZADORES E NA PERCEPÇÃO DOS PRODUTORES AGRÍCOLAS
  • Orientador : DENISE DIAS DA CRUZ
  • Data: 31/07/2023
  • Hora: 13:30
  • Mostrar Resumo
  • A constante expansão da agricultura tem exigido cada vez mais dos ambientes naturais, minando sua biodiversidade e a oferta de serviços disponíveis por ela. O que nos leva a uma preocupação futura, visto que, há tendências de crescimento populacional e aumento do número de famintos no mundo. Uma maneira de contribuir com a produção de alimentos e conservação desses ambientes ao longo do tempo, é potencialização das paisagens que integram agroecossistemas e remanescentes naturais, uma vez que, paisagem menos simplificadas, com maior diversidade paisagística, são mais amigáveis a natureza. Para isso, é necessário entender como esses benefícios são ofertados, e como o principal elo entre o agroecossistema e a natureza, ou seja, o homem, pode contribuir e ser beneficiado por essa abordagem. O presente trabalho, tem como objetivo avaliar a influência da paisagem na oferta dos serviços ecossistêmicos e percepção ambiental dos agricultores, a partir de um gradiente de diferentes distâncias ao fragmento florestal mais próximo e de métricas da paisagem, de modo a analisar o fornecimento de visitantes florais, decomposição, herbivoria e produtividade. Para isso, será necessário observar e avaliar a ofertas dos serviços citados, que contribuem diretamente para às práticas agrícolas. De modo que, ao final do trabalho, tenhamos dados para comparar e correlacionar a oferta dos serviços ambientais, a percepção dos agricultores e o distanciamento dos fragmentos florestais. Bem como comparar com outros cenários, para motivar o planejamento de conservação e transição das práticas agrícolas para manejos mais sustentáveis.
  • NATASHA CAROLINA MELO DINIZ
  • DESENVOLVIMENTO DE ÁLCOOL GEL ESPESSADO POR BIOPOLÍMERO CELULÓSICO EM ALTERNATIVA AO CARBÔMERO
  • Data: 26/07/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Com a pandemia da Covid-19, provocada pela disseminação do vírus SARS-CoV-2, surgiu a necessidade de cuidados redobrados com a higienização de mãos e superfícies. A Organização Mundial da Saúde (OMS), recomenda em alguns casos a utilização de sanitizantes a base de álcool, e por questões de mitigação de riscos de acidentes, recomenda-se o produto apresentado em gel. Com a isenção de registro deste produto por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), abriu-se a possibilidade da utilização de biopolímeros em substituição ao carbômero, polímero sintético, que pode acarretar danos a ambientes aquáticos e em alergias. O objetivo geral dessa pesquisa será desenvolver formulação e método de produção de álcool gel a base de hidroxietilcelulose (HEC), obtendo um produto que atenda a características desejadas pelo consumidor, seja eficaz e seguro, a partir de procedimentos acessíveis. Foram testadas formulações variando concentrações de 0,5 a 1,0% de HEC. Foram realizadas análises reológicas para a caracterização do produto. Ainda são necessários testes microbiológicos e análise de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) para avaliar a eficácia e concentração alcóolica.
  • NATASHA CAROLINA MELO DINIZ
  • DESENVOLVIMENTO DE ÁLCOOL GEL ESPESSADO POR BIOPOLÍMERO CELULÓSICO EM ALTERNATIVA AO CARBÔMERO
  • Data: 26/07/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Com a pandemia da Covid-19, provocada pela disseminação do vírus SARS-CoV-2, surgiu a necessidade de cuidados redobrados com a higienização de mãos e superfícies. A Organização Mundial da Saúde (OMS), recomenda em alguns casos a utilização de sanitizantes a base de álcool, e por questões de mitigação de riscos de acidentes, recomenda-se o produto apresentado em gel. Com a isenção de registro deste produto por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), abriu-se a possibilidade da utilização de biopolímeros em substituição ao carbômero, polímero sintético, que pode acarretar danos a ambientes aquáticos e em alergias. O objetivo geral dessa pesquisa será desenvolver formulação e método de produção de álcool gel a base de hidroxietilcelulose (HEC), obtendo um produto que atenda a características desejadas pelo consumidor, seja eficaz e seguro, a partir de procedimentos acessíveis. Foram testadas formulações variando concentrações de 0,5 a 1,0% de HEC. Foram realizadas análises reológicas para a caracterização do produto. Ainda são necessários testes microbiológicos e análise de infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) para avaliar a eficácia e concentração alcóolica.
  • WALDEMAR JUSTO DO NASCIMENTO NETO
  • Percepção local e a influência humana na distribuição de Subulo gouazoubira (Fisher, 1814) em uma área protegida do Cerrado, nordeste do Brasil”
  • Data: 30/06/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Dentre os desafios encontrados pelas equipes de gestão das unidades de conservação está gerir tais unidades em pleno equilíbrio ambiental e social com a presença e participação da população local. A presença das populações na zona de amortecimento, podem gerar ameaças a vida silvestre, principalmente através da caça e da perda de habitat. Ao mesmo tempo que esse mesmo grupo, por interagirem frequentemente com a vida silvestre, adquirem e desenvolvem amplo conhecimento sobre a presença de animais em área protegida, usos locais e ameaças a fauna local. Sendo essas informações de grande importância para a conservação de espécies; e a percepção ambiental é uma ferramenta utilizada para a coleta dessas informações. No Brasil, a espécie Subulo gouazoubira vem sendo afetada pela caça, por doenças transmitidas por animais domésticos, pela perda e destruição de habitat, ameaças que estão relacionadas com as atividades humanas. Nesta pesquisa, através de entrevista semiestruturadas, com base na ciência cidadã e por meio de armadilhas fotográficas, verificamos a percepção dos moradores do entorno e dos funcionários do PARNA de Sete Cidades, em relação ao comportamento, distribuição e uso de S. gouazoubira; além de obtermos registros desses animais na região do Parque. Especificamente, buscamos: i) avaliar variações na percepção e no uso em relação a ocupação do entrevistado; ii) compreender a relação do uso do solo e da formação florestal com a presença de veados no Parque e; iiii) analisar a ocupação de S. gouazoubira no Parque usando dados de ciência cidadã e por meio de armadilhas fotográficas. Os resultados do Capítulo 1, referente aos dados de percepção ambiental apresentaram que 61,69% (n=95) dos moradores da zona de amortecimento conhecem e visualizaram a espécie estudada no Parque ou em sua comunidade, enquanto para os funcionários 100% (n=28) afirmaram conhecer e terem avistado S. gouazoubira, assim não foi possível detectar uma diferença significativa através de análises estatísticas entre as duas categorias. No capítulo 2, através de armadilhas fotográficas, foram registrados 14 animais em oito (08) pontos distintos, sendo que o Ponto 6 teve a maior taxa de detecção (13,33%). E foram registrados 162 avistamentos de veados através da visualização coletadas pela ciência cidadã, onde a estrada do portão sul foi o local onde ocorreu o maior número de avistagens (n=80) representando 49,4 % dos avistamentos. Conclui-se que a área ocupada pelas categorias dos entrevistados indica uma diferença na percepção da espécie. E baseado nos resultados das armadilhas fotográficas e ciência cidadã é observado a ocorrência da espécie de forma homogênea, ou seja, não existe uma área de preferência da espécie.
  • GABRIELA LEITE ALVES SARAIVA
  • PERCEPÇÃO DOS GESTORES MUNICIPAIS SOBRE A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA PARAÍBA: UMA AVALIAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS
  • Data: 29/06/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • RESUMONo Brasil, apesar dos avanços nas políticas ambientais, estas ainda se mostramfragmentadas, objetivando resolver problemas que se avolumam na sociedade.Assim como outras cidades em desenvolvimento, os municípios da Paraíbaapresentam inúmeros problemas ambientais, fruto das ações antrópicas e lacunasnas suas políticas públicas, inclusive as direcionadas à Educação Ambiental. Estapesquisa objetiva analisar as políticas públicas de Educação Ambiental emmunicípios da Paraíba e avaliar a percepção ambiental dos gestores dessesmunicípios sobre Educação Ambiental e Meio Ambiente. Foram analisados osinstrumentos normativos, programas, projetos e ações relacionados à EducaçãoAmbiental dos municípios de João Pessoa e Campina Grande e avaliada apercepção ambiental de 104 gestores destes municípios, por meio de questionáriocom escala de medida. Os resultados mostraram que os dois municípios têmbuscado desenvolver ações, programas e projetos, mesmo que de forma pontual efragmentada. João Pessoa foi o que apresentou o maior número de ações emEducação Ambiental. E apesar dos avanços, a ausência de uma Política Municipalde Educação Ambiental nos municípios atrasam a consolidação de políticas públicascontínuas e estruturantes. A percepção dos gestores revelou a necessidade deformação e capacitação na área ambiental, que pode contribuir no engajamentoambiental e na qualidade do serviço prestado à sociedade. Com base nos resultadosobtidos, é fundamental que os municípios promovam parcerias e integrem setoresda administração pública, possibilitando a abordagem transversal Wincorporada emdiversas políticas, programas, projetos e ações municipais, ampliando seu alcance eimpacto. Por fim, é crucial estabelecer mecanismos de monitoramento e avaliaçãopara acompanhar o progresso e os resultados, fortalecendo a participação dacomunidade e tornando a Educação Ambiental uma política pública municipalcontínua e transformadora.
  • JÉSSICA ARETZ CUNHA RODRIGUES DA SILVA
  • PAISAGEM E MANEJO AGRÍCOLA SUSTENTÁVEL: INFLUÊNCIA NA PERCEPÇÃO, NOS POLINIZADORES E NA PRODUÇÃO DE MARACUJÁ-AMARELO (Passiflora edulis f. flavicarpa Deneger)
  • Orientador : DENISE DIAS DA CRUZ
  • Data: 29/06/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A agricultura é uma das principais fontes econômicas no Brasil, sendo as exportações fundamentais para a economia. Porém, não pode deixar de destacar a importância da agricultura familiar, pois é desse segmento que o brasileiro obtém seu alimento. Para ter alta produtividade e produtos de qualidade, os espaços agrícolas dependem de um ambiente saudável. Além desse papel de destaque social, se torna importante compreender a percepção dos agricultores e agricultoras familiares quanto aos serviços ecossistêmicos. Esta pesquisa tem como objetivo geral avaliar o efeito da paisagem na disponibilidade de polinizadores do maracujá e na percepção ambiental desses agricultores. As coletas foram realizadas no Assentamento Oiteiro de Miranda, localizado no município de Lucena, Litoral Norte paraibano. Em cada ponto de coleta foram dispostos 5 buffers a diferentes distâncias, onde foi realizada a classificação de uso e cobertura de solo para análise em multiescala. Foi usado o método indivíduo-focal para identificaçaõ dos polinizadores.Os frutos, foram avaliadas segundo suas características físicas e o valor de teor de sólidos solúveis (°Brix) e uma análise estatística de regressão entre características físicas e a abundância de polinizadores. Com relação à percepção dos agricultores, realizamos entrevistas semiestruturadas com assentados maiores de 18 anos e os dados qualitativos analisados através do pacote Quanteda, do R. Os resultados do efeito da paisagem mostram que o solo exposto tem efeito negativo na riqueza de espécies em 100m e 250m, mostrando que essa classe pode afetar negativamente a disponibilidade e obtenção de recursos para espécies polinizadoras ou pilhadoras. Quanto aos frutos, as características físicas são muito similares, havendo diferença apenas no número de sementes. Dessa forma, é de fundamental importância que haja uma maior número de áreas cobertas. Quanto à percepção dos agricultores, não houve significância na relação entre escolaridade de quantidade de serviços percebidos, nem na relação entre os gêneros. Porém, com a relação entre as categorias do serviços ecossistêmicos e gênero, houve um resultado significativo para serviços de Suporte. As análises não corroboraram nossa hipótese, com exceção do serviço de suporte, no entanto, as respostas obtidas através das entrevistas foram fundamentais para a compreensão da visão desses trabalhadores sobre aspectos sociais e ambientais e como eles se veem afetados pelo meio que os cercam.
  • HÉRCULES GONÇALVES DE ALMEIDA MEDEIROS
  • Bioestímulo de solo de milhocultura com resíduo de malte de cevada oriundo do setor cervejeiro artesanal
  • Data: 29/04/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O milho é um importante cereal produzido e consumido em várias partes do mundo, e a produção brasileira ocupa um dos primeiros lugares no ranking. Na região Nordeste do Brasil, o cultivar apresenta um importante papel para a segurança alimentar e garantia renda para a população. A agroindústria é um setor em crescimento na Paraíba, e a indústria cervejeira está em destaque no setor. O seu crescimento está associado à geração de resíduos em altas quantidades. O resíduo de malte de cevada está dentre esses, que possuem alto conteúdo nutricional, valor agregado, e corresponde a cerca de 85% da geração total de resíduos orgânicos. Contudo, o resíduo é subutilizado e ainda pouco explorado, devido à dificuldades tecnológicas e carência de pesquisas, principalmente para a agricultura. Sendo assim, o objetivo desse estudo é elucidar o potencial agrícola que este resíduo apresenta por meio do possível estímulo sobre a microbiota do solo, que é intimamente ligada ao desenvolvimento vegetal, favorecendo a fertilidade na produção. Para isso, um experimento foi conduzido consistindo em cultivos de milho (Zea mays) em cantoneiras preenchidas com solo de areia ou jardim, testando substratos com diferentes proporções de Resíduo de malte de cevada. Após 50 dias de cultivo, foi obtida a massa seca da parte aérea, raízes, bem como as medições da altura da planta, número de folhas e área foliar. Os solos do dia 0 e 50 do cultivo foram coletados para análise microbiológica dos grupos de Bactérias Heterotróficas, a fim de observar variações na população durante o experimento para cada tratamento. Os dados da microbiota de solo e Biomassa vegetal foram examinados para a normalidade e homogeneidade de variâncias, e depois adotou-se o teste não-paramétrico de Kruskal- Wallis para verificar diferenças entre tratamentos com o teste a posteriori de Dunn para comparações par-a-par. Os dados de biomassa vegetal foram esquematizados por Análise de componentes principais e esquematizados em log(x), com dois eixos. Os tratamentos T3 e T4 com 5% e 10% da presença do RMC apresentaram rendimentos consideráveis para a biomassa vegetal, superiores ao tratamento controle T1: T3 biomassa das raízes (266%) e diâmetro foliar (25%). T4 apresentou rendimento maior em biomassa das raízes (141%), biomassa do caule (21%), diâmetro foliar (20%, altura (15%) e número de folhas (14%).
  • LINDOVAL SERRANO DA FONSECA
  • AVALIAÇÃO DA VIABILIDADE TÉCNICA DO REVESTIMENTO DE QUITOSANA PROVENIENTE DE RESÍDUOS DE CAMARÃO PARA O USO NA MAÇARANDUBA (Manilkara triflora)
  • Data: 01/03/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A Maçaranduba é uma fruta nativa do Nordeste, Norte e Centro-Oeste, presente na Mata Atlântica, Cerrado e região Amazônica, ela pode ser encontrada em alguns estados como a Paraíba, porém ainda é uma fruta relativamente desconhecida. Aumentar a produção do fruto é necessário para torná-la uma fruta com destaque e trazer ganhos econômicos para seus produtores. Para isso é necessário aumentar o tempo de vida de prateleira do fruto, para que a fruta seja transportada para maiores distâncias a fim de buscar novos mercados, e isso pode ser realizado através de tecnologias sustentáveis como o revestimento de frutas. Desse modo, a aplicação de revestimento em frutas aparece como uma alternativa sustentável para a manutenção da qualidade do fruto. Outra importante atividade econômica da região nordeste é a criação do camarão. Porém, muitos resíduos do beneficiamento do camarão são descartados sem os cuidados necessários e acabam poluindo o meio ambiente e buscar a destinação adequada para esses resíduos é fundamental. A partir desses resíduos pode-se extrair a quitina e produzir a quitosana, que é um biopolímero com potencial de revestimento de fruta que tem mostrado eficácia comprovada no aumento da vida de prateleira e na manutenção de propriedades organolépticas de frutas em estudos anteriores. O objetivo do presente trabalho é verificar a viabilidade técnica do revestimento da maçaranduba com a quitosana extraída de resíduos de camarão, visando aumentar o tempo da vida de prateleira, além de trazer benefícios para o meio ambiente com a reutilização de resíduos de camarão. A metodologia proposta busca otimizar a extração da quitosana, utilizar a quitosana extraída para revestir a maçaranduba e verificar por meio de análises físicas e químicas e estatísticas os efeitos da aplicação do revestimento durante 20 dias em frutas armazenadas em temperatura ambiente e de refrigeração. Foi obtida a quitosana de resíduos de camarão com grau de desacetilação de 80,53%. Por meio da otimização multiobjetivo os parâmetros ideais do processo de extração de quitosana foram encontrados, obtendo-se rendimento de 3,637g/100g e pureza de 84,584%. Após revestimento dos frutos, as análises físicas e químicas realizadas apresentaram diferenças estatisticamente significantes nos testes ANOVA e Tukey (p-value<0,05%), sendo possível concluir que os frutos armazenados em temperatura de refrigeração tiveram maior tempo de prateleira em comparação aos frutos em temperatura ambiente. Também foi verificado que os frutos revestidos com quitosana e a quitosana comercial em temperatura de refrigeração conseguiram manter as características físicas, químicas e organolépticas por maior período de tempo em comparação aos grupos sem revestimento.
  • FELIPE JULIÃO PEREIRA
  • CRESCIMENTO URBANO E IMPACTOS AMBIENTAIS EM UMA SUB-BACIA URBANA NO NORDESTE BRASILEIRO
  • Data: 28/02/2023
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O crescimento urbano é predominantemente impulsionado pelo aumento de atividades econômicas, se manifestando através da demanda por áreas construídas, criando paisagens antrópicas, pressionando o ambiente natural. Esse fenômeno pode ser identificado em várias regiões do mundo, como é o caso de Santa Rita, município da Paraíba, nordeste brasileiro. O município passou por uma intensa expansão urbana nas últimas décadas, resultando em diversos problemas ambientais, principalmente nos ambientes aquáticos. Entre esses, destacase o Rio Tibiri, responsável pelo abastecimento de água de parte da população urbana e serve como fonte de recreação, lazer e pesca. Com isso, o objetivo principal deste é avaliar o crescimento urbano e os impactos ambientais na sub-bacia do Rio Tibiri em Santa Rita, Paraíba, decorrentes do processo de urbanização. Esta pesquisa tem uma abordagem qualiquantitativa, com natureza de pesquisa aplicada, sendo uma pesquisa exploratória onde foi usada a pesquisa bibliográfica e estudo de caso como técnicas. O processo de urbanização e seus principais fatores foram estudados a partir de levantamento bibliográfico e elaboração de mapas de uso e ocupação do solo no software QGIS a partir da década de 1980, utilizando a base de dados do MapBiomas. Para identificação dos impactos, foram realizadas visitas para utilização do método checklist e registros fotográficos em períodos secos e chuvosos. O levantamento da percepção ambiental foi realizado com base em 400 entrevistas do tipo semiestruturadas e para análise das entrevistas foi usada estatística descritiva simples e análise de conteúdo. Os dados revelaram que 86,21% da população de Santa Rita residia na área urbana em 2010, sendo o maior período de crescimento da população urbana entre os anos de 1970 e 1980 (76%). A expansão urbana na sub-bacia se deu principalmente na década de 1980, com a criação do Bairro dos Municípios e loteamentos na margem esquerda do Rio Tibiri. A economia de Santa Rita é aquecida por diversas indústrias, empresas de serviço e comércio e pelo agronegócio, sendo opção de moradia para trabalhadores de outras regiões do Estado que buscam residências próximas à capital por um menor custo. Os mapas de uso e ocupação do solo revelaram uma redução na área da classe “agropecuária” e aumento das áreas das classes “área não vegetada” e de “floresta”. Os impactos ambientais na sub-bacia do Rio Tibiri revelaram que três pontos no alto curso do rio se encontram com classificação ambiental “boa” e no baixo curso um ponto foi classificado como “regular” e um como “ruim”. Em relação à percepção ambiental, a categoria de visão sistêmica foi a mais evidente nas evocações em relação aos impactos da urbanização e problemas de lançamento de esgoto e resíduos sólidos nos rios. As propostas de melhorias foram relacionadas ao saneamento ecológico, drenagem sustentável e coleta seletiva e para a recuperação do rio foram propostas ações de biorremediação com biofilme e ações de educação ambiental. Enfatiza-se que devido à situação atual do Rio Tibiri é urgente a necessidade de se estabelecer medidas mitigadoras a fim de evitar o aumento da degradação deste rio. Estas medidas trarão inúmeros benefícios ambientais e sociais exigindo esforço conjunto do poder público e da sociedade.
  • JOAO ALBERTO LINS FILHO
  • Uso de plantas medicinais no tratamento de enfermidades do sistema urogenital na Paraíba
  • Data: 28/02/2023
  • Hora: 08:00
  • Mostrar Resumo
  • Plantas medicinais são utilizadas ao longo dos anos em diferentes localidades do mundo no tratamento de diversas enfermidades. Relacionado a patologias do sistema urogenital, a presente pesquisa tem como objetivo registrar as espécies de plantas medicinais que são conhecidas e utilizadas no tratamento de infecção urinária, incontinência urinária, doença renal crônica, hipertrofia prostática, câncer do trato urogenital masculino e feminino e cálculos renais, por pacientes atendidos no ambulatório nas enfermarias do Hospital Universitário Lauro Wanderley - HULW-UFPB, pacientes atendidos nos consultórios do Espaço Saúde, localizados nos municípios de Guarabira e João Pessoa e profissionais urologistas. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com os pacientes do ambulatório, consultórios (público e particulares) e profissionais urologistas durante o período de desenvolvimento do estudo. Os dados que obtidos poderão contribuir para caracterizar a diversidade de plantas medicinais utilizadas no tratamento de doenças relacionadas com o sistema urogenital no estado da Paraíba.
  • GIULIA BEATRIZ MOTA DA SILVA
  • PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE FREQUENTADORES E SISTEMA DE INDICADORES DE PARQUES URBANOS DA CIDADE DE JOÃO PESSOA/PB, PARA AVALIAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS
  • Data: 23/02/2023
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O intenso processo de urbanização, aliado à visão dos recursos naturais como infinitos, leva a alterações consideráveis no ambiente. O modelo de expansão urbana difundido nos países latino-americanos, com o uso predominante de infraestrutura cinza, supressão de áreas verdes e geração de poluição, causa a degradação da qualidade ambiental, resultando em danos socioambientais e econômicos que comprometem a qualidade de vida nas cidades. Diante desse contexto, há a crescente necessidade de investimento em planejamento urbano, de forma a promover adaptação e aumentar a resiliência desses ambientes. A criação de áreas verdes urbanas desponta como instrumento fundamental para esse fim, pois, além de promover a recuperação dos serviços ecossistêmicos (SE) essenciais, elas proporcionam também saúde e qualidade de vida para a população. O investimento em elementos de infraestrutura verde urbana envolve os processos de caracterização das áreas existentes e a verificação de suas potencialidades para o fornecimento de SE, além da percepção das necessidades da população. Nesse sentido, o desenvolvimento de pesquisas que forneçam subsídios técnicos para a gestão ambiental é essencial para a promoção de cidades sustentáveis. Entre os procedimentos mais utilizados em estudos ambientais atualmente, estão o uso de indicadores e a avaliação da percepção ambiental da população, que são fundamentais para os tomadores de decisão. Diante do exposto, este trabalho teve por objetivo utilizar as ferramentas da percepção ambiental e dos indicadores para avaliar a prestação de serviços ecossistêmicos (SE) nos parques Parahyba 2 (PP2) e Zoobotânico Arruda Câmara (PZAC), localizados na cidade de João Pessoa-PB. Inicialmente, a metodologia consistiu em revisão bibliográfica, seguida por visitas in loco e caracterização das áreas de estudo. Posteriormente, foi desenvolvido e aplicado, via meio eletrônico, um questionário estruturado para a avaliação da percepção ambiental dos frequentadores dos parques, abrangendo a caracterização sociodemográfica dos participantes e questões acerca dos SE de provisão, regulação, habitat, culturais e sobre a estrutura e gestão dos locais; nesta etapa foram feitas 250 entrevistas em cada parque. Por fim, os dados obtidos foram utilizados para o desenvolvimento do Índice de Percepção dos Serviços Ecossistêmicos prestados por Parques Urbanos (IPSEPU), e foi desenvolvida uma classificação para o fornecimento de SE pelos parques, a partir do resultado do IPSEPU. Os resultados evidenciaram que os parques estudados possuem características e objetivos diferentes e são percebidos pela população frequentadora também de forma distinta quanto aos SE prestados. O estudo da percepção ambiental mostrou uma baixa percepção dos SE de provisão, em ambos os parques. Já os serviços de habitat, regulação e culturais se destacaram nos dois parques, contudo, encontrou-se maior percepção desses no PZAC. A aplicação do IPSEPU forneceu resultados de 0,5997 e 0,6332, respectivamente, para o PP2 e o PZAC, o que enquadrou ambos na categoria intermediária quanto ao fornecimento de SE. Conclui-se que o IPSEPU permitiu identificar as potencialidades e fragilidades atuais na provisão de SE através dos indicadores individuais oriundos da percepção da população frequentadora, e pode servir como ponto de partida para o estabelecimento de metas e estratégias de gestão ambiental. Ademais, a metodologia utilizada nesta pesquisa é totalmente adaptável e pode ser utilizada em outras categorias de parques de diferentes contextos urbanos.
  • CYBELLE CRYSTINNE DO PRADO MARINHO
  • Aproveitamento dos resíduos de açaí para obtenção de combustíveis suatentáveis
  • Data: 08/02/2023
  • Hora: 20:00
  • Mostrar Resumo
  • Para mitigar as preocupações ambientais e atender à crescente demanda energética é imprescindível encontrar alternativas de combustíveis renováveis e de baixa emissão. A agroindústria do açaí é uma das cadeias produtivas com grande geração de resíduo e sem um beneficiamento estabelecido. Estima-se que a cada 100 toneladas de frutos processados para obtenção de polpa, 80 toneladas de resíduos são geradas. A necessidade do gerenciamento dos resíduos sólidos dispostos nos ambientes urbanos ocasionou uma busca constante por alternativas viáveis que minimizem os impactos ambientais causados por estes materiais. O setor da aviação civil tem focado em combustíveis sustentáveis para aviação e tem apostado em utilizar resíduos agroindustriais para a produção de combustível sustentável para a aviação. Já que a aviação possui um enorme impacto no sistema climático sendo responsável por 2 a 3% das emissões totais de gases de efeito estufa das ações antrópicas. Nesse contexto, o objetivo deste projeto é avaliar o processo de pirólise de biomassa residual de açaí para obtenção de combustível sustentável para aviação. Na metodologia, inicialmente está sendo realizado um diagnóstico do volume de resíduo de açaí através de pesquisa exploratória. Na preparação da matéria-prima o resíduo de açaí passou por um processo de lavagem e secagem e após este processo, a semente do açaí seguiu para a etapa de pré-tratamento com ácido sulfúrico (H2SO4), onde realizou-se a caracterização físico-química e morfológica da biomassa, entre as quais, a análise térmica realizada sob atmosfera inerte de nitrogênio (N2) a um fluxo de 100 mL/min, na faixa da temperatura ambiente com elevação até 900 °C e taxa de aquecimento de 10 °C/min. Posteriormente, a biomassa passará pela etapa de pirólise para a produção do bio-óleo, seguido de um processo de hidrotratamento em Reator Parr com o objetivo de remover os compostos oxigenados e obter hidrocarbonetos na faixa do bioquerosene. Para avaliar os constituintes do bio-óleo e dos hidrocarbonetos serão realizadas análises de Cromatografia Gasosa (CG), Espectroscopia no Infravermelho por Transformada de Fourier (FTIR) e Análises Termogravimétricas (TG/DTG).
  • HABYHABANNE MAIA DE OLIVEIRA
  • Validação e aplicação de escalas de medidas ambientais para avaliar atitudes ambientais de alunos do sertão paraibano
  • Data: 01/02/2023
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Uma expressiva quantidade de pessoas ainda percebe o ambiente como recurso a degradar e consumir, estabelecendo uma relação predatória com o ambiente. É veemente a necessidade de educar ambientalmente os cidadãos para melhor percepção de suas atitudes sobre essa questão. Para mensurar essas atitudes, escalas de medidas são aplicadas, tais como as escalas Children’s Environmental Attitudes and Knowledge Scale – CHEAKS (Escala de Atitudes Ambientais e Conhecimento para Crianças) e a New Ecological Paradigm – NEP (Novo Paradigma Ecológico). O objetivo geral dessa pesquisa foi analisar a atitude ambiental de estudantes do sertão paraibano por meio da aplicação e validação dessas escalas de medidas ambientais internacionais. Ambas as escalas foram estruturadas segundo o modelo da Escala de Likert, com 15 (NEP) e 36 (CHEAKS) itens. A área de estudo foi o município de Patos, Paraíba e abrangeu uma amostragem de 140 estudantes do ensino fundamental e 342 estudantes do ensino médio. As escalas foram validadas quanto a semântica, a confiabilidade e consistência interna (teste de alfa de Cronbach e correlação item-total) e a análise fatorial (Índice Kaiser Meyer-Olkin - KMO e esfericidade de Barlet). A análise de provável variação de atitude entre gêneros ou entre escolas também foram analisados. A escala NEP reportou boa confiabilidade (alfa = 0,84) com análise fatorial explicando 51,36% da variação em três fatores. A escala CHEAKS foi validade com a necessidade de rejeição de alguns 10 itens, tendo a versão final validade com 26 itens, onde o valor de KMO revelou não ser adequado o uso da análise fatorial para explicar suas variações. Os estudantes reportam fragilidades quanto a atitudes relacionadas ao limite de crescimento das sociedades humanas e quanto à atitudes anti-antropocêntrica. Aspectos relacionados ao afeto tendem a influenciar o compromisso verbal deles, mas, não se relaciona com o compromisso real. As escalas podem auxiliar no acompanhamento escolar dos alunos quanto a aquisição de atitudes pro-ambientais positivas.
2022
Descrição
  • ALEXANDRE SPERA GALLI
  • AVALIAÇÃO DE PLANOS DE GESTÃO E PROPOSTAS DE MITIGAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS: CONTRIBUIÇÕES À GESTÃO AMBIENTAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO MARINHAS
  • Data: 31/08/2022
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A instituição de áreas protegidas, ou, simplesmente, unidades de conservação, é uma das ferramentas mais efetivas para promover a conservação da biodiversidade e a diminuição dos impactos negativos no meio ambiente, contribuindo significativamente para o desenvolvimento sustentável. Mesmo sendo periodicamente remetidas a novos contextos e novas necessidades, as áreas protegidas seguem se adaptando e colaborando para o atendimento dos interesses sociais em termos de conservação de inúmeros valores apresentados pela natureza e a manutenção dos serviços prestados por seus ecossistemas. Contudo, para a perpetuação da gestão sustentável dessas atividades é necessário conhecer assertivamente os impactos ambientais existentes e, principalmente, as ações para mitigá-los. Nesse sentido, este trabalho averiguou se as atividades dos Programas de Gestão definidas no encarte do Plano de Manejo do Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha (PEMAV) foram bem delineadas e permitiram a minimização das ações impactantes estabelecidas nos grupos temáticos: “Pressão antrópica, Uso Público, Gestão, Comunicação e Conscientização”, sem a necessidade de adequações e complementos de informações. Para essa análise foi desenvolvida uma nova metodologia de avaliação de impactos, a qual possibilitou a identificação das ações de alto, médio e baixo grau de impacto. Do total de 39 ações impactantes, 21 foram consideradas de alto grau de impacto, 17 de médio grau e 1 de baixo grau. Procedeu-se a discussão das 21 de alto grau por serem as que requerem medidas mitigadoras emergenciais. Também, uma análise documental do encarte foi procedida com o objetivo de exaltar os pontos positivos e contribuir com sugestões de melhoria para esse manuscrito. O resultado dessas análises culminou na demanda de elementos complementares com vistas a efetiva implementação dos Programas de Gestão e a uma correção geral do encarte. Além disso, uma avaliação de impactos ambientais com a nova ferramenta para esse fim foi promovida para 3 ambientes recifais (Ilha de Areia Vermelha, e piscinas naturais de Picãozinho e Seixas) existentes na área compreendida pelas Unidades de Conservação Marinhas Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha (PEMAV) e Área de Proteção Ambiental Naufrágio Queimado (APANQ), com o intuito de identificar os impactos negativos mais relevantes, principalmente de atividades turísticas, existentes nesses locais. Impactos como: pisoteio; ancoragem; poluição hídrica; sobrepesca; turismo desordenado; ausência de pesquisas de monitoramento ambiental; falta de conscientização ambiental e ausência de projeto de sensibilização e educação ambiental” (visitantes, comunidade do entorno, estudantes); e qualidade da água dos rios e estuários, foram os mais significativos, sendo que para alguns desses foram propostas alternativas tecnológicas de cunho documental e sustentáveis, visando a mitigação dessas pertubações. Consta na metodologia deste trabalho, a análise dos dados do plano de manejo do PEMAV e observação “in loco” (PEMAV e APANQ), com levantamento de impactos observados, pelas técnicas das matrizes de interação de SWOT e de Leopold adaptada, bem como da utilização de dados secundários de pesquisas e entrevistas com atores envolvidos com essas localidades.
  • ALEXANDRE SPERA GALLI
  • AVALIAÇÃO DE PLANOS DE GESTÃO E PROPOSTAS DE MITIGAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS: CONTRIBUIÇÕES À GESTÃO AMBIENTAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO MARINHAS
  • Data: 31/08/2022
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A instituição de áreas protegidas, ou, simplesmente, unidades de conservação, é uma das ferramentas mais efetivas para promover a conservação da biodiversidade e a diminuição dos impactos negativos no meio ambiente, contribuindo significativamente para o desenvolvimento sustentável. Mesmo sendo periodicamente remetidas a novos contextos e novas necessidades, as áreas protegidas seguem se adaptando e colaborando para o atendimento dos interesses sociais em termos de conservação de inúmeros valores apresentados pela natureza e a manutenção dos serviços prestados por seus ecossistemas. Contudo, para a perpetuação da gestão sustentável dessas atividades é necessário conhecer assertivamente os impactos ambientais existentes e, principalmente, as ações para mitigá-los. Nesse sentido, este trabalho averiguou se as atividades dos Programas de Gestão definidas no encarte do Plano de Manejo do Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha (PEMAV) foram bem delineadas e permitiram a minimização das ações impactantes estabelecidas nos grupos temáticos: “Pressão antrópica, Uso Público, Gestão, Comunicação e Conscientização”, sem a necessidade de adequações e complementos de informações. Para essa análise foi desenvolvida uma nova metodologia de avaliação de impactos, a qual possibilitou a identificação das ações de alto, médio e baixo grau de impacto. Do total de 39 ações impactantes, 21 foram consideradas de alto grau de impacto, 17 de médio grau e 1 de baixo grau. Procedeu-se a discussão das 21 de alto grau por serem as que requerem medidas mitigadoras emergenciais. Também, uma análise documental do encarte foi procedida com o objetivo de exaltar os pontos positivos e contribuir com sugestões de melhoria para esse manuscrito. O resultado dessas análises culminou na demanda de elementos complementares com vistas a efetiva implementação dos Programas de Gestão e a uma correção geral do encarte. Além disso, uma avaliação de impactos ambientais com a nova ferramenta para esse fim foi promovida para 3 ambientes recifais (Ilha de Areia Vermelha, e piscinas naturais de Picãozinho e Seixas) existentes na área compreendida pelas Unidades de Conservação Marinhas Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha (PEMAV) e Área de Proteção Ambiental Naufrágio Queimado (APANQ), com o intuito de identificar os impactos negativos mais relevantes, principalmente de atividades turísticas, existentes nesses locais. Impactos como: pisoteio; ancoragem; poluição hídrica; sobrepesca; turismo desordenado; ausência de pesquisas de monitoramento ambiental; falta de conscientização ambiental e ausência de projeto de sensibilização e educação ambiental” (visitantes, comunidade do entorno, estudantes); e qualidade da água dos rios e estuários, foram os mais significativos, sendo que para alguns desses foram propostas alternativas tecnológicas de cunho documental e sustentáveis, visando a mitigação dessas pertubações. Consta na metodologia deste trabalho, a análise dos dados do plano de manejo do PEMAV e observação “in loco” (PEMAV e APANQ), com levantamento de impactos observados, pelas técnicas das matrizes de interação de SWOT e de Leopold adaptada, bem como da utilização de dados secundários de pesquisas e entrevistas com atores envolvidos com essas localidades.
  • DANILO WILSON LEMOS MENEZES
  • ENTRE A DEVASTAÇÃO E A CONSERVAÇÃO: UMA HISTÓRIA AMBIENTAL DA MATA DO BURAQUINHO - PARAÍBA (1585 – 2014)
  • Data: 30/08/2022
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa foi analisar o processo histórico de ocupação humana e as relações que as sociedades pretéritas estabeleceram com a natureza no território florestal conhecido hoje como Mata do Buraquinho e adjacências, de 1585 a 2014, elaborando uma narrativa histórica e cartográfica das relações entre sociedade e natureza neste espaço geográfico. Utilizamos, enquanto escopo teórico, numa perspectiva interdisciplinar de abordagem, a História Ambiental; o conceito de Antropoceno enquanto período histórico marcado pelos processos coloniais e as concepções de Rugosidades históricas de Milton Santos. As narrativas foram elaboradas após a análise das fontes históricas, constituídas principalmente em arquivos, acervos e em campo, perfazendo uma coleção documental bastante diversa e ampla. De modo a conduzir a interpretação crítica das fontes, utilizamos o método indiciário de Ginzburg, além dos conceitos de Silêncio Cartográfico de Harley, de Silêncios da História de Le Goff e de Metabolismo Urbano da História Ambiental Urbana. No intuito de responder os objetivos da pesquisa utilizamos ainda, como artifício metodológico, a ferramenta analítica das três dimensões da História Ambiental de Worster (a reconstituição das paisagens naturais, as relações materiais e as relações subjetivas entre sociedade e natureza), de modo a possibilitar a compreensão dos eventos e a construção da narrativa. O que a pesquisa nos mostrou é que este remanescente florestal é, na verdade, uma floresta predominantemente secundária, de formação recente e absolutamente antropogênica, cuja antropização intensa cessou a poucas décadas apenas. Estas qualidades recorrentes que a atribuem como um remanescente ‘natural’ de Mata Atlântica ou como sendo possuidora de uma vegetação ‘original’, precisam ser revistas ou, no mínimo, relativizadas e problematizadas. Pudemos confirmar também nossos pressupostos e hipóteses em relação a complexidade das relações estabelecidas entre as sociedades históricas diversas que ali estiveram e as naturezas também diversas que representou a Mata do Buraquinho em diferentes momentos históricos. Elaborações maniqueístas não poderiam responder pelo processo histórico da Mata do Buraquinho, que não é uma resultante óbvia, unicamente de um projeto preservacionista ou conservacionista e, tampouco, poderia ser explicada no presente como um resquício feliz ou a exceção de um processo de devastação generalizada. Eventos de preservação e devastação estiveram quase sempre presentes, um ou outro prevalecendo em determinadas circunstancias ou conjunturas. As vezes em diálogo, por vezes em contradição e, em determinados eventos, em profunda confusão, tornando difícil inclusive sua distinção.
  • CLARA YASMIM DE SOUZA LUCENA
  • AMBIENTES LÊNTICOS URBANOS NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO: UMA ANÁLISE DOS IMPACTOS DAS ALTERAÇÕES DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO E PROPOSTAS DE MITIGAÇÃO.
  • Data: 29/08/2022
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O uso e a ocupação do solo influenciam diretamente na quantidade e na qualidade de água nos mananciais hídricos. As modificações que ocorrem na bacia hidrográfica decorrentes das ações antrópicas provocam o aumento da entrada de nutrientes fosfatados e nitrogenados nesses corpos d’água podendo acelerar o processo de eutrofização. A lagoa natural que dá nome ao município de Lagoa Nova – RN vem sofrendo há alguns anos com os problemas decorrentes das ações antrópicas no seu entorno. O aumento da entrada de nutrientes na mesma, provenientes do lançamento irregular de efluentes domésticos acarretou na eutrofização desse ecossistema e consequentemente na mortandade dos peixes. É preocupante a ausência de conhecimento científico acerca dos impactos ambientais que o processo de ocupação provoca no solo, na biodiversidade dos ecossistemas e no âmbito sócio econômico no município. Nesse contexto o presente trabalho surge com o objetivo de avaliar o impacto do uso e ocupação da terra na qualidade da água da lagoa natural e apresentar dados que possam contribuir para o planejamento de ações que viabilizem a recuperação deste ambiente e proporcionem melhoria na qualidade de vida das populações. Para isso foi feito um levantamento referente ao impacto do uso e ocupação da terra na qualidade da água da lagoa e uma avaliação da qualidade da água da mesma visando propor alternativas sustentáveis para a recuperação desse ecossistema.
  • YUIRI CORDEIRO DOS SANTOS
  • ANÁLISE DOS CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS PROVENIENTES DA IMPLANTAÇÃO DO COMPLEXO BEIRA-RIO, NO PROGRAMA JOÃO PESSOA SUSTENTÁVEL
  • Orientador : MARIA CRISTINA BASILIO CRISPIM DA SILVA
  • Data: 29/08/2022
  • Hora: 11:00
  • Mostrar Resumo
  • As mudanças no uso do solo e o adensamento populacional são características da urbanização. A má distribuição dos bens sociais, como infraestrutura, condições de moradia, poder e participação, causa vulnerabilidades sociais que atingem a população de baixa renda, causando injustiças ambientais. A maior parte dos assentamentos espontâneos das cidades brasileiras localizam-se nas margens dos corpos hídricos e encostas de morros. A urbanização modifica o ciclo hidrológico e coloca essa população sob risco de inundação, alagamento e deslizamento de terra, e o lançamento de esgoto e resíduos sólidos chega aos corpos hídricos, causando riscos à saúde. Essas mudanças climáticas, produto do desenvolvimento econômico, também são percebidas em escala global mas são tratadas como uma “crise ambiental” proveniente do crescimento populacional humano e do atraso tecnológico dos países do Sul Global. Como solução, foi desenvolvido pelo discurso ambientalista hegemônico, o conceito de desenvolvimento sustentável, mantendo a ideia do crescimento mas através de soluções ecológicas propostas pelo mercado. Surgiram os modelos de cidades sustentáveis e passaram a ser aplicados nos países periféricos, principalmente através de bancos internacionais como o Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID) e suas empresas parceiras. Esses projetos promovem o uso de tecnologias para recuperação de ambientes degradados, diminuição da emissão de Gases do Efeito Estufa (GEEs), mas propõem sobretudo mudanças fiscais e de governança e o endividamento público. Nos locais onde vivem as vítimas de injustiças ambientais, essa requalificação urbana resulta na remoção das famílias que convivem ali há décadas e promove formas de gentrificação pela promoção de serviços ecossistêmicos em locais de baixo custo imobiliário, os quais passam a ter interesse desse mercado. O Programa João Pessoa Sustentável (PJPS) faz parte da Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis (ICES), do BID e realizará entre outras atividades, as obras do Complexo Beira-Rio (CBR), criando um Parque Linear nas margens do Rio Jaguaribe e removendo mais de 900 famílias de 8 comunidades localizadas na região, 3 delas às margens do rio. Esta pesquisa-ação realizada nas comunidades São Rafael e Tito Silva, utilizou a observação participante e a cartografia social para investigar o conflito socioambiental resultante deste processo, traçando seu histórico, identificando os agentes envolvidos, seus interesses, associações e escala de poder; os aspectos ambientais, como atuam no conflito e como se relacionam com a população; e sob quais injustiças ambientais essas populações estão submetidas, assim quais estão sendo propostas pelo projeto. Observou-se a formação de um Movimento por Justiça Ambiental (MJA), composto por moradores e organizações comunitárias, movimentos sociais e a universidade, os quais atuam através da articulação comunitária, produção própria de dados e ação-direta. Estão presentes no conflito, a apropriação dos recursos ambientais, dos impactos gerados pela ação humana e natural e em torno dos conhecimentos ambientais. Foram identificados também, atos de omissão e de comissão relacionados com as injustiças ambientais, com o direcionamento dos problemas ambientais para essas comunidades e a falta de espaços que promovam serviços ecossistêmicos. Os resultados desta pesquisa estão servindo como base para a construção de um Projeto Popular Alternativo de iniciativa do MJA, representando o interesse das comunidades.
  • ANNA FERNANDA BEATRIZ AMORIM CAVALCANTE
  • Caminhos da Ambientalização Curricular em cursos de licenciatura em Ciências Biológicas de Universidades Públicas da Paraíba: Abordagem institucional e percepção docente
  • Data: 26/08/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A inserção da dimensão ambiental no currículo é uma necessidade surgida tanto pela crise socioambiental atual, quanto pela demanda de ações envolvendo o processo de Educação Ambiental como uma política pública de educação. Essa pesquisa tem como objetivo compreender aspectos legais e pedagógicos do processo de ambientalização curricular em cursos de licenciatura de universidades públicas da Paraíba. Foram analisados dois cursos de licenciatura em Ciências Biológicas de duas universidades públicas: Universidade Federal da Paraíba e Universidade Federal de Campina Grande. Com a análise dos Projetos Pedagógicos de Curso (PPC) percebemos que os cursos englobam a maioria das características necessárias para a ambientalização curricular, porém o curso da UFPB não englobou as características “Considerar os aspectos cognitivos e afetivos, éticos e estéticos” e “Espaços de reflexão e participação democrática”, o curso da UFCG não englobou esta última. Ao analisar as 54 ementas e as referências bibliográficas das disciplinas do curso, constatamos que 12,96% (n=7) das disciplinas do curso de Ciências Biológicas da UFPB contemplam elementos referentes a temática socioambiental. Na UFCG, das 46 disciplinas ofertadas no curso 19,56% (n=9) apresentaram envolvimento com o tema. O envolvimento dos educadores (n=99) foi verificado pela análise do currículo Lattes (pesquisa, extensão e publicações na área) no período de 2017-2020, constando que 32,3% (n=32) possuem algum tipo de envolvimento com a temática socioambiental; dos docentes somente 4,0% (n=4) reportaram envolvimento em atividades de ensino (organização de eventos e/ou participação em programas de pós-graduação com produtividade na área ambiental); nenhum docente ofertou disciplina optativa na área; a análise de produtividade revelou que 22,2% (n=22) publicaram artigos científicos com enfoque ambiental e que 21,2% (n=21) possuem projetos de extensão que abarcam a temática. O conhecimento e percepção dos docentes foi analisado por meio da aplicação de uma escala de medida com afirmações relacionadas ao tema. A escala foi validade pelo teste de Alfa Cronbach, que reportou valor satisfatório (α = 0,77), confirmando sua confiabilidade e consistência. Dos docentes que responderam a Escala (n=36), 50% (n=18) afirmaram não saber sobre a inclusão da dimensão ambiental nos currículos; a maior parte (80,5%, n=29) concordou que necessita de capacitação para desenvolver melhor a temática em suas disciplinas, 41,6% (n=15) não considerou as universidades como “espaço educador sustentável” e 38,9% (n=14) apresentaram-se indiferentes quando questionadas sobre o envolvimento do curso no processo de ambientalização curricular. Os resultados encontrados serão didaticamente organizados em portifólio e enviado para os docentes e a coordenação dos cursos, servindo como diagnóstico para possíveis tomadas de decisão da comunidade acadêmica, além de apresentar sugestões de ações socioambientais e pedagógicas. Espera-se, que esse mapeamento do cenário curricular acerca da ambientalização desses cursos bem como da percepção e envolvimento de seus docentes sobre a temática ambiental, sirva de ferramenta norteadora para possíveis decisões voltadas para a adaptação dos currículos, além de estimular os professores na busca de aperfeiçoamento e envolvimento em ações acerca da temática ambiental.
  • MARIA CLARA RODRIGUES DE LIMA
  • DESENVOLVIMENTO DE METÓDO VOLTAMÉTRICO PARA DETERMINAÇÃO DE CARBENDAZIM EM ÁGUAS DE RIO E ESTUDO DE VIABILIDADE ECONÔMICA PARA MONITORAMENTO AMBIENTAL
  • Data: 29/07/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Estudos científicos pelo mundo vêm sendo desenvolvidos para reduzir e prevenir a poluição de corpos hídricos e proporcionar um aumento na eficiência dos monitoramentos de contaminantes nessas águas. Os pesticidas têm despertado atenção de pesquisadores sob variados aspectos, como o controle dos níveis de contaminação em níveis traço desses compostos em diferentes matrizes ambientais. O desenvolvimento de metodologias analíticas capazes de identificar e quantificar esses compostos, nesta ordem, tem se mostrado relevante devido à sua natureza tóxica, carcinogênica e mutagênica. Nesse sentido, a voltametria ganha espaço pela sua alta sensibilidade, alta seletividade, versatilidade, praticidade e seu baixo custo. Nesse estudo, objetiva-se o desenvolvimento de um método voltamétrico para detecção e determinação do pesticida Carbendazim (CAR), bem como estudar a viabilidade econômica para aplicá-lo como método de análise pelos órgãos ambientais do Estado da Paraíba. O CAR (97,0%) e todos os demais reagentes utilizados foram adquiridos da Sigma-Aldrich. As soluções aquosas foram preparadas com água deionizada e as soluções estoque de CAR (1 x 10-2 mol L-1) foram preparadas em ácido sulfúrico 0,1 mol L-1, com diluições posteriores realizadas conforme o interesse de análise. As medições voltamétricas foram realizadas em uma célula eletroquímica equipada com três eletrodos, a saber: pasta de carbono (EPC, eletrodo de trabalho de confecção própria nas proporções de pó de grafite (75%) e óleo mineral (25%), com contato elétrico através de uma haste de cobre), Ag/AgCl (eletrodo de referência) e um fio de platina (eletrodo auxiliar). A eletroatividade do CAR foi investigada a partir de experimentos de VC usando uma velocidade de varredura (v) de 100 mV s–1. Para VPD, utilizou-se uma amplitude de pulso (a) de 25 mV, um tempo de modulação (tm) de 70 ms, um incremento de potencial (∆Es) de 2 mV e uma v de 5 mV s-1. A otimização dos parâmetros do método de determinação foi realizada por planejamento fatorial completo 23, as variáveis envolvidas foram tm, a e v. Aplicações reais foram realizadas mediante análises de amostras de águas de rio e potável. A precisão do método foi avaliada em termos de repetibilidade e reprodutibilidade e valores aceitáveis de rsd abaixo de 5% foram encontrados (solução CAR 5,5 × 10-6 mol L–1). A faixa linear dinâmica obtida foi de 9,9 × 10-7 a 4,5 × 10-5 mol L-1, com limite de detecção (LD) de 3,9 × 10-7 mol L-1 (74, 9 µg L-1), calculado a partir do desvio padrão de 13 medidas de brancos e o coeficiente angular da curva analítica. A técnica desenvolvida foi avaliada em detrimento da sua viabilidade econômica, técnica e ambiental, mostrando-se promissora em todos estes aspectos. A viabilidade econômica foi analisada com base no modelo de fluxo de caixa, com o auxílio das ferramentas de Valor Presente Líquido (VPL), Taxa Interna de Retorno (TIR), Relação Custo Benefício e o Período de Payback Descontado. Os resultados obtidos foram extremamente animadores, com uma VPL positiva de R$ 228.087,59 no primeiro ano de implantação do método, além de um período de payback descontado igual a 10 meses e 18 dias e uma TIR no primeiro ano de 1193,02%. Tais resultados presumem que o método além de viável, pode ser lucrativo, contribuindo com a economia do dinheiro público em R$ 5.540.631,20 em um período de 20 anos. Além disso, a técnica voltamétrica promove em 20 anos uma redução no consumo de H2SO4 (99,84%), NaOH (99,77%) e CAR (85,00%), respectivamente. Além disso, estima-se, nesses 20 anos, a extinção do uso de solventes orgânicos usados em técnicas cromatográficas (exemplo: cloreto de metileno, acetona, metanol e hexano), com redução equivalente a 4.231,72 litros.
  • ELY EWERTON AMORIM LOPES
  • O TELHADO VERDE NA MANUTENÇÃO DE SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS
  • Data: 28/07/2022
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A urbanização altera drasticamente o meio ambiente, especialmente em países do Sul Global marcados por processos de adensamento urbano desordenado. Os telhados verdes são apontados como uma forma de recuperar parcialmente serviços ecossistêmicos perdidos, a exemplo da regulação do ciclo hidrológico ou manutenção biodiversidade urbana. Contudo, a aplicação dessa tecnologia ainda é pouca expressiva no Brasil, especialmente na região nordeste. Nesse sentido, o estudo teve quatro objetivos: 1) avaliar o ciclo de vida e o desempenho de espécies ruderais na construção de telhados verdes; 2) avaliar a influência da proximidade de remanescentes florestais sob biodiversidade de visitantes florais e o desempenho (crescimento e floração) de espécies ruderais; 3) Investigar a capacidade de retenção do volume precipitado; 4) Investigar a percepção dos profissionais de construção em relação ao papel dos telhados verdes, a aplicabilidade e aos serviços ecossistêmicos proporcionados. Foram instalados protótipos de telhados verdes com 4.8 m² em quatro bairros de João Pessoa com diferentes configurações de fragmentos florestais no entorno, chamados de verdes e cinzas. Duas plantas ruderais foram utilizadas, Tridax procumbes e Richardia grandiflora, contendo cinco réplicas cada espécie por protótipo. O desempenho vegetativo e reprodutivo das coberturas vegetais foi monitorado por avaliações semiquantitativas e análises de imagens aéreas. A biodiversidade de visitantes florais foi acompanhada por observações naturalistas pelo método indivíduo-focal. O desempenho hidrológico dos telhados verdes foi mensurado pelo volume retido de precipitações em escala diária. Além disso, foi avaliada a percepção dos profissionais da construção civil sobre telhados verdes através de questionários. As plantas ruderais R. grandiflora e T. procumbes apresentaram bom desempenho no período chuvoso, com rápido crescimento e abundante floração. Não suportaram o período seco, contudo sua estratégia reprodutiva proporcionou a criação de um banco de sementes que permitiu o repovoamento espontâneo dos telhados verdes. A presença de telhados verdes se mostrou importante na atração de polinizadores, sugerindo que podem atuar como nicho suplementar para espécies, principalmente em áreas mais verdes que, em geral, suportam maior diversidade de visitantes florais. Os telhados verdes apresentaram capacidade de retenção superiores a 50% para precipitações diárias de até 40 mm/dia, sendo negativamente influenciada aumento do volume precipitado e pela condição de dias antecedentes chuvosos. Além disso, o tipo de cobertura vegetal não causou diferenças no desempenho hidrológico. Para precipitações mais intensas (>40 mm), é indicado a integração de outras medidas de controle de escoamento na fonte. Os profissionais da construção relataram pouca familiaridade com os telhados verdes, além de ínfima procura e oferta pelo serviço na cidade, sendo os arquitetos mais atuantes. Os serviços ecossistêmicos mais relevantes foram de regulação térmica e hidrológica. As principais dificuldades apontadas foram a falta de interesse do cliente e a carência de informação técnica, tendo como formas de melhorias atividades de sensibilização da população e inclusão do tema nos currículos universitários, além da criação de incentivos governamentais.
  • MARCEL SILVA LUZ
  • EXPERIÊNCIAS AGROECOLÓGICAS EM ASSENTAMENTOS DO MST: A transição agroecológica em assentamentos do MST na PB
  • Data: 28/04/2022
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A questão da concentração fundiária e a luta pela terra consistem em pautas relevantes do ambientalismo no Brasil, destacando-se os atores oriundos da sociedade civil como movimentos sociais organizados que encampam esta discussão. O Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), o maior movimento camponês da América Latina, para além de pautas sociopolíticas, traz em seu horizonte programático a agroecologia enquanto um paradigma de relacionamento entre indivíduo, sociedade e natureza. Esta pesquisa foi desenvolvida em três assentamentos em transição agroecológica, localizados na Zona da Mata Paraibana e teve como objetivo principal verificar as potencialidades e limites do sistema de produção agroecológica desenvolvido pelos assentamentos do MST-PB. E como objetivos específicos: 1) analisar a inserção da temática ambiental nas pautas do MST e o processo histórico desta transição; 2) compreender o caráter simbólico da agroecologia para e no MST; 3) identificar as resistências e concordâncias dos assentados ao processo de transição agroecológica; e 4) levantar as particularidades da agroecologia na experiência do MST. A revisão bibliográfica, a pesquisa de campo, observação sistemática, a aplicação de entrevistas semiestruturadas foram as ferramentas utilizadas para a coleta dos dados. Os discursos manifestos foram analisados segundo o método de análise de conteúdo temático categorial. Os resultados da avaliação destes discursos revelaram que a agroecologia praticada e existente no programa do MST tem características próprias não em razão do Movimento em si, mas relacionada a sua aplicação por um movimento camponês partícipe da luta pela terra e do movimento por justiça ambiental. A agroecologia é vista pelo MST não apenas como novos paradigmas de conhecimentos, mas como um horizonte estratégico e uma práxis envolvida na luta de classes. Evidenciou-se também que a transição agroecológica para o MST-PB tem contornos próprios, adquirindo um caráter permanente em face das limitações produtivas nos assentamentos e em nome da preservação de algo essencial ao Movimento, que é a produção de alimentos para a população.
  • KLEBSON CORDEIRO COSTA
  • QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO AR EM AMBIENTES CLIMATIZADOS
  • Data: 31/03/2022
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • A climatização automática dos ambientes internos utilizada para proporcionar maior conforto aos ocupantes, está relacionada à saúde dos indivíduos, uma vez que ela pode proporcionar o desenvolvimento e disseminação de micro-organismos patógenos aos seres humanos, como fungos, bactérias, ácaros, entre outros. Em ambientes hospitalares, a qualidade do ar pode impactar no agravamento da saúde dos pacientes ou no desenvolvimento de infecções hospitalares. Com enfoque na importância de monitoramento do ar desses locais, o presente estudo tem como objetivo avaliar a qualidade microbiológica do ar interno em dois ambientes hospitalares localizados na cidade de João Pessoa-PB, Brasil. A quantificação de patógenos no ar em locais climatizados dos hospitais foi realizada por um impactador de bioaerossol do tipo Andersen. As amostras foram incubadas a 25oC por sete dias para as determinações das populações fúngicas. Para a caracterização e identificação as amostras foram submetidas à microcultura, e diferenciadas através da morfologia reprodutiva via microscopia. Medições da concentração de dióxido de carbono, umidade e temperatura também foram utilizados para avaliar a confortabilidade proporcionada pelo ar. As amostram de ar no ambiente hospitalar 01 apresentaram menor quantidade de fungos anemófilos em comparação ao ambiente hospitalar 02, onde nove dos onze ambientes, apresentaram densidade fúngica maior do que o limite estipulado pela legislação. Os gêneros fúngicos com maior abundância nos dois ambientes foram Penicillium, Aspergillus, Cladosporium além das leveduras e dos espécimes não identificados. Em relação aos aspectos de confortabilidade, as amostram de CO2 da unidade hospitalar 02 apresentam níveis acima do recomendado pela legislação. Os resultados mostram a necessidade do monitoramento na qualidade de ar desses ambientes para auxiliar na manutenção e promoção de saúde dos seus ocupantes.
  • NATALIA MARQUES DE ALMEIDA LIMA MIRANDA
  • AGRICULTURA FAMILIAR: SUSTENTABILIDADE E PERCEPÇÃO DOS SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS EM COMUNIDADE DO AGRESTE PARAIBANO, NORDESTE DO BRASIL
  • Orientador : DENISE DIAS DA CRUZ
  • Data: 30/03/2022
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, a agricultura familiar corresponde a 77% dos estabelecimentos agropecuários e abastece boa parte dos alimentos consumidos pela população. Grande parte dos agricultores utilizam métodos de produção pouco sustentáveis, que podem acelerar a produção, mas podem comprometer a saúde dos trabalhadores, da população e do ambiente onde essas atividades são desenvolvidas. O presente trabalho teve como objetivo analisar o nível de sustentabilidade e a percepção quanto aos serviços ecossistêmicos da atividade agrícola familiar desenvolvida na Comunidade Chã de Jardim, localizada na zona de amortecimento do Parque Estadual Mata do Pau Ferro, no município de Areia, Paraíba (Nordeste do Brasil). A comunidade tem como principal atividade o desenvolvimento da agricultura familiar e do turismo de base rural. Foi aplicado o indicador MESMIS (dimensões sociais, económicas e ambientais), com coletas técnicas (qualidade da água e solo), a realização de entrevistas semiestruturadas e foi realizada a análise SWOT. Foram entrevistados 26 agricultores da comunidade. As três dimensões analisadas se encontram parcialmente sustentáveis. De acordo com a matriz SWOT, destacam-se como forças e oportunidades a alta qualidade produtiva e o fortalecimento da agricultura familiar, e como fraquezas e ameaças, a baixa disponibilidade de água para irrigação e inexistência de ATER. Ao serem questionados sobre sua percepção advindas de residirem próximo a UC, os entrevistados apontaram vantagens relacionadas ao seu bem-estar como melhor qualidade de vida e desvantagens voltadas à falta de oportunidade de emprego, por exemplo. Sobre os serviços ecossistêmicos, 100% dos entrevistados mencionaram serviços de provisão como importantes (água e alimentos). Conforto térmico e qualidade do ar foram citados pela maioria dos entrevistados, porém, serviços de regulação fundamentais para práticas agrícolas, como polinização e ciclagem de nutrientes foram pouco citados ou não chegaram a ser mencionados durante a entrevista. Concluiu-se que os serviços ecossistêmicos são percebidos pelos agricultores de maneira significativa, podendo ainda ser ampliada, para que sejam adotadas melhores práticas agrícolas e manejo consciente dos recursos naturais.
  • LAISA THAYSE GOMES DE MEDEIROS
  • Detecção do vírus SARS-COV-2 em rio urbano de João Pessoa/PB - Brasil
  • Data: 16/03/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A pandemia de COVID-19 provocada pelo SARS-CoV-2 tem mobilizado pesquisadores de todo o mundo na busca de conhecimentos acerca da doença, porém, muitos aspectos relacionados com a forma como o vírus se dissemina no ambiente permanecem desconhecidos. O SARS-CoV-2 tem como principal forma de transmissão as vias respiratórias, através de gotículas expelidas por pessoa contaminada e vias de contato, uma vez que as gotículas podem se depositar em superfícies com as quais outras pessoas podem ter contato. A transmissão de SARS-CoV-2 por via oral-fecal carece de evidências robustas e permanece discutível, no entanto, a presença de material genético em águas residuais pode ser utilizada no mapeamento comunitário de casos. Dada a precariedade no sistema de esgotamento sanitário, bem como no tratamento de águas residuais antes de seu lançamento em corpos hídricos, o presente trabalho se propõe a avaliar a presença do SARS-CoV-2 no Rio Jaguaribe em João Pessoa – PB e sua relação com a qualidade da água do mesmo. Para tanto foram coletadas em dois períodos do ano amostras de água do Rio Jaguaribe em 10 pontos para a detecção e quantificação do material genético do vírus e realização das análises físico-químicas e bacteriológicas. Os dados epidemiológicos foram coletados pela Plataforma Painel COVID-19 do Governo Municipal de João Pessoa-PB, que disponibiliza as informações atualizadas diariamente. Os dados relacionados com o saneamento básico foram coletados do SNIS (2019) e IBGE (2010), e os demais dados socioambientais relacionados aos bairros contemplados no estudo foram coletados no IBGE (2010). Em alguns pontos de coleta, as condições socioambientais encontradas foram a presença de habitações subnormais nas margens do rio Jaguaribe, e despejo de efluentes e resíduos sólidos em seu leito. Em relação à primeira coleta, as amostras de água de 30% dos pontos submetidas a detecção do SARS-CoV-2, demonstraram resultados positivos, assim como em 60% dos pontos da segunda coleta. Na correlação desses resultados com os dados socioeconômicos, identificou-se que bairros com piores indicadores socioambientais são mais propensos para a presença do material genético do vírus na água. Embora alguns parâmetros tivessem dentro dos padrões estabelecidos na legislação, nas análises físico-químicas e bacteriológicas, os resultados apontaram para uma degradação da qualidade ambiental.
  • MARIA LUISA PALITOT REMÍGIO ALVES
  • AVALIAÇÃO DO RISCO DE DESASTRES POR INUNDAÇÃO NO MUNICÍPIO DE BARREIROS, PERNAMBUCO, BRASIL
  • Data: 24/02/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os desastres por inundação são frequentes no Brasil e decorrentes, muitas vezes, da alta vulnerabilidade social da população que habitam às margens de rios que atravessam os centros urbanos. Barreiros, município localizado no litoral Sul do estado de Pernambuco, se destaca por periodicamente sofrer com esses eventos, afetando a população ribeirinha e deixando muitos habitantes desalojados e com perdas de seus pertences. Este trabalho teve por objetivo avaliar a vulnerabilidade da população residente em áreas propensas a risco de desastres por inundação na zona urbana do município de Barreiros, Pernambuco. Para a indicação das áreas suscetíveis à inundação, foi utilizado o algoritmo descritor de terreno Height Above the Nearest Drainage (HAND), desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), que necessita apenas do Modelo Digital de Elevação (MDE) como dado de entrada. Foram comparadas as resoluções espaciais dos MDEs, da missão do satélite Alos com sensor de radar Palsar, de 12,5 m x 12,5 m, e do sensor remoto a laser LiDAR, de 1,0 m x 1,0 m, reamostrado para a resolução espacial de 5,0 m x 5,0 m. Foi feito o registro de eventos históricos de inundação a partir de visitas de campo, com o apoio da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Barreiros (COMPDEC) e entrevistas com os atores sociais que residem próximos aos rios da zona urbana do município e que serviram para o estudo do perfil socioeconômico dos habitantes mais afetados pelas recorrentes inundações. Foram definidas as áreas inundáveis com o uso do HAND, divididas em três classes de suscetibilidade (baixa, média e alta), e comparado os resultados com o mapa da mancha de inundação do evento ocorrido em 2017, disponibilizado pela Agência Pernambucana de Água e Clima (APAC). Os resultados foram validados por meio da análise estatística da assertividade dos pontos ditos inundados e não inundados com o objetivo de verificar a eficiência da modelagem. Em seguida, foram criados mapas de uso e ocupação do solo, presença de Áreas de Preservação Permanente (APPs), declividade e conforto domiciliar que juntos formaram o mapa de Adequabilidade à Habitação. Como principais resultados, foram identificadas as áreas de alta, média e baixa suscetibilidade a inundações na área de estudo, com 72,6% de assertividade da mancha de inundação em relação aos pontos de controle. Em relação à mancha de inundação de 2017 da APAC, chegou-se a uma sobreposição de 89,7% pelo modelo HAND. Verificou-se também a distribuição das pessoas mais afetadas pela inundação de 2017, que representaram 66,2% dos pontos de controle que se encontram em áreas irregulares como nas APPs da área urbana. Por meio das entrevistas foi verificado que a população vulnerável a risco de desastres por inundação apresenta baixo nível de instrução, renda familiar baixa, compreende que vive em condição de risco e mesmo assim encontra-se satisfeita com o local em que habita. A partir do mapa de Adequabilidade à Habitação foram determinados os locais que são apropriados para uma possível realocação dos moradores, que vivem em APPs e em áreas indicadas como de alta suscetibilidade à inundação. Também foi indicado que as áreas passíveis de desocupação podem servir para a população, como a criação de parques para incentivar o lazer e venda do artesanato local, assim como a revitalização das APPs como um trabalho de educação ambiental com a população barreirense.
  • ANA MAYARA ANDRIOLA MEDEIROS
  • Estudo da relação da qualidade do ar com a Pandemia do coronavírus e diagnóstico ambiental do material particulado no município de João Pessoa/PB.
  • Data: 23/02/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A poluição atmosférica é um dos problemas mais importantes do mundo atual devido aos inúmeros efeitos prejudiciais capazes de afetar a saúde humana e o meio ambiente, dentre os poluentes, o material particulado (MP) é um dos principais encontrado nas áreas urbanas. Além disso, outro grande problema do mundo atual é a pandemia do novo Coronavírus, que perdura até os dias de hoje. Diante disso, o objetivo geral do estudo é: O primeiro capítulo trata-se de uma revisão de literatura acerca da estreita relação entre a qualidade do ar e a contaminação pelo Coronavírus (SARS-CoV-2). O segundo capítulo é sobre as implicações das medidas restritivas de isolamento social nas emissões de material particulado antes e durante a pandemia, para os anos de 2019 e 2020. Neste capítulo é possível observar que as restrições impostas pelo Decreto Estadual n° 4606-R/2020 em duas cidades do Espírito Santo, influenciaram na concentração de MP10 na cidade de Vitória (ES) que teve redução de 23% nos níveis de MP10; já para a cidade de Vila Velha (ES) não foi identificada variação considerável na concentração de MP10. O terceiro capítulo aborda caracterização do material particulado na cidade de João Pessoa- PB/Brasil, através do monitoramento de MP na orla e no centro da cidade. Para a coleta de MP2,5 e MP10, será utilizado o equipamento Hi-vol, amostrador de grande volume (AGV) seguindo as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, NBR 9547 e NBR 13412. As amostragens serão realizadas em dois pontos selecionados, no período de 24 horas por sete dias consecutivos para cada tamanho de partícula, totalizando 28 amostras. A caracterização de íons e metais será realizada pela metodologia de Cromatografia de Íons (IC) e Espectrometria de Emissão Atômica por Plasma Indutivamente Acoplado (ICP-OES), respectivamente. Por fim, o tratamento de dados envolverá análise estatística através da correlação de Pearson que irá relacionar os íons e metais com dados meteorológicos. Espera-se obter informações acerca da qualidade do ar na cidade de João Pessoa através dos níveis de poluição do ar em pontos da orla pessoense e do centro da cidade e, sobretudo, contribuir para a sociedade que respira este ar, pois sabe-se que a qualidade do ar está diretamente relacionada com a qualidade de vida.
  • VINICIUS NOVO DA SILVA
  • FRAGILIDADE AMBIENTAL E PROPOSTA DE ZONEAMENTO AMBIENTAL PARA O MUNICÍPIO DE PRINCESA ISABEL - PB
  • Data: 22/02/2022
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O município de Princesa Isabel na Região Geográfica Intermediária de Patos enfrenta um processo de degradação ambiental em virtude das atividades socioeconômicas em sua maioria associadas a agricultura, potencializado pela inexistência de instrumentos de gestão que permitam a otimização do ordenamento territorial. Dessa forma, a presente pesquisa teve como objetivo geral elaborar uma proposta de zoneamento ambiental para o município de Princesa Isabel – PB. O seu desenvolvimento se deu seguindo três etapas, uma de revisão bibliográfica, uma de campo, e uma etapa de gabinete focada na elaboração de mapas temáticos desenvolvidos no Software livre QGIS. Os mapas foram de pedologia, uso e cobertura da terra, declividade, índice de vegetação por diferença normalizada (IVDN), fragilidade ambiental potencial e emergente, áreas de preservação permanente (APP), áreas prioritárias de conservação e zoneamento ambiental. Os mapas foram trabalhados em uma escala temporal, com utilização de imagens dos satélites LANDSAT 5 e 8 referentes aos anos de 1985, 1998, 2005, 2017 e 2020. Os métodos adotados para o desenvolvimento dos estudos de fragilidade tiveram como referência os modelos que sugerem uma hierarquização dos componentes avaliados, e sua classificação qualitativo-numérica. Os resultados obtidos apresentam uma variação intensa no uso e cobertura do município ao longo dos anos, com prevalência das classes de vegetação esparsa e vegetação rala, que possuem relação com o desenvolvimento das atividades antrópicas e variação pluviométrica. A fragilidade ambiental potencial e fragilidade emergente no município são mais expressivas no grau forte, e evidenciam o papel da cobertura vegetal sobre o grau de fragilidade ambiental, bem como a interação com os demais componentes da natureza.
  • MARIA LUCINEIDE GOMES DA SILVA
  • SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DOS MUNIC PIOS DO CRATO, JUAZEIRO DO NORTE E BARBALHA – CRAJUBAR
  • Data: 18/02/2022
  • Hora: 10:30
  • Mostrar Resumo
  • Acredita-se que para se alcançar o desenvolvimento sustentável a nível local, os gestores e formuladores de políticas públicas, devem avaliar e monitorar o nível de sustentabilidade, o que pode ser realizado por meio de indicadores. Os indicadores de sustentabilidade s o instrumentos que fornecem informações que permitem avaliar as consequências do modelo de desenvolvimento adotado, além de orientar as tomadas de decisão acerca de medidas que busquem melhorar a qualidade de vida para a população local. Nesse contexto o objetivo deste trabalho é avaliar o nível de sustentabilidade socioambiental dos municípios de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha, os quais formam a conurbação urbana, denominada de CRAJUBAR. Localizada no sul do estado do Ceará, essa é considerada como o maior adensamento populacional do interior do estado, possuindo um alto crescimento econômico e altas taxas de urbanização. Para alcançar o objetivo proposto realizou-se adaptações no Índice de Desenvolvimento Sustentável para Municípios (IDSM), metodologia desenvolvida por Martins & Cândido no ano de 2008. Essa é composta por 44 indicadores agregados em seis dimensões, a qual permite a análise do nível de sustentabilidade em espaços geográficos de escalas municipais, desenvolvida com base a duas outras ferramentas existentes e consolidadas, o Índice de Desenvolvimento Sustentável do Brasil (IDS Brasil), e o  Índice de Desenvolvimento Sustentável para Territórios Rurais (IDSTR). Devido características da região, as alterações realizadas, foram a remoção dos indicadores ‘Número de conselhos municipais” e “Número de acesso à  justiça’, na dimensão Político-Institucional, e a inclusão de oito indicadores na dimensão Ambiental. A inclusão desses ocorreu devido ao grande patrimônio ambiental natural da área de estudo, a maior parte desses foram adquiridos por meio de técnicas de geoprocessamento. Como resultado observou-se que a região apresenta um nível de sustentabilidade insatisfatório, com valor de 0,4886, considerado de Alerta. Constatou-se que Juazeiro do Norte apresenta o melhor Índice com nível Aceitável, e Barbalha o pior panorama, apresentando uma situação Crítica na dimensão Cultural. Ressalta-se que a dimensão Político-Institucional é a mais problemática, por apresentar nível de Alerta em todos os municípios e possuir indicadores com variáveis que influenciam diretamente o desempenho das demais dimensões, e assim no desempenho da sustentabilidade do CRAJUBAR. Frisando o fato de que nenhuma dimensão alcançou o nível considerado como ideal e a constante presença de situações de alerta, evidencia a necessidade do poder público e tomadores de decisão local, trabalharem em prol da melhoria dos  índices.
  • MARIANA MUNIZ NUNES
  • Utilização medicinal de espécies da família Cactaceae no semiárido do Brasil: Um estudo de caso na Paraíba
  • Data: 11/01/2022
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo registrou o uso de espécies medicinais da família Cactaceae, com o objetivo de realizar um levantamento sobre a versatilidade, consenso de uso e importância das espécies, em seis comunidades rurais do semiárido do nordeste do Brasil. Os usos medicinais foram registrados a partir de entrevistas semiestruturadas com 182 chefes de família. A avaliação do conhecimento foi realizada através dos índices de Importância Relativa (IR) e Frequência Relativa de Citação (FRC). Para avaliação dos sistemas corporais com maior importância local foi utilizado o Fator de Consenso dos Informantes (FCI). Foram registradas seis espécies de Cactaceae de uso medicinal: Cereus jamacaru jamacaru (115 citações), Melocactus sp. (120), Opuntia ficus indica (5), Pilosocereus gounellei (19), Pilosocereus sp. (4) e Tacinga inamoena (4). O cálculo da Importância Relativa demonstrou que a espécie mais versátil foi C. jamacaru jamacaru (IR = 2). Com relação ao índice FRC a espécie Melocactus sp. obteve destaque (FRC = 0,56). A partir do cálculo do FCI o Transtorno do sistema respiratório (FCI = 0,96) obteve o maior valor. Portanto, foi possível observar que as comunidades rurais estudadas compartilham de um conhecimento relativamente síncrono em relação às espécies medicinais de Cactaceae pois, a maioria das citações foram para usos medicinais semelhantes, como, por exemplo, o tratamento de problemas do sistema respiratório. Deste modo, é possível notar a importância de estudos com espécies de uso medicinal da Família Cactaceae, estudos estes que demonstram o poder terapêutico das plantas e valorizam o conhecimento popular das comunidades rurais do semiárido do nordeste do Brasil.
