PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA (PPGQ)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal:
Não informado
http://www.ufpb.br/pos/ppgq

Notícias


Banca de DEFESA: DENISE DE BRITO FRANCA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DENISE DE BRITO FRANCA
DATA: 09/02/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões do LACOM do CCEN/UFPB
TÍTULO: Sistemas baseados em magadeíta/diaminas alifáticas e magadeítas/ranitidina e suas aplicações.
PALAVRAS-CHAVES: Magadeíta, diaminas, híbridos Inorgânico-orgânicos, Intercalação, ranitidina.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
RESUMO: A magadeita (Na2Si14O29.xH2O (x = 5-10)), e um silicato lamelar alcalino de estrutura ainda desconhecida que interage por intercalacao com especies organicas simples ou polimeros originando hibridos inorganico-organicos destinados a mais diversas aplicacoes como adsorventes, suporte para catalisadores, trocadores de cations e anions, entre outras. Neste trabalho, a magadeita sodica foi obtida por sintese hidrotermica convencional e por troca ionica originou as suas formas acida, potassica, calcica e magnesica. A magadeita acida interagiu com diaminas alifaticas, NH2(CH2)nNH2 n = 8, 9, 10 e 12, utilizando aquecimento convencional e por micro-ondas. Os solidos trocados foram utilizados como veiculo para o farmaco ranitidina, em que os efeitos do tempo de reacao e concentracao inicial do farmaco foram investigados. Os resultados foram ajustados aos modelos cineticos e de equilibrio como os modelos de pseudo-primeira ordem e pseudo-segunda ordem e as equacoes de Langmuir e de Freundlich. Os solidos foram caracterizados por difratometria de raios X (DRX), espectroscopia na regiao do infravermelho (FTIR), analise elementar de CHN, termogravimetria (TG/DTG) e microscopia eletronica de varredura (MEV). Os resultados mostraram que a intercalacao das diaminas em H-magadeita foi dependente do tamanho da cadeia organica, solvente, temperatura e fonte de aquecimento originando produtos intercalados com espacamento basais variando de 0,210 a 0,286 nm. A natureza do ion interlamelar alterou a hidratacao da magadeita e a capacidade de adsorcao da ranitidina em meio aquoso, cujas capacidades maximas de sorcao foram de 92,34; 11,90; 81,47; 19,10 e 38,13 mg g-1 para as magadeitas sodica, acida e trocadas com os cations de K+, Ca2+ e Mg2+, respectivamente. Os hibridos Na- ou K-magadeita/ranitidina mostraram potenciais para o uso como sistemas de liberacao controlada enquanto que os hibridos de intercalacao magadeita acida/diaminas tiveram novas propriedades organofilicas, o que permite interacao com diferentes especies organicas em solucao.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 330186 - JOSE GERALDO DE PAIVA ESPINOLA
Presidente - 1353946 - MARIA GARDENNIA DA FONSECA
Externo ao Programa - 1910371 - MELANIA LOPES CORNELIO

Notícia cadastrada em: 20/01/2017 15:19