PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES (PPGCR)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal:
32168321
http://www.ufpb.br/pos/ppgcr

Notícias


Banca de DEFESA: DAVIDSON BELO MANGUEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAVIDSON BELO MANGUEIRA
DATA: 30/07/2014
HORA: 10:00
LOCAL: Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões da UFPB
TÍTULO: “O Santo que pecou e a chuva que não veio”: uma análise socioantropológica do movimento messiânico-milenarista de vertente católico-espírita, ‘Borboletas Azuis’ de Campina Grande/PB
PALAVRAS-CHAVES: Messianismo, Milenarismo, Religiosidade Popular, "Borboletas Azuis"
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Teologia
SUBÁREA: Teologia Sistemática
RESUMO: Este trabalho pretende analisar o grupo religioso “Borboletas Azuis”, de Campina Grande/PB, dispondo-o como um movimento messiânico-milenarista que alcançou repercussão internacional por desenvolver uma proposta de crítica às mudanças ocorridas no Catolicismo Romano após o Concílio Vaticano II formulando uma nova proposta conservadora e radical que pretendia retomar práticas do cristianismo primitivo. Além de mesclar elementos do catolicismo popular e do espiritismo de vertente kardecista de mesa branca, o movimento traça uma nova proposta religiosa ‘bricolada’, na qual a profecia de um novo mundo livre de opressão e desigualdades sociais emergiria com o advento de um dilúvio universal, com previsão para 13 de maio de 1980. Apresentamos o movimento desde sua origem até a atualidade, exibindo um relato de sua fundação, período de apogeu, paulatino arrefecimento após o não acontecimento do dilúvio, tendo avaliado igualmente a configuração atual do movimento. As influências católicas e espíritas que configuraram o movimento e suas lideranças são analisadas tendo como foco principal o fundador e líder, Roldão Mangueira de Figueiredo e os principais auxiliares que fizeram parte do quadro administrativo, a sucessão de liderança por parte de Antônio de França e Helena Diniz e Maria Tereza e a presença ativa de Luciene Diniz, trazendo profecias fundamentais para projeção midiática e crescimento numérico do grupo. Entrevistamos descendentes do fundador, remanescentes do movimento e pessoas que frequentaram, no passado, a Casa de Caridade Jesus no Horto em busca de respostas espirituais. Empregamos teóricos como Maria Isaura de Queiroz, Max Weber, Peter Berger, Emíle Durkheim, Mircea Eliade, Rudolf Otto, Joseph Campbell, assim como pesquisas de Lísias Nogueira Negrão, Moacir Alves carneiro e Lidiane Araújo. Além disso, tivemos acesso a arquivos de jornais locais e cartas redigidas pelos líderes que são usados como base para análise do movimento e seu quadro de liderança.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1860344 - FERNANDA LEMOS
Interno - 1774137 - DILAINE SOARES SAMPAIO DE FRANCA
Externo à Instituição - NILZA MENEZES LINO LAGOS

Notícia cadastrada em: 26/06/2014 09:16