PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA (PPGQ)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone:
Não informado

Exames de Qualificação


Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPB

2020
Descrição
  • KATIUSCA LIMA CÉZAR
  • Avaliação da Moringa oleifera Lam na remoção do corante remazol ultra amarelo RGBN.
  • Orientador : LILIANA DE FATIMA BEZERRA LIRA DE PONTES
  • Data: 24 de Julho de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os corantes sintéticos são um dos produtos mais consumidos no setor têxtil gerando efluentes tóxicos, com resíduos químicos de diversas composições. Os processos de tratamentos biológicos convencionais demonstram pouca eficácia na remoção destes compostos químicos. A Moringa oleifera tem sido estudada por apresentar potencial capacidade de substituir os coagulantes comercias nos tratamentos de efluentes. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência deste bioadsorvente (Moringa) na remoção do corante remazol ultra amarelo RGBN e monitorar a toxicidade das soluções de concentração residual após o experimento. A caracterização da superfície do adsorvente foi obtida antes e após a interação o que constatou alguns grupos específicos do adsorvente como 1748 -COOH ácidos carboxílicos e grupo carbonila da hemicelulose. Um planejamento fatorial 23 com ponto central foi realizado para avaliar as condições experimentais ótimas. Os fatores estudados foram agitação, massa e granulometria. Estudos cinéticos e modelos de isotermas foram utilizados para determinar a capacidade de adsorção. Além disso, estudos de toxicidade, com sementes de alface (Lactuca sativa), e a DQO foram realizados. Os resultados do planejamento mostraram que a agitação em nível superior (450 rpm), junto com a granulometria em nível inferior (250 µm) proporcionaram maior remoção do corante remazol ultra amarelo RGBN. A isoterma Langmuir o e método de pseudo-segunda ordem mostraram os melhores ajustes considerando os valores R2 (0,9978) e (0,9966) respectivamente. Os índices de inibição das raízes foram significativos, demonstrando ausência de toxicidade nos ensaios. A análise de DQO indicou que uma menor utilização de massa da Moringa seria suficiente para remoção e não alteração destes níveis de oxigenação nos efluentes tratados.
  • FLÁVIA RHUANA PEREIRA SALES
  • Desenvolvimento de método voltamétrico de determinação de benzo(a)pireno em amostras de água e cachaça
  • Orientador : WALLACE DUARTE FRAGOSO
  • Data: 21 de Maio de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A oxidação eletroquímica do benzo(a)pireno (BaP) adsorvido no eletrodo de pasta carbono (EPC) foi investigada em diferentes valores de pH e tempos de pré-concentração, bem como quanto ao uso de surfactantes e proporção em volume de água-acetonitrila na cela eletroquímica, visando a obtenção de método voltamétrico de determinação. Com o estudo dos parâmetros supramencionados obteve-se uma condição experimental – mistura 1:1 de tampão Britton-Robinson (BR) pH 4 e acetonitrila, tempo de pré-concentração de 10 minutos em potencial de circuito aberto e 20 mg L -1 do surfactante dodecilsulfato de sódio – onde foi observado um pico de oxidação bem definido em +1,06 V (vs. Ag/AgCl) por voltametria de onda quadrada (VOQ) com EPC em 0,4 mol L -1 de BaP. A intensidade da corrente foi 100 vezes superior à obtida antes do estudo dos parâmetros na mesma concentração de BaP. Apesar da boa sensibilidade obtida com um eletrodo simples e sem modificação, não era suficiente para determinação do BaP em concentrações naturalmente ocorrentes. Modificação na pasta de carbono com nanopartículas de ouro sintetizadas por eletrodeposição apresentou maior sensibilidade e foi escolhido para o desenvolvimento do método. Com intuito de obter respostas mais reprodutíveis, um planejamento fatorial para otimização robusta, método Taguchi, foi empregado para selecionar os níveis ideais dos parâmetros estudados. Uma vez estabelecidos o eletrodo e as condições voltamétricas de análise, o método apresentou faixa linear de trabalho de 0,08 mol L -1 a 1 mol L-1, alcançando LOD de 1,14 nmol L-1 e LOQ de 3,8 nmol L-1. O método foi aplicado na determinação de BaP em amostras de água de abastecimento e cachaça e os resultados foram comparados aos obtidos com espectroscopia de fluorescência, apresentando boa concordância entre as duas técnicas.
  • LUANA REINE PINHEIRO LIMA CUNHA
  • Influência do Solvente na obtenção de novos polímeros de coordenação baseados em ciclopeptídeos e íons de térbio trivalentes
  • Orientador : FAUSTHON FRED DA SILVA
  • Data: 20 de Maio de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os polímeros de coordenação são sólidos inorgânicos cristalinos, apresentando diversas aplicações em especial como materiais adsorventes e catalisadores. Parâmetros experimentais como pH, solvente e temperatura, são frequentemente estudados a fim de entender a influência destes na estrutura e propriedades destes compostos. Neste contexto, este trabalho estudou a influência dos solventes (água, N,N-dimetilformamida, etanol e metanol) na obtenção de novos polímeros de coordenação contendo íons lantanídeos. Foram utilizados o ácido 2,5-piperazinadiona-1,4-diácetico (DKP) e o ácido oxálico (Ox) como ligantes a fim de complexá-los com íons de térbio trivalentes (Tb3+) usando síntese hidrotermal. Os compostos sintetizados foram caracterizados por espalhamento dinâmico de luz (DLS), difração de raios-X de pó (DRX), espectroscopia de absorção na região do infravermelho (IV), análise termogravimétrica (TGA) e espectroscopia de luminescência. De acordo com a análise dos difratogramas dos compostos, observamos que os Tb-DKP sintetizados são inéditos, por apresentarem padrões diferentes da literatura, conferindo em cada síntese a formação de uma estrutura diferente a cada solvente utilizado. Os espectros do infravermelho dos compostos mostram que houve a preservação da estrutura do ligante durante a formação da rede de coordenação, ocorrendo, apenas, um deslocamento na frequência dos grupos funcionais, devido à coordenação com os íons metálicos. A partir dos dados de TGA foi possível sugerir uma fórmula química para os compostos, levando em consideração as fórmulas similares propostas pela literatura. Considerando a composição química do composto sintetizado em água, N,N-dimetilformamida, etanol e metanol, o rendimento de cada reação foi, respectivamente, de aproximadamente 62%, 71%, 70% e 84%. O espectro de excitação do composto Tb-DKP em água, N,N-dimetilformamida, etanol e metanol, foram registrados a temperatura ambiente, no intervalo de 250 a 500 nm, com emissão monitorada a partir da transição 5D4  7F5 (aproximadamente 545 nm). Enquanto o espectro de emissão, foram monitorados no intervalo espectral de 400 a 700 nm, sob excitação na transição 7F6  5L10, em aproximadamente 370 nm. Em relação ao espalhamento dinâmico da luz, percebe-se que exceto o composto em metanol, todos apresentam a polidispersividade similar. Os resultados permitiram observar a influência dos solventes estudados com as propriedades dos compostos obtidos e, ainda, foram comprovados diante de todos os dados das caracterizações realizadas que os resultados estão de acordo com a literatura.
  • JACQUELINE CRISTINA BUENO JANICE DE JESUS
  • Obtenção da 2-N-piridilporfirina de Mn(III) (MnT-2-PyPCl) em meio aquoso e estudos da ação em sistemas associados ao estresse oxidativo e de interesse biotecnológico
  • Orientador : JULIO SANTOS REBOUCAS
  • Data: 08 de Abril de 2020 às 09:00