2021
Descrição
  • MARCOS GUEDES DO NASCIMENTO
  • PROPOSTA DE SISTEMA DE DETECÇÃO DE INCÊNDIO EM ESTRUTURA URBANA COM USO DE TECNOLOGIA EMBARCADA E RECURSOS RENOVÁVEIS DE ÁGUA E ENERGIA
  • Data: 16/12/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os riscos de incêndio nas cidades estão aumentando e a demanda por recursos hídricos e energéticos para as atividades de segurança contra incêndio cresce à medida que a população aumenta e o adensamento populacional se intensifica. Mediante este contexto, a presente pesquisa busca desenvolver um sistema de detecção de incêndio (SDI) eficiente e sustentável, baseado em tecnologias embarcadas e em recursos renováveis de água e energia, de modo que possa detectar de maneira precoce o incêndio e disponibilizar recursos renováveis para a atividade de detecção e controle do sinistro. Num primeiro momento, busca-se estimar a capacidade de abastecimento da reserva técnica de incêndio (RTI) prevista para o edifício PRODEMA / UFPB por meio de águas pluviais, bem como prever a geração de energia de um Sistema Híbrido de Geração de Energia (SHGE), composto por um painel fotovoltaico e turbina eólica, para suprir a demanda energética da SDI proposta. Para tanto, foram utilizadas informações contidas em bancos de dados de satélite sobre precipitação, irradiância solar e velocidade do vento na cidade de João Pessoa, nos anos de 2015 e 2020. No que diz respeito ao SDI, foi estruturado um conjunto de software e hardware baseado na plataforma Arduino, no qual foram conectados sensores de gás, temperatura e chama e, a partir dos dados coletados nos respectivos sensores, foi determinada uma heurística capaz de identificar precocemente padrões de incêndio. Os resultados mostraram que é viável montar um sistema de captação de água pluvial no PRODEMA/UFPB para suprimento da RTI. Quanto a geração de energia para o SDI, tanto as previsões do modelo matemático de SHGE, quanto o modelo físico, mostraram-se capazes de atender a necessidade de energia demandada pelo sistema de detecção proposto. Finalmente, com relação ao desempenho do SDI, calibrado a partir de análise de testes de resposta dadas pelos sensores a queimas controladas de papel e MDF, feitas em simulador físico de dimensões proporcionais a uma edificação residencial, o sistema conseguiu detectar o incêndio de forma satisfatória, sendo capaz de identificá-lo entre 15 a 40 segundos após o início do incêndio, apresentando o tempo de resposta ao incêndio menor que o do chuveiro automático, quando submetidos a uma mesma situação de teste. Quanto à eficiência, após testes de comparação entre o que se viu por meio de inspeção visual e o que foi previsto pela heurística implementada, o nível de assertividade ficou em torno de 94%.
  • MATEUS JOSÉ CEZAR MARTINS
  • ELEMENTOS DA INFRAESTRUTURA VERDE E A PROMOÇÃO DE SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS EM ÁREAS URBANAS NA CIDADE DE JOÃO PESSOA
  • Data: 09/12/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O processo de urbanização ainda é bastante intenso no mundo, ocorrendo sem o devido planejamento e com o uso predominante de uma infraestrutura cinza. O modelo latino-americano de expansão urbana adotado, vem proporcionando a degradação dos espaços verdes urbanos e, consequentemente, diminuindo a prestação dos Serviços Ecossistêmicos (SE). Isso tem gerado uma série de danos socioambientais e econômicos às cidades, comprometendo a qualidade de vida da população local. Diante desse cenário, torna-se imprescindível investir em um planejamento urbano que vise a prestação adequada dos SE, através da conservação dos espaços que promovem ou podem promover esses serviços, entre eles os elementos que integram a Infraestrutura Verde (IV) urbana. Este investimento em elementos que compõem a IV, como parques e praças, não consiste apenas em ampliar o número de elementos presentes na cidade, mas principalmente em conhecer os espaços existentes e verificar se eles promovem SE e, a partir disso, fazer com que a sociedade conheça, valorize e conserve esses espaços. É diante desse contexto que surge a presente pesquisa, cujo objetivo principal, consiste em analisar a relação entre os espaços públicos urbanos da cidade de João Pessoa/PB, caracterizados como elementos que integram a infraestrutura verde, e os serviços ecossistêmicos. A metodologia consiste inicialmente em revisão bibliográfica e documental, seguida da identificação in loco para caracterização geográfica das áreas de estudo: Parque Sólon de Lucena; Parque Linear Parahyba I e Praça da Paz. Posteriormente, os SE selecionados pela pesquisa para monitoramento: serviço de regulação (regulação microclimática), provisão (alimentos e plantas medicinais) e serviços culturais (lazer e recreação, exercícios físicos e atividades educacionais) foram identificados nesses espaços, através de monitoramento sistemático e observação in loco com atividades de campo. Os resultados evidenciaram a promoção do SE de regulação microclimática nas áreas de estudo, principalmente no período noturno com a formação de ilhas de frescor nos espaços com infraestrutura verde. Verificou-se também a presença de espécies frutíferas e de uso medicinal, evidenciando o potencial das áreas para a promoção dos SE de provisão. Outro serviço ecossistêmico identificado nas áreas com infraestrutura verde foi o cultural, pois tais áreas são utilizadas pela população para atividades culturais de lazer e recreação, educação e prática de exercícios físicos. Por fim, algumas possíveis medidas para conservação das áreas e dos SE foram sugeridas, destacando-se a importância de valorizar e conservar os espaços já existentes que promovem esses serviços, a busca pela ampliação da quantidade de elementos que compõem a IV na cidade de João Pessoa/PB e a conexão entre esses elementos. Conclui-se que as áreas investigadas ofertam SE e que novos estudos devem ser feitos para uma análise mais ampla da promoção de SE em outras áreas de capital paraibana.
  • LUANNY DANTAS DE BRITO
  • POTENCIAL DE USO DE MACRÓFITAS E BIOFILME COMO FERRAMENTA DE BIORREMEDIAÇÃO NA LAGOA FACULTATIVA DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO DE MAMANGUAPE-PB
  • Data: 30/09/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Uma das principais causas de poluição dos corpos hídricos é o lançamento de efluentes sem tratamento apropriado, gerando uma série de problemas ambientais, como a poluição hídrica, diminuição da biodiversidade aquática e a eutrofização. Para proteger os recursos ambientais, é crescente o investimento em tecnologias de tratamento de esgotos. Uma ferramenta considerada eficiente e economicamente viável é a biorremediação. Esta pesquisa teve como objetivo avaliar o potencial de uso do biofilme e das macrófitas flutuantes como ferramenta de biorremediação na Estação de Tratamento de Esgotos de Mamanguape-PB. Devido a problemas estruturais, os módulos de biofilme afundaram alguns dias após sua implantação, impossibilitando a análise dessa ferramenta biorremediadora. A pesquisa então seguiu e avaliou-se a eficiência da fitorremediação com a presença de diferenças densidades de macrófitas na lagoa facultativa da ETE. Para tanto, foram implantadas estruturas contendo macrófitas das espécies Eichhornia crassipes e Pistia stratiotes. Foram realizadas coletas de amostras de água em pontos de entrada e saída da Lagoa Facultativa, e posteriores análises laboratoriais de indicadores de qualidade de água (pH, oxigênio dissolvido, potencial de oxirredução, amônia, nitrito, nitrato, ortofosfato, condutividade elétrica, sólidos totais dissolvidos e Clorofila a) antes da implantação do sistema (controle), quando estavam presentes pouca quantidade de macrófitas na lagoa e quando tinham muitas macrófitas. Os dados adquiridos foram analisados estatisticamente através do software R, e também de acordo com a capacidade de depuração dos parâmetros. Diante dos resultados obtidos verificou-se que no tratamento com poucas macrófitas a quantidade de nitrito e nitrato chegou a ser nula. Ambos tratamentos fitorremediadores foram mais eficientes na depuração de clorofila a do que o tratamento convencional. A fitorremediação com maior densidade de macrófitas foi eficiente para tornar os valores de pH mais próximos aos aceitáveis para lagoas facultativas; tornou o potencial de oxirreduação mais regular, favorecendo o surgimento de condições oxidantes na entrada e na saída da lagoa, situação que não ocorria com o tratamento convencional; e elevou os níveis de OD entre a entrada e a saída da lagoa, enquanto que nos outros dois tratamentos ocorreu uma diminuição. Além disso após a fitorremediação houve um aumento na biodiversidade local em que as macrófitas aquáticas foram utilizadas com habitat para diferentes espécies. Conclui-se então que a fitorremediação é uma ferramenta com potencial para tratar efluentes, e que a quantidade de macrófitas utilizada no biotratamento influencia no processo, sendo válido o desenvolvimento de mais pesquisas utilizando diferentes densidades de macrófitas para o biotratamento, principalmente dentro de Estações de Tratamento de Efluentes, para que se possa haver uma melhor avaliação quanto a seu potencial biorremediador em diferentes unidades de tratamento.
  • YARA IRIS FRANCA DE SOUZA
  • ÁREAS VERDES DE JOÃO PESSOA- PB E SEUS SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS
  • Orientador : ZELMA GLEBYA MACIEL QUIRINO
  • Data: 29/09/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Estudos em ecologia urbana emergem na atualidade através de um interesse mútuo em compreender os efeitos da urbanização nos processos ecológicos que ocorrem no espaço urbano. Nos ecossistemas urbanos, as áreas verdes contribuem significativamente para a melhoria da qualidade de vida da população e para assegurar a qualidade ambiental das cidades. Nessa perspectiva, a presente dissertação objetivou avaliar a atual situação das áreas verdes do município de João Pessoa e relacionar com os serviços ecossistêmicos por elas prestados. Para atingir os objetivos da pesquisa, fez-se necessário: um levantamento preliminar através da pesquisa bibliográfica; o mapeamento, classificação, caracterização e o cálculo de índices das áreas verdes; a identificação, classificação e estimativa de densidade de serviços ecossistêmicos. Os resultados encontrados indicam que João Pessoa dispõe de 66,06 km² de áreas verdes e possui um índice totais (IAVT) de 91,30 m²/hab.; os parques são a categoria de maior destaque, totalizando 30,80 km², seguidos das praças, canteiros e rotatórias de vias públicas, que juntos correspondem 29,48 km² das áreas verdes do município; também observou-se que as áreas localizadas em bairros altamente urbanizados possuem uma maior densidade de serviços ecossistêmicos. Espera-se, através dos resultados encontrados, oferecer um suporte à tomada de decisões relativas ao planejamento e gestão de áreas verdes urbanas do município de João Pessoa, considerando a relevância dessas áreas no espaço urbano em virtude dos serviços ecossistêmicos prestados.
  • SAMIA MARIA BARROS DE ALMEIDA
  • ANÁLISE DO RISCO DA POLUIÇÃO SONORA PARA A SAÚDE DA POPULAÇÃO NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB
  • Data: 30/06/2021
  • Hora: 17:00
  • Mostrar Resumo
  • O som sempre esteve presente na vida do ser humano e no ambiente natural. Porém, o desordenado crescimento do processo de urbanização e o desenvolvimento industrial impulsionaram o surgimento da poluição sonora. Problema que se tornou um dos maiores riscos à saúde, atualmente, uma vez que, milhares de pessoas estão expostas à altos níveis de pressão sonora. Vários efeitos adversos na saúde foram relacionados ao ruído intenso, da mesma maneira que, diferentes fontes sonoras estão presentes no espaço urbano. Este estudo, portanto, tem o objetivo de analisar o risco da poluição sonora para a saúde da população no município de João Pessoa-PB. Foram utilizados, em sua metodologia, a revisão sistemática da literatura, os dados relativos às denúncias sobre o ruído no ano de 2019 e a aplicação de um questionário “on-line” para uma amostra da população. A revisão foi realizada nas bases de dados Scopus e PUBMED, resultando em 19 estudos depois de aplicar os critérios de elegibilidade predefinidos. Os dados das denúncias foram coletados na Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAM), organizados em planilhas e analisados pela frequência absoluta, tal como, as respostas do questionário. Observou-se que 89% dos estudos incluídos na revisão estão relacionados aos efeitos na saúde não-auditivos e a qualidade da evidência foi classificada como moderada em 73,7% e alta em 26,3%. A quantidade de denúncias relacionadas à poluição sonora no ano de 2019 em João Pessoa ocupou o primeiro lugar frente aos outros tipos de poluição. Dentre os bairros, Mangabeira destacou-se com o maior percentual. Os bares, restaurantes e casas de festa motivam o maior número de reclamações (24,5%), seguido pela residência/vizinhança (20,5%) e veículos (16,5%). Em relação ao questionário, a amostra foi composta por 208 respondentes. Os efeitos na saúde autorrelatados com maior percentual foram: incômodo/irritação (81,1%), estresse (67,1%), baixa concentração e atenção (68,5%), dor de cabeça (51,4%) e alteração no sono (42,2%). A maioria das pessoas considera o ambiente confortável (44,2%) e reconhece o prejuízo que pode ser gerado na saúde pela exposição ao ruído (87,1%). A fonte sonora mais incômoda referida foi o tráfego rodoviário (52%). A partir dos artigos selecionados, conclui-se que os sintomas na saúde mais estudados, atualmente, são as alterações no sono, o incômodo/irritação e as alterações na saúde mental. As reclamações sobre o ruído se mostram eficientes em caracterizar a poluição sonora, embora, também sejam necessárias medidas objetivas. O ruído merece mais atenção dos gestores públicos, pois se mostra um fator de risco à saúde das pessoas, gerando impacto nas suas atividades diárias.
  • LEONARDO VINICIUS QUEIROZ DE PAIVA
  • POTENCIAL DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA DA CHUVA EM ÁREAS URBANAS DO SEMIÁRIDO
  • Data: 30/06/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O semiárido brasileiro é acometido por condições climáticas extremas, em que o baixo índice e a irregularidade das chuvas são fatores que intervêm negativamente no desenvolvimento da região. Encontra-se na captação de água das chuvas uma alternativa importante para a região, na qual se pode aumentar o volume de água disponível mediante o aproveitamento do regime pluvial. O objetivo principal desse trabalho foi estimar os Volumes Potenciais de Captação de Água da Chuva (VPC) para a área urbana do município de São João do Cariri. Estes volumes foram estimados com base na proposta de utilização das superfícies impermeáveis da cidade como áreas de captação de água das chuvas, para fins não potáveis. A estimativa é de suma importância para o dimensionamento adequado de cisternas, de modo a garantir o suprimento das demandas não potáveis de água da cidade, durante o período de estiagem. Analisando isoladamente a demanda de água para as escolas e creches da cidade, concluímos que toda a necessidade desse recurso, para fins não potáveis, pode ser suprida através do reuso de água pluvial. Por fim, foi realizado o estudo dos processos superficiais relativos ao escoamento e acúmulo da água da chuva e feita a proposta de locais de armazenamento desse recurso. A identificação desses locais, somada a aplicação de métodos adequados de armazenamento, podem amenizar os impactos da escassez de água, contribuindo para a convivência com o clima.
  • CARLOS ALBERTO ISAZA VALENCIA
  • PRÁTICAS TRADICIONAIS E TURISMO NA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL BARRA DE MAMANGUAPE: ANÁLISE APARTIR DOS SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS E A ECONOMIA SOLIDÁRIA
  • Data: 30/06/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As Unidades de Conservação são geralmente territórios ocupados por comunidades rurais que sustentam sua economia a partir dos sistemas de produção tradicional. Juntamente, estes territórios atraem a atenção dos turistas interessados pelo turismo ecológico, favorecendo a criação de novas dinâmicas e atividades econômicas com potencial para promover o desenvolvimento social comunitário. Nesta ordem de ideias, a presente dissertação tem como objeto de estudo as práticas socioeconômicas dos habitantes da Área de Proteção Ambiental e Área de Relevante Interesse Ecológico Barra de Mamanguape (APA BRM). O objetivo geral é analisar o turismo e as práticas tradicionais que acontecem na APA BRM, contemplados a partir das teorias dos Serviços Ecossistêmicos e da Economia Solidária (EcoSol). De acordo às hipóteses traçadas, o turismo nesta UC apresenta atributos de Turismo de Base Comunitária (TBC). Desta maneira o uso dos SE vinculados aos sistemas de produção tradicional e ao TBC podem ser classificadas como EcoSol, com potencial para permitir independência econômica às comunidades. Foram adotadas diferentes técnicas de coleta e análise de dados: observação direta e participante, questionários, entrevistas semiestruturadas; além de trabalhos com as comunidades, tais como conversas informais, relatos históricos orais, e cartografia social participativa. Este estudo é importante para as comunidades estudadas, pois é realizada a análise dos elementos naturais que sustentam a economia, compreendendo o papel dos SE em prol do desenvolvimento social. Como resultado, conclui-se que as práticas tradicionais desta comunidade são atividades associativas por natureza e são realizadas de maneira sustentável, garantindo o desenvolvimento social da comunidade. Encontrou-se também que a condução consciente que incorpora a observação de espécies naturais e das paisagens, possui elementos de educação ambiental através do conhecimento ecológico local. Finalmente, evidenciou-se o funcionamento de viveiros de carcinicultura na UC, sendo uma situação que requer atenção perante os impactos negativos derivados deste tipo de cultivo e as consequências destes para o desenvolvimento da comunidade.
  • PABLO RAPHAEL OLIVEIRA HONORATO DA SILVA
  • Incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/Pb
  • Data: 31/03/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A ocorrência de incêndios em vegetação, especialmente em áreas urbanas, pode estar diretamente relacionada às condições climáticas de uma determinada região, como também, à fatores antropogênicos. No entanto, verificar as causas e consequências de incêndios em vegetação de áreas urbanas, torna-se um grande desafio devido à complexidade de fatores antrópicos e naturais que podem desencadear tal processo. Nos últimos anos a cidade de João Pessoa/PB apresenta uma significativa ocorrência de incêndios em vegetação distribuídos por sua malha urbana em diferentes localidades, gerando uma série de consequências socioambientais. Nesse contexto, há a necessidade de verificar quais são as principais causas e consequências dos incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/PB, o que se tornou o objetivo geral deste trabalho. Para a realização do estudo, inicialmente foi realizada uma revisão bibliográfica a respeito da temática em questão e uma pesquisa de cunho quanti-qualitativo, documental e de campo. Foram coletados dados sobre as características das ocorrências de incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa\PB e sua distribuição, utilizando a base de dados do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, de uma série histórica correspondente aos anos de 2012 a 2019. Para averiguar a possível influência de causas naturais (variáveis climatológicas), foram coletados os seguintes dados diários do Instituto Nacional de Meteorologia: temperatura média, máxima e mínima; umidade relativa do ar média e mínima; velocidade do vento média e rajada máxima; precipitação total; pressão atmosférica média e ponto de orvalho. Tais dados foram coletados para a mesma série temporal das ocorrências de incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/PB (2012 a 2019). Para avaliar a possível influência de causas antropogênicas para a ocorrência de incêndios em vegetação na área de estudo, foram tabulados e especializados os dados referente a ocupação dos terrenos na área estudada, baseado em dados da Prefeitura Municipal. Os resultados apontam o maior número de ocorrências de incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/PB entre os anos de 2015 e 2016, nos quais foram registrados fenômenos de El Niño, classificado como “muito forte”, sugerindo assim, uma relação de causa e efeito entre esses processos. Os meses de novembro e dezembro (período mais seco da região) apresentaram maiores índices de ocorrência na série temporal avaliada e os horários predominantes de ocorrências estão entre 13 e 18 horas do ciclo diário. Verificou-se também, que os bairros com maiores índices de ocorrência em incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/PB são: Mangabeira, Altiplano e Cabo Branco.
  • PABLO RAPHAEL OLIVEIRA HONORATO DA SILVA
  • Incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/Pb
  • Data: 31/03/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A ocorrência de incêndios em vegetação, especialmente em áreas urbanas, pode estar diretamente relacionada às condições climáticas de uma determinada região, como também, à fatores antropogênicos. No entanto, verificar as causas e consequências de incêndios em vegetação de áreas urbanas, torna-se um grande desafio devido à complexidade de fatores antrópicos e naturais que podem desencadear tal processo. Nos últimos anos a cidade de João Pessoa/PB apresenta uma significativa ocorrência de incêndios em vegetação distribuídos por sua malha urbana em diferentes localidades, gerando uma série de consequências socioambientais. Nesse contexto, há a necessidade de verificar quais são as principais causas e consequências dos incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/PB, o que se tornou o objetivo geral deste trabalho. Para a realização do estudo, inicialmente foi realizada uma revisão bibliográfica a respeito da temática em questão e uma pesquisa de cunho quanti-qualitativo, documental e de campo. Foram coletados dados sobre as características das ocorrências de incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa\PB e sua distribuição, utilizando a base de dados do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, de uma série histórica correspondente aos anos de 2012 a 2019. Para averiguar a possível influência de causas naturais (variáveis climatológicas), foram coletados os seguintes dados diários do Instituto Nacional de Meteorologia: temperatura média, máxima e mínima; umidade relativa do ar média e mínima; velocidade do vento média e rajada máxima; precipitação total; pressão atmosférica média e ponto de orvalho. Tais dados foram coletados para a mesma série temporal das ocorrências de incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/PB (2012 a 2019). Para avaliar a possível influência de causas antropogênicas para a ocorrência de incêndios em vegetação na área de estudo, foram tabulados e especializados os dados referente a ocupação dos terrenos na área estudada, baseado em dados da Prefeitura Municipal. Os resultados apontam o maior número de ocorrências de incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/PB entre os anos de 2015 e 2016, nos quais foram registrados fenômenos de El Niño, classificado como “muito forte”, sugerindo assim, uma relação de causa e efeito entre esses processos. Os meses de novembro e dezembro (período mais seco da região) apresentaram maiores índices de ocorrência na série temporal avaliada e os horários predominantes de ocorrências estão entre 13 e 18 horas do ciclo diário. Verificou-se também, que os bairros com maiores índices de ocorrência em incêndios em vegetação na cidade de João Pessoa/PB são: Mangabeira, Altiplano e Cabo Branco.
  • ARTHUR TIBÉRIO DE LACERDA VIEIRA
  • Identificação das vulnerabilidades a desastres por inundações relacionadas ao canal da transposição do Rio São Francisco na região de Monteiro – PB
  • Data: 31/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A transposição das águas do Rio São Francisco é uma das obras mais importantes na mitigação dos efeitos da estiagem e da seca no Nordeste brasileiro, beneficiando a população e trazendo desenvolvimento para a região. Porém, na ocorrência de um evento adverso envolvendo a estrutura do canal da transposição, como a sua obstrução, os danos podem afetar significativamente toda uma localidade. Este trabalho teve como objetivo identificar as vulnerabilidades a risco de desastres por inundação relacionadas ao transbordamento das águas do canal da transposição do rio São Francisco em município do estado da Paraíba. A área de estudo deste trabalho foi o perímetro urbano do município de Monteiro, inserida à margem das obras do eixo leste da transposição. A metodologia aplicada foi a transversal quantitativa descritiva, com visitas de campo para a coleta de dados e dimensionamento das áreas suscetíveis a inundações em caso de transbordamento da estrutura. Para o delineamento das áreas propensas para o risco de desastres por inundação, foi utilizado o modelo descritor do terreno Height Above the Nearest Drainage (HAND), que utiliza o Modelo Digital de Elevação (MDE) como único dado de entrada. Esse modelo normaliza a rede de drenagem local, definindo-a como a posição de referência topográfica, fazendo com que áreas inundáveis sejam identificadas a partir de parâmetros determinados, como altura da linha de água acima da borda limítrofe da estrutura da transposição e as variações altimétricas entre esse canal e as regiões contíguas a ela. O MDE utilizado da área de estudo foi obtido de imagens de satélites disponíveis da missão ALOS PALSAR. Definindo como parâmetros de estudo, foram estabelecidas projeções de transbordamento do canal da transposição, graduadas em 0,5 m, 3 m e 5 m, acima da borda do canal na área de estudo. Como resultado, as imagens demonstraram que tais projeções evidenciam um grau de segurança aceitável da estrutura do canal, onde os danos causados por uma possível inundação decorrente do transbordamento não afetam a zona urbana com tanta magnitude. Assim, o estudo foi capaz de delimitar as zonas afetadas pelas simulações de inundação, graduando as áreas em níveis de risco por meio do avanço das águas transbordadas do canal, que poderá subsidiar o poder público na tomada de decisões em ações de prevenção e mitigação de danos.
  • MARIA IVANEIDE LUZ
  • DESENHO INSTITUCIONAL, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E PERCEPÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES – PIAUÍ – BRASIL
  • Data: 29/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As áreas protegidas se constituem numa das mais importantes estratégias globais para a mitigação dos problemas ambientais da atualidade. Neste contexto, o Parque Nacional de Sete Cidades (PNSC), localizado nos municípios de Piracuruca e Brasileira - Piauí, possui, além da sua beleza cênica, rica biodiversidade. A presente pesquisa teve como objetivo principal analisar o desenho institucional e o processo de participação social na gestão do Parque Nacional de Sete Cidades, a partir da análise do desenho institucional, participação, efetividade, representatividade e comunicação do seu Conselho; elaboração de um índice de mensuração dos parâmetros estudados; descrição da percepção ambiental de moradores das comunidades do entorno da Unidade de Conservação (UC) a respeito da valorização e do sentimento de pertencimento a esse espaço de conservação. A metodologia utilizou a abordagem qualiquantitativa através da pesquisa documental, estudo de campo. A pesquisa documental se deu através da consulta a documentos administrativos, livros de atas de reuniões do Conselho e legislação, disponíveis no escritório da sede do parque e na página eletrônica do ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). O estudo de campo desenvolveu-se por meio da realização de 04 entrevistas semiestruturadas junto aos membros do Conselho Consultivo do PNSC e 49 questionários foram aplicados juntos ao moradores de oito comunidades do entorno do PNSC: Água da Abelha, Alto Bonito, Cachoeira, Capote, Extrema, Mata Fria, Morada Nova e Palmeira da Emília. Os aspectos analisados junto aos moradores locais foram: conhecimento sobre a área , a história e os motivos da criação da UC; percepção ambiental sobre a importância do parque; percepção ambiental quanto aos benefícios (Serviços Ecossistêmicos) e desvantagens de morar no entorno de uma área protegida; fauna, flora, espécies em extinção e identificação de atitudes de preservação por parte das comunidades do entorno; relacionamento com a gestão. O tratamento dos dados obtidos utilizou a análise de conteúdo e estatística básica. A partir dos dados levantados sobre o Conselho do PNSC, elaborou-se o Índice Institucional e Democrático (IID), um modelo de mensuração, para Conselhos Consultivos de UCs de proteção integral baseado nos quatro aspecto estudados nesta pesquisa: Institucionalização; Participação e Efetividade; Representatividade; Comunicação. A partir da caracterização do modelo de governança da unidade, o estudo oferece subsídios para a discussão sobre um modelo de gestão participativa do Parque de Sete Cidades. Os resultados demonstram que o órgão possui uma estrutura institucional consistente, composição paritária, representatividade um caráter democrático e participativo capaz de contribuir de forma efetiva para a gestão eficiente do PNSC. O estudo sobre a percepção ambiental dos moradores do entorno do parque revelou uma falta de identidade dessa população com a UC e pode ser resultado da antiga forma de criação de UCs, quando as comunidades locais ficavam à margem desse processo, devido ao modelo de proteção preservacionista adotado no Brasil.
  • MARIA IVANEIDE LUZ
  • DESENHO INSTITUCIONAL, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E PERCEPÇÃO AMBIENTAL NA GESTÃO DO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES – PIAUÍ – BRASIL
  • Data: 29/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As áreas protegidas se constituem numa das mais importantes estratégias globais para a mitigação dos problemas ambientais da atualidade. Neste contexto, o Parque Nacional de Sete Cidades (PNSC), localizado nos municípios de Piracuruca e Brasileira - Piauí, possui, além da sua beleza cênica, rica biodiversidade. A presente pesquisa teve como objetivo principal analisar o desenho institucional e o processo de participação social na gestão do Parque Nacional de Sete Cidades, a partir da análise do desenho institucional, participação, efetividade, representatividade e comunicação do seu Conselho; elaboração de um índice de mensuração dos parâmetros estudados; descrição da percepção ambiental de moradores das comunidades do entorno da Unidade de Conservação (UC) a respeito da valorização e do sentimento de pertencimento a esse espaço de conservação. A metodologia utilizou a abordagem qualiquantitativa através da pesquisa documental, estudo de campo. A pesquisa documental se deu através da consulta a documentos administrativos, livros de atas de reuniões do Conselho e legislação, disponíveis no escritório da sede do parque e na página eletrônica do ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). O estudo de campo desenvolveu-se por meio da realização de 04 entrevistas semiestruturadas junto aos membros do Conselho Consultivo do PNSC e 49 questionários foram aplicados juntos ao moradores de oito comunidades do entorno do PNSC: Água da Abelha, Alto Bonito, Cachoeira, Capote, Extrema, Mata Fria, Morada Nova e Palmeira da Emília. Os aspectos analisados junto aos moradores locais foram: conhecimento sobre a área , a história e os motivos da criação da UC; percepção ambiental sobre a importância do parque; percepção ambiental quanto aos benefícios (Serviços Ecossistêmicos) e desvantagens de morar no entorno de uma área protegida; fauna, flora, espécies em extinção e identificação de atitudes de preservação por parte das comunidades do entorno; relacionamento com a gestão. O tratamento dos dados obtidos utilizou a análise de conteúdo e estatística básica. A partir dos dados levantados sobre o Conselho do PNSC, elaborou-se o Índice Institucional e Democrático (IID), um modelo de mensuração, para Conselhos Consultivos de UCs de proteção integral baseado nos quatro aspecto estudados nesta pesquisa: Institucionalização; Participação e Efetividade; Representatividade; Comunicação. A partir da caracterização do modelo de governança da unidade, o estudo oferece subsídios para a discussão sobre um modelo de gestão participativa do Parque de Sete Cidades. Os resultados demonstram que o órgão possui uma estrutura institucional consistente, composição paritária, representatividade um caráter democrático e participativo capaz de contribuir de forma efetiva para a gestão eficiente do PNSC. O estudo sobre a percepção ambiental dos moradores do entorno do parque revelou uma falta de identidade dessa população com a UC e pode ser resultado da antiga forma de criação de UCs, quando as comunidades locais ficavam à margem desse processo, devido ao modelo de proteção preservacionista adotado no Brasil.
  • RODRIGO SANTOS BATISTA
  • Análise das condições de conforto térmico em praças públicas e sua relação com a população idosa praticantes de exercícios físicos na cidade de João Pessoa/PB
  • Data: 29/03/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Grande parte da população mundial reside em áreas urbanas gerando uma série de impactos socioambientais. O aumento populacional, sem o devido planejamento ambiental e territorial do espaço urbano, tem proporcionado um crescimento desordenado das cidades com a redução de áreas verdes e alterações no microclima urbano. Tais impactos nos sistemas ambientais, tem comprometido a qualidade de vida da população local e a saúde pública nessas áreas de forte pressão antrópica e (re)produção do espaço geográfico. A redução das áreas verdes urbanas compromete o serviço ecossistêmico de amenização climática nessas áreas e potencializa alterações no campo térmico urbano com a formação de ilhas de calor e desconforto térmico. Tais alterações no campo térmico urbano podem provocar problemas ambientais e de saúde para idosos praticantes de exercícios físicos em praças públicas. Sendo assim, é diante deste contexto que esta pesquisa se apresenta com o objetivo principal de analisar as condições de conforto térmico de duas praças públicas na cidade de João Pessoa/PB. A pesquisa também procura verificar a sensação térmica dos idosos praticantes de exercícios físicos outdoor nos ambientes investigados, sua relação com a Escala de Borg e a possível formação de ilhas de calor nesses ambientes. Para o trabalho de campo e investigação in locu foram definidos 03 pontos experimentais (Refúgio de Vida Silvestre: Mata do Buraquinho, Praça do Caju e Praça Alcides Carneiro) para o monitoramento dos dados climatológicos. A coleta dos dados ocorreu através de termohigrometros Hobos U-10 instalados em cada um dos ambientes investigados. Os dados foram monitorados durante dias representativos do período de transição (seco/chuvoso) da área de estudo durante o mês de março. Para o cálculo da ilha de calor intraurbana, tomou-se como ponto de referência um ponto experimental localizado no Refúgio de Vida Silvestre: Mata do Buraquinho. Já para compreender a sensação térmicado público participante da pesquisa foi utilizado um questionário temático de percepção térmica e o Índice de Thom (IDT). A Escala de Borg foi utilizada para verificar as condições de esforço físico e sua relação com o Índice de Conforto Térmico. A pesquisa aponta em seus resultados alterações no campo térmico urbano e a formação de ilhas de calor nos ambientes investigados que podem comprometer a saúde e o bem-estar dos idosos praticantes de exercícios físicos nas áreas investigadas. Além disso, salienta que as praças investigadas apresentavam Desconforto térmico em todo o período da pesquisa, no entanto tal desconforto enfatizado não foi fator determinante para que os respondentes indicassem incomodo antes e durante a realização dos exercícios físicos. Tais resultados podem expressar uma adaptação fisiológica dos idosos a um ambiente adverso para a prática de exercícios físicos.
  • RODRIGO SANTOS BATISTA
  • Análise das condições de conforto térmico em praças públicas e sua relação com a população idosa praticantes de exercícios físicos na cidade de João Pessoa/PB
  • Data: 29/03/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Grande parte da população mundial reside em áreas urbanas gerando uma série de impactos socioambientais. O aumento populacional, sem o devido planejamento ambiental e territorial do espaço urbano, tem proporcionado um crescimento desordenado das cidades com a redução de áreas verdes e alterações no microclima urbano. Tais impactos nos sistemas ambientais, tem comprometido a qualidade de vida da população local e a saúde pública nessas áreas de forte pressão antrópica e (re)produção do espaço geográfico. A redução das áreas verdes urbanas compromete o serviço ecossistêmico de amenização climática nessas áreas e potencializa alterações no campo térmico urbano com a formação de ilhas de calor e desconforto térmico. Tais alterações no campo térmico urbano podem provocar problemas ambientais e de saúde para idosos praticantes de exercícios físicos em praças públicas. Sendo assim, é diante deste contexto que esta pesquisa se apresenta com o objetivo principal de analisar as condições de conforto térmico de duas praças públicas na cidade de João Pessoa/PB. A pesquisa também procura verificar a sensação térmica dos idosos praticantes de exercícios físicos outdoor nos ambientes investigados, sua relação com a Escala de Borg e a possível formação de ilhas de calor nesses ambientes. Para o trabalho de campo e investigação in locu foram definidos 03 pontos experimentais (Refúgio de Vida Silvestre: Mata do Buraquinho, Praça do Caju e Praça Alcides Carneiro) para o monitoramento dos dados climatológicos. A coleta dos dados ocorreu através de termohigrometros Hobos U-10 instalados em cada um dos ambientes investigados. Os dados foram monitorados durante dias representativos do período de transição (seco/chuvoso) da área de estudo durante o mês de março. Para o cálculo da ilha de calor intraurbana, tomou-se como ponto de referência um ponto experimental localizado no Refúgio de Vida Silvestre: Mata do Buraquinho. Já para compreender a sensação térmicado público participante da pesquisa foi utilizado um questionário temático de percepção térmica e o Índice de Thom (IDT). A Escala de Borg foi utilizada para verificar as condições de esforço físico e sua relação com o Índice de Conforto Térmico. A pesquisa aponta em seus resultados alterações no campo térmico urbano e a formação de ilhas de calor nos ambientes investigados que podem comprometer a saúde e o bem-estar dos idosos praticantes de exercícios físicos nas áreas investigadas. Além disso, salienta que as praças investigadas apresentavam Desconforto térmico em todo o período da pesquisa, no entanto tal desconforto enfatizado não foi fator determinante para que os respondentes indicassem incomodo antes e durante a realização dos exercícios físicos. Tais resultados podem expressar uma adaptação fisiológica dos idosos a um ambiente adverso para a prática de exercícios físicos.
  • MAIANE BARBALHO DA LUZ
  • Identificação de áreas propensas à inundação e análise dos aspectos socioeconômicos na bacia hidrográfica do Rio Cuiá, João Pessoa, Paraíba
  • Data: 23/03/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os eventos extremos relacionados com fenômenos naturais têm causados sérios problemas para a humanidade, tendo como consequências prejuízos materiais, ambientais, um intervalo provisório das atividades econômicas e até perdas de vidas. O objetivo deste trabalho foi de avaliar a vulnerabilidade socioambiental para o risco de desastres por inundação da bacia hidrográfica do rio Cuiá (BHRC), João Pessoa, Paraíba. Os mapas de áreas suscetíveis à inundação com diferentes resoluções espaciais foram gerados pelo modelo descritor do terreno Height Above the Nearest Drainage (HAND), a partir de Modelos Digitais de Elevação, e processados pelos softwares TerraView e QGIS. O perfil socioeconômico também foi espacializado no QGIS para cada setor existente, sendo empregadas informações dos setores censitários disponíveis no censo demográfico de 2010 com seus indicadores sociodemográficos pertinentes. A partir dos mapas gerados, observou-se que as manchas de inundação se concentraram nas regiões Sul e Oeste da BHRC. Dos bairros presentes nessa, os que apresentaram mais manchas de inundação, bem como mais áreas classificadas nos riscos “alto” e “muito alto” foram: Ernesto Geisel, Colinas do Sul, Gramame, Novo Milênio, Valentina de Figueiredo e Muçumagro. A sobreposição do mapa de vulnerabilidade social com as áreas de maior susceptibilidade à inundação demonstrou os bairros que necessitam de mais atenção: Nova Mangabeira, Novo Milênio, Novo Geisel. Esses bairros fazem parte da classe “média” de vulnerabilidade social associada as duas primeiras classes do mapa HAND. Estudos como esse buscam a sustentabilidade em suas três dimensões, compreendendo o papel do pesquisador na sociedade, objetivando contribuir com o desenvolvimento regional.
  • MAIANE BARBALHO DA LUZ
  • Identificação de áreas propensas à inundação e análise dos aspectos socioeconômicos na bacia hidrográfica do Rio Cuiá, João Pessoa, Paraíba
  • Data: 23/03/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os eventos extremos relacionados com fenômenos naturais têm causados sérios problemas para a humanidade, tendo como consequências prejuízos materiais, ambientais, um intervalo provisório das atividades econômicas e até perdas de vidas. O objetivo deste trabalho foi de avaliar a vulnerabilidade socioambiental para o risco de desastres por inundação da bacia hidrográfica do rio Cuiá (BHRC), João Pessoa, Paraíba. Os mapas de áreas suscetíveis à inundação com diferentes resoluções espaciais foram gerados pelo modelo descritor do terreno Height Above the Nearest Drainage (HAND), a partir de Modelos Digitais de Elevação, e processados pelos softwares TerraView e QGIS. O perfil socioeconômico também foi espacializado no QGIS para cada setor existente, sendo empregadas informações dos setores censitários disponíveis no censo demográfico de 2010 com seus indicadores sociodemográficos pertinentes. A partir dos mapas gerados, observou-se que as manchas de inundação se concentraram nas regiões Sul e Oeste da BHRC. Dos bairros presentes nessa, os que apresentaram mais manchas de inundação, bem como mais áreas classificadas nos riscos “alto” e “muito alto” foram: Ernesto Geisel, Colinas do Sul, Gramame, Novo Milênio, Valentina de Figueiredo e Muçumagro. A sobreposição do mapa de vulnerabilidade social com as áreas de maior susceptibilidade à inundação demonstrou os bairros que necessitam de mais atenção: Nova Mangabeira, Novo Milênio, Novo Geisel. Esses bairros fazem parte da classe “média” de vulnerabilidade social associada as duas primeiras classes do mapa HAND. Estudos como esse buscam a sustentabilidade em suas três dimensões, compreendendo o papel do pesquisador na sociedade, objetivando contribuir com o desenvolvimento regional.
  • AMANDA ALVES QUEIROGA
  • Análise das áreas propensas a inundação e a expansão urbana no município de João Pessoa, Paraíba, Brasil
  • Data: 19/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os desastres relacionados com fenômenos naturais, devido ao aumento da sua intensidade e frequência, têm ganhado espaço nas discussões científicas a nível mundial. A sua relação com as mudanças climáticas e os impactos causados diante da sua incidência fazem esse tema estar muito atrelado ao desenvolvimento sustentável. Fato esse que faz com o que a Redução de Riscos de Desastres (RRD) esteja presente nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A urbanização e as inundações nas cidades desempenham um papel cíclico na construção do risco a desastres, por isso o objetivo geral dessa pesquisa foi identificar as áreas propensas a risco de desastre por inundação e sua inter-relação com o processo de evolução da mancha urbana no município de João Pessoa, Paraíba. A metodologia se dividiu em duas etapas. A primeira foi identificar as áreas suscetíveis a inundação por meio do Modelo Height Above the Nearest Drainage (HAND), utilizando diferentes resoluções de Modelos Digitais de Elevação (MDE) e diferentes recortes espaciais. Posteriormente, as áreas mapeadas foram classificadas de acordo com uma ordem de prioridade de ações de redução do risco (muito baixa a muito alta). A segunda etapa consistiu em analisar a expansão urbana no município durante o período de 1990 e 2018. Os resultados mais robustos apareceram ao utilizar um MDE de 5 m x 5 m de resolução e uma abordagem espacial voltada para as bacias hidrográficas de João Pessoa. A validação do modelo se deu a partir de atividades de campo. As bacias hidrográficas que apresentaram uma maior porcentagem das suas áreas com “muito alta” ordem de priorização de ações de redução do risco a inundação foram Marés-Sanhauá, Jaguaribe e Gramame. Avaliando esses dados frente a população exposta, considerando uma proporção da área de cada bacia e da área mapeada, verificou-se que houve uma concentração maior de bairros com maiores porcentagens de população exposta (acima de 20,1%) nas bacias do Marés-Sanhauá e Jaguaribe. Contudo, condições de infraestrutura melhores em alguns bairros proporcionam melhor adaptação e enfrentamento do que outros. Ao analisar o período de 1990 a 2018, a bacia do Cuiá apresentou maior expansão urbana. Em 2018, as bacias hidrográficas mais urbanizadas foram Jaguaribe, Marés-Sanhauá e Cuiá. Analisando de forma integrada com as áreas mapeadas pelo HAND, Jaguaribe e Marés-Sanhauá são aquelas com maior sobreposição de áreas urbanizadas e áreas com muito alto grau de prioridade de ações de redução do risco. Assim, diante do cenário encontrado, recomenda-se ações preventivas e adaptativas nas áreas mais prioritárias das bacias de Jaguaribe, Marés-Sanhauá e Cuiá. São necessárias medidas estruturais e não estruturais, traçadas a curto, médio e longo prazo, envolvendo a população vulnerável, considerando a realidade de cada local.
  • AMANDA ALVES QUEIROGA
  • Análise das áreas propensas a inundação e a expansão urbana no município de João Pessoa, Paraíba, Brasil
  • Data: 19/03/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os desastres relacionados com fenômenos naturais, devido ao aumento da sua intensidade e frequência, têm ganhado espaço nas discussões científicas a nível mundial. A sua relação com as mudanças climáticas e os impactos causados diante da sua incidência fazem esse tema estar muito atrelado ao desenvolvimento sustentável. Fato esse que faz com o que a Redução de Riscos de Desastres (RRD) esteja presente nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). A urbanização e as inundações nas cidades desempenham um papel cíclico na construção do risco a desastres, por isso o objetivo geral dessa pesquisa foi identificar as áreas propensas a risco de desastre por inundação e sua inter-relação com o processo de evolução da mancha urbana no município de João Pessoa, Paraíba. A metodologia se dividiu em duas etapas. A primeira foi identificar as áreas suscetíveis a inundação por meio do Modelo Height Above the Nearest Drainage (HAND), utilizando diferentes resoluções de Modelos Digitais de Elevação (MDE) e diferentes recortes espaciais. Posteriormente, as áreas mapeadas foram classificadas de acordo com uma ordem de prioridade de ações de redução do risco (muito baixa a muito alta). A segunda etapa consistiu em analisar a expansão urbana no município durante o período de 1990 e 2018. Os resultados mais robustos apareceram ao utilizar um MDE de 5 m x 5 m de resolução e uma abordagem espacial voltada para as bacias hidrográficas de João Pessoa. A validação do modelo se deu a partir de atividades de campo. As bacias hidrográficas que apresentaram uma maior porcentagem das suas áreas com “muito alta” ordem de priorização de ações de redução do risco a inundação foram Marés-Sanhauá, Jaguaribe e Gramame. Avaliando esses dados frente a população exposta, considerando uma proporção da área de cada bacia e da área mapeada, verificou-se que houve uma concentração maior de bairros com maiores porcentagens de população exposta (acima de 20,1%) nas bacias do Marés-Sanhauá e Jaguaribe. Contudo, condições de infraestrutura melhores em alguns bairros proporcionam melhor adaptação e enfrentamento do que outros. Ao analisar o período de 1990 a 2018, a bacia do Cuiá apresentou maior expansão urbana. Em 2018, as bacias hidrográficas mais urbanizadas foram Jaguaribe, Marés-Sanhauá e Cuiá. Analisando de forma integrada com as áreas mapeadas pelo HAND, Jaguaribe e Marés-Sanhauá são aquelas com maior sobreposição de áreas urbanizadas e áreas com muito alto grau de prioridade de ações de redução do risco. Assim, diante do cenário encontrado, recomenda-se ações preventivas e adaptativas nas áreas mais prioritárias das bacias de Jaguaribe, Marés-Sanhauá e Cuiá. São necessárias medidas estruturais e não estruturais, traçadas a curto, médio e longo prazo, envolvendo a população vulnerável, considerando a realidade de cada local.
  • REBECCA VANIELLY SANTANA DE CARVALHO
  • QUALIDADE DE ÁGUA DO AÇUDE PINDOBAL E AVALIAÇÃO DA APLICABILIDADE DE FOSSA ECOLÓGICA DO TIPO CÍRCULO DE BANANEIRAS COMO ALTERNATIVA PARA ESGOTAMENTO SANITÁRIO EM COMUNIDADES RURAIS EM MAMANGUAPE
  • Data: 26/02/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esgotos domésticos a céu aberto são a realidade de muitos lugares, causando poluição do solo e da água, mal cheiro, aparecimento de insetos e transmissão de doenças. Nesse contexto, as tecnologias socioambientais apresentam-se como alternativas para a população desprovida de coleta de esgoto, por serem viáveis financeira e tecnologicamente. Entre essas tecnologias estão as fossas ecológicas, as quais tratam o esgoto no local onde foi gerado. Diante disso, foi proposta a utilização da fossa Círculo de Bananeiras, além de sensibilização, em duas comunidades nos municípios de Mamanguape e Rio Tinto, na Paraíba, a fim de diminuir a quantidade de esgotos a céu aberto e suas consequências, como a poluição do Açude Pindobal. A água do açude foi analisada antes da implantação das fossas e será novamente após finalizá-las. Também foi realizada a sensibilização das comunidades e algumas fossas já foram implantadas. Espera-se, assim, reduzir ao máximo os esgotos a céu aberto e melhorar a qualidade da água do açude, mostrando que as fossas ecológicas podem ser uma ferramenta não apenas para esgotamento sanitário, com melhorias na qualidade de vida e na saúde das pessoas, como também para a conservação de rios.
  • DANIELLY VASCONCELOS TRAVASSOS
  • ETNOBOTÂNICA DA COMUNIDADE DE JOVI, PACÍFICO DA COLÔMBIA
  • Data: 23/02/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A comunidade de Jovi está localizada no Pacífico colombiano, região considerada um hot spot mundial devido a sua grande biodiversidade e potencial de espécies endêmicas. A comunidade tem suas práticas econômicas e culturais apoiados nos serviços ecossistêmicos da região, justificando a importância do levantamento etnobotânico para melhor entendimento da relação entre a comunidade local e o uso dos recursos vegetais. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi realizar um levantamento etnobotânico da comunidade de Jovi, focando na identificação das plantas utilizadas pela comunidade e suas finalidades de usos, se há perdas de alguma espécie nestes usos e se há diferença do conhecimento de uso entre homens e mulheres, além de uma análise mais detalhada a respeito das plantas medicinais mencionadas pela comunidade. Foi realizada a observação participante, associada às entrevistas para coleta de dados. Foram entrevistados 26 especialistas locais, os quais identificaram as espécies vegetais que foram agrupadas em categorias de uso, e aplicados métodos quantitativos para análise de resultados como valor de uso e importância relativa. Foram identificadas 151 espécies vegetais pertencentes a 55 famílias, sendo Poaceae e Lamiaceae as famílias com maior representatividade de espécies citadas. Os sinais e sintomas da COVID-19 já são reconhecidos pela comunidade, que utiliza a espécies Gliricida sepium para tratamento da doença. A comunidade de Joví apresenta um grande conhecimento dos recursos vegetais, com especial destaque para as plantas com finalidade medicinal, o que pode indicar uma dependência destes para o tratamento de enfermidades mais leves.
  • EVERTON PAREDES FALCAO
  • ESQUISTOSSOMOSE: FOCOS DE TRANSMISSÃO, ESPÉCIES DE Biomphalaria sp. ENVOLVIDAS E FATORES SOCIOAMBIENTAIS EM PITIMBU/PB, BRASIL
  • Data: 10/02/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Classificada como doença negligenciada por afetar populações pobres, a esquistossomose ainda é um persistente problema de saúde pública. Caramujos do gênero Biomphalaria são organismos intimamente ligados ao ciclo de vida do Schistosoma mansoni e à dinâmica de transmissão da esquistossomose no mundo por portarem-se como transmissores da doença e hospedeiros intermediários para o parasita. Fatores ambientais e ecossistêmicos como temperatura, pluviosidade, salinidade, pH, matéria orgânica na água; bem como variáveis socioeconômicas como saneamento, abastecimento hídrico, educação, trabalho, renda, turismo são motores condicionantes e determinantes para manutenção da sobrevivência dos caramujos e do helminto e, consequentemente, para a propagação da enfermidade. Neste estudo foram coletados dados sociais, ambientais e amostras para análises laboratoriais em diferentes períodos climáticos. Nessa perspectiva, o presente trabalho tem como objetivo principal investigar a interferência de fatores climáticos e socioeconômicos locais na incidência e manutenção da esquistossomose no município de Pitimbu/PB, nas localidades Acaú-Mucuim e Taquara.
2020
Descrição
  • FLÁVIA PRISCILA DANTAS
  • A produção da cerâmica vermelha sua relação com a saúde do trabalhador e os impactos ambientais no município de Parelhas/RN
  • Data: 23/10/2020
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho verificou os impactos ambientais e na saúde do trabalhador gerados pela atividade de extração da cerâmica vermelha no município de Parelhas-RN. A pesquisa procurou compreender a forma como as funções realizadas pelos trabalhadores podem afetar a saúde e bem estar do trabalhador, bem como as condições ambientais de conforto térmico. O trabalho também investigou a relação entre esta atividade econômica, os impactos ambientais e o processo de desertificação na região. Para a avaliação das condições de trabalho nesses ambientes foi utilizado o método de análise postural Rapid Entire Body Assecement (REBA), já a análise de condições de conforto térmico, foi utilizado o Índice de Conforto Térmico (IDT) elaborado por Neres, Santos e Carvalho (2015) adaptado para as condições térmicas do semiárido. Para a identificação e caracterização dos impactos ambientais in locu foi utilizada a Matriz de Leopold (1971) adaptada, seguido do registro fotográfico em campo. Em seguida, os impactos ambientais foram caracterizados e classificados em função dos sistemas ambientais impactados na região. Foram selecionadas duas empresas ceramistas do município para o desenvolvimento da pesquisas, onde foram feitas visitas, para verificar as condições de trabalho, conforto térmico e impacto ambiental das mesmas. Ao mesmo tempo em que as atividades ceramistas contribuem para o desenvolvimento econômico da região, elas também traziam danos a sua saúde, com postos de trabalho exaustivos exigindo da condição física e mental desses trabalhadores, bem como condições térmicas ambientais extremas, até mesmo para o cenário do semiárido nordestino. As atividades ceramistas potencializam a instalação do processo de desertificação através dos impactos ambientais adversos no meio físico e biológico. Mostrando que a forma atual como essas empresas operam é insustentável tanto no que é referente aos que nela se ocupam, como para a condição ambiental da região que já é frágil.
  • FLÁVIA PRISCILA DANTAS
  • A PRODUÇÃO DA CERÂMICA VERMELHA E SUA RELAÇÃO COM A SAÚDE DO TRABALHADOR E OS IMPACTOS AMBIENTAIS NO MUNICÍPIO DE PARELHAS\RN
  • Data: 23/10/2020
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A indústria da cerâmica vermelha é considerada uma das atividades econômicas mais rentáveis no semiárido do Estado do Rio Grande do Norte. No entanto, ao mesmo tempo em que esta atividade extrativista da cerâmica vermelha gera emprego e renda para a população local, também é responsável pelas condições insalubres na linha de produção e pelo avanço do processo de desertificação na região. Nesse sentido, o presente trabalho teve como objetivo principal compreender o processo de produção ceramista em duas empresas do município de Parelhas/RN e sua relação com as condições do ambiente de trabalho e impactos ambientais na região. A pesquisa verificou como são realizadas as atividades laborais na linha de produção da cerâmica vermelha e observou as condições de insalubridade e degradação ambiental geradas por essa atividade econômica na área de estudo. Para a avaliação das condições de trabalho na linha de produção da cerâmica foi utilizado o método de análise postural Rapid Entire Body Assecement (REBA) para a ergonomia e o IDT (Índice de Desconforto Térmico) para avaliação das condições de conforto térmico no ambiente de trabalho com faixas de sensação térmica adaptadas por Neres, Santos e Carvalho (2015) para regiões semiáridas. Para a identificação e caracterização dos impactos ambientais in locu foi utilizada a Matriz de Leopold (1971) adaptada, seguido do registro fotográfico em campo. Em seguida, os impactos ambientais foram caracterizados e classificados em função dos sistemas ambientais impactados na região. Os resultados da pesquisa apontam, que os trabalhadores das duas empresas ceramistas investigadas estão submetidos às condições insalubres na linha de produção e baixos salários, e que não há, divisão social do trabalho entre homens e mulheres no processo produtivo. Verificou-se também, que as atividades ceramistas potencializam a instalação do processo de desertificação através dos impactos ambientais no meio físico e biológico. Cada etapa na linha de produção ceramista gera uma série de impactos ambientais com consequências adversas para a região. Sendo assim, conclui-se que as empresas investigadas operam de maneira insustentável gerando uma série de impactos socioambientais na região, e que os trabalhadores locais, estão submetidos a condições insalubres de trabalho na linda de produção das empresas investigadas na área de estudo. O fortalecimento da fiscalização ambiental e a aplicação das Leis ambientais e trabalhistas tornam-se medidas urgentes na área de estudo para a garantia da sustentabilidade ambiental local.
  • FILIPE CAMPOS MAGALHAES
  • Implicações Socioambientais do Modelo Tarifário dos Serviços de Água e Esgoto no Brasil
  • Orientador : GUSTAVO FERREIRA DA COSTA LIMA
  • Data: 26/08/2020
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, o modelo predominante de prestação dos serviços de água e esgoto se dá através das Companhias Estaduais de Saneamento. A remuneração pela prestação desses serviços se dá pela cobrança mensal de um valor fixo ou variável de acordo com o consumo de água dos usuários cuja unidade de medida é o metro cúbico (m³ = mil litros de água). As caraterísticas básicas da cobrança desses serviços são chamadas de estrutura tarifária. Entre as estruturas tarifárias das companhias de saneamento no Brasil, prevalece a tarifa mínima com franquia de consumo de água em que o usuário paga por um determinado valor e tem direito ao consumo de até 10m³ e a tarifa social para usuários em vulnerabilidade socioeconômica. Após anos sem regulação, a Lei Nacional de Diretrizes para o Saneamento Básico (Lei Federal 11.445/2007) estabeleceu instruções para a remuneração dos serviços de água e esgoto. Nesse sentido, o objetivo dessa pesquisa é avaliar se o modelo tarifário dos serviços de água e esgoto no Brasil estão contribuindo para ampliação do acesso, consumo sustentável e equilíbrio financeiro das companhias estaduais. Diante disso, é feito um levantamento de como se estabeleceu o setor de saneamento no Brasil, como se constituiu o modelo tarifário e as implicações socioambientais decorrentes dessa remuneração, além de investigar quais estruturas tarifárias se aproximam da legislação nacional visando oferecer subsídios para o aperfeiçoamento de políticas públicas para o setor. Com abrangência nacional, a pesquisa se utiliza de métodos quantitativos, através dos diagnósticos do Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento e sites das companhias estaduais de saneamento, com considerações qualitativas. Entre os resultados, destaca-se que a tarifa social é um importante instrumento de garantia de direitos humanos, porém, alguns prestadores impõem critérios que chegam a ser abusivos. Por outro lado, a tarifa mínima com franquia de consumo demonstra ser um mecanismo injusto, em que os usuários que consomem menos pagam proporcionalmente mais, subsidiando os usuários que têm consumo excessivo. Essa tarifação inadequada dificulta o acesso aos serviços, provoca um consumo insustentável de água com enormes consequências para o meio ambiente e ocasiona problemas financeiros e administrativos para os prestadores. Como solução, é elaborado e proposto um modelo tarifário sustentável, conforme determina a legislação nacional de saneamento. Para finalizar, é reforçado que as políticas públicas e o modelo tarifário dos serviços de saneamento devem estar comprometidos com os interesses do meio ambiente e da população, sobretudo da parcela mais carente de uma sociedade com desigualdades profundas como a brasileira. Portanto, espera-se das companhias de saneamento o empenho para a redução dessas desigualdades e não seu aprofundamento.
  • JONATHAN ANTUNES PONTE CAVALCANTE LEITE
  • INVESTIGAÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA ÁGUA DE TRÊS RESERVATÓRIOS FLUVIAIS NA REGIÃO GEOGRÁFICA INTERMEDIÁRIA DE JOÃO PESSOA - PB
  • Orientador : TARCISO CABRAL DA SILVA
  • Data: 30/07/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A crise hídrica não foge da problemática ambiental, visto que, ao mesmo tempo que a água é essencial para a manutenção dos processos econômicos e manutenção da vida, ela também é um dos recursos naturais mais degradados pelo ser humano, trazendo consequências econômicas sociais e ambientais. Diante desse cenário, o objetivo do presente estudo foi investigar o estado da qualidade da água dos reservatórios fluviais Gramame-Mamuaba, Marés e Araçagi, localizados na região geográfica intermediária de João Pessoa, e que servem para o abastecimento humano. O estudo foi elaborado a partir da análise de dados de parâmetros de qualidade da água observados em uma série histórica de 12 anos, fazendo uso do Índice de Qualidade de Água da CETESB e Índice de Qualidade de Água de Bascarán, levando em consideração os efeitos da sazonalidade. Foi identificado, para os três reservatórios fluviais estudados, uma melhoria da qualidade da água para os períodos de estiagem, além disso, através de uma análise dos parâmetros de qualidade da água em comparação com os limites estabelecidos para água doce do tipo Classe II (Res. CONAMA 357/05) que, apesar dos IQA’s conseguirem expressar de forma eficaz os efeitos da sazonalidade, uma análise dos índices de forma individual mostrou-se mais satisfatória para identificar as inconformidades existentes em toda a série histórica dos parâmetros com suas respectivas classes. Tais resultados evidenciam a necessidade de uma atuação maior dos órgãos competentes no que se refere a fiscalização, conscientização e cuidados com os recursos hídricos.
  • JESIKA DE OLIVEIRA NELES RODRIGUES
  • AVALIAÇÃO DA VIABILIDADE E ACEITAÇÃO SOCIAL DO USO DA ÁGUA CLARA ORIUNDA DE APARELHOS DE AR-CONDICIONADO
  • Orientador : WILLIAME FARIAS RIBEIRO
  • Data: 29/07/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Em algumas regiões do mundo, a captação da água atmosférica é uma técnica antiga, entretanto, ainda não tão explorada quanto outras fontes alternativas de água. Esse tipo de coleta usa métodos passivos (sem a utilização de energia externa), ativos (com auxílio de energia externa) e substâncias dessecantes. Várias máquinas são projetadas com o propósito de captar o valor d’água e as gotículas do ar atmosférico para produzir água potável. Os aparelhos de ar-condicionado usam processos similares a esses equipamentos, contudo, comumente a água é desprezada. Logo, esse trabalho traz como objetivo avaliar a oferta e a qualidade da água clara gerada por aparelhos de ar-condicionado do tipo split, assim como, a aceitação social para esse tipo de água. As coletas foram realizadas em 38 aparelhos, localizados na Universidade Federal da Paraíba (campus I), de potências de 7500 Btuh-1 a 80000 Btuh-1 . Registrou-se vazões de 0,20 Lh-1 a 6,81 Lh-1 , que, apesar de ter variações, as vazões tendem a crescer quanto maior a potência. A umidade do ar interno do ambiente também mostrou ter influência sobre a vazão gerada. A qualidade da água clara para parâmetros físico e químicos, de modo geral, esteve dentro dos limites estabelecidos às normas pertinentes. A análise microbiológica registrou a presença de coliformes termotolerantes em todas as coletas, mas em baixos valores. Para a utilização da água clara, de forma segura, indica-se realizar a filtração e desinfecção. Quanto a aceitação social, mesmo o ar-condicionado sendo um aparelho comum à rotina de 99,3% dos participantes, apenas 23% já usou ou usa a água clara, sendo mais aceita em usos como rega de jardins, lavagem de piso e banheiro e em bacias sanitárias. Em suma, o aproveitamento da água clara apresenta-se como uma solução viável e, pode ser fonte suplementar importante, principalmente em instituições com alto número de aparelhos instalados
  • NATÁLIA COSTA DE ALBUQUERQUE
  • AVALIAÇÃO DOS PARÂMETROS FÍSICOS E QUÍMICOS E DA PRESENÇA DE METAIS TRAÇOS EM ÁGUAS DO RIO GRAMAME, PB.
  • Data: 30/04/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A água é um constituinte necessário para a vida de todos os organismos. Entretanto, nos últimos tempos, devido ao desenvolvimento econômico, ao crescimento populacional e às mudanças nos padrões de consumo, os recursos hídricos têm sofrido diversas perturbações. As atividades humanas causam grandes impactos nos ecossistemas aquáticos, deteriorando a qualidade da água pela poluição através do lançamento de efluentes domésticos, industriais e agrícolas. Dentre os poluentes inorgânicos, as concentrações de metais pesados estão aumentando rapidamente para um nível alarmante, sendo motivo de preocupação, pois, afeta o meio ambiente bem como a saúde humana. O uso de técnicas voltamétricas faz-se necessário para a detecção desses poluentes em níveis traços. Este estudo tem como objetivo avaliar os parâmetros físicos e químicos em três pontos do Rio Gramame, bem como a presença de Cd, Pb, Zn e Cu por método voltamétrico e compará-los com os valores estabelecidos pela Resolução 357/2005 do CONAMA. As coletas ocorreram durante os meses de agosto e novembro de 2019. Os parâmetros físicos e químicos analisados foram oxigênio dissolvido, temperatura, pH, sólidos totais dissolvidos, nitrito, nitrato, amônia e fósforo total. Para os metais pesados foi utilizada a voltametria de onda quadrada, adaptada da metodologia de Anastasiadou e colaboradores. As ações antrópicas no entorno desses pontos de amostragem influenciaram os parâmetros físicos e químicos no Rio Gramame. Decorrente desta pesquisa, verifica-se que as concentrações de amônia, nitrito, nitrato, fósforo total e sólidos totais dissolvidos nos três pontos de amostragem estavam abaixo do valor máximo permitido pela Resolução CONAMA, estando em conformidade com a Resolução. Em contrapartida as concentrações de oxigênio e o pH em determinados períodos estavam em desconformidade com o permitido. Para a pesquisa de metais traços, foi possível observar através do desenvolvimento da metodologia com as adaptações frente ao uso do eletrodo de pasta de carbono modificado com filme de bismuto, uma ampla faixa de trabalho para análise simultânea de Zn, Cd, Pb e Cu com baixos limites de detecção na ordem de µg. L-1, cuja aplicação à amostras de água do Rio Gramame forneceu resultados abaixo do limite de detecção do método, com níveis de recuperação média acima de 80%. Frente a isto, pode-se concluir que os parâmetros delimitados na Resolução são uma importante ferramenta política para o monitoramento, entretanto outros parâmetros como condutividade elétrica, ortofosfato, entre outros que não constam na Resolução, mas devem ser considerados na realização de um diagnóstico ambiental. O uso dos métodos voltamétricos empregando eletrodos modificados constituiu uma ferramenta importante em áreas de testes ambientais relacionados a pesquisa de metais traços, uma vez que apresenta alta sensibilidade e velocidade analítica.
  • HERMANO ZENAIDE NETO
  • QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DO AR E EFICÁCIA DO CONTROLE MICROBIANO EM UM HOSPITAL NA PARAÍBA.
  • Data: 30/04/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Uma quantidade elevada de micro-organismos patogênicos em ambientes refrigerados pode ser um indicador de baixa qualidade do ar, colocando em risco a saúde de pacientes em hospitais. O saneamento dos sistemas de refrigeração deve ser realizado adequadamente e com produtos eficientes, capazes de manter reduzidos os níveis de infecção hospitalar. Neste trabalho objetivou-se analisar a densidade fúngica dos ambientes internos de um hospital da rede privada, localizado em João Pessoa-PB. Verificou-se também a eficácia do desinfetante utilizado na limpeza dos sistemas de ar condicionado nesses ambientes. Em experimento in vitro com o desinfetante Thilex® frente a micro-organismos comuns no ambiente hospitalar, avaliou-se a atividade antimicrobiana, concentração e tempo de ação. Para a análise do ar em locais refrigerados no hospital utilizou-se um impactador de bioaerossol de coleta ativa do tipo Andersen, visando quantificar e caracterizar possíveis patógenos. O teste antimicrobiano indicou que o Thilex® foi eficaz contra Klebsiella sp., Escherichia. coli e Candida albicans, enquanto Pseudomonas aeruginosa, Staphylococcus aureus, Bacillus sp. e Aspergillus sp. apresentaram resistência, sendo controlados a 20% da concentração do produto em água destilada e tempo de exposição acima de 1 minuto. As amostras de ar do hospital indicaram que 12 das 23 salas estavam com uma densidade fúngica acima do limite aceitável conforme a norma nacional atual, com maior prevalência nas salas de obstetrícia. Os gêneros mais presentes foram Aspergillus sp., Penicillium sp. e Monilia sp. Esses resultados indicam urgência no desenvolvimento de políticas públicas mais efetivas na redução do risco aos pacientes expostos a baixa qualidade do ar nos hospitais.
  • MARIA DO CARMO CORDEIRO DE SOUZA
  • Segurança alimentar e nutricional nos núcleos familiares de alunos da Rede Pública de ensino em tempo integral no município de João pessoa, Paraíba.
  • Orientador : FLAVIA DE OLIVEIRA PAULINO
  • Data: 29/04/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O Direito Humano à Alimentação Adequada é um direito fundamental, que deve ser garantido a todas as pessoas, por um organizado Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN). Os estudos sobre essa temática são relevantes para a adequação de políticas públicas e iniciativas voltadas aos grupos sociais que perpassam por desigualdades que lhes negam esse direito. Sobretudo entre famílias com crianças atendidas em escolas públicas com ensino em tempo integral, modalidade de ensino que vem crescendo no país, associada ao “Programa Mais Educação”. Questionou-se o estado de (In) segurança alimentar dos estudantes dessas referidas escolas e de suas famílias, os quais, em sua maioria, habitam regiões de vulnerabilidade social. Entretanto, não foram encontrados na literatura brasileira, trabalhos voltados para essa temática. Diante disso, objetivou-se, nesse estudo, analisar a prevalência de (In) Segurança Alimentar e Nutricional (INSAN) e fatores associados, em famílias de estudantes de uma escola pública com ensino em tempo integral, do Munícipio de João Pessoa-PB. Trata-se de um estudo transversal, descritivo com abordagem quanti-qualitativa. Utilizou-se métodos de observação participante e entrevistas semiestruturadas, totalizando informações de 80 famílias em relação ao perfil socioeconômico, consumo alimentar, INSAN intradomiciliar, entre outros. Os dados foram analisados descritivamente, usando cálculos de média, mínimo, máximo e desvio padrão. Para aferir o nível de SAN, foi utilizada a Escala Brasileira de Insegurança Alimentar (EBIA), com questionário padronizado. Testes estatísticos foram aplicados para analisar associações entre INSAN e outras variáveis. A prevalência de INSAN foi de 86%, sendo 38,7% classificada como leve, 30% moderada e 17,5% grave. As variáveis com associações mais significativas com a INSAN foram: renda familiar e per capita (p<0,001), renda destinada à alimentação (p=0,045), número de refeições diárias (p<0,01), número de pessoas (p<0,01), crianças por domicílio (p=0,047) e atraso escolar (p <0,01). Conclui-se que o DHAA e a SAN não estão sendo garantidos à população investigada e que a alta prevalência de INSAN encontrada relaciona-se diretamente às precárias condições socioeconômicas das famílias, confirmando o impacto negativo das desigualdades sociais na saúde, alimentação e nutrição desse público, em especial o infantil. Espera-se que este trabalho suscite o desenvolvimento de novas pesquisas sobre essa temática, e que fortaleça a emergência de ações e esforços para a promoção da SAN e da plena concretização do DHAA a todos os estudantes brasileiros e suas famílias.
  • MARIA LUIZA DIAS CORREIA
  • PERCEPÇÃO AMBIENTAL E USO DE PLANTAS POR MORADORES DA ZONA DE AMORTECIMENTO DO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES, PIAUÍ
  • Data: 24/04/2020
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso dos recursos naturais aumentou consideravelmente nos últimos anos, gerando impactos negativos e assim, ressaltando a necessidade do desenvolvimento de estudos que contribuam na elaboração de ações conservacionistas. É nesta perspectiva que a presente pesquisa teve como objetivo principal conhecer a percepção ambiental e o uso dos recursos vegetais por moradores das comunidades localizadas na área de amortecimento do Parque Nacional de Sete Cidades (PNSC), Piauí, que foram alcançados por meio do levantamento do perfil socioeconômico inicial das comunidades; registro do uso de plantas pelos moradores da área de amortecimento do Parque Nacional de Sete Cidades, Piauí; identificação das partes vegetais utilizadas e a forma de uso; diagnóstico da percepção ambiental que os moradores locais possuem em relação ao Parque Nacional de Sete Cidades, a área de amortecimento e os recursos vegetais; e da elucidação dos aspectos da relação entre os moradores e os funcionários e colaboradores do PNSC. Para tal, adotou-se a abordagem quali-quantitativa no levantamento de dados com os 14 atores sociais, que totalizaram 100% dos chefes domiciliares com residência permanente nas comunidades Morada Nova e Palmeira da Emília. O perfil socioeconômico inicial das comunidades foi levantado por entrevista semiestruturada. Para a coleta dos dados etnobotânicos foram realizadas entrevistas semiestruturadas e Lista Livre, associada as técnicas complementares da Nova Leitura e Indução Não-específica. As plantas citadas foram coletadas por Turnê-Guiada. Para o diagnóstico da Percepção Ambiental foram aplicados três tipos de coletas de dados: Entrevistas semiestruturadas, conversas informais e observação não-participante. As comunidades estudadas possuem baixo nível de escolaridade, baixa renda e fazem uso de uma grande diversidade vegetal, resultando no levantamento de 34 famílias botânicas associadas a 11 categorias utilitárias, com ênfase no uso medicinal, alimentar e de construção. As etnoespécies com maior valor de uso foram respectivamente o cajueiro, ameixa do mato, cascudo, faveira e pequizeiro. Existe uma percepção predominante de que o meio ambiente é importante e boa parte dos moradores compreendem o seu papel na conservação, sugerindo ações viáveis de proteção à flora, contudo, foram identificados conflitos socioambientais e sentimento de estranhamento por parte das comunidades, evidenciando a necessidade da retomada nas ações de Educação Ambiental para difundir o papel do Parque e fortalecer o vínculo entre a UC e as comunidades do entorno. Para tal, foi sugerida a abordagem dos seguintes temas: 1. Homem, natureza e meio ambiente; 2. Parque Nacional de Sete Cidades: Para que serve e por que foi criado?; 3. Utilitarismo e conservação; 4. Atividades ecológicas no PNSC; 5. Missão das comunidades junto ao PNSC e 6. Plantas exóticas úteis: Minimizando os impactos à flora nativa.
  • BIANCA MARIA LIMEIRA DE AZEVEDO
  • ÍNDICE DE VULNERABILIDADE A DESASTRES RELACIONADOS COM FENÔMENOS NATURAIS NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, PARAÍBA, BRASIL
  • Data: 28/02/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O processo de urbanização desordenada do município de João Pessoa – PB, juntamente com as precipitações diárias intensas que ocorrem no local têm causado vários danos à população, principalmente àquelas que estão expostas e vulneráveis à ameaça desses fenômenos. Para construir um município mais resiliente a estes eventos, é preciso identificar e corrigir as causas dos impactos negativos, e, para isso, faz-se necessária uma ampla avaliação da vulnerabilidade, envolvendo aspectos não somente ambientais, mas também socioeconômicos. Atualmente, vários métodos de avaliação de vulnerabilidade em escala global e nacional estão sendo utilizados, bem como a nível municipal. Porém, são necessários estudos em escala intramunicipal devido à sua efetividade no auxílio dos processos de tomada de decisão. Por isso, esta pesquisa tem como objetivo analisar a vulnerabilidade a desastres hidrometeorológicos do tipo inundações, alagamentos e movimentos de massa úmida nos bairros e setores do município de João Pessoa, mediante o emprego de um Quadro de Avaliação de Vulnerabilidade que contempla uma estrutura com três elementos: Suscetibilidade, Enfrentamento e Adaptação, e posterior cálculo do Índice de Vulnerabilidade (IV) dos bairros do município. Para isso, foram utilizados dados secundários para construção dos indicadores, coletados no Banco de Dados do SIDRA (Sistema IBGE de Recuperação Automática), como também em Secretarias e Defesa Civil do município, a fim de identificar os bairros e setores mais vulneráveis e as suas principais necessidades para a redução da vulnerabilidade. A nível de bairro, os resultados indicaram o São José como o de maior vulnerabilidade, com um IV de 0,816, classificado como muito alto; e, a nível setorial, a Zona Oeste obteve maior valor médio do IV, com um valor de 0,602, classificado como alto. Concluiu-se que existe uma tendência de as áreas propensas a desastres coincidirem aquelas mais vulneráveis, como é o caso do bairro São José. O Índice construído neste trabalho se mostrou abrangente, possibilitando o auxílio nos processos de tomada de decisão pelos gestores municipais, mediante uma atuação de acordo com as urgências de cada área do município, não apenas nos momentos de precipitação intensa, mas, principalmente, com ações preventivas que possam tornar estes locais mais resilientes aos desastres.
  • BIANCA MARIA LIMEIRA DE AZEVEDO
  • ÍNDICE DE VULNERABILIDADE A DESASTRES RELACIONADOS COM FENÔMENOS NATURAIS NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA, PARAÍBA, BRASIL
  • Data: 28/02/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O processo de urbanização desordenada do município de João Pessoa – PB, juntamente com as precipitações diárias intensas que ocorrem no local têm causado vários danos à população, principalmente àquelas que estão expostas e vulneráveis à ameaça desses fenômenos. Para construir um município mais resiliente a estes eventos, é preciso identificar e corrigir as causas dos impactos negativos, e, para isso, faz-se necessária uma ampla avaliação da vulnerabilidade, envolvendo aspectos não somente ambientais, mas também socioeconômicos. Atualmente, vários métodos de avaliação de vulnerabilidade em escala global e nacional estão sendo utilizados, bem como a nível municipal. Porém, são necessários estudos em escala intramunicipal devido à sua efetividade no auxílio dos processos de tomada de decisão. Por isso, esta pesquisa tem como objetivo analisar a vulnerabilidade a desastres hidrometeorológicos do tipo inundações, alagamentos e movimentos de massa úmida nos bairros e setores do município de João Pessoa, mediante o emprego de um Quadro de Avaliação de Vulnerabilidade que contempla uma estrutura com três elementos: Suscetibilidade, Enfrentamento e Adaptação, e posterior cálculo do Índice de Vulnerabilidade (IV) dos bairros do município. Para isso, foram utilizados dados secundários para construção dos indicadores, coletados no Banco de Dados do SIDRA (Sistema IBGE de Recuperação Automática), como também em Secretarias e Defesa Civil do município, a fim de identificar os bairros e setores mais vulneráveis e as suas principais necessidades para a redução da vulnerabilidade. A nível de bairro, os resultados indicaram o São José como o de maior vulnerabilidade, com um IV de 0,816, classificado como muito alto; e, a nível setorial, a Zona Oeste obteve maior valor médio do IV, com um valor de 0,602, classificado como alto. Concluiu-se que existe uma tendência de as áreas propensas a desastres coincidirem aquelas mais vulneráveis, como é o caso do bairro São José. O Índice construído neste trabalho se mostrou abrangente, possibilitando o auxílio nos processos de tomada de decisão pelos gestores municipais, mediante uma atuação de acordo com as urgências de cada área do município, não apenas nos momentos de precipitação intensa, mas, principalmente, com ações preventivas que possam tornar estes locais mais resilientes aos desastres.
  • FELIPE GOMES DO NASCIMENTO
  • TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA COMO ALTERNATIVA PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL: A EXPERIÊNCIA DA COMUNIDADE DE CHÃ DE JARDIM, AREIA - PB
  • Data: 28/02/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O turismo é uma atividade em expansão nas últimas décadas, desempenhando papel chave no crescimento econômico de determinados países. Para que esse turismo desenvolva sua potencialidade, seja ela econômica, social ou ambiental, torna-se necessário a adoção de modelos de turismo alternativos que incluam as necessidades da população local no processo de planejamento e desenvolvimento da atividade turística. É neste contexto que emergem novos modelos alternativos para o desenvolvimento do turismo, entre eles destaca-se o Turismo de Base Comunitária – TBC. O Turismo de Base Comunitária é uma forma de organização turística pautada nos princípios do turismo sustentável e que busca a inclusão da população local nos processo de planejamento, implementação e avaliação da atividade turística. O presente estudo teve como objetivo analisar os principais impactos econômicos, sociais, ambientais e culturais do turismo de base comunitária na comunidade rural Chã de Jardim-Areia-PB. Dessa forma, essa pesquisa caracteriza-se como descritiva com abordagem qualitativa com complementos de dados quantitativos, conduzida sob a forma de estudo de caso. Identificou-se a partir da análise dos impactos sócias, econômicos, culturais e ambientais que o TBC tem proporcionado desenvolvimento local para a população na comunidade de Chã de Jardim-PB e que tem contribuído para a valorização dos indivíduos locais, para preservação e a conservação do meio ambiente, bem como para a preservação cultural.
