PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA URBANA E AMBIENTAL (PPGEUA)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal:
Não informado
http://www.ufpb.br/pos/ppgeua_antigo

Dissertações/Teses


Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPB

2015
Descrição
  • EVELYNE EMANUELLE PEREIRA LIMA
  • CONCRETO AUTO ADENSÁVEL PRODUZIDO COM RESÍDUO DE POLIMENTO DO PORCELANATO – COMPORTAMENTO EM RELAÇÃO À CORROSÃO DE ARMADURAS
  • Data: 03/12/2015
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A busca da sustentabilidade do setor da construcao civil e da preservacao ambiental tem fomentado a realizacao de pesquisas voltadas para o emprego de residuos em concretos e argamassas. Dentro desses residuos industriais encontramos o Residuo de Polimento de Porcelanato (RPP) que e produzido no final do processo de fabricacao da ceramica, decorrente da etapa de polimento. No entanto, para que um produto seja aceito no mercado, e necessario conhecer o seu comportamento fisico e quimico, bem como o seu potencial de utilizacao e impacto que, porventura, possa causar, quando incorporado a outros materiais. Este trabalho estuda os efeitos do fenomeno de empacotamento de agregados e da adicao do RPP em concreto convencional e auto adensavel frente a corrosao de armaduras provocada pela acao de ions cloretos. Para isso foram preparados concretos convencionais (referencia 0%, 10%, 20% de adicao de RPP) e concreto auto adensavel (40% de adicao de RPP) em dois tracos 1:1,6:2,4:0,50 e 1:2,2:3,3:0,60. Observou-se nos ensaios a partir de normas brasileiras e de termogravimetria que o residuo da regiao do estudo nao apresentava propriedades pozolanicas. Como resultados da confeccao de tracos usando o metodo de empacotamento de agregados, foram obtidos concretos com menores indices de vazios e absorcao, a medida que aumentouse a quantidade de RPP nos tracos e com significativos ganhos de resistencia aos 90 dias, com uma variacao de 19,45% a 35,15% no traco 1 e de 44,56% a 83,65% no traco 2. Em relacao aos ensaios de corrosao por cloretos, observouse que o tempo decorrido ate a despassivacao das armaduras incorporadas para concretos de com 10% de adicao de RPP aumentou em 327,00% nos concretos do traco 1 e de 551,5% nos concretos do traco 2 quando comparados aos concretos de referencia. As adicoes de RPP tambem provocam uma reducao na quantidade de cloretos livres e totais da matriz cimenticia e um decrescimo do coeficiente de difusao no concreto, podendo ser justificado pela diminuicao do indice de vazios provocada pelo empacotamento de agregados. Esses resultados mostram que a adicao de RPP em concretos pode ser uma alternativa sustentavel de destinacao desse residuo e, ainda, pode se mostrar um grande aliado no aumento da vida util das estruturas de concreto armado sujeitas a corrosao de armaduras.
  • LEANDRO SANTOS DE OLIVEIRA
  • ESTABILIZAÇÃO DE BLOCOS DE TERRA CRUA ATRAVÉS DE ATIVAÇÃO ALCALINA
  • Data: 01/10/2015
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Para utilizacao da terra na construcao civil, se faz necessario sua estabilizacao. Tal processo e de fundamental importancia para se obter um material em conformidade com as normas vigentes de construcao, atendendo a requisitos como: resistencia mecanica, estabilidade volumetrica, trabalhabilidade e ductilidade. Atualmente, os produtos mais utilizados para estabilizar a terra sao cal, cimento Portland e emulsoes betuminosas. Sendo as argilas de fundamental importancia para a construcao com terra crua, por ser ela o ligante natural, trabalhos tem sido desenvolvidos com intuito de torna-las auto-estabilizantes. Dessa forma, a estabilizacao de blocos de terra por ativacao alcalina tem ganhado especial atencao uma vez que, a eliminacao de agregados, influenciara diretamente no custo do material final alem da eliminacao de processos caros, de tecnologia complexa e de auto grau poluidor em sua elaboracao. Neste trabalho, os resultados obtidos, mostram que e possivel a obtencao de blocos de adobe resistentes a compressao e a acao da agua com uso de ativacao alcalina.
  • LEANDRO SANTOS DE OLIVEIRA
  • ESTABILIZAÇÃO DE BLOCOS DE TERRA CRUA ATRAVÉS DE ATIVAÇÃO
  • Data: 01/10/2015
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Para utilizacao da terra na construcao civil, se faz necessario sua estabilizacao. Tal processo e de fundamental importancia para se obter um material em conformidade com as normas vigentes de construcao, atendendo a requisitos como: resistencia mecanica, estabilidade volumetrica, trabalhabilidade e ductilidade. Atualmente, os produtos mais utilizados para estabilizar a terra sao cal, cimento Portland e emulsoes betuminosas. Sendo as argilas de fundamental importancia para a construcao com terra crua, por ser ela o ligante natural, trabalhos tem sido desenvolvidos com intuito de torna-las auto-estabilizantes. Dessa forma, a estabilizacao de blocos de terra por ativacao alcalina tem ganhado especial atencao uma vez que, a eliminacao de agregados, influenciara diretamente no custo do material final alem da eliminacao de processos caros, de tecnologia complexa e de auto grau poluidor em sua elaboracao. Neste trabalho, os resultados obtidos, mostram que e possivel a obtencao de blocos de adobe resistentes a compressao e a acao da agua com uso de ativacao alcalina.
  • GEILSON MARQUES DE OLIVEIRA
  • Avaliação do comportamento estrutural de alvenarias de terra, construídas com Blocos de Terra Compactado (BTC).
  • Orientador : GIVANILDO ALVES DE AZEREDO
  • Data: 13/08/2015
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho tem a finalidade de contribuir para a avaliacao do comportamento estrutural de alvenarias de terra construidas com Blocos de Terra Compactados (BTC). Alem de adotar metodos para se avaliar o comportamento estrutural, a pesquisa visou determinar o caminho das cargas verticais atuantes nas alvenarias, levando ou nao em conta suas interacoes com paredes vizinhas, alem de tentar visualizar os tipos de fissuras em paredes com ou sem abertura de janelas. Foram realizados tambem ensaios de resistencia a compressao axial em blocos de BTC e absorcao de agua. Em vigas de BTC foram realizados ensaios de resistencia ao cisalhamento em tres pontos e resistencia a tracao na flexao em quatro pontos. Por fim, os resultados experimentais nas alvenarias mostraram que o esmagamento dos blocos foi a causa mais significante para o colapso das estruturas. Nas paredes construidas com interacao, nao houve fissuras visiveis nas paredes adjacentes as cargas aplicadas.
  • CARLOS LIMA DE SANTANA
  • O desempenho das edificações de interesse social construídas com pilares e placas de vedação de concreto armado.
  • Data: 27/07/2015
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A habitacao popular brasileira tem dado passos significativos em relacao a minoracao dos problemas com o deficit habitacional, haja vista o numero elevado de construcao de novas moradias para aqueles que nao possuem casa para morar. Contudo, e preciso planejar antes de executar e buscar a compatibilizacao de todas as etapas da construcao: projeto, materiais, execucao e uso-manutencao, com o intuito de avaliar as reais necessidades da edificacao durante sua vida util. Em Joao Pessoa-PB, foram encontradas 600 Habitacoes de Interesse Social (HIS) no bairro de Mangabeira, construidas atraves de sistemas inovadores. A partir da percepcao da ausencia de assistencia tecnica, por parte dos responsaveis pelo projeto, surgiu o interesse em avaliar o desempenho desses imoveis. Para alcancar esses resultados, foram criados dois instrumentos: 01 formulario de entrevista – aplicado junto aos proprietarios das HIS - e 01 um checklist associado a uma planta-baixa do imovel a fim de realizar as devidas apreciacoes na edificacao. A analise dos resultados obtidos indicou que, a pesar dos moradores realizarem acoes de manutencao, os problemas nos imoveis surgiram ja no primeiro ano de uso e, consequentemente, apresentaram tendencia de ampliacao com o passar do tempo. Ficou evidente que os problemas foram originados da desobediencia as exigencias das normas tecnicas e incompatibilizacao de varias etapas dentro do processo construtivo. Alem disso, nao foram repassadas informacoes, aos usuarios das HIS, relativas a periodicidade e aos procedimentos devidos de manutencao das edificacoes, deixando clara a desconsideracao da etapa de uso-manutencao.
  • CARLOS LIMA DE SANTANA
  • O desempenho das edificações de interesse social construídas com pilares e placas de vedação de concreto armado.
  • Data: 23/07/2015
  • Mostrar Resumo
  • A habitacao popular brasileira tem dado passos significativos em relacao a minoracao dos problemas com o deficit habitacional, haja vista o numero elevado de construcao de novas moradias para aqueles que nao possuem casa para morar. Contudo, e preciso planejar antes de executar e buscar a compatibilizacao de todas as etapas da construcao: projeto, materiais, execucao e uso-manutencao, com o intuito de avaliar as reais necessidades da edificacao durante sua vida util. Em Joao Pessoa-PB, foram encontradas 600 Habitacoes de Interesse Social (HIS) no bairro de Mangabeira, construidas atraves de sistemas inovadores. A partir da percepcao da ausencia de assistencia tecnica, por parte dos responsaveis pelo projeto, surgiu o interesse em avaliar o desempenho desses imoveis. Para alcancar esses resultados, foram criados dois instrumentos: 01 formulario de entrevista – aplicado junto aos proprietarios das HIS - e 01 um checklist associado a uma planta-baixa do imovel a fim de realizar as devidas apreciacoes na edificacao. A analise dos resultados obtidos indicou que, a pesar dos moradores realizarem acoes de manutencao, os problemas nos imoveis surgiram ja no primeiro ano de uso e, consequentemente, apresentaram tendencia de ampliacao com o passar do tempo. Ficou evidente que os problemas foram originados da desobediencia as exigencias das normas tecnicas e incompatibilizacao de varias etapas dentro do processo construtivo. Alem disso, nao foram repassadas informacoes, aos usuarios das HIS, relativas a periodicidade e aos procedimentos devidos de manutencao das edificacoes, deixando clara a desconsideracao da etapa de uso-manutencao.
  • EVERTON LEITE VELOSO
  • UTILIZAÇÃO DO RESÍDUO SÓLIDO SANITÁRIO (LODO) COMO MATERIAL CIMENTÍCIO
  • Data: 30/04/2015
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Em paralelo ao crescimento populacional ocorrido nas ultimas decadas, o aumento da quantidade de residuos gerada tem sido um fato preocupante, principalmente ao meio ambiente. O Brasil possui 55,2% de municipios com rede coletora de esgotos, gerando aproximadamente de 150 a 220 mil toneladas de materia seca por ano, a qual em sua grande maioria apresenta metais pesados em sua composicao quimica, merecendo uma atencao especial quanto ao seu descarte. O presente estudo visa dar uma destinacao ao residuo solido sanitario, o lodo, oriundo de estacoes de tratamento de esgoto, na producao de materiais cimenticios, atraves do processo de ativacao alcalina. Os materiais alcali ativados, alem de elevadas propriedades termomecanicas comprovadas, tem a capacidade de imobilizar metais pesados na propria cadeia quimica. Foram realizados processos de beneficiamento nas amostras de lodo in natura e calcinado, com o proposito de se obter um material mais amorfo, ou seja, mais reativo. O processo de extracao de silica (SiO2) foi realizado variando as concentracoes molares do ativador, neste caso NaOH, assim como as temperaturas de sintese, no intuito de se determinar o rendimento (%) de silica extraida sob tais condicoes. As analises de todos os processos, assim como a caracterizacao dos materiais sintetizados, foram realizadas utilizando as tecnicas de Fluorescencia de Raios-X (FRX), Analise Termica Diferencial (DTA) e Termogravimetrica (TG), Difracao de Raios (DRX), Espectroscopia de Infravermelho (IV) e Microscopia Eletronica de Varredura (MEV). As propriedades mecanicas foram avaliadas atraves do ensaio de resistencia a compressao simples. Os resultados mostraram um rendimento de silica extraida de ate 54,53%, como tambem resistencias mecanicas de ate 34,66MPa.
  • VALERIANO CARNEIRO DE LIMA SILVA
  • “MODELAGEM HIDROSSEDIMENTOLÓGICA EM DIFERENTES CENÁRIOS DE USO DO SOLO NA BACIA DO RIO COBRES, PORTUGAL”
  • Orientador : CELSO AUGUSTO GUIMARAES SANTOS
  • Data: 31/03/2015
  • Mostrar Resumo
  • A erosão dos solos é um dos mais graves problemas ambientais em todo o mundo, principalmente em regiões semiáridas que sofrem com a variabilidade espaço-temporal da precipitação. Para se estudar os problemas da erosão dos solos, a utilização de modelos hidrossedimentológicos acoplados ao Sistema de Informações Geográficas é uma importante ferramenta para quantificar os processos de vazão e produção de sedimentos em bacias hidrográficas.Assim,esta pesquisa analisou os processos hidrossedimentológicos em diferentes cenários de uso e ocupação do solo (atual, cenário pessimista e cenário otimista), para a Bacia do Rio Cobres, localizada na porção semiárida de Portugal, utilizando o modelo SWAT. Neste estudo, foram utilizados dados diários de precipitação, temperatura, umidade do ar, vazão e produção de sedimentos, para o período de 1960 a 2000, mapas digitais de elevação do terreno com resolução espacial de 90 m, uso e ocupação do solo e tipos de solo da bacia. Os resultados demonstraram a eficácia do modelo na simulação da vazão, com coeficiente de determinação (R²) = 0,81 e coeficiente de Nash-Sutcliffe (COE) = 0,63, e também na simulação da produção de sedimentos com R² = 0,82 e COE = 0,47. Comparando os resultados das simulações entre o cenário de uso atual e os outros dois cenários, o modelo aumentou a predição da produção de sedimentos na bacia no Cenário 1. Como esperado, no Cenário 2, os resultados da produção de sedimentos foram menores. No cenário de uso atual, a produção de sedimentos simulada foi de 4,87 ton/ha/ano.Números de páginas: 93 Local e data da defesa: 31 de março de 2015, às 10h00, na Sala de Recursos Hídricos Tecnologia da UFPB.
  • VIVIANE RANGEL GOMES SILVA
  • ESTUDOS DOS PARÂMETROS AMBIENTAIS, QUÍMICOS E MINERALÓGICOS DOS AGREGADOS RECICLADOS ORIUNDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL
  • Data: 31/03/2015
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo analisar os parametros ambientais, quimicos e mineralogicos de Agregados Reciclados (AR), classificados como Agregado Reciclado de Concreto (ARC), gerados na Usina de Beneficiamento de Residuos Solidos da Construcao Civil (USIBEN) em Joao Pessoa/PB, como tambem alguns Agregados Naturais (AN). Foi realizada analise ambiental, atraves de ensaios de lixiviacao e solubilizacao, bem como a caracterizacao da sua composicao quimica e mineralogica, por fluorescencia de raios X, difracao de raios X, analise termica diferencial e termogravimetrica e espectrometria de infravermelho. Na Etapa I, para o extrato solubilizado, os agregados brita 12 AR, brita 25 AR, agregado miudo AR, brita 12 AN e po de pedra AN apresentaram valores superiores ao limite definido no anexo G da ABNT NBR Nº 10004/2004 para alguns parametros quimicos como sulfato (250 mg/L), ferro (0,30 mg/L) e aluminio (0,20 mg/L). Tambem investigou-se a presenca de metais pesados (As, Cd, Pb, Cr, Ni, Al, Cu, Fe, Ni, Se, Zn) e de acordo com a referida norma, a brita 12 AR ultrapassou o limite permitido para o metal cadmio. De acordo com esses resultados, os agregados supracitados mudam sua classificacao de Classe II B - Inertes, para Classe II A - nao Inertes. Na Etapa II foram definidos apenas 4 agregados para continuidade: areia AN e AR; brita 12 AN e AR. Investigou-se o comportamento do pH dos 4 agregados e todos tiveram decaimento, estabilizando-se em pH alcalino (pH > 7). Para as analises quimicas e mineralogicas (FRX, DRX, DTA/TG e IV) observou-se a presenca de quartzo (SiO2) nas 4 amostras sendo em maior quantidade nos AN. Para as amostras AR foram comprovadas a presenca de compostos presentes em argamassa e concreto, como carbonato de calcio (CaCO3), alumina (Al2O3), oxido de ferro (Fe2O3), oxido de magnesio (MgO) e produtos da hidratacao do cimento, como a portlandita [Ca(OH)2] e gesso [CaSO42H2O]. Portanto os AR estudados sao viaveis em relacao a analise ambiental, quimica e mineralogica, para diversas utilizacoes, pois a maioria dos compostos encontrados neles tambem fazem parte dos AN, usados diariamente na construcao civil.
  • VIVIANE RANGEL GOMES SILVA
  • ESTUDOS DOS PARÂMETROS AMBIENTAIS, QUÍMICOS E MINERALÓGICOS DOS AGREGADOS RECICLADOS ORIUNDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL
  • Data: 31/03/2015
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo analisar os parametros ambientais, quimicos e mineralogicos de Agregados Reciclados (AR), classificados como Agregado Reciclado de Concreto (ARC), gerados na Usina de Beneficiamento de Residuos Solidos da Construcao Civil (USIBEN) em Joao Pessoa/PB, como tambem alguns Agregados Naturais (AN). Foi realizada analise ambiental, atraves de ensaios de lixiviacao e solubilizacao, bem como a caracterizacao da sua composicao quimica e mineralogica, por fluorescencia de raios X, difracao de raios X, analise termica diferencial e termogravimetrica e espectrometria de infravermelho. Na Etapa I, para o extrato solubilizado, os agregados brita 12 AR, brita 25 AR, agregado miudo AR, brita 12 AN e po de pedra AN apresentaram valores superiores ao limite definido no anexo G da ABNT NBR Nº 10004/2004 para alguns parametros quimicos como sulfato (250 mg/L), ferro (0,30 mg/L) e aluminio (0,20 mg/L). Tambem investigou-se a presenca de metais pesados (As, Cd, Pb, Cr, Ni, Al, Cu, Fe, Ni, Se, Zn) e de acordo com a referida norma, a brita 12 AR ultrapassou o limite permitido para o metal cadmio. De acordo com esses resultados, os agregados supracitados mudam sua classificacao de Classe II B - Inertes, para Classe II A - nao Inertes. Na Etapa II foram definidos apenas 4 agregados para continuidade: areia AN e AR; brita 12 AN e AR. Investigou-se o comportamento do pH dos 4 agregados e todos tiveram decaimento, estabilizando-se em pH alcalino (pH > 7). Para as analises quimicas e mineralogicas (FRX, DRX, DTA/TG e IV) observou-se a presenca de quartzo (SiO2) nas 4 amostras sendo em maior quantidade nos AN. Para as amostras AR foram comprovadas a presenca de compostos presentes em argamassa e concreto, como carbonato de calcio (CaCO3), alumina (Al2O3), oxido de ferro (Fe2O3), oxido de magnesio (MgO) e produtos da hidratacao do cimento, como a portlandita [Ca(OH)2] e gesso [CaSO42H2O]. Portanto os AR estudados sao viaveis em relacao a analise ambiental, quimica e mineralogica, para diversas utilizacoes, pois a maioria dos compostos encontrados neles tambem fazem parte dos AN, usados diariamente na construcao civil.
  • VIVIANE RANGEL GOMES SILVA
  • ESTUDOS DOS PARÂMETROS AMBIENTAIS, QUÍMICOS E MINERALÓGICOS DOS AGREGADOS RECICLADOS ORIUNDOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL
  • Data: 31/03/2015
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo analisar os parametros ambientais, quimicos e mineralogicos de Agregados Reciclados (AR), classificados como Agregado Reciclado de Concreto (ARC), gerados na Usina de Beneficiamento de Residuos Solidos da Construcao Civil (USIBEN) em Joao Pessoa/PB, como tambem alguns Agregados Naturais (AN). Foi realizada analise ambiental, atraves de ensaios de lixiviacao e solubilizacao, bem como a caracterizacao da sua composicao quimica e mineralogica, por fluorescencia de raios X, difracao de raios X, analise termica diferencial e termogravimetrica e espectrometria de infravermelho. Na Etapa I, para o extrato solubilizado, os agregados brita 12 AR, brita 25 AR, agregado miudo AR, brita 12 AN e po de pedra AN apresentaram valores superiores ao limite definido no anexo G da ABNT NBR Nº 10004/2004 para alguns parametros quimicos como sulfato (250 mg/L), ferro (0,30 mg/L) e aluminio (0,20 mg/L). Tambem investigou-se a presenca de metais pesados (As, Cd, Pb, Cr, Ni, Al, Cu, Fe, Ni, Se, Zn) e de acordo com a referida norma, a brita 12 AR ultrapassou o limite permitido para o metal cadmio. De acordo com esses resultados, os agregados supracitados mudam sua classificacao de Classe II B - Inertes, para Classe II A - nao Inertes. Na Etapa II foram definidos apenas 4 agregados para continuidade: areia AN e AR; brita 12 AN e AR. Investigou-se o comportamento do pH dos 4 agregados e todos tiveram decaimento, estabilizando-se em pH alcalino (pH > 7). Para as analises quimicas e mineralogicas (FRX, DRX, DTA/TG e IV) observou-se a presenca de quartzo (SiO2) nas 4 amostras sendo em maior quantidade nos AN. Para as amostras AR foram comprovadas a presenca de compostos presentes em argamassa e concreto, como carbonato de calcio (CaCO3), alumina (Al2O3), oxido de ferro (Fe2O3), oxido de magnesio (MgO) e produtos da hidratacao do cimento, como a portlandita [Ca(OH)2] e gesso [CaSO42H2O]. Portanto os AR estudados sao viaveis em relacao a analise ambiental, quimica e mineralogica, para diversas utilizacoes, pois a maioria dos compostos encontrados neles tambem fazem parte dos AN, usados diariamente na construcao civil.
2014
Descrição
  • ELIANA DE FÁTIMA DA COSTA LIMA
  • ELEMENTOS VEGETAIS NA SIMULAÇÃO DIGITAL DA LUZ NATURAL: Contribuição ao desenvolvimento de modelos tridimensionais virtuais
  • Data: 30/09/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Sao diversos os fatores que influenciam a disponibilidade da luz natural, dentre eles destaca-se a obstrucao causada pelo entorno edificado ou natural. Elementos naturais, como a vegetacao arborea, podem provocar uma obstrucao consideravel, que se traduz na alteracao da quantidade de luz natural disponivel no interior dos ambientes. Por outro lado, a vegetacao pode proporcionar sombras e melhorar a qualidade da luz que incide atraves das aberturas, reduzindo a intensidade da componente direta do sol, bem como o brilho vindo do ceu. Contudo, a vegetacao e um elemento de dificil insercao no projeto da iluminacao natural. Considerando por exemplo, a pratica da simulacao computacional, todos os elementos intervenientes na reproducao da luz devem ser modelados tridimensionalmente. Idealmente, variaveis como a altura, a geometria da copa, a quantidade, dimensao e espacamento das folhas, dimensao do tronco, ramos e galhos, indice de refletancia, indice de opacidade, entre outras, devem ser reproduzidos no modelo tridimensional. Entretanto, essa modelagem e impraticavel, nao somente devido a complexidade de todas as variaveis envolvidas no processo, como tambem, na sobrecarga do modelo. A partir destas consideracoes e com base em estudos anteriores sobre o tema, esta pesquisa toma como objeto de estudo a iluminacao natural interceptada pela vegetacao arborea. Neste sentido, o objetivo geral e caracterizar um metodo para a representacao e modelagem da vegetacao arborea na simulacao computacional da luz natural. Para tanto, atraves do metodo de fotografia hemisferica, foi possivel obter dados de fracao de lacuna de copas arboreas. Estes dados ajudaram a desenvolver tres diferentes configuracoes de modelos tridimensionais virtuais de copas, os quais foram usados para simular o efeito da intercepcao da arvore na luz do dia. Por meio de metodos graficos e estatisticos, avaliou-se o grau de ajuste desses modelos com as arvores reais. Os resultados obtidos com os indicadores estatisticos MBE e RMSE e considerando ainda a variabilidade da luz e os niveis de dispersao, representado pela mediana, demonstraram que todos os tres modelos testados nesta pesquisa podem ser representantes adequados das arvores reais. Contudo, ressalta-se que, possivelmente, o tipo de modelo representante de cada especie arborea esteja intrinsicamente ligado as caracteristicas proprias de cada arvore.
  • ELIANA DE FÁTIMA DA COSTA LIMA
  • ELEMENTOS VEGETAIS NA SIMULAÇÃO DIGITAL DA LUZ NATURAL: Contribuição ao desenvolvimento de modelos tridimensionais virtuais.
  • Data: 30/09/2014
  • Mostrar Resumo
  • XXXXXXXX
  • ELIANA DE FÁTIMA DA COSTA LIMA
  • ELEMENTOS VEGETAIS NA SIMULAÇÃO DIGITAL DA LUZ NATURAL: Contribuição ao desenvolvimento de modelos tridimensionais virtuais
  • Data: 30/09/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • São diversos os fatores que influenciam a disponibilidade da luz natural, dentre eles destaca-se a obstrução causada pelo entorno edificado ou natural. Elementos naturais, como a vegetação arbórea, podem provocar uma obstrução considerável, que se traduz na alteração da quantidade de luz natural disponível no interior dos ambientes. Por outro lado, a vegetação pode proporcionar sombras e melhorar a qualidade da luz que incide através das aberturas, reduzindo a intensidade da componente direta do sol, bem como o brilho vindo do céu. Contudo, a vegetação é um elemento de difícil inserção no projeto da iluminação natural. Considerando por exemplo, a prática da simulação computacional, todos os elementos intervenientes na reprodução da luz devem ser modelados tridimensionalmente. Idealmente, variáveis como a altura, a geometria da copa, a quantidade, dimensão e espaçamento das folhas, dimensão do tronco, ramos e galhos, índice de refletância, índice de opacidade, entre outras, devem ser reproduzidos no modelo tridimensional. Entretanto, essa modelagem é impraticável, não somente devido à complexidade de todas as variáveis envolvidas no processo, como também, na sobrecarga do modelo. A partir destas considerações e com base em estudos anteriores sobre o tema, esta pesquisa toma como objeto de estudo a iluminação natural interceptada pela vegetação arbórea. Neste sentido, o objetivo geral é caracterizar um método para a representação e modelagem da vegetação arbórea na simulação computacional da luz natural. Para tanto, através do método de fotografia hemisférica, foi possível obter dados de fração de lacuna de copas arbóreas. Estes dados ajudaram a desenvolver três diferentes configurações de modelos tridimensionais virtuais de copas, os quais foram usados para simular o efeito da intercepção da árvore na luz do dia. Por meio de métodos gráficos e estatísticos, avaliou-se o grau de ajuste desses modelos com as árvores reais. Os resultados obtidos com os indicadores estatísticos MBE e RMSE e considerando ainda a variabilidade da luz e os níveis de dispersão, representado pela mediana, demonstraram que todos os três modelos testados nesta pesquisa podem ser representantes adequados das árvores reais. Contudo, ressalta-se que, possivelmente, o tipo de modelo representante de cada espécie arbórea esteja intrinsicamente ligado às características próprias de cada árvore.