  • DANIEL GABRIEL DA SILVA
  • Potenciais de Redução em Meio Aquoso: Aplicação e Desenvolvimento de Protocolos de Cálculo Baseados em Modelos Implícitos e Métodos Híbridos
  • Data: 20 de Fevereiro de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os modelos de solvente implícito foram parametrizados para prever energias livres de solvatação de solutos neutros e iônicos, as quais podem ser combinadas com energias experimentais ou ab initio dos respectivos sistemas em fase gasosa para estimar as variações de energia na solução. Tais procedimentos têm sido amplamente aplicados no cálculo de diversas propriedades, como os potenciais de redução e energias de ligação em vários solventes. O principal objetivo do presente trabalho é descrever o processo de solvatação em água, utilizando modelos implícitos e método híbrido, tendo como caráter avaliativo o cálculo do potencial de redução de 42 reações de oxirredução (14 aminas, 4 nitróxidos e 24 fenóis). No presente estudo foram investigadas as abordagens metodológicas: (i) realização de scan sistemático e recozimento simulado para a busca de estruturas de mínima energia; (ii) emprego do protocolo de cálculo direto do potencial de redução; (iii) utilização dos métodos de estrutura eletrônica G3(MP2)-RAD(+) e M06-2X (com os conjuntos de base 6-31+G(d) e cc-pVDZ, com adição de parâmetros remanescentes do método composto); e (iv) utilização dos modelos de solvatação C-PCM e SMD com e sem a inclusão de moléculas explícitas de solvente no protocolo de cálculo. A pesquisa mostrou que a utilização do método composto, sem a inclusão de moléculas explícitas de solvente, fornece resultados similares aos obtidos com o método M06-2X, este último a um custo computacional muito menor, porém com erros absolutos médios superiores a 200 mV (ou 4,6 kcal·mol-1). O emprego de um método híbrido, nos quais moléculas explícitas são incluídas no protocolo de cálculo direto, pode levar a previsão de potenciais de redução com um erro absoluto inferior a 40 mV (menos de 1,0 kcal·mol-1 ).
  • THIAGO CLAUDINO MENDES DE ALMEIDA
  • Avaliação do processo de pirólise aplicada ao óleo de sementes de piaçava (Attalea funifera Martius) para a produção de hidrocarbonetos
  • Orientador : NATALY ALBUQUERQUE DOS SANTOS
  • Data: 17 de Fevereiro de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Hidrocarbonetos de interesse para a geração de energia podem ser obtidos a partir do tratamento de biomassa. Biomassa oleaginosa pode ser empregada com o objetivo de obter compostos presentes em combustíveis fósseis. A pirólise consiste em um tratamento térmico da biomassa, e a partir desta técnica este trabalho investigou as alterações pelas quais passou o óleo vegetal de sementes da espécie de piaçava (Attalea funifera Martius). Para determinar a composição do óleo de sementes do fruto desta planta foram realizadas análises cromatográficas e análises de índice de acidez, de massa específica, de viscosidade cinemática, de poder calorífico superior, e de estabilidade oxidativa do óleo da piaçava-da-Bahia. A composição do óleo apresentou 79,53% de ácidos graxos de cadeia saturada, sendo o ácido dodecanoico (C12:0), e o ácido tetradecanoico (C14:0) os ácidos graxos majoritários. O perfil de compostos fenólicos indicou a presença de vinte compostos fenólicos no óleo. O óleo mostrou maior estabilidade térmica até cerca de 120ºC em atmosfera de nitrogênio. A partir da curva termogravimétrica foi possível observar que processo de decomposição térmica aconteceu em uma única etapa, sendo concluído em aproximadamente 580ºC. Inicialmente foi realizada a análise termogravimétrica e a micropirólise do óleo de piaçava, em seguida pirólises térmicas foram realizadas na temperatura final de 350 e 500 oC, as frações líquidas obtidas a partir destas reações foram caracterizadas por espectroscopia no infravermelho. É possível perceber que mesmo em uma temperatura baixa, como a de 350 oC, ácidos carboxílicos já podem ser encontrados. Na programação com temperatura final de 500 oC também é possível observar as duas bandas 1710 e 941, a banda 1710 é referente ao estiramento C=O do ácido carboxílico, e a região 941 diz respeito à vibração de dobramento O-H fora do plano, atinente ao ácido carboxílico. Na temperatura de 450o C foram realizadas pirólises térmica e catalítica do biodiesel obtido a partir do óleo de piaçava. Foi utilizado o catalisador paládio suportado em carvão ativado (1% m/m). As frações líquidas obtidas após a pirólise foram caracterizadas através de cromatografia, em cromatógrafo gasoso acoplado a espectrômetro de massa.
  • EVERTON DA PAZ SILVA
  • SÍNTESE, AVALIAÇÃO ANTIMICROBIANA E ESTUDO TEÓRICO EM INFRAVERMELHO DE 2-(4-METOXIFENIL(ALQUIL)AMINO)-2-OXOETILTEREFTALATOS DE ALQUILA
  • Orientador : CLAUDIO GABRIEL LIMA JUNIOR
  • Data: 13 de Fevereiro de 2020 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Infecções causadas por bactérias têm se tornado um dos maiores problemas de saúde pública nos últimos anos, fato que vêm sendo reiterado pela OMS em seguidos relatórios anuais. O problema consiste no aumento da resistência das bactérias aos principais medicamentos utilizados no combate de infecções originadas por esses microrganismos. O uso indiscriminado, doméstico e veterinário, dos antibióticos são apontados como principais fatores no aumento descontrolado da resistência bacteriana. Diante disso, a OMS tem feito apelos para o uso mais consciente dos antibióticos e para que à busca por novos agentes antimicrobianos seja intensificada. Em resposta ao problema, diferentes estudos vêm sendo apresentados na literatura a cerca dessa temática e uma classe de compostos derivados de isatina têm ganhado destaque pelas diversas atividades apresentadas, principalmente em infecções originadas por patógenos altamente resistentes aos principais medicamentos em uso clinico. Entre esses compostos, destaca-se as semicarbazonas pela simplicidade sintética atrelada ao alto potencial biológico. Motivados a prestar nossa contribuição nesse campo de estudo, idealizamos a síntese de uma série análoga de quinze β-tiofenilsemicarbazonas derivadas de isatina das quais, oito são inéditas. Na literatura, a síntese desses compostos é, comumente, apresentada em refluxo, com tempos reacionais que variam de 2-5 horas. Diante disso, optamos pela utilização do reator de micro-ondas com a finalidade de diminuir os tempos reacionais e tornar esse tipo de síntese mais eficiente. Inicialmente, experimentos foram realizados alterando os parâmetros de catálise, temperatura e tempo reacional afim de encontrar um método geral de síntese para os compostos. Em seguida, promovemos reações de nitração e cloração no anel da iatina, seguida de N-alquilações, para dar origem aos intermediários que foram utilizados, posteriormente, para síntese da série de semicarbazonas. As β-tiofenilsemicarbazonas foram sintetizadas em reator de micro-ondas com tempos de 10 min, a 100 °C e utilizando ácido acético como catalizador. Os rendimentos obtidos variaram de 50-94% e foram comparados com os apresentados na literatura. A utilização do reator de micro-ondas se mostrou um método eficiente para obtenção desses compostos, com bons rendimentos frente ao curto tempo de reação. Realizamos um estudo in silico dos compostos para prever algumas propriedades farmacocinéticas essenciais na descoberta de novos candidatos a fármacos, que se mostraram em conformidade com a regra de Lipinski e ADME. Os compostos foram avaliados, quanto a atividade antibacteriana, nas cepas de S. aureus, E. coli e P. aeruginosa e apenas o composto (Z)-2-(5-cloro-1-metil-2-oxoindolin-3-ilideno)-N-fenil-hidrazinocarbotioamida (85) foi capaz de inibir o crescimento dos microrganismos com CIM de 562,5 µg/mL, indicando forte atividade inibitória.
  • FRANCINARA DA SILVA ALVES
  • SÍNTESE, AVALIAÇÃO ANTIMICROBIANA E ESTUDO TEÓRICO EM INFRAVERMELHO DE 2-(4-METOXIFENIL(ALQUIL)AMINO)-2-OXOETILTEREFTALATOS DE ALQUILA
  • Data: 12 de Fevereiro de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Devido ao grande aumento no consumo de garrafas PET (tereftalato de polietileno) vem surgindo a grande necessidade da reciclagem química ou física desse material. A classe das acetamidas tem grande destaque no campo da química orgânica devido seu grande potencial biológico. Desta forma o presente trabalho descreve a síntese de 2-(4-metoxifenil(alquil)amino)-2-oxoetiltereftalatos de alquila, ao qual foram obtidos através da alquilação de alquiltereftalatos de potássio com as 2-cloro-N-4-metoxifenil(alquil)acetamidas. Foram sintetizados nove compostos finais (9g-o) com elevado grau de pureza e rota sintetica eficaz e simples, onde, apresentaram rendimentos entre 70-80 %, sendo oito compostos inéditos (9h-o). Todos os compostos presentes nesse trabalho foram caracterizados por técnicas espectroscópicas de IV, RMN de 1H e 13C. Os compostos intermediários 8d-f e finais (9g-o) foram avaliados quanto ao potencial antimicrobiano, onde, os compostos intermediários (8d-f) e os compostos finais (9g-o) não apresentaram atividade antibacteriana nas concentrações de 80-0,3 µg.mL-1. Os compostos 8d-f apresentaram atividade antifúngica frente à levedura Prototheca zopfii e o composto 8d apresentou atividade fungistática frente à levedura Saccharomyces cerevisiae, apenas o composto final 9n apresentou atividade fungistática frente à levedura Cryptococcus gatti. O composto 8d apresentou atividade fungistática frente aos fungos filamentosos Aspergillus niger, A. flavus e A. fumigatus, o composto 8e apresentou atividade fungistática apenas para o fungo A. fumigatus. O método quântico DFT, com o conjunto de bases 6311++G(d,p), utilizando os funcionais B3LYP, Cam-B3LYP e BHandH-LYP foi eficiente na otimização e cálculo dos espectros vibracionais harmônicos dos noves compostos, onde os valores dos estiramentos teóricos estavam próximos dos experimentais, além de ter definido os valores de infravermelho das carbonilas, devido a ferramenta de visualização do Gaussview 5.0, para os nove compostos finais (9g-o).
  • FRANCINARA DA SILVA ALVES
  • SÍNTESE, AVALIAÇÃO ANTIMICROBIANA E ESTUDO TEÓRICO EM INFRAVERMELHO DE 2-(4-METOXIFENIL(ALQUIL)AMINO)-2-OXOETILTEREFTALATOS DE ALQUILA
  • Data: 12 de Fevereiro de 2020 às 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Devido ao grande aumento no consumo de garrafas PET (tereftalato de polietileno) vem surgindo a grande necessidade da reciclagem química ou física desse material. A classe das acetamidas tem grande destaque no campo da química orgânica devido seu grande potencial biológico. Desta forma o presente trabalho descreve a síntese de 2-(4-metoxifenil(alquil)amino)-2-oxoetiltereftalatos de alquila, ao qual foram obtidos através da alquilação de alquiltereftalatos de potássio com as 2-cloro-N-4-metoxifenil(alquil)acetamidas. Foram sintetizados nove compostos finais (9g-o) com elevado grau de pureza e rota sintetica eficaz e simples, onde, apresentaram rendimentos entre 70-80 %, sendo oito compostos inéditos (9h-o). Todos os compostos presentes nesse trabalho foram caracterizados por técnicas espectroscópicas de IV, RMN de 1H e 13C. Os compostos intermediários 8d-f e finais (9g-o) foram avaliados quanto ao potencial antimicrobiano, onde, os compostos intermediários (8d-f) e os compostos finais (9g-o) não apresentaram atividade antibacteriana nas concentrações de 80-0,3 µg.mL-1. Os compostos 8d-f apresentaram atividade antifúngica frente à levedura Prototheca zopfii e o composto 8d apresentou atividade fungistática frente à levedura Saccharomyces cerevisiae, apenas o composto final 9n apresentou atividade fungistática frente à levedura Cryptococcus gatti. O composto 8d apresentou atividade fungistática frente aos fungos filamentosos Aspergillus niger, A. flavus e A. fumigatus, o composto 8e apresentou atividade fungistática apenas para o fungo A. fumigatus. O método quântico DFT, com o conjunto de bases 6311++G(d,p), utilizando os funcionais B3LYP, Cam-B3LYP e BHandH-LYP foi eficiente na otimização e cálculo dos espectros vibracionais harmônicos dos noves compostos, onde os valores dos estiramentos teóricos estavam próximos dos experimentais, além de ter definido os valores de infravermelho das carbonilas, devido a ferramenta de visualização do Gaussview 5.0, para os nove compostos finais (9g-o).
  • DANIEL PEREIRA DA COSTA
  • Síntese assistida por micro-ondas de novos espiros 1,3,4-tiadiazóis derivados da isatina com potencial atividade biológica.
  • Data: 10 de Fevereiro de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho foi realizado com o objetivo de sintetizar, utilizando irradiação de micro-ondas como fonte de aquecimento para o meio reacional, 12 espiros 1,3,4-tiadiazóis derivados da isatina (3a-3l), sendo 9 inéditos e investigar a atividade antimicrobiana e antitumoral. Derivados da isatina clorados e N-alquilados, previamente sintetizados, foram utilizados como substratos para a obtenção das tiossemicarbazonas (2a-2l) sob condições de irradiação de micro-ondas. Estes intermediários foram obtidos em curtos temos reacionais e em rendimentos que variaram de 53-88%. A etapa sintética final consistiu na ciclização das tiossemicarbazonas (2a-2l) utilizando anidrido acético sob condições também de irradiação de micro-ondas. Os espiros 1,3,4-tiadiazóis derivados de isatina (3a-3l) foram obtidos em tempos reacionais que variam de 6 a 18 minutos, apresentando rendimentos que variaram de 25-90%. Todos os compostos foram caracterizados por técnicas espectroscópicas de RMN de 1H e 13C. Foi realizada avaliação da atividade antimicrobiana e anticâncer destes compostos. Dentre os 10 compostos avaliados, cinco deles apresentaram atividade antimicrobiana, com destaque para os compostos 3d (diclorado e N-alilado) e 3g (N-alilado), que apresentaram os menores valores de Concentração Inibitória Mínima (137,5 µg/mL) para todos os micro-organismos testados, exceto P. aureuginosa ATCC – 9027, que apresentou sensibilidade para a molécula N-alilada 3g na concentração de 550 µg/mL. Realizou-se também a avaliação preliminar da atividade citotóxica em 3 linhagens de células tumorais (HT-29, K562 e HL60), onde apenas o espiro-composto diclorado e N-benzilado 3e apresentou atividade, obtendo CI50 = 6,8 µM. Investigação in sílico foi realizada, onde pode-se observar que ambos os espiro-compostos 3d, 3e e 3g são potenciais candidatos a fármacos com satisfatória biodisponibilidade oral.
  • DANIEL PEREIRA DA COSTA
  • Síntese assistida por micro-ondas de novos espiros 1,3,4-tiadiazóis derivados da isatina com potencial atividade biológica.
  • Data: 10 de Fevereiro de 2020 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho foi realizado com o objetivo de sintetizar, utilizando irradiação de micro-ondas como fonte de aquecimento para o meio reacional, 12 espiros 1,3,4-tiadiazóis derivados da isatina (3a-3l), sendo 9 inéditos e investigar a atividade antimicrobiana e antitumoral. Derivados da isatina clorados e N-alquilados, previamente sintetizados, foram utilizados como substratos para a obtenção das tiossemicarbazonas (2a-2l) sob condições de irradiação de micro-ondas. Estes intermediários foram obtidos em curtos temos reacionais e em rendimentos que variaram de 53-88%. A etapa sintética final consistiu na ciclização das tiossemicarbazonas (2a-2l) utilizando anidrido acético sob condições também de irradiação de micro-ondas. Os espiros 1,3,4-tiadiazóis derivados de isatina (3a-3l) foram obtidos em tempos reacionais que variam de 6 a 18 minutos, apresentando rendimentos que variaram de 25-90%. Todos os compostos foram caracterizados por técnicas espectroscópicas de RMN de 1H e 13C. Foi realizada avaliação da atividade antimicrobiana e anticâncer destes compostos. Dentre os 10 compostos avaliados, cinco deles apresentaram atividade antimicrobiana, com destaque para os compostos 3d (diclorado e N-alilado) e 3g (N-alilado), que apresentaram os menores valores de Concentração Inibitória Mínima (137,5 µg/mL) para todos os micro-organismos testados, exceto P. aureuginosa ATCC – 9027, que apresentou sensibilidade para a molécula N-alilada 3g na concentração de 550 µg/mL. Realizou-se também a avaliação preliminar da atividade citotóxica em 3 linhagens de células tumorais (HT-29, K562 e HL60), onde apenas o espiro-composto diclorado e N-benzilado 3e apresentou atividade, obtendo CI50 = 6,8 µM. Investigação in sílico foi realizada, onde pode-se observar que ambos os espiro-compostos 3d, 3e e 3g são potenciais candidatos a fármacos com satisfatória biodisponibilidade oral.
  • ABRAÃO PINHEIRO DE SOUSA
  • Microencapsulação de óleo essencial de citronela em resina de poli (benzoguanamina-formaldeído) para estudo de liberação aromática controlada em sache repelente de mosquitos.
  • Data: 05 de Fevereiro de 2020 às 10:00
  • Mostrar Resumo
  • As microcápsulas poliméricas que contêm óleos ou fragrâncias voláteis têm sido desenvolvidas para liberação controlada do aroma. No entanto, as pesquisas mostram que as quantidades de voláteis, bem como, os rendimentos de microencapsulação ainda são muito baixos. Sendo assim, a busca por tecnologias que permitam obter melhor rendimento e maior quantidade de voláteis encapsulado é indispensável. O presente trabalho versa sobre a preparação e caracterização de microcápsulas poliméricas de poli (6-fenil-1,3,5-triazina-2,4-diamina – formaldeído) ou (Benzoguanamina-Formaldeído), contendo o óleo essencial de citronela como material de núcleo. A técnica de polimerização escolhida para o processo de microencapsulação foi a Polimerização in situ via emulsão. O material de núcleo escolhido foi o óleo essencial de citronela que é utilizado principalmente como repelente de mosquito vetores de doenças como a dengue, chikungunya, zica vírus e malaria. Uma série de micropartículas foi produzida, variando-se os parâmetros de processo como velocidade de agitação e concentração de núcleo. As micropartículas ocas e preenchidas foram caracterizadas por microscopia ótica e confocal a laser Leica, análise termogravimétrica (TGA), difração a laser (DL), cromatografia gasosa acoplada a massas (CG-MS) e espectroscopia no infravermelho (FTIR). Os resultados revelaram que os parâmetros do processo afetaram no diâmetro das microcápsulas e a espessura da casca, apresentando diâmetros que variaram entre (2,1 ± 0,3) μm e (38 ± 0,4) μm e espessura entre (1,4 ± 0,4) μm e (4,6 ± 1,4) μm. A pesquisa apontou um excelente resultado em termos de eficiência de encapsulamento, com valores de até 60% de material de núcleo com eficiência de até (96 ± 2) %. As microcápsulas apresentaram um excelente desempenho na liberação controlada no conteúdo aromático, sendo possível manter a fragrância por três meses ou mais, indicando que há uma baixa permeabilidade no material de parede. Os resultados obtidos vão muito além dos resultados de sistemas já desenvolvidos, justificando assim, a escolha da tecnologia empregada.
  • NAYARA DE ARAÚJO PINHEIRO
  • Aspectos Fotoeletroquímicos de Niobatos Lamelares (KNb3O8 e K4Nb6O17) sintetizados pelo método dos precursores poliméricos e aplicados na Fotodegradação do Corante Remazol Amarelo Ouro
  • Data: 04 de Fevereiro de 2020 às 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O uso de semicondutores na área da fotocatálise vem alcançando um crescimento notável nas últimas décadas. Niobatos lamelares de potássio são importantes materiais utilizados nessa áerea e no presente trabalho foram sintetizados o triniobato de potássio (KNb3O8) e o hexaniobato de potássio (K4Nb6O17) pelo método dos precursores poliméricos. Os materiasi foram caracterizados por técnicas de difração de raios X (DRX), espectroscopia de absorção na região do infravermelho (IV), do ultravioleta - visível (UV-vis) e Raman. Suas estruturas estão de acordo com o reportado na literatura, sendo este um método eficiente e pouco utilizado para a obtenção desses semicondutores. Foram ainda aplicados nas reações teste de fotohidroxilação do ácido tereftálico – avaliando a formação de radicais hidroxila – e fotodegradação do corante Remazol Amarelo Ouro (RNL) – observando a degradação da banda em ~411 nm referente à ligação azo do composto –. Para esses testes, foi calculada, por actinometria química utilizando o ferrioxalato de potássio, a eficiência fotônica do fotorreator “labmade” (8,68 mW/cm2), demonstrando que este possui valor semelhante aos de outros trabalhos reportados na literatura, podendo ser utilizado e calibrado sempre que necessário. O hexaniobato de potássio se mostrou com um comportamento interessante na reação com o ácido tereftálico, mostrando uma produção de radicais hidroxila muito semelhante à do TiO2 P25. Por outro lado, na reação de fotodegradação do RNL, o P25 mostrou uma taxa de descoloração menor em relação ao K4Nb6O17 que o esperado para a quantidade de radicais •OH gerados, tendo em vista que a proporção de corante e ácido tereftálico para com os niobatos foi a mesma (5 mol catalisador – 1 mol AT ou RNL). Estudos de bordas de band-gap estão sendo realizados de modo a suprir a falta de informações a respeito do posicionamento das bandas de valência e de condução desses niobatos, aplicando o método de Mott-Schottky com medidas de impedância em condições potenciostáticas, alterando-se a frequência. Essas medidas se mostram importantes diante da possibilidade de aplicação em reações redox que podem ser fotocatalisadas pelos os niobatos sintetizados.
  • JERONIMO FERREIRA SILVA
  • Aspectos Eletrônicos e Estruturais de Soluções Sólidas KNb(1-X)TaXO3 Por cálculos DFT
  • Data: 03 de Fevereiro de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os programas de aplicação em simulação de moléculas e átomos vêm continuamente se desen-volvendo, desde as primeiras simulações computacionais até o momento atual já se conseguiu enormes avanças nas mais diversas áreas, se mostrando hoje como uma ferramenta largamente empregada nas mais diversas áreas da química. Uma das principais aplicações é sem dúvidas o auxílio na investigação de propriedades que são inacessíveis ou dificilmente obtidas por métodos experimentais, como s propriedades eletrônicas. Neste estudo foi realizado um estudo eletrônico e estrutural sobre as soluções sólidas KNb(1-X)TaXO3 (X = 0 0,25 0,5 0,75 1). Com intuito de aju-dar no entendimento no comportamento destes materiais em aplicações (foto)catalíticas. Utilizan-do para tal cálculos quântico computacionais ao nível DFT com o código CRYSTAL 17. Foi mos-trado que a variação do comportamento está relacionada com a mudança nas bandas de energia enquanto se troca átomos de Nb por átomos de está na estrutura, indicando um caminho para, além de entender melhor o sistema, propor mudanças direcionadas que levem a propriedades de interesse.
  • ISABELA LIRA ANESIO
  • SOBRE A DEPENDÊNCIA DO RENDIMENTO QUÂNTICO INTRÍNSECO COM A ASSIMETRIA EM COMPLEXOS DE Eu3+
  • Orientador : WAGNER DE MENDONCA FAUSTINO
  • Data: 03 de Fevereiro de 2020 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As aplicações da luminescência de lantanídeos são bastante variadas e importantes, podendo ser usado na detecção de ânions, no reconhecimento de proteínas, dispositivos optoeletrônicos, imunoensaios, OLEDS e etc. Um dos parâmetros importantes para os complexos luminescentes é o rendimento quântico intrínseco que é definido como a razão entre a taxa de decaimento radiativo (Arad) sobre a taxa de decaimento total (Atot), ou seja, quanto maior a eficiência quântica de luminescência, maior a sensibilidade da aplicação. Diante disso, ser capaz de projetar complexos cada vez mais eficientes é extremamente desejável. Tendo em vista essa pretensão, Lima et. al (2013) desenvolveram uma estratégia de diminuir a anisotropia (ECA). Portanto, o objetivo do trabalho foi realizar a síntese de duas séries de complexos, onde a estratégia de quebra da centrossimetria fosse aplicada e usar os parâmetros espectroscópicos a fim de observar se a estratégia colocada se aplica. As β-dicetonas utilizadas nas duas séries foram: 1,3-dibenzoilmetano (DBM), benzoiltrifluoroacetona (BTF) e hexafluoroacetonato (HFA), assim como o ligante neutro, fenantrolina para a segunda série de complexos. A síntese se deu via rota simples, utilizando como contraíon e agente desprotonador da β-dicetona a trietilamina, e etanol como solvente de reação. Foram realizadas, como técnicas de caracterização, titulação, CHN, infravermelho e TGA. Os espectros de emissão e curva de decaimento foram utilizados para calcular os parâmetros espectroscópicos de cada complexo. Diante dos resultados, a conjectura proposta foi aplicada às duas séries de complexos, confrontando os resultados obtidos aos que eram esperados, de acordo com os dados presentes na literatura. Tanto as taxas de decaimento quanto os valores encontrados para rendimento quântico intrínseco apresentaram divergências com a literatura.
  • ISLA MARCOLINO DA SILVA
  • Degradação Fotoquímica do Antimicrobiano Triclosan em Águas e Avaliação toxicológica utilizando Lactuca Sativa como organismo teste.
  • Orientador : ILDA ANTONIETA SALATA TOSCANO
  • Data: 03 de Fevereiro de 2020 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os contaminantes emergentes são caracterizados como compostos não legislados que apresentam efeitos adversos ao meio ambiente, como também aos seres humanos e se dividem, basicamente, em três grupos: os fármacos; antibióticos, biocidas e pesticidas; e produtos de higiene pessoal (PHP). Os PHP tratam-se de um importante grupo de contaminantes emergentes, uma vez que são utilizados em larga escala e em todo mundo. São produtos químicos que utilizamos no dia a dia, como repelentes de insetos, creme dental, enxaguante bucal, fragrâncias de perfumes, entre outros. Dentre os contaminantes emergentes mais difundidos nos produtos de higiene pessoal, o triclosan é amplamente utilizado por sua função antimicrobiana. Devido a utilização crescente do TCS e aos possíveis efeitos causados por sua inserção no meio ambiente, o estudo desenvolvido se propôs a aplicar um tratamento de degradação do TCS por meio da fotodegradação otimizada a partir de planejamentos fatoriais completos, a fim de mineralizar o TCS em diferentes matrizes ambientais e promover um tratamento sem a geração de subprodutos tóxicos. Todos os procedimentos experimentais foram desenvolvidos no Laboratório de Estudos em Química Ambiental – LEQA, da Universidade Federal da Paraíba – UFPB, do Centro de Ciências Exatas e da Natureza – CCEN. A fotodegradação tanto com utilização de luz artificial quanto de luz solar combinadas as variáveis dos planejamentos mostraram-se eficientes na degradação do TCS em água do mar, de rio e em água destilada comparado ao processo de fotólise direta apenas com fonte luminosa, obtendo rendimentos de degradação superiores a 90% nas matrizes ambientais. Os testes de fitotoxicidade indicaram que o TCS a uma concentração de 1mg L-1 inibe em 27% o crescimento relativo da radícula da espécie Lactuca Sativa. Para as amostras de TCS em água de rio tratadas por fotodegradação demonstram que não houve alteração significativa no crescimento da radícula, ressaltando que o processo de fotodegradação aplicado não promoveu a geração de produtos mais tóxicos que o TCS.
2019
Descrição
  • RAILSON DE OLIVEIRA RAMOS
  • DESENVOLVIMENTO DE INSTRUMENTAÇÃO ANALÍTICA BASEADA EM IMAGENS DIGITAIS E SENSORES ELETROQUÍMICOS PARA PROCESSOS DE TRATAMENTO DE ÁGUA E EFLUENTES
  • Orientador : MARIO CESAR UGULINO DE ARAUJO
  • Data: 16 de Dezembro de 2019 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Alguns avanços na instrumentação analítica contribuíram significativamente para compreensão dos processos de coagulação/floculação no tratamento convencional de água (VADASARUKKAI et al., 2016; CHOI et al., 2018). A utilização microscopia holográfica digital tem fornecido dados como tamanho, densidade, distribuição e estrutura fractal de partículas nos processos de coagulação/floculação (REN et al., 2016; MORUZZI et al., 2018). Tais ferramentas apresentam potencial para otimizar o processo de tratamento convencional de águas, contudo, até o presente momento, nenhum estudo relatou o desenvolvimento de uma ferramenta capaz de explorar estes recursos no controle integrado e automatizado de processos de coagulação/floculação. No tocante ao monitoramento dos parâmetros de controle da qualidade água, diferentes estratégias têm sido empregadas no desenvolvimento de instrumentação portátil com smartphones (McGONIGLE et al., 2018; ZHANG et al., 2019). Todavia, nesta linha da instrumentação, nenhum equipamento já desenvolvido é capaz de realizar todas as determinações físico-químicas de rotina exigidas para o controle e qualidade da água (turbidez, pH, cloro residual livre e cor aparente). Neste sentido, os principais direcionamentos desta pesquisa são voltados para o desenvolvimento e aplicação de tecnologias em instrumentação e automação analítica, que atenda as demandas citadas no controle do processo de tratamento e no controle da qualidade da água para uso potável. No tocante a ensaios de coagulação, um sistema automatizado, baseado em microscopia holográfica digital, está sendo desenvolvido. Testes preliminares indicaram que este sistema possui capacidade de determinar partículas de coagulação na escala de micrômetros. Em relação as análises físico-químicas do controle e qualidade da água, foi desenvolvido um multianalisador portátil controlado por smartphones, para análises fotométricas, turbidimétricas, nefelométricas e fluorimétricas. Este instrumento está sendo utilizado no desenvolvimento de métodos para determinação de turbidez, pH, cloro residual livre e cor aparente.
  • ROMARIO CARDOSO LEAL
  • AVALIAÇÂO DOS PROCESSOS DE HIDRODESOXIGENAÇÃO/HIDROISOMERIZAÇÃO E PIRÓLISE PARA OBTENÇÃO DE HIDROCARBONETOS RENOVÁVEIS
  • Orientador : NATALY ALBUQUERQUE DOS SANTOS
  • Data: 16 de Dezembro de 2019 às 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O setor de aviação é responsável pela emissão de 2% das emissões de CO2, podendo atingir 3% até 2050. A indústria da aviação tem investido em tecnologias e aeronaves mais eficientes, contudo, estudos apontam que a substituição dos combustíveis fosseis por combustíveis renováveis é a opção mais viável para o crescimento sustentável do setor. Por isso, é necessário a investigação de processos de conversão, matérias-primas renováveis e catalisadores que permitam a produção em larga escala e a um custo competitivo. Este estudo visa a obtenção de hidrocarbonetos renováveis para aviação através da pirólise térmica/termocatalítica e hidrodesoxigenação/hidroisomerização do óleo de pupunha utilizando o catalisador Ni/Nb2O5. A pupunha mostrou-se como uma fonte promissora de matéria-prima para produção de bioquerosene de aviação, já que apresentou 25,56% de teor de óleo, composição de ácidos graxos na faixa do querosene de aviação, além de elevada estabilidade térmica e oxidativa. O catalisador Ni/Nb2O5 foi preparado via impregnação úmida. O difratograma de raios-x indica que o material apresenta elevada cristalinidade e encontra-se na sua estrutura cristalina mais estável, a monoclínica, o que justifica a baixa acidez do suporte observada no estudo qualitativo do caráter ácido/base do catalisador. O caráter ácido/básico observado para o catalisador se deve a interação de íons OH- ou hidrogênio da agua interagindo na superfície do óxido de níquel. Os testes catalíticos em batelada de hidroisomerização do composto modelo n-hexadecano não apresentaram resultados satisfatórios, provavelmente devido à ausência de sítios ácidos no suporte do catalisador. Na pirólise térmica do óleo de pupunha foi obtido um rendimento de 52,42% em produtos líquidos, 46,48% em produtos gasosos e 1,10% de fase sólida. Entretanto, o espectro de infravermelho indica que os bio-óleo obtido é composto basicamente de ácidos graxos, o que justifica o elevado índice de acidez observado. Por isso, o óleo de pupunha foi hidrolisado e o produto obtido foi submetido a pirólise térmica. O espectro de infravermelho sugere que houve apenas volatilização do óleo hidrolisado nas condições empregadas. No entanto, obteve-se um rendimento superior de produtos líquidos em relação a pirólise do triglicerídeos, com 63,44%, tornando necessário o emprego de catalisadores que promovam o craqueamento dos ácidos graxos durante a pirólise.
  • JOSE CICERO ALVES DA SILVA
  • Simulação molecular de proteínas com nós geométricos.
  • Orientador : GERD BRUNO DA ROCHA
  • Data: 16 de Dezembro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Proteínas são macromoléculas biológicas cujo arranjo estrutural tem papel fundamental para compreensão do seu funcionamento. Entre estas, existem algumas que possuem uma característica marcante em sua estrutura tridimensional: a presença de nós geométricos, sendo denominadas Knotted Protein, neste texto tratadas como Proteínas com Nó (PcN). A presença dessa topologia complexa tem despertado interesse da comunidade científica para compreender qual o papel dos nós para a estrutura proteica. Embora já se observe alguns esforços com o intuito de conhecer influências que esse arranjo pode ter sobre a proteína, o tema ainda permanece em aberto. Como desafios podem ser citados se a presença de nós confere maior estabilidade e se este contribui para o desempenho da função biológica. Neste trabalho buscamos estudar uma PcN, PDB ID 3kzn, em comparação a outra que possui arranjo tridimensional muito similar, mas não tem a presença de nó em sua estrutura, PDB ID 4jqo. Até a presente etapa do estudo foi realizada simulação empregando Dinâmica Molecular (DM) buscando evidenciar aspectos dinâmicos que possam ser atribuídos a estrutura pela presença do nó. Os dados obtidos pela análise de RMSD, RMSF e fração de contatos nativos (Q), demonstraram a obtenção de uma estrutura equilibrada, e que a PcN apresentou maior estabilidade perante os dados apresentados, em conformidade a estudos apresentados na literatura. Por meio da clusterização realizada, ao todo 20 conformações foram selecionadas para cálculos quânticos.
  • VALBER ELIAS DE ALMEIDA
  • Uso do critério de Fisher como parâmetro de seleção de fatores em classificação multivariada
  • Orientador : MARIO CESAR UGULINO DE ARAUJO
  • Data: 16 de Dezembro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho propõe um novo algoritmo que emprega uma adaptação do critério de discriminabilidade de Fisher (denominado aqui como poder discriminante, DISP) para a escolha de componentes principais (obtidos da Análise de componentes principais, PCA), que será usada para construir a Análise Linear de Discriminação (LDA) supervisionada modelos para resolver problemas de classificação a partir de dados químicos. O presente trabalho preenche essa lacuna no campo da Química Analítica, adaptando a abordagem bem-sucedida originalmente proposta no contexto do reconhecimento de faces com o máximo poder discriminante. O algoritmo PCA-DISP-LDA proposto foi então aplicado em três problemas analíticos diferentes, envolvendo (i) dados simulados, (ii) classificação dos óleos de soja com relação à data de validade por espectroscopia no infravermelho próximo (NIR) e (iii) identificação do adulteração de misturas de biodiesel / diesel com óleo de soja por espectroscopia Vis-NIR. Para comparação, o PCA-DISP-LDA foi avaliado em relação ao PCA-LDA convencional (com os principais componentes selecionados com base na variação explicada) e também o PCA-LDA juntamente com o Algoritmo Genético (PCA-GA-LDA) e Stepwise (PCA-SW- LDA). Entre as técnicas comparadas, o algoritmo PCA-DISP-LDA proposto obteve os resultados mais parcimoniosos e interpretáveis, com bom desempenho de classificação. Portanto, o novo algoritmo pode ser considerado uma alternativa aos métodos de reconhecimento de padrões supervisionados já estabelecidos na literatura, sendo potencialmente aplicado onde a discriminabilidade dos principais componentes pode não seguir o mesmo comportamento da variância explicada.
  • LEVI GOMES DE OLIVEIRA
  • Espectroeletroquímica como estratégia para aquisição de dados de segunda ordem
  • Orientador : WALLACE DUARTE FRAGOSO
  • Data: 15 de Dezembro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem por objetivo demonstrar a possibilidade de se utilizar a espectroeletroquímica como estratégia para a aquisição de dados de segunda ordem. Dois arranjos experimentais foram empregados. O primeiro arranjo experimental consiste em um kit comercial próprio para espectroeletroquímica. Com esse arranjo foram realizados dois estudos envolvendo espectroscopia de absorbância. No primeiro estudo, ferrocianeto de potássio foi utilizado como sistema modelo. No segundo estudo abordou-se a espectroeletroquímica dos isômeros do benzenodiol. Duas estratégias de calibração foram utilizadas nos estudos sobre a espectroeletroquímica do ferrocianeto de potássio e dos isômeros do benzenodiol. Em uma dessas estratégias os dados ``crus" são utilizados na calibração. Na outra, dados pré-processadas através do cálculo da primeira derivada são utilizados. O PARAFAC foi utilizado na construção de modelos no estudo sobre a espectroeletroquímica do ferrocianeto de potássio. No estudo sobre a espectroeletroquímica dos isômeros do benzenodiol os algoritmos PARAFAC e U-PLS/RBL foram empregados. Os modelos construídos apresentaram bom desempenho de predição. Alguns resultados preliminares utilizando o algoritmo MCR-ALS são apresentados. O segundo arranjo experimental era composto por uma célula de teflon na qual se acoplava uma eletrodo impresso de carbono. Nesse arranjo as medidas de reflectância eram realizadas sobre a superfície do eletrodo impresso. A espectroeletroquímica da o-tolidina foi estudada através desse arranjo como sistema modelo. Os dados foram modelados através do PARAFAC. Os modelos apresentaram resultados satisfatórios o que demonstra a possibilidade de aplicação desse arranjo em outros sistemas de interesse analítico, futuramente.
  • JULIANA DA CRUZ SOUZA
  • UM ALGORITMO INSPIRADO NOS MORCEGOS PARA SELEÇÃO DE VARIÁVEIS EM PROBLEMAS DE CLASSIFICAÇÃO
  • Orientador : EDVAN CIRINO DA SILVA
  • Data: 13 de Dezembro de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os morcegos são animais fascinantes que fazem uso de um mecanismo de ecolocalização para se movimentarem desviando dos objetos circundantes e localizarem presas mesmo no escuro. A ecolocalização está associada à emissão de pulsos sonoros pela boca ou narinas dos morcegos e captação do eco de retorno dos objetos (ou presas). Inspirado nesse mecanismo o algoritmo dos morcegos (BA - Algoritmo) foi desenvolvido para solucionar problemas difíceis de otimização. Nesse algoritmo, os morcegos virtuais representam vetores posição que são atualizados pela frequência dos pulsos sonoros (fi), velocidade (vi), amplitude (Ai) e taxa de emissão de pulsos (ri). A amplitude e a taxa de emissão dos pulsos garantem que os morcegos se movam para melhores posições (xi) ao longo das iterações. No presente trabalho, o BA foi reformulado para seleção de variáveis em modelagem de classificação utilizando análise discriminante linear (Linear Discriminante Analysis-LDA). Para isso, o código foi implementado em Matlab ® 2011b e o algoritmo proposto, BA-LDA, buscou minimizar uma função de custo associada ao risco médio do erro de classificação, Gcost. O BA-LDA foi avaliado usando dados espectrométricos de infravermelho próximo (NIR) e de ultravioleta visível (UV-Vis). Os dados NIR foram provenientes da análise de 60 amostras de cafés pertencente a duas classes (gourmet e tradicionais). Para análises de dados UV-Vis foram utilizados dois conjuntos de dados: espectros de amostras de cafés pertencentes a quatro classes (cafeinados vencidos e não vencidos e descafeinados vencidos e não vencidos) e espectros de amostras de óleos vegetais pertencentes a quatro classes (óleos de soja, canola, milho e girassol). O desempenho do BA-LDA foi comparado ao obtido usando o algoritmo genético (Genetic Algorithm-GA) para seleção de variáveis em LDA (GA-LDA). Na execução do BA-LDA a população empregada variou entre 30 e 40 morcegos, o número de iterações variou entre 150 e 250 e os parâmetros que controlam a amplitude e a taxa de emissão de pulsos empregadas foram iguais a, respectivamente, 0,5 e 0,4 para os diferentes conjuntos de dados. Na execução do GA-LDA a população de cromossomos adotada variou entre 30 e 40, o número de gerações variou entre 150 e 250 e as probabilidades de cruzamento e mutação utilizadas foram iguais a 60% e 10%. Na construção dos modelos o BA-LDA selecionou 4, 10 e 8 variáveis, respectivamente, para classificação das amostras de Cafés (NIR), óleos vegetais e cafés (UV-Vis). Enquanto o GA-LDA selecionou 30, 18 e 11 variáveis, respectivamente, para os mesmos conjuntos de dados. Como melhor resultado para cinco repetições, os modelos produziram taxa de classificação correta (TCC) de 100% nos conjuntos de validação e teste. Dessa forma, os resultados indicam que o BA-LDA é promissor para classificação de amostras a partir de dados espectrométricos NIR e UV-Vis, possibilitando a redução da dimensionalidade do espaço LDA e gerando modelos mais parcimoniosos quando comparado ao algoritmo genético.
  • ANA CAROLINA VIEIRA MASCARENHAS
  • Desenvolvimento de métodos eletroanalíticos para determinação de metais pesados empregando calibração multivariada
  • Orientador : SHERLAN GUIMARAES LEMOS
  • Data: 11 de Dezembro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho apresenta duas propostas de uso de técnicas eletroquímicas associadas a calibração multivariada para o desenvolvimento de métodos de determinação de metais pesados. A primeira proposta é usar a técnica de voltametria de onda quadrada e redissolução anódica com calibração multivariada de primeira ordem para determinar simultaneamente nove cátions metálicos (Bi3+, Cd2+, Cu2+, In3+, Pb2+, Sb3+, Sn2+, Tl+ e Zn2+). A segunda proposta é utilizar a técnica de cronoamperometria e redissolução anódica para obter dados de segunda ordem, e avaliar os modelos obtidos com o U PLS/RBL e MCR ALS para determinar Cd2+, Cu2+, Pb2+ e Zn2+. A célula eletroquímica empregada nestes estudos era composta por três eletrodos: um eletrodo de referência, Ag/AgCl (KCl 3,0 mol L 1), um eletrodo auxiliar de platina, e um eletrodo de trabalho de pasta de carbono confeccionado por uma mistura de pó de grafite e óleo mineral na proporção de 60:40 (m:m), e o eletrólito de suporte foi uma solução tampão acetato pH 4,0. Para auxiliar na eletrodeposição dos cátions metálicos foram utilizados filmes de Hg ou Bi preparados in situ. Os estudos de ambas as propostas ainda não foram concluídos, no entanto, os resultados obtidos até o momento mostram-se promissores para atingir os objetivos de cada uma.
  • CAIO VINICIUS DE LIMA
  • Desenvolvimento de sistemas à base de porfirinas e/ou híbridos de materiais inorgânicos para aplicações analíticas ambientais e alimentícias
  • Orientador : JULIO SANTOS REBOUCAS
  • Data: 11 de Dezembro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Estudos analíticos envolvendo derivados porfirínicos são de amplo espectro de aplicação, podendo ser empregados na detecção de metais ou de analitos como moléculas orgânicas e íons. Desta forma o presente trabalho busca explorar as propriedades da porfirina aniônica TCPP de se metalar com alumínio, catalisada por íons Cd2+ e meio aquoso, para o futuro desenvolvimento de um método de determinação deste metal em amostras reais, através da fluorescência da AlTCPP gerada no processo. Além de estudar o desenvolvimento de um método de determinação indireto de arsênio através da reação, em meio ácido, da MnIIITE-2-PyPCl5 com a arsina, um redutor gerado in situ que desmetala a metaloporfirina e forma a H2TE-2-PyPCl4, que é fluorescente. Por último estudou-se as interações da ZnTM-3-PyPCl4 com nanopartículas de prata, investigando-se assim algumas interações que podem ocorrer entre elas, além do estudo da interação deste novo sistema híbrido com alguns ânions como F , Cl , Br , I , SO32 , SO42 e NO3 , iniciando-se assim os estudos da possível determinação destes ânions em amostras de produtos de higiene e fármacos. O presente trabalho vem sendo desenvolvido sob a parceria da Universidade Federal da Paraíba e a Universidad Nacional del Sur (Argentina), no regime de doutorado de cotutela.  
  • THYAGO MARQUES MONTEIRO
  • Pontos de carbono da para-fenilenodiamina como sensores para a determinação de cromo(III) em suplemento alimentar
  • Data: 13 de Novembro de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Nesse trabalho, pontos de carbono luminescentes para a determinação quantitativa de Cr3+ em amostras de suplemento alimentar foram estudados. Para esse propósito, os pontos de carbono foram sintetizados pelo método solvotérmico, utilizando etanol, a partir da para-fenilenodiamina como precursor. O material preparado foi caracterizado por microscopia eletrônica de transmissão (TEM), espectroscopia de absorção na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), espectroscopia de fotoelétrons excitados por raios X (XPS), espectroscopia na região do ultravioleta-visível (UV-Vis), bem como espectroscopia de luminescência. O material obtido exibiu intensa emissão na cor vermelha, apresentando um rendimento quântico igual a 11,3 %. As caracterizações realizadas permitiram relacionar a emissão observada a características da superfície do ponto de carbono, como o teor de espécies químicas contendo oxigênio e á presença de grupos como COOH. A aplicação do material para a quantificação de íons Cr3+ mostrou-se viável, sendo observada uma resposta linear entre 4 e 20 mg L−1 de íons cromo(III). Os resultados da análise estatística, para um nível de confiança de 95 %, sugeriram que o método proposto não apresenta diferença significativa, quando comparado ao método de referência, para a determinação de íons Cr3+ em amostras de suplementos contendo picolinato de cromo(III).
  • ACASSIO ROCHA SANTOS
  • Estudo do enovelamento de proteínas através de dinâmica molecular, modelos de estado de Markov e análise da estrutura eletrônica
  • Orientador : GERD BRUNO DA ROCHA
  • Data: 28 de Agosto de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O enovelamento de proteínas tem sido tema de pesquisa há mais de cinco décadas, entretanto, sempre houve dificuldades na construção de um modelo teórico que englobe todas as suas características. Atualmente, um método bem sucedido para a construção desses modelos, consiste na aplicação da dinâmica molecular (DM). Os desafios da DM consistem no tratamento de “Big Data”, sendo que devido ao longo tempo de simulação são produzidas cerca de milhares de conformações, tornando a análise dos dados extremamente complexa. Uma ferramenta que tem apresentando bons resultados no tratamento dos dados da DM, são os modelos de estado de Markov (MSMs). Os MSMs são representados por uma cinética de primeira ordem, através de um grupo de estados discretos em que a análise das trajetórias são simplificadas, descartando-se eventos muito rápidos, abaixo do chamado tempo de latência (lag time). Atualmente, um dos principais desafios para a compreensão do enovelamento de proteínas, consiste no entendimento sobre a sua estrutura eletrônica. Ressaltamos que tanto as propriedades estruturais quanto dinâmicas das proteínas são extremamente importantes para o entendimento de como ocorrem as mudanças conformacionais dessa durante o enovelamento, bem como a predição da sua função biológica. Como a estrutura eletrônica está fundamentalmente correlacionada com a sua representação atômica, uma análise mais aprofundada da estrutura eletrônica durante o enovelamento pode auxiliar no desenvolvimento de métodos de previsão da atividade biológica da proteína. Nesse trabalho avaliamos três proteínas de rápido enovelamento (NTL9, BBA e α3D) através de DM, MSMs e descritores globais de reatividade obtidos através de cálculos semi-empíricos. Os resultados demonstraram que os MSMs foram capazes de caracterizar em detalhe diversos caminhos de enovelamento, fornecendo informação que possibilitaram inferir o tipo de mecanismo dos sistemas estudados. Dados dos cálculos quânticos apontaram que a entalpia de formação é uma boa coordenada de reação para o processo do enovelamento. Foi observado, através da análise dos descritores globais de reatividade, que a densidade eletrônica não varia ao longo do caminho do enovelamento. Esses resultados estão de acordo com dados experimentais recentes que apontam que os orbitais de fronteira das proteínas permanecem fortemente localizados desde a estrutura alongada até a conformação nativa.
  • JANDEÍLSON DE LIMA MOURA
  • Novos compostos heteronucleares de dicetonatos de íons lantanídeos contendo unidades organometálicas: síntese, estrutura e propriedades luminescentes
  • Orientador : ERCULES EPAMINONDAS DE SOUSA TEOTONIO
  • Data: 22 de Agosto de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho envolve a síntese, caracterização e estudos das propriedades estruturais e luminescentes de novos compostos heteronucleares dicetonatos de íons lantanídeos contendo unidades organometálicas bis(difenilfosforil)metaloceno (McBPO), em que M = Fe e Ru. As unidades organometálicas foram sintetizadas e caracterizadas por espectroscopia na região do infravermelho, espectrometria de massas, espectroscopia UV-Vis e análises termogravimétricas. Essas unidades atuaram como ligantes para o desenvolvimento de novos compostos altamente luminescentes de íons lantanídeos trivalentes de fórmulas [Ln(tta)3(McBPO)] e [{Ln(dbm)3}2(McBPO)], em que Ln refere-se a um íon lantanídeo (Nd3+, Sm3+, Eu3+ e Gd3+), enquanto que tta e dbm referem-se aos ligantes 2-tenoiltrifluoroacetonato e dibenzoilmetanato, respectivamente. Esses complexos foram obtidos a partir das reações diretas entre seus respectivos complexos hidratados de dicetonato e os ligantes McBPO. Os resultados das análises de caracterização demonstraram de forma inequívoca a formação dos novos compostos de coordenação. Os estudos das propriedades luminescentes demonstraram que os complexos de Eu3+ contendo o ligante RcBPO exibem alta intensidade de luminescência na região do vermelho, sugerindo que estes compostos constituem uma nova classe de sistemas heteronucleares com alto potencial de aplicação como camada emissora em dispositivos moleculares conversores de luz. Finalmente, vários estudos encontram-se em desenvolvimento, no sentido de otimizar os processos de síntese e quantifica as propriedades luminescentes dos materiais obtidos.
  • JOSIELY SIMOES DA SILVA
  • MÉTODOS ELETROANALÍTICOS EMPREGANDO QUIMIOMETRIA E SENSORES ELETROQUÍMICOS DE PAPEL
  • Orientador : SHERLAN GUIMARAES LEMOS
  • Data: 21 de Agosto de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho de qualificação visa a elaboração e utilização de sensores eletroquímicos à base de papel juntamente com técnicas quimiométricas. Foram utilizados sensores eletroquímicos à base de papel em que materiais de baixo custo foram empregados para a construção dos eletrodos. Um sensor foi produzido à base de grafite e esmalte e utilizado na determinação de metais-traços (Cu(II), Pb(II), Cd(II) e Zn(II)). O outro sensor foi produzido à base de grafite em pó (usado como lubrificante) e adesivo de silicone. A composição da mistura grafite e adesivo de silicone foi estudada a partir de um planejamento fatorial para alcançar as quantidades ótimas dos materiais. As variáveis de resposta a esse planejamento foram o potencial e a corrente de pico anódico, bem como a diferença entre os potenciais de pico anódico e catódico obtidos a partir de voltamogramas cíclicos de K3Fe(CN)6 em tampão fosfato, além dos parâmetros de desempenho sensibilidade e coeficiente de determinação (R2) obtidos de uma curva analítica. A aplicabilidade dos sensores otimizados foi verificada em um problema real: a determinação do triclosan em amostras de água de torneira e produtos de cuidado pessoal. Os sensores também foram utilizados no desenvolvimento de um método de determinação simultânea de quatro metabólitos (epinefrina, dopamina, ácido ascórbico e ácido úrico) com calibração multivariada. Em ambos os estudos, os parâmetros operacionais das técnicas eletroquímicas foram estabelecidos através de um planejamento fatorial. Os resultados obtidos evidenciaram um limite de detecção (LOD) de 0,16 mol L–1 e um limite de quantificação (LOQ) de 0,52 mol L–1, com a faixa linear de resposta de 0,4 a 9,0 mol L–1 para o triclosan. O método desenvolvido para a determinação de triclosan foi utilizado em amostras de água de torneira, coletada na universidade federal da Paraíba, além de produtos de higiene pessoal, como cremes dentais e enxaguante bucal, obtidos comercialmente, cuja recuperação foi de 97,9 a 114,98%. Para a epinefrina foram encontrados dois picos (P1 e P2), o pico P1, possui faixa linear de resposta em 25,8 a 96,5 mol L–1 e LOD e LOQ de 1,66 e 5,52 mol L–1, respectivamente. O pico P2, possui faixa linear de resposta em 7,63 a 96,5 mol L–1, com LOD de 2,18 mol L–1 e LOQ de 7,28 mol L–1. A dopamina apresentou linearidade de 2,14 a 50,3 mol L–1, valores de 14,9 nmol L-1 como LOD e 49,8 nmol L-1 para o LOQ. O ácido úrico obteve um faixa linear de 3,81 mol L-1 a 0,1 mmol L 1, os LOD e LOQ encontrados para o ácido úrico foi de 81,01 nmol L-1 e 0,27 mol L 1, respectivamente. Já o ácido ascórbico, a linearidade foi registrada na faixa de 9,76 mol L 1 a 0,78 mmolL 1. Os LOD e LOQ encontrados para o ácido ascórbico foi de 2,88 e 9,60 mol L 1, respectivamente.
  • GEORGIA BATISTA VIEIRA DE LIMA
  • NOVOS COMPLEXOS β-DICETONATOS DE EURÓPIO COM N-(PIRIDIN-2-IL)AMIDAS E N-(PIRIMIDIN-2-IL)AMIDAS COMO LIGANTES AUXILIARES: PROPRIEDADES FOTOFÍSICAS E MODELAGEM ESTRUTURAL TEÓRICA
  • Orientador : WAGNER DE MENDONCA FAUSTINO
  • Data: 16 de Agosto de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Dezoito novos complexos do íon Eu3+ e seus análogos de Gd3+ com 1,3-dicetonatos como ligantes principais e N-(piridin-2-il)amidas ou N-(pirimidin-2-il)amidas como ligantes auxiliares foram sintetizados e suas propriedades espectroscópicas foram investigadas. A substituição de moléculas de água por essas amidas nos complexos do íon Eu3+ aumenta os rendimentos quânticos intrínsecos da luminescência, tornando-os comparáveis ou até mais eficientes do que os complexos de Eu3+ com o conhecido ligante auxiliar 2,2'-bipiridina. Os espectros de luminescência dos complexos do íon Gd3+ em comparação com aqueles de Eu3+ mostram que ocorrem processos eficientes de transferência de energia intramolecular ligante-metal. Na maioria dos casos, os parâmetros de intensidade de Judd-Ofelt experimentais (Ω2 e Ω4) para os complexos do íon Eu3+ mostram variações em função da temperatura (77 e 300 K) que aparentemente não seguem claramente qualquer tendência. Por essa razão, variações geométricas (no ângulo azimutal ϕ e distâncias de ligantes auxiliares) foram realizadas no poliedro de coordenação para simular mudanças estruturais induzidas termicamente. Foi observado que, deste modo, os Ω2 e Ω4 podem ser satisfatoriamente reproduzidos por experimentos “in silico”. Concluiu-se que, a baixa temperatura, os ligantes auxiliares se aproximam do íon Eu3+ e as variações angulares afetam mais o Ω2 do que o Ω4, de acordo com os cálculos teóricos.
  • GEORGIA BATISTA VIEIRA DE LIMA
  • NOVOS COMPLEXOS β-DICETONATOS DE EURÓPIO COM N-(PIRIDIN-2-IL)AMIDAS E N-(PIRIMIDIN-2-IL)AMIDAS COMO LIGANTES AUXILIARES: PROPRIEDADES FOTOFÍSICAS E MODELAGEM ESTRUTURAL TEÓRICA
  • Orientador : WAGNER DE MENDONCA FAUSTINO
  • Data: 16 de Agosto de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Dezoito novos complexos do íon Eu3+ e seus análogos de Gd3+ com 1,3-dicetonatos como ligantes principais e N-(piridin-2-il)amidas ou N-(pirimidin-2-il)amidas como ligantes auxiliares foram sintetizados e suas propriedades espectroscópicas foram investigadas. A substituição de moléculas de água por essas amidas nos complexos do íon Eu3+ aumenta os rendimentos quânticos intrínsecos da luminescência, tornando-os comparáveis ou até mais eficientes do que os complexos de Eu3+ com o conhecido ligante auxiliar 2,2'-bipiridina. Os espectros de luminescência dos complexos do íon Gd3+ em comparação com aqueles de Eu3+ mostram que ocorrem processos eficientes de transferência de energia intramolecular ligante-metal. Na maioria dos casos, os parâmetros de intensidade de Judd-Ofelt experimentais (Ω2 e Ω4) para os complexos do íon Eu3+ mostram variações em função da temperatura (77 e 300 K) que aparentemente não seguem claramente qualquer tendência. Por essa razão, variações geométricas (no ângulo azimutal ϕ e distâncias de ligantes auxiliares) foram realizadas no poliedro de coordenação para simular mudanças estruturais induzidas termicamente. Foi observado que, deste modo, os Ω2 e Ω4 podem ser satisfatoriamente reproduzidos por experimentos “in silico”. Concluiu-se que, a baixa temperatura, os ligantes auxiliares se aproximam do íon Eu3+ e as variações angulares afetam mais o Ω2 do que o Ω4, de acordo com os cálculos teóricos.
  • ALEFF CRUZ DE CASTRO
  • Síntese de novas híbridos moleculares derivados da isatina e lapachol com potencial atividade antineoplásica
  • Orientador : MARIO LUIZ ARAUJO DE ALMEIDA VASCONCELLOS
  • Data: 07 de Agosto de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este manuscrito consiste em uma apresentação dos resultados parciais da pesquisa de doutorado desenvolvida mediante a utilização da abordagem twin drugs para o desenvolvimento de novos protótipos de fármacos anticâncer. No âmbito da química medicinal, esta técnica consiste na associação estrutural de dois compostos dotados de atividades farmacológicas visando a obtenção de moléculas de atividade mais pronunciada ou efeito sinérgico na sua atuação, por exemplo. A proposta deste estudo é fundamentada na expressiva atividade antitumoral de derivados do lapachol e isatina reportada na literatura, onde propõe-se a obtenção de novos compostos diméricos. No que se refere aos homodímeros da isatina, propõe-se a síntese cinco séries de três compostos espiros (12-15) obtidos a partir da ciclização de tiossemicarbazonas diméricas derivadas da isatina, mediante protocolo descrito na literatura para tiossemicarbazonas monoméricas. Até o presente momento, foi possível constatar a aplicabilidade deste protocolo para obtenção dos espiros homodiméricos das séries 11 e 13, de modo que foi possível sintetizar de alguns destes compostos, no entanto, com a presença de subprodutos. Faz-se necessária a otimização das condições reacionais a fim de garantir a minimização da formação dos subprodutos que vêm comprometendo o rendimento e dificultando a sua purificação. Outros homodímeros das séries 4 e 5 encontram-se em processo caracterização e de otimização para posterior aplicação como base para os demais compostos espiros propostos. No que se refere aos heterodímeros de lapachol e isatina, não foi possível obter-se o composto 20b, mesmo após o sucesso das reações que precedem a dimerização e a utilização de duas metodologias diferentes. A viabilidade da obtenção do heterodímero análogo 20a e seus derivados também constitui uma das etapas futuras desta pesquisa, assim como a bioavaliação das moléculas aqui sintetizadas, após sua devida caracterização.
  • EDUARDO ANTONIO DE LIMA
  • Desenvolvimento de um método automático para especiação de antimônio inorgânico em amostras de água e determinação de antimônio total em amostras de suco de uva por espectrometria de fluorescência atômica
  • Data: 30 de Julho de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho de pesquisa aborda o desenvolvimento de dois métodos automáticos para determinação e análise de especiação de antimônio. O acoplamento inédito do sistema em fluxo batelada (FBA), geração de hidretos (HG) e a espectrometria de fluorescência atômica (AFS) foi denominado método FBA-HG-AFS. A primeira metodologia foi desenvolvida para a determinação e análise de especiação automática de Sb inorgânico em amostras aquosas. O método foi otimizado utilizando um planejamento fatorial completo e uma matriz Box-Behnken. Os fatores envolvidos na otimização foram o fluxo do gás de arraste e as concentrações de ácido clorídrico e borohidreto de sódio. As condições experimentais otimizadas permitiram a determinação de Sb entre 100 a 2000 ng L-1, e a precisão, expressa como o desvio-padrão relativo, foi de 4% para uma solução de Sb 1 µg L-1. Os limites de deteção e quantificação foram 6 e 20 ng L-1, respectivamente. A exatidão do método proposto foi confirmada por análise de material padrão de referência (SRM 1643e) e os testes de adição/recuperação variaram de 90 a 114% para Sb(III) e Sb(V). O sistema apresentou uma alta frequência analítica de 54 especiações por hora, acompanhado de baixo consumo de amostras e reagentes, bem como baixa geração de resíduo. O método proposto foi aplicado em três amostras de água mineral, uma de água de torneira, uma de água de lagoa e uma água do mar na cidade de Máceio, Alagoas. Os resultados das análises mostraram que as concentrações variaram de 140 ± 20 a 430 ± 30 ng L–1 para Sb(III), de 210 ± 30 a 990 ± 90 ng L–1 para Sb(V) e de 350 ± 20 a 1410 ± 90 para Sb total. O segundo método propõe determinação direta automática de Sb total em amostras de suco de uva utilizando o sistema FBA-HG-AFS. O ácido clorídrico foi o ácido mais adequado para a extração da espécies de Sb, proporcionando extrações em um tempo de 5 s. A etapa de otimização foi realizada empregando uma matriz Box-Behnken onde as concentrações de ácido clorídrico, borohidreto de sódio e vazão de argônio foram os fatores estudados. Com as condições otimizadas, uma curva analitíca de 0,1 a 2,0 µg L– 1 foi construída e apresentou limites de detecção e quantificação de 0,02 e 0,066 µg L–1, respectivamente. A precisão do método proposto, expresso como desvio padrão relativo (DPR), foi estimada em 3,8 % para uma solução de Sb 1 µg L-1, e uma frequência analítica de 87 h-1 com um total de 1150 µL de resíduo gerado. A exatidão foi confirmada com testes de adição e recuperação, que variaram de 88,8 ± 1,5 até 116,2 ± 1,2 % para Sb total. As concentrações de antimônio total encontradas variaram de 1,23 ± 0,05 a 4,58 ± 0,1 µg L–1 em amostras de sucos de uvas adquiridas na cidade de Máceio, Alagoas.
  • AMAURI FRANCISCO DA SILVA
  • ESTUDO TEÓRICO E EXPERIMENTAL DAS PROPRIEDADES ESPECTROSCÓPICAS DE COMPLEXOS β-DICETONATOS DE ÍONS Nd3+ e Er3+ COM LIGANTES DERIVADOS DA 2-AMINOPIRIDINO E 2-AMINOPIRIMIDINA
  • Orientador : WAGNER DE MENDONCA FAUSTINO
  • Data: 30 de Julho de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste contexto, é possível destacar os complexos de íons Európio (Eu3+), Térbio (Tb3+), Neodímio (Nd3+) e Érbio (Er+3), por exemplo. Este trabalho relata a síntese caracterização e estudos teóricos de propriedades espectroscópicas de compostos de coordenação de íons Nd3+ e Er3+ com ligantes -dicetonatos e ligantes auxiliares derivados da 2-aminopiridina e 2-aminopirimidina. Os estudos teóricos foam realizados usando os programas Gaussian, MOPAC], GAMESS, JOYSpectra, chemcrafts, RELIC visando a melhor descrição das propriedades estruturais e espectroscópicas. Foram realizados cálculos de otimizações das geometrias dos complexos estudados, buscando os estados de equilíbrio, foram realizados os cálculos das constantes de força (k) e dos fatores de cargas (g) semi-empíricos/PM3, e os cálculos das polarizabilidades isotrópica dos ligantes e polarizabilidades específicas (α') na região de coordenação em cada ligante, uma vez que o objetivo é obter os parâmetros de intensidades teóricos e relacioná-los aos ômegas experimentais Ωλ (λ = 2, 4 e 6), que foram obtidos a partir dos dados dos espectros de absorção dos complexos em solução. Os compostos estudados são do tipo derivados dos tetrakis-β-dicetonatos, obtidos a partir dos complexos hidratados [Ln(β-dik)3(H2O)x] (x = 1 ou 2). Nestes últimos as moléculas de água coordenadas são substituídas pelos ligantes auxiliares derivados da da 2-aminopiridina (2AP) e 2-aminopirimidina (2APM). Os complexos β-dicetonatos (BZAC = benzoilacetonato; BTF = 3-benzoil-1,1,1-trifluoroacetonato; DBM = dibenzoilmetanato e TTA = 2-tenoiltrifluoroacetonato) de íons lantanídeos trivalentes (Ln3+ = Er3+ e Nd3+) com ligantes derivados da 2AP e 2APM foram caracterizados através das técnicas de espectroscopia de absorção na região do infravermelho, titulação complexométrica com EDTA, espectroscopia de reflectância difusa, e espectroscopia de absorção.
  • PEDRO HENRIQUE MORAES DE ARAUJO
  • Obtenção de bioquerosene de aviação “drop in” por desoxigenação catalítica em processo contínuo e semi-batelada a partir de microalga e licuri.
  • Data: 29 de Julho de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O possível esgotamento e a poluição ocasionados pelos combustíveis fósseis são temas cada vez mais recorrentes. Como forma alternativa e eficiente, através de recursos energéticos alternativos, a indústria ad aviação faz uma busca intensa pelo biocombustível sustentável ideal, a fim de reduzir as emissões de CO2 do setor. A primeira geração de biocombustíveis, além de derivar de culturas alimentares, contribui para a escassez de água e de terras agricultáveis. Os biocombustíveis de segunda geração, não fazem uso de matérias-primas com fins alimentares, e sua produção é elevada, a exemplo do licuri, cujas amêndoas apresentam 38% de óleo. O biocombustível de terceira geração, cuja matéria-prima além de não apresentar os problemas anteriores, ainda intensifica a mitigação de CO2. Sua principal fonte são as microalgas, as quais são consideradas uma fonte de energia alternativa tecnicamente viável. O método termoquímico da desoxigenação catalítica, processo que compõe um dos métodos já certificados para síntese de bioquerosene de aviação alternativa, Hydroprocessed Esters and Fatty acids, é o mais viável para essas matérias primas, tendo em vista que suas composições estão dentro da faixa do bioquerosene de aviação. Por esse motivo, o presente trabalho avaliou a obtenção de hidrocarbonetos a partir da reação de desoxigenação catalítica do licuri e da microalga Scenedesmus acuminatus, utilizando diferentes tipos catalisadores de paládio suportado em carvão ativado, em diferentes tipos de reatores. Os resultados indicaram que o reator contínuo apresentou os melhores resultados, chegando até 52.4% de rendimento com conversão de 57% e seletividade a n-alcanos de até 93,1% para o biodiesel de licuri. A seletividade a CO2 em geral indicou o favorecimento do catalisador pela rota da descarobixação, considerando a perda de 1 carbono nos n-alcanos dos produtos. Os resultados qualificam tanto o licuri quanto o biodiesel como potenciais precursores para a produção de bioquerosene de aviação. No entanto, é importante que se faça o aumento de escala do modelo de reator trickle-bed, e que as etapas de isomerização e separação dos hidrocarbonetos seja executada ao fim do processo, para que o biocombustível produzido possa atender às espeficiações.
  • DAYVISON RIBEIRO RODRIGUES
  • ESTUDO SOBRE O EMPREGO DE QUIMIOMETRIA EM ESPECTROSCOPIA DE IMPEDÂNCIA ELETROQUÍMICA
  • Data: 24 de Julho de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A aplicação de um potencial senoidal a um sistema eletroquímico provoca o surgimento de uma corrente que também é senoidal, e cujas características dependem dos processos impedimétricos que ocorrem na interface eletrodo-solução e da frequência da perturbação aplicada. Esse é o princípio da Espectroscopia de Impedância Eletroquímica. Os modelos quantitativos baseados nessa técnica são geralmente construídos relacionando-se a variação da concentração do analito aos valores de um único elemento elétrico de um circuito equivalente usado para modelar o comportamento dos espectros. A primeira etapa do trabalho propôs uma estratégia para otimizar a construção desses modelos quantitativos ao correlacionar mais de um elemento elétrico do circuito equivalente a variação da concentração do analito. No trabalho foram construídos modelos multivariados para a quantificação de ferrocianeto, catecol e hidroquinona empregando a regressão linear múltipla. O resultado mais expressivo foi observado com o modelo multivariado da hidroquinona que apresentou um RMSEP de 0,79 mmol L-1 contra 2,51 mmol L-1 alcançado com o modelo univariado, ambos na quantificação de hidroquinona em amostras de água de torneira fortificada. Uma metodologia alternativa para construção de modelos quantitativos, e que não necessita recorrer aos circuitos equivalentes, foi proposta na segunda etapa desse trabalho. A estratégia foi construir modelos de regressão parcial por mínimos quadrados (PLS) empregando a impedância expressa como número complexo (Z’ + jZ’’). Modelos quantitativos para o ferrocianeto, catecol e hidroquinona foram construídos e os resultados obtidos por esses modelos foram comparados aos fornecidos pelos modelos PLS construídos com a parte real da impedância (Z’), a parte imaginária (Z’’), o módulo da impedância (|Z|) e o ângulo de fase (ϕ). A terceira etapa do trabalho foi a construção de modelos para classificação de amostras de cafés puros e adulterados com cascas e paus, empregando dados de impedância expressos como números complexos. O PLS-DA e o SIMCA foram as técnicas empregadas. Verificou-se nos casos avaliados que a construção de modelos quantitativos e qualitativos com a impedância expressa como número complexo conduziu a resultados similares ou superiores aos modelos construídos com apenas uma das informações relacionadas a impedância (Z’, Z’’, |Z| e ϕ). Isso é uma vantagem, pois não é necessário avaliar todas as matrizes, e possivelmente, o uso dos dados complexos conduzirá aos melhores resultados.
  • CARLOS ALBERTO DA SILVA JUNIOR
  • Classificação de mel de abelha usadno imagens digitais e análise multivariada.
  • Data: 22 de Julho de 2019 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • O mel de abelha é o terceiro produto alimentício mais adulterado no mundo. No Brasil, essa especiaria abundante e diversificada tem sido muitas vezes alvo de fraude ou adulteração. Sendo assim, é necessária sua análise para determinação de qualidade. Em vista deste cenário, 100 amostras de mel de diferentes espécies de abelhas (Apis mellifera ligustica = 40, Melipona scutellaris = 40 e Melipona subnitida = 20) foram analisadas dos municípios Alagoa Nova, Cabedelo, Itatuba e João Pessoa, no estado da Paraíba, assim como dos municípios Passa e Fica e Macaíba no estado do Rio Grande do Norte. Os parâmetros utilizados para caracterização físico-química foram: pH, teor de umidade, sólidos solúveis totais (o BRIX) e açúcares redutores (A.R), embasados na metodologia da legislação nacional e internacional. Para o mel da espécie A. mellifera ligustica os resultados médios foram 18,1 ± 0,4% de umidade, 80,5 ± 0,3% de o BRIX, 68,4 ± 2,0% de A.R e pH igual a 4,10 ± 0,07. Por outro lado, as amostras da M. scutellaris e da M. subnitida apresentam, respectivamente, valores médios de 24,4 ± 1,9% e 26,3 ± 1,6% para teor de umidade, 74,2 ± 1,9% e 72,6 ± 1,7% para o BRIX, 68,6 ± 0,9% e 67,7 ± 1,7% para A.R e 4,13 ± 0,27 e 3,80 ± 0,49 para pH. Corroborando com os princípios da Química Verde (QV), realizou-se também o Processamento Digital de Imagens (PDI) dessas amostras, a qual permitiu a discriminação do mel em função das diferentes espécies de abelha, a partir da aplicação de métodos de análise exploratória de dados (Análise de Componentes Principais - PCA). Os resultados indicaram a efetividade da metodologia aplicada no PDI e no reconhecimento de padrões por métodos não supervisionados e que, de maneira geral, as amostras obedecem aos limites estabelecidos para os parâmetros estudados, exceto pela diferença significativa no teor de umidade para as abelhas nativas.
  • ROMULO SEVERO SAMPAIO
  • Aplicação e análise de Mn-porfirinas hidrossolúveis de relevância clínica e biológica como agentes terapêuticos redox-ativos
  • Data: 19 de Julho de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho buscou-se verificar o comportamento de diferentes metaloporfirinas, tipicamente utilizadas como agentes terapêuticos redox-ativos, em diferentes sistemas de interesse biológico. Os estudos inicias permitiram a avaliação da eficiência de 14 metaloporfirinas de manganês (MnP) hidrossolúveis em catalisar a reação de oxidação do ascorbato, onde foi possível determinar as velocidades inicias (0(Asc)ox e 0(O2)red) para a catálise da reação de oxidação do ascorbato em dois distintos meios (tampões Tris e fosfato) utilizando medidas de espectrofotometria e eletroquímica, de forma que a MnTE-2-PyP5+ foi a mais eficiente para ambos os tampões avaliados. Os dados demonstraram que as velocidades inicias estão relacionadas com o potencial de redução (E1/2). Tal relação mostrou uma tendência na forma de sino, sendo a atividade catalítica crescente a partir de potenciais negativos ~ -200 mV vs NHE, e com valores ótimos em potenciais na faixa de ~ +50 mV a ~ +300 mV vs NHE. A cinética da reação catalítica do sistema MnP/ascorbato nos dois tampões foi influenciada pela capacidade de formação de ligações de hidrogênio entre o tampão e a MnP. Numa parte adicional dos estudos, buscou-se analisar e quantificar metaloporfirinas de Mn(III) e Fe(III) em plasma e órgãos de mamíferos por LC-MS/MS em amostras biológicas. A LC-MS/MS empregada como metodologia para a quantificação de MnPs em matrizes biológicas mostrou-se eficiente, robusta, rápida e pouco laboriosa. Durante as análises foi possível a detecção e quantificação de níveis da ordem de nanomolar das MnPs nas matrizes componentes, de modo que tais valores se encontraram dentro dos limites de quantificação dos métodos de análise. As modificações empreendidas nas metodologias para os diversos tecidos analisados trouxeram contribuições importantes que foram implementadas de imediato. Em outra parte sequencial dos estudos, buscou-se avaliar a atividade haloperoxidase de nove MnPs, tipicamente envolvidas em estudos de modulação redox de estresse oxidativo, fazendo uso do ensaio espectrofotométrico clássico de halogenação da monoclorodimedona (MCD). Os resultados demonstraram a habilidade de nove metaloporfirinas em catalisar a reação de halogenação da MCD, pelo que, tais compostos podem classificados como portadores de atividade haloperoxidase. Esse estudo foi capaz de determinar as velocidades inicias para a catálise das reações de halogenação da MCD em tampão fosfato utilizando medidas de espectrofotometria. Os dados demonstraram que as velocidades inicias e, consequentemente, as kcat das MnPs estão relacionadas com o E1/2 e com o efeito estérico das cadeias laterais dos aneis piridínicos das porfirinas. Tal relação não apresentou uma clara tendência para ambos os tipos de halogenação. No entanto, foi possível concluir que as MnPs são mais eficientes para as reações de bromação, e que elas apresentam atividade catalítica com valores ótimos em potenciais na faixa de ~ +220 mV a ~ +240 mV vs NHE, para ambos os tipos de halogenação. O composto com maior eficiência catalítica para a halogenação da MCD foi a MnTM-2-PyP5+, tanto para as reações de bromação quanto para cloração.
  • ARNAYRA SONAYRA DE BRITO SILVA CARREIRO
  • Síntese do sistemas K1+xCa2Nb(3-y)TayO(10-x)Nx e seus derivados aplicados em fotocatálise.
  • Data: 16 de Julho de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A família das perovskitas lamelares tem se destacado por apresentarem propriedades de supercondutividade, condutividade iônica, comportamento dielétrico, luminescência e eficiência fotocatalítica. Os niobatos e tantalatos lamelares são compostos formados por lamelas carregadas negativamente, sendo intercaladas por cátions, destacando a fase Dion-Jacobson, com fórmula M[An-1BnO3n+1]. Neste sentido, diante das propriedades apresentadas, este trabalho visa sintetizar e caracterizar o sistema K1+xCa2Nb(3-y)TayO(10-x)Nx, em que são avaliados as melhores condições de síntese, as modificações topoquímicas e a realização de testes para avaliar a eficiência fotocatalítica utilizando a foto-hidroxilação com o ácido tereftálico e a descoloração de um corante aniônico, no caso o Remazol Amarelo Ouro (RNL). Os materiais sintetizados foram caracterizados por difração de raios-X (DRX), espectroscopia vibracional na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, espectroscopia de absorção na região do ultravioleta e do visível (UV-Vis), análise de composição química (EDS), análise elementar de nitrogênio (LECO), microscopia eletrônica de varredura (MEV) e por análise termogravimétrica (TG/DTA). Os materiais apresentaram uma organização a longo alcance quando analisados. Os espectros de IV e Raman confirmaram as modificações realizadas nos óxidos puros, bem como, as diferenças presentes nos processos de nitretação, protonação e esfoliação. Os resultados de análise elementar mostraram a interconversão da fase Dion Jacobson (DJ) para a Ruddlesden Popper (RP). As micrografias mostraram a presença de placas, independentemente do processo sofrido. Para as reações de foto-hidroxilação com o ácido tereftálico, o sistema KCa2Nb2TaO10 apresentou um melhor resultado. Nos testes com o RNL o KCa2Ta3O10 apresentou melhor resultado. No entanto, com os oxinitretos não foram observados resultados significativos. Os mecanismos de formação para o sistema KCa2Nb2TaO10 e KCa2Ta3O10 é sensível tanto ao buraco (h+) quanto ao elétron (e−) e a formação dos radicais hidroxilas têm contribuição desses dois portadores de carga que são fotogerados.
  • KELVIN COSTA DE ARAÚJO
  • Tratamento de efluente aquoso proveniente de biodiesel com Moringa Oleifeira Lam
  • Data: 05 de Julho de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, o Plano Nacional de Agroenergia (2006-2011) proposto pelo governo teve como princípio a inserção de novas fontes na matriz energética brasileira. Dentre estas, o biodiesel mostrou grande potencial, com uma produção de cerca de 5.350 m3, em 2018. Apesar dos avanços na tecnologia de produção, ainda predomina o processo de transesterificação por via homogênea, que exige a etapa de purificação do biodiesel por lavagem com água, gerando grandes volumes de efluente, em desacordo com a legislação brasileira para lançamentos em corpos hídricos. Diante deste problema ambiental, este trabalho teve por objetivo propor um tratamento do efluente através de um processo de adsorção utilizando um produto natural, como a Moringa Oleifeira. Para isto foram utilizadas três amostras de efluentes sob diferentes tratamentos, conforme planejamento experimental usando as variáveis massa de adsorvente, diluição do efluente e tempo de contato. Destas amostras, duas foram cedidas por uma usina piloto de biodiesel, denominadas ACN1 e ACN2, e uma terceira amostra produzida em laboratório, ALQ. A análise inicial destas amostras (pH, óleos e graxos, turbidez e demanda química de oxigênio (DQO)) mostrou que, exceto a turbidez das amostras ACN1 e ACN2, os demais parâmetros se encontram acima dos Valores Máximos Permitidos (VMP). As mesmas análises feitas após os tratamentos mostraram que os valores ficaram em conformidade com a legislação, com exceção do pH da amostra ACN1, que continuou < 5,0. A DQO teve redução entre 93 e 97%, assim como a remoção da turbidez com percentuais de ~99%. Diante destes resultados, pode-se considerar positivo o uso de um adsorvente natural, como a moringa para o tratamento de efluentes aquosos da produção de biodiesel, com o auxílio de planejamento experimental.
  • ALEX DE MEIRELES NERIS
  • Síntese, caracterização e aplicações de materiais multifuncionais envolvendo ZrO2 puro ou em sistemas core@shell
  • Data: 03 de Julho de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A ameaça da qualidade de vida no planeta, e os crescentes impactos ambientais tem motivado a busca por soluções energéticas limpas e renováveis, além da necessidade do controle e tratamento de resíduos poluentes gerados na obtenção de muitos produtos. Este trabalho tem como objetivo apresentar as propriedades encontradas no ZrO2 puro ou em sistemas core@shell, como alternativa para a produção de biodiesel, adsorção e fotodegradação de poluentes orgânicos, sendo aplicado como catalisador heterogêneo na reação de transesterificação, como fotocatalisador para degradação de corantes orgânicos e como material adsorvente para o tratamento de resíduos e formação de pigmentos. Foi adotado o método Pechini modificado para a síntese da zircônia e dos sistemas core@shell. As amostras sintetizadas foram caracterizadas por Difração de Raios X (DRX), Espectroscopia Raman, Infravermelho, UV-Vis, Termogravimetria, medida de área superficial com método de BET, Potencial Zeta e Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV). Foram obtidas as fases tetragonal e monoclínica do ZrO2 a 600ºC e 1000ºC, respectivamente, que foram testadas como catalisadores nas reações de transesterificação, em reator Parr utilizando rota etílica com óleo de soja, otimizando tempo e temperatura das reações. Os produtos obtidos do teste catalítico foram submetidos à análise de viscosidade, Ressonância Magnética Nuclear de Hidrogênio (RMN H1) Ressonância Magnética Nuclear de Carbono (RMN C13) e Cromatografia Gasosa com Espectrômetro de Massas (CGMS). A zircônia não apresentou eficiência catalítica, no entanto, a sulfatação dessas amostras proporcionou conversão de até 95% do óleo de soja em ésteres etílicos. Com a finalidade de combinar as propriedades magnética e fotocatalítica, sistemas core@shell foram formados com nanopartículas de (CoMn)Fe2O4 compondo o core e diferentes proporções de ZrO2 e TiO2, compondo as camadas. Visando otimizar esse sistema de acordo com a aplicação em fotocatálise, a formação da camada intermediária composta por ZrO2 tem a finalidade de minimizar a interação eletrônica entre (CoMn)Fe2O4 e TiO2. Os testes fotocatalíticos foram realizados em batelada sob agitação em reator de quartzo, com lâmpadas UVC (λ = 254 nm) de baixa potência (9 W), avaliando o comportamento fotocatalítico variando tempo de reação e tipo de corante, utilizando soluções dos corantes amarelo ouro remazol (RNL) e azul de metileno (MB). Os produtos dos testes fotocatalíticos foram analisados por espectroscopia UV-Vis, monitorando a concentração da solução de corante após determinado tempo de irradiação. Os testes de adsorção foram realizados com ou sem irradiação, sob agitação, utilizando o corante azul de metileno (MB). Após o tempo determinado de adsorção, a solução e o material adsorvente foram analisados por espectroscopia UV-Vis. O ZrO2 sintetizado descoloriu toda solução de azul de metileno (10 mg/L) durante o teste de adsorção (16 h), atingindo capacidade adsortiva de 15 mg/g. A atividade fotocatalítica do sistema core@shell sintetizado foi proporcional a quantidade de TiO2, de forma que, a amostra com 85% de TiO2 apresentou maior eficiência fotocatalítica, atingindo 96% de descoloração do azul de metileno (10 mg/L).
  • PAULO ROBERTO DA SILVA SANTOS
  • SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO DE COMPOSTOS DE ÍONS LANTANÍDEOS MONO-, BIS- E TRIS-β-DICETONATO CONTENDO LIGANTES HETEROAROMÁTICOS
  • Orientador : ERCULES EPAMINONDAS DE SOUSA TEOTONIO
  • Data: 02 de Julho de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho reporta a síntese, e a caracterização e investigação das propriedades luminescentes dos complexos de fórmula [Ln(β-dic)(NO3)2(L)2], [Ln(β-dic)2(NO3)(L)2] e [Ln(β-dic)3(L)] em que Ln = Eu3+, Tb3+ e Gd3+, β-dic = ACAC, DBM e TTA e L = phen e bipy. Todos os sistemas foram caracterizados titulação complexométrica com EDTA, caracterizado também por microanálises de CHN, Espectroscopia de absorção na região do infravermelho, análise termogravimétrica. As propriedades espectroscópicas foram investigadas com base nos dados de espectroscopia de refletância difusa na região do UV-VIS, dados de emissão e excitação e medidas de tempo de decaimento dos estados emissores. Os resultados das analises de CHN e titulação complexométrica exibe resultados dos complexos estão em concordância com as formulas estruturais propostas. Os espectros de absorção na região do infravermelho evidenciam a coordenação dos ligantes β-dicetonato e heteroaromáticos aos íons Ln3+ nos quais a coordenação ocorrer através dos átomos de oxigênio e nitrogênio respectivamente. O complexo [Eu(ACAC)(NO3)2(phen)2] teve sua estrutura foi resolvida por difração de raio-X de monocristal. A presença de estados de transferência de carga (TCLM) de baixa energia nos compostos de Eu3+ foi investigada e estas aparecem com energia baixa em complexos contendo o ligante ACAC, contribuindo para a diminuição na eficiência da luminescência destes compostos. Esta observação corroborada pelos dados de luminescência registrados a temperatura ambiente e de nitrogênio líquido em que os compostos com ACAC exibiram menores valores de eficiência quântica. As propriedades fotoluminescentes dos complexos foram investigadas através dos parâmetros de intensidade Ω2 e Ω4, taxas radiativas e não radiativas (Arad e Anrad), tempos de vida do estado 5D0 (τ) e, eficiência quântica de emissão (η). Em que os valores de η variam entre 40 - 48%, e o valor maior foi observado no complexo de [Eu(TTA)2(NO3)(phen)2]. Os resultados obtidos para os sistemas estudados, sugerem que os compostos são bons candidatos a atuarem como dispositivos moleculares conversores de luz.
  • JOALDO GARCIA ARRUDA
  • PROPRIEDADES ESTRUTURAIS E ESTUDOS FOTOLUMINESCENTES DE COMPLEXOS -DICETONATOS NAS REGIÕES DO VISÍVEL E INFRAVERMELHO PRÓXIMO
  • Data: 01 de Julho de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho reporta a síntese, caracterização, bem como investigações espectroscópicas e estruturais de uma série de complexos de íons lantanídeos estáveis, de formula [Ln(DPM)3(TPPO)], [Ln(DPM)2(NO3)(TPPO)2] e [Ln(TPPO)3(NO3)3], em que Ln3+ = Pr3+, Nd3+, Sm3+, Eu3+, Gd3+, Tb3+, Dy3+, Ho3+, Er3+, Tm3+ e Yb3+. Os compostos sintetizados foram caracterizados por: titulação complexométrica com EDTA, análise elementar de CHN, espectroscopia vibracional infravermelho com transformada de Fourier(FTIR) e RAMAN, análise termogravimétrica, difração de raio x, e as propriedades fotoluminescente na região do visível e infravermelho próximo(NIR) foram investigadas através dos espectros de emissão e excitação. Os espectros de infravermelho e RAMAN desses complexos, evidenciam o seu caráter anidro, bem como dar indícios da forma de coordenação dos ligantes -dicetonatos, fosfinoxidos, e NO3- , ao centro metálico. Os espectros de excitação são caracterizados pela presença de bandas largas, associadas as transições centradas nos ligantes (S0S1), evidenciando o processo eficiente de sensibilização da luminescência pelos ligantes antenas. Enquanto o espectro de emissão exibem bandas finas oriundas das transições intraconfiguracionais-4fN são dominados pelas transições hipersensíveis, como: Pr(III), 3H43F2; Nd(III), 4I9/24G5/2; Sm(III), 6H5/24F3/2; Eu(III), 5D07F2; Gd(III), 8S7/26P5/2,6P7/2; Dy(III), 6H15/26F11/2; Ho(III), 5I85G6; Er(III), 4I15/22H11/2; e Tm(III) 3H61G4. Os dados estruturais de raio-x de monocristal dos complexos [Ln(DPM)2(NO3)(TPPO)2], mostraram que sua primeira esfera de coordenação é descrita por um dodecaedro distorcido com simetria local próxima ao grupo pontual D2d, onde os oito átomos de oxigênio encontra-se coordenado ao íon Ln3+. Os resultados sugerem que estes são potenciais candidatos a atuarem como amplificadores ópticos, marcadores luminescentes, dispositivos moleculares conversores de luz(OLEDs), e quimiosensores.
  • SALOANA SANTINA GOMES SANTOS
  • Montmorillonitas modificadas com grupos orgânicos contendo enxofre e nitrogênio e suas aplicações adsortivas e antimicrobianas
  • Data: 28 de Junho de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os argilominerais, como a montmorillonita, têm sido aplicados para remoção de compostos tóxicos do meio ambiente. Apesar da montmorillonita apresentar pouca interação com compostos aniônicos, as propriedades adsortivas são alteradas após a modificação química. Neste trabalho, duas amostras de bentonita (BENTx, x = 1, 2) com capacidades de troca catiônica de 88,2 e 72, 8 cmol (+) Kg-1 reagiram com etileno sulfeto (S), etilenodiamina (en), 3-aminopropiltrimetoxisilano e o mercaptopropiltrimetoxissilano, cujos compostos foram aplicados para remoção como adsorventes para os corantes azul e amarelo de remazol em solução aquosa e como agentes antibacterianos após incorporação de cobre. Os sólidos foram caracterizados por difratometria de raios X (DRX), espectroscopia na região do infravermelho (IV), análise elementar de CHN, termogravimetria (TG), microscopia eletrônica de varredura e de transmissão (MEV e TEM) e medidas de ângulo de contato. Nos testes de adsorção dos corantes foram avaliados parâmetros como pH, dosagem do adsorvente, tempo de reação e concentração inicial do corante. Os sólidos obtidos após reação com etileno sulfeto tiveram os espaçamentos basais (d001) da fase montmorillonita alteradas de 1,25 nm para 1,49 e 1,43 nm para os sólidos BETN1-S e BENT2-S, respectivamente, indicando a intercalação do derivado orgânico. Após a reação subsequente com etilenodiamina, o espaçamento basal da MMT foi de 1,32 e1,31 nmpara BETN1-S-en e BENT2-S-en, respectivamente. Os espectros de absorção na região infravermelho indicaram novas bandas em 2934 e 2855 cm-1, atribuídas aos estiramentos assimétricos e simétricos de grupos C-H,respectivamente. Os resultados de CHN e termogravimetria sugeriram a imobilização do etileno sulfeto e da etilenodiamina nas bentonitas. Os ensaios adsortivos para o azul e amarelo de remazol em pH 6,8 sugeriram remoção máxima dos corantes de 42,5 e 64,8 mg g-1em BENT1-S-em, respectivamente.As caracterizações das amostras silanizadas com ambos agentes sililantes (BENT1-NH2 e BENT1-SH) sugeriram a formação de híbridos de intercalação com espaçamentos basais de 1,85e 1,36 nm, respectivamente. Após interação com etileno sulfeto, os percentuais de carbono foram de 13,86% e 20,24% para BENT1-SH-S e BENT1-NH2-S, respectivamente, comprovando a imobilização sugerida. Medidas de ângulo de contato indicaram a formação de materiais hidrofóbicos com ângulos em torno de 100º. Os sólidos silanizados foram saturados com íons de cobre (II) e aplicados como agentes antimicrobianos frente a bactéria Staphylococcus aureus cujos valores de concentração inibitória foram de 50 mg/mLe 25 mg/mL para os materiais silanizados com mercaptopropil e aminopropiltrimetoxissilano, respectivamente e para a bentonita saturada com cobre de 50 mg/mL.A bentonita BENT2 interagiu com etileno sulfeto em duas etapas consecutivas de reação originando material exfoliado após a segunda reação. As diversas reações propostas originaram materiais híbridos da bentonita e demonstraram aplicações multifuncionais como adsorventes e materiais antimicrobianos.
  • ALBERT JORGIVAN FILHO WESLEY HESS DE SOUSA SILVA
  • Estudo Teórico da Fotoquímica do 1-cloro-1-flúor-metano (HCFC-31)
  • Data: 19 de Junho de 2019 às 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Alguns dos compostos que estão diretamente ligados aos problemas de consumo do ozônio atmosférico e aquecimento global são os hidro-cloro-fluorocarbonetos (HCFCs), espécies constituídas por hidrogênio, carbono, flúor e cloro. O radical cloro (Cl•) proveniente de reações fotoquímicas dos HCFCs é um dos principais causadores da redução do O3. Este trabalho consiste de um estudo teórico da fotoquímica do 1-cloro-1-flúor-metano, H2CFCl (HCFC-31), utilizando métodos altamente correlacionados, como o multiconfiguracional MCSCF, e os multireferências MR-CISD e MR- CISD+Q. Para encontrar um espaço ativo adequado da molécula, H2CFCl, inicialmente foi descrito o espaço ativo de seu fragmento H2CF• através da comparação com a literatura baseando-se nas energias de excitação vertical e dos estados de Valência e de Rydberg. Após a obtenção do conjunto adequado de orbitais ativos (CAS (10,7)) do H2CFCl, realizaram-se estudos com os métodos acima citados e com as bases d-aug-cc-pVDZ (C) e aug-cc-pVDZ (H, F, Cl) dos estados, transições eletrônicas e das curvas de energia potencial. O estado iônico (EI), correspondente ao par H2CF+ (1A') / Cl- (1S), foi mapeado. A formação deste estado é favorecida em relação aos outros estados que levam a liberação do cloro radicalar por apresentar uma ligação de hidrogênio intramolecular H···Cl.
  • PRISCILA SANTOS VIEIRA DE LIMA
  • SÍNTESE, CARACTERIZAÇÃO, ESTUDO TOPOLÓGICO E ENERGÉTICO E AVALIAÇÃO ANTIMICROBIANA DE 2-OXOETILTEREFTALATOS SIMÉTRICOS E NÃO SIMÉTRICOS A PARTIR DE GARRAFAS PET PÓS-CONSUMO
  • Data: 17 de Junho de 2019 às 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho, descreve a síntese e caracterização de quatorze produtos finais derivados do tereftalato de potássio (proveniente da síntese reversa do PET), o qual foram subdivididos em duas séries de compostos: simétricos (dez produtos finais) e não simétricos (quatro produtos finais), obtidos em cinco etapas: (i) preparação de tereftalato de potássio (2) a partir da reação de despolimerização de garrafas de tereftalato de polietileno (PET) pós-consumo (1) a 90% yied; (ii) reação de acetilação de aminas aromáticas com cloreto de cloroacetila a 76-95% de rendimento; (iii) reação de esterificação do cloroacetila a 89-93% de rendimento e (iv) reação de alquilação tereftalato de metila (5) com 2-cloro-N-arilacetamidas (6a-j) a 30-98% de rendimento; e (v) alquilação de tereftalato de potássio reciclado (2) com 2-cloroacetatos (7a-d) a 66-78% de rendimento. Os compostos intermediários e os finais foram caracterizados por técnicas espectroscópicas de IV, RMN 1H e 13C (uni e bidimensionais), realizou-se ainda o estudo topológico e energético, das estruturas que foi possível se obter o monocristal, analisados por difração de raios x. Por fim, as amostras foram enviadas para avaliação antibacteriana e antifúngica.
  • EMERSON GONCALVES MOREIRA
  • Efeito do Solvente em Propriedades Eletrônicas de Compostos Mesoiônicos usando o Método QM/MM Sequencial
  • Data: 14 de Junho de 2019 às 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Os compostos mesoiônicos apresentam uma estrutura química bastante curiosa e exibem uma gama de aplicações em diversos campos. Existem diversos estudos teóricos e experimentais com os mesoiônicos, entretanto, existe uma escassez de trabalhos a respeito das suas propriedades em meio solvente. Neste trabalho, investigou-se o efeito do solvente através dos modelos contínuos e discretos de solvatação em dois tipos de anéis: 1,3,4-tiazólio-2-tiona (NNCS) e 2,3-tetrazólio-5-tiona (NNNNS). O método discreto foi empregado de forma interativa utilizando o método sequencial Mecânica Quântica/ Mêcanica Molecular (S-QM/MM) para obter o efeito da polarização das moléculas em meio solvente. A Teoria do Funcional da Densidade (DFT) e a DFT Dependente do Tempo (TD-DFT) foram utilizados nos cálculos de otimização de geometria e propriedades eletrônicas dos monômeros e dímeros de mesoiônicos. Os resultados mostraram que o efeito do solvente não produziu mudanças expressivas nos comprimentos de ligação e ângulo para os dois anéis investigado. A formação de complexos de mesoiônicos é favorecido em orientações antiparalelas e na presença de grupos aromáticos, possibilitando interações entre os dipolos dos mesoiônicos. A avaliação dos espectros de absorção revelou a presença de duas bandas principais n-π* e π-π*, a inclusão do efeito do solvente acarreta em deslocamentos solvatocrômicos para regiões de maior energia (blueshift), os valores para as transições eletrônicas estão em concordância com os resultados encontrados na literatura.
  • LUIS HUMBERTO DE OLIVEIRA
  • Montmorillonitas/RNA e argilominerais organofuncionalizados com derivados de metacrilato e glixidoxi como adsorventes para fármacos
  • Orientador : MARIA GARDENNIA DA FONSECA
  • Data: 14 de Junho de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os argilominerais são materiais com capacidade de interagir e adsorver diversas moléculas orgânicas, além de serem passiveis a modificações, alterando suas propriedades e melhorando sua capacidade adsortiva. No presente trabalho argilominerais como montmorillonita foi aplicada como suporte na adsorção de RNA e vermiculitas ativadas com ácido e bentonita sódica foram organofuncionalizadas como o silano 3-(trimetoxisilil)propilmetacrilato e etilenodiamina. No primeiro estudo, os híbridos obtidos da interação de montmorillonitas monoiônicas com RNA foram obtidos em diferentes pHs e a reação seguida por difratometria de raios X (DRX), termogravimetria (TG/DTG) e espectroscopia de absorção da região do infravermelho (IV). Os resultados de DRX sugerem a dependência do pH da reação para a intercalação da molécula de RNA na região interlamelar dos argilominerais. Estudos por termogravimetria e espectroscopia na região do infravermelho indicaram a efetividade da interação. No segundo trabalho, materiais organofílicos foram preparados utilizando vermiculitas ativadas com ácido nítrico e bentonita sódica. As modificações foram acompanhadas por difração de raios X, espectroscopia de absorção da região do infravermelho e análise elementar de CHN. A partir dos espectros de difração, observou que ambas as vermiculitas ativadas com ácido mostraram diminuição na cristalinidade em relação a vermiculita bruta e que os sólidos organofuncionalizados mostraram perfis de difração semelhantes, não havendo mudança significativa no valor da distância interlamelar sugerindo que a reação com as moléculas orgânicas ocorreu na superfície externa ou de borda. Os resultados de infravermelho indicam a efetivação da reação com o surgimento de bandas associadas aos grupos presentes nas moléculas orgânicas, sendo também possível observar diminuição da banda referente a ligação C=O após a reação com etilenodiamina, associado a reação de aminólise. Esses resultados foram confirmados pela análise elementar de CHN.
  • VANESSA BEZERRA VILELA
  • Síntese e caracterização de estanatos de cálcio dopados aplicados em processos oxidativos avançados
  • Data: 12 de Junho de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O estanato de cálcio (CaSnO3) é uma perovskita do tipo ortorrômbica que por ser um material semicondutor apresenta diversas aplicações tecnológicas, destacando o seu uso como catalisadores em processos redox. Neste trabalho, foram sintetizados o CaSnO3 puro e dopado com Fe3+, Cu2+, Co2+ e Pd2+ pelo método Pechini-modificado e tiveram suas atividades catalíticas avaliadas pela reação modelo de fotodegradação do corante têxtil remazol amarelo ouro – RNL. A participação das espécies reativas nesta reação foi determinada, pela utilização de agentes supressores, de modo a elucidar o mecanismo reacional que cada um dos fotocatalisadores assumem. Os materiais sintetizados foram caracterizados por análise termogravimétrica (TG/DTA), difração de raios-X (DRX), espectroscopia de absorção na região do ultravioleta e do visível (UV-Vis), espectroscopia vibracional na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, análise da área superficial (SBET), microscopia eletrônica de varredura (MEV) e foto-hidroxilação do ácido tereftálico. Os resultados de DRX mostraram uma mudança na ordem a longo das amostras dopadas ocasionadas pela introdução dos cátions dopantes na rede cristalina. Os espectros do Raman e do IV corroboram com os resultados de DRX, além de identificarem a presença de fase secundária (CaCO3), a qual não pode ser identificada pela análise de DRX. As amostras que apresentaram maior atividade catalítica foram CaSnO3, CaSn0,9Cu0,1O3 e CaSn0,99Pd0,01O3, alcançando degradação total do RNL. Estas mesmas amostras apresentaram valores próximos de band gap. O uso de supressores nos testes fotocatalíticos indicou que apenas o CaSn0,9Fe0,1O3 apresentou a contribuição de ambos portadores de carga, e- e h+ fotogerados, na geração do radical hidroxila. Enquanto que para as demais amostras, a formação do radical hidroxila se dá apenas pela participação do h+ fotogerados.
  • GRAYCYELLE RODRIGUES DA SILVA CAVALCANTI
  • Pigmentos híbridos inorgânicos/orgânicos baseados em argilominerais a partir de diferentes rotas de síntese para uso em formulações de tinta a óleo
  • Orientador : MARIA GARDENNIA DA FONSECA
  • Data: 11 de Junho de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A utilização de pigmentos naturais pela humanidade tem sido relatada desde a antiguidade em diversas aplicações tais como: em tintas, cosméticos, tingimento de tecidos e para coloração de alimentos. Dentre estes pigmentos podemos destacar o ácido carminico (CA) que trata-se de um corante vermelho derivado da cochinilha que apresenta usos diversos. No entanto, estudos mostram que quando utilizado em sua forma pura, o CA apresenta vulnerabilidade a luz e a temperatura. Assim o desenvolvimento de pigmentos híbridos tem sido apontado como uma alternativa para solucionar tais inconvenientes. A síntese destes pigmentos propõe unir a versatilidade e estabilidade das matrizes inorgânicas com as propriedades de fotocromia dos corantes orgânicos conferindo uma maior proteção aos pigmentos formados. Diante do exposto o presente trabalho buscou sintetizar pigmentos tendo como base o ácido carminico e argilominerais sintéticos, onde três sistemas diferentes foram propostos; o primeiro via adsorção do corante sob a saponita; o segundo a partir da modificação da saponita por meio do processo de pilarização com alumínio e posterior adsorção do ácido cárminico e o último a formação de pigmentos por meio de co-precipitação in situ de hidrogeis com composição química referente aos argilominerais saponita e montmorillonita seguido de posterior revestimento com organossilanos (TEOS/HDTMS). Onde os sólidos gerados foram caracterizados e submetidos ao teste de fotodegradação à luz ao longo do tempo. Os resultados obtidos mostraram que a saponita pilarizada apresentou maior estabilidade a luz quando comparada com a saponita pura, sendo tal fato atribuído a formação de uma ligação forte entre os pilares de alumino e o corante. No que diz respeito aos pigmentos oriundos dos hidrogeis, estes apresentaram maior fotoestabilidade que as demais amostras, porém observou-se dessorção quando em solução, o recobrimento posterior realizado com TEOS/HDTMS permitiu obter materiais hidrofóbicos evitando assim a dessorção dos pigmentos e conferiu uma película protetora aos híbridos o que ocasionou em uma maior estabilidade quando submetido a luz. Os ensaios realizados demonstraram que foi possível gerar pigmentos com propriedades fotocrômicas diferentes do corante de partida e com possível aplicação em formulações de tinta a óleo.
  • DENISE DE BRITO FRANÇA
  • Bentonitas e magadeítas organofílicas obtidas por micro-ondas aplicadas como adsorventes para fármacos
  • Orientador : MARIA GARDENNIA DA FONSECA
  • Data: 05 de Junho de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A montmorillonita é um fillosilicato expansível encontrado na natureza como um dos principais constituintes das bentonitas, e pode interagir com diversas espécies orgânicas através de reações de intercalação. Neste trabalho, uma rota de modificação assistida por micro-ondas foi utilizada para obtenção de materiais funcionais resultantes das reações entre uma bentonita sódica (BentNa) e os surfactantes catiônicos 1-dodecilpiridínio (C12pyCl) e hexadecilpiridínio (C16pyCl) em proporções equivalentes a 100 e 200% da capacidade de troca catiônica; e entre bentonitas trocadas e a quitosana, na qual a influência do íon interlamelar (Na+, Mg2+, Ca2+, Sr2+ ou Ba2+) na formação do bionanocompósito foi investigada. A incorporação dos surfactantes na bentonita foi verificada através das técnicas de análise elementar de CHN, termogravimetria (TG) e espectroscopia de infravermelho (FTIR). A partir dos resultados de difratometria de raios X (DRX) a intercalação e o arranjo interlamelar dos surfactantes nas organobentonitas foram propostos com base nas distâncias basais observadas (1,54-2,13 nm) que variaram com a concentração inicial e tamanho dos cátions alquilpiridínicos. As organobentonitas foram utilizadas como adsorventes para o diclofenaco de sódio em solução, e os resultados sugeriram que interações de natureza eletrostática e não eletrostáticas contribuem para o mecanismo de adsorção. Em relação aos sistemas híbridos resultantes da interação entre as bentonitas trocadas e a quitosana os resultados preliminares de TG, FTIR e DRX mostraram que o biopolímero foi incorporado em todos os sólidos, porém o arranjo interlamelar foi afetado pela natureza do cátion trocável.
  • DÉBORA LUÍSA ROSENDO TOMÉ DE MIRANDA
  • Catalisadores anfifílicos de nióbio suportados em vermiculita aplicados a reação de cetalização e esterificação.
  • Data: 08 de Maio de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Diante da necessidade de buscar alternativas renováveis como fontes combustíveis, mediante o esgotamento das reservas naturais não renováveis como o petróleo, diversos grupos de pesquisa se dedicam a busca de melhorias no processo de produção do biodiesel, que pode ser obtido pela transesterificação de triglicerídeos ou pela esterificação de ácidos graxos, porém quando o biodiesel é produzido através da reação de transesterificação ele produz um subproduto que corresponde a 10% do total produzido, o glicerol, e devido ao aumento na produção de biodiesel, majoritariamente pelas reações transesterificadas, o acúmulo do glicerol incentiva estudos para seu bom aproveitamento. A síntese de compósitos utilizando argilas naturais como suporte, vem sendo estudada na literatura, uma vez que as argilas são materiais abundantes e de baixo custo. Elas podem ser empregadas como suporte para óxidos metálicos, aumentando a quantidade de sítios ativos disponíveis na superfície, podendo ser aplicadas para os mais variados fins como catálise, reações de oxidação, fotocatálise, entre outros. Outro material que está em evidência na literatura são os compostos de nióbio, em especial os óxidos, por apresentarem excelentes propriedades catalíticas e oxidativas. Neste cenário, o trabalho teve como objetivo sintetizar compósitos de oxihidróxido de nióbio, vermiculita e surfactante, e avaliar sua eficácia tanto na síntese do biodiesel, através da reação de esterificação quanto na cetalização do glicerol, nos dois casos seria reduzido a quantidade de glicerol que hoje é incinerado por falta de utilização. Os compósitos foram preparados através do método de precipitação-deposição. Em seguida, foi caracterizado por Difratograma de Raio-X (DRX), Espectroscopia de absorção do Infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), Espectroscopia Raman, Análise Termogravimétrica (TG), Espectroscopia no UV-Visível, Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) e Potencial de Carga Zero (PCZ). Os testes de esterificação do ácido oleico indicaram a formação esperada do oleato de metila, confirmadas através de FTIR e quantificadas por Análise Titulométrica, apresentando para os catalisadores VorgNb e VNbCTAB_2, os melhores resultados, com percentuais de conversão de 82,64% e 97,32% respectivamente. Já os testes de cetalização do glicerol indicaram a formação esperada do solketal, obtidos isoladamente, confirmados por CCD (Cromatografia de Camada Delgada) e FTIR, para os catalisadores VorgNb e VNbCTAB_2, como um rendimento real da reação de 92,54% e 86,13% respectivamente.
  • EMMELY OLIVEIRA DA TRINDADE
  • Síntese, caracterização e avaliação da potencialidade biológica de novos diésteres derivados da piperina extraída da pimenta-do-reino (Piper nigrum L.).
  • Orientador : PETRONIO FILGUEIRAS DE ATHAYDE FILHO
  • Data: 02 de Maio de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A pimenta-do-reino (Piper nigrum L.) é a especiaria mais consumida no mundo, sendo um fruto de grande importância econômica, ecológica e farmacêutica. Suas sementes são utilizadas há séculos como condimento no preparo de alimentos e na medicina popular, em preparações como pomadas e cremes para o tratamento de diversas doenças, dada suas ações terapêuticas sobre o organismo. Os efeitos fisiológicos benéficos da pimenta-do-reino são atribuídos ao seu principal princípio ativo, a piperina, um alcalóide natural extremamente versátil, que pode ser extraído com rendimentos de 3-7% a partir dos frutos de diversas especiés do gênero Piper. A piperina possui um amplo espectro de atividades biológicas e vem desempenhando um importante papel na síntese de novos compostos bioativos. O objetivo dessa pesquisa foi a utilização de produtos naturais abundantes e acessíveis, neste caso a piperina extraída da pimenta-do-reino, como precursor na síntese de novas moléculas derivadas, a fim de avaliar a potencialidade antimicrobiana e antitumoral destes compostos. Inicialmente, foram sintetizados como precursores duas séries de cloro-ésteres substituídos e o sal do ácido pipérico, os quais foram submetidos a reação de substituição nucléofilica bimolecular (SN2) dando origem a 30 novos diésteres derivados da piperina. Os compostos finais apresentaram rendimentos entre 50 e 84% e foram caracterizados por técnicas de IV, RMN de 1H e 13C. Na avaliação antimicrobiana foram utilizadas cepas de bactérias (Staphylococcus aureus e Pseudomonas aeruginosas), fungos leveduriformes (Candida albicans e Candida tropicalis) e fungos filamentosos (Aspergillus fumigatus, Aspergillus flavus e Aspergillus niger). O resultado da avaliação dos compostos finais mostrou que a substância DE-06 apresentou ação antimicrobiana mais abrangente, conseguindo inibir várias cepas com uma CIM considerada ótima. Boa parte de todas as substâncias se mostrou eficaz contra os fungos leveduriformes, e apenas uma pequena parcela dessas substâncias foi eficaz também contra os fungos filamentosos. Contudo, nenhum dos produtos finais teve atividade antibacteriana. O composto DE-07 foi submetido a ensaios de toxicidade não clínica aguda, e a dose letal (DL50) foi estimada em 1000mg/kg, sendo considerado um composto de baixa toxicidade aguda. O resultado da avaliação do efeito antitumoral in vivo do composto DE-07, em modelo de carcinoma ascítico de Ehrlich (CAE), mostrou uma redução significativa da massa tumoral e dos parâmetros de viabilidade e total celular; tais resultados permitem inferir que o composto no modelo experimental avaliado apresenta significativa atividade antitumoral in vivo.
  • NATHÁLIA KELLYNE SILVA MARINHO FALCÃO
  • Aplicações de catalisadores magnéticos em estudos metodológicos de reações orgânicas
  • Orientador : JULIANA ALVES VALE
  • Data: 22 de Fevereiro de 2019 às 13:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho são descritos os estudos de síntese e caracterização de oito materiais à base de nanopartículas magnéticas revestidas com sílica (estrutura core@shell) resultando em duas classes de catalisadores. A primeira classe, compreende a amino-funcionalização dessas nanopartículas magnéticas com o grupo 3-aminopropriltrimetoxissilano, ligado a este grupo tem-se o EDTA que irá complexar os íons dos metais de transição (Mn, Cr, Co e Cu) e dos terra raras (Tb e Eu). A segunda classe, envolve a funcionalização dos materiais magnéticos com o grupo 3-cloropropiltrimetoxisilano ligado covalentemente à molécula orgânica DABCO e à molécula orgânica HMTA. Estes materiais foram empregados em reações de condensação de Knoevenagel, de Morita-Bayli-Hillman e na oxidação do álcool benzílico. Na reação de condensação de Knoevenagel, os catalisadores com sítios ácidos foram mais eficientes, apresentando bons rendimentos e tempos reacionais (50-120 min). Já as nanopartículas com sítios básicos foram exploradas na reação de Morita-Bayli-Hillman, sendo evidenciado nos resultados preliminares, através da análise por CG-FID, a formação do produto esperado. Por fim, na oxidação do álcool benzílico, a nanopartícula magnética Fe3O4@SiO2-1N-EDTA-Mn2+mostrou-se eficiente e seletiva, levando formação majoritária do benzaldeído. Em linhas gerais, as nanopartículas magnéticas sintetizadas apresentaram boa atividade catalítica, sendo facilmente recuperadas por separação magnética, para posterior aplicação em reações subsequentes.
  • JOSE FERREIRA SARMENTO NETO
  • Complexos de Mn(III) e Zn(II) de porfirinas de baixa simetria do tipo A3B (A = 2-N-metilpirídinio; B = éteres de vanilina) como agentes terapêuticos redox ativos e fotossensibilizadores.
  • Orientador : JULIO SANTOS REBOUCAS
  • Data: 22 de Fevereiro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As espécies reativas de oxigênio (ERO) e nitrogênio (ERN) constituem papeis intimamente relacionados a processos fisiológicos de defesa/sinalização e estados fisiopatológicos associados ao estresse oxidativo. Os níveis fisiológicos de ERO/ERN são controlados in vivo pelas enzimas Superóxido Dismutases (SOD). Mn-porfirinas pentacatiônicas derivadas das 2-N-alquilpiridilporfirinas têm se destacado como potentes agentes terapêuticos redox ativos. A eficiência in vivo destes compostos está relacionada à atividade catalítica intrínseca, à lipofilicidade, à biodisponibilidade e à toxicidade. Zn-porfirinas catiônicas da mesma classe tem se destacado junto a outros potentes fotossensibilizadores em terapia e inativação fotodinâmicas (PDT e PDI). No presente estudo, descreve-se a síntese de porfirinas neutras de baixa simetria do tipo A3B (A = 2-piridil, B = éteres de vanilina) e devivatização desses compostos através da metilação dos grupos 2-piridila para obtenção de porfirinas tricatiônicas e a preparação das Mn(III) e Zn(II) porfirinas correspondentes; ao todo são descritas 8 porfirinas bases-livres inéditas de fórmula geral: 5-(3-metoxi-4-R-oxifenil)-10,15,20-tris(2-piridil)porfirina (H2RVanTri-2-PyP; onde R = H, Me, n-Prop, n-But, i-but, n-hex, n-Non, ECy, EAdm). Como resultados preliminares, as porfirinas tricatiônicas cloreto de 5-(3-metoxi-4-hidroxifenil)-10,15,20-tris(N-metilpiridinio-2-il)porfirina (H2VanTriM-2-PyPCl3) e cloreto de 5-(3,4-dimetoxifenil)-10,15,20-tris(N-metilpiridinio-2-il)porfirina (H2MVanTriM-2-PyPCl3), bem como seus respectivos complexos de Mn(III) cloreto de 5-(3-metoxi-4-hidroxifenil)-10,15,20-tris(N-metilpiridinio-2-il)porfirinatomanganês(III) (MnVanTriM-2-PyPCl4) e cloreto de 5-(3,4-dimetoxifenil)-10,15,20-tris(N-metilpiridinio-2-il)porfirinatomanganês(III) (MnMVanTriM-2-PyPCl4) e os complexos de Zn(II) ZnVanTriM-2-PyPCl3 e ZnMVanTriM-2-PyPCl3 foram obtidos de maneira adaptada da literatura. As propriedades espectroscópicas e de lipofilia de todos os compostos foram comparadas com os derivados das 2-N-piridilporfirinas análogas do tipo A4. Os complexos tetracatiônicos MnVanTriM-2-PyP4+ e MnMVanTriM-2-PyP4+ apresentaram atividades aceitáveis para o desenvolvimento de mímicos SOD com base nas relações estrutura-atividade reportadas para sistemas correlatos suas lipofilias da MnVanTriM-2-PyP4+ e da MnMVanTriM-2-PyP4+ sugerem que eles têm biodisponibilidade promissora para testes de atividade SOD in vivo.
  • ANABEL SANTOS LOURENCO
  • Ftalocianinas metálicas como mediadores de elétrons para determinação voltamétrica de ácido tartárico e histamina em amostras de vinhos
  • Orientador : MARIO CESAR UGULINO DE ARAUJO
  • Data: 20 de Fevereiro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A necessidade de estudar e quantificar constituintes presentes em matrizes importantes justifica o desenvolvimento de métodos analíticos e o uso de eletrodos quimicamente modificados com mediadores redox. A utilização desses sensores viabiliza estudos com espécies de grande impacto, industrial, ambiental e para a saúde humana. Nesse contexto, o uso de ftalocianinas metálicas e os nanotubos de carbono de paredes múltiplas funcionalizados (FMWCNT), como mediadores de elétrons, tem sido empregado em eletroanálise uma vez que apresentam características eletroquímicas favoráveis ao método de modificação e possuem propriedades que facilitam a transferência de elétrons, tais com alta área superficial e a ocorrência de processos redox com pequenos gastos de energia. O presente trabalho propõe o desenvolvimento de métodos voltamétricos utilizando eletrodos de pasta de carbono (CPE) modificados com ftalocianinas metálicas e FMWCNT. O primeiro estudo consistiu no desenvolvimento de um sensor modificado com ftalocianina de cobalto II (CoPC) associado a calibração multivias para determinação de ácido tartárico (TA) em amostras vinhos na presença de outros ácidos orgânicos. O TA é um ácido orgânico de baixo peso molecular e possui muitas aplicações na indústria farmacêutica, alimentícia e de bebidas, agindo como acidulante, antioxidante e intensificador de sabor. Encontra-se presente no vinho em altas concentrações, e sua quantificação é de extrema importância, por este ácido influenciar nas propriedades organolépticas, estabilidade e características microbiológicas desta bebida. A partir das investigações utilizando diferentes ftalocianinas foi possível comprovar que apenas a CoPC é capaz de catalisar a reação de oxidação eletrocatalítica do TA, devido a presença do cobalto presente neste complexo. O potencial de resposta e a sensibilidade variam com a mudança de pH do meio, apresentando maior sensibilidade em tampão acetato (pH = 4,5) com faixa linear de resposta de 10 – 100 µmol L-1 (r = 0,9991) e recuperações na faixa de 96,41 a 102,43%. Outros importantes constituintes presente nos vinhos são as aminas biogênicas, cuja presença dessas sustâncias diminui a qualidade dessa bebida, o que justifica o desenvolvimento de métodos analíticos para determinação dessas espécies. A importância da histamina (HTM) frente a outras aminas deve-se ao seu elevado potencial toxicológico para a saúde humana e por esta contribuir para a má qualidade dos alimentos e bebidas que a contém. Portanto, foi desenvolvido um CPE modificado com FMWCNT e ftalocianina de níquel (NiPC) para determinação de HTM em amostras de vinho. Os estudos mostraram que, além da NiPC outras ftalocianinas metálicas eletrocatalisa a reação de oxidação da HTM, entretanto apenas a NiPC contribuiu para a elevada sensibilidade do método proposto. O potencial e a sensibilidade são dependentes do pH, obtendo uma resposta ótima em tampão fosfato, pH = 8,6 com LOD e LOQ de 2,1 e nmol L-1, respectivamente. Os resultados obtidos revelaram a importância do uso das ftalocianinas metálicas como mediares de elétrons para a eletrocatálise de várias espécies químicas com baixos LOD e LOQ em amostras complexas, tais como o vinho.
  • JOÃO MARCOS GOMES DE OLIVEIRA FERREIRA
  • SOLVENTES OTIMIZADORES DA REAÇÃO DE KNOEVENAGEL E SEU USO COMO ETAPA CHAVE EM SÍNTESES SEQUENCIAIS E MULTICOMPONENTES
  • Orientador : JULIANA ALVES VALE
  • Data: 20 de Fevereiro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A Condensação de Knoevenagel é uma reação de fundamental importância sintética, por ser uma possível rota de inserção de uma olefina substituída na estrutura molecular desejada, geralmente os compostos alvo tendem a apresentar potencial atividade biológica. Destarte, pesquisas na otimização desta condensação são constantes e ascendentes. Já se vem estudando e aplicando sistemas sem catalisadores nesta reação, principalmente na formação de seus adutos brutos. Porém, o estudo de sua utilização em reações multicomponente e/ou sequenciadas, que tenham a condensação de Knoevenagel como etapa chave intermediária, ainda pode ser melhor explorada, sendo assim, objeto de estudo deste trabalho; que visa estudar a aplicabilidade e eficácia de solvente otimizador, sem necessidade de catalisadores, tanto para a reação de Knoevenagel como para reações que tenham a condensação de Knoevenagel como etapa chave na sua rota sintética, tais como: cumarinas e reações multicomponentes. Aplicado o sistema binário etanol:água (3:7) na síntese de adutos de Knoevenagel utilizando isatinas, percebeu-se a eficácia da metodologia, corroborada pelos bons tempos (2 minutos a 6 horas) e rendimentos (85 a 96%). Foram sintetizadas três compostos com diferentes metilenos ativos (1a-c), além de 4 adutos (2a-d) provenientes da condensação de Knoevenagel entre isatinas substituídas e malononitrila, como CMA na reação. No tocante à reação sequencial. Foram sintetizadas duas cumarinas, (3a) e (3b), e um cromeno iminocarbonitrilado (4) em tempos entre 45 minutos a 5 horas e 15minutos, com rendimentos satisfatórios (82 a 99%). Na síntese desses compostos utilizando o sistema binário etanol:água (3:7), evidencia-se que a etapa de eliminação, posterior a ciclização, é influente na velocidade da reação; sendo a reação, em que o grupo abandonador seja etanol, mais lenta, devido ao efeito de concentração e a abundância de etanol na mistura binária, que desfavorece tal etapa. Por fim, nas reações de condensação de Knoevenagel sem catalisador, com etilenoglicol como solvente, foi notória a eficácia do solvente e de seu efeito otimizador, aparada por bons tempos (3 a 30 horas) de reação e rendimentos satisfatórios (57 a 94%), na síntese dos adutos (5a-e). Se demonstrou uma alternativa simples, viável e concorrente à altura de sistemas catalíticos mais custosos e complexos.
  • SEVERINO SILVIO DO MONTE FILHO
  • Desenvolvimento de métodos para determinação fluorimétrica automática de Vitanina B2 em multivitamínicos, cervejas e vinhos usando pontos de Carbono obtidos a partir de suco de limão e cebola
  • Data: 12 de Fevereiro de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho apresenta uma abordagem simples, em etapa única e de baixo custo para preparação rápida de pontos de carbono altamente fluorescentes dopados com nitrogênio e enxofre (N,S-PCs), empregando o aquecimento em meio amoniacal, da biomassa proveniente da mistura de limão e cebola, através de forno de micro-ondas doméstico por apenas 6,0 minutos. Para a caracterização dos N,S-PCs, sua estrutura e propriedades ópticas foram investigadas através de técnicas espectroscópicas. Os mesmos, exibiram excelente estabilidade de fluorescência com alto rendimento quântico (23,6%), com partículas de dimensões 4,23–8,22 nm, com diâmetro médio de 6,15 nm, e boa solubilidade em água. Além disso, constatou-se que a fluorescência destes, na presença de riboflavina (RF) em tampão fosfato (pH 6,9), sofre uma atenuação proporcional e linear na faixa de concentração de 0,10 a 3,00 µg mL-1 dessa vitamina. A este fato, atribui-se o fenômeno de transferência de energia de ressonância de fluorescência (do inglês, fluorescence resonance energy transfer – FRET) entre os N,S-PCs (doador) e a RF(aceitador), cuja evidência está na sobreposição entre o espectro de emissão do N,S-PCs e o de absorção da RF. Diante do exposto, utilizou-se tal fenômeno como base para uma nova metodologia para determinação de RF em suplementos multivitamínicos e minerais e posteriormente em bebidas, através de um sistema automático fluxo-batelada. Os limites de detecção e desvio padrão relativo para o método manual e automático foram estimados como sendo 1,0 ng mL–1, < 2,6% e 4,0 ng mL–1 e < 3,3%, respectivamente. O estudo de recuperação mostrou resultados entre 96,0% e 101,4%, para o método manual. As metodologias implementadas não apresentaram diferenças estatisticamente significativas em comparação com os métodos de referência, ao se aplicar o teste t pareado a um nível de confiança de 95%. Desta forma, é demonstrada a viabilidade do novo método proposto, o qual além de simplicidade, apresenta robustez e boas características analíticas quando comparado com outros estudos na literatura, sugerindo que é uma alternativa potencialmente útil para a determinação da Riboflavina e automação em sistemas fluxo-batelada.
  • WALLIS CAVALCANTE DO NASCIMENTO
  • PONTOS QUÂNTICOS DE CARBONO APLICADOS À DETERMINAÇÃO FLUORIMÉTRICA DE ÁCIDO ASCÓRBICO EM MEDICAMENTOS
  • Data: 08 de Fevereiro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho apresenta um novo método fluorimétrico para determinação de ácido ascórbico em medicamentos utilizando pontos quânticos de carbono (PQCs) e um dispositivo portátil Ocean Optics. Os PQCs foram sintetizados utilizando o tratamento de carbonização hidrotérmica em fase única, empregando o suco de cajá-manga como precursor natural e etanolamina como funcionalizante. Esta nanopartícula apresenta alta fluorescência de coloração azul ciano quando exposta a radiação ultravioleta de λexcitação = 350 nm com rendimento quântico de 12,0 %. Desta forma, as propriedades ópticas fluorescentes foram investigadas empregando comprimentos de onda de excitação e emissão em 380 nm e 488 nm, respectivamente. A fluorescência dos NPQCs sofre forte supressão na presença do íon cromo(VI) devido ao feito do filtro interno (IFE). Sob adição de concentrações do agente redutor ácido ascórbico (AA), a fluorescência é recuperada devido a redução do Cr(VI) a Cr(III)/Cr(0) causando eliminação do IFE. O estudo de otimização dos parâmetros foi realizado sob o volume do NPQCs, pH e concentração do íon cromo(VI) na presença ou ausência da nanopartícula onde obteve um limite de detecção e quantificação de 0,153 e 0,463 mg L-1, respectivamente. Sob condições otimizadas, a intensidade da fluorescência apresentou um sinal linear utilizando concentrações crescentes de AA entre 0,5 a 80 mg L-1 com R² =0,998.
  • PEDRO LEMOS DE ALMEIDA JÚNIOR
  • Analisador Robótico Multiparâmetro para Análises Físico-Químicas no Controle de Qualidade de Águas
  • Data: 07 de Fevereiro de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A qualidade da água tem sido cada vez mais objeto de estudo e controle. Isso se deve a uma série de fatores relacionados ao manejo inadequado de resíduos de origem antropogênica e principalmente a sua progressiva escassez. A agência de controle nacional, juntamente com o ministério da saúde, condiciona a distribuição de águas para consumo humano a análise de cerca de 30 parâmetros de qualidade. Esse elevado número de parâmetros necessários no controle de qualidade de água tem criado uma crescente demanda pela concepção de equipamentos que realizem análises de mais de um parâmetro de qualidade, aqui denominados analisadores multiparâmetros. Grande parte dos métodos de referência para análises de parâmetros de qualidade de águas utiliza técnicas clássicas, como titulações e métodos espectrofotométricos com uso de calibração univariada, que apesar das importantes características atribuídas a essas técnicas, como robustez e precisão, demandam considerável quantidade de reagentes e amostras, mão de obra especializada e apreciável tempo de análise. Buscando minimizar esses inconvenientes é notável o esforço no desenvolvimento de métodos que aliem essas técnicas de análise clássicas a sistemas automáticos de análise, buscando reduzir a geração de resíduos, diminuir o tempo de análise e, dessa forma, reduzir o custo total de determinadas análises. O resultado desse esforço é perceptível ao se observar a gama de analisadores multiparâmetro já disponíveis comercialmente e a grande quantidade desses que são relatados na literatura científica. Nesse trabalho busca-se desenvolver um analisador robótico para análises de determinados parâmetros de qualidade de águas. O Analisador foi aplicado em análises de condutividade, pH, alcalinidade, cloretos, dureza, nitrito, fósforo reativo total e ferro total.
  • JÉSSYCA BRENA SOARES RODRIGUES
  • Questões sociocientíficas na elaboração de uma proposta didática discursiva em aulas de química no ensino superior.
  • Data: 06 de Fevereiro de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho trata do uso da atividade didática de casos investigativos que exploram questões sociocientíficas como meio de promover o discurso argumentativo em sala de aula de química no ensino superior. Acreditamos que esse tipo de abordagem está em consonância com os objetivos da alfabetização científica, visando a formação do cidadão voltada à participação democrática. O objetivo do trabalho foi promover um espaço para argumentação, além de contribuir para o desenvolvimento das habilidades de pesquisa, trabalho colaborativo, tomada de decisão e compreensão da natureza da ciência. A pesquisa é orientada pela teoria social crítica, aproximando-se das ideias de Paulo Freire. Foram elaborados dois casos investigativos : “Problema na Abacaxicultura” e “Sangue Artificial”. Os participantes da pesquisa, alunos do segundo período do curso de licenciatura e bacharelado em Química, resolveram os casos de modo colaborativo, em pequenos grupos. Após isso, apresentaram oralmente a solução escolhida pelo grupo. Utilizamos os seguintes instrumentos para coleta dos dados: gravação em vídeo das apresentações orais e discussões, textos dissertativos de cada participante e material expositivo usado pelos grupos nas apresentações. Para análise das produções textuais usamos a metodologia de análise de conteúdo. Percebemos que os alunos avançaram em relação à compreensão de aspectos da natureza da ciências e fundamentaram a decisão, principalmente, de acordo com questões socioeconômicas, ambientais e tendo como referência o conhecimento científico. Já na análise do material em vídeo, procuramos identificar e qualificar os argumentos de acordo com o padrão de Toulmin. Podemos dizer que os participantes apresentaram argumentos formalmente válidos, a maioria simples, outros apresentando até mesmo o elemento de refutação ou mais de uma justificativa, o que para alguns autores é um sinal de um argumento mais complexo. A atividade favoreceu a compreensão de aspectos sociais, ambientais e econômicos que se relacionam à ciência e ao trabalho científico.
  • ALCIDES DA SILVA SIQUEIRA
  • Metodologia analítica para determinação de HPAs leves em solos por extração em fase sólida com membrana de náilon, espectrofluorimetria e calibração de segunda ordem.
  • Data: 05 de Fevereiro de 2019 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos são compostos formados por dois ou mais anéis aromáticos condensados e que constituem um grupo de mais de cem substâncias conhecidas. Dezesseis dessas são monitoradas devido à maior exposição humana, toxicidade e seus possíveis efeitos carcinogênicos e/ou mutagênicos em humanos. Eles são poluentes emergentes formados por combustão incompleta, sendo gerados em grande quantidade e de forma contínua pela atividade humana. Os métodos analíticos utilizados para determinação desses analitos são demorados, com alto consumo de solventes e necessitam de extração e /ou pré-concentração. A extração Soxhlet é recomendada e a etapa de concentração do extrato orgânico é geralmente feita por roto-evaporação ou fluxo de nitrogênio. Nesses procedimentos ocorrem perdas por evaporação das espécies mais voláteis como antraceno e fenantreno. Nesse contexto, a extração em fase sólida com membrana aliada a espectroscopia de fluorescência diretamente na membrana se mostra uma alternativa sensível, rápida e de baixo custo que, associada à calibração de ordem superior, permite quantificar esses compostos em diversas matrizes. Esse conjunto de técnicas possui uma limitação da sua aplicação em sistemas reais: possíveis particulados em suspensão na solução da amostra ficam retidos na membrana após a extração e podem comprometer a detecção de fluorescência por efeito filtro, inviabilizando a aplicação em matrizes mais complexas. Assim, no presente trabalho foi desenvolvida uma metodologia para determinação de antraceno e fenantreno em amostras de águas e de solo utilizando a extração em fase sólida em membrana de náilon, espectroscopia de fluorescência direto na membrana e calibração de 2ª ordem (PARAFAC). A estratégia utilizada para evitar a interferência de particulados retidos na filtração foi realizar a detecção na face oposta à filtração. Os resultados obtidos mostraram que o método proposto permite identificar fenantreno e antraceno, e quantificar o fenantreno de forma simples, rápida e eficaz em amostras de solos e água de torneira contendo os dois isômeros.
  • MAÍSA CAVALCANTI COELHO
  • Triagem virtual e síntese de dímeros de lapachol e isatina com potencial atividade antitumoral.
  • Data: 05 de Fevereiro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Uma das doenças com impacto considerável na humanidade é o câncer, que provavelmente atingirá 18,1 milhões de pessoas no mundo em 2018. As células tumorais apresentam características que as tornam danosas ao organismo, mas diferenças bioquímicas sutis com as saudáveis. Isso faz com que os tratamentos antitumorais em geral atinjam ambas, provocando efeitos colaterais redutores da qualidade de vida do paciente. Por estas razões, faz-se imperioso a busca por novos compostos antitumorais, com alvos específicos e cujo risco-benefício seja o menor possível. Nesta investigação, uma estratégia da química medicinal promissora é a hibridização molecular, em que duas entidades farmacológicas são reunidas em uma única molécula, podendo trazer grandes benefícios à sua bioatividade e toxicidade. Aliado à esta estratégia, as ferramentas da química computacional, como o docking molecular, se bem utilizadas, podem otimizar este processo. No docking molecular, é calculada a afinidade de um ligante em uma macromolécula, prevendo a tendência de atracamento dele neste alvo. O presente estudo objetivou a avaliação in silico de uma biblioteca de híbridos e seus intermediários com estruturas baseadas na isatina e no lapachol, moléculas que apresentam atividade antitumoral. Outro objetivo foi sintetizar os compostos mais promissores, com a perspectiva de futuros estudos in vitro. Na metodologia, a NQO1 (cód. 5EAI) foi escolhida como proteína alvo, por ser altamente expressa em células tumorais. O AutoDock4 foi utilizado no estudo de docking molecular. Para a síntese, foram escolhidos os dímeros de lapachol 31a-31c e 33a-33c e os heterodímeros lapachol-isatina 35a-35c, além dos dímeros de isatina 23a-23c e 26g-26i. O lapachol foi extraído por Soxhlet e extração ácido-básica. Os intermediários foram sintetizados de acordo com protocolos da literatura, mas também foi testado o uso de micro-ondas. No estudo de docking, a validação do sistema foi feita pelo redocking, com RMSD = 0,51. Em geral, os dímeros testados apresentaram ótimo potencial antitumoral frente à NQO1, com energias de ligação (EL) próximas à do dicumarol e de E6A, sendo 31a-31c e 35a-35c os mais promissores. A síntese destes compostos não levou aos produtos finais, apenas aos intermediários. Em contrapartida, 23a-23c e 26g-26i foram sintetizados com sucesso, assim como os intermediários potencialmente ativos 32a-32c. A perspectiva é que estes produtos sejam enviados para testes in vitro de atividade antitumoral, a fim de confirmar seu potencial e relacionar os dados obtidos in silico e in vitro.
  • JULYS PABLO ATAYDE FERNANDES
  • UM ESPECTROFOTÔMETRO DE EMISSÃO EM CHAMA PORTÁTIL EMPREGANDO NEBULIZAÇÃO DE REDE ATIVA E DETECÇÃO POR IMAGENS DIGITAIS
  • Data: 04 de Fevereiro de 2019 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento de instrumentos analíticos portáteis continua atraindo interesse no meio científico. Apesar dos avanços na área, construir versões inteiramente portáteis dos instrumentos de emissão atômica ainda constitui um desafio devido principalmente às dificuldades de planejar um sistema de nebulização-atomização adequado. Nesse contexto, propõe-se o desenvolvimento de um espectrofotômetro de emissão em chama portátil com nebulização ultrassônica e detecção por imagens digitais. As partes de sustentação do sistema de nebulização-atomização e da óptica do instrumento foram construídos com material de baixo custo, como madeira e material polimérico para impressão 3D. O sistema de nebulização-atomização dispensa o uso de um dessolvatador e requer volumes tão baixos quanto 5 μL de amostra por análise. Um maçarico portátil foi adaptado como queimador, e a chama oxidante produzida por ele se mostrou estável para as medidas de emissão atômica com autonomia de até 9,4 h em uso contínuo. O espectrofotômetro usa a câmera de um dispositivo Android como detector, porém um espectrômetro comercial também pode ser empregado para fins de comparação de resultados. Aplicou-se o instrumento na determinação de Li+ em comprimidos antidepressivos na determinação de Na+ em uma amostra certificada de água doce, obtendo-se valores de precisão e exatidão aceitáveis em ambos os casos.
  • GIRLYANDERSON ARAUJO DA SILVA
  • Síntese assistida por micro-ondas de novas bases de Schiff derivadas da Isatina e Benzidrazida, com potencial atividade antineoplásica e anti-inflamatória
  • Data: 04 de Fevereiro de 2019 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As bases de Schiff derivadas da isatina e da benzidrazida, têm chamado bastante atenção dos pesquisadores da área de química medicinal devido ao seu amplo perfil de atividades farmacológicas, como anticâncer, antimicrobiana e antiviral. Estudos recentes demonstraram uma potencial seletividade na inibição da COX 2, enzima responsável por sintomas inflamatórios. Além disso, estão presentes em importantes processos biológicos. Este trabalho foi realizado com o objetivo de sintetizar novos compostos derivados da isatina e benzidrazida com potencial atividade biológica, usando o micro-ondas. Foram sintetizados 11 intermediários derivados da isatina, usando reações de nitração, halogenação e alquilação com rendimentos que variaram de 69-92%. Em seguida, foram sintetizadas 12 bases de Schiff, sendo 6 inéditas, usando irradiação de micro-ondas como fonte de aquecimento. A metodologia empregada demonstrou-se simples, rápida e eficaz para obtenção dos produtos, apresentando bons rendimentos que variaram entre 60% a 90% e em tempos reacionais de 30-60 minutos. Todos os produtos foram caracterizados via espectroscopia de infravermelho (IV) e Ressonância magnética RMN 1H e 13C. Estudos preliminares de docking molecular sugerem que os compostos 3d e 6d possuem boas interações com os sítios da COX-1 e COX-2, apresentando potencial ação anti-inflamatória.
2018
Descrição
  • ISRAEL FERREIRA DA COSTA
  • Desenvolvimento de novos complexos de íons Al(III) e Ga(III) contendo ligantes beta-dicetonatos utilizados como camada emissora em OLEDs: Estudo Experimental e Teórico.
  • Orientador : ERCULES EPAMINONDAS DE SOUSA TEOTONIO
  • Data: 14 de Dezembro de 2018 às 07:00
  • Mostrar Resumo
  • A tese reporta a síntese, caracterização e o estudos das diferentes propriedades fotoluminescentes e eletroluminescentes de compostos de íons Al3+ e Ga3+ contendo ligantes β-dicetonatos cíclicos da classe 2-acil-1,3-indandionatos. Os complexos com os íons Al3+ e Ga3+ foram sintetizados pela reação direta entre os sais (cloretos ou nitratos) destes íons com os ligantes indandionatos. Todos os ligantes e complexos foram caracterizados por análise elementar (CHN), Espectroscopia na região do infravermelho (FTIR), Análise Termogravimétricas (TGA), RMN de 1H e 13C, e Voltametria Cíclica. As propriedades luminescentes dos compostos de Al3+ e Ga3+ com os ligantes 2-acil-1,3- indandionatos (acind) nas formas de pó e filmes finos foram investigadas a partir dos dados espectrais de absorção na região UV-vis e os espectros de emissão registrados à temperatura ambiente (300K) e de nitrogênio líquido (77K). Os dados demonstraram que estes complexos exibem propriedades luminescentes similares àquelas para o complexo Alq3 (tris-hidroxiquinolinato de alumínio), o qual é largamente utilizado em dispositivos eletroluminescentes como camada emissora e injetora de elétrons. No entanto, as propriedades eletrônicas destes compostos são significativamente diferentes daquelas para este complexo de referência. Neste contexto, no presente trabalho foi desenvolvido novos dispositivos eletroluminescentes com diferentes arquitetura em que os complexos [Al(acind)3 ] foram empregados como camadas emissoras e injetora de elétrons em dispositivos do tipo OLED. Os foram fabricados pelo método de deposição por evaporação térmica em duas configurações diferentes: ITO/β − NPB/[Al(acind)3]/LiF/Al (1) e ITO/β −NPB/spiro−2CBP/[Al(acind)3]/Al (2). O dispositivo bicamada apresentou luminescência vermelha-alaranjada devido à eletrofosforescência, enquanto que o tricamada apresentou emissão verde intensa com alta eficiência devido à eletrofluorescência dos complexos. As diferenças observadas foram correlacionadas com as estruturas de níveis de energia e propriedades elétricas dos compostos. Os dispositivos apresentando essas configurações foram investigados com base nos gráficos da tensão aplicada (V) contra a densidade de corrente (mA·min−2) e luminosidade (cd·m−2 ). As cores emitidas pelos compostos no estado sólido e seus dispositivos foram determinadas através das coordenadas (x,y) do diagrama de cores CIE. Os resultados obtidos demonstraram que é possível variar a cor de emissão dos dispositivos OLEDs utilizando complexos [Al(aind)3] como camadas emissoras, sugerindo que estes materiais desenvolvidos apresentam grande potenciais para aplicações em sistemas emissores de luz para displays eletrônicos e/ou iluminação. A partir de perspectivas teóricas, cálculos baseados na Teoria do Funcional de Densidade (DFT), a estruturas dos complexos mer- e fac-[Al(aind)3] foram otimizadas empregando o método B3LYP/6-31G(d). As propriedades dos estados excitados das moléculas foram obtidas pela teoria DFT dependente do tempo (TD-DFT) empregando-se diferentes funcionais. Os resultados principalmente das energias HOMO-LUMO mostraram boa correlação com os resultados determinados experimentalmente. Portanto, o presente projeto de doutorado demonstrou avanços inéditos na área de síntese, estudos experimentais e teóricos de novos materiais para aplicações em OLEDs.
  • RAFAEL DE CARVALHO ARAUJO
  • Fosfatos de cálcio modificados com nióbio, como sistemas para reparo/reconstrução de defeitos ósseos
  • Orientador : MARIA GARDENNIA DA FONSECA
  • Data: 13 de Dezembro de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Dentre as várias biocerâmicas utilizadas para aplicações biotecnológicas, dois fosfatos de cálcio chamam muita atenção devido as suas excelentes propriedades quando em contato com o fluido biológico, a hidroxiapatita e o beta-fosfato tricálcico. Contudo, por se tratarem essencialmente de materiais cerâmicos os mesmos apresentam uma resistência mecânica inferior ao tecido ósseo, restringindo sua aplicação em regiões não susceptíveis a altas cargas. Desta forma a presente pesquisa objetivou melhorar as propriedades mecânicas destes fosfatos de cálcio, utilizando técnicas de reforço microestruturais, como a dopagem e a formulação de compósitos. Para os processos de dopagens, os dois materiais foram modificados com a inserção de nióbio em suas estruturas cristalinas, utilizando dois precursores de nióbio (pentacloreto de nióbio e o oxalato amoniacal de nióbio), via procedimento de co-precipitação. Já para a elaboração dos compósitos, foram utilizadas duas soluções coloidais, derivadas da esfoliação de niobatos de potássio lamelares (hexaniobato de potássio, triniobato de potássio). Os materiais obtidos foram caracterizados por difração de raios-X (DRX), espectroscopia de absorção na região do infravermelho (IV), Fluorescência de raios x (Frx) e Raman. A partir dos espectros de difração, observou que ambos os fosfatos de cálcio modificados obtiveram perfis de difração semelhantes ao material de controle, apresentando apenas pequenos desvios em 2θ, sem a presença de fases secundárias. Já para os compósitos foi observado o perfil típico de difração para cada um dos fosfatos utilizados, além da presença de picos relacionados com a estrutura dos niobatos utilizados. Para os espectros de IV dos fosfatos de cálcio, observou-se uma redução significativa das bandas referentes a presença de água, devido a processos de compensação de carga. Já para os compósitos, observou-se espectros o perfil de absorção característico dos fosfatos de cálcio, além da presença de bandas referentes a estrutura dos niobatos utilizados. Através da análise de Frx constatou-se a presença de nióbio nos fosfatos de cálcio modificados em valores próximos aos calculados.
  • MARIA DO SOCORRO RIBEIRO DANTAS
  • Determinação voltamétrica de parabenos em leite humano usando eletrodo de carbono vítreo.
  • Orientador : MARIO CESAR UGULINO DE ARAUJO
  • Data: 13 de Dezembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Parabenos são ésteres derivados do ácido 4-hidroxibenzoico tais como metilparabeno (MeP), etilparabeno (EtP), propilparabeno (PrP), butilparabeno (BuP) e benzilparabeno (BzP). São conservantes químicos amplamente empregados em cosméticos, fármacos e alimentos, com uso permitido na União Europeia e também no Brasil, conforme legislação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Resolução RDC n° 162, de 11 de setembro de 2001, que estabelece uma concentração máxima permitida de 0,4% individual por éster e 0,8% para misturas dos sais ou ésteres em produtos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes. A exposição de pessoas a parabenos ocorre devido à rápida absorção dérmica (cosméticos) como também no trato gastrointestinal e sangue (medicamentos e alimentos). Este trabalho tem como objetivo determinar parabenos em leite humano usando eletrodo de carbono vítreo empregando técnicas de voltametria cíclica e de voltametria de onda quadrada associadas à calibração de segunda ordem. Os estudos foram realizados em potenciostato/galvanostato modelo PGSTART® 302N Metrohm, eletrólito suporte tampão Britton Robson (BR) e eletrodos de Ag/AgCl e fio de platina como de referência e auxiliar, respectivamente. Foram estudados três eletrodos de trabalho: eletrodo de carbono vítreo, eletrodo de diamante dopado com boro e eletrodo de ouro, sendo a maior sensibilidade analítica obtida com o eletrodo de carbono vítreo. Um único pico anódico foi registrado para cada analito, a saber: metilparabeno em Epa, = 1,06 V, etilparabeno em Epa = 1,02 V, propilparabeno em Epa = 1,00V, butilparabeno em Epa= 0,954 V e benzilparabeno em Epa = 1,00 V, indicando processos redox irreversíveis. Esses resultados demonstram a viabilidade do método, embora as sobreposições de sinais analíticos demandarão estudos posteriores por quimiometria. Para os estudos do pH foi usado o tampão Britton Robinson (pH 1,8 a 10) onde o melhor resultado correspondeu ao pH 4,5. Os estudos de velocidade de varredura foram feitos com 10, 25, 50, 75, 100, 150, 200 mV s-1, sendo observada perda significativa da resposta analítica a partir da velocidade 50 mV s-1. Para os estudos dos parâmetros: incremento de potencial (ΔEs), frequência (f) e amplitude de pulso obteve-se uma melhor resposta para 5mV, 30 s-1 e 30 mv, respectivamente. Para a curva analítica, a faixa de linearidade obtida foi de 0,779 a 4,48 μmol L-1, com limites de detecção e quantificação 0,004 a 0,017 μmol L-1 (0,66 a 3,40 μg L-1) e 0,020 a 0,058 μmol L-1(3,32 a 11,26 μg L-1), respectivamente.
  • DEOCLÉCIO FERREIRA DE BRITO
  • BENTONITAS MODIFICADAS COM ORGANOCÁTIONS E METAIS DE TRANSIÇÃO COMO ADSORVENTE PARA CORANTES ANIÔNICOS.
  • Data: 12 de Dezembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Híbridos inorgânicos/orgânicos e inorgânicos/inorgânicos baseados em bentonitas foram sintetizados por diferentes rotas de síntese e caracterizados por DRX, análise térmica (TG e DTG), FTIR, FRX, MET, MEV, análise elementar de CHN, análise do potencial zeta e UV-Vis do estado sólido, evidenciando a efetiva formação dos híbridos desejados. Foram sintetizadas organobentonitas através de síntese por aquecimento em micro-ondas utilizando-se três surfactantes com diferentes tamanhos de cadeia carbônica, onde as modificações ocorridas na estrutura da bentonita foram estudadas e os híbridos obtidos foram aplicados e avaliados na adsorção do corante aniônico azul de remazol RN e na adsorção de uma mistura contendo três diferentes tipos de corantes aniônicos e sais inorgânicos, apresentando em ambos os casos resultados satisfatórios, chegando a praticamente 100% de remoção do corante. Foram sintetizadas também bentonitas modificadas com metais da primeira série de transição (Fe2+, Fe3+, Co2+, Ni2+, Cu2+ e Zn+) através do processo de troca iônica por rota convencional, onde foram estudadas as mudanças ocorridas na estrutura da bentonita após a incorporação dos metais de transição e posteriormente os híbridos foram aplicados na adsorção do corante aniônico azul de remazol RN, onde os híbridos contendo íons de ferro apresentaram melhores resultados de adsorção. Vale salientar que no processo de adsorção foram avaliados fatores que podem influenciar significativamente na capacidade de adsorção, como por exemplo, valor de pH, dosagem de adsorvente, tempo de contato e concentração inicial da solução do corante e também foram utilizados diferentes modelos cinéticos e de equilíbrio com o objetivo de se entender o processo de adsorção ocorrido em cada híbrido. Por fim, bentonitas foram silanizadas e submetidas a reações subsequentes com o propósito de se ancorar diferentes moléculas orgânicas e posteriormente avaliar os híbridos obtidos na capacidade de atividade antimicrobiana. Todos os resultados foram promissores, sugerindo potencial tecnológico para os híbridos aqui apresentados.
  • MARIANA DE BRITO BATISTA PEREIRA
  • Hidroxiapatita/quitosana na forma de esfera e de pó como adsorventes para corantes e fármacos
  • Orientador : MARIA GARDENNIA DA FONSECA
  • Data: 12 de Dezembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Atualmente a proteção do meio ambiente tem se tornado prioridade em todo o mundo, influenciando as pesquisas, os métodos industriais e o desenvolvimento socioeconômico (Kyzas e Matis 2015; Wan Ngah, Teong, e Hanafiah 2011). Os potenciais poluidores estão relacionados aos setores fundamentais do desenvolvimento social como as indústrias agrícolas, de couro, papel, plásticos, alimentos, fármacos e em especial, as têxtis as quais emitem quantidades significativas de resíduos tóxicos (orgânicos, inorgânicos). Neste contexto, pesquisas com bioadsorventes vem sendo um dos assuntos mais discutidos sob a temática de manutenção e remediação dos recursos fluviais e/ou os ecossistemas (Vikrant et al., 2018;Kobielska et al. 2018; Olivera et al. 2016). Neste contexto, pesquisas recentes promovem a sínteses de compósitos de CS com matrizes inorgânicas como uma solução eficaz para produzir híbridos com as propriedades desejadas e superar as limitações do polissacarídeo. A união das funcionalidas do biopolímero com a estabilidade da matriz inorgânica resulta portanto em híbridos com alta bioatividade, biocompatibilidade, resistência mecânica e aprimora a capacidade de ligação do osso. Assim estes biocompósitos têm sido reportados como bons candidatos para a engenharia de tecidos (Atak et al. 2017; Hu et al. 2015; Qiao et al. 2015; Rogina et al. 2017), para entrega de agentes terapêuticos (Zang et al., 2016), na atividade antibacteriana (Lowe et al. 2016; Morsy, Ali, e El-Shetehy 2017), além de uma nova e promissora alternativa para os processos de tratamento de efluentes, como publicado por (Shi et al. 2017) os quais avaliaram membranas de CS/HA como adsorventes para o corante Entretanto híbridos de hidroxiapatita organofuncionalizada e quitosana não foram aplicados para fins adsortivos até o presente. Nesta perspectiva, este estudo teve como objetivo sintetizar híbridos de hidroxiapatita-organofuncionalizada/quitosana (HA-NH2/CS) em forma de esferas utilizando o tripolifosfato de sódio como agente reticulador com diferentes proporções de HA-NH2 e na forma de pó, utilizando glutaraldeído como reticulante. Projetando obter adsorventes aplicável para remoção de corante reativo violeta 5R e diclorofenaco de sódio.
  • FRANKLIN DAMIÃO XAVIER
  • DESENVOLVIMENTO DE MEMBRANAS A PARTIR DA CELULOSE DA FIBRA E BAGAÇO DE SISAL E APLICAÇÃO NA PRODUÇÃO BIOTECNOLÓGICA DE XILITOL E ETANOL
  • Orientador : MARTA MARIA DA CONCEICAO
  • Data: 11 de Dezembro de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento de membranas desempenham um papel fundamental na recuperação e purificação em processos de biorrefinação e bioenergia. As membranas fornecem excelentes capacidades de fracionamento e separação, baixo consumo de reagentes químicos e redução de custos energéticos. Muitos tipos de materiais são testados como candidatos a precursores para produção e aplicação de membranas. A utilização de resíduos agroindustriais e biomassas de baixo custo são propostas cada vez mais recorrentes, por se tratarem de materiais rentáveis e de grande disponibilidade na natureza. As biomassas lignocelulósicas ocupam um grande papel nesse contexto, dentre elas a Agave Sisalana, que na constituição de suas fibras possui cerca de 80% de carboidratos. Além da fibra outras partes do sisal podem ser utilizadas no processo de fabricação de membranas, como o bagaço de sisal que não possui nenhuma aplicabilidade comercial e é descartado no ambiente. No presente trabalho foi avaliado o potencial da fibra e bagaço de sisal para produção de membranas orgânicas, suas condições ótimas de síntese e eficiência na remoção de inibidores fermentativos da produção biotecnológica de álcoois. A biomassa foi coletada de agricultores da Paraíba, e passou por tratamentos físicos de secagem e moagem. A partir da amostra moída foi determinada sua composição lignocelulósica para posteriormente a celulose ser isolada da matriz lignocelulósica. Foram examinados dois métodos: Pré-tratamento ácido e alcalino e o Organosolv. A celulose posteriormente passou por um processo de acetilação homogênea para obtenção do triacetato de celulose. Para a síntese das membranas foram utilizados o triacetato de celulose da fibra e do bagaço de sisal em conjunto com diferentes solventes orgânicos pelo método de inversão de fases. Ao analisar a composição inicial da fibra e bagaço de sisal verificou-se a presença de celulose em sua estrutura, cerca de 50% e 37% respectivamente. Porém foi notado a presença de lignina no complexo, 12% aproximadamente, sendo necessário o uso de pré-tratamentos para remoção. Na melhor condição obtida foi produzida celulose com 1,3% de resíduos para a fibra e 10% para o bagaço no pré-tratamento ácido e alcalino. O acetato de celulose produzido teve grau de substituição de 2,89 e 2,58 respectivamente; ambos sendo caracterizados como triacetato de celulose. No método de inversão de fases foram testados dois solventes para síntese das membranas, diclorometano e acetona. As membranas derivadas de acetona não se formaram, provavelmente devido à má dissolução da matriz polimérica no solvente. As membranas derivadas do diclorometano apresentaram certa fragilidade e superfície opaca para o bagaço de sisal. A caracterização das membranas demonstrou elevado fluxo de água permeado de 827,30 Lh-1m-2 para fibra de sisal e 800,24 Lh-1m-2 para o bagaço. Juntamente com os dados de fluxo de água e microscopia de força atômica foi determinado que as membranas produzidas são indicadas para processos de ultra e microfiltração.
  • LEANDRO SEVERINO DE OLIVEIRA
  • Argilominerais naturais nanoestruturados com derivados de titânio e vanádio utilizados para fins catalíticos
  • Orientador : MARIA GARDENNIA DA FONSECA
  • Data: 11 de Dezembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os catalisadores são essenciais para a indústria química, para a conversão de energia, produção de combustível, na produção de fertilizantes e também podem ser utilizados como superfícies ativas para degradação de contaminantes. Diante disso, o uso desses materiais no desenvolvimento de processos de tratamento de água visando a eliminação de poluentes orgânicos, principalmente contaminantes emergentes, têm atraído considerável interesse nas últimas décadas. Neste estudo, sintetizou-se heteroestruturas baseadas em argilominerais modificados com espécies de vanádio e titânio, afim de avaliar suas potencialidades no que se refere a processos catalíticos. As técnicas de caracterização iniciais apontaram eficiência na obtenção desses sólidos e boa eficiência na adsorção de amilorida para um deles. O uso desses materiais inorgânicos como catalisadores será interessante, tendo em vista que tanto os aspectos preparativos como a sua aplicação em sistemas fotocatalíticos para fármacos ainda são muito escassos na literatura. Além disso, novas rotas de síntese serão propostas a partir dos sólidos já obtidos buscando avaliar suas estruturas, propriedades, melhores condições de síntese e futuras aplicações em reações de fotodegradação de fármacos, bem como em reações de oxidação com moléculas orgânicas modelos.
  • SUELEN ALVES SILVA LUCENA DE MEDEIROS
  • Avaliação das propriedades estruturais, ópticas, morfológicas e catalíticas do MoO3 obtido pelo método Pechini modificado
  • Orientador : IEDA MARIA GARCIA DOS SANTOS
  • Data: 10 de Dezembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O trióxido de molibdênio é considerado um material versátil devido às suas características estruturais. A unidade estrutural básica deste óxido é formada por octaedros MoO6. O MoO3 pode apresentar-se em cinco diferentes classes de polimorfos: a fase ortorrômbica (∝-MoO3), monoclínica (β-MoO3), monoclínica de alta pressão (MoO3-II), nova monoclínica de alta pressão (MoO3-III) e a hexagonal (h-MoO3). As monoclínicas II e III podem ser obtidas apenas em condições in situ. A diferença para a formação de cada polimorfo está na interação ou conexão dos octaedros. Notadamente, as fases α-MoO3 e h-MoO3 tem recebido destaque como catalisadores nas mais diversas aplicações a exemplo da fotocatálise, sensores de gases, hidrogenação, eletroquímica, e em testes fotocrômicos e de impedância. Essa versatilidade está diretamente relacionada com a organização estrutural, a exemplo das bicamadas de octaedros distorcidos, bem como, das cadeias de octaedros ligados em forma de “ziguezague” originando túneis encontrados nas fases ortorrômbica e hexagonal, respectivamente. Neste trabalho, foram sintetizadas as fases α-MoO3 e h-MoO3 pelo método Pechini modificado, no entanto, apresentando duas alternativas de rotas distintas. O trióxido foi empregado como catalisador heterogêneo em reações de transesterificação etílica para produção de biodiesel. Os catalisadores foram caracterizados pelas técnicas: difração de raios-X (DRX) em temperatura ambiente e câmara quente, dispersão de luz dinâmica (DLS), espectroscopia na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, espectroscopia na região do UV-visível (UV-VIS) e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os difratogramas confirmaram a obtenção das fases ortorrômbica e hexagonal. A partir do difratograma obtido em câmera quente foi observado a transição de fase hexagonal-ortorrômbica, em torno de 370°C. Com o aumento da temperatura de calcinação, a fase α-MoO3 expôs um crescimento anisotrópico dos planos (0 k 0). A espectroscopia Raman corroborou com os resultados de DRX, com modos referentes às duas fases obtidas. As micrografias destes óxidos de fase hexagonal exibiram morfologias em forma de hexágonos, enquanto a ortorrômbica de ‘’ fitas’’ lamelares, corroborando com a organização estrutural. O catalisador de fase ortorrômbica calcinado a 500°C/2 e 4h apresentaram a melhor atividade, com uma redução na viscosidade do óleo de 68 e 83%, respectivamente, indicando uma possível formação do biodiesel. Estes materiais ainda proporcionaram a obtenção de produtos reacionais de menor índice de acidez, cerca de 4,9 e 2,5 mg.KOH/g.
  • ELIZEU CORDEIRO CAIANA
  • Síntese de Análogos de 2,3-Diidro-1H-1,5-Benzodiazepinas com Potencial Atividade Biológica a partir de Chalconas e Acetofenonas Substituídas
  • Orientador : NEIDE QUEIROZ
  • Data: 07 de Dezembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os compostos heterocíclicos são amplamente distribuídos na natureza e desempenham um papel vital no funcionamento dos mais diversos processos biológicos. No âmbito medicinal apresentam um espectro diverso de propriedades farmacológicas, de modo que são hoje os principais constituintes dos fármacos comercializados. Dentre as várias classes de heterocíclicos, as benzodiazepinas ocupam uma posição de destaque, de modo que têm sido intensamente exploradas por diversos grupos de pesquisa tanto na academia como por parte da indústria farmacêutica para a obtenção de novas moléculas líderes a serem utilizadas no desenvolvimento de fármacos mais eficientes para o tratamento das mais variadas doenças presentes na vida atual da população mundial. Diante disso, este trabalho tem como objetivo sintetizar uma série de derivados de 2,3-diidro-1H-1,5-benzodiazepinas a partir de chalconas e acetofenonas substituídas em reações de ciclocondensação com 1,2-diaminobenzeno e 3,4-diaminotolueno utilizando protocolos simples e eficientes. Posteriormente, pretende-se realizar a caracterização dos compostos obtidos por meio de técnicas espectroscópicas (IV e RMN de 1H e 13C) e ponto de fusão. Por fim, investigar o potencial biológico das moléculas alvo a partir de ensaios in vitro e in vivo de atividades antioxidante, analgésica, anti-inflamatória e antimicrobiana.
  • MIN-FÚ NASCIMENTO HUANG
  • Síntese, caracterização e avaliação antioxidante, antileishmania e citotóxica de novos selenetos
  • Orientador : PETRONIO FILGUEIRAS DE ATHAYDE FILHO
  • Data: 05 de Dezembro de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo esteve centrado no desenvolvimento de uma nova série de compostos organoselênicos obtidos a partir da estrutura dos cloretos de acetamidas, 4,7-dichloroquinoline e 2,4,6 –tricloro-1,3,5-triazina. Dessa forma, foi sintetizada 15 compostos organoselênicos (selenetos) inéditos. Esta nova série foi obtida utilizando uma estratégia sintética simples e eficiente, utilizando o selênio elementar como percursor para produção da espécie nucleofílica de selênio (NaHSe), esta por sua vez se mostrou capaz de realizar substituição nucleofílica em 4,7-dicloroquinoline e 2,4,6 –tricloro-1,3,5-triazina, reação que não e descrito na literatura, tornando esta metodologia inédita, formando selenetos com bons rendimentos entre 70-95%. Estes novos compostos foram submetidos a estudos in silico e citotóxicos, que avaliaram parâmetros físico-químicos, farmacocinéticos e probabilidade de apresentarem atividade biológicas como: antioxidante, antineoplásica, glutationa peroxidase-like e antprotozoaria, apresentando alta probabilidade de obter êxito nas atividades antineoplásica e antioxidante (64-90%), este resultado se faz coerente com o estudo citotóxico em Artemia Salina, que apresentaram DL50 entre 100-200 mgL-1.
  • ÍGOR BARDEN GRILLO
  • Estudo da Computação de Descritores de Reatividade de um Sistema Polipeptídico Usando Hamiltonianos Semi-empíricos
  • Data: 30 de Novembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Descritores de Reatividade são quantidades obtidas teoricamente a partir da estrutura eletrônica de um sistema molecular, convenientes para o estudo preliminar de reações e/ou sua racionalização. Uma classe desses descritores, baseados em variáveis de resposta da densidade eletrônica, vem sendo empregada largamente para o estudo teórico de reações envolvendo moléculas comuns a química orgânica. Devido ao seu menor custo computacional, comparado com a simulação de uma reação inteira, esses descritores se tornam um alternativa atrativa para o estudo preliminar de macromoléculas com grande apelo no campo do desenvolvimento de drogas. Ainda assim, o custo computacional para obter essas quantidades usando métodos ab-inito/DFT ainda é muito grande para proteínas inteiras. O uso de métodos quânticos aproximados, como semi-empíricos, pode ser uma via de obter essas informações de reatividade de forma pratica. Esses métodos foram pouco explorados para essa questão especifica, e por isso no presente estudo foi testada sua utilização realizando uma comparação dos descritores de reatividade da Conceptual Density Functional Theory entre um frequente protocolo de cálculo do DFT e Hamiltonianos Semi-empíricos de um polipeptídio. Uma comparação sistemática foi conduzida explorando descritores de reatividade globais e locais bem estabelecidos para pequenas moléculas, usando diferentes métodos de aproximação e representação encontradas na literatura. Foi demonstrado que é possível usar Hamiltonianos semi-empíricos como método de estrutura eletrônica no cálculo dos descritores de reatividade para macromoléculas. O melhor desempenho foi obtido usando as energias e densidade dos orbitais de fronteira como aproximação combinados com a técnica de escalonamento linear de Orbitais Moleculares Localizados.
  • ADERVANDO SEBASTÃO DA SILVA
  • Síntese, caracterização e avaliação da atividade catalítica de sistemas a base de hidroxiapatitas modificadas com nióbio.
  • Data: 26 de Novembro de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Sistemas de Hidroxiapatita pura Ca10(PO4)6(OH)2 e modificada nas proporções mássicas de 1,3,5,7,10,20 e 30 % com diferentes precursores de nióbio foram sintetizados por co-precipitação utilizando o oxalato amoniacal de nióbio (NH4[NbO(C2O4)3].3H2O) designado apenas por (OANb) e o pentacloreto de nióbio (NbCl5). A obtenção dos sólidos mostrou-se bastante acessível e com bom rendimento. A hidroxiapatita também sofreu modificação pela impregnação de nanoplacas de KNb3O8 esfoliado com TBA+ por rota evaporação sistema nomeado de Hap/NPNb. Com relação às caracterizações para a maioria dos sólidos sintetizados foram utilizadas técnicas como DRX, IV, RAMAN, UV-Vis, BET, EDS e EFRX. Para o primeiro sistema de Hap modificada com NbCl5 não foram detectadas presenças de fase secundaria quando submetido a análises pelas técnicas citadas anteriormente. O segundo sistema, Hap-OANb, apresentou a presença de fase secundária evidenciada principalmente por difração de raios-X e Raman. A avaliação da atividade catalítica se deu pela aplicação dos sistemas Hap-NbCl5 e Hap/NPNb na reação de fotodescoloração do corante sintético Remazol Amarelo Ouro (RNL). Para fins comparativos a Hap pura foi empregada inicialmente na reação fotocatalítica exibindo uma insignificante atividade de fotodescoloração. Já o sistema Hap-NbCl5 obteve resultados levemente superior, porém, ainda com baixo desempenho fotocatalítico. No entanto, ao contrário dos demais sistemas, as amostras de Hap que foram impregnadas com o niobato esfoliado apresentaram significativos resultados chegando a 50% de fotodescoloração.
  • ROSINALDO TELIS DE LIMA
  • Metodologia automática em fluxo-batelada para determinação da N-Acetil-L-Cisteína em formulações farmacêuticas por análise de imagens digitais
  • Data: 19 de Outubro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, propõe-se o desenvolvimento de uma metodologia automática baseada em um analisador fluxo-batelada (AFB) para determinação da N-acetil-L-cisteína (NAC) em formulações farmacêuticas por imagens digitais. O sistema proposto utiliza uma webcam de alta resolução para captura dos dados RGB das imagens digitais do produto da reação colorimétrica. Esta reação envolve duas etapas: 1) reação do NAC com Fe(III) para gerar Fe(II) e em seguida 2) complexação do Fe(II) com a 1,10-Fenantrolina (Fen). Todas as soluções de calibração foram preparadas on-line e todos os processos analíticos foram realizados simplesmente mudando os parâmetros operacionais do aplicativo de controle. A componente de cor ótima do estudo foi a B, com resposta linear na faixa de trabalho 8,08×10-5 – 1,85×10-4 mol L-1. O modelo de calibração foi validado através de uma análise de variância (ANOVA) para falta de ajuste e significância de regressão, realizada após análise gráfica dos resíduos deixados pelo modelo. Os limites de detecção e quantificação e a frequência analítica foram estimados como sendo, respectivamente; 2,23×10-6 mol L-1; 7,44×10-6 mol L-1 e 30 h-1. Os resultados obtidos através do método proposto foram comparados com os do método de referência. Ao aplicar o teste t-pareado, a um nível de 95% de confiança, verificou-se que ambos os métodos não apresentam diferenças estatisticamente significativas entre si em termos de exatidão. Os erros relativos (ER) e os desvios padrão relativos (DPR) foram sempre menores que 3,3% e 2,4%, respectivamente. Com base no exposto, conclui-se que a metodologia proposta é confiável, de baixo custo, rápida e apresenta baixo consumo de reagentes e amostras.
  • JÉSSICA MIRELLY ALMEIDA DE SANTANA
  • Titulação em fluxo-batelada baseada em filmes digitais para determinação espectrofotométrica da acidez total de vinhos tintos
  • Data: 17 de Outubro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esse estudo propõe um titulador fluxo-batelada baseado em filmagem digital para determinação da acidez total de vinhos tintos por meio de titulação ácido-base sem a utilização de indicador externo. O princípio químico do sistema baseia-se na presença das antocianinas provenientes da uva, pois conforme sua acidez ou alcalinidade, estas podem apresentar diversas estruturas e colorações. O titulador em fluxo-batelada proposto é composto de uma bomba peristáltica, quatro válvulas solenoides de três vias, um agitador magnético, um acionador de válvulas, uma placa Arduíno UNO, uma câmara de mistura, uma webcam e uma lâmpada LED (modelo SMD) usada como fonte de iluminação. O software concede ao usuário a escolha da região de interesse (RI) adeauda para o tratamento dos dados mediante a decomposição do filme digital em uma sequência de imagens digitais, 30 frames/segundo. Durante o procedimento de titulação a webcam grava o filme digital apenas durante a adição do titulante na câmara de mistura, registrando as variações de cor decorrentes da reação ácido-base no interior de câmara, ao final da titulação foram extraídos os valores de R, G e B usado a para calcular a resposta analítica, a qual é dfinida pelo estudo da contribuição de cada componente RGB (vermelho-verde-azul) para a curva sigmóide. A componente R foi adotada como resposta analítica para a construção das curvas de titulação baseadas em filmagens digitais. As curvas de titulação são obtidas em tempo real plotando o sinal analítico (canal R-red) versus o volume do titulante. O sistema titulométrico proposto foi aplicado a onze amostras de vinhos tintos e validado por intermédio da titulação potenciométrica usada como método de referência. Constatou-se que não há diferenças estatisticamente significativas entre os resultados obtidos pelo método proposto e de referência, com aplicação do teste t pareado a 95% de confiança. A concentração de ácido tartárico em vinho tinto foi determinada numa frequência analítica de 26 amostras por hora e a sua precisão dor confirmada pelos valores de desvio padrão relativos (DPR), sempre inferiores a 3,0%.
  • LUZIA MARIA CASTRO HONORIO
  • Propriedade fotocatalítica de SrSnO3 e derivados: Eficiência na degradação de corantes, otimização nos parâmetros de reação e avaliação toxicológica.
  • Data: 25 de Setembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Estanato de estrôncio, SrSnO3, é uma perovskita do tipo ortorrômbica que apresenta diversas aplicações tecnológicas devido às suas características físicas e químicas interessantes, sendo bastante usada como fotocatalisador. Neste trabalho, SrSnO3 e derivados (dopados e suportados) foram obtidos pelo método Pechini – modificado e caracterizados por difração de raios-X (DRX), espectroscopia na região do infravermelho (IR), na região do Ultravioleta-visível, espectroscopia Raman, área superficial especifica (BET), espectroscopia de emissão fotoluminescente, microscopia eletrônica de varredura (MEV), microscopia eletrônica de transmissão (MET), espectroscopia de energia dispersiva (EDS) com mapeamento, aplicados na avaliação fotocatalítica de corantes sintéticos. As moléculas – alvo escolhidas foram o remazol amarelo ouro (RNL), azul de metileno (MB) e eosina (EA), sendo compostos geralmente encontrados em águas residuais e industriais. A princípio, os ensaios fotocatalíticos usando o azo- corante RNL foram realizados em um reator utilizando três lâmpadas de 9W UVC (λ = 254 nm) com intuito de determinar a participação de cada espécie reativa a partir do uso de sequestradores de radicais hidroxila, buracos e elétrons na oxidação do corante. Por sua vez, os testes utilizando os corantes MB e EA tiveram os parâmetros operacionais otimizados (como a concentração do fotocatalisador, pH da solução, presença de sais inorgânicos, presença de sequestradores de radicais e fonte de luz) quantificados e monitorados por LC-MS para identificação dos produtos de degradação após o processo fotocatalítico. Por fim, foi avaliado a estabilidade destes compostos por meio da reutilização de ciclos sucessivos e a avaliação da toxicidade das soluções, antes e após o processo fotocatalítico usando artemia salina e o teste MTT (viabilidade celular) utilizando os dois últimos corantes. Os resultados da avaliação fotocatalítica mostraram que os catalisadores SrSnO3 e SrSnO3@ZrO2 obtiveram excelentes percentuais de degradação em todos os corantes sob radiação UV. Nos corantes MB e EA esses dados foram mais significativos, uma vez que, após os ciclos de reutilização, esses compostos garantiram estabilidade superior a 50% em comparação aos percentuais obtidos nos ciclos iniciais. Os testes de toxicidadade apresentaram resultados satisfatórios reforçando assim os cuidados e manuseio com os corantes modelos, que embora sejam bastante usados nas indústrias têxtis, apresentam riscos de contaminação e toxicidade nos ecossistemas e à saúde pública.
  • THAYSA SUELLEN MENDONÇA DA SILVA
  • Síntese assistida por micro-ondas de tiossemicarbazonas derivadas da isatina com potencial atividade biológica.
  • Data: 05 de Setembro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A isatina e seus derivados vêm se apresentando na literatura com um amplo perfil farmacológico. Suas bases de Schiff, por exemplo, apresentam atividades anticâncer, antimicrobiana e antiviral, por isso são bastante exploradas na literatura. Com base nisso, este trabalho foi realizado com o objetivo de sintetizar e investigar a atividade biológica de algumas tiossemicarbazonas derivadas da isatina. Foram obtidas 10 tiossemicarbazonas, sendo 6 inéditas, através da reação de condensação quimiosseletiva da tiossemicarbazida (9) e a porção cetônica dos intermediários derivados da isatina. Estes intermediários foram obtidos via nitração, cloração e N-alquilação da isatina. Seis destes derivados são homodiméricos e foram obtidos em bons rendimentos (64-94%). O uso da irradiação de micro-ondas (100 °C) diminuiu consideravelmente o tempo de reação das tiossemicarbazonas em comparação com os métodos descritos na literatura que fazem o uso de refluxo e catálise. Os rendimentos obtidos também foram bastante satisfatórios e variaram de 70 a 84%. Foi realizada a avaliação preliminar da atividade antimicrobiana das tiossemicarbazonas obtidas e dos intermediários derivados da isatina contra cepas de bactérias e fungos leveduriformes. Foi observado que as tiossemicarbazonas não apresentaram atividade biológica antimicrobiana, no entanto a isatina e seus derivados nitrados e alilados apresentaram ação antimicrobiana (CIM = 128 a 512 µg/mL). A caracterização estrutural dos compostos foi realizada por espectroscopia de infravermelho (IV) e RMN 1H e 13C.
  • WELMA THAISE SILVA VILAR
  • Desenvolvimento de Metodologias Analíticas para o Controle de Qualidade de Repelentes de Insetos
  • Data: 31 de Agosto de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os mosquitos Aedes aegypti são vetores de doenças como a dengue, chikungunya, vírus da zika e febre amarela. Assim, a população tem recorrido ao uso de repelentes para tentar se proteger do ataque desses mosquitos. O mercado brasileiro disponibiliza uma grande variedade de produtos que possuem princípios ativos diferentes, com vários níveis de concentração, tempo de ação e preços distintos. Destacam-se os repelentes a base de DEET (N,N-dietil-3-metilbenzamida), icaridina (Ácido 2-piperidinacarboxílico 2-(2-hidroxietil)-1-metilpropilester) e de IR3535 (etil-butil-acetilaminopropionato). O tempo de ação desses repelentes depende, entre outros fatores, da concentração desses princípios ativos. Nesse contexto, este trabalho propõe metodologias para classificação e determinação desses princípios ativos em repelentes, tendo em vista que não existe um método de referência para realizar o controle de qualidade desses produtos. Na primeira etapa foi realizado o desenvolvimento e validação de um método baseado na cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC-DAD). O método validado de acordo com a EURACHEM apresentou boa linearidade (0,25-22 mg L−1, r2 = 0,9986 e 0,5-40 mg L−1, r2 = 0,9976), com a precisão intra e inter-dia calculada usando uma razão de Horwitz menor que 2 e recuperações de 89,2–111,6% e 94,7–109,2% para DEET e IR3535, respectivamente. Ainda foram utilizadas técnicas quimiométricas para classificação e calibração dos repelentes comerciais. A classificação consistiu na utilização da análise discriminante pelos mínimos quadrados parciais (PLS-DA) e análise discriminante (LDA) com seleções de variáveis, para interpretar dados de espectroscopia de infravermelho próximo (NIR). Os resultados mostraram que o modelo PLS-DA alcançou uma Taxa de Classificação Correta (TCC) de 100% para os três princípios ativos estudados, enquanto que o LDA com seleções de variáveis SPA, SW e GA apresentaram uma TCC de 86,6%, 96,3% e 90,2%, respectivamente. Para segunda técnica quimiométrica, foi utilizado a espectroscopia NIR e a espectroscopia no infravermelho médio (MIR) para desenvolver modelos de calibração multivariada baseados na regressão pelos mínimos quadrados parciais (PLS), regressão pelos mínimos quadrados parciais por intervalos (iPLS) e regressão linear múltipla com prévia seleção de variáveis pelo algoritmo das projeções sucessivas (MLR/SPA), algoritmo genético (MLR/GA) e formulação stepwise (MLR/SW). Para o NIR, resultados satisfatórios foram encontrados utilizando iPLS e MLR/SPA com RMSEP de 0,70% e 0,74% (m/m), respectivamente para DEET. Para IR 3535 os melhores resultados foram obtidos com os modelos PLS e MLR/SW com o RMSEP de 0,64% e 1,03% (m/m), respectivamente. Os melhores resultados utilizando MIR foi alcançado com o modelo PLS, com RMSEP de 1,38% e 1,69% (m/m), para DEET e IR 3535, respectivamente. Por fim, ainda foram avaliados os desempenhos de modelos de transferência de calibração para dois diferentes equipamentos NIR de bancada, utilizando as técnicas de padronização direta (DS), reversa (RS) e direta por partes (PDS). Para este propósito, os modelos PLS e MLR/SPA foram desenvolvidos e apresentaram baixos valores de RMSEP para as técnicas DS e RS. Para o DEET o melhor resultado foi utilizando o PLS onde RMSEP baixou de 7,95% para 1,34% (DS) e 1,21% (RS). Para o IR 3535, os menores valores de RMSEP foi alcançado com MLR/SPA, em que o RMSEP baixou de 25,18% para 1,58% (DS) e 1,85% com PLS (RS).
  • FILIPE BELARMINO DE LIMA
  • Estudo teórico da transferência de Hidrogênio foto-induzida no Tiofenol e em alguns de seus derivados
  • Orientador : SILMAR ANDRADE DO MONTE
  • Data: 30 de Agosto de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Reva et al investigaram algumas reações de transferência de hidrogênio fotoinduzidas do tiofenol (PhSH) numa matriz sólida de argônio. Neste estudo, os isômeros fotogerados ciclohexa-2,4-dien-1-tiona (Tiona-24) e ciclohexa-2,5-dien-1-tiona (Tiona-25) nunca tinham sido observados até então. De modo a explicar os resultados experimentais, nosso grupo tem realizado para estados excitados cálculos altamente correlacionados (CASSCF e MR-CISD) para estudar as reações PhSH→Tiona-24, Tiona-24 → Tiona-25 e PhSH → Tiona-25. Este é o primeiro estudo teórico sobre as reações fotoquímicas estudadas por Reva et al. O espaço ativo CAS consiste de doze elétrons distribuídos entre onze orbitais. Energias de excitação do PhSH calculadas a níveis CASSCF e MR-CISD têm sido comparadas com os resultados CASPT2. Os caminhos de reação foram gerados por interpolação linear, e as geometrias obtidas foram usadas para computar as energias de excitação vertical a nível CASSCF. Até agora a base aug-cc-pVDZ tem sido utilizada. Várias intersecções cônicas foram caracterizadas. Para as reações PhSH → Tiona-24 e PhSH → Tiona-25, elas são consistentes com a formação da Tiona-24 e Tiona-25 a partir dos três estados excitados estudados. O mesmo parece ocorrer à reação Tiona-24 → Tiona-25, embora neste caso mais energia vibracional seja requerida. As intersecções cônicas entre os estados S0 e S1 sugerem a formação do produto ou regeneração dos reagentes. Os programas COLUMBUS e Gaussian 09 têm sido usados na maioria dos cálculos.
  • CLARISSA GOMES DE CARVALHO MAIA
  • Desenvolvimento de Mn-Porfirinas à base de N-alquilpiridilporfirinas e N-alquilquinolilporfirinas como candidatos a agentes terapêuticos redox-ativos
  • Orientador : JULIO SANTOS REBOUCAS
  • Data: 29 de Agosto de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O estresse oxidativo é uma condição biológica de desequilíbrio redox caracterizado por acúmulo de espécies reativas de oxigênio e nitrogênio no organismo, que podem acarretar alterações fisiológicas. Uma vez que o estresse oxidativo pode ser resultado da inativação ou baixa expressão das enzimas superóxido dismutases (SOD), compostos de massa molecular pequena que apresentem atividade SOD elevada seriam candidatos a fármacos para o controle de patologias associadas a desequilíbrios celulares oxidativos. Assim, o presente trabalho buscou desenvolver uma nova classe de porfirinas à base de quinolina como possível mímico SOD e modulador redox de estresse oxidativo. Para isso, foi realizada a síntese da porfirina precursora meso-tetraquis(2-quinolil)porfirina (H2T-2-QnP) a partir da condensação de pirrol e 2-quinolinacarboxaldeído em meio ácido. A metilação do grupo quinolina seguido da metalação com Mn resultou no complexo MnTM-2-QnP5+. A porfirina H2T-2-QnP foi caracterizada por CCD, espectroscopia de absorção UV-vis e RMN de 1H, enquanto a porfirina metilada H2TM-2-QnP4+ e o complexo de Mn correspondente, MnTM-2-QnP5+ foram caracterizados por CCD e espectroscopia de absorção UV-vis. Adicionalmente a MnTM-2-QnP5+ foi caracterizada por voltametria cíclica. Todo o procedimento de síntese e purificação foi reprodutível, sendo repetido 5 vezes. A lipofilia e o potencial de redução Mn(III)/Mn(II) da MnTM-2-QnP5+ fazem deste complexo um excelente candidato a mímico de SOD e agente terapêutico experimental redox-ativo. Além desse trabalho, dois outros projetos foram propostos para serem desenvolvidos durante o doutorado. Dentre eles, o estudo térmico da classe das Mn(III) 2-N-alquilpiridinioporfirinas, a partir de análises termogravimétricas (TG) e análise térmica diferencial (DTA), bem como alguns experimentos que envolveram a determinação da absortividade molar da MnTE-2-PyP5+ a partir da amostra anidra obtida por desidratação térmica; e o estudo espectroscópico de interação das Mn-porfirinas pertencentes a classe das 2-N-piridilporfirinas com a albumina sérica bovina (BSA) através de espectroscopia de fluorescência e de absorção.
  • CRISTIANO TENORIO DOS SANTOS
  • Reações promovidas por fungo e microlgas: seleção de microorganismos, otimização de reações e efeito de Mn-porfirinas sobre a biomassa
  • Data: 24 de Agosto de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Procurando entender o processo de biotransformação de microrganismos, o presente trabalho objetivou estudar os processos advindo do fungo filamentoso Geotrichum candidum e fazer uma seleção entre microalgas frente a processos de oxidação e redução. Além disso, procurou-se entender o efeito de Mn-Porfirinas nos processos de biotransformação. Observou-se que o fungo filamentoso possui um arcabouço enzimático diferenciado, que promoveu a redução de cicloexanonas substituídas e obteve rendimentos superiores a 95% em um tempo inferior a 3 horas de reação. Nesse contexto, observou-se ainda o processo de oxidação Baeyer-Villiger promovido pelas BVMOs, que apresentou rendimentos baixos, inferiores a 15%. Em paralelo, estudou-se um sistema reacional onde o processo de biotransformação ocorreu em conjunto com o crescimento do fungo, porém foi observado, para esses experimentos, que os rendimentos para os substratos estudados foram baixos. Os estudos do efeito da Mn-porfirina no processo de biotransformação foi realizado em dois sistemas: (i) com a reação acontecendo em tampão e (ii) em meio de crescimento. As reações realizadas em tampão mostraram que a Mn-profirina promove uma melhora significativa no processo biocatalítico, promovendo toda a reação do tipo BV em aproximadamente 8 horas, o mesmo resultado foi obtido em outros dois ciclos reacionais. Em contrapartida, o segundo modelo reacional não se mostrou promissor, pois observou-se uma diminuição significativa do processo BV com o fungo que cresceu na presença de Mn-profirina. Foram realizados também estudos com 12 microalgas com dois substratos, cicloexanol e cicloexanona. Constatou-se que o processo de oxidação do cicloexanol não foi eficiente, apresentando rendimentos inferiores a 50%; já o processo de redução se mostrou promissor, com destaque para 4 microalgas com rendimento superiores a 95%. Por fim, tratou-se um outro método de reação, que ocorria concomitantemente ao crescimento; porém, houve a perda do substrato pelo processo de aeração do meio.
  • LAÍS CHANTELLE DE LIMA
  • Espinélios Zn2BO4:N (B = Ti, Sn) obtidos pelo método Pechini modificado.
  • Orientador : IEDA MARIA GARCIA DOS SANTOS
  • Data: 23 de Agosto de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O estanato (Zn2SnO4) e o titanato de zinco (Zn2TiO4) são óxidos do tipo espinélio inverso, aplicados como sensores de umidade, material de detecção de gás, material anódico para pilhas de lítio, pigmentos cerâmicos, material fotoluminescente, fotocatalisador para degradação de poluentes orgânicos e corantes têxteis, como também na hidrogenação catalítica. Nesse trabalho, os dois materiais foram combinados com a finalidade de obter uma solução sólida, Zn2Sn1-xTixO4 (x= 0,0; 0,25; 0,50; 0,75; 1,0), utilizando o método Pechini modificado, de modo a investigar a influência da substituição dos íons Sn4+ por íons Ti4+ na rede do espinélio e também a influência da dopagem com N, para aplicação na degradação do ácido tereftálico. A síntese dos espinélios foi otimizada. Os catalisadores foram caracterizados pelas técnicas de difração de raios-X, espectroscopia na região do ultravioleta e do visível, e espectroscopia Raman e espectroscopia na região do infravermelho. As amostras obtidas apresentaram-se monofásicas. Nos espectros de IV e Raman observa-se a presença dos octaedros ZnO6, TiO6, SnO6 e do tetraedro de ZnO4.
  • MARILIA GABRIELA BELARMINO CABRAL
  • Semicondutores orgânicos líquido cristalinos colunares baseados em imidas policíclicas aromáticas: Síntese e estudos de suas propriedades térmicas e optoeletrônicas
  • Orientador : RODRIGO CRISTIANO
  • Data: 22 de Agosto de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho apresenta a síntese de uma nova molécula (Bp2I69) baseada no centro aromático benzo[ghi]perileno, contendo duas imidas pentagonais como grupos funcionais e cadeias laterais flexíveis assimétricas, bem como os estudos das propriedades térmicas e eletro-ópticas. Imidas policíclicas aromáticas (IPAs) são sistemas com elevada conjugação e robustez capazes de apresentar comportamento líquido cristalino colunar e elevado transporte de carga, atraindo interesse de pesquisadores quanto à síntese e aplicabilidade em dispositivos orgânicos. As propriedades térmicas foram avaliadas através das técnicas de microscopia óptica de luz polarizada (MOLP) acoplado a um sistema de aquecimento, calorimetria diferencial de varredura (DSC) e difração de raios X (DRX). O composto Bp2I69 exibiu fase líquido cristalina enantiotrópica colunar hexagonal (ColHex) à temperatura ambiente (Tamb), sendo esta IPA a primeira diimida a apresentar essa mesofase termodinamicamente estável à Tamb e em uma ampla faixa, até 266°C, onde há a transição para o estado líquido isotrópico. Foi observado no difratograma de raio X reflexões características de arranjo hexagonal. A técnica de MOLP foi realizada entre duas lâminas e revelou durante o resfriamento alinhamento homeotrópico preferencial da fase ColHex, exibindo textura six-fold. As propriedades fotofísicas foram analisadas por absorção no Uv-Vis (Abs) e fotoluminescência (PL) tanto em solução de CHCl3 quanto em filme fino obtido pela técnica de spin-coating. A caracterização eletroquímica foi realizada por voltametria cíclica (CV) e de pulso diferencial (DPV). Os níveis de HOMO e LUMO foram estimados a partir dos primeiros potenciais de oxidação e redução obtidos por DPV e indicaram o composto Bp2I69 como um bom doador de elétrons comparado à outras IPAs contendo o mesmo centro
  • ANTONIO JOÃO DA SILVA FILHO
  • Heterocíclicos mesoiônicos: estudo teórico da estabilidade dos derivados dos oxazóis (C3H2NO-R4) e tiazois (C3H2NS-R4), com R=O ou S e Y=H1CH3,NH2 e CN
  • Orientador : OTAVIO LUIS DE SANTANA
  • Data: 13 de Agosto de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Mesoiônicos são estruturas heterocíclicas de cinco ou seis membros com uma grande variedade de aplicações, como síntese de outros heterociclos e de complexos de metal de transição, atividade biológica e ótica não-linear. Esta classe de moléculas tem como característica uma alta deslocalização e separação de carga. O presente trabalho objetiva elucidar a estabilidade estrutural dos azóis heterocíclicos (1,3-oxazol-5-ona, 1,3-oxazol-5-tiona, 1,3-tiazol-5-ona e 1,3-tiazol-5-tiona) e seus derivados, nos estados fundamental e excitado. Cálculos DFT, MP2 e CCSD foram realizados com o conjunto de base de aug-cc-pVDZ com programa Gaussian 09, bem como os métodos CASSCF e MR-CISD usando o conjunto de funções de base aug-cc-pVDZ no programa Columbus-7.0. A estabilidade estrutural dos compostos mesoiônicos foi investigada a partir da identificação de pontos estacionários (reagente, estado de transição e produto) relativos ao processo de abertura do anel, simulando-se a quebra da ligação entre um carbono e um heteroátomo endocíclicos (C-O ou C-S). Os pontos estacionários foram otimizados e caracterizados a partir do cálculo de frequência de vibração de modos normais com os métodos DFT, MP2, CCSD, e MR-CISD, na base aug-cc-pVDZ. Os resultados CCSD e MR-CISD indicam que as estruturas com enxofre no anel endocíclico (1,3-tiazol-5-ona e 1,3-tiazol-5-tiona) são mais estáveis que seus tautômeros acíclicos, e os demais resultados, com oxigênio endocíclicos, indicam que as estruturas acíclicas são mais estáveis. Os resultados CCSD comprovam o caráter multiconfiguracional das estruturas (T0 > 0,02), o que justifica a discrepância entre os resultados mono (DFT e MP2) e multideterminantais (CASSCF e MR-CISD). O resultado MR-CISD/aug-cc-pVDZ, de grande confiabilidade devido à maior recuperação de correlação eletrônica, prevê que a substituição de um hidrogênio por um metil (grupo doador de elétrons) na estrutura 1,3-oxazol-5-ona aumenta ligeiramente a energia de ativação do processo de abertura do anel, principalmente nas posições três e quatro. Este é o primeiro passo para um estudo sistemático que visa identificar o efeito de grupos doadores e retiradores de elétrons na estabilidade dos anéis mesoiônicos.
  • LUCAS ALFREDO SIQUEIRA
  • Desenvolvimento de uma metodologia online para extração enzimática em produtos cárneos
  • Orientador : RICARDO ALEXANDRE CAVALCANTI DE LIMA
  • Data: 08 de Agosto de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A catalase foi uma das primeiras enzimas estudadas no meio cientifico. A metodologia para determinação de atividade de catalase é baseada na sua função catalítica, que consiste na decomposição do peroxido de hidrogênio em água e oxigênio, sua quantificação pode ser via titulação, espectrofotométrica, técnicas manométricas ou técnicas com eletrodos sensíveis de oxigênio. Sendo que, a metodologia espectrofotométrica é um dos procedimentos mais comuns para detecção da atividade de catalase em amostras biológicas. O presente trabalho tem como objetivo construir uma câmara de extração constituída por um piezoelétrico acoplada ao um analisador em fluxo batelada, denominado FBA-EC, para determinar atividade de catalase e proteinas totais em amostras de fígado bovino. O analisador em fluxo batelada usado nesse trabalho de tese, se caracterizam por explorar estratégias inerentes dos sistemas em fluxo e em batelada, usando alguns atributos, tal como: a aspiração, bombeamento, transporte dos reagentes e das amostras e monitoramento do sinal analítico ocorrem em fluxo. Outra característica é o processamento da amostra, que ocorre em uma câmara de mistura aberta. A otimização do procedimento de extração para o processador ultrassônico e com FBA-EC foi realizado pelo planejamento experimental Taguchi, onde foram estudados quatro fatores em três níveis (34) resultando em nove experimentos. Os resultados apresentados mostraram-se que o FBA-EC teve um excelente desempenho apresentado valores de extração superiores ao do método de referência, o sistema proposto obteve média 1,721, o de referência 1,573. O sistema apresentou erro absoluto -0,148 a 0,681, e medidas de precisão para o sistema proposto 0,200 e para o ultrassônico 0,329. O teste t tabelado a um nível de confiança de 95%, mostrou que não há diferença significativa entre os valores da atividade de catalase, com isso, os resultados para extração de catalase e proteinas totais valida o FBA-EC como sistema flexível, versátil e robusto com altos valores de precisão e exatidão.
  • ANDREIA RUFINO RODRIGUES
  • Especiação Química de Ferro em Tomates Utilizando Um Analisador Automático FBA e Imagens Digitais
  • Data: 06 de Agosto de 2018 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esse estudo propõe uma nova metodologia automática para a especiação química de ferro em amostras de tomates utilizando um analisador automático em fluxo batelada. O analisador automático utiliza uma webcam como sensor para aquisição de imagens digitais de acordo com o sistema de cor RGB. O método para determinação de ferro (II) baseia-se na reação de ferro com a 1,10-fenantrolina que forma um complexo de coloração alaranjada com máxima absorção em 510 nm. A determinação de ferro total foi realizada pela redução do ferro (III) para ferro (II) pelo ácido ascórbico, e por diferença foi realizada a determinação de ferro (III). Para validar a metodologia foram feitas análises utilizando uma amostra certificada (NIST 1547). Os modelos lineares das curvas analíticas foram validados por intermédio de ANOVA, e da análise gráfica dos resíduos deixados pelos modelos. A frequências analítica foi de 94 h−1, com erros relativos médios entre 1,1% e 2,5% e desvios médios entre 0,1% e 0,41%. O tempo de análise de cada amostra foi estimado em 38 s tanto para determinação de ferro (II) quanto para ferro total. O consumo de amostra e reagente combinados em cada análise ficaram em torno de 0,54 mL e 0,66 mL respectivamente. A determinação de ferro (II) e ferro total foram corroborados pelos métodos de referência, respectivamente, absorção molecular no UV/Vis e ICPOes. Foi observado que não existe diferença estatisticamente significativa entre os resultados, aplicando o teste t-pareado ao nível de confiança de 95%. O sistema FBA proposto se mostrou uma ótima ferramenta para a determinação dos analitos estudados.
  • JEFFERSON CRISTIANO SOUSA DA SILVA
  • Sistemas bentonita sódica/quitosana obtidos por micro-ondas aplicados como adsorventes para corante aniônico
  • Data: 06 de Agosto de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Bionanocompósitos obtidos pela interação de argilominerais com biopolímeros têm sido obtidos e aplicados em adsorção de espécies poluentes e de interesse biológico. O presente trabalho descreve a preparação, caracterização e estudo de propriedades de adsorção de nanocompósitos quitosana/bentonita com concentrações variáveis de quitosana (QUI) nas proporções de 50, 100, 200 e 300% da capacidade de troca catiônica do argilomineral. Os ensaios de preparação foram realizados em um reator de micro-ondas a partir da reação da bentonita sódica com uma solução em ácido acético da quitosana durante 15 ou 30 minutos a 323 K. Os compósitos foram caracterizados por análise elementar de CHN, difratometria de Raios-X, espectroscopia na região do infravermelho e análise térmica. Os resultados das análises de caracterização confirmam que os compósitos foram devidamente preparados e que estes apresentam propriedades melhoradas em relação aos materiais de partidas utilizados na síntese. Os nanocompósitos sintetizados foram analisados como sistemas adsorventes para remoção do corante Violeta 5R, e os resultados preliminares apresentam indícios de que os materiais podem ser considerados eficazes e versáteis na remoção de espécies aniônicas em meio aquoso, como o corante em estudo. Parâmetros como a influência do pH do meio e a taxa de dosagem do adsorvente em um volume fixo de corante foram analisados. Os resultados são promissores e sugere que os compósitos preparados apresentam alta capacidade adsortiva podendo chegar a 100% da remoção do adsorbato a partir 75 mg de adsorvente em pH 1,0.
  • HEBERTON EUGÊNIO DE OLIVEIRA SILVA
  • Estudo Estrutural e Espectroscópico de Íons Lantanídeos Contendo o Carboxilato N-Acetilglicina
  • Data: 03 de Agosto de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Reporta-se neste trabalho a síntese, caracterização e investigação de propriedades luminescentes de compostos contendo o carboxilato N-acetilglicina coordenado à íons trivalentes de lantanídeos. A caracterização dos compostos se deu através de titulação complexométrica com EDTA que corrobora a análise elementar de carbono, ambas indicando que os compostos obtidos estão de acordo com os valores teóricos da fórmula molecular de cada um dos complexos; espectroscopia de absorção na região do infravermelho, utilizada para calcular os valores de Δν através dos estiramentos simétricos e assimétrico do íon carboxilato, valor indicativo do modo de coordenação dos carboxilatos, os valores calculados ficaram todos na faixa que indica o modo de coordenação bidentado para todos os complexos. Análises termogravimétricas e calorimetria exploratória diferencial, indicando a coordenação de duas ou até três moléculas de água; ressonância magnética nuclear e difração de raio X pelo método do pó, os deslocamentos interplanares evidenciam que os compostos são todos isomorfos. Visto que o ligante N-acetilglicina não possui grupos cromóforos os espectros de reflectância difusa, emissão e excitação não apresenta bandas referentes a ele, pelo contrário, todo o espectro, seja na região do visível ou infravermelho próximo, é totalmente caracterizado por bandas finas centradas nos íons metálicos originárias de transições intraconfiguracionais oriundas dos níveis fundamentais de cada íon. Apesar de não possuir cromóforos em sua estrutura, o complexo de európio apresentou luminescência, e o complexo de térbio fractoluminescência.
  • EMANUELLA SANTOS SOUSA
  • Estratégia para modelagem de dados de segunda ordem usando cromatografia líquida para a quantificação de pesticidas em hortaliças.
  • Orientador : MARIO CESAR UGULINO DE ARAUJO
  • Data: 31 de Julho de 2018 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os pesticidas estão entre as classes de contaminantes emergentes mais investigadas no meio ambiente devido à grande utilidade, pois são capazes de realizar o controle de propagação de pragas, aumentando o cultivo, produção e oferta dos alimentos. Contudo, o uso incorreto pode trazer problemas a segurança alimentar e a saúde humana devido sua toxicidade. Com essa importância, é necessário o desenvolvimento de metodologias robustas livres de interferentes que possibilitem o monitoramento desses resíduos em diversas amostras, principalmente em baixas concentrações. A cromatografia líquida é a técnica instrumental mais usada para esse fim, porém requer o uso de detectores mais sofisticados, como o de massas, para garantir seletividade na análise, juntamente ao preparo de amostras, etapa indispensável para essa técnica. O uso de detectores como o de ultravioleta (UV) vem sendo utilizado nessas análises, embora pouco seletivo, mas associado às ferramentas quimiométricas apresentam resultados satisfatórios. Com essa intenção, foi desenvolvido uma metodologia com eluição gradiente, para reduzir a quantidade de solvente gasto e o tempo de corrida para a avaliação de duas ferramentas quimiométricas, mínimos quadrados parciais desdobrados com bilinearização residual (UPLS-RBL) e resolução de curvas multivariadas com mínimos quadrados alternados (MCR-ALS), para alcançar a vantagem de segunda ordem. Questões relacionadas ao sinal de linha de base, proveniente da variação da proporção dos eluentes, foram contornados com a subtração do sinal do branco aos sinais das amostras. As previsões dos modelos foram realizadas com esses dois algoritmos, contudo, resultados não satisfatórios foram obtidos para o UPLS-RBL devido a variação acentuada do deslocamento de pico. Visando sanar esse problema, foi avaliada a performance de algoritmos de alinhamento como o COW, icoshift e coshift, apresentando melhor resultado o coshift, ainda não sendo suficiente para prever corretamente as concentrações das dezessete amostras sintéticas construídas por um planejamento fatorial de misturas. Para o MCR-ALS, alcançou-se resultados satisfatórios antes e após o alinhamento com coshift, com REP variando de 5,1 a 10,2%. Os resultados revelam que é possível alcançar a vantagem de segunda ordem e realizar a quantificação dos resíduos de pesticidas em amostras futuras de hortaliças.
  • ANDRE LEONARDO PATRICIO SILVA
  • Imobilização de lipases e células íntegras de Geotrichum Candidum em sílicas funcionalizadas: aplicações em biocatálise.
  • Data: 27 de Julho de 2018 às 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A relevância da biocatálise para a síntese orgânica pode ser atribuída, naturalmente e primariamente, aos catalisadores enzimáticos que expressam enorme versatilidade para aceitar um amplo espectro de substratos moleculares, em reações simples ou complexas, promovendo atividade catalítica com elevado potencial quimio-, régio- e enantiosseletivo. Contudo, há de se ultrapassar algumas dificuldades, por exemplo, o comprometimento da estabilidade dos biocatalisadores nos processos reacionais merece especial atenção. É nessa direção que o presente trabalho de tese propõe-se a contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias em biocatálise, tendo como principal escopo o uso da Tecnologia de Imobilização de Biocatalisadores para aplicações em reações orgânicas, tais como Baeyer-Villiger, redução assimétrica de cetonas e resolução cinética enzimática de alcoóis secundários. Os resultados mostraram que o emprego de células vivas de G. candidum CCT 1205 em reações de Baeyer-Villiger possibilitou rápidas conversões de cetonas cíclicas em ɛ-caprolactona, quando comparados a outros microrganismos já reportados. A presença do suporte contendo o microrganismo imobilizado forneceu evidências de estabilização do meio celular ao diminuir a toxidade do substrato às células, quando em meios mais concentrados. Nas reações de redução da acetofenona, surpreendentemente, nós observamos formação do fenol nas primeiras 12 horas, e ao final de 72 horas de reação a composição dos produtos rendeu 46,9 e 45,5 % do fenol e 1-feniletanol, respectivamente.
  • IELENA EULALIA MATIAS CAVALCANTE ROCHA SOUTO
  • Estudo dos parâmetros físico-químicos associados a presença de cianobactérias e avaliação da sua remoção por fotólise e biorreator com membranas de ultrafiltração.
  • Data: 27 de Julho de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A água é indispensável para manutenção dos ecossistemas e para garantia da vida. Manter e avaliar a qualidade dos mananciais são etapas cruciais para cuidar desse bem tão precioso. O lançamento descontrolado de resíduos urbanos nos corpos d´agua acentua o processo de eutrofização sendo propícia para o desenvolvimento das cianobactérias, que podem representar sérios riscos a saúde quando ocorre a liberação da sua toxina. Técnicas convencionais de tratamento de água apresentam limitações para remoção desses compostos, assim novas tecnologias são necessárias. O objetivo da tese consistiu em verificar as alterações dos parâmetros físico-químicos da água com a presença de cianobactérias e avaliar sua remoção por biorreatores de membranas de ultrafiltração e fotólise. A etapa metodológica foi dividida em três fases. Na primeira, realizou-se o monitoramento das cianobactérias, no açude de São Gonçalo/ PB, associado aos seguintes parâmetros físico-químicos: cor, turbidez, pH, alcalinidade, sólidos totais dissolvidos, condutividade e oxigênio dissolvido. Utilizou-se a correlação de Pearson, e a partir dela observou-se que para o manancial estudado existe uma correlação forte (p=0,7), positivamente, entre a densidade de cianobactérias e o pH do meio. Verificou-se na segunda etapa a remoção de diferentes espécies de cianobactérias em amostras reais, através de um biorreator com membranas de ultrafiltração, onde se monitorou os seguintes parâmetros: cor, turbidez, DBO e DQO. O BRM apresentou um permeado com boa qualidade, onde a remoção da densidade celular chegou a uma expressiva redução de 99,7%, mostrando-se como uma técnica útil para diminuir essas densidades. Na última fase, verificou-se a lise celular através da fotólise, com radiação UV em 254 nm, sendo avaliada a remoção da espécie Microcytis aeroginosa e sua toxina a microcistina. Foram avaliadas as densidades da espécie, integridade celular, concentração da toxina e carbono orgânico total (COT). Os resultados obtidos indicaram, para a solução com pH 9 e concentração de 20.000 cel/ml, remoção de 100% nos maiores tempos estudados, já a remoção do COT chegou a 80,77%. Verificou-se que o tratamento utilizado foi capaz de liberar o conteúdo intracelular da espécie e diminuir a sua densidade celular.
  • ISMAEL DIONISIO SOUTO
  • Síntese e caracterização de materiais KNb1-xTaxO3 onde 0≤ x ≤1 aplicados na fotodescoloração do corante remazol amarelo ouro.
  • Data: 24 de Julho de 2018 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os corantes do tipo azo estão entre os mais empregados pela indústria têxtil. Assim, há uma preocupação com o descarte dos resíduos industriais sem um tratamento prévio e os possíveis impactos ambientais que podem causar. O corante remazol amarelo ouro (RNL) possui um grupo azo, que se caracteriza pela presença do ‒N=N‒, cromóforo da molécula, ligado a anéis aromáticos. Dentre os principais processos para descoloração deste tipo de corante está a fotocatálise heterogênea que utiliza semicondutores sob incidência de radiação para promover o par elétron/buraco. A classe de semicondutores do tipo perovskita tem se mostrado eficiente quando atuam como fotocatalisadores. O presente trabalho teve como foco sintetizar, caracterizar e aplicar perovskitas contendo nióbio e tântalo, com fórmula geral KNb1-xTaxO3, com a proporção de tântalo variando de 0%, 25%, 50%, 75% e 100% na descoloração do RNL. A síntese dos materiais foi através do estado-sólido (cerâmico). Para caracterização, foram realizadas análises de difração de raios-X (DRX), espectroscopia de absorção na região do ultravioleta e do visível (UV-Vis), espectroscopia vibracional na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, análise da área superficial (BET), análise elementar por fluorescência de raios-X (EDX), fotoluminescência (PL) e potencial de carga zero (PCZ). O mecanismo de fotocatálise aconteceu pelo mecanismo indireto tendo meio reacional em pH 6. Conforme a proporção de tântalo aumenta em cada material, acontece a mudança do grupo espacial, saindo de ortorrômbica, passando pela estrutura tetragonal até a cúbica. O material que apresentou maior capacidade de descoloração foi a perovskita contendo apenas tântalo (KTaO3) com 34% de descoloração.
  • JULIANA KELLY DIONIZIO DE SOUZA
  • Avaliação fotocatalítica de niobatos lamelares: Influência dos métodos de síntese, aspectos teóricos e experimentais
  • Data: 19 de Julho de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O uso de semicondutores como fotocatalisadores apresenta-se como uma estratégia promissora no tratamento de poluentes orgânicos persistentes. Nesse sentido, o desempenho catalítico dos niobatos de potássio lamelares e suas formas ácidas foram testados perante a reação de degradação do corante Remazol Amarelo Ouro (RNL). Os niobatos (KNb3O8 e o K4Nb6O17) foram preparados pelo método dos precursores poliméricos (PP) e estado sólido (ES). As formas ácidas HNb3O8.H2O e K4-xHxNb6O17 dos niobatos de potássio obtidos pelo método PP, foram preparados partindo da reação de troca iônica utilizando uma solução de HNO3. Os materiais foram caracterizados por DRX, IV, Raman, UV-vis, MEV, BET, PL e Calculo Teórico para estudar o grau de distorção das unidades de [NbO6]. Suas estruturas caracterizadas a longo, médio e curto alcance, estão de acordo com os propostos pela literatura. Os estudos de distorções das unidades de octaedros, relatam que o KNb3O8 possui apenas um tipo de distorção, em contra partida, o K4Nb6O17 apresenta quatro tipos distorções. O octaedro com o maior grau de distorção para o K4Nb6O17, possui uma ligação curta Nb-O (com caráter de dupla) e outra mais alongada. Observa-se que os niobatos na forma potássica possuem melhores desempenhos catalíticos quando comparados as suas formas ácidas e ao P25. Estudos foram feitos para elucidar o mecanismo de descoloração para ambos os niobatos de potássio sintetizados pelo método PP, em que utilizou-se supressores de radicais •OH, •O2- e para espécies e-, h+. Com os resultados obtidos, observa-se que o mecanismo de fotocatálise é por via indireta, ou seja, pela formação dos radicais •OH. Para o KNb3O8 temos que a contribuição para a formação dos radicais •OH é por via e- fotogerados na BC, por outro lado, tanto os e- como os h+ são responsáveis pela formação do radical •OH para o K4Nb6O17. Em especial para reação de descoloração utilizando o KNb3O8, parâmetros reacionais foram estudados como, pH , concentração inicial (C0) do corante, quantidade e variação da temperatura de calcinação do fotocatalisador. Foram analisados três ciclos de reuso para os niobatos de potássio, em que indicam pouca perda de atividade catalítica perante a reação de descoloração.
  • GABRIELLY DOS SANTOS MACIEL
  • Métodos Rancimat e PetroOxy na Investigação do Efeito Antioxidante de Aminas Aromáticas em Biodiesel
  • Data: 13 de Julho de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A problemática relativa ao tempo de vida útil do biodiesel incentivou este estudo, o qual envolveu a avaliação de aminas aromáticas como aditivo antioxidante no retardamento do processo degradativo do mesmo. Além de avaliar dois métodos acelerados de quantificação da estabilidade oxidativa de amostras de biodiesel oriundas de três fontes, a saber, óleo das sementes de algodão (OA), óleo residual residencial (ORR) e óleo residencial comercial (ORC). Todos os parâmetros físico-químicos relacionados as amostras de biodiesel enquadraram-se nos limites estabelecidos pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Primeiramente foi avaliada amostras do biodiesel metílico do óleo das sementes de algodão (BMA) sem e contendo diferentes concentrações de 3,4-diaminotolueno (DAT) pelos métodos PetroOxy (ASTM D7545) e Rancimat (EN 14112). Os valores de período de indução (PI) mostraram maior efeito protetor na maior concentração, independentemente do método de análise. O valor de 8 h especificado pela ANP, usando o método Rancimat, somente não foi alcançado para a amostra com DAT na concentração de 1,25 mmol.kg-1. Assim como o acompanhamento da concentração de DAT, a influência da temperatura foi investigada através do método PetroOxy. A extensão do fator de proteção (FP) nas amostras foi dependente da temperatura e o maior efeito protetor de DAT foi verificado na temperatura de 120°C. Um estudo complementar foi realizado com amostras de BMA, biodiesel do óleo residual residencial (BMRR) e comercial (BMRC), sem e com DAT, N-fenil-o-fenilenodiamina (DNO), N-fenil-p-fenilenodiamina (DNP) e difenilamina (DIF) na concentração de 5 mmol.kg-1 pelo método Rancimat (110°C) e PetroOxy (90, 100, 110 e 120 °C). A análise dos resultados apresentados permitiu concluir que as aminas aromáticas alcançaram um efeito protetor satisfatório contra a auto-oxidação do biodiesel, entretanto o FP da amina aromática dependeu da temperatura e do tipo de biodiesel, bem como do método de análise. Complementarmente, os valores de PI foram acima do regulamentado pela ANP, quando avaliadas pelo método Rancimat, exceto as amostras BMA e BMRR aditivada com DIF e BMRR com DNP.
  • THAYANA MARIA LOPES DE LIMA
  • Estudo Teórico do Estado Iônico da Molécula do HCFC-133a
  • Data: 02 de Julho de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho pretende-se investigar o estado iônico da molécula do HCFC-133a, estado este caracterizado pela primeira vez, e sugerido como uma consequência de resultados prévios obtidos para o CH3Cl. Este estado pode ser descrito como um par iônico conectado por uma ligação de hidrogênio. Dentre as propriedades estudadas podemos destacar caminhos fotoquímicos que levam à sua formação, momento de dipolo, separação de cargas, energia de estabilização e estrutura. Estas propriedades foram estudadas através dos métodos multiconfiguracionais MCSCF, MR-CISD e MR-CISD+Q. Efeitos da função de base também foram levados em consideração. Os resultados indicam grande similaridade entre os estados iônicos do HCFC-133a e do CH3Cl. Porém, a energia de estabilização no caso da primeira molécula é cerca de 1,1 eV menor, o que pode ser explicado pelo grande rearranjo que o cátion [CF3CH2]+ sofre.
  • FRANCISCO GILMÁRIO NUNES FILHO
  • Cloropropil vermiculitas modificadas com derivados de piperazina contendo zinco e cobre como agentes antimicrobianos
  • Data: 28 de Junho de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A vermiculita é um filossilicato planar com estrutura 2:1, di ou trioctaédrica, com alto grau de substituições isomórficas e alta lamelar cuja neutralidade eletrostática por cátions hidratados na região interlamenlar, comumente Mg2+. A ativação ácida da vermiculita gera grupos SiOH, que permitem interação covalente com compostos orgânicos. Neste trabalho, amostras de vermiculita foram ativadas com ácido HNO3 1,00; 2,00 e 3,00 mol.L-1 sendo os produtos silanizados com cloropropiltrimetoxisilano. Os sólidos silanizados reagiram com duas aminas cíclicas, piperazina (PPZ) e 1,4-Bis-(3-aminopropil)piperazina (APPIP). Os sólidos precursores e organofuncionalizados após interação com cobre e zinco, foram aplicados como agentes antimicrobianos. A atividade antimicrobiana foi avaliada pelo teste de concentração inibitória mínima (CIM) para espécies Staphylococcus aureus e Escherichia coli. Os resultados da difração de raios X da vermiculita bruta e sólidos ativados mostraram espaçamento basal de 1,42 nm que foi mantido após silanização, indicando a imobilização na superfície externa da vermiculita. Os espectros de infravermelho dos produtos organofuncionalizados contendo aminas apresentaram novas bandas, referentes à ligações C-H e N-H, confirmando a presença de grupos orgânicos na matriz inorgânica, que foi confirmada pelos dados de análise elementar de cloro a análise elementar de CHN e termogravimetria, indicando efetividade das reações. Os sólidos híbridos dotados de centros básicos nitrogenados mostram potencial para adsorção para metais em meio aquoso. Todos os sólidos resultantes da adsorção com cobre apresentaram um relativo potencial de atividade antimicrobiana para as duas espécies de microrganismos avaliadas, com os melhores resultados de CIM para E. coli em V2-PCu005 e V2-AMPCu005 de 10,4 e 20,8 mg/mL, respectivamente.
  • DANIELLA IRIS DE OLIVEIRA SILVA
  • Uma metodologia baseada em espectrometria UV-VIS e quimiometria para a determinação de N,N-dietil-3-metilbenzamida em repelentes.
  • Data: 27 de Junho de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Nos últimos anos, surtos de doenças transmitidas por vetores tem causado grande apreensão à população. Os repelentes surgem como uma alternativa de prevenção acessível e se torna cada vez vais importante o controle de qualidade destes cosméticos, visto que o teor do princípio ativo está diretamente relacionado à eficiência e ao tempo de proteção proporcionados pelo repelente. Este trabalho propõe o desenvolvimento de uma metodologia para determinação de N,N- dietil-3- metilbenzamida (DEET) em repelentes de insetos em loção, usando espectrometria UV-VIS e calibração multivariada. Para esta finalidade foram desenvolvidos e comparados modelos quimiométricos baseados na regressão pelos mínimos quadrados parciais (PLS), regressão pelos mínimos quadrados parciais por intervalos (iPLS) e regressão linear múltipla com prévia seleção de variáveis pelo algoritmo das projeções sucessivas (SPA-MLR), algoritmo genético (GA-MLR) e formulação stepwise (SW-MLR). Bons resultados foram encontrados com todos os modelos, com valores de RMPSEP variando de 0,88 a 0,92% m/m. Um Teste F realizado com nível de confiança de 95% indicou que não há diferença estatisticamente significativa entre os diferentes modelos desenvolvidos. Adicionalmente, um teste t-pareado (com 95% de confiança) não identificou diferenças entre os métodos propostos e o de referência. Os resultados demonstraram o potencial da espectrometria UV-VIS associada à calibração multivariada para determinar o teor de DEET em repelentes como uma estratégia rápida, simples e com uma boa correlação entre os valores estimados pelo modelo e os valores de referência.
  • RAFAEL FARIAS DE OLIVEIRA
  • Síntese, caracterização e avaliação antimicrobiana de novos compostos derivados da ftalimida.
  • Orientador : PETRONIO FILGUEIRAS DE ATHAYDE FILHO
  • Data: 27 de Junho de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Infecções causadas por bactérias multidrogas-resistentes são muito difíceis o sucesso tratar por ação de antibióticos devido a sua capacidade de desenvolver resistência. O desenvolvimento de novos fármacos é de fundamental importância, sendo uma das principais medidas para evitar ou diminuir a resistência bacteriana. Entre os compostos heterocíclicos a isoindolina-1,3-diona (ftalimida) representa um importante bloco de construção para no planejamento e desenvolvimento novas variedades de fármacos, sabendo que compostos com este bloco estrutural possuem grande diversidade de atividades biológicas tais como: antibacteriana, antifúngica, analgésica, anti-inflamatória, antiviral, antitumoral, analgésica, anticonvulsivante, etc. Neste trabalho, descreve-se a síntese, caracterização de compostos heterocíclicos derivados do ácido 2-(1,3-dioxoisoindolin-2-ila)acético (ftaloilglicina) divididos em duas séries, uma com 2-cloro-arilacetamidas e a outra com 2-cloro-acetatos. Todos os novos compostos foram devidamente caracterizados por técnicas espectroscópicas de IV e RMN de 1H e 13C. As reações se apresentaram rendimentos variando de moderados a bons.
  • WILLY CASTRO RODRIGUES DE ANDRADE
  • “Metodologias baseadas em reação de gota sobre papel para verificação de adulterantes em leite fluido”
  • Orientador : LUCIANO FARIAS DE ALMEIDA
  • Data: 26 de Junho de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O Brasil se encontra em terceiro lugar na produção mundial de leite, mesmo ocupando essa posição, existe importação de leite para suprir a demanda nacional devido ao alto consumo da população. Como o leite é um alimento bastante perecível, é necessário o monitoramento de suas características físico-químicas e microbiológicas em todo o seu percurso antes que ele chegue às mãos do consumidor. Esse monitoramento é necessário para evitar qualquer tipo de fraude no leite ou a venda inadequada do produto, a fraude normalmente é feita com a intenção de máscara a má qualidade do produto quando ele não está de acordo com parâmetros definidos pelo ministério da agricultura pecuária e abastecimento (MAPA). A legislação vigente dispõe de todas as análises que devem ser feitas no leite quando esse está na condição de matéria-prima ou de produto final. O objetivo desse trabalho foi criar um dispositivo baseado na técnica de papel reativo, capaz de identificar as fraudes de agentes conservantes, reconstituinte e neutralizante em poucos segundos, que seja pratico, de baixo custo, com baixo consumo de reagente e amostra, mínima geração de resíduos e que possa ser levado a campo e utilizado por qualquer pessoa. O dispositivo é de teor qualitativo e deve ser utilizado para identificar a presença ou não da fraude de acordo com testemunho que estará ao lado do usuário quando esse for observar o leite em análise. O total de amostras utilizadas nesse trabalho foi uma quantia de 23 , onde 7 500mL foram de leite cru e 16 de 1L de ultra alta temperatura(UAT), onde das 7 amostras de leite cru 2 foram utilizadas para observar as mudanças de cores que os produtos formados pelas reações colorimétricas propiciavam no leite, 2 para montar as curvas analíticas e 3 para validar o método, das 16 amostras de leite UAT, 4 foram utilizadas para observar as mudanças de cores das reações colorimétricas, 3 para montar as curvas analíticas e 9 para validar o método. Os conservantes analisados nesse trabalho foram o Peroxido de Hidrogênio que apresentou resposta positiva a partir de uma concentração de 0,3%(v/v) tanto para o leite cru quanto para o leite UAT, de acordo com a reação de oxidação do peróxido de hidrogênio com Óxido de vanádio (V) em ambiente ácido, o Ácido Salicílico que apresentou resposta positiva a partir de uma concentração de 250mgL-1 tanto para o leite cru quanto para o leite UAT isso baseado em uma reação complexometrica com Fe(III). O reconstituinte analisado foi o amido, sua determinação reação complexação entre ele e o triiodeto, dando resposta positiva a uma concentração de 0,03%(m/v). A presença de agentes neutralizantes foi observada com o auxílio indicador azul de bromo timol em meio ácido, durante o estudo observou-se que em pH igual a sete ,a solução fica verde e em altos valores de pH torna-se azul, no presente estudo foi visto que entre pH 8 e 9,5 a cor observada é uma mescla de verde com azul e que a partir de pH 10 a coloração fica completamente azul. E em pH menores que 7 a solução é amarela.
  • WELISSON DE PONTES SILVA
  • Síntese, caracterização e avaliação das propriedades térmicas e óticas de cristais líquidos discóticos derivados de azo-2,3-difenilquinoxalinas
  • Data: 22 de Junho de 2018 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Cristais líquidos (CLs) constituem importantes materiais com propriedades de ordem e fluidez. O controle das características de auto-organização e automontagem pode ser realizado pela introdução de um interruptor ótico, como o sistema azobenzeno. Propriedades luminescentes e de transporte de carga podem ser agregadas pela incorporação do centro quinoxalina. Neste contexto, esta dissertação apresenta a síntese e caracterização das propriedades mesomórficas e óticas de quatro séries de compostos derivados do azobenzeno 1,4-dissubstituídos ligados ao centro quinoxalina. As moléculas são constituídas pelo centro rígido central azobenzeno, onde, em uma das extremidades foram introduzidos grupos com polaridades, tamanhos e propriedades eletrônicas diferentes, como grupos OC10H21, NO2, Cl, OCH3 e OC8H17 (cadeia alcóxi ramificada). Na outra extremidade, tem-se o centro quinoxalina substituído nas posições 2,3 com grupos metoxifenil ou dodeciloxifenil. Para ligar o sistema azobenzeno a quinoxalina foi utilizado o grupo éster, que pode ser diretamente ou utilizando um espaçador de seis carbonos. Os compostos foram caracterizados por espectroscopia na região do infravermelho, ressonância magnética nuclear de 1H e 13C e espectrometria de massas. As propriedades mesomórficas foram investigadas por Microscopia Ótica Luz Polarizada (MOLP), Calorimetria Diferencial de Varredura e difratometria de raios-X (DRX) em temperatura variada. Os resultados mostraram que os grupos dodeciloxifenil na porção quinoxalínica e grupos compactos elétrons retiradores no sistema azobenzeno favoreceram a estabilização da mesofase colunar enquanto que os grupos metoxifenil na porção quinoxalínica foi determinante na geração de materiais que não apresentam cristalização no resfriamento, mantendo-se como um sólido vítreo. Os compostos apresentaram fraca luminescência na região do azul com maiores intensidades para os compostos com o grupo espaçador de seis carbonos devido a maior distância intramolecular dos cromóforos azobenzeno e quinoxalina. Os compostos apresentaram foto-isomerização reversível em solução e também na mesofase sendo avaliado por MOLP e DRX.
  • MATHEUS DE HOLANDA COSTA
  • Um método fluorimétrico para determinação de Cobre em vinhos usando extração em fase sólida e ...
  • Data: 07 de Março de 2018 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pelo aluno
  • THIAGO MARINHO DUARTE
  • Catalisadores a base de BaSnO3 modelados computacionalmente por método DFT.
  • Orientador : IEDA MARIA GARCIA DOS SANTOS
  • Data: 28 de Fevereiro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As Perovskitas baseadas em Estanho são materiais promissores devido as suas propriedades físicas e químicas que são governadas por características eletrônicas e estruturais do bulk e de suas respectivas superfícies. Tais propriedades permitem que o BaSnO3 (BSO) possa ser aplicado como sensor de gás, fotocatalisador, condutor ótico transparente, entre outras aplicações. Estudos experimentais têm revelado que a estrutura cúbica do BSO é a mais estável termodinamicamente. No entanto, estanatos desta classe de materiais podem adotar estruturas polimorfas tais como, tetragonal, romboédrica e ortorrômbica. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi modelar e simular computacionalmente as principais propriedades do BSO na fase cúbica aplicando a Teoria do Funcional de Densidade tendo em consideração a influência da metodologia aplicada na descrição das propriedades. Além da estrutura cúbica, as fases polimórficas do BSO foram avaliadas sobre alta pressão (0 a 30 Gpa), com objetivo de investigar a possibilidade de obtenção de outras fases do BSO. As equações de Estado (EOS) Murnaghan, Birch-Murnaghan, Poirier-Tarantola e Vinet foram usadas para determinar as relações energia-volume e pressão-volume para as diferentes estruturas a T = 0 K. A EOS de Murnaghan indicou que as transições de fase cúbica → tetragonal → romboédrica → ortorrômbica (checar) ocorrem a 8,98, 16,40 e 16,90 GPa, respectivamente, indicando a possibilidade de obtenção de outras fases para o BSO. Na segunda etapa, as superfícies estequiométricas e não estequiométricas (001), (011) e (111) do BSO foram estudadas quanto a energia de superfície e estabilidade. A superfície não estequiométrica mais estável é a (001) com terminação SnO, enquanto as superfícies estequiométricas (001) e (011) podem existir simultaneamente. Esta condição teve implicação direta na morfologia do cristal que foi analisado pela Construção de Wullf e possibilitou a construção de um mapa morfológico desta estrutura. Finalmente, a superfície estequiométrica (001) com a terminação BaO foi selecionada para aplicações como catalisador da água, levando em consideração a interação e possível dissociação da molécula de água sobre tal superfície. A partir do estudo da orientação e sitio da adsorção da água, verificou-se que a água interage com a superfície do BSO através do hidrogênio. No entanto, as análises topológicas mostraram que a ligação química foi quebrada entre o hidrogênio que interage com a superfície e o oxigênio da água. Esses dois átomos têm interação, uma ligação de hidrogênio, mas a ligação química está quebrada. Por outro lado, o hidrogênio adsorvido e o oxigênio superficial do BSO formam uma ligação química e, a partir da análise da estrutura de bandas e densidade dos estados, confirma-se a interação e quebra a molécula de água. Esses resultados corroboram com a proposta da ionização da molécula de água na superfície do material, que representa um processo de hidroxilação e, do ponto de vista experimental, torna-se um aspecto ainda mais relevante no tratamento de corantes e processos de descoloração.
  • HARYANE RIBEIRO MORAIS DA SILVA
  • Síntese e caracterização das propriedades fotoluminescentes de complexos aquo-solúveis fortemente luminescentes do tipo B-dicetona - Ln(III)-EDTA.
  • Data: 26 de Fevereiro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pela aluna
  • KELLY DANUBIA DA SILVA
  • Aplicação de pontos quânticos de carbono de xiquexique na determinação de taninos em chás empregando um analisador flow-batch com detecção fluorimétrica
  • Data: 26 de Fevereiro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho se refere a um novo método automático em fluxo-batelada para determinação fluorimétrica de taninos em chás empregando pontos quânticos de carbono (PQCs). Os PQCs foram sintetizados utilizando uma estratégia simples e fácil pelo método hidrotérmico e foi empregado o xiquexique e a etanolamina como precursor de carbono e funcionalizante, respectivamente. As propriedades estruturais e ópticas dos PQCs foram investigadas pelas técnicas de difração de raio X, UV–Vis, FTIR e espectroscopia de fluorescência. Os PQCs sintetizados obtiveram um alto rendimento quântico de 13,58% e excelente solubilidade em água. Foi verificado que a fluorescência dos PQCs pode ser significativamente reduzida na presença de taninos em amostras de chá verde e preto, em tampão fosfato pH 8. O mecanismo de extinção da fluorescência pode ser atribuído às interações entre os grupos presentes na superfície dos PQCs com os taninos. Para esta análise, foi utilizando o sistema automático flow-batch, com uma câmara de mistura e reação, na qual era feita a excitação, utilizado um LED-ultravioleta, e a aquisição dos espectros de fluorescência on-line através de um espectrofluorímetro portátil como detector. Os resultados obtidos com o método proposto foram comparados com o de referência para determinação de taninos, e os limites de detecção e os desvios padrão relativo foram estimados como sendo 0,102 mg L-1 e < 2,91 % (n = 3), respectivamente. A intensidade de fluorescência de taninos-PQCs apresentou uma resposta linear com a concentração de tanino na faixa de 2,0 a 30 mg.L-1com r2=0,996, além de uma frequência analítica bastante satisfatória (18,9 h–1).
  • EDVALDO ALVES DA SILVA JUNIOR
  • Planejamento e síntese de derivados ......
  • Orientador : JULIANA ALVES VALE
  • Data: 23 de Fevereiro de 2018 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pelo aluno
  • IRAN FERREIRA DA SILVA
  • Cálculos de estrutura eletrônica e propriedades fotofísicas em compostos de coordenação com íons lantanídeos
  • Orientador : WAGNER DE MENDONCA FAUSTINO
  • Data: 29 de Janeiro de 2018 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pelo aluno.
  • WANDERSON BARROS COSTA
  • Hidroxiapatita modificada com óxidos de Sr, Ti e Zr para aplicações odontológicas
  • Data: 26 de Janeiro de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pelo aluno
2017
Descrição
  • KATIANE JUDY BATISTA DA COSTA
  • Avaliação da atividade fotocatalítica das nanoestruturas de hexaniobato de potássio após esfoliação e reempilhamento do material
  • Data: 15 de Dezembro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O niobato lamelar K4Nb6O17 foi sintetizado pelo método do estado sólido e resultou na fase trihidratada, exibindo célula unitária ortorrômbica. O K4Nb6O17.3H2O foi primeiramente protonado com solução de HNO3 e depois esfoliado com TBAOH, como agente expansor. A suspensão coloidal obtida da esfoliação sofreu variação de pH para a realização do estudo morfológico das nanofolhas. Após a ajuste dos pHs, foi realizado o processo de reempilhamento das nanofolhas com as características estruturais (tabular ou enrolada) desejadas. Dois métodos de reempilhamento foram desenvolvidos neste trabalho, com a intenção de obter um rendimento satisfatório do material. A eficiência dos catalisadores obtidos foi avaliada por meio da fotodescoloração do corante Amarelo Remazol Ouro (RNL). Ás análises de caracterização dos materiais empregadas neste trabalho foram: difração de raios-X (DRX), análise termogravimétrica (TG/DTA), espectroscopia de absorção na região do ultravioleta e do visível (UV-Vis), espectroscopia vibracional na região do infravermelho (FTIR), análise da área superficial pelo método de BET e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os resultados de DRX mostraram que os materiais reempilhados apresentaram baixa organização a longo alcance, e picos referentes á morfologia estrutural tabular e enrolada. A metodologia-2 desenvolvida neste trabalho obteve melhor rendimento que a metodologia-1, porém não manteve as características estruturais desejadas. O resultado de BET indicou que o material reempilhado apresentou maior área superficial em relação ao material inicial e característica mesoporosa. Nos testes fotocatalíticos, o material inicial (K4Nb6O17.3H2O) apesar da menor áreas superficial, apresentou uma eficiência de 97% de descoloração da solução (RNL), com 2h de reação. Os espectros de FTIR dos materiais reempilhados apresentaram modos vibracionais referente aos octaedros distorcidos [NbO6] menos pronunciados.
  • FLAVIANA JUSTINO ROLIM SEVERO
  • ELETRODO DE PASTA DE CARBONO MODIFICADO COM FTALOCIANINA DE COBALTO PARA DETERMINAÇÃO DE CARBENZIM EM LARANJAS
  • Data: 14 de Dezembro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Os pesticidas são amplamente empregados para o controle de pragas agrícolas, garantindo a produtividade do setor, em nível mundial. Nesse contexto,carbendazim (MBC)methyl benzimidazol-2- ylcarbamateum fungicida sistêmico, classe toxicológica III, está entre os mais utilizados para o cultivo de citros,e tem aplicação foliar regulamentada no Brasil pela ANVISA, que estabelece como ingestão diária aceitável (IDA) o valor máximo de 0,02 mg kg-1 de MBC em relação ao peso corporal. A determinação de MBC pode ser feita diretamente na célula eletroquímica, com míninas etapas de tratamento da amostra. Desse modo,neste trabalho, foi confeccionadoum eletrodo de pasta de carbono modificado com ftalocianina de cobalto para determinação de carbenzim em laranjas. A preparação do eletrodo envolveu a mistura de pó de grafite, óleo mineral e de fitalocianina de cobalto em diferentes percentagens.As amostras de laranjas foram coletadas em supermercados locais da cidade de João Pessoa - PB.As técnicas voltamétricas utilizadas foram voltametria cíclica (VC) e de onda quadrada (VOQ). Os estudos foram realizados em potenciostato/galvanostato modelo PGSTART® 302N Metrohm, eletrólito suporte tampão Briton Robson (BR)pH 4,5 e eletrodos de Ag/AgCl e fio de platina como de referência e auxiliar respectivamente. Para a curva analítica, a faixa de linearidade obtida foi de 95,11 a 667,9 µg L-1, R2 = 0,9987, com limites de detecção de 12,0 µg L-1 e 40,1 µg L-1para limite de quantificação, respectivamente. Os estudos de exatidão apresentaram valores de recuperação 102 % e 93,8 % e 98,2 % de MBC, considerados na faixa de limite permitida (70 a 120 %). Este trabalho é pioneiro nos estudos de oxidação eletroquímica do MBC sobre EPC-CoPC.O eletrodo é de simples confecção, fácil renovação da superfície baixo custo. O estudo da percentagem de EPC-CoPC como agente modificador em pasta de carbono indicou que a melhor percentagem foi 1% CoPC. O uso do EPC–CoPC para determinação de MBC em laranjas demonstrou aplicabilidade para as amostras estudadas, com a vantagem da utilização de instrumentação simplificada e de baixo custo tanto para aquisição quanto para manutenção, rápida resposta analítica, elevada sensibilidade, promissor para aplicação em outras matrizes de alimentos.
  • JOAO JARLLYS NOBREGA DE SOUZA
  • Óxidos de Ferro e Alumínio aplicados no processo Fenton para degradação de Fenol
  • Data: 13 de Dezembro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho buscou-se sintetizar materiais dopados, substituindo o ferro e o alumínio nas matrizes de Fe2O3 e Al2O3, respectivamente, usando o método dos precursores poliméricos. Estes materiais foram por análise térmica (TG/DTA), espectroscopia de infravermelho (IV), espectroscopia na região do Ultra-violeta - visível, espectroscopia RAMAN, Difração de Raios-X (DRX), Fluorescência de raio-X por energia dispersiva e área superficial pelo método de BET. A atividade catalítica dos materiais foi avaliada na reação de oxidação do fenol em meio aquoso, avaliando o efeito da dopagem com ferro ou alumínio na degradação do fenol, pelo processo Fenton heterogêneo, que foi quantificado por dois métodos diferentes, Folin-Ciocalteu e cromatografia líquida de alta eficiência. Após os testes catalíticos, foi observado que houve degradação de 94% do fenol com duas horas de reação, chegando ao máximo de 99% com quatro horas. Este material foi reutilizado por três vezes para o mesmo processo catalítico, mantendo o percentual de degradação após quatro horas de reação. A estabilidade química do material foi avaliada e observou-se que não há lixiviação do ferro.
  • SANDRO DUTRA DE ANDRADE
  • Síntese e caracterização de novos adutos de Morita-Baylis-Hillman (AMBH) homodiméricos com potencial anticâncer.
  • Data: 13 de Dezembro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pelo aluno.
  • JOAO PAULO GOMES DE OLIVEIRA
  • SÍNTESE DE NOVOS HÍBRIDOS MOLECULARES ENTRE A ESTRUTURA PRIVILEGIADA 7-CLOROQUINOLINA E ADUTOS DE MORITA-BAYLIS-HILLMAN CANDIDATOS A FÁRMACOS ANTITUMORAIS E ANTIPARASITÁRIOS
  • Data: 11 de Dezembro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho foi realizado com o objetivo de sintetizar e bioavaliar derivados da 7-cloroquinolina como potenciais candidatos a fármacos. A importância do núcleo quinolínico está relacionada com suas diversas áreas de aplicabilidade, o tornando um ponto chave para o desenvolvimento racional de novos candidatos a fármacos. Sendo assim, propomos neste trabalho a síntese de derivados quinolínicos por meio da reação de Morita-Baylis-Hillman com nitro-benzaldeídos usando do auxílio de espaçadores saturados de diferentes dimensões, variando de dois a quatro carbonos. A primeira etapa do trabalho foi realizar a preparação dos álcoois 2-5 por meio de uma reação de substituição nucleofílica aromática; seguida pela formação dos acrilatos intermediários 6-9 por meio de duas metodologias, via reação de Steglish (DCC/DMAP) ou pela formação do intermediário halogenado, e como último passo, a reação de Morita-Baylis-Hillman, gerando produtos finais com rendimentos satisfatórios. Os teste biológicos foram realizados in vitro em cepa de Leishmania amazonensis e em linhagens de células cancerígenas de MCF-7 (câncer de mama), HCT-116 (câncer colo-retal), HL-60 (leucemia mielóide crônica) e NCI -H292 (câncer de pulmão). Os resultados foram promissores tanto por parte dos adutos híbridos quanto por parte dos intermediários desenvolvidos nesse trabalho, sugerindo possível influência dos espaçadores na atividade biológica.
  • LUCIANA BARBOSA DA SILVA
  • Síntese e caracterização de novos híbridos moleculares entre a 1,3,5-triazina e adutos de Morita-Baylis-Hillman com pootencial atividade antineoplásica.
  • Data: 11 de Dezembro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Não disponibilizado pelo aluno
  • RAYSSA BARBOSA DE MEDEIROS
  • Síntese e caracterização de olinitretos lamelares com fórmula K1+xM2Nb3O10-xNx aplicado na descoloração fotocatalítica de Remazol amarelo Ouro
  • Data: 09 de Dezembro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pelo aluno.
  • VANUBIA PONTES DOS SANTOS
  • Síntese e propriedades fotocatalíticas de heteroestruturs de g-C3N4/K4Nb6O17 aplicadas na fotodescoloração do corante remazol amarelo ouro
  • Data: 05 de Dezembro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pelo aluno
  • MARDEN EUGENIO DE OLIVEIRA SILVA
  • Extração em ponto nuvem para a determinação de benzo(a)pireno em água potável da cidade de João Pessoa por espectrometria de fluorescência molecular
  • Data: 04 de Dezembro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Não disponibilizado pelo aluno
  • VERLUCIA AMANDA MACHADO DE FREITAS
  • Estudos SAR e QSAR-2D de derivados de N-benzoil-2-hidroxibenzamidas ativos contra Plasmodium falciparum
  • Data: 23 de Novembro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Dentre as doenças parasitárias tropicais, a malária é uma das mais devastadoras. Um dos agentes causadores é o Plasmodium falciparum, que é responsável pelas mais altas taxas de mortalidade. Embora existam alguns medicamentos empregados no tratamento da malária, questões como a resistência dos parasitas e a baixa eficácia dos tratamentos torna o desenvolvimento de novos fármacos extremamente necessário. Existe um grande interesse comercial para predizer a atividade biológica de novas moléculas e uma metodologia muito utilizada são os estudos da relação estrutura-atividade. Neste trabalho, utilizou-se um conjunto de 39 derivados de N-benzoil-2-hidroxibenzamidas e foram calculadas algumas propriedades eletrônicas utilizando o método DFT com o funcional M06-2X e o conjunto de bases 6-311+g(d,p), além de descritores físico-químicos e estruturais, com a utilização da plataforma on-line E-dragon 1.0. Análises de relação entre estrutura e atividade (SAR) e de relações quantitativas entre estrutura e atividade bidimensionais (QSAR-2D) foram realizadas com diferentes técnicas quimiométricas classificadas em três categorias: reconhecimento de padrões não-supervisionado (HCA e PCA), reconhecimento de padrões supervisionado (KNN, SIMCA, PLS-DA e LDA) e calibração multivariada (PLS e MLR) com seleção de variáveis para classificação pelos métodos de Peso de Fisher, SPA (Algoritmo das Projeções Sucessivas) e GA (Algoritmo Genético), e seleção de variáveis para calibração usando OPS (Seleção de Preditores Ordenados) e GA. Nas análises HCA e PCA verificou-se agrupamentos característicos e a separação das amostras ativas e inativas. Nas técnicas de classificação, os modelos SIMCA, PLS-DA e GA-LDA demonstraram confiabilidade e boa consistência interna com índices de acertos acima de 90% para classificação e predição. Os descritores selecionados sugerem que existem características estruturais que permitem separar os compostos ativos dos inativos no espaço químico definido. Para a calibração multivariada, o método de seleção de variáveis OPS em conjunto com o PLS conduziu a uma melhor proposta de modelo QSAR, que se mostrou robusto e preditivo para a atividade antimalárica da classe de compostos estudados, com coeficientes de correlação q2 = 0,75, r2 = 0,81 e R2pred = 0,89. Para o melhor modelo, a atividade antimalárica está associada aos descritores do tipo 2D autocorrelations, Edge Edge adjacency índices, Information Indices, descritores WHIM, RDF e 3D-Morse, e o descritor químico-quântico polarizabilidade. Os resultados apresentados demonstraram que o procedimento desenvolvido para o conjunto de N-benzoil-2-hidroxibenzamidas permitiu a obtenção de modelos confiáveis e preditivos, fornecendo subsídios para a síntese e avaliação biológica de novos compostos com características estruturais semelhantes às estudadas e potencialmente mais ativos conta o P. falciparum.
  • ARQUIMEDES JOSÉ MOURA E SILVA FILHO
  • Investigação eletroquímica e determinação voltamétrica do fármaco mebendazol usando eletrodo de carbono vítreo.
  • Data: 20 de Novembro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • O mebendazol (MBZ) é um fármaco com propriedades anti-helmínticas que apresenta funções larvicidas e orvicidas, sendo bastante eficaz no combate a ascaradíase, tricuriase, enterobíase, teníase e ancislotomíase, que são doenças encontradas, principalmente, em países subdesenvolvidos e em desenvolvimento, devido à falta de informação com relação a higiene e de saneamento básico. Uma boa parte da população também não possui conhecimento a respeito do descarte de medicamentos e nem das possíveis consequências causadas ao meio ambiente e aos seres humanos, oriundas do descarte inadequado de fármaco, necessitando de métodos analíticos sensíveis para a determinação desses compostos em níveis de traços. Os métodos cromatográficos e espectrométricos são os mais empregados para a determinação do MBZ. Neste trabalho foi utilizado os métodos voltamétricos para os estudos eletroquímicos (voltametria cíclica – VC, voltametria de pulso diferencial – VPD e voltametria de onda quadrada – VOQ) e desenvolvimento de um método em VOQ para a determinação desse fármaco sobre um eletrodo de carbono vítreo (ECV). Um pico de oxidação eletroquímica reversível do MBZ (P1 ≈ +1,15 V), um pico de redução ( P2 ≈ +1,10V) e um produto de oxidação (P3 ≈ 0,39V) foi verificado sobre VC. Através do estudo de pH, realizado pela técnica VPD, foram observado um processo de oxidativo revelou ampla dependência (1,0 ≤ pH ≤ 4,0) com os potenciais de pico de modo que o mecanismo de reação envolve a transferência de 2H+/2e- e (5,0 ≤ pH ≤ 10,0) 2e- para o P1, obtendo um pKa = 4,0 e apresentando um intensidade de corrente máxima em pH = 1,0 (H2SO4 0,1 mol L-1). O estudo de pH também foi realizado por VOQ (1,0 ≤ pH ≤ 10,0), onde o pH 7,0 (tampão Britton-Robson 0,1 mol L-1) foi o que apresentou maior sensibilidade em termos de corrente e utilizado para fins analíticos. Uma metodologia empregando VOQ foi desenvolvida, sendo as melhores condições de análise: pH 7,0 (tampão BR 0,1 mol L–1), f = 80 s–1, ΔEs = 1 mV, ΔEp = 80 mV, td = 30 s, a excelente resposta do material pré-concentrado permitiu o desenvolvimento de uma metodologia analítica com uma faixa de linearidade de 1,23 × 10–8 a 1,84 × 10–7 mol L-1, com limites de detecção e quantificação de 1,99 × 10–9 e 6,65 × 10–9 mol L–1, respectivamente. O sensor apresentou repetibilidade (DPR = 3,91%) e reprodutibilidade (DPR = 4,60%).
  • ANA RITA FERREIRA ALVES TEIXEIRA
  • Ti02-Brokita obtido pelo método hidrotermal assistido por micro-ondas com aplicação na degradação fotocatalítica do corante remazol amarelo ouro
  • Data: 17 de Novembro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pela aluna
  • DIANA SILVA MATIAS DE ARAÚJO
  • Controle de dosagem de corantes em artigos texteis utilizando análise de imagens digitais e regressão em mínimos quadrados parciais de Kernell (KPLS)
  • Data: 23 de Outubro de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Não enviado pela aluna
  • CARLOS MONTEIRO DE LIMA
  • CLASSIFICAÇÃO DE VINHOS PRODUZIDOS NO VALE DO SÃO FRANCISCO BASEADA EM IMAGENS DIGITAIS E QUIMIOMETRIA
  • Data: 18 de Outubro de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo propor uma metodologia simples, rápida e de baixo custo, baseada em imagens digitais e em técnicas de reconhecimento de padrões, para classificação de vinhos produzidos no Vale do São Francisco, região vitivinícola localizada no nordeste brasileiro, contribuindo para o processo de certificação de indicação geográfica destes vinhos. Foram usadas amostras de vinhos tintos, finos e tranquilos, comprados em supermercados de Natal/RN e de João Pessoa/PB ou doadas por vitivinicultores e instituições de pesquisa localizadas na Região do Vale do São Francisco (VSF). Três abordagens de classificação foram consideradas, tomando como referência a origem geográfica (com duas classes: VSF e Mundo), os vitivinicultores (com três viticultores do VSF) e as variedades de uvas (Cabernet Sauvignon, Syrah e Touriga Nacional). Cem amostras foram usadas na abordagem de classificação em função da origem geográfica dos vinhos e os modelos apresentaram Taxa de Classificação Correta (TCC) do conjunto de teste de 80,7% e 93,6%, respectivamente, com os dados RGB e HSI e modelagem com SPA-LDA e de 61,3% e 83,9%, respectivamente, com os dados RGB e HSI e modelagem com PLS-DA. Na abordagem de classificação em função dos vitivinicultores, 70 amostras foram usadas e os valores de TCC dos conjuntos de teste foram, igualmente para os dados RGB e HSI, de 100% e 95,5%, respectivamente, para os modelos construídos com SPA-LDA e PLS-DA. Na abordagem de classificação considerando-se as variedades de uvas presentes na composição dos vinhos varietais, 48 amostras foram usadas e os modelos construídos com SPA-LDA e PLS-DA obtiveram TCC de 100% nos conjuntos teste para os pares Cabernet Sauvignon versus Touriga Nacional e Syrah versus Touriga Nacional, tanto com os dados RGB quanto com os dados HSI. Na comparação entre as Cabernet Sauvignon versus Syrah, os modelos SPA-LDA alcançaram iguais resultados com os dados RGB e HSI, com TCC de 72,7%, para os conjuntos teste, enquanto os modelos obtidos com PLS-DA alcançaram TCC iguais 72,7% e 81,8% nos conjuntos de teste, respectivamente, com os dados RGB e HSI. Os resultados demonstram a viabilidade do uso imagens digitais associadas a ferramentas quimiométricas para classificação de vinhos em função de sua origem geográfica, vitivinicultor e composição varietal, de forma simples, rápida, com baixo consumo de amostras, sem usar qualquer pré-tratamento, reagentes químicos ou diluição das amostras e com baixa geração de resíduos.
  • ANNA LUIZA BIZERRA DE BRITO
  • Desenvolvimento de métodos analíticos para monitoramento da qualidade de farinhas de cafés
  • Data: 11 de Outubro de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A busca por uma melhor qualidade de vida tem levado ao aumento do consumo de alimentos com propriedades funcionais. Garantir a qualidade de tais alimentos é um aspecto de grande relevância e, por isso, os parâmetros de qualidade vêm sendo constantemente monitorados por órgãos de fiscalização. Assim, este trabalho de tese de doutorado apresenta o desenvolvimento de métodos analíticos que foram avaliados para monitorar alguns parâmetros de qualidade em amostras de farinhas funcionais e cafés. O trabalho foi dividido em três etapas. A primeira etapa (capítulo II) relata a determinação das concentrações dos macrelementos, microelementos e elementos não essenciais em 60 amostras de farinhas funcionais de 20 diferentes tipos. A espectrometria de emissão óptica com plasma indutivamente acoplado (ICP OES) e espectrometria de massa com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS) foram utilizadas nas determinações destes elementos. Uma abordagem estatística utilizando Análise por Componentes Principais (PCA) foi realizada para análise exploratória dos dados (elementos) na caracterização das amostras de farinhas. As concentrações dos macroelementos (K> P> Ca>Mg), variaram de 746,4 a 30.328 mg kg-1, e as concentrações dos microelementos (em ordem decrescente para Fe, Al, Mn, Cu, Mo e Cr), variaram de 0,03 até 160,1 mg kg-1. Os elementos não essenciais, As, Cd e Pb, determinados em algumas amostras das farinhas apresentaram concentrações que estavam dentro da faixa requerida para uma ingestão diária. Na segunda etapa (Capítulo III) foram investigadas diferentes estratégias de transferência de modelos de calibração para determinar propriedades de proteínas brutas e fibras em amostras de farinhas com propriedades funcionais utilizando instrumentos que trabalham na região do infravermelho próximo (NIR) portátil e de bancada. Neste estudo, métodos de padronização direta (DS), padronização direta por partes (PDS) e padronização reversa (RS) foram avaliados para a transferência dos espectros obtidos nos dois instrumentos e diferentes números de amostras de transferência foram testados. Os modelos de calibração dos Mínimos Quadrados Parciais com o espectro completo (PLSespectro completo), PLS com os coeficientes de regressão significativos selecionados pelo algoritmo Jack-Knife (PLS/JK) e Regressão Linear Múltipla (MLR) com prévia seleção de variáveis pelo Algoritmo das Projeções Sucessivas (MLR/SPA) foram avaliados. Os resultados mostraram que os menores valores da Raiz do Erro Quadrático Médio de Predição (RMSEP) foram obtidos com os modelos PLSespectro completo (1,10) e MLR/SPA (1,45) para o parâmetro proteína bruta usando o método DS, enquanto para fibra, o valor RMSEP mais baixo foi obtido utilizando o PLSespectro completo (2,34) com RS, embora não tenha sido encontrada diferença estatisticamente significava entre os valores de RMSEP obtidos para os modelos analisados, confirmados através do teste F (95% de nível de confiança). Por fim, na terceira etapa (Capítulo IV) a Análise Termogravimetrica (TGA) aliada a Análise Discriminante Linear (LDA) foi usada para classificar amostras de cafés quanto ao tipo cafeinado ou descafeinados. Os modelos de classificação foram construídos através da associação da LDA e algoritmos de seleção de variáveis: SPA, Algoritmo Genético (GA) e Stepwise (SW). O modelo GA/LDA não apresentou nenhum erro na classificação das amostras de teste (cafeinado: 8; descafeinado: 5) enquanto os modelos SPA/LDA e SW/LDA apresentaram 1 erro em cada. Os modelos foram comparados em termos de exatidão e dos valores de especificidade e sensibilidade obtidos para as amostras de teste, em que o GA/LDA apresentou a melhor performance com 100% de exatidão e 1,00 nos valores de sensibilidade e especificidade para cada classe.
  • JOSE LICARION PINTO SEGUNDO NETO
  • Uma nova abordagem para resolver deficiência de posto, desalinhamento de pico e interferências na análise de aminas biogênicas em peixes usando HPLC-DAD
  • Data: 10 de Outubro de 2017 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • As aminas biogênicas (ABs) são usadas como indicadores de degradação em alimentos e em elevadas concentrações podem causar danos ao organismo. As ABs são produzidas pela ação de microrganismos através da descarboxilação enzimática de aminoácidos naturais. Existem diversas ABs, no entanto, apenas a histamina é controlada por órgãos regulamentadores como ESFA (European Food Safety Authority) e FAO/WHO (Food and Agriculture Organization of the United Nations/World Health Organization). Alguns inconvenientes estão presentes nas análises de ABs. A elevada energia de transição eletrônica requer uma etapa de derivatização previamente à análise usando HPLC-DAD (high-performance liquid chromatography – diode array detector). A derivatização mais comum é a que utiliza o cloreto de dansil. No entanto, esta é uma reação não seletiva que ocorre com qualquer amina primária ou secundária o que leva a interferentes coeluidos com perfis muito correlacionados, resultando em deficiência de posto. Além da deficiência de posto, os dados apresentam quebra da trilinearidade devido ao deslocamento da retenção frequentemente presente em dados de cromatografia. A forma mais comum de resolver deficiência de posto é o uso de um detector mais seletivo, no entanto, essa abordagem eleva o custo da análise e a complexidade no tratamento de dados, além de nem sempre esse detector mais seletivo existir para a análise em questão. A metodologia proposta neste trabalho faz uso de uma eluição isocrática de apenas quatro minutos, o que eleva a frequência analítica e está de acordo com os princípios da química analítica verde por reduzir o volume de solvente gasto. Com esta abordagem desenvolvida foi possível obter limites de quantificação entre 0,08 e 0,15 mg kg-1 em amostras sintéticas e entre 0,04 e 0,17 mg kg-1 em amostras de peixe, que estão bem abaixo do limite máximo de 50 mg kg-1 estabelecido pela FAO/WHO e pela ESFA para histamina. Foram alcançados resultados exatos na predição das dezesseis amostras sintéticas com REP (root error of prediction) variando entre 4,0 e 8,0 %. Foi possível identificar as ABs nas amostras de peixe recém-pescado em baixas concentrações, no entanto o aumento desta concentração pode ser observado ao realizar um estudo cinético de degradação das quatro amostras acondicionadas a 4 ̊C por treze dias. Neste trabalho, mostrou-se a eficiência do alinhamento de pico com o coshift em restaurar a trilinearidade dos dados HPLC-DAD. Desse modo, foi possível alcançar a vantagem de segunda ordem usando o MCR-ALS (Multivariate curve resolution - alternating least squares) aumentado no modo espectral. Até o momento não havia proposta para alcançar a vantagem de segunda ordem em dados com essas características sem recorrer à separação dos constituintes que causam deficiência de posto ou ao uso de outro detector sincronizado que seja mais seletivo.
  • HELIVALDO DIOGENES DA SILVA SOUZA
  • Síntese, Caracterização e Avaliação Biológica de Novos Organoselênio
  • Data: 22 de Setembro de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Na busca de novos compostos com aplicação sintética e na construção de desenvolvimentos de novos fármacos, os compostos de organoselênio vêm se destacando bastante nas últimas décadas. Os compostos de organoselênio possuem uma larga gama de atividades biológicas tais como: antibacteriana, antiviral, antifúngica, anticâncer, anti-inflamatória, antinociceptivo, etc. Neste trabalho, descreve-se a síntese, caracterização e os estudos antimicrobiano e citotoxicidade dos compostos organoselênio. A síntese dos compostos foram obtidos em 3 etapas: i) a produção do hidrogenoseleneto de sódio pela reação de selênio (preto em pó) com borohidreto de sódio em uma solução aquosa; ii) o NaHSe reage com cloretos de aroila formando aroilselenetos de sódio; iii) é produzido os derivados do selenol ésteres pela reação do aroilselenetos de sódio com as 2-cloro-N-arilacetamidas. Os compostos foram caraterizados pelas técnicas espectroscópicas de IV, RMN 1H e 13C. Na avaliação antimicrobiana in vitro, os compostos apresentaram atividade frente a diversas linhagens de Staphylococcus aureus com concentração inibitória mínima na faixa de 16-256 em µg/mL, destacando-se os compostos HSe01, HSe06, HSe09 que apresentaram uma MIC entre 16-64 µg/mL. Na atividade antifúngica, os compostos não apresentaram atividade frentes às cepas utilizadas. Na avaliação citotóxica contra células tumorais, os compostos que mais se destacaram foram: HSe02 e HSe07 com 49% de inibição contra a linhagem MCF-7; HSe02 e HSe05 com 100% de inibição contra a linhagem HEp-2 e o HSe05 com inibição de 99,56% na linhagem HL60.
  • GILMAR FELICIANO DOS SANTOS
  • Síntese, caracterização e avaliação antineoplásica de novos derivados 3-hidroxi-indolin-2-onas-3-substituídos
  • Data: 06 de Setembro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pelo aluno
  • ALINE SANTOS DE PONTES
  • Desenvolvimento de estratégias de seleção de variáveis e análise discriminante linear para classificação de feijões transgênicos
  • Data: 30 de Agosto de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pela aluna
  • CLEIBSON OLIVEIRA DE LIMA
  • Nano hidroxiopatitas modificadas organicamente e com zinco e suas aplicações como sistema antibacterianas
  • Data: 30 de Agosto de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Não disponibilizada pelo aluno
  • THAMIRES DOS SANTOS MOREIRA
  • Síntese e caracterização de novos compostos policíclicos aromáticos
  • Data: 29 de Agosto de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Título: Materiais funcionais baseados em sistemas Poliaromáticos: Fenacenos-tetracarboxilatos e -tetracarboxidiimidas, e Azobenzenos-tetracarboxilatos Resumo A busca pelo desenvolvimento de novos materiais para aplicações específicas tornou-se um grande desafio para a comunidade científica, que procuram, através de diversas pesquisas, atender as demandas tecnológicas globais. Nessa direção, esforços foram realizados para introduzir aos materiais funcionalidades baseadas em uma combinação de múltiplos componentes. O presente trabalho consiste na síntese e caracterização das propriedades optoeletrônicas de Fenacenos e Azobenzenos Tetracarboxifuncionalizados. Os [8], [10], [12] e [14] Fenacenos-Tetracarboxilatos foram sintetizados através de dupla condensação de Perkin, seguida por fotociclização oxidativa; enquanto que, os [8], [10], [12] e [14] Fenacenos-Tetracarboxidiimidas foram obtidos por meio de condensações entre os Fenacenos-Tetraésteres e as respectivas aminas simétricas. As propriedades eletro-ópticas foram estudadas, e as diimidas apresentaram valores de band gap significativamente mais baixos do que os respectivos ésteres. O composto [12] Fenaceno-tetracarboxilato exibiu propriedade líquido cristalina, com fase do tipo nemática monotrópica. Os Azobenzenos-tetracarboxifuncionalizados foram obtidos através de reações de esterificação de Fischer com os respectivos álcoois lineares e ramificados. Estes compostos apresentaram boa estabilidade térmica, e dois destes compostos são líquidos a temperatura ambiente (os isômeros octil e 2-etil-hexil). Observou-se também, uma diminuição do ponto de fusão destes compostos à medida que as cadeias alquílicas lineares foram aumentadas (Me > Et > Pr > Bu > Pent > Hx > Oct). Todos os azocompostos exibiram fotoisomerização E-Z-E, entretanto foi observado que os materiais tendem a permanecer na configuração Z quando fotoisomerizados mesmo que em uma pequena extensão. Contudo, o processo de retorno a configuração E, foi acelerado quando os substituintes do azobenzeno-tetracarboxilato eram ramificados.
  • ALINE EMANUELA DA SILVA ANJOS
  • Métodos eletroanalíticos para a determinação de contaminantes emergentes
  • Data: 28 de Agosto de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Não fornecido pela aluna
  • MAYARA FERREIRA BARBOSA
  • Desenvolvimento de um fotômetro multi-led NIR par determinação de metano, etano e propano em gás natural.
  • Data: 23 de Agosto de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Resumo não enviado pela aluna
  • AMANDA CECÍLIA DA SILVA
  • Determinação voltamétrica de ácidos orgânicos em bebidas por oxidação eletrocatalícica utilizando um eletrodo de pasta de carbono modificado com etalocianina de Cobalto(II) associado a calibração multiway.
  • Data: 18 de Agosto de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Resumo não enviado pela aluna
  • ALEIR JOICE DE OLIVEIRA SILVA
  • Avaliação do sisal na produção de compostos fenólicos.
  • Data: 02 de Agosto de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Não foi entregue pela aluna
  • RENATO ALLAN NAVARRO ANDRADE
  • Determinação quimiluminescente de cobre(II) em cachaça usando um sistema fluxo-batelada com extração em fase sólida magnética e filmes digitais.
  • Data: 31 de Julho de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Resumo não enviado pelo aluno
  • VALERIA VISANI
  • Teor de óleo de alho em cápsulas gelatinosas por espectroscopia no infravermelho médio e técnicas quimiométricas.
  • Data: 28 de Julho de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Resumo não enviado pela aluna
  • MARIA CLAUDIA RODRIGUES BRANDAO
  • Síntese, caracterização e avaliação de nitratos orgânicos com potencialidades para fármacos e aditivos para combustíveis
  • Data: 25 de Julho de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no mundo, matando cerca de 17 milhões de pessoas por ano, segundo a Organização Mundial de Saúde. Um dos principais meios de tratamento destas doenças dá-se por controle dos níveis de óxido nítrico endógeno, cuja regulação depende da administração de espécies químicas doadoras deste óxido. O propósito deste estudo foi desenvolver novas formulações de nitratos orgânicos com potencialidades para atuar como pró-fármaco, partindo de matéria-prima de baixo custo, principalmente de coprodutos da indústria de biocombustíveis e reaproveitamento de biomassa. Foram sintetizados dezessete nitratos orgânicos, sendo treze deles moléculas inéditas, todos obtidos com excelentes rendimentos e caracterizados satisfatoriamente por espectroscopia de RMN 1H, RMN 13C e IV. Para tal, além de reagentes comercialmente adquiridos, utilizou-se glicerina bruta obtida da produção de biodiesel, previamente tratada e purificada, álcoois superiores destilados do óleo fúsel, que é um sub-produto da produção de etanol, e furfural que é um derivado da lignocelulose. Estes compostos foram sintetizados a partir da nitração de intermediários tipo álcoois e alcóxi-éteres por reação com ácido nítrico, e cloroésteres por reação com nitrato de prata. Os estudos in silico realizados apontam que estas moléculas apresentam excelente potencial para fármacos, apresentando baixa toxicidade, e atendendo aos parâmetros físico-químicos que são determinantes na absorção, distribuição, metabolismo e excreção de um fármaco. Todos os testes de atividade cardiovascular realizados foram satisfatórios, demonstrando que os nitratos sintetizados possuem potencial vasorrelaxante igual ou superior aos compostos de referência, com a vantagem de não provocarem estresse oxidativo e a consequente tolerância ao fármaco. De modo geral, verificou-se que as mudanças propostas no esqueleto carbônico dos novos nitratos desenvolvidos trouxeram vantagens de aplicação aos compostos, com aumento de seus efeitos benéficos atribuído também ao aumento da cadeia carbônica.
  • JARDEL RICARDO PEREIRA DE FRANÇA
  • Desenvolvimento de um fotômetro NIR para monitoramento da concentração de biodiesel em diesel.
  • Data: 17 de Julho de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Resumo não enviado pelo aluno
  • CAIO VINICIUS DE LIMA
  • Eletrodos de pasta de carbono modificados com Mn-porfirinas ou Mn-porfirina imobilizad em argilominerais: Caracterização eletroquímica e eletrocatálise de redução do peróxido de hidrogênio
  • Data: 28 de Junho de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foram preparados materiais híbridos de Mn-porfirinas catiônicas (MnP) imobilizadas no argilomineral paligorsquita e confeccionados eletrodos de pasta de carbono (EPC) modificados com Mn-porfirina ou sistemas híbridos à base de vermiculita (Verm/MnP) ou paligorsquita (Paligos/MnP). Além da caracterização dos materiais híbridos e dos eletrodos modificados, um dos eletrodos confeccionados foi empregado na eletrocatálise de redução do H2O2 em meio aquoso. A imobilização dos três isômeros das N-metilpiridilporfirinas de Mn(III), Mn(III)TM-X-PyPCl5 (X = 2, 3 e 4) em paligorsquita monoiônica de sódio seguiu um protocolo previamente estabelecido para sistemas análogos à base de vermiculita (Verm/MnP) e foi essencialmente quantitativa, resultando nos materiais paligo/Mn(III)TM-X-PyPCl5 (X = 2, 3 e 4). A incorporação de MnP na paligorsquita foi caracterizada por espectroscopia de reflectância difusa. Análises por difração de raios X indicaram que a imobilização das MnP não levou a modificação estrutural significativa da paligorsquita. Os estudos eletroquímicos seguintes concentraram-se apenas no isômero mais comumente empregado, Mn(III)TM-4-PyPCl5, sendo confeccionados os seguintes eletrodos modificados: EPC+Mn(III)TM-4-PyPCl5, EPC+Paligo, EPC+Verm, EPC+Paligo/Mn(III)TM-4-PyPCl5 e EPC+Verm/Mn(III)TM-4-PyPCl5. Todos os EPC modificados foram eletroquimicamente caracterizados pelas técnicas de voltametria cíclica e espectroscopia de impedância eletroquímica. Os EPC confeccionados mostraram atividade eletroquímica e estabilidade mecânica, com exceção do EPC+Verm, que se desfez ao entrar em contato com a solução eletrolítica. Todas as modificações no EPC aumentaram a condutividade da matriz da pasta de carbono, além de tornarem o processo de oxidação/redução do sistema [Fe(CN)6]3-/[Fe(CN)6]4- mais reversível e facilitarem a transferência de elétron na superfície do eletrodo. Por fim, foi avaliada a capacidade eletrocatalítica do EPC modificado com Mn(III)TM-4-PyPCl5 frente à eletrocatálise de redução do H2O2, em meio aquoso. Mesmo com o EPC+Mn(III)TM-4-PyPCl5 possuindo um teor de Mn-porfirina na pasta de carbono de 0,012% (m/m), o eletrodo mostrou ser um bom sensor eletroquímico amperométrico, sendo apto para a detecção do H2O2. A curva analítica obtida apresentou dois intervalos lineares: i) de 20 µmol L-1 a 120 µmol L-1, e ii) 0,20 mmol L-1 a 2,10 mmol L-1, onde no intervalo de maior concentração os limites de detecção e quantificação são de 5,8 µmol L-1 e 19,2 µmol L-1, respectivamente, além da sensibilidade ser relativamente alta (6,9 µA L mmol-1).
  • ANA CAROLINA VIEIRA MASCARENHAS
  • Desenvolvimento de um método voltamétrico para determinação do terapêutico redox-ativo Mn(III)2-N-metilpiridilporfirina em modelo unicelular.
  • Data: 27 de Junho de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As Mn porfirinas pentacatiônicas (MnP) derivadas das 2-N-piridilporfirinas têm se destacado como mímicos potentes das enzimas superóxido dismutase e moduladores redox catalíticos de estresse oxidativo, com alguns compostos já em testes clínicos de fase I/II no Canadá e EUA como um terapêutico redox ativo. O efeito in vivo das MnPs depende não apenas de sua eficiência catalítica, mas também de fatores como acúmulo celular, entre outros. A quantificação de MnP em matriz biológica demanda técnicas analíticas precisas e sensíveis. No presente trabalho foi desenvolvido um método voltamétrico para a quantificação da MnP típica, meso-tetraquis(N-metilpiridinio-2-il)porfirinatomanganês(III) (MnTM-2-PyP5+), usando biomassa da levedura Saccharomyces cerevisiae como modelo para amostras biológicas. As medidas voltamétricas foram realizadas empregando um eletrodo de referência de Ag/AgCl e um eletrodo auxiliar de platina, em solução de tampão fosfato 0,05 mol L-1 (pH 7,8) e 0,1 mol L-1 de NaCl. Para o desenvolvimento do método, as técnicas de voltametria de pulso diferencial (VPD) e onda quadrada (VOQ) foram avaliadas, sendo a voltametria de onda quadrada a que se mostrou mais sensível ao analito. Como eletrodo de trabalho foram avaliados quatro tipos de eletrodo à base de carbono, eletrodo de carbono vítreo (ECV), eletrodo de pasta de carbono (EPC), eletrodo de pasta de nanotubos de carbono (ENTC), e eletrodo de pasta de carbono e nanotubos de carbono (EPCNTC). O eletrodo de pasta de carbono e nanotubos de carbono apresentou maior sensibilidade, porém o eletrodo de carbono vítreo apresentou uma melhor seletividade. Sendo assim, o método foi desenvolvido empregando os dois eletrodos de trabalho. Os parâmetros da VOQ foram otimizados e as curvas analíticas obtidas com os dois eletrodos apresentaram região linear de 0,04 a 0,11 µmol L-1 de MnTM-2-PyP5+. Forem estimados os limites de detecção (LD) e quantificação (LQ) para o ECV foram de 19 nmol L-1 e 64 nmol L-1, e para o EPCNTC foram de 1,6 nmol L-1 e 5,4 nmol L-1 respectivamente. O método desenvolvido apresentou exatidão aceitável, tendo porcentagens de recuperação aparente entre 110% e 117% em amostras de biomassa fúngica crescida na ausência de MnTM-2-PyP5+. Concentrações entre 0,08 - 0,12 µmol mg-1 foram encontradas nas amostras de biomassa fúngica crescidas por 72 horas em meio YMA contendo 20 µmol L-1 de MnTM-2-PyP5+.
  • VALBER ELIAS DE ALMEIDA
  • Combinação do algoritmo das projeções sucessivas com Kernel-PLS para calibração multivariada não linear
  • Data: 23 de Junho de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho é relatado, pela primeira vez, o uso do Algoritmo das Projeções Sucessivas para a seleção de intervalos (iSPA) como etapa prévia a modelagem de dados não-lineares por meio Kernel Partial Least Square (Kernel-PLS). Esta nova abordagem, ou seja, iSPA-Kernel-PLS, é uma combinação entre a remoção de variáveis não informativas e ou redundantes, promovida pelo SPA e redução de ruído em dados não-lineares por Kernel-PLS. O desempenho do iSPA-Kernel-PLS foi avaliado nos seguintes estudos de caso em que a relação entre concentração e sinal analítico é não linear: dois bancos de dados simulados e um banco de dados envolvendo a quantificação de açúcares totais e grau brix em diferentes etapas do processo de produção de açúcar utilizando espectroscopia de infravermelho próximo em modo de transflectância. Quando comparados com o modelo full Kernel-PLS (espectro completo), o iSPA-Kernel-PLS apresentou melhores resultados em termos de RMSE, REP, R² e não foi verificado a presença de tendências (bias) significativas nas elipses de confiança. Portanto, os resultados obtidos mostram que o método proposto (iSPA-Kernel-PLS) é uma ferramenta útil na calibração não-linear.
  • KLEBER FIGUEIREDO DE MOURA
  • BaSnO3:N,Fe na forma de pós e filmes para fotodegradação de corantes
  • Data: 22 de Junho de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O aluno não disponibilizou o resumo
  • JACQUELINE MORAIS DA COSTA
  • Fotocatalisadores à base de pós e filmes finos dos espinélios (Zn, Mg)2SnO4
  • Data: 09 de Junho de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Não foi enviado pela aluna
  • KARLA DANIELLE TAVARES DE MELO MILANEZ
  • Seleção de variáveis robustas para transferência de modelos de classificação impregando o algoritmo das projeções sucessivas
  • Data: 26 de Maio de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Modelos multivariados têm sido amplamente utilizados em problemas analíticos envolvendo análises quantitativas e qualitativas. Entretanto, há situações em que um modelo não é aplicável a espectros de amostras obtidas em novas condições experimentais ou em um instrumento não envolvido na etapa de modelagem. Nesses casos, a solução é a transferência de modelos multivariados, normalmente realizada através da padronização das respostas espectrais ou do aumento da robustez do modelo, que entre outras formas, pode ser alcançada com a seleção de variáveis menos sensíveis a condições experimentais ou variações instrumentais. Este trabalho propõe dois novos critérios para a seleção de variáveis robustas para transferência de classificação empregando o algoritmo das projeções sucessivas (SPA). Estas variáveis são utilizadas para construir modelos baseados na análise discriminante linear (LDA) robustos às diferenças entre as respostas dos instrumentos envolvidos. Para isso, as amostras de transferência são incluídas no cálculo do custo para cada subconjunto de variáveis consideradas. Os métodos propostos são avaliados para quatro conjuntos de dados que envolvem identificação de adulteração de etanol hidratado combustível (EHC) e azeite de oliva extra virgem (AOEV). Para investigar EHC, foi utilizada espectroscopia na região do infravermelho próximo (NIR). No estudo do AOEV, foram utilizadas espectroscopia UV-Vis, espectroscopia de fluorescência molecular e imagens digitais. Em todos os casos, os melhores resultados de transferência de classificação (obtidos para um conjunto de teste medido no instrumento secundário) empregando os dois critérios foram obtidos em comparação com a padronização direta (DS) e a padronização direta por partes (PDS). Quando algum dos critérios foi aplicado ao conjunto de teste medido no instrumento secundário, a acurácia do modelo aumento cerca de 50%, 33%, 3% e 2% para os dados NIR, UV-Vis, de emissão de fluorescência e de imagens digitais, respectivamente. Esses resultados são compatíveis, em algumas vezes superiores, àqueles obtidos pelos métodos de padronização, demonstrando que, quando as diferenças entre as respostas instrumentais não apresentavam magnitude drasticamente elevada (NIR e UV-Vis), um dos critérios propostos pode ser utilizado para construir modelos robustos como alternativa à padronização de respostas espectrais para transferência de classificação. Para os dados com grande diferença entre as respostas de cada instrumento (fluorescência e imagens digitais), os espectros precisaram ser corrigidos por meio de padronização DS e PDS para realizar a transferência de classificação efetivamente. Nesses casos, também foram construídos modelos baseados na análise discriminante por mínimos quadrados parciais (PLS-DA), cujos resultados foram comparados aos modelos SPA-LDA na forma usual e, para os dois modelos, a padronização permitiu a transferência de classificação bem-sucedida.
  • VANESSA CRISTINA DE MEDEIROS SILVA
  • Fotodissociação das moléculas da série CF3-nHnCL(n=0-3)
  • Data: 25 de Maio de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Não enviado pela aluna
  • ADENILTON CAMILO DA SILVA
  • Análise discriminante linear em duas dimensões para classificação de dados químicos de segunda ordem
  • Data: 23 de Maio de 2017 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Com os avanços na instrumentação analítica tem sido cada vez mais comum a obtenção de dados de segunda ordem, principalmente pelo uso de técnicas hifenadas. Apesar das vantagens obtidas com o aumento do número informações sobre a amostra, a partir de detectores, a interpretação direta dos dados pode ser um desafio dada a complexidade de algumas matrizes. Diante disso, é importante que novas estratégias quimiométricas sejam propostas a fim de auxiliar na interpretação desse tipo de dado, como é o caso do algoritmo de análise linear discriminante em duas dimensões (2D-LDA). O 2D-LDA foi originalmente proposto no contexto do processamento de imagens de face para a extração de vetores características com alto poder discriminante. Apesar do seu desempenho promissor em tratamento de imagens, o algoritmo 2DLDA ainda não foi utilizado em aplicações que envolvem dados químicos. Neste trabalho foi investigado o uso de 2D-LDA em problemas de classificação envolvendo dados químicos de segunda ordem. Quatro conjuntos de dados foram utilizados:dois conjuntos de dados simulados de espectrometria de fluorescência de matriz de excitação/emissão; um conjunto de espectros de autofluorescência de presunto de Parma e outro conjunto de espectro de fluorescência sincrônica total de óleo vegetais comestíveis. Os resultados foram comparados com aqueles obtidos utilizando: Classificação sem extração de características (NFE); U-PLS-DA (Análise discriminante por mínimos quadrados parciais em dados desdobrados) e LDA usando escores de TUCKER-3 ou PARAFAC. No primeiro conjunto de dados simulados, todos os modelos alcançaram uma taxa de classificação correta de 100%. Contudo, no segundo conjunto de dados simulado apenas o modelo NFE apresentou erros de classificação (30%). Os conjuntos de dados do presunto de Parma e dos óleos vegetais obtiveram maior taxa de classificação utilizando 2DLDA (86%) e TUCKER-3-LDA (100%), em comparação com os modelos sem extração de características (76% e 77%), U-PLS -DA (81% e 92%) e PARAFAC-LDA (86% e 92%). Em geral, o 2D-LDA apresentou resultados comparáveis aos demais algoritmos avaliados, podendo ser considerado como uma estratégia promissora na classificação de dados químicos de segunda ordem.
  • JÚLIA KARLA DE ALBUQUERQUE MELO
  • Contaminantes emergentes em água, material particulado e sedimentos de estuários: sazonalidade e fitotoxicidade.
  • Data: 24 de Fevereiro de 2017 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • A aluna não repassou o resumo
  • Francisco José Seixas Xavier
  • SÍNTESE E AVALIAÇÃO IN VITRO DA ATIVIDADE LEISHMANICIDA DE NOVOS ADUTOS DE MORITA-BAYLIS- HILLMAN (AMBH) HÍBRIDOS COM OS CONSTITUINTES EUGENOL-CARVACROL E TIMOL
  • Data: 20 de Fevereiro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A hibridização molecular é uma importante estratégia da química medicinal para preparação de moléculas bioativas. Ela se baseia na união de caraterísticas estruturais e biológicas entre duas classes de moléculas bioativas diferentes, para formar uma nova molécula com maior potencial biológico. Nesse trabalho, apresentamos a síntese de trinta e três novos híbridos moleculares a partir da classe de moléculas bioativas (Adutos de Morita-Baylis-Hillman) e os constituintes renováveis eugenol, carvacrol e timol. Em sequência apresentamos avaliações biológicas in vitro frente a células promastigotas de Leishmania amazonensis. Os híbridos foram sintetizados em duas etapas sintéticas, iniciando pela síntese e otimização dos acrilatos a partir dos constituintes eugenol, carvacrol e timol, utilizando (Cloreto de oxalila/DMF em CH2Cl2 e rota experimental utilizando DCC/DMAP em CH2Cl2 como melhor metodologia sintética, 68-76% isolados). Em seguida foram realizadas as reações de Morita-Baylis-Hillman entre cada acrilato com os respectivos aldeídos: benzaldeído; o,m,p nitrobenzaldeídos; ,- naftaldeídos; p-F, p-Cl , p-Bromo benzaldeídos; p-metoxibenzaldeído e 2,5dimetoxibenzaldeido, onde todos os compostos foram obtidos em rendimentos moderados e bons (53-92%). A otimização experimental utilizou como aditivo fenólico o próprio eugenol, os resultados mostraram que a adição de 20mol% de eugenol na reação envolvendo o acrilato derivado do eugenol e o orto-nitro benzaldeíldo, conduziu a um aumento no rendimento da reação em torno de 10% quando comparado com o rendimento da reação sem aditivo. Os estudos espectroscópicos, incluindo os espectros de massas, confirmaram as estruturas químicas de todos os compostos sintetizados. Os ensaios in vitro em formas promastigotas de Leishmania amazonensis mostraram que todos os híbridos orto, meta e para nitro substituídos foram muito mais ativos quando comparados com as atividades do eugenol, carvacrol e timol isolados, bem como os correspondentes AMBH convencionais, evidenciando o sucesso do emprego da técnica de hibridação molecular. Cabe destacar que o híbrido derivado do eugenol que contém o grupo nitro na posição orto, apresentou a melhor atividade leishmanicida (CI50 = 4,71μM) e completa ausência de toxicidade em células sanguíneas (CH50 > 400,0 μM; IScv > 84,92 = CH50/CI50) sendo também menos tóxico que o fármaco de referência Anfotericina B (IScv=22,34 µM).
  • JANDEÍLSON DE LIMA MOURA
  • ESTUDOS ESPECTROSCÓPICOS DE NOVOS COMPLEXOS beta-DICETONATOS DE ÍONS LANTANÍDEOS COM EMISSÃO NO VISÍVEL E INFRAVERMELHO PRÓXIMO
  • Data: 30 de Janeiro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho reporta a síntese, caracterização e investigação das propriedades luminescentes de -dicetonatos de íons lantanídos, Ln(dic)2(NO3)L2, Ln(TTA)3L2 e Ln(DBM)3L, em que Ln3+ = Pr3+, Nd3+, Sm3+, Eu3+, Er3+ e Yb3+, -dic = 2-tenoilltrifluoroacetona (TTA) e dibenzoilmetano (DBM), L = óxido de trifenilfosfina (TPPO), tributilfosfina (TBPO) e trioctilfosfina (TOPO). Para os compostos do íon Eu3+, foram também sintetizados os complexos com o óxido de trifenilarsina (TPAsO) e triciclohexilfosfina (TCHPO) como ligantes auxiliares. Os complexos sintetizados foram caracterizados por titulação complexométrica com EDTA, análise elementar CHN, espectroscopia de absorção na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR) e análise termogravimétrica (TGA). As propriedades fotoluminescentes nas regiões do visível e infravermelho próximo (NIR) dos complexos sintetizados foram investigadas a partir dos espectros de excitação, emissão e curvas de decaimento de luminescência. Os espectros de excitação são caracterizados pela presença de bandas largas associadas às transições centradas nos ligantes , evidenciando a eficiência na sensibilização da luminescência pelos ligantes antenas. Os espectros de emissão, na região do visível, dos compostos dos íons Sm3+ e Eu3+, exibem bandas finas oriundas das transições intraconfiguracionais e são dominados pelas transições hipersensíveis (~645 nm) e (~612 nm). Os valores dos parâmetros de intensidade e dos complexos de Sm3+ e Eu3+ apresentaram uma boa correlação, evidenciando que o ambiente químico influência de maneira semelhante as propriedades espectroscópica destes íons. As propriedades fotoluminescentes dos complexos do íon Eu3+ foram investigados por meio dos parâmetros de intensidade e , taxas de radiativa e nãoradiativa ( e ), tempo de vida do estado () e, eficiência quântica de emissão ( ). Os maiores valores de são encontrados para os complexos Eu(dic)2(NO3)L2, na faixa de 51-86%. Observou-se que os compostos Eu(-dic)3L2 exibiram tempo de vida mais curto, o que pode estar relacionado com a presença de uma canal supressor, resultando assim em maiores valores de . Os parâmetros de intensidade e , variam apenas ligeiramente quando ocorre alterações no número e na natureza dos ligantes da primeira esfera de coordenação, sendo o 2 mais sensível as alterações na geometria de coordenação. Os espectros de emissão na região do NIR dos complexos bis- e tris-dicetonatos dos íons Pr3+, Nd3+, Sm3+, Er3+ e Yb3+ apresentam luminescência característica. As alterações na natureza e número de ligantes coordenados ao íon Ln3+ influenciam ligeiramente os perfis espectrais. Os resultados obtidos para os sistemas estudados sugerem que estes são potenciais candidatos a atuarem como Dispositivos Moleculares Conversores de Luz.
  • URIJATAN TEIXEIRA DE CARVALHO POLARI SOUTO
  • Metodologia baseada em imagem digital, espectros UV-VIS e quimiometria para screening de adulteração de café por cascas e paus
  • Data: 27 de Janeiro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A qualidade do café depende de diversos fatores relacionados a todas as etapas da produção, desde a escolha da espécies (ou variedades) e das transformações durante a torrefação até o preparo da bebida. Entretanto, a qualidade pode ser alterada pela prática ilícita da adulteração, que consiste na contaminação por cascas e paus e outros adulterantes ao cafe torrado e moído.Desse modo, a adulteração provoca a alteração das propriedades sensorias e ocasiona danos onerosos à socidade devido ao elevado consumo de cafés pelos brasileiros. Em face do exposto, o seguinte trabalho propõe, o desenvolvimento de novas metodologias, simples, rápidas e de baixo custo, que combine o uso das imagens digitais e a espectroscopia de absorção molecular do ultravioleta e visível (UV- Vís) com os métodos de reconhecimento de padrão supervisionados como o SIMCA, PLS-DA e SPA-LDA, para a construção dos modelos quimiométricos de classificação. De fato, as modelagens construídas discriminaram e classificaram os cafés adulterados dos não adulterados, que podem ser comprovada através dos parâmetros de avaliação de desempenho dos modelos, relacionados a acúracia, sensibilidade e especificidade nos conjuntos de treinamento e teste, apresentados nas Tabela 1.1 e Tabela 1.2. Portanto os melhores resultados, foram obtidos para as imagens digitais e o ultravioleta (UV) com as modelagens do PLS-DA e SPA-LDA em comparação a modelagem do SIMCA. Na modelagem das imagens digitais, o PLS-DA apresentou os seguintes percentuais de acertos para os conjuntos de treinamento e teste, conforme a Tabela 1.1: PLS-DA acúracia (73,0%),sensibilidade (69,0%) e especificidade (76,0%) ; acúracia (97,0%), sensibilidade (100,0%) e especificidade (95,2%) e o SPA-LDA acurácia (90,0%), sensibilidade (94,0%) e especificidade (85,0%) ; acurácia (95,0%), sensibilidade (95,0%) e especificidade (95,0%); SIMCA acúracia (60,0%), sensibilidade (80,0%) e especificidade (51,1%) ; acúracia (82,5%),sensibilidade (93,3%) e especificidade (76,0%). Na modelagem dos extratos aquosos pelo ultravioleta (UV) o PLS-DA, SPA-LDA e SIMCA apresentaram os seguintes percentuais de acertos para os conjuntos de treinamento e teste, segundo a Tabela 1.2: PLS-DA acúracia (96,8%), sensibilidade (97,3%) e especificidade (96,1%) ; acúracia (97,4%), sensibilidade (100,0%) e especificidade (94,7%); SPA-LDA acúracia (100,0%), sensibilidade (100,0%) e especificidade (100,0%) ; acúracia (100,0%), sensibilidade (100,0%) e especificidade (100,0%) ; SIMCA acúracia (73,0%), sensibilidade (62,2%) e especificidade (88,5%); acúracia (79,5%), sensibilidade (65,0%) e especificidade (94,7%). Portanto, as propostas de metodologias desenvolvidas, podem assegurar a compra dos cafés comercializados sem a presença do adulterante, cascas e paus. Dessa forma, será possível atenuar danos onerosos a sociedade e auxiliar o controle de qualidade dos cafés aos orgãos de fiscalização e comercialização (MAPA, ANVISA e ABIC).
  • EMMELY OLIVEIRA DA TRINDADE
  • Síntese, caracterização e avaliação antimicrobiana de 1-3-dieteres-esteres derivados da glicerina.
  • Data: 20 de Janeiro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O uso excessivo de derivados do petróleo vem causando sérios problemas ambientais. Na tentativa de minimizar esses danos ao meio ambiente, vários países vêm adotando estratégias de política energética baseadas na utilização de fontes energéticas renováveis e menos poluentes. O biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis, as quais são bastante abundantes no Brasil. Com o aumento de incentivos governamentais a produção de biodiesel vem aumentando consideravelmente, entretanto, na produção de 90 m3 de biodiesel são gerados cerca de 10 m3 de glicerina, que é o seu principal coproduto. O aumento da produção de biodiesel tende a gerar um grande excedente de glicerina a se procurar destino, além de lhe conferir um baixo valor comercial, surgindo assim a necessidade de novos estudos para novas aplicações deste subproduto. O objetivo dessa pesquisa é desenvolver novas tecnologias através da utilização da glicerina para a formulação de novos compostos, a fim de avaliar a potencialidade antimicrobiana dos produtos derivados da glicerina. Inicialmente, foram sintetizados como precursores os alcóxidos dos álcoois requeridos e uma haloidrina derivada da glicerina. A partir desses reagentes foram sintetizados seis 1,3-diéteres derivados da glicerina, a hidroxila do carbono secundário da glicerina foi preservada para ser alvo da reação de esterificação. Os seis 1,3-diéteres obtidos serviram como intermediários para obtenção de doze ésteres derivados. Todos os diéteres e os ésteres sintetizados foram caracterizados por técnicas espectroscópicas de IV, RMN de 1H e 13C, e avaliou-se o potencial antimicrobiano destes compostos. Dentre os 18 compostos testados, cinco deles apresentaram atividade biológica, os compostos E-04, I-01, I-03 e I-04 apresentaram ótima atividade e o composto I-05 apresentou atividade moderada sobre cepas bacterianas de Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis e Pseudomonas aeruginosa e de fungos filamentosos do gênero Penicillium e Aspergillus. As leveduras do gênero Candida foram resistentes frente a todas as substâncias utilizadas nos ensaios microbiológicos. Neste trabalho, realizou-se ainda uma investigação in silico dos 1,3-diéteres e dos seus ésteres derivados, onde os resultados indicaram que tanto os compostos intermediários quanto seus derivados são bons candidatos a fármacos.
  • SUERVY CANUTO DE OLIVEIRA SOUSA
  • Síntese, caracterização e avaliação antileishmanial de híbridos moleculares tetrahidropiranos/adutos de Baylis-Hillman: uma abordagem clássic na busca de antiparasitários
  • Data: 18 de Janeiro de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo teve como principio o uso da hibridização molecular como técnica clássica de desenvolvimento de fármacos. Esta perspectiva foi impulsionada pela simplicidade na aplicação de diferentes efeitos biológicos de moléculas.......
2016
Descrição
  • POLIANE KARENINE BATISTA
  • Catálise em reações orgânicas: síntese de cianoidrinas e de anéis tetraidropirânicos
  • Data: 15 de Dezembro de 2016 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As cianoidrinas são substâncias que podem ser transformados em intermediários orgânicos importantes, tais como α-hidroxiácidos, α-Aminoácidos, e β-amino-álcoois. São rotineiramente obtidos através da reação de Cianosiliação de Aldeídos, que é sinteticamente viável apenas na presença de ácido de Lewis. Nesse trabalho a estrutura polimérica orgânica de lantanídeos, a MOF [Eu2(MELL)(H2O)6] (1) foi utilizada como catalisador heterogêneo na reação de cianosililação de aldeídos. Os ensaios catalíticos foram realizados sob diferentes condições e foi otimizado utilizando-se a MOF ativada termicamente com o solvente Acetonitrila. Diversos aldeídos estruturalmente diferentes geraram suas respectivas cianoidrinas nos tempos reacionais que variaram de 1 a 6 horas e com rendimentos de 62 a 100%. A MOF (1) foi reciclada e recuperada na reação de adição de TMSCN (3) a 2-furfuraldeído sem perda de atividade durante cinco ciclos. Anéis tetraidropirânicos (THP) são comuns em vários produtos naturais, portanto várias estratégias estão sendo desenvolvidas para sintetizá-los. Nesse trabalho descrevemos o estudo para a obtenção de tetraidropiranos 2,4,6-trisubstituídos em uma única etapa promovida pelo Líquido Iônico (LI) hexafluorofosfato de 1-butil-3-metilimidazólio [BMIM][PF6] entre o brometo de alila (17) e aldeídos, através da reação Barbier-Prins. Os testes foram realizados sob diferentes condições e foi otimizado utilizando-se o benzaldeído (2) e brometo de alila (17) na proporção de 1:4. A utilização do LI [BMIM][PF6] proporcionaram produtos THP de vários aldeídos com bons rendimentos variando-se de 40% a 75% e 8 horas de reação. Adicionalmente foi recuperado e reutilizado o LI [BMIM][PF6] na preparação do 4-bromo-tetra-hidro-2,6-difenil-2H-pirano (20) em até 5 vezes sem perda significativa dos rendimentos desse produto Foi investigado a influência isolada do ânion PF6- na reação entre o benzaldeído (2) e o brometo de alila (17) nas condições reacionais de Barbier, assim como a influência do sal SnBr2 na reação de Prins entre o álcool homoalílico e o benzaldeído, os resultados nos leva a concluir que o PF6- atua acelerando a reação de Barbier e o excesso de SnBr2 atua como ácido de Lewis na reação de ciclização de Prins. Posteriormente foi investigado a utilização do KI na reação entre o benzaldeído e o brometo de alila, e verificou-se que dependendo da proporção utilizada entre o KI e o SnBr2 pode ocorrer a formação preferencial do álcool homoalíico ou do composto THP.
  • EVERTON VIEIRA DA SILVA
  • Potencialidades da pimenta biquinho (capsicumchinense) como aditivo natural
  • Data: 14 de Dezembro de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • dsdsdsdsdsdsddsds
  • DENISE DE BRITO FRANÇA
  • Sistemas baseados em magadeíta/diaminas alifáticas e magadeítas/ranitidina e suas aplicações.
  • Data: 13 de Dezembro de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A magadeíta (Na2Si14O29.xH2O (x = 5-10)), é um silicato lamelar alcalino de estrutura ainda desconhecida que interage por intercalação com espécies orgânicas simples ou polímeros originando híbridos inorgânico-orgânicos destinados a mais diversas aplicações como adsorventes, suporte para catalisadores, trocadores de cátions e ânions, entre outras. Neste trabalho, a magadeíta sódica foi obtida por síntese hidrotérmica convencional e por troca iônica originou as suas formas ácida, potássica, cálcica e magnésica. A magadeíta ácida interagiu com diaminas alifáticas, NH2(CH2)nNH2 n = 8, 9, 10 e 12, utilizando aquecimento convencional e por micro-ondas. Os sólidos trocados foram utilizados como veículo para o fármaco ranitidina, em que os efeitos do tempo de reação e concentração inicial do fármaco foram investigados. Os resultados foram ajustados aos modelos cinéticos e de equilíbrio como os modelos de pseudo-primeira ordem e pseudo-segunda ordem e as equações de Langmuir e de Freündlich. Os sólidos foram caracterizados por difratometria de raios X (DRX), espectroscopia na região do infravermelho (FTIR), análise elementar de CHN, termogravimetria (TG/DTG) e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os resultados mostraram que a intercalação das diaminas em H-magadeíta foi dependente do tamanho da cadeia orgânica, solvente, temperatura e fonte de aquecimento originando produtos intercalados com espaçamento basais variando de 0,210 à 0,286 nm. A natureza do íon interlamelar alterou a hidratação da magadeíta e a capacidade de adsorção da ranitidina em meio aquoso, cujas capacidades máximas de sorção foram de 92,34; 11,90; 81,47; 19,10 e 38,13 mg g-1 para as magadeítas sódica, ácida e trocadas com os cátions de K+, Ca2+ e Mg2+, respectivamente. Os híbridos Na- ou K-magadeíta/ranitidina mostraram potenciais para o uso como sistemas de liberação controlada enquanto que os híbridos de intercalação magadeíta ácida/diaminas tiveram novas propriedades organofílicas, o que permite interação com diferentes espécies orgânicas em solução.
  • CANDIDO JOSÉ FORMIGA DE QUEIROGA
  • Avaliação do processo de desoxigenação catalítica para produção de bioquerosene de aviação a partir do óleo de microalgas
  • Orientador : NATALY ALBUQUERQUE DOS SANTOS
  • Data: 12 de Dezembro de 2016 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O aumento da demanda energética mundial associada à iminência do esgotamento das fontes fósseis de energia e a ainda atual dependência da humanidade por petróleo, gás natural e carvão mineral para manutenção e desenvolvimento tecnológico faz que haja procura por formas alternativas sustentáveis de obtenção de energia. A biomassa de microalgas está sendo utilizada para a obtenção de diferentes biocombustíveis por possuir uma maior concentração e produtividade de bioprodutos (lipídios, carboidratos, proteínas, entre outros), bem como a não competição alimentícia. O cultivo foi realizado na câmara de cultura climatizada, com fotoperiodo (12 horas claro e 12 horas escuro) em torno de 25°C com injeção de ar por microcompressor. A microalga Synechococcus nidulans foi cultivada em meio Zarrouk. A extração do óleo foi realizada utilizando metanol e clorofórmio para separação de fases solvente/óleo. Na desoxigenação catalítica do óleo de microalgas utilizou-se o catalisador Pd/C comercial. Os testes foram realizados em um reator Parr por meio de batelada, em três temperaturas: 240°C, 270°C e 300°C a 700 RPM com pressão de H2 fixada em 30 bar e uma concentração de carga de 1,5% (m/m). Posteriormente as amostras coletadas num período de 360 minutos, foram analisadas em um cromatógrafo a gás, acoplado a um espectrômetro de massa. Através das reações, na qual foram obtidos hidrocarbonetos parafínicos ramificados, que se encaixam na faixa do bioquerosene de aviação, constatou-se o potencial para produção. A reação de desoxigenação catalítica do bioquerosene utilizando o catalisador Pd/C, obteve conversão de até 90%, com seletividade para hidrocarbonetos C15 desejados de 56%.
  • LUIS HUMBERTO DE OLIVEIRA
  • Vermiculitas modificadas com derivados orgânicos contendo grupo mercaptopropil aplicados como agentes antimicrobianos
  • Data: 12 de Dezembro de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A vermiculita é um filossilicato planar com estrutura 2:1 contendo Mg2+ na região interlamelar e baixa população de grupos silanóis disponíveis em suas extremidades. A ativação ácida da vermiculita proporciona maior disponibilidade dos grupos silanóis aumentando a sua reatividade frente à imobilização covalente de compostos orgânicos. Neste trabalho, quatro amostras de vermiculitas ativadas com ácido foram silanizadas com o 3-mercaptopropiltrimetoxissilano, visando à aplicação desses sólidos como agentes antimicrobianos. Inicialmente, o material foi submetido a ativação com ácido nítrico nas concentrações de 0,5; 1;1,5 e 2 mol L-1, resultando nos sólidos V0,5; V1; V1,5 e V2. Em seguida, os sólidos bruto e ativados foram organofuncionalizados com o agente sililante sob atmosfera de N2 por 48 h. O material de partida e os sólidos silanizados foram caracterizados por difratometria de raios X (DRX), espectroscopia de absorção na região do infravermelho, análise elementar CHN e de medidas adsorção/dessorção de N2. Os resultados de difratometria de raios-X da vermiculita bruta e ativadas mostraram um valor do espaçamento basal d(002) igual a 1,42 nm, sendo também observado uma diminuição da cristalinidade do material, após o processo de ativação, com o aumento da concentração do ácido. Após a organofuncionalização, não houve mudanças significativas na cristalinidade dos sólidos e o espaçamento basal foi mantido, indicando que as moléculas do silano foram possivelmente imobilizadas na superfície. Os espectros de infravermelho indicaram que as absorções originais da estrutura da vermiculita foram mantidas após a ativação ácida, havendo apenas um aumento na intensidade da banda referente a vibração de estiramento da ligação Si-O na região de 1080 cm-1. Nos materiais silanizados, uma nova banda em 2930 cm-1 que foi atribuída ao estiramento da ligação C-H. A adsorção/dessorção de N2 mostraram um aumento da área superficial (SBET) após a ativação ácida em relação a vermiculita bruta, com maior valor de SBET obtido de 477 m2 g-1 para o sólido V2. Os valores em porcentagem e mmol g-1 de carbono obtidos por análise elementar, indicam que a reação foi efetiva, havendo um aumento da quantidade de carbono ancorado nos sólidos ativados, cujo máximo foi de 1,67 mmol g-1 para o sólido V1,5S-H, superior ao do material bruto, cujo valor foi de 0,36 mmol g-1.
  • DANIEL JACKSON ESTEVAM DA COSTA
  • Determinação voltamétrica de hidrocarbonetos políciclicos aromáticos e de aminas biogênicas em alimentos
  • Data: 09 de Dezembro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPAs) são substâncias tóxicas, sendo consideradas mutagênicas e carcinogênicas. São provenientes da combustão incompleta da matéria orgânica, podendo ser encontrados nos mais variados tipos de alimentos, sendo a ingestão desses compostos uma das fontes de contaminação humana, necessitando de técnicas mais cada vez mais sensíveis para determinação dos HPAs. Dentre as várias técnicas analíticas desenvolvidas para o monitoramento desses analitos, se destaca a cromatografia. Contudo, os métodos cromatográficos consomem grandes quantidades de solventes e/ou reagente, são lentos, dispendiosos, envolvem diversas etapas para preparação das amostras, equipamentos sofisticados e requerem equipe de trabalho especializada. De forma alternativa, os métodos voltamétricos apresentam uma instrumentação simples, baixo consumo de reagentes e muitas vezes não requer muitas etapas para o preparo de amostras. Neste trabalho foi empregado os métodos voltamétricos para a determinação dos HPAs benzo(a)pireno, pireno e fluoranteno, utilizando o eletrodo de carbono vítreo (ECV) e tampão acetato (pH 4,0). O estudo eletroquímico mostrou que esses HPAs apresentam apenas um processo oxidativo, em potenciais diferentes EP(benzo(a)pireno) ≈ 0,95V, EP(pireno) ≈ 1,03V e EP(fluoranteno) ≈ 1,35V. Logo, podendo ser utilizado para sua determinação simultânea, contudo, utilizando a técnica voltametria de pulso diferencial (VPD) esses HPAs demonstraram ser interferentes entre si necessitando de uma meio alternativo para aumentar sua sensibilidade e melhorar a separação entre esses compostos diminuído as interferências entre eles. O uso de surfactante está se mostrando ser uma alternativa eficaz para esse problema. Outros compostos orgânicos tóxicos encontrados em alimentos são as aminas biogênicas (ABs), esses compostos são naturalmente encontrados nos seres humanos e muitos são importantes para o bom funcionamento do organismo, contudo, o consumo desses compostos causam graves efeitos toxicológicos, indesejáveis para a saúde humana, sendo constatado que alguns podem reagir com outros compostos e tornar-se carcinogênicos. Alguns órgãos fiscalizadores de alimentos determinou que a presença de ABs como parâmetros da qualidade dos alimentos, necessitando de seu monitoramento. Semelhantemente aos HPAs, a principal técnica empregada é a cromatografia. Neste trabalho, foi utilizado os métodos voltamétricos para a determinação das ABs (triptamina, cadaverina, putrescina, histamina e 2-feniletilamina) em ECV. Porém, a triptamina nesse eletrodo, foi a única que apresentou uma resposta eletroquímica, sendo então desenvolvido uma metodologia voltamétrica para a determinação dessa AB em alimentos. A triptamina apresenta dois processos oxidativos EP1 ≈ 0,85V e EP2 ≈ 1,25V, sendo o P1 mais sensível e sua resposta foi utilizada para a construção de um método eletroanalítico utilizando a voltametria de onda quadrada (VOQ) em tampão acetato (pH 5,0) apresentando uma faixa de resposta linear de (4,7 a 54,5) × 10-8 mol L-1, limite de detecção baixo (0,8 × 10-9 mol L-1) e limite de quantificação (2,7 × 10-9 mol L-1), associada a níveis aceitáveis de repetibilidade (3,6%) e reprodutibilidade (3,8%). O teor de triptamina foi determinado em bananas, tomates, queijo (muçarela e gorgonzola) e embutidos (salsicha de frango e calabresa), obtendo recuperações acima de 90%.
  • LÍBIA NAYANE FERNANDES DE QUEIROGA
  • Híbridos inorgânicos-orgânicos derivados de aminossilanos imobilizados em bentonita por micro-ondas aplicados como novos adsorventes para Cu(II) e corante.
  • Data: 09 de Dezembro de 2016 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, a bentonita foi silanizada com 3-aminopropiltrimetoxissilano (APTMS) sem sol-vente e com solvente em um reator de micro-ondas. O estudo sem solvente foi realizado va-riando o tempo com 5, 15 e 30 min. A influência do solvente foi estudada utilizando solventes polares (etilenoglicol, álcool etílico e álcool isopropílico) e não polares (hexano e tolueno). Foi investigada a reação subsequente realizada com glutaraldeído. Por fim, foi feito o estudo com silanos de cadeias crescentes com uso de micro-ondas e convencional (3 aminopropiltrimetoxissilano (N), 3-propiletilenodiaminatrimetoxissilano (NN), 3- propiletilenotriamino- trimetoxissilano (NNN)). As espectroscopias de infravermelho e RMN de 29Si foram utilizadas para monitorizar o processo de imobilização, enquanto que o grau de funcionalização foi calculado utilizando a análise elementar de CHN e a análise termogravimétrica. A difração de raios X e a microscopia eletrônica de transmissão (TEM) foram realizadas para avaliar alterações nos espaçamentos basais. O grau de silanização da bentonita foi menor a um pequeno tempo de reação. A sila-nização sob micro-ondas permitiu uma funcionalização ultra rápida da bentonita para produzir uma ampla série de materiais funcionais. Os sólidos modificados foram utilizados para remover Cu (II) e corante reativo violeta 5R a partir de soluções aquosas. Foram investigados parâmetros como tempo de contato e concentração inicial de cátions para Cu (II) e pH, tempo de contato e concentração inicial para o corante. Ocorreu retenção rápida de cobre nos sólidos silanizados com tempo de saturação de 30 min e capacidade máxima de sorção de 2,34 mmol g-1 para o cobre (II) e de 33,02 ppm para o corante. Os dados de equilíbrio de sorção foram ajustados utilizando as isotermas de Langmuir e Freundlich bem como o ajuste dos dados experimentais aos modelos cinéticos de pseudo-primeira ordem e pseudo-segunda ordem. Os sólidos silanizados obtidos por micro-ondas comportaram-se como bons adsorventes para a remoção rápida de Cu (II) e corante têxtil a partir de solução aquosa.
  • GRAYCYELLE RODRIGUES DA SILVA CAVALCANTI
  • Sistemas bentonitas/tiobendazol - ensaios interativos e de emissão controlada.
  • Data: 09 de Dezembro de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O desenvolvimento de novos veículos para fármacos que proporcionem níveis terapêuticos efica-zes leva a estudos com diversos tipos de materiais, dentre eles destacam-se os argilominerais, pois são materiais que apresentam excelentes propriedades físico e quimicas, além de já serem utilizados em produtos farmacêuticos como excipientes e agente ativos. Neste sentido, neste trabalho foi avaliada a potencialidade de uma argila bentonitica (Bent) em suas formas trocadas com sódica (BentNa), cálcica (BentCa) e magné- sica (BentMg) no processo de adsorção do tia-bendazol (Tia) para uso potencial como sistemas de liberação controlada. Os sólidos precursor, trocados e os híbridos foram caracterizados por difratometria de raios X, espectroscopia na região do infravermelho, termogravimetria e microscopia eletrônica de transmissão. Os estudos de interação dos sólidos com o tiabendazol avaliaram os parâmetros como pH, tempo de contato e concentração inicial do fármaco. As melhores condições de síntese foram em tempos de 45 min com o fármaco a 2000 mg L-1 para a BentNa e de 105 min e 1300 mg L-1 para as BentCa e BentMg, cujas condições foram adotadas nos ensaios de carregamento resultando em teores de tiabendazol incorporados de 164,4; 152,3 e 133,3 mg g-1 para a BentNa, BentCa e BentMg, respectivamente. O perfil de emissão obtido para os híbridos bentonitas/fármacos foram semelhantes em fluidos corpóreos simulados, cujos dados se ajustaram ao modelo cinético de Korsmeyer-Peppas.
  • EZEQUIEL FRAGOSO VIEIRA LEITAO
  • Estudo computacional de algumas reações químicas de interesse biológico proibidas e permitidas por Spin
  • Data: 11 de Novembro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho de tese foi realizado um estudo computacional de algumas reações proibidas e permitidas por spin. A primeira reação investigada envolve a dissociação de ligantes na ferropor-firinas e a outra diz respeito ao mecanismo de Haber-Weiss para espécies como R-OOH + O2 •‾, com diferentes substituintes. Ambos os mecanismos representam um grande desafio do ponto de vista da escolha da metodologia computacional apropriada uma vez que envolvem um grande número de pontos estacionários e, em alguns casos, com diferentes multiplicidades de spin. Para as reações de dissociação com Ferro porfirinas foram escolhidos ligantes de ligantes de campo fraco e forte. Nesta etapa foram utilizados vários métodos da DFT para estimar o ordenamento dos estados de spin para o metal na forma oxidada e reduzida e alguns procedi-mentos para calcular e superfície de energia potencial dessas reações. Os resultados mostram que o funcional, da classe double-hybrid, DSD-PEBP86 consegue prever corretamente o ordena-mento dos estados de spin dos sistemas metaloporfirínicos estudados e caracterizar o cruzamen-to das superfícies dos diferentes estados de spin durante a reação. O segundo estudo trata da reação de Haber-Weiss com três tipos de peróxidos, a saber: peróxido de hidrogênio, metil peró-xido e etil peróxido. Para esse problema, foram mapeados alguns mecanismos de reações que levam à formação dos produtos relatados na literatura. A reação do H2O2 + O2 •‾ ocorre por dois canais de reação competitivos. O produto majoritário segue por uma reação proibida por spin, enquanto o produto minoritário assume uma reação permitida por spin. A reação proibida por spin passa por uma região de cruzamento intersistema e o mecanismo mostra ser governada pela mudança da configuração eletrônica total durante a reação. Na reação do CH3OOH + O2 •‾, pela primeira vez é proposto um mecanismo de reação e uma previsão acerca da entalpia das diferentes reações que podem ocorrer. No caso da reação entre o metil, o etil peróxido com o superóxido é do tipo permitida por spin. Os resultados computacionais da entalpia de reação dessas reações estão em boa concordância com os valores encontrados na literatura.
  • RENE PINTO DA SILVA
  • ESTUDO DA FOTODEGRADAÇÃO EM ÁGUAS: AVALIAÇÃO DA DEGRADAÇÃO E TOXICIDADE
  • Data: 08 de Novembro de 2016 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Os fármacos e produtos de higiene e cuidados pessoais contribuem de forma benéfica para a melhoria da qualidade de vida do ser humano. Um desses produtos é o triclosan, (TCS), um bactericida muito utilizado na formulação de vários produtos de higiene pessoal, mas quando lançado no ambiente, mesmo em baixas concentrações este composto e seus derivados são considerados alteradores endócrinos e podem afetar a fisiologia reprodutiva de diversas espécies. Em decorrência do amplo espectro de aplicações e de serem apenas parcialmente eliminados nas estações de tratamento de água (ETA) e de esgoto (ETE), estes podem ser encontrados em diferentes compartimentos aquáticos. Diante do exposto, este trabalho teve como objetivo desenvolver uma metodologia de fotocatálise heterogênea, para promover a mineralização completa do TCS e avaliar a toxicidade dos subprodutos utilizando microalgas, como organismos teste. Para isto, foi realizado um planejamento experimental para determinar as melhores condições operacionais, tendo como variáveis massa do catalisador, potência da lâmpada, tempo e pH, utilizando como fotocatalisador o dióxido de titânio. Os resultados apontaram que 50 mg de TiO2 P25, potência da lâmpada de 60W, 180 minutos de tratamento e pH=5 foram eficientes, promovendo 94,0% de degradação do TCS. A fotodegradação média do TCS após 360 minutos de tratamento, para amostras sintéticas de TCS, utilizando dióxido de titânio e o hexaniobato de potássio como fotocatalisadores foram de 99,3% e 89,8%, respectivamente, mostrando que o hexaniobato de potássio é bom fotocatalisador quando comparado com um tradicional e comercial (TiO2 P25). A toxicidade das amostras após o tratamento fotocatalítico foi determinada através da inibição do crescimento celular de microalgas e nenhuma amostra inibiu completamente o crescimento das células de microalgas, portanto, o efluente tratado pode ser classificado como sendo de baixa toxicidade.
  • ANDERSON EDUARDO ALCANTARA DE LIMA
  • Avaliação e otimização do processo de recuperação de óleos lubrificantes automotivos usados.
  • Data: 19 de Setembro de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Várias alternativas de reciclagem tem sido utilizadas ao redor do mundo para recuperação de óleo lubrificante usado, cada uma com suas vantagens e desvantagens. O processo de extração por solvente é capaz de remover cerca de 10-14% dos contaminantes, o que corresponde apro-ximadamente a quantidade de aditivos e impurezas encontradas normalmente no óleo lubrifican-te usado. O presente estudo teve como objetivo determinar as condições ótimas de extração utilizando as variáveis independentes (temperatura e proporção de lubrificante:solvente) para cada solvente, 2-propanol (IPP), metil-etil-cetona (MEC) e o 1-butanol (BUT), além disso, caracterizar físico e quimicamente os lubrificantes novo, usado e recuperados. Os resultados permitiram concluir que as melhores faixas de extração são proporções de 1:6; 1:4,7 e 1:6 para os solventes IPP, MEC e BUT respectivamente, a uma temperatura de 30oC. O solvente MEC teve um rendimento mais elevado de extração, seguida de BUT e IPP.
  • JOSE FERREIRA SARMENTO NETO
  • Síntese de porfirinas de baixa simetria com potencial uso como moduladores redox.
  • Data: 08 de Setembro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • As porfirinas e metaloporfirinas são compostos amplamente presentes nas mais diversas formas de vida, desempenhando diversos papeis biológicos e diversas aplicações. O estresse oxidativo é uma condição biológica caracterizada pelo acúmulo dessas espécies oxidantes, cujos níveis em condição fisiológica normal são controlados pelas enzimas Superóxido Dismutases (SOD). A inativação ou baixa expressão das SOD está relacionada ao estresse oxidativo e mecanismos de algumas patologias. Mn-porfirinas catiônicas derivadas das 2-N-alquilpiridilporfirinas foram os compostos que mais se destacaram como mímicos (imitam) das SOD, cuja eficiência in vivo está relacionada à atividade catalítica, potencial de redução, lipofilicidade e toxicidade. No presente estudo, buscou-se a síntese de porfirinas de baixa simetria do tipo A3B, onde A = 2-piridil, B = vanilina ou veratril, derivatização através de alquilação e metalação das porfirinas inédita 5-(3-metoxi-4-hidroxifenil)-10,15,20-tris(2-piridil)porfirina (H2VanTri-2-PyP) e 5-(3,4-dimetoxifenil)-10,15,20-tris(2-piridil)porfirina (H2MVanTri-2-PyP), resultantes da reação de condensação de pirrol e os aldeídos 2-piridinacarboxaldeído (2-PyCHO) e vanilina (Van) ou metil-vanilina/veratraldeído (MVan) em meio ácido. As porfirinas de interesse foram purificadas via extração sólido-líquido, precipitação seletiva de impurezas e etapas cromatográficas. A alquilação da H2VanTri-2-PyP e H2MVanTri-2-PyP foi desenvolvida em condições semelhantes àquela descrita na literatura para tetra-N-piridilporfirinas. O método de purificação utilizado após a alquilação foi extração líquido-líquido, seguido por precipitação via metátese OTs–/PF6–/Cl–. As porfirinas neutras H2VanTri-2-PyP e H2MVanTri-2-PyP foram submetidas à metalação com acetato manganês, gerando Mn-porfirinas monocatiônicas. As porfirinas catiônicas H2VanTriM-2-PyP3+ e H2MVanTriM-2-PyP3+ foram submetidas à metalação com cloreto de manganês e a purificação foi semelhante às porfirinas bases livres trialquiladas. Os complexos tetracatiônicos MnVanTriM-2-PyP4+ e MnMVanTriM-2-PyP4+ apresentaram potencial de redução Mn(III)/Mn(II) consistentes com o seu empregos como mímicos SOD e os complexos monocatiônicos MnVanTri-2-PyP+ e MnMVanTri-2-PyP+ apresentam potencial fora da faixa de dismutação do superóxido. Análises por CCD-SiO2 revelaram que a MnVanTriM-2-PyP4+ e MnMVanTriM-2-PyP4+ se apresentam mais lipofílicas que as porfirinas pentacatiônicas descritas na literatura, o que é um indicativo de uma boa biodisponibilidade in vivo.
  • RAFAEL DE CARVALHO ARAUJO
  • Hidroxiapatitas organofuncionalizadas como sistemas para biorremediação de corante aniônico.
  • Data: 05 de Setembro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Dentre vários compostos dos fosfatos de cálcio, a hidroxiapatita tem sido aplicada na remoção de íons de metais de transição e ânions inorgânicos simples possibilitando sua aplicação em remediação de águas poluídas. No entanto duas limitações para hidroxipatita são a baixa estabilidade química em pH abaixo de 3,0 e baixa interação química com espécies aniônicas orgânicas o que inviabiliza o seu uso em algumas aplicações envolvendo derivados orgânicos como corantes aniônicos. Uma alternativa é a organofuncionalização da hidroxiapatita abrindo novas possibilidades para adsorção de espécies orgânicas. Neste sentido, hidroxiapatitas obtida pelo método de co-precipitação a temperatura ambiente partindo de cloreto de cálcio e o hidrogenofosfato de amônio. Posteriormente a hidroxiapatita foi organofuncionalizada com os agentes sililantes 3-aminopropil-trimetoxissilano e N-3-propil-etilenodiamina trimetoxissilano em atmosfera de nitrogênio por 96 h em tolueno. As matrizes silanizadas reagiram subsequentemente com epicloridrina e etilenodiamina, com o intuito de aumentar o número de sítios ativos ancorados na superfície da hidroxiapatita. Os materiais obtidos foram caracterizados por difratometria de raios X, espectroscopia na região do infravermelho, análise elementar de CHN e cloro e termogravimetria. Os sólidos organofuncionalizados foram aplicados na adsorção do corante têxtil azul de remazol em solução aquosa a temperatura ambiente e pH 6. A retenção máxima observada foi de 245 mg g-1 para ambas as matrizes silanizadas em 45 min, os quais demonstram o bom desempenho das hidroxiapatitas modificadas.
  • GUILHERME LEOCARDIO LUCENA DOS SANTOS
  • Estanatos de cálcio (CaSnO3) dopados com Fe3+, Co2+ ou Cu2+ aplicados na fotodegradação de Remazol Amarelo Ouro e na redução de NO com CO ou NH3
  • Data: 22 de Agosto de 2016 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Estanato de cálcio, CaSnO3, é uma perovskita do tipo ortorrômbica que apresenta propriedades dielétricas importantes, além de várias aplicações tecnológicas como catalisadores e fotocatali-sadores. Neste trabalho, CaSnO3 e CaSnO3 dopado com Fe3+, Co2+ ou Cu2+ foram obtidos pelo método Pechini modificado e aplicados na fodegradação do corante têxtil (remazol amarelo ouro), e como catalisadores na reação de redução de monóxido de nitrogênio (NO). Além disso, esses materiais foram depositados sobre o suporte catalítico ZrO2 ou impregnados com Pd e avaliados na redução de NO com CO e NH3. Os catalisadores foram caracterizados por análise termogravimétrica (TG/DTA), difração de raios-X (DRX), espectroscopia de absorção na região do ultravioleta e do visível (UV-Vis), espectroscopia vibracional na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, análise da área superficial (SBET), microscopia eletrônica de varredura com emissão de campo (MEV-EC) e microscopia eletrônica de transmissão (MET). Os ensaios fotocatalíticos do corante remazol amarelo ouro (RNL) foram realizados em reator utilizando uma lâmpada UVC (λ= 254 nm). Os testes catalíticos foram realizados em um reator contendo mis-tura gasosa com quantidades estequiométricas de monóxido de nitrogênio (NO) e monóxido de carbono (CO) em hélio na faixa de temperatura de 300°C à 700°C e em um reator contendo mistura de NO e amônia (NH3) em hélio na faixa de temperatura de 250°C à 500°C. Os resulta-dos de DRX mostraram uma pequena mudança na ordem a longo alcance das amostras dopadas devido à substituição parcial dos cátions. Os espectros Raman indicaram que a incorporação dos metais Fe3+, Co2+ e Cu2+ na rede do CaSnO3 promoveu quebra de simetria, o que foi confir-mado pela mudança nos valores do band gap das amostras. A dopagem do CaSnO3¬ com os metais de transição aumentou a eficiência fotocatalítica do material sendo mais expressiva para o material dopado com Cu2+ (76% de descoloração), enquanto que, os espectros de fotolumi-nescência mostraram uma diminuição na intensidade com a dopagem. As perovskitas deposita-das sobre o suporte ZrO2 apresentaram uma boa dispersão. Os testes catalíticos de redução de NO mostraram que as perovskitas mássicas dopadas com Co2+ e Cu2+ apresentaram os melho-res percentuais de conversão (100%) de NO e CO. As perovskitas depositadas sobre o suporte ZrO2 mostraram os melhores valores de conversão catalítica. Os resultados de MEV-EC e MET confirmaram a deposição da fase ativa sobre o suporte ZrO2 e indicaram a formação de siste-mas core@shell.
  • GABRIEL AIRES URQUIZA DE CARVALHO
  • Estudo da aplicação de descritores de densidades eletrônicas LCAO obtidas de métodos Hartree-Fock de proteínas no estudo de suas características químicas e biológicas.
  • Data: 22 de Agosto de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Proteinas sao polimeros de aminoacidos cuja geometria final, semelhante a um complexo novelo, permite que estas moleculas sejam bastante versateis, utilizadas em uma vasta gama de papeis quimicos nas celulas vivas. A geometria de equilibrio das proteinas em suas condicoes normais sao determinadas, em grande parte, por sua sequencia primaria, que e produto da evolucao biologica. Neste trabalho utilizamos os momentos de Canterakis-Zernike e suas Invariantes Rotacionais para estudar possiveis semelhancas entre as densidades eletronicas de tRNA-Aminoacil Sintetases modernas e aquelas produzidas a partir de estruturas obtidas de suas sequencias ancestrais obtidas da literatura. Para isto implementamos um novo algoritmo de projecao de densidades analiticas produzidas pelo Gaussian2009 e MOPAC2012 no espaco de Canterakis-Zernike e o programa Cluto para o agrupamento posterior das sequencias. Concluimos que as densidades eletronicas sao capazes agrupar as proteinas segundo seu estado de dimerizacao. Como existe preferencia das classes evolutivas por proteinas singulares ou homodimericas, isto acaba agrupando as proteinas mais ou menos segundo a origem evolutiva.
  • GABRIEL AIRES URQUIZA DE CARVALHO
  • Estudo da aplicação de descritores de densidades eletrônicas LCAO obtidas de métodos Hartree-Fock de proteínas no estudo de suas características químicas e biológicas.
  • Data: 22 de Agosto de 2016 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Proteinas sao polimeros de aminoacidos cuja geometria final, semelhante a um complexo novelo, permite que estas moleculas sejam bastante versateis, utilizadas em uma vasta gama de papeis quimicos nas celulas vivas. A geometria de equilibrio das proteinas em suas condicoes normais sao determinadas, em grande parte, por sua sequencia primaria, que e produto da evolucao biologica. Neste trabalho utilizamos os momentos de Canterakis-Zernike e suas Invariantes Rotacionais para estudar possiveis semelhancas entre as densidades eletronicas de tRNA-Aminoacil Sintetases modernas e aquelas produzidas a partir de estruturas obtidas de suas sequencias ancestrais obtidas da literatura. Para isto implementamos um novo algoritmo de projecao de densidades analiticas produzidas pelo Gaussian2009 e MOPAC2012 no espaco de Canterakis-Zernike e o programa Cluto para o agrupamento posterior das sequencias. Concluimos que as densidades eletronicas sao capazes agrupar as proteinas segundo seu estado de dimerizacao. Como existe preferencia das classes evolutivas por proteinas singulares ou homodimericas, isto acaba agrupando as proteinas mais ou menos segundo a origem evolutiva.
  • CLEDIANA DANTAS CALIXTO
  • Potencial da microalgas regionais cultivadas em meios alternativos para produção de biodiesel
  • Data: 19 de Agosto de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • As microalgas são micro-organismos que podem apresentar elevados teores de lipídeos, proteínas, carboidratos e diversos metabólitos de interesse à indústria de biocombustível e de compostos nutracêuticos. Apesar das inúmeras indicações para sua utilização como fonte para produção de biodiesel, ainda existem entraves econômicos que inviabilizam esta produção em larga escala. Assim, essa pesquisa teve como objetivo avaliar a potencialidade de cepas de microalgas, isoladas da região Nordeste do Brasil, para a produção de biodiesel, levando em consideração suas taxas de crescimento celular, as propriedades combustíveis que cada biodiesel apresentaria e o desenvolvimento destas espécies em meios residuais oriundos de atividades humanas e agroindustriais. Além disto, foram analisadas as mudanças metabólicas ocorridas durante as fases de crescimento, de algumas espécies, através de técnicas convencionais e FTIR. Entre as 25 espécies estudadas foram identificadas 8 potenciais para produção de biodiesel: Pediastrum tetras (D121WC), Scenedesmus acuminatus (D115WC), Chlamydomonas sp. (D132WC), Lagerheimia longiseta (D133WC), Amphora sp. (M84C), Monoraphidium contortum (D173WC), Chlorella sp. (D101Z) e Cosmarium sp. (D174WC), com produtividade elevada em biomassa, variando de 0,28 a 0,95 g L-1 d-1, e teores de ésteres de até 2,9 vezes superiores à soja. Quanto à avaliação dos parâmetros combustíveis, de um possível biodiesel produzido pelas microalgas, a análise estatística discriminou a clorofícea D101Z como espécie promissora, por apresentar elevada produtividade lipídica, baixo valor de ponto de entupimento de filtro a frio e índice de iodo pouco acentuado. Entretanto, verificou-se que dentre as 12 espécies em estudo, apenas a clorofícea Monoraphidium contortum e a cianobactéria Synechococcus nidulans não atenderiam as especificações de qualidade combustíveis. Nos estudos sobre meios de cultivos alternativos, observou-se que as formulações com esgoto doméstico (ESG) e biocomposto hortifrutis (BH) mostraram-se muito promissoras especialmente para Chlorella sp., Chlamydomonas sp. e Lagerheimia longiseta que apresentaram rendimento máximo celular superior ao cultivo controle. As concentrações mais elevadas de lipídeos foram obtidas em meio BH, e alterações na composição bioquímica e no perfil de ésteres das espécies foram observadas ao se variar os meios de cultivo. Constatou-se também, que o acúmulo de proteína, carboidrato e lipídeo ocorre de forma e em fases distintas do crescimento microalgal, principalmente quando se modifica o meio de cultivo. E é nessa perspectiva que a técnica de FTIR demonstrou eficiência no acompanhamento desses componentes, principalmente dos lipídeos, apresentando para todas as amostras uma relação direta com a técnica convencional. De forma geral, espécies viáveis para produção em larga escala, capazes de crescer em meios residuais foram propostas neste estudo.
  • GÉSSICA TEIXEIRA DA SILVA
  • BLENDAS POLIMÉRICAS DE POLI (ÁLCOOL VINÍLICO) E CARBOXIMETILCELULOSE COM APLICAÇÃO EM SISTEMAS DE LIBERAÇÃO CONTROLADA DE FÁRMACOS
  • Data: 19 de Agosto de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Nesse trabalho foram estudados os filmes poliméricos formados por poli (álcool vinílico) (PVA) e carboximetilcelulose (CMC), dois polímeros de fácil obtenção, sendo o primeiro sintético e o segundo semissintético. Os filmes foram preparados pelo método da evaporação do solvente e reticulados com ácido cítrico (AC), a fim de melhorar suas características de hidrofobicidade. Os filmes reticulados e não reticulados foram caracterizados via ensaios de intumescimento, solubilidade e permeabilidade aos vapores de água para testar as propriedades de barreira dos filmes. Além desses, foram realizados ensaios de atividade antimicrobiana, microscopia eletrônica de varredura (MEV), análise termogravimétrica e espectroscopia na região do infravermelho. Os espectros de infravermelho sugeriram formaçãoda blenda através de deslocamento de bandas e mostrou que o processo de reticulação ocorreu. Os filmes reticulados apresentaram melhores resultados em relação às propriedades de barreira à água (solubilidade, intumescimento e permeabilidade) quando comparados aos filmes não reticulados, resultados como eram, de fato, esperados, umas vez que a reticulação reorganiza as cadeias poliméricas de forma a dificultar a passagem de moléculas de água e controlar a passagem de moléculas menores. A análise de degradação térmica mostrou que a estabilidade dos filmes foi afetada pela presença do agente reticulante ácido cítrico, de forma que os filmes reticulados com maior concentração de AC apresentaram a maior estabilidade do ponto de vista térmico. O MEV dos filmes mostrou uma superfície lisa e homogênea, sem separação de fases das blendas e ausência de porosidades. A atividade antimicrobiana realizada com cepas de S. aureus, S. epidermides, Pseudomonas aeruginosa, Candida albicans e C. topicalis, mostrou que nenhum filme apresentou atividade de inibição sobre o crescimento dos microorganismos. Além da caracterização, foi realizada a aplicação dos filmes para sistemas transdérmicos de liberação controlada de fármacos, onde foi avaliada a cinética de liberação dos fármacos paracetamol e fluconazol em filmes reticulados com 20 e 30% de ácido cítrico. Os resultados da liberação controlada de fármacos mostraram que os filmes apresentaram diferentes comportamentos frente ao controle da liberação, de forma que as blendas apresentaram modelo de liberação de ordem zero, os filmes de carboximetilcelulose não controlaram a liberação e os filmes de PVA conseguiram manter uma concentração constante de fármaco no meio receptor após as 12 horas de ensaio.
  • ARQUIMEDES MARIANO PEREIRA
  • Ligação de hidrogênio intermolecular entre Cl3CH e F3CH e as espécies receptoras de próton: C2H4, C3H4, C3H6 e C7H4.
  • Orientador : REGIANE DE CASSIA MARITAN UGULINO DE ARAUJO
  • Data: 15 de Agosto de 2016 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata do estudo quântico computacional de propriedades estruturais, eletrônicas, vibracionais, hiperconjugativas e topológicas dos complexos de hidrogênio com doadores Cl3CH e F3CH, com as espécies receptoras de próton, C2H2, C2H4, C3H4, C3H6 e C4H4, interagindo com uma região de alta densidade eletrônica do tipo π e pseudo- π. Os métodos computacionais de estrutura eletrônica empregados foram a Teoria do Funcional da Densidade com os funcionais híbridos B3LYP e X3LYP e a Teoria Perturbativa de Muitos Corpos de ordem 2, com uma série de bases. Os valores da energia da ligação de hidrogênio sofreram correções do Erro de Superposição do Conjunto de Funções de Base e da Energia Vibracional do Ponto Zero. Os complexos de hidrogênio com o doador Cl3CH apresentaram incrementos no comprimento da ligação C-H, enquanto o F3CH apresentam encurtamento do comprimento de ligação H-C, devido a formação da ligação intermolecular. Essa tendência é encontrada para o desvio no espectro infravermelho, o Clorofórmio apresenta red shift enquanto o Fluorfórmio tem desvios blue shift. O emprego da teoria quântica de átomos em moléculas evidencia a mudança na densidade eletrônica de ambas as espécies interagentes, e, além disso os valores da densidade são pequenos e do laplaciano da densidade são positivos. Os métodos empregados seguiram a mesma tendência para as propriedades de interesse, sugerindo o uso de cálculos via teoria do funcional da densidade, devido a menor demanda computacional, para estudar sistemas desse tipo.
  • FRANKLIN DAMIÃO XAVIER
  • Produção biotecnológica de xilitol a partir da fração hemicelulósica da fibra de sisal
  • Data: 09 de Agosto de 2016 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • ffaafafafafafafafafa
  • GUSTAVO SANTOS BEZERRA
  • Avaliação da produção simultânea de xilitol e etanol a partir do bagaço de sisal.
  • Data: 08 de Agosto de 2016 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O bagaço de sisal é um resíduo do desfibramento do sisal, que é descartado no meio ambiente sem controle. O objetivo desse trabalho foi avaliar a produção simultânea de xilitol e etanol a partir do licor hemicelulósico do bagaço de sisal. A caracterização da biomassa lignocelulósica foi realizada, verificando os teores de celulose, hemicelulose e lignina. O pré-tratamento foi reali-zado em reator de aço inoxidável na razão 1/10 (bagaço/ácido) durante 1 hora. Para verificar a influência das variáveis temperatura e concentração de ácido sulfúrico um planejamento expe-rimental 22 com 3 pontos centrais em duplicata foi realizado, sendo a melhor condição de pré-tratamento a temperatura de 120 ºC e concentração de 2,5%. O licor do hidrolisado hemice-lulósico foi analisado por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) quanto aos teores de açúcares e inibidores e as alterações composicionais no bagaço tratado foram analisadas por Difração de Raios-X (DRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV), Termogravimetria (TG) e Infravermelho (IV), onde evidenciaram a remoção da hemicelulose. Como principais produtos da fermentação com cândida guilliermondii, obteve-se etanol e xilitol com concentração de 2,4 e 1,4 g/L respectivamente.
  • SUELEN ALVES SILVA LUCENA DE MEDEIROS
  • Perovskitas SrSnO3:Cu2+ impregnadas sobre suportes à base de SnO2-ZrO2 aplicadas na descoloração fotocatalítica de um azo corante
  • Data: 26 de Julho de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Estanatos do tipo perovskita (ASnO3) sao amplamente estudados por conterem caracteristicas interessantes que propiciam sua utilizacao como materiais fotocatalisadores. Por sua vez, oxidos como SnO2 e ZrO2 vem sendo utilizados como catalisadores ou suportes cataliticos na degradacao de poluentes organicos aquosos e em processos fotocataliticos. Geralmente, materiais suportados podem ser mais eficientes do que os fotocatalisadores massico, devido a melhor dispersao e geracao de novos sitios ativos. Neste trabalho, oxidos binarios (Sn1-xZrx)O2 e (Zr1-ySny)O2, onde (0 ≤ x e y ≤ 10 % em mol) foram preparados pelo metodo de reacao no estado solido. As perovskitas SrSnO3:Cu2+ foram preparadas pelo metodo Pechini modificado e impregnadas sobre os suportes sintetizados com a finalidade de melhorar a eficiencia catalitica das perovskitas na fotodegradacao do corante Remazol Amarelo Ouro (RNL). Os fotocatalisadores foram caracterizados pelas tecnicas: difracao de raios-X (DRX) em temperatura ambiente e camara quente, espectroscopia na regiao do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, espectroscopia na regiao do UV-visivel (UV-VIS), microscopia eletronica de varredura (MEV) e area superficial especifica (BET). Os resultados de DRX mostraram que os suportes foram monofasicos, e que o processo de impregnacao nao modificou a estrutura da perovskita. Os Espectros IV e Raman corroboraram com os resultados de DRX, com indicativos da impregnacao da perovskita na superficie dos suportes, observados pela presenca de bandas referentes ao SrCO3 advindo da perovskita, como tambem pela presenca dos modos ativos em 148, 180, 223, 253 cm-1 referentes a perovskita. O sistema SSO/ZS95 apresentou a melhor atividade fotocatalitica, com uma eficiencia de 81% de descoloracao no tempo de 4 horas, aumentando em cerca de 10 (dez) vezes a eficiencia fotocatalitica do SrSnO3, indicando que o uso do suporte catalitico foi eficaz, propiciando a dispersao do estanato (fase ativa).
  • MIN-FÚ NASCIMENTO HUANG
  • Síntese e caracterização de compostos organo selenio
  • Data: 25 de Julho de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho trata do planejamento, síntese e caracterização de moléculas organosselênicas com potencial atividade antimicrobiana e antitumoral, para tanto foram preparados uma série de 12 compostos organosselênicos inéditos (bis-selenetos) contendo a função amida, sintetizados a partir da reação de substituição de cloretos de alquila (com/ou sem substituintes) com uma espécie nucleofílica de selênio preparado a partir do selênio elementar (Se0, amorfo), obtendo bis-selenetos com variações programáticas com rendimentos que variaram de 72-85 %. A caracterização estrutural dos compostos está baseada em vários experimentos de RMN 1H, RMN 13C e infravermelho. Além da preparação e caracterização foram realizados os estudos de avaliação farmacocinéticos in silico e um ensaio preliminar de citotoxicidade frente a Artemia Salina Leach. Os resultados revelaram que dois compostos o SeA5 e o Se2A5 apresentaram respectivamente DL50 de 127 e 156 ppm. De maneira geral os estudos frente a esses novos compostos organosselênicos obtiveram resultados promissores ao serem avaliados teoricamente na sua disponibilidade oral e apresentando bons perfis farmacológicos de baixa toxicidade (Artemia Salina Leach, Osires). Outro dado importante obtido foi à demonstração da interação do tipo Nitrogênio Selênio por meio de espectros RMN 1H, esse estudo gerou informações significativas em torno dos compostos organosselênicos. Por fim ensaios microbiológicos frente bactérias e fungos, indicarão ótima atividade frente ao gênero cândida albicans para os compostos SeA3 e Se2A3, que possuíram CIM de 128 µg.
  • DAVID DOUGLAS DE SOUSA FERNANDES
  • Novas estratégias de seleção de variáveis em problema de classificação
  • Data: 22 de Julho de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Em Química Analítica tem sido recorrente na literatura o uso de sinais analíticos registrados em múltiplos sensores combinados com posterior modelagem quimiométrica para desenvolvimento de novas metodologias analíticas. Para esta finalidade, geralmente se faz uso de técnicas instrumentais multivariadas como a espectrometrias no ultravioleta-visível ou no infravermelho próximo, voltametria, etc. Neste cenário, o analista se depara com a opção de selecionar variáveis individuais ou intervalos de variáveis de modo de evitar ou diminuir problemas de multicolinearidade. Uma estratégia bem conhecida para seleção de intervalos de variáveis consiste em dividir o conjunto de respostas instrumentais em intervalos de igual largura e selecionar o melhor intervalo com base no critério de desempenho de predição de um único intervalo em regressão por Mínimos Quadrados Parciais (iPLS). Por outro lado, o uso da seleção de intervalo para fins de classificação tem recebido relativamente pouca atenção. Uma prática comum consiste em utilizar o método de regressão iPLS com os índices de classe codificados como variáveis de resposta a serem preditos, que é a idéia básica por trás da versão da Análise Discriminante por Mínimos Quadrados Parciais (PLS-DA) para a classificação. Em outras palavras, a seleção de intervalos para fins de classificação não possui o desenvolvimento de funções nativas (algoritmos). Assim, neste trabalho são propostas duas novas estratégias em problemas de classificação que usam seleção de intervalos de variáveis empregando o Algoritmo das Projeções Sucessivas. A primeira estratégia é denominada de Algoritmo das Projeções Sucessivas para seleção intervalos em Análise Discriminante por Mínimos Quadrados Parciais (iSPA-PLS-DA), enquanto a segunda estratégia é denominada de Algoritmo das Projeções Sucessivas para a seleção de intervalos em Modelagem Independente e Flexível por Analogia de Classe (iSPA-SIMCA). O desempenho dos algoritmos propostos foi avaliado em três estudos de casos: classificação de óleos vegetais com relação ao tipo de matéria-prima e ao prazo de validade utilizando dados obtidos por voltametria de onda quadrada; classificação de misturas biodiesel/diesel não adulteradas (B5) e adulteradas com óleo de soja (OB5) empregando dados espectrais obtidos na região do ultravioleta-visível; e classificação de óleos vegetais com relação ao prazo de validade usando dados espectrais obtidos na região do infravermelho próximo. Os algoritmos iSPA-PLS-DA e iSPA-SIMCA propostos forneceram bons resultados nos três estudos de caso, com taxas de classificação corretas sempre iguais ou superiores àquelas obtidas pelos modelos PLS-DA e SIMCA utilizando todas as variáveis, iPLS-DA e iSIMCA com um único intervalo selecionado, bem como SPA-LDA e GA-LDA com seleção de variáveis individuais. Portanto, os algoritmos iSPA-PLS-DA e iSPA-SIMCA propostos podem ser consideradas abordagens promissoras para uso em problemas de classificação empregando seleção de intervalos de variáveis. Num contexto mais geral, a possibilidade de utilização de seleção de intervalos de variáveis sem perda da precisão da classificação pode ser considerada uma ferramenta bastante útil para a construção de instrumentos dedicados (por exemplo, fotômetros a base de LED) para uso em análise de rotina e de campo.
  • LEANDRO SEVERINO DE OLIVEIRA
  • Sistemas baseados em bentonitas com aminas cíclicas e amilorida - rotas de síntese e ensaios de emissão
  • Data: 20 de Julho de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • RESUMO O termo bentonita designa as argilas brutas contendo pelo menos 50% de esmectitas e particu-larmente montmorillonita. As esmectitas possuem características como estruturas lamelar, capa-cidade de troca iônica, variabilidade da composição química e da carga elétrica das lamelas, que determinam as propriedades nas interações com substâncias orgânicas e inorgânicas. As alte-rações nas propriedades físicas e químicas desses materiais após a intercalação de compostos orgânicos tem chamado atenção devido a vasta aplicabilidade apresentada por esses híbridos. Moléculas orgânicas polares, como aminas, podem substituir as moléculas de água, que ocupam o espaço interlamelar, resultando em materiais organofílicos. Dentro dessa perspectiva, foram obtidos híbridos de intercalação bentonitas/aminas utilizando bentonitas trocadas com cátions de sódio e cálcio. Neste caso foram utilizadas duas diaminas cíclicas de importância farmacológica, uma alifática, piperazina (PPZ) e uma aromática, pirazina (PRZ) para a formação de híbridos por diversas rotas de síntese. Em seguida o fármaco cloridrato de amilorida, que tem em sua estrutura o anel pirazínico, foi carregado na amostra cálcica da bentonita para consequentes en-saios de emissão. As técnicas de caracterização como, DRX, IV, TG, MET, entre outros, com-provaram a eficiência em todos os casos. Sendo assim, os resultados indicam uma possível aplicação desses híbridos para obtenção de complexos metálicos, bem como o uso destes sistemas para ensaios de emissão controlada tendo em vista que a PPZ tem propriedades farmacológicas, enquanto a PRZ é uma molécula base para diversos fármacos, como a amilorida, por exemplo.
  • JOÃO MARCOS GOMES DE OLIVEIRA FERREIRA
  • Otimização da reação de Knoevenagel em sistema binário etanol: água
  • Data: 07 de Julho de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • ql~çqleqçlqç~elq~çelqç
  • JANETE CLAIR DA SILVA SANTOS
  • Determinação simltãnea de carbofurano e metomil em amostras alimentícias utilizando técnicas voltamétricas em eletrodo de diamante dopado com boro
  • Data: 05 de Julho de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • fffsdfsdfsfsfsdfsf
  • FLAVIANO CARVALHO LEITE
  • Titulação quimiluminescente em fluxo batelada baseada em imagem digital
  • Data: 04 de Julho de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • adasdadadadadada
  • GILVAN POZZOBON PIRES
  • Materiais híbridos magnéticos luminescentes envolvendo complexos de íons lantanídeos
  • Data: 28 de Junho de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho desenvolve materiais bifuncionais óptico magnéticos contendo altos teores de íons lantanídeos. Para este propósito, a fase magnética foi preparada pelo método de co-precipitação e grupos quelantes foram introduzidos em sua superfície a partir da utilização de organosilanos derivados do ácido etilenodiamino tetra-acético (EDTA), os quais foram sinteti-zados previamente através da reação entre o dianidrido de EDTA (EDTA-DA) e os seguintes aminoalquilalcoxissilanos: 3-(Trimetoxissilil)propilamina(1N),N-[3(trimetoxissilil) propil]etileno-diamina (2N) e N1-(3-trimetoxissililpropil) dietilenotriamina. Após a coordenação do metal (Gd3+, Eu3+, Tb3+ ou Sm3+), a primeira esfera de coordenação dos íons lantanídeos nos complexos Ln-EDTA, presentes na superfície modificada das partículas de Fe3O4, foi complementada pela adição de ligantes β-dicetonas (tta: tenoiltrifluoroacetona, dbm: dibenzoilmetano, bzac: benzoilacetona e acac: acetilacetona) com o objetivo de otimizar as propriedades luminescentes dos materiais. Os materiais foram caracterizados por difração de raios X de pós (XRD), magne-tometria de amostra vibrante (VSM), microscopia eletrônica de varredura (SEM), microsopia eletrônica de transmissão (TEM), análise termogravimétrica (TGA), fluorescência de raios X por dispersão em comprimento de onda (WDXRF) e espectroscopia de absorção no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), bem como medidas de potencial zeta e espectroscopia de luminescência. Os materiais híbridos exibiram intensa emissão na cor vermelha, atribuída às transições 4f–4f do íon Eu3+ ion, da mesma forma que emissões na cor verde e laranja, carac-terísticas dos íons Tb3+ e Sm3+, respectivamente, indicando uma eficiente transferência de energia intramolecular do ligante para o metal. Os parâmetros de intensidade (Ω2 e Ω4), o tempo médio de vida do estado emissor (τ) e as taxas de decaimento radiativo (Arad) e não radiativo (Anrad) do íon Eu3+ foram determinadas e discutidas.
  • WAGNER ANDRE VIEIRA DA SILVA
  • Uso da estratégia TWIN Drugs para síntese de novos homodímeros de adutos de Morita-Bayllis-Hillman potenciais candidatos a fármacos antiparasitários
  • Data: 30 de Maio de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • hhjkhjkhjhkjhjk
  • JOSE MAURICIO DE ALBUQUERQUE MONTEIRO JUNIOR
  • Problematizando a temática elementos metálicos em aulas de aciências (Química) no ensino fundamental II
  • Data: 23 de Maio de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • dfrerwrwrwrwwrw
  • SOFACLES FIGUEREDO CARREIRO SOARES
  • Um novo método para a transferência de de calibração e uma estratégia para classificação de sementes de algodão usando imagem hiperespectral NIR
  • Data: 12 de Maio de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho envolve o desenvolvimento de dois estudos que são apresentados nos capítulos 2 e 3. No primeiro, um novo método para realizar a transferência de calibração foi concebido. Este método foi desenvolvido para fazer uso de variáveis isoladas em vez de usar todo o espectro ou janelas espectrais. Para realizar essa tarefa, um procedimento univariado é inicialmente usado para corrigir os espectros registrados no equipamento secundário, dado um conjunto de amostras de transferência. Uma técnica de regressão robusta é então usada para obter um modelo com pequena sensibilidade em relação aos resíduos da correção univariada. O novo método é então empregado em dois estudos de caso envolvendo análise espectrométrica NIR, em que foram determinados os parâmetros massa específica, RON (Research Octane Number) e teor de naftênicos em gasolina e os teores de umidade e óleo em amostras de milho. Os resultados do novo método foram melhores do que os obtidos usando o método PDS. No segundo, uma nova estratégia para classificação de sementes de algodão usando imagens hiperespectrais no NIR foi desenvolvido. Inicialmente as amostras de sementes de algodão foram registradas em uma estação de imagem HSI-NIR e em um equipamento NIR convencional. Após isso, as imagens foram segmentadas e os espectros médios de cada semente foram extraídos. Os modelos de classificação SPA-LDA e PLS-DA baseados nos espectros médios foram construídos para os dois conjuntos de dados. Os resultados SPA-LDA e PLS-DA para os modelos demonstraram que a classificação com os dados HSI-NIR foi alcançada com maior exatidão quando comparada aos modelos obtidos usando o NIR-convencional.
  • INAKA SILVA BARRETO
  • Um método automático para extração em fase sólida magnética aplicado a determinação de Cd e Pb em águas e Cd em óleos comestíveis por GFAAS
  • Data: 04 de Maio de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • jaldjlkajdalkdjaslkdjadlkajdlka
  • JOÃO BATISTA MOURA DE RESENDE FILHO
  • Condensação de Knoevenagel e síntese de n-acilidrazonas catalisadas por nanopartículas magnéticas funcionalizadas
  • Data: 29 de Abril de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A reacao de condensacao de Knoevenagel e uma das reacoes mais utilizadas em sintese organica para formacao de ligacao C–C, sendo usada como uma das etapas para a sintese de varias moleculas. As N-acilidrazonas, por sua vez, sao moleculas que apresentam consideravel atividade biologica, o que impulsionou os trabalhos envolvendo a sintese das mesmas nos ultimos anos. O presente trabalho consiste na utilizacao de nanoparticulas magneticas funcionalizadas como catalisadores nas reacoes de condensacao de Knoevenagel e na sintese de N-acilhidrazonas. As nanoparticulas magneticas (magnetita, Fe3O4) foram sintetizadas pelo metodo de coprecitacao quimica, revestidas com silica (Fe3O4@SiO2) e funcionalizadas com grupos aminos (Fe3O4@SiO2-3N, em que 3N = N1-(3-trimetoxisililpropril)dietilenotriamina) e com ions lantanideos adsorvidos (Fe3O4@SiO2-1N-EDTA-Tb3+, em que 1N = 3-aminopropiltrimetoxissilano). Elas foram caracterizadas por espectroscopia de absorcao na regiao do infravermelho, DR-X, analises termogravimetricas, analise elementar de carbono, hidrogenio e nitrogenio e medidas de magnetizacao. As nanoparticulas magneticas Fe3O4@SiO2-3N foram usadas como catalisadores nas reacoes de condensacao de Knoevenagel, apresentando bons rendimentos isolados (71-100%) e tempos reacionais (10-45 min). Os grupos aminos presente no material atuam como base, promovendo a desprotonacao do metileno, e como catalisador na reacao, ativando o carbono carbonilico atraves da formacao do ion iminio. Ja as nanoparticulas magneticas Fe3O4@SiO2-1N-EDTA-Tb3+ foram utilizadas como catalisadores na sintese das N-acilidrazonas, tambem apresentando bons rendimentos isolados (65-95%) e tempos reacionais (2-180 min). Em linhas gerais, as nanoparticulas magneticas sintetizadas apresentaram boa atividade catalitica, sendo facilmente recuperada por separacao magnetica e reutilizada em reacoes subsequentes.
  • ISABELLE NOGUEIRA PEIXOTO
  • Estudos químicos de derivados mesoiônicos do sistema 1,3-tiazólio-5-tiolato com acetamidas substituídas e suas potencialidades antifúngicas contra cepas de Candida albicans.
  • Data: 11 de Março de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho descreve-se a sintese, caracterizacao e potencial antifungico de vinte derivados mesoionicos do sistema 1,3-tiazolio-5-tiolato. Os compostos, ineditos, foram divididos em duas classes: MI-1A1-10, derivados do mesoionico 2-(4-clorofenil)-3-metil-4-(4-isopropilfenil)-1,3-tiazolio-5-tiolato com dez acetamidas substituidas e MI-2-A1-10, derivados do mesoionico 2-(4-clorofenil)-3-metil-4-(4-metilfenil)-1,3-tiazolio-5-tiolato e tambem com dez acetamidas substi-tuidas. A sintese desses compostos, que apresentou rendimentos satisfatorios (85 a 95 %), ocorreu em quatro etapas: primeiramente o intermediario N-metil-C-arilglicina foi sintetizado via reacao de Strecker com aldeidos p-substituidos, seguido de sua aroilacao para obter o N-metil-N-aroil-C-arilglicina, seguida da ciclo desidratacao com anidrido acetico, cicloadicao e cicloreversao 1,3-dipolar induzida por CS2 para obter os mesoionicos do sistema 1,3-tiazolio-5-tiolato na forma de base livre. Por fim os mesoionicos foram convertidos em seus respectivos sais atraves do tratamento com dez acetamidas substituidas. Todos os compostos, intermediarios, mesoionicos, acetamidas e derivados mesoionicos, foram caracterizados por tecnicas espectroscopicas de IV, RMN de 1H e 13C e avaliou-se o potencial antifungico dos derivados mesoionicos contra cinco cepas de Candida albicans. Dentre os vinte derivados mesoionicos investigados, apenas quatro, MI-1-A3, MI-1-A4, MI-1-A6 e MI-1-A7, exibiram eficiente atividade com concentracoes inibitorias minimas entre 256 – 512 μg mL-1. Neste trabalho realizou-se ainda uma investigacao in silico dos compostos mesoionicos, das acetamidas substituidas e dos derivados mesoionicos e os resulta-dos indicaram que tanto os compostos mesoionicos quanto seus derivados sao bons candidatos a farmacos enquanto que as dez acetamidas substituidas investigadas devem apresentar elevada toxicidade.
  • STEFANI IURY EVANGELISTA DE ANDRADE
  • Pontos quânticos de carbono aplicado à determinação fluorimétrica de cobre(II) em óleos usando um sistema em fluxo-batelada com extração em fase única
  • Data: 22 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foi desenvolvido um novo método automático em fluxo-batelada baseado em pontos quânticos de carbono (PQCs) para determinação fluorescente de cobre(II) em óleos comestíveis. O método analítico proposto apresenta como estratégia de pré-tratamento da amostra a disponibilização on-line do cobre por meio de extração em fase única utilizando uma mistura de solventes álcool isopropílico/clorofórmio na proporção 70:30 (v/v). Para a preparação dos PQCs, foi empregado o tratamento hidrotérmico, simples e de baixo custo, do suco de abacaxi, como bioprecursor. Foi constatado que a fluorescência dos PQCs pode ser significativamente reduzida na presença do Cu(II) simplesmente utilizando um tampão PBS pH 4,0. O mecanismo de extinção da fluorescência pode ser atribuído as interações entre os grupos presentes na superfície dos PQCs com os íons Cu(II). Concernente ao sistema automático fluxobatelada uma nova câmara de mistura foi construída em politetrafluoretileno, provida de três janelas de quartzo, com o objetivo de permitir a excitação e aquisição dos espectros de fluorescência on-line. Para isso, foi utilizado um LED-ultravioleta como fonte de excitação e um espectrofluorímetro portátil como detector. Os limites de detecção e os desvios padrão relativo foram estimados como sendo 2,9 μg L–1 e < 2,5 % (n = 3), respectivamente. A análise de íons interferentes foi realizada com êxito para os principais íons metálicos presentes na matriz da amostra, não revelando interferência percentual significativa (≤ 5 %). A exatidão do método foi avaliada através do teste de recuperação (96 a 106 %). A robustez do método foi avaliada por comparação intra e inter-dia dos resultados obtidos e empregando o método de referência com detecção por absorção atômica em forno de grafite, a um nível de 95% de confiança estatística. Por fim, o sistema apresentou frequência analítica bastante satisfatória (60 h–1) com uma redução considerável do consumo de produtos químicos. Desta forma, é evidenciado de modo apreciável a viabilidade do novo método fluorescente, permitindo, dessa maneira, o desenvolvimento de novas estratégias analíticas potencialmente úteis baseadas em nanopartículas de carbono e automação em sistemas fluxo-batelada.
  • HANDERSON SILVA VENCESLAU OLIVEIRA
  • Síntese e caracterização de complexos homonucleares e heteronucleares de lantanídeos e bismuto obtidos a partir de citrato de sódio e 1,10-fenantrolina
  • Data: 19 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • s,sd,ç~lç~sfçfç~sfl~çfs
  • ROMARIO DE LIMA OLIVEIRA
  • AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE OXIDATIVA DE BLENDAS DE BIODIESEL DE ÓLEO DE SOJA E DE ÓLEO DE MACAÚBA DURANTE ARMAZENAMENTO
  • Data: 19 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A crescente produção de biodiesel a cada ano reflete o sucesso de Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel, contudo o biodiesel brasileiro (cerca de 80% é produzido a partir de óleo de soja) é instável quimicamente, sendo necessário o uso de aditivos antioxidantes para melhorar a estabilidade desse biocombustível. Outra alternativa é o uso blendas de biodieseis para esse mesmo objetivo, nesse sentido, este trabalho teve como meta o estudo do comportamento de blendas de biodiesel compostas do biodiesel de soja com o biodiesel de óleo de carnaúba em proporções variadas, isentas de aditivos antioxidantes, durante três meses de armazenamento. Com relação ao uso do biodiesel de óleo da macaúba como melhorador da estabilidade oxidativa do biodiesel de soja, os resultados obtidos pela técnica Rancimat se mostraram bastante promissores, principalmente no tempo zero. Entretanto, após 30 dias de estocagem o período de indução das blendas de biodiesel caiu drasticamente. Os parâmetros viscosidade, massa específica e ponto de entupimento de filtro a frio permaneceram dentro dos limites estabelecidos pela ANP durante todo o período de armazenamento. .
  • INGRID DANTAS VASCONCELOS DA SILVA
  • Estudo de blendas poliméricas constituídas por goma xantona e poli (álcool vinílico) reticulados com ácido citrico para aplicação em resumos de liberação controlda de fármacos.
  • Data: 18 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Blendas poliméricas representam uma forma rápida e econômica para obtenção de novos materiais e filmes formados de polímeros naturais e sintéticos vêm atraindo bastante atenção. A goma xantana (GX) e o poli (álcool vinílico) (PVA) são polímeros de interesse devido as suas propriedades. O alto caráter hidrofílico desses materiais limitam suas aplicações, por isso eles precisam passar pelo processo de reticulação. Neste trabalho foram preparados e caracterizados filmes poliméricos constituídos por goma xantana e poli (álcool vinílico) sem agente reticulante e reticulados com ácido cítrico (AC) para aplicação na área de liberação controlada de fármacos. Os dados de espectroscopia de infravermelho sugeriram possíveis interações entre os polímeros na blenda e a incorporação do reticulante na matriz polimérica. A microscopia eletrônica de varredura revelou que as superfícies dos filmes são lisas e homogêneas, mesmo com a adição do agente reticulante. Os ensaios de solubilidade, intumescimento e permeabilidade ao vapor de água mostraram o sinergismo das propriedades dos polímeros na blenda e que o ácido cítrico atribuiu aos filmes resistência à água. As composições mostraram-se estáveis em atmosfera inerte (N2), e os filmes reticulados com ácido cítrico exibiram melhor estabilidade térmica quando comparados com os sem reticulante. O estudo de cinética de degradação térmica complementou os resultados de análise térmica mostrando que os filmes de poli (álcool vinílico) são mais estáveis e que o agente reticulante aumentou as propriedades térmicas dos filmes. Os ensaios de biodegradabilidade em solo mostraram maior degradação para as blendas poliméricas em um período de 160 dias. Os filmes não demonstraram atividade antimicrobiana frente aos microrganismos estudados. A aplicação dos filmes reticulados com ácido cítrico na área de liberação controlada mostrou que o mecanismo de liberação de paracetamol, propranolol e fluconazol foi controlado principalmente por difusão, intumescimento e relaxamento das cadeias poliméricas, apresentando perfis de liberação constantes em 24 h, demonstrando que os filmes desenvolvidos são materiais promissores para liberação controlada de fármacos.
  • YOLANDA CAVALCANTE DE MIRANDA
  • Novos compostos bis-dipivaloilmetanato de íons Ln3+. Síntese, caracterização e transferência de energia
  • Data: 17 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho envolve a síntese, caracterização e a investigação das propriedades fotolu-minescentes dos sistemas de fórmulas [Ln(DPM)2(NO3)(L)2] e [Ln(L)3(NO3)3], em que L = triciclohexilfosfinóxido (THPO) ou trifenilfosfinóxido (TPPO) e Ln3+ = Tb3+, Gd3+ ou Eu3+, além dos compostos diméricos [Eu2(DPM)6] e [Tb2(DPM)6]. Os complexos foram caracterizados por análise elementar de CHN e Lantanídeo (Ln), espectroscopia vibracional na região do infraver-melho, análise termogravimétrica e suas propriedades espectroscópicas foram investigadas por espectroscopia molecular de reflectância difusa, de excitação e emissão, assim como os tempos de decaimento dos estados emissores. Os dados experimentais das análises de CHN e titulações complexométricas dos complexos sintetizados estão em concordância com os dados teóricos calculados para as suas respectivas fórmulas. Os espectros de absorção na região do infraver-melho evidenciam que a coordenação dos ligantes β-dicetonatos e fosfinóxidos aos íons Ln3+ ocorre por meio de átomos de oxigênio dos grupos carbonila e P=O, respectivamente. O com-portamento estrutural dos complexos [Eu(DPM)2(NO3)(TPPO)2] e [Tb(DPM)2(NO3)(TPPO)2] é significativamente diferente daqueles complexos diméricos, [Eu2(DPM)6] e [Tb2(DPM)6]. A presença de estado de transferência de carga ligante-metal (TCLM) de baixa energia nos com-postos de Eu3+ também foi investigada. Os estudos das propriedades luminescentes mostraram que nos sistemas bis-DPM de Eu3+, ocorre um aumento na energia do estado de TCLM, contri-buindo para um aumento na intensidade de luminescência destes compostos, quando compa-rados com os complexos diméricos. Esta observação é evidenciada pela luminescência à tem-peratura ambiente observada para o primeiro composto, que não é observada para o segundo. As geometrias dos complexos [Ln2(DPM)6] e [Ln(DPM)2(NO3)(L)2] com Ln = Tb3+ ou Eu3+ foram otimizadas usando o método SPARKLE/RM1, o primeiro apresentando um poliedro de coordenação descristo como prisma trigonal monoencapuzado e o segundo como dodecaedro distorcido.
  • ALAN FERREIRA DE ARAÚJO
  • Síntese e caracterização das propriedades térmicas e óticas de materiais moleclares conjugados derivados de benzillidenocetonas.
  • Data: 17 de Fevereiro de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os materiais de baixa massa molecular elevada conjugação pi são interessantes alvos de pesquisa na academia e na indústria. As propriedades apresentadas por tais sistemas contribuem ativamen-te na produção de dispositivos eletro-óticos, como OLEDs, OFETs e células solares (semicondutores orgânicos). Os cristais líquidos são uma classe importante de materiais de baixa massa molecular devido às propriedades de ordem do estado sólido e fluidez do estado líquido. Com base contexto, este trabalho apresenta a síntese e caracterização das propriedades térmnicas e óticas de três sé-ries de compostos conjugados derivados de benzildenocetonas 3,4-dissubstituídas. As estruturas dessas moléculas foram planejadas a fim de se obter materiais que exibam forma de bastão, requi- sito básico para estutura de cristais líquidos calamiticos. Os com-postos sintetizados consistem de dibenzilidenocetonas 3-metoxi-4-substituídas com variadas ca-deias alquílicas de 4, 10 e átomos de carbono. Grupos cetonas cíclicos e acíclicos separam os anéis aromáticos. Os compostos foram caracterizados por espectroscopia no infravermelho, ressonância magnética nuclear de 1H e 13C. As propriedades térmicas foram investigadas atra- vés de DSC, MOLP e TGA. Das nove moléculas-alvo sintetizadas, uma apresentou mesomorfis-mo, três mantiveram estado isotrópico mesmo no resfriamento à temperatura ambiente, e os demais não apresentaram nenhum tipo de mesoformismo. Os compostos finais apresentaram temperaturas de decomposição na faixa de 215 C a 345 C. Os estudos das propriedades óticas foram realizados por espectroscopia de ultravioleta em slução. As moléculas sintetizadas apre-sentaram forte absorção na faixa de 330 nm a 370 nm com elevada absortividade molar (E = 104 L.mol-1.cm-1) que, através de nossos estudos, são atribuídas às transições eletrônicas pi-pi*.
  • GESSENILDO PEREIRA RODRIGUES
  • Estudo do decaimento fotoquímico de alguns HCFCs usando métodos de estrutura eletrônica e dinâmica nãoadiabática.
  • Data: 16 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho consiste de um estudo teórico do mecanismo fotoquímico de dissociação de hidrocloroflúorcarbonos, comumente conhecidos como freons, compostos diretamente ligados aos problemas de consumo do ozônio atmosférico e aquecimento global. Para o HCFC-133a (C2H2F3Cl) e HCFC-132b (CF2ClCH2Cl), foi investigado o processo de fotodecaimento através de cálculos de propriedades de estados excitados, aplicando diferentes métodos de referência simples (CC2, ADC2 e TD-DFT) em comparação com metodologias multirreferência (MR-CISD e CASPT2). Simulações de dinâmica não adiabática em fase gasosa foram realizadas à nível TD-DFT e resultados comparados com dados experimentais. Os espectros de fotoabsorção, simulados com o funcional TD-B97XD, mostram uma correta atribuição das bandas espectrais e dos estados n-4p e n-4s. A conversão interna destes compostos para o estado fundamental ocorre via diferentes caminhos de reação, gerando diferentes produtos. Para o HCFC-133a, o tempo de decaimento obtido foi de 137 fs e os produtos caracterizados foram eliminações atômicas (Cl, F ou H), multifragmentações (FCl, HCl ou HF), e quebra da ligação CC (apenas ou seguido da eliminação de Cl ou H). Os principais canais fotoquímicos observados foram as eliminações de Cl, HCl e FCl, que representam 54% de todos os processos. No tocante ao HCFC-132b, o tempo de decaimento obtido foi de 106 e 191 fs, para as janelas de excitação 8,5 e 10,0 eV, respetivamente. Os principais mecanismos fotoquímicos ocorrem com a dissociação de 2Cl, quebra da ligação C-Cl e HCl, com 95% do rendimento. Por outro lado, HCl, HF e Cl atômico foram os principais caminhos de reação em regiões mais altas, com 77% dos produtos obtidos. Os resultados mostram que a posição e número de átomos de flúor tem uma influência direta nas propriedades de estados excitados, espectros de fotoabsorção e consequentemente nos produtos fotoquímicos formados após excitação.
  • EMANUELLA SANTOS SOUSA
  • Desenvolvimento de uma metodologia analítica validada para análise de resíduos de agrotóxicos em hortaliças empregando HPLC-DAD
  • Data: 15 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • É crescente no mundo o uso de agrotóxicos e principalmente no Brasil, que apresenta um consumo de aproximadamente 5,2 kg/habitante. Por esse motivo, órgãos nacionais e internacionais (CODEX, FAO e ANVISA) monitoram e estabelecem critérios de avaliações para o controle de qualidade dos alimentos, regulamentando os limites máximos de resíduos (LMRs), restringindo e proibindo o uso desses produtos que podem causar efeitos nocivos à saúde e ao meio ambiente. A maioria dos métodos utilizados para quantificação de pesticidas em alimentos são realizados por cromatografia líquida ou gasosa, empregando detector de massa, fluorescência ou arranjo de diodo. Neste trabalho é proposto uma metodologia para quantificação de sete pesticidas (Carbendazim, Tiabendazol, Fuberidazol, Carbofuran, Flutriafol, Carbaril e seu produto de degradação 1-Naftol) em hortaliças utilizando extração QuEChERS e cromatografia líquida com detecção por arranjo de diodos. No processo cromatográfico foi empregado a eluição gradiente usando 0,014 mM de ácido fosfórico (eluente A) e metanol (eluente B): 40% de metanol por 3,5 minutos atingindo a proporção de 55% de metanol aos 22 minutos, com vazão de 1 mL min-1 e uma temperatura de 35ºC. Estes parâmetros cromatográficos, bem como modelos de calibração, foram elaborados, otimizados e validados visando uma análise livre de interferências nas amostras para atingir os LMR’s estabelecidos pelos órgãos normalizadores nacionais e internacionais (INMETRO, ANVISA, EUROCHEM, FAO e CODEX). Foram quantificados 0,21 mg kg-1 de Carbendazim e 0,31 mg kg-1 de Carbofuran na amostra de couve; 0,12 mg kg-1 de Flutriafol na amostra de beterraba; 0,05 mg kg-1 de Fuberidazol e Flutriafol na amostra de tomate e 0,24 mg kg-1 de Carbendazim na amostra de pimentão. É importante ressaltar que das amostras quantificadas a ANVISA permite apenas o uso de Flutriafol em tomate, com limite máximo permitido de 0,1 mg kg-1 e para as demais amostras não há autorização para o uso desses agrotóxicos no combate as pragas nas culturas dessas hortaliças.
  • JOSIELY SIMOES DA SILVA
  • Determinação voltamétrica do ácido aminometilfosfônico (AMPA) em amostras de água.
  • Data: 15 de Fevereiro de 2016 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O acido aminometilfosfonico (AMPA) e o principal metabolito do glifosato, um dos herbicidas mais utilizados no Brasil e no mundo. Muitos estudos apontam os niveis de toxicidade do glifosato, e desta forma, varios paises possuem legislacoes que determinam a quantidade maxima permitida em alimentos, porem poucos estendem as restricoes ao seu metabolito, desconsiderando seu potencial toxicologico. Nesta pesquisa foram desenvolvidos metodos voltametricos de determi-nacao do AMPA utilizando eletrodo de cobre ou de cobalto como eletrodos de trabalho, dada as suas interacoes com o AMPA na formacao de complexos. Incialmente, o comportamento volta-metrico do AMPA no eletrodo de cobre foi estudado em tampao fosfato em pH 6,0 a 9,0 e no eletrodo de cobalto, em pH 7,0 a 10, utilizando voltametria ciclica. O pH ideal foi 7,0 para ambos os eletrodos considerando a maior sensibilidade na deteccao do complexo com o AMPA. Foram avaliadas a voltametria de onda quadrada (VOQ) e a voltametria de pulso diferencial (VPD) para a obtencao do metodo de determinacao. Os parametros das tecnicas VOQ e VPD foram avaliados em pH 7 de modo a aumentar a sensibilidade da deteccao. Para a determinacao com o eletrodo de cobre a VOQ foi a tecnica escolhida, enquanto que a VPD foi a tecnica mais adequada a determinacao com eletrodo de cobalto. Com o eletrodo de cobre, o AMPA pode ser determinado no intervalo de 20 nmol L-1 a 300 nmol L-1, com limites de deteccao e quantificacao de 6,51 nmol L-1 e 21,7 nmol L-1, respectivamente. Para o eletrodo de cobalto, o AMPA foi determinado no intervalo de 57 nmol L-1 a 263 nmol L-1, com limites de deteccao e quantificacao de 11,72 nmol L-1 e 39,1 nmol L-1, respectivamente. A exatidao dos metodos foi avaliada por meio da recuperacao aparente em amostras de agua potavel e de superficie fortificadas com o AMPA empregado o metodo da adicao de analito consecutiva na celula, sem a troca do eletrolito-suporte. As recuperacoes variaram de 93% a 104% para o eletrodo de cobre, e 97% a 113% para o eletrodo de cobalto, indicando que ambos os eletrodos podem ser empregados para a determinacao do AMPA nesses tipos de amostras.
  • CRISTIANO TENORIO DOS SANTOS
  • Investigação do efeito do uso de Mn-porfirinas e do estressor salino NaCl na produção de biomassa de fungos flamentosos da caatinga nordestina como biocatalizador para reações de oxidação de álcool e redução de cetona.
  • Data: 12 de Fevereiro de 2016 às 16:00
  • Mostrar Resumo
  • jhsdhjkhaskjdhajkdadhak
  • LAÍS CHANTELLE DE LIMA
  • Espinélios Mg2Ti1-xSnxO4 obtidos pelo método pechini-modificado: propriedades fotocatalíticas e anti adesão microbiana.
  • Data: 12 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • ççlklkkkçkçklç
  • LUCAS ALFREDO SIQUEIRA
  • Uma nova metodolgia para detecção de análises química, baseado em filmes digitais e correção de Pearson usando um analisador em fluxo-batelada e aplicado a análises de dureza total e alcalinilidade total em águas minerais
  • Data: 12 de Fevereiro de 2016 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • khahoiioduaioaioiod
2015
Descrição
  • ANA FLAVIA FELIX FARIAS
  • Aplicação de argilas empregnadas com ácido metálico e nanohibridas ZnO/Argila para produção de biodiesel.
  • Data: 16 de Dezembro de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os argilominerais tem despertado interesse para utilização na catálise heterogênea por apresentar alta versatilidade, baixo custo além de possuir propriedades estruturais que possibilitam modificações por ativação para produzir catalisadores ativos. Já os óxidos metálicos, como o ZnO, CuO e CeO2, são materiais que vêm apresentando resultados promissores na catálise para síntese do biodiesel, tanto na forma pura como em mistura de diferentes óxidos ou mesmo como suportes. Devido à busca por catalisadores que facilitem o processo de separação e purificação do produto final da transesterificação, esta pesquisa propôs estudar a viabilidade da síntese do ZnO, CuO e CeO2 e a deposição simultânea em bentonita na sua forma natural e acidificada. Além disso, foi avaliada a formação de híbridos de ZnO/Bentonita. Para produção dos catalisadores foi utilizado o método de síntese hidrotérmico/solvotérmico assistido por micro-ondas. Na síntese dos híbridos, foi utilizado um planejamento fatorial 23 para avaliar as diferentes condições experimentais. Os catalisadores foram caracterizados por difração de raio-X, adsorção de nitrogênio, microscopia eletrônica de varredura com emissão de campo e microscopia eletrônica de transmissão, termogravimetria, fluorescência de raio-X e espectroscopia de infravermelho. O biodiesel foi obtido a partir do óleo de soja utilizando reator Parr, pela rota etílica. Nos testes com os híbridos, a influência dos catalisadores na produção de biodiesel foi avaliada utilizando um planejamento fatorial 22. Os produtos dos testes catalíticos foram caracterizados por viscosidade cinemática, ressonância magnética nuclear (RMN) de 13C e 1H e cromatografia gasosa (CG). O estudo possíbilitou perceber que a bentonita natural é um bom suporte para a formação dos catalisadores pelo método hidro/solvotérmico assistido por micro-ondas, com eficácia tanto na produção de bentonita impregnada com óxidos metálicos, como na formação dos híbridos. Entre os óxidos metálicos, o ZnO demonstrou maior atividade. Os estudos estatísticos das condições de síntese permitiram identificar que o fator pH para os catalisadores e o fator temperatura para o biodiesel foram os de maior interferência na síntese. A utilização do ZnO como fase ativa para a formação dos catalisadores de bentonita impregnada e híbridos aumenta o efeito catalítico na reação de transesterificação, conduzindo a conversões superiores a 73% após 4 h de reação e agrega valor à bentonita.
  • JEFFERSON MAUL DE ANDRADE
  • Caracterização ab initio do catalisador (CaSnO3)
  • Data: 16 de Dezembro de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta tese tem como ponto central a caracterização ab initio da perovskita ortorrômbica CaSnO3 pertencente ao grupo espacial Pbnm, pela ótica de orbitais Gaussianos. No primeiro momento, o bulk do material foi explorado com as mais diversas técnicas de simulação de sólidos, com enfoque na avaliação estrutural sob pressão e a frequência, bem como o recém desenvolvido método para estudar analiticamente a intensidade das bandas nos espectros Raman e no Infravermelho, o Coupled-Perturbes Hartree-Fock/Kohn-Sham (CPHF/KS). Em seguida, o bulk foi novamente explorado sob pressão, incluindo diversas formulações do tipo troca-correlação dentro da teoria do funcional da densidade (DFT), bem como o uso das rotinas recentemente implementadas no programa Crystal como: constantes elásticas sob pressão, análise da velocidade sísmica direcional e a aproximação quase-harmônica. Esta última é de grande interesse físico, mineralógico e geofísico pela descrição de um material em condições de elevadas temperaturas e pressões simultaneamente. O estudo de defeitos e superfícies, atualmente em andamento, terão um enfoque químico superior ao anteriores, pois irão discutir reatividade e perspectivas catalíticas desse material.
  • MARIA DE FATIMA PEREIRA
  • Óxido de zinco dopado para produção de biodiesel.
  • Data: 16 de Dezembro de 2015 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Pós de óxido de zinco puro (ZnO) e de óxido de zinco dopado com 5% de Al3+ (ZNAL) foram obtidos pelo método Pechini utilizando Zn(NO3)2.6H2O e Al(NO3)3.6H2O como precursores. A caracterização foi realizada através de DRX, Raman, FTIR e UV-Vis, tendo a estequiometria confirmada por FRX. Os resultados do estudo de caracterização por DRX e Raman, indicaram que Al3+ encontra-se completamente incorporado à rede cristalina do ZnO. Tentativas de dopagem com Fe3+ apresentaram fase secundária que, de acordo com a carta JCPDS 75-0033, foi atri-buída a Fe3O4. Também através do método Pechini foi feita a impregnação do ZnO e do ZNAL em montmorilonita numa proporção de 15% m/m (óxido/montmorilonita). Testes de variação de pH indicaram que ZNAL apresenta um caráter básico muito maior do que ZnO e que a argila pura ou impregnada apresentou neutralidade. Com a utilização de um planejamento fatorial 23 ZnO e ZNAL foram testados como catalisadores na transesterificação etanólica do óleo de algodão e as condições de síntese utilizadas foram temperaturas de 130 e 200 oC, relações álcool/óleo 6:1 e 12:1 e 3% (m/m em relação ao óleo) dos catalisadores (ZnO ou ZNAL). As reações ocorreram em reator Parr no tempo de 4 horas e rotação de 600 rpm. A espectroscopia RMN H1 e 13C foram utilizadas para caracterizar e avaliar o teor de ésteres etílicos produzidos nas transesterificações e indicou que adição de 5% de Al3+ à rede cristalina do ZnO aumentou significativamente o potencial catalítico deste óxido chegando a um índice de conversão superior a 81% quando T = 130 oC e maior que 93% quando T = 200 oC. Após a realização dos experimentos e avaliação dos índices de conversão, os resultados analisados pelo planejamento fatorial mostraram que o tipo de catalisador e a temperatura foram os fatores mais deter-minantes nos índices de conversão. Testes catalíticos com a argila impregnada para o mesmo tipo de reação mostraram que os óxidos perdem sua capacidade catalítica quando impregnados. A investigação do mecanismo das transesterificações indicou as reações catalisadas por ZNAL seguiram exclusivamente através de mecanismo básico.
  • RAILTON BARBOSA DE ANDRADE
  • Estudo Químico-Quântico da Estabilidade das N-alquil Nitrosaminas Neutras e Protonadas
  • Data: 16 de Dezembro de 2015 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho realizamos cálculos a nível ωB97X-D, CAM-B3LYP, CASSCF, MR-CISD, MR-CISD+Q e NEVPT2. Os conjuntos de base aug-cc-pVDZ e cc-pVTZ foram usados nos cálculo para avaliar a estabilidade de algumas N-nitrosaminas neutra e protonada nos estados fundamental e excitado. Além disso, analisamos o efeito da metilação nas transferências de próton. A proposta inicial foi caracterizar os pontos estacionários e as curvas de energia potencial no estado funda-mental e excitada dos sistemas analisados, com a finalidade de sugerir uma estratégia que resulte em menor demanda computacional e passível de ser aplicada em sistemas maiores (N-nitrosaminas cíclicas e bicíclicas). Os resultados indicaram que a metodologia MR-CISD/cc-pVTZ//MR-CISD/aug-cc-pVDZ pode ser adequada para estudar as N-nitrosaminas. Os funcionais utilizados forneceram boas descrições, para energia de excitação vertical, mas para as curvas de dissociação não foram capaz de representar os estados corretamente. Os resultados com MR-CISD+Q/cc-pVTZ para o sistema (CH3)2NNO protonado, indicam que a protonação é mais favorável na estrutura NDMA_1A, aumentando a energia em ~ 17,5 k cal mol-1 e que a metilação altera significativamente as barreiras de transferência de próton intramoleculares. Com a proposta de encontrar uma metodologia com menor custo computacional, usamos uma função de onda de referência CASSCF (12, 9) a nível NEVPT2/cc-pVTZ para estudar a NDMA neutra e os resultados foram compatíveis, com os parâmetros experimentais e teóricos existentes na literatura. Para estudos envolvendo sistemas maiores, como por exemplo, N-nitrosaminas cíclicas e bicíclicas, NEVPT2 poderá ser usado uma vez que está totalmente paralelizado e comporta a utilização de um CASSCF maior que CAS (14, 10) característica fundamental para estudar sistemas maiores.
  • NATHÁLIA KELLYNE SILVA MARINHO FALCÃO
  • Catálise biomimética à base de Mn(III)-porfirinas: hidroxilação de alcano por sistemas suportados em sílica e estudos exploratórios da oxidação do contaminante emergente triclosan
  • Data: 14 de Dezembro de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foram desenvolvidos modelos biomiméticos dos citocromos P450 pela heteroge-neização das N-piridilporfirinas de Mn(III) em sílica-gel, resultando em três classes de catalisa-dores. A primeira classe descreve a imobilização das N-piridilporfirinas de Mn(III) (MnT-X-PyPCl, X = 2, 3, 4) em sílica-gel funcionalizada com o grupo cloropropila (Sil-Cl), a segunda classe envolve a metilação in situ dos materiais obtidos anteriormente e a terceira classe corresponde ao ancoramento eletrostático das N-metilpiridinioporfirinas de Mn(III) (MnTM-X-PyPCl5, X = 2, 3, 4) em sílica-gel in natura, sendo denominados como Sil-Cl/MnT-X-PyPCl, Sil-Cl/MnT-X-PyPCl/ MeOTs e SiO2/MnTM-X-PyPCl5 (X = 2, 3, 4), respectivamente. Estes materiais foram emprega-dos em reações de hidroxilação do substrato modelo cicloexano por iodosilbenzeno (PhIO). Os catalisadores heterogeneizados mostram-se mais eficientes, seletivos e resistentes à destruição catalítica do que os sistemas em fase homogênea, além de não serem observadas perdas signi-ficativas na eficiência catalítica após reúsos desses materiais. O aumento do potencial de redu-ção Mn(III)/Mn(II) associado ao aumento do grau de alquilação nos catalisadores Sil-Cl/MnT-X-PyPCl/MeOTs (X = 2, 3, 4) não levaram a alterações significativas na eficiência catalítica desses materiais em comparação aos materiais de partida Sil-Cl/MnT-X-PyPCl (X = 2, 3, 4). A investiga-ção da atividade catalítica das Mn-porfirinas de primeira e segunda geração, cloreto de mesote-trafenilporfirinatomanganês (III) (MnTPPCl) e cloreto de mesotetraquis(2,6diclorofenil)porfirinato-manganês(III) (MnTDCPPCl), na oxidação do contaminante emergente triclosan revelou que estes modelos biomiméticos podem efetuar a degradação deste xenobiótico. A MnTDCPPCl mostrou-se mais eficiente do que seu análogo de primeira geração MnTPPCl, que foi mais degra-dado durante as reações. Pelas técnicas de GC-FID, HPLC-DAD e LC-MS/MS foi possível confir-mar a formação de dois produtos já identificados na literatura como metabólitos in vivo: 4-clorocatecol e 2,4-diclorofenol. Ainda por LC/MS-MS pode-se identificar a formação de mais quatro produtos de degradação do triclosan ainda não definidos (m/z 270, 323, 448 e 483).
  • ANTONIO JEFFERSON DOS PASSOS LIMA
  • EEXTRAÇÃO, CARACTERIZAÇÃO E CONFIRMAÇÃO DAS ESTRUTURAS DOS ÁCIDOS GRAXOS MAJORITÁRIOS PRESENTES NO ÓLEO DA Terminalia catappa linn (CASTANHOLA) ATRAVÉS DE TÉCNICASESPECTROSCÓPICAS
  • Data: 27 de Novembro de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A Terminália catappa linn também conhecida como castanhola, pertencente à família das com-bretaceae, é encontrada em todo litoral brasileiro. Apesar de não ser uma espécie nativa, sua facilidade em germinar e alta resistência à salinidade, tornou-a invasiva. Os frutos coletados desta espécie nas imediações da UFPB, apresentam amêndoas ricas em óleo e o rendimento obtido por extração mecânica foi em torno de 26 %. Os triacilglicerídeos que o compõe influen-ciam diretamente nos parâmetros físico e químicos avaliados como índice de acidez, iodo, peró-xido, massa especifica e o fator reológico viscosidade. Estas análises comprovam que a amostra estudada apresentou bom estado de conservação. Este resultado foi corroborado com as técnicas analíticas de termogravimetria e através da oxidação acelerada por fluxo de calor, evidenciando que a amostra em estudo apresenta boa estabilidade em relação à decomposição termo-oxidativas. A análise em cromatografia gasosa acoplada ao espectrômetro de massas sugere os ésteres metílicos majoritários palmitato, elaidato, linoleato e estearato como cons-tituintes dos triacilglicerídeos responsáveis pelas propriedades avaliadas. Estes foram confir-mados por técnicas espectroscópicas como infravermelho, RMN 1H, RMN 13C, COSY e HSQC que são as mais importantes quando se discute sobre elucidação estruturais de moléculas orgânicas.
  • ITALO CURVELO DOS ANJOS
  • Avaliação topológica da estrutura eletrônica de compostos mesoiônicos.
  • Data: 18 de Novembro de 2015 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • huyuyuyiyuiyiuyiuyuiyuyuiyuiyiuyiu
  • MARIA WERUSKA PEREIRA DE OLIVEIRA
  • Explorando metodologias teóricas clásicas para modelagem e simulação molecular de compostos empregados como agentes de contrastes em MRI
  • Data: 06 de Novembro de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • jklçklçqwklçeklçqkeqw
  • GLAUCIO JEFFERSON ARAUJO GOMES
  • Desenvolvimento de metodologia para determinação eletroquímica simultânea de compostos fenólicos
  • Data: 24 de Agosto de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os compostos fenólicos hidroquinona (HQ), catecol (CC), resorcinol (RS) e cresol (CR) apresen-tam larga aplicação industrial e estão atualmente presentes no meio ambiente como resultado da atividade humana. Estes compostos podem constituir uma ameaça a vários sistemas ambientais, uma vez que são de difícil degradação e apresentam elevada toxicidade. Este trabalho visa desenvolver um método para determinação simultânea destes compostos fenólicos, associando a determinação eletroquímica a análise multivariada. Para isso, quatro tipos de eletrodos foram testados usando voltametria de pulso diferencial, cujos parâmetros foram otimizados pela exe-cução de um planejamento fatorial 23 completo. O conjunto de calibração foi obtido pela execu-ção de um planejamento fatorial tipo Brereton com quatro componentes em cinco níveis. Foram testados modelos obtidos pelo método dos quadrados mínimos parciais (PLS) e o método da regressão linear múltipla associada a seleção de varáveis pelo algoritmo genético (GA-MLR) ou pelo algoritmo das projeções sucessivas (SPA-MLR). Verificou-se que o eletrodo de pasta de nanotubos de carbono apresentou resposta eletroquímica mais sensível a HQ, CT e CR e RS nos potenciais 0,20V, 0,30V, 0,65 e 0,75V, respectivamente. Além disso, os modelos obtidos pelo GA-MLR apresentaram a melhor previsão da concentração dos analitos em concentrações micromolares.
  • GUILHERME DA SILVA CALEFFI
  • Design, síntese e caracterização estrutural de novos híbridos moleculares entre a 4,7-dicloroquinolina e adutos de morita-bayllis-hillman com potencial atividade antiprotozoária.
  • Data: 21 de Agosto de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A limitada eficiência das drogas disponíveis atualmente para o tratamento de doenças causadas por protozoários justifica a grande demanda por novas moléculas com atividade antiprotozoária mais eficientes e acessíveis economicamente. Desta forma, este trabalho descreve o design, síntese e caracterização estrutural de novas moléculas com potencial atividade antiprotozoária com base na estratégia de hibridização molecular entre grupos farmacofóricos presentes em moléculas ativas contra malária e leishmaniose. Os novos híbridos moleculares (4a-c) foram sintetizados através de uma rota sintética de três etapas e rendimento global entre 56 e 58%. A primeira etapa consiste na síntese do 2-((7-cloroquinolin-4-il)oxi)etanol (2) (98%) seguida de uma etapa de esterificação para obtenção de acrilato do 2-((7-cloroquinolin-4-il)oxi)etila (3) (78%). A última etapa consiste em uma reação de Morita-Baylis-Hillman entre 3 e diferentes aldeídos nitrados resultando nos híbridos 2(Hidroxi(nitrofenil)metil)acrilatos de 2-((7-cloroquinolin-4-il)oxi)etila (4a-c) em bons rendimentos (73-76%). A caracterização estrutural dos compostos está baseada em vários experimentos de RMN: RMN 1H, RMN 13C, COSY, DEPTQ, APT, HSQCDEPT e HMBC. Os compostos também foram caracterizados por difração de raiosX. Além de informações conformacionais, os dados obtidos no estado sólido permitiram a identificação de uma série de interações intermoleculares no empacotamento cristalino dos compostos como ligações de hidrogênio, halogênio e interações do tipo - com possíveis implicações na atividade biológica dos mesmos.
  • CLEILSON LUCENA DE MEDEIROS
  • Determinação simultânea de Cd, Pb e Cu em amostras de chá (Camellia Sinensis) por voltametria de onda quadrada e redissolução anódica.
  • Data: 17 de Agosto de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • gjkhjhjkhjkhjkh
  • ABRAAO AUGUSTO DA SILVA FERNANDES
  • Aplicação de processos oxidativos avançados na degradação de propaniol e avaliação de sua toxicidade
  • Data: 06 de Agosto de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • dqwqweeqeqeeq
  • JOSÉ ALBERTO MAIA NETO
  • DÍMEROS CÍCLICOS DE DERIVADOS DO ÁCIDO METANÓICO: UM ESTUDO COMPUTACIONAL DE PROPRIEDADES MOLECULARES, TOPOLÓGICAS E DO EFEITO COOPERATIVO
  • Data: 04 de Agosto de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O principal objetivo do presente trabalho é elucidar o efeito cooperativo ocasionado pela forma-ção de dímeros de ácidos carboxílicos, R-COOH, com R= -H, -CH3 e –OH, pela formação de duas ligações de hidrogênio intermoleculares. Em complemento ao estudo do efeito cooperativo, mudanças nas propriedades estruturais, eletrônicas, vibracionais e topológicas das espécies envolvidas devido à interação intermolecular foram avaliadas. Os métodos quântico-computacio-nais empregados foram MP2 e DFT/B3LYP, ambos com o conjunto de base 6-311++G(d,p). Os métodos QTAIM e NBO foram empregados para avaliar a topologia da densidade eletrônica e os orbitais de maior contribuição para a interação intermolecular, respectivamente. Os resultados não mostraram diferenças significativas entre os dois métodos correlacionados empregados, nos levando a sugerir o emprego do método DFT/B3LYP para estudos de sistemas semelhantes aos investigados aqui, devido a menor demanda computacional desses. Os valores de incremento no comprimento de ligação do grupo doador de próton são mais acentuados nos dímeros com R= -CH3, em ambos os níveis de cálculo. Os valores de comprimento de ligação intermolecular nos dímeros com R= -OH são os menores observados, em ambos os métodos MP2 e DFT/B3LYP. Os dímeros dos ácidos carboxílicos com R= CH3 foram os mais estabilizados pela formação das ligações de hidrogênio. Com respeito ao efeito redshift para o modo de estiramento harmônico dos grupos doadores de próton nos ácidos carboxílicos, estes foram bem acentuados, podendo ser observados em todos os dímeros. Foram ainda destacados os novos modos vibracionais, dando ênfase ao modo de estiramento da ligação intermolecular. Dos estudos empregando a QTAIM foi possível obter os valores da densidade eletrônica e do Laplaciano da densidade eletrônica e avaliar os valores desses parâmetros nos pontos críticos de ligação em O-H e na ligação de hidrogênio intermolecular, comprovando dessa forma a formação dos dímeros de hidrogênio. Com os estudos empregando o método NBO foram avaliadas as variações de ocupação do orbital do par de elétrons não compartilhado do oxigênio (doador de próton) e a energia de interação dos orbitais envolvidos na ligação de hidrogênio intermolecular.
  • MARIA IVANDA SILVA GONÇALVES
  • Aplicações de Imagens Digitais e Análise Multivariada para Classificação e Determinação de Parâmetros de Qualidade em Plumas de Algodão
  • Data: 04 de Agosto de 2015 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Nos últimos anos, plumas de algodão comerciais têm-se desenvolvido com melhor qualidade, apresentando características diferentes, mas com coloração similar. Isto pode ser um problema porque a identificação destas amostras é, em larga escala, realizada por meio de uma inspeção visual, que é um método subjetivo e sujeito a erros. Outra forma disponível para classificação dessas amostras consiste no uso do sistema HVI (High Volume Instruments) na determinação de parâmetros físicos de qualidade. Contudo, tal equipamento apresenta um alto custo, se comparado a técnica de imagens digitais, além do mais tem-se a necessidade de uma infraestrutura adequada e de um analista treinado para o procedimento de análise. Este trabalho propõe o desenvolvimento de uma nova metodologia analítica baseada na utilização de imagens digitais e análise multivariada para (1) classificação de plumas de algodão naturalmente colorido de acordo com o tipo de cultivar e (2) determinação simultânea de grau de amarelamento (+b), reflectância (Rd) e teor de cera (WAX). A aquisição das imagens digitais das plumas de algodão foi realizada por meio de uma webcam e foram obtidos os histogramas contendo as distribuições nos níveis de cores no padrão RGB (vermelho-verde-azul), escala de cinza e o sistema HSV (matiz-saturação-valor). Na classificação das amostras, modelos baseados na análise discriminante pelos mínimos quadrados parciais (PLS-DA) e análise discriminante linear (LDA) com seleção de variáveis pelo algoritmo das projeções sucessivas (SPA) ou pelo stepwise (SW) foram avaliados. Para a determinação dos parâmetros de +b, Rd e WAX, modelos PLS e regressão linear múltipla (MLR) com seleção de variáveis pelo SPA foram desenvolvidos e comparados. Os melhores resultados de classificação foram obtidos com o modelo LDA/SW, com uma taxa de classificação correta (TCC) de 96% para o conjunto de teste utilizando a combinação HSV. Quanto aos métodos de calibração, resultados de previsão satisfatórios foram obtidos para ambos os modelos (PLS e MLR-SPA), com valores de RMSEP próximos à repetitividade do método de referência. Além disso, nenhum erro sistemático foi observado e não foram encontradas diferenças significativas entre os valores previstos e de referência, de acordo com um teste t-pareado ao nível de confiança de 95%. Como vantagens o método é simples, de baixo custo, não utiliza reagente, não destrói a amostra e realiza análise em curtos intervalos de tempo.
  • FRANKLIN PESSOA AGUIAR
  • MATERIAIS HÍBRIDOS CONTENDO COMPLEXOS DE ÍONS LANTANÍDEOS LIGADOS COVALENTEMENTE À SUPERFÍCIE DA SÍLICA GEL E LUMINESCÊNCIA SENSIBILIZADA POR LIGANTES β-DICETONATOS
  • Data: 03 de Agosto de 2015 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho reporta a preparação de novos materiais híbridos orgânicoinorgânicos à base de sílica gel funcionalizada com os agentes sililantes (3aminopropil)trimetoxisilano (APTS), [3-(2-aminoetilamino)-propil]-trimetoxisilano (DAPTS) e 3-[2-(2-aminoetilamino)etilamino]propiltrimetoxisilano (TAPTS), contendo complexos etilenodiaminotetraacetato (EDTA) de íons lantanídeos trivalentes (Ln3+: Eu3+, Tb3+ e Gd3+) com luminescência sensibilizada pelos ligantes dicetonatos tenoiltrifluoroacetonato (tta), dibenzoilmetanato (dbm), benzoilacetonato (bzac) e acetilacetonato (acac). Todos os materiais foram preparados pela rota heterogênea, em etapas consecutivas que envolveram: i) a funcionalização da sílica gel com os diferentes agentes sililantes, resultando nos materiais SilXN; ii) a modificação das matrizes funcionalizadas com o dianidrido de EDTA formando os híbridos SilXN-EDTA; iii) a adsorção de íons lantanídeos, rendendo os sistemas SilXNEDTALn e iv) a coordenação de ligantes dicetonatos aos íons lantanídeos. Os novos materiais nomeados como SilXN-EDTALn-dic, em que X representa o número de átomos de nitrogênio na cadeia do agente sililante e dic refere-se a um ligante dicetonato, foram caracterizados por análises elementar, titulação complexométrica com EDTA, espectroscopia na região do infravermelho (FT-IR), análises termogravimétricas e reflectância difusa na região UV-VIS. Os resultados evidenciaram que os processos de funcionalização e modificação das matrizes de sílica gel foram altamente dependente da natureza do agente sililante, sendo menos eficiente para os sistemas com TAPTS. A presença dos ligantes na matriz foi caracterizada pelas medidas de reflectância considerando que as propriedades luminescentes dos materiais híbridos de íons lantanídeos contendo os ligantes dicetonatos foram investigadas a partir dos dados espectrais de emissão, excitação e curvas de decaimento e, comparadas com aquelas dos materiais precursores em que moléculas de água atuam como ligantes SilXN-EDTALn-H2O. Todos os sistemas SilXN-EDTAEu-dic e SilXN-EDTATb-dic exibiram luminescência vermelha e verde quando excitados com radiação UV, respectivamente. De um modo geral, os processos de transferências de energia intramoleculares demonstraram ser mais eficientes para os materiais SilXN-EDTAEu-dic (em que dic = tta e dbm) e SilXN-EDTATb-acac. As análises quantitativas da luminescência dos materiais contendo o íon Eu3+ foram realizadas com base nos dados de eficiência quântica de emissão (), parâmetros de intensidade experimentais 2 e 4, coeficientes de emissão espontâneas de Einstein (A0J) e diagrama de cor CIE. Os resultados indicaram que esses parâmetros são sensíveis ao tipo de agente sililante e ligantes dicetonato coordenado ao centro metálico, sendo os sistemas com tta e dbm aqueles que apresentaram os maiores valores de  e cores mais puras, indicando que estes são promissores para aplicações como fósforos.
  • AMAURI FRANCISCO DA SILVA
  • Cálculo de Potenciais de Redução em Meio Aprótico (DMF) de Adutos da Reação de Morita-Baylis-Hillman com Potencialidades Biológicas Anti-Leishmania
  • Data: 30 de Julho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Compostos nitroaromáticos derivados da reação de Morita-Baylis-Hillman (RMBH) vêm sendo testados no tratamento de doenças extremamente negligenciadas, tais como malária, doença de Chagas e leishmanioses. Uma importante observação experimental consiste na relação entre a atividade biológica (medida pelo IC50) e o potencial de redução (estimado pelos potencias de pico anódico e catódico determinados por técnicas eletroanalíticas) destes compostos, este último diretamente ligado à redução do grupo nitro (-NO2). Por esta razão, métodos eletroquímicos têm sido utilizados com o intuito de simular a biorredução enzimática destes compostos, como reportado por Vasconcellos e colaboradores (J. Braz. Chem. Soc. 23:894, 2012). O objetivo deste trabalho foi o de desenvolver um protocolo computacional para a predição de potenciais de redução em meio aprótico para auxiliar a modelagem molecular de novos compostos com a atividade farmacológica desejada. O protocolo direto desenvolvido (para solventes apróticos) consiste na realização de cálculos DFT com os funcionais B98, PBE1PBE ou M06-2X, com o conjunto de funções de base 6-31+G(d,p) e método de solvatação C-PCM (com o método de cavitação padrão UFF/VdW). Os resultados mostram que é possível prever a variação experimental do potencial de redução com pelo menos 70 % de confiança (em uma faixa de valores experimentais de apenas 140 mV) e erros médios absolutos inferiores a 45 mV (muito inferior à incerteza experimental do potencial de redução absoluto do eletrodo de hidrogênio, que é de cerca de 400 mV) e desvio-padrão de cerca de 35 mV (inferior a 1,0 kcal/mol). A aplicação do protocolo direto a uma série de 65 moléculas não-correlacionadas, cujos potenciais de redução variam em uma faixa de mais de 6 V, forneceu um modelo com mais de 99 % de poder preditivo. A partir da aplicação do protocolo a uma série de 40 moléculas, para as quais ainda não estão disponíveis resultados experimentais, foi possível prever que algumas destas estruturas podem possuir potenciais mais favoráveis ao processo de biorredução que os estudados na etapa de calibração, o que as tornam candidatos à novos fármacos.
  • JOAO PAULO GOMES DE OLIVEIRA
  • SÍNTESE DE NOVOS DERIVADOS TETRAIDROPIRANÍLICOS HOMÓLOGOS, COM POTENCIAL ATIVIDADE ANALGÉSICA E ANTI-INFLAMATÓRIA
  • Data: 30 de Julho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho descrevemos a síntese de uma série homóloga de dezoito derivados tetraidropirânicos substituídos, com potenciais atividades analgésicas e anti-inflamatórias (dezesseis são inéditos). Esta série de compostos foi planejada a partir de um protótipo sintetizado anteriormente pelo nosso grupo de pesquisa, de comprovada atividade antinociceptiva (analgésica e anti-inflamatória em modelos animais), usando estratégias de transformações moleculares virtuais, usuais na Química Medicinal. Esta nova série sintetizada nesta dissertação tem como objetivo a avaliação da importância da lipofilicidade (logP) na atividade antinociceptiva destes possíveis candidatos a fármacos. Para síntese dos novos derivados tetraidropirânicos, foram usados diferentes tipos de reações, tais como, a reação de Barbier (em meio aquoso) e a reação de ciclização de Prins. Os produtos de formação estereosseletiva dos anéis tetraidropirânicos substituídos oriundos da reação de ciclização de Prins foram obtidos em moderados a ótimos rendimentos (51%-95%). Apresentamos também estudos espectroscópicos para os identificar, usando as técnicas de espectroscopia de infravermelho e ressonância magnética nuclear de carbono e hidrogênio.
  • ANA RITA FERREIRA ALVES TEIXEIRA
  • Participação de espécies reativas na fotodegradação do corante remazol amarelo ouro empregando SrSnO3 ou TiO2 como catalisador
  • Data: 27 de Julho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A fotocatálise heterogênea se destaca como uma forma eficiente de remediação ambiental, podendo ser utilizada para a degradação de efluentes contendo corantes têxteis, como o remazol amarelo ouro (RNL). Diversos semicondutores são empregados como fotocatalisadores, sendo o mais reportado o TiO2 comercial P25 Evonik, que consiste de uma mistura das fases anatase e rutilo. Outros materiais alternativos têm sido propostos, e o SrSnO3 também pode ser utilizado nesta aplicação. Neste trabalho, foi sintetizado o estanato de estrôncio, pelo método Pechini modificado, e sua atividade fotocatalítica na degradação do corante RNL foi comparada à do catalisador comercial P25. O principal objetivo do trabalho foi determinar a participação de cada espécie reativa da fotocatálise para o corante RNL. Para isto, foram realizadas reações de fotocatálise com os dois catalisadores em presença de marcadores para radicais hidroxila, buracos e elétrons (álcool isopropílico, ácido fórmico e nitrato de prata, respectivamente). Os fotocatalisadores foram caracterizados por difração de raios-X, espectroscopia vibracional na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, espectroscopia eletrônica de absorção na região UV-Vis, análise de área superficial por adsorção de N2, e potencial de carga zero (PCZ). O SrSnO3 sintetizado apresentou carbonato de estrôncio como fase secundária, o que possivelmente provocou desordem a curto alcance no material. As reações de fotocatálise foram acompanhadas por análises de espectroscopiaUV-Vis das soluções do corante antes e após a irradiação UVC em presença dos catalisadores. O uso dos marcadores indicou que, tanto para o SrSnO3 quanto para o TiO2, os radicais hidroxila têm papel majoritário na degradação do RNL, buracos têm importância considerável na formação desses radicais e que elétrons tem pouca participação. Por outro lado, os resultados confirmam que a recombinação é um fator limitante para a ação de ambos os catalisadores.
  • HELTON JADER SOUZA OLIVEIRA
  • Desenvolvimento de um espectrofotômetro para medidas de absorção/emissão na região do visível utilizando mini lâmpada incandescente, mídia de DVD e smartphone
  • Data: 27 de Julho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Um espectrofotômetro para medidas de absorção/emissão, simples, parcialmente portátil e modo duplo parcial para experimentos quantitativos foi construído usando materiais baratos e disponí-veis é proposto neste trabalho. O instrumento, aqui chamado de SpectroPhone é composto por módulos confeccionados em MDF, uma mídia de DVD como rede de difração, duas mini lâmpadas incandescentes branca como fonte de radiação e um smartphone para adquirir imagens e reali-zar tratamento de dados, como detector. Os pixels de uma região produzida em uma imagens digital fornecem informações qualitativas e quantitativas após a aplicações do HSV e conceitos do modelo de cor RGB, respectivamente. Um simples algoritmo baseado em HSV foi desenvolvido para a conversão dos valores do matiz (H) em seu λ correspondentes. Seu desempenho analítico foi avaliado por meio de análises quantitativas baseados em curvas analíticas, cujos modelos foram validados por meio da análise de variância (ANOVA). O SpectroPhone foi aplicado na determinação de Fe2+ no modo de absorção em amostras farmacêuticas, e Na+, no modo de emissão em soro fisiológico e em água naturais. Para fins de comparação, um espectrofotômetro comercial para o modo de absorção e um fotômetro em chama comercial para o modo de emis-são foram empregados para construir as curvas analíticas do instrumento de referência. Aplicando o teste t pareado ao nível de 95% de confiança para os resultados de concentrações obtidas com os instrumentos, observa-se que não houve diferença estatisticamente significativa apresentando alta precisão e exatidão. O SpectroPhone pode ser considerado uma boa alterna-tiva instrumental para medições espectrométricas, não apenas limitada para fins didáticos e acadêmicos.
  • IRAN FERREIRA DA SILVA
  • Complexos de isotiocianatos de lantanídeos com quelantes aromáticos: supressão da luminescência mediada pela transferência de energia tripleto-estado de transferência de carga
  • Data: 24 de Julho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A eficiência na fotoluminescência em compostos de íons lantanídeos é o resultado de um balanço complexo entre absorção de fótons, transferência de energia e mecanismos supressores, dentre os quais se destacam o decaimento multifônon e a supressão mediada por estados de transferência de carga ligante-metal (TCLM) de baixa energia, que pode ser gerado por ligantes que apresentam baixo potencial de oxidação, a exemplo do NCS–. Há menos de uma década, este processo era descrito essencialmente em termos da transferência de energia entre estados 4f e os estados TCLM, não sendo considerada a participação dos estados intraligantes. Neste trabalho, investigamos as propriedades fotoluminescentes de novos compostos de coordenação de isotiocianatos de lantanídeos com os ligantes N-acetil2-aminopiridina, N-benzoil-2-aminopiridina e N-benzoil-2-aminopirimidina. Sintetizamos, também, os complexos já conhecidos, de fórmulas gerais [Ln(NCS)3(phen)3]· (H2O) e [Ln(NO3)3(phen)2] com phen= 1,10-fenantrolina. Os complexos foram caracterizados por análise elementar de CHN, espectroscopia vibracional na região do infravermelho, análise termogravimétrica e titulação complexométrica e suas propriedades espectroscópicas foram investigadas por espectroscopias molecular de reflectância difusa e de excitação e emissão bem como os tempos de decaimento dos estados emissores. Os resultados obtidos a partir das análises de espectroscopia de emissão e excitação da fotoluminescência, assim como as medidas de tempos de vida dos estados emissores dos complexos investigados proporcionaram o que acreditamos ser a demonstração experimental mais expressiva, até então, do processo de supressão da luminescência mediada pelo processo de transferência de energia tripleto-TCLM em complexos do íon Eu(III).
  • ALEXSANDRO FERNANDES DOS SANTOS
  • Síntese, caracterização e bioavaliação antimicrobiana de novos derivados do sistema 1,3,4-oxadiazol.
  • Data: 15 de Julho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • fjhhkkjhkjhjkjkhjkhjkhjk
  • ANTONIO SORRENTINO NETO
  • Síntese, caracterização e propriedades magnéticas de ferritas de niquel-cobre
  • Orientador : PETRONIO FILGUEIRAS DE ATHAYDE FILHO
  • Data: 15 de Julho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os óxidos cerâmicos que exibem comportamento ferrimagnético representam importantes produtos comerciais para indústrias de eletrônica e são comumente conhecidos por ferritas. Neste trabalho, foram sintetizadas diferentes composições da ferrita CuxNi1-xFe2O4 com X = 0,0, 0,2, 0,4, 0,6, 0,8 e 1,0 pelo uso do método de combustão partindo-se dos nitratos de ferro, níquel e cobre e ureia como agente redutor. Os pós obtidos foram caracterizados por determinação de área superficial específica pelo método (BET), difração de raio X (DRX), refinamento dos dados de DRX pelo método Rietveld e magnetometria de amostra vibrante (MAV). As ferritas de níquel cobre obtidas, referentes x = 0,0, 0,2, 0,4, 0,6 sintetizadas apresentaram o mesmo conjunto de picos correspondentes à formação de pós monofásicos que foram indexados à fase espinélio de ferrita, formando uma fase cubica e para x = 0,8, 1,0 formou fase tetragonal predominante reforçando a eficiência do método de síntese aplicado. O refinamento pelo método de Rietveld resultou na determinação de parâmetro de cela das amostras, da fase cúbica o valor de 0,8359 a 0,8340 nm e do tamanho de cristalito cujos valores ocorrem entre 239,62 a 187,24 nm. Enquanto na fase tetragonal o parâmetro de cela a=b foi 5,8253 a 5,8230nm e c= 8,5693 a 8,6941 nm. As curvas de histerese mostraram perfil de materiais magnéticos. As ferritas de níquel - cobre sintetizadas se mostraram como materiais com alto potencial de aplicabilidade em diferentes áreas de equipamentos de alta frequência como telefonia e de componentes para de computadores.
  • MARIA MONICA LACERDA MARTINS LUCIO
  • DETERMINAÇÃO VOLTAMÉTRICA DE TRICLOCARBAN E CARBENDAZIM EM PRODUTOS DE HIGIENE PESSOAL E ÁGUA POTÁVEL
  • Data: 29 de Junho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Triclocarban (TCC) é um bactericida e fungicida amplamente utilizado em produtos de higiene pessoal, enquanto que o carbendazim (MBC) é um fungicida muito utilizado em culturas de cereais e numa grande variedade de frutas e vegetais, e ambos são considerados contaminantes ambientais. Nesse trabalho, propõe-se o estudo da oxidação e determinação do TCC utilizando eletrodo de carbono vítreo (ECV) e o uso de um eletrodo de pasta de carbono modificado com nanotubos de carbono de múltiplas paredes funcionalizado (EPC-NTCPMF) para determinação de MBC. A detecção eletroquímica de TCC e MBC foi estudada utilizando diferentes técnicas voltamétricas sobre uma ampla faixa de pH e a determinação foi realizada em amostras de sabonetes para TCC e em água potável em baixas concentrações para os dois contaminantes. Para TCC, foram observados seis processos de oxidação, entretanto, o processo correspondente ao pico P1 apresentou maior sensibilidade e seletividade em tampão acetato pH 5,4, portanto, foi utilizado para o desenvolvimento das metodologias voltamétricas, VOQ direta e VOQ com redissolução adsortiva. Para a VOQ com redissolução adsortiva, a faixa de resposta linear foi de 1,8 a 21 × 10-9 mol L-1 com limite de detecção (LD) de 3,2 × 10-10 mol L-1, 1.000 vezes menor do que o LD obtido por VOQ direta. O método de redissolução adsortiva apresentou níveis satisfatórios de repetibilidade, 4,1% e reprodutibilidade, 5,4% e foi aplicado para determinação de TCC em amostras de sabonetes, obtendo uma recuperação média de 95,3% e água potável com uma média de recuperação aparente de 95,4%. O MBC apresentou um pico de oxidação principal, quase reversível e a maior sensibilidade foi alcançada em H2SO4, pH 1,0, sobre o EPC-NTCPMF, utilizando VOQ. A faixa de resposta linear está entre 3 e 150 × 10-10 mol L-1 com LD de 1,1 × 10-11 mol L-1. O método desenvolvido apresentou níveis satisfatórios de repetibilidade, 4,6% e reprodutibilidade, 6,2% e foi aplicado para determinação de MBC em amostras de água potável, obtendo-se valor médio de recuperação aparente de 95,6%. Os resultados obtidos no desenvolvimento dos métodos para determinação de TCC e MBC demonstraram excelente aplicabilidade para as amostras estudadas, além de apresentarem vantagens como instrumentação de baixo custo, rápida resposta analítica, elevada sensibilidade e seletividade.
  • JEFFERSON JOSE SOARES DA SILVA
  • LIGAÇÃO DE HIDROGÊNIO INTERMOLECULAR ENTRE O BENZENO E AS ESPÉCIES DOADORAS DE PRÓTON: HF, HCl, HCN, H2O, NH3, CH4 E C2H6
  • Data: 22 de Junho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata do estudo quântico computacional de propriedades estruturais, eletrônicas, vibracionais e topológicas dos complexos de hidrogênio C6H6•••H-X, com as espécies doadoras de próton, HF, HCl, H2O, HCN, NH3, CH4 e C2H6, interagindo com uma região de alta densidade eletrônica do tipo π presente no benzeno. Os métodos computacionais de estrutura eletrônica empregados foram a Teoria do Funcional da Densidade com os funcionais híbridos B3LYP e PBE1PBE e a Teoria Perturbativa de Muitos Corpos de ordem 2, todos com o conjunto de base de Pople 6-311++G(d,p). Os valores da energia da ligação de hidrogênio sofreram corre-ções do Erro de Superposição do Conjunto de Funções de Base e da Energia Vibracional do Ponto Zero. Os complexos de hidrogênio com HF, HCl, HCN, H2O e NH3 apresentaram incrementos no comprimento da ligação H-X, enquanto o CH4 e o C2H6 chegaram a apresentar encurtamento do comprimento de ligação H-C, devido a formação da ligação intermolecular. Os valores de energia intermolecular corrigida seguem a tendência inversa dos valores obtidos para o incremento do comprimento de ligação H-X. Com exceção do etano, todos os valores redshift são positivos, apresentando valores mais elevados quando a simetria não foi fixada. O emprego da teoria quântica de átomos em moléculas evidencia a mudança na densidade eletrônica de ambas as espécies interagentes, e, além disso os valores da densidade são pequenos e do laplaciano da densidade são positivos. Os métodos empregados seguiram a mesma tendência para as propriedades de interesse, sugerindo o uso de cálculos via teoria do funcional dadensidade, devido a menor demanda computacional, para estudar sistemas desse tipo.
  • EDILENE DANTAS TELES MOREIRA
  • DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DE METODOLOGIAS SPE/HPLC PARA A DETERMINAÇÃO DE ESTRÓGENOS E FITOESTRÓGENOS EM ÁGUAS SUPERFICIAIS
  • Data: 11 de Junho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foram desenvolvidas e validadas duas metodologias analíticas, utilizando extração em fase sólida e cromatografia líquida de alta eficiência (do inglês: High Performance Liquid Chromatography – HPLC), para identificação e quantificação de interferentes endócrinos em águas superficiais. Uma metodologia foi utilizada para analisar quatro estrógenos: 17 β-estradiol, 17 α-etinilestradiol, estrona e estriol, e a outra metodologia usada para analisar seis fitoestrógenos: biochanin A, genistina, genisteína, daidizina, daidizeína e formononetina. Na etapa de preparo das amostras foi desenvolvido um método de extração empregando extração em fase sólida (SPE). Os cartuchos utilizados foram eficazes na extração dos analitos, tanto dos estrógenos como dos fitoestrógenos, utilizando 1.000 mL de amostra de rio, sendo atingido um fator de pré-concentração de 2.857 vezes e recuperações acima de 90%. O método para os estrógenos utilizou detector de fluorescência, enquanto o método para os fitoestrógenos utilizou o detector de arranjo de diodos. Na validação dos métodos foram avaliadas as figuras de desempenho analítico para ambos os métodos. A avaliação da seletividade demonstrou que não havia a presença de picos interferentes em ambos os métodos avaliados. As curvas analíticas geradas apresentaram linearidade satisfatória e coeficientes de correlação acima de 0,99, para todos os analitos estudados. A linearidade das curvas foi avaliada com os testes de ANOVA e análise dos gráficos de resíduos os quais demonstraram que os modelos não apresentaram falta de ajuste. Os LD’s e LQ’s estimados para os estrógenos mostraram-se similares aos valores apresentados em outros estudos, enquanto que os LD’s e LQ’s estimados para os fitoestrógenos tiveram valores mais altos. No entanto podem ser considerados satisfatórios para o tipo de matriz avaliada. A precisão dos métodos foi avaliada pela repetitividade e pela precisão intermediária, as quais apresentaram CV < 13 %. A exatidão do método foi avaliada através do teste de recuperação, que esteve na faixa de 72,9 a 113 %. Na avaliação da estabilidade, as soluções padrões de ambos os métodos se mostraram estáveis por um período de até 30 dias sob refrigeração. Os resultados demonstraram que os métodos propostos são confiáveis e que foram validados com sucesso. Depois de validados, os métodos foram aplicados nas análises das amostras de água do Rio Cuiá, situado na cidade de João Pessoa, Paraíba (Brasil), em diferentes pontos de coleta e, em três campanhas amostrais. Em todas as campanhas observou-se a ocorrência dos quatro estrógenos e dos seis fitoestrógenos, em concentrações que variaram de 1,40 a 4.754 ng L-1 para os estrógenos e de 3,58 a 2.210 µg L-1 para os fitoestrógenos.
  • EDVALDO ALVES DA SILVA JUNIOR
  • PREPARAÇÃO DE ARIL DERIVADOS HEMISSINTÉTICOS DO ÁCIDO LABD-8(17)-EN15-ÓICO EMPREGANDO A REAÇÃO DE HECK-MATSUDA
  • Data: 11 de Junho de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • As reações catalisadas por Pd são uma das mais versáteis ferramentas da síntese orgânica moderna. Dentre suas variantes, a arilação de Heck-Matsuda tem se destacado como uma alternativa operacionalmente simples e eficiente na síntese total de produtos naturais e análogos de interesse biológico, mas escassamente disponível na natureza. Neste trabalho descrevemos a reação de arilação de Heck-Matsuda empregando o sistema olefínico do ácido labd-8(17)-en-15-óico 16 isolado do arbusto M. nutans. A semissíntese de derivados de produtos naturais tem sido empregada como uma estratégia ágil de acessar rapidamente moléculas estruturalmente relacionadas a produtos naturais através de uma rota curta. Dentro deste contexto, nosso trabalho tem visado uma “biblioteca” de aril derivados de diterpenos labdanos do tipo 63. Para isto os sais de arenodiazônio 62a-o foram postos a reagir com a olefina 16 ou seu respectivo éster 68 na presença de 5 mol% de Pd(OAc)2 e NaOAc em MeOH, chegando a esse protocolo por meio de ensaios, que avaliou tanto a variação de temperatura, concentração da olefina, equivalentes e tipos de catalizador, tipo de solvente e bases. Os adutos de Heck do tipo 63a-c e 69a-d foram isolados via coluna cromatográfica e caracterizados por meio de análises de RMN tanto de H1 como de C13. Um aspecto interessante deste estudo é que a arilação parece ser indiferente a natureza eletrônica (grupos doadores ou grupos retiradores de elétrons) do para-substituinte nos sais de arenodiazônio, no entanto, extremamente sensível a presença de orto-substituinte como no sal, a ponto de não transcorrer. Por fim, com este conjunto de resultados em mãos e com a ampliação da “biblioteca” de aril derivados de diterpenos do tipo labdanos em curso poderemos investigar um conjunto de atividades biológicas de interesse para estas substâncias.
  • ADRIANO DE ARAUJO GOMES
  • ALGORITMO DAS PROJEÇÕES SUCESSIVAS PARA SELEÇÃO DE VARIÁVEIS EM CALIBRAÇÃO DE SEGUNDA ORDEM
  • Data: 29 de Maio de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foi desenvolvida uma nova estratégia para seleção de intervalos empregando o algoritmo das projeções sucessivas (SPA) acoplado a modelos N-PLS e U-PLS, ambos com etapa pós-calibração de bilinearização residual (RBL). O novo algoritmo acoplado a modelos N-PLS/RBL, foi avaliado em dois estudos de casos. O primeiro envolvendo dados simulados para quantificação de dois analitos (A e B) na presença de um único interferente. No segundo foi conduzida a quantificação de ofloxacina em água na presença de interferentes (ciprofloxacina e danofloxacina) por meio da modelagem de dados cromatografia liquida com detecção por arranjo de diodos (LC-DAD). Os resultados obtidos foram comparados ao modelo N-PLS/RBL e a seleção de variáveis com o algoritmo genético (GA-N-PLS/RBL). No primeiro estudo de caso (dados simulados) foram observados valores de RMSEP (x 10-3 em unidades arbitrárias) para os analitos A e B da ordem de 6,7 e 47,6; 10,6 e 11,4; 6,0 e 14,0 para o N-PLS/RBL, GA-N-PLS/RBL e o método proposto, respectivamente. No segundo estudo de caso (dados HPLC-DAD) valores de RMSEP (em mg/L) de 0,72 (NPLS/RBL); 0,70 (GA-N-PLS/RBL) e 0,64 (iSPA-N-PLS/RBL) foram obtidos. Quando combinado com o U-PLS/RBL o novo algoritmo foi avaliado na modelagem de EEM em presença efeito de filtro interno. Dados simulados e a quantificação de fenilefrina na presença de paracetamol em amostras de água e interferentes (Ibuprofeno e ácido acetil salicílico) foram usados como estudos de caso. Os resultados obtidos foram comparados ao modelo U-PLS/RBL e ao bem estabelecido método PARAFAC. Para dados simulados foram observado os seguintes valores de RMSEP (em unidades arbitrarias) 1,584; 0,077 e 0,066 para o PARAFAC; U-PLS/RBL e método proposto, respectivamente. Na quantificação de fenilefrina os RMSEP (em μg/L) encontrados foram de 0,164 (PARAFAC); 0,089 (U-PLS/RBL) e 0,069 (iSPA-U-PLS/RBL). Em todos os casos foi demostrado que seleção de variáveis é uma ferramenta útil capaz de melhorar a acurácia quando comparados aos respectivos modelos globais (modelo sem seleção de variáveis) e tornar os modelos mais parcimoniosos. Foi observado ainda para todos os casos, que a perda de sensibilidade promovida pela seleção de variáveis é compensada pelo uso de canais mais seletivos, justificando os menores valores de RMSEP obtidos. E por fim, foi também observado que os modelos baseados em seleção de variáveis como o método proposto foram isentos de bias significativos a 95% de confiança.
  • ELIZEU CORDEIRO CAIANA
  • Determinação Simultânea de Lipídios Neutros e Polares em Zooplâncton por Espectroscopia de Fluorescência Sincrônica e Calibração Multivariada
  • Data: 27 de Abril de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A sustentação da vida nos mais diversos ecossistemas é possibilitada por um grupo de organismos, denominados produtores primários. Por serem em sua maioria fotoautotróficos, esses indivíduos fixam os nutrientes do meio (em maior parte carbono) através do processo de fotossíntese. Nos ecossistemas aquáticos o fitoplâncton (microalgas) é responsável pela maior parcela da produção primária. Como elo entre os indivíduos do primeiro nível trófico e os indivíduos dos níveis tróficos superiores estão os organismos pertencentes ao zooplâncton. Dessa forma, o estudo da composição bioquímica da comunidade zooplanctônica pode ser usado como um indicador da condição nutricional nos ecossistemas aquáticos. Diante disso, este trabalho teve como objetivo a construção de modelos de calibração multivariada PLS para a determinação espectrofluorimétrica simultânea das classes de lipídios neutros e polares. A fim de simplificar o procedimento envolvido na construção dos modelos, foram utilizados padrões comerciais para a realização das misturas de calibração. Estas soluções foram previamente definidas mediante a realização de um planejamento de misturas Brereton de três níveis e dois fatores. Em uma etapa preliminar, os modelos construídos foram usados para prever as concentrações dos dois lipídios comerciais, trioleína (TO) e fosfatidilcolina (PC), em um conjunto de padrões externo. Ao avaliar os parâmetros de desempenho relacionados a esta etapa, observou-se que os modelos estavam em condições aceitáveis para aplicação em amostras reais. Entretanto, ao avaliar os espectros de fluorescência sincrônica das amostras analisadas (macro e mesozooplâncton), foi observado que máx da banda correspondente aos lipídios neutros varia entre as amostras, de modo que o método proposto não pode ser aplicado em sistema real.
  • HIGO DE LIMA BEZERRA CAVALCANTI
  • Investigação da diversidade de estados de spin e potenciais redox das mn-N-alquipiridilporinas por teoria do funcional da densidade
  • Data: 11 de Março de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho dois problemas envolvendo o bloco de transição da tabela periódica foram abordados: (i) as Mn-N-tetrapiridilporfirinas, que compreendem os mais eficientes mímicos catalíticos da enzima Superóxido Dismutase, uma das responsáveis pelo controle dos níveis do radical livre superóxido (O2•–) no organismo foram estudadas na perspectiva da determinação de seu estado de spin fundamental utilizando-se DFT; e, por outro lado, (ii) um novo conjunto de parâmetros para os íons tricátions de Eu, Gd e Tb foi obtido e implementado no formalismo do método semiempírico RM1, com o objetivo de produzir um método capaz de prever com exatidão geometrias de complexos destes íons lantanídeos, importantes em diversas áreas tecnológicas e biológicas. Com relação a (i) foram realizadas otimizações de geometria em nível (U)TPSSh/LANL2DZ/6-311G(d) para os estados singleto (LS), tripleto (IS) e quinteto (HS) dos complexos MnTPPCl, MnT-4-PyP+, MnTM4-PyP5+ e MnTM-2-PyP5+ em fase gasosa. Depois, foram utilizadas 18 combinações de funcionais de troca e correlação juntamente com uma variedade de conjuntos de funções de base a fim de verificar o ordenamento das energias dos estados de spin da MnTPPCl, complexo para o qual se conhece experimentalmente a diversidade de spin. Após esta etapa, os funcionais BLYP, PW91, TPSS, TPSSh, OPBE, BLYPD3, TPSSD3 e B97D3, juntamente com os conjuntos de funções de base 631G(d), m6-31G(d) e s6-31G(d), foram avaliados, resultando num ordenamento de energias HS < IS < LS para todas as Mn-N-tetrapiridilporfirinas. Todos os efeitos investigados atuam no sentido de favorecer o estado HS: a dispersão por ~2,70 kJ/mol, a troca Hartree-Fock por ~19,50 kJ/mol e as correções entrópicas por ~10,80 kJ/mol. (ii) Um banco de dados numeroso contendo dezenas de complexos de íons Eu(III), Gd(III) e Tb(III) foi montado, seguido de um rigoroso processo de otimização simultânea dos 22 parâmetros presentes no modelo RM1 para cada um desses íons lantanídeos. O novo conjunto de parâmetros permitiu a previsão de geometrias com erros médios absolutos da ordem de 0,05 Å para as distâncias entre o lantanídeo e os átomos diretamente ligados a ele, e um erro médio de 0,13 Å, se forem consideradas todas as ligações, além de permitir uma modelagem mais exata de ligações do tipo Ln–C, Ln–S, Ln–Cl e Ln–Br, em um claro avanço em relação aos métodos semiempíricos existentes.
  • FRANCISCO ANTONIO DA SILVA CUNHA
  • Um método automático de extração em fase única para a determinação de cromo em água e vinagre por espectrometria de absorção atômica em forno de grafite
  • Data: 13 de Fevereiro de 2015 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A extração em fase única baseia-se na formação de uma mistura homogênea entre duas fases idealmente imiscíveis (uma aquosa e uma orgânica) e um terceiro componente miscível em ambas as fases, que é adicionado até atingir a opalescência. Nesta mistura ocorrem as reações de complexação e, a subsequente extração é realizada pela quebra do equilíbrio de fases através da adição de excesso de um dos componentes da mistura. Entretanto, a automação deste método através da análise por injeção em fluxo exige um aparato com significativo grau de complexidade e de difícil controle dos parâmetros operacionais. Assim, o objetivo deste trabalho foi desenvolver uma metodologia automática de extração em fase única utilizando análise em fluxo-batelada aplicada à quantificação de cromo em águas e amostras comerciais de vinagre por espectrometria de absorção atômica em forno de grafite. Para isto, foram feitas modificações tanto na câmara de mistura (duas saídas) como na técnica de extração, na qual foram estudados sistemas químicos mais adequados a esta proposta. O desempenho do método foi atestado através de testes estatísticos, em termos de precisão (RSD < 12%), exatidão (recuperação entre 82 e 108%), (m0 = 0,32 pg L-1 e LOQ = 0,86 µgL-1), e frequência analítica (26 h-1). Nesta nova estratégia, todo o processo de extração foi realizado na câmara de mistura de forma rápida, simples e com sensibilidade adequada para a técnica GF AAS. Além disso, foi possível analisar amostras de diferentes matrizes usando o mesmo método. Palavras-chaves:
2014
Descrição
  • CLARISSA GOMES DE CARVALHO MAIA
  • Otimização da síntese da meso-tetraquis(2-piridil)porfirina e estudos de Mn e Fe-porfirinas como modelos biomiméticos da enzima catalase
  • Data: 16 de Dezembro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os complexos de Mn(III) derivados das N-piridilporfirinas, tais como MnTE-2PyP5+ e MnTnHex-2-PyP5+ têm sido utilizados como modelos biomiméticos de diversas metaloproteínas que desempenham papéis biológicos importantes e se destacam como moduladores redox de estresse oxidativo. A síntese destes modelos requer a derivatização da porfirina anfifílica H2T-2-PyP, cujo procedimento de obtenção, a partir de pirrol e 2-piridinacarboxaldeído, permanece pouco estudado e não otimizado. Baixos rendimentos (~1-5%) e baixa reprodutibilidade são comumente reportados. Neste trabalho conduziu-se um estudo sistemático visando a otimização das etapas de síntese e purificação da H2T-2-PyP usando técnicas quimiométricas, como planejamentos fatoriais e superfície de resposta. Foi investigado um total de 10 fatores em 3 ou 4 níveis, e desenvolvida, concomitantemente, um procedimento espectrofotométrico para quantificação rápida dos rendimentos dos ensaios. O rendimento da H2T-2-PyP passou de 1 a 5 % (condições clássicas, não-otimizadas) para 25% da porfirina isolada. Adicionalmente, realizou-se um estudo sistemático da atividade catalase de uma série de compostos comumente utilizados como mímicos de SOD e/ou moduladores redox, incluindo complexos de Mn(III) e Fe(III) derivados da H2T-2-PyP. Os níveis de oxigênio produzido durante a dismutação do H2O2 foi medido através de um eletrodo de Clark e a atividade de dismutação, expressa por kcat(H2O2) foi comparada com o valor da enzima catalase (kcat(H2O2) = 1,5 x 106 mol-1 L-1 s-1). Para as treze MnPs derivadas das N-piridilporfirinas, o valores de kcat(H2O2) foram entre 23-88 mol-1 L-1 s-1. As FePs derivadas das N-piridilporfirinas são uma ordem de magnitude melhores do que as MnPs. Mn(II) poliaminas cíclicas são potentes mímicos de SOD, porém essencialmente não têm atividade catalase. A porfirina aniônica MnTBAP3- apresentou uma baixa atividade catalase, com kcat(H2O2) = 5,8 mol-1 L-1 s-1. Nenhum dos compostos foi capaz de se mostrar como mímico de catalase com qualquer relevância prática. Apesar da classe das Mn e Fe porfirinas conter os exemplos mais relevantes de mímicos SOD e moduladores redox de estresse oxidativo mais eficientes in vivo, determinou-se que a capacidade de dismutação de H2O2 destes complexos de Mn e Fe foram, no máximo 0,006 e 0,06% da atividade da enzima catalase, respectivamente.
  • ARTUR TORRES DE ARAÚJO
  • CONCEITOS DE CALOR E TEMPERATURA SOB A ÓTICA DO MOMENTO PEDAGÓGICO DE PROBLEMATIZAÇÃO INICIAL
  • Data: 15 de Dezembro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • EWREWREWRWERW
  • CLEIBSON OLIVEIRA DE LIMA
  • HIDROXIAPATITAS MODIFICADAS COM PRATA APLICADAS COMO AGENTES ANTIMICROBIANOS
  • Data: 15 de Dezembro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A hidroxiapatita tem sido objeto de pesquisa em virtude de fase cristalina ser similar a fase cristalina do tecido ósseo e a parte mineral dos dentes, além disso possui boa biocompatibilidade, por esse motivo tornou-se um biomaterial bastante utilizado atualmente. Neste estudo, hidroxiapatitas modificadas com prata foram obtidas pelo método da co-precipitação e por impregnação, visando a aplicação dos diversos sólidos como agentes antimicrobianos. A síntese por co-precipitação partiu do cloreto de cálcio e fosfato de amônio dibásico, utilizando como tampão hidróxido de sódio e do nitrato de prata em diferentes concentrações em quantidades de 0,25, 0,5 e 1% em mol com relação ao cálcio para obtenção dos sólidos dopados em diferentes percentuais. No método por impregnação a hidroxiapatita pura reagiu com soluções aquosas de nitrato de prata com as concentrações de 0,125, 0,25 e 0,5 mmol dm-3, a temperatura ambiente. Os sólidos obtidos foram caracterizados por difratometria de raios X, espectroscopia de infravermelho, espectroscopia Raman e microscopia eletrônica de varredura. Os resultados de difratometria de raios X mostraram a presença da prata metálica nos compostos em 2ϴ≈38º, além dos picos correspondente a hidroxiapatita estequiométrica. As hidroxiapatitas modificadas com prata obtidas por co-precipatação e impregnação mostraram-se ser eficazes na inibição do crescimento bacteriano quando testado in vitro através do método adesão bacteriana e contato direto para bactérias Gram positivas e Gram negativas mostrando seu potencial para o uso como agente antimicrobiano.
  • EVANDRO PAULO SOARES MARTINS
  • Síntese, Modelagem Molecular e Atividade Antimicrobiana de Complexos de Sb(III) e Bi(III) com Derivados da 1,3,5-Triazina e Mesoiônicos do Núcleo 1,3-Tiazólio-Tiolato
  • Data: 14 de Dezembro de 2014 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Nesse trabalho as propriedades dos complexos Sb(III) e Bi(III) com ligantes mesoiônicos do núcleo 1,3-tiazólio-5-tiolato e derivados da 1,3,5-triazina foram investigadas a partir de perspectivas teóricas e experimentais. O estudo foi dividido em três partes. Na primeira etapa foi avaliado a qualidade dos métodos semiempíricos na predição das geometrias de 54 complexos de Sb(III) e 75 de Bi(III) com ligantes macrocíclicos, heterocíclicos, aminocarboxilatos, tiocompostos e organometálicos. Os resultados indicam que o AM1 e PM3 predizem corretamente as geometrias dos complexos de Sb. O PM6 é mais exato para os tiocompostos de Sb e Bi. No entanto, falha na predição das estruturas dos complexos com ligações Sb−N. De modo geral, o PM6 é mais exato para os complexos de Bi. Na segunda parte, foi realizado um estudo teóricoexperimental de complexos de Sb(III) e Bi(III) com os ligantes mesoiônicos da classe 1,3-tiazólio-5-tiolato. Para isso, foram sintetizados cinco novos complexos de fórmula [Sb4Cl12(M1)3], [SbCl3(M2)]·H2O, [Bi4Cl12(M1)3], [Bi4Br12(M1)3], [Bi4Br12(M2)3] e caracterizados por análise elementar, espectroscopia de absorção no infravermelho, RMN 13 C e medidas de condutância. A atividade antimicrobiana in vitro dos complexos e ligantes mesoiônicos foi avaliada contra as espécies de bactérias Estafilococos aureus e fungos Candida albicans, C. tropicalis, C. krusei. Os complexos de Sb e mesoiônicos foram ativos contra todas as cepas estudadas, com CIM da faixa de 256-1024 µg/mL. Por outro lado, os compostos de Bi não foram ativos. O estudo teórico das geometrias do estado fundamental, estruturas eletrônicas, estabilidades termodinâmicas e ligações químicas dos complexos [MX3(L)] (X = F, Cl, Br, L= M1, M2, M3) em fase gasosa foi realizado. As curvas de energia potencial (CEP) dos complexos foram calculadas a nível MP2, DFT/B3LYP e M06-2X com o conjunto de base 6-31G para os elementos mais leves e 6-31G(d) para o Sb e Bi com pseudopotenciais relativísticos. As CEP calculadas a nível MP2 e M06-2X indicam que as estruturas de menor energia dos complexos são estabilizadas por múltiplas interações intramoleculares. O estudo estrutural e a análise das cargas NBO nos complexos indica que a coordenação resulta na quebra do caráter mesoiônico, permitindo uma maior deslocalização de cargas no anel. A análise dos orbitais moleculares de fronteira dos complexos calculados a nível M06-2X/cc-PVTZ, mostra uma grande contribuição dos orbitais atômicos do átomo de enxofre exocíclico e dos metais, para o HOMO. No entanto, os metais não contribuem para o LUMO, indicando a possibilidade de transições por transferência de carga metal-ligante. O estudo QTAIM dos complexos, define as ligações metal-enxofre como de camada fechada, com um pequeno grau de compartilhamento de elétrons. Além disto, o estudo QTAIM também caracterizou as interações intramoleculares como: ligações de hidrogênio, ligações de halogênio e interações do tipo metal-π. Na etapa final deste trabalho, foram sintetizados os complexos [SbCl3(TMT)], [Sb3Cl9(TMT)2], [Bi3Cl9(TMT)2], [Sb2Cl6(PIPT)]·4H2O, [Bi2Cl6(PIPT)]·2H2O e caracterizados por análises elementar, espectroscopia de infravermelho, RMN 13C e análise termogravimétrica. A atividade biológica dos ligantes triazínicos e complexos foi avaliada contra as bactérias do gênero Estafilococos e fungos C. albicans, C. tropicalis e C. krusei. Os complexos de Sb foram ativos contra todas as espécies e bactérias e fungos com CIM na faixa de 512-1024 µg/mL. Os ligantes triazínicos e complexos de Bi não apresentaram atividade antimicrobiana.
  • MAYARA FERREIRA BARBOSA
  • UM MÉTODO AUTOMÁTICO DE PREPARAÇÃO DE MISTURAS GASOSAS PARA DETERMINAÇÃO CROMATOGRÁFICA DE METANO, ETANO E PROPANO EM GNV
  • Data: 12 de Dezembro de 2014 às 16:00
  • Mostrar Resumo
  • O gás natural veicular (GNV) é um derivado fóssil composto majoritariamente por hidrocarbonetos leves (metano, etano e propano), que tem grande importância energética para a sociedade moderna. Considerando a crescente demanda de GNV, se faz necessário, também, um efetivo controle da composição destes gases majoritários, que são os principais responsáveis pela eficiência energética deste combustível. A composição destes gases em GNV segue um determinado padrão de conformidade (faixa de controle) estabelecido pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), de modo a garantir a eficiência energética do GNV comercializado no Brasil. Este trabalho propõe o desenvolvimento de uma metodologia para preparação automática de misturas gasosas padrões de metano, etano e propano, visando à determinação cromatográfica dos teores destes gases em GNV, empregando modelos de calibração elaborados e validados por análise de variância (ANOVA) e teste de recuperação. O sistema automático é do tipo dinâmico e é totalmente controlado por um programa de modo a preparar, conforme programado pelo usuário, misturas binárias de nitrogênio/metano, de nitrogênio/etano e de nitrogênio/propano, com teores (em fração mol/mol) que variam de modo a se obter bons modelos de calibração que contemplem as concentrações desses gases no GNV. A avaliação da metodologia por meio da ANOVA foi bastante satisfatória, os modelos construídos para os três gases metano, etano e propano apresentaram uma alta correlação (R2 > 0,99) e significância na regressão, e não demonstraram falta de ajuste e variação sistemática no gráfico dos resíduos. Os parâmetros de desempenho obtidos a partir dos modelos construídos tiveram limites de detecção menores que 10-2 e de quantificação menores que 10-1, a frequência de amostragem foi 4 amostras por hora. Um estudo de recuperação, envolvendo três misturas gasosas de composição certificada e uma amostra de Gás Natural Veicular (GNV), foi também realizado e os valores médios percentuais obtidos foram de 99,7 ± 3,1; 100,7 ± 4,4 e 98,0 ± 5,8 para o metano, etano e propano, respectivamente. Conclui-se com base nos valores de recuperação, bem como na ANOVA, que o método proposto foi devidamente validado, apresentando uma satisfatória precisão e exatidão.
  • JACQUELINE MORAIS DA COSTA
  • Espinélios Zn2SnO4-Zn2TiO4 obtidos pelo método pechini modificado, aplicados na descoloração de azo corante.
  • Data: 12 de Dezembro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • hjhjhkjhjkhjkhjhjk
  • JACQUELINE MORAIS DA COSTA
  • Espinélios Zn2SnO4-Zn2TiO4 obtidos pelo método pechini modificado, aplicados na descoloração de azo corante.
  • Data: 11 de Dezembro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O estanato (Zn2SnO4) e o titanato de zinco (Zn2TiO4) são óxidos do tipo espinélio inverso, destacam-se devido a suas propriedades óticas, elétricas, magnéticas, semicondutoras e fotocatalíticas. Nesse trabalho, os dois materiais foram combinados com a finalidade de obter uma solução sólida, Zn2Sn1-xTixO4, (x= 0; 0,25; 0,50; 0,75; 1,0), utilizando o método Pechini modificado, de modo a investigar a influência da substituição dos íons Sn4+ por íons Ti4+ na rede do espinélio para aplicação como catalisadores na fotodescoloração do corante amarelo remazol ouro. Os catalisadores foram caracterizados pelas técnicas de difração de raios-X (DRX), espectroscopia na região do infravermelho (IV), espectroscopia na região do ultravioleta visível (UV-Vis), espectroscopia Raman e medida de área superficial por BET. Os resultados de DRX mostraram que os materiais apresentaram alta organização a longo alcance, quando calcinados a 700 °C, utilizando acetato de zinco e pH 1. Os espectros de IV e Raman confirmaram a presença dos octaedros [ZnO6], [TiO6],[SnO6] e tetraedro (ZnO4). Os parâmetros utilizados na descoloração do corante foram: massa fixa de catalisador e tempos de radiação. Os resultados mostraram que um maior tempo de radiação proporcionou maior eficiência. O Zn2SnO4 apresentou o melhor resultado, com descoloração de 81% após 4 h de radiação. À medida que o estanho foi substituído pelo titânio na estrutura do espinélio, a eficiência do catalisador foi decrescendo, chegando a 37% para o Zn2TiO4.
  • AMANDA CECÍLIA DA SILVA
  • Determinação simultânea de compostos policíclicos aromáticos em bebidas destiladas empregando espectroscopia de fluorescência e calibração de segunda ordem.
  • Data: 03 de Dezembro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • jkkkçkkçlkçlkçlk
  • THAMIRES DOS SANTOS MOREIRA
  • Síntese e caracterização das propriedades mesomórficas e óticas de cristais líquidos fotorresponsivos derivados do azobenzeno
  • Data: 03 de Dezembro de 2014 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Cristais líquidos (CLs) constituem materiais moles funcionais de natureza dinâmica com forma e propriedades anisotrópicas. O controle das propriedades intrínsecas de automontagem e auto-organização de CLs pode ser efetuado pela incorporação de um interruptor ótico, tal como um grupo espaçador azo fotorresponsivo. Neste contexto, esta dissertação apresenta a síntese e caracterização das propriedades mesomórficas e óticas de seis séries de compostos derivados do azobenzeno 1,4-dissubstituídos. As moléculas são constituídas pelo núcleo rígido central azobenzeno, e nas extremidades estão dispostos substituintes com diferentes tamanhos, polaridade e propriedades eletrônicas, como grupos NO2, Cl e OR. Na outra extremidade, conectados por uma ligação éter estão cadeias com 6 ou 11 carbonos, e na porção final grupos hidrofílicos polares, tais como hidroxila e sais de imidazólio, e também grupos com elevado momento dipolar lateral, como carbonila de ésteres de diferentes grupos (alifáticos e aromáticos). Os compostos foram caracterizados por espectroscopia na região do Infravermelho, Ressonância Magnética Nuclear de 1H e 13C. As propriedades mesomórficas foram investigadas por Microscopia Ótica de Luz Polarizada e Calorimetria Diferencial de Varredura. Entre as dezoito moléculas sintetizadas, sete foram CLs. Foi descoberta uma relação interessante entre a natureza estereoeletrônica dos grupos terminais e as fases exibidas. O grupo hidroxila terminal levou a geração de fase nemática, enquanto que os compostos com carbonila de ésteres exibiram um polimorfismo lamelar mais ordenado com fases SmC e SmA, indicando que as carbonilas aumentam a estabilidade das fases líquido cristalinas. Os compostos contendo sais de imidazólio terminal mostraram apenas SmA, com uma interessante manutenção da fase até a temperatura ambiente durante o resfriamento. Resultados obtidos no estudo da fotoisomerização do grupo azo destes compostos comprovaram a potencialidade de tais sistemas moleculares em aplicações tecnológicas como fotocontroladores da fase LC e de suas propriedades funcionais em dispositivos.
  • THIAGO MARINHO DUARTE
  • Síntese de niobatos de potássio pelo método solvotermal assistido por micro-ondas.
  • Data: 18 de Novembro de 2014 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • dsadwfwewewewwrwrwrwr
  • SEVERINO ARAÚJO DE SOUZA
  • ESTUDOS QUÍMICOS E BIOLÓGICOS DE COMPOSTOS HETEROCÍCLICOS DERIVADOS DOS NÚCLEOS IMIDAZOLIDINA-2,4-DIONA E 2-TIOXOIMIDAZOLIDINA-4-ONA
  • Data: 08 de Outubro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O grande avanço ocorrido no mundo científico envolvendo os estudos químicos e farmacológicos de heterocíclicos são frutos do grande investimento das indústrias farmacêuticas e dos centros de pesquisas nas universidades. Os compostos heterocíclicos sintéticos se destacam devido às possibilidades existentes nesses compostos de apresentar várias propriedades biológicas diferentes. Modificações estruturais nos anéis imidazolidínico e tioimidazolidínico podem alterar suas propriedades químicas, físicas e produzir efeitos biológicos com uma grande variedade de aplicações úteis. O objetivo desse trabalho foi a síntese e caracterização de compostos heterocíclicos da classe imidazolidina-2,4-diona e 2-tioxo-imidazolidina-4-ona com a finalidade de investigar suas potencialidades farmacológicas como antimicrobianos, antinociceptivos, antitumoral e anticonvulsivante e estudar sua estabilidade térmica. Os compostos foram obtidos em duas etapas: na primeira, fez-se reagir cianeto de sódio, cloreto de amônio, cloreto de metilamônio, cloreto de isopropilamônio e aldeídos aromáticos para substituídos, seguido de hidrólise ácida para a formação dos aminoácidos derivados da glicina. Na segunda etapa, fez-se a reação dos aminoácidos preparados com isocianato de potássio e isotiocianato de amônio e/ou fenilisocianato e/ou fenilisotiocianato seguido de hidrólise ácida formando os derivados imidazolidínicos: IM-15; HPA-05; HPA-09; HPA-10; HPA-14; HPA-15A; HPA-15B; HPA-15C; HPA-15D; HPA-15E; HPA-15F; HPA-15G; HPA-15H; HPA-15J e tioimidazolidínicos: HPA-03; HPA-04; HPA-08; HPA-11; HPA-15I; HPA-15M. As estruturas dos compostos sintetizados foram caracterizadas através da espectroscopia de absorção no IV, de RMN de 1H e RMN de 13C. Com os compostos sintetizados investigou a potencialidade frente aos estudos Antimicrobianos, Antinociceptivos, Anticarcinogênico e sobre o SNC. Avaliou também a estabilidade térmica dos compostos sintetizados e os estudos in silico.
  • IVSON DE CARVALHO NINO
  • AVALIAÇÃO DE PORFIRINAS NA DETERMINAÇÃO SIMULTÂNEA DE CÁTIONS POR ESPECTROFOTOMETRIA UV-VIS E CALIBRAÇÃO MULTIVARIADA
  • Data: 12 de Setembro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, investigou-se a utilização de porfirinas como agentes complexantes não-seletivos para o desenvolvimento de um método de determinação simultânea dos cátions Pb2+, Zn2+, Cu2+, Mn2+, Co2+ e Hg2+ empregando calibração multivariada de primeira ordem. Inicialmente, dada sua ampla disponibilidade e menor custo, tentou-se empregar a 5,10,15,20-tetrafenilporfirina (H2TPP) em meio orgânico para complexar os cátions em meio aquoso. Problemas de instabilidade do sistema impediram a conclusão dessa proposta, mas alguns aspectos importantes deste sistema são apresentados. Como alternativa, avaliou-se o uso da 5,10,15,20-tetraquis(4-carboxifenil)porfirina (H2TCPP) em meio aquoso. Um planejamento fracionário 24-1 indicou que as melhores condições de metalação foram pH 9, tempo de aquecimento de 10 minutos e temperatura de aquecimento de 80°C. A melhor concentração de catalisador (Cd2+) foi 5 x 10-8 mol L-1. O conjunto de calibração foi construído empregando um planejamento Brereton para os 6 cátions em 5 níveis de concentração. Foi utilizada validação externa com um conjunto de 10 amostras contendo concentrações aleatórias dos analitos. Foram construídos modelos baseados em regressão por mínimos quadrados parciais (PLS) e regressão linear múltipla (MLR) combinada à seleção de variáveis por algoritmo genético (GA), ou algoritmo das projeções sucessivas (SPA). O método foi empregado na análise de amostras de água mineral, sendo encontrados bons valores de recuperação aparente quando as amostras fortificadas foram previstas pelos modelos SPA-MLR.
  • DARISTON KLEBER SOUSA PEREIRA
  • ESTUDOS ESPECTROSCÓPICOS E ESTRUTURAIS DE COMPLEXOS -DICETONATOS DE ÍONS LANTANÍDEOS COM LIGANTES FOSFINÓXIDOS
  • Data: 26 de Agosto de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho reporta investigações espectroscópicas e estruturais de complexos de fórmulas [Ln(TTA)3L2], [Ln(DBM)3L], [Ln(TTA)2(NO3)(TPPO)2], [Ln(DBM)2(NO3)L2] e [Ln(DBM)(NO3)2(HMPA)2], em que Ln: Eu3+ ou Tb3+, TTA: 2-tenoiltrifluoroacetonato, DBM: dibenzoilmetanato e L: HMPA (hexametilfosforamida) ou TPPO (Trifenilfosfinóxido). Os compostos foram caracterizados por análises complexométricas e elementar e difração de raios X de monocristal. As propriedades espectroscópicas dos complexos foram estudadas através de espectroscopia de reflectância difusa e de luminescência. O processo de formação de positrônio nos complexos também foi investigado. No intuito de obter uma sinergia teoria-experimento, foram realizados cálculos DFT, para otimização de geometria e obtenção de estados tripletos do DBM, utilizando os funcionais B3LYP, B97D, M062X, PBE1PBE, CAM-B3LYP e ω-B97XD, em fase gasosa e no solvente acetona, Os dados de estruturas de raios X mostraram que a substituição de moléculas de DBM por íons nitrato promove a existência de interações intermoleculares mais fortes o que tem uma influência sobre o ponto de fusão dos compostos. Os espectros de reflectância difusa e de excitação sugerem a presença de estados de transferência de carga ligantemetal (TCLM) de baixa energia em complexos de Eu3+ contendo o ligante DBM, com um abaixamento na energia desses estados à medida que os ligantes DBM são substituídos por íons nitrato. Isso é explicado considerando que a menor polarizabilidade do íon nitrato provoca um maior efeito doador de carga nos outros ligantes, diminuindo a energia do estado TCLM. Os resultados de aniquilação de pósitron mostraram que a formação de positrônio em compostos com ligantes DBM e fosfinóxidos diminui quando os primeiros são substituídos por íons nitrato, devido ao aumento da doação de densidade eletrônica dos ligantes para o centro metálico, diminuindo a capacidade formadora dos fosfinóxidos. Os cálculos teóricos DFT forneceram resultados relativamente satisfatórios para a otimização de geometrias dos complexos e para a obtenção de energias dos estados tripletos do ligante DBM. Esses resultados indicaram que a substituição de ligantes β-dicetonatos por espécies menos polarizáveis, como o nitrato, tem grande influência nas propriedades estruturais e espectroscópicas dos compostos estudados.
  • THIAGO BRITO DE ALMEIDA
  • SÍNTESES DE NOVOS HÍBRIDOS MOLECULARES A PARTIR DE UM DERIVADO DA PIPERINA E ANÉIS TETRAIDROPIRANOS COM POTENCIAL ATIVIDADE ANTINOCICEPTIVA
  • Data: 13 de Agosto de 2014 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foi apresentado o uso da técnica de hibridização molecular que é uma estratégia clássica em química medicinal e bastante útil na concepção de novos fármacos, consistindo na junção covalente de dois ou mais fragmentos reconhecidamente farmacofóricos ou que já apresentem atividades terapêuticas reconhecidas. Descreveu-se a técnica de extração, isolamento e purificação da piperina 6 com 2% de rendimento, sendo a mesma uma molécula natural presente principalmente na pimenta preta, onde estudos mostraram uma série de atividades biológicas como, analgésico, antiinflamatório, antitérmico, antitumoral, antifúngico, antichagásico, inseticida, leishmanicida, dentre outras. Em seguida, foi realizado a síntese do seu respectivo ácido pipérico 12 obtido via hidrólise básica com 87% de rendimento. Uma série de derivados álcoois tetraidropiranos substituídos (33, 34, 37, 38, 79 e 80) foram sintetizados em bons rendimentos (76%-100%), com rota sintética e potente atividade antinociceptiva já descritas pelo nosso grupo de pesquisa. A reação de ciclização de Prins foi usada como etapa chave para a construção, em forma diastereosseletiva 2,4-cis e 2,4,6-cis, dos anéis tetraidropiranos. Posteriormente, realizou-se a síntese de 6 moléculas híbridas inéditas (64, 65, 66, 67, 68 e 69), baseadas na estrutura de uma análogo da piperina (ácido pipérico) com os 6 derivados álcoois tetraidropiranos substituídos, utilizando a estratégia clássica de hibridização molecular através da reação de esterificação de Steglich para unir as duas porções, com rendimentos relativamente bons (42%-78%), onde o intuito foi potencializar a atividade analgésica apresentada por estas duas entidades químicas. Todos os híbridos moleculares foram caracterizados pelas técnicas de espectroscopia (1H e 13C) e infravermelho
  • ELAINE DA SILVA VASCONCELOS
  • Complexos de íons lantanídeos com carboxilatos aromáticos: dependência das propriedades fotoluminescentes com a posição de substituintes elétron-doadores.
  • Data: 04 de Agosto de 2014 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • wefrwerwewrrwerwrw
  • ALBERTO CORREIA GOMES FILHO
  • ESTUDO DA ESTRUTURA E PROPRIEDADES MAGNÉTICAS E ELÉTRICAS DE FERRITAS DE Ni2+/Zn2+ DOPADAS COM Nd3+
  • Data: 18 de Julho de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O trabalho consistiu na síntese de ferritas de composição Ni0,5-xNdxZn0,5Fe2O4 variando a concentração dos íons neodímio (Nd3+) de 0 ≤ x ≤ 0,3, sendo escolhido o método do citrato precursor como método ou rota de síntese. Após a síntese, as amostras obtidas foram calcinadas na temperatura de 350°C e depois prensadas em forma de pastilhas e toróides. Posteriormente estas amostras foram sinterizadas a 1000ºC durante 3 horas, sendo controlado a velocidade de aquecimento e de resfriamento. Os materiais calcinados obtidos foram caracterizados por DRX, MEV e magnetometria de amostra vibrante (MAV) e as amostras sinterizadas por DRX, MEV, MAV, e medidas de permeabilidade e perdas magnéticas. O método do citrato precursor demonstrou-se ser um método eficiente, pois obtivemos materiais com aspectos estruturais desejáveis. A partir das análises de DRX e do refinamento pelo método de Rietveld, verificou-se que as amostras sintetizadas e tratadas a 350ºC apresentaram formação de 100% de fase única do tipo espinélio e as tratadas a 1000ºC apresentaram além da fase ferrita, uma fase secundária, confirmada pelo refinamento como sendo NdFeO3. As amostras tratadas a 1000ºC por 3 horas passaram a possuir dimensões em micrômetros, devido ao efeito de difusão entre os cristais, que aumenta em altas temperaturas. As ferritas sintetizadas e tratadas a 350 e 1000ºC por 3 horas comportaram-se como materiais magneticamente “macios” ou “moles” e com intensidade da magnetização de saturação diminuindo nas amostras com o incremento de neodímio (Nd3+). A comprovação desta diminuição foi demonstrada pelo estudo de posicionamento dos cátions na rede espinélio, utilizando o refinamento do método de Rietveld, e da influência destas mudanças nas propriedades magnéticas, a partir da relação comparativa entre os valores de magnetização em termos de magnéton de Bohr teórico (MBTeórico) e de Bohr experimental (MBExp.). Os resultados das análises elétricas das amostras sintetizadas apresentaram que os materiais obtidos possuem potencialidades de miniaturização para aplicações como núcleos indutivos em dispositivos eletrônicos de micro-ondas na área de telecomunicações.
  • MÁRCIO RENNAN SANTOS TAVARES
  • Um micro analisador em fluxo batelada para determinação fotométrica de sulfitos em bebida.
  • Data: 18 de Julho de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • gvdffgsgdfsgsfgsfgsdfgsgssgsg
  • RAQUEL FINAZZI VILELA
  • Avaliação das aminas aromáticas como antioxidanates para biodiesel de seoja e de algodão
  • Data: 18 de Julho de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação compreendeu a aplicação das aminas aromáticas (1,2-diaminobenzeno, difenilamina, 3,4-diaminotolueno) como aditivos antioxidantes para uso em biodiesel. Os compostos aminados foram utilizados puros, combinados entre si e com os antioxidantes fenólicos TBHQ, BHT e BHA, comumente utilizados em biodiesel. Uma avaliação prévia do potencial dos antioxidantes foi feita utilizando o método DPPH e o sistema -caroteno/ácido linoleico. Os resultados mostraram que estes compostos são capazes de interromper a oxidação lipídica através da captura dos radicais livres, agindo, portanto, como antioxidantes primários. Na avaliação do efeito antioxidante das aminas no biodiesel foram utilizadas combinações binárias compostas por duas aminas e por uma amina e um antioxidante fenólico. As técnicas empregadas foram Rancimat, Calorimetria Diferencial de Varredura Pressurizada (P-DSC) e PetroOxy. Com exceção da difenilamina, os demais antioxidantes puros corrigiram de forma eficiente a estabilidade oxidativa do biodiesel. Com relação às misturas binárias, todas provocaram efeito antioxidante nas amostras de biodiesel em que foram empregadas. Portanto, a partir destes resultados, ficou evidente que, há um forte potencial das aminas aromáticas para serem utilizadas como antioxidantes para biodiesel, bem como suas misturas binárias.
  • ANTONIO JOÃO DA SILVA FILHO
  • Ligações de hidrogênio intermoleculares: um estudo teórico dos heterocíclicos (RC2H4N) substituídos nos complexos de hidrogênio, R = -H2-OH e -CH3.
  • Data: 18 de Julho de 2014 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • thrftgyhtryrtyrtyrtyry
  • JOSE LICARION PINTO SEGUNDO NETO
  • Desenvolvimento de uma metodologia analítica rápida para quantificação simultânea de estrógenos em águas usando HPLC-DAD e calibração de segunda ordem.
  • Data: 11 de Julho de 2014 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Com o uso cada vez maior de produtos industrializados, como os farmacêuticos, os cosméticos e os de higiene pessoal, uma nova categoria de poluentes dos corpos aquáticos, chamados de contaminantes emergentes, vem ganhando destaque no cenário das questões ambientais e preservação da água potável do planeta. Entre estes estão os alteradores endócrinos, como é o caso dos estrógenos que têm preocupado a comunidade científica que já vem alertando para necessidade de se estabelecer limite máximo de concentração dessas substâncias nas águas de abastecimento. Paralelamente ao surgimento de legislação para controle desses poluentes é necessário que ocorra o desenvolvimento de metodologias analíticas rápidas, robustas e com baixa geração de resíduos. Em quase sua totalidade os métodos analíticos para quantificação de estrógenos em amostras de águas fazem de uso da cromatografia líquida ou gasosas acopladas a espectros de massa, associada a longas corridas cromatográficas. Neste trabalho é proposta uma metodologia rápida para quantificação simultânea de quatro estrógenos (E1, E2, EE2 e E3) em amostras de águas superficiais empregando HPLC-DAD e calibração multivias com propósito de explorar as potencialidades da vantagem de segunda ordem para contornar os problemas da complexidade da matriz. Modelos de calibração de segunda ordem baseados nos métodos PARAFAC, MCR-ALS, N e U-PLS/RBL foram construídos usando soluções padrão individual dos analitos (padrões puros). Estes modelos foram depois validados empregando-se um conjunto de misturas sintéticas destes analitos com mais dois potenciais interferentes (a daizeina e biochanina A) para simular a carga orgânica e demonstrar a vantagem de segunda ordem. Estas misturas sintéticas foram construídas usando planejamento Taguchi. Parâmetros estatísticos de validação satisfatórios foram obtidos, em especial para os modelos U e N-PLS/RBL. Por fim amostras de rio e esgoto fortificadas com os quatro estrógenos foram submetidas a uma pré-concentração e limpeza da amostra usando cartuchos SPE-C18, seguido da análise cromatográfica. A aplicação dos modelos de calibração as amostras de águas fortificadas levou para a maioria dos casos a uma recuperação entre 70 e 120%, refletindo a boa exatidão do método proposto.
  • LUZIA MARIA CASTRO HONORIO
  • K4Nb6O17 e derivados: Síntese, caracterização e aplicação na fotodescoloração do corante remazol amarelo ouro.
  • Data: 11 de Julho de 2014 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O niobato lamelar K4Nb6O17 apresenta estrutura ortorrômbica (grupo espacial P2212), sendo formado basicamente pela repetição de camadas negativas de unidades de octaedros distorcidos de NbO6. Neste trabalho, a síntese do K4Nb6O17 foi realizada pela reação no estado sólido, e os derivados (HxK4-xNb6O17 e TBAyHx-yK4-xNb6O17) obtidos pelas eventuais mudanças sofridas na matriz lamelar, para aplicação como catalisadores na fotodescoloração do corante Amarelo Remazol Ouro (RNL). Os catalisadores foram caracterizados por análise termogravimétrica (TG/DTA), difração de raios-X (DRX), espectroscopia de absorção na região do ultravioleta e do visível (UV-Vis), espectroscopia vibracional na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, análise da área superficial pelo método de BET e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os resultados de DRX mostraram que os materiais apresentaram alta organização a longo alcance, e pequena fase secundária de K6Nb11O30. Os espectros de IV confirmaram a presença dos octaedros [NbO6] caracterizados pelas curtas ligações de Nb=O. Os resultados de Raman indicaram uma desorganização a curto alcance nos octaedros altamente e levemente distorcidos, ambos compreendidos por ligações Nb-O. Os parâmetros utilizados na descoloração do corante remazol amarelo ouro (RNL) foram: o tempo de radiação (1, 2, 4, 6 e 8 h), a quantidade de catalisador (5, 10 ou 20 mg). Os resultados mostraram que a maior quantidade de catalisador e o fator tempo, proporcionaram elevada eficiência fotocatalítica para o K4Nb6O17.3H2O e HxK4-xNb6O17 (94% e 76,38%). Diferentemente dos resultados mencionados, o TBAyHx-yK4-xNb6O17 apresentou eficiência de 84,11% em 5 mg utilizado, destacando a relação de custo/beneficio. No geral, os fotocatalisadores apresentaram excelentes resultados na fotodegradação do corante RNL, quando comparado a outros estudados na literatura.
  • MARIANA DE BRITO BATISTA PEREIRA
  • Hidroxiapatita como sistema para liberação de ibuprofeno.
  • Data: 11 de Julho de 2014 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • dsfdsdfsdfsfsdf
  • ALEX DE MEIRELES NERIS
  • Atividade fotocatalítica do TiO2 e do sistema core-shell CoFe2O42TiO2 obtidos pelo método Pechini modificado.
  • Data: 10 de Julho de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • tegddfdggg
  • WELMA THAISE SILVA VILAR
  • Classificação individual de sementes de mamona usando espectroscopia UV-VIS, imagens digitais e análise multivariada
  • Data: 07 de Julho de 2014 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho apresenta dois métodos baseados em análise de imagens digitais, espectroscopia de reflectância difusa no vísivel e análise multivariada para classificação de sementes de mamona com respeito ao tipo de cultivar e genótipo. Para este propósito, dois grupos de sementes comumente empregadas nas plantações brasileiras foram avaliados: cultivares BRS Nordestina e BRS Paraguaçu (grupo I), cultivar BRS Energia e o genótipo CNPA 2009-7 (grupo II). Os espectros de reflectância difusa foram registrados na região de 400 a 800 nm obtidos através de um espectrofotômetro VIS-NIR. Imagens destes dois grupos foram registradas a partir de uma webcam e a distribuição de frequência em níveis de cores nos canais vermelhoverde-azul, matiz, saturação, intensidade e tons de cinza foi obtida. A Análise Discriminante pelos mínimos quadrados parciais (PLS-DA) e Análise discriminante linear (LDA) foram aplicadas separadamente para cada grupo de semente. Para os espectros do visível os melhores resultados foram obtidos usando o modelo PLS-DA, classificando corretamente 96,2% e 92,5% das amostras de teste para o grupo I e II, respectivamente. Para as imagens digitais o PLS-DA também alcançou o melhor resultado acertando 98,7% e 100% para o grupo I e II, respectivamente. Os métodos baseados em imagens digitais e espectroscopia de reflectância difusa no visível propostos tem vantagens por não utilizar reagentes, são rápidos, não-destrutivos, baixo custo e são alternativas promissoras na classificação de sementes de mamona, de acordo com o tipo de cultivar e genótipos.
  • ALBERTO CORREIA GOMES FILHO
  • ESTUDO DA ESTRUTURA E PROPRIEDADES MAGNÉTICAS E ELÉTRICAS DE FERRITAS DE Ni2+/Zn2+ DOPADAS COM Nd3+
  • Data: 23 de Maio de 2014 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • O trabalho consistiu na síntese de ferritas de composição Ni0,5-xNdxZn0,5Fe2O4 variando a concentração dos íons neodímio (Nd3+) de 0 ≤ x ≤ 0,3, sendo escolhido o método do citrato precursor como método ou rota de síntese. Após a síntese, as amostras obtidas foram calcinadas na temperatura de 350°C e depois prensadas em forma de pastilhas e toróides. Posteriormente estas amostras foram sinterizadas a 1000ºC durante 3 horas, sendo controlado a velocidade de aquecimento e de resfriamento. Os materiais calcinados obtidos foram caracterizados por DRX, MEV e magnetometria de amostra vibrante (MAV) e as amostras sinterizadas por DRX, MEV, MAV, e medidas de permeabilidade e perdas magnéticas. O método do citrato precursor demonstrou-se ser um método eficiente, pois obtivemos materiais com aspectos estruturais desejáveis. A partir das análises de DRX e do refinamento pelo método de Rietveld, verificou-se que as amostras sintetizadas e tratadas a 350ºC apresentaram formação de 100% de fase única do tipo espinélio e as tratadas a 1000ºC apresentaram além da fase ferrita, uma fase secundária, confirmada pelo refinamento como sendo NdFeO3. As amostras tratadas a 1000ºC por 3 horas passaram a possuir dimensões em micrômetros, devido ao efeito de difusão entre os cristais, que aumenta em altas temperaturas. As ferritas sintetizadas e tratadas a 350 e 1000ºC por 3 horas comportaram-se como materiais magneticamente “macios” ou “moles” e com intensidade da magnetização de saturação diminuindo nas amostras com o incremento de neodímio (Nd3+). A comprovação desta diminuição foi demonstrada pelo estudo de posicionamento dos cátions na rede espinélio, utilizando o refinamento do método de Rietveld, e da influência destas mudanças nas propriedades magnéticas, a partir da relação comparativa entre os valores de magnetização em termos de magnéton de Bohr teórico (MBTeórico) e de Bohr experimental (MBExp.). Os resultados das análises elétricas das amostras sintetizadas apresentaram que os materiais obtidos possuem potencialidades de miniaturização para aplicações como núcleos indutivos em dispositivos eletrônicos de micro-ondas na área de telecomunicações.
  • HEBERTTY VIEIRA DANTAS
  • Um sistema em fluxo para análise screening de GNV e GLP com respeito ao conteúdo de metano e propano usando espectrometria NIR e quimiometria.
  • Data: 14 de Maio de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A preocupação com os problemas ambientais impulsionaram a busca por novas fontes de energia e consequentemente provocaram um aumento no uso de combustíveis gasosos como o gás natural veicular (GNV) e gás liquefeito de petróleo (GLP). Diante dessa realidade, cresce também a demanda pelo monitoramento da qualidade e fiscalização desse tipo de combustível. Esse trabalho propõe um sistema em fluxo para a análise screening de amostras de GLP e GNV através da espectrometria no infravermelho próximo (NIR), a fim de verificar a qualidade desses combustíveis em relação a concentração de seus hidrocarbonetos majoritários, o propano e o metano, respectivamente. Para tanto, foram desenvolvidos uma célula espectrofotométrica de fluxo para gás, sete recipientes coletores de GNV e um sistema em fluxo para injeção e mistura de gases, bem como sua automação (SAIMG) e criação de um software de gerenciamento (GasMixer). Os equipamentos de manipulação gasosa e o sistemas em fluxo possibilitaram o desenvolvimento dos modelos SIMCA e SPA-LDA para análise screening de amostras de GLP e GNV. Os modelos de classificação foram construidos e testados com amostras comerciais que foram agrupadas e analisadas previamente por cromatografia gasosa. Também foram criadas misturas adulteradas de GNV com nitrogênio, ar comprimido, etano e fluido de isqueiro. As amostras de GLP foram agrupadas em duas classes distintas em função da concentração de propano, as quais foram denominadas “GLP rico” e “GLP pobre”. As amostras de GNV foram analisadas de acordo com o limite especificado para a concentração de metano, o que resultou em casos negativos (GNV ˗) e positivos (GNV +) quando são considerados respectivamente superiores ou inferiores aos limites estabelecidos. Os resultados demonstraram que a análise screening foi eficaz e robusta, alcançando 100% de acerto em relação as amostras de teste de GLP e GNV. O sistema em fluxo e todos os itens instrumentais desenvolvidos foram indispensáveis para realização desses estudos. Além disso, a automação do sistema em fluxo otimiza todas as etapas da análise e potencializa seu uso em aplicações futuras, tornando-se inovador e relevante neste contexto. Vale ressaltar também os estudos realizados para a descrever as características instrumentais e o uso do sistema automático e do software desenvolvido.
  • HERBET BEZERRA SALES
  • Propriedades fotocatalíticas e fotoluminescentes de filmes finos de Sr1-3BrxSnO3.
  • Data: 30 de Abril de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • ghghjghjgjhgjhhjghj
  • MARCO AURELIO RODRIGUES DE MELO
  • Avaliação das condições de armazenamento de biodiesel e blendas.
  • Data: 08 de Abril de 2014 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • dfgdfggdgdgdgdgddg
  • ALINE SANTOS DE PONTES
  • Desenvolvimento de um fotômetro LED-Vis portátil e microcontrolado por Arduino
  • Data: 31 de Março de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Um fotômetro portátil e de baixo custo é proposto neste trabalho. Esse instrumento utiliza um diodo emissor de luz (LED-Light Emitting Diode) tricolor como fonte de radiação nos comprimentos de onda do máximo de emissão de 480 (azul), 534 (verde) e 630 nm (vermelho. Além disso, emprega um fototransistor com sensibilidade espectral na região do visível como fototransdutor, bem como um microcontrolador Arduino como unidade de controle. Seu desempenho analítico foi avaliado por meio de análises quantitativas baseadas em curvas analíticas, cujos modelos foram validados por meio de análise de Variância (ANOVA). O instrumento foi aplicado à determinação do corante amarelo crespúsculo em amostras de refrigerantes e bebidas energéticas e de permanganato de potássio em amostras de medicamentos. Para fins de comparação, um espectrofotômetro comercial foi empregado para construir as curvas analíticas do instrumento de referência. Aplicando o teste t-emparelhado ao nível de 95% de confiança para os resultados de concentração obtidos com os dois instrumentos, observa-se que não houve diferença estatisticamente significativa. Ademais, resultados precisos nas estimativas das concentrações dos analitos foram obtidos sendo atestado pelo baixo desvio padrão relativo conjunto de 0,2 e 0,5%, respectivamente, para o corante e permanganato. O fotômetro proposto pode ser uma alternativa economicamente viável para análises espectrométricas, sobretudo, em laboratórios de ensino com poucos recursos financeiros e carentes de pessoal altamente qualificado.
  • DAYVISON RIBEIRO RODRIGUES
  • ESTUDO ELETROQUÍMICO DE COMPOSTOS DO TIPO MELEN/MELOFEN E ALGUNS DE SEUS COMPLEXOS
  • Data: 14 de Fevereiro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Recentemente, novos compostos do tipo base de Schiff, análogos estruturais aos clássicos salens e salofens, foram obtidos a partir da condensação do ácido de Meldrum (ou seus derivados) com uma diamina (etilenodiamina ou orto-fenileno-diamina), fornecendo compostos denominados melens ou melofens. Os melofens têm sido utilizados como ligantes a fim de formar complexos metálicos análogos aos salofens, visando sua aplicação em catálise biomimética. Neste trabalho é apresentada a caracterização eletroquímica de quatro ligantes (H2melen, H2Cy2melen, H2melofen e H2Cy2melofen) e dois complexos (MnII(Cy2melofen) e NiII(melofen)) em meio aprótico (DMF), empregando carbono vítreo como eletrodo de trabalho, mediante a aplicação de técnicas voltamétricas. O H2melen e o H2Cy2melen apresentaram comportamentos semelhantes exibindo uma redução irreversível envolvendo um elétron (1e-). O mecanismo proposto para esses compostos envolve uma etapa de dimerização. O H2melofen e o H2Cy2melofen apresentaram comportamentos semelhantes exibindo duas reduções e duas oxidações irreversíveis, onde em um dos processos ocorre adsorção do reagente e do produto. O complexo MnII(Cy2melofen) apresentou um único processo redox quase-reversível centrado no metal MnIII/MnII, o qual envolve 1e-. O NiII(melofen) apresentou quatro processos, sendo um quase-reversível (1e-) e os demais irreversíveis envolvendo um total de 5e-. Todos os potenciais foram corrigidos frente o par redox do ferroceno (Fc/Fc+), e o efeito da adição de ácidos e bases ao meio é discutido.
  • ISRAEL FERREIRA DA COSTA
  • COMPLEXOS DE ÍONS LANTANÍDEOS COM EDTA COVALENTEMENTE LIGADOS À SUPERFÍCIE DA QUITOSANA: PREPARAÇÃO E SENSIBILIZAÇÃO DA LUMINESCÊNCIA POR LIGANTES β-DICETONATOS
  • Data: 14 de Fevereiro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • No presente trabalho são relatadas as preparações, caracterizações e a investigação das propriedades fotoluminescentes de novos matérias híbridos contendo complexos de EDTA de íons lantanídeos (Eu3+, Gd3+ e Tb3+) covalentemente ligados às superfícies das matrizes de quitosana de baixo (QPB) e médio (QPM) pesos moleculares, precursoras e previamente reticulada com epicloridrina (EPH). Os materiais foram preparados através das reações entre a solução de dianidrido de EDTA em 2-metilpirolidone e as superfícies de quitosana a temperatura de aproximadamente 60oC, enquanto os complexos foram obtidos pela reação das matrizes resultantes deste processo com as soluções dos cloretos dos íons Ln3+. Os novos materiais luminescentes foram definidos pelas seguintes fórmulas: QPB-EDTA-Ln-L, QPM-EDTA-Ln-L, QPB-EPH-EDTA-Ln-L e QPB-EPH-EDTA-Ln-L, em que L = H2O e os ligantes dicetonatos (ACAC, BZAC, DBM e TTA). Todas as matrizes foram caracterizadas por análises elementar de C, H e N, espectroscopia de absorção na região do IV e análises termogravimétricas TG/DTG. Os dados de análises elementares evidenciaram um aumento no processo de funcionalização com o EDTA nas superfícies reticuladas, quando comparadas com as precursoras. Os espectros IV apresentaram as principais bandas do ligante EDTA evidenciando a eficiência no processo de funcionalização das superfícies. As curvas TG/DTG demostraram que os materiais decompõem em aproximadamente duas etapas: a primeira correspondente ao processo de desidratação (50-150oC) e a segunda etapa associada à decomposição dos anéis glicopiranosídicos do biopolímero. Os dados de TG/DTG indicaram ainda uma diminuição na estabilidade térmica dos materiais funcionalizados, quando comparado com as matrizes precursoras. Os novos materiais contendo os íons lantanídeos exibem altas intensidades de luminescência. Os espectros de emissão dos materiais contendo os íons Eu3+ e Tb3+ foram caracterizados pelas transições intraconfiguracionais-4fN, 5D0 7FJ e 5D4 7FJ (J= 0-6), respectivamente. Bandas largas da matriz polimérica também foram observadas nos espectros de emissão, no entanto, suas intensidades diminuem significativamente nos sistemas com ligantes dicetonatos, na mesma ordem esperada de aumento no efeito antena. Os valores dos parâmetros de intensidade 2 e 4 dos complexos de Eu3+ nas superfícies mostraram pouca variação com a substituição das moléculas de água pelos ligantes dicetonatos, sugerindo que o ambiente químico é dominado pelo ligante EDTA. Os valores das taxas Arad dos sistemas híbridos contendo os ligantes dicetonatos foram maiores que aqueles dos compostos contendo o ligante H2O. Já os valores das taxas Anrad apresentaram comportamento contrário. Esses dados contribuíram para um aumento nos valores de eficiência quântica de emissão (). Finalmente, os resultados obtidos evidenciam que as superfícies biopoliméricas apresentam grande potencialidade de aplicações em dispositivos moleculares conversores de luz (DMCL).
  • JULYS PABLO ATAYDE FERNANDES
  • Desenvolvimento de um de fotômetro de chama portátil
  • Data: 14 de Fevereiro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os fotômetros de chama comerciais necessitam de um sistema de gases dedicado e possuem massa e volume consideráveis, ou seja, não são portáteis. O presente trabalho, diante do exposto, propõe-se a mostrar o desenvolvimento de um protótipo de fotômetro de chama portátil pelo uso de um isqueiro maçarico como atomizador, com sistema de alimentação de gases interno e gerenciado por um dispositivo móvel Android. O controle interno do protótipo bem como o processamento de sinal foram realizados por um Arduino Uno. Um aplicativo para o dispositivo móvel foi desenvolvido no App Inventor, ambiente de programação criado e mantido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts. A nebulização se deu por cavitação ultrassônica em um humidificador de baixa potência o qual produz um aerossol de amostra constituído por gotículas de raio muito pequeno. O fluxo de aerossol inicialmente turbulento precisou ser amortecido antes de sua introdução no queimador. Testes iniciais com soluções de calibração de K+ resultaram numa curva analítica validada utilizando-se a Análise de Variância e os limites de detecção e de quantificação foram determinados. No entanto otimizações ainda precisam ser feitas no sistema de nebulização e transporte de aerossol para a melhoria de sua eficiência e para a minimização de intercontaminação de amostras durante as medidas.
  • ERIKA MARIA GOUVEIA DE MELO
  • Um Método Espectrofotométrico para Quantificação de Furfural em Cachaças por Extração Líquido-Líquido.
  • Data: 10 de Fevereiro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Um método simples e rápido para determinação de furfural em cachaças por extra-ção líquido-líquido (LLE) é proposto. As técnicas de extração e/ou pré-concentração permitem que analitos sejam determinados por meio da separação de componen-tes da amostra devido, principalmente, às diferenças de solubilidade que possibi-litam a separação de um ou mais componentes da matriz por meio do contato e agitação mecânica de um solvente imiscível ou pouco miscível na matriz. O compo-nente a ser separado (analito) deve solúvel neste solvente. No método proposto, são misturadas quantidades iguais de amostra/padrão e de clorofórmio, esta mis-tura é agitada mecanicamente por cerca de 2 minutos, formando uma emulsão. Após isto, espera-se mais um minuto para haver a completa separação de fases. Uma vez que o analito encontra-se no solvente extrator (clorofórmio), este foi separado da mistura e submetido à análise espectrofotométrica na região do UV (em 279 nm). A estabilidade da solução padrão de furfural e o descarte dos resí-duos foram avaliados. A viabilidade do método LLE foi avaliada na determinação de furfural em amostras de cachaça. O método proposto foi comparado com o método baseado na cromatografia gasosa com detector de ionização de chama (GC-FID), nenhuma diferença estatística entre os resultados foi observada. O método LLE mostrou-se sensível, exato e preciso com recuperações na faixa de 102 a 109%, faixa linear de 0,2 a 8 mg 100 mL-1, limites de detecção e quantificação de 0,0118 mg 100mL-1 e 0,0203 mg 100mL-1, respectivamente, fator de repetitividade de 0,026. A metodologia de LLE foi validada e aplicada com sucesso na análise de oito amostras de cachaças demonstrando assim, a viabilidade e confiabilidade do método. Os teores de furfural, nas cachaças analisadas, variaram de 0,4 a 1,1 mg 100 mL-1, estando pois, as bebidas analisadas, dentro do limite, de 5 mg 100 mL-1, estabelecido pela legislação.
  • PEDRO HENRIQUE MORAES DE ARAUJO
  • Obtenção de Bioquerosene de Aviação “Drop in” por Pirólise Rápida e Desoxigenação Catalítica a partir do Licuri (Syagrus coronata)
  • Data: 10 de Fevereiro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A cada ano, aumenta-se o incentivo para o uso de biocombustíveis, com objetivo de reduzir as emissões de gases que agravam o efeito estufa. A indústria da aviação investe cada vez mais no desenvolvimento dos biocombustíveis do tipo "drop in", na forma do bioquerosene, os quais mantêm a composição original, evitando modificações nos motores das aeronaves. Além disso, existe a meta de reduzir pela metade a emissão de CO2 até 2050 em relação aos valores de 2005. No entanto, um problema recorrente da produção desses novos combustíveis, os quais derivam de óleos vegetais, é a concorrência com a indústria alimentícia. Logo, buscam-se matérias-primas que se encaixam nos parâmetros da sustentabilidade – benefícios sociais, ambientais e econômicos – e que não sejam utilizados na alimentação, gerando os biocombustíveis de segunda geração. Nesse sentido, o licuri (Syagrus coronata), cuja amêndoa é muito rica em óleo, com aproximadamente 38% em massa, apresenta-se com forte potencial para produção de biodiesel e bioquerosene, uma vez que o ácido láurico é majoritário em sua composição. Nesse trabalho, verificou-se a qualidade do perfil térmico e oxidativo do óleo e biodiesel metílico de licuri. Através das reações de pirólise rápida, na qual foram obtidos olefinas, cujos hidrocarbonetos se encaixam na faixa do querosene, constatou-se o potencial para produção de bioquerosene. Assim, a partir da reação de desoxigenação catalítica do biodiesel utilizando o catalisador Pd/C, obteve-se conversão de até 42,51%, com seletividade para hidrocarbonetos na faixa do querosene de aviação de 10,82%, na busca por uma rota alternativa e mais viável para produção do bioquerosene.
  • ARNAYRA SONAYRA DE BRITO SILVA CARREIRO
  • Síntese e caracterização de KNbO3 aplicado na fotodegradação de remazol amarelo ouro em solução aquosa
  • Data: 07 de Fevereiro de 2014 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O niobato de potássio, KNbO3, é uma perovskita ortorrômbica que apresenta propriedade ferroelétrica, óptica, além da sua utilização em fotocatálise heterogênea. O presente trabalho consiste em duas etapas – a síntese de niobato de potássio e a sua avaliação na fotodegradação do corante Amarelo Remazol Ouro (RNL). A síntese do KNbO3 foi realizada pelo método dos precursores poliméricos e os catalisadores foram caracterizados por difratometria de raios-X (DRX), espectroscopia na região do infravermelho (IV), espectroscopia na região do ultravioleta visível (UV-Vis) e análise de área superficial. Os resultados de DRX mostraram que as perovskitas apresentaram uma organização a longo alcance, e houve uma diminuição da fase secundária (K4Nb6O17). Os espectros de IV confirmaram esses dados ao apresentarem uma redução das bandas referentes às vibrações curtas com caráter de dupla ligação do Nb=O. Os valores de área superficial foram menores com o aumento da temperatura. O fotocatalisador foi aplicado na descoloração do corante remazol amarelo ouro (RNL) e os parâmetros utilizados foram: o tempo de radiação (2 e 4 h), a quantidade de catalisador (5 ou 20 mg) e a variação do pH (3 e 6). Observou que um maior tempo de radiação, uma quantidade menor de catalisador e menor pH favoreceram uma melhor eficiência fotocatalítica, obtendo um resultado de 55% de descoloração. Um estudo comparativo foi feito com a temperatura de 700 ºC, como o melhor resultado obtido nos testes anteriores, e observou uma eficiência fotocatalítica de 67 % de descoloração.
2013
Descrição
  • MARIA BETANIA HERMENEGILDO DOS SANTOS
  • FENOTIPAGEM NÃO DESTRUTIVA USANDO ESPECTROSCOPIA NO INFRAVERMELHO PRÓXIMO E QUIMIOMETRIA EM SEMENTES DE MAMONA
  • Data: 21 de Dezembro de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho utilizaram-se a espectroscopia do infravermelho próximo (Near Infrared-NIR) e técnicas quimiométricas para desenvolver modelos de classificação de duas diferentes cultivares comerciais de mamoneira BRS Nordestina e BRS Paraguaçu. Estudou-se também a viabilidade de modelos de calibração para predição do teor de ricina em sementes de três cultivares comerciais de mamoneira (BRS Nordestina, BRS Paraguaçu e BRS Energia). Os espectros de reflectância difusa foram registrados na região de 400 a 2500 nm. Para os modelos de classificação foram utilizadas 350 sementes intactas para cada cultivar. Na calibração o conjunto de amostras foi formado por 69 sementes escarificadas, sendo 25 da BRS Energia, 25 da BRS Nordestina e 19 da BRS Paraguaçu. As leituras foram feitas em quatro posições, para cada semente. Os espectros foram pré-processados com algoritmo Savitzky-Golay com janela de 15 pontos, primeira derivada para correção de linha de base e efeito de espalhamento de radiação. Com base na PCA (Principal Component Analysis) a região espectral correspondente à faixa de 2110 a 2155 nm, foi selecionada por apresentar distinção entre as cultivares. O modelo SIMCA (Soft Independent Modelling of Class Analogy) forneceu resultados promissores na classificação das sementes para os níveis de significância 1, 5 e 10%. O SPA–LDA (Sucessive Projections Algorithm-Linear Discriminant Analysis) foi eficiente selecionando apenas uma variável na faixa espectral NIR das medidas e classificando corretamente todas as amostras do conjunto de teste. O modelo de calibração SPA-MLR (Sucessive Projections Algorithm-Multiple Linear Regresssion) forneceu resultado de RMSEP (Root Mean Suare Error of Prediction) similar ao modelo PLS (Partial Least Square), porém com uma melhor correlação, quando foi utilizada a validação externa. Ao avaliar a precisão destes modelos usando-se a região elíptica de confiança percebe-se que os mesmos não forneceram erros sistemáticos significativos. Porém ao analisar a precisão dos modelos obtidos a partir da validação cruzada observa-se que estes não contêm o ponto ideal. Os métodos propostos são promissores para determinar características fenotípicas de forma não destrutiva em genótipos de mamoneira.