  • PALLOMA DAMASCENA MORAIS
  • Vulnerabilidade socioambiental e a perspectiva de resiliência a desastres nas cidades da Região Nordeste do Brasil: João Pessoa, Recife e Maceió.
  • Data: 28/02/2020
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O aumento populacional, a ocupação inadequada, ausência de assistência básica, e sobretudo, a falta de planejamento urbano nas metrópoles, têm contribuído para muitos problemas no âmbito da gestão ambiental. Além de potencializar os riscos a desastres relacionados com fenômenos naturais, principalmente em países que estão desenvolvimento, o Brasil por exemplo. Tendo em vista a importância de se analisar os eventos climáticos conjuntamente com a vulnerabilidade, esta pesquisa buscou avaliar a resiliência a desastres relacionados com fenômenos naturais a partir da vulnerabilidade socioambiental nas cidades de João Pessoa, Recife e Maceió localizadas na região Nordeste brasileiro. O presente estudo teve como norteador, a Campanha “Construindo Cidades Resilientes – Minha Cidade está se preparando!” originada pela Estratégia Internacional das Nações Unidas para a Redução de Desastres – UNISDR. A partir do estudo de todas as capitais nordestinas, a metodologia utilizada foi adaptada de Yusuf e Francisco (2009) para o cálculo de um índice de vulnerabilidade para as cidades de João Pessoa, Recife e Maceió, em função de variáveis componentes de três indicadores: Exposição, Sensibilidade e Capacidade Adaptativa. Para tanto, foram utilizados dados sociais, econômicos, infra estruturais e áreas susceptíveis a desastres, disponíveis principalmente em sites e relatórios oficiais de órgãos governamentais. Verificou-se que a cidade de Recife é a mais vulnerável, com o índice de 0,611, seguida de Maceió com o valor de 0,568 e João Pessoa apresentou um valor de 0,508 do índice de vulnerabilidade. Apesar de Recife apresentar o maior número de áreas de riscos com movimento de massa, Maceió se mostrou a mais exposta aos desastres e a pluviosidade. João Pessoa apresentou em sua maioria os melhores resultados para os três indicadores avaliados. Entretanto, observou-se que todos os gestores municipais necessitam formular políticas públicas para elaboração de planos locais de preparação e mitigação dos desastres, assim, a Campanha “Construindo Cidades Resilientes – minha cidade está se preparando!”, é um instrumento de incentivo na busca da redução de desastres e o alcance da resiliência.
  • ANDRESSA DE OLIVEIRA CÂMARA
  • Zoneamento agroclimático de culturas de subsistência em região semiárida.
  • Data: 27/02/2020
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • No Semiárido brasileiro a agricultura dominante é a de subsistência, constituída de sistema de cultivo em sequeiro. Essa região possui alta variabilidade, tanto temporal como espacial de precipitação pluviométrica, comprometendo as safras agrícolas. Dessa forma, a necessidade de um bom planejamento rural é indispensável, principalmente para a prática de subsistência, que se objetiva em proporcionar segurança alimentar à população. As principais culturas de subsistência cultivada nessa região é o feijão-caupi (Vigna Unguiculata (l.) Walp.) e o milho (Zea mays). Porém, o sorgo sacarino (Sorghum bicolor L. (Moench)) desponta como grande potencial agrícola para regiões com características semiáridas. Assim, objetivou-se nesse estudo elaborar e analisar o zoneamento agroclimático da região da bacia hidrográfica do Alto Curso do Rio Paraíba, que consiste na região com menor média de pluviosidade do Brasil. Concluiu-se que o sorgo tem melhor aptidão climática para a área estudada, atingindo 81,23% de aptidão plena, comparado a 49,78% e 0,00% do feijão e milho, respectivamente. Todo o zoneamento foi realizado com banco de dados de conteúdo inédito e mais preciso do que outros trabalhos semelhantes feitos nessa mesma região.
  • GABRIEL DE BARROS MOREIRA BELTRAO
  • CARACTERIZAÇÃO DOS CANAIS DO BESSA (JOÃO PESSOA/PB), UTILIZANDO OS PEIXES COMO INDICADORES DE CONSERVAÇÃO
  • Orientador : RICARDO DE SOUZA ROSA
  • Data: 27/02/2020
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • A bacia do rio Jaguaribe é a principal planície fluvial urbana de João Pessoa que durante muito tempo serviu para abastecimento de água da capital. Contudo, observa-se sua degradação ao longo dos anos associada ao agravamento das condições socioambientais e de construções urbanas. Na década de 1920, seu curso foi modificado com a finalidade de mitigar a proliferação de mosquitos associados aos casos de impaludismo, restando uma porção litorânea de alagados que corresponde às proximidades da antiga desembocadura na baixa porção do rio Jaguaribe. Os Canais do Bessa correspondem à antiga foz e conjuntos de charcos de grande variação sazonal em virtude das chuvas, conhecidos como áreas de mosquitos, deposição de rejeitos, lixo e aterramentos. São remanescentes de importantes ecossistemas de transição, ecótonos, lagoas marginais, pauls, reconhecidos pela grande importância ecológica. Um dos últimos resquícios de locais preservados desta drenagem é onde foi implementado o Parque Linear Parahyba que reduz as áreas de alagamento, aterrando as margens e modificando o ambiente. Os peixes associados à fisiografia deste ecossistema auxiliaram na caracterização da diversidade de ambientes, contribuindo para compreender o processo ecológico e indicar o estado de conservação relacionado à manutenção de suas margens comparando o Parque Parahyba II e futuro Parque Parahyba IV. O Parque Parahyba IV apresentou melhore indicadores de qualidade ambiental, baseado na diversidade de hábitats marginais e na abundância, diversidade e equabilidade de peixes. A avaliação na percepção ambiental dos moradores do entorno e conscientização dos usuários que frequentam o parque contribui para a conservação do ambiente e uma urbanização mais sustentável.
  • EDVANIL ALBUQUERQUE DUARTE JÚNIOR
  • PROPOSTA DE USO DE FONTE DE ENERGIA HÍBRIDA FOTOVOLTAICO-EÓLICA COMO FORMA DE OTIMIZAÇÃO DO APROVEITAMENTO ENERGÉTICO SUSTENTÁVEL NA ILUMINAÇÃO DE ÓRGÃOS PÚBLICOS
  • Data: 27/02/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Diversos aspectos relacionados a exploração predatória dos recursos naturais, a exemplo da poluição da biota, da retirada descontrolada de madeira e da extinção de habitats e de espécimes em decorrência da manipulação humana da terra, levam ao estudo da melhoria das condições de uso dos recursos naturais, como forma de assegurar o futuro do planeta. Modificação de ambientes e extração de recursos naturais são dois dos fatores diretamente ligados à geração de energia, bem de consumo de primeira necessidade e diretamente ligado à vida em sociedade e ao desenvolvimento de uma nação. Esses fatores fizeram com que o homem predasse bens e recursos naturais por milhares de anos. O cenário atual, a nível global, busca o desenvolvimento e a implementação de tecnologias para que a geração energética passe a ter como protagonista as fontes renováveis - “tecnologias limpas”. O presente trabalho está relacionado com essa perspectiva através do uso de tecnologia híbrida (fotovoltaica e eólica), com uso de diversos componentes reciclados, como forma de demonstrar que o emprego da tecnologia híbrida, possui baixo custo de produção, diante da capacidade de redução dos custos do sistema elétrico convencional (rede/concessionária), suscitando o debate acerca da ausência de políticas públicas mais efetivas em termos de implementação desse tipo de energia.
  • JOSÉ JERÔNIMO DE SOUZA NASCIMENTO
  • ANÁLISE DA CAPACIDADE DE USO DA TERRA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIACHO CHAFARIZ COM AUXÍLIO DE GEOTECNOLOGIAS
  • Data: 27/02/2020
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As ocupações territoriais sempre estiveram relacionadas com a disponibilidade dos recursos naturais, em especial, do solo, que são utilizados pelas atividades agropecuárias. Entretanto, essas ações, dependendo da maneira como ocorrem, podem ter consequências negativas para esses recursos. Apesar dos importantes avanços nos meios tecnológicos, ainda é desafiador colocar em prática uma eficiente gestão sustentável dos recursos edáficos. Uma vez que, necessita-se de um adequado planejamento que contemple as suas potencialidades e limitações. Nessa perspectiva, o objetivo dessa pesquisa é o de analisar a capacidade de usos das terras da bacia hidrográfica do Riacho Chafariz (BHRC), Mesorregião Geográfica da Borborema, Estado da Paraíba. Para isso, foram avaliados fatores como o uso e ocupação do solo, tipos de solos e declividade relacionados com as orientações contidas no Manual para Levantamento Utilitário do Meio Físico e Classificação de Terras no Sistema de Capacidade de Uso (SCUT). Além disso, utilizou-se geotecnologias para a produção final de mapas temáticos, a partir de álgebra de mapas. Os resultados apontaram que na BHRC as altitudes variam entre 296 e 872 m, a declividade tem as seguintes classes com maior representatividade: plano (30,6 %), suavemente ondulado (33,4 %) e ondulado (19,2 %). Os tipos de solos encontrados são os: LUVISSOLOS, LATOSSOLOS e os NEOSSOLOS. No que se refere a morfometria, a BHRC apresenta uma rede de drenagem dendrítica e de 5º ordem, além dos índices apontar em que há uma baixa probabilidade de grandes enchentes, devido sua forma alongada. A capacidade de uso da terra identificou seis classes na BHRC, predominando a Classe VI com 40,9 % e a Classe I com cerca de 13,6%. Por fim, considera-se que a BHRC possui a maior parte de suas terras com uso inadequado à capacidade produtiva.
  • MANOEL VICTOR MEIRA LIMA VIDAL
  • PROPOSTA DE UM COMPUTADOR DE BAIXO CUSTO ADAPTADO A FONTE DE ENERGIA HÍBRIDA SOLAR-EÓLICA
  • Data: 27/02/2020
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • O crescente tema da problemática ambiental é reflexo de uma série de atos antrópicos que está colocando em xeque o futuro da humanidade. Aspectos relacionados à poluição da biota, extinção de espécimes e extração de recursos naturais, tem levado a sociedade a questionamentos sobre o futuro do planeta. Sobretudo este último aspecto, cuja extração destes recursos naturais está diretamente ligada com a geração de energia. Levando em conta que a geração de energia está diretamente relacionada ao desenvolvimento de uma nação ou organização, as tecnologias desenvolvidas pelo homem vêm buscando gerar energia através de fontes renováveis, as chamadas "tecnologias limpas". Desta forma, o presente trabalho busca contemplar esta realidade na elaboração de uma proposta de um computador de baixo custo mediante a inclusão de uma tecnologia híbrida solar-eólica, ou seja, que este computador seja desenvolvido a partir de componentes de origem reciclável com peças de baixo custo e possa ser conectado a um sistema híbrido solar-eólico, garantindo assim seu funcionamento elétrico com total capacidade advinda de uma fonte renovável de energia. Os resultados do processo construtivo do sistema offgrid e do computador demonstraram que é possível elaborar uma proposta de criação de todo o sistema a baixo custo. Embora não se tenham números efeitos acerca de elementos como potência, voltagem, corrente, considera-se que o desenvolvimento construtivo do protótipo de computador e do sistema offgrid constitiu significativo e salutar avanço em rápido lapso temporal de pesquisa. Além do fato que também foi possível realizar uma avaliação comparativa do sistema em períodos climatológicos distintos a partir de dados da plataforma Google Earth Engine, sendo este fato de fundamental para a continuidade da pesquisa no caminho em que este estudo procurou seguir.
  • JENNIFER LORENA AVENDAÑO ZAMBRANO
  • SOBERANIA ALIMENTAR: TRANSIÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA A CAFEICULTURA NA REGIÃO DO VALLE DE TENZA, BOYACÁ, COLÔMBIA.
  • Data: 27/02/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A região do Valle de Tenza, Colômbia, apresenta uma situação de transição da agricultura familiar de alimentos diversos para a cafeicultura, com vista a um modelo de agronegócio. Para entender o panorama a tual da soberania alimentar em Guateque e Guayatá, cidades do Valle de Tenza, foram avaliados aspectos socioeconômicos e culturais a partir de questionários e entrevistas semiestruturadas que foram aplicados a 40 famílias camponesas que praticam agricultura familiar e/ou cafeicultura. Além disso, esses mesmos aspectos foram avaliados em 80 famílias de consumidores urbanos. Nas duas categorias, pretendeu-se conhecer a percepção dos entrevistados sobre a disponibilidade de alimentos da agricultura e as práticas alimentares atuais em relação às práticas alimentares que existiam há mais de 10 anos, além de investigar seus conhecimentos sobre a culinária tradicional da região. Os resultados desta pesquisa mostram que os camponeses possuem baixa escolaridade, pouco apoio do governo, não possuem renda fixa e são mal organizados (participam pouco de associações). Houve uma diminuição no cultivo de alimentos regionais que fazem parte dos pratos típicos da região e do nível local; o poteco ou piquete (adaptação do cocido boyacense), o sancocho, os plátanos de fondo, os amasijos a base de sagú e milho, entre outros, foram os que sofreram maior redução. Devido ao fenômeno de transformação que está atravessando à agricultura familiar na região do Valle de Tenza, os alimentos regionais mais representativos da região estão sendo substituídos por culturas mais rentáveis financeiramente, incluindo o café e algumas frutas exóticas que estão tendo maior aceitação no mercado local e regional. Sendo importante considerar que o interesse em certos cultivos também diminuiu porque a população local não consome alguns alimentos ancestrais que eram cultivados antigamente. Portanto, ao ser reduzido o cenário comercial desses alimentos, seu cultivo deixa de ser financeiramente lucrativo, apesar de ter um solo adequado para sua produção. Essa redução pode gerar riscos relacionados à autonomia, na garantia dos direitos na produção e comercialização de produtos, além de afetar a disponibilidade de alimentos e a transformação da identidade gastronômica dos valletenzanos, entre outros aspectos relacionados à soberania alimentar.
  • VIRNA CAMACHO CABRAL
  • DEGRADAÇÃO HUMANA E AMBIENTAL NA PERSPECTIVA DE PESSOAS EM SITUAÇÃO DE PRISÃO
  • Orientador : GUSTAVO FERREIRA DA COSTA LIMA
  • Data: 27/02/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A compreensão da degradação ambiental e humana extrapola as respectivas conceituações e demanda a articulação de saberes e a análise das possíveis correlações para compreendê-las com profundidade. Embora os problemas ambientais atinjam a todos, a distribuição dos danos e riscos gerados pelas degradações é desigual e condicionada por situações de renda, raça e gênero. Remete, portanto, às noções de injustiça social e ambiental, tratadas pela Ecologia Política. A presente pesquisa objetiva contribuir para a compreensão dos processos de degradação humana e ambiental na sociedade, a partir da perspectiva de pessoas em situação de prisão, da Penitenciária Desembargador Sílvio Porto e do Centro de Reeducação Feminina Maria Júlia Maranhão, ambos situados no bairro de Mangabeira na cidade de João Pessoa-PB. A pesquisa teve metodologia qualitativa e utilizou leitura fotográfica, listagem livre e entrevista aberta com 20 pessoas em situação de prisão. A escolha amostral inicialmente deu-se em função dos 10 tipos de crime de acordo com o Relatório das Informações Penitenciárias, porém em campo, as unidades mencionadas não tinham representantes de todos os tipos de crime e para não encolher o universo amostral, optou-se por incluir pessoas em outras condições especiais como gravidez, transexual idade, indígenas e com possível transtorno mental. Os dados foram registrados em diários de campo, transcritos e analisados pela análise do discurso e o método de tradução. A hipótese testada foi de que a reflexão desses sujeitos sobre as relações entre a degradação humana e ambiental pode afetar a autoimagem, a identidade do sujeito e, portanto, seu lugar no mundo e comprometer suas relações com o ambiente e com a sociedade. Esse conhecimento contribui com o enfrentamento simultâneo, de um problema ambiental, conjuntamente com um desafio social.
  • LARISSA REGIS DE SOUZA
  • O VALE DO GRAMAME E AS LUTAS SOCIOAMBIENTAIS PELA QUALIDADE DA ÁGUA EM JOÃO PESSOA-PB.
  • Data: 27/02/2020
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Movimentos socioambientais no vale do Gramame acontecem desde os anos 60 com a instalação do Distrito Industrial. O comprometimento da qualidade da água está acarretando sérios riscos à população em geral. A Escola Viva Olho no Tempo surgiu como uma forma de levar a ecoeducação às crianças, e por meio da conscientização buscar melhorias ao rio. A Produção cientifica exemplificando a má qualidade da água é de extrema importância para servir como subsídios às comunidades irem em busca de seus direitos e melhoria por ao poder publico. O presente trabalho buscou realizar uma análise social de com os movimentos sociais em prol do Rio Gramame e saber como essas ações influenciam na qualidade da água. Foram realizadas avaliação da qualidade de água do Rio Gramame antes e depois do acidente que ocorreu com os resíduos industrial de papelão despejados no rio. As análises sociais foram realizadas por meio de entrevistas/questionários e observação participante. Análises da água foram feitas com coletas quinzenais, diárias/semanais (Antes e depois do acidente respectivamente), sendo avaliados: condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, temperatura, pH, sólidos totais dissolvidos e potencial de oxirredução. As análises de nutrientes foram realizadas com os nitrogenados – amônia, nitrato e nitrito, e fosfatados – ortofosfato e foósforo total. Ainda foram feitos ensaios ecotoxicologicos crônicos utilizando a Moina minuta. As análises sociais demonstraram que as ações em prol da melhoria da qualidade de água e bem estar do Vale do Gramame contribuem de forma significativa para o não agravamento da situação de poluição em que se encontra o Rio Gramame. E as análises da qualidade de água apontam que o rio as margens da BR 101 foi o ponto mais afetado pela poluição após o acidente, sendo a BR 101 e a Ponte dos arcos os que apresentaram diferenças significativas entre antes e depois do acidente em relação as variáveis: pH, OD, STD e ORP. A condutividade elétrica apresentou diferença entre o antes e o depois apenas na Ponte dos Arcos. Dentre os nutrientes analisados, o fosforo total foi o único que apresentou diferenças significativas entre antes e depois tanto na BR101 como na Ponte dos Arcos. Com relação as análises ecotoxicologicas antes do acidente não foi apresentado toxicidade, após o acidente houve toxicidade na BR 101 (no dia do acidente e um dia depois) e na PB 008 um dia após o acidente. As análises realizadas nessa pesquisas foram apresentadas aos lideres dos movimentos sociais para que sejam apresentadas no Ministério Publico Federal e assim que medidas efetivas sejam tomadas em prol da melhoria da qualidade de água do Rio Gramame.
  • LARISSA CAVALCANTI DE SOUSA MEDEIROS
  • MONITORAMENTO DE MATERIAL PARTICULADO ATMOSFÉRICO NO CENTRO DA CIDADE DE JOÃO PESSOA-PB.
  • Data: 21/02/2020
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A poluição atmosférica, principalmente por material particulado, a cada dia se torna mais preocupante devido aos sérios problemas causados à saúde. Com as exigências de acordos internacionais para melhoria da qualidade do ar, os órgãos ambientais dos municípios brasileiros segundo Resolução CONAMA 491/2018, devem realizar o monitoramento da qualidade do ar. Diante dessa necessidade, este trabalho buscou realizar um monitoramento do material particulado emitido no centro da cidade de João Pessoa, que até então não havia estudos de qualidade do ar realizados e também pela localidade ter grande movimento do tráfego veicular, potencial emissor de material particulado com o objetivo de saber se as concentrações se encontram dentro dos limites da resolução. Foram feitas amostragens de MP2,5 , MP10 e MP PTS utilizando um equipamento HiVol 3000, no período de 10 dias de amostragem para cada tipo de material particulado. Foram encontradas as seguintes concentrações: para MP2,5 (6,14977±1,2138 µg/m3 ); para MP10 (20,85568±2,16705 µg/m3 ) e para MP PTS (30,6057±3,96179 µg/m3 ). Todas as concentrações encontradas estavam abaixo dos limites estabelecidos pela Conama, caracterizando uma boa qualidade no ar nesse ponto da cidade
  • LARA SOUZA CAMPANA
  • AVES E MAMÍFEROS AMEAÇADOS DE EXTINÇÃO EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO: Estudo de Caso no Parque Nacional de Sete Cidades, Piauí.
  • Data: 18/02/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O Brasil é o 3o país mais rico em avifauna do mundo e o 2o em mastofauna, possui cerca de 1919 espécies de aves e 701 de mamíferos em seu território. Dos 234 táxons de aves oficialmente considerados ameaçados, o Cerrado e Caatinga têm 34 táxons cada e dos 102 táxons de mamíferos continentais o Cerrado possui 41 e a Caatinga com 15. O presente trabalho realizou um estudo etnozoológico com a avifauna e mastofauna ameaçadas encontradas no Parque Nacional de Sete Cidades (PNSC), Piauí, ecótono com ambos biomas. Para identificar os táxons ameaçados localmente e as pressões sofridas foram realizadas entrevistas semiestruturadas com as comunidades do entorno e trabalhadores do PNSC, turnês guiadas e utilização de dados secundários como as listas oficiais da fauna ameaçada (IUCN, ICMBio e CITES). Dentre os resultados foi possível verificar que os táxons ameaçados são encontrados em maior abundância dentro do PARNA, segundo percepção dos entrevistados. As aves da família Cracidae (jacus) e Tinamidae (nambus) são as mais ameaçadas pela caça de subsistência e comércio e as famílias Psittacidae, Emberizidae, Icteridae, Thraupidae e Turdidae são as que mais sofrem com a criação em gaiolas e tráfico ilegal na região. Os mamíferos encontrados no PNSC considerados mais ameaçados são da família Felidae, Dasypodidae, Drasypoctidae, Tayassuidae, Cervidae e Caviidae e as principais ameaças encontradas na região são caça e captura, desmatamento, queimadas, atropelamentos e espécies exóticas. Como resultado final, foram encontradas N=29 espécies de aves consideradas ameaçadas localmente e N=22 espécies de mamíferos, servindo de direção para ações conservacionistas na região. Por fim, constata-se que o PARNA Sete de Cidades possui habitats viáveis e saudáveis por ser uma área protegida, com áreas prioritárias para suportar a presença de algumas espécies endêmicas, dispersoras, predadores de topo e ameaçadas nacionalmente e globalmente.
  • ANA MANUELA GUEDES PEREIRA DE SOUZA RANGEL
  • Hierarquização de riscos a desastres por meio de ferramenta gerencial em municípios das regiões do Estado da Paraíba.
  • Data: 18/02/2020
  • Hora: 08:00
  • Mostrar Resumo
  • A dinâmica natural do meio ambiente está sendo rapidamente modificada pelas ações antrópicas. Os desastres são resultados dessas alterações, porém, a intensidade da sua ocorrência e dos danos gerados podem ser minimizadas por uma gestão focada, principalmente, em ações de prevenção, como é a gestão de riscos a desastres. A ação de prevenção consiste em três etapas, dentre elas a hierarquização de riscos a desastres, considerada um importante instrumento de auxílio na tomada de decisão do planejamento estratégico, assim como a ferramenta de priorização de problemas administrativos, a Matriz GUT, que classifica os problemas baseando-se no cálculo da relação entre três aspectos: gravidade, urgência e tendência. Considerando os desastres como problemas da administração pública, realizou-se uma adaptação da metodologia da Matriz GUT no objetivo de hierarquizar os desastres mais comuns na região Nordeste, os hidrometereológicos e climatológicos, para municípios das diferentes regiões do estado da Paraíba: João Pessoa, Campina Grande, Patos e Sousa. A adaptação realizada foi a inserção de indicadores quantitativos para os cálculos dos aspectos gravidade e urgência e qualitativos para o cálculo da tendência. Os cálculos basearam-se no uso de médias simples e normalização dos dados primários e secundários obtidos por meio de visitas in loco municipais e de órgão oficiais, respectivamente. Como resultado obteve-se que os desastres hidrometereológicos afetam mais João Pessoa, enquanto os climatológicos afetam mais Campina Grande, Patos e Sousa. Também verificou-se que as características regionais influenciam a hierarquização dos riscos e que os gestores compartilham de dificuldades semelhantes na gestão de riscos.
  • TONI NHAGA
  • A PERCEPÇÃO DOS MORADORES DA COMUNIDADE DE CACHOEIRA E DOS COLABORADORES DO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES – PIAUÍ, EM RELAÇÃO À FAUNA
  • Data: 13/02/2020
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A crise ambiental tornou-se um dos maiores desafios da humanidade do século XXI, devido aos acontecimentos climáticos que, por vezes, são provocados pelas atividades antrópicas. E assim, no Brasil, as Unidades de Conservação (UC) desempenham papel fundamental na resolução dos conflitos nas zonas dos amortecimentos das UC, através do plano de manejo em prol da preservação dos recursos naturais, incentiva pesquisa cientifica e como também de preservar e proteger a fauna e a flora do país. A presente pesquisa teve como propósito compreender a inter-relação dos moradores da zona de amortecimento e da equipe técnica do Parque Nacional de Sete Cidades – PNSC, com os animais que vivem fora e dentro da Unidade de Conservação através da Educação Ambiental (EA). Esta pesquisa foi realizada a partir dos pressupostos teóricometodológicos das abordagens qualitativa e quantitativa. Inicialmente, foram realizadas pesquisas bibliográficas embasadas na leitura dos autores que trabalham com a EA e Percepção Ambiental, o que serviu como suporte para impulsionar a elaboração e execução da pesquisa teórica e de campo. A execução da pesquisa foi iniciada em maio de 2018, com um levantamento da área que seria pesquisada e revisão de literatura, e, em fevereiro de 2019, após a aprovação pelo Comitê de Ética, coletou-se os dados através das entrevistas semiestruturadas e uso de questionários com os moradores (n=28) da comunidade de Cachoeira, localizada no entorno do PNSC e (cinco) funcionários da Unidade de Conservação. De modo geral, os resultados apontaram aspectos positivos do uso da ferramenta de oficinas através de vídeos, brinquedos (animais de borracha) e criação de cartazes com a fixação das imagens fotográficas dos animais vertebrados e invertebrados. Essas atividades fomentaram discussões e reflexões que tornaram a sensibilização prazerosa e com interação entre os envolvidos. Pode-se considerar que as atividades lúdicas incorporadas a EA não-formal são viáveis para a sensibilização dos moradores, podendo provocar mudança de atitudes nos indivíduos com menor grau de instrução. Logo, a compreensão dos valores e benefícios para o equilíbrio ambiental torna-se mais fácil de ser assimilado a partir da EA. Nessa perspectiva, conclui-se que, mesmo tendo sido realizada uma quantidade limitada de atividades, a pesquisa contribuiu para um início da sensibilização dos moradores da comunidade de Cachoeira sobre a importância da conservação da biodiversidade da fauna, e para mostrar a importância do PNSC para a vida dos moradores da zona de amortecimento. Essa interação pode gerar emprego (como brigadistas), renda e uma melhor qualidade de vida para os moradores da região
2019
Descrição
  • WALDJAN LIMA MENDONCA
  • ESTUDO DE PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS SERVIDORES DA SEIRHMA: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS INSTITUCIONAL
  • Orientador : MARIA CRISTINA BASILIO CRISPIM DA SILVA
  • Data: 31/10/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída através da Lei n° 12.305/2010 e regulamentada pelo Decreto n° 7.404/2010, considera que os planos, no âmbito institucional, devem definir as condições pelas quais os objetivos principais da Política possam ser alcançados. O Governo do Estado da Paraíba através da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e Meio Ambiente - SEIRHMA, concluiu no ano de 2014 o seu Plano Estadual de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, e vem implementando o referido Plano. Neste contexto, observa-se a necessidade de gerenciamento dos resíduos sólidos gerados nos órgãos da administração pública, direta e indireta do Estado da Paraíba, conforme a Lei Estadual n° 9.293 de 2010. Compreendendo assim a coleta seletiva como um fator estratégico para a consolidação das Políticas em todas as suas áreas de implantação. Com o propósito de poder conduzir os trabalhos de implantação da coleta seletiva solidária na SEIRHMA, este estudo de percepção ambiental surge como subsídio contribuindo nas perspectivas de avanços no processo de gestão participativa desta instituição pública e justifica-se pela necessidade de melhor conhecer os pensamentos, anseios, conceitos e crenças dos funcionários em relação ao meio ambiente, visto que estes terão participação ativa no processo. Para isso serão analisadas as formas como os servidores se relacionam com o ambiente de trabalho, para dessa forma propor ações que sirvam para melhorar a sua percepção ambiental e assim mudar a sua postura, e poder contribuir de forma mais eficiente com a gestão de resíduos da instituição. Verificou-se com os dados da pesquisa que o perfil social e a percepção ambiental é semelhante entre homens e mulheres e que ambos estão abertos a novas formas de gestão de resíduos menos impactantes ao ambiente e com maior inserção social.
  • DIMITRI LUNA DE OLIVEIRA
  • O LICENCIAMENTO CULTURAL NA PARAÍBA: ASPECTOS TEÓRICOS E PRÁTICOS
  • Orientador : GUSTAVO FERREIRA DA COSTA LIMA
  • Data: 30/08/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A concepção do meio ambiente perpassa por um diálogo entre ciências e conhecimentos empíricos, travado no contexto de um pensamento complexo, a partir de onde é possível reconhecer a existência do meio ambiente cultural, que congrega em si aspectos do meio ambiente natural e/ou artificial. A singularidade de seus elementos constitutivos reclama uma maior proteção do Estado. Diante disso, tem-se a necessidade de aprimorar os instrumentos de defesa do patrimônio cultural em face de atividades ou empreendimentos, efetiva ou potencialmente, causadores de danos. Nesse contexto, o licenciamento cultural surge como instrumento específico para viabilizar a proteção do meio ambiente em estado de cultura. Este procedimento é o objeto deste trabalho, que se propõe a analisar os seus principais aspectos teóricos, com a investigação de casos concretos de licenciamento cultural havidos no Estado da Paraíba, desde o ano de 2015 até os dias atuais.
  • LUIZA RAQUEL FERNANDES LIMA
  • PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE UMA COMUNIDADE NOVA CATÓLICA FRENTE À EFICIÊNCIA DA APLICAÇÃO DA FITORREMEDIAÇÃO DE UM CÓRREGO URBANO
  • Data: 30/08/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A maioria dos ambientes aquáticos urbanos está altamente eutrofizada, pela entrada de nutrientes oriundos da falta de saneamento básico. Dessa forma, deixam de prestar serviços ecossistêmicos importantes para a sociedade. Assim, torna-se primordial realizar trabalhos de restauração aquática, para que estes ecossistemas possam novamente apresentar o seu potencial de prestador de serviços ecossistêmicos, para além de manterem sua biota. Ao avaliar a percepção ambiental dos membros da Comunidade Doce Mãe de Deus (CDMD), apenas 38% conheciam o nome do Rio Cuiá. Constatou-se que dos que possuem fossas em suas residências, 70% nunca encheram. Com intenção de aumentar a sensibilização ambiental dos membros da CDMD, foram realizadas palestras, como também a construção de fossa ecológica círculo de Bananeira, para tratamento de águas cinzas, que antes eram lançadas no ambiente. Na intenção de contribuir com a melhoria da qualidade de água de rios urbanos, esta pesquisa objetivou testar o uso de fitorremediação em um córrego urbano, que transporta esgoto a céu aberto. Para isso foram realizadas análises físicas e químicas da qualidade de água do córrego que corta a CDMD, localizada no Geisel, os pontos de análise foram a entrada e na saída do mesmo, antes e após a inserção do biotratamento. Foram analisadas as variáveis: compostos nitrogenados e ortofosfato, oxigênio dissolvido, pH, condutividade, Potencial de oxirredução, sólidos totais dissolvidos e temperatura. Os resultados obtidos permitiram verificar a eficácia da fitorremediação no tratamento de águas poluídas com esgoto, e constataram a retirada de 81 mg de fosfato e 52 mg de nitrato em cada m3 de água que entraria no Rio Cuiá, prevenindo dessa forma uma maior eutrofização nesse Rio. Com exceção da amônia e nitrito, que não apresentaram diferenças significativas no período de controle e a instalação da fitorremediação, todos os outros compostos revelaram melhoria na qualidade ambiental. Conclui-se com esta pesquisa que o uso da fitorremediação em córregos urbanos que transportem esgoto pode ser muito eficiente na melhoria da qualidade de água, aumentando a capacidade de autodepuração nestes e nos respectivos corpos receptores, a baixo custo.
  • PAULA CRISTINA BARROS PAIVA
  • O USO DOS EXTRATOS VEGETAIS DA CAATINGA E DA AMAZÔNIA PARA PRODUÇÃO DE FITOCOSMÉTICOS
  • Data: 26/08/2019
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A população brasileira tem, cada vez mais, demonstrado grande preocupação com a sustentabilidade. Como consequência, diversos hábitos vêm se alterando, principalmente os relacionados ao consumo. Em busca de uma menor agressão ao meio ambiente, tem-se procurado utilizar produtos cosméticos naturais, pois o extrativismo da matéria prima desses itens não causam tanto impacto à natureza como os tradicionais, tendo em vista que usam fontes renováveis em sua composição. Partindo desta premissa, as empresas priorizaram a mão de obra local, pelo fato de que cada comunidade possui o conhecimento da sua região. Além disso, há o interesse em manter a floresta apta a produzir, gerando um mercado econômico para os fitocosméticos. Neste sentido, sabe-se que a Amazônia é a maior produtora de matéria prima neste ramo, contudo, a região da Caatinga também possui potencial para os fitocosméticos. No entanto, falta uma maior exploração da região para contribuir com a ascensão econômica do bioma. Partindo deste cenário, o objetivo desta pesquisa foi traçar um perfil do consumidor de fitocosméticos acerca do conhecimento das matérias primas utilizadas nos produtos. Ficou constatado que a transmissão do conhecimento acontece através das gerações e que a aloe vera foi a planta mais citada com os seus benefícios propagados. Além desta descoberta, foi comprovado, através das respostas do questionário, a afirmação que os consumidores possuem preocupação com o meio ambiente, com a saúde da pele, fazendo uso do que é natural evitando possíveis reações tóxicas.
  • EMANUELA GONCALVES DOS SANTOS
  • UTILIZAÇÃO DE RECURSOS VEGETAIS EM ÁREAS DE QUINTAIS EM UMA COMUNIDADE RURAL LOCALIZADA NO ENTORNO DO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES, PIAUÍ, NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 31/05/2019
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os quintais rurais sao considerados reservatorios de biodiversidade, dentre as formas de gestao dos recursos cultivados nesses espacos tem-se os sistemas do tipo agroflorestais que consistem em praticas tradicionais de uso da terra apresentando como principais finalidades o cultivo de especies vegetais para fins de subsistencia, fins alimentares e medicinais, por exemplo, e aumento na renda familiar. O estudo foi conduzido na comunidade Cachoeira, no municipio de Brasileira, Piaui, Nordeste do Brasil, buscando identificar o conhecimento e uso exercido sobre especies botanicas cultivadas em quintais rurais e caracterizar a dinamica que envolve essa pratica nesses espacos. Os informantes da pesquisa foram chefes domiciliares (9 homens e 8 mulheres) que atuam na manutencao desses espacos (17 mantenedores). Sendo abordados atraves de formularios semiestruturados contendo perguntas sobre seu quadro socio economico e questoes especificas relacionadas aos quintais presentes em sua residencia, tais como: especies encontradas na area, finalidades de uso, modo de manutencao e tamanho do quintal. A identificacao se deu por meio de registros fotograficos, literatura especializada da area e coleta de material posteriormente incorporado em herbario. Alem disso, foi calculado o valor de uso (VU) das especies tentando elencar a importancia local das plantas na visao desses atores sociais. Foram registradas 62 plantas, contudo foi possivel a identificacao cientifica de 51 especies, pertencentes a 46 generos e 29 familias. Nesse sentido, a pesquisa aponta informacoes sobre as relacoes socioculturais entre as pessoas e as plantas presentes na area estudada, que envolvem o conhecimento e uso de especies botanicas; economicas, remetendo-se a venda de recursos excedentes, tanto de plantas quanto de animais cultivados nesses espacos; e ecologica, tratando-se do cultivo e administracao de especies nativas e/ou exoticas. Os dados apresentados poderao ser utilizados em estrategias conservacionistas e sustentabilidade dos recursos vegetais.
  • ALISSON BATISTA LUIZ
  • ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DA SUSTENTABILIDADE MUNICIPAL NO CARIRI PARAIBANO ATRAVÉS DO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PARA MUNICÍPIOS – IDSM
  • Data: 30/05/2019
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Diante do cenario de convivencia com o paradigma de como desenvolver sem ultrapassar os limites do meio ambiente, caracterizado pela degradacao da qualidade ambiental, fica claro que a consciencia de desenvolvimento tem emergencia de mudanca. E necessario um desenvolvimento que preconize a harmonia entre os diversos pilares que sustentam a sociedade, prezando pelo bem-estar das geracoes presentes e futuras. Tal desenvolvimento e tido como um desafio para toda a sociedade, sobretudo para os gestores e formuladores de politicas publicas, que, atraves da gestao ambiental, tem o objetivo de manter o meio ambiente saudavel a todas as geracoes, preservando e administrando as atividades economicas e sociais. Desse modo, para uma gestao ambiental eficiente, e necessario o acompanhamento do nivel de sustentabilidade, atraves dos indicadores de sustentabilidade, conseguindo assim avaliar as consequencias do modelo de desenvolvimento e fornecendo subsidios para uma boa tomada de decisao e para definicao de politicas publicas adequadas. O presente trabalho tem o objetivo de analisar a evolucao da sustentabilidade nos 29 municipios que integram a regiao do cariri paraibano, utilizando para tanto a metodologia “Indice de Desenvolvimento Sustentavel para Municipios” de Martins & Candido (2008), justificando-se pela contribuicao com o cariri paraibano, regiao situada no semiarido brasileiro, considerada uma area extremamente vulneravel. Seu desenvolvimento se deu atraves do levantamento de dados secundarios em periodos distintos, alimentando a matriz de indicadores e variaveis, aplicando a metodologia IDSM, conseguindo assim a geracao de indices e situacoes em escala de critico, alerta, aceitavel e ideal, obtendo como resultado a comparacao evolutiva da sustentabilidade por dimensao e geral nos municipios entre os dois periodos. Como resultado observou-se que, apesar da evolucao positiva em muitos dos municipios do cariri nos periodos estudados, a situacao inspirava atencao, pois, ainda que o IDSM geral nao apresentou queda, uma grande quantidade de municipios se encontrava em situacao de alerta e se tratando de uma area tao importante como a sustentabilidade, a busca pela otimizacao dos indices deveria ser agenda principal dos gestores publicos e acoes constantes nas politicas publicas
  • JOSÉ AMÉRICO DE SOUZA GAIA
  • ESPÉCIES ARBÓREAS DO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES, PIAUÍ, BRASIL: modelagem de nicho ecológico e aspectos do conhecimento local
  • Data: 29/04/2019
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Modelagem de Nicho Ecologico (MNE) tornou-se um procedimento comum para determinar a amplitude da distribuicao preditiva de especies arboreas. O modelo e importante ferramenta por ser capaz de estabelecer predicoes de distribuicao de especies no espaco geografico. O Parque Nacional de Sete Cidades situado na porcao Nordeste do Piaui, contem uma area distribuido em 6.221 hectare, e um ambiente propicio ao desenvolvimento de estudos cientificos, principalmente por tratar de uma Unidade de Conservacao Federal de Protecao Integral. O objetivo desse trabalho e determinar a distribuicao geografica e avaliar o impacto das variaveis na predicao do habitat de adequacao atual de especies arboreas no Parque Nacional de Sete Cidades, Piaui, Brasil. Foi realizada uma turne guiada, onde optou-se pela caminhada de 24 horas. Dessa forma, foram selecionadas seis especies para realizacao da modelagem conforme relevancia ambiental e socio cultural, Jatoba (Hymenaea courbaril L) (845 individuos); Janaguba (Himatanthus drasticus (Mart.) Plumel) (780 individuos); Faveira (Parkia platycephala Benth.) (936 individuos); Tingui (Magonia pubescens A.St.-Hil.) (304 individuos); Pequi (Caryocar coriaceum Wittm) (302 individuos) e o Pau d’arco (Handroanthus impetiginosus (Mart. Ex DC.) (241 individuos). Todos os modelos foram estatisticamente mais robustos que o aleatorio (AUC ≥ 0.5). A distribuicao potencial da Parkia platycephala se concentrou em 26,19 km². Ja para Himatanthus drasticus o nicho potencial estendeu-se por 18,44 km². A area potencial da Hymenaea courbaril foi estimada em 16,19 km². O modelo previu 12,01 km² de area potencial atual para Handroanthus impetiginosus. O mapa potencial da Caryocar coriaceum abrangeu a maior area entre as especies cerca de 15,06 km². Finalmente, o mapa potencial do Magonia pubescens uma area entre as especies cerca de 16,66 km². Em conclusao, observou-se que na escala de paisagem, as variaveis topoclimaticas e de textura da cobertura vegetal apresentaram um modelo com bom desempenho e validade para predizer a distribuicao potencial. A especie Parkia platycephala teve a maior area.
  • SAMARA DE LIMA COQUEIJO
  • SISTEMAS AGROFLORESTAIS VS AGRICULTURA CONVENCIONAL: AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE EM COMUNIDADES DE AGRICULTURA FAMILIAR NO BAIXO SUL DA BAHIA JOÃO PESSOA – PARAÍBA 2019
  • Data: 21/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O sul da Bahia tem uma importante reserva de Mata Atlantica, com a presenca de especies endemicas e rica biodiversidade. Esta pesquisa foi desenvolvida em quatro agroecossistemas presentes no assentamento Dandara dos Palmares e Limoeiro, no baixo sul da Bahia e teve como objetivo principal avaliar a sustentabilidade dos sistemas agroflorestais - SAFs investigados e a sua capacidade de promover o desenvolvimento local em comparacao aos sistemas de producao convencionais. Os objetivos especificos foram: a) resgatar a historia de surgimento dos SAFs nas propriedades; b) realizar um diagnostico socioeconomico e ambiental das unidades produtivas e das comunidades pesquisadas e c) verificar as mudancas ocorridas apos a implantacao dos SAFs. A metodologia utilizada para avaliar e comparar a sustentabilidade dos agroecossistemas foi o Marco para a Avaliacao de Sistemas de Manejo de Recursos Naturais incorporando Indicadores de Sustentabilidade - MESMIS. O MESMIS e um metodo flexivel e holistico que estimula a participacao dos agricultores durante todo o processo avaliativo. A revisao bibliografica, a pesquisa de campo, a aplicacao de entrevistas semi-estruturadas e a analise laboratorial foram as ferramentas utilizadas para a coleta dos dados. Foram selecionados oito indicadores ambientais, nove indicadores sociais e nove indicadores ambientais. Os resultados da avaliacao destes vinte e seis indicadores revelaram que os SAFs avaliados sao mais sustentaveis do que os sistemas convencionais e demonstram ser uma alternativa viavel para mitigar os problemas ambientais e trazer seguranca alimentar para os agricultores familiares. A carencia de politicas publicas voltadas para os pequenos agricultores que produzem de forma agroecologica foi visto como o principal empecilho para a propagacao dessas praticas.
  • DERLY PEREIRA BRASILEIRO
  • ESTUDO ETNOBOTÂNICO E SOCIOAMBIENTAL DA REGIÃO DO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES, PIAUÍ, BRASIL
  • Data: 14/03/2019
  • Hora: 16:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho realiza uma abordagem acerca da Zona de Amortecimento do Parque Nacional de 7 Cidades, Piaui- Brasil, abordando o conceito e a normatizacao da referida zona, analisando aspectos de protecao ambiental, legais do ponto de vista da conservacao e dos possiveis conflitos socioambientais entre a populacao dessa areas em relacao ao patrimonio ambiental a ser protegido, partindo-se da ideia de que as Unidades de Conservacao devem ser protegidas e deve haver uma zona de intermediacao entre a area protegida e as comunidades circunvizinhas. O trabalho tem como base metodologica a pesquisa bibliografica acerca da zona de amortecimento do referido PARNA. Os dados avaliados fornecerao elementos necessarios a uma contribuicao para estudos futuros e auxiliarao os estudiosos e pesquisadores em investigacoes mais exaustivas sobre o tema.
  • GUILHERME MUNIZ NUNES
  • DISPONIBILIDADE E USO DE PLANTAS MEDICINAIS EM UM PARQUE NACIONAL DO NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 14/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso de plantas para o tratamento de enfermidades e historicamente antigo entre os seres humanos. Mesmo hoje, diante do avanco da medicina moderna, o uso de plantas com finalidades terapeuticas, ainda e tido em muitos grupos humanos como uma alternativa, tanto em funcao de questoes culturais como economicas, principalmente em areas rurais e em paises em desenvolvimento. O objetivo do presente estudo foi registrar e analisar o uso e o conhecimento das especies vegetais com finalidade medicinal, assim como sua disponibilidade local nas areas de vegetacao, em uma comunidade rural na zona de amortecimento do Parque Nacional de Sete Cidade, no Piaui. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 27 moradores da comunidade e um levantamento fitossociologico pelos metodos de ponto quadrante. O uso e versatilidade das especies foram avaliados pelos metodos de Valor de Uso, Importancia Relativa e Frequencia Relativa de Citacao. Fabaceae e Anacardiaceae foram as familias mais representativas em numero de especies citadas. Ximenia americana foi a especie de maior destaque em relacao a todos os metodos quantitativos adotados. As partes das plantas mais utilizadas foram casca e entrecasca, quanto ao preparo o destaque foi para molho, lambedor e decoccao. A categoria de doencas de maior destaque para a qual as plantas foram citadas foi a de Doencas do sistema respiratorio. Os dados obtidos dao suporte a Hipotese da Aparencia Ecologica.
  • ANA PAULA GONÇALVES LEITE
  • AS MESTRAS DO BARRO: A arte das louceiras no Semiárido da Paraíba e o olhar da gestão pública
  • Data: 28/02/2019
  • Hora: 16:00
  • Mostrar Resumo
  • Um dos espaços mais prósperos para estudos etno-pedológico e ecológico é a utilização dos solos para atividades artesanais. Vários estados brasileiros registram uma grande produção de objetos em barro, porém essa cultura não tem recebido atenção apropriada. O objetivo da pesquisa é registrar e analisar o conhecimento das mulheres louceiras da comunidade Ligeiro de Baixo, Serra Branca, Paraíba, Brasil, sobre o uso do solo para fins artesanais, identificando as políticas públicas de apoio e incentivo, seu impacto para as louceiras e as dificuldades no processo da coleta, produção e comercialização. Os dados foram coletados por observação direta, entrevista semiestruturada e diálogo informal. Foram entrevistadas 06 louceiras diretamente. Ainda que detenham o conhecimento dos mais experientes, a nova geração não demonstra interesse na continuidade da atividade sobretudo pela desvalorização cultural, político-social e econômica. Tornam-se urgentes gestões mais participativas e ações em educação e cultura para o despertamento da sociedade e a preservação desse conhecimento tradicional que traduz toda história de um povo.
  • ANDREA DOS SANTOS SILVA
  • QUALIDADE DE ÁGUA DE ABASTECIMENTO NA ZONA RURAL DE SANTA RITA – PB E PROPOSTAS DE MELHORIA
  • Data: 28/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As areas rurais utilizam fontes alternativas de agua, para atender a demanda domestica e propiciar ao desenvolvimento economico. As atividades agricolas e a inexistencia de saneamento rural, implicam em um risco de contaminacao por efluentes das atividades desenvolvidas em torno dos mananciais presentes neste espaco. Este trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade de agua dos mananciais subterraneos de abastecimento de agua da zona rural de Santa Rita (PB) e propor formas de melhoria. A metodologia consistiu na coleta e analise de agua e comparacao com a legislacao, analise do sistema de abastecimento de agua, investigacao dos usos do solo no perimetro de protecao dos pocos e levantamento da percepcao da comunidade. Os resultados demonstraram a presenca de Coliformes em 80% dos pontos de coleta, o que caracteriza desconformidade com o padrao microbiologico exigido pela legislacao. Quanto aos parametros fisicos e quimicos, foram verificadas desconformidades pontuais. Constatou-se ainda, que o entorno de varios pocos de abastecimento estudados estao rodeados por atividades sanitariamente incompativeis. Do ponto de vista estrutural o sistema de abastecimento nao atende a demanda de consumo atual e apresenta sinais de deterioracao. Assim sendo, as condicoes apresentadas sao vetores potenciais de risco de contaminacao da agua utilizada. Segundo a pesquisa de percepcao realizada, grande parte dos domicilios rurais nao possui acesso a um abastecimento de agua em quantidade adequadas. Apesar disso, 50% dos entrevistados acreditam que a agua utilizada nao corra risco de contaminacao. Desse modo 75% nao utiliza nenhuma forma de tratamento domiciliar da agua consumida. Portanto, e necessario reestruturar todo o sistema de abastecimento de agua, implantar rotinas de operacao preventiva e adotar a etapa de desinfeccao. Para melhoria sanitaria dos domicilios existentes, proximos aos pontos de captacao, propoe-se a adocao de tecnologias sociais de saneamento basico como o tanque de evapotranspiracao- para as aguas negras - e circulos de bananeiras – para as aguas cinza. Tudo isso, aliado a campanhas de educacao ambiental da populacao quanto aos riscos de contaminacao da agua utilizada, para que sejam incentivados a realizar algum tipo de tratamento de agua domiciliar.Assim, espera-se que esta pesquisa sirva de subsidio para garantir que a oferta de agua de-se em bases mais sustentaveis para as presentes e futuras geracoes.
  • TARCISIO VALERIO DA COSTA
  • PROGRAMA DE COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA - UFPB: AVANÇOS E DESAFIOS DA GESTÃO AMBIENTAL
  • Data: 28/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento sustentavel de um Pais passa necessariamente pelo envolvimento das Universidades, atraves das suas funcoes regimentais de ensino, pesquisa e extensao. Para seu funcionamento a Universidade demanda recursos naturais como agua, energia, circulacao de alimentos, alem de manipulacao de produtos de laboratorios, producao de residuos solidos urbanos, ligacao com a fauna e flora, onde sao susceptiveis de geracao de impactos ambientais se nao tiverem um destino ou tratamento ambientalmente correto. Neste contexto, este estudo tem como objetivo principal Analisar o Programa de coleta seletiva solidaria dos residuos solidos reciclaveis da Universidade Federal da Paraiba - UFPB, Campus I, de acordo com a legislacao vigente e seus impactos socioambientais, alem de propor sugestoes para o aperfeicoamento do programa. A metodologia conjugou abordagens qualitativas e quantitativas e procedimentos como a pesquisa documental de dados secundarios, a observacao sistematica e a pesquisa de campo, com uma amostragem naoprobabilistica de atores da Universidade envolvidos com a tematica, atraves de questionarios e entrevistas semiestruturadas. O estudo foi desenvolvido na UFPB, no Campus I. Os resultados analisados no periodo de 2016, 2017 e 2018, demonstraram que a UFPB coletou 66,64 toneladas de material reciclado, destinando nos dois primeiros anos, para uma associacao de catadores, denominada de ASCARE-JP, que foram comercializados no mercado, gerando renda e ocupacao de trabalho. No aspecto ambiental, a coleta seletiva contribuiu tambem com a reducao da emissao de gases de efeito estufa, em termos de toneladas de dioxido de carbono equivalente (tCO2e). No entanto, a pesquisa de campo realizada junto aos segmentos docente, discente e tecnico administrativo, quanto a percepcao sobre o programa de coleta seletiva solidaria no campus I da UFPB, demonstrou que o sistema precisa passar por alguns ajustes, considerando que 67,16% dos entrevistados desconhecem a sua existencia; 87,5% desconhecem algum programa de educacao ambiental desenvolvido; 73,7% nao conhecem o programa institucionalmente e, por conseguinte 83,96% desconhecem a legislacao vigente (Decreto nº 5.940/2006), no entanto, 93% acham importante a participacao dos catadores no processo da coleta seletiva. Desta forma, caminhos desafiadores foram encontrados para consolidacao da coleta seletiva solidaria na UFPB, campus I, abrangendo o ambito da gestao ambiental, onde estaremos sugerindo na conclusao deste trabalho para atender melhor a sustentabilidade ambiental, economica e social.
  • RYAN DE BRITO CARTAXO
  • LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE PARQUES EÓLICOS NO ESTADO DA PARAÍBA: UMA ANÁLISE SOCIOAMBIENTAL
  • Data: 28/02/2019
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A produção de energia elétrica por fontes alternativas toma novo impulso no Brasil a partir de 2001, quando ocorreu um grande racionamento de energia elétrica da história do país. A referida crise foi causada, principalmente, pelo descompasso entre a capacidade instalada e o investimento em geração, o que demonstra a fragilidade de se depender, exclusivamente, da matriz energética baseada em hidrelétricas. Como resposta a esse cenário, o Governo Federal criou o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (PROINFA). As regiões Nordeste e Norte são consideradas as áreas com os melhores potenciais para geração de energia eólica no Brasil. Nesse contexto, tem-se que a Paraíba se sobressai na produção de energia alternativa. Partindo dessa premissa, esta pesquisa buscou analisar os impactos ambientais, os processos de licenciamentos ambientais de parques eólicos no Estado da Paraíba em duas regiões geograficamente, climaticamente distintas que são o Litoral e o Sertão. No Litoral, localizado no Município de Mataraca, os complexos eólicos Millenium e Vale dos Ventos, no sertão, nos Municípios de Junco do Seridó e Santa Luzia, o Parque Canoas composto por Lagoa 1 e Lagoa 2. A partir de uma pesquisa de natureza exploratória, com base num levantamento bibliográfico, documental, utilizando também da entrevista enquanto técnica através de um questionário semiestruturado, objetivou-se contextualizar a energia eólica no Brasil numa perspectiva mais macro, para que se pudesse compreender o seu desenvolvimento na região Nordeste e, consequentemente, na Paraíba, a fim de melhor caracterizar os espaços. Em diálogo com essa contextualização, um levantamento documental que pudesse subsidiar a discussão em torno da regulamentação, supervisão dos licenciamentos ambientais, somado a uma investigação que visou identificar os impactos positivos e/ou negativos junto a população residente nos entorno dos parques eólicos. Do ponto de vista dos resultados, compreende-se que os licenciamentos estão dentro do que espera a regulamentação vigente, assim como os impactos causados são positivamente mais relevantes do que os negativos, tendo em vista que para os moradores há uma consciência de desenvolvimento local, embora, também ocorra uma expectativa estimada com relação ao aproveitamento da mão de obra dos moradores. Destarte, esse estudo visa contribuir com a reflexão em torno da produção do conhecimento das energias renováveis, mais especificamente, da energia eólica, em especial na região da Paraíba, recorte geográfico dessa pesquisa.
  • PEDRO NOBREGA CANDIDO
  • AVALIAÇÃO DE BALNEABILIDADE, IMPACTO MULTISETORIAL E COOPERAÇÃO INSTITUCIONAL COMO SOLUÇÃO DA POLUIÇÃO DAS PRAIAS EM JOÃO PESSOA
  • Data: 27/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O caso da poluicao de praias em Joao Pessoa/PB nao e novo, trata-se de um problema historico noticiado em artigos cientificos, pela imprensa e agora pela propria internet. Esse cenario ja e amplamente conhecido pela populacao e pelo poder publico, este que costuma propor paliativos e omite-se em solucoes mais duradouras. Os impactos desta poluicao alcancam o vies ambiental, economico, social, turistico, saude publica e o desenvolvimentista urbano, sendo necessario uma interacao de multiplas ciencias em torno de um mesmo proposito resolutivo, visto seu deslinde multisetorial. O estudo visa, diante deste cenario, avaliar um outro caminho (nao-judicial) que interligue pacificamente os orgaos publicos legitimados para solucionar parcial ou inteiramente a poluicao de praias. Este caminho provera de instrumento administrativo com efeitos juridicos, sendo o link entre os agentes, afastando esquivas comuns e reais da falta de pessoal, escassez de recursos e incompetencia em razao da materia, legalidade e/ou territorialidade. Se a falta de vontade politica ou resistencia em relacionar institucionalmente impede uma propositura dos proprios orgaos, a tendencia da participacao de entidades apoliticas eleitoralmente como Ministerio Publico e Ordem dos Advogados do Brasil, reduzira as resistencias de cunho eminentemente nao tecnico, convergindo para um mesmo proposito desafiador mas solucionador. A metodologia escolhida para o desenvolver deste trabalho e a pesquisa acao ante a necessidade de investigacao e atuacao pratica para maior alcance dos propositos do trabalho. O acordo de cooperacao institucional e o objetivo geral a ser atingido, para tanto, sera necessario transcorrer objetivos especificos perpassando desde os exames e analises de balneabilidade ate a consolidacao em convergencia dos atores politicos, sociais e ambientais para o alcance final. Os dados, derivados dos resultados parciais, mostraram que ha baixa balneabilidade nas praias de Joao Pessoa, a maior parte do tempo durante o periodo pesquisado. Ate o momento, as instituicoes governamentais demonstraram boa aceitacao na busca por solucao do problema, tendo sido assinado um Termo de Ajustamento de Conduta por todas as instituicoes envolvidas nessa tematica.
  • ANNE CAROLINNE PAIVA FONSECA
  • ESTUDO ETNOBOTÂNICO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS COM AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E ESPECIALISTAS LOCAIS NA ZONA DA MATA PARAIBANA, NORDESTE DO BRASIL.
  • Data: 27/02/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso de plantas medicinais é historicamente antigo e acompanha toda a história da humanidade. A Etnobotânica é um campo do conhecimento que se dedica ao estudo das relações entre sociedades humanas e plantas, tendo o uso de plantas medicinais como uma de suas principais temáticas de investigação. O objetivo do presente estudo foi comparar o conhecimento sobre plantas medicinais de Agentes Comunitários de Saúde (ACS) com o dos especialistas locais na comunidade Timbó, Jacaraú, Paraíba, Nordeste do Brasil. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas abordando o nome local das plantas, suas indicações, partes utilizadas e modo de preparo. Os dados sobre a importância local das espécies foram analisados pelos métodos de Valor de Uso (VU) e Importância Relativa (IR). Os dados obtidos apontam para uma grande importância local de Dysphania ambrosioides, Mentha arvensis, Lippia alba, Sambucus. australis e Pimpinella anisum. Entre os métodos de preparo, é possível observar uma maior relevância para decocção e infusão, e um destaque para folha, flor e semente entre as partes utilizadas. As doenças tratadas com plantas estão principalmente relacionadas ao sistema respiratório e ao sistema digestório. Os dados apontam para uma correspondência entre o conhecimento dos ACS e dos especialistas locais.
  • ISIS TAMARA LOPES DE SOUSA ALVES
  • ETNO-ORNITOLOGIA NO ENTORNO DO PARQUE NACIONAL DE SETE CIDADES, PIAUÍ, BRASIL
  • Data: 27/02/2019
  • Hora: 08:30
  • Mostrar Resumo
  • As interações entre os diversos grupos humanos e os recursos naturais resultaram em relações relevantes para a sociedade, visto que o meio ambiente para algumas pessoas retrata uma área de apreciação, conhecimento e aprendizado. Inúmeras espécies de aves silvestres são utilizadas para diferentes fins no Brasil, como por exemplo, animais de estimação, na medicina tradicional, na alimentação (carnes, ovos, ossos), no comércio ilegal, em rituais religiosos, ornamentação, além de ser utilizadas para o prazer e companheirismo. Diante disso, a Etno-ornitologia busca compreender e analisar as relações existentes entre os seres humanos e as aves, as práticas, o simbolismo, o significado e uso desses animais pelas pessoas. Este trabalho teve como objetivo inventariar as espécies de aves conhecidas e seus usos, por moradores da comunidade Cachoeira no entorno do PARNA de Sete Cidades, Piauí, Brasil. Estima-se que a riqueza de espécies de aves conhecidas pelas pessoas locais pode dar indicativo de quais espécies estão disponíveis no ambiente, assim como, quais delas vem sofrendo pressão de uso. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com formulários semi-estruturados e conversas informais, abordando diversos aspectos das aves conhecidas na região. A identificação das espécies encontradas foi realizada através da visualização direta das mesmas durante as entrevistas, através de fotos e baseado em estudos realizados previamente na área da pesquisa. Contamos com a participação de 31 informantes, chefes domiciliares (homens e/ou mulheres). Registramos um total de 86 espécies, distribuídas em 74 gêneros e 33 famílias. As famílias Columbidae, Thraupidae, Accipitridae e Icteridae tiveram destaque com o maior número de espécies citadas. Quanto as categorias de uso das aves, os informantes demonstraram conhecimento em relação a 4 diferentes tipos: o alimentício (N= 48 espécies), a criação como animais de estimação (N= 37), o mágico-religioso (N= 6) e o medicinal (N= 5). Em relação a abundância das espécies, Penelope superciliaris destacou-se como a espécie menos encontrada na região, apresentando percentuais relevantes de rara e baixa abundância. Dessa forma, foi possível observarmos o amplo conhecimento dos moradores da comunidade Cachoeira, não só quanto a riqueza de espécies como também os diferentes tipos de uso desses animais. Do mesmo modo, analisamos a importância das Unidades de Conservação na manutenção de vida das aves, visto que algumas delas como o jacú, tem sido encontradas facilmente nas áreas internas dessa unidade, enquanto os moradores alegam não vê-las mais nas proximidades de suas casas, indicando que possivelmente esses animais associem essas unidades como local seguro e de abrigo.
  • THAYANNA MARIA MEDEIROS SANTOS
  • EDUCAÇÃO AMBIENTAL E RECURSOS HÍDRICOS: PERCEPÇÃO DOS ESTUDANTES DO ENSINO PÚBLICO DE CAMPINA GRANDE, PARAÍBA
  • Data: 26/02/2019
  • Hora: 15:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O crescente desenvolvimento tecnologico e inovacoes cientificas das sociedades tem estimulado o consumismo e a relacao desarmoniosa com o meio ambiente. Com isso, diversos impactos negativos sao observados sobre o meio fisico, biologico e social. Nesse contexto, a Educacao Ambiental e fundamental, em todos os niveis de ensino, para sensibilizar e informar os alunos para melhor percepcao sobre a importancia dos diversos recursos ambientais, tal como os recursos hidricos. Esta pesquisa objetiva avaliar a percepcao ambiental dos alunos do ensino publico da cidade de Campina Grande, Paraiba. A pesquisa foi realizada em 24 escolas publicas, correspondendo a 78% do total de escolas, com 1725 alunos do 3º ano do Ensino Medio. Foram criadas, validadas e aplicadas duas escalas de medida, no modelo de Likert, uma sobre recursos hidricos (34 itens) e a outra sobre aspectos gerais sobre a percepcao ambiental dos alunos (27 itens). As escalas foram validadas por meio do teste de α-Cronbach e analise fatorial. Alem das escalas, foi aplicado um questionario com 9 perguntas abertas. A analise de confiabilidade de ambas as escalas indicou a necessidade de rejeicao de 13 itens na escala de recursos hidricos, e 6 itens na escala de percepcao ambiental ficando constituida por 21 itens cada escala e apresentando boa fiabilidade e consistencia interna (α-Cronbach iguais a 0,74 e 0,76, respectivamente). Os estudantes preocupam-se com a preservacao do solo, animais e plantas (57,5%, 80,8% e 74,9%), conhecem os problemas ambientais de sua cidade (64,8%), contudo, consideram que possuem uma ilusao da real verdade sobre os problemas ambientais (49,6%), sendo estes dados conflitantes, o que demonstra o conhecimento superficial que estes estudantes possuem. Observam que a Educacao Ambiental nao e tratada de forma adequada em sala (69,5%), alem de nao identificarem projetos voltados para essa tematica na escola (41,3%). Eles consideram que suas atitudes refletem em toda a humanidade (63,0%) e que a fome e a pobreza influenciam nos problemas ambientais (62,3%). Quanto aos Recursos Hidricos, no que tange o aspecto de economia de agua para evitar o desperdicio, nota-se que a tendencia e por questoes economicas, porque custa caro para seus pais (71,5%), porem reconhecem sua responsabilidade em relacao a crise de agua na cidade de Campina Grande, Paraiba (61,6%). Consideram importante a preservacao das plantas (83,8%) e do solo (88,3%) para termos recursos hidricos de qualidade, entretanto nao houveram diferencas significativas quanto conhecer ou nao a qualidade das fontes de agua da cidade. Com base nos resultados obtidos, os estudantes em sua maioria, apresentam um conhecimento previo, porem superficial da tematica em foco, o que nao os permite possuir uma percepcao critica e reflexiva dos problemas ambientais de sua comunidade.
  • JOSÉ LUCAS DOS SANTOS OLIVEIRA
  • RECURSOS HÍDRICOS: PERCEPÇÃO AMBIENTAL DE AGRICULTORES E ESTUDO DOS EFEITOS ECOTOXICOLÓGICOS DA ÁGUA DO RIO PIANCÓ E DE METAIS PESADOS EM ESPÉCIES AGRÍCOLAS
  • Data: 26/02/2019
  • Hora: 13:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As acoes antropicas relacionadas a exploracao intensa dos recursos naturais e o aumento populacional nas ultimas decadas tem contribuido para uma crise ambiental, originando diversos desequilibrios e causando a contaminacao de ecossistemas aquaticos e do solo. Essa pesquisa objetivou analisar o conhecimento e praticas dos agricultores da regiao quanto aos recursos hidricos e uso sustentavel do solo. Alem disso, avaliar possiveis efeitos ecotoxicologicos da agua do Rio Pianco (Paraiba) e de metais (Ni, Pb), no desenvolvimento germinativo de tres cultivares agricolas: Citrulus lanatus (melancia), Phaseolus vulgaris L. (feijao), Zea mays L. (milho) e possiveis efeitos genotoxicos da agua do rio em Allium cepa L. (cebola). Na pesquisa de campo com familias de agricultores (n = 8) da cidade de Pombal, Paraiba, foi aplicado um questionario com 15 questoes abertas e 12 afirmativas, no modelo da escala de Likert, todas relacionadas a relacao deles, e suas atividades, com uso da agua do rio e do solo. Os experimentos laboratoriais com as especies agricolas foram realizados em placas de Petri, em triplicata, com 25 sementes em cada placa. Para os experimentos com a agua do rio, coletou-se a agua em dois pontos amostrais proximos de focos contaminacao (efluentes) do rio. As amostras foram caracterizadas quanto alguns parametros fisico quimicos (pH, cor, turbidez, total de solidos dissolvidos, temperatura, condutividade eletrica, oxigenio dissolvido, demanda bioquimica de oxigenio, demanda quimica de oxigenio, dureza total, sodio, potassio, calcio, bicarbonato e cloretos). Os efeitos ecotoxicologicos da agua do rio foi avaliado em diferentes diluicoes (100,0; 75,0; 50,0; 25,0 e 0,0%) em volume de agua, para cada ponto amostral, utilizando as especies C. lanatus, P. vulgaris e Z. mays. Os efeitos dos metais (Ni, Pb) foram avaliados nas seguintes concentracoes: 0,0; 1,0; 3,0; 6,0 e 9,0 mM em C. lanatus. As variaveis respostas morfofisiologicas observadas foram: porcentagem de germinacao, anormalidades, biomassa fresca e seca da raiz e da parte aerea, indice de velocidade de germinacao (IVG), tempo medio de germinacao (TMG) e crescimento da raiz e da parte aerea. A genotoxicidade foi avaliada pela analise de laminas de celulas meristematicas de A. cepa, expostas a agua do rio. Os dados reportaram que a agua do Rio Pianco e importante para a regiao, pois a partir dela os agricultores subsistem. Os entrevistados compreendem que a urbanizacao compromete a qualidade da agua do rio (62,5%) e sabem qual o orgao e responsavel pela fiscalizacao do rio (50,0%). Somente 25,0% faz uso de defensivos naturais nos cultivos, os demais usam agrotoxicos. Os parametros fisico quimicos da agua do Rio Pianco estao, em sua maioria, de acordo com o que estabelece a legislacao brasileira para essa classe de uso, nos dois pontos amostrais e, nao reportou toxicidade em P. vulgaris nas variaveis avaliadas, porem C. lanatus teve reducao do IVG nos dois pontos e Z. mays, teve reducao significativa de crescimento e producao de biomassa quando exposta a agua concentrada do rio, em um dos pontos de coleta. Os metais pesados analisados foram toxicos para a germinacao e desenvolvimento inicial de C. lanatus, a partir de 1,0 mM, sendo o Pb mais toxico em relacao ao Ni. Os efluentes e aguas lixiviadas da agricultura, podem acumular na agua e, posteriormente, no solo (pela irrigacao) metais pesados toxicos. Assim, para a pratica de agricultura em todo o perimetro que margeia o Rio Pianco sao necessarias acoes de conservacao para mitigar os efeitos das atividades antropicas e lancamentos de efluentes que contribuem para a degradacao do rio. Acoes de Educacao Ambiental podem sensibilizar os agricultores para que contribuam com a preservacao da area, reduzindo o uso de agrotoxicos ou sendo capacitados para praticas agroecologicas.
  • SARAH INGLID DOS SANTOS SILVA
  • APROVEITAMENTO DA BIOMASSA DE COCO VERDE PARA PRODUÇÃO DE BIOCOMBUSTÍVEIS SUSTENTÁVEIS
  • Data: 26/02/2019
  • Hora: 09:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A reutilizacao da fracao organica composta nos residuos solidos urbanos pode ser utilizada como uma biomassa de alto valor agregado quando se empregam tecnologias que podem diminuir os impactos ambientais, reaproveitar a materia para geracao de energia e ainda liberar area do aterro sanitario. Diante desse cenario esse trabalho realizou um levantamento de dados sobre a geracao de residuo de coco verde na cidade de Joao Pessoa usando dados de 2007 e 2018 elaborados pela EMLUR- Autarquia Especial de Limpeza Urbana e identificou que todo esse residuo e destinado ao aterro sanitario comprometendo a vida util do mesmo e impactando ambientalmente atraves de vetores e geracao de gases no aterro. Os dados compilados apontam que em 2007 foram gerados 957.773 mil unidades de coco na cidade de Joao Pessoa e em 2018 devido aos dados serem parciais e ate setembro haviam sido contabilizados apenas 119.310 mil. O levantamento de 2018 ja aponta um aumento na quantidade de pontos que nao foram entrevistados em 2007 e estao sendo analisados em 2018 como novos pontos de venda de coco. A pesquisa tambem realizou a caracterizacao da biomassa de coco verde identificando o comportamento termico do mesocarpo e do endocarpo, analisando o Poder Calorifico Superior no qual a biomassa de coco verde apresentou alto valor agregado quando corroborados a outras culturas florestais e ainda foi realizada a Pirolise em tres temperaturas diferentes 500 °C, 550°C e 600 °C da amostra de coco inteiro para identificacao dos compostos quimicos da biomassa de coco verde que apesar de apresentar compostos oxigenados pode ser aplicado em diversas setores, como combustiveis e produtos bioquimicos.
  • CATTLEYA DO MONTE PESSOA FELIX
  • ETNOBOTÂNICA, FLORÍSTICA E CITOGENÉTICA NA SERRA DO JATOBÁ, NO CARIRI DA PARAÍBA, NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 26/02/2019
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A vegetacao da caatinga na Paraiba apresenta como destaque na paisagem a ocorrencia de numerosos afloramentos rochosos que se destacam da paisagem aplainada do entorno, em ermos fisionomicos e do componente floristico. Esse tipo de ambiente tem sido ultimamente estudado em termos do seu componente floristico. Todavia, embora se conhecam diversos estudos abordando diversos aspectos da etnobotanica da caatinga, nao sao conhecidos estudos voltados para a etnoflora desses ambientes. No municipio de Serra Branca, na microrregiao Cariri Ocidental, destaca-se um grande afloramento, a Serra do Jatoba, distante cerca de 10Km da sede do municipio, conhecido popularmente como o maior batolito do mundo. Esse trabalho e apresentado em tres capitulos. No primeiro, realizado um levantamento floristico desse inselbergue, no segundo, abordada a variabilidade cariotipica de algumas especies desse componente utilizando-se a coloracao com os fluorocromos CMA e DAPI e, no terceiro, foi estudada a etnoflora, seu uso e a forma de utilizacao pela comunidade do entorno. Para o levantamento floristico foi constatada a presenca de 78 familias, 194 generos e 264 especies, sendo seis familias de Licofitas e Monilofitas, tres Angiospermas Basais (incluindo uma familia do grupo ANA e duas Magnoliideas), 16 monocotiledoneas e 52 Eudicotiledoneas. Entre as categorias taxonomics, as Pteridofitas foram representadas por seis generos e seis especies, as Angiospermas basais por tres generos e tres especies, as Monocotiledoneas, por 33 generos e 42 especies e Eudicotiledoneas, por 152 generos e 213 especies. As familias Fabaceae, com 40 especies, Euphorbiaceae, com 23, Convolvulaceae, com 14, Malvaceae, com 13, Asteraceae, com 12 e Cyperaceae, com 10 apresentaram a maior riqueza de especies. Foram analisadas cariologicamente 13 especies, das quais, seis nao apresentavam qualquer registro cariologico previo, enquanto quatro tiveram suas contagens confirmadas e tres tiveram contagens divergentes. No levantamento etnobotanico foram citadas nas entrevisas 80 especies pertencentes a 63 generos e 38 familias, sendo as familias Fabaceae e Euphorbiaceae as mais citadas, com 17 e 11 especies, respectivamente. As especies mais referidas foram Myracrodruon urunduva e Commiphora leptophloeos, ambas citadas 83 vezes, Aspidosperma pyrifolium, e Croton sonderianus, com 70 e 68 citacoes, respectivamente. Entre as 11 categorias de uso citadas pela comunidade, a categoria medicinal foi a mais amplamente citada, seguida pela categoria forragem, tecnologia e construcao.
  • LETÍCIA KEYLA FRANÇA DE ANDRADE
  • DIAGNÓSTICO VEGETAL E PERCEPÇÃO DA POPULAÇÃO SOBRE HERBÁCEAS E AS SUAS INTERAÇÕES ECOLÓGICAS EM ÁREAS VERDES URBANAS
  • Data: 26/02/2019
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Estudos em ecologia urbana crescem ao longo dos anos pelo potencial que os ecossistemas urbanos possuem para contribuir com funcoes ecologicas, sociais e esteticas. Por apresentar elevada riqueza, as herbaceas se destacam nestes ecossistemas e sao essenciais para a manutencao da biota. Sob esta perspectiva, a presente dissertacao objetivou realizar o levantamento floristico, caracterizar as sindromes de polinizacao e dispersao das especies, bem como verificar o conhecimento previo e a percepcao da populacao sobre aspectos esteticos e das interacoes ecologicas que envolvem herbaceas em areas verdes urbanas. O trabalho foi desenvolvido em Joao Pessoa, capital da Paraiba. A coleta de dados foi realizada em 23 pracas publicas pertencentes a 10 bairros da cidade. Para amostragem da flora se utilizou o metodo do quadrante 1mx1m. Para classificar as sindromes de polinizacao e dispersao das especies foram analisados caracteres morfologicos, odor e recursos ofertados aos agentes bioticos. A analise da percepcao ambiental foi feita atraves da aplicacao de questionarios semi-estruturados. Os artigos produzidos a partir da metodologia pre-estabelecida pretendem indicar a composicao floristica, bem como os indices de diversidade e similaridade das especies presentes nas areas verdes urbanas de Joao Pessoa, caracterizando as sindromes de polinizacao, dispersao e os respectivos padroes de diversidade das sindromes nas zonas da cidade. Alem disso, busca o entendimento da relacao entre o homem e a natureza, visando compreender a importancia dos servicos ecossistemicos prestados por este grupo vegetal para o bem-estar da populacao residente em ecossistemas urbanos.
  • GERMANA KARLA MARTINS SOARES DA SILVA
  • TURISMO DESENVOLVIDO NO SÍTIO ARQUEOLÓGICO ITACOATIARAS DO INGÁ E O ECOTURISMO COMO ALTERANTIVA DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL E CULTURAL.
  • Data: 26/02/2019
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A dissertacao tem como objetivo geral analisar o turismo desenvolvido e o ecoturismo como alternativa de conservacao ambiental e sociocultural do sitio arqueologico Itacoatiaras do Inga localizado no agreste paraibano. As Itacoatiaras do Inga mais conhecida popularmente como Pedra do Inga sao petroglifos que suscitaram ao longo dos seculos discussoes acerca de sua origem como hipoteses defendidas por pesquisadores de diversas areas como historiadores, arqueologos e antropologos, hipoteses pseudocientificas de curiosos, alem do conhecimento tradicional da populacao ingaense. O municipio de Inga tem as Itacoatiaras como seu principal atrativo para o desenvolvimento do turismo, no entanto, tem patrocinado acoes que tem causado impactos negativos em relacao a conservacao do sitio arqueologico. O tema e abordado de forma interdisciplinar, pois envolve conteudos referentes as ciencias ambientais, ao turismo, antropologia e historia. Metodologicamente trata-se de uma pesquisa qualitativa com uso complementar de dados quantitativos e de instrumentos como, observacao sistematica nas visitas de campo, pesquisa documental, entrevistas semiestruturadas com atores significativos e a coleta de imagens da regiao estudada. Os dados foram analisados atraves da analise de conteudo de Bardin com o apoio do referencial teorico, onde acredita-se que todas as fases da pesquisa foram importantes para os resultados e discussoes sobre o tema. Identificou-se que atividade turistica realizada no sitio arqueologico ainda esta em fase inicial, apresentando problemas em relacao a conservacao do local, principalmente pela falta de planejamento e apoio financeiro, tambem se verificou que a populacao mesmo nao participando ativamente da atividade turistica sabe da importancia da atividade e ainda guardam os mitos e lendas em relacao as Itacoatiaras. Destarte este estudo possibilitou conhecer a atividade turistica que esta sendo desenvolvida na Pedra do Inga em conjunto com a natureza, a historia e cultura local possibilitando o ecoturismo como uma alternativa de preservacao do Patrimonio cultural e natural.
