PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE (PPGBIO)

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS (CCA)

Telefone/Ramal:
Não informado
http://www.ufpb.br/pos/biodiversidade

Notícias


Banca de DEFESA: DANIELLE LIMA DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIELLE LIMA DE OLIVEIRA
DATA: 27/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: PPGBio – Prédio Ecologia Vegetal, 1º andar, CCA, UFPB – Campus II, Areia – PB
TÍTULO: FLUTUAÇÃO TEMPORAL E ESPACIAL DA ESTRUTURA DAS COMUNIDADES FITOPLANCTÔNICAS EM TANQUES DE PEDRA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO
PALAVRAS-CHAVES: Chlorophyceae, fitoplanton, grupos funcionais, habitats temporários, variáveis ambientais.
PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
RESUMO: Os ecossistemas aquaticos temporarios apresentam grande importancia em escala global, podendo apresentar alta biodiversidade e por serem sistemas que permitem a quantificacao de processos importantes na estrutura das populacoes e comunidades. A estrutura da comunidade fitoplanctonica pode estar associada a varios fatores ambientais, dependendo do tipo de ecossistema e de escalas espaciais e temporais. Com isso, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a flutuacao espaco-temporal da comunidade fitoplanctonica visando avaliar os fatores determinantes na estrutura da comunidade fitoplanctonica (biomassa e riqueza) em tanques de pedra (Pocinhos, Brasil). A principal pergunta associada ao presente estudo foi: A estrutura do fitoplancton e determinada por condicoes locais (nicho) ou por processos historicos (ex. limitacao de dispersao)? O estudo foi conduzido na regiao da Caatinga brasileira, com amostragens em intervalos mensais em 11 habitats temporarios conhecidos como tanques de pedra. As amostragens dos parametros fisicos, quimicos e biologicos foram realizadas em um unico ponto de cada tanque, na subsuperficie. A analise descritiva dos dados foi realizada pelos programas PAST e R. Medias aritmeticas e medianas foram usadas como medidas de tendencia central e o desvio padrao como medidas de dispersao. Para comparacao entre meses e tanques foi aplicada Analise de Variancia 1-fator (ANOVA “one way”). Os resultados indicaram aguas relativamente quentes, alcalinas e com baixa transparencia. Oitenta e tres especies foram registradas ao longo do estudo, as quais foram incluidas em dezessete grupos funcionais (GFs), com a dominancia de especies cloroficias unicelulares e cocoides (≥ 50% da biomassa total) associadas ao grupo J. Em conclusao, os resultados sugeriram que os fatores locais (variaveis abioticas) foram fundamentais na estruturacao da comunidade fitoplanctonica nesses ambientes. Apesar da vulnerabilidade a evapotranspiracao comum aos habitats temporarios, o fator temporal foi mais relevante na dinamica da comunidade do que a componente espacial (ex. dispersao).
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1778179 - LUCIANA GOMES BARBOSA
Externo à Instituição - NADSON RESSYÉ SIMÕES
Interno - 2387459 - ROSEMBERG FERNANDES DE MENEZES

Notícia cadastrada em: 23/02/2018 17:35