  • ADAMASTOR RODRIGUES TORRES
  • Cartas de controle multivariadas para detecção de pequenas variações no monitoramento de processos farmacêuticos.
  • Data: 20 de Dezembro de 2013 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O controle estatístico de processos vem ganhando importância na indústria farmacêutica, uma vez que pode atuar na garantia da qualidade do produto e no monitoramento da eficiência da produção. Agências regulatórias no mundo já incluem o controle estatístico de processos multivariado em suas recomendações. Neste trabalho realizamos três aplicações de cartas de controle multivariadas para detectar pequenas variações em processos na indústria farmacêutica. Os estudos foram realizados no Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco Governador Miguel Arraes - LAFEPE, empregando dados do processo e abordando problemas reais da rotina da indústria. A primeira aplicação consiste na elaboração da Revisão Periódica de Produtos empregando cartas de controle multivariadas baseadas em Análise de Componentes Principais, acompanhada de uma metodologia simples e original para identificação do sinal multivariado fora de controle por meio da decomposição da estatística T2 com base nos pesos da rotação VARIMAX. O procedimento desenvolvido permitiu monitorar e diagnosticar os desvios no processo produtivo, além de permitir ao setor responsável pela Garantia da Qualidade verificar as variáveis que mais impactaram o processo. A segunda aplicação é demonstrada em estudos de estabilidade de medicamentos empregando Cromatografia Líquida de Alta Eficiência. No estudo de estabilidade a carta de resíduos das componentes principais permitiu monitorar o processo de degradação de comprimidos de captopril. A ponderação do cromatograma na região do dissulfeto de captopril sensibiliza a carta de resíduos para revelar alterações sutis no padrão cromatográfico. A terceira aplicação envolve estudos de estabilidade empregando a espectroscopia no infravermelho próximo e médio. Nesta aplicação, conclui-se que ambas as técnicas são eficientes em detectar amostras vencidas. O Processo de degradação do captopril pode ser acompanhado pela carta de resíduos baseada nos espectros do infravermelho próximo. No infravermelho médio, a carta T2 construída com um método de seleção de variáveis e um esquema CUSUM-COT também foi eficiente em detectar as pequenas alterações durante o processo de degradação.
  • ANNA LUIZA BIZERRA DE BRITO
  • CLASSIFICAÇÃO DE ALFACES E BARRAS DE CEREAIS A PARTIR DA ESPECTROSCOPIA NIR E ANÁLISE DISCRIMINANTE LINEAR
  • Data: 19 de Dezembro de 2013 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A busca por uma melhor qualidade de vida tem levado ao aumento do consumo de alimentos com menos calorias, ricos em fibras e vitaminas, e obtidos de formas de cultivo diferenciadas. Em meio a esses alimentos, encontram-se as barras de cereais e as alfaces, que são alimentos de fácil acesso, muito consumidos e que possuem altos valores nutricionais. Como qualquer outro alimento, necessitam de métodos eficientes que possam assegurar sua qualidade. Assim, surge a necessidade de métodos analíticos rápidos, precisos e de baixo custo, que possam ajudar a identificar e classificar com segurança a esses alimentos. Dentro desta perspectiva, este trabalho faz uso da Espectroscopia no Infravermelho Próximo (NIR) aliada a Análise Discriminante Linear (LDA) para classificar amostras de barras de cereais e alfaces. Um total de 121 amostras de barras de cereais, de três tipos distintos (convencional, diet e light) e 104 amostras de alface de três diferentes tipos de cultivo (convencional, orgânico e hidropônico) foi utilizado. A aquisição dos espectros foi feita no equipamento Spectrum 400 (Perkin Elmer) com acessório NIRA (Near Infrared Reflectance Acessory) na faixa de 10.000 a 4.000 cm-1. Modelos de classificação foram construídos através da associação da LDA e algoritmos de seleção de variáveis: Stepwise (SW), Algoritmo das Projeções Sucessivas (SPA) e Algoritmo Genético (GA). Estratégias de pré-processamento de dados foram avaliadas e a eficiência dos modelos foi determinada em relação à taxa de classificação correta (TCC), para o conjunto total das amostras e para o conjunto de teste. Para as duas matrizes o modelo que gerou um melhor TCC foi o GA-LDA com valor de 95% para matriz das barras de cereais e 97,1% para matriz das alfaces, ambos baseados no conjunto total das amostras (treinamento, validação e teste). Em relação ao conjunto de teste os modelos apresentaram resultados de TCC com desempenho de 90,3% e 95,4% para as matrizes das barras de cereais e alfaces respectivamente.
  • MARCELO BATISTA DE LIMA
  • Determinação quimiluminescente de ferro em óleos usando um sistema fluxo-batelada com extração em fase única, pontos quânticos de CdTe e imagens digitais.
  • Data: 12 de Dezembro de 2013 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • gigjhghgggjhgjhg
  • MARILIA GABRIELA BELARMINO CABRAL
  • Síntese e estudo das propriedades térmicas e óticas de cristais líquidos contendo o heterociclo 1,2,4-oxadiazol
  • Data: 20 de Setembro de 2013 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Com o intuito de entender quais fatores estruturais influenciam a
    exibição do fenômeno líquido cristalino, duas séries de moléculas
    baseadas na estrutura 3,5-diaril-1,2,4-oxadiazol foram sintetizadas e
    suas propriedades térmicas e óticas foram investigadas. As
    moléculas-alvo continham uma longa cadeia alifática em uma das
    extremidades e grupos polares e/ou polarizáveis na outra (NO2, F, Cl,
    Br, I) e suas estruturas foram caracterizadas por técnicas
    espectrométricas de IV, RMN 1H e 13C. Os estudos das propriedades
    óticas foram realizados através de seus espectros de absorção UV-vis
    e emissão em solução. Resultados indicaram que a transição principal
    envolvida na absorção de luz é π-π*, revelando a conjugação direta
    do heterociclo 1,2,4-oxadiazol. As propriedades térmicas dos
    compostos finais foram estudadas através de MOLP, DSC e difração
    de raios-X. Todos compostos finais apresentaram fases líquido
    cristalinas, em especial SmA e N. Destacam-se os compostos
    contendo grupo NO2, os únicos que apresentaram mesofases
    enantiotrópicas com ampla faixa (40°). Os compostos com
    substituinte halogênio exibiram apenas fases líquido cristalinas
    monotrópicas, que são por natureza, metaestáveis. Os resultados
    confirmam a importância de um alto momento dipolar em uma das
    extremidades da molécula para geração de nanoestruturas lamelares.
    Neste trabalho, também exploramos o tamanho da cadeia, onde a
    série com a maior cadeia exibiu apenas mesofases lamelares, mais
    organizadas. Além disso, os compostos apresentaram fases líquido
    cristalinas que exibiram alinhamento homeotrópico espontâneo e boa
    estabilidade térmica (temperatura de decomposição em torno de
    320°C).