  • NATAN PIRES SA
  • CARACTERIZAÇÃO DE LODOS E EFLUENTES INDUSTRIAIS GERADOS POR UMA EMPRESA DE BENEFICIAMENTO DE ARGILAS VISANDO O ATENDIMENTO À PNRS
  • Orientador : ELISANGELA MARIA RODRIGUES ROCHA
  • Data: 29/09/2014
  • Mostrar Resumo
  • No ambito industrial o entendimento das caracteristicas dos materiais solidos e liquidos usados como materias-primas, perigosos ou nao, e fundamental para a gestao sustentavel dos mesmos na fabricacao de produtos, sabendo-se que a heterogeneidade dos residuos gerados limita o seu reuso. Este trabalho abordou a caracterizacao de lodos e efluentes provenientes de ensaios no setor de controle de qualidade de uma industria de beneficiamento de argilas, visando propor alternativas de tratamento e disposicao final conforme a Politica Nacional de Residuos Solidos (PNRS). Foram realizadas as analises pH, salinidade, condutividade, solidos totais dissolvidos (STD), densidade aparente, teor de umidade e solidos totais (ST – fixos e volateis). Observou-se que os lodos tiveram alta carga de material inorganico (L1, L2, L4 e L5), sendo apenas o lodo L3 com alta carga de materia organica volatil, devido aos solventes presentes. A partir das caracterizacoes dos lodos umidos (“in natura”) e secos (desidratados e calcinados) por difracao de raios-X (DRX) e espectroscopia no IV constatou-se que houve preservacao do carater tipico de argilas e da presenca de agente ativante. De acordo com as analises superficiais de BET, e ponto de carga zero (PCZ) varios dos lodos apresentaram baixas areas superficiais, ou seja, indicando que haveria dificuldade de aplicacao como adsorvente na remocao de poluentes em efluentes, mas eles podem ser incorporados em materiais cimenticios, vidros, e ainda, o lodo L3 pode ser indicado como fonte de energia para coprocessamento na industria cimenticia. Quanto aos efluentes foram realizados testes de reutilizacao especificos para tres efluentes (E1, E3 e E5), indicando-se preliminarmente que cada um pode ser reutilizado, seja em laboratorio, como combustivel, ou no proprio processo de origem.
  • KARINA UGULINO DE ARAÚJO MARANHAO
  • ZONEAMENTO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE MONTEIRO-PB
  • Data: 26/09/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Objetivou-se avaliar a fragilidade ambiental e diretrizes para o Zoneamento Ambiental (ZA) utilizando técnicas de análises geoespaciais para o município de Monteiro, localizado no Estado da Paraíba. A proposta desse estudo foi aplicar duas metodologias diferentes para avaliar a fragilidade ambiental e usar os resultados para criar classes de zonas ambientais em uma porção semiárida da região Nordeste do Brasil. As duas metodologias utilizadas foram: (a) proposta original de Crepani et al. (2008) e adaptada à realidade local, em que foi analisada a vulnerabilidade à perda de solo, o seu uso e ocupação, e as Áreas de Preservação Permanente (APPs); e (b) proposta adaptada de Crepani et al. (2008), que ao invés de utilizar o mapa de vulnerabilidade à perda de solo, utilizou-se a estimativa de perda de solo gerada a partir da Equação Universal de Perda de Solo (EUPS). O mapa de vulnerabilidade à perda de solo foi adquirido por álgebra de mapas relacionados aos temas: Geologia, Geomorfologia, Pedologia, Cobertura Vegetal e Uso da Terra e Climatologia. O mapa de estimativa das perdas de solo, utilizando EUPS, foi gerado a partir dos fatores de erosividade das chuvas, erodibilidade do solo, comprimento de rampa e declividade, uso e manejo e práticas conservacionistas. Como resultado, foi obtido dois mapas de ZA. Em ambos os casos, foram identificadas dez classes de uso indicado, tendo um apresentado maior percentual de área de Controle Ambiental, que requer manutenção da cobertura vegetal existente e da qualidade dos recursos hídricos, e outro apresentou maior percentual de Área de Preservação Prioritária, que apresenta áreas cobertas por vegetação de mata densa e preservada, porém com alto grau de erosão. Essa pesquisa mostra as áreas de maior fragilidade ambiental do município, além de comprovar a importância do ZA para o controle do uso e ocupação do solo de forma ordenada e planejada. Cabe, portanto, ao órgão municipal elaborar, baseado nesse estudo, sua legislação para ordenamento do território. A partir dessa pesquisa é possível aprofundar os estudos para gerar o Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE), onde, além das preocupações com a preservação, reabilitação e recuperação da qualidade ambiental, passa-se a uma maior preocupação com o desenvolvimento econômico e social.
  • KARINA UGULINO DE ARAÚJO MARANHAO
  • ZONEAMENTO AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE MONTEIRO-PB
  • Data: 26/09/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Objetivou-se avaliar a fragilidade ambiental e diretrizes para o Zoneamento Ambiental (ZA) utilizando técnicas de análises geoespaciais para o município de Monteiro, localizado no Estado da Paraíba. A proposta desse estudo foi aplicar duas metodologias diferentes para avaliar a fragilidade ambiental e usar os resultados para criar classes de zonas ambientais em uma porção semiárida da região Nordeste do Brasil. As duas metodologias utilizadas foram: (a) proposta original de Crepani et al. (2008) e adaptada à realidade local, em que foi analisada a vulnerabilidade à perda de solo, o seu uso e ocupação, e as Áreas de Preservação Permanente (APPs); e (b) proposta adaptada de Crepani et al. (2008), que ao invés de utilizar o mapa de vulnerabilidade à perda de solo, utilizou-se a estimativa de perda de solo gerada a partir da Equação Universal de Perda de Solo (EUPS). O mapa de vulnerabilidade à perda de solo foi adquirido por álgebra de mapas relacionados aos temas: Geologia, Geomorfologia, Pedologia, Cobertura Vegetal e Uso da Terra e Climatologia. O mapa de estimativa das perdas de solo, utilizando EUPS, foi gerado a partir dos fatores de erosividade das chuvas, erodibilidade do solo, comprimento de rampa e declividade, uso e manejo e práticas conservacionistas. Como resultado, foi obtido dois mapas de ZA. Em ambos os casos, foram identificadas dez classes de uso indicado, tendo um apresentado maior percentual de área de Controle Ambiental, que requer manutenção da cobertura vegetal existente e da qualidade dos recursos hídricos, e outro apresentou maior percentual de Área de Preservação Prioritária, que apresenta áreas cobertas por vegetação de mata densa e preservada, porém com alto grau de erosão. Essa pesquisa mostra as áreas de maior fragilidade ambiental do município, além de comprovar a importância do ZA para o controle do uso e ocupação do solo de forma ordenada e planejada. Cabe, portanto, ao órgão municipal elaborar, baseado nesse estudo, sua legislação para ordenamento do território. A partir dessa pesquisa é possível aprofundar os estudos para gerar o Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE), onde, além das preocupações com a preservação, reabilitação e recuperação da qualidade ambiental, passa-se a uma maior preocupação com o desenvolvimento econômico e social.
  • ADERSON STANRLEY PEIXOTO SANTOS
  • ANÁLISE DE DESEMPENHO DOS CAMPOS DE CHUVA ESTIMADOS PELO SATÉLITE TRMM NA PARAÍBA, PARA FINS DE MODELAGEM HIDROLÓGICA DISTRIBUÍDA
  • Orientador : ADRIANO ROLIM DA PAZ
  • Data: 22/09/2014
  • Mostrar Resumo
  • A precipitação é um elemento meteorológico que serve como parâmetro de entrada fundamental aos mais diversos tipos de análise. No entanto, os sistemas tradicionais de coleta registram históricos problemas orçamentais, geográficos e temporais na sua obtenção, processamento e repasse. Tal fato tem mobilizado a ascensão de técnicas, como o sensoriamento remoto orbital (SRO), que cada vez mais se aplica nos estudos voltados ao monitoramento e previsão, em conjunto com os Modelos Hidrológicos, tal como os Modelos Hidrológicos Distribuídos (MHD). No entanto, por serem considerados a “verdade de campo” a ciência exige a intercomparação dos resultados dos sensores orbitais com os mesmos afim de se ter o crivo analítico da verificação de respostas de desempenho. Entretanto, as metodologias adotadas na análise comparativa dos seus resultados - com as informações terrestres - normalmente não informam a natureza dos erros de informação, pautando-se apenas na relação maior ou menor entre as informações. Portanto, o trabalho objetiva contribuir com a ciência, por meio de proposta metodológica, com uso de estatísticas ligadas a índices de desempenho, de forma a avaliar as particularidades envolvidas nos erros associados entre sensores de mensuração do elemento chuva no estado da Paraíba. Metodologicamente comparou-se as informações de chuva do algoritmo 3B42 da Versão 7, do sensor orbital Tropical Rainfall Measurement Mission (TRMM) com as informações históricas dos postos pluviométricos pertencentes a Agência Executiva de Gestão de Águas do Estado da Paraíba (AESA), entre os anos de 1998 a 2011. Seguiu-se dois vieses analíticos. No primeiro momento, verificou-se à similaridade espaço-temporal ao nível do pixel (pixel-a-pixel) no que se denomina primeira abordagem (A1); e no segundo, verificou-se à similaridade dos resultados sob faixas quantitativas de chuva, no que se nomeia segunda abordagem (A2). Como resultados na abordagem analítica A1, o TRMM apresentou bons desempenhos às medidas de concordância para eventos de correto negativos. Segundo a abordagem A2 os desempenhos apresentados corroboraram para maiores erros da estimativa do sensor.
  • WELLINTANIA FREITAS DOS ANJOS
  • DISPERSÃO URBANA X ÁREAS VERDES: UM ESTUDO SOBRE A ZONA ESPECIAL DE PRESERVAÇÃO NATURAL DA BACIA DO RIO CUIÁ, NA CIDADE DE JOÃO PESSOA-PB.
  • Data: 19/09/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As aglomerações humanas, ao assumirem a forma espacial dispersa e fragmentada, devido ao crescimento acelerado das cidades, tem provocado a ocupação de extensas áreas intercaladas por vazios. Essaforma contemporânea de ocupação urbana implica numa série de impactos estéticos, econômicos, sociais e na principal dimensão do debate deste trabalho: ambientais. À vista disso, essa pesquisa buscou analisar os impactos ambientais decorrentes do processo de urbanização da Zona Especial de Preservação -ZEP da bacia do rio Cuiá, localizada no setor sul-sudeste da cidade de João Pessoa-PB. O interesse pela referida área, como objeto de estudo, se deu pelo fato da bacia, no período de 1970 a 2013, ter passado por um intenso processo de adensamento populacional, o que ocasionou, entre outros problemas, a supressão das áreas verdes. A urbanização ocorrida na bacia do rio Cuiá, descrita nos trabalhos de diversos pesquisadores, tais como, Melo (2001), Silva (2007), Reis (2010), Costa (2013), entre outros, apresentam o processo histórico de sua ocupação e/ou, os resultados dessa ocupação, de forma generalizada ou com foco em um único tipo de impacto. Para que se possam solucionar os problemas identificados na ZEP da bacia, decorrentes principalmente da sua urbanização, se faz necessário identificar quais são e onde se localizam os conflitos de uso e ocupação do solo. Desta forma, essa pesquisa vem a complementar os demais trabalhos realizados e contribuir como um suporte técnico e científico para intervenções futuras no local. Para tanto, foram utilizados os seguintes procedimentos básicos da investigação científica: pesquisa bibliográfica, vistoria in locu, registro fotográfico, técnica da observação analítica, tendo como base a concretização de análise investigatória e descritiva. As investigações dessa pesquisa poderão contribuir para compreensão do fenômeno da urbanização dispersa, enquanto processo que faz parte de uma transformação social das cidades, a exemplo de João Pessoa, e das suas implicações ambientais.
  • NICOLLE DE BELMONT SABINO ROCHA
  • EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PARA DIFERENTES PRESSÕES DISPONÍVEIS NAS ENTRADAS DAS EDIFICAÇÕES
  • Data: 19/09/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Agua e energia sao dois recursos essenciais para a sociedade e possuem uma forte interdependencia. Dentre os grandes consumidores de energia, o setor de saneamento se destaca como um dos usuarios de maior demanda. A energia eletrica esta entre os tres principais itens de custo das companhias e, em muitos casos, representa a segunda despesa, perdendo apenas para as despesas com pessoal. Alguns estudos estimam que o consumo de energia para bombear, tratar e distribuir agua para as populacoes urbanas representa de 2 a 3% do total de energia eletrica consumida no mundo. Diante da busca por alternativas mais eficientes, este trabalho tem como objetivo o estudo comparativo da eficiencia energetica de sistemas de abastecimento de agua para diferentes pressoes disponiveis nos pontos de entrada das edificacoes. Basicamente, o estudo compara os custos de implantacao e operacao dos sistemas de distribuicao de agua projetados para atender edificacoes com instalacoes abastecidas diretamente e indiretamente pela rede. No primeiro sistema, as instalacoes possuem reservatorios para armazenamento da agua proveniente da rede de distribuicao, em seguida esta e bombeada por meio de um sistema de impulsao proprio para um reservatorio elevado, e dai a agua chega ao consumidor final por gravidade. Enquanto o segundo sistema adota um sistema de bombeamento direto nas edificacoes, dispensando o uso de reservatorios domiciliares. A metodologia empregada neste trabalho adotou o dimensionamento otimizado de redes de distribuicao atraves do metodo LENHSNET, que determina o dimensionamento otimo dos sistemas e instalacoes, e o modelo de simulacao EPANET. Posteriormente, foram calculados e avaliados os custos de implantacao e operacao das alternativas. Os resultados obtidos mostraram que, em termos economicos, o sistema com bombeamento direto para as instalacoes e mais caro, em virtude do sistema requerer que as bombas funcionem 24 horas por dia.
  • MARÍLIA SILVA RANGEL MEIRA
  • AVALIAÇÃO HIDROMORFOLÓGICA E PAISAGÍSTICA DO BAIXO RIO JAGUARIBE NA ZONA COSTEIRA DO ESTADO DA PARAÍBA”
  • Data: 10/09/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os impactos negativos causados pelo processo de uso e ocupacao do solo nas margens e planicie de inundacao dos rios vem deteriorando as condicoes de salubridade das aguas, do ambiente e com repercussao nas paisagens. No meio urbano, em particular, se observa a degradacao dos rios e da qualidade da agua e da biota aquatica. O interesse em restabelecer os ecossistemas dos cursos d’agua, tanto nas areas urbanas quanto na rural, esta se expandindo em todo o mundo, especialmente nos paises desenvolvidos. De forma semelhante, a ocupacao de areas na zona costeira, as que apresentam tendencias de maiores e mais densas ocupacoes, tem sido objeto de preocupacao de diversos governos. Assim, modelos para avaliacao ambiental de rios tem sido desenvolvidos e aperfeicoados para permitir o diagnostico e a selecao de acoes de restauracao fluvial. O metodo alemao, denominado Mapping and assessment methods for the structure of Waters, desenvolvido na Bavaria, e utilizado para o mapeamento da estrutura da qualidade dos cursos d’agua como medida da sua integridade ecologica e indica se o mesmo e capaz de suportar os processos dinamicos de seu leito. Para a zona costeira, a metodologia do projeto Orla, desenvolvida pelo Ministerio do Meio Ambiente do Brasil, se utiliza das unidades de paisagem como elementos de analise em termos de ocupacao urbana e oferece subsidios para a analise da paisagem alem dos limites fluviais, podendo complementar a analise fluvial. Ambas as metodologias contribuem para se realizar um diagnostico mais amplo da situacao atual de degradacao ambiental, e podem indicar em quais trechos e unidades paisagisticas haveria necessidade de intervencao buscando a restauracao ou requalificacao dessas areas. Neste trabalho, foram utilizados esses modelos para o mapeamento da estrutura da qualidade do leito fluvial, referente a sua morfologia, compreendendo a dinamica do rio principal e a dinamica das varzeas, alem das areas marginais do baixo rio Jaguaribe em seu antigo leito nos municipios de Joao Pessoa e Cabedelo, na zona costeira Sul do estado da Paraiba. Os resultados apontaram trechos do rio variando do estado totalmente alterado a pouco alterado,segundo o trecho e a ocupacao lateral da calha fluvial. As areas marginais estendidas foram classificadas nas tres tipologias A, B, C do projeto Orla, apresentando concordancia com a classificacao obtida do sistema fluvial.
  • LÍVIA LIMA NORONHA
  • ELEMENTOS CONSTRUTIVOS E DE PROTEÇÃO TÉRMICA À BASE DE GESSO E RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS
  • Data: 14/08/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O conceitoconstruçãosustentável tem despertado a atenção em todo o mundo, visto que já se está diante da escassez de recursos naturais e de energia, geração de resíduos sólidos e emissão de gases que danificam cada vez mais o Planeta. Este estudo investigou a possibilidade do uso de fibras vegetais do pseudocaule da bananeira e polpa de embalagens de cimento para o desenvolvimento de compósitos que se destacam por suas propriedades de reforço e térmicas.O aproveitamento de materiais renováveis pode ajudar a reduzir as agressões ao meio ambiente. As embalagens de cimento Portland são em papel tipo Kraft e na sua grande maioriasão descartadas no meio ambiente. No entanto, elas contêm fibras na forma de polpa (celulose) que podem ser utilizadas como reforço em matrizes. Para a obtenção da polpa oriunda de sacos de cimento, estes foram cortados em pedaços e passados em um triturador de papel. Em seguida o material triturado era imerso em água e passado em liquidificador industrial. Nas misturas elaboradas com a fibra de bananeira foram testadas porcentagens da fibra em 2% e 4% e relação água/gesso variando de 0,4 a 0,7. O traço com 4% de fibra e relação água/gesso 0,5 conduziu a uma resistência de 2,80 MPa, enquanto que o traço com 2% de fibra e 0,4 de relação água/gesso produziu um compósito com resistência de 5,87 MPa. Observa-se que ao diminuir a proporção de fibra no compósito e a relação água/gesso, a resistência aumentou devido aos vazios que também diminuíram. Para a otimização das misturas realizadas com a polpa variou-se relação água/gesso. Os traços foram moldados sempre para a proporção de 1 kg de gesso/0,08 kg da polpa /0,01 do aditivo retardador. A variação da relação água/gesso foi testada até se chegar nas melhores resistência e trabalhabilidade. A melhor relação água/gesso é de 0,7. Através dos resultados obtidos pelo método de placa quente protegida, constatou-se bons resultados das propriedades térmicas principalmente dos compósitos elaborados com gesso e polpa de embalagens de cimento. O teste de condutividade térmica do compósito utilizando o método da placa quente mostrou que houve redução em relação ao gesso sem reforço.
  • ANA LUISA PIRES GOUVEIA GUEDES
  • Avaliação da geração de resíduos da construção civil e suas implicações em bairros populares: o caso do bairro de Gramame em João Pessoa-PB
  • Data: 09/06/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os gestores das cidades têm encontrado dificuldades tanto para gerenciar de forma eficaz a geração dos resíduos da construção civil (RCCs), quanto para solucionar o problema das disposições irregulares que comprometem a qualidade de vida da população e acarretam sérios problemas socioambientais e sanitários. Pelo exposto e devido ao crescimento habitacional impulsionado pelos incentivos do Governo Federal, através do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV), o objeto do estudo deste trabalho foi avaliar a geração dos resíduos de construção civil oriundos das construções populares em dois loteamentos localizados no bairro Gramame no município de João Pessoa-PB, baseados nas Resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente - CONAMA Nº 307/2002 e Nº431/2011, e na Política Nacional de Resíduos Sólidos - PNRS (Lei Nº 12.305 de 2010). A metodologia do trabalho foi de caráter qualitativo e quantitativo e teve as seguintes etapas: Pesquisa Bibliográfica (levantamento, revisão e análise crítica da literatura nacional e internacional); Pesquisa Documental (visitas a administração pública, a empresas que implementaram os loteamentos Parque Sul II e Novo Milênio e empresas beneficiadoras de RCCs); Pesquisa de Campo (Entrevistas com aplicação de questionários, Reconhecimento das áreas de estudo, Mapeamento e Quantificação dos RCCs), Seleção e Organização dos Dados e Análise e Interpretação dos Dados. De cordo com a Lei Nº 11.176/07 do município de João Pessoa, os RCCs gerados no canteiro devem ser segregados durante a execução das obras. Entretanto, foi verificado que os resíduos não são submetidos a nenhum tipo de segregação. Baseado no mapeamento realizado, durante 03 meses, nos loteamentos foi encontrado uma média de 14 pontos de disposição irregular de RCCs. Conforme a quantificação dos resíduos na etapa de fundação o resíduo mais descartado é a areia (69%), na etapa de estruturas o resíduo mais gerado é a argamassa (58%). Já na alvenaria, o tijolo cerâmico (42%) é o mais descartado e na etapa acabamento o resíduo mais gerado é gesso (25%). Dessa forma, o presente trabalho pretende contribuir para que haja uma conscientização maior sobre o problema apresentado por partes dos geradores e que ocorra uma fiscalização mais eficiente por parte dos órgãos competentes. Propõem-se medidas para redução do desperdício, para reutilização dos RCCs gerado e para a reciclagem na própria obra e mostra como o projeto pode influenciar na minimização.
  • CLEYTON OLIVEIRA DA SILVA
  • MODELAGEM DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA COM ÊNFASE NO CONTROLE DE PERDAS
  • Data: 09/06/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente estudo dissertativo tem por objetivo a modelagem e calibração de um sistema de distribuição de água real, com ênfase na identificação das perdas de água. O estudo de caso foi o sistema de abastecimento da comunidade de Juatama, em Quixadá localizada na região central do Estado do Ceará. A rede de distribuição em estudo foi instada recentemente e vem operando com estabilidade, o que possibilitou o desenvolvimento de um modelo que descreve satisfatoriamente o sistema real. O processo de calibração foi realizado por meio do aplicativo LenhsCalibra, que utiliza um algoritmo de otimização baseado na técnica de algoritmos genéticos. O programa possibilitou a calibração multivariada, incluindo como variáveis de buscar a demanda e a rugosidade das tubulações, cujos valores foram ajustados através de simulações a partir dos níveis de vazão e pressões reais. O modelo calibrado do sistema apresentou resultados satisfatórios, além de identificar o registro de descargas utilizadas para limpeza da rede e pontos na rede com demandas superiores às que, efetivamente, são consumidas pelos clientes.
  • JUSSARA FREIRE DE SOUZA
  • ANÁLISES DAS MUDANÇAS DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO, VARIABILIDADE DA TEMPERATURA E DO SALDO DE RADIAÇÃO EM JOÃO PESSOA-PB.
  • Data: 27/05/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho analisou a influência do uso e ocupação do solo na variabilidade da temperatura da superfície e no saldo de radiação na cidade de João Pessoa. Para tanto, foram utilizadas técnicas de sensoriamento remoto, Sistemas de Informações Geográficas e o algoritmo SEBAL. Para a classificação do uso e ocupação do solo e a determinação dos valores de emissividade, albedo, NDVI, IAF, SAVI, temperatura de superfície e saldo de radiação à superfície, foram utilizadas imagens do satélite Landsat 5-TM referente aos dias 5 de novembro de 1991, 26 de agosto de 2006 e 8 de outubro de 2010.A análise do uso e ocupação do solo da cidade de João Pessoa apontou que no decorrer dos anos de 1991, 2006 e 2010 a cidade teve um considerável crescimento da malha urbana sobre áreas de vegetação herbácea e solo exposto. A temperatura da superfície apresentou maiores valores sobre área urbana e solo exposto nos três anos, sobretudo em 1991 que obteve valores máximos de temperatura, com média de 31,4ºC sobre área urbana e de 31,1ºC sobre solo exposto. As imagens do saldo de radiação e os valores estatísticos mostraram que os maiores valores de Rn foram encontrados sobre vegetação arbórea/arbustiva e água para todos os anos, sobretudo em 2010 onde foram obtidos os maiores valores de Rn para todos os usos do solo, cujas médias foram de 717,5W/m² sobre água e 703,2W/m² sobre vegetação arbórea/arbustiva. A relação entre o albedo dos usos do solo (urbano e vegetação herbácea) com a temperatura e o saldo de radiação, mostrou-se satisfatórios, indicando a eficiência do método na estimativa dos parâmetros citados com os alvos analisados para a cidade de João Pessoa. Os resultados de temperatura e saldo de radiação encontrados nesta pesquisa, obtidos através do SEBAL e das imagens de satélite, permitem concluir que os valores apontaram variações condizentes com os apresentados na literatura para usos do solo similares.
  • ANDREA KARLA GOUVEIA CAVALCANTI
