CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - EAD (LICENCIATURA)/CCEN - João Pessoa - EAD(João Pessoa)

 

curso  Nível  Graduação

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN) - CCEN

Projeto Político Pedagógico


Perfil Profissional:

O Biólogo é o profissional que estuda a vida em suas diferentes formas de expressão. Ele tem uma área de atuação quase ilimitada: estuda a origem, estrutura, evolução e funções dos seres vivos, classifica as diferentes espécies animais e vegetais e estabelece sua relação com o meio ambiente. Biólogos podem, dependendo de sua formação, atuar nas mais diferentes áreas. Mesmo assim, muitas vezes os Biólogos têm dificuldades de ingressar no mercado trabalhando nessas áreas, pois muitas delas não são exclusivas da profissão. Isso se deve ao fato de que a profissão de Biólogo, bem como a de Biomédico, foi regulamentada, no Brasil, pela Lei número 6.684 de 03 de setembro de 1979, ou seja, é uma profissão que existe, formalmente, há relativamente pouco tempo, e cujas atribuições pertenciam antes a agrônomos, médicos e farmacêuticos.

O profissional graduado em Ciências Biológicas possui uma formação básica e ampla, com fundamentação teórico-prática envolvendo o conhecimento da diversidade dos seres vivos, sua organização em diferentes níveis, suas relações filogenéticas e evolutivas, suas respectivas distribuições e relações com o ambiente em que vivem.

Área de Atuação:

O Licenciado em Ciências Biológicas pode atuar em pesquisa básica e aplicada, podendo ainda desempenhar atividades de análises, experimentação, assessoria, consultoria nas diversas áreas da Biologia e também se dedicar ao exercício do magistério no nível fundamental e/ou médio nas disciplinas Ciências e Biologia, respectivamente. Pode também lecionar no ensino superior em qualquer área das Ciências Biológicas. Ao terminar o curso de graduação, o Biólogo inicia um curso de pós-graduação em qualquer área de pesquisa básica e aplicada e em pesquisa na área de ensino.

 

Competências e Habilidades do Profissional:

De acordo com a Resolução CNE/CP 1/2002, a formação de professores que atuarão nas diferentes etapas e modalidades da educação básica deverá observar princípios norteadores desse preparo para o exercício profissional específico, que considerem:

I - a competência como concepção nuclear na orientação do curso;

II - a coerência entre a formação oferecida e a prática esperada do futuro professor, tendo em vista:

a) a simetria invertida, onde o preparo do professor, por ocorrer em lugar similar àquele em que vai atuar, demanda consistência entre o que faz na formação e o que dele se espera;

b) a aprendizagem como processo de construção de conhecimentos, habilidades e valores em interação com a realidade e com os demais indivíduos, no qual são colocadas em uso capacidades pessoais;

c) os conteúdos, como meio e suporte para a constituição das competências;

d) a avaliação como parte integrante do processo de formação que possibilita o diagnóstico de lacunas e a aferição dos resultados alcançados, consideradas as competências a serem constituídas e a identificação das mudanças de percurso eventualmente necessárias.

III - a pesquisa, com foco no processo de ensino e de aprendizagem, uma vez que ensinar requer tanto dispor de conhecimentos e mobilizá-los para a ação, como compreender o processo de construção do conhecimento.

A definição dos conhecimentos exigidos para a constituição de competências deverá, além da formação específica relacionada às diferentes etapas da educação básica, propiciar a inserção no debate contemporâneo mais amplo, envolvendo questões culturais, sociais, econômicas e o conhecimento sobre o desenvolvimento humano e a própria docência, contemplando:

I - cultura geral e profissional;

II - conhecimentos sobre crianças, adolescentes, jovens e adultos, aí incluídas as especificidades dos alunos com necessidades educacionais especiais e as das comunidades indígenas;

III - conhecimento sobre dimensão cultural, social, política e econômica da educação;

IV - conteúdos das áreas de conhecimento que serão objeto de ensino;

V - conhecimento pedagógico;

VI - conhecimento advindo da experiência.