    Com o intuito de entender quais fatores estruturais influenciam aexibição do fenômeno líquido cristalino, duas séries de moléculas baseadas na estrutura 3,5-diaril-1,2,4-oxadiazol foram sintetizadas esuas propriedades térmicas e óticas foram investigadas. As moléculas-alvo continham uma longa cadeia alifática em uma dasextremidades e grupos polares e/ou polarizáveis na outra (NO2, F, Cl,Br, I) e suas estruturas foram caracterizadas por técnicas espectrométricas de IV, RMN 1H e 13C. Os estudos das propriedades óticas foram realizados através de seus espectros de absorção UV-visivel emissão em solução. Resultados indicaram que a transição principal envolvida na absorção de luz é π-π*, revelando a conjugação diretado heterociclo 1,2,4-oxadiazol. As propriedades térmicas dos compostos finais foram estudadas através de MOLP, DSC e difraçãode raios-X. Todos compostos finais apresentaram fases líquido cristalinas, em especial SmA e N. Destacam-se os compostos contendo grupo NO2, os únicos que apresentaram meso fases enantiotrópicas com ampla faixa (40°). Os compostos com substituinte halogênio exibiram apenas fases líquido cristalinas monotrópicas, que são por natureza, meta estáveis. Os resultados confirmam a importância de um alto momento dipolar em uma das extremidades da molécula para geração de nanoestruturas lamelares. Neste trabalho, também exploramos o tamanho da cadeia, onde asérie com a maior cadeia exibiu apenas meso fases lamelares, mais organizadas. Além disso, os compostos apresentaram fases líquido cristalinas que exibiram alinhamento homeotrópico espontâneo e boa estabilidade térmica (temperatura de de composição em torno de 320°C).