  • INVESTIGAÇÃO SOBRE O USO DO SOLO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO GRAMAME CONSIDERANDO OS CENÁRIOS ATUAL E POTENCIAL
  • Data: 16/05/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Com o crescimento economico acelerado que tem ocorrido nas ultimas decadas nos paises em desenvolvimento como o Brasil, ha uma busca cada vez mais intensa por areas que possam ser empregadas em atividades agricolas, pecuarias e industriais. A ocupacao dessas areas de maneira inadequada e uma das principais causas de processos como a degradacao dos solos, pois, em geral, nao e estudada a aptidao das terras antes de destinar um uso para as mesmas. Dessa forma, esse trabalho teve como objetivo investigar sobre o uso do solo na bacia hidrografica do rio Gramame, a montante do reservatorio Gramame-Mamuaba, apontando conflitos, e gerando informacoes para o planejamento por meio da aplicacao da metodologia de determinacao da propensao ao risco a perda de solo e da definicao dos usos potenciais com base no calculo do coeficiente de rugosidade para pequenas bacias, alem de classificar os conflitos identificados. Os resultados encontrados apontaram que o cenario potencial de uso das terras obtido para a area de estudo provoca uma maior perda de solo do que o uso do solo encontrado atualmente na bacia hidrografica analisada. Foi observado tambem que a ausencia de conflito de uso do solo foi predominante na area de estudo, estando presente em 47,13% das areas. Os conflitos considerados positivos foram assim classificados em 34,56% da area da bacia hidrografica. A situacao em que o uso do solo atual e mais adequado do que o sugerido, conforme os criterios do coeficiente de rugosidade, caracterizando conflitos negativos, ocorreu em apenas 18,31% do total.
  • ALEXLEIDE SANTANA DINIZ SOARES
  • AVALIAÇÃO DAS ESTIMATIVAS DE CHUVA DO SATÉLITE TRMM NO ESTADO DA PARAÍBA" NO DIA15/04/2014
  • Data: 15/05/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A variabilidade temporal e espacial, que é um elemento característico da precipitação pluvial se configura como um fator de complexidade para as pesquisas sobre chuvas. Além disso, a baixa densidade de postos pluviométricos e os equívocos nos processos de coleta em campo aumentam as dificuldades na execução de estudos nessa área de pesquisa. No entanto, tais pesquisas são essenciais tendo em vista que é a partir delas que se pode fazer previsão de enchentes e estiagens, compreender o regime hidrológico dos rios, a umidade do solo, as mudanças de temperatura, dentre outras. Assim, as estimativas espaciais de precipitação realizadas por satélites são técnicas importantes, pois, embora contenham incertezas, quando comparadas com valores pontuais medidos em solo podem fornecer bons indicativos da distribuição espacial das chuvas para uma determinada área. Nesta pesquisa, avalia-se o potencial das estimativas de chuva do satélite TRMM, versão 7 e 3B42 (Tropical Rainfall Measuring Mission) para representar a variabilidade espaço-temporal da precipitação no Estado da Paraíba, no Nordeste do Brasil. No estudo considerou-se séries temporais de dados diários para um período de 14 anos (1998-2011) fornecidas pela AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba) referentes a 269 postos pluviométricos e dados estimados pelo satélite TRMM numa malha espacial de 198 pontos que cobrem o Estado da Paraíba e que foram interpolados para os locais de observação de campo pelo método do inverso do quadrado da distância. As comparações foram realizadas considerando a chuva acumulada em diferentes períodos: diário, três dias, sete dias e mensal. Com relação aos fatores espaciais, os comparativos foram desenvolvidos com base em valores pontuais nos locais de observação, médias espaciais considerando sub-bacias, mesorregiões, e perfil topográfico. As análises estatísticas de comparação entre a chuva observada e a estimada foram desenvolvidas a partir das médias de chuva, das correlações lineares, do erro médio absoluto e da raiz do erro médio quadrático considerando cada período acumulado. Nas análises da chuva diária a maioria dos postos (91%) apresentou índices de correlação variando de 0,5 a 0,7. Esta correlação aumenta para os acumulados de 3 dias, com valores que variam de 0,5 a 0,7 em 56% dos postos pluviométricos e de 0,7 a 0,8 em 42% dos postos. Nos acumulados de 7 dias, 58% dos pluviômetros apresentaram correlações que variam de 0,7 a 0,8 e nos acumulados mensais 95% dos postos apresentam correlações superiores a 0,8. Portanto, os resultados indicam que o satélite TRMM apresenta melhores estimativas quando os dados estão acumulados em intervalos maiores de tempo. Na análise mensal verificou-se que março e abril são os meses mais significativos de estimação e que nos primeiros meses do ano os valores estimados e observados apresentam melhores aproximações para todos os tipos de análises. Identificou-se também bom potencial de estimação na análise da variabilidade sazonal de precipitação. Além disso, observou-se que o satélite apresenta os maiores erros para as áreas onde ocorrem os maiores volumes de chuva. Nas sub-bacias e nas mesorregiões do Estado, o regime de chuvas foi estimado com bastante fidelidade em todas as formas analisadas. Conclui-se que o satélite TRMM apresenta bom desempenho para reproduzir as chuvas observadas em pluviômetros no Estado da Paraíba, configurando-se como uma importante fonte de dados para o auxílio no planejamento e na tomada de decisões relativas aos recursos hídricos.
  • ALEXANDRE AUGUSTO BEZERRA DA CUNHA CASTRO
  • INTERFACES RODOVIÁRIO-URBANAS NA PRODUÇÃO DA CIDADE: ESTUDO DE CASO DO CONTORNO RODOVIÁRIO DE JOÃO PESSOA-PB.
  • Data: 03/04/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As rodovias desempenham função importante no processo de estruturação das cidades, por facilitar os deslocamentos interurbanos. Quando necessário, eram construídos contornos que supostamente facilitam a conectividade entre a cidade e a rodovia. No entanto, quando absorvidas pelo tecido urbano das cidades, estes trechos de contornos rodoviários desenvolvem dinâmicas particulares com o espaço intraurbano no qual está inserido, com a alteração da acessibilidade, da morfologia e do uso e ocupação da terra urbana. Estas interfaces ocorrem durante o processo de crescimento da cidade e durante os estágios subsequentes. Com base nesse contexto, esta pesquisa de mestrado tem por objetivo analisar as dinâmicas entre a implantação do contorno rodoviário da BR-230 e o processo de produção do espaço intraurbano da cidade de João Pessoa, na Paraíba, entre os anos de 1963 e 2013, em termos de morfologia, uso e ocupação do solo urbano. Para tal, foi empregado o método da lógica evolutiva do tecido urbano de Panerai, que divide a evolução urbana em três estágios: superação de limites, crescimento e combinação e conflitos. O método foi associado a ferramentas analíticas, como a sintaxe espacial e o uso de softwares de Sistema de Informação Geográfica. Os resultados mostram que a rodovia impulsionou o processo de espraiamento da cidade para o sul, que produziu uma malha urbana tentacular, sendo esse setor o que mais cresceu naquele período, onde também se puderam identificar o padrão de crescimento espacial horizontal e fragmentado, alterações na acessibilidade com base na morfologia e no padrão de uso e ocupação dos espaços lindeiros à rodovia.
  • FIRMINO MANOEL NETO
  • POTENCIAL POLUIDOR E RISCO AMBIENTAL DOS RECURSOS HÍDRICOS DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO GRAMAME, PARAÍBA, BRASIL
  • Orientador : CARMEM LUCIA MOREIRA GADELHA
  • Data: 31/03/2014
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho aborda aspectos relacionados ao estudo do risco de poluição dos corpos hídricos da bacia hidrográfica do rio Gramame, Estado da Paraíba, nas porções situadas no alto e médio curso do rio Gramame, à montante do reservatório Gramame-Mamuaba. Neste estudo aplicou-se o método Delphi para avaliar o grau de risco de poluição da água superficial na bacia hidrográfica do rio Gramame, com base no mapa de vulnerabilidade da área em estudo elaborado por Pedrosa (2008) e nas fontes de poluição detectadas na opinião de especialistas. A pesquisa incluiu levantamento georeferenciadado das fontes poluidoras, a partir de estudos já realizados na bacia hidrográfica, conversas específicas com especialistas e moradores da região e a confecção do mapa de risco de contaminação. A sequência de atividades da aplicação do método Delphi foi realizada em três etapas: na 1ª etapa foram identificadas as fontes poluidoras relacionadas com risco de contaminação dos corpos hídricos da área de estudo, com base em estudos já realizados na bacia hidrográfica e por meio de conversas específicas com especialistas e moradores da região; na 2ª etapa as fontes poluidoras identificadas foram submetidas à avaliação dos mesmos especialistas, do potencial poluidor, por fonte poluidora apresentada, identificada na área; na 3ª etapa foi avaliado o grau de risco de contaminação de cada potencial poluidor relacionado com o mapa da vulnerabilidade da área onde a fonte poluidora está localizada. A partir dos resultados da aplicação do método Delphi, foi elaborado o mapa de risco de contaminação dos corpos hídricos da área de estudo. As fontes poluidoras identificadas e mapeadas na área da bacia que abastece o reservatório Gramame-Mamuaba apresentam potencial poluidor variando de moderado a muito alto. Esse potencial poluidor quando relacionado com a vulnerabilidade da área, indica o risco de poluição dos corpos hídricos, que aumenta de acordo com o grau dessa vulnerabilidade. Essas informações podem ser usadas de forma a fornecer subsídios, aos órgãos responsáveis pela gestão de recursos hídricos, nas ações de controle de problemas detectados por este estudo.
  • ELIAMIN ELDAN QUEIROZ ROSENDO
  • DESENVOLVIMENTO DE INDICADORES DE VULNERABILIDADE À SECA NA REGIÃO SEMIÁRIDA BRASILEIRA
  • Data: 31/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O Nordeste brasileiro tem sido caracterizado, desde o início de sua história, pelo estigma das secas periódicas. Entretanto, a maioria das pesquisas sobre a temática da seca normalmente são desenvolvidas com o olhar voltado para os aspectos físicos como sua severidade, extensão, periodicidade, negligenciando muitas vezes os aspectos sociais, econômicos, culturais e produtivos da região. Tendo em vista a importância de se analisar os fatores climáticos conjuntamente com estudos das vulnerabilidades existentes na região semiárida brasileira. Este trabalho buscou evidenciar as vulnerabilidades à seca nos municípios de Picuí, Sumé e Sousa, respectivamente situados nas microrregiões do Seridó Oriental, Cariri Ocidental paraibano e Sertão do estado da Paraíba. Isso foi feito por meio de uma adaptação dos indicadores de Bhattacharya e Dass (2007), que versam sobre a vulnerabilidade, e seus fatores de exposição, sensibilidade e capacidade adaptativa, utilizando-se dados dos municípios principalmente do ano de 2010, em órgãos governamentais e não governamentais, na internet em sites oficiais e por meio de trabalhos de campo. Concluiu-se por meio da análise dos resultados que o município de Picuí obteve a maior exposição, com um índice de 0,39043 e pior desempenho à sensibilidade, com o índice de 0,2515. Já em relação ao indicador de Capacidade Adaptativa o município de Sumé foi o que mais se destacou negativamente, obtendo o índice de 0,3155. Em termos gerais o município de Picuí foi o que apresentou maior vulnerabilidade (0,3467), seguido do município de Sumé (0,2973) e do município de Sousa (0,2876). Os Indicadores de Exposição, Sensibilidade e Capacidade Adaptativa mostraram-se como ferramentas úteis para a análise das características intrínsecas da seca, características das populações, das atividades produtivas e o modo de como elas são praticadas. Sobre o Índice de Vulnerabilidade, este se configurou como um instrumento adequado para o estudo holístico da gestão de riscos a desastres socioambientais, que pode ser utilizado para a formulação de políticas públicas por parte dos gestores e tomadores de decisão e podem auxiliar a elaboração de planos locais de preparação, convivência e mitigação das intempéries da seca.
  • LÍVIA DOS SANTOS FALCÃO
  • ASSENTAMENTOS INFORMAIS E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA: O CASO DA COMUNIDADE CASA BRANCA, EM BAYEUX/PB
  • Data: 28/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa propõe a investigação da aplicação do instrumento de regularização fundiária em assentamentos informais no Brasil, por meio da análise de um aporte teórico, legal e prático de discussões e experiências, onde a partir de uma leitura técnica, política e social, busca-se estudar o processo de regularização fundiária da comunidade Casa Branca, localizada em Bayeux/PB, e compreender os possíveis entraves e atores responsáveis pela não concretização deste. Sob o recorte temporal de 2006 a 2013, onde o primeiro destaca-se pelo ano de início do processo, a pesquisa debruça-se sobre duas hipóteses levantadas quanto a não conclusão deste processo especificamente, sendo estas, a falta de integração entre os atores envolvidos, que são a Prefeitura Municipal de Bayeux (PMB), a Superintendência de Patrimônio da União/PB (SPU/PB) e a Associação de Moradores da comunidade Casa Branca (AMCB), e a desorganização dos documentos públicos, como causas da lentidão. Com base no objeto empírico analisado, o método de cenários foi estabelecido como forma de análise, onde foram aplicados procedimentos qualitativos e quantitativos, utilizando-se de ferramentas como à aplicação de questionários, nos atores envolvidos, na análise do processo de forma detalhada, para assim, serem estabelecidos os possíveis cenários futuros, positivos ou não, que concretizem o processo analisado. Os resultados obtidos confirmaram que impedimentos técnicos, de ordem da SPU/PB, e políticos, envolvendo a PMB, seriam os principais entraves do processo, e que a SPU/PB, seria o principal ator inibidor das etapas. Entretanto, a hipótese de falta de integração entre os agentes envolvidos como fator da lentidão foi negada, e confirmada que a desordem dos documentos públicos, juntamente com impedimentos técnicos e políticos levantados, seriam os principais motivos da não concretização do processo de regularização da comunidade Casa Branca.
  • ERIVONE SOEDJA VERIATO MANGUEIRA
  • "PRODUÇÃO DE CARVÃO ATIVADO A PARTIR DE ENDOCARPO DE COCO DA BÍA 9Cocos nucifera) APLICADO AO PROCESSO DE ADSORÇÃO DO HERBICIDA METRIBUZIN"
  • Data: 28/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • RESUMO Neste trabalho foram preparados carvões ativados utilizando como material percursor o endocarpo de coco da baía (cocos nucifera) em que o sulfato de alumínio foi o agente químico ativante e o vapor d’água o físico. As características químicas e texturais e a aplicação na remoção do herbicida metribuzin foram avaliadas e comparadas com outros tipos de carvões por meio de ensaios de isotermas de adsorção. As amostras foram ativadas com diferentes concentrações do agente químico ativante e carbonizadas a 780ºC. Sendo que o carvão ativado apresentou área superficial de aproximadamente 610 m2.g, valor inferior ao carvão comercial e ao carvão ativado fisico-quimicamente com vapor de água e ácido fosfórico, que foram usados como comparativos. Todos os carvões foram caracterizados através da determinação da umidade, cinzas, pH, área superficial específica de BET, microscopia eletrônica de varredura e estudos cinéticos de adsorção com o objetivo de alcançar a adsorção máxima do herbicida. O equilíbrio de remoção de metribuzin foi expresso em termos de isotermas de adsorção, sendo que os dados experimentais se ajustaram melhor ao modelo de Freundlich. Os experimentos cinéticos foram realizados para verificar o tempo necessário para se atingir o equilíbrio, que foi da ordem de 30 a 36 horas. Dos modelos cinéticos estudados, o que melhor se ajustou aos adsorventes propostos foi o modelo de pseudo segunda-ordem. A capacidade dos adsorventes em estudo foi proporcional à área superficial, ao volume de microporos e também ao caráter mais alcalino da superfície, tendo em vista a maior afinidade do metribuzin por carvões de superfícies básicas. As capacidades de adsorção dos carvões ativados apresentaram a seguinte ordem: CAFQ 4:1> CACarb > CAFQ 3:1 > CAFQ 2:1 > CAAcF, quando se utiliza um grama em 48 horas de adsorção.
  • SILVANIO SOARES DA COSTA JUNIOR
  • Dissertação de Mestrado apresentada à Universidade Federal da Paraíba para obtenção do grau de Mestre
  • Data: 28/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O trabalho investigou o tratamento de um efluente têxtil industrial por processos físico-químicos combinados, coagulação/floculação – carvão ativado. Ensaios em ―jar-test‖, utilizando o mesmo tempos de mistura e sedimentação, aperfeiçoaram e verificaram a eficiência de remoção de poluentes do efluente em relação aos coagulantes (Al2(SO4)3 e FeCl3) empregados, a caracterização do tratamento para a concentração ótima encontrada foi por meio das análises de SST, DBO, DQO, COT, nitrato, surfactantes e turbidez. Para os parâmetros investigados, o percentual de remoção de acordo com o melhor ensaio de otimização foram de 85,6%, 88,9% e 96,2% para DQO, DBO e turbidez, respectivamente, utilizando o coagulante FeCl3. Para o tratamento adsortivo do efluente têxtil pré-tratado foi produzindo carvões a partir do endocarpo de coco da baia (Coccus Nucifera) ativados quimicamente com Al2(SO4)3 e fisicamente com vapor d’água. Analisou-se o efeito da proporção ativante/precursor, temperatura de carbonização, tempo de retenção e tipo de ativação sobre as propriedades texturais dos carvões produzidos. Os carvões foram caracterizados por adsorção de N2 para determinar: SBET, SM, VP, VM, VMS e D. O carvão CAQ232FQ apresentou maior microporosidade e SBET (1009 m2.g-1), sendo utilizado nos experimentos de adsorção. O carvão CAQ232FQ foi caracterizado também por: MEV, Boehm, FTIR, TG, DTA, pH, pHPCZ, e dens. aparente. Ensaios de adsorção com o carvão CAQ232FQ foram feitos para o efluente têxtil pré-tratado e para o efluente sintético. O pH não foi ajustado durante a adsorção e a temperatura foi mantida em 26oC. As isotermas obtidas para ambos os efluentes se ajustam melhor ao modelo de Freundlich, no entanto o processo de adsorção para o efluente industrial pré-tratado segue o modelo cinético de pseudo-segunda ordem, diferentemente do efluente industrial sintético que segue modelo de pseudo-primeira ordem. Em suma os ensaios de adsorção com o carvão CAQ232FQ se mostraram eficientes visto que a taxa de adsorção do corante foi superior a 97% para ambos os efluentes e a taxa de amenização dos parâmetros analisados foi superior a 99% para o efluente têxtil industrial.
  • JOSE DORIVALDO FLORENCIO DE OLIVEIRA
  • ESTUDO COMPARATIVO ENTRE REATORES DE CRESCIMENTO ADERIDO E DISPERSO PÓS TANQUES SÉPTICOS TRATANDO ESGOTOS DOMICILIARES.
  • Data: 27/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Estudou-se a eficiência de remoção de demanda bioquímica de oxigênio (DBO5), demanda química de oxigênio (DQO), sólidos suspensos totais (SST) e sólidos suspensos voláteis (SSV) em dois reatores anaeróbios que recebiam efluentes semi-regularizados (vazão limitada a algo em torno de 3,2 vezes a vazão média) de um tanque séptico, sendo um deles de crescimento aderido (R1, com leito de brita n°4) e o outro de crescimento disperso (R3, sem material suporte para crescimento microbiano). Este sistema foi instalado na Residência Universitária da UFPB, em João Pessoa-PB. O esgoto a ser tratado era proveniente de dois banheiros que atendiam a uma população teórica de 4 habitantes. Foram realizadas 11 coletas do efluente do tanque séptico e dos efluentes dos reatores 1 e 3, no período compreendido entre 28/02/2013 e 10/12/2013. A temperatura e o pH nos reatores se apresentaram na faixa 24,5 - 28,1 °C e 7,3 - 8,1, respectivamente, valores estes, propícios ao tratamento anaeróbio de esgotos domiciliares. As eficiências de remoção de DBO5 (32,8 e 27,1%, em R1 e R3, respectivamente), DQO (43,4 e 33,0%, em R1 e R3, respectivamente), SST (56,2 e 48,0%, em R1 e R3, respectivamente) e SSV (54,7 e 46,2%, em R1 e R3, respectivamente) foram elevadas. Isto demonstra a aplicabilidade desses sistemas de baixo custo a unidades habitacionais desprovidas de sistema coletivo de esgotamento sanitário, na redução da carga poluidora lançada em corpos aquáticos. Um teste de análise de variância demonstrou não haver diferenças significativas ao nível de 5% entre as médias dos parâmetros correspondentes nos dois reatores, sugerindo que, para reatores que recebam vazões com atenuação dos picos, não há necessidade do meio suporte, podendo representar diminuição nos custos envolvidos.
  • ALYSSON PEREIRA DE LUCENA
  • USO DO IVDN NO ESTUDO DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE BACIAS HIDROGRÁFICAS DO LITORAL SUL DO ESTADO DA PARAÍBA
  • Data: 27/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esse trabalho teve como objetivo a aplicacao do Indice de Vegetacao da Diferenca Normalizada (IVDN) no estudo da degradacao ambiental das bacias hidrograficas do rio Gramame e dos rios Abiai-Papocas, ambas situadas no litoral sul do Estado da Paraiba. A pesquisa foi realizada a partir de imagens do satelite Landsat 5 TM, dos anos de 1989, 2001 e 2006. Inicialmente foram realizadas correcoes atmosferica e radiometrica. A partir das imagens corrigidas extraiu-se e confeccionou-se os mapas tematicos de faixas do IVDN, que destacaram a densidade da cobertura vegetal. Em seguida foram realizadas visitas in loco, nas quais foram coletados pontos amostrais, adotados como representativos na classificacao supervisionada por regioes, das imagens de satelite, que resultou na confeccao dos mapas tematicos de uso do solo. Com informacoes topograficas do Modelo Digital de Elevacao (MDE) de imagens The Shuttle Radar Topography Mission (SRTM) foram confeccionados os mapas tematicos da descricao do terreno a partir da altura de cada pixel em relacao rede de drenagem, utilizou-se o algoritmo Height Above the Neareast Drainage (HAND). Em seguida, foram realizados cruzamentos dos dados do IVDN com os de uso do solo e com os do HAND, objetivando justificar as repostas do IVDN, assim como, avaliar a relacao deste com os usos do solo e com o desnivel em relacao a rede de drenagem. A partir do cruzamento do IVDN com o HAND foi verificada a presenca de vegetacao com maior biomassa nas regioes mais baixas. Com o cruzamento dos mapas do uso do solo e do IVDN observou-se que grande parte das areas com solos expostos apresentaram valores de IVDN na faixa de -0,25 a 0,15. Quanto a degradacao da vegetacao nas bacias hidrograficas, houve uma diminuicao dos valores de IVDN de 1989 para 2001 e uma regeneracao de 2001 para 2006. Observou-se um aumento da convergencia da vegetacao natural em terras agricolas e em expansoes urbanas sem planejamento; e que grande parte das areas degradadas sao proveniente da pratica da mineracao e da agricultura sem a utilizacao de tecnicas conservacionistas do solo. Verificou-se ainda, que dados obtidos na pesquisa possibilitou a geracao de informacoes que poderao ser utilizadas em outras pesquisas, no auxilio a tomadores de decisao e na formulacao de politicas publicas voltadas para a minimizacao da degradacao ambiental nas bacias hidrografica estudadas.
  • ALYSSON PEREIRA DE LUCENA
  • USO DO IVDN NO ESTUDO DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE BACIAS HIDROGRÁFICAS DO LITORAL SUL DO ESTADO DA PARAÍBA
  • Data: 27/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esse trabalho teve como objetivo a aplicacao do Indice de Vegetacao da Diferenca Normalizada (IVDN) no estudo da degradacao ambiental das bacias hidrograficas do rio Gramame e dos rios Abiai-Papocas, ambas situadas no litoral sul do Estado da Paraiba. A pesquisa foi realizada a partir de imagens do satelite Landsat 5 TM, dos anos de 1989, 2001 e 2006. Inicialmente foram realizadas correcoes atmosferica e radiometrica. A partir das imagens corrigidas extraiu-se e confeccionou-se os mapas tematicos de faixas do IVDN, que destacaram a densidade da cobertura vegetal. Em seguida foram realizadas visitas in loco, nas quais foram coletados pontos amostrais, adotados como representativos na classificacao supervisionada por regioes, das imagens de satelite, que resultou na confeccao dos mapas tematicos de uso do solo. Com informacoes topograficas do Modelo Digital de Elevacao (MDE) de imagens The Shuttle Radar Topography Mission (SRTM) foram confeccionados os mapas tematicos da descricao do terreno a partir da altura de cada pixel em relacao rede de drenagem, utilizou-se o algoritmo Height Above the Neareast Drainage (HAND). Em seguida, foram realizados cruzamentos dos dados do IVDN com os de uso do solo e com os do HAND, objetivando justificar as repostas do IVDN, assim como, avaliar a relacao deste com os usos do solo e com o desnivel em relacao a rede de drenagem. A partir do cruzamento do IVDN com o HAND foi verificada a presenca de vegetacao com maior biomassa nas regioes mais baixas. Com o cruzamento dos mapas do uso do solo e do IVDN observou-se que grande parte das areas com solos expostos apresentaram valores de IVDN na faixa de -0,25 a 0,15. Quanto a degradacao da vegetacao nas bacias hidrograficas, houve uma diminuicao dos valores de IVDN de 1989 para 2001 e uma regeneracao de 2001 para 2006. Observou-se um aumento da convergencia da vegetacao natural em terras agricolas e em expansoes urbanas sem planejamento; e que grande parte das areas degradadas sao proveniente da pratica da mineracao e da agricultura sem a utilizacao de tecnicas conservacionistas do solo. Verificou-se ainda, que dados obtidos na pesquisa possibilitou a geracao de informacoes que poderao ser utilizadas em outras pesquisas, no auxilio a tomadores de decisao e na formulacao de politicas publicas voltadas para a minimizacao da degradacao ambiental nas bacias hidrografica estudadas.