  • DIOGO GOMES PEREIRA BATISTA
  • ÍNDICE DE AVALIAÇÃO DE MOBILIDADE CICLOVIÁRIA:UM ESTUDO DE CASO DA CICLOESTRUTURA E DO USO DA BICICLETA EM JOÃO PESSOA – PB.
  • Data: 25/02/2019
  • Hora: 17:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Reconhecendo o uso da bicicleta como potencializador de uma mobilidade urbana mais sustentavel, essa pesquisa tem como objetivo geral avaliar a mobilidade cicloviaria da cidade de Joao Pessoa/PB, a partir da elaboracao e aplicacao do indice de Avaliacao de Mobilidade Cicloviaria (AMoCiclo), com foco na infraestrutura cicloviaria. Os procedimentos metodologicos adotados correspondem aos objetivos especificos de identificar a estrutura cicloviaria existente a partir de uma ampla pesquisa de campo e pesquisa documental; identificar o uso da bicicleta, em vias de transporte cotidiano de todas as zonas da cidade, atraves do metodo de contagem de ciclistas; elaborar o indice (AMoCiclo) a partir de revisao bibliografica de outros metodos de referencia para a incorporacao de indicadores de qualidade de infraestrutura cicloviaria; e realizar a aplicacao desse indice, utilizando como estudo de caso as ciclovias e ciclofaixas de toda a cidade de Joao Pessoa. Os resultados apresentam um panorama da mobilidade cicloviaria de Joao Pessoa, atraves de um mapeamento e caracterizacao de todos os eixos cicloviarios existentes; bem como, uma analise da densidade de pessoas de bicicleta e suas caracteristicas fisicas e comportamentais no transito em locais com e sem infraestrutura cicloviaria. Nesse sentido, revela-se a falta de conectividade da malha cicloviaria existente e a sua inexistencia em areas de volume consideravel de ciclistas. Alem disso, a elaboracao e aplicacao do indice AMoCiclo constitui-se como um importante metodo de medida de qualidade da estrutura cicloviaria, gerando um diagnostico que permite, de forma objetiva, mensurar as condicoes dessa cicloestrutura qualificando-a sobre 12 diferentes indicadores. Os resultados das notas do indice, correspondem diretamente a uma hierarquia de prioridade de acoes para melhoria do sistema. Com relacao ao desempenho observado, revela-se uma situacao de defasagem em varios aspectos, sobretudo no tocante a categoria da sinalizacao. Desse modo, os indicadores desenvolvidos e utilizados mostram-se eficazes nao so expondo as condicoes da estrutura cicloviaria como tambem sendo passiveis de subsidiar medidas de aprimoramento do sistema, como forma de fortalecer o transporte ativo por bicicleta no planejamento da mobilidade urbana.
  • DANIEL SILVA LULA LEITE
  • ESTADO DE CONSERVAÇÃO DOS RECIFES COSTEIROS DA PARAÍBA, BRASIL: A RELAÇÃO COM A POLÍTICA E A GESTÃO AMBIENTAL
  • Data: 25/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A urbanizacao nas zonas costeiras torna necessaria a avaliacao do impacto antropico sobre os ecossistemas associados. O gerenciamento de areas costeiras com ambientes recifais e as politicas ambientais envolvidas influenciam os tipos de uso e, consequentemente, o estado de conservacao dos recifes. O objetivo deste trabalho consiste em analisar as gestoes e o estado de conservacao dos recifes de Joao Pessoa/PB e Cabedelo/PB, procurando relacionar tais aspectos e fornecendo subsidios para avaliacao do trabalho da gestao em busca do desenvolvimento sustentavel dos recifes. Adicionalmente, foi proposto aos orgaos gestores dos recifes um metodo para avaliacao dos impactos originados pelas atividades desenvolvidas nos locais podendo ser incoporado a planos de manejo, incluindo os de Unidades de Conservacao. Para indicacao do estado de conservacao e selecao das especies para proposta de monitoramento foram utilizados os metodos do Ecological Evaluation Index (EEI; com adaptacoes) e Indicatior Value (IndVal), respectivamente. Com os atores institucionais legalmente componentes do processo de gestao recifal, foram aplicados entrevistas e questionarios estruturados para caracterizacao e avaliacao da efetividade de gestao. A analise do estado de conservacao e as especies selecionadas para o monitoramento dos recifes indicaram que os ambientes recifais de Joao Pessoa e Cabedelo possuem qualidade ambiental em niveis satisfatorios do ponto de vista da conservacao. Os menores valores de qualidade ambiental encontrados na estacao seca eram esperados devido ao maior fluxo turistico nessa epoca do ano, o que potencializa os impactos causados pelo turismo e influencia a composicao da comunidade macrobentonica local. As especies selecionadas para o monitoramento dos recifes sao reconhecidamente bioindicadoras de areas pouco impactadas pela urbanizacao, com excecao de Acanthophora spicifera que apesar do reconhecido potencial bioindicador de area impactada, a ocorrencia observada em Areia Vermelha e entendida como sazonal e positiva, visto que aumenta a biodiversidade e complexidade funcional do recife. A efetividade das gestoes dos recifes variou entre alta para Areia Vermelha e media para os demais recifes, possivelmente reflexo das maiores organizacao e estruturacao promovidas pela Unidade de Conservacao na qual esta inserido o recife de Areia Vermelha. A caracterizacao da gestao indicou que os principais impactos percebidos pelos gestores sobre os recifes sao de origem turistica (pisoteio, poluicao organica, ancoragem e o trafego de embarcacoes motorizadas), porem os trabalhos para conservacao recifal foram classificados pelos gestores como ruim em Picaozinho e no Seixas, medio em Formosa e bom em Areia Vermelha. A caracterizacao tambem evidenciou que dentre as ferramentas de gestao, o Projeto Orla so e utilizado pelo orgao gestor de Areia Vermelha para o gerenciamento do recife. O sistema de cooperacao e integracao entres os entes federados dispostos nas politicas e planos nacionais de gerencimento costeiro e utilizado apenas na execucao da fiscalizacao ambiental e troca de informacoes sobre os recifes. Estudos que integrem avaliacoes do estado de conservacao e do processo de gestao sao cruciais para entendimento dos impactos e das consequencias sobre a comunidade recifal, avaliando o trabalho da gestao na minimizacao dos impactos e a utilizacao de ferramentas de gerenciamento.
  • ALESSANDRA LEANDRO DA COSTA
  • Ensaios sobre migrações: Impactos ambientais dos refugiados sírios na Alemanha
  • Data: 25/02/2019
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A relação entre o ser humano e o meio ambiente sempre foi fundada na exploração dos recursos naturais. Neste século XXI, ao mesmo tempo em que há maior incremento das práticas que visam ao desenvolvimento sustentável, o instituto do refúgio se agrava, tendo gerado 68,5 milhões de pessoas deslocadas forçadamente, somente no ano de 2017. Neste cenário, a população de países como a Alemanha aumenta, gerando discussões sobre impactos ambientais negativos, vez que as demandas vitais ao ser humano aumentam na mesma proporção, podendo causar alteração nos índices referentes ao desenvolvimento sustentável. O tema deve ser tratado com cuidado pois pode fortalecer os argumentos de intolerância aos refugiados de crise.
  • TATIANY LIBERAL DIAS CHAVES
  • CARACTERIZAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA DAS ARBOVIROSES E SUA CORRELAÇÃO COM A DENSIDADE POPULACIONAL DE VETORES.
  • Data: 25/02/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A ocorrencia de Aedes aegypti e Aedes albopictus e observada em todo o mundo. No Brasil, foram introduzidos no final do seculo XIX, e pela boa adaptacao ao clima e a diferentes tipos de criadouros, rapidamente obtiveram uma ampla distribuicao em todo o pais. As diferencas entre eles sao determinantes para a dinamica de transmissao das arboviroses, propagacao do virus e disseminacao da especie. Diante do grande numero de casos relacionados com a presenca de Aedes, este trabalho abrange a hipotese que os fatores socioambientais e climaticos podem interferir na populacao de vetores, aumento no numero de criadouros de A. aegypti e A. albopictus, e consequentemente aumentando a incidencia de arboviroses. Este estudo teve como objetivo caracterizar a epidemiologia das arboviroses no municipio de Joao Pessoa/PB e sua correlacao com a densidade populacional de vetores e fatores climaticos no periodo de 2015 a 2017, por meio da analise de dados documentais. Foi realizado um Levantamento de Indices de Infestacao em dois estratos distintos e correlacionados com dados de fatores climaticos e socioambientais. Os dados epidemiologicos do Estrato I apresentou um maior numero de arboviroses (Dengue, Zica, Chikungunya) notificadas, com diferenca significativa (p = 0,001) em relacao ao Estrato II. Os dados de correlacao entre o numero de casos de arbovisoses notificados com o Indice de Infestacao Predial, apresentados sugerem uma correlacao moderada entre as variaveis no Estrato II.
  • SILVANA ALVES DOS SANTOS
  • A IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NA CENTRAL DE ABASTECIMENTO - EMPASA JOÃO PESSOA-PB: AVALIAÇÃO DA EFETIVIDADE DO PGIRS
  • Data: 25/02/2019
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Um dos maiores desafios da atualidade e a gestao de residuos solidos no pais, principalmente no que diz respeito a disposicao final. As centrais de abastecimento no Brasil desenvolvem diversas atividades voltadas para a comercializacao de frutas e verduras, gerando uma producao diaria expressiva de residuos solidos, que recebem mau gerenciamento provocando grandes desperdicios. A recente implantacao de Planos de Gerenciamento dos Residuos Solidos (PGIRS) em diversas centrais de abastecimento objetivando o controle do gerenciamento desses residuos, requer um acompanhamento de suas acoes para avaliar a efetividade desses planos, analisando resultados internos nas centrais, assim como perante o meio ambiente. Desta forma, o trabalho teve como objetivo reconstituir o processo de implantacao do PGIRS em 2015 na Central de Abastecimento – EMPASA/JP, tendo como ponto de partida as acoes de gerenciamento dos residuos iniciadas em 2010. A pesquisa foi realizada no periodo de avaliacao (2010 a 2018), como pesquisa-acao atraves da participacao nas acoes de gerenciamento dos residuos organicos e reciclaveis contempladas pelo PGIRS desta empresa, juntamente com uma equipe de trabalho composta por funcionarios internos e pesquisadores de universidades publicas. A partir da realizacao de um diagnostico da situacao foi verificada a destinacao correta dos residuos solidos, tanto organico como reciclaveis atraves da compostagem para os residuos organicos e a inclusao de trabalhadores no recolhimento de residuos reciclaveis, como acoes anteriores a implantacao do PGIRS. Foram realizadas acoes de sensibilizacao junto aos comerciantes e agentes de limpeza terceirizados e estabelecidas parcerias com outras instituicoes federais, estaduais e particulares, para auxiliar no melhoramento do trabalho desenvolvido na EMPASA, atraves de pesquisas academicas. Como resultado uma mudanca na consciencia dos comerciantes e funcionarios da central de abastecimento, onde os mesmos ressaltaram a importancia da destinacao correta dos residuos na saude publica do proprio ambiente de trabalho, com eliminacao dos problemas sanitarios causados pelo acumulo dos residuos na area interna da central de abastecimento. Com isso, a pesquisa demonstrou a efetividade da implantacao do PGIRS na Central de Abastecimento EMPASA/CEASA-JP, com a reducao da carga de residuos destinadas ao aterro sanitario de Joao Pessoa e consequentemente dos resultados negativos sobre o meio ambiente, bem como promoveu uma mudanca de habito dos funcionarios e comerciantes.
  • GABRIELA MARIA DE LIMA CARDOSO
  • Catadores de resíduos sólidos e Indicadores ambientais em João Pessoa – PB
  • Data: 25/02/2019
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta dissertação buscou realizar um diagnóstico da coleta seletiva, com foco no trabalho desenvolvido pelos catadores do Bairro de Mandacaru e seu entorno imediato, na cidade de João Pessoa – PB, avaliando-os enquanto instrumento para o Desenvolvimento Sustentável local através de indicadores. De forma específica, os objetivos foram trabalhados em dois artigos, através dos quais foi possível compreender a realidade através de indicadores do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento – Resíduos Sólidos (SNIS-RS), que fora explicitada no artigo 01 “Panorama da Gestão dos Resíduos Sólidos em João Pessoa-PB, Nordeste, Brasil, entre 2010-2016”; como também foram investigados empreendimentos, ações e atores sociais ligados às atividades de coleta seletiva da região escolhida, e discutidos no artigo 02 “Panorama da Coleta Seletiva em João Pessoa-PB, Nordeste, Brasil, trazendo elementos para embasar políticas públicas”. O estudo parte da hipótese de que os catadores da região analisada, associados ou não, ainda não estão integrados à gestão de resíduos sólidos municipais. Metodologicamente, foi realizada uma pesquisa descritiva de caráter qualiquantitativo. A coleta de dados se deu através de pesquisa documental, com consulta e análise de legislação e relatórios oficiais relacionados ao setor de resíduos sólidos. Foi realizada visita de campo a associações de catadores, observação participante das atividades com catadores avulsos. Também foram realizadas entrevistas e aplicados questionários com esses atores e com gestores municipais. Por fim, para sistematizar as informações obtidas, foi escolhido o sistema de indicadores PEIR, através do qual foram avaliadas as condições atuais dos catadores e do desenvolvimento de suas atividades na região estudada. Dentre os achados do estudo, foi verificado que a gestão de resíduos sólidos municipais tem apresentado baixa implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) no tocante aos indicadores analisados do SNIS-RS. A partir dessa constatação, foi observado o importante papel que os catadores podem exercer na coleta seletiva municipal. Entretanto, os resultados apontam que a situação dos catadores associados e avulsos da região é de vulnerabilidade multifatorial. E para que a sua atividade seja considerada sustentável, é preciso que ela possa ser economicamente recompensada e desempenhada de modo a integrá-los socialmente.
  • MARCELO HENRIQUES DA SILVA JUNIOR
  • TRANSPORTE DE SEDIMENTOS E SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS: UMA ALTERNATIVA PARA A GESTÃO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS ALTERNATIVA
  • Orientador : BARTOLOMEU ISRAEL DE SOUZA
  • Data: 21/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os ecossistemas são responsáveis por uma gama de bens e serviços de grande importância para a sociedade que são popularmente conhecidos como serviços ecossistêmicos. As mudanças nesses serviços provocadas pela interferência humana podem comprometer o bem- estar da sociedade e dificultar a satisfação de suas necessidades básicas. A importância desse fato justifica a necessidade de se orientar práticas de gestão para se obter um maior e melhor retorno dos serviços ecossistêmicos. Atualmente sabe-se muito sobre os benefícios que os serviços ecossistêmicos trazem para a sociedade, porém pouco se sabe a respeito da sua quantificação em uma paisagem, que pode influenciar nas tomadas de decisão. Nesse sentido, surgem alternativas para suprir essa demanda, como o software InVEST, desenvolvido pelo projeto Natural Capital. O uso do InVEST, neste estudo, tem como objetivo o auxílio na priorização de alocação de fundos para projetos de conservação, restauração e consequente manutenção dos serviços ecossistêmicos referentes à retenção de sedimentos e controle erosivo em bacias hidrográficas. Dessa forma, apresenta-se uma forma de gestão voltada para o cuidado com os serviços ecossistêmicos. Utilizando informações de uso e ocupação de solo para diferentes anos, o SDR InVEST foi utilizado com dados do ano de 2016, tendo seus resultados incorporados à metodologia SICOM e a um sistema de inferência fuzzy a fim de se analisar as diferenças no potencial de erosão dos solos e na produção de sedimentos nas áreas estudadas, bem como diagnosticar algum padrão ou tendência espacial na deterioração do serviço ecossistêmico relacionado à retenção de sedimentos. Os resultados mostram que as áreas de contribuição de alguns reservatórios da região estão comprometidas no tocante ao serviço ecossistêmico de retenção de sedimentos.
  • FABIO LIRA SANTOS
  • INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE NO SEGMENTO DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA
  • Data: 21/02/2019
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente estudo buscou desenvolver uma ferramenta de medicao do nivel de sustentabilidade de forma efetiva e quantitativamente comparavel para empresas distribuidoras de energia eletrica, baseada no painel de sustentabilidade, composto por 17 indicadores, nas dimensoes social, ambiental e economica, tendo como fonte de dados seus balancos e demonstrativos corporativos. A amostra da analise foi composta por distribuidoras de nove estados da regiao nordeste do Brasil – Coelba (BA), Energisa (SE), Eletrobras (AL), celpe (PE), Energisa (PB), Cosern (RN), Enel (CE), Eletrobras (PI), Cemar (MA). Foram levantados dados de cada distribuidora e calculado o grau de sustentabilidade dessas empresas. Os resultados mostraram grandes diferencas nos niveis de sustentabilidade, seja geral, como em cada uma das dimensoes. A Cosern (RN) apresentou os melhores niveis com a classificacao “bom”. A maioria ficou com nivel medio ou razoavel. No aspecto economico, as distribuidoras ainda se recuperam de forte momento de crise financeira devido a politicas tarifarias estatais recentes, sendo preocupante considerando o papel estrategico e economico do setor. Percebeu-se, ainda, falta de uniformidade dos dados apresentados nos demonstrativos, o que implicou em obstaculos metodologicos para analise comparativa. Entretanto, a ferramenta se mostrou eficaz; demonstrando diferencas entre empresas em suas diversas dimensoes, sendo efetiva e pratica em sua utilizacao.
  • VITAL JOSÉ PESSOA MADRUGA FILHO
  • A PARTICIPAÇÃO POPULAR NO PROCEDIMENTO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL NA PARAÍBA
  • Data: 20/02/2019
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O estudo trata do licenciamento ambiental, que e um instrumento de controle e protecao do meio ambiente, servindo de meio para o estabelecimento de empreitadas que importem degradacao ambiental ou que necessite da utilizacao de recursos naturais, impondo medidas capazes de arrefecer os impactos gerados pela atividade degradadora. Para atender esse proposito, sera estabelecido como objetivo geral: Avaliar a participacao da populacao nos processos de licenciamento ambiental na Paraiba, confrontando-a com a metodologia adotada pelo SUDEMA-PB. Quanto a metodologia, a pesquisa e de cunho qualitativo, e se servira das fontes bibliograficas e documentais disponiveis, a fim de demonstrar a forma com que as audiencias sao conduzidas e medir a eficacia da participacao popular no procedimento. Acerca dos resultados, espera-se que os principios decorrentes da democracia participativa inseridos nas audiencias publicas, possam influenciar essa importante ferramenta democratica, evitando que a sua adocao se torne apenas mais uma caracteristica formal e burocratica para o alcance da pretensa licenca ambiental.
  • JAIR CAMILO NEGROMONTE DE AZEVEDO
  • CONHECIMENTO E USO DE ANIMAIS SILVESTRES NA MEDICINA POPULAR, NO SEMIÁRIDO DA PARAÍBA, NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 19/02/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nopresentecapitulo, sao apresentadas especies animais que apresentam fins medicinais para comunidades do Semiarido Paraibano, Nordeste do Brasil, sendo fundamenta em estudos realizados nos municipios de Lagoa, Sao Mamede, Cabaceiras e Solanea. Os informantes da pesquisa foram chefes domiciliares, totalizando 299informantes (mulheres e homens), abordados por meio de formularios semiestruturados contendo questoes a respeitodos usos medicinais da fauna local, suas partes utilizadas e finalidades terapeuticas.A fim de identificacao cientifica das especies as perguntas abordaram tambem questoes taxonomicas, tendo em vista que cada especie citada foi caracterizada morfologicamente e ecologicamente. Assim, foram registrados 30 animais (14 aves, 10 mamiferos, 4 repteis e 2 insetos), sendo identificados 28 especies medicinais, pertencentes a 27 generos e 20familias. Estudos como este, possibilitam realizar um levantamento de informacoes que podem ser utilizadas para manutencao do conhecimento tradicional e discutir possiveis solucoes para elaboracao de medidas de protecao, conservacao e sustentabilidade da fauna silvestre.
  • EZEQUIEL DA COSTA FERREIRA
  • Comercialização de plantas medicinais no Estado da paraíba, Nordeste, Brasil
  • Data: 18/02/2019
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A etnobotanica e um campo de saber interdisciplinar que objetiva compreender as relacoes existentes entre sociedades humanas e plantas, tendo a aplicacao destes recursos na saude humana como um de seus pontos de estudo. A diversidade de condicoes ambientais e de fatores culturais exerce influencia sobre a riqueza de conhecimento sobre plantas medicinais, sendo os comerciantes dessas plantas uma fonte rica de conhecimento. O presente estudo objetivou registrar o conhecimento sobre plantas medicinais comercializadas na Paraiba, a cadeia produtiva do comercio destes produtos e avaliar a possiveis variacoes temporais na disponibilidade de especies no comercio durante o periodo de um ano. Foram conduzidas entrevistas semiestruturadas trimestralmente com comerciantes de plantas medicinais, os dados obtidos foram analisados pelo indice de Importancia relativa (IR), e por analise de similaridade. Foram entrevistados 35 comerciantes em 7 municipios distribuidos entre a 4 mesorregioes do estado da Paraiba. A maior parte dos informantes tem o comercio de plantas medicinais como um complemento de renda a outras atividades ou comercio de outros produtos. Os comerciantes entrevistados, na maioria dos casos apresentaram mais de 10 anos de atividade no comercio, e uma relacao de aprendizado sobre as plantas medicinais proveniente, principalmente da familia. Possiveis influencias do processo de globalizacao tambem foram observadas pela insercao de novas especies no comercio em funcao da influencia da internet e da midia. Foi observado destaque para o comercio de especies adquiridas de atravessadores e para o comercio de folhas, cascas e sementes. Os dados obtidos demonstram uma ampla dinamica no comercio de plantas medicinais no estado da Paraiba.
  • JOSÉ RONILDO SOUZA DA SILVA
  • CONHECIMENTO, USO E DISTRIBUIÇÃO DE PLANTAS MEDICINAIS LENHOSAS EM COMUNIDADES RURAIS DO ESTADO DA PARAÍBA, NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 14/02/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A etnobotânica é a ciência que investiga a inter-relação de populações humanas com os recursos vegetais, e por isso é considerada como instrumento fundamental para a compreensão da dinâmica da propriedade cultural e intelectual do conhecimento, o uso e a extração de espécies, podendo seus resultados contribuir para administração sustentável dos recursos. Essa dissertação está estruturada em dois manuscritos em forma de capítulo de livro, sendo o primeiro intitulado de: “Distribuição de plantas medicinais da Caatinga do Estado da Paraíba”, que tem como principal objetivo o inventário fitossociológico de espécies vegetais lenhosas medicinais em oito municípios de diferentes ecorregiões do Bioma Caatinga. O segundo manuscrito, intitulado de “Conhecimento e uso de plantas medicinais no semiárido da Paraíba, Nordeste do Brasil”, objetiva descrever e analisar o conhecimento que os agricultores das mesmas oito cidades possuem acerca das plantas medicinais lenhosas nativas disponíveis localmente. Os resultados obtidos nestes estudos indicam que, as espécies medicinais mais conhecidas e utilizadas por agricultores de oito comunidades tradicionais não são normalmente encontradas na vegetação local. Os indicativos de que a maior parte das áreas onde foi realizado inventário florístico está em estágio sucessional, mostram que a antropização não modifica de imediato os padrões de uso de espécies por parte das populações locais, uma vez que continuam utilizando indivíduos que não são encontrados com tanta facilidade. O impacto e a possível pressão de uso que as práticas da medicina tradicional podem causar em algumas espécies vegetais ainda precisa ser estudado e aprofundado com maiores esforços.
2018
Descrição
  • MARCOS AVERSARI
  • AQUICULTURA DE MICROALGAS: UMA PROPOSTA PARA A MELHORIA NA QUALIDADE DE VIDA DE PESCADORES DO NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 29/11/2018
  • Hora: 16:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As microalgas sao elementos essenciais em diversas aplicacoes, incluindo a producao de biomassa e o uso como alimento para aquicultura, ja que sao a base da cadeia alimentar marinha. Tais algas podem ser cultivadas em varios ambientes, desde que contem com a presenca do meio de cultivo adequado para seu desenvolvimento. No entanto, meios de cultivo naturais nem sempre estao disponiveis, fazendo necessario o emprego de metodos artificiais para o cultivo. Existem diversos meios de cultivo artificiais disponiveis, porem, nenhum apresenta baixo custo. Esta pesquisa se propoe a elaborar e testar meios de cultivo artificiais para tres especies de microalgas marinhas (Isochrysis sp., Chaetoceros sp. e Tetraselmis sp.), sendo estes de baixo custo e produzidos a partir de agua marinha artificial e agua de descarte de dessalinizador enriquecidas com residuos de compostagem. Os meios de cultivo propostos foram elaborados, sendo realizados testes e coletados os resultados referentes a evolucao das populacoes nos mesmos. A microalga Isochrysis sp. apresentou os melhores resultados, em meio artificial elaborado a partir de agua de descarte de dessalinizador, com uma densidade celular maxima de 108,7 x 104 cel/mL atingida no 18° dia de cultivo. Ja a Chaetoceros sp. apresentou a maior explosao de crescimento, atingindo o pico de 87 x 104 cel/mL no 6° dia de cultivo. Foi portanto, validada a viabilidade dos meios de cultivo artificiais enriquecidos com extrato de compostagem para o cultivo de microalgas, podendo ser aplicado como alimento em diversas modalidades de aquicultura, como tambem ser utilizado para a melhoria da qualidade de vida das comunidades pesqueiras do Estado da Paraiba.
  • EDNA MARIA DE ARAUJO TEIXEIRA
  • Incidência de Aedes aegypti e o perfil epidemiológico de arboviroses no distrito de São José da Mata-PB JOÃO PESSOA 2018
  • Data: 10/10/2018
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A dissipacao de varias arboviroses estabeleceu situacao de emergencia em saude no Brasil e isso implicou em intensa mobilizacao entre estados e municipios para enfrentar a circulacao viral que se tornou um desafio de grandes proporcoes. As acoes do homem, em especial a atividade economica, tem causado alteracoes ambientais que contribuem diretamente para as reemergencias em saude no Brasil. E indispensavel avaliar os fatores determinantes no contexto eco-bio-social, para que acoes de combate ao vetor sejam realizadas baseadas na necessidade e realidade local. Desta forma, o presente trabalho teve como objetivo verificar a correlacao entre fatores climaticos, levantamento de indice rapido de Aedes aegypti e perfil epidemiologico de arboviroses no distrito de Sao Jose da Mata-PB no periodo de 2016 e 2017. Foram analisados dados do LIRAa desses dois anos e realizadas visitados nos domicilios que apresentaram focos do vetor para aplicacao de questionario socioeconomico e sintomatologico, posteriormente os dados obtidos foram comparados aos dados climaticos da epoca (disponiveis no programa INMET). Observou-se que o numero de criadouros do Ae. Aegypti foi diretamente proporcional a chuva acumulada no periodo e a temperatura se manteve acima dos 22°C, a qual seria favoravel para a reproducao do vetor.
  • JULIANO SEBASTIAO GONCALVES PEREIRA
  • APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS ALIMENTARES PARA GERAÇÃO DE PRODUTO GOURMETIZADO.
  • Data: 28/09/2018
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • De acordo com relatorio da Organizacao das Nacoes Unidas para a Alimentacao e Agricultura (FAO), a perda de alimento no ambito mundial e alarmante, causando prejuizos significativos a sociedade, ocasionando perdas economicas e prejuizo ao meio ambiente. No entanto, aliando conceitos de sustentabilidade e gastronomia pode ser possivel a diminuicao dessas perdas. Com base nesta premissa, pesquisou-se neste trabalho a viabilidade tecnica, microbiologica e sensorial para aproveitamento de frutas com grau de maturacao avancado e/ou com pequenas avarias fisicas, para geracao de preparo gastronomico sofisticado e seguro para o consumo humano. Foi desenvolvido um produto, denominado chutney de goiaba, o qual foi aplicado posteriormente em um preparo gastronomico denominado finger food, servido tradicionalmente em restaurantes de alta gastronomia. Para o desenvolvimento do produto foram estabelecidos tres tratamentos de chutney, denominados T1, com utilizacao exclusiva de goiabas vermelhas (Psidium guajava) e macas (Malus domestica) que apresentassem perfeitas condicoes de venda ao consumidor; T2, com utilizacao exclusiva de goiabas e macas avariadas e/ou com grau de maturacao elevada e T3, com utilizacao de goiabas, macas e tomates (Solanum lycopersicum) tambem com condicoes de avarias e/ou elevado grau de maturacao. O finger food caracterizou-se como uma composicao gastronomica composta por pao de fermentacao natural, o chutney desenvolvido, carne de sol desfiada e cebolinha (Allium schoenoprasum) como elemento de decoracao. Foram elaborados tres tipos de finger food, seguindo respectivamente as preparacoes de chutney desenvolvidas na etapa anterior. A pesquisa caracterizou-se como quali-quantitativa e dividiu-se em nove etapas: aprovacao etica, observacao critica, pre-experimento, desenvolvimento e preparo do chutney e do finger food, analise quimica, analise microbiologico, entrevistas semi-estruturadas, ensaios sensoriais e analise estatistica de dados. Todos os tratamentos elaborados de chutney apresentaram baixa contagem microbiologica de coliformes (<1 NMP.g-1) e bolores e leveduras (<1 UFC.g-1), mostrando-se seguros para consumo. Em relacao a analise sensorial, apresentaram boa aceitacao global (7,3 a 7,6 pontos para chutney e de 7,0 a 7,4 pontos para o finger food, nao apresentando diferenca significativa entre as amostras) e boa intencao de consumo (3,6 a 3,9 pontos tanto para o chutney quanto para o finger food, sem diferenca significativa entre as amostras). Observou-se que grande parte dos julgadores adotam habitos para tentar minimizar o desperdicio (69,3%), e mostraram-se dispostos a consumirem produtos elaborados com alimentos desperdicados (84,1%). Diante dos dados obtidos, concluiu-se que e possivel aliar conceitos de sustentabilidade e gastronomia, associado ao Marketing experimental e High Low para transformar um alimento que usualmente nao seria consumido, em uma preparacao gastronomica gourmetizada, agregando valor agregado, com elevado indice de aceitacao sensorial, possibilitando a diminuicao das perdas na cadeia de alimentos.
  • ROUSIER DOS SANTOS DIAS PAULINO
  • AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR.
  • Data: 21/09/2018
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Todo trabalhador deve ter direito a um meio ambiente laboral digno e equilibrado, uma vez que o meio ambiente e o trabalho nele realizado intervem diretamente na sua qualidade de vida. O meio ambiente do trabalho e uma dimensao do meio ambiente e tem sua tutela juridica assegurada pela Constituicao Federal de 1988. A Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) e diretamente influenciada pelas condicoes de trabalho e pelo meio ambiente de trabalho. O presente estudo se propos a avaliar a QVT dos servidores tecnico-administrativos lotados no ano de 2018 no Centro de Ciencias Biologicas e Sociais Aplicadas, Campus V – Joao Pessoa, da Universidade Estadual da Paraiba, verificando os niveis de QVT percebidos e os aspectos prioritarios para a melhoria do ambiente laboral. A pesquisa, de carater descritivo e exploratorio, com analise quantitativa de dados coletados junto aos servidores da instituicao incluiu aplicacao do questionario proposto por Freitas e Souza (2009) para avaliacao da QVT de servidores tecnico-administrativos de instituicoes de ensino superior. O questionario era constituido por 46 perguntas fechadas, categorizadas em oito dimensoes, e um espaco aberto. Estatistica descritiva foi realizada para analise dos dados utilizando os softwares Microsoft Excel e GraphPad Prism versao 6. Dos 52 servidores tecnico-administrativos do Campus V da UEPB, 39 aceitaram participar da pesquisa e responderam ao instrumento de coleta de dados, fornecendo um indice de confiabilidade de 95% e um erro amostral de 7,92%. A analise dos questionarios indicou pontos criticos no meio ambiente do trabalho da Instituicao que, na percepcao dos servidores tecnico-administrativos, necessitavam de intervencao. Os itens tidos como prioridade critica sao relativos a Dimensao 3 – “Seguranca e saude nas condicoes de trabalho” no que concerne aos recursos materiais, condicoes ambientais de trabalho, exames periodicos de saude, e ferramentas de protecao na execucao do trabalho. Da mesma forma, quanto a Dimensao 4 – “Constitucionalismo”, a tomada de decisoes que afetam o servidor e a possibilidade de reve-las e a privacidade dentro da organizacao foram responsabilizadas pelos servidores. Do mesmo modo na Dimensao 6 – “Compensacao justa e adequada”, se destacaram os beneficios, as gratificacoes e o salario recebidos pelo servidor. De modo igual, na Dimensao 7 – “Oportunidade de carreira e garantia profissional”, promocoes baseadas na competencia e produtividade do servidor, e investimento por parte da Instituicoes de Ensino Superior - IES em cursos para a capacitacao e/ou continuidade dos estudos do mesmo; e na Dimensao 8 – “Relevancia social do Trabalho”, a participacao do servidor em projeto social coordenado pela IES na comunidade. Estes dados, devidamente contextualizados pela Gestao da Instituicao poderao subsidiar o planejamento de acoes e intervencoes que deverao contribuir para melhorar a qualidade de vida dos servidores, do meio ambiente laboral e consequentemente do servico prestado a comunidade. Palavras-chave: Meio ambiente. Ambiente de Trabalho. Qualidade de vida. Servidores Publicos.
  • CLAUDENICE RODRIGUES DO NASCIMENTO
  • OCORRÊNCIA DE ARBOVIROSES E SUA CORRELAÇÃO COM ASPECTOS SOCIOAMBIENTAIS NA COMUNIDADE DE SANTA BÁRBARA, JOÃO PESSOA/PB – BRASIL
  • Data: 31/08/2018
  • Hora: 13:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Entre as doencas infecciosas emergentes e reemergentes, as arboviroses transmitidas por mosquitos vetores, sao considerados desafios para a saude publica. O reconhecimento precoce da transmissao local, seguido de rapido e efetivo controle de vetores e incentivo aos programas de mobilizacao social, podem ampliar as medidas de prevencao e minimizar o risco de disseminacao reduzindo a ocorrencia de surtos repentinos causados por arbovirus. O presente trabalho objetivou identificar a ocorrencia de arboviroses e correlaciona-las com aspectos socioambientais na comunidade Santa Barbara, Joao Pessoa/PB. Para tanto foram colocadas armadilhas de oviposicao, para posterior analise e quantificacao das especies. Para caracterizar os fatores epidemiologicos, tracar o perfil sociodemografico, realizou-se a aplicacao de um questionario investigativo buscando correlacionar as questoes socioambientais que poderiam estar influenciando na presenca e manutencao dos vetores na comunidade. As armadilhas apontaram uma maior oviposicao nos periodos mais quentes do anos com um pico no periodo de fevereiro, o que confirma a influencia positiva da temperatura na proliferacao do vetor. A umidade tambem interferiu positivamente, sendo seguida pela precipitacao em ordem de importancia. Observou-se que a maior parte da Comunidade Santa Barbara e marcada pela ausencia de saneamento basico. O indice de casos de arboviroses registrados foi de 62,56% da populacao estudada, sendo destes 63,11% acometidos por Dengue. Entre os acometidos por alguma arboviroses, apenas 48,86% foram submetidos a exames de confirmacao diagnostica. Embora o papel dos agentes de endemias seja de fundamental importancia para a prevencao e combate aos surtos de casos de arboviroses, verificou-se que muitas residencias, nao recebiam a visita dos mesmos e as que recebiam a visita nao eram vistoriadas nem seus moradores recebiam nenhuma informacao sobre como evitar ou combater a proliferacao dos vetores. Atraves da investigacao dos criadouros e da positividade vetorial por tipo de recipiente foi possivel verificar que os maiores indices de criadouros foi caracterizado como residuos do tipo D2. Com base nos resultados, pode-se inferir que fatores climaticos e questoes socioambientais, influenciam diretamente o desenvolvimento e oviposicao dos insetos vetores e que os mesmos, estao adaptados ao ecossistema local.
  • SERGIO JOEL DE SOUZA
  • Comparação de técnicas de monitoramento vetorial de Aedes aegypti e sua correlação com fatores climáticos e ambientais
  • Data: 31/08/2018
  • Hora: 10:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A circulacao de multiplos virus transmitidos pelo Aedes aegypti e a inexistencia de vacinas representa um cenario preocupante, aumentando em muito a necessidade de buscar estrategias exitosas no controle do mosquito. Os niveis de infestacao vetorial associados a circulacao viral confirmam a necessidade de monitoramento como importante ferramenta de vigilancia, pela capacidade demonstrada em indicar risco de epidemia.Sendo assim, o presente trabalho se propos a avaliar, comparativamente, o Levantamento Rapido do Indice de Infestacao por Ae. aegypti (LIRAa) e Ovitrampas associando fatores climaticos com a densidade vetorial na cidade de Joao Pessoa, PB – Brasil em dois barros:Planalto da Boa Esperanca (PBE) e Cabo Branco que apresentam realidadessociodemograficas e ambientais diferentes. No periodo de 2017 foram aplicadas ovitrampas nos dois bairros e os dados obtidos foram comparados com o LIRAa realizado neste ano nos meses de janeiro, abril, julho e outubro. Neste estudo foi possivel identificar que as ovitrampas apresentaram uma maior sensibilidade do que o LIRAa. O bairro de Cabo Branco apresentou os menoresindices do que o PBE e, em ambos os bairros a especie mais importante encontrada foi o Aedes aegypti, o Ae albopictus foi encontrado apenas no bairro de Cabo Branco. Fatores climaticos interferem no indice de infestacao. Os dados apresentados nesta pesquisa proporcionam informacao qualificada para atuacao e execucao de acoes de prevencao e controle, permitindo a mobilizacao de outros setores, alem das secretarias de saude, como os servicos de limpeza urbana e abastecimento de agua para tentar reduzir os indices de infestacao e consequentemente, a chance de aquisicao de arboviroses.
  • KATIANA BARBOSA DE ARRUDA
  • ETOLOGIA CANINA, COMPORTAMENTO HUMANO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DE CAMPINA GRANDE/PB: UM ESTUDO SOBRE O BEM-ESTAR ANIMAL
  • Data: 31/08/2018
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nos centros urbanos, estima-se que exista um cao para cada cinco habitantes, sendo que 10% desses animais encontram-se em situacao de risco nas ruas, ocasionando uma serie de prejuizos aos municipios e a populacao, como: desordem urbana, dano ao meio ambiente, poluicao visual, superlotacao dos canis e, talvez, o mais preocupante de todos os prejuizos, a ameaca a saude coletiva. E que a falta de controle populacional de caes nos centros urbanos, assim como o manejo improprio desses animais, tem ocasionado a proliferacao de organismos patogenicos, a exemplo das zoonoses - doencas transmissiveis entre homens e animais- capazes de colocar em risco a saude das pessoas. Alem disso, os animais abrigados nas entidades de vigilancia e zoonoses tambem se encontram em situacao de risco, tendo em vista que muitas dessas entidades nao possuem estrutura fisica, recursos financeiros e humanos para atender as necessidades basicas da populacao animal, comprometendo, dessa forma, o meio ambiente e o bem-estar das especies. Diante disso, esta pesquisa teve como principal objetivo analisar a situacao dos caes acolhidos no Centro de Controle de Zoonoses de Campina Grande/PB, a partir do estudo comportamental desses animais, utilizando como parametro os cinco requisitos de bem-estar animal propostos pelo Comite de Brambell. Para esta pesquisa, de natureza estudo de caso, foi utilizado o metodo de observacao animal focal, sem interferencia do pesquisador, com elaboracao, aplicacao e avaliacao de etograma. Verificou-se que os comportamentos exibidos pelos caes no Centro de Controle de Zoonoses de Campina Grande condizem com as condicoes ambientais nas quais estiveram e estao submetidos, bem como, com os estimulos e manejo recebidos pelas pessoas na Unidade em que se encontram confinados. Os resultados demonstraram que em processo de confinamento, os caes deixaram de apresentar uma quantidade importante de estados comportamentais. Em relacao ao conceito das cinco liberdades, concluiu-se que a frequencia de estados comportamentais, apresentados pelos caes, mostraram-se inadequados para o padrao da especie, comprometendo o bem-estar e a liberdade dos animais analisados, sobretudo, no que se refere aos requisitos nutricionais, comportamentais e psicologicos, situacao gerada devido ao conhecimento limitado das necessidades dos animais, ao manejo incorreto da especie canina e as inadequacoes de ordem estrutural das instalacoes.
  • HELIA DE FATIMA RAMALHO VENTURA
  • GESTÃO SUSTENTÁVEL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS: PRÁTICAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA QUANTO À DESTINAÇÃO ADEQUADA DOS CARTUCHOS E TONERS
  • Data: 31/08/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O aumento vertiginoso na producao industrial de equipamentos eletroeletronicos, como impressoras, e, consequentemente, de cartuchos e toners, pode ocasionar consequencias ambientais e a saude humana caso sejam utilizados sem um gerenciamento adequado, especialmente frente ao processo de destinacao final do residuo. A insercao de principios e praticas de sustentabilidade ambiental pode ser um meio de atuacao estrategica de planejamento de gestoes institucionais, proporcionando uma nova cultura que estimule os gestores a agregar criterios socioambientais. A presente pesquisa teve como objetivo geral investigar as praticas de gestao ambiental quanto a destinacao de cartuchos e toners da Universidade Federal da Paraiba (UFPB) e caracterizou-se por ser de natureza quali-quantitativa, de campo, com corte transversal e amostra por conveniencia. Participaram da pesquisa servidores publicos de 10 setores da reitoria e de 01 setor da vice-reitoria. Os instrumentos utilizados foram questionarios e entrevistas semiestruturadas, alem da observacao in loco, com registro fotografico. Os dados quantitativos foram tabulados no software Microsoft Excel 2010 e analisados por meio de estatistica descritiva a partir da construcao de quadros, tabelas e graficos. Os dados coletados qualitativamente foram analisados com base nas descricoes das informacoes das entrevistas e dos registros fotograficos. Por meio dos dados coletados, nota-se que na UFPB, assim como nas demais autarquias federais, e recente a implantacao de politicas relacionadas aos residuos solidos. Assim, a presente pesquisa apresenta um primeiro diagnostico acerca da politica ambiental da UFPB, tendo constatado que a instituicao esta alinhada a Politica Nacional de Residuos Solidos (PNRS), de 2010, destacando a criacao da Comissao de Gestao Ambiental (CGA), em 2013, a que realiza algumas acoes ambientais, mas possui alguns desafios na execucao das mesmas, ja que esta em fase de construcao em consonancia com o cenario nacional. Nesse sentido, confirma-se a hipotese da presente pesquisa, pois foi verificado que a pratica identificada nos setores entrevistados nao e efetiva frente as demandas da gestao ambiental quanto a destinacao de cartuchos e toners da UFPB. A fragilidade da operacionalizacao e o reconhecimento das acoes ambientais empreendidas, tendo em vista uma despreocupacao ou o nao interesse pela preocupacao ambiental, da responsabilidade compartilhada e dos principios de sustentabilidade ambiental quanto a problematica dos descartes adequados dos residuos solidos (cartuchos e toners) e sua gestao, desconhecendo e se expondo ao grau de periculosidade que detem esses materiais torna importante estudos como este. Partindo do principio que os procedimentos operacionais e comportamentais adequados das atividades humanas frente a destinacao dos residuos solidos podem reduzir os danos ambientais por eles causados, faz-se oportuno a realizacao de algumas sugestoes para melhorar a gestao das praticas socioambientais da instituicao, a exemplo do aumento da elaboracao de um manual educativo sobre a destinacao adequada de cartuchos e toners e da reestruturacao de novas politicas de gerenciamento dos cartuchos e toners apos o consumo, independentemente de suas marcas etc. Espera-se que esse trabalho possibilite a UFPB a ampliacao e efetiva pratica de gestao ambiental em obediencia aos principios da sustentabilidade.
  • SIMONE DA SILVA
  • CONHECIMENTO BOTÂNICO LOCAL DE PLANTAS MEDICINAIS EM UMA COMUNIDADE RURAL NO AGRESTE DA PARAÍBA (NORDESTE DO BRASIL).
  • Data: 30/08/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A pesquisa registrou o uso, conhecimento e importancia das plantas medicinais utilizados pelos moradores da comunidade rural da Palmeira, no Municipio de Cuitegi-PB, Nordeste do Brasil. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com 74 informantes (chefes de familias), com idade entre 23 e 98 anos, sendo 24 homens e 50 mulheres. Os entrevistados assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido (Resolucao 196/96). Aplicou-se o indice de IR, VUgeral VUatual e VUpotencial. O material botanico coletado em campo foi identificado, processado e incorporado no Herbario Jaime Coelho de Morais (CCA-UFPB-Campus II). Foi utilizado para comparar VUgeral, VUatual, VUpotencial o teste Wilcoxon. Para avaliar a relacao e semelhancas entre os VUgeral, VUatual, VUpotencial e IR foi realizado o teste de correlacao de Spearman. Obteve-se um total de 1482 citacoes e 142 especies (72 exoticas e 70 nativas), foram encontrados valores similares, pertencente a 64 familias botanicas. As especies mais citadas sao Lippia alba (Mill.) N.E.Br. (Erva-cidreira) n=65 (4,39%). Cymbopogon citratus (DC.) Stapf (Capim santo) n= 63 (4,25%). As familias botanicas mais destacadas foram a Fabaceae n=15 (10,56%) e Lamiaceae n=12 (8,45%). As folhas foram a parte da planta mais utilizadas n=738 (49,80%). O Decocto obteve o maior numero de citacoes n=423 (28,54%). As indicacoes terapeuticas referidas pelos informantes obtiveram 98 citacoes de uso diferentes. Dentre as afeccoes citadas, as que apresentaram os maiores numeros: tosse n=273 (18,42%), dor de barriga n=184 (12,42%) e transtornos do sistema digestorio n=315 (25,78%). Identificou-se que os quintais e um ambiente no qual as familias cultivam plantas n=815 (54,99%). A Lippia alba (Mill.) N.E.Br. (Erva cidreira) VUgeral (0,88). Valor de uso atual a Lippia alba (Mill.) N.E.Br. (Erva cidreira) (VUatual= 0,73) e o valor potencial Anacardium occidentale L. (Caju-roxo) (VUpotencial= 0,55). A planta mais versatil foi a Mentha x piperita L (Hortela da folha miuda) (IR = 2) mostrando-se com o maior numero de citacoes de indicacao terapeutica. Foram encontradas diferencas significativas entre o VUgeral e VUatual e, entre VUatual e VUpotencial. Nao foi observado uma relacao uma diferenca significativa entre VUgeral e VUpotencial. Porem, houve uma relacao positiva significativa entre todos os indices testado na pesquisa. Nao existem diferencas estatisticas significativas quanto ao grupo etario das mulheres e as especies citadas e origem. Entretanto, existem diferencas significativas entre o grupo estario das mulheres e as indicacoes terapeuticas. Atraves das analises realizadas, entende-se que as plantas medicinais sao impotantes para os moradores da comunidade da Palmeira, sendo utilizadas para diversos fins terapeuticos principalmente para o tratamento de afeccoes que atingem os sistemas disgestorio e respiratorio.
  • ANNA STELLA CYSNEIROS PACHÁ
  • Qualidade da água para consumo humano na Paraíba: Sistemas de Informações para fins de vigilância e controle das doenças diarreicas agudas.
  • Data: 30/08/2018
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • INTRODUCAO:A agua e um elemento essencial a vida e deve estar livre de toxinas e micro-organismos para ter suas caracteristicas preservadas. O crescimento desordenado das populacoes, os fatores naturais e socioculturais, tem causado graves problemas ao meio ambiente, ocasionando escassez de agua e degradacao dos mananciais, gerando desafios de gestao das aguas e ameacando a sustentabilidade ambiental, o desenvolvimento socioeconomico e a qualidade de vida.A doenca diarreica e a segunda causa de morte infantil no mundo e no Brasil, grande parte, ocasionada pela ma qualidade da agua. Segundo informacoes do DATASUS/MS, nos anos de 2013 e 2014, ocorreram no pais 483.117 hospitalizacoes e 104.232 obitos por diarreia, sendo 26,35% dos obitos na regiao Nordeste. OBJETIVO: Identificar fatores de risco provenientes de fontes alternativas coletivas, populacoes vulneraveis ao adoecimento, avaliar a correlacao entre o consumo de agua proveniente de Solucoes Alternativas Coletivas de Abastecimento (SAC), cuja qualidade e monitorada pelo SISAGUA e a ocorrencia das Doencas Diarreicas Agudas (DDA) no Estado da Paraiba. METODOLOGIA:Os dados foram analisados usando estatistica descritiva, de modo interdisciplinar e abordando indicadores ambientais e parametros relacionados a qualidade da agua (SISAGUA), foram analisadas as informacoes referentes aos municipios da Paraiba com taxas de incidencia de DDA (SIVEP_DDA) acima de 30.000 casos/100.000 habitantes, no periodo de 2012 a 2016. RESULTADOS:Foi evidenciado correlacao positiva para o municipio de Guarabira. As outras variaveis foraminsatisfatorias para os demais municipios.Tambem foram utilizados mapas para o georreferenciamento das fontes cadastradas no SISAGUA. Contudo a incidencia de DDA manteve-se elevada durante todo o estudo.CONCLUSAO:Os dados estudados indicaram a subutilizacao do SISAGUA e SIVEP_DDA, porem sao sistemas de informacoes viaveis e estrategicos para a gestao municipal, possibilitando por meio dos resultados orientar acoes intersetoriais de vigilancia em saude, possibilitando a melhoria na qualidade de vida da populacao que utilizam SAC no estado da Paraiba.
  • MONIQUE SCARPELLINI VIEIRA
  • DESMATAMENTO DO CERRADO E FRAGILIDADE DA GESTÃO EM ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL EM GOIÁS
  • Data: 30/08/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O Cerrado e um dos ecossistemas mais antigos e biodiversos do Planeta Terra e esta sendo rapidamente destruido pelo agronegocio. O poder publico cria unidades de conservacao, mas a falta de gestao impede que surtam o efeito de proteger ecossistemas e criar refugios para a fauna. Com o uso de imagens de satelite que monitoram a vegetacao nativa, nossa pesquisa revela o quanto de desmatamento foi detectado, entre 2008 e 2017, nos 24 municipios goianos que tem parte de seu territorio em Area de Protecao Ambiental, e traz dados de desmatamento autorizado pelo poder publico, confirmando a tendencia de desmatamento intenso nas areas mais preservadas. Tambem demonstra que, apesar de haver fiscalizacao, as multas nao foram cobradas e os infratores ficam sem punicao. Assim, nao apenas o Estado de Goias falha em gerir as Areas de Protecao Ambiental ja criadas, que acabam nao surtindo o efeito desejado de manutencao de ambientes naturais, como deixa de punir atividades ilegais que levam a degradacao ambiental e perda de biodiversidade. A pesquisa analisa ainda os resultados de entrevistas aplicadas aos gestores de unidades de conservacao (UCs) em Goias, Brasil, com o objetivo de identificar os esforcos do governo do estado em efetivar a protecao das Areas de Protecao Ambiental (APAs). Detectamos que a maioria das APAs nao possuem plano de manejo, recursos humanos nem financeiros, e nao ha perspectiva de melhora para a situacao. As APAs estao sujeitas a politicas publicas voltadas para a producao de commodities em monoculturas que provocam a perda de biodiversidade e contaminacao do solo e agua e a legislacao ambiental em Goias segue uma tendencia de enfraquecimento percebida tambem a nivel nacional.
  • ROGERIO PAODJUENAS
  • CONHECIMENTO TRADICIONAL E USOS DO UMBUZEIRO (Spondias tuberosa Arruda) POR COMUNIDADES RURAIS DO SEMIÁRIDO PARAIBANO, NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 29/08/2018
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • umbuzeiro (Spondias tuberosa Arruda) pertencente a familia Anacardiaceae, e uma das especies nativas de grande importancia no semiarido no Nordeste do Brasil, devido a sua versatilidade. Muitos conhecimentos tradicionais acerca dos usos de plantas no semiarido, estao sendo perdidos ou esquecidos. O presente estudo registrou o conhecimento tradicional e usos desta especie, por moradores de cinco comunidades rurais da Paraiba, Nordeste do Brasil sendo as comunidades de Sao Francisco, Coelho, Varzea Alegre, Capivara e Santa Rita, atraves de questionario etnobotanico semiestruturado. Foram entrevistados todos os chefes de familia, representando 100% de todas as residencias das comunidades. Na comunidade Sao Francisco foram registradas 255 citacoes de uso (102 homens e 153 mulheres), em Coelho foram registradas 64 citacoes de uso (33 homens e 31 mulheres), em Varzea Alegre foram registradas 68 citacoes de uso (35 homens e 33 mulheres), em Santa Rita foram registradas 208 citacoes de uso (101 homens e 107 mulheres) e na comunidade Capivara 339 citacoes de uso (158 homens e 181 mulheres), totalizando 934 citacoes, sendo 505 feitas por mulheres e 429 por homem. As categorias mais relevantes foram: alimenticia (146 citacoes), forragem (65 citacoes) e medicinal (20 citacoes) na cidade de Cabaceiras. Em Remigio, alimenticia (38 citacoes) e forragem (13 citacoes). Em Sao Mamede, se destacaram as categorias alimenticia (52 citacoes) e forragem (12 citacoes). Em Solanea a categoria alimenticia (154 citacoes), forragem (91 citacoes) e sombra (30 citacoes). Na cidade do Congo se destacaram as categorias alimenticia (136 citacoes) e forragem (40 citacoes de uso). Em Varzea Alegre a utilizacao do fruto in natura esteve presente em 59,62 % das citacoes, precedendo a umbuzada com 15,38 %. Na comunidade de Santa Rita, a utilizacao do fruto in natura esteve presente em 38,97 % das citacoes, a umbuzada em 32,35 %. Na categoria forragem, registraram-se apenas os usos das folhas e frutos, representando nas comunidades de Capivara (26,84 %), Sao Francisco (25,49 %), Coelho (20,31 %). No uso madeireiro a categoria combustivel foi registrada, destacando-se Capivara (7,67 %), Sao Francisco (5,49 %), e Coelho (4,69 %), seguido de Santa Rita (3,85 %) e Varzea Alegre (1,47 %). Na categoria tecnologia, nas comunidades de Coelho (4,69 %), Capivara (0,59 %) e Sao Francisco (0,39 %). Para categoria medicinal foram registrados na comunidade Sao Francisco (7,84 %), Santa Rita (2,88 %), Capivara (2,65 %) e Varzea Alegre (1,47 %,). Nas comunidades Sao Francisco, Capivara e Santa Rita as mulheres conhecem mais sobre os usos atribuidos a S. tuberosa do que homens, sendo respectivamente 60 %, 53,40 % e 51,44 %. Ja nas comunidades de Varzea e Coelho, os homens mostraram ter um conhecimento maior que as mulheres sendo quantificados, 48,52% e 48,43% respectivamente. As populacoes das comunidades, Capivara, Coelho, Santa Rita, Sao Francisco e Varzea Alegre demonstraram que o umbuzeiro (S. tuberosa Arruda) e de extrema importancia para o seu dia a dia, devido aos variados usos e categorias atribuidas a especie.
  • VITOR HUGO ROCHA DE VASCONCELOS
  • FEIRAS AGROECOLÓGICAS DA CIDADE DE JOÃO PESSOA - PARAÍBA: CARACTERIZAÇÃO DE PRODUTORES E CONSUMIDORES DE ALIMENTOS ORGÂNICOS E SUA RELAÇÃO COM A GASTRONOMIA PARAIBANA.
  • Data: 29/08/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho apresenta os resultados parciais sobre a relacao entre agricultoras e agricultores agroecologicos e consumidores destes alimentos em tres feiras no municipio de Joao Pessoa – Paraiba. As feiras acontecem em dias e bairros distintos onde acontecem relacoes de confianca repletas de simbolismos e significados motivados por questoes ambientais e da saude. Esta associacao entre feiras agroecologicas, consumidores e a culinaria e/ou a gastronomia sao indissociaveis, necessitando de uma maior abrangencia socio-espacial, visto que durante a pesquisa grande parte de um determinado grupo social sao os que mais frequentam estas feiras. Foi realizada uma pesquisa quali-quantitativa abrangendo agricultores familiares nas tres feiras e seus respectivos frequentadores onde as hipoteses e objetivos propostos foram parcialmente elucidados. Conclui-se que nestes ambientes, vinculos afetivos e de credibilidade sao fortalecidos alavancando o desenvolvimento sustentavel e a promocao da culinaria regional.
  • LAYANNA DE ALMEIDA GOMES BASTOS
  • USO DA COMPOSTAGEM DE ALGAS ARRIBADAS (SARGAÇO) COMO FERRAMENTA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NUMA ESCOLA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CABEDELO-PB
  • Data: 28/08/2018
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Educacao Ambiental e um canal efetivo para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e igualitaria, consciente do seu papel modificador do mundo, preocupada com o ambiente e atuante nas causas ambientais. No entanto, apesar de todos os estudos nesta area, muito ainda ha de ser feito para que ela seja significativa e alcance o seu proposito. A escola e um local privilegiado para ser trabalhada esta tematica, uma vez que nela estao sendo formadas as novas geracoes, nas quais faz-se necessario estimular o pensamento ambiental. Para tanto, e preciso que os professores desenvolvam novas rotas de aprendizagem, capazes de estimular o conhecimento de forma criativa, associando os conteudos trabalhados com a realidade local, tornando a assimilacao prazerosa e efetiva. O presente trabalho visou avaliar um experimento de compostagem de algas arribadas como ferramenta de Educacao Ambiental em uma escola publica do municipio de Cabedelo-PB. O publico alvo selecionado foi a Escola Municipal Maria Pessoa Cavalcanti, da qual participaram de forma efetiva 84 alunos das turmas de 6 ano dos turnos manha e tarde do ano de 2017. Estes alunos foram divididos em dois grupos A e B, para os quais foram aplicados questionarios pre-teste e pos-teste. O grupo A trabalhou de forma pratica com a compostagem, produziu adubo a partir das algas arribadas do litoral cabedelense e, posteriormente, aplicou este adubo em uma horta construida por eles na escola. O grupo B assistiu a uma palestra sobre as tematicas da compostagem, educacao ambiental e meio ambiente, nao participando das atividades praticas. Com base na analise dos questionarios pre-teste e pos-teste foi possivel evidenciar uma melhora na percepcao ambiental apos a sensibilizacao em ambos os grupos, no entanto, no grupo A ela foi maior, indicando que a aprendizagem e mais satisfatoria quando sao realizadas atividades praticas. O adubo produzido pelo grupo A apresentou caracteristicas satisfatorias ao ter sua fertilidade analisada no laboratorio de solos, como tambem, ao ser aplicado na horta, em que aumentou a porcentagem de germinacao e a durabilidade das hortalicas.
  • DANILA DE ARAUJO BARBOSA
  • ETNOBOTÂNICA E SCREENING FITOQUÍMICO DE SIDEROXYLON OBTUSIFOLIUM (ROEM. & SCHULT.) T.D. PENN. (QUIXABEIRA), CABACEIRAS, SEMIÁRIDO DA PARAÍBA
  • Data: 28/08/2018
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Conhecimentos tradicionais podem demonstrar tanto a historia das comunidades como sua relacao com os recursos locais. Alem disso, fornecem informacoes que favorecem o manejo e a gestao das especies, assim como indicam formas de uso e preparo que podem embasar o conhecimento fitoquimico. O presente estudo foi realizado na Comunidade Tapera localizada no municipio de Cabaceiras, Semiarido da Paraiba, com o objetivo de registrar e analisar os usos e os conhecimentos tradicionais de Sideroxylon obtusifolium (Roem. & Schult.) T.D. Penn. (quixabeira) e sua disponibilidade local, observando a pressao extrativista sobre a mesma. Alem disso, considerando as principais formas (cachaca e agua) e parte da planta (casca e folha) utilizadas no preparo pela comunidade, avaliou-se a presenca de metabolitos secundarios atraves de um screening fitoquimico. A analise fitoquimica feita com a casca e com as folhas visava avaliar os compostos nas duas partes e propor a substituicao do uso da casca pelo uso das folhas, favorecendo a conservacao da especie. Foram entrevistados 23 chefes de familia (homens/mulheres), representando 15,33% da populacao e a disponibilidade local foi avaliada atraves de um caminhamento de 24 horas com auxilio de GPS. A pressao extrativista foi analisada atraves da medicao das extracoes nas cascas da planta. Para o screening fitoquimico foram coletadas folhas e cascas da especie, para preparacao de extratos a base de cachaca, agua e alcool, que foram avaliados quanto aos metabolitos extraidos. A quixabeira e utilizada pela Tapera, principalmente como medicinal, onde a casca e a parte mais citada e o molho a forma de preparo mais comum. Foram registradas 88 arvores, dentre as quais 19 apresentavam marcas de extracao, demonstrando que as atividades predatorias obtiveram uma reducao bastante acentuada comparada a dados anteriores. O extrato de folhas e cascas, realizado com cachaca e agua, obteviveram resultados semelhantes quanto a extracao das classes de metabolitos secundarios. Desta forma, podemos sugerir a realizacao de estudos quantitativos nas folhas da quixabeira, que possam demonstrar dentro das classes metabolitas encontradas, quais substancias bioativas estao presentes, fornecendo a Comunidade, atraves da educacao ambiental, outra possibilidade de utilizacao da quixabeira, para fins medicinais, a fim de tentar reduzir a pressao extrativista existente na especie e contribuir com sua conservacao no meio ambiente.
  • ROSÁLIA FARIAS PAIVA DE LUCENA PEREIRA
  • AVALIAÇÃO DA HIPOTESE DA APARÊNCIA ECOLÓGICA EM MUNICÍPIOS DA PARAÍBA: UM OLHAR SOBRE AS PLANTAS MEDICINAIS
  • Data: 27/08/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A etnobotânica é um campo de estudo dedicado a compreensão dos fenômenos que envolvem as relações existentes entre as sociedades humanas e os recursos vegetais. O conhecimento e o uso que comunidades locais possuem sobre plantas medicinais é influenciado por diversos fatores de ordem social, cultural e ambiental, sendo a disponibilidade local um fator que pode ser determinante para a seleção das espécies a serem utilizadas. A Hipótese da Aparência Ecológica é proposta de forma adaptada para estudos etnobotânicos no sentido de tentar explicar relações existentes entre a seleção de plantas úteis e sua disponibilidade na vegetação local. O presente estudo objetivou compreender, a partir de estudos prévios da Hipótese da Aparência Ecológica no estado da Paraíba, Nordeste do Brasil, se há relação entre o uso de plantas medicinais lenhosas e sua disponibilidade local em áreas de Caatinga. Foram avaliados e comparados dados de Valor de uso, Importância relativa e Frequência relativa de plantas medicinais lenhosas em áreas rurais de 8 municípios no estado da Paraíba. Foram identificadas 34 plantas a nível de espécie e 1 a nível de gênero, pertencentes a 14 famílias, das quais se destacaram Fabaceae (11 spp.) e Euphorbiaceae (7 spp.) as únicas espécies que estiveram presentes em todas as áreas estudadas foram Croton blanchetianus, Myracrodruon urundeuva e Poincianella pyramidalis. Apenas uma das áreas estudadas observou correlações que dão suporte a Hipótese da Aparência Ecológica, o que pode sugerir que a seleção de plantas medicinais lenhosas pode ser dada em função de outros fatores além de sua disponibilidade.
  • SERGIO COSTA DE MELLO
  • USO DE MACRÓFITAS AQUÁTICAS FITORREMEDIADORAS COMO INCREMENTO AO TRATAMENTO DE ESGOTO E O POTENCIAL DE SUA BIOMASSA NA PRODUÇÃO DE BIOGÁS
  • Data: 27/08/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A recuperacao de nutrientes nitrogenados e fosfatados em estacoes de tratamento de esgoto (ETEs), tem sido uma pratica adotada por varios operadores de ETEs em todo o mundo. Isso porque a fertilizacao dos corpos hidricos afeta negativamente os ecossistemas aquaticos e, por extensao, limita ou inviabiliza os usos humanos de aguas eutrofizadas. Assim, a deplecao de nutrientes em ETEs pelo emprego de plantas aquaticas e uma tecnologia ambiental indutora de desenvolvimento sustentavel. Deste modo, o presente trabalho testou a fitorremediacao, em mesocosmo, de quatro especies de macrofitas aquaticas (MAs) na extracao de nutrientes presentes no esgoto domestico de uma ETE e o aproveitamento da biomassa de MA para producao de biogas. As plantas Eichrornia crassipes Mart. (Solms) (aguape ou jacinto d'agua), Pistia stratiotes L. (alface d'agua), Ludwigia helminthorrhiza (Mart.) H. Hara (lombrigueira), e Salvinia auriculata Aubl (samambaia d'agua), foram inseridas, em quatro replicas para cada uma, em recipientes contendo 82 L do efluente em tratamento oriundos da lagoa facultativa (LF) da ETE Mangabeira, Joao Pessoa/PB - Brasil. Ao longo dos 23 dias de experimento, realizados entre 26/01/2017 e 18/02/2017, foram monitorados os parametros: oxigenio dissolvido - OD; pH; temperatura; amonia - AM (nitrogenio amoniacal - NH4+/NH3); nitrato - NA (NO3-); nitrito - NI (NO2-); ortofosfato - OP (PO43-); fosforo total - PT; e, clorofila-a. As analises quimicas das amostras dos biotratamentos com as MAs e do grupo Controle foram realizadas no Laboratorio de Ecologia Aquatica - LABEA/UFPB, por espectrofotometria, enquanto, os parametros fisicos foram obtidos por sonda multiparametro. A biomassa gerada pelas MAs foi verificada com uso de balanca e a producao de biogas foi obtida atraves do desenvolvimento de dois biodigestores (prototipos analogos). Os biotratamentos com alface d'agua e aguape, se mostraram boas estrategias na remediacao de amonia, clorofila-a e OD. Porem, o aguape sobressaiu pela sua contribuicao na regulacao do pH, clorofila-a e fosfatados, com extraordinario crescimento de sua biomassa. Desta forma, o jacinto d'agua foi selecionado para producao de biogas, apresentando valores bastante expressivos. Os resultados obtidos com a fitorremediacao e aproveitamento de biomassa para geracao de biogas, permitem concluir que e viavel o uso de aguape na LF da ETE Mangabeira na remocao de nutrientes, controle do fitoplancton (clorofila-a) e producao de biogas. Tal estrategia, permite gerar receitas para ETE Mangabeira, sem a necessidade de modificar/substituir seu sistema de tratamento de esgoto. Com o beneficio de entregar ao Rio Cuia (corpo hidrico receptor - CHR) um efluente com padrao de qualidade superior ao atual, acarretando em diminuicao do estado trofico, equilibrio ao seu ecossistema e aumento da oferta de agua para usos diversos pela populacao humana do entorno.
  • CARLA CAROLINA DA SILVA LEITE FREITAS
  • ATIVIDADE PESQUEIRA E A INTERFERÊNCIA NA SAÚDE DA MULHER: VIVÊNCIA NO ESTUÁRIO DO RIO MAMANGUAPE - PB
  • Data: 27/08/2018
  • Hora: 09:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As discussoes ambientais relacionadas a saude, vem ganhando visibilidade devido a fatores como efeito estufa, poluicao, desmatamentos entre outros. No que se refere as questoes laborais, a exposicao a fatores fisicos, quimicos e biologicos, podem levar a altos indices de morbidade. Para as mulheres pescadoras a vulnerabilidade fica evidente, destacando-se dentre as patologias incidentes, as afeccoes ginecologicas. Dessa forma, o presente estudo objetivou estabelecer relacoes entre a pratica da atividade pesqueira, as condicoes de saude e o desenvolvimento de afeccoes ginecologicas em mulheres pescadoras. A metodologia de abordagem quanti-qualitativa explorou dados socioeconomicos e ambientais associados as questoes de saude das mulheres. A coleta de dados ocorreu no estuario do Rio Mamanguape (Paraiba – Brasil) durante o segundo semestre de 2017, tendo como amostra 25 marisqueiras, com idade variando de 18 a 53 anos. Para analise qualitativa foi utilizada a tecnica de Analise de Discurso do Sujeito Coletivo e a observacao participante e para as entrevistas foi utilizado um instrumento semiestruturado. Quantitativamente os dados foram trabalhados no programa SPSS versao 20.0, sendo expostos em tabelas. Os resultados demonstraram que as marisqueiras estao expostas a varios fatores de risco para o desenvolvimento de afeccoes ginecologicas em sua atividade laboral. Dentre estes, observa-se longos periodos de exposicao a umidade, alem do contato com agua e solo que apresentam micro-organismos patogenicos. Muitas ja apresentavam sinais sugestivos ou as proprias afeccoes, o que demonstra uma intima relacao entre a atividade desenvolvida e o processo de adoecimento, ficando assim evidente a importancia da educacao em saude e meio ambiente, destacando a prevencao como peca chave para uma melhor qualidade de vida.
  • JAILSON JOAQUIM DE SANTANA
  • ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS OCUPACIONAIS EM SERVIDORES PÚBLICOS DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR
  • Data: 24/08/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Acidente de trabalho e doencas ocupacionais tem sido cada vez mais frequentes no meio ambiente de trabalho. No ambito do servico publico federal, apesar do ministerio do planejamento orcamento e gestao ja ter estabelecido as orientacoes para a organizacao dos orgaos de supervisao e acompanhamento da saude do servidor para promover normas de engenharia de seguranca no trabalho e qualidade de vida, as comissoes internas de saude do servidor publico (CISSP), ainda nao funcionam em muitas instituicoes publicas, inclusive na UFPB. Este estudo visa analisar os acidentes do trabalho e doencas ocupacionais sofridos pelos servidores publicos da UFPB, tecnicos administrativos (auxiliar de laboratorio, tecnico de laboratorio, tecnico de nivel superior) e docentes, lotados nos laboratorios didaticos e de pesquisas do Centro de Ciencias da Saude - CCS e Centro de Ciencias Exatas e da Natureza – CCEN. Os servidores, contatados por meio de correspondencia eletronica, que aceitaram participar da presente pesquisa, responderam ao questionario semiestruturado sobre os acidentes e doencas ocupacionais ocorridos entre 2007 e 2016. Foi realizada pesquisa documental nos registros institucionais. Os resultados indicaram um perfil de doencas ocupacionais e de acidentes de trabalho, do ponto de vista dos servidores, no entanto nao houve coerencia com os registros institucionais. Apesar disso, os dados poderao subsidiar acoes com vistas a melhoria da qualidade de vida dos servidores da UFPB. Concluiu-se que as condicoes de saude e seguranca do servidor na instituicao tornam necessaria a implementacao de politicas que visem diminuir os riscos ambientais e acidentes do trabalho e consequentemente melhorar a qualidade de vida dos servidores da UFPB.
  • ANDREA FERNANDA RAMOS DE PAULA
  • MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA DAS PESSOAS QUE VIVEM COM HIV/AIDS NA PARAÍBA.
  • Data: 22/08/2018
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A introducao do conceito qualidade de vida, amplia os desfechos dos estudos, para alem da sintomatologia e morbimortalidade, ligado as patologias, colocando enfase na pessoa, no contexto da saude integral do individuo, que permeiam diversos elementos valorativos da cultura, crencas, acesso a conhecimentos, relacoes interpessoais, situacao de saude e condicao social. As pessoas que vivem com HIV/AIDS (PVHA) sao desafiadas a enfrentar uma nova condicao de saude, do qual permeiam sentimentos de medo, abandono, julgamento, revelacao da condicao de saude, sentimento de culpa, impotencia diante da realidade e isolamento social, gerando entre varios aspectos, impactos na saude fisica e mental dos individuos. Este estudo, objetivou avaliar a qualidade de vida das PVHA, nos diferentes estagios da infeccao, assistidas em Hospital de referencia na Paraiba. A pesquisa, com abordagem quantitativa, coletou dados por meio de entrevistas, realizadas entre julho a novembro de 2017, com auxilio de formularios estruturados. Banco de dados foi consolidado e a analise foi realizada por estatistica descritiva, testes de correlacao e normalidade, considerando grau de significancia grau de significancia grau de significancia grau de significancia grau de significancia grau de significancia grau de significancia grau de significancia grau de significancia grau de significancia grau de significancia comcom p <0,05. p <0,05.p <0,05. Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, Participaram deste estudo 400 PVHA, em sua maioria, do genero masculino e solteiros, com media de idade 40,5+10,4 anos, residentes em outras cidades da Paraiba, apresentavam a educacao basica como maior escolaridade, sendo ensino fundamental incompleto e ensino medio completo os mais referidos. Boa parte das PVHA alegou nao possuir filhos e, entre aqueles que possuem filhos, possuia em media de 1 a 2 filhos, e tiveram os mesmos antes de contrair a infeccao pelo HIV. De modo geral, a maior parte das PVHA apresentaram uma percepcao de sua qualidade de vida como “boa”, tambem foram considerados “bons” o acesso aos servicos de saude disponibilizados e as relacoes familiares e sociais. A maioria das PVHA nao trabalhava, sendo que, daquelas que trabalhavam, a maioria estava com emprego formal e tinha renda entre 1 e 2 salarios minimos. Na avaliacao da qualidade de vida por dominios (Saude e Qualidade de Vida, Relacoes Familiares e Sociais, Trabalho e Atividades Fisicas e de Lazer) entre as PVHA, verificou-se que os assintomaticos obtiveram maiores escores na qualidade de vida geral, correlacionados com os dominios “Saude e Qualidade de Vida” e “Relacoes Familiares e Sociais”. O dominio que apresentou menor escore (n=400), e por tanto, contribuiu para a reducao dos indicadores de qualidade de vida geral, foi o relacionado ao “Trabalho”. Desta forma, o instrumento proposto permitiu confirmar que a convivencia dos portadores de HIV/AIDS com o meio ambiente propiciou aspectos positivos para a melhoria da qualidade de vida dos mesmos. Entretanto, ressalta-se a necessidade de ampliar a reflexao da tematica, entre os profissionais de saude e rede de apoio familiar, de forma a implementar estrategias mais eficazes na promocao do bem-estar das PVHA.
  • ANA CRISTINA RODRIGUES LUNA E SILVA
  • GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DAS SALAS DE VACINAS NO MUNICÍPIO DE CAMPINA GRANDE-PB E SUA RELAÇÃO COM A QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR.
  • Data: 20/08/2018
  • Hora: 16:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Inadequadas manipulacoes, acondicionamento e destinacao final dos residuos dos servicos de saude (RSS) de salas de vacinacao podem significar prejuizos a saude do profissional que atua nestes setores e ao meio ambiente. O presente trabalho teve como objetivo analisar a relacao entre o gerenciamento dos RSS produzidos nas salas de vacinas da atencao basica no ambito do SUS, no municipio de Campina Grande-PB, e a qualidade de vida no trabalho (QVT) dos servidores envolvidos. A pesquisa foi realizada nas 78 salas de vacinacao na rede publica de atencao basica a saude, cadastradas no Sistema de Informacao do Programa Nacional de Imunizacao (SIPNI), com uma populacao de 156 profissionais de enfermagem. Amostra, obtida de forma aleatoria simples e probabilistica, alcancou 64% destes profissionais. Pesquisa de campo foi realizada com visitas as unidades de saude para observacao da rotina e aplicacao dos instrumentos de coleta de dados: QWLQ-bref - Quality of Working Life Questionnaire (Questionario de Qualidade de Vida no Trabalho - versao abreviada) e um formulario semiestruturado. A pesquisa foi aprovada pelo Comite de Etica em Pesquisa do Centro de Ciencias da Saude da Universidade Federal da Paraiba – CEP - CCS/UFPB. Os dados sistematizados foram analisados usando estatistica descritiva e software SPSS 21. Foram entrevistados 100 profissionais lotados nas salas de vacinacao (64% do um universo cadastrado no SIPNI). A amostra foi composta, em sua maioria, por Tecnicos de Enfermagem (52%) e Enfermeiros (46%), do genero feminino (86%) e com mais de cinco anos de atuacao na area (71%). Os dados indicaram a ocorrencia de algumas falhas no processo de gerenciamento dos RSS gerados nas salas de vacina, apesar da maioria dos profissionais realizar o descarte de forma correta, no que se refere as seringas, agulhas, frascos de diluentes e frascos de vacinas, ficou claro que muitos nao conheciam a forma correta de descarte dos residuos, embora o fizessem acertadamente. No que se refere a Qualidade de vida do Trabalhador, a amostra demonstrou apresentar uma QVT satisfatoria e os profissionais informaram que os riscos envolvidos com o lidar com os RSS nao influenciaram na sua qualidade de vida no trabalho. Quando a analise de QVT foi realizada por categoria profissional as respostas indicaram comportamentos diferentes para os Enfermeiros (80%) e para os Tecnicos em enfermagem (73%). Sabendo que o gerenciamento inadequado do RSS pode contribuir para causar danos a saude do trabalhador, ao meio ambiente e a comunidade em geral, espera-se com a finalizacao da analise dos dados, apresentar as falhas no processo de gerenciamento dos RSS e permitir a reorientacao de acoes ou estabelecimento de novos procedimentos visando reverter este quadro e de imediato incidir positivamente na qualidade de vida do trabalhador e, a medio e longo prazo, no meio ambiente e na populacao em geral.