  • DANIEL JACKSON ESTEVAM DA COSTA
  • METOMIL: INVESTIGAÇÃO ELETROQUÍMICA E DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIAS VOLTAMÉTRICAS USANDO ELETRODO DE DIAMANTE DOPADO COM BORO
  • Data: 05 de Setembro de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Metomil é um inseticida carbamato amplamente empregado no controle de pragas em culturas agrícolas. É um contaminante em potencial das águas subterrâneas (meia-vida de 50 semanas) apresentando efeitos nocivos aos peixes, invertebrados aquáticos e mamíferos, sendo relatados vários casos de envenenamento humano, prejudicando o sistema nervoso central. Em geral, sua determinação analítica envolve métodos cromatográficos, fluorimétricos, espectrofotométricos de fluorescência de raios X, além do uso de biossensores amperométricos e voltametria cíclica com eletrodo de ouro, demonstrando o uso de metodologias eletroquímicas para determinação de metomil. Neste estudo se fez uso de um eletrodo de diamante dopado com boro devido às suas propriedades intrínsecas: ampla janela de potencial e baixa adsorção de moléculas orgânicas. Assim, foi estudado o comportamento eletroquímico do metomil usando VC, VOQ e VPD, sendo propostas metodologias para a determinação de metomil por VOQ e VPD. Através do estudo de pH, realizado pela técnica VPD, foram observados cinco processos de oxidação (Ep1  + 1,2 V, Ep2  + 1,6 V, Ep3  + 1,8 V, Ep4 ≈ +1,5 V e Ep5  + 0,8 vs. EAg/AgCl) em DDB catodicamente polarizado, sendo P2 mais sensível. Uma metodologia empregando VOQ foi desenvolvida, sendo as melhores condições de análise: pH 3,0 (tampão BR 0,1 mol L–1), f = 35 s–1, Es = 4 mV, Ep = 40 mV, td = 10 s e  = 1.500 rpm, obtendo uma faixa linear de 6,6 × 10–5 a 4,2 × 10–4 mol L-1, contudo esse método não apresentou recuperação aceitável para o nível de concentração de metomil estudado, conforme AOAC-I. A técnica de VPD foi utilizada como uma alternativa para a determinação de metomil. As melhores condições de análise da VPD que proporcionaram a resposta voltamétrica mais sensível foram: pH 2,0 (tampão BR 0,1 mol L–1), IT = 0,2 s, Es = 4 mV, Ep = 50 mV, td =10 s e rpm. A excelente resposta do material pré-concentrado permitiu o desenvolvimento de uma metodologia analítica com uma faixa de linearidade de 5,0 × 10-6 até 4,1 × 10-4 mol L–1 com limites de detecção e quantificação de 1,2 × 10–6 e 4,1 × 10–6 mol L–1, respectivamente. O sensor apresentou repetibilidade (DPR = 1,1%) e reprodutibilidade (DPR = 1,7%), mostrando-se viável com recuperações em torno de 87% para formulações comerciais.