No Parecer CNE/CP 009/2001 - Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena, destaca-se como dificuldades encontradas para a melhoria da Educação, o preparo inadequado dos professores cuja formação de modo geral, manteve predominantemente um formato tradicional, que não contempla muitas das características consideradas, na atualidade, como inerentes à atividade docente, entre as quais se destacam:

- Orientar e mediar o ensino para a aprendizagem dos alunos;

- Comprometer-se com o sucesso da aprendizagem dos alunos;

- Assumir e saber lidar com a diversidade existente entre os alunos;

- Incentivar atividades de enriquecimento cultural;

- Desenvolver práticas investigativas;

- Elaborar e executar projetos para desenvolver conteúdos curriculares;

- Utilizar novas metodologias, estratégias e materiais de apoio;

- Desenvolver hábitos de colaboração e trabalho em equipe.

Esse cenário apresenta enormes desafios educacionais que, nas últimas décadas, têm motivado a mobilização da sociedade civil, a realização de estudos e pesquisas e a implementação, por estados e municípios, de políticas educacionais orientadas por esse debate social e acadêmico visando à melhoria da educação básica.

Estas dificuldades são observadas no cotidiano e ao trabalhar com o objetivo de melhoria na formação profissional do Licenciado, visa-se dirimir estas dificuldades, transformando estes problemas em soluções, mudando a visão do Curso e tentando alcançar estes objetivos. Desta forma o Curso de Ciências Biológicas da UFPB pretende formar o Biólogo para que colabore com uma nova sociedade, que possa efetivamente contribuir com a educação científica de nossa nação e de nosso povo.

Assim, espera-se que o Biólogo/Licenciado/Bacharelado desenvolva as competências, habilidades e atitudes necessárias e desejáveis para exercer a sua função de professor/educador/pesquisador, consciente de seu papel na formação de cidadãos, inclusive na perspectiva sócio-ambiental tais como as de:

- Dominar a área de conhecimento a ser ensinada em todas as suas dimensões, de modo a contemplar modelos explicativos atuais, questões relacionadas a história e epistemologia da ciência, os obstáculos epistemológicos na história da construção do conhecimento científico atual, e as interações Ciência/Tecnologia/Sociedade/Ambiente associadas a ele;

- Adquirir uma teoria e visão educacional que oriente sua prática pedagógica, mobilizando os conhecimentos sobre desenvolvimento humano e cognição nas diferentes faixas etárias, levando-se em conta os diferentes grupos sócio-culturais dos estudantes, conhecimentos sobre a dimensão cultural, social e política da educação, e o legado científico acerca das diferentes teorias do conhecimento e sua relação com o currículo escolar;

- Participar da elaboração, gestão, desenvolvimento e avaliação, do projeto político pedagógico da escola, de maneira coletiva com os diversos atores da comunidade escolar;

- Conceber, realizar e avaliar situações de ensino e aprendizagem, pautando-se por princípios éticos (respeito a alteridade, dignidade humana, responsabilidade, diálogo e solidariedade), e orientando-se por pressupostos epistemológicos coerentes;

- Desenvolver-se profissionalmente, adotando uma atitude de reflexão permanente de sua prática pedagógica, de disponibilidade para atualização e intercâmbio com outros profissionais, e de flexibilidade para mudanças;

- Produzir conhecimento pedagógico, tomando sua prática como objeto de pesquisa e estudo, interagindo com a comunidade acadêmica, na busca de alternativas para educação, e empenhando-se na publicação dos resultados de sua pesquisa.

Metodologia:
Nenhum conteúdo disponível até o momento
Sistema de Gestão do Curso:
Nenhum conteúdo disponível até o momento
Avaliação do Curso:
Nenhum conteúdo disponível até o momento
Projeto Político Pedagógico:
Baixar Arquivo

SIGAA | STI - Superintendência de Tecnologia da Informação da UFPB / Cooperação UFRN - Copyright © 2006-2020 | producao_sigaa-2.sigaa-2 | v20200530153542-master