PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES (PPGCR)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal:
32168321
http://www.ufpb.br/pos/ppgcr

Notícias


Banca de DEFESA: MONIQUE SUELEN GABRIEL DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MONIQUE SUELEN GABRIEL DA SILVA
DATA: 15/07/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Centro de Educação
TÍTULO: Atitude perante o sofrimento, a percepção do sentido da vida e a religiosidade: um estudo correlacional entre cristãos e praticantes do budismo
PALAVRAS-CHAVES: Sofrimento. Sentido da Vida. Religiosidade
PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO: O sofrimento é uma condição humana que está vinculada a busca de significados. Nessa perspectiva, as religiões apresentam, de forma geral, uma cosmovisão que abrange tanto o sentido da vida quanto o sentido do sofrimento. Neste sentido, a presente dissertação teve como objetivos principais construir e validar um instrumento sobre Atitude Perante o Sofrimento e averiguar as relações entre a atitude perante o sofrimento, a percepção do sentido da vida em função de três grupos religiosos: budistas, católicos e evangélicos. Para tanto, foram realizados dois estudos, o estudo 1, foi constituído por 319 participantes de ambos os sexos e com a média de idade de 27,07 anos. Como instrumentos para coleta de dados foi construído o Questionário de Atitude Perante o Sofrimento (QAPS) e um Questionário Sócio-demográfico. Procedeu-se uma Análise fatorial dos eixos principais com rotação varimax, os resultados dessa extração sugerem a presença de dois fatores: atitude positiva perante o sofrimento e atitude negativa perante o sofrimento, com Alpha de Cronbach, respectivamente, 0,84 e 0,64. O estudo 2, foi composto por 113 participantes de ambos os sexos, sendo 53 Praticantes do Budismo e 60 Cristãos (30 Católicos e 30 Evangélicos), com idade média de 37,3 anos. Além das escalas utilizadas no estudo 1, foi acrescido o Questionário Sobre o Sentido da Vida (QSV). Foi constatada uma associação entre a presença de sentido e a Atitude Positiva Perante o Sofrimento (r = 0,21; p < 0,03) e uma correlação negativa entre a busca e a realização de sentido (r = - 0,34, p < 0,0001). No que se refere a atitude positiva perante o sofrimento verificou-se que as médias entre os Católicos, os Evangélicos e os Praticantes do Budismo diferenciam entre si, com relação à Atitude Negativa, nenhuma diferença significativa foi verificada entre as médias dos grupos estudados. Esses resultados são discutidos à luz da análise existencial de Viktor Frankl.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1300178 - THIAGO ANTONIO AVELLAR DE AQUINO
Interno - 1814691 - MARIA LUCIA ABAURRE GNERRE
Externo à Instituição - CARLA SANTANA BRANDÃO COSTA

Notícia cadastrada em: 30/06/2014 09:03