  • Danielle Silva do Nascimento
  • DETERMINAÇÃO SIMULTÂNEA DE Cu, Pb, Cd, Ni, Co E Zn EM ETANOL COMBUSTÍVEL POR VOLTAMETRIA DE REDISSOLUÇÃO ADSORTIVA E CALIBRAÇÃO MULTIVARIADA
  • Data: 22 de Agosto de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho visa avaliar o uso de técnicas de calibração multivariada no desenvolvimento de uma metodologia de determinação simultânea dos metais Cu, Pb, Cd, Ni, Co e Zn em nível-traço utilizando voltametria de pulso diferencial com redissolução adsortiva (DPAdSV). Foi empregado como eletrodo de trabalho um eletrodo de gota pendente de mercúrio (HDME). Para construção do conjunto de calibração aplicou-se um planejamento de calibração de Brereton, analisando-se 25 misturas em replicata. As faixas lineares de concentração foram obtidas dos modelos univariados e avaliados pelos testes de falta de ajuste e significância de regressão por meio da análise de variância (ANOVA). As seguintes faixas lineares de concentração foram utilizadas, Cu (0,30 – 3μg L-1), Pb (1 - 10μg L-1), Cd (0,5 - 5μg L-1), Ni (0,3 - 3μg L-1), Co (0,09 – 0,5μg L-1) e Zn (0,6 - 6μg L-1). O pré-processamento dos voltamogramas consistiu em uma correção da linha de base mediante o algoritmo AsLS (mínimos quadrados assimétricos). Posteriormente, os picos de redissolução de cada analito foram alinhados usando-se o algoritmo icoshift (otimização da correlação mediante deslocamento por intervalos). Foram empregados os seguintes algoritmos de calibração: regressão por mínimos quadrados parciais (PLS) e regressão linear múltipla com seleção prévia de variáveis pelo algoritmo das projeções sucessivas (SPA-MLR). Para a validação dos modelos de calibração foram empregadas 10 misturas com concentração aleatória de cada analito, obtendo-se RMSEV entre 0,03 e 0,86 μg L-1. Como aplicação do método desenvolvido na análise de amostras reais, foi escolhida a matriz álcool etílico hidratado combustível (AEHC). Os modelos validados foram testados satisfatoriamente em amostras comerciais de AEHC de diferentes postos de gasolina de João Pessoa- PB, Brasil.