  • CRISTIANE BEZERRA LIBORIO CORREIA
  • A FESTA DO BODE REI NA PARAÍBA: ASPECTOS CULINÁRIOS E SANITÁRIOS
  • Data: 03/08/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As festas populares podem agir como promotoras de um desenvolvimento local sustentavel, pois movimentam a economia e resgatam e difundem os valores culturais de um povo. O modo como os alimentos sao consumidos e comercializados nesses eventos refletem a cultura local, porem, costumam apresentar duvidosa qualidade higienico-sanitaria. Assim, esta pesquisa tem como objetivo verificar se os alimentos comercializados na Festa do Bode Rei, que e o principal evento turistico de Cabaceiras (municipio no semiarido do estado da Paraiba), agem como um modo de promover o desenvolvimento social da regiao, atraves da valorizacao da cultura local e da utilizacao das especies endemicas da Caatinga, bem como observar o controle higienico-sanitario nos pontos de comercializacao. Para isso, foram aplicados dois questionarios distintos, destinados aos comerciantes e aos participantes da festa respectivamente, e realizaram-se visitas tecnicas aos estabelecimentos e analises microbiologicas dos insumos. A partir disso, verificou-se que os turistas sao maioria na Festa do Bode Rei, o publico prefere consumir nas barracas e a comida e um dos motivos de relevancia para irem a festa, bem como ficou evidente a culinaria tipica da regiao. A festa movimenta com relevancia a cadeia produtiva, porem, as especies nativas nao costumam ser utilizadas e ainda sao confundidas com as exoticas. Quanto as condicoes higienico-sanitarias, os aspectos fisicos os restaurantes nao cumpriam com o exigido pela legislacao e na maioria dos locais, fixos ou nao, existia um manipulador fora da conformidade. Sobre os resultados das analises, constatou-se uma melhor qualidade de agua nas barracas e em ambos os locais as carnes cozidas e cruas apresentaram qualidade microbiologica que atendem a legislacao brasileira. Concluiu-se neste estudo que os alimentos servidos na Festa do Bode Rei cumprem as exigencias legais, porem, a qualidade da agua dos estabelecimentos fixos e as praticas de manipulacao precisam melhorar. No geral, a Festa cumpre seu papel de auxiliar no desenvolvimento do municipio de Cabaceiras e proporciona a resistencia e transmissao da cultura da regiao.
  • HERMANO ALBUQUERQUE RAMOS
  • SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO NAS ATIVIDADES LABORAIS DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS DA CLÍNICA OBSTÉTRICA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO.
  • Data: 31/07/2018
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Saude e seguranca do trabalho no ambiente hospitalar consideram as medidas e acoes que possam prevenir e/ou eliminar os riscos fisicos, quimicos, biologicos, ergonomicos e de acidentes que possam produzir agravos a saude do trabalhador e da trabalhadora. As Normas Regulamentadoras do Ministerio do Trabalho e Emprego regulamentam esta questao no Brasil, tanto no setor privado quanto publico. O objetivo geral desta pesquisa foi descrever os aspectos da seguranca no trabalho e saude dos servidores tecnico-administrativos (TAE) no meio ambiente de trabalho no Hospital Universitario Lauro Wanderley – HULW, em relacao as doencas ocupacionais ocorridas nos ultimos 5 anos (2012 a 2016). A metodologia, de natureza exploratorio-descritiva, com abordagem quantiqualitativa, incluiu estudo de caso, com pesquisa de campo e questionario semiestruturado para coleta de dados. O publico alvo foram os servidores tecnico-administrativos lotados na Clinica Obstetrica do HULW (medicos, enfermeiros e tecnicos de enfermagem). Os dados coletados foram consolidados e analisados por estatistica descritiva e de correlacao utilizando o software R versao 3.3.2. Os resultados obtidos demonstraram que os TAE tem conhecimentos sobre as doencas ocupacionais, trabalham expostos a agentes agressivos e, na maioria dos casos, aplicam corretamente as medidas prevencionistas. A maioria dos TAE compreende e faz uso das Normas Regulamentadoras. Entretanto, as inconsistencias encontradas permitem concluir que ha necessidade de se criar uma politica de saude e seguranca do trabalho na Clinica Obstetrica do HULW, direcionada ao controle e prevencao de doencas e infeccoes, com enfase nas acoes e implementacao de medidas de protecao no ambiente de trabalho, conforme regem as Normas Regulamentadoras do Ministerio do Trabalho (NR-15 e NR-32). Estas analises estao sendo repassadas para a gestao e espera-se que acoes possam ser implementadas para que um ambiente propicio ao desenvolvimento da cultura organizacional prevencionista possa proporcionar melhores condicoes de trabalho e, consequentemente, melhor atividade funcional, satisfacao e produtividade, melhorando a qualidade de vida dos profissionais de saude e do meio ambiente de trabalho.
  • LÁZARO FIALHO DA CRUZ RIBEIRO
  • DIAGNÓSTICO E CARACTERIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE RESÍDUOS ALIMENTARES DAS ESCOLAS DE TEMPO INTEGRAL DA REDE MUNICIPAL DE JOÃO PESSOA-PB
  • Data: 27/07/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As Escolas em Tempo Integral sao estabelecimentos de ensino que preconizam a permanencia dos estudantes na instituicao por mais de um turno, com o desenvolvimento de atividades que vao alem do ensino formal. Essas instituicoes vem crescendo no Brasil associada ao “Programa Mais Educacao” e das recentes alteracoes do “Novo Ensino Medio”. Considerando-se o fornecimento de tres refeicoes diarias aos estudantes e esperado uma grande quantidade de residuos organicos decorrentes dessa alimentacao, com escolas de ensino convencional. Esta pesquisa objetiva diagnosticar, por meio de uma caracterizacao, a producao de residuos alimentares oriundos das escolas da Rede de Tempo Integral do Municipio de Joao Pessoa, Paraiba. Essa Rede de escolas e formada por dezesseis unidades localizadas na zona urbana do municipio. Inicialmente os responsaveis pela producao da alimentacao escolar foram convidados para a apresentacao dos objetivos e a participarem das atividades realizadas. Para a coleta de informacoes foram utilizados questionarios semiestruturados, com questoes objetivas voltadas a seguranca alimentar e a producao residuos alimentares. Para cada escola foram quantificados um periodo de quatro dias da semana e verificados os residuos organicos produzidos oriundos da alimentacao escolar. Os materiais necessarios a quantificacao dos residuos foram: balancas com precisao de (2g) e suporte minimo de (10kg), alem de sacos e caixas plasticas para acomodar os residuos na pesagem. Os residuos foram categorizados em etapas de pre-preparo/preparo e consumo/pos-consumo; bem como, em comestiveis (sobra limpa) e nao comestiveis (cascas, partes estragadas, aparas, talos, folhas, etc.). O peso total de residuos produzidos nas unidades foi calculado por meio da soma dos descartes, para cada escola e, estimando-se a producao de residuos produzidos por mes e por ano, considerando-se 20 e 200 dias letivos, respectivamente. Os dados coletados foram analisados e processados estatisticamente e assim apresentados em dois artigos. O primeiro artigo corresponde ao perfil e percepcao dos manipuladores de alimentos quanto a producao de alimentacao escolar e os residuos decorrentes do processo, nele foi evidenciado o papel da mulher na producao da alimentacao escolar e as caracteristicas por elas identificadas quanto a producao, bem como a falta de gestao adequada dos residuos organicos. O segundo artigo ainda esta sendo elaborado e trata dos fatores que influenciam na producao de residuos organicos nessas unidades de ensino. Os dados obtidos com essa pesquisa poderao ser utilizados para melhorar o gerenciamento sobre os alimentos adquiridos pelas escolas e seu real aproveitamento, em termos quantitativos e qualitativo.
  • INGRID LOUISE LINS DE ALBUQUERQUE
  • Percepção Ambiental e Qualidade de Vida dos moradores do Entorno da Cachoeira de Ouricuri/PB
  • Orientador : MARIA DE FATIMA CAMAROTTI
  • Data: 23/07/2018
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • De acordo com Paiva (2010), os municípios da Paraíba possuem verdadeiros centros de excelência para o desenvolvimento do turismo ecológico e cultural. De acordo com a CPRM (2005) a Cachoeira de Ouricuri encontra-se na cidade Pilões/PB, e apresenta resquícios de Mata Atlântica e grande diversidade biológica. O uso dessas águas para consumo próprio, agricultura e lazer vem causando uma nítida poluição e degradação, além da falta de medidas de preservação por parte dos órgãos públicos. Com isso, o objetivo principal dessa pesquisa foi avaliar a percepção ambiental dos moradores sobre a cachoeira enquanto recurso hídrico e potencial eco turístico a fim de contribuir para a conservação do local de forma sustentável. A pesquisa foi realizada com base em pesquisa bibliográfica impressa e online para levantamento de dados já existentes sobre a fauna, flora e poluição local, em forma de revisão teórica e aplicação dos questionários Whoqol-bref e Preocupação Ambiental e entrevista semiestruturada em 20 famílias, sendo todos maiores de 18 anos, onde se buscou um resgate histórico sobre a cultura, meio ambiente e sobre a qualidade de vida dos moradores residentes nas imediações da cachoeira e sua percepção sobre preocupação ambiental e os impactos sofridos ao longo dos anos não só na própria cachoeira, assim como sua biodiversidade como um todo. Os resultados do questionário de Preocupação Ambiental aponta que as mulheres tiveram uma pontuação maior do que os homens em todos os fatores e no score geral da escala. Já os resultados do Whoqol-bref demonstram que não houve diferenças significativas entre as pontuações dos homens e das mulheres na análise dos fatores. Também só houve diferença significativa entre sexos nas médias da EPA: Egoísta, Altruísta e Biosférico. Houve várias correlações entre os fatores dos questionários. Os resultados da análise da entrevista semiestruturada se encontram em construção, mas a priori, podemos concluir que existe uma percepção ambiental nesses moradores, mas a falta de uma Educação Ambiental, se faz necessário para que tal recurso hídrico seja preservado e tais resultados podem ser utilizados como meio de desenvolvimento de métodos que promovam o uso sustentável da Cachoeira de Ouricuri.
  • YASMIN EMANUELLE SANTOS PEREIRA DE LIMA
  • A IMPLEMENTAÇÃO DE ZEIS EM ÁREAS DE PRESERVAÇÃO NO MUNICÍPIO DE BAYEUX-PB E SUAS IMPLICAÇÕES SOCIOAMBIENTAIS
  • Data: 20/07/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo verificar, atraves de indicadores de sustentabilidade, o nivel de eficiencia da implantacao das Zonas Especiais de Interesse Social – ZEIS levando em consideracao as condicoes de uso e ocupacao do solo, bem como, os conflitos gerados pela implementacao de ZEIS em areas de preservacao no municipio de Bayeux-PB. Segundo IBGE (2016), o municipio apresenta uma elevada densidade demografica, sendo de 3.507 hab/km², alem disso, cerca de 60% do territorio municipal sao constituidos de manguezais e resquicios de Mata atlantica. Diante desse cenario, existe uma forte pressao sobre as zonas de preservacao, bem como problemas com a consolidacao das ZEIS frente aos obstaculos legais e socioambientais existentes. Para Avaliacao de Sustentabilidade foi utilizado a metodologia avaliacao de bairros sustentaveis (ACT Planning & Land Authority, 2010), onde foram avaliados quatro atributos, Densidade/Compacidade, Diversidade Socioespacial, Acessibilidade e Ecologia Urbana. Para obtencao dos dados foram feitas pesquisas junto a prefeitura municipal e aplicado questionario nas comunidades Sao Vicente, Porto do Moinho e Rio do Meio. As comunidades foram escolhidas por apresentarem as tres realidades distintas da ZElS-4, zona inserida em faixas de areas de protecao ambiental, localizados na Macroarea de Conservacao e Recuperacao Ambiental, de acordo com a lei municipal que dispoes sobre a criacao de ZEIS. Das 19 comunidades inseridas em ZEIS-4 constatou-se que sete possuem sustentabilidade fraca e doze possuem sustentabilidade media. Nas comunidades investigadas, verificou-se o descumprimento de condicionantes impostos pela legislacao gerando diversos impactos ambientais. Como retirada de matas ciliares, destruindo vegetacoes nativas, lancamento de esgoto domestico bruto, compactacao do solo, assoreamento e eutrofizacao dos rios e diminuicao do bioma (fauna e flora) Mata Atlantica. Conclui-se que essas zonas foram criadas sem nenhum planejamento e nao ha o cumprimento, dos requisitos estabelecidos na legislacao. Frente a isso, faz-se necessario que o poder publico busque um melhor ordenamento do ambiente urbano, primando pela qualidade de vida da populacao e por um ambiente equilibrado.
  • AMANDA LUCENA COUTINHO
  • CONHECIMENTO E UTILIZAÇÃO DE PLANTAS MÁGICO-RELIGIOSAS POR REZADEIRAS DO SEMIÁRIDO PARAIBANO, NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 18/05/2018
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As plantas magico-religiosas sao instrumentos sagrados nos rituais de reza. O objetivo da pesquisa foi registrar o conhecimento e uso local de plantas magico-religiosas utilizadas por rezadeiras, discutindo a importancia desse conhecimento. A pesquisa entrevistou todas as rezadeiras do municipio de Amparo-PB, nordeste do Brasil. Para a coleta dos dados, utilizou-se da observacao direta, entrevista semiestruturada e coleta de material botanico. Foram registradas 23 especies distribuidas em 23 generos e 15 familias. As familias Fabaceae (5 spp.) e Lamiaceae (4 spp.) foram as mais citadas. As especies mais abordadas pelas rezadeiras foram o pinhao roxo (Jatropha gossypiifolia L.), a arruda (Ruta graveolens L.) e o mucambe (Cleome spinosa (Jacq.) Raf.). As enfermidades tratadas atraves das rezas com uso das plantas variam de “mal olhado” a “derrame”. Essa cultura ainda resiste no municipio, apesar da nova geracao nao demonstrar interesse no oficio. Houve alteracao das especies magico-religiosas utilizadas ao longo do tempo devido talvez as possiveis alteracoes na vegetacao da caatinga, como a insercao das especies invasoras. E importante promover politicas publicas para incentivar a cultura das rezadeiras, e assim fomentar a aproximacao, respeito e conservacao das plantas magico-religiosas.
  • HYAGO KESLLEY DE LUCENA SOARES
  • CRIAÇÃO E MANEJO DE AVES SILVESTRES NO SEMIÁRIDO DA PARAÍBA, BRASIL.
  • Data: 16/05/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A etnoornitologia e a ciencia que estuda o conhecimento, simbolismo, significado e atributos das aves pelas comunidades humanas. As aves constituem o grupo animal que mais sofre na regiao semiarida do nordeste, tanto sob a otica da conexao trofica de subsistencia quanto do ponto de vista economico (aves canoras, estimacao). Desta forma essa dissertacao sera apresentada na forma de um capitulo intitulado: CRIACAO E MANEJO DE AVES SILVESTRES NO SEMIARIDO DA PARAIBA, BRASIL e teve como objetivo registrar e analisar o conhecimento, manejo e manutencao de aves silvestres em cativeiro por criadores do municipio de Patos, sertao da Paraiba, verificando se o manejo e as condicoes do criadouro estao interferindo nas caracteristicas fenotipicas das especies. Os dados foram coletados entre marco e dezembro de 2017, atraves de formularios semiestruturados e conversas informais. As especies de aves foram identificadas a partir da visualizacao direta das especies. Foram registradas tres especies de aves silvestres criadas em cativeiro utilizadas pela beleza dos cantos e pela utilizacao em lutas (“rinhas”) de aves, fatores estes que tambem norteiam a valoracao e comercializacao das especies. As especies sao reproduzidas com finalidades de melhoria de caracteristicas (canto ou briga) nas perspectivas dos criadores. Os fatores envolvidos no manejo variam conforme os criadores bem como das necessidades das especies. Os dados evidenciam a necessidade de estudos que busquem analisar os impactos do manejo exercido pelos criadores nas especies e suas implicacoes.
  • MARCOS LEONARDO FERREIRA SANTOS
  • IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA CONSERVAÇÃO DA CAATINGA NA BACIA DO ALTO CURSO DO RIO PARAÍBA/PB ATRAVÉS DO USO DAS GEOTECNOLOGIAS
  • Data: 30/04/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • No presente estudo, e dado enfase a importancia das areas protegidas para a sociedade, demonstrando a situacao das areas prioritarias para conservacao, unidades de conservacao (UC) e corredores ecologicos em relacao aos biomas brasileiros e posteriormente a bacia hidrografica do alto curso do rio Paraiba, area de estudo dessa pesquisa, localizada no Cariri do estado da Paraiba. Tomando como base a legislacao ambiental e dados relacionados a vegetacao, reservas legais, areas de preservacao permanente (APP) de hidrografia e topo de morro e o uso de tecnicas de geoprocessamento, foi efetuada a identificacao de areas com potencial para serem classificadas como prioritarias para conservacao da Caatinga, unidades de conservacao, e por fim, como corredores ecologicos. Entre os resultados gerados, mais de 1.500 km² divididos em quatro areas, foram identificados com potencial para serem classificados como prioritarias para conservacao, alem de possuir atributos para acolher unidades de conservacao. Tambem foram delimitadas propostas de corredores ecologicos entre as tres UC’s presentes na area de estudo. A utilizacao do sensoriamento remoto foi o ponto de partida para se obter os resultados do capitulo I, pois atraves da plataforma gratuita Google Earth Engine, que armazena, organiza e disponibiliza imagens de satelite, incluindo em seu acervo, dados com mais de quarenta anos, foi permitido o uso de 58 imagens, dos anos de 1988, 1999 e 2017, que foram tratadas atraves do indice de vegetacao SAVI. Com relacao ao capitulo II, a metodologia utilizada por meio do uso do software ArcGIS em sua versao 10.5.1 e da ferramenta Corridor Design contribuiu na confeccao dos resultados que apresentam uma rede de corredores ecologicos de aproximadamente 275 km de extensao e uma area de 1.245,64 km², o que equivale a 18,50% da area total da bacia. Dessa forma, os corredores ecologicos em conjunto com as areas protegidas e as areas prioritarias para conservacao formam uma excelente estrategia de preservacao e restauracao, reconectando diferentes ambientes e fragmentos florestais, minimizando o isolamento causado pela fragmentacao, aumentando a cobertura vegetal e garantindo a conservacao dos recursos naturais. Para isso a utilizacao do geoprocessamento vem sendo significativo e essencial na gestao ambiental, principalmente preenchendo as lacunas existentes nos bancos de dados, alem de apresentar alternativas ao deficit de pesquisa existente no semiarido.
  • MARCOS LEONARDO FERREIRA SANTOS
  • IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA CONSERVAÇÃO DA CAATINGA NA BACIA DO ALTO CURSO DO RIO PARAÍBA/PB ATRAVÉS DO USO DAS GEOTECNOLOGIAS
  • Data: 30/04/2018
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • No presente estudo, e dado enfase a importancia das areas protegidas para a sociedade, demonstrando a situacao das areas prioritarias para conservacao, unidades de conservacao (UC) e corredores ecologicos em relacao aos biomas brasileiros e posteriormente a bacia hidrografica do alto curso do rio Paraiba, area de estudo dessa pesquisa, localizada no Cariri do estado da Paraiba. Tomando como base a legislacao ambiental e dados relacionados a vegetacao, reservas legais, areas de preservacao permanente (APP) de hidrografia e topo de morro e o uso de tecnicas de geoprocessamento, foi efetuada a identificacao de areas com potencial para serem classificadas como prioritarias para conservacao da Caatinga, unidades de conservacao, e por fim, como corredores ecologicos. Entre os resultados gerados, mais de 1.500 km² divididos em quatro areas, foram identificados com potencial para serem classificados como prioritarias para conservacao, alem de possuir atributos para acolher unidades de conservacao. Tambem foram delimitadas propostas de corredores ecologicos entre as tres UC’s presentes na area de estudo. A utilizacao do sensoriamento remoto foi o ponto de partida para se obter os resultados do capitulo I, pois atraves da plataforma gratuita Google Earth Engine, que armazena, organiza e disponibiliza imagens de satelite, incluindo em seu acervo, dados com mais de quarenta anos, foi permitido o uso de 58 imagens, dos anos de 1988, 1999 e 2017, que foram tratadas atraves do indice de vegetacao SAVI. Com relacao ao capitulo II, a metodologia utilizada por meio do uso do software ArcGIS em sua versao 10.5.1 e da ferramenta Corridor Design contribuiu na confeccao dos resultados que apresentam uma rede de corredores ecologicos de aproximadamente 275 km de extensao e uma area de 1.245,64 km², o que equivale a 18,50% da area total da bacia. Dessa forma, os corredores ecologicos em conjunto com as areas protegidas e as areas prioritarias para conservacao formam uma excelente estrategia de preservacao e restauracao, reconectando diferentes ambientes e fragmentos florestais, minimizando o isolamento causado pela fragmentacao, aumentando a cobertura vegetal e garantindo a conservacao dos recursos naturais. Para isso a utilizacao do geoprocessamento vem sendo significativo e essencial na gestao ambiental, principalmente preenchendo as lacunas existentes nos bancos de dados, alem de apresentar alternativas ao deficit de pesquisa existente no semiarido.
  • LETYSSIA MAYNARTH DE OLIVEIRA SOARES
  • Modelo de gestão praticada na APA/ARIE Manguezais da Foz do Rio Mamanguape
  • Data: 27/04/2018
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A gestao das unidades de conservacao no Brasil tem como pressuposto a cogestao, em razao de sua eficiencia na resolucao de conflitos. Apesar da participacao da sociedade civil esta assegurado na lei 9.985/2000, por vezes suas demandas sao negligenciadas em razao do modelo de gestao centralizador enraizado nas instituicoes ambientais e/ou pelo baixo capital social do grupo. Uma forma de avaliar e perceber a sustentabilidade e modelo de gestao que esta sendo praticado nas UC e atraves da analise do capital social/ rede social e do conhecimento ecolofico local. Tomando como base o apresentado, o presente trabalho buscou identificar o modelo de gestao praticado na APA/ARIE da Foz do Rio Mamanguape. Sua realizacao justifica-se pela necessidade de compreender o modelo de gestao praticado nas unidades de conservacao, identificando os elementos que fortalecem e/ou fragilizam o processo de cogestao e quais atributos impedem sua abrangencia na gestao do recurso caranguejo-uca (Ucides Cordatus). A metodologia desenvolvida e de cunho qualitativo e quantitativo realizada atraves da aplicacao de questionario relacional, entrevistas semiestruturadas e da observacao participante. Os resultados do estudo revelam uma rede de baixa coesao, a relacao de poder que o poder publico exerce dentro do conselho, pouco sentimento e confianca e de cooperacao e um precario compartilhamento de informacao. Assim, entende-se que a gestao das areas protegidas esta evoluindo no sentido da cogestao no entanto esse processo mostrasse lento em razao da baixa organizacao social, pelos multiplos que a gestao das areas protegidas esta evoluindo no sentido da cogestao interesses e pela hierarquia presente no conselho.
  • JOAO CARLOS DE MIRANDA E SILVA
  • ESTUDO COMPARATIVO DA QUALIDADE DA ÁGUA DOS RESERVATÓRIOS FLUVIAIS DE MARÉS E GRAMAME-MAMUABA NA PARAÍBA
  • Data: 13/04/2018
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem como objetivo realizar um comparativo entre a qualidade da agua dos dois reservatorios de abastecimento de agua da grande Joao Pessoa, Mares e Gramame-Mamuaba. Para isso foram levantadas informacoes sobre os periodos de monitoramento que compreendem 2005-2008 e 2007-2017. Na primeira serie o acompanhamento foi realizado por amostragens mensais da agua superficial nas duas localidades, os parametros analisados foram temperatura, turbidez, cor, condutividade eletrica, SDT, oxigenio dissolvido, DBO 5,20 e coliformes termotolerantes (fecais). No segundo periodo as coletas foram semestrais e os parametros analisados anteriormente foram compilados atraves do indice de qualidade da agua (IQA). Os dados foram analisados com estatistica descritiva atraves de graficos, Regressao Linear para tendencias e comparativo entre as amostras pelo teste parametrico de t de Student e nao parametrico de Wilcoxon. A maioria dos parametros analisados nao apresentaram diferencas significativas entre os dois ambientes, ao passo que muitas tendencias apareceram em intervalos significativos, Mares apresentou variacoes maiores nos parametros se comparados a Gramame-Mamuaba e o IQA permaneceu na classificacao “boa” para os dois reservatorios em 80% do periodo analisado.
  • CÍNTIA CLEUB NEVES BATISTA
  • ESTUDO DA PERCEPÇÃO AMBIENTAL EM UMA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL NO CARIRI PARAIBANO
  • Data: 29/03/2018
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A questao ambiental tem sido foco de diversos trabalhos nos ultimos anos, estudos dessa natureza sao de extrema importancia para que se possa buscar formas de habitar o planeta impactando o minimo possivel. Com isso, o presente estudo buscou estudar a percepcao ambiental dos moradores da Area de Protecao Ambiental das Oncas no municipio de Sao Joao do Tigre na Paraiba, atraves de pesquisas com questionarios semiestruturados, objetivando compreender como a populacao percebe o local em que vive. Alem disso, buscou – se sob a otica da populacao local, informacoes a respeito da Onca Parda (Puma concolor), sua relacao com a populacao e se ainda esta presente na regiao. Com isso, os resultados obtidos sugerem que apesar de ter sido criada em 2002 a Area de Protecao Ambiental das Oncas, ainda nao consegue cumprir seu papel, uma vez que grande parte dos residentes internos da APA afirma nao ter conhecimento de mudanca alguma apos sua implantacao, e tratando – se a respeito da Onca Parda (Puma concolor), foi possivel identificar um certo nivel de compreensao com relacao a ocorrencia desta especie, como tambem sobre a ilegalidade da caca desta e de outras especies, contudo, nao foi possivel elucidar a frequencia e numero de individuos que habitam a area, mostrando a necessidade do desenvolvimento de pesquisas especificas de levantamento de fauna na regiao.
  • INGRID ALMEIDA DA SILVA
  • A FLORESTA NACIONAL DE RESTINGA\PB E SUA INFLUÊNCIA NAS CONDIÇÕES MICROCLIMÁTICAS DE ÁREAS ADJACENTES
  • Orientador : JOEL SILVA DOS SANTOS
  • Data: 29/03/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A regiao metropolitana de Joao Pessoa, na Paraiba, passou por um processo de crescimento urbano desordenado, transformando profundamente o uso e ocupacao do solo, reduzindo principalmente a Mata Atlantica. Nesta regiao encontra-se um fragmento ocupado pela Unidade de Conservacao (UC) denominada de Floresta Nacional (Flona) da Restinga de Cabedelo. O principal objetivo do presente estudo consiste em averiguar o papel da vegetacao na amenizacao das ilhas de calor urbanas da area de estudo. A principio foi realizado uma analise da climatologia geral da cidade utilizando uma serie historica de 30 anos de dados sobre temperatura, umidade relativa do ar, velocidade dos ventos e precipitacao utilizando dados de uma estacao do INMET localizada em Joao Pessoa. Posteriormente, foram realizadas medicoes da temperatura e umidade relativa do ar durante os meses de janeiro a marco (periodo seco) utilizando termohigrometro Hobo :registered: U10-003 em 5 pontos experimentais na area de estudo. Estes pontos foram distribuidos no sentido area urbana- FLONA, sendo tres pontos localizados na malha urbana e dois localizados na mata. Para o calculo da ilha de calor urbana foi utilizado um ponto de referencia P05, localizado na Flona, a partir do qual foram calculados os valores, e posteriormente classificada a sua magnitude. E tambem foi calculado o indice de desconforto termico de Thom. Os resultados permitiram caracterizar o microclima da area de estudo e identificar que as alteracoes ambientais provocadas pelo processo de urbanizacao repercutem diretamente na temperatura e umidade relativa do ar, assim como na formacao e intensidade de ilha de calor. Os pontos localizados na area urbana P01, P02 apresentaram as maiores temperaturas, ilhas de calor e IDT, ja o P03 (ponto mais proximo da mata) apresentou valores menores. Ja os P04 e o P05 foram os que presentaram melhores condicoes de temperatura, umidade relativa do ar e conforto termico. Desta forma, obteve-se como resultado um gradiente termico, onde a medida que os pontos monitorados se aproximaram da mata, a temperatura, ilhas de calor e desconforto termico diminuem e a umidade relativa do ar aumenta.
  • TATIANE EVARISTO DA SILVA
  • ECOTURISMO E DESENVOLVIMENTO LOCAL: EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS DOS MORADORES E NATIVOS DO VALE DO CAPÃO-CHAPADA DIAMANTINA/BA
  • Data: 28/03/2018
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O turismo em Parques Nacionais é uma prática em expansão no Brasil pela riqueza natural e cultural que essas áreas oferecem, definindo-se na categoria de ecoturismo, permite evidenciar o serviço ambiental e a importância econômica das Unidades de Conservação para a sociedade. A área de estudo é o Vale do Capão, localizado no entorno do Parque Nacional Chapada Diamantina, e distrito do município de Palmeiras-BA, que teve um crescimento urbano significativo nos últimos vinte anos, devido à atividade turística que atraiu empreendedores de fora, seja da capital Salvador, seja de outros estados, além de estrangeiros. Objetiva-se, neste estudo, analisar os conflitos socioambientais entre os moradores nativos e os novos moradores donos de meios de hospedagem e a conservação ambiental através do ecoturismo no Vale do Capão. Pretende-se caracterizar e problematizar as transformações e os conflitos no Vale do Capão com a ocupação humana em torno do Parque Nacional com o aumento da demanda de visitação turística. Nesse sentido, foi realizada uma pesquisa de campo de caráter participante, com a permanência da pesquisadora na área de estudo pelo período de 90 dias. No que se refere a metodologia, foram adotados o método da observação participante e as entrevistas estruturadas com perguntas direcionadas a cada perfil de entrevistado selecionado para esta pesquisa, sendo: moradores nativos, novos moradores donos de meios de hospedagem, além de gestores do poder público. Ao final da pesquisa obteve-se o total de 26 entrevistados. A pesquisa participante foi motivada por ter sido detectado em pesquisa anterior que os guias de turismo locais apresentavam aos visitantes poucas informações sobre o ambiente visitado, ao longo das trilhas, partindo dessa problemática, foi realizado um curso de capacitação de ecoturismo para os guias da Associação de Condutores de Visitantes do Vale do Capão, que contou com a participação de 9 inscritos através do FLUEX/UFPB. Os resultados da pesquisa permitiram um mapeamento dos meios de hospedagem do Vale do Capão e do seu crescimento no período de 2000 a 2017. Conclui-se, a partir dos resultados obtidos, que o turismo no Vale do Capão corre o risco de se caracterizar como (in)sustentável devido aos problemas com a distribuição de água, a coleta de lixo, entre outros fatores, que podem ser uma falta de controle por parte da gestão municipal e federal. Em contrapartida, é possível identificar ações de conservação ambiental praticados pelos nativos e os residentes vindos de fora na busca de diminuir a degradação ambiental, visando não só atender aos visitantes, como também, garantir a qualidade de vida do lugar e sobretudo a conservação ambiental e a beleza cênica da paisagem.
  • GABRIELLE DINIZ DOS SANTOS
  • ESTUDO DAS CONDIÇÕES DE CONFORTO TÉRMICO AMBIENTAL EM QUATRO ESCOLAS PÚBLICAS DE TEMPO INTEGRAL NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA/PB
  • Data: 26/03/2018
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A alteração dos constituintes de recobrimento do solo por materiais impermeáveis, a alta taxa de urbanização e a consequente supressão da vegetação urbana, vem modificando a cada dia o microclima urbano e tornando críticas as condições de conforto térmico nos centros urbanos e áreas habitacionais. Tais problemas vêm sendo agravados em áreas urbanas e suas consequências são sentidas em ambientes abertos e no interior das edificações. Atualmente boa parte das scolas públicas de tempo integral na cidade de João Pessoa\PB, localizadas no espaço intra-urbano da cidade, sofrem as consequências das alterações no campo térmico urbano. Dessa forma, o estudo do conforto térmico em escolas públicas de tempo integral na cidade de João Pessoa\PB é de suma importância para a compreensão do desenvolvimento das atividades educativas e rendimento escolar dos alunos. Sendo assim, diante deste contexto, o objetivo principal deste trabalho é verificar o Índice de Conforto Térmico (IDT) em quatro escolas de tempo integral da cidade de João Pessoa\PB. Para a realização da pesquisa, inicialmente foi realizado um levantamento bibliográfico a respeito da temática em questão. Em seguida foi feito o reconhecimento e caracterização das quatro escolas investigadas: Escola EMEF Cônego João de Deus, Escola EMEF Radegundis Feitosa, Escola EMEF Chico Xavier e Escola EMEF Ana Cristina Rolin Machado. Para a obtenção dos dados de temperatura e umidade relativa do ar foram utilizados aparelhos do tipo termohigrometro (HOBO U-10) e termohigrometro de mão Minipa MT 240. Os dados formam monitorados para esta etapa do trabalho, no período chuvoso. Para a avaliação das condições de conforto térmico foi utilizado o Índice de Thom e as faixas de sensações térmicas, ajustas por Santos, em pesquisa semelhante em 2011, para regiões tropicais. Os resultados da pesquisa revelam que as escolas permaneceram com altos índices de desconforto térmico na maior parte do período letivo. A faixas de conforto térmico durante o período chuvoso predominantes nas escolas vão de parcialmente confortável a confortável, de acordo com o índice de desconforto de Thom. Dessa forma, pode-se concluir que os ambientes públicos escolares avaliados necessitam de um planejamento ambiental para uma maior eficiência térmica, objetivando assim, o melhor desempenho bioclimático. As condições microclimáticas das quatro áreas de estudos devem ser levadas em consideração no planejamento de ações ambientais no ambiente externo e interno das escolas.
  • ELISE MORASKI NOGUEIRA
  • QUALIDADE SANITÁRIA DA ORLA DE JOÃO PESSOA-PB, COM BASE EM FATORES BIÓTICOS E ABIÓTICOS
  • Data: 22/03/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Zona Costeira e um ambiente de transicao entre o continente, o mar e a atmosfera, que assegura alimento, protecao a desastres naturais e antropogenicos, moradia e emprego. Entretanto, devido aos seus multiplos usos, tambem passa por intensa degradacao ambiental, principalmente devido ao processo de ocupacao desordenado, extracao dos recursos naturais e da poluicao do solo, da agua e do ar. A contaminacao da agua ocorre principalmente por meio do despejo sem tratamento de efluentes domesticos e industriais em corregos, galerias pluviais e diretamente no oceano, o que pode causar um acumulo de materia organica, gerando um aumento no numero de microrganismos oportunistas, como fungos e bacterias, alem de potencialmente veicular outros organismos nocivos a saude humana e de outras especies. A balneabilidade e um criterio de classificacao da qualidade da agua que utiliza parametros fisicos e quimicos da agua e do ambiente e tambem indicadores biologicos, como os coliformes totais. A investigacao da balneabilidade, a identificacao dos principais agentes de degradacao das praias e da composicao de fungos anemofilos da orla permitiram diagnosticar a qualidade sanitaria das praias urbanas de Joao Pessoa-PB. Como resultado, Manaira foi a praia com a pior qualidade da agua, Penha foi a de maior quantidade de detritos organicos e inorganicos observados na areia e Cabo Branco a de maior indice de fungos anemofilos, principalmente no periodo chuvoso. Como nao foi encontrada relacao entre a balneabilidade da agua e a quantidade de fungos anemofilos, foi concluido que esse indicador nao pode predizer a sua presenca, pois mesmo praias consideradas proprias para recreacao de contato primario podem conter microrganismos potencialmente patogenicos e, assim, e necessario um monitamento especifico para sua deteccao.
  • FRANCISCO DE ASSIS DA SILVA
  • AVALIAÇÃO DA DINÂMICA DOS VETORES DE Leishmania sp. EM FRAGMENTOS DE MATA ATLÂNTICA E EM AMBIENTE URBANO: INFLUÊNCIA DOS FATORES CLIMÁTICOS E AMBIENTAIS E SUAS INTERFERÊNCIAS NA SAÚDE PÚBLICA.
  • Data: 02/03/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As Leishmanioses (Tegumentar e Visceral) sao doencas parasitarias, causadas por protozoarios do genero Leishmania spp. Atualmente as leishmanioses estao no rol de doencas negligenciadas, com meio milhao de novos casos e aproximadamente 60.000 mortes por ano no mundo. E uma doenca que afeta, desproporcionalmente, a populacao mais carente e e transmitida por flebotomineos. A distribuicao geografica e a prevalencia desses vetores no Brasil tem sido alvo de alguns estudos, porem nao ha nenhuma informacao sobre a fauna flebotominica em Joao Pessoa/PB, Brasil. Sendo assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a prevalencia e a distribuicao desses flebotomineos em dois tipos de ambientes como: fragmentos de Mata Atlantica, da Universidade Federal da Paraiba, Campus I, Joao Pessoa /PB, alem de bairros no entorno como: Castelo Branco, Bancarios, Sao Rafael, Torre, Mangabeira e Miramar. Para a captura desses flebotomos foram utilizadas armadilhas de luz do tipo CDC, durante 03 noites seguidas, alem de capturas manuais com aspirador de Castro, no periodo seco (12 coletas) e chuvoso (12 coletas) entre novembro de 2016 a fevereiro de 2017. Durante o periodo de estudo foram encontrados 222 flebotomos. Destes, 143 (130 machos e 13 femeas) no ambiente de Mata Atlantica da UFPB e 79 em areas urbanas. Em todo o periodo seco, nos 11 fragmentos de Mata, foram registradas 03 especies de flebotomineos:Lutzomya longipalpis, L. migonei e L. whitmani. No periodo chuvoso, ocorreu apenas a especie L. longipalpis, esta especie foi a unica identificada nos bairros estudados, tanto no periodo seco como no chuvoso. Neste estudo ficou evidente que alem dos fatores climaticos, caracteristicas ambientais tambem podem estar envolvidas na distribuicao desses vetores.
  • HELDER FORMIGA FERNANDES
  • AVALIAÇÃO DA MOBILIDADE URBANA E DAS ÁREAS VERDES DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA: PERSPECTIVAS PARA UMA CIDADE SUSTENTÁVEL
  • Data: 01/03/2018
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa foi avaliar a mobilidade urbana e as areas verdes do Municipio de Joao Pessoa, na perspectiva do desenvolvimento de uma cidade sustentavel. O embasamento teorico da pesquisa foi elaborado com o auxilio da norma ABNT NBR ISO 37.120:2017, que da os parametros necessarios para avaliar o desenvolvimento sustentavel de comunidades. Visitas periodicas foram realizadas na Secretaria de Mobilidade Urbana (SEMOB) e na Secretaria de Meio Ambiente (SEMAM) do Municipio de Joao Pessoa, bem como na Superintendencia de Administracao do Meio Ambiente (SUDEMA) para a obtencao de documentos oficiais para ara analise, bem como foram realizadas visitas em varios setores da cidade para mapear as areas verdes do municipio e avaliar os seus principais programas de mobilidade urbana. Tambem foram elaborados questionarios, os quais foram respondidos por pessoas escolhidas aleatoriamente. Foi constatado que o Municipio de Joao Pessoa vem realizando projetos de infraestrutura urbano sustentavel, intervencoes em varios setores da cidade, que incluem capeamento asfaltico, alargamento de vias, instalacao de ciclovias, rebaixamento de calcadas, faixas exclusivas para onibus, melhorando a capacidade de mobilidade da populacao. Embora sejam notorios os esforcos da edilidade para facilitar a mobilidade urbana no Municipio de Joao Pessoa, ao serem questionados, a maioria dos respondentes informaram que o excesso de veiculos e a maior dificuldade para os deslocamentos nas vias. Alem disso, a ma qualidade dos onibus e o tempo de espera superior a 30 minutos desestimulam o uso deste tipo de transporte, fazendo com que Joao Pessoa seja uma cidade que utiliza o modelo automobilistico-rodoviario urbano para a mobilidade da populacao. Com relacao as areas verdes, a Mata do Buraquinho, o Parque Arruda Camara e a Praca da Independencia sao frequentados por uma grande parcela da populacao. A maioria dos respondentes reconheceram que o Municipio de Joao Pessoa como uma cidade verde, estando preparado para receber o titulo de cidade sustentavel. Conclui-se que o Municipio de Joao Pessoa esta conduzindo projetos de mobilidade urbana e nas areas verdes, transformando-a numa cidade sustentavel.
  • MARCOS VINÍCIUS FURTADO GOMES
  • ANÁLISE DOS IMPACTOS DE GESTÃO DA APA DA BARRA DO RIO MAMANGUAPE SOBRE AS COMUNIDADES INDIGENAS ATRAVÉS DA METODOLOGIA MCCIG
  • Data: 28/02/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nas ultimas duas decadas, no Brasil, houve um aumento significativo na criacao de areas protegidas alem de avancos nos marcos legais sobre o tema, principalmente a criacao da lei do SNUC e o fortalecimento da questao ambiental sobretudo com o engajamento da sociedade civil nos anos 70 e 80. Apesar disso, a gestao de areas protegidas apresentam ainda grandes desafios tais como a implementacao de uma gestao participativa efetiva da sociedade e principalmente das comunidades tradicionais e as sobreposicoes de areas, principalmente com terras indigenas. A APA da Barra do Rio Mamanguape, localizada no litoral norte da Paraiba se encontra parcialmente sobreposta a Terra Indigena Potiguara, o que faz com que gere muitos conflitos e consequentemente antagonismo entre a gestao e a comunidade. Nesta perspectiva, o presente trabalho tem como objetivo Identificar e avaliar os impactos socioambientais sofridos pelas comunidades indigenas da Area de Protecao Ambiental da Barra do Rio Mamanguape com base na gestao da APA desde sua criacao ate os dias atuais atraves da metodologia de Matriz Cromatica de Comparacao de Impactos de Gestao (MCCIG). Ou seja, confrontar as duas perspectivas (gestao e populacao indigena), para verificar o nivel de distanciamento da gestao para com a comunidade inserida na area sobreposta. A MCCIG e uma metodologia recente desenvolvida por Nascimento (2013), que visa de forma qualiquantitativa e de facil entendimento comparar as percepcoes e consequentemente os impactos decorrentes da gestao sobre as comunidades. Para isso, utilizou-se tambem a metodologia de Grupos Focais em quatro aldeias: Tramataia, Coqueirinho, Camurupim e Brejinho para identificacao dos impactos percebidos pelas comunidades, em um segundo momento buscou-se atribuir valores a esses impactos atraves de uma escala de valores hierarquicos que varia de -9 (impacto negativo extremamente forte) e +9 (impacto positivo extremamente forte) que posteriormente compos a MCCIG na perspectiva indigena. Logo apos, levou-se esses impactos aos gestores para que eles atribuissem valores de acordo com a mesma escala e pudesse construir a MCCIG na visao dos gestores. Como resultados, obteve-se uma matriz, na perspectiva dos potiguaras, com predominancia de impactos negativos, principalmente no que diz respeito as questoes ambientais, porem uma avaliacao mais “branda” que a dos gestores, onde na sua avaliacao de acordo com a escala de valores hierarquicos foram predominantemente extremada, ou seja, avaliadas em impactos negativos ou positivos extremamente forte. Pode-se concluir que ha um nivel de distanciamento consideravel da gestao da referida Unidade de Conservacao para com a populacao indigena e que deve-se repensar a sua forma de atuacao dentro da area sobreposta com a TI.
  • MICAELLE SÔNIA DE ALCÂNTARA
  • Cadeia Produtiva, Manejo e Conservação da Fava d’anta (Dimorphandra gardneriana Tulasne) da Floresta Nacional do Araripe-Apodi, Região Semiárida do Nordeste do Brasil
  • Data: 28/02/2018
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As florestas desempenham papeis extremamente relevantes, quer a nivel ecologico, quer economico e mesmo social. Uma das politicas de desenvolvimento sustentavel e conservacao da natureza e a criacao de espacos onde se visa a protecao ambiental, sendo no Brasil, tais areas chamadas de Unidades de Conservacao (UC) e que podem ser classificadas em duas grandes categorias: Unidades de Conservacao de Protecao Integral e Unidades de Conservacao de Uso Sustentavel. Nas Unidades de Uso Sustentavel e possivel a intervencao antropica, em diferentes niveis de acao, inclusive prevendo, o uso extrativista de recursos, porem de cunho sustentavel. O objetivo da presente pesquisa e investigar, caracterizar e entender a extracao da fava d’anta Dimorphandra gardneriana na Floresta Nacional do Araripe, regiao semiarida do Ceara. Alem disso, serao definidos os impactos que o extrativismo pode ter sobre as populacoes de fava d’anta e sua caracterizacao fitoquimica. A Floresta Nacional Araripe-Apodi possui uma area de 38.262 ha e relevo tabular, com media pluviometrica de 1.000 mm por ano e temperatura que varia de 15 a 25º C. O trabalho se realizara na comunidade Serra da Boa Vista localizada na Zona de amortecimento do municipio de Jardim-CE. Para tracar o perfil sociodemografico e socioeconomico dos coletores de fava d’anta, e para a definicao da cadeia produtiva, os impactos do extrativismo e se esta ocorrendo processo de domesticao, serao realizadas duas estrategias principais de coleta: observacao participante e aplicacao de questionario. A coleta sera realizada atraves das seguintes etapas: aproximacao do pesquisador com o grupo focal em estudo, apresentacao da pesquisa a comunidade, identificacao dos participantes que estejam envolvidos na problematica do estudo, observacao, anotacao das informacoes, entrevistas semiestruturadas (atraves de questionario com perguntas abertas e fechadas) com os coletores/ intermediarios/ industria/ funcionarios da ICMBio para elaboracao da cadeia produtiva e avaliacao qualitativa e quantitativa desta atraves da analise de seus pontos de estrangulamento. Para Identificar a dimensao geografica e a disponibilidade do recurso natural sera utilizado o levantamento dos pontos de coleta com GPS (geoprocessamento) e mapeamento participativo com auxilio da tecnologia sistema de informacao geografica (SIG). Ainda para investigar possiveis impactos na populacao de fava d’anta, serao realizadas investigacoes da fitossociologia e da fenologia da especie em uma area utilizada para o estrativismo e outra nao utilizada. O estudo possibilitara um maior entendimento sobre o perfil socioeconomico dos coletores da fava d’anta e sua cadeia produtiva, como tambem a percepcao do manejo sustentavel e a possivel domesticacao desta especie na Flona Araripe-Apodi.
  • RANDOLPHO SÁVIO DE ARAÚJO MARINHO
  • Biorremediação para o melhoramento da qualidade da água em rios urbanos em João Pessoa – PB: efeitos na assembleia íctica
  • Data: 27/02/2018
  • Hora: 16:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A ictiofauna de um ambiente aquatico constitui uma importante ferramenta para o monitoramento ambiental, incluindo as especies presentes e indices ecologicos. O presente trabalho utilizou a composicao da ictiofauna do Rio do Cabelo e do Rio Mucatu, ambos da zona costeira paraibana, afim de avaliar a qualidade ambiental destes ambientes, com diferentes niveis de ocupacao humana. As coletas foram realizadas durante os meses de abril, julho, setembro, e dezembro de 2016 e abril e maio de 2017 em 6 pontos no Rio do Cabelo( 7º08’53 S e 34º50’33 W), no municipio de Joao Pessoa- PB, e 3 pontos no Rio Mucatu (7º 19’11,64 S e 34º 48’ 01” W) no municipio do Conde-PB, sendo utilizadas redes de espera de malhas (15, 20 e 25 mm), redes de arrasto e pucas. Foram coletados no Rio do Cabelo 332 exemplares distribuidos em 5 Familias (Atherinopsidae, Characidae, Cichlidae, Mugilidae e Poecilidae) e 7 especies (Astyanax bimaculatus, Atheinella brasiliensis, Mugil ilza, Oreochromis niloticus, Phalloceros spiloura, Poecilia reticulata e Poecilia vivipara). Dentre estas especies, a mais representativa em todo o periodo estudado foi o P. vivipara (64,16%) seguido de P. reticulata (20,18%) em todos os pontos de coleta no rio do Cabelo, indicando assim que essas duas especies sao resistentes a ambientes alterados por acao humana. Ja no Rio Mucatu foram coletados um total de 192 individuos distribuidos em 10 Familias (Atherinopsidae, Centropomidae, Gobidae, Aridae, Gerreidae, Clupeidae, Mugilidae, Scombridae, Poecilidae e Pomatomidae) e 10 especies (Atherinella brasiliensis, Centropomus undecimalis, Eucisnostomus melanopterus, Harengula clupeola, Mugil ilza, Ctenobius shufeldt, Genidens genidens, Pomatomus saltatrix, Scomberomorus regallis e Poecilia vivipara). Constatou-se que o Rio Mucatu teve uma maior abundancia de especies com uma presenca representativa de Mugil ilza (45,83%) e Atherinella brasiliensis(22,92%). Os indices de biodiversidade e riqueza foram mais elevados no Rio Mucatu e o de dominancia no Riodo Cabelo. Conclui-se que o rio Mucatu, que sofre menos impactos possui uma maior diversidade e indice de biodiversidade (H’) na sua ictiofauna, refletindo maior equilibrio, enquanto que o Rio do Cabelo com maior carga organica por esgotos, apresentou maior indice de dominancia, ou seja maior desequilibrio.
  • RAQUEL CRUZ DE FRANCA EIRAS
  • QUALIDADE DA ÁGUA, IMPACTOS E CONTRIBUIÇÕES PARA A GESTÃO AMBIENTAL DO RIO PRETO, MUNICÍPIO DE SANTA RITA, PARAÍBA
  • Data: 27/02/2018
  • Hora: 16:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os diversos usos dados a agua tem intensificado os impactos ambientais nos ecossistemas aquaticos. O desenvolvimento urbano mal planejado, sem duvida, e o maior causador dos danos aos rios atraves do lancamento de efluentes domesticos e industriais, dentre outras atividades humanas capazes de promover mudancas desastrosas no meio natural. Em todo o mundo, os anuncios quanto a crise de escassez de agua potavel, alertaram para a necessidade de implementacao de um novo modelo de desenvolvimento, que visa a melhoria da qualidade de vida e ambiental para as geracoes atuais e futuras. No Brasil, diante da realidade vivenciada, emergiram diversos instrumentos legais com a intencao de promover uma gestao ambiental que visa abranger a necessidade da populacao em geral e de preservacao e conservacao ambiental. A Lei das Aguas, por sua vez, trouxe diversas mudancas para o gerenciamento dos recursos hidricos e e um importante aliado para o trato dos rios urbanos e para a execucao de uma gestao ambiental eficaz, especialmente no ambito municipal. Devido a grande importancia da agua e de sua conservacao para a manutencao e qualidade da vida, o estudo tem por objetivo, analisar a qualidade de agua do Rio Preto em Santa Rita, na Paraiba, averiguar os principais impactos e propor solucoes. A educacao ambiental esta inserida em todo o contexto de transformacao em que o pais se encontra, e nao deve deixar de ser mencionada e valorizada. Para tanto, foram desenvolvidas atividades de educacao ambiental formal e nao-formal, atraves de palestras e atividades de campo com o intuito de sensibilizar e incentivar os moradores sobre os problemas ambientais enfrentados pelos mesmos; para a analise da qualidade da agua foram coletadas amostras de agua em pontos previamente definidos. As variaveis analisadas foram: clorofila-a, fosforo total, ortofosfato, compostos nitrogenados (amonia, nitrato e nitrito), oxigenio dissolvido, pH, condutividade eletrica e a comunidade zooplanctonica como indicador de qualidade da agua. Os parametros que possuem limites pre-estabelecidos na Resolucao CONAMA (357/05), tiveram os resultados comparados com a classificacao em que o Rio Preto esta enquadrado (classe de 3 de agua doce). Tambem foram levantados os principais impactos a que o rio esta sujeito durante todo o seu curso, com o intuito de descrever e apresentar propostas mitigadoras e que diminuam os conflitos socioambientais presentes. Os resultados da avaliacao da qualidade da agua demonstraram que alguns parametros indicam lancamentos de efluentes nao tratados e que o fosforo total, o pH, e o oxigenio dissolvido, apresentaram valores em inconformidades em alguns pontos avaliados de acordo com a resolucao, para classe de agua em que o rio esta enquadrado. O Indice de Estado Trofico -IET, tambem foi classificado em alguns pontos como hipereutrofico. Ve-se, portanto, a necessidade da implementacao de medidas corretivas para que o Rio Preto possua caracteristicas adequadas para a qual esta destinado.
  • SUELLEN DA SILVA SANTOS
  • CONHECIMENTO, USO E MANEJO DE GALEA SPIXII (WAGLER, 1831) E KERODON RUPESTRIS (WIED-NEUWIED, 1820) NO SEMIÁRIDO DO RIO GRANDE DO NORTE.
  • Data: 27/02/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As relacoes sociais dos seres humanos e o meio em que se encontram remontam de muitos anos de interacao ou ate mesmo coevolucao dos individuos envolvidos nesse processo. Dentre as especies animais que possui importancia sociocultural estao os roedores Galea spixii (Wagler, 1831) e Kerodon rupestris (Wied-Neuwied, 1820) vulgarmente conhecidos como prea e moco respectivamente, presentes e distribuidos em todo bioma Caatinga. Desta forma, o estudo buscou identificar, registrar e analisar tais acoes interativas, elencando desde o conhecimento, uso (s) potencial e atual, ate a (s) forma (s) de manejo que atores sociais de comunidades rurais na regiao semiarida do Rio Grande do Norte possuem/fazem acerca destes. De maneira geral a escrita do manuscrito norteasse em tres vieses: informacoes retiradas de periodicos cientificos, coletas de dados atraves de formularios semiestruturados e observacoes direta do pesquisador (a), visando publicacao em revista cientifica pertinente a tematica.
  • KAMILA MARQUES PEDROSA
  • USO E MANEJO TRADICIONAL DE CACTÁCEAS NO SEMIÁRIDO DA PARAÍBA
  • Data: 27/02/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Especies da familia Cactaceae possuem adaptacoes fisiologicas para climas aridos e semi-aridos, o que lhes permite ser comumente usados como recurso pelos povos tradicionais ao longo do ano. Ao longo do tempo, as populacoes tradicionais tem administrado involuntariamente cactos, preservando artificialmente individuos selecionados que possuem fenotipos distintos que sao economicamente viaveis e atendem suas necessidades. Essas tecnicas de gestao tradicionais podem ter influenciado a variacao dentro das especies de cactos, mas para entender completamente como a administracao pode influenciar a sua etnoconservacao, uma lacuna na literatura sobre o gerenciamento tradicional de cactos precisa ser abordada. Dessa forma, esta dissertacao sera apresentada em forma de um capitulo, onde o primeiro e intitulado Manejo tradicional de cactaceas no semiarido Paraibano, Nordeste do Brasil e tem como objetivo registrar os tipos manejo tradicionais e uso que os agricultores (as) fazem com as especies de cactaceas, que sao intensamente utilizadas por essas populacoes.
  • Ailza Maria de Lima do Nascimento
  • USO, MANEJO E CONSERVAÇÃO DE CACTÁCEAS EM UMA COMUNIDADE RURAL DO NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 23/02/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso dos recursos naturais provenientes das florestas secas ao redor do mundo faz parte da dinamica de vida das populacoes humanas inseridas nesses ecossistemas. Em funcao disso, a disseminacao do uso de plantas uteis como as cactaceas ao longo do tempo tem se mostrado capaz de provocar alteracoes na disponibilidade, distribuicao e estrutura das especies exploradas e manejadas. Neste estudo realizamos levantamento etnobotanico objetivando conhecer as especies de cactos nativos presentes em duas comunidades rurais do Municipio de Pesqueira-PE, e registrar o conhecimento e uso pelos residentes locais. Investigamos as tecnicas de manejo usadas para o Cereus jamacaru DC, que se destacou por ser a especie mais manipulada e elaboramos um mapa de distribuicao com base nos locais de coleta e plantio informadas pelos moradores. A investigacao ocorreu por meio da tecnica de entrevista semiestruturada e de mapeamento participativo. As especies de ocorrencia na regiao foram 1)Cereus jamacaru DC.; 2)Pilosocereus pachycladus f. ritter; 3)Arrojadoa rhodantha (gurke) britton & rose; 4) Tacinga palmadora (Britton & Rose) N.P.Taylor & Stuppy; 5)Pilosocereus gounellei (f .a.c. Weber) byles & g.d. rowley; 6)Melocactus zehntneri (britton & rose) luetzelb. Quanto aos usos, os cactos colunares e as categorias forragem e construcao foram mais citados. Registrou-se a ocorrencia das seguintes formas de atencao; coleta, promocao e tolerancia dadas ao Cereus jamacaru em ambientes in situ e ex situ. Observou-se que esta havendo influencia positiva na distribuicao da especie devido a promocao por meio de partes vegetativas o que evita o declinio populacional local. Porem, e baixo o aproveitamento do potencial nao madeireiro e inexistente o uso madeireiro para todas as especies.
2017
Descrição
  • JULIANO AZUMA DA COSTA
  • A TRANSVERSALIDADE DA TEMÁTICA AMBIENTAL NOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADOS AO ENSINO MÉDIO DO INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE – CAMPUS ARACAJU
  • Data: 12/12/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Educacao Ambiental (EA) e, sem duvida, uma ferramenta-chave para a construcao de uma sociedade mais consciente ambientalmente. E a escola considerada um ambiente privilegiado para o seu desenvolvimento. Para isso, faz-se necessario que as instituicoes de ensino insiram em seus documentos e praticas pedagogicas a tematica ambiental. Assim, o objetivo desta pesquisa foi analisar a presenca da tematica ambiental, como tema transversal, nos Cursos Tecnicos de Nivel Medio Integrados ao Ensino Medio do Instituto Federal de Sergipe – Campus Aracaju. Neste sentido, foram analisados, inicialmente, o Projeto Politico Pedagogico Institucional do IFS, os Projetos Pedagogicos do Cursos e os Planos de Ensino dos docentes. Em seguida, foram aplicados questionarios aos alunos e professores para analisar a presenca da tematica ambiental nas praticas pedagogicas em sala de aula. O presente estudo foi do tipo descritiva, de carater explicativa, com abordagem predominantemente qualitativa, fazendo uso de dois tipos de instrumentos de coleta de dados: analise documental e questionarios. Participaram deste estudo 262 alunos e 63 professores dos Cursos Tecnicos Integrados em Alimentos, Edificacoes e Quimica. Os resultados revelaram que a EA ainda e incipiente no IFS. Ha a necessidade de reformulacao dos documentos pedagogicos institucionais para que estes sigam diretrizes comuns em relacao a EA e retratem a transversalidade. Verificou-se que os docentes e discentes compreendem a importancia da EA e que a escola tem papel fundamental na contribuicao da EA da sociedade. Apesar da tematica ambiental ser relacionada aos conteudos das disciplinas, constatou-se que poucas vezes a tematica e abordada. A principal dificuldade apresentada pelos professores para trabalhar a tematica ambiental em sala de aula foi a falta de preparo para lidar com a transversalidade em suas atividades em sala de aula. Sugeriu-se a implementacao de uma politica voltada para a EA formal e nao-formal, atraves da sensibilizacao e capacitacao de todos os atores envolvidos do IFS.
  • ROSEANN MARY HAGERAATS
  • CARACTERIZAÇÃO DO ESTADO DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL (SAN) EM COMUNIDADES QUILOMBOLAS DA PARAÍBA
  • Data: 12/12/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O estudo da Seguranca Alimentar e Nutricional (SAN) em Comunidades Quilombolas (CQ) no Brasil e essencial pela adequacao de politicas e iniciativas voltadas a essas populacoes com vulnerabilidade especifica. A pesar de consideraveis avancos na gestao nacional de SAN em decadas recentes, revelam-se desigualdades regionais e raciais quanto a inseguranca alimentar (INSAN). Populacoes em situacao de vulnerabilidade socioeconomica como povos tradicionais e CQs permanecem com maiores prevalencias de INSAN comparados com a populacao nacional. No Estado da Paraiba, a producao de dados ineditos sobre a situacao de SAN em CQs e colocada como prioridade para a gestao politica. Este trabalho procura caracterizar a SAN em tres CQs nas regioes da Mata Atlantica, o Agreste Paraibano e a Borborema. Objetivou-se caracterizar as condicoes de SAN quanto a disponibilidade em qualidade e quantidade de alimentos, a soberania alimentar, a sustentabilidade alimentar, aos aspetos socioeconomicos e culturais assim como a presenca de iniciativas e politicas assistencias nas comunidades. Foram empregados metodos de observacao participante e entrevistas semiestruturadas com aplicacao de questionarios num total de 113 domicilios no conjunto das tres comunidades. Os dados coletados foram organizados e apresentados em dois artigos. O primeiro artigo apresenta resultados respeito as condicoes de disponibilidade e acesso aos alimentos, a producao agricola e os impactos sobre a soberania alimentar dos moradores nas comunidades estudadas, e discute o conceito da globalizacao como determinante das condicoes de SAN. O segundo artigo ainda esta sendo elaborado e aborda os aspetos socioculturais da SAN; dos quais serao apresentados dados a respeito das praticas alimentares e comidas tipicas nas comunidades, e sera destacado a importancia do vinculo entre a alimentacao e a identidade quilombola, assim como o papel da mulher na alimentacao familial. Um potencial terceiro artigo levantara os dados coletados sobre programas e politicas publicas de SAN encontradas nas comunidades de estudo. Os dados levantados nesta caracterizacao geral da SAN servirao pela avaliacao de condicoes especificas em comunidades quilombolas no Estado da Paraiba, para poder direcionar programas e politicas de SAN inclusivas a adequadas as populacoes em situacao de vulnerabilidade.
  • DALILA ARAÚJO DE SANTANA
  • Horta escolar como instrumento de sensibilização ambiental: Escola Dom Helder Camara - Guarabira-PB
  • Orientador : GUSTAVO FERREIRA DA COSTA LIMA
  • Data: 02/10/2017
  • Hora: 09:30
  • Mostrar Resumo
  • Os recursos naturais são destruídos de forma rápida e isso ameaça gravemente a sobrevivência na Terra devido aos altos índices de poluição ambiental, da degradação dos ecossistemas e principalmente do consumo exagerado. A escola, que é o local de formação do cidadão, pode contribuir de forma significativa no processo de sensibilização para a prática de uma educação ambiental interdisciplinar. Essa contribuição pode acontecer através do que se aprende no seu cotidiano e de práticas pedagógicas voltadas para essa problemática. Esse trabalho foi realizado no Centro Educacional Dom Helder Câmara, uma escola do municipio de Guarabira e teve como objetivo verificar a implantação de uma horta escolar e avaliar seu potencial de sensibilização ambiental nas diversas dimensões da escola. Metodologicamente a pesquisa se valeu de uma abordagem qualitativa com uso complementar de dados quantitativos. Para tanto usou como instrumentos as entrevistas semiestrutradas e questionários com os agentes que compõem a escola, a revisão bibliográfica da literatura e a pesquisa documental dos documentos escolares, além da observação participante do desenvolvimento de todo o processo. Em relação aos resultados, foi possível constatar, que o projeto interdisciplinar da horta escolar, conseguiu sensibilizar a comunidade escolar no que diz respeito as práticas voltadas para a educação ambiental. Acões pedagógicas e interdisciplinares contribuíram de forma valiosa para este processo, uma vez que despertaram a necessidade de um trabalho contínuo de todos na escola, incluindo desde o aluno a todos os que fazerm parte da cominidade escolar em todos os dias de suas atividades escolares.
  • DANILO NASCIMENTO ROLIM DOS SANTOS
  • RELACIONAMENTO COM A NATUREZA, PREOCUPAÇÕES AMBIENTAIS E SUAS INTERAÇÕES COM A ATENÇÃO PLENA E AFETOS POSITIVOS E NEGATIVOS EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS
  • Data: 22/09/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As preocupacoes ambientais e o relacionamento com a natureza sao aspectos importantes da relacao pessoa-ambiente e pesquisas que associam essa relacao com preditores de bem-estar sao cada vez mais frequentes. Esse estudo teve como objetivo identificar as preocupacoes ambientais e o relacionamento com a natureza de estudantes universitarios associados a atencao plena e afetos positivos, alem de validar a Escala de Relacionamento com a Natureza para uso no Brasil. Participaram 562 estudantes universitarios da Paraiba com idades variando de 18 a 64 anos (M = 25.2, DP = 7.53), a maioria do sexo feminino (61,6%). Estes responderam as Escalas de Relacionamento com a Natureza, Preocupacoes Ambientais, Atencao e Consciencia Plenas, Afetos Positivos e Afetos Negativos e perguntas demograficas. Os resultados encontrados sao muito consistentes e apontam que as preocupacoes ambientais e o relacionamento com a natureza possuem associacoes significativas com medidas que predizem bem-estar (atencao plena e afetos positivos), sendo o relacionamento com a natureza mediador fundamental nessa associacao. Evidencias desse estudo apontam para diferencas significativas do relacionamento com natureza entre as diferentes areas de formacao profissional e das preocupacoes ambientais entre os sexos dos respondentes. A escala de Relacionamento com a Natureza mostrou-se psicometricamente adequada, podendo ser utilizada em contexto brasileiro para conhecer o relacionamento das pessoas com a natureza e seus correlatos.
  • FILIPE AUGUSTO COSTA DE LIMA
  • UTILIZAÇÃO DA ENERGIA SOLAR NO PROCESSO DE DESSORÇÃO DE SUBSTÂNCIAS ORGÂNICAS DA INDUSTRIA PETROLÍFERA.
  • Data: 15/09/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Ha algumas decadas, os problemas ambientais tem se tornado alvo de discussoes recorrentes por parte da comunidade internacional. Estes problemas sao provocados, em grande parte, por interferencia antropica, causando danos globais aos grandes componentes da natureza, colocando em risco o desenvolvimento socioeconomico das futuras geracoes. A decada de 70 marcou o inicio de um olhar ambiental coletivo, com atencao especial do individuo aos recursos hidricos, ao ar e a vida selvagem. Desde entao, diversos estudos e tecnicas tem sido desenvolvidos para o tratamento de aguas contaminadas por oleo. Por se tratar de uma substancia altamente toxica, e sob o efeito de correntes maritimas e ventos, o petroleo pode provocar a morte de diferentes especies marinhas, a destruicao de ecossistemas sensiveis, interferencia no processo de fotossintese destruindo o plancton, alem de afetar aves migratorias e o cotidiano socioeconomico das populacoes locais. Dentre as tecnicas e estudos desenvolvidos merece destaque o uso dos argilominerais, tendo a vermiculita expandida e hidrofobizada um papel fundamental na limpeza de compostos organicos de superficies aquaticas, por meio de processos quimicos de adsorcao. O fenomeno da adsorcao do oleo na superficie da vermiculita e fundamental para a limpeza do ambiente aquatico, porem sozinho nao e suficiente para garantir que o processo seja efetivamente sustentavel, uma vez que a destinacao inadequada da fase solida repleta de oleo poderia representar um novo problema ambiental. Neste sentido, para tornar todo o processo de recuperacao ambiental sustentavel, tambem vem sendo estudadas solucoes para a dessorcao dos residuos organicos, para reutilizacao do leito de vermiculita e destinacao adequada aos compostos desorvidos. A exposicao da vermiculita contaminada ao calor moderado constitui um metodo bastante promissor neste processo de busca pela dessorcao integral da fase oleosa, porem ainda carece de melhorias metodologicas. E neste contexto, de fornecer subsidios para uma separacao sustentavel do oleo da vermiculita, que se insere esta pesquisa. A pesquisa se resume em estudar a possibilidade de aproveitamento termico de um concentrador solar para o funcionamento de uma estufa com pequenas adaptacoes construtivas, sendo esta a ferramenta principal para futuros novos testes de dessorcao. Baseado nos registros cientificos de tentativas e erros de dessorcao do oleo da vermiculita por exposicao ao calor, considera-se a hipotese do oleo se desprender do leito da vermiculita mediante a submissao de calor moderado (entre 100 e 200°C), durante um periodo prolongado de tempo em um sistema fechado. Desta forma, a partir do desenvolvimento de um prototipo, cuja fonte energetica e renovavel, a pesquisa espera contribuir com o avanco cientifico no ambito da sistematizacao dos procedimentos termodinamicos ideais para a promocao da dessorcao, a fim de compreender em que condicoes o oleo pode ser separado da vermiculita, sem alteracao das suas propriedades fundamentais de reutilizacao. Os resultados apresentados, relativos a construcao do prototipo e avaliacao comparativa deste sistema em periodos climatologicos e modelos distintos, constituiu um importante passo para a continuidade das pesquisas no caminho em que este estudo procurou trilhar.
  • CELIA MARIA CARDOSO DE REZENDE LIMEIRA
  • PERCEPÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS MORADORES DA ILHA MÉM DE SÁ, ITAPARANGA D'AJUDA/SE.
  • Data: 18/07/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa tem por objetivo avaliar a percepcao das mudancas na qualidade de vida da comunidade da Ilha Mem de Sa, Itaporanga D’Ajuda-SE, a partir dos projetos e acoes de extensao do Instituto Federal de Sergipe-IFS, ocorridos durante o periodo de 2014-2016. Estes projetos e acoes de extensao foram executados pelo Curso Superior de Tecnologia em Gestao de Turismo/IFS e visaram contribuir para o processo de organizacao dos moradores da Ilha, bem como desenvolver propostas de desenvolvimento da atividade turistica no local, a exemplo do Turismo de Base Comunitaria (TBC) e do modelo de Gestao do Ecoturismo. Estas propostas sao identificadas como ferramentas de promocao de geracao de renda, promocao da equidade social e economica de maneira sustentavel. Quanto a questao da sustentabilidade, esta e evidenciada principalmente em virtude das potencialidades paisagisticas do povoado, como tambem pelas formas de manejo e praticas comunitarias de organizacao social em torno das condicoes ambientais da propria Ilha – seu bioma. Metodologicamente, este estudo se caracteriza como uma pesquisa de carater exploratorio, de cunho qualitativo e quantitativo, somado ao metodo fenomenologico, o qual nos possibilitou apresentar uma reflexao sobre a relacao estabelecida entre o IFS e a comunidade estudada. Comunidade esta que forma a amostra nao probabilista aqui utilizada, dos 24 (vinte e quatro) moradores da Ilha que participaram dos projetos e acoes acima mencionados. Os instrumentos de pesquisa utilizados foram, a saber: observacao participante, entrevista semiestruturada, conversas informais com liderancas locais, bem como com a aplicacao do questionario WHOQOL-bref – utilizado para apreender a percepcao da comunidade quanto o seu sentimento nas mudancas da qualidade de vida. Desta feita, por meio dos dados analisados, foi possivel perceber, apreender e confrontar os elementos obtidos atraves dos instrumentos de pesquisa com a realidade observada na Ilha, permitindo verificar as influencias que o IFS teve na estetica e dinamica social deste povoado, como tambem sinalizar as principais mudancas de qualidade de vida desta populacao, no que diz respeito aos seus “desejos e necessidades”, reconvertidos em indicadores de qualidade de vida construidos pela percepcao da propria comunidade local.
  • EMILLE NATANE DE ARAUJO BARBOSA
  • É sustentável? Uma análise dos cultivos de Gracilaria Greville (Rhodophyta) no Rio Grande do Norte
  • Data: 03/07/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Um dos usos das algas marinhas para os seres humano é para a extração dos ficocolóides, principalmente o ágar. Algumas das principais espécies produtoras de ágar pertencem ao gênero Gracilaria. A explotação de algas no Brasil começou na década de 60 com a coleta de Gracilaria em bancos naturais e isto tem causado uma diminuição do estoque natural destas algas. O cultivo de algas tem sido estimulado como uma alternativa à coleta direta nos bancos naturais. Atualmente existem dois cultivos de macroalgas no Rio Grande do Norte. O objetivo deste estudo é avaliar se estes cultivos são sustentáveis. Para a coleta de dados foram realizadas três tipos de entrevistas, direcionadas aos produtores de algas, aos presidentes das associações de maricultores e aos coordenadores de projetos relacionados aos cultivos. Também foi feito um experimento usando o método de pulso de nutrientes, o qual foi testado a concentração de nutrientes e o tempo de exposição a esta fonte. Foram utilizadas a taxa de crescimento e o rendimento de ágar para verificar a eficácia do método. Foi verificado que o uso do pulso de nutrientes teve efeito significativo nos valores da biomassa fresca (p=9,19E06) e taxa de crescimento(p=7,44E-05). O maior valor da taxa de crescimento foi registrado no tratamento T3(0,7369±0,05%/dia) e o menor no tratamento T13(0,1509±0,36%/dia). Também foi registrado o efeito significativo para o rendimento de ágar (p=3,986E-09), com o maior valor registrado no tratamento T7(86,71±2,06%).
  • ELYDEISE CRISTINA ANDRADE DOS SANTOS
  • CLIMA URBANO E A SUA RELAÇÃO COM O USO E COBERTURA DO SOLO NA CIDADE DE BAYEUX – PARAÍBA: SUBSÍDIO AO PLANEJAMENTO E A GESTÃO AMBIENTAL
  • Data: 29/06/2017
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As cidades sao compreendidas como a configuracao mais evidente do poder de transformacao do homem sobre o espaco fisico, de modo que as mesmas, cada vez mais, tem substituido seus elementos naturais e se revestido de superficies artificiais, o que provoca alteracoes no campo termico desses ambientes. Com isso, a formacao das chamadas ilhas de calor urbano interferem diretamente na qualidade de vida das populacoes residentes nesses ambientes. Nesse contexto, a avaliacao do campo termico realizado atraves do estudo da climatologia urbana relacionada aos diversos tipos de uso e cobertura do solo, pode gerar subsidios ao planejamento e a gestao sustentavel das cidades. Sendo assim, e diante deste contexto que se apresenta este trabalho de pesquisa, com o intuito de estudar o clima urbano da cidade de Bayeux - PB e as alteracoes ocorridas no campo termico urbano da area de estudo. A cidade de Bayeux e densamente povoada e apresenta uma estrutura urbana desordenada com diversos problemas socioambientais. Dessa forma, o trabalho pode contribuir com intervencoes direcionadas para o ordenamento territorial e a gestao sustentavel do espaco intraurbano da area de estudo com a possibilidade de minimizar os efeitos das alteracoes ocorridas no campo termico urbano da cidade. Para a realizacao da pesquisa, inicialmente foi feito um levantamento bibliografico a respeito da tematica em questao e foram feitas medicoes da temperatura e umidade relativa do ar em 8 pontos localizados no espaco intraurbano da cidade de Bayeux. As medicoes ocorreram nos periodos seco e chuvoso da area de estudo em intervalos ininterruptos de uma hora para cada medicao. Para a coleta dos dados climatologicos forma utilizados termo- higrometros - data logger Hobos. Vale destacar, que foi tomado como ponto de referencia para o calculo da ilha de calor, a amostra experimental que mais se assemelha a um ambiente natural. Para o calculo do Indice de Desconforto Termico foi utilizado o IDT (THOM, 1959) tomadas como referencia as faixas de Santos (2011) ajustadas para regioes tropicais. Os resultados encontrados para o periodo seco mostram que o Ponto experimental 5 localizado no bairro de Tambay apresenta os valores mais elevados de temperatura quando comparado aos demais. A intensidade da ilha de calor nessa amostra experimental quando comparada ao ponto experimental de referencia foi de 2,6 °C, sendo esta considerada uma ilha de calor de Media Magnitude. A amplitude termica diaria no Ponto experimental 5 chegou a 19,5 °C. De acordo com o IDT, tal amostra foi classificada como Muito Desconfortavel. Esse ponto necessita de atencao especial no que se refere ao planejamento ambiental da area de estudo. Os demais Pontos de monitoramento apresentaram variadas classificacoes de intensidade de ilhas de calor, com amplitude termica diaria variando de 6,7 (Ponto experimental 8) a 17,9 °C (Ponto experimental 7) e todos foram classificados como termicamente Desconfortaveis, de acordo com o IDT, necessitando tambem de medidas de intervencao a fim de torna-los termicamente mais amenos. As analises quantitativas e qualitativas dos dados mostraram diferentes condicoes de micro climas correlacionadas ao uso e cobertura do solo.