  • ALYSSON PEREIRA DE LUCENA
  • USO DO IVDN NO ESTUDO DA DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DE BACIAS HIDROGRÁFICAS DO LITORAL SUL DO ESTADO DA PARAÍBA
  • Data: 27/03/2014
  • Mostrar Resumo
  • xxxxxxx
  • SOFIA FERNANDES LEMOS DE SOUZA
  • INFLUÊNCIA DO USO DE UM DISPOSITIVO LIMITADOR DE PICOS DE VAZÃO NA PERFORMANCE DE FILTROS ANAERÓBIOS PÓS TANQUES SÉPTICOS
  • Data: 27/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • São muitas as tecnologias que buscam soluções eficientes e de custo compatível para minimizar o problema gerado pelo lançamento de efluentes. Em casos de baixa densidade de ocupação, ou ainda de comunidades periurbanas, onde um sistema coletivo de esgotamento sanitário é de difícil implantação, as soluções individuais podem funcionar satisfatória e economicamente. O tanque séptico tem sido a principal solução alternativa adotada para suprir a inexistência de rede de esgotamento sanitário e o tratamento complementar de seu efluente através de filtros anaeróbios constitui um sistema combinado que pode atingir boas eficiências de remoção de matéria orgânica biodegradável. Entretanto, para estes sistemas individuais pressupõe-se implantação no local de geração do efluente, estando, portanto, sujeitos a picos de vazão mais acentuados que os sistemas coletivos, devido à proximidade com que são instalados das fontes geradoras de esgoto. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da atenuação de picos de vazão na performance de filtros anaeróbios pós tanques sépticos. Efetuou-se um estudo comparativo entre dois filtros idênticos preenchidos com brita granítica Nº 4, sendo apenas um deles, o filtro 1, precedido por um dispositivo que proporciona limitação dos picos de vazão. Estes filtros foram instalados em paralelo e alimentados com efluente de tanque séptico. O monitoramento da vazão e de parâmetros físico-químicos dos efluentes foi feito durante um ano. Ao longo deste período, a inclusão da caixa limitadora de vazão antecedendo o filtro 1 proporcionou uma redução média na vazão de pico de 48,6%, entretanto, isto não influenciou significativamente a eficiência de remoção de DQO, DBO, turbidez, SSed, SS e SSV. Ambos os filtros propiciaram bons resultados na remoção de matéria orgânica e sólidos. As eficiências de remoção do F1 foram de 32,8% para DBO5, 43,3% para DQO, 49,8% para turbidez, 97,8% para SSed, 56,2% para SS e 54,7% para SSV. Para o filtro 2, as eficiências de remoção foram de 31,5% para DBO5, 40,3% para DQO, 45,1 % para turbidez, 86,7% para SSed, 52,3% para SS e 50,9% para SSV. Desta forma, pode-se concluir que apesar de a literatura relativa ao tema apontar para uma interferência da carga hidráulica sobre a eficiência do reator em casos de biomassas adaptadas a outros regimes de vazão que não os encontrados nesta presente pesquisa, e biofiltros alimentados por cargas orgânicas mais elevadas que as estudadas neste presente trabalho, variações de vazão espontâneas decorrentes do uso de instalações sanitárias não influenciam significativamente a eficiência do tratamento de filtros anaeróbios alimentados com concentração média de DQO de 192 mg/L. Paralelamente, a inclusão do dispositivo limitador de vazão, ainda aumentou a ocorrência de obstrução do meio suporte, de modo que pode-se concluir que o uso deste dispositivo não é necessário, podendo mesmo ser considerado indesejado.
  • ANNE STEPHANIE OLIVEIRA DE LIMA
  • O Processo de formação e ocupação do Bairro dos Estados em João Pessoa-PB
  • Data: 06/03/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta dissertação tem por objeto a formação e a evolução física do Bairro dos Estados, situado em João Pessoa, capital da Paraíba, que nos anos de 1970 e 1980 era o local de moradia preferido pelas famílias de classe média e alta da cidade. Ela persegue dois objetivos principais: (a) explicar como as terras do bairro foram sendo parceladas de modo a gerar as vias, quadras e lotes que o constituem hoje; e (b) mostrar como suas quadras e lotes foram sendo gradativamente ocupados por edificações. O estudo que a gerou baseou-se, sobretudo, em análise de imagens variadas – fotografias aéreas, outras fotos, plantas da cidade e projetos de loteamentos -, e o principal método nele empregado foi o comparativo. Foram comparadas principalmente as situações retratadas por tais imagens nos anos de 1976, 1989, 1998 e 2008. Eis alguns fatos marcantes da história revelada pela dissertação: o bairro tem sua origem num plano de arruamento aprovado nos anos de 1920; parte dele começa a ser ocupada com casas no final da década seguinte; em fins da década de 1960 só alguns pequenos trechos do bairro não estavam ainda loteados; após 1970 numerosas famílias de renda média e alta se instalaram no bairro, dando-lhe um status privilegiado; em fins dos anos 1980 o bairro já constitui um tecido urbano consolidado, com boa infraestrutra e poucos vazios, mas começa a sofrer a concorrência dos bairros da orla marítima; nas duas décadas seguintes ele conhece uma perda de prestígio e uma certa estagnação; ultimamente ele readquire um certo prestígio devido à substituição de muitas de suas casas por altos prédios de apartamentos ou estabelecimentos comerciais e de serviços. Por ser o primeiro estudo do bairro com o enfoque aqui adotado, este trabalho propõe-se a dar uma contribuição para a compreensão do crescimento urbano da capital paraibana durante as últimas nove décadas.
  • ALINE CAROLINA DA SILVA
  • Análise da gestão de Resíduos Sólidos Urbanos em Capitais do Nordeste Brasileiro: o caso de Aracaju/SE e João Pessoa-PB."
  • Data: 25/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Lei Federal Brasileira nº 12.305, de agosto de 2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), estabelece prazos ou limites temporais para algumas ações, como a eliminação de lixões e a consequente destinação final ambientalmente adequada dos rejeitos até 2014. Contudo, a implementação desta Lei, marco histórico na gestão ambiental do País, enfrentará grandes desafios que necessitam de comprometimento entre os entes da federação brasileira para que as metas sejam alcançadas. Neste contexto, o estudo objetivou analisar a gestão dos resíduos sólidos nos municípios de Aracaju (SE) e João Pessoa (PB), ambos localizados na região nordeste, focando as formas de disposição final, os programas de coleta seletiva e os problemas enfrentados para o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Para alcançar o objetivo principal do estudo foi necessário a elaboração de um diagnóstico quanto à gestão e o gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos das capitais Aracaju e João Pessoa, de modo a elencar as dificuldades técnicas, econômicas e socioambientais que englobam a temática. Para isso, foram levantadas informações acerca das formas de disposição final e sistemas de coleta seletiva dos municípios, dos planos, das ações, das legislações municipais e das práticas realizadas, assim como das infraestruturas instaladas. Esses dados permitiram uma análise comparativa entre os municípios estudados. A metodologia utilizada para levantamento das informações foi de ordem primária e secundária, tendo como instrumentos de coleta a pesquisa de campo (observação direta extensiva) e o formulário de entrevista aberta. Os métodos de análise dos dados foram quantitativos e qualitativos, representados através de estatística simples em gráficos, tabelas, quadros e fluxogramas. Os resultados mostraram que os municípios apresentam semelhanças quanto às perspectivas de elaboração de projetos para implementação da Política, porém ambos enfrentam dificuldades relacionadas à capacitação técnica, a recursos financeiros, a sensibilização ambiental e aos cumprimentos dos prazos estipulados pela Lei em questão. Também, foi possível constatar que, de modo geral, as questões políticas no Brasil influem nas tomadas de decisões, pois afetam o planejamento dos sistemas de gestão de resíduos impossibilitando experiências exitosas. Verificou-se, ainda, que falta um sistema de coleta de dados consistentes, compreensivos e padronizados sobre quantidades, composições de resíduos sólidos e indicadores de qualidade que possibilitem o alcance e eficiência da gestão de resíduos. Salienta-se que se faz necessária a reestruturação em todas as instancias executivas direta ou indiretamente responsáveis por tal temática no Brasil. Só assim será possível atingir as metas estabelecidas na legislação e viabilizar uma fiscalização efetiva para que haja continuidade nas ações a serem implementadas.
  • ALINE CAROLINA DA SILVA
  • Análise da gestão de Resíduos Sólidos Urbanos em Capitais do Nordeste Brasileiro: o caso de Aracaju/SE e João Pessoa-PB."
  • Data: 25/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Lei Federal Brasileira nº 12.305, de agosto de 2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), estabelece prazos ou limites temporais para algumas ações, como a eliminação de lixões e a consequente destinação final ambientalmente adequada dos rejeitos até 2014. Contudo, a implementação desta Lei, marco histórico na gestão ambiental do País, enfrentará grandes desafios que necessitam de comprometimento entre os entes da federação brasileira para que as metas sejam alcançadas. Neste contexto, o estudo objetivou analisar a gestão dos resíduos sólidos nos municípios de Aracaju (SE) e João Pessoa (PB), ambos localizados na região nordeste, focando as formas de disposição final, os programas de coleta seletiva e os problemas enfrentados para o cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Para alcançar o objetivo principal do estudo foi necessário a elaboração de um diagnóstico quanto à gestão e o gerenciamento dos resíduos sólidos urbanos das capitais Aracaju e João Pessoa, de modo a elencar as dificuldades técnicas, econômicas e socioambientais que englobam a temática. Para isso, foram levantadas informações acerca das formas de disposição final e sistemas de coleta seletiva dos municípios, dos planos, das ações, das legislações municipais e das práticas realizadas, assim como das infraestruturas instaladas. Esses dados permitiram uma análise comparativa entre os municípios estudados. A metodologia utilizada para levantamento das informações foi de ordem primária e secundária, tendo como instrumentos de coleta a pesquisa de campo (observação direta extensiva) e o formulário de entrevista aberta. Os métodos de análise dos dados foram quantitativos e qualitativos, representados através de estatística simples em gráficos, tabelas, quadros e fluxogramas. Os resultados mostraram que os municípios apresentam semelhanças quanto às perspectivas de elaboração de projetos para implementação da Política, porém ambos enfrentam dificuldades relacionadas à capacitação técnica, a recursos financeiros, a sensibilização ambiental e aos cumprimentos dos prazos estipulados pela Lei em questão. Também, foi possível constatar que, de modo geral, as questões políticas no Brasil influem nas tomadas de decisões, pois afetam o planejamento dos sistemas de gestão de resíduos impossibilitando experiências exitosas. Verificou-se, ainda, que falta um sistema de coleta de dados consistentes, compreensivos e padronizados sobre quantidades, composições de resíduos sólidos e indicadores de qualidade que possibilitem o alcance e eficiência da gestão de resíduos. Salienta-se que se faz necessária a reestruturação em todas as instancias executivas direta ou indiretamente responsáveis por tal temática no Brasil. Só assim será possível atingir as metas estabelecidas na legislação e viabilizar uma fiscalização efetiva para que haja continuidade nas ações a serem implementadas.
  • VAGNER DA COSTA MARQUES
  • ANÁLISE DAS PROPRIEDADES DE MISTURAS ASFÁLTICAS COM PELETE E AGREGADOS DE RESÍDUOS DE CONCRETO
  • Data: 21/02/2014
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta dissertacao esta inserida na problematica de reaproveitamento de residuos solidos na pavimentacao, buscando o emprego de agregados de residuos de concreto e pelete em revestimentos asfalticos. O objetivo da pesquisa foi analisar a viabilidade tecnica de misturas asfalticas feitas com agregados de residuos de concreto e pelete, em substituicao parcial aos agregados naturais de mistura asfaltica convencional tipo CBUQ, a partir de ensaios de caracterizacao fisica dos agregados e de desempenho mecanico das misturas asfalticas. Os materiais empregados foram brita 19, brita 12, po de pedra, agregados de residuos de concreto, pelete e CAP 50/70, obtidos de empresas do Estado da Paraiba. Para os agregados naturais foram realizados a granulometria, abrasao Los Angeles, absorcao e densidade. Para os agregados de residuos de concreto foram realizados os ensaios de granulometria e massa especifica, e para o pelete foi realizada a granulometria. Seis misturas asfalticas foram realizadas, sendo uma mistura de referencia com os agregados naturais (brita 19, brita 12 e po de pedra) e CAP 50/70; as demais misturas foram feitas com substituicoes parciais do po de pedra pelos agregados de residuos de concreto e pelete, nas proporcoes: i) 25% de agregados de residuos de concreto; ii) 2% de pelete; iii) 4% de pelete; iv) 23% de agregados de residuos de concreto com 2% de pelete, e v) 21% de agregados de residuos de concreto com 4% de pelete. A faixa granulometrica utilizada foi a faixa C, que foi escolhida com base na norma DNIT 031/2006 – ES. As dosagens realizadas foram por meio do metodo Marshall. Os ensaios mecanicos realizados foram estabilidade Marshall, resistencia a tracao por compressao diametral, modulo de resiliencia e o ensaio Lottman. A mistura asfaltica tipo CBUQ com 75% de agregados naturais, 23% de agregados de residuos de concreto e 2% de pelete se apresentou com maior numero de parametros em conformidade com as normas tecnicas, o que evidenciou sua maior viabilidade tecnica em relacao as demais misturas asfalticas modificadas.
2013
Descrição
  • LUCIA HELENA AIRES MARTINS
  • A INFLUÊNCIA DO SOMBREAMENTO E DA ABSORTÂNCIA DA ENVOLTÓRIA NO DESEMPENHO TÉRMICO E ENERGÉTICO DE EDIFICAÇÕES RESIDENCIAIS MULTIPAVIMENTOS NA CIDADE DE JOÃO PESSOA-PB.
  • Data: 30/09/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Diante da importância da adequação da edificação ao clima em busca de edificações mais eficientes termicamente e energeticamente, este trabalho avalia a influência dos dispositivos de sombreamento e do coeficiente de absorção solar da envoltória no desempenho térmico e energético de edifícios residenciais multipavimentos localizados no bairro de Manaíra, município de João Pessoa-PB, através de simulações computacionais, utilizando o programa DesignBuilder. O trabalho compreendeu o desenvolvimento de uma metodologia para o levantamento das principais características de edifícios residenciais multipavimentos no recorte urbano em estudo. Foram analisados 25 edifícios com relação à: frequência de ocorrência de números de pavimentos, forma do terreno e da edificação, área dos apartamentos tipo, percentual de área de janela e de parede nas fachadas, orientação das fachadas, existência de elementos de proteção solar e características construtivas gerais. Com base nos dados levantados, um modelo representativo da realidade construtiva foi elaborado, denominada de tipologia predominante e utilizada como caso base das simulações. Um conjunto de tipologias foi simulado, determinado a partir de alterações de variáveis construtivas, como proteção solar e coeficiente de absorção da envoltória, assim como, a variável urbana obstrução do entorno. As variáveis de análise consideradas foram a temperatura do ar interna, o ganho solar através dos fechamentos opacos e transparentes e a carga necessária para resfriamento. Observou-se que o sombreamento provocado pelo entorno contribui para a redução da temperatura interna e ganho de calor, porém nem sempre o balanço é favorável, alguns modelos analisados apresentaram um aumento no ganho solar pelos fechamentos opacos. Assim como, o adensamento do entorno, pode elevar a temperatura do ar e o consumo de energia nos ambientes internos. O uso da veneziana nas aberturas resultou no melhor desempenho térmico e energético, superior à adoção de baixo coeficiente de absorção (_=0,20).
  • CHARLITON FERREIRA DA COSTA
  • ANÁLISE GEOESPACIAL DOS PROBLEMAS SOCIOAMBIENTAIS URBANOS DA ZONA DE MANGUEZAL DO MUNICÍPIO DE BAYEUX - PB E DOS CASOS DE HANSENÍASE DE 2001 a 2011.
  • Data: 30/09/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O Processo de urbanização ocorrido nas últimas décadas tem gerado diversos problemas de gravidade considerável, relativos ao uso e ocupação do solo nas cidades. A grande concentração populacional, as atividades econômicas e os padrões tecnológicos existentes têm potencializado a degradação do ambiente urbano, sendo consequência do estilo de desenvolvimento que leva ao uso predatório dos recursos naturais. Florestas, lagos, rios e manguezais são ambientes que têm suas características naturais constantemente modificadas pela ocupação indevida. O manguezal no Brasil tem se destacado no tocante ao nível de intervenções, sobretudo em função da sua localização, uma vez que esse ecossistema se localiza ao longo da região de maior concentração populacional do país, a região costeira. Também vale ressaltar, que a má qualidade ambiental pode contribuir na mortalidade por doenças infectocontagiosas servindo de exemplo para estudos de grande valoração no campo da saúde ambiental, pois procuram identificar e avaliar o impacto de condições ambientais adversas sobre a saúde em curtos períodos de tempo. A hanseníase é uma doença infectocontagiosa, causada pela bactéria Mycobacterium leprae, de evolução crônica que se manifesta por lesões cutâneas com diminuição de sensibilidade térmica, dolorosa e tátil. Esta doença se apresenta como um grave problema de saúde pública no Brasil. Neste sentido, este trabalho teve como objetivo identificar os principais problemas socioambientais resultante do avanço da ocupação urbana sobre a região de manguezal e realizar uma análise geoespacial dos casos de hanseníase no município de Bayeux. Essa pesquisa se utilizou do geoprocessamento e revelou importantes resultados no que se refere à identificação dos graves problemas de ordem socioambiental, como também à localização real dos casos de hanseníase no município de Bayeux, mostrando-se, dessa forma, como uma importante ferramenta para a implantação de políticas adequadas e para o direcionamento de campanhas e ações sociais, que possam intervir de forma significativa e positiva no controle da hanseníase no município em estudo. Com isso, após a visualização espacial da endemia, foi possível esclarecer as dúvidas no que tange à localização real dos casos, explicitando e explicando que os casos da doença estão agrupados em bolsões localizados na porção centro/norte do município de Bayeux, onde reside grande parte da população com baixo padrão socioeconômico.
  • ADRIANA MOURA MARTINS
  • "Análise de série de vazão de captações de nascentes na bacia Hidrográfica do Rio Gramame-PB"
  • Data: 25/09/2013
  • Mostrar Resumo
  • A bacia hidrográfica do rio Gramame, no litoral sul paraibano, tem grande importância e requer bastante atenção, no que diz respeito à manutenção da sua disponibilidade hídrica, por ser responsável por aproximadamente 70% do abastecimento urbano de água da região metropolitana de João Pessoa, capital do estado da Paraíba. Apresenta diversas nascentes perenes com vazões significativas que atendem comunidades locais. Este trabalho teve como objetivo analisar quatro séries de vazões de captações de nascentes na bacia hidrográfica do rio Gramame e dados pluviométricos, quanto a sua homogeneidade. Os trabalhos foram realizados nas áreas de captação das nascentes Cabelão, Cacimba da Rosa, Nova Aurora e Fazendinha, todas localizadas no alto curso da bacia hidrográfica, no município de Pedras de Fogo, PB. Os dados mensais de pluviometria e de vazão foram coletados no período de janeiro de 2010 a março de 2013. Os dados pluviométricos foram obtidos em órgãos públicos da região. As medidas das vazões mensais foram realizadas utilizando os métodos para captações em poços rasos e para captações de nascente de encostas utilizando drenos com tubo. Para as análises das homogeneidades das séries de vazões e de pluviometria, foram empregados curvas de tendências das séries; o teste de Pettit, para determinação dos possíveis pontos de ruptura da homogeneidade das séries, teste “U”, para verificação da estacionariedade das séries. Como principais resultados, tem-se que a captação que se apresenta como a mais vulnerável às influências externas na produção de água é a captação Cabelão, cujo coeficiente de variação (CV) foi igual a 0,72; a captação Cacimba da Rosa, foi a que apresentou menos vulnerabilidade com o CV de 0,17; foi constatado da aplicação do teste de Pettit para verificação de possíveis rupturas nas séries temporais que houve ruptura em todas as series de vazão entre os meses de abril e junho; as médias das sub-séries de precipitação pluviométricas analisadas, não foram iguais, pelo teste “U”, ao nível de significância de 5,6%, o que explica a ruptura nas séries de vazão verificada pelo teste de Pettit.
  • ADRIANA MOURA MARTINS
  • "Análise de série de vazão de captações de nascentes na bacia Hidrográfica do Rio Gramame-PB"
  • Data: 25/09/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A bacia hidrográfica do rio Gramame, no litoral sul paraibano, tem grande importância e requer bastante atenção, no que diz respeito à manutenção da sua disponibilidade hídrica, por ser responsável por aproximadamente 70% do abastecimento urbano de água da região metropolitana de João Pessoa, capital do estado da Paraíba. Apresenta diversas nascentes perenes com vazões significativas que atendem comunidades locais. Este trabalho teve como objetivo analisar quatro séries de vazões de captações de nascentes na bacia hidrográfica do rio Gramame e dados pluviométricos, quanto a sua homogeneidade. Os trabalhos foram realizados nas áreas de captação das nascentes Cabelão, Cacimba da Rosa, Nova Aurora e Fazendinha, todas localizadas no alto curso da bacia hidrográfica, no município de Pedras de Fogo, PB. Os dados mensais de pluviometria e de vazão foram coletados no período de janeiro de 2010 a março de 2013. Os dados pluviométricos foram obtidos em órgãos públicos da região. As medidas das vazões mensais foram realizadas utilizando os métodos para captações em poços rasos e para captações de nascente de encostas utilizando drenos com tubo. Para as análises das homogeneidades das séries de vazões e de pluviometria, foram empregados curvas de tendências das séries; o teste de Pettit, para determinação dos possíveis pontos de ruptura da homogeneidade das séries, teste “U”, para verificação da estacionariedade das séries. Como principais resultados, tem-se que a captação que se apresenta como a mais vulnerável às influências externas na produção de água é a captação Cabelão, cujo coeficiente de variação (CV) foi igual a 0,72; a captação Cacimba da Rosa, foi a que apresentou menos vulnerabilidade com o CV de 0,17; foi constatado da aplicação do teste de Pettit para verificação de possíveis rupturas nas séries temporais que houve ruptura em todas as series de vazão entre os meses de abril e junho; as médias das sub-séries de precipitação pluviométricas analisadas, não foram iguais, pelo teste “U”, ao nível de significância de 5,6%, o que explica a ruptura nas séries de vazão verificada pelo teste de Pettit.
  • ERIKA GONÇALVES SALES
  • Impacto das culturas da cana-de-açúcar e do abacaxi nas propriedades hidrodinâmicas de solos da bacia hidrográfica do Rio Gramame-PB
  • Data: 26/07/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nesse estudo foram determinadas a condutividade hidráulica e a retenção em solos da bacia hidrográfica do rio Gramame, mediante comparação com os solos das áreas nativas de mata atlântica, utilizando o método Beerkan. Para a aplicação desse método foi necessário à realização de ensaios em 36 pontos da bacia hidrográfica. O método Beerkan se baseia em experimentos de campo, utilizando propriedades estáticas e dinâmicas do solo, como a curva granulométrica e a curva de infiltração da água no solo, onde são realizados ensaios simplificados de infiltração para determinar os parâmetros hidrodinâmicos. No Beerkan, as curvas de retenção de água no solo θ(h) e condutividade hidráulica K(θ) podem ser descritas por cinco parâmetros, dois de forma e três de normalização. Os parâmetros de forma são obtidos a partir da curva de distribuição dos tamanhos das partículas F(D) e da porosidade, enquanto que os parâmetros de normalização são determinados a partir de experimentos de infiltração. Os resultados obtidos nas áreas de cultivo foram comparados com os resultados das áreas de mata atlântica. Verificou-se que a área central da bacia hidrográfica apresentou as maiores respostas referente à condutividade hidráulica, com destaque para os maiores níveis localizados nas áreas remanescentes de mata atlântica. Do total de pontos, 18 foram descartados devido as curvas não obedeceram a um padrão específico, não ocorrendo à estabilização da lâmina infiltrada. Concluiu-se que mesmo uma parcela dos solos sob cobertura vegetal tendo apresentado resultados semelhantes aos das áreas cultivadas, a maior parte dos pontos localizados na zona que compreende as maiores condutividades são pontos na área de mata atlântica. Logo, percebe-se certa atividade impactante por parte das culturas ao solo, situação de menor representatividade nas áreas remanescentes de mata atlântica, tendo em vista que os maiores valores da condutividade hidráulica estão nessas áreas, devido à proteção exercida pela cobertura vegetal.