  • EDUARDO ANTONIO DE LIMA
  • Analisador micro-flow-batch usando uma micro-coluna de cádmio esponjoso em linha para a determinação fotométrica de nitrato e de nitrito em laticínios
  • Data: 22 de Agosto de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste estudo, um analisador micro-flow-batch (μFBA) utilizando uma micro-coluna redutora de cádmio em linha foi desenvolvido para a determinação fotométrica de íons nitrato e nitrito em amostras de laticínios. O método empregado baseia-se na reação de Griess-Llosvay e a medição da absorbância foi realizada a 540 nm, utilizando um LED verde integrado na micro-câmara construída em resina fotopolimerizável uretano-acrilato. Inicialmente, o teor de íons nitritos natural da amostra de lacticínio é determinado na micro-câmara de mistura, enquanto que o nitrato é reduzido a nitrito na micro-coluna de cádmio esponjoso acoplada ao microssistema e posteriormente determinado na micro-câmara como nitrito. O teor de íons nitrato foi estimado a partir da diferença entre a segunda e a primeira determinação. A curva analítica para nitrato e para nitrito foi linear na faixa de trabalho de 10,0 a 100,0 μg L-1, com um coeficiente de correlação (r2) de 0,992 e 0,998, respectivamente. O limite de detecção e o desvio padrão relativo foi calculado em 0,39 μg L-1 e <1,7% (n = 5) para o nitrito, e 0,41 μg L-1 e <1,3% (n = 5) para o nitrato. Comparando-se com os métodos de referência, não foram observadas diferenças estatisticamente significativas quando se aplica o teste t pareado com nível de confiança de 95%. A exatidão do método foi avaliada através do teste de recuperação (97,7 a 102,9%). O microssistema proposto empregando a micro-coluna de cádmio esponjoso em linha apresentou portabilidade satisfatória, robustez, flexibilidade, aparelhagem simples e consumo reduzido de produtos químicos em relação aos métodos automáticos mais recentes.

  • KARLA DANIELLE TAVARES DE MELO MILANEZ
  • Classificação de óleos vegetais comestíveis usando imagens digitais e técnicas de reconhecimento de padrões
  • Data: 16 de Agosto de 2013 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • apresenta um método simples e de baixo custo, baseado na utilização de imagens digitais e técnicas de reconhecimento de padrões, para a classificação de óleos vegetais comestíveis com relação ao tipo (soja, canola, girassol e milho) e ao estado de conservação (prazo de validade expirado e não expirado). Para isso, imagens das amostras de óleos vegetais foram obtidas a partir de uma webcam e, em seguida, as mesmas foram decompostas em histogramas contendo as distribuições dos níveis de cores permitidos a um pixel. Três modelos para a cor de um pixel foram utilizados: vermelho-verde-azul (RGB), matiz-saturação-intensidade (HSI) e tons de cinza. A análise discriminante linear (LDA) foi utilizada para o desenvolvimento de modelos de classificação com base em um subconjunto reduzido de variáveis. Para fins de seleção de variáveis, duas técnicas foram utilizadas: o algoritmo das projeções sucessivas (SPA) e o stepwise (SW). Modelos baseados na análise discriminante por mínimos quadrados parciais (PLS-DA) aplicados aos histogramas completos (sem seleção de variáveis) também foram utilizados com o propósito de comparação. No estudo envolvendo a classificação com respeito ao tipo, modelos LDA/SPA, LDA/SW e PLS-DA atingiram uma taxa de classificação correta (TCC) de 95%, 90% e 95%, respectivamente. Na identificação de amostras expiradas e não expiradas, o modelo LDA/SPA foi considerado o melhor método para a classificação das amostras de óleos de girassol, soja e canola, atingindo uma TCC de 97%, 94% e 93%, respectivamente, enquanto que o modelo LDA/SW classificou corretamente 100% das amostras de milho. Estes resultados sugerem que o método proposto é uma alternativa promissora para a inspeção de autenticidade e estado de conservação de óleos vegetais comestíveis. Como vantagem, a metodologia não utiliza reagentes, a análise é rápida e procedimentos laboriosos para a caracterização química das amostras não são necessários.
    Palavras-chave: Óleos vegetais comestíveis, Imagens digitais, Análise discriminante linear, Seleção de variáv
    Este trabalho apresenta um método simples e de baixo custo, baseado na utilização de imagens digitais e técnicas de reconhecimento de padrões, para a classificação de óleos vegetais comestíveis com relação ao tipo (soja, canola, girassol e milho) e ao estado de conservação (prazo de validade expirado e não expirado). Para isso, imagens das amostras de óleos vegetais foram obtidas a partir de uma webcam e, em seguida, as mesmas foram decompostas em histogramas contendo as distribuições dos níveis de cores permitidos a um pixel. Três modelos para a cor de um pixel foram utilizados: vermelho-verde-azul (RGB), matiz-saturação-intensidade (HSI) e tons de cinza. A análise discriminante linear (LDA) foi utilizada para o desenvolvimento de modelos de classificação com base em um subconjunto reduzido de variáveis. Para fins de seleção de variáveis, duas técnicas foram utilizadas: o algoritmo das projeções sucessivas (SPA) e o stepwise (SW). Modelos baseados na análise discriminante por mínimos quadrados parciais (PLS-DA) aplicados aos histogramas completos (sem seleção de variáveis) também foram utilizados com o propósito de comparação. No estudo envolvendo a classificação com respeito ao tipo, modelos LDA/SPA, LDA/SW e PLS-DA atingiram uma taxa de classificação correta (TCC) de 95%, 90% e 95%, respectivamente. Na identificação de amostras expiradas e não expiradas, o modelo LDA/SPA foi considerado o melhor método para a classificação das amostras de óleos de girassol, soja e canola, atingindo uma TCC de 97%, 94% e 93%, respectivamente, enquanto que o modelo LDA/SW classificou corretamente 100% das amostras de milho. Estes resultados sugerem que o método proposto é uma alternativa promissora para a inspeção de autenticidade e estado de conservação de óleos vegetais comestíveis. Como vantagem, a metodologia não utiliza reagentes, a análise é rápida e procedimentos laboriosos para a caracterização química das amostras não são necessários.

  • RAFAEL FARIAS DE OLIVEIRA
  • MODELAGEM DE PROPRIEDADES ESTRUTURAIS E ELETRÔNICAS PARA A OTIMIZAÇÃO DA BIODISPONIBILIDADE DE N-PIRIDILPORFIRINAS ATUANDO COMO MODULADORES REDOX
  • Data: 16 de Agosto de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O estresse oxidativo é uma condição biológica na qual há um desequilíbrio entre a liberação de espécies reativas e a sua captação pelos sistemas biológicos, podendo provocar a produção de peróxidos e radicais livres que danificam diferentes componentes celulares, incluindo proteínas, lipídios e o DNA. As porfirinas e seus complexos metálicos podem ser usados como mímicos da enzima superóxido dismutase (SOD) na modulação do estresse oxidativo. A eficácia in vivo das porfirinas está relacionada, entre outros fatores, com sua biodisponibilidade, que é fortemente influenciada pela lipofilicidade e pode também ser relacionada a diferentes propriedades estruturais e eletrônicas dessas moléculas. Neste contexto, o presente trabalho teve o intuito de analisar a influência de determinadas propriedades moleculares na lipofilicidade de uma série de N-piridilporfirinas, por meio de cálculos teóricos, visando fornecer informações úteis para o planejamento de novos derivados de porfirinas. Inicialmente, o logaritmo do coeficiente de partição octanol/água (log P) dessas moléculas foi estimado utilizando diferentes programas computacionais livres, bem como com base na diferença de energia livre de solvatação octanol/água, empregando a Teoria do Funcional da Densidade (DFT), com diferentes funcionais híbridos (B3LYP, M06 e M062X). A partir dos cálculos DFT foram obtidas, ainda, propriedades eletrônicas e estruturais, tais como cargas parciais atômicas, orbitais moleculares, momento de dipolo, polarizabilidade, área superficial e volume molecular. Os dados obtidos foram comparados à medida experimental de lipofilicidade disponível para esta série de porfirinas, o fator de retenção cromatográfica (Rf). Os resultados mostram que métodos tradicionais e bem estabelecidos de cálculo do log P, como os métodos fragmentais, não fornecem resultados confiáveis para as porfirinas estudadas, ao contrário dos cálculos baseados na energia livre de solvatação, que forneceram tendências semelhantes aos valores experimentais de log P de porfirinas de manganês análogas às estudadas. Além disso, os resultados obtidos sugerem que a distribuição de cargas na estrutura das porfirinas pode estar relacionada com as diferenças observadas na lipofilicidade e, consequentemente, com a passagem destas moléculas através da membrana celular. Também ficou evidente que o volume molecular está fortemente relacionado à lipofilicidade, uma vez que se observa um maior relaxamento da estrutura na fase n-octanol devido ao caráter lipofílico das longas cadeias alquílicas ligadas ao grupo piridil. Baixas correlações entre os valores de Rf e as demais propriedades moleculares calculadas foram obtidas, indicando que a lipofilicidade das porfirinas pode ser modulada apenas pelo tamanho das cadeias alquílicas e pela introdução de grupos que alterem favoravelmente a distribuição de cargas.
  • Maria Daisy Oliveira da Nóbrega
  • Método Automático para Determinação Fotométrica Diireta de Fe (III) em Amostras de Óleos Comestíveis
  • Data: 12 de Agosto de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste estudo, um analisador em fluxo-batelada (FBA) foi desenvolvido e seu desempenho foi avaliado na determinação de Fe (III) em óleos comestíveis sem pré-tratamento da amostra. O método utiliza a reação entre os íons Fe(III) e o tiocianato solubilizado em meio orgânico. O complexo vermelho formado foi monitorado utilizando um diodo emissor de luz (LED, λmax = 520 nm) e um fototransistor acoplados ao interior da câmara de mistura por meio de fibras ópticas. As soluções-padrão foram preparadas em linha e todas as etapas de análise foram efetuadas através de simples alterações nos parâmetros operacionais no programa de gerenciamento do sistema. Ao comparar os resultados obtidos com o método proposto e com o de referência, não foram observadas diferenças estatisticamente significativas ao se aplicar o teste t pareado com nível de confiança de 95%. Para os três tipos de amostras em estudo o desvio-padrão relativo estimado foi menor que 0,03 mg kg-1 (n = 3). A frequência analítica foi de 95 h-1, o limite de detecção foi 0,004 mg kg-1 e o limite de quantificação foi de 0,013 mg kg-1. Estudos com amostras fortificadas mostraram resultados de recuperação entre 98,4% e 104,2% para ambas as matrizes. De modo geral, o método proposto apresentou melhor desempenho analítico quando comparado com analisadores em fluxo automático anteriores. Assim, o método automático proposto é potencialmente útil como uma alternativa para a determinação de outros íons em amostras semelhantes aos óleos investigados ou em outras matrizes viscosas sem necessidade de um pré-tratamento.

  • ADENILTON CAMILO DA SILVA
  • METODOLOGIAS ANALÍTICAS PARA A IDENTIFICAÇÃO DE NÃO CONFORMIDADES EM AMOSTRAS DE ÁLCOOL COMBUSTÍVEL
  • Data: 09 de Agosto de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, uma das formas de comercialização do etanol combustível é na
    forma hidratada (AEHC - Álcool Etílico Hidratado Combustível). As adulterações
    encontradas nas amostras de AEHC são preocupantes, pois podem gerar prejuízos
    fiscais e à sociedade. Dentro dessa perspectiva, este trabalho propõe o
    desenvolvimento de novas metodologias analíticas baseadas no uso da
    espectroscopia no infravermelho (próximo - NIR e médio - MIR) e Voltametria Cíclica
    (com eletrodo cobre), em conjunto com técnicas quimiométricas de reconhecimento
    de padrões, visando à identificação das adulterações de AEHC com água ou
    metanol. Um total de 184 amostras de AEHC, coletadas de diferentes postos de
    combustíveis foram analisadas. Estas amostras foram divididas em três classes: (1)
    não adulteradas; (2) adulteradas com água (0,5% a 10,0%) e (3) adulteradas com
    metanol (2,0% a 13,0% m.m-1). A análise por componentes principais (PCA) foi
    aplicada aos dados, sendo possível verificar, principalmente, uma tendência à
    formação de agrupamentos das classes de amostras não adulteradas e adulteradas.
    Modelos de classificação foram baseados na análise discriminante linear (LDA) com
    prévia seleção de variáveis pelos algoritmos: SPA (Algoritmo das projeções
    sucessivas), GA (Algoritmo genético), SW (Stepwise). A técnica de PLS-DA (Análise
    discriminante pelos mínimos quadrados parciais) também foi aplicada nos dados.
    Avaliando os espectros MIR, 100% de acerto de classificação foram alcançados com
    todos os modelos. Para os dados NIR, utilizando SPA-LDA e SW-LDA houve uma
    taxa de classificação correta (TCC) de 84,4% e 97,8%, respectivamente, enquanto
    em PLS-DA e GA-LDA classificaram-se corretamente todas as amostras de teste.
    Na avaliação dos dados voltamétricos, tanto o SPA-LDA como o PLS-DA
    alcançaram uma TCC de 93%, mas os modelos GA-LDA e SW-LDA apresentaram
    melhores resultados, classificando corretamente todas as amostras de teste.
    Portanto, os métodos propostos são alternativas promissoras para a identificação,
    de forma rápida e segura, de adulteração em amostras de AEHC com água ou
    metanol.
    No Brasil, uma das formas de comercialização do etanol combustível é naforma hidratada (AEHC - Álcool Etílico Hidratado Combustível). As adulteraçõesencontradas nas amostras de AEHC são preocupantes, pois podem gerar prejuízosfiscais e à sociedade. Dentro dessa perspectiva, este trabalho propõe odesenvolvimento de novas metodologias analíticas baseadas no uso daespectroscopia no infravermelho (próximo - NIR e médio - MIR) e Voltametria Cíclica(com eletrodo cobre), em conjunto com técnicas quimiométricas de reconhecimentode padrões, visando à identificação das adulterações de AEHC com água oumetanol. Um total de 184 amostras de AEHC, coletadas de diferentes postos decombustíveis foram analisadas. Estas amostras foram divididas em três classes: (1)não adulteradas; (2) adulteradas com água (0,5% a 10,0%) e (3) adulteradas commetanol (2,0% a 13,0% m.m-1). A análise por componentes principais (PCA) foiaplicada aos dados, sendo possível verificar, principalmente, uma tendência àformação de agrupamentos das classes de amostras não adulteradas e adulteradas.Modelos de classificação foram baseados na análise discriminante linear (LDA) comprévia seleção de variáveis pelos algoritmos: SPA (Algoritmo das projeçõessucessivas), GA (Algoritmo genético), SW (Stepwise). A técnica de PLS-DA (Análisediscriminante pelos mínimos quadrados parciais) também foi aplicada nos dados.Avaliando os espectros MIR, 100% de acerto de classificação foram alcançados comtodos os modelos. Para os dados NIR, utilizando SPA-LDA e SW-LDA houve umataxa de classificação correta (TCC) de 84,4% e 97,8%, respectivamente, enquantoem PLS-DA e GA-LDA classificaram-se corretamente todas as amostras de teste.Na avaliação dos dados voltamétricos, tanto o SPA-LDA como o PLS-DAalcançaram uma TCC de 93%, mas os modelos GA-LDA e SW-LDA apresentarammelhores resultados, classificando corretamente todas as amostras de teste.Portanto, os métodos propostos são alternativas promissoras para a identificação,de forma rápida e segura, de adulteração em amostras de AEHC com água oumetanol.

  • KLEBER FIGUEIREDO DE MOURA
  • TiO2 obtido pelo método solvotermal de micro-ondas aplicado na fotodegradação de um azo-corante.
  • Data: 02 de Agosto de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho consiste em duas etapas – a síntese de nanopartículas de TiO2 e a sua avaliação na fotodegradação de corantes têxteis. A primeira etapa envolve a síntese dos fotocatalisadores de TiO2 pelo método solvotermal assistido por micro-ondas utilizando direcionadores com o intuito de promover novas propriedades nos materiais, acarretando em mudanças na área superficial, variações morfológicas e controle da fase cristalina. Uma maneira muito usual de produção destes materiais é o uso de surfactantes e polímeros, sendo que no presente trabalho foram utilizados quatro direcionadores, polietileno glicol (PEG 2000), sulfato de sódio dodecil (SDS), brometo de cetiltrimetilamônio (CTAB) e carboximetilcelulose (CMC). As sínteses foram preparadas utilizando uma solução etanólica de isopropóxido de titânio (1 mol/L), contendo ou não os direcionadores supracitados. As soluções foram solvotermalizadas no reator de micro-ondas em diferentes tempos de síntese (1, 30 e 60 min.), visando estudar o comportamento do material com o tempo de radiação. Foi obtidos materiais com altas áreas superficiais e diferentes morfologias com tamanho médio de partículas da ordem de 10-30 nm, os pós foram caracterizados por difratometria de raios-X (DRX), análise superficial de BET, espectroscopia na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, espectroscopia na região do ultravioleta visível (UV-Vis) e microscopia eletrônica de varredura com emissão de campo (FE-MEV). A segunda etapa consiste na aplicação desses fotocatalisadores na fotodegradação do corante remazol amarelo ouro (RNL), onde observamos alta eficiência fotocatalítica do TiO2 e grande influência de propriedades como área superficial e morfológica na atividade de fotodegradação, obtendo cerca de 81% de descoloração usando o TiCMC, as reações foram realizadas utilizando um fotoreator a temperatura ambiente, com tempos de 1, 2 e 4 h sendo o corante caracterizado por espectroscopia na região do ultravioleta visível. A capacidade de fotodegradação foi comparada com a atividade fotocatalítica do TiO2 degussa P25.

  • MARCO ANTONIO DE ABREU VIANA
  • LIGAÇÕES DE HIDROGÊNIO USUAIS E NÃO USUAIS: UM ESTUDO COMPARATIVO DAS PROPRIEDADES MOLECULARES E TOPOLÓGICAS DA DENSIDADE ELETRÔNICA EM HCCH --- HX E HCN --- HX COM X = F, Cl, CN E CCH
  • Data: 29 de Julho de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O objeto de estudo deste trabalho foi a ligação de hidrogênio intermolecular de dois tipos, a não-usual representada pela interação entre o acetileno e espécies HX (C2H2---HX) e a usual representada pela interação entre o ácido cianídrico e espécies HX, com X=F, Cl, CN e HCCH. Esta interação provoca mudanças nas propriedades estruturais, eletrônicas e vibracionais das espécies envolvidas. Neste trabalho empregamos os métodos quântico-computacionais MP2/6-311++G(d,p) e DFT/B3LYP/6-311++G(d,p) para estudar as propriedades estruturais, eletrônicas e vibracionais dos dois tipos de ligação de hidrogênio intermolecular, além de complementar nossa investigação empregando os métodos QTAIM e NBO. Os resultados não mostraram diferenças significativas entre os dois métodos correlacionados empregados para ambos os tipos de complexos de hidrogênio, nos levando a sugerir o emprego do método DFT/B3LYP para estudos de sistemas semelhantes aos aqui estudados, devido a menor demanda computacional. Os valores de incremento no comprimento de ligação das espécies HX são mais acentuados devido à formação dos complexos lineares do que dos complexos-T, em ambos os níveis de cálculo. Os valores de comprimento de ligação intermolecular nos complexos HCN---HX são menores do que nos complexos HCCH---HX, sendo os valores MP2 e DFT/B3LYP bem próximos em cada tipo individual de complexo de hidrogênio, sugerindo que os complexos lineares são mais estabilizados pela formação da ligação de hidrogênio do que os complexos-T, fato que pode ser comprovado pelos valores da energia de ligação de hidrogênio em HCN---HX. Com respeito ao efeito redshift no modo vibracional harmônico das espécies HX, devido à formação da ligação intermolecular, os valores obtidos para os complexos de hidrogênio lineares são maiores do que para os correspondentes complexos-T, considerando ambos os níveis de cálculo. Foram avaliados os valores do incremento nos valores de intensidade do modo de estiramento de HX devido à formação da ligação intermolecular e, de acordo com o modelo CCFOM, o termo de fluxo de carga é o responsável pelo efeito no aumento da intensidade de HX. Foram ainda destacados os novos modos vibracionais, dando ênfase ao modo de estiramento da ligação intermolecular. Dos estudos empregando a QTAIM foi possível obter os valores da densidade eletrônica e do Laplaciano da densidade eletrônica e avaliar os valores desses parâmetros nos pontos críticos de ligação em HX e na ligação de hidrogênio intermolecular, comprovando dessa forma a formação dos complexos de hidrogênio. Com os estudos empregando o método dos orbitais naturais de ligação foi avaliada a diferença de energia entre os orbitais π (no acetileno) e o orbital do par de elétrons livres do nitrogênio (em HCN), para as espécies receptoras de próton, e o orbital sigma antiligante do hidrogênio em HX.

  • ANDERSON DOS REIS ALBUQUERQUE
  • Estudo Químico-Quântico do Óxido Ti(1-x)CexO2-δ na Fase Anatase
  • Data: 28 de Julho de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Dióxido de titânio (TiO2) na fase anatase tem sido o óxido mais estudado nas últimas décadas devido à sua potencial aplicação tecnológica em diversas áreas, dentre as quais como pigmento, (foto)catalisador e em células solares. Não obstante, métodos experimentais e computacionais têm sido empregados na compreensão de suas propriedades mecânicas, eletrônicas e catalíticas da anatase. Nesse contexto, a introdução de dopantes com formação de defeitos pontuais do tipo vacâncias de oxigênio tem sido responsável por aumentar a eficiência desse material como catalisador sobre muitas reações. No presente estudo, investigamos, por meio de cálculos computacionais, o efeito da dopagem do TiO2 anatase com o lantanídeo Ce sobre a formação de vacâncias de oxigênio e exploramos suas consequências na formação de centros reduzidos Ti3+ e Ce3+, no bulk e na superfície (001). Todos os cálculos foram realizados ao nível da teoria do funcional da densidade (DFT) utilizando códigos computacionais que levam em consideração a periodicidade dos sistemas cristalinos (2D para superfícies ou 3D para bulk). Para uma maior compreensão da anatase sem o dopante, exploramos inicialmente o efeito das interações de dispersão entre os poliedros [TiO6] e reparametrizamos o potencial de Grimme DFT-D2 com funções de base GTO (o qual chamamos B3LYP-D*), a partir do qual várias propriedades estruturais foram obtidas, como construção de Wulff do hábito cristalino sob equilíbrio termodinâmico, propriedades elásticas, vibracionais e eletrônicas. Na presença do dopante e com os sistemas reduzidos, duas principais metodologias foram adotadas na tentativa de reduzir o erro de autointeração da DFT: o uso do funcional híbrido B3LYP e a correção de Dudarev DFT+U. Orbitais do tipo Gaussiana e ondas planas foram utilizadas como funções de base. Apenas uma pequena deformação local ocorreu com a introdução do dopante no sítio octaédrico do Ti no bulk e no sítio Ce(5c) da superfície. Em ambos bulk e superfície (001) a introdução do dopante levou à diminuição da energia de formação de VO. As configurações mais estáveis de VO no bulk ocorreram nos vizinhos próximos ao octaedro reduzido [CeO6]/ em vez daquelas que envolviam a diminuição da coordenação do dopante para [CeO5]. Analogamente, a presença do dopante na subsuperfície da (001) formando o poliedro distorcido [CeO6]d impulcionou a remoção de um O(2c) na camada mais externa da superfície, o que não foi observado quando a dopagem acontecia na última camada de cátions com coordenação [CeO-5]. Assim como no bulk, os estados intermediários no band gap associados com a vacância mais estável na superfície (001) foram referentes ao Ti3+ [3d 1] e Ce3+ [4f 1] localizados em torno de 0.5-1.0 eV abaixo da banda de condução, de acordo com achados experimentais e evidências no aumento da atividade (foto)catalítica dado pela criação destes canais de transferência eletrônica. De modo geral, a energia de formação das vacâncias de oxigênio diminuiu consideravelmente nas seguintes situações: (i) redução do óxido na presença do dopante Ce, (ii) desde que os sítios de criação das VO localizem-se nos primeiros vizinhos ao octaedro [CeO6]/ distorcido por expansão polarônica, (iii) introdução de dois dopantes, em direções opostas, em torno de VO, e (iv) criação de VO nas camadas mais externas da superfície, desde que o dopante esteja na subsuperfície e com coordenação [CeO6]/.
  • Francisco José Seixas Xavier
  • Bio-resolução de adutos de Morita-Baylis-Hillman mediada pela enzima Lipase CALB:bioatividade de seus enantiômeros puros.
  • Data: 22 de Julho de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Nesse trabalho visou-se a bio-resolução cinética dos Adutos de Morita
    Baylis Hillman (AMBH) utilizando a Lipase CALB derivada do fungo Candida
    Antarctica. Inicialmente foram sintetizados três AMBH usando acrilonitrila e os
    respectivos o, m e p nitrobenzaldeídos. Subsequentemente os seus respectivos
    acetatos foram preparados em altos rendimentos, usando cloreto de acetila e
    TEA. Foram desenvolvidas com êxito, metodologias para a bio-resolução dos
    AMBH oriundos dos nitroaldeídos m e p, obtendo os enantiômeros R com
    excessos enantioméricos de 99,9%, determinados pela técnica de cromatografia
    gasosa, usando à coluna quiral beta ciclodextrina e fase móvel (N2). Porém
    usando as metodologias acima não foi possível a bio-resolução do AMBH
    derivado do o-benzaldeído. Para obter os enantiômeros S, foram feitas as
    reações de hidrólise dos respectivos ésteres devidamente separados por
    cromatografia líquida das reações de biocatálise. As reações de hidrólise foram
    feitas usando K2CO3 e metanol, obtendo-se os enantiômeros S com rendimentos
    químicos de 100% e 10% e excessos enantioméricos de 86,8% e 97,48%
    respectivamente. Usando o método de Mosher através da dupla derivatização os
    valores de deslocamentos químicos obtidos dos espectros de RMN1H geraram um
    NORS>0 e NORS<0, o que demonstra que a configuração absoluta do carbono
    assimétrico dos AMBH os quais a enzima hidrolisou é R. Os valores de [S]D
    oriundos dos AMBH nitroaldeídos m e p (configuração R) são +37 e +30. Os
    valores de [S]D dos correspondentes acetatos S são -7 e -9 respectivamente. O
    AMBH oriundo do m-nitroaldeído nas formas R/S, R e S foram bioavaliados in
    vitro. A mistura racêmica foi a que se apresentou mais efetiva sobre
    promastigotas de L. braziliensis, e a substância S foi a que apresentou a menor
    atividade. Na análise de citotoxicidade celular no macrófago sadio de murinos
    observou-se que a mistura racêmica foi a mais citotóxica e o S o menos
    citotóxico (citotoxidade apenas a partir da concentração de 40 Xg/mL)
    constatando que todas as substâncias avaliadas foram mais citotóxicas para o
    parasita do que para macrófagos.

    Nesse trabalho visou-se a bio-resolução cinética dos Adutos de MoritaBaylis Hillman (AMBH) utilizando a Lipase CALB derivada do fungo CandidaAntarctica. Inicialmente foram sintetizados três AMBH usando acrilonitrila e osrespectivos o, m e p nitrobenzaldeídos. Subsequentemente os seus respectivosacetatos foram preparados em altos rendimentos, usando cloreto de acetila eTEA. Foram desenvolvidas com êxito, metodologias para a bio-resolução dosAMBH oriundos dos nitroaldeídos m e p, obtendo os enantiômeros R comexcessos enantioméricos de 99,9%, determinados pela técnica de cromatografiagasosa, usando à coluna quiral beta ciclodextrina e fase móvel (N2). Porémusando as metodologias acima não foi possível a bio-resolução do AMBHderivado do o-benzaldeído. Para obter os enantiômeros S, foram feitas asreações de hidrólise dos respectivos ésteres devidamente separados porcromatografia líquida das reações de biocatálise. As reações de hidrólise foramfeitas usando K2CO3 e metanol, obtendo-se os enantiômeros S com rendimentosquímicos de 100% e 10% e excessos enantioméricos de 86,8% e 97,48%respectivamente. Usando o método de Mosher através da dupla derivatização osvalores de deslocamentos químicos obtidos dos espectros de RMN1H geraram umNORS>0 e NORS<0, o que demonstra que a configuração absoluta do carbonoassimétrico dos AMBH os quais a enzima hidrolisou é R. Os valores de [S]Doriundos dos AMBH nitroaldeídos m e p (configuração R) são +37 e +30. Osvalores de [S]D dos correspondentes acetatos S são -7 e -9 respectivamente. OAMBH oriundo do m-nitroaldeído nas formas R/S, R e S foram bioavaliados invitro. A mistura racêmica foi a que se apresentou mais efetiva sobrepromastigotas de L. braziliensis, e a substância S foi a que apresentou a menoratividade. Na análise de citotoxicidade celular no macrófago sadio de murinosobservou-se que a mistura racêmica foi a mais citotóxica e o S o menoscitotóxico (citotoxidade apenas a partir da concentração de 40 Xg/mL)constatando que todas as substâncias avaliadas foram mais citotóxicas para oparasita do que para macrófagos.

     

  • FATIMA APARECIDA CASTRIANI SANCHES
  • Um fotômetro LED-NIR duplo feixe microcontrolado e portátil para análise screening e quantitativa de medicamentos injetáveis de forma não invasiva
  • Data: 12 de Julho de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho foi desenvolvido um fotômetro LED-NIR duplo feixe microcontrolado e portátil para análise screening e quantitativa de medicamentos injetáveis de forma não destrutiva/não invasiva, visando investigar a conformidade desses com os valores estabelecidos na Farmacopéia Brasileira. O medicamento analisado foi a dipirona sódica injetável 1g/2mL, comercializados em ampolas de coloração âmbar. Foram realizados inicialmente estudos espectroscópicos empregando um espectrofotômetro comercial para avaliar quais as melhores regiões do espectro NIR que poderiam ser empregadas para a determinação da espécie de interesse. O instrumento desenvolvido utiliza dois LEDs-NIR com emissão de radiação nominal em 1050 ± 50 nm gêmeos (de mesmas especificações técnicas), dois fotodiodos de InGaAs também idênticos e um microcontrolador PIC18F455. Como dispositivos de saída do instrumento foram empregados o microcontrolador PIC acoplado a um display de cristal líquido 20x2, o qual também se comunica com um microcomputador portátil por comunicação USB 2.0. O instrumento foi avaliado com amostras comerciais de dipirona sódica injetável por medidas de absorbância efetuadas diretamente nas ampolas dos medicamentos injetáveis. O fotômetro foi calibrado com soluções padrão de dipirona e seu desempenho foi avaliado na análise de 600 amostras comerciais de dipirona injetável, das quais 300 apresentavam prazo de validade expirado. O instrumento obteve elevado índice de acerto para a análise screening (91%). Para determinação quantitativa do princípio ativo dipirona, uma resposta linear foi obtida [R2 = 0,9923, A = -0,0071 + 0,0038 C (% m/v)] na faixa de concentração de: 5 a 60 % m/v. Também foi obtido um baixo erro relativo conjunto (1,57 %) e boa precisão nas análises (desvio padrão relativo conjunto = 1,77%).

  • ROMULO SEVERO SAMPAIO
  • Síntese de derivados do ácido de Meldrun análogos aos Salens/Salophens e preparação dos seus complexos de Mn para uso em catálise biomiméitica.
  • Data: 02 de Julho de 2013 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • jhjk

  • PAULO HENRIQUE G DIAS DINIZ
  • Novas estratégias para classificação simultânea do tipo e origem geográfica de chás.
  • Data: 14 de Junho de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O chá tem uma importância econômica e cultural, não só para produtores e consumidores, mas também por um interesse científico. A qualidade organoléptica da infusão da Camellia sinensis depende da natureza e da quantidade de vários metabólitos secundários (tais como polifenóis, cafeína, aminoácidos, etc.), os quais podem ser relacionados diretamente com a origem geográfica das plantas. Estes componentes são a base do valor econômico do chá e de seus efeitos benéficos sobre a saúde humana. Por isso, há um crescente interesse dos consumidores por chás de alta qualidade com uma clara identidade geográfica. Durante as últimas décadas, as metodologias analíticas que empregam técnicas instrumentais modernas tornaram-se mais sensíveis, confiáveis e rápidas. Entretanto, tais técnicas têm vantagens e limitações para a aplicação da análise da qualidade do chá e de suas origens geográficas. Assim, uma combinação de diferentes técnicas analíticas pode ser mais útil do que depender de um único método. Seguindo estes preceitos, nós propusemos três novas estratégias para a classificação simultânea de chás de acordo com o tipo (verde e preto) e a origem geográfica (Argentina, Brasil e Sri Lanka). As metodologias propostas empregam o uso de (1) imagens digitais, (2) espectroscopia NIR e (3) composição química (umidade, cinza total, cafeína, polifenóis totais, fluoreto e quinze metais (Na, Mg, Al, P, K, Ca, Cr, Mn, Fe, Co, Ni, Cu, Zn, Cd e Pb) nas folhas e infusões dos chás). Uma classificação correta de todas as amostras de chás (100% de acerto) foi sempre obtida utilizando Análise Discriminante Linear associada à técnica de seleção de variáveis feita pelo Algoritmo das Projeções Sucessivas (SPA-LDA). Modelagem Independente e Flexível por Analogia de Classe (SIMCA) e Análise Discriminante por Mínimos Quadrados Parciais (PLS-DA) também foram utilizadas. Tais estratégias podem ser úteis para a elaboração de normas para o controle de qualidade de chás no Brasil, que ainda é inexistente.
  • JACQUELINE CRISTINA BUENO JANICE DE JESUS
  • SÍNTESE E CARACTERIZAÇÃO ESPECTROSCÓPICA DE COMPLEXOS TRIS-DICETONATOS DO ÍON EURÓPIO COM LIGANTES 2-(N-ACIL)-PIRIDINA
  • Data: 06 de Junho de 2013 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • No presente trabalho, foi proposta uma nova classe de complexos de íon európio
    trivalente derivados dos tetrakis-dicetonatos, por substituição do grupo ceto de um
    dos ligantes pelo grupo 2-aminopiridil. Para síntese desses complexos foram
    preparadas as amidas N-acetil-2-aminopiridina e N-trifluoroacetil-2-aminopiridina via
    acilação da 2-aminopiridina com seus respectivos anidridos. A N-benzoil-2-
    aminopiridina foi sintetizada através da hidrólise básica da N,N-dibenzoil-2-
    aminopiridina. Os ligantes sintetizados foram caracterizados por espectrometria de
    massas, determinação de ponto de fusão e espectroscopia de absorção na região
    do infravermelho. Foram obtidos complexos inéditos, cujas fórmulas são
    [Eu(BZAC)3(NAC2AP)] e [Eu(TTA)3(NTF2AP)2], caracterizados por titulação
    complexométrica, análises elementar de carbono, hidrogênio e nitrogênio, além de
    espectroscopia de absorção na região do infravermelho. Por meio dos resultados
    obtidos por espectroscopia de fotoluminescência, analisando os desdobramentos
    das transições 5D0→7FJ, nos espectros de emissão, pode-se inferir que o íon Eu3+ no
    complexo [Eu(TTA)3(NTF2AP)2] encontra-se em um ambiente químico de maior
    simetria se comparado ao seu aqua-complexo precursor. Ambos os complexos
    [Eu(BZAC)3(NAC2AP)] e [Eu(TTA)3(NTF2AP)2] apresentaram eficiências quânticas
    superiores aos correspondentes tris-dicetonatos aquosos e tetrakis-dicetonatos. Este
    resultado indica que a substituição do fragmento R(CO)CH- pelo grupo 2-aminopiridil
    de um dos ligantes dos complexos tetrakis-dicetonatos de Eu3+ seja uma boa
    estratégia para gerar complexos altamente luminescentes. Tal estratégia poderá ser
    utilizada no desenvolvimento de Dispositivos Moleculares Conversores de Luz
    eficientes, tais como os desejáveis para biomarcadores.
    Palavras chave: 2-(N-acil)-piridina. β-dicetonatos. Európio. Luminescência.
    No presente trabalho, foi proposta uma nova classe de complexos de íon európiotrivalente derivados dos tetrakis-dicetonatos, por substituição do grupo ceto de umdos ligantes pelo grupo 2-aminopiridil. Para síntese desses complexos forampreparadas as amidas N-acetil-2-aminopiridina e N-trifluoroacetil-2-aminopiridina viaacilação da 2-aminopiridina com seus respectivos anidridos. A N-benzoil-2-aminopiridina foi sintetizada através da hidrólise básica da N,N-dibenzoil-2-aminopiridina. Os ligantes sintetizados foram caracterizados por espectrometria demassas, determinação de ponto de fusão e espectroscopia de absorção na regiãodo infravermelho. Foram obtidos complexos inéditos, cujas fórmulas são[Eu(BZAC)3(NAC2AP)] e [Eu(TTA)3(NTF2AP)2], caracterizados por titulaçãocomplexométrica, análises elementar de carbono, hidrogênio e nitrogênio, além deespectroscopia de absorção na região do infravermelho. Por meio dos resultadosobtidos por espectroscopia de fotoluminescência, analisando os desdobramentosdas transições 5D0→7FJ, nos espectros de emissão, pode-se inferir que o íon Eu3+ nocomplexo [Eu(TTA)3(NTF2AP)2] encontra-se em um ambiente químico de maiorsimetria se comparado ao seu aqua-complexo precursor. Ambos os complexos[Eu(BZAC)3(NAC2AP)] e [Eu(TTA)3(NTF2AP)2] apresentaram eficiências quânticassuperiores aos correspondentes tris-dicetonatos aquosos e tetrakis-dicetonatos. Esteresultado indica que a substituição do fragmento R(CO)CH- pelo grupo 2-aminopiridilde um dos ligantes dos complexos tetrakis-dicetonatos de Eu3+ seja uma boaestratégia para gerar complexos altamente luminescentes. Tal estratégia poderá serutilizada no desenvolvimento de Dispositivos Moleculares Conversores de Luzeficientes, tais como os desejáveis para biomarcadores.

  • MIRELLA CABRAL AVELINO
  • Vermiculitas organofuncionalizadas como adsorventes e sistemas de liberação de fármacos.
  • Data: 27 de Maio de 2013 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • kjhhkjhkjdhajdhajkdhasjkdajkdkdhakdhjkdadhajk

  • MARIA LINS DE MEDEIROS
  • AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO EXTRATO DE ALECRIM NO CONTROLE DA ESTABILIDADE OXIDATIVA DE BIODIESEIS
  • Data: 09 de Maio de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Biodiesel é suscetível a processos oxidativos devido a vários fatores, incluindo a presença de oxigênio, calor, luz, enzimas, traços de metais e outros. A estabilidade à oxidação é um importante critério de qualidade para o biodiesel. As indústrias têm usado antioxidantes sintéticos em óleos e gorduras alimentares, de forma eficaz, para retardar o processo oxidativo. Contudo, estes antioxidantes não mostraram a mesma eficácia, tal como aplicado biodiesel. Este fato demonstra a necessidade de pesquisas sobre os aditivos que garantem a sua estabilidade oxidativa, principalmente por longo de um período de armazenamento. Neste estudo, foram utilizados extratos de alecrim e antioxidantes sintéticos para melhorar o desempenho do biodiesel etílico de soja (BS), produzido no laboratório, e o biodiesel metil de algodão comercial (BC). Além disso, as amostras de BC, com formulações antioxidantes foram armazenados durante 90 dias em depósitos de aço carbono, de acordo com as especificações do INT (Instituto Nacional de Tecnologia). Os resultados mostraram que os extratos de alecrim e os antioxidantes sintéticos foram capazes de proteger os processos oxidativos no biodiesel. O BS adicionado com extratos de alecrim (hexano, clorofórmio, etanólico e acetato de etila), terc-butil-hidroquinona (TBHQ) e as misturas binárias destes antioxidantes com o ácido cítrico mostraram que o período de indução (PI) atenderam as especificações exigidas pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Durante o armazenamento do BC foi observada a melhor estabilidade oxidativa de biodiesel adicionado com TBHQ e com a mistura de extrato de alecrim com TBHQ. Estes antioxidantes protegem o biodiesel por 90 dias, enquanto que o extrato etanólico de alecrim protegeu por 60 dias e o antioxidante sintético BHT não cumpriu aos parâmetros estabelecidos pela ANP. As formulações dos extratos de alecrim com o antioxidante sintético TBHQ corrigiram a estabilidade oxidativa, tanto do biodiesel de soja quanto do biodiesel de algodão, por conseguinte, os extratos de alecrim podem ser considerados promissores para manter a qualidade do biodiesel. Além disso, o perfil térmico obtido por análise termogravimétrica mostrou que o extrato etanólico de alecrim pode ser considerado um termoestável, uma vez que mostrou uma perda de massa de apenas 6% acima de 190 ° C.

  • CARLOS CHRISTIANO LIMA DOS SANTOS
  • SÍNTESE E APLICAÇÃO BIOTECNOLÓGICA DE NANOESTRUTURAS DE ÓXIDO DE CÉRIO (IV), OBTIDAS PELO MÉTODO HIDROTERMAL DE MICRO-ONDAS.
  • Data: 03 de Abril de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O óxido de cério(IV) (CeO2) tem potencial aplicação nas áreas ambientais, catalíticas, microbiológicas e a eficiência de suas nanopartículas dependem da morfologia e de suas dimensões. Nesse estudo, elas foram sintetizadas pelo método hidrotermal assistido por micro-ondas com NaOH e NH4OH, como agentes mineralizantes, adicionado a uma solução aquosa de sulfato de cério (Ce (SO4) 2.4H2O) a 150°C durante 1, 5, 15, 30 , e 60 minutos, com e sem surfactante, que foi utilizado como matriz para o crescimento de cristais. A estabilidade térmica foi estudada por termogravimetria (TG). As propriedades estruturais, morfológicas e microbiológicas foram avaliadas por difração de raios-X (XRD), microscopia eletrônica de varredura de alta resolução (FEG-SEM), microscopia eletrônica de transmissão (TEM), método de BET, espectroscopia de infravermelho (IR), espectroscopia de UV-visível (UV-vis), espectroscopia Raman, prova de resazurina, absorbância, fluorescência e difusão de poços.Todas as amostras de DRX mostraram picos que correspondem aos planos (1 1 1), (2 0 0), (0 2 2), (3 1 1), (2 2 2) e (4 0 0) de um cubo de face centrada, fluorita, atribuída a estrutura de CeO2, de acordo com a norma JCPDS 34-0394. Picos largos de reflexão foram claramente visualizados, indicando que o tamanho do cristal é pequeno e deve estar na dimensão nanoescalar, dando uma indicação da influência do template e do método de obtenção deste material nanoestruturado. No espectro de Raman, forte pico em torno de 471 cm-1 foi detectado, o qual é atribuído ao alongamento O-Ce-O. Espectros de infravermelho mostraram uma banda de vibração entre 700 e 500 cm-1, relacionada com a vibração metal-oxigênio (Ce-O). Bandas atribuídas a grupos hidroxilas (1100 cm-1) e carbonatos (1530, 1320, 1050 e 850 cm-1), independentemente da presença do PEG 200, foram também observadas, além de bandas atribuídas a água (1629cm-1).Suas áreas superficiais foram de, aproximadamente, 200 g/m2 com tamanhos de partículas em torno 5nm. As Micrografias , com e sem template,mostraram diferentes tamanhos e formas de aglomerados. Os testes microbiológicos mostraram, para concentração de 10% de óxido de cério (IV) nanométrico em óxido de zinco com aplicação odontológica, uma concentração mínima inibitória de 0,22 μg/mL-1 .Os resultados mostraram a influência do template sobre a morfologia das nanopartículas de óxido de cério (IV), obtidas pelo método hidrotermal de micro-ondas e seu potencial como agente antimicrobiano contra a bactéria Streptococcus mutans, o principal microorganismo da etiologia da cárie dentária, em fámacos de aplicação odontológica.

  • ULYSSES VIEIRA DA SILVA FERREIRA
  • Paligorsquitas pura e modificadas com amino silanos como sorventes para cátions metálicos e corantes aniônicos
  • Data: 22 de Março de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os argilominerais têm sido largamente utilizados na retenção de diversos poluentes. Neste trabalho, a paligorsquita sódica (pali) foi aplicada na remoção dos corantes reativos azul RN, vermelho RB e amarelo GR em soluções aquosas e as formas modificadas com o agente sililante 3-aminopropiltrimetoxissilano (Pali-N) e 3-propiletilenodiaminotrimetoxissilano (Pali-NN) foram obtidas. A amostra pali-N foi utilizada na remoção dos íons metálicos Cu2+, Co2+ e Ni2+ e dos mesmos corantes. Os fatores como tempo de contato, pH e concentração inicial dos adsorvatos foram investigados. Os diversos sólidos foram caracterizados por análise de composição, difratometria de raios X, ressonância magnética nuclear de 27Al e 29Si, espectroscopia de absorção na região do infravermelho, medidas de sorção-dessorção de nitrogênio, análise termogravimétrica, microscopia eletrônica de varredura e análise elementar de carbono, hidrogênio e nitrogênio. Os resultados mostraram que a pali apresentou-se como um argilomineral de elevada pureza, sendo do tipo dioctaédrica com área superficial de 118 m2 g-1 e constituída por feixes de fibras formando agregados. As amostras modificadas obtiveram graus de imobilização de 0,92 e 0,67 mmol g-1 para a pali-N e pali-NN, respectivamente. Os resultados da sorção na amostra pura para os corantes reativos azul RN e vermelho RB mostraram retenções máximas de 55 mg g-1 e de 45 mg g-1 para o corante reativo amarelo GR. Na amostra pali-N, as capacidades máximas de sorção foram de 120, 110 e 100 mg g-1, para o vermelho reativo RB, azul reativo RN e amarelo reativo GR, respectivamente, sendo que todos esses processos seguiram uma cinética de pseudo 2ª ordem e foram descritos pelo modelo de Langmuir. Nos ensaios de retirada dos íons metálicos Cu2+, Co2+ e Ni2+ em pali-N, as quantidades máximas adsorvidas foram de 0,73, 0,62 e 0,58 mmol g-1, respectivamente. Os dados seguiram o modelo cinético de pseudo 2ª ordem e para os estudos de equilíbrio houve ajuste ao modelo de Langmuir.

  • LUCINÊZ DA CRUZ DANTAS
  • Estudo do Caráter Dirradicalar de Compostos da Classe 1,3-Oxazol e 1,3-Tiazol.
  • Data: 11 de Março de 2013 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • kjkjfslkjslkjfsklfjsklfjslkfjsklfjsklfjskl,m,mxnvxm,nxm,vxmvnxm,vn

  • SAULO LUIS CAPIM
  • Síntese Diastereosseletivas e atividades antinociceptivas de novos derivados tetraidropirânicos substituídos.
  • Data: 08 de Março de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, é descrito a síntese de 10 novos derivados tetraidropirânicos
    compostos (42 – 51) planejados a partir da estrutura do (±)-Naproxeno,
    utilizando a reação de ciclização de Prins como etapa chave para a construção
    em forma diastereosseletiva 2,4-cis e 2,4,6-cis de anéis tetraidropirânicos, com
    rendimentos globais entre 62 – 65%. Estes novos derivados tetraidropirânicos
    foram bioavaliados in vivo em testes de contorções abdominais, retirada de
    cauda, desempenho no rota-rod e campo aberto, sendo que todos estes
    compostos apresentaram uma maior atividade antinociceptiva em relação ao
    composto (±)-1a, com destaque para a alta atividade do derivado
    tetraidropirânico (±)-49, que apresentou 87,5% de inibição, enquanto que o
    composto (±)-1a apresentou apenas 14% de inibição no teste de contorções
    abdominais induzida por ácido acético. Além disso, os testes de retirada de
    cauda indicaram os compostos (±)-46 e (±)-49 como os mais ativos, sendo que
    todos os compostos apresentaram atividade antinociceptiva (exceto composto
    (±)-51) sem prejudicar o comprometimento motor e sem demonstrar toxicidades
    em camundongos. Em continuação ao nosso trabalho, realizou-se a síntese de
    moléculas híbridas inéditas baseadas na estrutura de seis fármacos antiinflamatórios
    não esteroidais com uma porção tetraidropirânica utilizando a
    estratégia de hibridização molecular. Estes novos derivados tetraidropirânicos
    híbridos (74 – 79) foram obtidos em rendimentos entre 70 – 93%. Estudos
    preliminares realizados em teste contorções abdominais induzidas por ácido
    acético realizados nos compostos (74 – 79) revelaram que todos os derivados
    tetraidropirânicos foram mais eficazes (DE50 menor) que os seus fármacos
    percusores e nenhum sintoma de intoxicação foi observado nos animais.
    Neste trabalho, é descrito a síntese de 10 novos derivados tetraidropirânicoscompostos (42 – 51) planejados a partir da estrutura do (±)-Naproxeno,utilizando a reação de ciclização de Prins como etapa chave para a construçãoem forma diastereosseletiva 2,4-cis e 2,4,6-cis de anéis tetraidropirânicos, comrendimentos globais entre 62 – 65%. Estes novos derivados tetraidropirânicosforam bioavaliados in vivo em testes de contorções abdominais, retirada decauda, desempenho no rota-rod e campo aberto, sendo que todos estescompostos apresentaram uma maior atividade antinociceptiva em relação aocomposto (±)-1a, com destaque para a alta atividade do derivadotetraidropirânico (±)-49, que apresentou 87,5% de inibição, enquanto que ocomposto (±)-1a apresentou apenas 14% de inibição no teste de contorçõesabdominais induzida por ácido acético. Além disso, os testes de retirada decauda indicaram os compostos (±)-46 e (±)-49 como os mais ativos, sendo quetodos os compostos apresentaram atividade antinociceptiva (exceto composto(±)-51) sem prejudicar o comprometimento motor e sem demonstrar toxicidadesem camundongos. Em continuação ao nosso trabalho, realizou-se a síntese demoléculas híbridas inéditas baseadas na estrutura de seis fármacos antiinflamatóriosnão esteroidais com uma porção tetraidropirânica utilizando aestratégia de hibridização molecular. Estes novos derivados tetraidropirânicoshíbridos (74 – 79) foram obtidos em rendimentos entre 70 – 93%. Estudospreliminares realizados em teste contorções abdominais induzidas por ácidoacético realizados nos compostos (74 – 79) revelaram que todos os derivadostetraidropirânicos foram mais eficazes (DE50 menor) que os seus fármacospercusores e nenhum sintoma de intoxicação foi observado nos animais.

  • FRANCISCO DE ASSIS RODRIGUES PEREIRA
  • BIOCOMPÓSITOS QUITOSANA/MONTMORILLONITA COMO ADSORVENTES E AGENTES ANTIMICROBIANOS
  • Data: 07 de Março de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Esferas de quitosana e quitosana/montmorillonita-KSF com teores do argilomineral variando de 5, 15 e 25 % foram preparadas utilizando o tripolifosfato de sódio como agente reticulante. Os materiais foram caracterizados por análise química, DRX, FTIR, MEV, MET e análise térmica. Os dados sugerem que os compósitos foram devidamente preparados e que apresentam propriedades melhoradas que os materiais de partida. Para o estudo de adsorção, o biocompósito KSF-CTS-25% foi aplicado na remoção de Cu(II) em solução aquosa, apresentando uma capacidade de adsorção intermediária entre a CTS e a KSF-Na. O tratamento dos dados indicou que o processo de adsorção segue o modelo cinético de pseudo-segunda ordem, sendo os dados de adsorção mais bem ajustados ao modelo de Temkin. Com relação à dessorção dos íons cobre, o estudo mostrou que estes podem ser recuperados do compósito saturado, utilizando uma solução de EDTA como eluente. Estes resultados são altamente promissores e sugerem que o compósito preparado pode ser aplicado como uma alternativa para a remoção de metais pesado de águas residuais. Após adsorção com cobre 10 mmol dm-3, tanto o compósito KSF-CTS-25% quanto os demais preparados serão avaliados como agentes antimicrobianos, sendo esta mais uma alternativa de reuso desses materiais. Ainda, os compósitos preparados também serão estudados como sistema de liberação controlada do fármaco amilorida, tomando como base os dados da quitosana e montmorillonita. Como resultados preliminares, a KSF se mostrou um material com potencial para aplicação em sistema de liberação controlada de amilorida, com um máximo de liberação de 37,5 %, 33,5 % e 31,4 %, que correspondem aos tempos de 12 h, 96 h e 132 h, nos fluidos SGF (pH 1,2), SBF (pH 7,4) e SIF (pH 1,2), respectivamente.
  • FABIO PEDROSA LINS SILVA
  • REAÇÃO DE CICLIZAÇÃO DE PRINS NA SÍNTESE DIASTEREOSSELETIVA DE 31 ANÁLOGOS MESO-TETRAIDROPIRÂNICOS: DETERMINAÇÃO DE ESTRUTURAS CRISTALINAS, ESTUDOS TEÓRICOS E AVALIAÇÃO IN VITRO DA ATIVIDADE ANTILEUCÊMICA
  • Data: 01 de Março de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho foi idealizado baseado no conceito de compostos aquirais/meso. A importância da preparação de compostos aquirais está baseada na sua simplificação estrutural, conduzindo a novas moléculas que não necessitam de posteriores investigações farmacodinâmicas e farmacocinéticas dos enantiômeros. Sendo assim, propomos neste trabalho a síntese de análogos tetraidropirânicos aquirais/meso utilizando a reação de ciclização de Prins. Os álcoois homoalílicos sintetizados foram provenientes da reação de Barbier obtidos em ótimos rendimentos, no qual estes produtos foram utilizados como intermediário de síntese para a preparação dos tetraidropiranos propostos. A reação de ciclização de Prins é um método eficiente na preparação dos tetraidropiranos, pois mostrou-se ser uma ferramenta de síntese poderosa e versátil para a preparação dos tetraidropiranos substituídos, obtendo-se todos os compostos sintetizados em rendimentos satisfatórios. Através de estudos espectroscópicos e cristalográficos foi possível determinar detalhadamente a configuração relativa das moléculas 40a, 41a, 44a, 45a, 46a, 46b e 48b. Além disso, foi desenvolvido um estudo teórico utilizando a teoria do funcional densidade para se obter as geometrias moleculares otimizadas em fase gasosa, tornando possível comparar estas conformações preferenciais com as geometrias definidas pelos cristais. Os tetraidropiranos sintetizados foram bioavaliados na linhagem de células leucêmicas K562 e dois tipos de células normais L929 e PBMC. Os resultados em câncer foram bastante promissores nos ensaios in vitro, dando destaque para as hidrazonas 42a-c e as aminoguanidinas 43a-c que foram os únicos compostos que se mostraram ativos contra a linhagem celular resistente K562, destacando-se o tetraidropirano 42c que apresentou maior atividade da série congênere (apresentando valor de CI50 7.59 μM) e o tetraidropirano 42b que apresentou excelente valor de IC50 (8.97 μM) e um bom índice de seletividade (2.2 em L929 e 1.6 em PBMC).

  • EVERTON VIEIRA DA SILVA
  • Farelos dos frutos de Geoffroea spinosa: composição química, caracterização térmica e físico-química e aplicação como aditivos de pães.
  • Data: 26 de Fevereiro de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A preocupação com uma alimentação de qualidade tem aumentado nos últimos anos e a procura por alimentos funcionais principalmente de origem natural tem sido objeto de estudos em indústrias e institutos de pesquisa do mundo inteiro. Neste trabalho são relatados os dados da caracterização físico-química, o estudo da estabilidade térmica e oxidativa dos farelos obtidos do mesocarpo e da amêndoa do fruto do Marizeiro (Geoffroea spinosa) bem como a aplicação dos mesmos como aditivos em pães em composições variadas, visando o seu consumo na forma de um alimento funcional. Os dados da caracterização físico-química revelaram excelentes níveis protéicos em todas as amostras e teores de amidos de 49 e 51% para as amostras FAC (farelo da amêndoa cozida) e FAI (farelo da amêndoa in natura) respectivamente. Com relação às análises de acidez, pH, sólidos solúveis, umidade, cinzas, teor de cloreto, lipídios e açucares solúveis totais e redutores, todos os teores estão dentro dos padrões constantes na legislação brasileira. A análise termogravimétrica revelou diferenças entre os teores de cinzas e de umidades encontrados pelos métodos padrões de análises, mostrando não ter diferenças relevantes entre os farelos in natura e os farelos cozidos. A análise do potencial antioxidante indicou que os farelos do fruto do Marizeiro são fontes de antioxidantes consideráveis, principalmente os farelos obtidos da amêndoa, pois revelaram teores fenólicos totais, de flavonóides e de antocianinas compatíveis com fontes convencionais de antioxidantes. As análises microbiológicas mostraram não haver a presença de Coliformes a 45 ºC e de Salmonella sp, bem como evidenciaram a redução de bolores e de leveduras nos pães fabricados, mostrando que os aditivos também proporcionaram efeito antimicrobiano. O conteúdo energético dos pães aditivos mostrou-se satisfatório quando comparado ao pão controle, indicando que o fato dos farelos serem fontes de proteínas, dá um caráter de alimento funcional ao pão.

  • SARAGHINA MARIA DONATO DA CUNHA
  • A síntese via Adutos de Morita – Baylis – Hillman dos derivados 2-Indolizina em micro-ondas: novos potenciais moduladores de canais iônicos.
  • Data: 15 de Fevereiro de 2013 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Este trabalho apresenta um estudo sintético promovido por irradiação de
    micro-ondas, produzindo pela primeira vez a 2-Indolizina-carbonitrila (1) e a 2-
    Indolizina-carboxilato de metila (2) em bons a altos rendimentos (70% e 81% de
    rendimentos respectivamente) em uma única etapa, a partir dos Adutos de Morita-
    Baylis-Hillman (AMBH) 2 –(hidroxi(piridin-2-il)metil)acrilonitrila(10) e metil 2-
    (hidroxi(piridin-2-il)metil)acrilato(9) respectivamente. Estes compostos foram
    subseqüentemente transformados em excelentes rendimentos em mais três
    derivados 2-indolizínicos já conhecidos na literatura, a saber: indolizin-2-il
    metanamina (5), 99%, indolizin-2-il metanol (6), 100%, acido Indolizina-2-
    carboxílico(3), 100%, e mais três inéditos , a saber: terc-butil (indolizin-2-il metil)
    carbonato(7), 99% inédito , butil Indolizina-2-carboxilato (4), 94% inédito, e terc-butil
    (indolizin-2-il metil)carbamato (8), 86% inédito. Todos os Adutos foram
    caracterizados através dos métodos físicos de Infravermelho, Cromatografia Gasosa
    acoplada a Espectrometria de Massas e Ressonância Magnética Nuclear (RMN1H e
    RMN13C). Todas as sínteses neste trabalho foram desenvolvidas em padrões
    convenientes a indústria. A ativação reacional por irradiação de microondas (MO) foi
    amplamente utilizada na maioria das etapas sintéticas deste trabalho, conduzindo
    aos altos rendimentos químicos e aos tempos reacionais reduzidos. Os oito
    compostos sintetizados foram idealizados in silico objetivando apresentarem
    potenciais atividades seletivas como moduladores de canais iônicos. Estas
    atividades foram sugeridas pelos altos valores obtidos de score usando o programa
    quimioinformático Molinspiration.

    Este trabalho apresenta um estudo sintético promovido por irradiação demicro-ondas, produzindo pela primeira vez a 2-Indolizina-carbonitrila (1) e a 2-Indolizina-carboxilato de metila (2) em bons a altos rendimentos (70% e 81% derendimentos respectivamente) em uma única etapa, a partir dos Adutos de Morita-Baylis-Hillman (AMBH) 2 –(hidroxi(piridin-2-il)metil)acrilonitrila(10) e metil 2-(hidroxi(piridin-2-il)metil)acrilato(9) respectivamente. Estes compostos foramsubseqüentemente transformados em excelentes rendimentos em mais trêsderivados 2-indolizínicos já conhecidos na literatura, a saber: indolizin-2-ilmetanamina (5), 99%, indolizin-2-il metanol (6), 100%, acido Indolizina-2-carboxílico(3), 100%, e mais três inéditos , a saber: terc-butil (indolizin-2-il metil)carbonato(7), 99% inédito , butil Indolizina-2-carboxilato (4), 94% inédito, e terc-butil(indolizin-2-il metil)carbamato (8), 86% inédito. Todos os Adutos foramcaracterizados através dos métodos físicos de Infravermelho, Cromatografia Gasosaacoplada a Espectrometria de Massas e Ressonância Magnética Nuclear (RMN1H eRMN13C). Todas as sínteses neste trabalho foram desenvolvidas em padrõesconvenientes a indústria. A ativação reacional por irradiação de microondas (MO) foiamplamente utilizada na maioria das etapas sintéticas deste trabalho, conduzindoaos altos rendimentos químicos e aos tempos reacionais reduzidos. Os oitocompostos sintetizados foram idealizados in silico objetivando apresentarempotenciais atividades seletivas como moduladores de canais iônicos. Estasatividades foram sugeridas pelos altos valores obtidos de score usando o programaquimioinformático Molinspiration.

     

  • REBECA TIBAU AGUIAR
  • CARACTERIZAÇÃO FÍSICA, QUÍMICA E MICROBIOLÓGICA DO DIESEL, BIODIESEL E SUAS MISTURAS DURANTE A LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO
  • Data: 08 de Fevereiro de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Reações de degradação química e microbiológica em combustíveis tendem a formar
    sedimentos e borras nos tanques de armazenamento e diminuir a qualidade destes
    quando utilizados nos veículos automotores. Estes produtos de degradação podem
    promover entupimentos das válvulas de atomização, por exemplo. Este trabalho teve
    como objetivos verificar a presença sedimentos e borras em fundos de tanque de
    armazenamento de diesel, biodiesel e suas misturas, caracterizá-los físico-quimica e
    microbiologicamente, além de avaliar se estas alterações estão sendo repassadas para as
    respectivas bombas de abastecimento. Os locais de coleta destas amostras foram usina
    experimental de produção de biodiesel, distribuidora e postos de combustíveis.
    Observou-se que as amostras de diesel e biodiesel analisadas estavam em conformidade
    com os parâmetros estabelecidos pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e
    Biocombustíveis (ANP), exceto para algumas propriedades dos biodieseis produzido na
    usina experimental. A estabilidade oxidativa por PetroOXY do diesel puro (DB0 500)
    apresentou valor superior ao B5 S500 > B5 S50 e estes superiores aos biodieseis.
    Comportamento contrário foi observado na análise térmica por termogravimetria (TG).
    As amostras do fundo do tanque e das bombas de abastecimento da usina e dos postos
    apresentaram crescimento microbiológico de Candida tropicallis, Aspergillus fumigatus
    e Klebsiella sp.. Estes microrganismos promoveram formação de sedimentos, interface
    óleo-água e emulsão destas amostras em contato com o caldo de sabouraud dextrose. Os
    dieseis, biodieseis e suas misturas, tanto da bomba de abastecimento quanto do fundo
    dos tanques de armazenamento apresentaram composições químicas similares quando
    analisadas por cromatografia gasosa acoplada a espectrômetro de massas (CG-EM) e
    absorção na região de infravermelho (IV) e não sofreram alterações devido à presença
    dos microrganismos existentes.

    Reações de degradação química e microbiológica em combustíveis tendem a formarsedimentos e borras nos tanques de armazenamento e diminuir a qualidade destesquando utilizados nos veículos automotores. Estes produtos de degradação podempromover entupimentos das válvulas de atomização, por exemplo. Este trabalho tevecomo objetivos verificar a presença sedimentos e borras em fundos de tanque dearmazenamento de diesel, biodiesel e suas misturas, caracterizá-los físico-quimica emicrobiologicamente, além de avaliar se estas alterações estão sendo repassadas para asrespectivas bombas de abastecimento. Os locais de coleta destas amostras foram usinaexperimental de produção de biodiesel, distribuidora e postos de combustíveis.Observou-se que as amostras de diesel e biodiesel analisadas estavam em conformidadecom os parâmetros estabelecidos pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural eBiocombustíveis (ANP), exceto para algumas propriedades dos biodieseis produzido nausina experimental. A estabilidade oxidativa por PetroOXY do diesel puro (DB0 500)apresentou valor superior ao B5 S500 > B5 S50 e estes superiores aos biodieseis.Comportamento contrário foi observado na análise térmica por termogravimetria (TG).As amostras do fundo do tanque e das bombas de abastecimento da usina e dos postosapresentaram crescimento microbiológico de Candida tropicallis, Aspergillus fumigatuse Klebsiella sp.. Estes microrganismos promoveram formação de sedimentos, interfaceóleo-água e emulsão destas amostras em contato com o caldo de sabouraud dextrose. Osdieseis, biodieseis e suas misturas, tanto da bomba de abastecimento quanto do fundodos tanques de armazenamento apresentaram composições químicas similares quandoanalisadas por cromatografia gasosa acoplada a espectrômetro de massas (CG-EM) eabsorção na região de infravermelho (IV) e não sofreram alterações devido à presençados microrganismos existentes.

  • Victor Hugo E Araújo Pinto
  • Modelos biomiméticos de superóxido dismutases e citocromos P450 baseados em Mn-porfirinas e Mn-porfirinas imobilizadas em vermiculita e sílica-gel funcionalizada
  • Data: 08 de Fevereiro de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Os derivados das N-piridilporfirinas pertencem a uma classe de meso-porfirinas sintéticas hidrossolúveis compostas por três isômeros estruturais: orto (T-2-PyPs), meta (T‑3‑PyPs) e para (T‑4‑PyPs). Esses compostos quando complexado com Mn(III) são bastante estudados como modelos biomiméticos dos citocromos P450 e enzimas superóxido dismutases (SOD). Nesta perspectiva, o presente trabalho investigou a estabilidade térmica e natureza dos intermediários de decomposição do mímico de SOD potente, cloreto de meso-tetraquis(N-etilpiridinio-2-il)porfirinamanganês(III) (MnTE-2-PyPCl5), os resultados mostraram que a decomposição térmica da MnTE-2-PyPCl5∙11H2O ocorre em três grandes processos térmicos sucessivos sob atmosfera dinâmica de ar a 1 atm, o 1º evento ocorre entre 26-134 °C, corresponde à perda das águas de hidratação; o 2º evento, no intervalo de 134-279 °C, é referente a perda dos grupos cloretos e etilas (na forma do gás EtCl), o 3º evento, na faixa de 279-901 °C é um processo de múltiplas etapas que relacionado à perda da matéria orgânica restante e à incorporação de oxigênio no resíduo de decomposição para produzir óxido de manganês como resíduo final a 900/950 oC. Desenvolveu-se uma rota alternativa para a síntese de complexos MnTalquil‑X‑PyP5+ (X = 2, 3, 4) procedendo primeiro à metalação, seguida da alquilação. Mostra-se aqui, como prova de conceito, o preparo dos derivados metilados. Explora-se a possibilidade do uso da Mn-porfirina MnT‑X‑PyPCl (X = 2, 3, 4) como intermediário comum para a síntese de MnTalquil‑X‑PyP5+, sendo necessária a otimização de apenas uma etapa (alquilação) para síntese de vários modelos de P450 e mímicos de SOD. O rendimento global acumulado (ainda não otimizado) das etapas de metalação e alquilação foram ~70-80 %. Novos sistemas eluentes aquosos para CCD foram encontrados para eliminar o uso de insumos controlados (KNO3, MeCN) empregados usualmente nas misturas eluentes para MnPs catiônicas. A Sil-Cl foi sintetizada e caracterizada. Realizou-se posteriormente testes preliminares de imobilização entre N-piridilporfirinas de MnIII MnT‑X‑PyPCl (X = 2, 3, 4). A vermiculita natural foi purificada e intercalada com cloreto de lítio (verm-Li), sódio (verm-Na) e potássio (verm-K). Os ensaios de imobilização da orto e meta N-metilpiridinioporfirinas de MnIII MnTM‑X‑PyPCl (X = 2 e 3) na verm-Na indicaram que ~99% das MnP são imobilizadas na lamelas das argilas.

  • GUILHERME LEOCARDIO LUCENA DOS SANTOS
  • PEROVSKITAS DE SrSnO3:Fe DEPOSITADAS SOBRE SUPORTES COMERCIAIS PARA REDUÇÃO DE NO COM CO
  • Data: 25 de Janeiro de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    O estanato de estrôncio, SrSnO3, é uma perovskita do tipo ortorrômbica que
    apresenta propriedades dielétricas interessantes, além de várias aplicações
    tecnológicas, tais como catálise de óxidos de nitrogênio. Neste trabalho, SrSnO3,
    SrSn0,9Fe0,1O3-x e Sr0,9Sn0,9Fe0,1O3-x foram obtidos pelo método dos precursores
    poliméricos utilizando estanho metálico como precursor (Sn0) e depositados sobre
    suportes catalíticos comerciais (CeO2, TiO2, γ-Al2O3 e ZrO2) para aplicação como
    catalisadores na reação de redução de NO com CO. Os catalisadores foram
    caracterizados por análise termogravimétrica (TG/DTA), difração de raios-X (DRX),
    espectroscopia de absorção na região do ultravioleta e do visível (UV-Vis),
    espectroscopia vibracional na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman,
    análise da área superficial pelo método de BET e microscopia eletrônica de
    varredura com emissão de campo (MEV-EC). Os testes catalíticos foram realizados
    em um reator contendo mistura gasosa com quantidades estequiométricas de
    monóxido de nitrogênio (NO) e monóxido de carbono (CO) em hélio na faixa de
    temperatura de 300°C a 700°C. Os resultados de DRX mostraram que as
    perovskitas apresentaram uma alta organização a longo alcance, e diminuição de
    fase secundária (SrCO3). Os espectros de IV confirmaram estes dados ao
    apresentarem uma redução das bandas referentes às vibrações de grupos
    carbonatos. Os resultados de Raman e o cálculo dos ângulos de inclinação entre os
    octaedros indicaram uma desorganização a curto alcance. As perovskitas
    depositadas sobre os suportes apresentaram uma boa dispersão. Os testes
    catalíticos mostraram que as perovskitas dopadas com ferro apresentaram os
    melhores percentuais de conversão de NO e CO. As perovskitas depositadas sobre
    o suporte ZrO2 mostraram os melhores valores de conversão catalítica.

    O estanato de estrôncio, SrSnO3, é uma perovskita do tipo ortorrômbica queapresenta propriedades dielétricas interessantes, além de várias aplicaçõestecnológicas, tais como catálise de óxidos de nitrogênio. Neste trabalho, SrSnO3,SrSn0,9Fe0,1O3-x e Sr0,9Sn0,9Fe0,1O3-x foram obtidos pelo método dos precursorespoliméricos utilizando estanho metálico como precursor (Sn0) e depositados sobresuportes catalíticos comerciais (CeO2, TiO2, γ-Al2O3 e ZrO2) para aplicação comocatalisadores na reação de redução de NO com CO. Os catalisadores foramcaracterizados por análise termogravimétrica (TG/DTA), difração de raios-X (DRX),espectroscopia de absorção na região do ultravioleta e do visível (UV-Vis),espectroscopia vibracional na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman,análise da área superficial pelo método de BET e microscopia eletrônica devarredura com emissão de campo (MEV-EC). Os testes catalíticos foram realizadosem um reator contendo mistura gasosa com quantidades estequiométricas demonóxido de nitrogênio (NO) e monóxido de carbono (CO) em hélio na faixa detemperatura de 300°C a 700°C. Os resultados de DRX mostraram que asperovskitas apresentaram uma alta organização a longo alcance, e diminuição defase secundária (SrCO3). Os espectros de IV confirmaram estes dados aoapresentarem uma redução das bandas referentes às vibrações de gruposcarbonatos. Os resultados de Raman e o cálculo dos ângulos de inclinação entre osoctaedros indicaram uma desorganização a curto alcance. As perovskitasdepositadas sobre os suportes apresentaram uma boa dispersão. Os testescatalíticos mostraram que as perovskitas dopadas com ferro apresentaram osmelhores percentuais de conversão de NO e CO. As perovskitas depositadas sobreo suporte ZrO2 mostraram os melhores valores de conversão catalítica.

  • EZEQUIEL FRAGOSO VIEIRA LEITAO
  • Estudo Químico Quântico dos Estados de Spin do Cátion Meso-Tetra-Fenil-Ferro III Porfirinato Complexado com a Dimetilnitrosamina
  • Data: 23 de Janeiro de 2013 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A pesquisa envolvendo nitrosaminas tem despertado interesse, pois a sua complexação com o Fe do grupo heme do Citocromo P450 pode estar associada ao seu potencial carcinogênico. Para caracterização deste problema, realiza-se o tratamento químico-quântico de algumas moléculas da classe das metaloporfirinas, mais especificamente porfirinas de Ferro III, similares às do grupo heme citado acima, com duas nitrosaminas ligadas nas posições axiais. Na literatura é relatado que, experimentalmente, estas ferroporfirinas contendo ligantes nitrosaminas, já foram sintetizadas e devidamente caracterizadas estruturalmente e paramagneticamente (estado de spin sexteto). Como o Fe(III), neste complexo, apresenta três possibilidades de estado de spin (dubleto, quarteto e sexteto) a motivação desta dissertação é saber teoricamente qual o estado de spin mais provável para ser o estado fundamental, com o objetivo de descrever a diferença de energia relativa entre esses estados de spin do Fe(III), assim como caracterizar a ordem de energia dos orbitais d, pertencentes aos elétrons alfa desemparelhados do ferro, nesses três estados eletrônicos. Para isso, foram realizados cálculos single-point analisando os chutes iniciais no controle do início do cálculo SCF utilizando o programa Gaussian09, empregando métodos ab initio a nível Hartree-Fock na versão restrita e irrestrita para camada aberta com cálculos de carga NBO, com um conjunto de base 6-31+G*, 6-311+G* e cc-pVDZ. O método UHF/cc-pVDZ, com o chute inicial para função de onda Harris e Rdscale, apresentaram os melhores resultados, fornecendo as menores energias e contaminações nos estados de spin. Para o método ROHF utilizando a função de onda gerada pelo cálculo no estado de spin sexteto no método UHF, como função de onda inicial, mostrou resultados paralelos ao do método UHF. A análise populacional de Mulliken e NBO, a forma da densidade de spin e o mapa do potencial eletrostático evidenciam a localização da carga positiva no ferro. Os orbitais d, dos elétrons desemparelhados, mostram nenhuma sobreposição com os orbitais das dimetilnitrosaminas. A principal contribuição dos resultados teóricos, está na concordância com o resultado experimental disponível na literatura, sobre o estado de spin do Fe(III) do grupo Heme na interação com as dimetilnitrosaminas.

2012
Descrição
  • ANDERSON SAVIO DE MEDEIROS SIMOES
  • Estudo da degradação de microcontaminantes em efluentes por radiação ultravioleta e processo oxidativo foto Fenton
  • Data: 14 de Dezembro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O surgimento e a identificação dos microcontaminantes orgânicos têm atraído
    o interesse de inúmeros pesquisadores para o desenvolvimento e melhoria nos
    processos de degradação desses contaminantes de efluentes. Em geral, a
    degradação de microcontaminantes por processos convencionais é bastante
    dificultada, em razão das baixas concentrações que eles são encontrados. Desta
    forma, o processo foto Fenton e a Radiação Ultravioleta (UV) têm sido uma
    alternativa promissora na eliminação deste tipo de contaminação da água. O
    presente trabalho teve como objetivo realizar o estudo da degradação, em efluentes,
    da atrazina (ATZ) utilizando o processo foto Fenton e da degradação dos fármacos
    propranolol (PRO) e metronidazol (MET) utilizando radiação UV. No estudo da
    degradação da ATZ (0,1 mg L-1) foi utilizado o processo foto Fenton UV-A (H2O2 =
    5,0 mg L-1 e Fe2+ = 5,0 mg L-1), sendo obtida uma degradação do microcontaminante
    de cerca de 62%, e o processo foto Fenton UV-C (H2O2 = 5,0 mg L-1 e Fe2+ = 1,0 mg
    L-1), obtendo 98 % de degradação da ATZ. A análise da remoção da matéria
    orgânica durante o tratamento foto Fenton mostrou que não houve alteração
    significativa nos parâmetros estudados. No estudo da degradação por fotólise UV
    das soluções dos fármacos (100 mg L-1), foram obtidas taxas de degradação de 35%
    (PRO) e 50% (MET), após 8 horas de tratamento, enquanto que no processo
    utilizando a luz solar foram obtidos taxas de degradação de 36% (PRO) e 16%
    (MET). A partir das contantes cinéticas e das meias-vidas obtidas, foi verificado que
    a fotólise direta utilizando a radiação solar é tão eficaz quanto o sistema utilizando
    radiação UV-C para promover a fotodegradação do PRO, e para o MET, os
    resultados mostraram que o fármaco apresenta uma maior taxa de degradação
    quando a radiação UV-C foi utilizada.
    Palavras-chave: Microcontaminantes; Radiação UV; foto Fenton
    O surgimento e a identificação dos microcontaminantes orgânicos têm atraídoo interesse de inúmeros pesquisadores para o desenvolvimento e melhoria nosprocessos de degradação desses contaminantes de efluentes. Em geral, adegradação de microcontaminantes por processos convencionais é bastantedificultada, em razão das baixas concentrações que eles são encontrados. Destaforma, o processo foto Fenton e a Radiação Ultravioleta (UV) têm sido umaalternativa promissora na eliminação deste tipo de contaminação da água. Opresente trabalho teve como objetivo realizar o estudo da degradação, em efluentes,da atrazina (ATZ) utilizando o processo foto Fenton e da degradação dos fármacospropranolol (PRO) e metronidazol (MET) utilizando radiação UV. No estudo dadegradação da ATZ (0,1 mg L-1) foi utilizado o processo foto Fenton UV-A (H2O2 =5,0 mg L-1 e Fe2+ = 5,0 mg L-1), sendo obtida uma degradação do microcontaminantede cerca de 62%, e o processo foto Fenton UV-C (H2O2 = 5,0 mg L-1 e Fe2+ = 1,0 mgL-1), obtendo 98 % de degradação da ATZ. A análise da remoção da matériaorgânica durante o tratamento foto Fenton mostrou que não houve alteraçãosignificativa nos parâmetros estudados. No estudo da degradação por fotólise UVdas soluções dos fármacos (100 mg L-1), foram obtidas taxas de degradação de 35%(PRO) e 50% (MET), após 8 horas de tratamento, enquanto que no processoutilizando a luz solar foram obtidos taxas de degradação de 36% (PRO) e 16%(MET). A partir das contantes cinéticas e das meias-vidas obtidas, foi verificado quea fotólise direta utilizando a radiação solar é tão eficaz quanto o sistema utilizandoradiação UV-C para promover a fotodegradação do PRO, e para o MET, osresultados mostraram que o fármaco apresenta uma maior taxa de degradaçãoquando a radiação UV-C foi utilizada.