  • JOSÉ RICARDO DOS SANTOS
  • ANÁLISE DOS INDICADORES DE DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL SUSTENTÁVEL DE NOSSA SENHORA DA GLÓRIA-SE
  • Data: 27/06/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • E cada vez maior a preocupacao dos governos e da sociedade em geral com relacao ao modo de exploracao do meio ambiente de forma excessiva. Ha um forte movimento em favor da implantacao de um modelo de desenvolvimento que possa conciliar o crescimento economico com a preservacao da natureza, de modo que as futuras geracoes possam tambem desfrutar dos recursos naturais existentes. Neste sentido, o presente trabalho de pesquisa apresenta um estudo dos Indicadores de Desenvolvimento Municipal Sustentavel no municipio de Nossa Senhora da Gloria - Sergipe. Para a realizacao deste trabalho de pesquisa foi utilizado o SIDMS – Sistema de Indicadores Municipais Sustentaveis para analisar a sustentabilidade do municipio e identificar o Indice de Desenvolvimento Municipal Sustentavel. Com base nesta metodologia, foi realizada uma pesquisa de varios indicadores municipais distribuidos nas dimensoes Economica, Ambiental, Socio Cultural e Politico Institucional. Para avaliar o desempenho dos indicadores, estes foram comparados aos indices do estado e do Brasil. Dentre os resultados obtidos, alguns merecem destaque pela importancia positiva, como 90% dos domicilios atendidos por rede publica de agua, apenas 3,85% dos domicilios se encontra em situacao de pobreza e 100% de cobertura da populacao por equipes de saude da familia. Entre resultados negativos, os de maiores impactos foram, o alto indice de analfabetismo, 26,7%, reducao do numero de empregos formais, pequena participacao da receita propria sobre a receita corrente liquida, apenas 14%, alem do percentual de comprometimento da receita com gastos com pessoal estar no limite, 53, 72%. Diante dos dados analisados, e de resultados satisfatorios e outros abaixo do desejavel, o Indice de Desenvolvimento Municipal Sustentavel de Nossa Senhora da Gloria ficou em 0,639, considerado medio pelas caracteristicas da metodologia adotada.
  • ALYSSON TÁVORA CHAGAS
  • POTENCIAL DE REUSO DO EFLUENTE DE ESGOTO NA COMPOSIÇÃO DE ARGAMASSA
  • Data: 20/06/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • No universo da construcao civil, o canteiro de obras representa uma estrutura temporaria que e capaz de produzir um grande passivo ambiental, a depender do porte da obra, visto que este setor pode-se considerar como uma atividade que atinge o meio ambiente, com a geracao de varios tipos de residuos, dentre eles, o esgotamento sanitario. A grande questao e, como tratar esse efluente de forma eficiente e de baixo custo, para que se possa dar um destino diferenciado ao efluente tratado, ou seja, a sua utilizacao na aplicacao da composicao da argamassa ou ainda do concreto produzido na propria obra. Neste estudo, buscou-se um tratamento conhecido como Biorremediacao, com o uso de plantas aquaticas, a macrofita Eichornnia crassipes e o uso do biofilme, para alem de um filtro fisico. Para assegurar a ocorrencia do tratamento com efetividade, este projeto preocupou-se em atender as normas vigentes como, DNER-EM034-97 – Agua para Argamassa e Concreto e para o padrao de corpos d’agua e o padrao de lancamento a Resolucao CONAMA 430 (2011), do Ministerio do Meio Ambiente, que dispoe sobre as condicoes e padroes de lancamento de efluentes, complementa e altera a Resolucao nº 357 (2005). O sistema foi montado em uma Estacao de tratamento de esgoto, da Companhia de Saneamento de Sergipe – DESO, que realiza o tratamento monitorado do esgoto do tipo domestico, gerado pelo bairro Orlando Dantas na cidade de Aracaju – SE. Depois de preparada uma miniestacao para a captacao de parte do efluente (bypass), para a realizacao da pesquisa, foi aguardada a estabilizacao do biotratamento, para a retirada de amostras e posterior analise em laboratorio. Foram testados diferentes modelos de biotratamento, ate se atingir uma metodologia adequada ao objetivo proposto. Com o laudo da analise da amostra emitido pelo Instituto Tecnologico e de Pesquisas do Estado de Sergipe – ITEC, conclui-se que o tratamento se mostrou eficaz, atendendo as condicoes pre-estabelecidas pela norma.
  • JOSÉ ALBERTO SANTOS
  • QUALIDADE DA ÁGUA NO RIO CAPIVARA E CONTRIBUIÇÃO PARA A GESTÃO AMBIENTAL NO SERTÃO SERGIPANO
  • Data: 25/04/2017
  • Hora: 19:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O Rio Capivara e um os principais afluentes sergipanos do Rio Sao Francisco, com 133 Km de extensao. Dessa forma, e importante conhecer a qualidade de agua deste manancial, visto que interfere na qualidade de agua do Rio Sao Francisco, que sera distribuido para outras bacias, pela transposicao. O objetivo deste trabalho e analisar a qualidade de agua do Rio Capivara, e contribuir com a sua gestao com a apresentacao de propostas. Para alem disso, ainda faz uma analise de percepcao ambiental e relacao do rio com a populacao ribeirinha e dos principais impactos a que o rio esta sujeito. Foram realizadas analises quimicas, fisicas e biologicas, em tres pontos, na nascente, na Confluencia com o riacho do Cachorro (que recebe efluentes de esgoto nao tratado) e na foz, durante periodo chuvoso e de estiagem. As analises de qualidade de agua mostraram que a nascente apresenta alguns parametros elevados, como turbidez, Oxigenio dissolvido e nitrito (chuva), mas e no ponto da confluencia com o riacho do Cachorro, que os nutrientes sao mais elevados como nitrato, amonia (estiagem) solidos totais dissolvidos e condutividade, revelando o impacto do esgoto nao tratado. Na foz estes parametros sao menos elevados, demonstrando a capacidade de autodepuracao do Rio Capivara. Todos os entrevistados percebem a importancia do rio, nao o usam para consumo, apenas para dessedentacao animal e irrigacao. Todos usam agrotoxicos e adubos. A mata ciliar quase nao e presente nas margens, e tem varias acoes que impactam negativamente o rio, como lixoes e cemiterios, perto da agua. Estes resultados preliminares mostram a importancia de se apresentarem propostas para a gestao adequada deste rio, tao importante na regiao norte de Sergipe.
  • NECÉSSIO ADRIANO SANTOS
  • O programa IF Sustentável diante do Estado de Direito Socioambiental: desafios e perspectivas
  • Data: 11/04/2017
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O Estado de Direito Socioambiental, enquanto construcao teorica projetada diante do mundo real, e uma meta a ser alcancada diante da importancia que a sustentabilidade vem ganhando nas ultimas decadas e com o surgimento da Constituicao da Republica Federativa do Brasil de 1988. Esse novo modelo de Estado impulsiona a sociedade para a mudanca de paradigma no qual o meio ambiente e visto como um direito fundamental, consolidado em principios de respeito, solidariedade, prudencia e precaucao do ser humano para com a natureza, surgiu baseada na Declaracao de Estocolmo, que tomou grande importancia mundial apos a Conferencia ocorrida na Suecia em 1972, promovida pela Organizacao das Nacoes Unidas (ONU). A Declaracao parte do principio de que o meio ambiente equilibrado e essencial para o bem-estar das pessoas e para a garantia dos direitos humanos fundamentais, incluindo o direito a uma vida digna. Diante disso, o Estado de Direito Socioambiental e idealizado com o objetivo de fornecer a minima seguranca necessaria para a garantia da qualidade de vida sob o enfoque ambiental, propondo a constitucionalizacao do meio ambiente. A construcao de um mundo sustentavel e tarefa que nao cabe inteiramente ao Estado. Ao contrario, os deveres associados a mudancas de paradigmas devem ser cobrados em especial das instituicoes educacionais. Entretanto, diversos programas voltados para a gestao ambiental nas instituicoes de ensino ainda encontram-se em fase de implantacao ou e inexistente. O papel das instituicoes de ensino na educacao ambiental, apesar de expresso no texto legal, demorou a ser incluida nas politicas educacionais. Partindo desses pressupostos, o objeto de estudo deste trabalho sera o Programa IFS Sustentavel, que surgiu com a Portaria N° 1.337 de 05 de Junho de 2014, representando um compromisso institucional em defesa do meio ambiente, na perspectiva de contribuir para o desenvolvimento de valores sustentaveis na comunidade academica. Parte-se do questionamento de que com a implementacao do programa IFS Sustentavel, que possui como objetivo contribuir para a reducao do uso de recursos e minimizar os impactos ao meio ambiente provocados pelas diversas atividades no ambito do IFS, havera uma reducao significativa desses problemas e melhoria nas demais areas de atuacao do Programa, que sao: Educacao Ambiental; Licitacoes Sustentaveis; Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho; Sensibilizacao e Capacitacao de Professores, Tecnico-Administrativos, Alunos e Colaboradores; Uso Racional de Recursos; e Construcoes Sustentaveis. Entretanto, neste trabalho sera dada enfase a Educacao Ambiental, como previsao constitucional, com analise curriculares no tocante a previsao de forma curricular e/ou extracurricular da tematica ambiental. A metodologia utilizada e a analise documental e bibliografica e tera como locus de pesquisa o Campus Aracaju do IFS, buscando um paralelo entre os desafios e as perspectivas existentes no programa IFS Sustentavel, com o objetivo de construir uma analise a partir de uma pesquisa documental, a partir de analise de documentos oficiais do Instituto, sob a otica do Estado de Direito Socioambiental, relacionando-a aos desafios e perspectivas na implantacao do projeto IFS sustentavel, com a finalidade de gerar informacoes para fomentar a melhoria do programa.
  • BIANCA RUFINO NASCIMENTO DANTAS
  • A PERMACULTURA COMO INSTRUMENTO DE SUSTENTABILIDADE NA COMUNIDADE RURAL CHà DE JARDIM, AREIA – PB.
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A sustentabilidade carrega em sua bagagem teorias e ideais que buscam solucionar problemas diante do momento de crise. Ja a permacultura e um apanhado de saberes tradicionais aliados aos conhecimentos cientificos, que busca se guiar pela teoria da sustentabilidade para levar eficiencia e autogestao para a sociedade; trazendo de forma pratica essas solucoes. A partir do uso de ferramentas alternativas de moradia, energia, turismo, agricultura, educacao, saude, comunicacao e todas as areas que abrangem a demanda da vida humana na terra. Sua perspectiva multi/transdisciplinar, traduz-se no seu objetivo de formar individuos autonomos, conscientes e mais humanos. A comunidade rural Cha de Jardim, localizada no brejo paraibano na cidade de Areia, tem chamado a atencao de visitantes, pois os moradores desenvolveram uma estrategia de turismo de base comunitaria onde eles sao os protagonistas, criando e auto gerenciando seus recursos e suas praticas turisticas em prol da sustentabilidade local; e isso vem contribuindo na valorizacao e resgate de seus costumes A abordagem realizada por esse turismo configura-se nas praticas da permacultura. Mas para alem dessa questao, outras demandas sociais possuem uma base comunitaria forte que marcam a comunidade e confirmam a presenca de recursos permaculturais. Dando-se a partir da formacao dos vinculos afetivos e do senso de se viver em comunidade, a partir de redes de trocas e apoios mutuos. Essa pesquisa buscou responder a questao: “Pode a permacultura contribuir com a sustentabilidade da comunidade rural Cha de Jardim, Areia - PB?”. Para tal, estudou-se os referenciais teoricos da permacultura, sustentabilidade e turismo de base comunitaria no espaco rural. Realizou-se entrevistas qualitativas com os membros da comunidade para investigar os elementos permaculturais presentes, problematicas em geral, assim como percepcoes sobre o local e sobre o turismo. E utilizou-se como metodo de analise dos resultados, a flor da permacultura a partir de uma avaliacao dos criterios de sustentabilidade. Ao final expomos as problematicas identificadas no local pelos informantes, para tecer contribuicoes da permacultura. Percebemos que varios elementos permaculturais existentes contribuem com a sustentabilidade da comunidade rural Cha de Jardim. Ha praticas que estao crescendo e se fortalecendo gradativamente, e que esse crescimento e resultante de uma conscientizacao da comunidade advinda de uma luta pela permanencia no campo. Ademais, mesmo as praticas que estao decrescendo podem ser reconfiguradas e tornar-se um potencial criativo de mudanca, pois elas ja fazem parte de seus costumes, e entao necessitaria apenas de iniciativa local e/ou externa visando a continuacao das mesmas. Entretanto o maior resultado da pesquisa, foi perceber que a comunidade se tornou para a pesquisa, um ‘exemplo em construcao’ de permacultura na pratica, e e a partir desses exemplos que podemos aprimorar essa propria ‘ciencia’. Pois esse senso de comunidade e humanidade entre os envolvidos, e aprendido pela simplicidade em que sao transmitidos e pela convivencia diante de dificuldades. E e a partir desse senso de comunidade e consciencia, que o uso eficiente dos recursos do meio ambiente, terao efetividade e empoderamento por parte da comunidade.
  • VALDIR JOSÉ COSTA PADILHA
  • Diagnóstico de modelos criação e comportamento de forrageamento de Melipona scutellaris e M. quadrifasciata em área de Mata Atlântica de Sergipe, nordeste do Brasil.
  • Data: 30/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento de forrageamento das especies de abelhas sem ferrao Melipona scutellaris e Melipona quadrifasciata, atraves da criacao racional destas especies em um mesmo espaco, considerando-se os modelos usados pelos produtores regionais do Estado de Sergipe, Nordeste do Brasil. No I Capitulo foram caracterizados os modelos de producao visando avaliar questoes de rentabilidade economica da producao, a percepcao ecologica em relacao aos servicos ambientais de polinizacao e a preservacao de especies de abelhas e plantas. A pesquisa foi conduzida junto a meliponicultores residentes em municipios e Comunidades das Regioes da Grande Aracaju (Sao Cristovao 1, Itaporanga D’ajuda 3), Sul Sergipano (Santa Luzia do Itanhy 1, Estancia 1), Agreste Central Sergipano (Campo do Brito 1) e Leste Sergipano (Japaratuba 2). Foram realizadas 9 visitas sendo constatado que a meliponicultura no Estado de Sergipe e tratada como atividade secundaria, alem de ser voltada para complementacao de renda das familias agricultoras e consumo proprio, sendo conduzida como um hobby, sem grandes investimentos. A producao de mel das especies de abelhas sem ferrao e extremamente valorizada, possuindo um alto valor de mercado e aceitabilidade por parte dos consumidores, quando da sua comercializacao, demonstrando que a viabilidade economica se equipara a atividade apicola. Alem disso, os produtores possuem uma percepcao sobre a importancia ecologica das Meliponas para manutencao da biodiversidade local. Diante da realidade apresentada, verificou-se a necessidade de organizacao dos produtores e um aporte maior do governo para o desenvolvimento da meliponicultura a qual tem potencial para propiciar o aumento da renda de agricultores familiares, alem de contribuir para a manutencao da biodiversidade do Bioma da Mata Atlantica. O II Capitulo avaliou o comportamento de forrageamento das especies de abelhas sem ferrao Melipona scutellaris e M. quadrifasciata, atraves da criacao racional destas especies em um mesmo espaco. A pesquisa foi conduzida no meliponario do Instituto Federal de Sergipe (IFS), Sao Cristovao, SE, durante os meses de junho a dezembro. Para realizacao do experimento foram observadas tres colonias de cada especie, nas quais se observou, mensalmente, das 5 as 17h o fluxo de abelhas saindo e entrando e o tipo de material que estas transportavam. As informacoes coletadas na entrada das colonias foram correlacionadas (Correlacao de Spearman) com dados climaticos, temperatura e umidade relativa do ar, coletados por meio de termometro digital instalado no meliponario no momento das avaliacoes. A frequencia de atividades foi testada atraves da Estatistica Circular. As cargas coletadas em maior quantidade durante as atividades de forrageamento foram respectivamente nectar e agua, polen e em menor quantidade resina e barro. Ambas as especies demonstraram estar significativamente mais ativas para coleta de polen e nectar no inicio da manha. A acao conjunta das variacoes climaticas de temperatura e umidade influenciaram na atividade de voo de M. quadrifasciata e M. scutellaris, sendo que para ambas as especies houve reducao de atividades com o aumento da temperatura e diminuicao da umidade relativa. Porem, em relacao as duas especies, houve divergencia em relacao ao comportamento de forrageamento, enquanto M. quadrifasciata concentrou suas atividades externas de 05 as 09 horas da manha, com maior representatividade de coleta de nectar e agua, polen, barro e resina, M. scutellaris apresentou representatividade de coleta de polen concentrada de 05 as 11 horas e fluxo praticamente durante todo o dia de coleta de nectar e agua e em menor percentual barro e resina. Os resultados apresentados do comportamento de forrageamento sugerem que a criacao racional das especies M. quadrifasciata e M. scutellaris pode ser desenvolvida concomitantemente em meliponarios sem prejuizos, haja vista que divergem nos horarios de maior fluxo e cargas coletadas ao longo do dia.
  • VALDIR JOSÉ COSTA PADILHA
  • Diagnóstico de modelos criação e comportamento de forrageamento de Melipona scutellaris e M. quadrifasciata em área de Mata Atlântica de Sergipe, nordeste do Brasil.
  • Data: 30/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento de forrageamento das especies de abelhas sem ferrao Melipona scutellaris e Melipona quadrifasciata, atraves da criacao racional destas especies em um mesmo espaco, considerando-se os modelos usados pelos produtores regionais do Estado de Sergipe, Nordeste do Brasil. No I Capitulo foram caracterizados os modelos de producao visando avaliar questoes de rentabilidade economica da producao, a percepcao ecologica em relacao aos servicos ambientais de polinizacao e a preservacao de especies de abelhas e plantas. A pesquisa foi conduzida junto a meliponicultores residentes em municipios e Comunidades das Regioes da Grande Aracaju (Sao Cristovao 1, Itaporanga D’ajuda 3), Sul Sergipano (Santa Luzia do Itanhy 1, Estancia 1), Agreste Central Sergipano (Campo do Brito 1) e Leste Sergipano (Japaratuba 2). Foram realizadas 9 visitas sendo constatado que a meliponicultura no Estado de Sergipe e tratada como atividade secundaria, alem de ser voltada para complementacao de renda das familias agricultoras e consumo proprio, sendo conduzida como um hobby, sem grandes investimentos. A producao de mel das especies de abelhas sem ferrao e extremamente valorizada, possuindo um alto valor de mercado e aceitabilidade por parte dos consumidores, quando da sua comercializacao, demonstrando que a viabilidade economica se equipara a atividade apicola. Alem disso, os produtores possuem uma percepcao sobre a importancia ecologica das Meliponas para manutencao da biodiversidade local. Diante da realidade apresentada, verificou-se a necessidade de organizacao dos produtores e um aporte maior do governo para o desenvolvimento da meliponicultura a qual tem potencial para propiciar o aumento da renda de agricultores familiares, alem de contribuir para a manutencao da biodiversidade do Bioma da Mata Atlantica. O II Capitulo avaliou o comportamento de forrageamento das especies de abelhas sem ferrao Melipona scutellaris e M. quadrifasciata, atraves da criacao racional destas especies em um mesmo espaco. A pesquisa foi conduzida no meliponario do Instituto Federal de Sergipe (IFS), Sao Cristovao, SE, durante os meses de junho a dezembro. Para realizacao do experimento foram observadas tres colonias de cada especie, nas quais se observou, mensalmente, das 5 as 17h o fluxo de abelhas saindo e entrando e o tipo de material que estas transportavam. As informacoes coletadas na entrada das colonias foram correlacionadas (Correlacao de Spearman) com dados climaticos, temperatura e umidade relativa do ar, coletados por meio de termometro digital instalado no meliponario no momento das avaliacoes. A frequencia de atividades foi testada atraves da Estatistica Circular. As cargas coletadas em maior quantidade durante as atividades de forrageamento foram respectivamente nectar e agua, polen e em menor quantidade resina e barro. Ambas as especies demonstraram estar significativamente mais ativas para coleta de polen e nectar no inicio da manha. A acao conjunta das variacoes climaticas de temperatura e umidade influenciaram na atividade de voo de M. quadrifasciata e M. scutellaris, sendo que para ambas as especies houve reducao de atividades com o aumento da temperatura e diminuicao da umidade relativa. Porem, em relacao as duas especies, houve divergencia em relacao ao comportamento de forrageamento, enquanto M. quadrifasciata concentrou suas atividades externas de 05 as 09 horas da manha, com maior representatividade de coleta de nectar e agua, polen, barro e resina, M. scutellaris apresentou representatividade de coleta de polen concentrada de 05 as 11 horas e fluxo praticamente durante todo o dia de coleta de nectar e agua e em menor percentual barro e resina. Os resultados apresentados do comportamento de forrageamento sugerem que a criacao racional das especies M. quadrifasciata e M. scutellaris pode ser desenvolvida concomitantemente em meliponarios sem prejuizos, haja vista que divergem nos horarios de maior fluxo e cargas coletadas ao longo do dia.
  • RAONÍ DA COSTA LIMA
  • BATIMETRIA E ANÁLISE ESPACIAL DE MACROBENTÔNICOS DOS RECIFES DA PRAIA DO SEIXAS, JOÃO PESSOA, PARAÍBA, BRASIL.
  • Data: 30/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O recife do Seixas tornou- se, nos ultimos anos, um dos pontos turisticos mais importantes da cidade de Joao Pessoa, gracas a exploracao comercial do turismo, nao ha, no entanto no recife do Seixas nenhuma iniciativa ate o ano de realizacao deste trabalho nao foram registradas atividade no sentido de regulamentar esta atividade na area, ja que ela assim como outras desenvolvidas no local, como a pesca e extracao de materiais, estao relacionadas a impactos ambientais. O recife do Seixas possui uma importancia ecologica fundamental, pois oferece suporte a especies bentonicas e toda uma rede de interacoes a elas relacionadas, alem disso, a preservacao do recife e fundamental para mitigar os processos erosivos nas praias adjacentes. Neste sentido, visando promover um aprofundamento do conhecimento da area e fomentar atividades que possam preserva-lo foi desenvolvido um mapeamento batimetrico do corpo recifal que revelou uma forma bastante complexa com altimetrias medias decrescentes de leste para oeste. Alem da batimetria foram desenvolvidos mapas da espacializacao das macroalgas dominantes na cobertura, com base em quadrats georreferenciados que evidenciaram tendencias na distribuicao das especies relacionadas a elementos da paisagem, como a propria batimetria.
  • MARCOS DE OLIVEIRA SANTOS
  • USO DE FONTES SUSTENTÁVEIS COMO ALTERNATIVA PARA SISTEMAS DE BOMBEAMENTO DE ÁGUA
  • Data: 28/03/2017
  • Hora: 13:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho tem por objetivo elaborar uma proposta que consiste na eficiencia de um sistema hibrido eolico-fotovoltaico de baixo custo para bombeamento de agua, chamado de SHEFB com a finalidade de captacao de agua para comunidades isoladas, principalmente em areas remotas devido a falta de rede de distribuicao de energia eletrica. Para geracao de energia foi implantado duas fontes de energias renovaveis utilizados juntos a energia solar e eolica compondo de tres Placas fotovoltaicas de 65 W cada, totalizando uma potencia de 195W e um Aerogerador de 160W que carregarao uma bateria de 165Ah e esta, por sua vez, fara a alimentacao da bomba hidraulica SHURFLO 8000. Para o funcionamento do SHEFB precisou anteriormente de uma avaliacao do recurso solar e eolico da cidade onde o sistema foi implantado, escolha do local, montagem dos equipamentos. Atraves da aquisicao de dados no qual foi utilizado um microcontrolador Arduino Uno R3 para ligar e desligar em horario programado por 5 horas (08h00min as 13h00min) para bombeamento de agua para os reservatorios inferior e superior, medindo o fluxo de agua atraves de sensores. Foi possivel adquirir resultados da vazao de forma significativa, como se comportou os sistemas utilizando as fontes de energia individualmente tanto na energia fotovoltaica e energia eolica, e na utilizacao das duas energias juntas no caso sistema hibrido. Com o sistema hibrido eolico-fotovoltaico de bombeamento de agua foi comprovado que o hibridismo das duas energias se complementa sendo a melhor opcao para o funcionamento do sistema proposto e adequado para aplicacao no local do teste.
  • DINA FAUSTINO BEZERRA
  • Criação de uma Proposta de Metodologia para Compras Sustentáveis no Instituto Federal de Sergipe - Campus Lagarto
  • Data: 24/02/2017
  • Hora: 15:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As instituicoes publicas brasileiras tem adotado politicas sustentaveis com medidas socioeducativas, as licitacoes verdes sao exemplos de promocao ao desenvolvimento sustentavel, mediante a utilizacao de criterios sociais, ambientais e economicos nas aquisicoes de bens, contratacoes de servicos e execucao de obras. O Instituto Federal de Sergipe (IFS) Campus Lagarto, faz pequenas compras sustentaveis, a exemplo do papel reciclado, mas, nao tem como pratica as compras sustentaveis, dada a nao existencia de um metodo facilitador para a realizacao das licitacoes sustentaveis. As pequenas compras sao realizadas pela Reitoria do IFS, por adesao de Ata de licitacao (carona). Este estudo, portanto, propoe a criacao de uma metodologia de compras sustentaveis nesta autarquia Federal. Esta pesquisa de carater qualitativo-descritiva se utiliza de questionario semiestruturado com o objetivo de captar informacoes dos servidores do IFS acerca da utilizacao de licitacoes sustentaveis no ambito do Instituto, da percepcao ambiental e dos principais entraves das compras sustentaveis. Os resultados apontam para a necessidade da proposicao de uma metodologia de compras sustentaveis para nortear as aquisicoes de bens e servicos. Pretende-se com esta proposicao dinamizar o processo de compras no IFS, agilizando as etapas e procedimentos das compras. Assim, em conformidade com as Leis de compras sustentaveis, espera-se que o IFS exerca seu poder de compras, o que leve a um ganho socioambiental, a promocao do desenvolvimento sustentavel.
  • FLÁDSON RICARDO MENDES DOS SANTOS
  • A PERCEPÇÃO DOS GESTORES DO INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE – IFS CAMPUS LAGARTO ACERCA DAS LICITAÇÕES SUSTENTÁVEIS
  • Data: 24/02/2017
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A necessidade das nacoes de promover o crescimento de suas economias sem destruir o meio ambiente ou sacrificar o bem-estar das futuras geracoes, transformando sobretudo, o mundo dos negocios, tornou-se um desafio na atualidade. Diante da sua primordial relevancia, a sustentabilidade passou a ocupar cada vez mais espaco nas diversas discussoes e nos ultimos tempos os olhares estao voltados para a Administracao Publica, muito provavelmente pelo seu poder estatal, com dever constitucional de implementar politicas publicas que colaborem com a economia na utilizacao dos recursos naturais, garantindo sua preservacao e contribuindo efetivamente com a possibilidade do provimento desses recursos para as geracoes futuras. O presente trabalho tem como objetivo diagnosticar a percepcao dos gestores do Instituto Federal de Sergipe (IFS) – Campus Lagarto, acerca das licitacoes sustentaveis, destacando-se os beneficios economicos, sociais e ambientais na aquisicao de produtos e servicos sustentaveis e ainda apontando elementos que possam porventura subsidiar a implementacao de um processo formal de aquisicoes sustentaveis naquela instituicao. Com relacao a metodologia aplicada, o estudo classifica-se quanto aos procedimentos como pesquisa de campo, quanto a abordagem como qualitativa-descritiva, utilizando-se de um questionario estruturado para coleta dados, para tratamento dos dados, utilizou-se a tecnica de clusters aliada a um indice denominado Grau de Visao Sobre Licitacoes Sustentaveis (GVLS). Percebe-se que 70,58% dos gestores tem uma visao ecocentrica sobre as licitacoes sustentaveis, o que se torna o principal elemento para subsidiar a implementacao de um processo formal de aquisicoes sustentaveis no IFS – Campus Lagarto. Os resultados apontam para o fato de que os gestores se sensibilizam sobre a possibilidade de mudancas de comportamento, seja de ordem funcional ou institucional, para a adocao das licitacoes sustentaveis. Assim, sugere-se ao IFS – Campus Lagarto, a implementacao das licitacoes sustentaveis, utilizando-se da regulamentacao e padronizacao dos procedimentos licitatorios, formatacao de um plano de contratacoes sustentaveis, criacao de programas de educacao ambiental extensiva a gestores e servidores, aplicacao de pesquisas periodicas de percepcao ambiental, abrangendo a comunidade interna e externa e fortalecendo a comunicacao interna acerca de procedimentos e normas vigentes.
  • FLÁDSON RICARDO MENDES DOS SANTOS
  • A PERCEPÇÃO DOS GESTORES DO INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE – IFS CAMPUS LAGARTO ACERCA DAS LICITAÇÕES SUSTENTÁVEIS
  • Data: 24/02/2017
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A necessidade das nacoes de promover o crescimento de suas economias sem destruir o meio ambiente ou sacrificar o bem-estar das futuras geracoes, transformando sobretudo, o mundo dos negocios, tornou-se um desafio na atualidade. Diante da sua primordial relevancia, a sustentabilidade passou a ocupar cada vez mais espaco nas diversas discussoes e nos ultimos tempos os olhares estao voltados para a Administracao Publica, muito provavelmente pelo seu poder estatal, com dever constitucional de implementar politicas publicas que colaborem com a economia na utilizacao dos recursos naturais, garantindo sua preservacao e contribuindo efetivamente com a possibilidade do provimento desses recursos para as geracoes futuras. O presente trabalho tem como objetivo diagnosticar a percepcao dos gestores do Instituto Federal de Sergipe (IFS) – Campus Lagarto, acerca das licitacoes sustentaveis, destacando-se os beneficios economicos, sociais e ambientais na aquisicao de produtos e servicos sustentaveis e ainda apontando elementos que possam porventura subsidiar a implementacao de um processo formal de aquisicoes sustentaveis naquela instituicao. Com relacao a metodologia aplicada, o estudo classifica-se quanto aos procedimentos como pesquisa de campo, quanto a abordagem como qualitativa-descritiva, utilizando-se de um questionario estruturado para coleta dados, para tratamento dos dados, utilizou-se a tecnica de clusters aliada a um indice denominado Grau de Visao Sobre Licitacoes Sustentaveis (GVLS). Percebe-se que 70,58% dos gestores tem uma visao ecocentrica sobre as licitacoes sustentaveis, o que se torna o principal elemento para subsidiar a implementacao de um processo formal de aquisicoes sustentaveis no IFS – Campus Lagarto. Os resultados apontam para o fato de que os gestores se sensibilizam sobre a possibilidade de mudancas de comportamento, seja de ordem funcional ou institucional, para a adocao das licitacoes sustentaveis. Assim, sugere-se ao IFS – Campus Lagarto, a implementacao das licitacoes sustentaveis, utilizando-se da regulamentacao e padronizacao dos procedimentos licitatorios, formatacao de um plano de contratacoes sustentaveis, criacao de programas de educacao ambiental extensiva a gestores e servidores, aplicacao de pesquisas periodicas de percepcao ambiental, abrangendo a comunidade interna e externa e fortalecendo a comunicacao interna acerca de procedimentos e normas vigentes.
  • DINA FAUSTINO BEZERRA
  • Criação de uma Proposta de Metodologia para Compras Sustentáveis no Instituto Federal de Sergipe - Campus Lagarto
  • Data: 24/02/2017
  • Hora: 13:00
  • Mostrar Resumo
  • As instituicoes publicas brasileiras tem adotado politicas sustentaveis com medidas socioeducativas, as licitacoes verdes sao exemplos de promocao ao desenvolvimento sustentavel, mediante a utilizacao de criterios sociais, ambientais e economicos nas aquisicoes de bens, contratacoes de servicos e execucao de obras. O Instituto Federal de Sergipe (IFS) Campus Lagarto, faz pequenas compras sustentaveis, a exemplo do papel reciclado, mas, nao tem como pratica as compras sustentaveis, dada a nao existencia de um metodo facilitador para a realizacao das licitacoes sustentaveis. As pequenas compras sao realizadas pela Reitoria do IFS, por adesao de Ata de licitacao (carona). Este estudo, portanto, propoe a criacao de uma metodologia de compras sustentaveis nesta autarquia Federal. Esta pesquisa de carater qualitativo-descritiva se utiliza de questionario semiestruturado com o objetivo de captar informacoes dos servidores do IFS acerca da utilizacao de licitacoes sustentaveis no ambito do Instituto, da percepcao ambiental e dos principais entraves das compras sustentaveis. Os resultados apontam para a necessidade da proposicao de uma metodologia de compras sustentaveis para nortear as aquisicoes de bens e servicos. Pretende-se com esta proposicao dinamizar o processo de compras no IFS, agilizando as etapas e procedimentos das compras. Assim, em conformidade com as Leis de compras sustentaveis, espera-se que o IFS exerca seu poder de compras, o que leve a um ganho socioambiental, a promocao do desenvolvimento sustentavel.
  • FERNANDO VIEIRA ROCHA
  • CARACTERIZAÇÃO E ESTADO DE CONSERVAÇÃO DE ESPÉCIES LENHOSAS UTILIZADAS EM UM QUILOMBO NO LITORAL DO NORDESTE DO BRASIL
  • Data: 24/02/2017
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso intenso dos recursos naturais pela humanidade resultou na destruicao de vastas areas de ambientes nativos. Essa realidade levou diversas ciencias a concentrarem esforcos na delimitacao e identificacao de areas e especies prioritarias para a conservacao. Nesse sentido, os estudos etnoecologicos contribuem descrevendo a forma como as sociedades se relacionam com a natureza, fornecendo alternativas contextualizadas para as praticas de exploracao e gestao da biodiversidade. Frente ao exposto, o presente trabalho teve o objetivo de caracterizar e classificar quanto ao estado de conservacao, as especies lenhosas que sao utilizadas diretamente dos remanescentes florestais, pela comunidade quilombola Ipiranga, municipio do Conde-PB. As informacoes sobre o uso das plantas lenhosas, foram obtidas atraves de entrevistas semiestruturadas, aplicadas a oito informantes, definidos pelo metodo ‘bola de neve’. A disponibilidade das plantas na natureza, foi verificada atraves de um levantamento fitossociologico realizado no principal remanescente florestal, o qual possui cerca de 11 ha. Foram dispostas 100 parcelas de 10 X 10 metros, distantes 20 m entre si, nelas foram amostrados todos os individuos com CAP>5 cm e com no minimo 1 m de altura. As especies foram agrupadas em categorias de usos e para cada especie foi calculado o Valor de Uso, Indice de Prioridade de Conservacao Local (IPC) e os parametros fitossociologicos. Foram citadas como uteis 64 especies, pertencentes 27 familias e 44 generos. Os informantes atribuiram 48 tipos de usos para as plantas citadas. A categoria de uso tecnologia teve a maior riqueza de especies. Grande parte dos usos verificados e realizado atraves da extracao do tronco, principalmente para a fabricacao de varas de sustentacao do inhame e pecas artesanais. Os Valores de Usos por familia variaram entre 0,5 e 7,625, com maior destaque para familia Leguminosae. Quanto ao IPC, das especies analisadas, 16 se enquadraram na categoria 1, 41 na categoria 2 e 7 na categoria 3. O estudo mostrou que a maior parte da plantas utilizadas, necessitam de intervencoes quanto aos meios de extracao e frequencia de colheita, indicando tambem, que os esforcoes iniciais de conservacao devem ser voltados para Handroanthus impetiginosus (Pau d'arco) e Bowdichia virgilioides (Sucupira), por apresentarem a maior pontuacao no IPC, registrar uma baixa densidade e possuir usos essencialmente relacionados com a extracao da entrecasca e madeira.
  • ANTONIO HENRIQUE MARTINS CARNEIRO DA CUNHA
  • UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E OS DESAFIOS PARA A SUA GESTÃO: UMA ANÁLISE DA SITUAÇÃO DO PARQUE ESTADUAL MATA DO XÉM-XÉM, BAYEUX, PB
  • Data: 23/02/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O processo de fragmentacao de habitats ocorrido em biomas como a Mata Atlantica, e um dos entraves a conservacao da biodiversidade. Tal processo origina-se dos usos conflitantes gerados, tanto pelas diversas demandas da sociedade, quanto pelas proprias alteracoes das condicoes originalmente existentes. Desde o seculo XX, adota-se a criacao de areas protegidas (Unidades de Conservacao) como instrumento para a preservacao ambiental de fragmentos de florestas remanescentes do processo de producao do espaco. No entanto, apesar de representar um avanco para a conservacao da natureza, apenas a criacao de unidades de conservacao (UCs) nao assegura a efetividade daquilo a que se propoe, portanto, destaca-se a avaliacao dessas areas como ferramenta para a gestao ambiental. O Parque Estadual Mata do Xem-Xem, objeto de estudo desta pesquisa, e um fragmento de Mata Atlantica com 189 ha, localizado em ambiente urbano e possui grande importancia para a conservacao da biodiversidade, porem enfrenta diversas pressoes e ameacas decorrentes do processo de expansao urbana do municipio em que se localiza. Este trabalho evidencia os desafios a gestao ambiental da unidade em questao e aponta diretrizes para subsidiar acoes de gerenciamento e aponta como sendo um grande desafio na implementacao de UCs e assegurar a efetividade do manejo. Para isso, utilizou uma metodologia de avaliacao de UCs (adaptada) com o objetivo de quantificar, qualificar conflitos existentes e avaliar a efetividade da gestao do parque, a qual, nesse sentido, se mostrou eficaz, e apontou as lacunas existentes na gestao do parque. Para realizacao da pesquisa tambem foram utilizadas ferramentas de geoprocessamento que possibilitaram o mapeamento dos diferentes elementos e atores envolvidos na UC e em seu entorno.
  • FELIPE WIELEWSKI DO CARMO
  • VULNERABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DOS MORADORES DO ESTUÁRIO DO RIO PARAÍBA-PB FRENTE AS MUDANÇAS CLIMÁTICAS E VARIAÇÕES DO NÍVEL DO MAR
  • Data: 23/02/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo procura elucidar a vulnerabilidade percebida de individuos e comunidades costeiras ao longo do Estuario do Rio Paraiba-PB, assim como a percepcao de especialistas academicos e tomadores de decisao e leigos, sobre a susceptibilidade de serem afetados negativamente pelas alteracoes climaticas e elevacao do nivel do mar. A pesquisa parte da premissa de que ao ouvir, discutir e comparar informacoes, reduz-se a assimetria de informacao entre os atores, instituicoes de pesquisa, orgaos de controle, fiscalizacao e gestao. Assim, aprende-se mais, percebe-se mais e viabiliza-se a discussao sobre politicas publicas realmente eficientes de adaptacao a mudanca climatica e aumento do nivel do mar, com a finalidade de melhorar a capacidade de adaptacao e a resiliencia das comunidades ribeirinhas e do entorno, do estuario do Rio Paraiba. A crise climatica e o principal problema ambiental contemporaneo, possui multiplas e complexas implicacoes e tem entre seus impactos prioritarios os territorios e comunidades costeiras. A abordagem metodologica conjuga coleta de informacoes qualitativa e quantitativa por meio de entrevistas e questionarios, respectivamente. Investigou-se os conhecimentos tradicionais, conhecimentos formais e a percepcao de risco sobre as mudancas climaticas e suas consequencias para a populacao residente no Estuario e na zona costeira paraibana, atraves de revisao da literatura das areas conexas ao tema, de pesquisa documental de dados secundarios, da observacao sistematica de sua dinamica. A pesquisa demonstrou que ha certa consonancia entre os conhecimentos e percepcoes de pescadores, leigos e especialistas. Expressada, por exemplo, na frequente preocupacao com um inevitavel reordenamento da ocupacoes em areas de risco devido a erosao e inundacao, e sobre um futuro mais violento devido a escassez de recursos, consequencias das mudancas climaticas e da ma gestao. Tambem demonstrou que existem relacoes ecologicas, sociais, oceanograficas e climaticas que nao sao claramente percebidas pelos atores ouvidos na pesquisa e que podem representar riscos futuros na gestao do problema.
  • MONIQUE ALESSANDRA SEIDEL
  • PERCEPÇÕES QUANTO AOS RISCOS E IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS DO POLO CIMENTEIRO NO LITORAL SUL PARAIBANO
  • Data: 23/02/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Desde 2011 se anuncia o estabelecimento de um Polo Cimenteiro no litoral sul do estado da Paraiba, regiao rica em calcario, dependente economicamente do turismo, da agropecuaria e tambem de tradicao pesqueira. O polo seria composto de cinco fabricas, em conjunto com a fabrica ja existente na capital Joao Pessoa. Algumas ja operam, outras ainda estao sendo instaladas, mas os projetos ja tiveram diversos tipos de reacao da sociedade, desde o apoio relacionado a geracao de empregos ate o conflito pela disputa do territorio e pelos impactos ambientais. Nessa pesquisa investiga-se as percepcoes de atores sociais diversos como os representantes das agencias reguladoras, dos governos municipal e estadual, das empresas, dos movimentos sociais e ambientais, das comunidades atingidas e especialistas, quanto aos riscos e impactos socioambientais relativos ao Polo. Duas fabricas foram escolhidas como recorte do estudo: a fabrica da Cimpor/Intercement no municipio do Conde, em processo de instalacao e a fabrica da Elizabeth Cimentos na divisa de Alhandra e Pitimbu, ja em operacao. O objetivo e averiguar as diferencas na percepcao dos atores sociais considerando seu nivel de informacao sobre o tema, sua participacao nas tomadas de decisoes acerca dos projetos, sua proximidade geografica das fabricas e exposicao aos impactos ambientais e sociais. Alem disso serao discutidos a vulnerabilidade economica da populacao, a adocao de uma visao de desenvolvimento economico por meio da industrializacao, a confianca nas instituicoes de controle dos riscos, a relevancia da preocupacao com um o ambiente num futuro proximo ou distante.
  • SANDRA SYLVIA ZIEGLER
  • EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A PEDAGOGIA WALDORF: O ESTUDO DO PROCESSO PEDAGÓGICO DE TRÊS ESCOLAS EM DIÁLOGO COM OS PRINCÍPIOS STEINERNIANOS
  • Data: 22/02/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Na crise ambiental em que nos encontramos, a vida passa a ser considerada a partir das leis do mercado, da ordem economica e tecnologica, em um pensar mecanicista e linear que fraciona o mundo, desconhece a diversidade em suas interfaces e subjuga os saberes tradicionais da humanidade ao conhecimento cientifico. Em meio a esse cenario se faz necessario que tenhamos a nocao do quao pertinente e criar possibilidades de educar o individuo voltando-se para o desenvolvimento de um pensar e agir com autonomia capaz de possibilitar o enfrentamento das diversas crises contemporaneas que nos afligem, pois os tempos vigentes justificam a emergencia desse objetivo que o mundo e as sociedades necessitam perseguir. Nesse contexto, este estudo teve como objetivo promover o dialogo educativo entre diferentes concepcoes e praticas pedagogicas relacionadas a questao socioambiental visando ao enriquecimento mutuo das experiencias e principios observados em tres escolas. Nossa pesquisa teve como foco tres escolas, a saber: uma particular, o Instituto Pessoense de Educacao Integrada (IPEI), outra publica, o Centro Estadual Experimental de Ensino Aprendizagem Sesquicentenario (CEEEA), ambas no municipio de Joao Pessoa, estado da Paraiba, e outra associativa, Waldorf Rural Dende da Serra, na vila de Serra Grande, no municipio de Urucuca, Bahia. Para a realizacao deste estudo optamos pela pesquisa de natureza qualitativa com aproximacoes a uma abordagem etnografica atraves da observacao e de uma enfase subjetiva nos motivos e percepcoes que os atores adotam para olhar e agir sobre o mundo. Para a coleta de dados foram realizadas observacoes sistematicas do cotidiano escolar, a analise documental de dados secundarios, como o Projeto Politico-Pedagogico e os Planos de Curso das escolas, entrevista semiestruturada com professores, especialista em educacao, alunos e funcionarios das escolas investigadas. A analise dos dados foi construida a partir da selecao, organizacao e classificacao do material em nucleos tematicos constituidos por ideias-chave que possibilitarao uma interpretacao livre a partir da teoria desenvolvida no referencial. A partir dos dados parciais apresentados, observamos semelhancas em duas escolas quanto a metodologia e concepcoes pedagogicas teoricas e praticas no processo de ambientalizacao da educacao, as quais se apresentam numa perspectiva distinta em uma terceira escola. Assim sendo, compreendemos que a Pedagogia Waldorf em seus principios e fundamentos dada sua perspectiva holistica, sistemica, inter-trans-multidisciplinar e complexa, pode contribuir de modo relevante a insercao da questao ambiental na educacao.
  • ARYANA SOARES CARDONA
  • EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UM CAMINHO PARA A SUSTENTABILIDADE NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR
  • Data: 22/02/2017
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O crescimento das cidades juntamente com o sistema economico capitalista e a cultura do consumismo exagerado pode promover a exploracao dos recursos naturais a exaustao, a ponto do meio ambiente nao conseguir acompanhar a demanda e se manter equilibrado. Diante disto, este trabalho tem como objetivo analisar a pratica e percepcao dos servidores do IFS/Campus Lagarto sobre a sustentabilidade ambiental e promover a disseminacao do conhecimento sobre desenvolvimento sustentavel, buscando uma sensibilizacao da comunidade quanto a conservacao ambiental. Foi aplicado um questionario aos servidores para investigar o comportamento e percepcao deles em relacao a economia de agua, energia e separacao de residuos solidos, alem de tentar identificar estrategias de sustentabilidade e o envolvimento dos servidores e da gestao com as questoes socioambientais do Campus. O questionario foi analisado quali-quantitativamente e atraves da tecnica de formacao de nuvens de palavras. Baseado nos resultados da percepcao, foram desenvolvidas atividades de sensibilizacao visando a diminuicao de desperdicio e focando mais especificamente no efeito quanto a geracao de residuos solidos. As tematicas ambientais foram trabalhadas atraves de diversas estrategias, como criacao de um grupo na rede social, elaboracao de cartazes educativos, distribuicao de copo plastico permanente e de adesivos informativos. Ao final das atividades, foi avaliado o impacto das mudancas causadas pelas acoes de educacao ambiental. O levantamento demonstrou que no Campus Lagarto ha pontos sustentavelmente negativos, como a ausencia de gerenciamento dos residuos solidos e a carencia de atuacao de um programa de sustentabilidade na Instituicao; como tambem pontos sustentavelmente positivos, como os postes solares e a reutilizacao de materiais descartados nas areas de convivencia. As atividades de educacao ambiental em pouco impactaram na mudanca de comportamento dos servidores para a adocao de praticas sustentaveis, contudo pode-se observar reducao no consumo de copos descartaveis, papel A4 e na realizacao de impressoes pelos setores. Sendo assim, as atividades de sensibilizacao desenvolvidas tiveram exito no seu objetivo de discutir as tematicas e fazer os servidores refletirem, sendo indicado a continuidade do processo educativo para se obter resultados mais efetivos.
  • JACQUELINE DE JESUS AZEVEDO FREIRE
  • AVANÇOS E DESAFIOS DA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL NO INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE: UM ESTUDO DE CASO DO CAMPUS ARACAJU
  • Data: 21/02/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nao e simples alcancar a sustentabilidade, pois nao ha uma formula unica e objetiva para tal como tambem diversos conflitos e contradicoes nessa construcao.A educacao e suas instituicoes tem historicamente sido convocadas nos momentos de crise social e tem inegavelmente um papel relevante a cumprir na cena socioambiental contemporanea ainda que nao tenha todo o poder nem possa agir isoladamente. A atual pesquisa se detem sobre os Institutos Federais de Ensino para investigar o seu potencial educador e sua capacidade de renovar os modelos de formacao de consciencias, conhecimentos e de gestao para responder aos atuais desafios de crise socioambiental em sua comunidade interna. Particularmente, o estudo se refere ao caso do Campus do IFS em Aracaju-SE, tendo como hipotese a premissa de que o IFS Campus Aracaju tem incorporado a dimensao da sustentabilidade ambiental em sua missao, mas vive um processo de transicao que ainda precisa ser aperfeicoado, uma vez que a sustentabilidade e um processo.Em relacao a interdisciplinaridade este estudo conjuga questoes educacionais, ambientais, politicas, sociais e culturais.Por isso, o presente estudo buscou identificar e avaliar os avancos e desafios do IFS Campus Aracaju no processo de internalizacao dos conhecimentos e praticas desenvolvidas nas dimensoes educacionais, de gestao e de relacao com o seu publico interno em relacao as questoes ambientais. Para atender a esta proposta, foi preciso identificar as principais acoes de sustentabilidade desenvolvidas no IFS Campus Aracaju direcionadas a comunidade interna ao Campus; avaliar o grau de envolvimento da comunidade interna em projetos de Sustentabilidade Ambiental desenvolvidos pelo IFS Campus Aracaju; identificar quais os principais problemas ambientais enfrentados pela comunidade academica IFS Campus Aracaju; verificar as politicas internas e externas de Sustentabilidade Ambiental implementadas e nao implementadas e; avaliar a percepcao ambiental da comunidade academica do IFS campus Aracaju. O presente trabalho fez uso de uma metodologia qualitativa com uso complementar de dados quantitativos. A pesquisa foi dividida em tres momentos distintos que se inter-relacionaram provocando o debate e direcionando as conclusoes. Primeiramente, foi feita uma analise documental conteudistica a fim de verificar o que ja esta institucionalizado; Apos a analise documental, foi feita a abordagem dos dados referentes a gestao do campus.Para tanto, foram elencadas as medidas administrativas no tocante a eficiencia energetica, uso da agua, tratamento dos residuos solidos, comunicacao interna e programa IFS Sustentavel.Foram analisados os Projetos Pedagogicos de Cursos (PPCs) ofertados no Campus Aracaju a fim de identificar quais os cursos que estao passando por processo de ambientalizacao curricular, fazendo um levantamento das disciplinas e dos conteudos ofertados.A ultima fase da pesquisa contemplara o estudo da comunidade academica atraves da aplicacao dos questionarios, a fim de verificar a percepcao ambiental da comunidade. A partir da analise dos dados parciais, observa-se que a instituicao em estudo passa por um processo de ambientalizacao, mas que ainda precisa trilhar passos mais longos e objetivos rumo a sustentabilidade.
  • RAISSA BORGES OLIVEIRA
  • VULNERABILIDADE À SECA PARA A REGIÃO SEMIÁRIDA: ESTUDO DE CASO DE QUATRO MUNICÍPIOS PARAIBANOS
  • Data: 21/02/2017
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A regiao semiarida brasileira traz um quadro historico de grandes ocorrencias de secas. Desse modo, a promocao do desenvolvimento e de melhorias na qualidade de vida tem sido comprometida pela incidencia de secas, aumentando assim a vulnerabilidade nessa regiao. Secas de moderada intensidade, que anteriormente causavam so pequeno impacto, atualmente podem resultar em consequencias economicas serias e grandes impactos ao meio ambiente. Portanto, pode ser dificil determinar se e a frequencia da seca que esta aumentando ou simplesmente se e a nossa vulnerabilidade a ela que aumentou. Sendo assim, este trabalho objetivou-se a avaliar a vulnerabilidade socioambiental as secas, por meio de indicadores apropriados em quatro municipios do semiarido paraibano, sejam eles: Cabaceiras, Cajazeiras, Patos e Princesa Isabel. A metodologia consistiu na adaptacao e aplicacao dos indicadores de vulnerabilidade a seca de Rosendo (2014). Os indicadores consideram a vulnerabilidade a partir dos fatores de exposicao, sensibilidade e capacidade adaptativa, utilizando-se dados dos municipios principalmente do ano de 2010, oriundos de orgaos governamentais e nao governamentais, em sites oficiais e por meio de trabalhos de campo. Para adaptacao do parametro que compoem o indicador de Exposicao; e consideracao de mais um parametro para a representacao do indicador de Capacidade Adaptativa, esta sendo realizada consulta a especialistas, por meio de um questionario com perguntas objetivas. A consulta ate o presente tende a ser consensual. Os resultados obtidos indicam que os municipios de Cabaceiras e Cajazeiras apresentaram o mesmo valor de exposicao, sendo Patos o menos exposto, principalmente por causa das carateristicas do evento da seca. Em relacao ao indicador de sensibilidade, o municipio que apresentou o maior valor foi Cabaceiras. Entretanto, para o indicador capacidade adaptativa o municipio de Cabaceiras foi o que obteve melhor desempenho, principalmente no que diz respeito ao sub-indicador de governabilidade que se sobre sai quando comparado aos demais municipios estudados. Em sintese e avaliando de forma geral os Indices de Vulnerabilidade a Seca, encontrado nos municipios estudados, ve-se que Cabaceiras e o municipio que se mostra mais vulneravel, com 0,4598. Mesmo apresentando a melhor capacidade de adaptacao, Cabaceiras ainda encontra-se com elevada sensibilidade quando comparada aos demais municipios. A conclusao do estudo encontra-se em fase de construcao.
  • VIVIANE DOS SANTOS SOUSA
  • ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA A CONSERVAÇÃO: UM ESTUDO DA SOCIOBIODIVERSIDADE ESTUARINA DO RIO PARAIBA DO NORTE.
  • Data: 21/02/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As Areas Prioritarias para a conservacao da biodiversidade, foram criadas pelo Ministerio do Meio Ambiente como estrategia de conservacao, levando em consideracao o conceito de hotspots, ou seja, areas que concentram altos niveis de biodiversidade e maior pressao antropica. Na Paraiba uma das areas prioritarias, e Estuario do Rio Paraiba do Norte, situado na porcao mediana do litoral contemplando as cidades de Cabedelo, Lucena, Joao Pessoa, Santa Rita e Bayeux. A regiao apresenta um conjunto de ecossistemas associados e uma intensa urbanizacao, consequentemente diversas perturbacoes socioambientais. O presente estudo teve como objetivo geral analisar a conservacao da sociobiodiversidade da regiao estuarina do rio Paraiba do Norte, a partir da literatura disponivel e da interpretacao dos atores sociais. A pesquisa foi considerada um Estudo de Caso, apresentou como percurso metodologico revisao bibliografica, analise do documentos, entrevistas e visitas de campo. Se caracterizou como pesquisa qualitativa sendo descritiva e exploratoria numa abordagem reflexiva. Para a fase qualitativa, adotou-se a analise de conteudo, como tambem quadro de variaveis, categorias e atributos. Em relacao aos resultados da analise da biodiversidade, constatou-se em geral que a regiao apresenta condicao de favorabilidade ao equilibrio ecologico de acordo com criterios de diversidade de especies. Porem se registrou presenca de exoticas na flora e fauna, o que nao representa ainda um estado de vulnerabilidade ecologica, mas preocupa visto que umas das especies da fauna esta sobreexplotacao, como e o caso do caranguejo-uca, uma especie utilizada como recurso extrativista e de auto consumo das comunidades tradicionais do estuario, fato que afeta diretamente a sociobiodiversidade. Para analise da sociobiodiversidade, constatou-se que sobre as politicas publicas na interpretacao dos atores sociais apresenta condicoes desfavoraveis no tocante a sua efetividade. Em relacao ao estado de conservacao, tambem sinalizam condicoes desfavoraveis ao equilibrio ecologico. E quanto as mudancas na biodiversidade local, demonstrou falta de conservacao, desta forma descomprometimento com equilibrio ecologico. Referente a base produtiva primaria e o conhecimento tradicional apresentaram condicoes desfavoraveis quanto a satisfacao local e o equilibrio ecologico. Constatou-se a necessidade de uma gestao integrada dos municipios, assim como acoes participativas dos atores sociais locais para elaboracao e efetivacao de politicas para sociobiodiversidade, e estimulos para arranjos produtivos locais que estimulem e conservem o conhecimento tradicional.
  • LUIZ CARLOS GONÇALVES
  • FORTALECIMENTO DO TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA NA ILHA MEM DE SÁ, ITAPORANGA D’AJUDA, SE, ATRAVÉS DA GASTRONOMIA
  • Data: 17/02/2017
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O turismo e um setor economico que pode contribuir para o desenvolvimento de regioes que apresentam potencialidades turisticas, melhorando a qualidade de vida dessas comunidades. O objetivo deste trabalho foi contribuir para fortalecer o desenvolvimento do Turismo Base comunitaria na Ilha do Mem de Sa, na cidade de Itaporanga D'Ajuda, Estado do Sergipe – Regiao nordeste do Brasil. A comunidade tem em suas praticas economicas uma forte interacao com a natureza, com a pesca do caranguejo-uca e do aratu vermelho como importante fonte de renda para os moradores da regiao. O trabalho foi desenvolvido com o grupo de catadores e marisqueiras dessas especies e divididos em tres estagios. Na primeira etapa foi realizada uma pesquisa socio demografica, de saude e meio ambiente utilizando-se uma estrutura de questionario e a metodologia snowball. Tambem foi realizado um mapeamento geografico da area de pesca e analise microbiologica da agua e sedimento dos pontos de coleta dos crustaceos. A segunda etapa foi o desenvolvimento de tres linguicas, utilizando como principal materia-prima o Aratu vermelho e o caranguejo-uca. Analises microbiologicas e fisicas quimicas foram realizadas para verificar a estabilidade das linguicas apos congelamento por 30 dias. Na terceira etapa, realizaram-se oficinas sobre educacao ambiental, boas praticas de manuseio de alimentos e transferencia de tecnicas de preparacao de linguicas em restaurantes de marisco, utilizando fichas tecnicas. Os indicadores socio demograficos, de saude e ambientais obtidos mostraram que as condicoes de trabalho do grupo estudado sao bastante precarias e inadequadas, comprometendo nao so sua saude e integridade fisica, mas tambem aspectos de seguranca alimentar. Os resultados da analise de agua e sedimento estavam em conformidade com a legislacao vigente. As linguicas apresentaram-se viaveis para a producao e comercializacao, bem como bastante estaveis apos 30 dias de congelamento, de acordo com os resultados da analise microbiologica e fisica e quimica. As oficinas forneceram novos conhecimentos sobre o meio ambiente e a correta gestao durante a pesca de crustaceos para a conservacao do mangue, de acordo com os relatorios do grupo. Percepcoes positivas tambem tem sido relatadas com relacao a producao de produtos inovadores e de valor agregado, utilizando os crustaceos locais como principal materia-prima. A transferencia de tecnicas para a producao de linguicas foi prontamente assimilada por marisqueiras, aumentando o potencial de negocios de novos produtos alimenticios, o que podera promover o fortalecimento da Gestao do Turismo de base comunitaria atraves da gastronomia.
  • ANA PAULA DOS SANTOS DE MELO
  • Políticas Públicas Implementadas pelo Município de João Pessoa - PB e as Relações com as Diretrizes de Cidades Sustentáveis
  • Data: 16/02/2017
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O processo de urbanizacao traz consigo diversos problemas para as cidades. O uso e ocupacao do solo sem o planejamento urbano desencadeiam problemas diversos, principalmente nas questoes ambientais e socioespaciais. Diante desta questao e pela busca por solucoes de tais problemas e proposta a construcao de cidades sustentaveis, cidades estas capazes de promover o desenvolvimento atraves da sustentabilidade. O municipio de Joao Pessoa possui uma vasta area vegetal e conserva ainda uma parte consideravel do bioma Mata Atlantica, o mesmo tambem passou por um processo de urbanizacao intenso nos ultimos anos. Isto causou problemas como o adensamento urbano, poluicao de rios, especulacao imobiliaria, destruicao de areas verdes, habitacoes subnormais em zonas de risco, segregacao socioespacial, entre outros. Para solucionar ou minimizar esses problemas, politicas publicas adequadas e eficazes e a articulacao entre os atores municipais sao capazes de possibilitar que Joao Pessoa se transforme em uma cidade sustentavel, promovendo a melhoria da qualidade de vida para toda populacao. O objetivo deste trabalho foi avaliar a existencia de algumas politicas publicas ambientais na cidade de Joao Pessoa, que possibilitem a promocao de uma cidade sustentavel e identificar a percepcao da sociedade organizada da cidade e da gestao publica municipal acerca das questoes ambientais. Foram escolhidas tres politicas de suma importancia, o Plano Diretor de 2009, o Plano de Conservacao da Mata Atlantica e o Sistema Municipal de Areas Protegidas e para identificacao da opiniao acerca das questoes ambientais foram aplicados questionarios para os gestores publicos e para a sociedade organizada, alem disso, foram feitas propostas de politicas para a promocao do desenvolvimento sustentavel. O municipio apesar de possuir um aparato legal de qualidade carece da efetivacao de tais politicas, assim como a melhoria na articulacao entre a sociedade civil e o poder publico e do proprio poder publico com seus orgaos, desta maneira e possivel que cidade caminhe a favor do desenvolvimento sustentavel.
  • GLAUCIA DOS PASSOS MOTA
  • ANÁLISE DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL EM CANTEIRO DE OBRA NO MUNICÍPIO DE ARACAJU À LUZ DA RESOLUÇÃO DO CONAMA Nº 307/2002
  • Data: 15/02/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O setor de construcao civil e responsavel por grande parcela da extracao dos recursos naturais e, consequentemente, por parte dos impactos provocados ao meio ambiente. Alem do consumo dos recursos naturais, existe a grande geracao de residuos provenientes da atividade de producao da construcao. Se os residuos nao tiverem uma destinacao adequada, vao se transformar em entulhos, causando problemas para o canteiro de obra e para o municipio. Em 2002, com a criacao da Resolucao nº 307 do CONAMA, fortaleceu-se a pratica da gestao dos residuos da construcao civil dos grandes geradores, incumbindo ainda aos municipios a tarefa de licenciar areas para a disposicao final, fiscalizar todo o processo construtivo e por em pratica o Plano Municipal de Gestao de Residuos da Construcao Civil (PMGRCC), de maneira a promover os meios adequados para o manejo e a disposicao dos residuos de construcao e demolicao (RCD). Parte desses residuos podem ser reduzidos, reutilizados e reciclados se forem geridos corretamente atraves do Plano de Gerenciamento de Residuos da Construcao – PGRCC. Este estudo teve como objetivo avaliar a aplicacao do PGRCC no canteiro de obra do Campus Aracaju do Instituto Federal de Sergipe, assim como, verificar se os operarios tem conhecimento desse plano e sua percepcao ambiental. Constatou-se em revisao bibliografica sobre o tema que mesmo com a obrigatoriedade de implantacao do plano, os canteiros de obras tem dificuldade de seguir as determinacoes de seus PGRCCs. Atraves da pesquisa exploratoria e descritiva de natureza aplicada com abordagem do problema de formas quantitativa e qualitativa, utilizaram-se instrumentos de observacao do cenario, registros fotograficos, levantamentos documentais e aplicacao de questionarios. Com a metodologia utilizada foi possivel constatar que apesar dos colaboradores conhecerem a gestao de residuos em um canteiro de obra, as orientacoes do PGRCC nao sao seguidas em sua totalidade, concluindo-se que o canteiro nao apresenta um status sustentavel. Os resultados do estudo acabaram gerando recomendacoes a serem utilizadas nas obras dos diversos Institutos Federais, que possam ter dificuldade na conducao do PGRCC de suas respectivas obras, pois os beneficios sao de ordem social, ambiental e economica, consolidando o tripe da sustentabilidade.
  • THIAGO SANTOS SIQUEIRA
  • INTERFACES ENTRE CONDIÇÕES PSICOSSOCIOAMBIENTAIS E QUALIDADE DE VIDA NO MUNICÍPIO DE PROPRIÁ-SE
  • Data: 15/02/2017
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa tem como objetivo realizar uma analise sobre as condicoes psicossocioambientais do municipio de Propria-SE visando promover modos de existencia que favorecam a preservacao ambiental e a consequente melhoria da qualidade de vida da populacao. Problematiza-se neste estudo as interfaces entre as condicoes psicossocioambientais e qualidade de vida na cidade de Propria-SE, uma regiao caracterizada por potencialidades a serem desenvolvidas nas areas sociais, economicas, culturais e principalmente ambientais. O procedimento metodologico utilizou instrumentos que forneceram informacoes sobre o espaco historico-geografico e por outro que forneceram informacoes sobre as condicoes psicossocioambientais e qualidade de vida da populacao do municipio de Propria. Alem destes instrumentos, seguiu-se a observacao participante que permitiu confrontar os dados obtidos atraves dos instrumentos com a realidade observada no campo e identificar os atores sociais, instituicoes e locais relevantes para o estudo. Esta metodologia permitiu verificar que ha vinculacao entre as condicoes psicossocioambientais do municipio de Propria e a qualidade de vida da populacao. Alem disso, permitiu constatar que os modos de existencia (comportamentos, crencas, atitudes e valores) que favorecem a preservacao ambiental e resultam na melhoria da qualidade de vida da populacao. Com base nesses aspectos, torna-se possivel subsidiar a elaboracao de projetos de extensao do Instituto Federal em Sergipe (IFS) no municipio de Propria que permitam o Desenvolvimento Sustentavel dessa localidade e consequentemente melhor condicoes ambientais e qualidade de vida para a populacao. Por fim, acredita-se que os resultados deste estudo atenderao a demanda psicossocioambiental da regiao numa perspectiva da formulacao e implementacao de Politicas de Desenvolvimento Sustentavel.
  • MYLLER GOMES MACHADO
  • EDUCAÇÃO AMBIENTAL CONTEXTUALIZADA PARA A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) NO BIOMA CAATINGA: análises, reflexões e vivências pedagógicas em uma escola pública do Cariri Paraibano
  • Data: 09/02/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Caatinga, presente no Semiarido brasileiro, esta entre os biomas que mais sofreram mudancas devido a intervencao humana. Alem disso, tem-se historicamente o processo de colonizacao dos seus povos e a exploracao das pessoas que ficaram refens da alienacao dos detentores do capital. Assim percebe-se a urgencia de uma Educacao Ambiental (EA) critica, tanto de sensibilizacao para a conservacao do bioma, como tambem onde o pedagogico transforme o politico, e o politico o pedagogico. Deste modo o objetivo desta pesquisa foi oferecer principios teorico-metodologicos para a efetivacao de uma EA Critica contextualizada para o bioma Caatinga na EJA de uma escola publica do Cariri Paraibano. Trata-se de uma pesquisa qualitativa que utilizou-se de pressupostos da Etnografia Escolar e da Pesquisa Participante, sendo dividida em tres etapas: (1) perfil e percepcoes ambientais dos professores e dos educandos do CEJA (turno noite) na cidade de Sao Jose dos Cordeiros-PB; (2) vivencias pedagogicas com os estudantes; (3) analise dos Livros Didaticos (LD) usados no CEJA acerca dos temas ambientais. Com relacao aos docentes, percebeu-se que a maioria sao mulheres. Todos tem graduacao e a maior parte trabalha em outras escolas. Sobre as tematicas ambientais, a maioria dos professores relacionou Meio Ambiente (MA) como lugar para viver e EA como disciplina curricular. Pertinente aos estudantes a maior parte e de homens, sobrevivem com a ate 1 salario minimo e tem entre 15 e 39 anos. A maioria dos alunos, no pre-teste nao responderam o que seria MA, e dos que fizeram, a maior parte relacionou a categoria como lugar para viver (pre-teste), e natureza (pos-teste). Ja EA como preservacionista (no pre e pos-teste). Foram realizadas nove vivencias, na escola e em outros locais, utilizando de diversas modalidades didaticas, tecnicas e recursos. Com relacao a analise dos LD, a subcontituinte EA critica foi a mais presente. Assim conclui-se que as percepcoes de MA e EA dos docentes denotam uma visao simplista e naturalista, sem reflexoes criticas de abordar tais temas. Ja os estudantes, sobre o conceito de MA no pre-teste em que maioria nao respondeu e no pos-teste na qual todos responderam, percebe-se a importancia das vivencias pedagogicas que ocorreram durante a pesquisa. Durante a realizacao das vivencias foi notorio o interesse dos educandos em participarem, principalmente pelo uso de materiais contextualizados para a convivencia com a regiao, que exponenciou as experiencias de vida da maioria dos participantes. Sobre os LD analisados, percebeu-se que as tematicas ambientais, de contextualizacao para a convivencia dos educandos que moram no Semiarido, como tambem da EA critica estao presente nos LD analisados. Todavia, estas, no geral nao materializam-se na pratica docente, que ainda se da em dimensoes conservacionistas e pragmaticas, percebendo-se que este fenomeno reflete tambem nas repostas dos estudantes acerca destes temas, principalmente no questionario pre-teste. Em suma foi extremamente prazeroso trabalhar no CEJA, fatores como a receptividade de todos e a vontade de participar e aprender dos estudantes foram os melhores estimulos. Compartilhar conhecimentos, historias de vida, tristezas e alegrias com os discentes do CEJA foi inenarravel.
  • LAURA VICTORIA LOZADA ORDONEZ
  • SERVIÇOS ECOSSISTÊMICOS E INTERAÇÕES COM UMA COMUNIDADE AFRODESCENDENTE NO PACIFICO COLOMBIANO: DOS RISCOS À PROTEÇÃO DA BIODIVERSIDADE
  • Data: 08/02/2017
  • Hora: 17:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O ambiente entendido como uma amalgama de relacoes sociais, ambiente biotico e abiotico e historicidade, oferece grandes desafios na hora de avaliar os beneficios que as comunidades percebem de seus ecossistemas (servicos ecossistemicos) e propor, desta maneira, cenarios sustentaveis para os territorios. Estes desafios aprofundam–se quando os territorios sao biodiversos e multietnicos. Entender como as populacoes tradicionais aproveitam os recursos e quais os beneficios que eles obtem da natureza e uma analise que precisa de abranger diferentes elementos da historia, o etnodesenvolvimento e as tendencias para conservacao locais e internacionais. Assim, esta pesquisa tem por objetivo analisar a percepcao dos servicos ecossistemicos (SE) na comunidade de Jovi (comunidade afrodescendente do Pacifico colombiano), as atividades economicas desenvolvidas no povoado e as mudancas percebidas tanto nos servicos quanto nas atividades, focando as tres principais atividades economicas do povoado: agricultura, pesca e turismo. Observando tambem, como as mudancas neste servicos vem acontecendo e indagando nas comunidades o porque destas alteracoes. Igualmente, estes resultados sao comparados com as percepcoes de especialistas pesquisadores, tecnicos de orgaos ambientais e/ou representantes de ONGS com experiencia na regiao e expertise em algumas das principais atividades economicas ja mencionadas anteriormente.
  • DARLAN DE LIMA ALMEIDA
  • Utilização Sustentável das Matas Urbanas como Instrumento para Educação Ambiental e o Ecoturismo: Os casos de João Pessoa/PB, Maceió/AL e Natal/RN
  • Data: 06/02/2017
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Essa dissertacao consiste em um estudo realizado em reservas de mata atlanticas de tres capitais do Nordeste brasileiro, sendo elas, Joao Pessoa-PB, Maceio - AL e Natal – RN. Utilizou-se o termo “Matas Urbanas” para identificar as areas. O objetivo do trabalho foi entender de qual maneira as populacoes dessas regioes interagem com esses espacos. Buscou-se tambem, identificar similaridades, divergencias e potencialidades para cada unidade. Atraves de pesquisas a respeito do movimento ambientalista e seus desdobramentos foram elaboradas reflexoes sobre o que seria uma utilizacao sustentavel para as reservas. Contextualizou-se questoes a respeito da atividade turistica e seu potencial para a economia local. Apresentou-se o conceito do termo ecoturismo, e porque o mesmo e o segmento turistico mais apropriado, quando corretamente planejado, a ser utilizado em reservas florestais. Uma pesquisa de campo com uma turma do ensino basico foi realizada com o objetivo de apresentar propostas de utilizacao pedagogica para Matas Urbanas. Por meio de questionarios foram coletadas amostras para adquirir nocao da imagem que os moradores possuem para com as reservas. Entrevistas com parte dos gestores ou responsaveis foram utilizadas para entender como funciona a administracao desses espacos, se possuem praticas da chamada Educacao Ambiental e quais os modelos de planejamento que serao utilizados a longo prazo.
  • KATUCHA KAMILLA MARQUES PEREIRA
  • Gerenciamento de Resíduos Sólidos de Construção Civil no Município de Monteiro - PB
  • Data: 01/02/2017
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Dentre os graves problemas socioambientais enfrentados pela sociedade atual, destaca-se a problematica dos residuos solidos nas grandes, medias e pequenas cidades. No Brasil, a discussao sobre o gerenciamento dos residuos solidos nao e recente, e vem gerando diversos embates e discussoes com diversos atores sociais. A Politica Nacional de Residuos Solidos (Lei 12.305/2010) e a Legislacao Federal especifica referente ao gerenciamento e beneficiamento dos residuos no territorio nacional. No que diz respeito aos residuos de construcao civil, foi apenas com a Resolucao 307/2002 do CONAMA, que se efetivou uma normativa sobre as diretrizes, criterios e procedimentos para a gestao destes residuos, a fim de atenuar os impactos ambientais gerados pela construcao civil no pais. Dessa forma, a presente pesquisa tem por objetivo geral estudar a situacao dos residuos solidos de construcao civil no municipio de Monteiro – PB. Para a realizacao da pesquisa, inicialmente foi feito um levantamento bibliografico e documental a respeito da tematica em questao. Posteriormente, foram selecionadas quatro amostras no municipio de Monteiro com os objetivos de quantificar, classificar e identificar os principais impactos ambientais. Para a quantificacao dos residuos, em cada amostra foi utilizado o metodo de Pinto (1999). Para a classificacao dos residuos, a Resolucao 307/2002 do CONAMA foi utilizada. No que diz respeito a identificacao dos impactos ambientais, foi utilizada a matriz de Leopold (1971). Durante as etapas da pesquisa, foi possivel identificar algumas deficiencias na gestao dos residuos de construcao civil no municipio: falta de local para armazenamento, triagem e transbordo; falta de informacao e de interesse dos geradores de residuos; disposicao irregular de residuos; entre outros aspectos. Ao fim do trabalho, foram propostas alternativas para um melhor gerenciamento e aproveitamento de residuos, mais condizentes com as possibilidades do municipio, respeitando o meio ambiente e a legislacao.
2016
Descrição
  • GILSIA FABIANE OLIVEIRA MORAIS
  • Cisternas Domiciliares: qualidade da água para consumo humano em comunidades rurais do semiárido Sergipano
  • Data: 12/12/2016
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As tecnologias de captacao e armazenamento de agua da chuva tem melhorado o acesso a agua e consequentemente a vida de comunidades rurais no semiarido do Brasil. Em regioes com chuvas escassas, estes sistemas tem auxiliado no suprimento para o consumo humano, em especial nos meses de estiagem, entretanto o acompanhamento e controle da qualidade da agua devem ser realizados para diminuir os riscos a saude das populacoes beneficiadas. Este trabalho teve como objetivo avaliar as formas de manejo e qualidade da agua armazenada em cisternas domiciliares para o consumo humano em comunidades rurais nos municipios de Simao Dias e Tobias Barreto, em Sergipe. A metodologia adotada foi quali-quantitativa, desenvolvida com a aplicacao de 44 formularios para o diagnostico socioambiental das familias e coleta de 44 amostras de agua armazenada em cisternas para analise em laboratorio. Os parametros condutividade eletrica, turbidez, salinidade, solidos dissolvidos totais, cor, cloreto, fluoreto, alcalinidade, dureza, coliformes totais e Escherichia coli foram adotados para analise e avaliacao da qualidade da agua. Como a agua da chuva armazenada na maioria das vezes nao atende as demandas das familias, o uso de agua de outras fontes, chamada de mista, e trazida por carro-pipa e depositada nas cisternas, o que altera a qualidade da agua. Os resultados da analise fisico-quimica das 44 amostras revelaram que a qualidade da agua da chuva atende aos padroes de potabilidade estabelecidos pela Portaria 2.914/11, entretanto os niveis de fluoreto encontrados nas aguas da chuva e mista estavam abaixo do recomendado pela referida norma e nao garantem a prevencao de caries dentarias dos usuarios das cisternas. A avaliacao microbiologica da agua apresentou contaminacao por coliformes totais em todas as cisternas de ambos os municipios e por E. coli em 100% dos domicilios de Tobias Barreto e 75% dos de Simao Dias, tornando a agua impropria para o consumo humano sem tratamento previo. O comprometimento sanitario da agua possivelmente esta relacionado as deficiencias na manutencao e conservacao do sistema de captacao e armazenamento de agua como telhados, calhas, dutos e cisterna; e ao manejo dos usuarios na retirada da agua das cisternas, no qual predomina o uso de baldes presos em cordas. A capacitacao e mobilizacao dos beneficiarios das cisternas sao aspectos centrais para melhor qualidade da agua, para minimizar possiveis riscos a saude e garantir o correto funcionamento destes sistemas.
  • GILSIA FABIANE OLIVEIRA MORAIS
  • Cisternas Domiciliares: qualidade da água para consumo humano em comunidades rurais do semiárido Sergipano
  • Data: 12/12/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As tecnologias de captacao e armazenamento de agua da chuva tem melhorado o acesso a agua e consequentemente a vida de comunidades rurais no semiarido do Brasil. Em regioes com chuvas escassas, estes sistemas tem auxiliado no suprimento para o consumo humano, em especial nos meses de estiagem, entretanto o acompanhamento e controle da qualidade da agua devem ser realizados para diminuir os riscos a saude das populacoes beneficiadas. Este trabalho teve como objetivo avaliar as formas de manejo e qualidade da agua armazenada em cisternas domiciliares para o consumo humano em comunidades rurais nos municipios de Simao Dias e Tobias Barreto, em Sergipe. A metodologia adotada foi quali-quantitativa, desenvolvida com a aplicacao de 44 formularios para o diagnostico socioambiental das familias e coleta de 44 amostras de agua armazenada em cisternas para analise em laboratorio. Os parametros condutividade eletrica, turbidez, salinidade, solidos dissolvidos totais, cor, cloreto, fluoreto, alcalinidade, dureza, coliformes totais e Escherichia coli foram adotados para analise e avaliacao da qualidade da agua. Como a agua da chuva armazenada na maioria das vezes nao atende as demandas das familias, o uso de agua de outras fontes, chamada de mista, e trazida por carro-pipa e depositada nas cisternas, o que altera a qualidade da agua. Os resultados da analise fisico-quimica das 44 amostras revelaram que a qualidade da agua da chuva atende aos padroes de potabilidade estabelecidos pela Portaria 2.914/11, entretanto os niveis de fluoreto encontrados nas aguas da chuva e mista estavam abaixo do recomendado pela referida norma e nao garantem a prevencao de caries dentarias dos usuarios das cisternas. A avaliacao microbiologica da agua apresentou contaminacao por coliformes totais em todas as cisternas de ambos os municipios e por E. coli em 100% dos domicilios de Tobias Barreto e 75% dos de Simao Dias, tornando a agua impropria para o consumo humano sem tratamento previo. O comprometimento sanitario da agua possivelmente esta relacionado as deficiencias na manutencao e conservacao do sistema de captacao e armazenamento de agua como telhados, calhas, dutos e cisterna; e ao manejo dos usuarios na retirada da agua das cisternas, no qual predomina o uso de baldes presos em cordas. A capacitacao e mobilizacao dos beneficiarios das cisternas sao aspectos centrais para melhor qualidade da agua, para minimizar possiveis riscos a saude e garantir o correto funcionamento destes sistemas.