  • ANTONIO HENRIQUE ARAUJO COSTA
  • Simulação dos Impactos da Urbanização sobre as Inundações Urbanas na Bacia Hidrográfica do Rio Cuiá (PB).
  • Orientador : ADRIANO ROLIM DA PAZ
  • Data: 03/06/2013
  • Mostrar Resumo
  • O intenso crescimento populacional das ultimas décadas tem evidenciado a falta de planejamento urbano das cidades brasileiras. O processo de urbanização desordenado implica diretamente no aumento de áreas impermeáveis, modificando condições naturais do meio e interferindo no ciclo hidrológico. A região metropolitana da cidade de João Pessoa, Paraíba, tem sofrido com a expansão urbana sem planejamento e, por consequência, visualizado vários impactos, como as inundações e os alagamentos. Na bacia hidrográfica do rio Cuiá, localizada no sul do litoral paraibano, no município de João Pessoa, entre as coordenadas UTM 9.210.000N/302.000E e 9200.00N/292.000E, eventos desse tipo são constantemente verificados nos períodos de chuvas mais intensas. Nesses casos, a aplicação de modelos hidrológicos tem sido recomendada para previsão dos impactos sobre os recursos hídricos e auxiliar no processo de tomada de decisão por parte dos gestores. Nesse sentido, este estudo tem como objetivo estimar os impactos da urbanização sobre as inundações urbanas na bacia hidrográfica do rio Cuiá. Para isso, utilizou-se os modelos hidrológicos IPH II e HEC-RAS, considerando três cenários de urbanização (atual, tendencial e crítico), definidos com base em percentuais de impermeabilização do solo e de áreas de ocupação urbana. As simulações chuva-vazão foram realizadas considerando chuvas com tempos de retorno de 10, 50 e 100 anos e permitiram estimar os impactos sobre as vazões geradas, sobre os tempos de pico e sobre áreas inundáveis da bacia. Com os resultados das simulações, verificou-se que as vazões máximas foram até 80% maiores quando resultantes de chuvas de menor frequência, do que de maior frequência. Nessas mesmas condições, o tempo do pico foi reduzido, em média, em 10% quando comparados os cenários crítico e atual. As simulações das inundações geraram informações que permitiram confeccionar os mapas de inundações. Ao se considerar o potencial das inundações nos cenários mais críticos e para eventos menos frequentes, as áreas inundáveis podem chegar a ser até 13% maiores do que no cenário atual. 