  • KARINA KARLA PACHECO PORPINO
  • Concha do Marisco Anomalocardia brasiliana como bioadsorvente de ferro em águas subterrâneas.
  • Data: 14 de Dezembro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • As conchas do marisco, Anomalocardia brasiliana foram avaliadas como
    Bioadsorvente de ferro em amostras sintéticas e reais de águas subterrâneas. As conchas foram lavadas com água deionizada, secas a 110 ºC, e caracterizadas através do pH, pHPCZ, Cz, SBET, VM, DMP, densidade aparente, teores de proteína e cálcio, determinações de espectroscopia no infravermelho e difratometria de Raio-X. Foram estudados os parâmetros de pH, massa de adsorvente, tempo de contato, temperatura e concentração do padrão. Realizou-se o ajuste não linear para o estudo cinético nas concentrações de 3,0, 5,0 e 10,0 mg L-1, bem como os ajustes de equilíbrio de adsorção. No estudo cinético utilizando as variâncias dos modelos de pseudo primeira ordem e pseudo segunda ordem, para as concentrações estudadas, pode-se observar que não há diferença significativa entre os dois modelos estudados. Em relação ao equilíbrio de adsorção verificou-se que os modelos de Langmuir e Freundich na sua forma não linear se ajustam aos dados experimentais obtidos para o bioadsorvente, não havendo diferença significativa para um nível de 95% de confiança. A capacidade adsortiva do bioadsorvente em estudo no tempo de equilíbrio foi 1,054 mg L-1. Os parâmetros termodinâmicos obtidos foram ΔH0 = 0,023 KJ mol-1 K-1, ΔS0 = 0,087 KJ mol-1 K-1 e ΔG0 = -2,260, -3,244, -3,999 (KJ mol-1) para as temperaturas de 298, 308 e 318K, respectivamente. Os percentuais de remoção foram de 88,00 e 57,32%, com solução padrão e amostras reais, respectivamente, mostrando que o biomaterial pode ser uma alternativa viável nos processos de adsorção de metais.
    Palavras chave: Concha de marisco. Ferro. Adsorção.
    As conchas do marisco, Anomalocardia brasiliana foram avaliadas comoBioadsorvente de ferro em amostras sintéticas e reais de águas subterrâneas. As conchas foram lavadas com água deionizada, secas a 110 ºC, e caracterizadas através do pH, pHPCZ, Cz, SBET, VM, DMP, densidade aparente, teores de proteína e cálcio, determinações de espectroscopia no infravermelho e difratometria de Raio-X. Foram estudados os parâmetros de pH, massa de adsorvente, tempo de contato, temperatura e concentração do padrão. Realizou-se o ajuste não linear para o estudo cinético nas concentrações de 3,0, 5,0 e 10,0 mg L-1, bem como os ajustes de equilíbrio de adsorção. No estudo cinético utilizando as variâncias dos modelos de pseudo primeira ordem e pseudo segunda ordem, para as concentrações estudadas, pode-se observar que não há diferença significativa entre os dois modelos estudados. Em relação ao equilíbrio de adsorção verificou-se que os modelos de Langmuir e Freundich na sua forma não linear se ajustam aos dados experimentais obtidos para o bioadsorvente, não havendo diferença significativa para um nível de 95% de confiança. A capacidade adsortiva do bioadsorvente em estudo no tempo de equilíbrio foi 1,054 mg L-1. Os parâmetros termodinâmicos obtidos foram ΔH0 = 0,023 KJ mol-1 K-1, ΔS0 = 0,087 KJ mol-1 K-1 e ΔG0 = -2,260, -3,244, -3,999 (KJ mol-1) para as temperaturas de 298, 308 e 318K, respectivamente. Os percentuais de remoção foram de 88,00 e 57,32%, com solução padrão e amostras reais, respectivamente, mostrando que o biomaterial pode ser uma alternativa viável nos processos de adsorção de metais.

  • GEORGIA BATISTA VIEIRA DE LIMA
  • ÍONS LANTANÍDEOS ATUANDO SIMULTANEAMENTE COMO CATALISADORES E SONDAS UMINESCENTES: INESPERADA CLIVAGEM SELETIVA DA N-ACETILBENZAMIDA
  • Data: 13 de Dezembro de 2012 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • No presente trabalho, é reportada, pela primeira vez, a ação catalítica de íons
    lantanídeos trivalentes, Ln3+, na clivagem de imidas. Além de acelerar a reação da Nacetilbenzamida
    com o nucleófilo, os Ln3+ induzem uma regiosseletividade não usual para a
    mesma. As concentrações de NABZ e benzamida, ao longo do tempo, investigadas por
    cromatografia gasosa, se ajustam bem a uma cinética de primeira ordem, mas o tempo de
    meia vida das reações são dependentes da proporção Ln3+:imida, tendendo a diminuir com o
    aumento da quantidade do íon Ln3+. A clivagem da N-acetilbenzamida mediada pelos íons
    Ln3+ é altamente dependente do solvente, o que sugere que o mesmo atua como nucleófilo na
    reação. Ela também é dependente do tipo de íon Ln3+, a velocidade da reação segue a ordem:
    Yb3+ > Tb3+ > Eu3+. Ao contrário do que ocorre com a NABZ, nem a ftalimida nem a Nbenzoil-
    N-(piridina-2-il)benzamida sofrem clivagem mediada pelos íons Ln3+ nas mesmas
    condições, o que sugere que a reação reportada neste trabalho só é operante em imidas
    acíclicas do tipo R1CONHCOR2. Ambos os íons Eu3+ e Tb3+ puderam ser utilizados, além de
    catalisadores, como sondas luminescentes para o monitoramento qualitativo da reação de
    clivagem da N-acetilbenzamida em etanol. Finalmente, um mecanismo consistente com as
    observações experimentais supracitadas foi proposto
    No presente trabalho, é reportada, pela primeira vez, a ação catalítica de íonslantanídeos trivalentes, Ln3+, na clivagem de imidas. Além de acelerar a reação da Nacetilbenzamidacom o nucleófilo, os Ln3+ induzem uma regiosseletividade não usual para amesma. As concentrações de NABZ e benzamida, ao longo do tempo, investigadas porcromatografia gasosa, se ajustam bem a uma cinética de primeira ordem, mas o tempo demeia vida das reações são dependentes da proporção Ln3+:imida, tendendo a diminuir com oaumento da quantidade do íon Ln3+. A clivagem da N-acetilbenzamida mediada pelos íonsLn3+ é altamente dependente do solvente, o que sugere que o mesmo atua como nucleófilo nareação. Ela também é dependente do tipo de íon Ln3+, a velocidade da reação segue a ordem:Yb3+ > Tb3+ > Eu3+. Ao contrário do que ocorre com a NABZ, nem a ftalimida nem a Nbenzoil-N-(piridina-2-il)benzamida sofrem clivagem mediada pelos íons Ln3+ nas mesmascondições, o que sugere que a reação reportada neste trabalho só é operante em imidasacíclicas do tipo R1CONHCOR2. Ambos os íons Eu3+ e Tb3+ puderam ser utilizados, além decatalisadores, como sondas luminescentes para o monitoramento qualitativo da reação declivagem da N-acetilbenzamida em etanol. Finalmente, um mecanismo consistente com asobservações experimentais supracitadas foi proposto

  • AUGUSTO DANTAS FILHO
  • Perovskita de estanato de estrônciodopada com níquel como catalisador para síntese de bio-óleo
  • Data: 30 de Novembro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    As reações de desogixenação de ácidos graxos são bastante utilizadas para a
    produção de biocombustíveis, com o uso de temperatura variando entre 300-350 ºC.
    A proposta deste trabalho foi preparar e caracterizar o catalisador SrSn0,9Ni0,1O3 e
    aplicá-lo na descarboxilação do ácido esteárico para obtenção de bio-óleo. O
    estanato de estrôncio (SrSnO3) é uma perovskita ortorrômbica bastante estudada
    devido suas aplicações tecnológicas e atualmente vem sendo muito utilizada na área
    de catálise. Neste trabalho, o SrSnO3 puro e dopado com 10 % em mol de níquel
    (SrSnO3, SrSn0,9Ni0,1O3) foram sintetizados pelo método dos precursores
    poliméricos. Os sólidos foram caracterizados pelas técnicas de análise térmica
    (TG/DTA), espectroscopia de infravermelho (IV), espectroscopia na região do ultravioleta-
    visível, espectroscopia micro-RAMAN, Difratometria de Raios-X (DRX) e área
    superficial pelo método de BET. Os materiais obtidos, apresentaram o SrCO3 como
    fase secundária, sendo que a adição de níquel na estrutura aumentou a formação de
    carbonato, conforme os resultados de termogravimetria (TG) e espectroscopia de
    infravermelho, e ainda provocou uma desorganização a longo e curto alcance, de
    acordo com os dados de espectroscopia micro-Raman e Difratometria de Raios-X
    (DRX). O catalisador SrSn0,9Ni0,1O3 utilizado na reação de descarboxilação catalítica
    do ácido esteárico a 340 ºC, em atmosfera de H2 apresentou atividade para o
    produto principal (heptadecano), mas não mostrou-se seletivo devido a formação de
    octadecenos em maior quantidade. Foi observada uma tendência para maior
    conversão do ácido esteárico em menores concentrações de H2.
    Palvras-chave: SrSnO3, perovskita, método dos precursores poliméricos,
    descarboxilação de ácidos graxos, bio-óleo.

    As reações de desogixenação de ácidos graxos são bastante utilizadas para aprodução de biocombustíveis, com o uso de temperatura variando entre 300-350 ºC.A proposta deste trabalho foi preparar e caracterizar o catalisador SrSn0,9Ni0,1O3 eaplicá-lo na descarboxilação do ácido esteárico para obtenção de bio-óleo. Oestanato de estrôncio (SrSnO3) é uma perovskita ortorrômbica bastante estudadadevido suas aplicações tecnológicas e atualmente vem sendo muito utilizada na áreade catálise. Neste trabalho, o SrSnO3 puro e dopado com 10 % em mol de níquel(SrSnO3, SrSn0,9Ni0,1O3) foram sintetizados pelo método dos precursorespoliméricos. Os sólidos foram caracterizados pelas técnicas de análise térmica(TG/DTA), espectroscopia de infravermelho (IV), espectroscopia na região do ultravioleta-visível, espectroscopia micro-RAMAN, Difratometria de Raios-X (DRX) e áreasuperficial pelo método de BET. Os materiais obtidos, apresentaram o SrCO3 comofase secundária, sendo que a adição de níquel na estrutura aumentou a formação decarbonato, conforme os resultados de termogravimetria (TG) e espectroscopia deinfravermelho, e ainda provocou uma desorganização a longo e curto alcance, deacordo com os dados de espectroscopia micro-Raman e Difratometria de Raios-X(DRX). O catalisador SrSn0,9Ni0,1O3 utilizado na reação de descarboxilação catalíticado ácido esteárico a 340 ºC, em atmosfera de H2 apresentou atividade para oproduto principal (heptadecano), mas não mostrou-se seletivo devido a formação deoctadecenos em maior quantidade. Foi observada uma tendência para maiorconversão do ácido esteárico em menores concentrações de H2.

  • HELIVALDO DIOGENES DA SILVA SOUZA
  • ESTUDOS QUÍMICOS DOS COMPOSTOS HETEROCÍCLICOS MESOIÔNICOS E SUA POTENCIALIDADE ANTIFÚNGICA
  • Data: 30 de Novembro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Entre os compostos da classe heterocíclica, os mesoiônicos são
    betaínas heterocíclicas planas e não aromáticas estabilizadas por
    deslocalização de elétrons. Apresentam propriedades que podem ser
    aplicadas na área de cristais líquidos, óptica não-linear e principalmente na
    área de desenvolvimentos de novos fármacos, uma vez que esses
    compostos possuem um amplo espectro de atividades biológicas tais como:
    antibacteriana, antitumoral, antifúngica, antimalárica, analgésica,
    antiinflamatória, anticonvulsivante, etc. Neste trabalho relatamos a síntese
    e caracterização dos compostos mesoiônicos da classe 1,3-tiazólio-5-tiolato
    (MI-H1.1, MI-H1.2, MI-H1.3) na forma de base livre e seus derivados na
    forma de sais S-metilados e S-etilados (MI-H2.1, MI-H2.2, MI-H2.3, MIH2.4,
    MI-H2.5 e MI-H2.6) e dos compostos mesoiônicos da classe 1,3-
    diazolio-5-tiolato (MI-H4.1, MI-H4.2, MI-H4.3 e MI-H4.4) na forma de
    base livre e seus derivados na forma de sais S-etilados (MI-H5.1, MI-H5.2
    e MI-H5.3). Todos os compostos foram devidamente caracterizados por
    técnicas espectroscópicas de IV, RMN de 1H e 13C. Dos dezesseis compostos,
    apenas os compostos MI-H1.1, MI-H1.2, M1-H2.2, MI-H2.5, MI-H3.2 e
    MI-H3.4 foram avaliados na atividade antifúngicas e 4 deles apresentaram
    ótima atividade inibindo cinco das seis espécies de Candida com CIM na
    faixa de 64 μg/mL.
    Palavras-chave: Compostos Mesoiônicos, Atividade Antifúngica, 1,3-tiazólio-
    5-tiolato, 1,3-diazólio-5-tiolato
    Entre os compostos da classe heterocíclica, os mesoiônicos sãobetaínas heterocíclicas planas e não aromáticas estabilizadas pordeslocalização de elétrons. Apresentam propriedades que podem seraplicadas na área de cristais líquidos, óptica não-linear e principalmente naárea de desenvolvimentos de novos fármacos, uma vez que essescompostos possuem um amplo espectro de atividades biológicas tais como:antibacteriana, antitumoral, antifúngica, antimalárica, analgésica,antiinflamatória, anticonvulsivante, etc. Neste trabalho relatamos a síntesee caracterização dos compostos mesoiônicos da classe 1,3-tiazólio-5-tiolato(MI-H1.1, MI-H1.2, MI-H1.3) na forma de base livre e seus derivados naforma de sais S-metilados e S-etilados (MI-H2.1, MI-H2.2, MI-H2.3, MIH2.4,MI-H2.5 e MI-H2.6) e dos compostos mesoiônicos da classe 1,3-diazolio-5-tiolato (MI-H4.1, MI-H4.2, MI-H4.3 e MI-H4.4) na forma debase livre e seus derivados na forma de sais S-etilados (MI-H5.1, MI-H5.2e MI-H5.3). Todos os compostos foram devidamente caracterizados portécnicas espectroscópicas de IV, RMN de 1H e 13C. Dos dezesseis compostos,apenas os compostos MI-H1.1, MI-H1.2, M1-H2.2, MI-H2.5, MI-H3.2 eMI-H3.4 foram avaliados na atividade antifúngicas e 4 deles apresentaramótima atividade inibindo cinco das seis espécies de Candida com CIM nafaixa de 64 μg/mL.

  • ELLEN CRISTINY CARVALHO FIGUEIREDO
  • SBA-15 ORGANOFUNCIONALIZADA COM AMINOSSILANO COMO ADSORVENTE PARA CORANTES REATIVOS, UTILIZANDO PLANEJAMENTO FATORIAL
  • Data: 27 de Novembro de 2012 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, foi realizada a síntese da sílica SBA-15 pela hidrólise ácida do tetraetilortossilicato (TEOS) utilizando o copolímero plurônico P123 (EO20PO70EO20). A matriz precursora foi modificada organicamente por silanização com 3- trimetoxipropilsilildietilenotriamino, sendo denominada SBA-15-3N. Os sólidos foram caracterizados através das técnicas de difratometria de raios-X a baixo ângulo, análise elementar de CHN, medidas de adsorção/dessorção de nitrogênio, espectroscopia na região do infravermelho, ressonância magnética nuclear no estado sólido de 29Si e 13C e microscopias eletrônicas de varredura e transmissão. A análise elementar indicou o ancoramento de 1,53 mmol de nitrogênio por grama de sílica, cuja presença foi confirmada nos espectros de infravermelho. Os dados de RMN de 29Si indicaram a prevalência de grupos T2 e T3 na amostra SBA-15-3N, e demonstraram a eficiência da funcionalização da sílica SBA-15. O estudo do potencial zeta mostrou que a SBA-15-3N apresenta carga superficial igual a zero em pH de 9,2, favorecendo a adsorção de corantes aniônicos em uma ampla faixa de pH. Finalmente, a matriz SBA-15-3N foi aplicada na retenção dos corantes reativos aniônicos azul de remazol RN e amarelo de remazol RG, utilizando um planejamento fatorial, para avaliar os efeitos dos fatores tempo de contato, temperatura e pH. Os resultados mostraram que a SBA-15-3N foi um adsorvente eficiente para a remoção de corantes reativos em solução aquosa. O uso do planejamento fatorial foi importante para estabelecer as condições experimentais otimizadas de adsorção, nas quais a capacidade máxima de retenção foi de 514 e de 370 mg/g para os corantes azul de remazol RN e amarelo de remazol RG, respectivamente, sendo que ambos os processos se ajustaram ao modelo de adsorção de Langmuir.

  • PETRUCCIO TENÓRIO MEDEIROS
  • Compostos mesoiônicos. Reações de cicloadição/reversão 1,3-dipolar, técnicas espectroscópias.
  • Data: 22 de Novembro de 2012 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O Cártamo (Carthamus tinctorius I.) é uma oleaginosa energética com elevados teores de óleo, variando de 35 a 48%, e possui alta adaptabilidade a regiões secas e áridas, podendo ser uma boa fonte alternativa a produção de biocombustíveis, no semiárido brasileiro. o biodiesel metílico foi obtido via reação de transesterificação do óleo de duas variedades de cártamo: uma com 76,87% de ácido oleico (C18:1) e outra com 60,1% de ácido linoleico (18:2). As condições reacionais para obatenção do biocombustível de ambas variedades foram: 2% de atalisador (KOH), préaquecimento do óleo a 50C, agitação moderada por 1 hora e proporção 1:6 óleo/metanol. Nestas condições reacionais foi possível obter taxas de conversões em esteres de 97,58% para o biodiesel de cártamo oleico (BCO), e 98,61% para o biodiesel de cártamo linoleico (BCL). Foram investigados todos os parâmetros de qualidade exigidos pela ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) para os biodiseis, a fim de se determinar a viabilidade de seu uso pela substituição total ou parcial do diesel de petróleo. Foi realizado teste termo-oxidativo pelo método em estufa a 65C durante vinte dias de exposição contínua, mostrando que o BCO apresentou melhores resultados de resitância a degradação térmica, atingindo o limite de 100 meq/kg em 360h, enquanto que o BCL ultrapasou este limite de 72 h. O mesmo foi evidenciado no teste Rancimat, onde o BCO apresentou estabilidade oxidativa de 3,6 h, enquanto que o BCL exibiu uma estabilidade apenas de 1 h (o que era esperado, uma vez que este possui maior percentual de ácidos graxos poliinsaturados, especialmente o ácido linoleico). O teste do motor gerador foi feito comparando o consumo do diesel (0,679 L/h) com os das blendas (diesel/biodiesel); onde as misturas de diesel/BCO apresentaram os seguintes valores: 0,646 ( B5); 0,554 (B20); 0,632 (B50); 0,658 (B70) e 0,687 (B100) contra 0,663 (B5); 0,564 (B20); 0,643 (B50); 0,658 (B70) e 0,692 (B100) para as blendas de biodiesel/BCL. Praticamente todos os parâmetros avaliados neste estudo comparativo indicam a qualidade superior do BCO oleico em relação ao BCL.

  • EDILSON BESERRA DE ALENCAR FILHO
  • ESTUDOS DA RELAÇÃO QUANTITATIVA ESTRUTURA-ATIVIDADE (QSAR) DE ADUTOS DE MORITA-BAYLIS-HILLMAN BIOATIVOS CONTRA Leishmania amazonensis.
  • Data: 08 de Novembro de 2012 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Os Adutos de Morita-Baylis-Hillman (AMBH) compreendem uma classe de
    moléculas investigadas por nosso grupo de pesquisas nos aspectos sintéticos,
    teóricos e de bioatividade. Neste trabalho, apresentamos modelos de Relação
    Quantitativa entre a Estrutura Química e a Atividade Leishmanicida (QSAR)
    envolvendo 32 AMBH aromáticos. Deste modo, inicialmente foram investigadas as
    conformações mais estáveis de cada composto através de métodos teóricos, as
    quais foram utilizadas na construção dos modelos. Foram obtidas curvas de energia
    potencial utilizando o método semi-empírico AM1, considerando graus de liberdade
    rotacionais (ligações sigma). A partir destas curvas, a conformação de menor
    energia para cada molécula foi selecionada e otimizada ao nível B3LYP/6-31+G(d),
    considerando os efeitos do solvente aquoso usando PCM (“Polarizable Continuum
    Model”). Dados espectroscópicos de Ressonância Magnética Nuclear de prótons
    corroboraram o estudo conformacional. Ligações de Hidrogênio Intramoleculares
    (LHI) se mostraram presentes na maioria das moléculas estudadas, conforme
    caracterização estrutural e cálculos QTAIM (“Quantum Theory Atoms in Molecules”).
    Curiosamente, os compostos que apresentaram Ligações de Hidrogênio envolvendo
    o grupo nitro (NO2) e a hidroxila (OH) possuem melhores valores de atividade
    biológica (menor IC50). Uma explicação está baseada no mecanismo de ação redox
    de nitrocompostos. Observação das cargas NBO (“Natural Bond Orbitals”) e análise
    dos orbitais de fronteira LUKO (“Lowest Unoccupied Kohn-Sham Orbitals”) ao nível
    do grupo orto-nitro estão de acordo com estas análises. Considerando os cálculos
    quânticos, bem como observações estruturais, quatro descritores foram
    selecionados a priori e submetidos a um estudo QSAR (“Quantitative Structure-
    Activity Relationships”) utilizando modelagem PLS (“Partial Least Squares”) e MLR
    (“Multiple Linear Regression”). Uma segunda abordagem QSAR foi realizada a partir
    de outro conjunto de descritores obtidos através da plataforma online E-DRAGON,
    os quais foram submetidos ao método de seleção de variáveis OPS (“Ordered
    Predictor Selection”). Os parâmetros de qualidade obtidos para os modelos indicam
    que ambos são robustos e preditivos. Palavras chave: Adutos de Morita-Baylis-
    Hillman, Leishmania amazonensis, DFT/PCM, QSAR.

    Os Adutos de Morita-Baylis-Hillman (AMBH) compreendem uma classe demoléculas investigadas por nosso grupo de pesquisas nos aspectos sintéticos,teóricos e de bioatividade. Neste trabalho, apresentamos modelos de RelaçãoQuantitativa entre a Estrutura Química e a Atividade Leishmanicida (QSAR)envolvendo 32 AMBH aromáticos. Deste modo, inicialmente foram investigadas asconformações mais estáveis de cada composto através de métodos teóricos, asquais foram utilizadas na construção dos modelos. Foram obtidas curvas de energiapotencial utilizando o método semi-empírico AM1, considerando graus de liberdaderotacionais (ligações sigma). A partir destas curvas, a conformação de menorenergia para cada molécula foi selecionada e otimizada ao nível B3LYP/6-31+G(d),considerando os efeitos do solvente aquoso usando PCM (“Polarizable ContinuumModel”). Dados espectroscópicos de Ressonância Magnética Nuclear de prótonscorroboraram o estudo conformacional. Ligações de Hidrogênio Intramoleculares(LHI) se mostraram presentes na maioria das moléculas estudadas, conformecaracterização estrutural e cálculos QTAIM (“Quantum Theory Atoms in Molecules”).Curiosamente, os compostos que apresentaram Ligações de Hidrogênio envolvendoo grupo nitro (NO2) e a hidroxila (OH) possuem melhores valores de atividadebiológica (menor IC50). Uma explicação está baseada no mecanismo de ação redoxde nitrocompostos. Observação das cargas NBO (“Natural Bond Orbitals”) e análisedos orbitais de fronteira LUKO (“Lowest Unoccupied Kohn-Sham Orbitals”) ao níveldo grupo orto-nitro estão de acordo com estas análises. Considerando os cálculosquânticos, bem como observações estruturais, quatro descritores foramselecionados a priori e submetidos a um estudo QSAR (“Quantitative Structure-Activity Relationships”) utilizando modelagem PLS (“Partial Least Squares”) e MLR(“Multiple Linear Regression”). Uma segunda abordagem QSAR foi realizada a partirde outro conjunto de descritores obtidos através da plataforma online E-DRAGON,os quais foram submetidos ao método de seleção de variáveis OPS (“OrderedPredictor Selection”). Os parâmetros de qualidade obtidos para os modelos indicamque ambos são robustos e preditivos. 

  • JOSE BERIVALDO SALES ALMEIDA
  • Um método quimiluminescente baseado em imagem digital para determinação de Cr (VI) em águas usando um analisador fluxo-batelada.
  • Data: 24 de Outubro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, propõe-se um método quimiluminescente baseado em
    imagem digital que utiliza um analisador em fluxo-batelada para determinação de Cr
    (VI) em águas. O sistema QL-FB-BID (sistema quimiluminescente em fluxo batelada
    baseado em imagens digitais) proposto usa uma webcam com sensor CCD
    (dispositivo de carga acoplada) para aquisição das imagens digitais geradas de
    acordo com o sistema de cor RGB (Red-Green-Blue). A determinação de Cr (VI) é
    baseada em sua redução quantitativa para Cr (III) por peróxido de hidrogênio em
    meio ácido. Em seguida, o Cr (III) atua como catalisador na reação de oxidação do
    luminol por peróxido de hidrogênio em meio alcalino, produzindo radiação
    quimiluminescente. A luz emitida é capturada pela webcam gerando uma imagem
    digital, na qual uma região é delimitada para a decomposição dos pixels nos valores
    dos componentes R, G e B. Estes valores são usados para definir um vetor posição
    no espaço tridimensional RGB. A norma do vetor é adotada como sendo a resposta
    analítica, a qual se relaciona linearmente com a concentração do analito. A faixa
    linear da resposta obtida para a determinação de Cr (VI) estendeu-se de 7,36 até
    150,00 μg L−1. O modelo linear de curva analítica foi validado por intermédio de
    ANOVA, teste-F para falta de ajuste e da análise gráfica dos resíduos deixados pelo
    modelo. Os valores estimados dos limites de detecção e quantificação foram,
    respectivamente, 2,20 e 7,36 μg L-1. A frequência analítica alcançada foi de 40 h−1.
    Aplicando-se o teste t-emparelhado aos resultados obtidos pelo método proposto em
    comparação com o método espectrofotométrico de referência, não foram
    observadas diferenças estatisticamente significativas ao nível de confiança de 95%.
    Palavras-chave: quimiluminescência, imagem digital, analisador em fluxo-batelada,
    Cr (VI), águas.
    Neste trabalho, propõe-se um método quimiluminescente baseado emimagem digital que utiliza um analisador em fluxo-batelada para determinação de Cr(VI) em águas. O sistema QL-FB-BID (sistema quimiluminescente em fluxo bateladabaseado em imagens digitais) proposto usa uma webcam com sensor CCD(dispositivo de carga acoplada) para aquisição das imagens digitais geradas deacordo com o sistema de cor RGB (Red-Green-Blue). A determinação de Cr (VI) ébaseada em sua redução quantitativa para Cr (III) por peróxido de hidrogênio emmeio ácido. Em seguida, o Cr (III) atua como catalisador na reação de oxidação doluminol por peróxido de hidrogênio em meio alcalino, produzindo radiaçãoquimiluminescente. A luz emitida é capturada pela webcam gerando uma imagemdigital, na qual uma região é delimitada para a decomposição dos pixels nos valoresdos componentes R, G e B. Estes valores são usados para definir um vetor posiçãono espaço tridimensional RGB. A norma do vetor é adotada como sendo a respostaanalítica, a qual se relaciona linearmente com a concentração do analito. A faixalinear da resposta obtida para a determinação de Cr (VI) estendeu-se de 7,36 até150,00 μg L−1. O modelo linear de curva analítica foi validado por intermédio deANOVA, teste-F para falta de ajuste e da análise gráfica dos resíduos deixados pelomodelo. Os valores estimados dos limites de detecção e quantificação foram,respectivamente, 2,20 e 7,36 μg L-1. A frequência analítica alcançada foi de 40 h−1.Aplicando-se o teste t-emparelhado aos resultados obtidos pelo método proposto emcomparação com o método espectrofotométrico de referência, não foramobservadas diferenças estatisticamente significativas ao nível de confiança de 95%.

  • NORMANDO ALEXANDRE DA SILVA COSTA
  • Síntese, caracterização e avaliação biológica de novas imidas planejadas a partir do safrol
  • Data: 19 de Outubro de 2012 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O interesse na pesquisa de novas imidas cíclicas vem crescendo muito nos últimos anos, isso devido, principalmente, as importantes atividades presentes nestes compostos. Neste trabalho, foi descrito a síntese e caracterização de sete imidas cíclicas derivadas do safrol, sendo seis inéditas. Os compostos: NII-F, NII-Cl, NII-Br, NII-BZ, NII-COOH, NII-PH e NII-SO2, foram sintetizados em três etapas: a primeira consistiu na isomerização do safrol (4-alil-1,2-metilenodioxibenzeno) em isosafrol (6,7-Metilenodioxipropenilbenzeno), por meio de refluxo em meio básico, na segunda parte o isosafrol sofre um ciclização com o anidrido maléico, originando o intermediário NII-OO (11-12-Metilenodioxi-5-metil-3-4-5-6-tetrahidronaftaleno-2,15-ácido anidrido dicarboxílico). Na última etapa, o NII-OO foi refluxado em ácido acético com as respectivas aminas aromáticas substituídas, obtendo-se assim as imidas cíclicas. Os compostos obtidos foram elucidados através de técnicas espectroscópicas convencionais: Infravermelho e Ressonância Magnética Nuclear de 1H e 13C. Na avaliação microbiológica das moléculas, foi usada a técnica de diluição para obter as concentrações inibitórias mínimas do crescimento dos microrganismos (CIM) contra os seguintes microrganismos patogênicos aos seres humanos: Cândida albicans – ATCC 76645, LM V-86, LM-111, LM e Cândida tropicalis ATCC 13803, LM 6, LM 20. Os resultados demonstraram que os compostos não apresentaram atividade biológica até a concentração máxima de 1024 μg/mL.

  • SALOANA SANTINA GOMES SANTOS
  • Vermiculitas quimicamente modificadas com grupos orgânicos contendo cloro e nitrogênio como adsorventes para cátions de cobre (II) em solução aquosa
  • Data: 15 de Outubro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Um grupo de materiais que despertam interesse para a produção de sólidos multifuncionais são os filossilicatos naturais que através de reações de modificação interlamelar ou na superfície resultam em materiais híbridos com propriedades melhoradas. Neste trabalho utilizou-se o filossilicato natural, vermiculita (V), como suporte após lixiviação ácida em HNO3 nas concentrações de 0,3; 0,5 e 0,8 mol dm-3 para a síntese de híbridos inorgânico–orgânicos por reações de silanização com o agente sililante 3-cloropropiltrimetoxisilano (Cl), reagindo subseqüentemente com a molécula do imidazol (Im). Os sólidos foram caracterizados por difratometria de raios-X, espectroscopia na região do infravermelho, análise elementar de C, H, N e Cl, medidas de adsorção/dessorção de nitrogênio, termogravimetria, RMN no estado sólido de 29Si e 27Al e microscopia eletrônica de varredura. Nas reações com os sólidos ativados, a quantidade máxima do silano ancorado foi 1,57; 2,42 e 2,30 mmol g-1 para V0,3-Cl, V0,5-Cl e V0,8-Cl, respectivamente. O sólido V0,8-Cl-Im foi o que apresentou o maior número de moléculas ancoradas do grupo imidazol mostrando 1,38 mmol g-1 de nitrogênio. Os sólidos modificados foram aplicados na adsorção de íons Cu2+ em solução aquosa, em que as retenções máximas foram de 2,28; 1,99 e 2,38 mmol/g para os sólidos V0,3-Cl-Im, V0,5-Cl-Im e V0,8-Cl-Im, respectivamente. Os processos adsortivos seguiram a cinética de pseudo-segunda ordem e os dados de equilíbrio se ajustaram ao modelo de Langmuir.
    Palavras-chaves: Vermiculita, argilominerais, sólidos híbridos, adsorção.
    Um grupo de materiais que despertam interesse para a produção de sólidos multifuncionais são os filossilicatos naturais que através de reações de modificação interlamelar ou na superfície resultam em materiais híbridos com propriedades melhoradas. Neste trabalho utilizou-se o filossilicato natural, vermiculita (V), como suporte após lixiviação ácida em HNO3 nas concentrações de 0,3; 0,5 e 0,8 mol dm-3 para a síntese de híbridos inorgânico–orgânicos por reações de silanização com o agente sililante 3-cloropropiltrimetoxisilano (Cl), reagindo subseqüentemente com a molécula do imidazol (Im). Os sólidos foram caracterizados por difratometria de raios-X, espectroscopia na região do infravermelho, análise elementar de C, H, N e Cl, medidas de adsorção/dessorção de nitrogênio, termogravimetria, RMN no estado sólido de 29Si e 27Al e microscopia eletrônica de varredura. Nas reações com os sólidos ativados, a quantidade máxima do silano ancorado foi 1,57; 2,42 e 2,30 mmol g-1 para V0,3-Cl, V0,5-Cl e V0,8-Cl, respectivamente. O sólido V0,8-Cl-Im foi o que apresentou o maior número de moléculas ancoradas do grupo imidazol mostrando 1,38 mmol g-1 de nitrogênio. Os sólidos modificados foram aplicados na adsorção de íons Cu2+ em solução aquosa, em que as retenções máximas foram de 2,28; 1,99 e 2,38 mmol/g para os sólidos V0,3-Cl-Im, V0,5-Cl-Im e V0,8-Cl-Im, respectivamente. Os processos adsortivos seguiram a cinética de pseudo-segunda ordem e os dados de equilíbrio se ajustaram ao modelo de Langmuir.

  • CLAUDIO GABRIEL LIMA JUNIOR
  • INVESTIGAÇÃO DA REAÇÃO DE MORITA-BAYLIS-HILLMAN EM REATOR DE MICRO-ONDAS USANDO ALDEÍDOS AROMÁTICOS E ISATINA COMO ELETRÓFILOS: AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE CITOTÓXICA EM LINHAGEM DE CÉLULAS DE LEUCEMIA PROMIELOCÍTICA HUMANAS (HL-60)
  • Data: 10 de Outubro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Neste trabalho, nós descrevemos a investigação da reação de Morita-Baylis-Hillman
    em reator de micro-ondas, sob condições de vaso fechado para preparação de 40
    adutos, sendo seis inéditos, utilizando 30 aldeídos aromáticos e a isatina como
    eletrófilos e acrilonitrila (62a), acrilato de metila (2), acrilato de hidroxietila (62b),
    acrilato de 2,2-dimetil-1,3-dioxalila (62c) e acrilato de 2,3-diidroxipropila (62d) como
    aceptores de Michael catalisada por 1,4-diazabiciclo [2.2.2] octano (DABCO). A
    maioria dos adutos foram sintetizados de forma eficiente em curtos tempos reacionais
    e excelentes rendimentos (70-99%) usando este protocolo reacional. No entanto, esta
    metodologia sintética apresentou limitações para substratos menos reativos, devido a
    formação de subprodutos e em alguns casos a não formação do aduto desejado. A
    aplicação de baixa temperatura e / ou protocolo convencional a temperatura ambiente
    conduziram a preparação dos adutos de forma quimiosseletiva. Provamos que a
    reação de formação do acrilato de 2-hidroxi(4-bromofenil)metila (43) é reversível a
    120° C, fato que explica a limitação observada na preparação de alguns adutos
    usando aquecimento por irradiação de micro-ondas e o sucesso no emprego de
    protocolo a temperatura de 0º C. A avaliação preliminar da atividade citotóxica contra
    linhagem de células de leucemia humana HL-60 foi realizada, onde os adutos
    nitrilados derivados da isatina (56a e 56b) foram os mais ativos. Estudos preliminares
    da atividade antimitótica em células embrionárias de ouriço do mar (Echinometra
    lucunter) realizados com adutos nitrilados contendo anéis piridínicos (49, 47, 20),
    grupo nitro (16, 38, 15) e átomo de bromo ligados ao anel aromático (42) revelaram
    que, exceto 47, todos os adutos investigados inibiram fortemente os estágios de
    desenvolvimento embrionário de primeira clivagem e mórula. Além disso, observações
    experimentais não demonstraram inibição da organização dos microtúbulos, indução
    de necrose celular e toxicidade por parte dos adutos, sugerindo como mecanismo de
    ação o bloqueio da síntese protéica e/ou de DNA.
    Palavras chave: Adutos de Morita-Baylis-Hillman. Reator de Micro-ondas. Atividade
    citotóxica e antimitótica e Reversibilidade.

    Neste trabalho, nós descrevemos a investigação da reação de Morita-Baylis-Hillmanem reator de micro-ondas, sob condições de vaso fechado para preparação de 40adutos, sendo seis inéditos, utilizando 30 aldeídos aromáticos e a isatina comoeletrófilos e acrilonitrila (62a), acrilato de metila (2), acrilato de hidroxietila (62b),acrilato de 2,2-dimetil-1,3-dioxalila (62c) e acrilato de 2,3-diidroxipropila (62d) comoaceptores de Michael catalisada por 1,4-diazabiciclo [2.2.2] octano (DABCO). Amaioria dos adutos foram sintetizados de forma eficiente em curtos tempos reacionaise excelentes rendimentos (70-99%) usando este protocolo reacional. No entanto, estametodologia sintética apresentou limitações para substratos menos reativos, devido aformação de subprodutos e em alguns casos a não formação do aduto desejado. Aaplicação de baixa temperatura e / ou protocolo convencional a temperatura ambienteconduziram a preparação dos adutos de forma quimiosseletiva. Provamos que areação de formação do acrilato de 2-hidroxi(4-bromofenil)metila (43) é reversível a120° C, fato que explica a limitação observada na preparação de alguns adutosusando aquecimento por irradiação de micro-ondas e o sucesso no emprego deprotocolo a temperatura de 0º C. A avaliação preliminar da atividade citotóxica contralinhagem de células de leucemia humana HL-60 foi realizada, onde os adutosnitrilados derivados da isatina (56a e 56b) foram os mais ativos. Estudos preliminaresda atividade antimitótica em células embrionárias de ouriço do mar (Echinometralucunter) realizados com adutos nitrilados contendo anéis piridínicos (49, 47, 20),grupo nitro (16, 38, 15) e átomo de bromo ligados ao anel aromático (42) revelaramque, exceto 47, todos os adutos investigados inibiram fortemente os estágios dedesenvolvimento embrionário de primeira clivagem e mórula. Além disso, observaçõesexperimentais não demonstraram inibição da organização dos microtúbulos, induçãode necrose celular e toxicidade por parte dos adutos, sugerindo como mecanismo deação o bloqueio da síntese protéica e/ou de DNA.

     

  • CLEDUALDO SOARES DE OLIVEIRA
  • Síntese, caracterização e atividade antimicrobiana de compostos heterocíclicos da classe 2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol derivados de N-acilhidrazonas
  • Data: 10 de Outubro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Entre os compostos heterocíclicos, 1,3,4-oxadiazol representa uma importante unidade
    de construção para o desenvolvimento de novos fármacos, uma vez que compostos que
    contém esta unidade possuem um amplo espectro de atividades biológicas tais como:
    antibacteriana, antifúngica, analgésica, anti-inflamatória, antiviral, antitumoral, antihipertensiva,
    anticonvulsivante, etc. Neste trabalho, descreve-se a síntese, caracterização e
    atividade antimicrobiana de compostos heterocíclicos da classe 2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol,
    especificamente, 3-acetil-2,5-diaril-2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol, que foram obtidos como
    mistura racêmica a partir da reação de ciclização de N-acilhidrazonas usando anidrido acético.
    Os compostos foram divididos em três séries congêneres como: série 1 (2-aril-3-acetil-5-
    (piridin-4-il)-2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol), série 2 (2-(5-nitrofuranil)-3-acetil-5-aril-2,3-diidro-
    1,3,4-oxadiazol) e série 3 (2-(4-acetoxifenil)-3-acetil-5-aril-2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol).
    Todos os novos compostos foram devidamente caracterizados por técnicas espectroscópicas
    de IV, RMN de 1H e 13C e espectrometria de massa. Na avaliação da atividade antimicrobiana
    in vitro, os compostos da série 2 exibiram eficiente atividade frente a diversas linhagens de
    Staphylococcus aureus ensaiadas com concentração inibitória mínima na faixa de 8-32μg/mL,
    sendo mais potente do que o fármaco padrão cloranfenicol, e boa atividade antifúngica contra
    seis linhagens de Candida com concentração inibitória mínima na faixa de 64 a 512μg/mL.
    Palavras-chave: 2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol, N-acilhidrazonas, atividade antimicrobiana.

    Entre os compostos heterocíclicos, 1,3,4-oxadiazol representa uma importante unidadede construção para o desenvolvimento de novos fármacos, uma vez que compostos quecontém esta unidade possuem um amplo espectro de atividades biológicas tais como:antibacteriana, antifúngica, analgésica, anti-inflamatória, antiviral, antitumoral, antihipertensiva,anticonvulsivante, etc. Neste trabalho, descreve-se a síntese, caracterização eatividade antimicrobiana de compostos heterocíclicos da classe 2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol,especificamente, 3-acetil-2,5-diaril-2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol, que foram obtidos comomistura racêmica a partir da reação de ciclização de N-acilhidrazonas usando anidrido acético.Os compostos foram divididos em três séries congêneres como: série 1 (2-aril-3-acetil-5-(piridin-4-il)-2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol), série 2 (2-(5-nitrofuranil)-3-acetil-5-aril-2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol) e série 3 (2-(4-acetoxifenil)-3-acetil-5-aril-2,3-diidro-1,3,4-oxadiazol).Todos os novos compostos foram devidamente caracterizados por técnicas espectroscópicasde IV, RMN de 1H e 13C e espectrometria de massa. Na avaliação da atividade antimicrobianain vitro, os compostos da série 2 exibiram eficiente atividade frente a diversas linhagens deStaphylococcus aureus ensaiadas com concentração inibitória mínima na faixa de 8-32μg/mL,sendo mais potente do que o fármaco padrão cloranfenicol, e boa atividade antifúngica contraseis linhagens de Candida com concentração inibitória mínima na faixa de 64 a 512μg/mL.

  • IELENA EULALIA MATIAS CAVALCANTE ROCHA SOUTO
  • ESTUDO CINÉTICO E REOLÓGICO DE GRAXAS LUBRIFICANTES SUBMETIDAS À DEGRADAÇÃO TÉRMICA OXIDATIVA
  • Data: 04 de Setembro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A lubrificação é de grande importância, pois permite que todos os sistemas que tenham algum movimento relativo funcionem de uma forma mais eficiente prolongando a vida útil do equipamento. Para certos tipos de lubrificação são utilizadas as graxas lubrificantes, que são constituídas de um óleo base e de um agente espessante. Normalmente elas são utilizadas em temperaturas elevadas, o que pode comprometer sua durabilidade e eficiência, visto que suas propriedades podem ser modificadas durante armazenamento e uso no equipamento. Diante disso, o presente trabalho tem como objetivo realizar o estudo cinético de amostras submetidas à degradação térmica oxidativa, bem como determinar o comportamento reológico de graxas lubrificantes à base de sabão de lítio e de cálcio, com a finalidade de prever as características de fluxo do material. As amostras foram submetidas à análise na forma encontrada para venda (sem degradação) e após a degradação térmica, nas temperaturas de 150, 170, 190 e 210 °C, durante 24 e 48 horas, ainda foram utilizadas as temperaturas de 250 e 300°C, por um período de 06 e 12 horas. Através da espectroscopia na região do infravermelho observaram-se alterações nas absorções das amostras de graxa lubrificante à base de sabão de cálcio e à base de sabão de lítio, indicando que as amostras foram degradadas. O estudo reológico indicou o comportamento não Newtoniano para todas as graxas analisadas, sendo os maiores valores de viscosidade para graxas lubrificantes à base de sabão de cálcio nas temperaturas de 250 e 300 °C. De acordo com o método de Coats-Redfern (CR), sob temperatura de 150 °C, nos diferentes tempos aplicados no estudo, tem-se a seguinte ordem de energia de ativação: graxa não degradada > degradada durante 24 horas > degradada durante 48 horas. Os valores de energia de ativação obtidos por meio da determinação dos parâmetros cinéticos não apresentaram boa concordância entre os diferentes métodos utilizados. 

  • ANDERSON EDUARDO ALCANTARA DE LIMA
  • Avaliação e Comparação do Número de Cetano Obtido por Métodos Alternativos (Normatizados e não Normatizados) – Uma Análise Estatística
  • Data: 03 de Setembro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • No Brasil, a maior empregabilidade do óleo diesel é no sistema rodoviário de transporte de cargas, tornando necessário um rigoroso acompanhamento da qualidade de ignição deste combustível Dentre os parâmetros físicos e químicos, o Número de Cetano (NC) é um dos mais comuns indicadores da qualidade do óleo diesel. Além do método padrão (ASTM D-613) para determinação do NC, existem outros métodos alternativos, como, ASTM D-6890, ASTM D-4737, por técnicas de espectroscopia no infravermelho e pelo aparelho portátil IROX DIESEL. O presente estudo teve como objetivo avaliar e comparar métodos alternativos para determinação do NC, utilizando-se teste
    de estatísticas não paramétricas (Friedman, Wilcoxon). Foram selecionadas aleatoriamente 80 amostras que estivessem em conformidade com as especificações da ANP e posteriormente ensaiadas em triplicatas. De acordo com análise estatística, os resultados das determinações de NC pelo método ASTM D-6890 e por técnicas de espectroscopia no infravermelho, não possuem diferenças significativas ao nível de significância de 5%. Já os resultados de NC dos métodos ASTM D-4737 e IROX DIESEL, foram estatisticamente diferentes entre si e também quando comparados com os métodos anteriores mencionados ao nível de significância de 5%. A técnica de espectroscopia no infravermelho mostra ser uma alternativa para obtenção do NC se incluído nas especificações de óleo diesel, pois é uma técnica que requer menor custo de implementação e manutenção, determinação rápida e precisa não requerendo calibração externa e de fácil operação.

  • WAGNER ANDRE VIEIRA DA SILVA
  • (S)-2-HIDROXIPROPANOATO DE 2-N,N-DIMETILAMINOETILA: SÍNTESE E INVESTIGAÇÃO DA ATIVIDADE ORGANOCATALÍTICA NA REAÇÃO DE MORITA-BAYLIS-HILMAN
  • Data: 31 de Agosto de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho foi realizado com o intuito de sintetizar e avaliar uma nova amina terciária quiral, o (S)-2-hidroxipropanoato de 2-N,N-dimetilaminoetila de acordo ao conceito de catalisador multifuncional, o qual permite que uma mesma molécula apresente várias características como os de ácido de Bronsted e base de Lewis. Aliado aos interesses da organocatálise de simplicidade e baixo custo operacional, resultando em produtos que não apresentam metais como contaminantes, projetamos no intuito de ser capaz de catalisar/promover a reação de Morita-Baylis-Hilman (MBH). A síntese de foi efetuada a partir de matérias-primas baratas e de boa disponibilidade comercial; o ácido S-lático e o 2-N,Ndimetilaminoetan-1-ol em uma etapa reacional (98%). Baseado na atual proposta mecanística da reação de MBH, o mecanismo de Cantillo e Kappe, foram investigados as condições reacionais, onde há a transferência de hidrogênio em meio aprótico e também na presença de fenóis como aditivos, verificando a influência nas velocidades, rendimentos de reação e indução assimétrica. Investigamos a reação entre o p-nitrobenzaldeído e a acrilonitrila como reação de MBH padrão, variando condições experimentais como: solvente, quantidade do(S)-2-hidroxipropanoato de 2-N,N-dimetilaminoetila, tempo, temperatura e adição de aditivos fenólicos. Em adição, foi desenvolvido um novo método de separação de enantiômeros para o composto racêmico antiparasitário 2-[Hidroxi(4-nitrofenil)metil]acrilonitrila via cromatografia gasosa com colunas capilares de alta resolução empacotadas por fases quirais. Foram obtidos rendimentos químicos do 2-[Hidroxi(4-nitrofenil)metil] <1 à 98% e excessos enantioméricos até 20,5%. Aspectos mecanísticos são discutidos neste trabalho, baseados nos resultados obtidos e em cálculos computacionais, usando a teoria DFT e QTAIM.

  • INAKA SILVA BARRETO
  • Sistema Fluxo-Batelada Monossegmentado: Determinação Espectrofotométrica de Boro em Plantas
  • Data: 30 de Agosto de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho introduz o conceito fluxo-batelada monossegmentado (monosegmented flow-batch - MSFB). Esse sistema combina as características favoráveis do sistema fluxo-batelada (flow-batch analysis – FBA) e do fluxo monossegmentado (monosegmented flow analysis – MSFA), permitindo o uso do FBA em reações de cinética lenta sem prejuízo na sensibilidade ou na frequência de amostragem. O MSFB foi avaliado durante a determinação espectrofotométrica de boro em extrato de plantas, baseado no método que envolve a reação lenta entre o boro e a azometina-H. Todas as soluções padrão foram preparadas in-line e todos os processos analíticos foram realizados por simples mudanças nos parâmetros operacionais do software de controle do MSFB. O limite de detecção foi estimado em 0,008 mg L-1. As medidas foram executadas com frequência analítica de 120 amostras por hora, com precisão
    satisfatória. O MSFB foi aplicado com sucesso na análise de 10 amostras de extratos plantas e os resultados foram equivalentes aos obtidos pelo método de referência, ao nível de 95% de confiança estatística.

  • JULIANA KELLY DIONIZIO DE SOUZA
  • SÍNTESE DE CATALISADORES UTILIZANDO GARRAFA PET PARA A PRODUÇÃO DE BIODIESEL
  • Data: 30 de Agosto de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Título: Síntese de catalisadores utilizando garrafa PET para a produção de biodiesel.
    RESUMO
    A catálise heterogênea é uma alternativa promissora para resolver os problemas ambientais encontrados na catálise homogênea, pois permite o uso continuo do catalisador até sua desativação e minimiza a geração de efluentes. Neste sentido, este trabalho visa em sintetizar, otimizar e avaliar a atividade de catalisadores heterogêneos, utilizando a garrafa PET pós-consumo como matéria prima na síntese da fase ativa e SiO2 como suporte catalítico para a reação de transesterificação com óleo de soja. Os catalisadores foram obtidos pela o método de impregnação utilizando o metanol como solvente. A fase ativa, os catalisadores e o suporte catalítico foram caracterizados por difração de raios-X (DRX), espectroscopia na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, microscopia eletrônica de varredura (MEV) e EDS, análise térmica (TG), e medida de área superficial (BET). Os biodieseis foram sintetizados utilizando uma razão molar de 1:9 (óleo de soja: metanol), 0,1 g da fase ativa como catalisador a temperatura ambiente e 1,2 g dos catalisadores sintetizados a 75 °C, onde suas viscosidades cinemáticas foram medidas. Todos os catalisadores foram efetivos na síntese do biodiesel, pois promoveu a redução de viscosidade do óleo de soja utilizado, no qual mostrou um indicativo que a reação de transesterificação ocorreu, dentre todos os biodieseis sintetizados o catalisador que mais se destacou foi o 30%-K2CO3/70%-SiO2, onde obteve-se a maior redução de viscosidade com um menor tempo reacional. Os testes de qualidade foram feitos para o Bio 1h-30%, o qual mostrou estar dentro dos parâmetros estabelecidos pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). O experimento de reuso do catalisador utilizado na síntese do Bio 1h-30%, mostrou que a atividade catalítica é reduzida devido ao possível fenômeno de lixiviação, então estudos preliminares foram propostos para estudar a possível lixiviação da fase ativa.
    Palavras-Chave: Catálise heterogênea, PET, impregnação.

    A catálise heterogênea é uma alternativa promissora para resolver os problemas ambientais encontrados na catálise homogênea, pois permite o uso continuo do catalisador até sua desativação e minimiza a geração de efluentes. Neste sentido, este trabalho visa em sintetizar, otimizar e avaliar a atividade de catalisadores heterogêneos, utilizando a garrafa PET pós-consumo como matéria prima na síntese da fase ativa e SiO2 como suporte catalítico para a reação de transesterificação com óleo de soja. Os catalisadores foram obtidos pela o método de impregnação utilizando o metanol como solvente. A fase ativa, os catalisadores e o suporte catalítico foram caracterizados por difração de raios-X (DRX), espectroscopia na região do infravermelho (IV), espectroscopia Raman, microscopia eletrônica de varredura (MEV) e EDS, análise térmica (TG), e medida de área superficial (BET). Os biodieseis foram sintetizados utilizando uma razão molar de 1:9 (óleo de soja: metanol), 0,1 g da fase ativa como catalisador a temperatura ambiente e 1,2 g dos catalisadores sintetizados a 75 °C, onde suas viscosidades cinemáticas foram medidas. Todos os catalisadores foram efetivos na síntese do biodiesel, pois promoveu a redução de viscosidade do óleo de soja utilizado, no qual mostrou um indicativo que a reação de transesterificação ocorreu, dentre todos os biodieseis sintetizados o catalisador que mais se destacou foi o 30%-K2CO3/70%-SiO2, onde obteve-se a maior redução de viscosidade com um menor tempo reacional. Os testes de qualidade foram feitos para o Bio 1h-30%, o qual mostrou estar dentro dos parâmetros estabelecidos pela Agência Nacional de Petróleo (ANP). O experimento de reuso do catalisador utilizado na síntese do Bio 1h-30%, mostrou que a atividade catalítica é reduzida devido ao possível fenômeno de lixiviação, então estudos preliminares foram propostos para estudar a possível lixiviação da fase ativa.

     

  • RENE PINTO DA SILVA
  • TRATAMENTO DE CORANTES REATIVOS EM SOLUÇÃO AQUOSA UTILIZANDO LODO DE ESGOTO SANITÁRIO COMO BIOSSORVENTE EM REATORES CONTÍNUOS
  • Data: 16 de Agosto de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os tratamentos convencionais de efluentes da indústria têxtil, em geral, produzem quantidades significativas de subprodutos com características recalcitrantes. Dentre as novas tecnologias de tratamento, a adsorção se apresenta como um método alternativo. Neste estudo, foi feita a avaliação da eficiência do lodo de esgoto sanitário na remoção do corante reativo amarelo GR, azul GN e vermelho RB em reatores em fluxo contínuo, com e sem aeração, em relação ao pH, alcalinidade total, ácidos graxos voláteis, acidez, condutividade elétrica, turbidez oxigênio dissolvido, sólidos totais e absorbância em função do tempo no reator. Para isto, os lodos foram pré-tratados termicamente, triturados e peneirados. Os reatores com aeração apresentaram os melhores resultados, destacando a eficiência de remoção de 86% durante o período de 60 dias. Os reatores em série apresentaram uma eficiência de remoção média de 81%. A remoção foi satisfatória já que o LES não necessitou de nenhuma modificação química e o corante foi eficientemente adsorvido, em torno de pH 5 a 7. Os resultados finais foram promissores, em relação aos parâmetros físico-químicos medidos que são legislados, uma vez que o efluente após o tratamento se enquadrou na legislação vigente, em relação ao lançamento de efluentes em corpos d’água.
    .

  • SUELANIO VIEGAS DE SANTANA
  • NANOPARTÍCULAS DE PRATA E Ag/ZnO NANOESTRUTURADO COMO AGENTES ANTIMICROBIANOS OBTIDOS POR PROCESSO HIDROTERMAL DE MICRO-ONDAS
  • Data: 15 de Agosto de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho consiste na obtenção, caracterização e avaliação antimicrobiana de nanopartículas de prata e Ag/ZnO nanoestruturado.  As nanopartículas de prata foram obtidas através de uma nova rota utilizando AgNO3 como sal precursor e citrato de amônio como agente redutor. Sobre óxido de zinco comercial foram impregnadas nanopartículas de prata por meio do método hidrotermal de micro-ondas em diferentes tempos de síntese. As amostras Ag/ZnO nanoestruturado foram caracterizadas através das técnicas de difração de raios X (DRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV) e espectroscopia de energia dispersiva (EDS). As nanopartículas de prata coloidais obtidas durante os processos foram caracterizadas por meio da espectroscopia óptica na região do ultravioleta e visível (UV-Vis). Ensaios de atividade antimicrobiana foram procedidos para o Ag/ZnO nanoestruturado e para as nanopartículas de prata coloidal. Foram incluídas seis espécies bacterianas e seis espécies fúngicas. Análises da atividade tóxica e citotóxica, foram procedidas para as nanopartículas de prata coloidal sobre alevinos de Poecilia Reticulata e sobre Artemia salina. Os resultados demostram que  método de síntese escolhido se mostrou eficaz para a síntese da prata, bem como no processo de impregnação das nanopartículas de prata sobre o óxido de zinco comercial. Os testes biológicos revelaram significativa atividade antimicrobiana das nanopartículas de prata sobre os micro-organismos analisados e a sua baixa toxidade.

     

     


  • ANDRE LEONARDO PATRICIO SILVA
  • PREPARAÇÃO DE SÍLICAS ORGANOFUNCIONALIZADAS PARA A IMOBILIZAÇÃO DE LIPASE DE Burkholderia cepacia
  • Data: 10 de Agosto de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • A obtenção de lipases imobilizadas estáveis é um dos maiores desafios para a biotecnologia moderna que envolve o emprego destas enzimas em processos biocatalisados. A aplicação comercial desses biocatalisadores depende de métodos eficientes de imobilização e da utilização de um suporte apropriado para assegurar estabilidade às enzimas. Nessa direção, o escopo do presente trabalho envolveu a preparação de suportes quimicamente modificados a partir da sílica gel. As sílicas organofuncionalizadas foram preparadas por silanização pela rota heterogênea, utilizando os compostos 3-aminopropiltrimetoxissilano e 3-cloropropiltrimetoxissilano originando os sólidos denominados Sil-propil-NH2 e Sil-propil-Cl, respectivamente. Os sólidos Sil-propil-NH2 e Sil-propil-Cl reagiram subsequentemente com cloreto cianúrico e o com o espaçador 1,6 diaminohexano, seguido do ataque covalente do cloreto cianúrico resultando nas matrizes Sil-propil-N-CC e Sil-propil-Hex-CC. A sílica gel e os sólidos modificados foram caracterizados pelas técnicas de termogravimetria, medidas de adsorção/dessorção de nitrogênio, análises elementar de CHN, ressonância magnética nuclear de Si29 e C13 e espectroscopia de absorção na região do infravermelho. Os suportes modificados foram utilizados na imobilização da lipase de Burkholderia cepacia, sendo que o desempenho catalítico e estabilidade dos derivados enzimáticos imobilizados foram investigados em reações de hidrólise do éster palmitato de p-nitrofenila (p-NPP) em cinco ciclos reacionais consecutivos. Os resultados das preparações dos suportes mostraram o ancoramento da molécula triazínica nas superfícies silanizadas. No material Sil-propil-N-CC foi observado um aumento do teor de nitrogênio obtido da análise elementar, que correspondeu a 1,82% de N referente à introdução do grupo amino e 3,08% de N após a reação com o composto triazínico. No caso do material Sil-propil-Cl, observou-se um aumento na porcentagem de nitrogênio do suporte contendo espaçador (2,13% N) e após a reação com o cloreto cianúrico (3,6% N). Os testes de atividade hidrolítica e estabilidade das lipases imobilizadas mostraram 2910, 3000 e 3430 U/g, respectivamente para os suportes contendo aminopropil e o anel triazínico, cloropropil e o espaçador e a superfície com espaçador e o anel triazínico. Nos ensaios catalíticos foi observada uma maior tendência de perda de estabilidade na ausência do espaçador. Os resultados obtidos mostraram que as reações de modificação química da superfície da sílica possibilitaram o ancoramento covalente do cloreto cianúrico e a presença de um espaçador possibilitou maior atividade e estabilidade aos biocatalisadores imobilizados.

  • MICHELLE MENEZES DE OLIVEIRA
  • MAGADEÍTA E VERMICULITAS MODIFICADAS COM GRUPOS ORGÂNICOS CONTENDO NITROGÊNIO E ENXOFRE COMO ADSORVENTES
  • Data: 27 de Julho de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Os silicatos lamelares têm sido estudados devido à suas propriedades superficiais e estrutura lamelar. Neste contexto a magadeíta e a vermiculita que são silicatos lamelares sintético e natural, respectivamente, podem ser quimicamente modificados sendo aplicados como suportes para imobilização de compostos orgânicos resultando em sólidos multifuncionais. Neste trabalho se investigou a síntese de sólidos nano-estruturados, utilizando magadeíta ácida e vermiculitas (sódica e lixiviadas com HNO3 nas concentrações 0,3; 0,5 e 0,8 mol dm-3) como suportes na imobilização dos compostos etileno sulfeto (ES), 3-cloropropiltrimetoxisilano (CPTS) e o 1-(2-aminoetil)piperazina (AMP), originando os híbridos MagES, VCl e VAMP, respectivamente. Os sólidos foram caracterizados pelas técnicas de difratometria de raios X, espectroscopia na região do infravermelho, análise termogravimétrica, análise de adsorção e dessorção de nitrogênio, análise elementar, RMN de 29Si e 13C e microscopia eletrônica de varredura. Na reação da molécula ES com magadeíta, a quantidade máxima imobilizada foi 1,59 mmol/g de enxofre. Para as reações das vermiculitas com o silano CPTS, os valores de grupos orgânicos foram 1,78, 1,54 e 2,45 mmol/g nos sólidos V0,3Cl, V0,5Cl e V0,8Cl, respectivamente. Entre os sólidos silanizados, a matriz V0,5Cl apresentou o maior número de moléculas do reagente AMP ancoradas em relação aos demais, cujo valor foi 1,64 mmol/g de nitrogênio. Os materiais foram aplicados para retenção de íons metálicos de Cu2+, Pb2+ e Cd2+ em solução aquosa. As melhores condições mediante ensaios cinéticos e de equilíbrio foram empregadas. A adsorção máxima de Pb2+ pelo sólido MagES2 foi 0,59 mmol/g e para o sólido nitrogenado V0,5AMP a adsorção máxima de Cu2+ foi 1,54 mmol/g. Os processos adsortivos seguiram uma cinética de pseudo-segunda ordem. Os modelos de Langmuir e Freundlich foram utilizados para ajustar os dados experimentais, apresentando boa correlação. Os resultados indicaram que os sólidos organicamente modificados são potenciais adsorventes na remoção de cátions metálicos de solução aquosa.

  • LÍBIA NAYANE FERNANDES DE QUEIROGA
  • INTERCALAÇÃO DE ETILENODIAMINA EM VERMICULITA E ADSORÇÃO DO CORANTE REATIVO AZUL DE REMAZOL RN UTILIZANDO MÉTODOS QUIMIOMÉTRICOS
  • Data: 20 de Julho de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  •  

    Palavras-chave: vermiculita, etilenodiamina, corante, planejamento experimental, métodos quimiométricos.
    O argilomineral vermiculita foi modificado por intercalação de etilenodiamina (en) em meio ácido. Para isto, foi empregado um planejamento fatorial 24, cujos fatores escolhidos foram: temperatura da reação de intercalação, concentração de en+, tempo de agitação e lixiviação da vermiculita, no total foram obtidas 16 amostras de vermiculita preparadas em diversas condições experimentais. A resposta avaliada foi a percentagem de nitrogênio. As matrizes pura e modificadas foram caracterizadas através das técnicas de análise elementar de CHN; difração de raios X; espectroscopia na região do infravermelho e ressonância magnética nuclear de 29Si. Um estudo quimiométrico foi realizado utilizando os espectros na região do infravermelho das 16 amostras para investigar o efeito das condições experimentais na modificação de vermiculita. Os resultados mostraram que a temperatura de reação e o processo de lixiviação do sólido tem influência relevante em termos de propriedades estruturais da vermiculita. Os dados de análise elementar forneceram o valor de 0,54 mmol g-1 para a quantidade de grupos orgânicos, sugerindo a efetividade da reação de intercalação de etilenodiamina protonada (en+) no espaço interlamelar do material. O sólido otimizado foi aplicado em processo de adsorção do corante reativo azul de remazol RN em solução aquosa, utilizando o planejamento fatorial, na qual as variáveis foram: temperatura e tempo de agitação, as respostas foram dadas pela absorção no UV-VIS da banda característica do corante. Os resultados mostraram que a vermiculita modificada é um adsorvente eficiente para a remoção do corante reativo azul de remazol RN em solução aquosa e que a aplicação do planejamento experimental é importante para a determinação das melhores condições das variáveis experimentais.

    O argilomineral vermiculita foi modificado por intercalação de etilenodiamina (en) em meio ácido. Para isto, foi empregado um planejamento fatorial 24, cujos fatores escolhidos foram: temperatura da reação de intercalação, concentração de en+, tempo de agitação e lixiviação da vermiculita, no total foram obtidas 16 amostras de vermiculita preparadas em diversas condições experimentais. A resposta avaliada foi a percentagem de nitrogênio. As matrizes pura e modificadas foram caracterizadas através das técnicas de análise elementar de CHN; difração de raios X; espectroscopia na região do infravermelho e ressonância magnética nuclear de 29Si. Um estudo quimiométrico foi realizado utilizando os espectros na região do infravermelho das 16 amostras para investigar o efeito das condições experimentais na modificação de vermiculita. Os resultados mostraram que a temperatura de reação e o processo de lixiviação do sólido tem influência relevante em termos de propriedades estruturais da vermiculita. Os dados de análise elementar forneceram o valor de 0,54 mmol g-1 para a quantidade de grupos orgânicos, sugerindo a efetividade da reação de intercalação de etilenodiamina protonada (en+) no espaço interlamelar do material. O sólido otimizado foi aplicado em processo de adsorção do corante reativo azul de remazol RN em solução aquosa, utilizando o planejamento fatorial, na qual as variáveis foram: temperatura e tempo de agitação, as respostas foram dadas pela absorção no UV-VIS da banda característica do corante. Os resultados mostraram que a vermiculita modificada é um adsorvente eficiente para a remoção do corante reativo azul de remazol RN em solução aquosa e que a aplicação do planejamento experimental é importante para a determinação das melhores condições das variáveis experimentais.

     

  • ROSA VIRGINIA TAVARES GRANGEIRO
  • Aplicação de Processo Oxidativo Avançado em Águas de Lavagem de Biodiesel e Ensaios de Toxicidade.
  • Data: 18 de Julho de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Diante da crescente tendência de se explorar os biocombustíveis como a fonte de energia renovável e com menor impacto ambiental e considerando que a transesterificação pela catálise básica é a mais utilizada na purificação do biodiesel, torna-se relevante realizar tratamentos visando à reutilização da água de lavagem do biodiesel. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi aplicar e comparar aFotólise (UV)seguidados tratamentos oxidativos avançados; UV/H2O2; Fenton (Fe2+/H2O2) e foto-Fenton (Fe2+/UV/H2O2), bem como realizar ensaios de toxicidade usando sementes de alface (lactuca sativa), antes e após o tratamento dos efluentes. A água de lavagem foi coletada na usina de biodiesel localizada na cidade de Caetés – PE. O biodiesel obtido a partir do óleo de algodão foi lavado, sequencialmente, com duas porções de cem litros de água. Foram encontrados valores de pH de 3,8 e 3,4; a turbidez apresentou valor mínimo de 158 e máximo de 7369 UNT; a CE foi de 0,25 e 0,86; o valor mínimo de 160.000 e máximo de 184.000 mg.L-1de DQO; a DBO variou de 830 a 2.150 mg.L-1 e o teor de óleos e graxas oscilaram de 2.852 a 21.761 mg.L-1, respectivamente, para água de primeira e segunda lavagem. Após a aplicação do processo por fotólise, ocorreu redução (82,6% e 72,5%) da turbidez para as águas resultantes das duaslavagens. Para a água da primeira lavagem, o tratamento por UV/H2O2 resultou na melhor redução da turbidez (91,4%) e DQO (70,4%). Para a água resultante da segunda lavagem a turbidez reduziu em (84%) e a DQO em (80%), determinadas pelo processo de foto-Fenton.Através dos testes de toxicidade utilizando sementes de alface, ficou comprovado que o melhor IG% ocorreu nos tratamentos por fotólise (95,3%) e UV/H2O2 (92,8%).
  • JOSE HUNDEMBERG PEREIRA BARBOSA
  • Nanocompósitos de fosfato de cálcio com óxido de titânio –Síntese e caracterizações.
  • Data: 27 de Abril de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • As cerâmicas de fosfato de cálcio têm sido investigadas devido as suas propriedades tais como biocompatibilidade e ausência de toxicidade, possibilitando sua utilização na área médica sendo aplicadas como substituto do tecido ósseo em implantes. No entanto, outras características são importantes tais como bioafinidade, resistência mecânica e química. Devido à dificuldade de se obter tais propriedades nos fosfatos puros, nanocompósitos foram propostos por combinarem as propriedades mecânicas e físicas dos materiais bioinertes com as propriedades biológicas das biocerâmicas. Assim neste trabalho, nanocompósitos do fosfato de cálcio monetita (CaHPO4) com dióxido de titânio foram sintetizados pela hidrólise controlada de tetrabutóxido de titânio em composições variando de 1 a 10% em soluções aquosas de cloreto de cálcio e fosfato de amônio. Os sólidos foram caracterizados por difratometria de raios-X, espectroscopia na região do infravermelho, análise termogravimétrica e microscopia eletrônica de varredura. Os resultados mostraram que houve uma incorporação do dióxido de titânio na superfície da monetita sem perda da cristalinidade e alteração morfológica. A avaliação da estabilidade química dos materiais mostrou que os nanocompósitos apresentaram resistência à dissolução em pH abaixo de 6,0. Os ensaios de bioatividade indicaram que o nanocompósito M2 apresentou melhor desempenho que os demais.

  • WELLINGTON DA SILVA LYRA
  • Um Método Espectrométrico de Emissão em Chama Baseado em Imagens Digitais para Determinação Indireta de Fármacos e Determinação Simultânea de Sódio e Cálcio
  • Data: 20 de Abril de 2012 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Neste trabalho a potencialidade da Espectrometria de Emissão em Chama
    Baseada em Imagens digitais (DIB-FES) é demonstrada por meio de duas aplicações
    completamente distintas. A primeira consiste na determinação indireta de três
    fármacos em soluções injetáveis: diclofenaco sódico, dipirona sódica e gluconato de
    cálcio e a segunda na combinação da DIB-FES com Regressão Linear Múltipla (MLR)
    para a determinação simultânea de sódio e cálcio em amostras de leite em pó. Até o
    presente momento a literatura não reporta a utilização da FES tradicional na:
    determinação indireta de substâncias orgânicas, determinação simultânea de analitos
    utilizando um único detector e superação do problema de interferência espectral. Na
    DIB-FES as imagens digitais da chama são capturadas pela webcam na região
    oxidante da mesma (2,5 cm acima do queimador do fotômetro) e estão associadas às
    radiações emitidas pelos metais presentes na chama ar-butano. Com base no sistema
    de cores Vermelho-Verde-Azul (RGB) foram desenvolvidos modelos de calibração
    univariada e multivariada, os quais foram validados e então aplicados em amostras
    reais. Em cada aplicação os resultados obtidos foram comparados com os resultados
    obtidos por seus respectivos métodos de referência. Não houve diferenças
    estatisticamente significativas entre resultados ao aplicar o teste t emparelhado ao
    nível de 95% de confiança. A precisão estimada foi melhor do que a de seus
    respectivos métodos de referência e a exatidão foi verificada por altas taxas de
    tendência e fatores de recuperação entre 97 e 104% nas duas aplicações.
    Neste trabalho a potencialidade da Espectrometria de Emissão em ChamaBaseada em Imagens digitais (DIB-FES) é demonstrada por meio de duas aplicaçõescompletamente distintas. A primeira consiste na determinação indireta de trêsfármacos em soluções injetáveis: diclofenaco sódico, dipirona sódica e gluconato decálcio e a segunda na combinação da DIB-FES com Regressão Linear Múltipla (MLR)para a determinação simultânea de sódio e cálcio em amostras de leite em pó. Até opresente momento a literatura não reporta a utilização da FES tradicional na:determinação indireta de substâncias orgânicas, determinação simultânea de analitosutilizando um único detector e superação do problema de interferência espectral. NaDIB-FES as imagens digitais da chama são capturadas pela webcam na regiãooxidante da mesma (2,5 cm acima do queimador do fotômetro) e estão associadas àsradiações emitidas pelos metais presentes na chama ar-butano. Com base no sistemade cores Vermelho-Verde-Azul (RGB) foram desenvolvidos modelos de calibraçãounivariada e multivariada, os quais foram validados e então aplicados em amostrasreais. Em cada aplicação os resultados obtidos foram comparados com os resultadosobtidos por seus respectivos métodos de referência. Não houve diferençasestatisticamente significativas entre resultados ao aplicar o teste t emparelhado aonível de 95% de confiança. A precisão estimada foi melhor do que a de seusrespectivos métodos de referência e a exatidão foi verificada por altas taxas detendência e fatores de recuperação entre 97 e 104% nas duas aplicações.

  • JOAO JARLLYS NOBREGA DE SOUZA
  • Catalisadores a base de SrSnO3:Ni2+ não suportados e suportados para reação de redução de NO com CO
  • Data: 23 de Março de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho envolveu a síntese de um óxido com a estrutura perovskita (ABO3), o estanato de estrôncio (SrSnO3), com estrutura ortorrômbica com grupo espacial Pbnm, usando o método dos precursores poliméricos. Este material apresenta aplicações como capacitores, sensores de gases como o CO, NOx, H2, umidade e atualmente vem sendo estudado como catalisador. No início deste trabalho, o SrSnO3 puro e dopado com 10 % em mol de níquel (Sr0,9SnNi0,1O3, SrSn0,9Ni0,1O3, Sr0,95Sn0,95Ni0,1O3) foi caracterizado, fazendo uso da análise térmica (TG/DTA), espectroscopia de infravermelho (IV), espectroscopia na região do Ultra-violeta - visível, espectroscopia RAMAN, Difração de Raios-X (DRX) e área superficial pelo método de BET. A atividade catalítica dos materiais não suportados foi avaliada na reação de redução do monóxido de nitrogênio (NO) com monóxido de carbono (CO) seguida de caracterização por DRX, IV e Raman. O material calcinado a 800°C, apresenta o SrCO3 como fase secundária, sendo que a substituição do Sr2+ pelo Ni2+ reduz a formação de carbonato. A dopagem não alterou significativamente a ordem a longo alcance mas aumentou a desordem a ordem curto alcance. O sistema com melhor desempenho catalítico (SrSn0,9Ni0,1O3) obteve conversões de aproximadamente 90% de CO a CO2 e 85% de NO a N2. Na segunda parte do trabalho os catalisadores foram suportados (10% em massa, fase ativa/suporte), na anatase, gama alumina, céria e zircônia, a partir da resina obtida pelo método dos precursores poliméricos, com caracterização pelas técnicas descritas anteriormente. Buscou-se, dessa forma, avaliar o efeito do suporte na atividade desta perovskita nas mesmas condições reacionais. Foi possível confirmar a deposição do catalisador sobre todos os suportes, sendo a análise dificultada por se tratar de um filme na superfície do pó, às vezes com sobreposição de picos/bandas.

  • ANA FERNANDA DE SOUZA GERMANO
  • Sílicas mesoporosas modificadas com grupos contendo nitrogênio e enxofre como adsorventes para íons metálicos em solução
  • Data: 16 de Março de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • Híbridos mesoporosos orgânico-inorgânicos são candidatos promissores na área de adsorção. Neste trabalho, foram sintetizados novos adsorventes baseados em sílicas mesoporosas do tipo HMS e MCM-41 organofuncionalizadas com grupos contendo nitrogênio e enxofre empregando o método pós funcionalização. A sílica HMS foi obtida a partir do direcionador n-dodecilamina e modificada com os organossilanos contendo um, dois ou três átomos de nitrogênio, em seguida submetidas a reações de funcionalização com ácido tioglicólico ou etilenossulfeto. A sílica MCM-41, obtida a partir do direcionador CTAB, foi modificada apenas com o organossilano contendo um átomo de nitrogênio e funcionalizada com dissulfeto de carbono. O conjunto de sílicas HMS funcionalizadas foram aplicadas em processos de adsorção dos cátions divalentes Cd, Co, Cu, Ni e Pb em solução aquosa, sendo realizado o estudo cinético. As matrizes HMS e MCM-41 puras, modificadas e funcionalizadas foram caracterizadas através das técnicas de análise elementar, termogravimetria, determinação de área superficial, espectroscopia na região do infravermelho, ressonância magnética nuclear de 13C e 29Si e difratometria de raios-X. Os dados de análise elementar de C, H, N e S sugerem o sucesso da imobilização dos ligantes ácido tioglicólico e etilenossulfeto apontando para possível polimerização das moléculas de etilenossulfeto. A matriz MCM-41 apresentou pequeno grau de funcionalização, 0,09 mmol g-1 de enxofre ancorado à superfície. As matrizes HMS funcionalizadas demonstraram capacidade para adsorção dos cátions Cd2+, Co2+, Cu2+, Ni2+ e Pb2+, sendo os melhores resultados verificados para o cátion Cu2+. Todos os sistemas estudados obedecem à cinética de reação de pseudo-segunda ordem. As quantidades dos cátions Cu2+ fixos adsorvidos nas matrizes HMS contendo um, dois ou três átomos de nitrogênio e o ligante ácido tioglicólico foram: 0,86; 1,08 e 1,06 mmol g-1, respectivamente. Para as matrizes contendo um, dois ou três átomos de nitrogênio e o ligante etilenossulfeto os valores foram: 0,83; 1,38 e 1,01 mmol por grama, respectivamente.

  • ANDRE LUIZ MENEZES DE OLIVEIRA
  • Síntese e Caracterização de pós e filmes finos de SrSn1-xTixO3 (x = 0; 0,25; 0,50; 0,75 e 1,0)
  • Data: 02 de Março de 2012 às 10:30
  • Mostrar Resumo
  • O estanato (SrSnO3) e o titanato de estrôncio (SrTiO3) são óxidos do tipo perovskita que apresentam estrutura ortorrômbica (Pbnm) e cúbica (Pm3m), respectivamente. Estes materiais têm recebido bastante atenção nos últimos anos devido às suas características físicas e químicas interessantes, levando à diferentes tipos de aplicações tecnológicas. Portanto, estes dois materiais foram combinados com intuito de obter uma solução sólida, SrSn1-xTixO3, na forma de pós e filmes finos. Em relação aos pós, esta solução sólida apresentou transições de fase sucessivas com o aumento da quantidade de Ti4+ no sistema, passando de uma estrutura ortorrômbica à tetragonal levando à cúbica. Estas transições foram observadas através de difração de raios-X e refinamento Rietveld, e confirmadas por espectroscopia vibracional Raman. Os diferentes tipos de estrutura cristalina das composições da solução sólida levaram a diferentes propriedades fotoluminescentes no espectro visível, variando a região de emissão de mais baixa à mais alta energia com o aumento de Ti4+ na estrutura, ou seja, passando da estrutura ortorrômbica (SrSnO3), tetragonal (SrSn0,75Ti0,25O3) até à cúbica (SrSn0,50Ti0,50O3, SrSn0,25Ti0,75O3 e SrTiO3). Estas emissões foram provavelmente favorecidas pelos tipos de defeitos específicos criados dentro do band gap destes materiais. Por outro lado, os filmes finos deste sistema apresentaram diferentes tipos de crescimento os quais são associados à natureza cristalina dos substratos, composição dos filmes e com o método de deposição utilizado (método de deposição química em solução - CSD - e método de deposição por laser pulsado – PLD). Os filmes depositados sobre sílica e safira-R (Al2O3-012) apresentaram como policristalinos (crescimento aleatorio dos cristalitos), enquanto os filmes depositados por PLD apresentaram orientação preferencial (h00) (crescimento texturizado), com exceção do filme de SrTiO3 que é epitaxial rotacionado em 45º no plano da safira-R. Todos os filmes depositados através dos dois métodos de deposição sobre LAO (LaAlO3-100) apresentaram um crescimento epitaxial (h00). Além disso, as características morfológicas e as propriedades fotocatalíticas também apresentaram forte influencia dos mesmos parâmetros acima citados. Em relação às propriedades fotocatalíticas, os filmes obtidos pelo método CSD apresentaram maior eficiência que os obtidos por PLD e os filmes com composições mais ricas em Sn4+ foram os mais ativos na fotodegradação do corante azo Remazol amarelo ouro, chegando a uma eficiência fotocatalítica máxima com o filme policristalino de SrSnO3 obtido por CSD com percentagem de degradação e de descoloração de 55 e 90 %, respectivamente. A orientação dos filmes de SrSnO3 também mostrou uma forte influencia na fotodegradação do corante, sendo os filmes policristalinos com orientação aleatória mais eficiente que o texturizado e estes por sua vez mais eficientes que os epitaxiais.
  • GESSENILDO PEREIRA RODRIGUES
  • Estudo Teórico de Alguns Canais Fotodissociativos do HCFC-133ª (C2H2F3Cl)

  • Data: 17 de Fevereiro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • fgfdgdfgfdgdfgfdgfdgdgfdgfdgdgdgd

  • GESSENILDO PEREIRA RODRIGUES
  • Estudo Teórico de Alguns Canais Fotodissociativos do HCFC-133ª (C2H2F3Cl)
  • Data: 17 de Fevereiro de 2012 às 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A problemática das emissões de gases nocivos à atmosfera e o fenômeno do buraco na camada de ozônio são temas amplamente discutidos na atualidade. Os principais compostos relatados como contribuintes para este fato são os clorofluorcarbonos (CFC’s). Estes gases foram, de acordo com o Protocolo de Montreal, substituídos pelos hidroclorofluorcarbonos (HCFC’s). O entendimento da fotodissociação destes compostos é de grande relevância para a elucidação do seu comportamento na atmosfera superior. Assim, este trabalho consiste de um estudo teórico dos primeiros estados excitados oriundos de transições do tipo nσ* do C2H2F3Cl (HCFC-133a) utilizando cálculos de estrutura eletrônica multiconfiguracionais conforme implementados no programa COLUMBUS. Foram estudados dois diferentes espaços ativos CAS(6,4) (orbitais nCl, σC-Cl e σ*C-Cl) e CAS(12,8) (inclusão dos orbitais nF, σC-F e σ*C-F) referentes aos caminhos de dissociação que geram a saída de Cl radicalar ou FCl. Os resultados mostram que a curva de energia potencial ao longo da coordenada C-Cl é dissociativa com energias de excitação vertical ΔΕ(S0→S1)= 7,01 eV e ΔΕ(S0→S2)= 7,14 eV (CASSCF/cc-pvDZ). Os comprimentos de onda associados a estas transições são λteórico=136 nm e 133 nm, respectivamente, sendo o valor experimental igual a λexp=123,6 nm. Este resultado indica que a fotodissociação ocorre via estado S1, onde também foi observada a existência de uma intersecção cônica entre S0 e S1. Já para o mecanismo envolvendo a saída do FCl, foi observado um mínimo local na superfície de energia potencial para os parâmetros RC-F=1,85Å, RC-Cl=2,60Å e CF3-CCl= 0°. A partir deste mímino observam-se dois canais para fotodissociação: Um deles gera os radicais F e Cl e o outro leva à formação do fragmento FCl.

  • LECIA MARIA DA SILVA FREIRE
  • Propriedades Térmica, Oxidativa e Fluidodinâmicas de Biodiesels Obtidos a Partir de Misturas Quaternárias de Óleos Vegetais
  • Data: 13 de Fevereiro de 2012 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • As propriedades de óleos e do biodiesel produzidos a partir dessas matérias-primas são fortemente infuênciadas pela composição individual de ácidos e ésteres graxos que os compõem.  Ésteres preparados com ácidos graxos saturados apresentam alto ponto de névoa, alta viscosidade o que propicia uma alta probabilidade de entupimento dos bicos injetores do motor. Já os ésteres de ácidos graxos que apresentam muitas insaturações são menos viscosos, no entanto, mais susceptíveis á oxidação. Em virtude disto, o presente trabalho teve como objetivo propor uma metodologia para aumentar a estabilidade térmica e oxidativa, bem como melhorar as propriedades de fluxo do biodiesel sem a adição  de antioxidantes e anticongelantes,  respectivamente.  As amostras de biodiesel foram preparadas a partir de misturas quaternárias de óleos vegetais (soja-OSJ, algodão-OAG, pinhão manso-OPM, e babaçú-OBB). A temperatura de estabilidade térmica foi medida através da análise termogravimétrica (TG). As amostras OBB (335,2 oC), M4O (329,6 oC) e BM2 (204,7 oC) foram as que apresentaram maiores temperaturas onset  para óleos, misturas e biodiesels, respectivamente. O período de indução oxidativa (PI) foi medido através do PDSC, Petro-OXY e Rancimat. Dentre os óleos o que apresentou maior PI foi o OBB e o menor o OAG, nos três métodos, enquanto entre as misturas a que apresentaram o melhor e o pior PI foram a M4O e M1O, respectivamente. Os resultados foram corroborados pelo índice de iodo e teor de insaturação. Em respeito ás propriedades de fluxo, todas as amostras apresentaram comportamento  Newtoniano, e as amostras OBB e M4O apresentaram menor viscosidade absoluta e cinemática e maior ponto de névoa e ponto de fluidez. A síntese dos biodiesels foi realizada utilizando uma razão óleo:metanol de 1:3,36 mols. Dentre as sínteses realizadas com as cinco misturas quaternárias de óleos propostas, quatro delas tiveram seus rendimentos superiores a 99% m/m e teores de ésteres em torno de 98%. Em geral, as amostras apresentaram melhores valores de PI que os descritos na literatura.

2011
Descrição