  • LUAM DE OLIVEIRA SANTOS
  • ALIMENTAÇÃO DE CALDEIRAS INDUSTRIAIS POR ÁGUA DE CHUVA: UMA ANÁLISE DA VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA
  • Data: 12/12/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A agua pode ser considerada como um fator de limitacao para o desenvolvimento industrial. No Brasil, por exemplo, teve-se a cultura do pais no mundo com mais disponibilidade de agua doce e por isso nao aprendemos como gerir nossa agua adequadamente. Esse mau gerenciamento pode comprometer a sua qualidade, gastando-se ainda mais com tratamentos, como floculacao, abrandamento, desmineralizacao e filtragem ativa. A agua da chuva pode ser considerada como uma otima fonte alternativa, uma vez que sua captacao e armazenamento proporciona agua de boa qualidade para a industria e ainda previne cheias. Um dos equipamentos que mais consomem agua na industria sao as caldeiras, alem disso, a qualidade da agua para caldeira exige cuidados bastantes especiais que fazem com que a agua da chuva seja uma boa solucao. Os parametros que foram avaliados para a qualidade da agua nesse trabalho foram: Turbidez, Dureza Total, Oxigenio Dissolvido, Dureza de Calcio, Condutividade Eletrica, Dureza de Magnesio, Solidos Totais Dissolvidos, Acidez Total, pH, Alcalinidade, Cloretos e Ferro Total. Foram utilizados os metodos potenciometricos, volumetria de neutralizacao, titulacao por complexacao, e instrumentais. A viabilidade economica foi feita com os dados coletados em uma industria alimenticia de grande porte, presente no estado de Sergipe e utilizando os modelos de fluxo de caixa descontado, valor presente liquido (VPL), taxa interna de retorno (TIR) e periodo de payback descontado. Os resultados obtidos de forma geral, mostram nas aguas pluviais uma fonte alternativa de alta qualidade e que reduz os custos com tratamentos para agua industrial. Mostram tambem que a agua captada pelo metodo direto apresenta maior pureza que a captada pelo metodo indireto e no geral ambas tem parametros abaixo do limite recomendado para uso em caldeiras precisando apenas de alguns tratamentos preliminares. A analise economica mostra ser um metodo viavel num periodo estimado em 20 anos. Este estudo visa contribuir com a reducao do consumo de aguas fluviais, que sao de alto potencial potavel, e aumentar o uso de agua pluvial que tem otima qualidade para industria e baixo potencial para consumo humano.
  • FERNANDO FONTES SANTOS
  • PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS ALUNOS DO ENSINO PROFISSIONAL TÉCNICO DO CAMPUS LAGARTO DO IFS, SOBRE A BACIA DO RIO PIAUÍ
  • Data: 07/12/2016
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nas ultimas decadas, a Percepcao Ambiental (PA) tem estado entre os temas relacionados as grandes discussoes ambientais em todo o planeta e, assim, a PA tem se constituido em objeto de estudo de um significativo numero de pesquisas cientificas. Embora tal numero revele a importancia da PA, deve-se ressaltar que esse campo de estudo nao e considerado ainda tao amplamente conceituado quanto a Educacao Ambiental (EA). Diante disso este trabalho procurou entender, isoladamente, os conceitos de percepcao e de meio ambiente para entao se compreender melhor e utilizar de forma adequada o termo percepcao ambiental. Outro tema atual e de imensa relevancia e a questao da agua. A agua tem estado nao somente no foco das pesquisas cientificas, nas mais diversas areas do conhecimento, mas tambem nas agendas das autoridades publicas em todas as esferas do poder. E provavel que a escassez ou o vislumbre da escassez desse recurso natural, essencial a manutencao da vida, tenha colocado esse tema em notoria evidencia. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi mapear a percepcao ambiental de um grupo de estudantes matriculados no ensino profissional tecnico do Campus Lagarto do Instituto Federal de Sergipe (IFS), relacionando os aspectos da percepcao aos problemas ambientais que ocorrem na Bacia Hidrografica do Rio Piaui com vistas a conservacao da agua na regiao. O presente estudo teve uma abordagem quali-quantitativa e utilizou-se de um questionario online, o qual foi respondido pelos estudantes participantes da pesquisa na presenca do pesquisador. Tambem deve-se destacar entre os aspectos metodologicos, o uso da fotografia que serviu para comparar as imagens registradas nas visitas de campo com as declaracoes dos estudantes apresentadas no questionario. A analise dos resultados revelou entre os estudantes participantes da pesquisa uma percepcao essencialmente antropocentrica, embora tenha revelado tambem uma forte preocupacao com a conservacao do meio ambiente. No entanto, tal preocupacao aparenta estar mais proxima de um sentimentalismo romantico pelo meio ambiente do que de atitudes praticas de conservacao ambiental. Apesar da constatacao desse sentimento romantico, quando levados a pensar sobre medidas que podem contribuir para conservar a agua, os estudantes participantes desta pesquisa foram pragmaticos e suas respostas ajudaram a elaborar uma cartilha sobre o uso sustentavel da agua, a qual pode ser adaptada livremente e utilizada em acoes de educacao ambiental. A analise dos dados tambem revelou serios problemas ambientais na regiao, destacadamente a falta de saneamento basico, com um grande potencial de contaminacao dos corpos hidricos. Por fim, o resultado holistico deste trabalho aponta que a Educacao Ambiental equipada com a Percepcao Ambiental tem o poder de conscientizar a populacao quanto a necessidade do uso racional dos recursos naturais e da conservacao do meio ambiente. Assim, esta pesquisa pode ser utilizada como parametro de orientacao para as tomadas de decisao dos gestores hidricos da regiao, como tambem por educadores ambientais que visem promover uma relacao de harmonia entre o homem e o meio ambiente.
  • Vanessa Oliveira Fernandes Câmara
  • TEATRO DE BONECOS COMO FERRAMENTA DE SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO
  • Data: 13/10/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A atual conjuntura do planeta envolve diversas discussoes sobre a perda da diversidade biologica. O Brasil, um dos paises com maior biodiversidade, nao poderia evitar tais discussoes, declarando-a como fundamental para assegurar a sobrevivencia humana e para a manutencao do equilibrio ecologico. Os ecossistemas marinhos ja sao reconhecidos pelos seus servicos ecossistemicos e a diversidade genetica que abriga. Contudo, as ameacas que o cercam vem preocupando governos e sociedade. A instituicao de espacos legalmente protegidos tornou-se uma estrategia de conservacao bastante utilizada em todo o mundo. Nesse contexto, foi instituido o Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha (PEMAV) com o intuito de conservar um ambiente recifal de extrema importancia biologica para o estado da Paraiba. O PEMAV, uma Unidade de conservacao (UC) de protecao integral, esta na area de influencia direta do estuario do Rio Paraiba, bercario de varias especies marinhas. Assim, o parque tem sido alvo de estudos e preocupacoes, tanto do ponto de vista dos fatores geradores de risco ambientais, quanto a forma como o ser humano se relaciona, percebe e se comporta frente ao processo conservacao. E nesse cenario que esta inserida a discussao em torno dos instrumentos de gestao de UC. O presente estudo tem por recorte tematico a percepcao ambiental aliada a educacao ambiental nao formal contextualizada com as fragilidades da area em estudo e aplicada de maneira ludica, atraves do teatro de bonecos. Assim, o estudo teve como objetivo avaliar o teatro de bonecos enquanto ferramenta pedagogica voltada para a sensibilizacao ambiental em areas protegidas, bem como extrair a percepcao do publico infantil participante e contagiar os visitantes do PEMAV com a alegria dos bonecos. Para alcancar tais objetivos realizou-se pesquisa bibliografica, analise documental e elaboracao de instrumento baseado nas praticas da Percepcao Ambiental, atraves de questionario aplicado ao publico mirim envolvido. Os dados foram tratados por meio da Analise de Conteudo (AC) e triangulacao dos dados. Assim, com base na interpretacao da percepcao ambiental e analise comportamental, os resultados revelaram aspectos positivos do uso da ferramenta ludica na UC e indicaram aspectos que necessitam de maior atencao para utilizacao do teatro de bonecos em areas protegidas abertas ao publico. Neste contexto, algumas recomendacoes estao expostas no texto conclusivo deste trabalho.
  • ANA CELECINA LUCENA DA COSTA
  • Implantação de política ambiental urbana sob o enfoque jurídico-ambiental: Proposta do Parque Linear Parahyba
  • Data: 30/08/2016
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A pesquisa em apreco dedica-se ao estudo do Parque Linear Parahyba, no municipio de Joao Pessoa, Estado da Paraiba, analisando as peculiaridades inerentes a esta politica publica, especialmente quanto aos fatores impeditivos ou nao para a sua efetiva implantacao. Partindo de uma concepcao geral, o estudo inicia-se com um levantamento bibliografico, construindo conceitos atinentes a tematica, como crise ambiental e areas verdes, bem como o delineamento dos principios e legislacao aplicaveis, bem como das particularidades e parametros dos parques urbanos, e dentre eles, o de conformacao de parque linear, indo, no quarto capitulo, para a pesquisa especifica do Parque Linear Parahyba, em que foram pormenorizados os aspectos historicos, tecnicos, ambientais e juridicos, assim como a caracterizacao do local, inclusive pelo levantamento documental e fotografico. Dentre os resultados encontrados, esta pesquisa qualitativa, empirica e interdisciplinar conclui que o processo de desapropriacao existente entre a Prefeitura de Joao Pessoa e o Aeroclube da Paraiba, litigando acerca da propriedade deste ultimo, assim como a legislacao e os projetos tecnicos (ambientais e arquitetonicos) correspondentes a criacao e a implantacao do Parque Linear Parahyba contribuiram para que esta politica publica nao fosse efetivada adequadamente, estando em curso a sua instalacao pelo Estado da Paraiba. Por fim, cabe mencionar que esta investigacao apresenta conteudo referencial necessario a compreensao da conjuntura atual e dos horizontes futuros, quanto a instalacao do Parque Linear Parahyba, propicio a subsidiar, assim, novas pesquisas na area.
  • HERBERT UCHOA PONTUAL
  • Caracterização do Sistema produtivo de mangaba (Hancornia speciosa Gomes) no município de Pitimbu - Paraíba, o caso do assentamento Camucim.
  • Orientador : GUSTAVO FERREIRA DA COSTA LIMA
  • Data: 14/07/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A mangabeira (Hancornia speciosa Gomes) e uma especie vegetal que apesar de amplamente distribuida no Brasil vem sofrendo preocupante reducao de sua vegetacao nativa com a acao do homem, principalmente no litoral nordestino onde a especulacao imobiliaria e a implantacao de monoculturas, como canaviais, coqueirais e pastagens para gado sao consideradas as principais causas da reducao da vegetacao nativa, do numero de mangabeiras e consequentemente da producao e consumo da fruta. A producao de seus frutos e proveniente principalmente do extrativismo vegetal praticado por comunidades que vivem proximos as areas de remanescentes nativos da especie e tem a coleta destes frutos como uma importante fonte de renda, mas devido a necessidade de que esta especie e esta atividade nao desaparecam grandes centros de pesquisa se dedicam na preservacao de seu material genetico e no desenvolvimento de um sistema produtivo que atenda a demanda que o mercado exige e sendo assim uma boa opcao de trabalho e renda para as comunidades que trabalham com a mangaba na regiao. Com o avanco destas pesquisas e a difusao deste conhecimento, algumas comunidades ja estao colhendo mangabas em cultivos tecnificados e nao praticando mais o extrativismo. Desta forma a presente trabalho teve como objetivo gerar uma caracterizacao do sistema produtivo de mangaba no assentamento Camucim no municipio de Pitimbu na Paraiba, sua importancia socioeconomica e ambiental. O estudo foi realizado com 20 produtores de mangaba, onde apenas uma produtora faz extrativismo e 19 produzem de forma tecnificada. Diferente de outros locais onde a mangaba e principalmente obtida de extrativismo, em Camucim a producao e obtida de pomares inplantados seguindo recomendacoes tecnicas. Verificou-se que a atividade e realizada por sua maioria por homens com media de idade de 55,6 anos, casados, com ensino fundamental incompleto, que trabalham a mais de 15 anos com a producao de mangaba. Os produtores consideram que a safra inicia no mes de dezembro e o mes de janeiro e considerado de maior producao, diminuindo nos meses seguintes ate meados de agosto quando nao se tem mais uma producao significativa. A colheita e realizada todos os dias coletando os frutos maduros caidos ao chao, e possui dias especificos para colheita de frutos de vez que sao destinados a intermediarios ou vendidos em feira livre, e realizada em grupos familiares de mais de quatro pessoas, A producao semanal por produtor na entre-safra e de 6,2 caixas de 20 kg, na epoca de safra a media por produtor chega 9,5 caixas de 20 kg, Os precos pagos variam conforme a epoca do ano devido a maior oferta do produto, favorece a queda de preco, nos meses de entre-safra o preco medio do quilo de mangaba e de R$ 3,14 e no auge da safra o preco e de R$ 2,07, os produtores de mangaba estao satisfeitos com a atividade e consideram a melhor alternativa de geracao de renda para Camucim. Os resultados obtidos por essa pesquisa refletem a realidade vivenciada no local da comunidade estudada, e assim espera-se que possam ser utilizados para o fortalecimento da cadeia produtiva da mangaba servindo com base para o desenvolvimento de politicas voltadas ao seu desenvolvimento.
  • IVONE AUGUSTA LIMA DAS CHAGAS
  • TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA EM ASSENTAMENTO RURAL: UMA EXPERIÊNCIA DOS ASSENTADOS DE CHICO MENDES III EM SÃO LOURENÇO DA MATA E PAUDALHO, PERNAMBUCO
  • Data: 30/06/2016
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Apos a Segunda Guerra Mundial, o discurso de aumentar a produtividade para acabar com a fome se consolidou e foi disseminado pelo mundo a partir da ideia de modernizacao da agricultura com base na Revolucao Verde. Essa revolucao estava ancorada na aplicacao do pacote tecnologico, um pacote constituido por variedades geneticamente modificadas, utilizacao de insumos quimicos e de maquinas de grande porte dependentes de recursos energeticos nao renovaveis. Tal modernizacao agricola estimulou tambem a producao atraves da monocultura em larga escala para exportacao, que traz consigo uma serie de impactos negativos tanto sociais quanto ambientais. Os quais associados a concentracao das terras contribuiram para que o modelo fosse considerado por muitos autores de “modernizacao conservadora”. Nesse contexto, surge a Agroecologia como uma alternativa a implementacao desse modelo degradador e excludente. No entanto, ainda existem muitos desafios para consolidacao de um novo modelo de desenvolvimento. Diante dessa problematica, o presente trabalho teve como objetivo analisar o processo de transicao agroecologica vivenciado no Assentamento Chico Mendes III. A pesquisa partiu da hipotese que a transicao agroecologica em assentamentos rurais proporciona a melhoria das condicoes socioambientais na localidade, mas que tal processo carrega consigo diversas dificuldades e desafios. Para compreender esta realidade, o estudo baseouse na abordagem dialetica e como procedimento metodologico fez uso de levantamento bibliografico, visitas a campo, analise qualitativa dos dados obtidos a partir das 20 entrevistas realizadas com diferentes atores envolvidos no processo. Os resultados da pesquisa evidenciam diversas experiencias agroecologicas, assim como a percepcao dos assentados a respeito da agroecologia, mas tambem, apontam muitos entraves e desafios enfrentados pelos assentados no processo de transicao. Conclui-se que a transicao agroecologica em curso no assentamento proporciona uma melhoria das condicoes socioambientais locais, mas que esse processo de transicao precisa de maior envolvimento das familias e de politicas publicas que viabilizem e fortalecam este caminho em assentamentos rurais.
  • RHAYANY JUVENCIO COSTA
  • IMPACTOS AMBIENTAIS DO TURISMO/LAZER NO RECIFE DE AREIA VERMELHA: A METODOLOGIA DE LIMITES DE MUDANÇAS ACEITÁVEIS
  • Data: 31/05/2016
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os ambientes recifais constituem ecossistemas dotados de expressiva diversidade que fornecem uma gama de bens e servicos socio­ambientais, dentre eles, o uso turistico e recreativo. A pratica do turismo nao ordenado sobre ambientes frageis e vulneraveis como os recifes pode comprometer a qualidade ambiental desses ecossistemas tornando necessaria a adocao de estrategias de planejamento turistico baseada em principios de sustentabilidade. A metodologia de Limites de Mudancas Aceitaveis – LAC e uma ferramenta de manejo, na qual determina­se, em funcao de indicadores selecionados, o quanto o ambiente suporta de alteracoes para que acoes de manejo adequadas sejam sugeridas e implantadas para alcancar ou manter as condicoes almejadas. O Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha – PEMAV, localizado no municipio de Cabedelo, PB, e uma Unidade de Conservacao de protecao integral constituida por um banco de areia denominado “Areia Vermelha” margeado por formacoes recifais de origem arenitica e piscinas naturais onde tem­se visitacao turistica durante a mare baixa. Junto com o PEMAV os recifes de Picaozinho e Seixas possuem sugestoes de Capacidade de Carga Turistica como proposta de manejo. Este estudo tem como objetivos: Diagnosticar a atividade turistica no PEMAV e analisar a percepcao ambiental dos usuarios; Propor o uso da bioindicacao atraves das macroalgas para avaliar o nivel de disturbio ambiental na area em estudo; Identificar Limites de Mudancas Aceitaveis para a atividade turistica/lazer (LAC) em funcao dos indicadores selecionados; Propor medidas de ordenamento e gestao para atividade turistica/lazer no ambiente recifal estudado e Rediscutir a eficiencia das propostas de Capacidade de Carga Turistica definidas para recifes de Picaozinho, Seixas e Areia Vermelha. Os processos metodologicos envolveram levantamento bibliografico e visitas a campo realizadas durante a mare baixa no periodo de dezembro de 2014 a janeiro de 2016. Para caracterizacao das intervencoes antropicas na area foram utilizados os procedimentos de avaliacao adotados por Costa et al., (2007), associando o VAI (Valor Arbitrario dos Impactos) e o PI (VAI x Pesos atribuidos a cada impacto). Para o processo de identificacao das atividades por lugares de visitacao prioritarios para implementacao de acoes de manejo foi empregada a metodologia de Manejo de Impactos de Visitacao (BRASIL, 2011). No que se refere a caracterizacao do usuario e da percepcao destes foram aplicados 100 questionarios estruturados via meio eletronico. Para amostrar a riqueza da comunidade de macroalgas marinhas do parque foram selecionadas tres areas de estudo com caracteristicas ambientais similares (Recifes de Areia vermelha I e Recifes de Areia vermelha II) e submetidos a diferentes usos turisticos. A coleta de material biologico in situ foi realizada utilizando quadrado de PVC, medindo 30cm x 30cm. Para estabelecer o limites aceitavel de mudanca identificou­se a media de riqueza nas tres areas em estudo para que valor de riqueza na area menos afetada pela atividade turistica fosse identificado. As especies "raras" com baixa frequencia (abaixo de 5%) foram excluidas de maneira a formular um indice de tolerancia que leve em consideracao apenas as especies mais frequentes e nao aquelas que ocorrem raramente. Foram reconhecidos as seguintes intervencoes antropicas expressivas: (1) Poluicao por residuos solidos; (2) Alteracao da paisagem cenica pelo elevado numero de embarcacoes; (3) Alteracao da paisagem cenica pelo elevado numero de mesas/sombrinhas e (4) pisoteio. Referente a percepcao dos usuarios os principais impactos ambientais oriundos da atividade turistica/lazer foram: (1) Lancamento de lixo; (2) Pisoteio sobre o plato recifal; (3) Elevado numero de usuarios e (4) a Ancoragem inadequada. O limite minimo de riqueza aceitavel proposto para o PEMAV e de 15,7 especies de macroalgas e representa um valor levantado a partir de uma area “controle” (Areia Dourada) com caracteristicas similares as areas com atividade turistica. Os dados da pesquisa indicaram que a area “controle” nao apresentou diferencas significativas de riqueza em relacao as areas com influencia da atividade turistica (Recifes de Areia vermelha I e Recifes de Areia vermelha II). E possivel que o descritor riqueza nao seja uma variavel eficaz para analisar o pisoteio em tal situacao e o emprego de variaveis como biomassa e cobertura sejam mais indicadas para avaliar grau de disturbio ambiental. A analise dos estudos de capacidade de carga para os recifes costeiros da Paraiba apontou que a metodologia em questao e dotada de grande subjetividade comprometendo os resultados esperados e esta pode ser reduzida a partir da definicao de indicadores biologicos sensiveis.
  • MARIA LAUDECY FERREIRA DE CARVALHO
  • POLÍTICAS DE GESTÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES NA CIDADE DE FORTALEZA/CEARÁ: AVANÇOS E DESAFIOS
  • Data: 30/05/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Com o crescimento populacional e da urbanizacao no Brasil nas decadas finais doseculo XX, a separacao, a coleta e o destino dos residuos solidos se tornaram umgrande problema ambiental e de saude publica. No Brasil, enquanto a populacaoaumentou 16%, a quantidade de residuos solidos coletado no mesmo periodoaumentou 56%. Em Fortaleza, por igual periodo, a populacao aumentou em 8,29%,enquanto a producao de residuos solidos cresceu 124,68%. Sabe-se que, nosproximos 50 anos, a quantidade de lixo vai quintuplicar, se forem mantidos ospadroes atuais de consumo. A cidade de Fortaleza, no Ceara, com quase tresmilhoes de habitantes, tem a producao media de residuos solidos de 145 milton/mes, conta com um aterro sanitario que teria vida util prevista ate o ano de 2014.Tem, tambem, uma divisao administrativa municipal distribuida por regionais e 25Zonas Geradoras de Lixo. Este estudo teve como objetivo geral analisar as politicasde gestao dos residuos solidos domiciliares de Fortaleza - CE seus avancos edesafios a luz da Lei no 12.305/2010, que institui a Politica Nacional de ResiduosSolidos (PNRS). Como objetivos especificos verificou: a) a existencia e o conteudodo Plano Municipal de Gestao Integrada de Residuos Solidos (PMGIRS, 2012); b) oprocesso de inclusao dos catadores e suas associacoes na gestao municipal; c) aexistencia e abrangencia dos processos de coleta seletiva e de aproveitamento dolixo organico; d) a existencia e a qualidade dos programas de educacao ambientalpromovidos pela municipalidade e e) o manejo da coleta e destino final dos residuoscoletados. A metodologia seguiu uma abordagem qualitativa e conjugouinstrumentos como levantamento bibliografico, pesquisa documental, observacaosistematica do problema ao longo das atividades de campo e realizacao deentrevistas e aplicacao de questionarios junto a diversos atores governamentais enao-governamentais. Os resultados da pesquisa documental sinalizam que a cidadede Fortaleza conta hoje com um Plano Municipal de Gestao Integrada de ResiduosSolidos (PMGIRS), aprovado em 2012; um Plano de Gerenciamento Integrado deResiduos Solidos Urbanos, de 2009; com as leis nº 8.408, de 1999, e a 10.340, de2015, que tratam de residuos produzidos em grande quantidade, com um aterrosanitario e com uma coleta regular de residuos domiciliares em todos os bairros dacidade, que se posto em pratica , teria um otimo resultado. Contudo, mesmo tendoeste documento, ainda nao e realizada a coleta seletiva institucionalizada edestinacao e disposicao final ambientalmente adequada alem de subsistir um grandenumero de “pontos de lixo” dispersos pela cidade. Foi ainda possivel constatar que apolitica de gestao municipal dos residuos solidos ainda nao promove os programasuniversais e continuos de educacao ambiental; e incipiente a inclusao de catadorese suas associacoes; nao realiza o aproveitamento do lixo organico e o potencialenergetico do aterro sanitario e de empreender acordos formais da logistica reversaentre todos os atores envolvidos.
  • IANNA LUCENA ROCHA DE OLIVEIRA
  • PRODUÇÃO FAMILIAR ORGÂNICA DO CAMARÃO DA MALÁSIA (Macrobrachium rosenbergii)
  • Data: 27/05/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A carcinicultura e uma area de producao que apresenta grande representatividade no setor aquicola. Apresenta ampla aceitacao e interesse economico, porem a sua pratica vem sendo associada a grandes impactos no ambito ambiental e social, impregnando-o de desconfianca e desaprovacao, sendo entao necessario investir em modelos de producao mais compativeis com praticas que nao gerem impactos negativos aos ecossistemas. Portanto, a presente pesquisa buscou desenvolver metodos e tecnicas para um sistema de producao organica do camarao da Malasia (Macrobrachium rosenbergii), juntamente com a Associacao de Produtores de Frutos do Mar da Praia da Penha. Para tanto foi utilizado um sistema de recirculacao de agua, no qual a agua era tratada por camadas filtrantes e processos biologicos em dois modulos de producao, em que o primeiro foi tratado com racao convencional e o segundo com a racao domestica produzida pela propria comunidade. O sistema alcancou a capacidade suporte semelhante ao de sistemas extensivos de criacao com +/- 10 ind/m2 em ambos os tratamentos. Quanto ao crescimento, os camaroes apresentaram desenvolvimento satisfatorio, alcancando as dimensoes de mercado, sendo o camarao organico o que apresentou a media de biomassa mais elevada (25,77g/ind). Na avaliacao das condicoes microbiologicas o camarao organico tambem obteve menores valores de contaminacao, logo melhores condicoes sanitarias e comercializacao. Sendo assim, ficou atestado a viabilidade do sistema de cultivo do camarao e que ao optar por racao nao industrializada, portanto livre de aditivos, ha a producao de organismos mais saudaveis e assim de melhor qualidade para o consumo
  • NADJA HELAINE DE ARAUJO
  • AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE COMPOSTO A PARTIR DE ALGAS MARINHAS ARRIBADAS COMO ALTERNATIVA PARA ADUBAÇÃO DE HORTALIÇAS
  • Data: 29/04/2016
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os nutrientes sao muito necessarios nos plantios, mas nao desejaveis no ambiente, porque causam a eutrofizacao dos ambientes aquaticos e ajudam na proliferacao de vetores de doencas. A producao de composto a partir de residuos organicos, para a producao de adubo, e uma das formas mais adequadas para o seu destino. Este trabalho consiste na proposta de producao de composto, utilizando algas marinhas arribadas, para o cultivo de hortas comunitarias em uma comunidade de pescadores na Praia da Penha - PB. A proposta aqui apresentada e aproveitar as algas arribadas em estagio de decomposicao encontrado na praia, trazidas pela mare cheia, para produzir composto e com ele cultivar hortalicas. O intuito e reciclar as algas arribadas desta forma contribuir para o desenvolvimento sustentavel local. O projeto apresentou resultados positivos esperados, quanto a qualidade do composto feito com algas marinhas arribadas, tanto lavadas para a retirada do sal, quanto nao lavadas, pois a diferenca entre a analise de macro e micro nutrientes dos dois tipos de adubos foi minima. No experimento I foi utilizado apenas sementes de pimentao. Na implantacao da horta comunitaria foi usado os dois tipos de adubos, com a utilizacao de varias especies de hortalicas, como alface, coentro, salsa, cebolinha e tambem pimentao, o resultado foi aprovado, comprovando que os adubos feito com algas arribadas e de boa qualidade, mostrando que as hortalicas se desenvolveram satisfatoriamente. Com relacao ao envolvimento dos pescadores que aceitaram participar do projeto, a reciprocidade foi louvavel, todos participaram ativamente no processo de montagem da compostagem utilizando algas marinhas, e tambem na montagem da horta, tanto que alguns quiseram montar a horta em suas residencias, fechando assim um dos objetivos propostos no trabalho. O trabalho demonstrou uma otima contribuicao para o desenvolvimento sustentavel local, tanto que ideia podera se estender a outras comunidades que possuem esses recursos naturais disponiveis.
  • BÁRBARA PEREIRA SAMSON
  • GESTÃO DE RESÍDUO E TECNOLOGIA AMBIENTAL NA FABRICAÇÃO DE TIJOLOS SOLO-CIMENTO
  • Data: 28/04/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Atualmente tem-se buscado novas solucoes construtivas que envolvam a sustentabilidade ambiental atraves da diminuicao/eliminacao de desperdicio das materias-primas e produtos finais. A reducao dos desperdicios vem sendo conferida pelo uso racional dos materiais e as diversas formas de reutilizacao, para tanto sao estudadas e desenvolvidas tecnologias capazes de absorver estes residuos. No ambito do saneamento basico e destacado os residuos gerados nas Estacoes de Tratamento de Agua durante o processo de potabilizacao das aguas destinadas para consumo humano. Comumente este residuo e chamado de lodo. Para as questoes ambientais, estudos frequentes apontam para a incorporacao deste residuo em materiais de construcao civil tais como tijolos convencionais e solo-cimento. Desta forma o seguinte trabalho visa avaliar a incorporacao do residuo gerado na Estacao de Tratamento de Agua – Gramame em tijolos do tipo solo-cimento. A concretude da pesquisa leva a consideracao de que a incorporacao do residuo gerado na Estacao de Tratamento de Agua – Gramame em baixas porcentagens nao prejudica a resistencia dos tijolos solo-cimento. Sendo este resultado associado a uma consideravel concentracao de Demanda Quimica e Biologica de Oxigenio.
  • RONAL ARIEL ALVAREZ MORENO
  • ESTRUTURAÇÃO DE UM PROGRAMA PARA FORMAÇÃO DE AGENTES AMBIENTAIS EM CENTRO PENITENCIÁRIO: PLANO DE APROVEITAMENTO RESIDUOS SÓLIDO CONVENCIONAIS
  • Data: 26/04/2016
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Atraves da presente pesquisa foi possivel estruturar na Penitenciaria Padrao de Santa Rita-PB,um programa de Educacao nao formal, visando a formacao de agentes ambientais. Oprograma fundamenta-se na sensibilizacao dos apenados e na dissipacao de conhecimentossobre gestao ambiental, para conseguir conscientizacao e transformacao nesta populacao. Porsua vez, posteriormente, esta populacao sera multiplicadora dos conhecimentos adquiridos. Oprograma encontra-se dividido em dois ciclos, compostos por modulos (Ciclo I: Modulointrodutorio; Ecologia e Meio Ambiente/ Agua e Solo. Ciclo II: Modulo Ar; SaneamentoBasico; Gestao de Residuos; e Legislacao ambiental), com duracao de 48 horas presenciais,respectivamente. Foram aplicadas duas metodologias, sendo uma para o programa deaproveitamento de residuos solidos convencionais e outra para a criacao do programa. Cadauma destas metodologias contendo seis fases. Os dados foram coletados atraves dequestionarios e as estrategias foram aplicadas de forma participativa, visando a percepcaoambiental dos reeducandos no processo de sensibilizacao. Dentre os centros penitenciariosconsultados apenas a Penitenciaria Padrao de Santa Rita-PB prontificou-se a participar, com16 reeducandos. Notou-se uma participacao ativa e um serio compromisso por parte dadirecao e funcionarios do estabelecimento, que apoiaram a todo o momento as atividadespropostas. Motivou-se a participacao e incentivou-se a sensibilizacao sobre as questoesambientais na populacao reclusa, que foi uma base importante para desenvolver a presentemissao. Foi entregue ao estabelecimento um Programa de Formacao Ambiental criado,estruturado e constituido. Os resultados mostraram que os caminhos da Educacao Ambientalsao alternativas viaveis para a construcao de saberes entre os apenados, que desperta aconsciencia ecologica, podendo contribuir na diminuicao das desigualdades sociais.Concluiu-se, que atraves da criacao deste programa, facilita-se o processo de aprendizado daEducacao Ambiental e que esta, pode sim, contribuir com a ressocializacao dos apenados
  • ANTONIO RAFAEL BARBOSA DE ALMEIDA
  • ECOTURISMO E TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA NA COMUNIDADE DE FORTE VELHO, PB: DIAGNÓSTICO E PROPOSIÇÕES
  • Data: 19/04/2016
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Enquanto pratica vinculada ao capital, o turismo tem apresentado capacidade de reorganizar-se em torno de propostas mais brandas e aceitaveis de consumo do ambiente e da cultura local, na perspectiva de legitimar a expansao de suas atividades. O ecoturismo, entendido neste trabalho como um segmento ou modalidade turistica, e o turismo de base comunitaria (TBC), uma proposta de organizacao de sua pratica, podem ser vistos como respostas, intencionais ou nao, da internalizacao de temas como o desenvolvimento sustentavel, conservacao da natureza, inclusao e reducao da pobreza. Embora a participacao comunitaria no turismo, especialmente aquele realizado em ambientes naturais conservados, nao seja fato recente, a conducao de iniciativas que centralizem os agentes locais enquanto protagonistas do processo de estimulo, de planejamento e da pratica turistica tem se delineado apenas nas duas ultimas decadas no pais. A promocao de experiencias comunitarias de turismo tem viabilizado a geracao de renda e a superacao da pobreza por meio desta atividade, ao passo que tambem inclui as demandas relativas a conservacao do ambiente local. A comunidade de Forte Velho, Santa Rita-PB, reune atrativos que ensejariam a discussao sobre a pratica turistica naquele espaco, articulando medidas para insercao comunitaria nesta proposta. Este trabalho teve como objetivo geral diagnosticar a atividade turistica realizada na comunidade de Forte Velho e em seu entorno - regiao inserida no estuario do rio Paraiba - verificando a perspectiva da inclusao de propostas relacionadas ao ecoturismo e ao turismo de base comunitaria neste espaco. Atraves da abordagem qualitativa, foram realizadas entrevistas junto a oito residentes da comunidade, selecionados por criterio de acessibilidade, com perfis distintos, visando o entendimento sobre a realidade local a partir das questoes fundiarias, sociais, culturais, ambientais e economicas. Na sequencia, a comunidade foi convidada a participar de oficinas voltadas ao diagnostico participativo do turismo no espaco estudado conforme as orientacoes de Salvati (2003) e da Organizacao Internacional do Trabalho - OIT (2011), o que possibilitou elucidar como o turismo era visto a luz daquela amostra: quais as principais deficiencias e beneficios gerados, alem de possibilitar o registro da oferta turistica local atraves da inventariacao. A partir dos resultados alcancados, mesmo ao incluir os conflitos e as fragilidades presentes na comunidade, visualiza-se a possibilidade no fomento ao TBC, mas para que isto possa ocorrer, sao apresentadas ressalvas e sugestoes aos moradores interessados na articulacao de medidas que aproximem a base comunitaria ao turismo ja realizado no local.
  • CARMEM KARIME BACALHAO PEDRO
  • Caracterização e aspectos etnobiológicos da pesca artesanal nas comunidades do litoral sul de João Pessoa, Paraíba.
  • Data: 19/04/2016
  • Hora: 13:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A pesca artesanal das comunidades da Penha e Ponta do Seixas, localizadas no litoral Sul de Joao Pessoa, Paraiba, foi caracterizada atraves da utilizacao do conhecimento cientifico e Conhecimento Ecologico Local (CEL) dos pescadores locais. O CEL se mostrou indispensavel na coleta de dados, percepcao dos estoques de peixes e sobrepesca de determinadas especies. O estudo foi realizado atraves de acompanhamentos de desembarques, entrevistas nao estruturadas, observacao participante, entrevistas estruturadas e semiestruturadas. Barcos motorizados foram as principais embarcacoes utilizadas pelos pescadores. Foram identificados oito diferentes estrategias de pesca, com destaque para a linha de mao e rede de emalhe afundada. Foram registradas 53 especies de peixes, 24 atraves do acompanhamento de desembarques (capturadas com linha de mao) e 29 a partir de entrevistas. Ao total foram amostrados 7.670,4kg de peixes, nos 28 desembarques realizados entre fevereiro de 2015 e janeiro de 2016. Dentre as 27 familias registradas, destacaram-se: Carangidae, Lutjanidae e Serranidae. As especies mais capturadas foram: guarajuba (Carangoides bartholomaei), arabaiana (Seriola dumerili); peixe-rei (Elegatis bipinnulatus) e xixarro (Carangoides crysos). A maior parte dos desembarques foi registrada durante o verao, embora nao tenham sido observadas diferencas significativas entre a biomassa e riqueza de especies capturadas durante o verao e inverno. Tambem foi proposto o Indice de Importancia Para a Pesca (IPP), a fim de revelar as especies que, de acordo com suas caracteristicas biologicas, ecologicas e comerciais, sao mais valorizadas nas comunidades estudadas. Segundo os criterios do IPP, cinco especies se destacaram: guarajuba (Carangoides bartholomaei), arabaiana (Seriola dumerili), xixarro (Carangoides crysos), cioba (Lutjanus analis) e peixe-rei (Elegatis bipinnulatus). De maneira complementar, foi proposto o Indice de Saliencia (IS), que se baseia nos maiores valores de frequencia e coincidencia entre os itens citados, destacando-se: cioba (Lutjanus analis), guarajuba (Carangoides bartholomaei), cavala (Scomberomorus cavalla), xixarro (Carangoides crysos) e serra (Scomberomorus brasiliensis). Com o objetivo de obter maiores informacoes quanto a biologia, ecologia e aspectos pesqueiros destas especies foi realizado um estudo etnobiologico junto aos pescadores locais. Observou-se que os pescadores possuem um vasto conhecimento sobre as especies de peixes, especialmente aquelas consideradas mais importantes segundo os valores do IPP e IS. Desta forma, sugere-se que o CEL dos pescadores seja utilizado no auxilio de pesquisas cientificas desenvolvidas na regiao, bem como em discussoes de manejo de recursos pesqueiros que por ventura sejam desenvolvidos na area.
  • SIDNEY CRYSTIAN O DE MEDEIROS
  • GEODIVERSIDADE DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO CARIRI – PB: BASES PARA SUSTENTABILIDADE
  • Orientador : BARTOLOMEU ISRAEL DE SOUZA
  • Data: 12/04/2016
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A geodiversidade emerge como uma tematica quem vem sendo cada vez mais valorizada em contextos cientificos e sociopoliticos. Nesse cenario, essa pesquisa tem como objeto de estudo a geodiversidade uma unidade de conservacao inserida em uma das regioes mais pobres e castigada do Brasil (quer seja pelas condicoes ambientais ou sociopoliticas). A Area de Protecao Ambiental do Cariri, localizada na microrregiao do Cariri Oriental paraibano, mais especificamente entre os municipios de Boa Vista, Cabaceiras e Sao Joao do Cariri, se constitui como uma unidade de conservacao que, apesar de mais de uma decada de sua criacao via decreto, ainda nao foi institucionalizada na pratica. Assim, constatou-se a necessidade de desenvolver essa dissertacao de mestrado que se objetiva em identificar elementos superlativos da geodiversidade da Area de Protecao Ambiental do Cariri que apresentem valores cientificos, educacionais e turisticos visando a proposicao de alternativas de conservacao e de seu uso sustentavel. Para tanto, constatou-se que a area possui um apelo estetico consideravel que ocorre devido as formas e feicoes geomorfologicas que compoe a paisagem da regiao. Mediante a essa constatacao, optou-se por uma metodologia de avaliacao do Valor Geomorfologico (VG) e outras de Potencial de Uso Educacional (PUE), Potencial de Uso Turistico (PUT) e de Risco de Degradacao (RD). 12 Locais de Geodiversidade Superlativa (LGS) foram inventariados e avaliados mediante o uso destes metodos. Quatro dos 12 LGS ja sao geossitios reconhecidos pela comunidade academica devido aos seus valores cientificos. Na avaliacao do VG os LGS foram classificados em tres tipologias, sao elas: zonal, pontual e linear. Essa classificacao leva em consideracao as suas dimensoes territoriais. Os LGS de tipologia zonal obtiveram valores mais altos quando comparados as demais tipologias. Isso relaciona-se ao fato de que as dimensoes territoriais da tipologia zonal sao maiores do que os das demais tipologias, o que eleva alguns valores gracas a maior concentracao de elementos geomorfologicos nas areas. Na avaliacao de PUE, todos os 12 LGS apresentaram valores condizentes a uma relevancia nacional. 10 dos 12 LGS obtiveram valores de PUT que tambem os conceituam em uma relevancia nacional, apenas dois LGS apresentaram valores que condizem a uma relevancia regional. Essa classificacao de relevancia foi realizada seguindo os criterios propostos pelo Servico Geologico do Brasil – CPRM por meio da plataforma GEOSSIT. Todos os 12 LGS apresentaram valores de RD baixos, conforme a metodologia utilizada. E valido salientar que a presenca de um hotel-fazenda na area de estudo influenciou para mais os valores de PUE e PUT, uma vez que estas avaliacoes levam em consideracao fatores de logistica relacionados a visitacao dos LGS.. Um cruzamento entre os resultados das avaliacoes de VG com os resultados do PUE e PUT possibilitou observar que os locais com mais altos VG tambem possuem os maiores PUE e PUT. Mais uma vez isso se relaciona as dimensoes territoriais dos LGS. Ainda que nas Universidade Federal da Paraiba Programa de Pos-graduacao em Desenvolvimento e Meio Ambiente – Campus I – Cidade Universitaria Joao Pessoa – PB CEP – 58051-900 Fone: (83) 3216-7472 http://www.prpg.ufpb.br/prodema avaliacoes de PUE, PUT e RD, as tipologias usadas na avaliacao de VG nao tenham sido consideradas. Mediante aos resultados apresentados, a Area de Protecao Ambiental do Cariri se constitui como um territorio com alto potencial de uso educacional e turistico. Entretanto, carece e um sistema de gestao unificado que estabeleca criterios e diretrizes a serem seguidos visando a manutencao, divulgacao e valorizacao dos elementos da geodiversidade, esse sistema se chama geoconservacao.
  • SIDNEY CRYSTIAN O DE MEDEIROS
  • GEODIVERSIDADE DA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO CARIRI – PB: BASES PARA SUSTENTABILIDADE
  • Orientador : BARTOLOMEU ISRAEL DE SOUZA
  • Data: 12/04/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A geodiversidade emerge como uma tematica quem vem sendo cada vez mais valorizada em contextos cientificos e sociopoliticos. Nesse cenario, essa pesquisa tem como objeto de estudo a geodiversidade uma unidade de conservacao inserida em uma das regioes mais pobres e castigada do Brasil (quer seja pelas condicoes ambientais ou sociopoliticas). A Area de Protecao Ambiental do Cariri, localizada na microrregiao do Cariri Oriental paraibano, mais especificamente entre os municipios de Boa Vista, Cabaceiras e Sao Joao do Cariri, se constitui como uma unidade de conservacao que, apesar de mais de uma decada de sua criacao via decreto, ainda nao foi institucionalizada na pratica. Assim, constatou-se a necessidade de desenvolver essa dissertacao de mestrado que se objetiva em identificar elementos superlativos da geodiversidade da Area de Protecao Ambiental do Cariri que apresentem valores cientificos, educacionais e turisticos visando a proposicao de alternativas de conservacao e de seu uso sustentavel. Para tanto, constatou-se que a area possui um apelo estetico consideravel que ocorre devido as formas e feicoes geomorfologicas que compoe a paisagem da regiao. Mediante a essa constatacao, optou-se por uma metodologia de avaliacao do Valor Geomorfologico (VG) e outras de Potencial de Uso Educacional (PUE), Potencial de Uso Turistico (PUT) e de Risco de Degradacao (RD). 12 Locais de Geodiversidade Superlativa (LGS) foram inventariados e avaliados mediante o uso destes metodos. Quatro dos 12 LGS ja sao geossitios reconhecidos pela comunidade academica devido aos seus valores cientificos. Na avaliacao do VG os LGS foram classificados em tres tipologias, sao elas: zonal, pontual e linear. Essa classificacao leva em consideracao as suas dimensoes territoriais. Os LGS de tipologia zonal obtiveram valores mais altos quando comparados as demais tipologias. Isso relaciona-se ao fato de que as dimensoes territoriais da tipologia zonal sao maiores do que os das demais tipologias, o que eleva alguns valores gracas a maior concentracao de elementos geomorfologicos nas areas. Na avaliacao de PUE, todos os 12 LGS apresentaram valores condizentes a uma relevancia nacional. 10 dos 12 LGS obtiveram valores de PUT que tambem os conceituam em uma relevancia nacional, apenas dois LGS apresentaram valores que condizem a uma relevancia regional. Essa classificacao de relevancia foi realizada seguindo os criterios propostos pelo Servico Geologico do Brasil – CPRM por meio da plataforma GEOSSIT. Todos os 12 LGS apresentaram valores de RD baixos, conforme a metodologia utilizada. E valido salientar que a presenca de um hotel-fazenda na area de estudo influenciou para mais os valores de PUE e PUT, uma vez que estas avaliacoes levam em consideracao fatores de logistica relacionados a visitacao dos LGS.. Um cruzamento entre os resultados das avaliacoes de VG com os resultados do PUE e PUT possibilitou observar que os locais com mais altos VG tambem possuem os maiores PUE e PUT. Mais uma vez isso se relaciona as dimensoes territoriais dos LGS. Ainda que nas Universidade Federal da Paraiba Programa de Pos-graduacao em Desenvolvimento e Meio Ambiente – Campus I – Cidade Universitaria Joao Pessoa – PB CEP – 58051-900 Fone: (83) 3216-7472 http://www.prpg.ufpb.br/prodema avaliacoes de PUE, PUT e RD, as tipologias usadas na avaliacao de VG nao tenham sido consideradas. Mediante aos resultados apresentados, a Area de Protecao Ambiental do Cariri se constitui como um territorio com alto potencial de uso educacional e turistico. Entretanto, carece e um sistema de gestao unificado que estabeleca criterios e diretrizes a serem seguidos visando a manutencao, divulgacao e valorizacao dos elementos da geodiversidade, esse sistema se chama geoconservacao.
  • FRANCISCO VILAR DE ARAÚJO SEGUNDO NETO
  • DIFERENTES FORMAS DE CONVIVÊNCIA COM A SECA NA REGIÃO SEMIÁRIDA DA BACIA DO RIO PARAÍBA
  • Data: 06/04/2016
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Tentar amenizar o problema das secas no Nordeste e uma questao que vem sendo discutida desde os tempos do Brasil Colonial. O semiarido paraibano necessita de condicoes para a criacao de uma “governanca das aguas”, entretanto, hoje nao existe sequer uma proposta de gestao de recursos hidricos para a regiao semiarida do estado. A regiao semiarida da bacia do rio Paraiba compreende 88,3 % do total da sua bacia hidrografica, e a 31,5% do territorio paraibano. Neste trabalho consideramos como regiao de estudo os municipios que estao inseridos na regiao semiarida da bacia do rio Paraiba, totalizando uma area de 18.830 km2 de 59 municipios. Este trabalho tem como objetivo realizar uma analise espacial e regional das formas de convivencia com a seca na regiao semiarida da bacia do rio Paraiba, a partir das grandes intervencoes hidricas, notadamente o Projeto de Integracao do rio Sao Francisco (PISF), contrapostas as Tecnologias Sociais Hidricas (TSH). Foram analisados os projetos e as e as propostas voltadas aos recursos hidricos e as acoes de Governo, ONGs e entidades dos Movimentos Sociais; mapeados as TSH e as grandes obras hidricas (adutoras e transposicoes) existentes, projetadas e diretamente ligadas ao PISF, na regiao; e avaliados os meios alternativos de abastecimento urbano em periodos de seca, bem como a atuacao das ONGs, atraves do P1MC e P1+2, na regiao semiarida da bacia do rio Paraiba. Esta analise se deu com apoio dos recursos das Geotecnologias, especificamente dos Sistemas de Informacao Geografica com apoio em campo pelo Sistema de Posicionamento Global por Satelite. Para a realizacao desse trabalho, foram utilizados metodos que explicam a realidade a partir das suas contradicoes, ou seja, na oposicao entre as diversas situacoes postas. Nessa perspectiva, foi realizada uma analise espacial e hidrogeopolitica das acoes e projetos apresentados pelas esferas politicas e da sociedade, apoiadas no debate existente nas suas diversas propostas, sob tres eixos distintos, propostos por Vianna (2002), a saber: Intencoes; Espaco; Tempo, adaptados de Thual (1996). Os resultados demonstram que os reservatorios superficiais, por meio das adutoras, sao os principais responsaveis pelo atendimento de grande parte da populacao das cidades da regiao semiarida da bacia do rio Paraiba. Porem, em periodos de secas prolongadas, os carros-pipa se tornam elementos fundamentais e exercem uma importante funcao de seguranca hidrica, tanto no meio urbano quanto nas zonas rurais, atuando como uma ponte de integracao entre as grandes e as pequenas obras hidricas, captando agua dos acudes para abastecimento local em caixas d’agua publicas e cisternas. Com relacao ao Projeto de Integracao do rio Sao Francisco (PISF), o primeiro projeto apresentado preve a utilizacao das aguas transpostas na regiao litoranea, atraves do Canal Acaua-Aracagi (obra secundaria do PISF). No entanto, para o Agreste e o Cariri paraibano, regioes entre as de menor indice pluviometrico do Brasil, a unica garantia e o abastecimento de algumas cidades por meio de sistemas de adutoras que ja existem ou que serao projetadas, como o Sistema Adutor da Borborema. Em contrapartida, para o meio rural foram constatados grandes avancos nas politicas desenvolvidas, a partir do P1MC e do P1+2, representando melhorias nas condicoes de acesso aos recursos hidricos por parte da populacao. Anteriormente aos programas, familias caminhavam diariamente longas distancias com baldes e latas para buscar agua, muitas vezes de ma qualidade. As acoes realizadas tanto no ambito das grandes intervencoes, como as nas solucoes locais, tem como objetivo comum o enfrentamento ao problema da seca. E preciso que as potencialidades do semiarido continuem a ser exploradas, garantindo acesso a agua, assegurando as condicoes minimas de sobrevivencia e de dignidade para a populacao.
  • FRANCISCO VILAR DE ARAÚJO SEGUNDO NETO
  • DIFERENTES FORMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA REGIÃO SEMIÁRIDA DA BACIA DO RIO PARAÍBA
  • Data: 06/04/2016
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Tentar amenizar o problema das secas no Nordeste e uma questao que vem sendo discutida desde os tempos do Brasil Colonial. O semiarido paraibano necessita de condicoes para o desenvolvimento de uma “governanca das aguas”, entretanto, as propostas de gestao dos recursos hidricos na regiao semiarida do Estado da Paraiba precisam ser mais eficientes. A regiao semiarida da bacia do rio Paraiba compreende 88,3 % do total da sua bacia hidrografica, e a 31,5% do territorio paraibano. Neste trabalho, e considerada como regiao de estudo os municipios que estao inseridos na regiao semiarida da bacia do rio Paraiba, totalizando uma area de 18.830 km2 de 59 municipios. Este trabalho tem como objetivo realizar uma analise espacial das diferentes formas de abastecimento de agua nos meios urbano e rural da regiao semiarida da bacia do rio Paraiba, a partir das grandes intervencoes hidricas contrapostas as Tecnologias Sociais Hidricas (TSH). Foram analisados os projetos e as propostas voltadas aos recursos hidricos e as acoes de Governo, ONGs e entidades dos Movimentos Sociais; mapeados as TSH e as grandes obras hidricas (adutoras e transposicoes) existentes, projetadas e diretamente ligadas ao Projeto de Integracao do rio Sao Francisco (PISF), na regiao; e avaliados os meios alternativos de abastecimento urbano em periodos de seca, bem como a atuacao das ONGs, atraves do Programa Um Milhao de Cisternas (P1MC) e do Programa Uma Terra e Duas Aguas (P1+2), na regiao semiarida da bacia do rio Paraiba. Esta analise se deu por meio dos recursos das Geotecnologias, especificamente dos Sistemas de Informacao Geografica com suporte de campo a partir dos Sistemas de Posicionamento Global por Satelite (GPS). Para a realizacao deste trabalho, foram utilizados metodos que explicam a realidade a partir das suas contradicoes, ou seja, na oposicao entre as diversas situacoes postas. Nesta perspectiva, foi realizada uma analise espacial e hidrogeopolitica das acoes e projetos apresentados pelas esferas politicas e da sociedade, apoiadas no debate existente nas suas diversas propostas, sob tres eixos distintos, propostos por Vianna (2002), adaptados de Thual (1996), a saber: Intencoes; Espaco; Tempo. Os resultados demonstram que os reservatorios superficiais, por meio das adutoras, sao os principais responsaveis pelo atendimento de grande parte da populacao das cidades da regiao semiarida da bacia do rio Paraiba. Porem, em periodos de secas prolongadas, os carros-pipa se tornam elementos fundamentais e exercem uma importante funcao de seguranca hidrica, tanto no meio urbano quanto rural, atuando como uma ponte de integracao entre as grandes e as pequenas obras hidricas, captando agua dos acudes para abastecimento local em caixas d’agua publicas e cisternas. Com relacao ao PISF, o primeiro projeto apresentado preve a utilizacao das aguas transpostas na regiao litoranea, atraves do Canal Acaua-Aracagi (obra secundaria do PISF). No entanto, para o Agreste e o Cariri paraibano, regiao de menor indice pluviometrico do Brasil, a unica garantia e o abastecimento de algumas cidades por meio de sistemas de adutoras que ja existem ou que serao projetadas, como o Sistema Adutor da Borborema. Em contrapartida, para o meio rural foram constatados grandes avancos nas politicas desenvolvidas, a partir do P1MC e do P1+2, representando melhorias nas condicoes de acesso aos recursos hidricos por parte da populacao. Anteriormente aos programas sociais, parte das familias da regiao caminhavam diariamente longas distancias com baldes e latas para buscar agua, muitas vezes de ma qualidade. As acoes realizadas tanto no ambito das grandes intervencoes, como nas solucoes locais, tem como objetivo comum o enfrentamento ao problema do abastecimento de agua na regiao. E preciso que as potencialidades do semiarido continuem a ser exploradas, garantindo acesso a agua, e assegurando as condicoes minimas de sobrevivencia e de dignidade para a populacao.
  • VALDIR BERNARDINO DA SILVA SEGUNDO
  • Avaliação do Potencial energético da cana energia e análise do ciclo de vida da produção de eletricidade via combustão da biomassa
  • Orientador : NATALY ALBUQUERQUE DOS SANTOS
  • Data: 31/03/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O uso demasiado de combustiveis derivado do petroleo tem gerado preocupacoes devido a grande quantidade de gases do efeito estufa emitidos. A biomassa desponta como fonte alternativa para producao de energia renovavel. O Brasil sempre se destacou por sua producao de bioetanol a partir da cana-deacucar. Atualmente uma nova variedade de cana-de-acucar esta sendo desenvolvida (cana energia), que prioriza a producao de fibra em substituicao a acumulacao de sacarose. Dentre as rotas de conversao que a cana energia pode ser empregada esta a pirolise rapida, que consiste na degradacao termica em atmosfera inerte. Por ser uma biomassa nova, e importante comparar as caracteristicas da cana energia com as variedades de cana energia convencionais, e avaliar sua eficiencia como combustivel em comparacao a palha e o bagaco. Este trabalho comparou as caracteristicas fisico-quimicas da cana energia com variedades de cana convencional, avaliou o comportamento termico da cana energia, bagaco e palha, e avaliou os produtos obtidos pela pirolise rapida da cana energia. Para evidenciar os aspectos ambientais referentes a utilizacao da biomassa como fonte de energia foi realizada uma analise comparativa de ciclo de vida da geracao de eletricidade a partir do bagaco de cana e do oleo combustivel. A cana energia apresentou alto poder calorifico 4.075,7cal/g, que lhe confere a condicao de bom combustivel para processos termoquimicos. Os produtos obtidos pela pirolise da cana energia demonstram potencial para a producao de compostos organicos oxigenados. Varios produtos de grande interesse comercial foram identificados pelas tecnicas de cromatografia gasosa e espectrometria de massa. A producao de energia eletrica via combustao do bagaco de cana-de-acucar apresentou baixos niveis de emissao de carbono para atmosfera (0.227 kg CO2-eq/kWh), sendo mais adequada do que o processo termeletrico a oleo diesel (0.900 kg CO2-eq/kWh), resultando em emissoes evitadas de -0,673 kg CO2-eq/kWh. A progressiva utilizacao do bagaco de cana de acucar como fonte de eletricidade pode ser uma alternativa para a mitigacao de mudancas climaticas.
  • RAFAELA KLEINHANS PEREIRA
  • EFEITOS DO USO DO SOLO SOBRE A VEGETAÇÃO: ESTUDO DE CASO EM INSELBERG NO CARIRI PARAIBANO
  • Data: 30/03/2016
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Inumeros problemas da sociedade contemporanea se encontram relacionados via os sistemas economico, politico, cultural e visao de mundo que ao longo da historia da humanidade se converteram em crises, por vezes inevitaveis e por outras induzidas e ate mesmo previstas. Inserido neste contexto se encontra a problematica socioambiental que afetam das mais diversas formas a saude publica. Na decada de 60 e 70 os diversos problemas relacionados ao impacto ambientais pela poluicao e exploracao dos recursos naturais geraram diversos movimentos de cultura alternativa, em prol do resgate de valores eticos e morais que proporcionem uma relacao mais saudavel com o meio ambiente natural. Um deste movimentos e a permacultura, denominada de “cultura de permanencia”, a permacultura e composta de uma serie de principios e fundamentos para o estabelecimento de uma cultura ecologica de modo a prover comunidades humanas sustentaveis. Em Joao Pessoa, no ano de 2011 atraves de uma parceria da Secretaria de Saude e Secretaria de Meio Ambiente foi realizada a primeira formacao em permacultura abrindo 50 vagas distribuidas entre agentes governamentais, estudantes e demais interessados, passando entao, a incluir a petala permacultural da Saude e Bem-Estar no atendimento da saude publica por meio de Praticas Integrativas e Complementares de Saude. Concomitantemente a este processo, a mobilizacao de terapeutas para a implementacao da Politica Nacional de Praticas Integrativas e Complementares (PNPIC) resultou na criacao de Centros de atendimento especializados em PICs, entre eles o Equilibrio do Ser. Considerado o maior das tres experiencias este Centro oferta uma diversidade de terapias coletivas e individuais como o tai chi chuan, yoga, reflexologia, massoterapia, arteterapia, reiki, aromaterapia, acupuntura, auriculoacupuntura, biodanca, terapia comunitaria e entre outras. Uma das terapias coletivas ofertadas pelo Cpics Equilibrio do Ser sao as atividades de permacultura implementada atraves da iniciativa dos proprios terapeutas do Centro e com o apoio da Coordenacao Geral, estas atividades ocorrem em uma area que seria inicialmente utilizada para ser um estacionamento no espaco interno do Cpics Equilibrio do Ser. Diante do exposto o presente estudo teve por objeto central a cultura ecologica e por objetivo especifico o acompanhamento das atividades de permacultura no Centro de Praticas Integrativas e Complementares do Equilibrio do Ser procurando compreender o sentido e as motivacoes dos agentes envolvidos na construcao e desenvolvimento do Cpics – que atribuiram as suas acoes quando decidiram encampar esta iniciativa de perfil inovador e avaliar em que medida a iniciativa e as atividades do Centro promovem o capital social dos agentes envolvidos em relacao as praticas de saude.
  • MARCELO COSTA DE MENEZES
  • EFEITOS DO USO DO SOLO SOBRE A VEGETAÇÃO: ESTUDO DE CASO EM INSELBERG NO CARIRI PARAIBANO
  • Data: 28/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Caatinga e um bioma brasileiro muito importante no contexto social, economico e ambiental, todavia e pouco valorizado, estudado e pouco conservado. O objetivo principal foi fazer uma comparacao da estrutura e composicao da vegetacao arborea - arbustiva e cactaceas entre 3 areas de diferentes usos de solo. Os objetivos especificos foram fazer um levantamento fitossociologico do local e um estudo bibliografico do uso e importancia das especies encontradas. A metodologia aplicada no levantamento fitossociologico consistiu na marcacao de 50 parcelas de 50 x 2 m, perfazendo um total de 0,5 hectares. Dentro das parcelas foram identificadas todos os individuos de porte arboreo, arbustivo, subarbustivo e cactaceas, sendo medido a altura e o diametro no nivel do peito dos individuos com (DAP > 2cm), em individuos com DAP < 2cm foram medidos somente a altura. Foram calculados parametros ecologicos de riqueza, numero de individuos, frequencia, dominancia, diversidade de Shannon – Wiener, equabilidade de Pielou e valor de importancia. Os mapas de uso de solo da regiao foram feitos com dados de geoprocessamento. Para comparar quantitativamente as areas de uso de solo diferentes, foi realizado o teste de normalidade de Shapiro Wilk e as analises de variancia (ANOVA/ unifatorial) ou Kruskal- Wallis. Foi usada a analise multivariada dos componentes principais (PCA) para se verificar diferencas estruturais das diferentes areas. O teste de similaridade floristica foi feito atraves da analise de agrupamento (Cluster) pelo metodo de media de grupo UPGMA, sendo feito uma comparacao qualitativa e quantitativa com os coeficientes de Jaccard e Bray Curtis. O levantamento do uso e importancia das especies foi feito por uma consulta bibliografica. Foram encontrados 2623 individuos distribuidos em 82 especies, 72 generos e 32 familias botanicas. As familias com maiores numeros de individuos e especies foram Fabaceae (16), Euphorbiaceae (11) e Cactaceae (5). As especies Tacinga inamoema (K. Schum.) N.P. Taylor & Stuppy, Croton blanchetianus Baill.e Bauhinia cheilantha (Bong.) Steud destacaram- se por terem maiores valores de importancia. Os mapas de uso de solo da regiao comprovaram o avanco das areas identificadas como de risco muito grave de desertificacao e mostraram tambem que esse fragmento florestal atualmente e um dos unicos no municipio do Congo. Houve diferencas estatisticas nas diferentes areas quanto a estrutura da comunidade de acordo com o teste de variancia e PCA. A similaridade floristica mostrou haver diferencas na composicao de especies nas diferentes areas de uso de solo. Foram encontradas 61 especies que obtiveram 11 tipos de usos, sendo o medicinal, para construcao e meliferas os usos que mais se destacaram nas especies. Conclui-se que o fragmento florestal estudado e prioritario para a conservacao, pois e um dos unicos da regiao, tem razoavel diversidade ecologica, contem especies uteis para a populacao, abriga especies em risco de extincao devido ao mau uso do solo e por conter especies invasoras. Contudo, faz se necessario a criacao de uma unidade de conservacao nessa area e um plano de manejo que proponha atividades socio economicas e ambientais.
  • RENAN AVERSARI CAMARA
  • TRIBUTAÇÃO INDUTORA APLICADA AO ESTÍMULO DO CONSUMO DE COMBUSTÍVEIS DE BAIXA EMISSÃO DE CARBONO
  • Data: 23/03/2016
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A responsabilidade constitucional do Estado de zelar pela protecao ambiental acaba por resultar em politicas ambientais que visam o desenvolvimento sustentavel. Esta proposicao e resultante do fato de ser o meio ambiente e um bem publico, passivel de valoracao, e sua nao inclusao nos aspectos economicos tem como resultado aumento da degradacao. A hipotese do estudo centra-se no fato de que a ausencia do principio constitucional da protecao do meio ambiente no sistema tributario nacional e exclusao da tributacao indutora na politica nacional de desenvolvimento e da politica nacional do meio ambiente acabam por induzir o consumo de bens e servicos danosos a preservacao do meio ambiente e protecao dos recursos naturais. E tem como objetivo evidenciar que o instrumento da tributacao extrafiscal labora como ferramenta de protecao ambiental e desenvolvimento sustentavel, funcionando na interferencia direta de custos e precos sobre determinada atividade economica por intermedio da majoracao ou diminuicao da carga tributaria, de acordo com os interesses estatais. Especificamente pretende-se enunciar a formacao dos precos dos combustiveis, em particular o etanol, com enfase na tributacao (Imposto sobre Operacoes Relativas a Circulacao de Mercadorias e sobre Prestacoes de Servicos de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicacao – ICMS, principalmente) sendo usado como um mecanismo de preservacao ambiental. Os resultados da analise demonstram que, utilizando-se desta ferramenta, e possivel que o Estado consiga induzir uma pratica “verde” no setor de combustiveis, levando-o a um desenvolvimento sustentavel e tambem a protecao do meio ambiente.
  • ROSSYANNE LOPEZ BARACHO
  • Conhecimento Ecológico Local e a Cogestão: O caso da Reserva Extrativista Acaú-Goiana
  • Data: 22/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os moluscos foram os primeiros recursos marinhos a serem utilizados pelos seres humanos ha aproximadamente 164.000 anos, e desde entao constituem a base alimenticia e economica de diversas comunidades costeiras no mundo. Devido a coleta desse recurso ter sido realizada desde os primordios da humanidade, foi ao longo de varias geracoes proporcionando a construcao de uma estreita relacao entre ser humano e o mundo natural, formulando assim o que hoje e denominado de Conhecimento Ecologico Local. Esse tipo de saber vem sendo reconhecido mundialmente como uma das importantes ferramentas para a construcao de uma gestao adaptada a realidade local (cogestao), e, consequentemente, mais efetiva tanto em termos ambientais quanto sociais. Dessa forma, a presente pesquisa teve como objetivo registar e sistematizar o Conhecimento Ecologico Local de marisqueiras na perspectiva de fornecer subsidios que possam contribuir para o sistema de cogestao. A pesquisa foi conduzida na comunidade de Acau (Paraiba), uma das comunidades beneficiarias da Reserva Extrativista Acau-Goiana. Para isso utilizou-se metodos qualitativos e quantitativo, compostos pelas tecnicas de: observacao participante, questionario, lista livre, mapeamento participativo e etnografia visual. A exposicao dos resultados coletados foi dividida em dois capitulos. No primeiro, e abordada a caracterizacao da atividade de coleta de moluscos a partir de uma perspectiva etnoecologica. Nesse, foi apresentado que a mariscagem em Acau e realizada principalmente por mulheres com idade media de 43.63 anos, e com ensino fundamental incompleto, que adquirem dessa sua principal fonte de renda. Essas marisqueiras ingressam na atividade com media de 14 anos de idade, aprendendo o oficio geralmente com a mae, e possuem media de 29.62 anos de experiencia na profissao. Existem doze especies de moluscos presentes em Acau, com destaque para a Anomalocardia brasiliana que obteve um maior Indice de Saliencia Cognitiva. Foram identificados dezoito locais utilizados para a extracao de moluscos, havendo uma diferenca entre o nivel de utilizacao desses de acordo com caracteristicas do marisco e dos locais de coleta. As principais dificuldades relativas a mariscagem relatadas pelas entrevistadas sao transportar o marisco coletado, problemas de saudes acarretados pela profissao e adversidades comerciais na epoca de inverno (preco baixo e falta de comprador). Sendo a principal solucao apontada pelas marisqueiras para melhoria da atividade a implementacao de um periodo de defeso subsidiado pelo Seguro Desemprego. No segundo capitulo, devido a A. brasiliana ser considerada o principal recurso explorado na comunidade, foi apresentada a caracterizacao da utilizacao dessa especie. Constatou-se que sua mariscagem ocorre atraves de oito etapas, transcorrendo desde o deslocamento ate a venda do produto final beneficiado; sendo a escolha das tecnicas de coleta utilizadas influenciadas pelo genero e idade das marisqueiras. Foi estimado que para o ano de 2015 a comunidade de Acau coletou cerca de 5.430 toneladas de A. brasiliana da natureza, 80% a mais do que o extraido por todas as comunidades do Estuario do Rio Goiana em 2005. Os resultados obtidos por essa pesquisa refletem a realidade local da comunidade estudada, e assim espera-se que possam servir como auxilio na construcao da cogestao em Acau
  • LETÍCIA BELTRESCHI
  • CONHECIMENTO BOTÂNICO TRADICIONAL SOBRE PLANTAS MEDICINAIS NO QUILOMBO IPIRANGA, MUNICÍPIO DO CONDE-PB
  • Data: 21/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Durante muito tempo, as sociedades humanas tem construido um grande conhecimento a respeito dos ambientes onde estao inseridas, incluindo os conhecimentos sobre os recursos vegetais. Este saber, objeto de estudo da etnobotanica, tem garantido a sobrevivencia dessas populacoes seja como alimento, como combustivel e tambem no alivio ou cura de doencas. O presente trabalho teve como objetivo realizar um levantamento etnobotanico sobre o conhecimento e uso das plantas medicinais utilizadas pelos moradores da comunidade quilombola Ipiranga, localizada no litoral sul da Paraiba, sendo estruturado em dois capitulos. O primeiro capitulo foi feito um levantamento das especies de plantas medicinais segundo o conhecimento local, juntamente com a analise dos indices Valor de Uso e Fator de Consenso do Informante. Foi aplicado o metodo de entrevistas atraves dos questionarios semiestruturados com um total de 100 moradores da comunidade, sendo 29 homens e 71 mulheres, entre 20 e 90 anos de idade. A partir dos dados foram estimados os indices de Valor de Uso e Fator de Consenso do Informante. O segundo capitulo foi feito uma comparacao entre tres diferentes geracoes sobre o conhecimento das plantas medicinais com um total de 171 individuos entrevistados, sendo realizada a partir dos dados uma correlacao de Pearson e analise de variancia. Um total de 80 especies distribuidas em 66 generos e 38 familias botanicas foram identificadas. A partir das entrevistas ficou conhecido que, em sua maioria, sao as folhas as partes mais utilizadas no preparo da medicacao, principalmente atraves dos chas. A maior parte das especies utilizadas sao cultivadas nos quintais. As especies medicinais foram indicadas para tratamento de 66 doencas e classificadas em 14 categorias de sistemas corporais. Com relacao ao conhecimento etnobotanico entre diferentes geracoes, os resultados mostraram que as pessoas mais velhas conhecem mais especies, assim como indicam uma maior quantidade de usos para elas.
  • THIAGO ARAÚJO DA SILVA
  • INDICADORES DE SUSTENTABILIDADE PARA O TURISMO - UMA ANÁLISE NO PARQUE ESTADUAL MARINHO DE AREIA VERMELHA - PEMAV - PB
  • Data: 14/03/2016
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Em cumprimento aos desafios acordados na Conferencia das Nacoes Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento - CNUMAD em 1992, no Rio de Janeiro, a Agenda 21 Global tem sido marco referencial nas discussoes que cercam os indicadores de sustentabilidade. Neste processo de reorganizacao dos sistemas, das entidades, das empresas e dos governos, o ideal sustentavel forca um novo desenho da atividade turistica que tem movimentado pessoas e dinheiro, inserindo-se naturalmente na perspectiva de uma administracao dentro ‘da melhoria social, da prioridade ambiental, da viabilidade economica e da legitimidade institucional. A presente pesquisa tem por objetivo a proposicao de um modelo de indicadores de sustentabilidade capaz de retratar o panorama atual da atividade turistica no Parque Estadual Marinho de Areia Vermelha – PEMAV, unidade de conservacao localizada no municipio de Cabedelo, estado da Paraiba. A partir da aplicacao de uma abordagem mais tecnica entre os principais estudos da area, a revisao teorica sobre indicadores de sustentabilidade, turismo e unidades de conservacao, a pesquisa propoe um modelo de indicadores, em quatro dimensoes centrais, na tentativa de contribuir com o cenario de politicas publicas ambientais. O trabalho se caracteriza dentro de um metodo descritivo, do tipo estudo de caso e com abordagem quantitativa e qualitativa, pois ora propoe indicadores em forma binaria, ora propoe indicadores de analise qualitativa. As visitas de campo proporcionaram o conhecimento da area e a revisao de outros estudos possibilitou a escolha dos melhores parametros para compor o modelo. Os resultados pontuaram que, embora massivamente tecnico, o trabalho mostrou-se relevante por proporcionar um sistema de indicadores com vantagens de adaptabilidade, coeso em sua essencia e com chances de pontuar a realidade do objeto estudado
  • THAMIRES KELLY NUNES CARVALHO
  • CONHECIMENTO BOTÂNICO LOCAL E DISTRIBUIÇÃO DE CACTACEAE NO SEMIÁRIDO DA PARAÍBA (NORDESTE DO BRASIL)
  • Data: 04/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O semiárido está entre as regiões mais habitadas do país. Neste local, populações tradicionais se inter-relacionam com os recursos vegetais circundantes. Dentre estes a família Cactaceae possui destaque por sua forte presença e distribuição em todo bioma Caatinga, também por sua aproveitamento e importância sociocultural. Em períodos de seca, a necessidade do uso de algumas espécies pode levar esta prática sazonal a consequências maiores como influencia na distribuição, considerando as perspectivas climáticas para a região. Desta forma, esta dissertação será apresentada em forma de capítulos, onde o primeiro é intitulado CONHECIMENTO BOTÂNICO LOCAL E USO DE CACTACEAE NO SEMIÁRIDO DA PARAÍBA, NORDESTE DO BRASIL e tem como objetivo registrar e analisar o conhecimento e o uso que os agricultores de uma comunidade rural do curimataú paraibano possuem/fazem acerca das espécies de Cactaceae presentes da região; e o segundo, DISTRIBUIÇÃO E MODELAGEM DE Cereus jamacaru DC. subsp. jamacaru e Pilosocereus pachycladus F. Ritter. subsp. pernambucoensis (F. Ritter) Zappi, (CACTACEAE), ESPÉCIES FORRAGEIRAS: PERSPECTIVAS FUTURAS, que objetiva avaliar a distribuição atual e futura de Cereus jamacaru DC. subsp. jamacaru e Pilosocereus pachycladus F. Ritter. subsp. pernambucoensis, considerando a dinâmica do uso forrageiro em função das modificações climáticas. Ambos os capítulos foram escritos de maneira independente, visando sua publicação em diferentes revistas científicas
  • THAMIRES KELLY NUNES CARVALHO
  • CONHECIMENTO BOTÂNICO LOCAL E DISTRIBUIÇÃO DE CACTACEAE NO SEMIÁRIDO DA PARAÍBA (NORDESTE DO BRASIL)
  • Data: 04/03/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O semiarido esta entre as regioes mais habitadas do pais. Neste local, populacoes tradicionais se inter-relacionam com os recursos vegetais circundantes. Dentre estes a familia Cactaceae possui destaque por sua forte presenca e distribuicao em todo bioma Caatinga, tambem por sua aproveitamento e importancia sociocultural. Em periodos de seca, a necessidade do uso de algumas especies pode levar esta pratica sazonal a consequencias maiores como influencia na distribuicao, considerando as perspectivas climaticas para a regiao. Desta forma, esta dissertacao sera apresentada em forma de capitulos, onde o primeiro e intitulado CONHECIMENTO BOTANICO LOCAL E USO DE CACTACEAE NO SEMIARIDO DA PARAIBA, NORDESTE DO BRASIL e tem como objetivo registrar e analisar o conhecimento e o uso que os agricultores de uma comunidade rural do curimatau paraibano possuem/fazem acerca das especies de Cactaceae presentes da regiao; e o segundo, DISTRIBUICAO E MODELAGEM DE Cereus jamacaru DC. subsp. jamacaru e Pilosocereus pachycladus F. Ritter. subsp. pernambucoensis (F. Ritter) Zappi, (CACTACEAE), ESPECIES FORRAGEIRAS: PERSPECTIVAS FUTURAS, que objetiva avaliar a distribuicao atual e futura de Cereus jamacaru DC. subsp. jamacaru e Pilosocereus pachycladus F. Ritter. subsp. pernambucoensis, considerando a dinamica do uso forrageiro em funcao das modificacoes climaticas. Ambos os capitulos foram escritos de maneira independente, visando sua publicacao em diferentes revistas cientificas
  • DANIEL DA SILVA VIEIRA
  • Internações por doenças do aparelho circulatório em idosos e suas relações com o campo térmico urbano de duas cidades paraibanas
  • Data: 29/02/2016
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente estudo teve como objetivo verificar a incidencia de internacoes por doencas do aparelho circulatorio (DAC) na populacao idosa de duas cidades paraibanas: Patos e Joao Pessoa, levando em consideracao as condicoes do clima urbano, especificamente do campo termico. Apos levantamento bibliografico a respeito da tematica, a pesquisa foi realizada em duas etapas. Na primeira etapa, foram avaliados o comportamento das variaveis temperatura e umidade relativa do ar das duas cidades em questao, levando em consideracao os dados climatologicos obtidos em Estacoes Meteorologicas Oficiais do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), no periodo de janeiro de 2005 a dezembro de 2014. A partir desses dados, foi calculado o Indice de Desconforto Termico (IDT) para as areas de estudo de acordo com Thom (1959). Na segunda etapa do estudo, foi feita uma pesquisa documental retrospectiva, de abordagem quantitativa, do universo de internacoes por DAC da populacao idosa, ocorridos em Patos e Joao Pessoa-PB. Os dados foram obtidos junto ao Departamento de Informacoes do SUS (DATASUS) referentes ao mesmo periodo, de janeiro de 2005 a dezembro 2014. Para avaliar a relacao entre as internacoes de idosos por DAC e sua relacao com o campo termico urbano das duas cidades pesquisadas, foram feitas correlacoes e testes estatisticos aplicando o Coeficiente de Correlacao Linear de Pearson. O mesmo coeficiente foi empregado para se verificar correlacao entre o IDT e as DAC, para as duas cidades. O estudo comprovou que as internacoes de idosos por DAC estabeleceram relacao com as variaveis do campo termico urbano nas duas cidades, e que essa relacao varia de fraca a moderada dependendo do tipo de variavel, do periodo climatico, seco ou chuvoso, ou da cidade. Tambem (se constatou) foi constatado que, a incidencia de internacoes de idosos por DAC recebe influencia do clima urbano das duas cidades e que o percentual de internacoes varia de uma cidade para outra dependendo da faixa de desconforto termico. O estudo demonstrou que para compreensao da relacao entre o campo termico urbano e as taxas de incidencia de internacoes de idosos por Doencas do Aparelho Circulatorio nas duas cidades investigadas se torna indispensavel o estreitamento entre climatologistas e profissionais da area de saude.