  • Emerson Giovane Farias Salvado de Lima
  • Novas formulações para dimensionamento de canais considerando os efeitos de forma na resistência ao escoamento uniforme: seções triangulares hidraulicamente rugosas.
  • Orientador : TARCISO CABRAL DA SILVA
  • Data: 31/05/2013
  • Mostrar Resumo
  • xxxxxxx

  • ALZIRA GABRIELLE SOARES SARAIVA
  • AVALIAÇÃO DE ERROS E DE EFEITOS DE ESCALA PARA A REDE DE DRENAGEM DETERMINADA DO MODELO DIGITAL DE ELEVAÇÃO (MDE) DO SRTM
  • Data: 10/05/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O MDE do SRTM tem sido largamente utilizado na derivação da rede drenagem e aplicado a diversos tipos de estudos ambientais. No entanto, muitas vezes não é possível trabalhar com a sua resolução original. Isso ocorre quando o estudo é aplicado a grandes áreas e devido ao elevado processamento computacional é necessário a mudança de escala para baixa resolução.  Dependendo do método utilizado para a derivação da rede de drenagem obtida de baixa resolução, pode-se adquirir um produto de melhor ou de pior qualidade. A escolha incorreta do método aliada a perda de informação existente nesse processo pode resultar em uma rede incoerente quando comparada a uma rede de drenagem considerada como referência. Esta pesquisa identificou erros nos traçados e nas características físicas de quatro bacias hidrográficas (Paraíba (20.000 km2), São Francisco (640.000 km2), Tapajós (500.000 km2) e Uruguai (207.000 km2)) e nos seus principais afluentes de forma qualitativa e quantitativa. As comparações das redes extraídas das imagens do SRTM em diferentes escalas e métodos (reamostragem, upscaling direto, upscaling gradual) foram realizadas em relação à rede de drenagem de alta resolução obtida do MDE para as análises qualitativas e para as comparações quantitativas com a rede vetorizada das imagens do ETM+/ LANDSAT 7. Verificou-se que os traçados da drenagem obtidos por reamostragem apresentaram várias incoerências principalmente quando a mudança de escala foi maior, esses erros refletiram sobre área, formato de bacias e traçados da rede de drenagem. Os erros foram mais graves nas bacias de maior área de drenagem. Já as redes de drenagem obtidas por upscaling de direções de fluxo foram de melhor qualidade para mudança de escala por essas se apresentarem mais coerentes com a drenagem de alta resolução. O método de upscaling gradual foi o que apresentou melhor desempenho em três bacias das quatro analisadas. As análises quantitativas referentes a área e distância média entre as redes de drenagem, extraída do MDE, e a vetorizada da imagem LANDSAT, apresentaram-se coerentes com as análises qualitativas, apontando o método de upscaling de direções de fluxo na modalidade gradual com melhor desempenho e o método de reamostragem com os piores resultados. Observou-se que as áreas das bacias mostraram-se coerentes com a análise visual, indicando que os métodos de upscaling nas modalidades direta e gradual se aproximaram mais das bacias de alta resolução e apresentaram valores muito próximos entre si, tanto qualitativamente quanto quantitativamente. A modalidade direta de upscaling foi a que apresentou melhor desempenho e o procedimento de reamostragem foi o que apresentou mais incoerências. Por se descaracterizar das bacias de referência, principalmente para o São Francisco e Tapajós para as quais se trabalhou com mudança de escala maior. Percebeu-se que a influência dos métodos e da mudança de escala sobre os valores dos comprimentos e sinuosidade dos rios, algumas vezes repercutiram sobre a métrica gerada não conseguindo expressar a real qualidade da rede de drenagem analisada, mascarando o resultado. Isso pode ser evidenciado quando confrontado a análise estatística e a qualitativa para o método de reamostragem. No entanto, apesar de encontrar alguns rios com essas incoerências, os upscaling direto e gradual conseguiram apresentar um maior número de rios com melhor desempenho. Conclui-se que independente das características das bacias estudadas, o método de reamostragem do MDE não é o procedimento mais adequado na obtenção de redes de drenagem de baixa resolução espacial. O método de upscaling de direções de fluxo nas modalidades direta e gradual são mais indicados para essa finalidade, sendo o gradual o que apresentou melhor desempenho na avaliação dos traçados para as bacias estudadas nesta pesquisa.

  • JULIE EUGENIO DA SILVA FRANCISCO MEDEIROS
  • Análise da Massa Coletada de Resíduos Sólidos Urbanos Domiciliares no Município de João Pessoa entre os anos 2003-2010
  • Data: 24/04/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A adequada gestão de resíduos sólidos urbanos, ou a falta dela, tem sido razão de preocupação para comunidade mundial, em cidades de portes diversos. Isso ocorre, em parte, ao grande aumento na geração do lixo conjugado ao consumo de bens materiais. Esta pesquisa tem como objetivo geral analisar a variação espaço-temporal da massa coletada dos Resíduos Sólidos Domiciliares (RSD) dos bairros de João Pessoa no período entre os anos de 2003-2010, desde a abertura do aterro sanitário ao último ano do recenseamento populacional. O estudo foi desenvolvido levando em consideração toda a massa coletada de 55 bairros do município de João Pessoa-PB envolvendo um total de 93,4% dos habitantes da cidade. A metodologia adotada abrangeu inicialmente uma etapa de análise preliminar dos dados da coleta de RSD, estimativa populacional para anos sem dados de censo, análise espacial e temporal da evolução da massa coletada de RSD em termos absolutos e per capita. Foram também analisadas correlações (de Pearson, r, e de Spearman rk) para o ano de 2010 entre dados de massa de RSD por unidade espacial e variáveis relativas à renda e educação, como também consumo de energia e água. Utilizando a abordagem IPAT, onde I é o impacto ambiental considerado como massa coletada de RSD, P é a população, A é o poder aquisitivo e T é o fator tecnológico, foram traçados três cenários futuros de projeção de massa coletada de RSD para João Pessoa em um horizonte de 20 anos. De 2003 a 2010, a massa total de RSD coletada passou de 150.982 t para 199.870 t, um aumento de 32%. No mesmo período, a população aumentou 15%. A massa de RSD coletada per capita aumentou de 0,70 kg/hab/dia em 2003 para 0,81 kg/hab/dia em 2010. Correlação considerada forte foi encontrada entre RSD e consumo de energia, enquanto para o consumo de água tal correlação foi de menor intensidade. Os cenários futuros traçados indicam projeção de massa de RSD variando de 312.060 t a 650.757 t em 2030, o que significa aumento entre 36% e 69% em relação a 2010. As projeções estimaram entre 0,81 e 1,69 kg/hab/dia de massa coletada de RSD em 2030. Apesar das lacunas existentes em alguns dados e limitações da metodologia utilizada, os resultados obtidos neste trabalho permitem estabelecer uma perspectiva da realidade em termos da quantidade de RSD coletados ao longo de oito anos no município. Tais informações podem abalizar as entidades responsáveis, visando um melhor acompanhamento das coletas de Resíduos Sólidos Domiciliares, dimensionamento e otimização de equipamentos, recursos humanos e gestão como um todo, bem como analisar essas informações, monitorando e comparando as.