  • NADJA HELAINE DE ARAUJO
  • AVALIAÇÃO DA PRODUÇÃO DE COMPOSTO A PARTIR DE ALGAS MARINHAS ARRIBADAS COMO ALTERNATIVA PARA ADUBAÇÃO DE HORTALIÇAS
  • Data: 29/02/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os nutrientes sao muito necessarios nos plantios, mas nao desejaveis no ambiente, porque causam a eutrofizacao dos ambientes aquaticos e ajudam na proliferacao de vetores de doencas. A producao de composto a partir de residuos organicos, para a producao de adubo, e uma das formas mais adequadas para o seu destino. Este trabalho consiste na proposta de producao de composto, utilizando algas marinhas arribadas, para o cultivo de hortas comunitarias em uma comunidade de pescadores na Praia da Penha - PB. A proposta aqui apresentada e aproveitar as algas arribadas em estagio de decomposicao encontrado na praia, trazidas pela mare cheia, para produzir composto e com ele cultivar hortalicas. O intuito e reciclar as algas arribadas desta forma contribuir para o desenvolvimento sustentavel local. O projeto apresentou resultados positivos esperados, quanto a qualidade do composto feito com algas marinhas arribadas, tanto lavadas para a retirada do sal, quanto nao lavadas, pois a diferenca entre a analise de macro e micro nutrientes dos dois tipos de adubos foi minima. No experimento I foi utilizado apenas sementes de pimentao. Na implantacao da horta comunitaria foi usado os dois tipos de adubos, com a utilizacao de varias especies de hortalicas, como alface, coentro, salsa, cebolinha e tambem pimentao, o resultado foi aprovado, comprovando que os adubos feito com algas arribadas e de boa qualidade, mostrando que as hortalicas se desenvolveram satisfatoriamente. Com relacao ao envolvimento dos pescadores que aceitaram participar do projeto, a reciprocidade foi louvavel, todos participaram ativamente no processo de montagem da compostagem utilizando algas marinhas, e tambem na montagem da horta, tanto que alguns quiseram montar a horta em suas residencias, fechando assim um dos objetivos propostos no trabalho. O trabalho demonstrou uma otima contribuicao para o desenvolvimento sustentavel local, tanto que ideia podera se estender a outras comunidades que possuem esses recursos naturais disponiveis.
  • KALINE CUNHA ARANHA
  • Tecnologias Sustentáveis: a importância dos telhados híbridos na amenização microclimática
  • Data: 29/02/2016
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Dentre os diversos problemas ambientais que afetam os centros urbanos, pode-se verificar o aumento de temperaturas e a redução da umidade relativa do ar nas cidades. A formação das ilhas de calor e o desconforto térmico são alterações observadas no campo térmico urbano do sistema climático das cidades com graves problemas para população em geral. Diante deste contexto, esta pesquisa se insere com o objetivo principal de verificar o desempenho térmico do telhado verde em analogia a outros três tipos de coberturas comumente usados na construção civil (telha cerâmica, fibrocimento, laje exposta). E verificou-se o comportamento térmico do painel fotovoltaico com o telhado verde – Telhado Híbrido. A pesquisa também teve o desafio de confeccionar todos os protótipos para o monitoramento microclimático. O monitoramento microclimático ocorreu em dois períodos climáticos distintos: período seco e chuvoso. Para os registros dos dados de temperatura do ar foram utilizados termohigrometros para medições internas. E termopares para medições externas no painel fotovoltaico. No período chuvoso, registra-se a diferença de até 2°C do telhado verde em relação ao protótipo com telha de fibrocimento e 1°C em relação aos demais. No período seco a diferença térmica foi de 3°C em relação ao protótipo de Fibrocimento e 2°C quando comparado aos demais. Com relação às medições externas feitas por termopares verificou-se que os resultados são positivos, tanto na superfície superior quanto na superfície inferior do painel. Ou seja, observa-se- que o telhado verde contribui com a amenização microclimática do ambiente externo e consequentemente com a eficiência do painel. Com estes resultados, conclui-se que o telhado verde é uma tecnologia sustentável que contribui com a amenização microclimática interna e externa do ambiente.
  • LORENA ANDREA CORTÉS BALLÉN
  • ANÁLISE DA CONFIGURAÇÃO DA PAISAGEM NA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO CARIRI – PB/BRASIL
  • Data: 26/02/2016
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A regiao Nordeste do Brasil apresenta na maior parte de seu territorio uma vegetacao xerofila, de fisionomia e floristica variadas, que tem mantido desde o tempo do periodo colonial a antiga denominacao indigena de "Caatinga". A fragilidade da Caatinga devido a acao antropica descontrolada faz deste bioma uma prioridade para conservacao no pais. As tecnicas de sensoriamento remoto permitem avaliar as mudancas espaco-temporais nas diversas paisagens por meio da modelagem de varios parametros biofisicos da vegetacao que podem ser medidos atraves dos indices de vegetacao, que podem ser usados como indicadores da qualidade ambiental. O presente estudo teve o objetivo principal de analisar a configuracao da paisagem na Area de Protecao Ambiental do Cariri – PB, e tres objetivos especificos. O primeiro objetivo especifico foi realizar uma analise espaco-temporal das mudancas da cobertura vegetal na APA do Cariri. Foram gerados os indices de vegetacao NDVI e SAVI a partir do processamento de imagens do sensor TM Landsat 5 dos anos 1989, 2005 e 2010 com validacoes feitas em campo. Seis classes de cobertura foram encontradas na APA, sendo quatro delas correspondentes com as fitofisionomias de Caatingas com maior e menor nivel de antopismo. Os resultados obtidos do NDVI e SAVI evidenciaram o retrocesso progressivo das Caatingas mais densas no periodo analisado. A interpretacao de resultados dos indices de vegetacao deve ser feita de forma conjunta com validacoes feitas em campo, devido a que as respostas espectrais dos indices podem estar superestimando ou subestimando coberturas. Para o segundo objetivo especifico de realizar uma analise espaco-temporal das mudancas na estrutura da paisagem na APA do Cariri, foram utilizadas as mesmas imagens. Foram calculadas oito metricas para analisar no nivel de classe e sete para identificar a composicao no nivel de paisagem nas tres datas analisadas. A maior representatividade na paisagem ao longo do tempo analisado foi para as Coberturas de Caatinga-Semiaberta e Caatinga Arbustiva-Aberta, o que representa alto impacto na vegetacao. A complexidade das formas das manchas dos cinco tipos de cobertura evidenciou que a Caatinga Arbustiva Arborea-Fechada tem uma maior tendencia a irregularidade. A paisagem da APA apresenta uma alta diversidade de elementos paisagisticos e uma tendencia a uma distribuicao mais homogenea entre as classes identificadas e suas correspondentes manchas. De acordo com os resultados encontrados na analise estrutural da paisagem, pode-se se afirmar que a APA do Cariri tem sido intensamente alterada pelos processos antropicos que se processam ha seculos na regiao. Para o ultimo objetivo especifico de Identificar e Caracterizar os tipos de coberturas vegetal existentes na APA do Cariri foi usada a imagem mais recente do periodo analisado. Foram identificadas 5 tipos de coberturas, associadas a Caatingas com baixo e alto nivel de antropismo. Encontraram-se um total de 1725 individuos, distribuidos em 86 especies, 75 generos e 29 familias. As familias com maior riqueza de generos e especies foram Fabaceae e Euphorbiaceae. Foram registrados altos valores de diversidade no Indice de Shannon. A especie Croton blanchetianus (Baill) apresentou altos valores de densidade e frequencia relativa nas cinco parcelas analisadas. Os resultados gerados nesta pesquisa representam a cartografia base da APA do Cariri e evidenciam a importancia de conservar esta area e de definir limites claros do uso do solo que procurem a conservacao da flora existente.
  • LORENA ANDREA CORTÉS BALLÉN
  • ANÁLISE DA CONFIGURAÇÃO DA PAISAGEM NA ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL DO CARIRI – PB/BRASIL
  • Data: 26/02/2016
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A regiao Nordeste do Brasil apresenta na maior parte de seu territorio uma vegetacao xerofila, de fisionomia e floristica variadas, que tem mantido desde o tempo do periodo colonial a antiga denominacao indigena de "Caatinga". A fragilidade da Caatinga devido a acao antropica descontrolada faz deste bioma uma prioridade para conservacao no pais. As tecnicas de sensoriamento remoto permitem avaliar as mudancas espaco-temporais nas diversas paisagens por meio da modelagem de varios parametros biofisicos da vegetacao que podem ser medidos atraves dos indices de vegetacao, que podem ser usados como indicadores da qualidade ambiental. O presente estudo teve o objetivo principal de analisar a configuracao da paisagem na Area de Protecao Ambiental do Cariri – PB, e tres objetivos especificos. O primeiro objetivo especifico foi realizar uma analise espaco-temporal das mudancas da cobertura vegetal na APA do Cariri. Foram gerados os indices de vegetacao NDVI e SAVI a partir do processamento de imagens do sensor TM Landsat 5 dos anos 1989, 2005 e 2010 com validacoes feitas em campo. Seis classes de cobertura foram encontradas na APA, sendo quatro delas correspondentes com as fitofisionomias de Caatingas com maior e menor nivel de antopismo. Os resultados obtidos do NDVI e SAVI evidenciaram o retrocesso progressivo das Caatingas mais densas no periodo analisado. A interpretacao de resultados dos indices de vegetacao deve ser feita de forma conjunta com validacoes feitas em campo, devido a que as respostas espectrais dos indices podem estar superestimando ou subestimando coberturas. Para o segundo objetivo especifico de realizar uma analise espaco-temporal das mudancas na estrutura da paisagem na APA do Cariri, foram utilizadas as mesmas imagens. Foram calculadas oito metricas para analisar no nivel de classe e sete para identificar a composicao no nivel de paisagem nas tres datas analisadas. A maior representatividade na paisagem ao longo do tempo analisado foi para as Coberturas de Caatinga-Semiaberta e Caatinga Arbustiva-Aberta, o que representa alto impacto na vegetacao. A complexidade das formas das manchas dos cinco tipos de cobertura evidenciou que a Caatinga Arbustiva Arborea-Fechada tem uma maior tendencia a irregularidade. A paisagem da APA apresenta uma alta diversidade de elementos paisagisticos e uma tendencia a uma distribuicao mais homogenea entre as classes identificadas e suas correspondentes manchas. De acordo com os resultados encontrados na analise estrutural da paisagem, pode-se se afirmar que a APA do Cariri tem sido intensamente alterada pelos processos antropicos que se processam ha seculos na regiao. Para o ultimo objetivo especifico de Identificar e Caracterizar os tipos de coberturas vegetal existentes na APA do Cariri foi usada a imagem mais recente do periodo analisado. Foram identificadas 5 tipos de coberturas, associadas a Caatingas com baixo e alto nivel de antropismo. Encontraram-se um total de 1725 individuos, distribuidos em 86 especies, 75 generos e 29 familias. As familias com maior riqueza de generos e especies foram Fabaceae e Euphorbiaceae. Foram registrados altos valores de diversidade no Indice de Shannon. A especie Croton blanchetianus (Baill) apresentou altos valores de densidade e frequencia relativa nas cinco parcelas analisadas. Os resultados gerados nesta pesquisa representam a cartografia base da APA do Cariri e evidenciam a importancia de conservar esta area e de definir limites claros do uso do solo que procurem a conservacao da flora existente.
2015
Descrição
  • ALEXANDRE BRITO DE FARIA
  • AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE USO E OCUPAÇÃO DO PARQUE PARAHYBA – JOÃO PESSOA/PB
  • Data: 27/08/2015
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O processo de ocupacao e expansao na cidade de Joao Pessoa-PB acelerou-se nos ultimos anos deixando, na esteira desse crescimento, um saldo negativo para o meio ambiente. Dentre os problemas gerados por esse processo, estao os que interferem diretamente sobre a qualidade de vida da populacao. Esta pesquisa busca fazer uma avaliacao da situacao do uso e da ocupacao do Parque Municipal Parahyba, tomando como base a situacao anterior ao atual processo de expansao urbana. Desta forma, buscou-se mapear, quantificar e analisar a ocupacao do parque, identificando os tipos de vegetacao existentes e sugerindo alternativas para minimizar os problemas identificados. No trabalho, foram utilizadas imagens recentes geradas por um veiculo aereo nao tripulado (Vant) e fotografias aereas do ano de 1976, assim como visitas in loco para coleta de dados e imagens. O processamento dos dados foi feito atraves de um Sistema de informacao Geografica, que permitiu gerar um banco de dados com as principais informacoes geograficas da area estudada. Os resultados obtidos evidenciam que apesar de ser constituida como uma Unidade de Conservacao, o Parque Parahyba permanece subutilizado, com aproximadamente 60% da area sem vegetacao arborea, e ainda conserva diferentes passivos ambientais em desacordo com a legislacao vigente, que, consequentemente, reduz a qualidade ambiental do lugar.
  • Inalmar Dantas Barbosa Segundo
  • Análise das Condições de Salubridade Ambiental dos Municípios com Potencial Turístico do Litoral Norte Paraibano
  • Data: 19/08/2015
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A salubridade ambiental esta relacionada diretamente com servicos de saneamento ambiental e e um dos aspectos mais importantes para se alcancar qualidade de vida humana satisfatoria e, assim como a existencia de adequadas politicas socioeconomicas e culturais, deve ser oferecido normalmente pelo poder publico. Da mesma forma, o desenvolvimento turistico tem o dever de salvaguardar o ambiente e os recursos naturais, conciliando neste campo, economia e ecologia, meio ambiente e desenvolvimento, demonstrando uma economia em que a cooperacao social e o esforco por preservar e regenerar servicos naturais dos quais a sobrevivencia humana depende, tornam-se decisivos. Dessa forma, o presente trabalho busca aglutinar aspectos concernentes a relacao da salubridade ambiental de uma populacao, incluindo-se criterios para priorizar acoes que possam melhorar o turismo. O uso do Indicador de Salubridade Ambiental junto ao Indicador de Areas Florestadas (IAF) e o Indicador de Praias Nao Urbanizadas (IPNU) mostrou-se importante para uma analise mais adequada dos municipios do litoral norte do estado da Paraiba, principalmente no que tange a atividade turistica, que nessa regiao e mais procurada pelo turismo de sol e mar. Assim, verificou-se que a media do Indicador de Salubridade Ambiental para os municipios foi de 40,09, mostrando uma realidade de baixa salubridade, ao mesmo passo em que o Indicador de Praias Nao Urbanizadas foi mediano, com um valor de 51,91, e o de Areas Florestadas obteve um resultado baixo, de 29,23. Percebe-se que a urbanizacao esta diretamente ligada a uma ma qualidade das praias, haja vista que as praias com melhor balneabilidade dos municipios tambem sao as que apresentam praias livres da presenca de ocupacao antropica direta. Assim, tais resultados indicam falta de interesse e atuacao do poder publico que busquem atender ao interesse da comunidade local e a manutencao de seu patrimonio ambiental. Dessa forma, nao e indicado o fomento da atividade turistica sem que antes os municipios sejam dotados de uma melhor infraestrutura de saneamento basico a fim de apresentar uma boa salubridade para sua populacao e seus visitantes. A sequencia desse trabalho ou de pesquisa similar nos proximos anos torna-se essencial para identificar instrumentos teoricos que possam continuar orientando a agenda de pesquisa do turismo na regiao estudada, assim como tambem da proposicao de representacoes conceituais de intervencao que levem a gestao integrada dos municipios em questao.
  • NOEMIA SUELY LACERDA PELLEGRINO
  • USO DE PLANTAS MEDICINAIS NAS COMUNIDADES QUILOMBOLAS DE COREMAS, PARAÍBA – PB, BRASIL
  • Data: 19/08/2015
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Comunidades tradicionais sao consideradas detentoras de grande conhecimento sobre a diversidade vegetal e vem acumulando ao longo do tempo grandes conhecimentos a respeito do ambiente onde estao inseridas. A etnobotanica vem dessa forma, estudar o conhecimento que comunidades tradicionais tem sobre as plantas, que sao de grande importancia para essas comunidades, seja como combustivel, ornamentacao, no controle, alivio ou cura de doencas mais comuns do cotidiano. Quando se trata de plantas medicinais, o uso e conhecimento dessas especies estao ligados diretamente a manutencao da saude e sobrevivencia de uma comunidade. O presente trabalho teve como objetivo realizar o levantamento etnobotanico sobre o conhecimento e uso de plantas medicinais pelos moradores de duas comunidades quilombolas localizados no municipio de Coremas, Paraiba, sendo estruturado em um capitulo em forma de artigo. O artigo tem como objetivos fazer um levantamento das especies com potencial medicinal segundo o conhecimento local utilizando duas analises, o Valor de Uso e Fator de Consenso do Informante, alem disso, faz uma comparacao entre homens e mulheres em relacao ao conhecimento sobre as plantas medicinais. Foi aplicado entrevistas informais e questionarios semi-estruturados, com um total de 72 familias entrevistadas nas duas comunidades, sendo 72 mulheres e 54 homens, entre 22 e 81 anos de idade. Um total de 17 especies distribuidas em 14 familias botanicas foram identificadas. Ficou conhecido a partir das entrevistas que as plantas mais utilizadas sao ervas e suas folhas sao preferencialmente utilizadas nos preparos, principalmente, dos chas. A maior parte das especies e cultivada em jardins e quintais, reforcando a ideia de que essas comunidades tem grande afinidade com a flora local.
  • MISAEL GOMES DA SILVA
  • APICULTURA E FUNDOS ROTATIVOS SOLIDÁRIOS:POSSIBILIDADES EM DIREÇÃO AO DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL?
  • Data: 19/05/2015
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A apicultura tem sido utilizada como meio de incremento de renda para os agricultores da Zona da Mata Sul do Estado da Paraíba. Esta atividade recebeu apoio financeiro mediante o Programa de Apoio a Projetos Produtivos Solidários (PAPPS) mediante Fundos Rotativos Solidários, financiado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), também pela SENAES, assim como Banco do Nordeste do Brasil (BNB), uma política de finanças solidárias a “fundo perdido”, em que apicultor recebe o fundo e tem como elemento fundamental o investimento na atividade apícola. O objetivo central deste estudo é investigar possibilidades de desenvolvimento sustentável do território com a apicultura que recebe recursos públicos. A metodologia da pesquisa é qualitativa, baseada na pesquisa de campo, observações in locus, entrevistas em profundidade mais precisamente entre os Assentamentos Tambaba e Nova Vida. Com a chegada do Fundo Rotativo Solidário, essa atividade teve sua ascensão e, nesta perspectiva tivemos como objetivo central verificar possibilidades de desenvolvimento sustentável territorial local a partir da apicultura como alternativa de produção de renda, através dessa política pública. A Cooperativa de Apicultores da Paraíba – COOAP, recebeu esse fundo e investiu entre os apicultores, esse fundo, chamado de “fundo perdido” que é restituído ao banco, mas precisa ser redistribuído entre os apicultores.
  • FERNANDA TEREZA PEREIRA CRUZ
  • ECOTURISMO DE BASE COMUNITÁRIA: DIAGNÓSTICO PARA UMA CONSTRUÇÃO PARTICIPATIVA NA BARRA DO RIO MAMANGUAPE – PB
  • Data: 30/04/2015
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Tomando por referencia a pratica do turismo na comunidade da Barra do Rio Mamanguape, localizada na APA da Barra do Rio Mamanguape - PB e as potencialidades naturais do local para a pratica de atividades turisticas, a proposta desse estudo buscou realizar um diagnostico turistico da comunidade, analisando suas interelacoes para a construcao participativa do Ecoturismo de Base comunitaria. Analisar a dinamica turistica e suas potencialidades para o desenvolvimento do turismo e acao preliminar para o planejamento da atividade turistica de uma regiao, sobretudo para que o turismo se desenvolva de forma responsavel, minimizando os impactos ao meio ambiente e a cultura das comunidades autoctones. Para fins de analise, primeiramente foram realizadas pesquisas bibliograficas acerca dos conceitos que tangem a pesquisa. Logo apos, foram realizadas pesquisas empiricas com base quali-quantitativa no periodo de janeiro de 2014 a outubro de 2014 na comunidade da Barra do Rio Mamanguape, com o auxilio de ferramentas como, questionarios e entrevistas com os atores internos e externos do desenvolvimento turistico da comunidade. Ainda foram realizadas pesquisas in loco para a identificacao da oferta turistica local e pesquisa documental afim de reconhecer o fluxos turistico da regiao. A partir da analise dos dados constatou-se o potencial da comunidade para a construcao participativa do ecoturismo de base comunitaria no que se refere as potencialidades turisticas, todavia quanto ao desenvolvimento de fato, ainda existe muito a ser articulado, nao so pelo interesse da comunidade local, mas do apoio de entidades governamentais, para subsidiar a sua construcao. Embora, haja potencialidades para o seu desenvolvimento, faz-se necessario uma visao mais agucada sobre o seu desenvolvimento futuro, ja que o impasse atual se da a partir da sancao do plano de manejo da Unidade de conservacao que a comunidade esta inserida, pois atraves deste serao ditadas regras de utilizacao de territorios, o que podera chamar a atencao do setor privado de grande porte para a construcao do turismo na regiao, o que extinguiria a vez da comunidade em desenvolver o turismo de forma comunitaria na regiao. Contudo, salienta-se atraves dessa pesquisa a importancia da articulacao da comunidade, com os orgaos governamentais e nao governamentais para o planejamento do turismo participativo, antecedendo o estabelecimento do setor turistico privado na regiao
  • BÁRBARA PRISCILA MOREIRA DE MÉLO
  • Proposta de observação de aves como atividade estratégica à conservação ambiental no Jardim Botânico Benjamim Maranhão em João Pessoa - PB
  • Data: 29/04/2015
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Há muito tempo as aves vêm exercendo enorme fascínio sobre a humanidade e despertando sensações e ideias ligadas ao nascimento e morte, gosto pela música e liberdade. O Brasil abriga a terceira mais diversa avifauna do mundo, com mais de 1.900 espécies, o que o torna um dos mais importantes lugares para promoção de ações de conservação. A Mata Atlântica contribui destacadamente para a diversidade da avifauna brasileira apresentando mais de 1020 espécies residentes e taxa de endemismo de 18%. Visando à conservação e sensibilização ambiental, a observação de aves pode ser uma excelente alternativa de atividade de baixo impacto. O Jardim Botânico de João Pessoa-PB apresenta grande potencial para a execução de atividade de observação de aves, para tanto faz-se necessário o conhecimento prévio das espécies de aves encontradas nas áreas das trilhas usadas pelos guias locais. Diante do exposto, o principal objetivo deste trabalho é contribuir para formulação de uma proposta que utilize a observação de aves com vistas à conservação no Jardim Botânico Benjamim Maranhão. As coletas de informações foram realizadas de abril de 2014 a janeiro de 2015, nas primeiras horas do dia, horário em que os indivíduos costumam sair para se alimentar. As coletas foram realizadas por transecto seguindo as trilhas já utilizadas pelos guias do Jardim Botânico. Para a observação das aves foi utilizado binóculo com ampliação 7x40 e a identificação foi realizada com auxílio de anotações de campo e guias de identificação de aves. Foram encontradas diversas espécies de aves ao longo das sete trilhas e também na área aberta do Jardim Botânico. Entre as espécies encontradas estão as seguintes, que são típicas de Mata Atlântica: o suiriri (Tyrannus melancholicus), tiê-sangue (Ramphocelus bresilius), martim pescador pequeno (Chloroceryle americana), o carão (Aramus guarauna), o fim-fim (Euphonia chlorotica), a andorinha serradora (Stelgidopteryx ruficollis), o arapaçu-de-bico-branco (Dendroplex picus), o anu-preto (Crotophaga ani), a saíra-amarela (Tangara cayana) e o rouxinol (Troglodytes musculus). As espécies observadas no Jardim podem auxiliar como espécies bandeira e guarda-chuva na execução de projetos de conservação com foco tanto no ecoturismo como em programas de educação não formal em parceria com escolas das redes pública e privada de ensino
  • NATHIENE PATRICIA FERREIRA AMARAL ROLIM
  • Produção Familiar Orgânica do camarão Litopenaeus vannamei (Boone, 1931): viabilidade e qualidade
  • Data: 31/03/2015
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A carcinicultura tradicional tem sido associada a diversos impactos ambientais negativos em ecossistemas de mangues, apicuns e áreas de encostas, incluindo o lançamento de efluente, geralmente com alta carga de matéria orgânica, proveniente das rações ofertadas e dos excrementos dos camarões. Neste sentido, é imprescindível que os alimentos ofertados sejam apropriados com custos efetivos e ambientalmente sustentáveis, visto que o emprego inadequado das rações pode comprometer tanto o desenvolvimento animal como o meio ambiente. Com vistas a atender a demanda por alimentos de origem marinha, com qualidade e valor nutricional adequado, o emprego de técnicas de cultivo de camarões em tanques associadas à produção de ração orgânica pode ser uma alternativa viável para obtenção de um produto de boa qualidade, ambientalmente responsável e com valor comercial agregado. A proposta deste trabalho foi avaliar o cultivo orgânico de camarão Litopenaeus vannamei (Boone, 1931) nos moldes da produção familiar, alimentados com ração orgânica, produzida a partir de resíduos de alimentos e ração industrial. Nos tanques com ração orgânica, os animais contaram ainda com a presença de perifítons como alimentação adicional. Com o objetivo de avaliar os dois tipos de cultivos, foram determinados alguns parâmetros físico-químicos e microbiológicos da água e dos camarões, a bromatologia das rações, dos camarões cultivados, além da biometria dos animais. Os resultados foram confrontados entre si e com as legislações ambiental e sanitária vigentes, para avaliação do tratamento proposto e qualidade dos animais cultivados. Os dados indicaram que não houve diferença significativa entre os cultivos, no que se refere à composição nutricional e microbiológica dos animais, bem como da qualidade da água dos tanques. Portanto, pode-se entender que a ração orgânica associada à oferta regular de perifítons, é uma alternativa aceitável para substituição da ração industrial no cultivo familiar de camarões, devido ao baixo custo na produção, ausência de aditivos e conservantes, aproveitamento de resíduos gerados pela comunidade, além da possibilidade de melhoria da qualidade de vida dos pescadores, cuja atividade está cada vez mais ameaçada pelo desenvolvimento da pesca comercial.
  • CYNTYA EUSTAQUIO DE SOUSA
  • AVALIAÇÃO DE SISTEMAS BIORREMEDIADORES EM EFLUENTES DA LAGOA FACULTATIVA DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTOS DE ESGOTOS EM MANGABEIRA, JOÃO PESSOA/PB
  • Data: 17/03/2015
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • brasileiro tem sido o esgotamento sanitario, com pouquissima rede coletora e a ineficiencia dos sistemas de tratamento de esgotos, condicao que tem contribuido para um grave problema ambiental, a eutrofizacao dos corpos hidricos receptores. O tratamento dos esgotos ocorre geralmente em lagoas de estabilizacao. Entretanto, muitas vezes o tratamento nao atende o padrao estabelecido pela legislacao. Macrofitas e biofilme tem sido considerados eficientes biorremediadores na remocao de nutrientes em ambientes eutrofizados. Assim, o objetivo deste trabalho foi testar o uso desses dois sistemas biorremediadores em efluentes da lagoa facultativa da Estacao de Tratamento de Esgotos (ETE) no bairro Mangabeira, em Joao Pessoa-PB, para verificar a eficiencia no melhoramento da qualidade desse tratamento, garantindo efluentes de melhor qualidade. Realizou-se um experimento em mesocosmos, sendo tres tratamentos (controle, biofilme e macrofitas) com tres replicas cada, durante 40 dias. Foram coletadas amostragens no inicio do experimento, no 20º dia e no 40° dia para verificar os parametros fisicos e quimicos, e a comunidade fitoplanctonica e zooplanctonica, como indicadores da qualidade da agua. Os resultados mostraram pouca variacao nos parametros fisicos e quimicos entre os diferentes tratamentos, obtendo diferencas significativas na variante pH, nas seguintes comparacoes de tratamentos: controle/macrofita e biofilme/macrofita, visto que, o pH ermaneceu acido no tratamento com macrofita enquanto que nos outros dois (controle e biofilme), o pH passou a ser basico. Alem disso, foi verificada uma transparencia total no tratamento com biofilme e uma diminuicao nos niveis de nitrito, demonstrando maior eficiencia deste sistema biorremediador nestas variantes. O tratamento com macrofita foi mais eficiente na retirada de fosforo e sais minerais, obtendo os menores indices de ortofosfato e condutividade eletrica. A contribuicao de classes do fitoplancton entre o tratamento controle e os biorremediadores foi distinta, sendo observada mais Cyanophyceae no controle e mais Chlorophyceae nos tratamentos biofilme e macrofita. A comunidade de zooplancton presente obteve uma importante inversao de riqueza de especies nos tres tratamentos, incialmente continha uma maior densidade de rotiferos (indicador de ambientes eutrofizados), e posteriormente passou a apresentar uma maior densidade de cladoceros, caracterizando assim, a melhora na qualidade do efluente. A partir desses resultados, foi possivel comprovar que os sistemas biorremediadores podem ser utilizados em ETE, verificando-se neste estudo, que os dois sistemas biologicos de recuperacao ambiental complementam-se, as macrofitas sendo mais eficientes na retirada de nutrientes (com excecao do nitrito) e o biofilme sendo mais eficiente na reducao de nitrito e de cianobacterias e no aumento da transparencia. Porem estudos complementares precisam ser realizados para estimar a quantidade de area de biofilme e de biomassa de macrofita necessarios para uso de biorremediacao in loco nas lagoas de estabilizacao.
  • CYNTYA EUSTAQUIO DE SOUSA
  • AVALIAÇÃO DE SISTEMAS BIORREMEDIADORES EM EFLUENTES DA LAGOA FACULTATIVA DA ESTAÇÃO DE TRATAMENTOS DE ESGOTOS EM MANGABEIRA, JOÃO PESSOA/PB
  • Data: 17/03/2015
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • brasileiro tem sido o esgotamento sanitario, com pouquissima rede coletora e a ineficiencia dos sistemas de tratamento de esgotos, condicao que tem contribuido para um grave problema ambiental, a eutrofizacao dos corpos hidricos receptores. O tratamento dos esgotos ocorre geralmente em lagoas de estabilizacao. Entretanto, muitas vezes o tratamento nao atende o padrao estabelecido pela legislacao. Macrofitas e biofilme tem sido considerados eficientes biorremediadores na remocao de nutrientes em ambientes eutrofizados. Assim, o objetivo deste trabalho foi testar o uso desses dois sistemas biorremediadores em efluentes da lagoa facultativa da Estacao de Tratamento de Esgotos (ETE) no bairro Mangabeira, em Joao Pessoa-PB, para verificar a eficiencia no melhoramento da qualidade desse tratamento, garantindo efluentes de melhor qualidade. Realizou-se um experimento em mesocosmos, sendo tres tratamentos (controle, biofilme e macrofitas) com tres replicas cada, durante 40 dias. Foram coletadas amostragens no inicio do experimento, no 20º dia e no 40° dia para verificar os parametros fisicos e quimicos, e a comunidade fitoplanctonica e zooplanctonica, como indicadores da qualidade da agua. Os resultados mostraram pouca variacao nos parametros fisicos e quimicos entre os diferentes tratamentos, obtendo diferencas significativas na variante pH, nas seguintes comparacoes de tratamentos: controle/macrofita e biofilme/macrofita, visto que, o pH ermaneceu acido no tratamento com macrofita enquanto que nos outros dois (controle e biofilme), o pH passou a ser basico. Alem disso, foi verificada uma transparencia total no tratamento com biofilme e uma diminuicao nos niveis de nitrito, demonstrando maior eficiencia deste sistema biorremediador nestas variantes. O tratamento com macrofita foi mais eficiente na retirada de fosforo e sais minerais, obtendo os menores indices de ortofosfato e condutividade eletrica. A contribuicao de classes do fitoplancton entre o tratamento controle e os biorremediadores foi distinta, sendo observada mais Cyanophyceae no controle e mais Chlorophyceae nos tratamentos biofilme e macrofita. A comunidade de zooplancton presente obteve uma importante inversao de riqueza de especies nos tres tratamentos, incialmente continha uma maior densidade de rotiferos (indicador de ambientes eutrofizados), e posteriormente passou a apresentar uma maior densidade de cladoceros, caracterizando assim, a melhora na qualidade do efluente. A partir desses resultados, foi possivel comprovar que os sistemas biorremediadores podem ser utilizados em ETE, verificando-se neste estudo, que os dois sistemas biologicos de recuperacao ambiental complementam-se, as macrofitas sendo mais eficientes na retirada de nutrientes (com excecao do nitrito) e o biofilme sendo mais eficiente na reducao de nitrito e de cianobacterias e no aumento da transparencia. Porem estudos complementares precisam ser realizados para estimar a quantidade de area de biofilme e de biomassa de macrofita necessarios para uso de biorremediacao in loco nas lagoas de estabilizacao.
  • JHAZAIRA MANTILLA PEREZ
  • BIOFILME E MACRÓFITAS COMO FERRAMENTA DE BIORREMEDIAÇÃO EM ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS E TRATAMENTO DE ESGOTOS
  • Data: 17/03/2015
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Com a crescente necessidade de recuperar os ecossistemas aquaticos degradados principalmente pelas intervencoes antropicas e pelo clima em regioes semiaridas do Brasil, a biorremediacao utilizando biofilme e macrofitas constitui uma ferramenta eficaz para a recuperacao destes ambientes. Desta maneira, esta pesquisa visa avaliar o sistema de biorremediacao do processo de eutrofizacao atraves do uso de macrofitas e do biofilme, em sistemas naturais (rio e acude) e numa Estacao de Tratamento de Esgotos. Para isso foram instalados substratos para a fixacao do biofilme em dois ambientes aquaticos: no acude Manoel Marcionilio e na estacao de Tratamento de Esgotos (ETE) de Mangabeira. Para avaliar o efeito das macrofitas, foi utilizada uma wetland natural (complexo macrofitas-perifiton) como biorremediador numa zona do Rio do Cabelo. No acude foram utilizadas 10 estruturas de madeira com plasticos suspensos como substrato de fixacao para o biofilme. Na ETE de Mangabeira por sua vez foram utilizados plasticos suspensos em caixas de agua (mesocosmos) enchidas com agua da lagoa facultativa. No Rio do Cabelo, foi avaliado o efeito da wetland natural no melhoramento da qualidade da agua, em duas situacoes distintas, o rio completamente e parcialmente coberto por macrofitas. Nos tres ambientes fizeram-se medicoes das variaveis fisicas e quimicas e coletaram-se amostras biologicas de perifiton e zooplancton como bioindicadores de qualidade da agua. Os resultados mostraram mudancas na qualidade da agua ao longo do tempo nos tres ambientes, refletindo o efeito positivo do biofilme na absorcao de nutrientes (nitrito- NO₂, nitrato- NO₃, amonia- NH₃, fosfato-PO). No acude, os grupos de zooplancton que melhor indicaram a qualidade da agua foram os copepodos calanoides N. cearenses como indicador de aguas de melhor qualidade a montante do biofilme (onde seria suposto sentir o efeito do tratamento), e M. minuta como indicadora de aguas mais eutrofizadas, a jusante das estruturas com biofilme. As algas da classe Cyanophyceae foram as mais abundantes, indicando maior tolerancia a periodos de seca. Na ETE, houve um aumento na concentracao de oxigenio na agua das caixas com biofilme do experimento, e uma diminuicao na carga de nutrientes. A densidade de especies de algas perifiticas (Cianoficeas e Cloroficeas) e de zooplancton (Rotifera e Cladocera), mostraram a mudanca nas condicoes fisicas e quimicas da agua, indicando uma notoria melhoria na sua qualidade. No Rio do Cabelo, apresentou-se um decrescimo na concentracao de ortofosfato e amonia e um aumento no oxigenio na zona da wetland e a jusante dela, quando as macrofias cobriram parcialmente o rio. Podese concluir que embora as condicoes ambientais em cada local de estudo tenham sido diferentes, influenciando a resposta do sistema de biorremediacao, o uso do biofilme e o sistema de wetland torna-se uma boa ferramenta para a recuperacao de ecossistemas aquaticos eutrofizados, contribuindo para a mitigacao dos impactos ambientais exercidos sobre estes ecossistemas. Sendo assim, em virtude do tratamento com macrofitas necessitar de manejo, para evitar o crescimento excessivo das plantas, o biofilme apresentou-se como uma eficiente comunidade remediadora, devendo ser usada em projetos de biorremediacao.
  • DEINNE AIRLES DA SILVA
  • AGRICULTURAS CONVENCIONAL E AGROECOLÓGICA EM PROPRIEDADES RURAIS DOS ASSENTAMENTOS DONA ANTÔNIA E GURUGI II, NO CONDE/PB: PERCEPÇÃO, IMPACTOS E CONTRASTES.
  • Data: 25/02/2015
  • Hora: 11:00
  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento da humanidade nos últimos tempos tem alterado o ambiente em que todos se inserem, por isso esse trabalho utiliza da percepção ambiental como importante meio para conhecer as interações e inter-relações entre ser humano e natureza. Esse estudo de percepção ambiental é fundamental para melhor compreender a relação entre ser humano e meio ambiente e, no caso desta pesquisa, o intenso contato entre agricultor e natureza. Diante disso, esse trabalho teve o objetivo de caracterizar o perfil socioeconômico e a percepção ambiental dos agricultores dos Assentamentos Dona Antônia e Gurugi II, no Conde – PB, mesclando informações dos sujeitos das duas localidades. Empregou-se o método Estudo de Caso e para conhecer o perfil socioeconômico e a percepção ambiental foram utilizados o questionário misto, diário de campo, registros fotográficos contendo observações simples. Para a análise dos dados, realizaram-se abordagens sistemáticas e quali-quantitativa. Quanto aos resultados, 57% dos chefes de família são do sexo masculino, com 41 a 60 anos de idade; a família é formada por pai, mãe e filho ou filha; possui renda média de 2 salários mínimos; vivem basicamente da agricultura; com predominância de práticas agrícolas ecológicas em seu discurso e residem em assentamentos com sérios problemas ambientais que influenciam tanto nas agrovilas como nas propriedades rurais. Ficou clara a necessidade de entender que cada agricultor envolvido neste estudo têm atitudes em relação ao meio ambiente de acordo com as situações que lhes são convenientes para que possam sobreviver em seu meio rural. Diante disto, a prática nem sempre corresponderá ao discurso desses agricultores, já que são as necessidades básicas e os seus interesses que guiarão o caminho que seguirão para proporcionar melhores condições de vida para si e sua famíliaO desenvolvimento da humanidade nos últimos tempos tem alterado o ambiente em que todos se inserem, por isso esse trabalho utiliza da percepção ambiental como importante meio para conhecer as interações e inter-relações entre ser humano e natureza. Esse estudo de percepção ambiental é fundamental para melhor compreender a relação entre ser humano e meio ambiente e, no caso desta pesquisa, o intenso contato entre agricultor e natureza. Diante disso, esse trabalho teve o objetivo de caracterizar o perfil socioeconômico e a percepção ambiental dos agricultores dos Assentamentos Dona Antônia e Gurugi II, no Conde – PB, mesclando informações dos sujeitos das duas localidades. Empregou-se o método Estudo de Caso e para conhecer o perfil socioeconômico e a percepção ambiental foram utilizados o questionário misto, diário de campo, registros fotográficos contendo observações simples. Para a análise dos dados, realizaram-se abordagens sistemáticas e quali-quantitativa. Quanto aos resultados, 57% dos chefes de família são do sexo masculino, com 41 a 60 anos de idade; a família é formada por pai, mãe e filho ou filha; possui renda média de 2 salários mínimos; vivem basicamente da agricultura; com predominância de práticas agrícolas ecológicas em seu discurso e residem em assentamentos com sérios problemas ambientais que influenciam tanto nas agrovilas como nas propriedades rurais. Ficou clara a necessidade de entender que cada agricultor envolvido neste estudo têm atitudes em relação ao meio ambiente de acordo com as situações que lhes são convenientes para que possam sobreviver em seu meio rural. Diante disto, a prática nem sempre corresponderá ao discurso desses agricultores, já que são as necessidades básicas e os seus interesses que guiarão o caminho que seguirão para proporcionar melhores condições de vida para si e sua família.
  • LIVIA FEIJO PORTELA
  • DIAGNÓSTICO SOCIOAMBIENTAL E INTERVENÇÃO EDUCATIVA NO SEMIÁRIDO PARAIBANO: O ESTUDO DE CASO DO BAIRRO JARDIM SANT’ANA, SOUSA-PB
  • Data: 23/02/2015
  • Hora: 13:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Mudancas culturais sao um grande desafio a reducao de impactos ambientais e ao ideal da convivencia com o semiarido, especialmente nas zonas urbanas, onde ha um distanciamento maior com relacao ao ambiente do semiarido. Promover educacao nao formal nessa regiao se faz de grande valia para a construcao de uma nova cultura ambiental. O presente estudo teve como objetivo diagnosticar os principais problemas socioambientais do bairro Jardim Sant’ana, cidade de Sousa, semiarido da Paraiba, e avaliar a percepcao da populacao em relacao a cultura ambiental, bem como, promover intervencoes educativas com foco na educacao ambiental critica para criancas do referido bairro. Na primeira parte do trabalho, apresenta-se o diagnostico socioambiental elaborado, que e ferramenta importante para embasar a construcao de politicas publicas de convivencia com o semiarido. Posteriormente, os resultados das intervencoes educativas, o Projeto Ser-Tao Ambiental, sao apresentados e analisados. Adotou-se a metodologia do tipo qualiquantitativa, utilizando-se pressupostos teoricos da pesquisa fenomenologica e observacao participante. A partir da analise e conclusao da pesquisa, foi possivel constatar a urgente necessidade de conexao entre a populacao e o semiarido paraibano. O Poder Publico e ator fundamental nessa construcao que necessita de politicas publicas eficazes para que se torne possivel. Tambem foi detectada, por meio do Projeto Ser-Tao Ambiental, a importancia da promocao de educacao nao formal para a formacao ecocidada e para uma melhoria na qualidade de vida da populacao. Portanto, os estudos e as intervencoes realizadas nessa pesquisa, propiciaram uma aproximacao dos envolvidos com o ambiente em que vivem, ainda que primariamente, passo importante na construcao de um novo comportamento, sensibilizando os envolvidos sobre seu papel ecologico.
  • EDUARDO BELTRAO DE LUCENA CORDULA
  • Educação Ambiental e Sensibilização para Conservação dos Recursos Naturais em um Assentamento Agrícola em Lucena-PB
  • Data: 23/02/2015
  • Hora: 13:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Educação Ambiental Formal visa sensibilizar comunidades quanto aos problemas ambientais para o restabelecimento das relações harmoniosas entre o ser humano e os recursos naturais locais. Dentre as grupos sociais que se inserem em seu contexto, estão as comunidades agrícolas, que, presentes nas áreas de Assentamentos Rurais, promovem a produção de alimentos com base na Agricultura Familiar. No entanto, muitas destas comunidades utilizam no manejo das lavouras, substâncias químicas para adubação do solo (NPK) e controle de pragas (fungicidas, inseticidas e herbicidas), visando aumento e rapidez na produção de alimentos. Porém, estas substâncias podem se acumular no ambiente e no corpo dos próprios agricultores, trazendo prejuízos não só ambientais, mas também, para qualidade de vida destas populações. Como alternativa a este modelo, a produção agroecologica de alimentos visa a manutenção da produtividade de alimentos nas áreas agrícolas, com manejos à base de produtos naturais e ganhos na qualidade de vida do agricultor, de sua família e conservação dos recursos naturais locais (fontes hídricas, solo, clima, florestas e a biodiversidade), o promove também, valorização econômica e diferenciação entre produtos cultivados de forma tradicional. Com o objetivo de estabelecer o modo e manejo de produção agrícola predominante em um assentamento agrícola, o tipo de conservação/utilização dos recursos naturais locais, foi desenvolvido o estudo no Assentamento Oiteiro de Miranda no Município de Lucena, Paraíba, que possui uma área total de 668he, divididos em 82 lotes e áreas de Reserva Legal de Mata Atlântica, onde residem 82 famílias em uma agrovila . A pesquisa se caracterizou como Qualitativa, com metodologia etnográfica, e utilização de técnicas de observação não participante e entrevistas com roteiro semiestruturado, com métodos de análise qualitativa dos dados, descritiva e análise de conteúdo, que nortearam o planejamento de ações de sensibilização de todos os agricultores e seus familiares residentes no assentamento. Para estas ações, foram realizadas 13 oficinas ecopedágocias para o público infanto-juvenil e 05 palestras dialógicas para os adultos. Os resultados mostraram que o modelo de manejo predominante é o tradicional, com produção de alimentos utilizando-se substâncias químicas, atitudes conservadoras às mudanças dos agricultores a uma nova proposta de modelo agroecológico, o que é ratificado pela falta de conhecimento sobre estas práticas e seus resultados. Foi verificado que parte da população afirmou utilizar os recursos florestais, mesmo que coletando apenas galhos nas áreas das Reservas Legais, e socialmente, a desunião observada e relatada entre os agricultores, a falta de divulgação dos projetos que estão sendo desenvolvidos no assentamento, o desinteresse individual, dificultam os processos de informação, sensibilização e multiplicação de novos saberes e atitudes entre os assentados. O presente estudo mostrou que os agricultores precisam de uma liderança que os una, para que se engajem em mudanças e rompam o paradigma conservador de resistência a novos modelos de produção agrícola sem uso de substâncias nocivas, para adoção gradativa do modelo agroecológico, que levaria a conservação dos recursos naturais locais, convivência harmoniosa com o ambiente, e melhorias na qualidade dos produtos alimentares e aumento da qualidade de vida socioambiental no assentamento.
  • CRISTIAN JOSÉ SIMÕES COSTA
  • AVALIAÇÃO PRELIMINAR E CONFIRMATÓRIA DACONTAMINAÇÃO POR HIDROCARBONETOS DE PETRÓLEODAS ÁGUAS SUPERFICIAIS E SUBTERRÂNEAS NO DISTRITODOS MECÂNICOS EM CAMPINA GRANDE/PB
  • Data: 23/02/2015
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho teve como objetivo realizar uma avaliação preliminar econfirmatória dos impactos ambientais aos recursos hídricos provocados porhidrocarbonetos originados das oficinas mecânicas localizadas no Distrito dosMecânicos em Campina Grande - PB. Este Distrito foi construído na década de 1980,quando diversas exigências da legislação ambiental ainda não eram previstas. Pensar empráticas sustentáveis implica em avaliar a necessidade de um diagnóstico das atividadesque trabalham com produtos derivados do petróleo e que apresentam elevado poder decontaminação das águas superficiais e subterrâneas, como BTEX (benzeno, tolueno,etilbenzeno e xilenos), hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, óleos e graxas.Denominados de micropoluentes, os compostos aromáticos BTEX e HPA são os maisperigosos dentre os hidrocarbonetos por possuírem elevada toxidade, mesmo em baixasconcentrações. As análises de BTEX, HPA, óleos e graxas em água subterrânea foramrealizadas em quatro pontos do Distrito dos Mecânicos, selecionados a partir do fluxosubterrâneo, e os resultados foram comparados com a legislação vigente para o padrãode potabilidade e contaminação dos ecossistemas. As amostras das águas superficiaisforam analisadas a partir de dois pontos de coleta no riacho das Piabas, localizados àmontante e à jusante do Distrito dos Mecânicos a fim de verificar uma possívelinfluência das atividades realizadas no referido local na contaminação da água porhidrocarbonetos. Através de visitas in loco foi diagnosticado que 91% das oficinas nãoapresentam o Sistema Separador de Água e Óleo – SSAO e as 9% que apresentam nãorealizam a devida manutenção. A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba tambémpossui um sistema SSAO que coleta todo o efluente proveniente do Distrito dosMecânicos, porém, a manutenção periódica não realizada. Durante a pesquisa foiencontrado apenas o BTEX tolueno em águas superficiais e nas águas subterrâneas.Alguns HPAs foram encontrados apenas nas águas superficiais. Os níveis de óleos egraxas no riacho das Piabas e na água subterrânea estavam acima dos permitidos pelalegislação CONAMA 430/2011, o que indica a necessidade de uma investigação maisdetalhada da área de estudo e a proposição de medidas mitigadoras.
  • MOYRA MARIANO NOGUEIRA
  • A PESCA ARTESANAL E AS TARTARUGAS MARINHAS NO LITORAL PARAIBANO: aspectos etnozoológicos e conservacionistas
  • Data: 23/02/2015
  • Hora: 08:30
  • Mostrar Resumo
  • Tartarugas marinhas tem longo histórico de exploração humana em todo o mundo, que têm contribuído para o declínio populacional das espécies, juntamente com outras ameaças, com destaque para a captura acidental por diversos tipos de pesca. Pesquisas etnobiológicas, como esta, podem fornecer informações importantes para compreender o contexto de exploração/interação desses animais com as pessoas. A pesquisa foi realizada junto às comunidades de pescadores localizadas na Praia da Penha e no Estuário do Rio Mamanguape (ERM). Os dados foram obtidos através de questionário estruturado e entrevistas semiestruturadas e livres. O questionário levantou dados socioeconômicos, sobre as técnicas de pesca utilizadas, o conhecimento dos pescadores sobre as tartarugas marinhas, eventos de captura incidental envolvendo esses animais e um teste projetivo, com ilustrações das espécies. Foram elaborados Indicadores de Conhecimento Ecológico Local (CEL) e de Atitudes de Conservação para os pescadores. Nossos resultados apontam que a captura acidental de tartarugas marinhas está relacionada principalmente à técnica de rede de espera. Nesta técnica, as redes de malha grande capturam mais tartarugas acidentalmente. São apresentadas recomendações para redução da captura incidental e mortalidade de tartarugas marinhas. Os pescadores entrevistados reconhecem as diferentes espécies de tartarugas marinhas que ocorrem nas áreas estudadas. Parte dos pescadores mostrou elevado conhecimento ecológico sobre tartarugas marinhas, demonstrado por valores elevados no Indicador de CEL. Os resultados mostram que o conhecimento não está uniformemente distribuído entre os pescadores de cada comunidade, há especialistas no assunto em cada local. O Indicador de Atitudes de Conservação mostrou uma alta predisposição para conservação nas duas comunidades. Foram discutidos ainda tabus alimentares, uso medicinal e artesanal de tartarugas marinhas.
  • ANDRÉA AMORIM LEITE
  • EDUCAÇÃO AMBIENTAL E OS ASPECTOS SOCIOAMBIENTAIS DA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS NO MUNICÍPIO DE SALGADO DE SÃO FELIX-PB
  • Data: 20/02/2015
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Baseado nos problemas socioambientais ocasionados pelos resíduos sólidos, a presente pesquisa tem por objetivos: 1) diagnosticar o cenário dos resíduos sólidos e impactos socioambientais no município de Salgado de São Felix; 2) estudar a percepção ambiental do corpo docente e discente sobre os resíduos sólidos da Escola Municipal Eunice Barbosa; e 3) através de oficinas e palestras trabalhar a sensibilização desses alunos. Sendo esses dois últimos objetivos essenciais para a sensibilização da população sobre sua responsabilidade quanto ao destino dos resíduos. A pesquisa tem uma abordagem quali-quantitativa. O método utilizado foi a pesquisa participante. As técnicas para a aquisição dos dados foram: questionários, entrevistas, observação e registros fotográficos. Através do diagnóstico observou-se que o município de Salgado de São Felix não tem nenhum tipo de gerenciamento de resíduos sólidos. Não existe coleta seletiva, e os resíduos tem como disposição final, o lixão. Esse tipo de disposição final tem ocasionado diversos problemas socioambientais no município, tais como: poluição, proliferação de macro e microvetores e o descaso com os catadores de materiais recicláveis. Estes trabalham em condições subumanas, ficando propenso a diversas doenças. Os mesmos não fazem uso dos equipamentos de proteção individual. A análise gravimétrica dos resíduos mostrou que a maior parte dos resíduos é matéria orgânica (45,65%). O estudo de percepção foi realizado com os alunos dos 6 aos 9 anos e com o corpo docente. Através da aplicação do questionário, observou-se que muitos educadores tem uma visão generalista do conceito de educação ambiental; na prática a escola não desenvolve trabalhos de educação ambiental; 60% dos educadores relacionam os resíduos sólidos com algo que não presta mais, evidenciando a falta de conhecimento sobre as potencialidades dos resíduos; apenas 30% dos educadores identificaram os resíduos sólidos como causadores de algum tipo de poluição. No que se refere a percepção do corpo discente, 90% relacionaram o termo lixo com algo ruim. 52% consideraram tudo que eles jogam fora como sendo lixo; 77% dos alunos sabem que o destino dos resíduos produzidos no município é o lixão. Os alunos nunca participaram de nenhum tipo de oficina e não sabem distinguir os termos reciclagem e reutilização. A sensibilização dos alunos foi feita através de palestras, vídeos, desenhos e oficinas. Para isso os alunos foram divididos em três grupos. Para cada grupo foram desenvolvidas nove atividades (teóricas e práticas) todas voltadas para os conceitos e a importância dos resíduos sólidos. Diante dos resultados encontroados, são necessárias medidas que visem promover: a diminuição da produção de RS; a melhoria da qualidade de trabalho dos catadores de materiais recicláveis através de estruturas física (um ambiente apropriado e materiais de equipamentos de proteção individual) e organizacional (associação/cooperativa); e alternativas de gestão dos resíduos orgânicos; aumento e valorização dos materiais recicláveis; também é de suma importância capacitar os educadores sobre essa problemática, para que eles possam intervir como cidadãos ativos e transformadores, desenvolvimento ações efetivas na escola que visem à conscientização dos alunos, formando cidadãos mais críticos sobre os resíduos sólidos. Por fim, observou que a utilização de estratégias lúdicas de sensibilização pode contribuir no processo de ensino e aprendizagem dos alunos, auxiliando a compreender os problemas socioambientais locais, e possibilitando a formação de cidadãos críticos e conscientes.
  • ANNE FALCAO DE FREITAS
  • CLIMA URBANO E PLANEJAMENTO AMBIENTAL: UM ESTUDO DE CASO NO ESPAÇO INTRA-URBANO DO CAMPUS I DA UFPB
  • Data: 20/02/2015
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As alterações ocorridas no sistema climático urbano são processos relacionados ao adensamento urbano e às diferentes formas de uso e cobertura do solo. Dessa forma, a compreensão do clima urbano é imprescindível para o planejamento ambiental de áreas urbanas. Neste contexto, o trabalho teve como objetivo analisar o sistema clima urbano, subsistema termodinâmico, do Campus I da Universidade Federal da Paraíba UFPB, correlacionando com as suas diversas formas de uso e cobertura do solo. Para a coleta de dados (temperatura e umidade relativa do ar) foram utilizados termohigrometros Hobos® realizadas em nove pontos com diferentes usos e ocupação do solo, nos períodos de estiagem (janeiro a março de 2014) e chuvoso (junho a agosto de 2014). O nível de estresse térmico foi avaliado pelo índice de Thom (1959) e classificado de acordo Santos (2011), ajustado para regiões tropicais. Os tipos de cobertura de solo de cada ponto monitorado foram classificados em nove classes, de acordo com as percentagens de vegetação e de materiais permeáveis e impermeáveis. A análise do campo térmico da área de estudo e sua relação com a descrição física do uso e cobertura do solo evidenciaram a presença de setores com cobertura constituída por materiais impermeáveis, a exemplo de amianto, cerâmica, concreto, asfalto, cobertura metálica; e materiais permeáveis com solo exposto, com vegetação herbácea, arbórea e/ou arbustiva e com corpo hídrico (piscina). Foi verificado que esses diferentes materiais de revestimento das amostras experimentais e a geometria das construções exercem influencia sobre as trocas de energia e calor, alterando diretamente os valores das variáveis atmosféricas, que controlam o nível de estresse térmico ambiental, no qual apenas a cobertura vegetal, exerceu um papel preponderante para a manutenção das baixas temperaturas e as condições de conforto térmico. A diferença na média da temperatura no espaço intra-urbano do Campus I da UFPB oscilou entre 2,4 °C no período de estiagem e de 1,3 °C no período chuvoso; a variação média da umidade relativa do ar foi de 8,7% no período de estiagem e de 5,6% no período chuvoso. As temperaturas mais elevadas e menores umidades ocorreram entre às 10:00 e 14:00 horas e as mínimas nas primeiras horas do período diurno. O nível de conforto térmico é influenciado pelas condições microclimáticas que estão diretamente relacionadas com as características físicas das amostras experimentais. As temperaturas do ar do ponto de referência (P01) são relativamente menores do que as temperaturas médias dos outros pontos monitorados, por estar localizado em um fragmento de Mata Atlântica. Pode-se inferir sobre a formação da ilha de calor urbana na área de estudo, sendo observada a formação desse fenômeno, principalmente no ponto P03, com intensidade de 3,2 oC no período de estiagem e 2,6 °C no chuvoso. A pesquisa realizada foi relevante por permitir a observação e registro de microclimas e por propor reflorestamento nos pontos mais críticos, fornecendo subsídios para o planejamento territorial e a gestão ambiental do Campus I da UFPB, de modo a contribuir para elevar as condições ideais de conforto térmico e qualidade ambiental.
  • JEANDELYNNE ARAUJO DE A SAMPAIO
  • A CARCINICULTURA FAMILIAR NA ALDEIA INDÍGENA POTIGUARA DE TRAMATAIA, MARCAÇÃO/PARAÍBA: EM BUSCA DA SUSTENTABILIDADE
  • Data: 20/02/2015
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Terra Indigena Potiguara esta situada no litoral Norte da Paraiba, entre os rios Camaratuba e Mamanguape, totalizando 33.757,00 hectares, dos quais 1.451,20 hectares sao area de sobreposicao com a APA da Barra do Rio Mamanguape, com uma populacao de 19 000 habitantes. A presente pesquisa visou analisar os impactos ambientais e sociais e os conflitos apos a introducao da carcinicultura na Terra Indigena (TI), a partir de metodologia participativa. Percebe-se nitidamente que existem duas areas distintas de criacao de camarao na aldeia, uma localizada proxima as casas, ao qual tem maior influencia de nao-indios, maiores impactos ambientais e sao de familias independentes entre si, e uma outra localizada na Ilha das Mocas com viveiros pertencentes a Cooperativa de Carcinicultores de Tramataia, somente com indios socios, onde ha organizacao e todos os viveiros juntos pertencem a todos os cooperados. De acordo com o Quadro de Sustentabilidade aplicado nas duas areas, a primeira possui baixa sustentabilidade, atingindo 36,36% de respostas sustentaveis positivas, ja a segunda atingiu sustentabilidade media, chegando a 54,55% de perguntas sustentaveis positivas. Assim, foram vistos na primeira area impactos como cortes de arvores de mangues, plantas estressadas, caranguejos-ucas mortos, quimicos em canais que adentram o manguezal, lixos oriundos das casas e da propria atividade expostos, ja na segunda area, o pior impacto visualizado foi a proximidade dos viveiros com a margem do estuario do rio Mamanguape. Na reuniao participativa organizou-se conjuntamente a sabedoria local e assim ocorreu o reconhecimento de todos os problemas que envolviam a carcinicultura, antes uma incognita para os indigenas. Apos o treinamento tecnico com pessoa escolhida nesta reuniao, realizou-se a primeira analise, independente de tecnicos de fora da aldeia, e atraves desta, a india treinada identificou patologia especifica em viveiro com inicio de mortalidade, o que foi providencial para a tomada de decisao e nao se perdeu a producao, evitando-se que os animais mortos fossem despejados no estuario.Este trabalho serve de base para a implementacao de manejo eficiente com dialogo entre conhecimento tecnico-cientifico e conhecimento local e minimizacao dos impactos negativos, visando uma maior produtividade e sustentabilidade ambiental.
2014
Descrição
  • LUIS HENRIQUE MENDES DE MELO
  • Percepção dos bens e serviços ecossistêmicos pelos usuários das praias do Seixas e da Penha, João Pessoa – PB, com destaque para o ambiente recifal
  • Orientador : CRISTIANE FRANCISCA DA COSTA SASSI
  • Data: 29/08/2014
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O ser humano é diariamente beneficiado com uma grande variedade de elementos e serviços prestados pela natureza. Apesar de seu bem-estar estar diretamente vinculado ao fluxo contínuo destes bens e serviços ecossistêmicos, eles são invisíveis para grande parte da população e para o mercado. Tal fato é justificado por serem bens públicos e não negociados, o que em muitos casos ficam foram de agenda de tomadas de decisão locais e formulações de políticas públicas. Como consequência, a biodiversidade está se reduzindo, os ecossistemas estão sendo continuamente degradados e a própria população, consequentemente, sofre com essa perda. Nesse contexto, os ambientes recifais são bons exemplos de ecossistemas que apresentam alta produtividade e ao mesmo tempo grande sensibilidade às variações das condições ambientais, podendo atuar com um bom indicador da qualidade ambiental local. Muitos são os benefícios e os serviços fornecidos pelos recifes, por exemplo, fornecimento de recursos pesqueiros, proteção de costa, regulação da concentração de nitrogênio, assimilação de resíduos, além de recreação, fonte de inspiração e pesquisa. Este trabalho teve como objetivo geral analisar a percepção dos usuários das praias da Ponta do Seixas e da Penha (João Pessoa-PB) acerca dos bens e serviços ecossistêmicos dos ambientes recifais e de seu entorno, visando com isso avaliar o quanto este conceito está incorporado no conhecimento popular e qual a sua importância para as políticas públicas envolvendo práticas de gestão ambiental. As áreas estudadas no presente trabalho foram os ambientes recifais das praias da Ponta do Seixas (7º08’53S 34º47’46”W) e da Penha (7º09’54S 34º47’52”W) e imediações, localizadas no litoral sul de João Pessoa – PB. ambas situadas nos bairros que lhes dão o nome. Para obtenção de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas em associação com tomadas de fotos para levantar o perfil sociocultural dos usuários das praias da Ponta do Seixas e da Penha. Concomitantemente procurou-se levantar a percepção dos usuários das praias quanto aos bens e serviços ecossistêmicos, fornecidos pelos ambientes recifais, assim como a percepção quanto às pressões e impactos sobre os ambientes naturais presentes na área estudada. Pode-se assim dividir os entrevistados em 3 grupos: moradores não pescadores (55% dos entrevistados), turistas (33%), e moradores pescadores (12%). Os dados mostraram que o grupo de pescadores possui características sociais, econômicas e culturais que possibilitem serem sujeitos ativos dentro de planejamentos de gestão costeira, a exemplo de sua grande dependência da área para sua ocupação. Assim, diante dos dados observados, como propostas para melhoria da gestão dos ambientes recifais das praias estudadas,o presente trabalho propõe duas linhas de ações; primeiramente, a educação ambiental como veículo de transformação social, econômica e ambiental dos usuários dessas praias, no que tange ao uso consciente dos ambientes recifais. A segunda proposta, a valoração econômica de serviços como a proteção de costa, o que poderia dar subsídio para refinamentos de leis e políticas públicas ambientais locais.
  • RAYLDA KARLA SOARES DE SOUZA
  • ANÁLISE SÓCIODEMOGRAFICA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS PRESENTES EM PRAIAS DO LITORAL SUL DE JOÃO PESSOA-PB COMO SUBSÍDIO PARA UMA GESTÃO PARTICIPATIVA
  • Data: 28/08/2014
  • Hora: 08:30
  • Mostrar Resumo
  • O acúmulo e disposição final inadequada dos resíduos sólidos têm gerado impactos negativos nos mais variados ambientes e tem tomado proporções preocupantes. Este tema, por sua vez, tem recebido atenção por parte da comunidade científica, dos órgãos governamentais, e também da comunidade internacional. Desta forma, embora diversas pesquisas tenham sido desenvolvidas sobre a gestão dos resíduos sólidos urbanos, propondo medidas mitigadoras dos efeitos negativos causados pelo acúmulo e inadequada destinação final desses resíduos poucos trabalhos foram desenvolvidos na zona costeira. Com isso, espera-se, com o presente trabalho, poder contribuir de forma efetiva não apenas no tocante ao levantamento de dados quali-quantitativos sobre os resíduos sólidos encontrados nas praias do Cabo Branco, Ponta do Seixas e praia da Penha, município de João Pessoa - PB, mas também apresentar informações acerca de como os diferentes tipos de usuários percebem esta problemática e de que forma tal percepção pode ser incorporada em políticas públicas. Para tanto, os resíduos sólidos foram caracterizados durante inspeções de campo desenvolvidas no período de fevereiro e setembro de 2013. O perfil sociodemografico dos usuários (turistas, morador local, donos de estabelecimentos na orla marítima e trabalhadores ambulantes) das praias selecionadas foi obtido através de entrevistas livres e a aplicação de 101 questionários semi-estruturados realizados durante o período de Junho a Julho de 2014. Os dados referentes ao perfil e quantificação dos resíduos sólidos das praias estudads, perfil sócio demográfico dos entrevistados, bem como as respostas fornecidas por durante o emprego da técnica da Rede Semântica Naturais foram tratados através análise de frequência simples. Para saber se existia diferença entre as posturas “ecocêntricas", “antropocêntriicas” e “apáticas/indiferente” dos entrevistados em relação à natureza, em cada praia, foi aplicado o teste de ANOVA, seguida do teste aposteriori de Tukey. Através da análise dos dados obtidos foi possível analisar a quantidade de resíduos sólidos dispostos de forma inadequada em cada praia selecionada e perceber que embora não ocorra uma gestão de resíduos sólidos adequada na Praia do Cabo Branco, as medidas e políticas públicas observadas durante a pesquisa contribuem para que a quantidade de lixo descartado pelos usuários nessa praia seja menor comparada com as demais praias analisadas e consequentemente contribuindo para a limpeza dessa praia. Em contrapartida foi possível perceber que a falta de políticas públicas e de uma gestão participativa acerca dos resíduos sólidos promovem a degradação de ambientes e sua consequente desvalorização como exemplo da Praia da Penha e Ponta de Seixas.
  • JORDANA KALINE DA SILVA SANTANA
  • Microalgas sob a ótica da biotecnologia e do usopopular em comunidades rurais com ênfase em espécies isoladas do Bioma Caatinga
  • Data: 30/04/2014
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Microalgas apresentam uma composição química variada com muitosprodutos de interesse à indústria alimentícia, farmacêutica, de cosméticos e setorenergético, o que as tornam um grupo de elevado potencial biotecnológico. Nestetrabalho foram estudadas espécies de microalgas isoladas do Bioma Caatinga do pontode vista taxonômico, e avaliando sua capacidade de produção de ésteres metílicos deácidos graxos mediante o cultivo das diferentes cepas em meios sintéticos. Cultivos deespécies promissoras à produção de biodiesel e de ácidos graxos essenciais tambémforam desenvolvidos em meios alternativos preparados com extrato de solo comvinhaça, esterco de galinha e extrato de biocomposto obtido com resíduos dehortifrutigranjeiros comercializados na EMPASA–PB. A aceitabilidade quanto ao usode microalgas na alimentação humana e/ou animal entre trabalhadores rurais da regiãosemiárida do estado da Paraíba foi avaliado para a espécie exótica Spirulina platensis.Os cultivos das espécies locais foram obtidos a partir de amostras de água coletadas emdiversos ambientes aquáticos da Caatinga, inoculadas nos meios Zarrouk e WC emantidas em câmara de cultura a 25°C±1ºC. As espécies isoladas foram codificadas eincorporadas ao Banco de Microalgas do LARBIM/UFPB, obtendo-se 24 cepas demicroalgas, das quais 21 foram identificadas ao nível de espécie e 14 foram cultivadasem meios sintéticos visando à produção de biomassa e análises de ácidos graxos. Duascepas locais (D39Z = Oscillatoria tenuis (?)) e D115WC (Scenedesmus acuminatus) euma cepa exótica (D9Z = Spirulina platensis) foram cultivadas em meios alternativos.As curvas de crescimento foram acompanhadas por meio de contagens celulares e demedidas da fluorescência in vivo, em triplicatas, e todos os parâmetros de crescimentoforam analisados para cada espécie testada. Biomassa de S. platensis cultivada em meio nos parâmetros de crescimento foram observadas nas espéciescultivadas, sendo o valor máximo da constante de crescimento (k) registrado na cepaD112Z (Synechococcus nidulans) com 0,71 divisões/dia, a maior duração da faseexponencial (8 dias) nas cepas D74Z (Rhabdoderma lineare) e D133WC (Lagerheimialongiseta) e o maior rendimento em biomassa (0,75 g/L) na cepa D28Z (Chlorococcumcf. hypnosporum). O maior percentual de ácidos graxos (590,8%, em relação à soja) foiregistrado na cepa D115WC (Scenedesmus acuminatus). As cepas cultivadas em meiosalternativos exibiram padrões de crescimento distintos com melhores rendimentos emextrato de biocomposto. Índices de aceitabilidade de S. platensis superiores ao esperado(70%) foram observados para todos os atributos testados (aparência, odor e textura) nastrês versões (biomassa úmida, seca e em alimentos), exceto para odor na forma “innatura” (66,12%). Quanto à intenção de compra, 88% dos entrevistados afirmaram quecomprariam os produtos caso os encontrassem no comércio. Os testes de atitudesevidenciaram um índice de consistência interno positivo frente à Spirulina, indicandoque os agricultores testados são abertos a inovações tecnológicas.
  • WELLINGTON MARCHI PAES
  • TECNOLOGIAS SOCIOAMBIENTAIS DE SANEAMENTO COMO FORMA DE MELHORIA NA QUALIDADE DA VIDA EM COMUNIDADESCARENTES
  • Data: 29/04/2014
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Técnicas permaculturais são alternativas que vêm sendo desenvolvidas, nointuito de produzir uma cultura permanente que reintegra o ser humano ao ambiente,levando em consideração a observação do meio natural e a experimentação no intuitode aprimorar os diversos fatores que estão auxiliando a degradar a vida e a natureza.Dessa forma, busca restituir o equilíbrio na natureza que as ações humanas têmquebrado. A falta de saneamento básico tem trazido muitas consequências negativas,tanto à saúde humana, quanto ao ambiente, dessa forma, gerenciar os resíduosgerados, sejam sólidos ou líquidos deve estar entre as prioridades de todos osgovernos municipais. Como nas áreas periurbanas há menos investimento nesta áreaque nas áreas urbanas, ações que diminuam os impactos dos resíduos, no sentido deeliminar as fontes de poluição difusa, como os esgotos domésticos são essenciais.Assim, este trabalho visou realizar ações demonstrativas de como os resíduos sólidose líquidos podem ser aliados e aproveitados de forma sustentável na produção dealimentos. Foram realizadas atividades de permacultura, na área de plantio de hortasagroecológicas, junto à Escola Municipal de Ensino Fundamental de Nova Vida, noassentamento Nova Vida, Pitimbu, PB; de reuso de resíduos sólidos na comunidadequilombola de Ipiranga, no distrito de Gurugi, Conde, PB e a implantação de tanquesde evapotranspiração (fossas ecológicas para o tratamento de águas negras) noCondomínio Amizade e círculos de bananeiras, para o tratamento de águas cinzas,em Engenho Velho, João Pessoa, e no remanescente quilombola de Mituaçu, noConde, PB. Verificou-se uma grande dificuldade em que as comunidades fossemmotivadas para o desenvolvimento das atividades propostas, e apenas poucaspessoas participaram. Após as ações desenvolvidas, no entanto, verificou-se asatisfação de todos os que participaram. Como o objetivo deste projeto era a inserçãode algumas tecnologias nas comunidades, para servir de modelo para a suareplicação, por outros comunitários, podemos dizer que para além dos resultadospositivos da implantação das tecnologias por si, visto que melhorou bastante as áreasem que foram aplicadas, pela eliminação de esgotos a céu aberto, houve a divulgaçãodas técnicas, que já foram aplicadas em outros locais, o que demonstra a apropriaçãodessas metodologias, pelas comunidades.
  • PRISCILA PEREIRA SOUZA DE LIMA
  • Análise do Processo de Degradação/Desertificação Na Bacia Do Rio Taperoá-Pb com Auxílio de Indicadores e Geotecnologias
  • Data: 29/04/2014
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Diante da complexidade do fenômeno da degradação/desertificação no semiáridonordestino, torna-se cada vez mais necessário a intensificação de estudos em áreassusceptíveis ao processo, que mostrem sua dimensão e os impactos das atividadeshumanas sobre a paisagem nessa região. Nesse sentido, diversos estudos vêm utilizandometodologias que fazem uso das geotecnologias e de indicadores para análise dessefenômeno, tendo em vista ações de mitigação e de entendimento do mesmo. Destemodo, o presente trabalho teve como escopo a análise espaço-temporal do processo dedegradação/desertificação na Bacia Hidrográfica do Rio Taperoá-Pb, através daintegração de indicadores físico-ambientais e socioeconômicos, com apoio dasgeotecnologias. Para análise da evolução dos indicadores socioeconômicos, foramutilizados os dados dos três últimos censos demográficos e agropecuários, verificando asituação de melhora ou piora de cada indicador nos municípios inseridos, total ouparcialmente, na bacia. Para gerar os indicadores físico-ambientais, foram utilizadastécnicas de processamento digital de imagens e de geoprocessamento. Por fim, foramgerados mapas da evolução de cada grupo de indicadores e feita a correlação espacialcom o mapa dos níveis de desertificação. Como resultado dos níveis de desertificaçãofoi identificado que 49,15% da área total da bacia estão em nível médio, 36,81% emnível baixo e 11,08% em nível alto, o que aponta para um processo de recuperação dacobertura vegetal na região nos últimos vinte anos. A correlação com os indicadoressociais e econômicos foi feita de forma indireta, devido à influência de fatores externos,como as políticas públicas. Já a correlação com os indicadores agropecuários foi feita deforma mais direta, visto que estes refletem a intensidade do uso das terras. Também foiverificada uma forte correlação espacial entre os níveis de precipitação, a topografia daregião e a situação da cobertura vegetal e, portanto, com os níveis de desertificação.
  • CAMILA SIMOES GOMES
  • Educação ambiental na Educação de Jovens e Adultos: atividades vivenciais como instrumento de sensibilização em uma escola pública no cariri paraibano
  • Orientador : FRANCISCO JOSE PEGADO ABILIO
  • Data: 31/03/2014
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Diante da atual crise ambiental que enfrentamos a Educação Ambiental (EA) é comumente apontada como uma ferramenta capaz de promover uma reflexão na sociedade sobre as atitudes e posturas tomadas frente ao meio ambiente (MA). Diante disto, a escola se configura como um espaço indicado para a discussão e reflexão de tais temas. Reflexão esta que torna-se ainda mais necessária quando se considera a Educação de Jovens e Adultos (EJA), modalidade de ensino cuja clientela possui uma relação pré-estabelecida com o MA e carece de práticas pedagógicas que estimulem seu protagonismo visando ao desenvolvimento de cidadãos críticos e conscientes. No presente trabalho, realizado numa escola pública no município de Serra Branca - PB, cariri paraibano, foram desenvolvidas atividades de EA em 3 turmas do ensino médio da EJA, buscando sensibiliza-los sobre a necessidade de conservação da biodiversidade no Bioma Caatinga. Durante a realização do trabalho, foram utilizados elementos da pesquisa qualitativa como a etnografia escolar, a fenomenologia, além da teoria do biorregionalismo. O trabalho iniciou-se com o diagnóstico da percepção ambiental dos educandos sobre as questões relativas à EA, às temáticas ambientais e a diversidade biológica do bioma Caatinga e em seguida foram desenvolvidas atividades educativas de EA em sala de aula. Nestas atividades foram trabalhados temas como características gerais e particularidades da região, flora e fauna terrestre e aquática do bioma, além de discutir sobre principais impactos ambientais encontrados na Caatinga. Por meio da análise dos dados, foi possível perceber que os educandos possuíam uma visão generalizante sobre a EA, entendiam o MA como Natureza e a Caatinga como uma vegetação seca e sem vida. Ao final das atividades, porem estas visões foram substituídas por uma perspectiva conservacionista da EA e de MA como lugar para viver e a ideia de que a Caatinga é uma região pobre em biodiversidade não estava mais presente em seus discursos. Ao longo da pesquisa, foi possível observar mudanças em relação ao discurso dos educandos que passaram a reconhecer a importância e a riqueza biológica deste bioma e a expressar um sentimento de valorização da região, confirmando que atividades contínuas de EA podem de fato contribuir para a formação de cidadãos mais críticos e ambientalmente responsáveis.
  • ANA LUCIA QUEIROZ ESPINOLA
  • Contribuições para a Gestão Ambiental no Município de Taperoá/PB
  • Data: 28/02/2014
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/