  • ELISANGELA GARCIA SANTOS RODRIGUES
  • CARACTERIZAÇÃO E TRATAMENTO DO EFLUENTE DE LAVAGEM EM EMPRESA DE RECICLAGEM DE PLÁSTICOS PARA FINS DE REUSO
  • Data: 27/03/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nas etapas do processo de reciclagem, a lavagem dos plásticos produz um efluente de elevada carga orgânica que requer tratamento para o descarte. Com intuito de avaliar a carga orgânica, os parâmetros físico-químicos foram analisados possibilitando estabelecer a melhor forma de tratamento para reciclagem do efluente tratado, gerado na lavagem dos plásticos de uma recicladora para fins de reuso. A coleta foi feita no tanque de lavagem no final de cada ciclo de lavagem em torno das 12h00. A partir dos resultados obtidos surge à necessidade do tratamento do efluente, tanto para enquadrá-lo nos parâmetros de descarte estabelecidos pela legislação do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), quanto para reusá-lo dentro da própria recicladora. Como proposta foi utilizado para o tratamento do efluente de lavagem o processo de coagulação/ floculação, sendo aplicados três tipos de coagulantes (cloreto férrico, sulfato de alumínio e policloreto de alumínio) em dosagens na faixa de 5mg.L-1 a 65mg.L-1 e o processo oxidativo avançado Fenton. Para o efluente em estudo, concluiu-se que o cloreto férrico tem uma maior eficiência na redução dos parâmetros analisados pH, turbidez, Demanda Química de Oxigênio (DQO), Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO), Sólidos Suspensos Totais (SST), Carbono Orgânico Total (COT) em relação ao sulfato de alumínio e o policloreto de alumínio, quando comparados as características físico-químicas do efluente bruto. Através das análises foi possível constatar que o processo Fenton apresentou uma eficiência em média 92% de turbidez e 94% de DQO, DBO 90,5% em tempo de reação de 60 minutos com agitação em que o efluente tratado apresenta valores compatíveis para o reuso.

  • IVANHOE SOARES BEZERRA
  • ANÁLISE DE RISCOS À PERDA DE SOLO PARA CENÁRIOS DE USO E OCUPAÇÃO ATUAL E POTENCIAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ABIAÍ-PAPOCAS
  • Data: 27/03/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A bacia hidrográfica do Abiaí-Papocas é considerada essencial, pois nela se inserem os principais mananciais para o reforço ao abastecimento da Região Metropolitana de João Pessoa – Paraíba. Os elementos determinantes para que essa venha cumprir seu papel como fonte hídrica são a manutenção da capacidade de produção hídrica e a manutenção da qualidade das águas, sendo a análise do risco à perda de solo um estudo que a caracteriza fisicamente e indica áreas instáveis ou estáveis. A bacia hidrográfica do Abiaí-Papocas possui área de 462,36km² e localiza-se entre os paralelos 7°32’S e 7°18’S e os meridianos 36’08’O e 34’48’O, na interface entre a Zona da Mata paraibana e pernambucana. A análise do risco à perda de solo se pauta no conceito de unidade de paisagem que agrupa um determinado espaço ambiental com suas características físicas, os eventos e interações que neste ocorrem. É essencial em seu estudo o conhecimento da gênese, constituição física, forma e estágio de evolução e cobertura vegetal. O resultado das diversas interações então é representado em forma de imagens. Na avaliação do risco à perda de solo para a bacia hidrográfica Abiaí-Papocas construíram-se cenários que consideraram a situação atual, bem como uma situação potencial ou planejada, mapeando os temas geologia, geomorfologia, pedologia, clima e uso e ocupação do solo atual e potencial, aos quais se associam valores. A média aritmética relaciona a propensão a uma escala de risco à perda de solo que varia conforme a categoria morfodinâmica. Em ambiente SIG (Sistema de Informações Geográficas), para cada aspecto das unidades territoriais básicas, foram definidos os índices estabilidade e nstabilidade aos quais estavam submetidos, sendo posteriormente realizada a

    álgebra de mapas entre essas temáticas para definição do risco à perda de solo da bacia hidrográfica do Abiaí-Papocas. Para a análise espacial que permitisse uma definição exata das porções do território onde a adoção de um cenário planejado diminuiria o risco, utilizou-se a álgebra de mapas, definindo-se uma equação empírica que compara ambos cenários e identifica em que porções do espaço ocorrem as menores propensões ao risco. A análise dos aspectos permitiu inferir que na bacia hidrográfica do Abiaí-Papocas, para o cenário atual, há predominância de níveis moderados de risco, enquanto que para o potencial ocorre predominância de níveis medianos, com equilíbrio entre a estabilidade e a instabilidade. Na comparação dos cenários atual e potencial, o atual, em maior proporção, torna o ambiente mais instável e logo propenso a maiores perdas de solo por processos erosivos que o potencial, ocorrendo algumas áreas onde a sua manutenção resultaria em níveis mais estáveis de perda de solo.

  • IVANHOE SOARES BEZERRA
  • ANÁLISE DE RISCOS À PERDA DE SOLO PARA CENÁRIOS DE USO E OCUPAÇÃO ATUAL E POTENCIAL DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO ABIAÍ-PAPOCAS
  • Data: 27/03/2013
  • Mostrar Resumo
  • A bacia hidrográfica do Abiaí-Papocas é considerada essencial, pois nela se inserem os principais mananciais para o reforço ao abastecimento da Região Metropolitana de João Pessoa – Paraíba. Os elementos determinantes para que essa venha cumprir seu papel como fonte hídrica são a manutenção da capacidade de produção hídrica e a manutenção da qualidade das águas, sendo a análise do risco à perda de solo um estudo que a caracteriza fisicamente e indica áreas instáveis ou estáveis. A bacia hidrográfica do Abiaí-Papocas possui área de 462,36km² e localiza-se entre os paralelos 7°32’S e 7°18’S e os meridianos 36’08’O e 34’48’O, na interface entre a Zona da Mata paraibana e pernambucana. A análise do risco à perda de solo se pauta no conceito de unidade de paisagem que agrupa um determinado espaço ambiental com suas características físicas, os eventos e interações que neste ocorrem. É essencial em seu estudo o conhecimento da gênese, constituição física, forma e estágio de evolução e cobertura vegetal. O resultado das diversas interações então é representado em forma de imagens. Na avaliação do risco à perda de solo para a bacia hidrográfica Abiaí-Papocas construíram-se cenários que consideraram a situação atual, bem como uma situação potencial ou planejada, mapeando os temas geologia, geomorfologia, pedologia, clima e uso e ocupação do solo atual e potencial, aos quais se associam valores. A média aritmética relaciona a propensão a uma escala de risco à perda de solo que varia conforme a categoria morfodinâmica. Em ambiente SIG (Sistema de Informações Geográficas), para cada aspecto das unidades territoriais básicas, foram definidos os índices estabilidade e nstabilidade aos quais estavam submetidos, sendo posteriormente realizada a

    álgebra de mapas entre essas temáticas para definição do risco à perda de solo da bacia hidrográfica do Abiaí-Papocas. Para a análise espacial que permitisse uma definição exata das porções do território onde a adoção de um cenário planejado diminuiria o risco, utilizou-se a álgebra de mapas, definindo-se uma equação empírica que compara ambos cenários e identifica em que porções do espaço ocorrem as menores propensões ao risco. A análise dos aspectos permitiu inferir que na bacia hidrográfica do Abiaí-Papocas, para o cenário atual, há predominância de níveis moderados de risco, enquanto que para o potencial ocorre predominância de níveis medianos, com equilíbrio entre a estabilidade e a instabilidade. Na comparação dos cenários atual e potencial, o atual, em maior proporção, torna o ambiente mais instável e logo propenso a maiores perdas de solo por processos erosivos que o potencial, ocorrendo algumas áreas onde a sua manutenção resultaria em níveis mais estáveis de perda de solo.

  • HEBERT HENRIQUE SOUZA LIMA
  • Tratamento Físico-Químico da Vinhaça com uso de Carvão Ativado Obtido do Bagaço da Cana de Açúcar
  • Data: 27/03/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As indústrias sucroalcooleiras se caracterizam por grande demanda de água e geram volumes proporcionais de resíduos a serem descartados. No processo produtivo do etanol, a vinhaça surge como um efluente, ou seja, para cada litro de etanol produzido são gerados 15 litros de vinhaça, sendo caracterizada como um efluente de elevado poder poluente, cerca de cem vezes maior que o do esgoto doméstico. Seu potencial poluidor decorre da sua riqueza em matéria orgânica, baixo pH, elevada corrosividade e altos valores de Demanda Química de Oxigênio (DQO). Este trabalho teve como objetivo caracterizar a vinhaça in natura e avaliar a utilização de diversos coagulantes como FeCl3, Al2SO4 e CaO, com o intuito de tratar preliminarmente a vinhaça. Após o processo de coagulação/ floculação, analisado em função da concentração dos coagulantes, foi realizado o tratamento com carvão ativado produzido a partir do bagaço de cana, sendo determinada a estrutura porosa do carvão e adsorção de N2(g). A eficiência do tratamento foi quantificado em termos de remoção de DQO, DBO5, sólidos totais, cor e turbidez. Os resultados experimentais mostraram que o processo de coagulação/ floculação com concentração de coagulante de 10 g.L-1 removeu uma quantidade significativa de carga orgânica, cor e turbidez. A etapa subsequente com o tratamento do carvão ativado completou satisfatoriamente a purificação da vinhaça, gerando eficiência de remoção superior a 90% para a DQO e 99% para cor e turbidez.

  • FABIANA DA SILVA
  • APLICAÇÃO DO MODELO PRESSÃO-ESTADO-RESPOSTA (PER) EM ÁREA SUSCEPTÍVEL À CONTAMINAÇÃO COM RESÍDUOS DE ÓLEOS LUBRIFICANTES
  • Data: 27/03/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A preocupação com impactos ambientais envolvendo derivados do petróleo, a exemplo dos lubrificantes, é um fato na atualidade. Os lubrificantes automotivos sofrem deterioração devido ao seu uso, o que modifica sua composição e propriedades, passando a ser denominado: óleo lubrificante usado ou contaminado – OLUC. Este resíduo oleoso é considerado um perigoso contaminante dos ecossistemas naturais quando descartado de forma indevida. Assim, este trabalho realizou, no Distrito Mecânico da cidade João Pessoa/PB, um estudo sobre o gerenciamento do OLUC, desde a geração até a sua disposição final, bem como avaliou os aspectos ambientais da área face à disposição destes resíduos. Os dados coletados foram classificados com base no conceituado modelo PER – pressão-estado-resposta. Concluiu-se que os procedimentos formais de coleta do OLUC não estão sendo realizados conforme estabelece a Resolução do CONAMA nº 362/2005, os estabelecimentos carecem de medidas preventivas de derramamento de OLUC, entre outros. A construção de um quadro baseado no modelo PER pode ser considerada um ponto de partida para elaboração de projetos que visem melhorias locais, ajudar a esclarecer e identificar as causas de problemas ambientais com o OLUC e contribuir para sustentabilidade da área local e remotas que estejam sob a influência das atividades antrópicas praticadas no Distrito Mecânico.
  • EUDES DE OLIVEIRA BOMFIM
  • Sustentabilidade Hidroambiental de Áreas de Captações de Nascentes na Bacia Hidrográfica do Rio Gramame/PB
  • Data: 25/03/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este estudo objetivou determinar o nível da sustentabilidade hidroambiental de áreas circunvizinhas às captações de nascentes situadas na bacia hidrográfica do rio Gramame, município de Pedras de Fogo/PB. Para tanto, foi necessário elaborar o diagnóstico ambiental da área de estudo (entorno das nascentes); apresentar um sistema de avaliação da sustentabilidade para essas áreas de captações; determinar o índice e analisar a sustentabilidade hidroambiental das áreas pesquisadas. Foram escolhidas quatro nascentes para o desenvolvimento desta pesquisa: Cacimba da Rosa e Cabelão, na zona periurbana; Nova Aurora e Fazendinha, na zona rural. A metodologia utilizada para obtenção do índice de sustentabilidade foi baseada nos trabalhos de Calório (1997) e Daniel (2000). Utilizou-se o gráfico tipo radar, pelo qual foi possível comparar de forma dinâmica todas as variáveis pesquisadas. Assim, considerou-se quanto maior a área do triângulo formado no gráfico, maior a sustentabilidade do indicador. A base de dados foi composta por pesquisas de campo, análises experimentais, informações do projeto Restauração de nascentes do rio Gramame/PB, executado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), além dos dados disponibilizados por setores censitários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Diante disso, elaborou-se um quadro de indicadores para avaliação da sustentabilidade hidroambiental das áreas estudadas. Compõem esse quadro vinte indicadores, distribuídos em quatro dimensões: social, econômica, ambiental e institucional. Foram atribuídos pesos de 0 a 1 aos resultados obtidos para cada indicador. Esse sistema de tratamento de dados foi desenvolvido através de uma planilha eletrônica capaz de receber os dados e processá-los automaticamente, convertendo-os em índices. Os índices finais revelaram que a área em torno da nascente Nova Aurora obteve os melhores desempenhos de seus indicadores. A metodologia aplicada neste estudo se destacou tanto pela facilidade de uso, quanto pela clareza na representação dos resultados e pela mensuração da condição de sustentabilidade das áreas. O sistema de indicadores utilizado neste estudo deve embasar as tomadas de decisões para melhorar a sustentabilidade hidroambiental das nascentes e ser reaplicado para acompanhamento do desempenho dos indicadores e seus índices.
  • ALEXANDRE FERREIRA DA SILVA
  • AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES HIDROMORFOLÓGICAS DO RIACHO GUARAÍRA - PB PELO MÉTODO BÁVARO
  • Data: 20/03/2013
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo a avaliação hidromorfológica do riacho Guaraíra, através do método Bávaro. A bacia hidrográfica do riacho está localizada dentro da bacia hidrográfica do Gramame, porção sul do Estado da Paraíba. Para tanto, o riacho foi divido em 47 trechos de 100 metros. Durante o período de levantamento das características do riacho foi possível observar o nível de modificação antrópica ao longo de seu percurso. Esses levantamentos levaram em consideração as dinâmicas do rio e da várzea e com a junção das dinâmicas se obtém o grau de modificação que varia de 1 (inalterado) a 7 (completamente alterado), a partir da utilização do método Bávaro. O riacho Guaraíra possui 81% do seu percurso inalterado, apesar de estar em uma bacia hidrográfica com 33,63% de sua área modificada pelas culturas da cana de açúcar e do abacaxi. Os 19% de alteração foram devido, a obras de engenharia e, como já citado anteriormente, a cana de açúcar também influenciou nessa alteração do estado natural. Com o método, fica claro que investimentos para restauração de locais antropizados são mais eficazes, devido à divisão do riacho em trechos. Dessa forma, economizam-se recursos financeiros e tempo agindo no cerne dos problemas. 

2012
Descrição
  • JOSÉ AGNALDO PEREIRA MOTA JÚNIOR
  • Diagnóstico Ambiental de Cemitérios-Estudo de caso São Luís do maranhão
  • Data: 21/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Essa pesquisa tem como tema os impactos ambientais gerados pelos cemiterios com um estudo de caso de Sao Luis do Maranhao, em seus onze estabelecimentos. O objetivo e analisar os impactos ambientais gerados pelos cemiterios do municipio de Sao Luis, observando as implicacoes oriundas da contaminacao do solo, ar e aguas subterraneas, para formar um banco de dados atualizados para futuras pesquisas sobre os impactos ambientais gerados pelos cemiterios. Atraves de um panorama historico a pesquisa aborda desde a passagem dos enterros nos interiores das igrejas, passando pelo surgimento dos primeiros cemiterios ate a atualidade. Ha uma analise sobre os cemiterios existentes em Sao Luis e as sua adequacao a legislacao vigente, em especial a norma CETESB e as Resolucoes CONAMA, concluindo com uma proposta de alternativa menos impactante para a disposicao final de residuos solidos dos restos mortais humanos. Palavras
  • ROMILDO TOSCANO DE BRITO NETO
  • AVALIAÇÃO DA DISPONIBILIDADE DE ÁGUA EM AQUÍFEROS POR MEIO DE ANÁLISES ESPAÇO-TEMPORAIS
  • Data: 21/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O crescimento da exploração de águas subterrâneas para suprir demandas de abastecimento, agricultura e indústria faz com que a extração frequentemente exceda a recarga natural, resultando num declínio de seu volume, deterioração do solo e qualidade da água. O objetivo geral deste trabalho é avaliar a disponibilidade de água na porção do aquífero Ogallala contido no Estado do Texas (EUA), onde a explotação tem alcançado níveis acima dos valores de recarga. Para isto, inicialmente, foram utilizados dados de nível da água de poços com uma série de 53 anos (1960 a 2012), criando-se 53 superfícies por cada método de interpolação espacial (krigagem e spline). Em seguida, foi realizada uma comparação entre as técnicas de interpolação pelos métodos leave-one-out e holdout de validação cruzada, além de verificar as diferenças nas estimativas do volume total do aquífero. Os dois métodos de interpolação produziram resultados semelhantes e desempenhos satisfatórios; entretanto, recomenda-se o spline para processar múltiplas superfícies de nível da água de modo automatizado e a krigagem para quando se demandar maior acurácia dos resultados. De posse das superfícies de nível da água, foi estimada a camada saturada do aquífero e o volume pixel a pixel, para toda a série histórica, o que permitiu a partir dos resultados espaciais, realizar análises temporais. Em paralelo, foi selecionado um conjunto de 492 séries temporais de variação do nível da água para se analisar tendências (teste de Mann-Kendall) e agrupá-las por meio de análise de cluster (método hierárquico e k-means). A partir destas análises temporais, foi verificada a distribuição espacial dos resultados, constatando que o grupo de clusters com a maior tendência de decrescimento converge com áreas críticas identificadas. Além disso, foi verificada a influência de áreas cultivadas na variação do nível da água, mostrando que existe uma forte relação entre os dois fenômenos. Por fim, os resultados mostram que houve uma redução de 33,9% do volume total em 53 anos, 74,39% das séries analisadas indicaram tendência decrescente e observou-se que o nível da camada saturada vem reduzindo gradativamente.
  • FRANKLIN MENDONÇA LINHARES
  • VULNERABILIDADE INTRÍNSECA E RISCO DE CONTAMINAÇÃO DO QUÍFERO LIVRE DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO GRAMAME-PB
  • Data: 18/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O mapeamento de vulnerabilidade e a análise de risco de contaminação das águas subterrâneas são fundamentais para a orientação dos planos de gerenciamento de bacias hidrográficas. Atualmente, novos critérios de enquadramento das águas subterrâneas são exigidos pela Resolução do CONAMA Nº 396/2008 e justificam a o presente estudo. O mapeamento da vulnerabilidade do aquífero livre foi da realizado na bacia hidrográfica do rio Gramame. Para a construção do mapa de vulnerabilidade, foi utilizado o método DRASTIC, acrônimo dos fatores a serem analisados: Depth to the water table, Net Recharge, Aquifer media, Soil media, Topography, Impact of the unsaturate zone, Hydraulic Condutivity. Já para o mapeamento do risco à poluição foi utilizado o DRASTIC modificado, onde são consideradas (também) as características de uso e cobertura do solo. Cada fator do DRASTIC é construído de forma dinâmica, como uma camada, no Sistema de Informação Geográfica (SIG) a partir de características do meio que são especializadas e, na fase final, integrada para gerar o mapa de vulnerabilidade. A análise preliminar de risco é feita pela sobreposição do mapa de vulnerabilidade como os mapas de cobertura do solo e uso do solo da bacia hidrográfica do rio gramame. Gerou-se com essas informações um banco de dados necessário à confecção dos mapas de vulnerabilidade intrínseca e de risco de contaminação. Os dados dos níveis estáticos dos 27 poços foram coletados mensalmente durante um ano hidrológico (2010/2011), o que permitiu dividi-los em dois períodos: chuvoso e estiagem. Com essa determinação foi possível realizar uma analise comparativa entre os mapas de vulnerabilidade para estes dois períodos distintos. Identificou-se nesta pesquisa que, no período chuvoso, a vulnerabilidade é maior que no período de estiagem. O resultado do mapa de vulnerabilidade intrínseca no período chuvoso revelou que a região central e sudoeste, onde está localizada a cidade de Pedras de Fogo, apresenta vulnerabilidade alta. O mapa de risco de contaminação identificou essas mesmas regiões como de áreas risco muito alto, devido à ação antrópica. Esses dados podem ser usados para delimitar e direcionar recursos para as áreas que necessitem de proteção, bem como subsidiar a gestão municipal e Estadual na tomada de decisões quanto ao uso do solo, elaboração de ações e medidas que assegurem a qualidade ambiental das águas subterrâneas da bacia hidrográfica do rio Gramame.
  • GARDENIA AZEVEDO SILVA
  • ESTIMATIVA DA GERAÇÃO DE BIOGÁS NO ATERRO SANITÁRIO METROPOLITANO DE JOÃO PESSOA ATRAVÉS DO TESTE BMP.
  • Data: 14/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O estudo da conversão biológica com fins energéticos em aterros de resíduos sólidos urbanos representa um grande avanço para a sociedade, sendo considerada de extrema importância ambiental e econômica. Diante dessa ostentação foi realizado um estudo no aterro sanitário metropolitano de João Pessoa, visando estimar a produção de biogás e do seu principal componente, o metano. Por não existir um protocolo oficial do Teste do Potencial Bioquímico de Metano (Teste BMP) para a previsão dos gases gerados, foram realizadas pesquisas bibliográficas e adaptada uma metodologia fundamentada nas caracterizações e monitoramentos dos principais fatores envolvidos no processo de degradação. As etapas do trabalho foram as seguintes: caracterização gravimétrica dos resíduos, caracterização físico-química e aclimatação do inóculo e o Teste BMP, o qual inclui a inoculação dos meios de reação, o monitoramento do volume de biogás produzido, o controle quantitativo e qualitativo da geração dos gases que compõem o biogás e consequentemente a estimativa de geração do biogás no aterro. Os resultados mostraram que a caracterização gravimétrica dos resíduos sólidos urbanos, a qual utilizou o método francês MODECOM, trouxe definições de dados mais precisos, dando confiabilidade à composição dos resíduos. A metodologia proposta para o teste BMP mostrou-se eficiente na obtenção dos resultados, pois produziu no resíduo biodegradável um volume acumulado de biogás de 282,66 NL.kg-1MS em 90 dias, condizente com a bibliografia, possibilitando uma produção favorável de biogás no aterro sanitário metropolitano de João Pessoa. Por ter sido considerado uma excelente ferramenta experimental para determinação do potencial de geração de biogás nos RSU, o teste BMP, viabiliza a elaboração para um procedimento oficial.
  • JOSE ARIOSVALDO DOS ANJOS AGUIAR
  • A Participação Social no Processo de Planejamento Urbano: Um Estudo sobre o Plano Diretor Participativo do Município de Santa Rita – PB
  • Data: 12/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As novas regras da política urbana do país, estabelecidas a partir da Constituição de 1988 e regulamentadas pelo Estatuto da Cidade (2001), tornaram obrigatória a participação da sociedade civil no processo de elaboração de planos diretores municipais, que passaram a ser o instrumento básico da política nacional de desenvolvimento urbano. Este trabalho tem como objetivo analisar em que nível se deu a participação da sociedade civil, em especial dos segmentos sociais populares, nos espaços de diálogo estabelecidos no processo de elaboração do Plano Diretor Participativo de Santa Rita - PB, bem como avaliar em que medida as propostas apresentadas foram incorporadas na Lei do referido Plano. Para avaliar a participação social nas diversas etapas de elaboração do Plano Diretor, adotou-se estudos sobre níveis de participação social, relacionados ao grau de empoderamento e poder de decisão dos segmentos sociais, na sua relação com o setor público. No desenvolvimento da pesquisa, optou-se por uma abordagem quantitativa e qualitativa, a partir de registros documentais e entrevistas, utilizando-se também a técnica da análise de conteúdo. Como resultado, verificou-se que, nas várias fases do processo de elaboração do Plano Diretor Participativo de Santa Rita, a participação social se deu em vários níveis, que vão desde situações de não-participação a momentos em que ocorreu algum nível de participação dos segmentos sociais populares. Isso demonstra que há um longo caminho a ser percorrido pelas organizações sociais locais, para se ter uma participação mais efetiva nos processos de tomadas de decisão relativas ao planejamento e gestão de políticas urbanas, no município de Santa Rita, na perspectiva de uma participação cidadã, num exercício democrático efetivo de uma sociedade de direitos, na construção de uma cidade mais justa e democrática, uma cidade de todos.
  • RICARDO FRANKLIN CAVALCANTI SOBRAL
  • Viabilidade econômica de usina de reciclagem de resíduos da construção civil: estudo de caso da USIBEN – João Pessoa-PB
  • Data: 04/12/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A indústria da construção civil é o setor produtivo que mais gera resíduos sólidos. O reaproveitamento dos resíduos oriundos da construção e demolição pela própria indústria da construção civil provoca, direta e indiretamente, a redução do uso de recursos naturais não renováveis, da geração de novos resíduos sólidos, do desperdício de materiais construtivos, do próprio consumo de energia elétrica, além de contribuir para a redução considerável do impacto ambiental, comumente decorrente da deposição irregular destes materiais no solo urbano. Dentro destes princípios e em decorrência da Resolução Nº. 307 do CONAMA, a Prefeitura Municipal de João Pessoa – PMJP, capital do estado da Paraíba, instituiu o Sistema de Gestão Sustentável de Resíduos da Construção Civil e Demolição e o Plano Integrado de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil, através da Lei Municipal No. 11.176/2007, possibilitando a implantação da Usina de Beneficiamento de Resíduos da Construção Civil - USIBEN, no ano de 2007, com capacidade para processar até 20 toneladas/hora de resíduo. Todo agregado reciclado produzido pela USIBEN é utilizado pela própria Prefeitura Municipal, mantenedora da USIBEN. Neste trabalho foram desenvolvidos estudos mais detalhados do processo produtivo da Usina, buscando avaliar o empreendimento quanto a sua viabilidade financeira. Foram empregados vários métodos de análise econômica, utilizando, para tanto, dados obtidos diretamente junto à Usina e à EMLUR/PMJP. Foi possível encontrar o custo de produção do agregado reciclado, que ficou, no ano de 2008, em R$ 17,39 (dezessete reais e trinta e nove centavos) por m3, sendo este também denominado de ponto de lucro. O Valor Presente Líquido - VPL encontrado, considerando um horizonte de planejamento de 20 anos, foi de R$ 1.292.424,77 (hum milhão duzentos e noventa e dois mil quatrocentos e vinte e quatro reais e setenta e sete centavos), sendo um método considerado eficiente no cálculo de viabilidade econômica de empreendimentos desta natureza. Nesta mesma situação, o Tempo de Retorno do Capital empregado ficou em 3,24 anos, considerando, no cálculo, o Valor Presente Líquido do período projetado. O Índice Benefício/Custo - IBC encontrado ficou em 2,61 enquanto que a Taxa Interna de Retorno - TIR foi calculada em 26,24 %, tudo isto considerando um cenário onde foi desprezada a contribuição, na receita bruta, dos custos referentes ao transporte do volume de resíduos recebidos pela Usina. Em um segundo cenário, foi levada em consideração a contribuição, à Receita Bruta, do valor estimado dos custos evitados de transporte de todo o volume recebido de RCC pela Usina, sendo, neste caso, os índices econômicos ainda mais animadores, comprovando a viabilidade econômica do empreendimento também nesta segunda simulação. Este estudo serve como elemento norteador ao Administrador Público nas tomadas de decisão em assuntos diretamente ligados à USIBEN e, por conseguinte, à própria gestão dos resíduos da construção na cidade de João Pessoa.
  • PATRÍCIA GIGLIOLA DE QUEIROGA RESSA
  • Quatro Décadas de grandes expansões planejadas na Capital Paraibana – 1913-1953
  • Data: 28/09/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta dissertação mostra (a) como as expansões planejadas com 50 ou mais hectares contribuíram para o crescimento físico da capital paraibana entre 1913 e 1953 e (b) que foram elas a origem da maior parte do tecido urbano ou suburbano agregado à cidade nesse período. Ela analisa com profundidade essas ampliações, tratando as-pectos como traços geográficos do sítio planejado, características do traçado e seu nível de integração com os tecidos adjacentes. Tal estudo não havia sido feito ainda e é essencial para a história urbanística de João Pessoa. O alicerce teórico da disserta-ção é o exame que ela fez de mais de vinte grandes expansões projetadas na Europa e nas Américas até 1910. O método adotado para a realização da parte mais relevante do estudo das expansões foi a análise morfológica dos seus planos. Sete grandes am-pliações agregaram 770 hectares à cidade entre 1913 e 1953, o que é mais da metade da expansão total dela nesse intervalo. Dois planos de expansão não se concre-tizaram, exatamente os concebidos por dois urbanistas respeitados: Saturnino de Brito e Nestor de Figueiredo.
  • JOSE RODRIGO VIANA MONTEIRO
  • INFLUÊNCIA DA ENVOLTÓRIA VERTICAL OPACA DE EDIFICAÇÕES NAS TEMPERATURAS INTERNAS DO AR
  • Data: 28/09/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • KATIA CRISTINA DO VALE
  • Avaliação Pós-Ocupação do Conjunto Residencial Gervásio Maia – PB
  • Data: 27/09/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O direito à moradia não se restringe apenas à posse de uma unidade habitacional, compreende também o direito à qualidade de vida, traduzida no acesso ao lazer e à cultura, à infraestrutura urbana, aos bens e serviços, à segurança, à saúde, à educação e ao trabalho. Nesse contexto, o Conjunto Gervásio Maia, localizado na região sudoeste do município de João Pessoa na Paraíba, foi escolhido como objeto de estudo por inserir-se no programa governamental de erradicação do déficit habitacional do país. O conjunto abriga famílias de baixa renda cadastradas no programa de auxilio à moradia da Prefeitura Municipal de João Pessoa. O trabalho consiste na avaliação pós-ocupação (APO) do referido conjunto, tendo como objetivo caracterizar o acesso dessa população ao lazer e à cultura, à infraestrutura urbana, aos bens e serviços, à segurança, à saúde, à educação e ao trabalho, através de pesquisa documental, visitas in loco e aplicação de questionários. Os questionários foram aplicados no local, com usuários de 100 unidades habitacionais, distribuídas aleatoriamente em todo o conjunto. A pesquisa documental e as visitas in loco foram aplicadas a todo o conjunto. Como principais resultados destacam-se: a) elevado repasse de casas dos beneficiados a terceiros; b) baixa segurança - percebida através da predominância de muros altos e colocação de grades de proteção; d) mobilidade reduzida devida à baixa oferta de transporte público e ao custo das passagens, variável que afeta o acesso ao lazer e à cultura (inexistente no local), bem como ao trabalho, bens e serviços; e) iluminação pública precária e inexistência do serviço de correio.
  • ANA CAROLINE AIRES V DO NASCIMENTO
  • A CONSTRUÇÃO DO INFORMAL: uma análise morfológica das favelas da cidade de João Pessoa
  • Data: 27/09/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta dissertação identifica, caracteriza e classifica, em uma perspectiva urbanística, as favelas da cidade de João Pessoa, capital da Paraíba, através de um diagnóstico da situação desses aglomerados. Com o aumento de pessoas habitando nesse tipo de assentamento precário, é necessário estabelecer informações precisas que direcionem as políticas públicas de melhoramento urbano. Para tanto, este trabalho constrói um panorama histórico do processo de formação e crescimento das favelas da cidade, desde o século XIX, e investiga como esse fenômeno contribuiu para a expansão do tecido urbano municipal. O objeto de estudo está conceituado de acordo com os critérios de posse de terra, urbanização, infraestrutura e habitação, tendo, como características definidoras, a ilegalidade fundiária, a configuração orgânica, a ausência de pelo menos um dos serviços públicos básicos e a precariedade das habitações. O método utilizado parte da análise comparativa de elementos textuais (livros, revistas, jornais) e gráficos (mapas, plantas, fotografias), pressupondo que as favelas são constituídas a partir de uma lógica, não sendo produto natural do meio. O resultado desse exercício são fichas com a denominação de cada favela, sua localização, sua área, o número de seus domicílios e ocupantes, seu tempo de vida, sua situação fundiária, a tipologia de suas construções, sua infraestrutura existente, seu condicionante ambiental e seu zoneamento de uso do solo. Finaliza com duas classificações gerais, levando em consideração a configuração geográfica e urbanística de cada favela, destacando aquelas localizadas em zona de preservação ambiental.
  • ANNELIESE HEYDEN CABRAL DE LIRA
  • O FENÔMENO DOS CONDOMÍNIOS HORIZONTAIS EM JOÃO PESSOA-PB
  • Data: 27/09/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este estudo tem como tema os condomínios horizontais, tipologia habitacional que vem se proliferando em todo o mundo. Essas espacialidades têm transformado consideravelmente a dinâmica de produção do tecido urbano e da paisagem urbana, apresentando também modificações notórias na maneira de morar e viver na cidade. Os principais motivos que fomentam sua expansão são a busca por maior segurança e melhor qualidade de vida. Assim, a pesquisa dedica-se a compreender as principais razões de proliferação destes empreendimentos na cidade de João Pessoa, além de traçar o perfil dos seus moradores e de observar quais os pontos negativos e positivos deste fenômeno. Os principais resultados desta pesquisa demonstram que os condomínios horizontais pessoenses são predominantemente residenciais, de grande porte e tendem a se concentrar em áreas periféricas, localizadas no setor sudeste da faixa litorânea. A investigação também indica que seus moradores são de classes média–alta e alta e que migraram de apartamentos para os condomínios em busca de maior segurança, da possibilidade de morar em casa e do maior contato com a natureza. Foi observado também que são uma modalidade habitacional que vem se difundindo em João Pessoa e tem sido julgada favoravelmente pela maioria dos seus usuários. Por outro lado, entre os seus problemas assinalados, destacam-se a precariedade do provimento de comércio e serviços locais, a difícil acessibilidade e a segregação social envolvendo classes mais ricas. Os pontos negativos e positivos dos condomínios locais se assemelham aos identificados por estudiosos em outras cidades brasileiras e estrangeiras. Do mesmo modo, a pesquisa aponta que esses empreendimentos tendem a configurar, ao mesmo tempo, soluções para demandas individuais e prejuízos no que se refere à relação com a estrutura física e social da cidade.

  • ANNELIESE HEYDEN CABRAL DE LIRA
  • O fenômeno dos condomínios horizontais em João Pessoa-PB
  • Data: 27/09/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este estudo tem como tema os condomínios horizontais, tipologia habitacional que vem se proliferando em todo o mundo. Essas espacialidades têm transformado consideravelmente a dinâmica de produção do tecido urbano e da paisagem urbana, apresentando também modificações notórias na maneira de morar e viver na cidade. Os principais motivos que fomentam sua expansão são a busca por maior segurança e melhor qualidade de vida. Assim, a pesquisa dedica-se a compreender as principais razões de proliferação destes empreendimentos na cidade de João Pessoa, além de traçar o perfil dos seus moradores e de observar quais os pontos negativos e positivos deste fenômeno. Os principais resultados desta pesquisa demonstram que os condomínios horizontais pessoenses são predominantemente residenciais, de grande porte e tendem a se concentrar em áreas periféricas, localizadas no setor sudeste da faixa litorânea. A investigação também indica que seus moradores são de classes média–alta e alta e que migraram de apartamentos para os condomínios em busca de maior segurança, da possibilidade de morar em casa e do maior contato com a natureza. Foi observado também que são uma modalidade habitacional que vem se difundindo em João Pessoa e tem sido julgada favoravelmente pela maioria dos seus usuários. Por outro lado, entre os seus problemas assinalados, destacam-se a precariedade do provimento de comércio e serviços locais, a difícil acessibilidade e a segregação social envolvendo classes mais ricas. Os pontos negativos e positivos dos condomínios locais se assemelham aos identificados por estudiosos em outras cidades brasileiras e estrangeiras. Do mesmo modo, a pesquisa aponta que esses empreendimentos tendem a configurar, ao mesmo tempo, soluções para demandas individuais e prejuízos no que se refere à relação com a estrutura física e social da cidade.
  • Paula Karenina de Macêdo Machado Freire
  • “O uso da transformada WAVELET na previsão de vazão”
  • Data: 17/08/2012
  • Mostrar Resumo
  • O sistema energético brasileiro é fortemente baseado na energia hidroelétrica, a qual é altamente dependente da disponibilidade hídrica das bacias hidrográficas. A fim de minimizar os riscos de falha que afetam o aporte de água aos mananciais, esse sistema é interligado, pois, nas épocas secas, tem-se um menor volume armazenado nos reservatórios, o que leva a uma menor produção de energia, e antes das épocas de cheias, para atender ao uso múltiplo dos recursos hídricos, deve-se deixar um volume operacional no reservatório, o que também diminui o seu nível de água e tem impactos na geração de energia. Para efetuar o controle de cheias, o setor elétrico prevê a disponibilidade de um volume de espera nos reservatórios, capazes de absorver parcelas das afluências, para evitar, com um risco prefixado, que sejam causados danos a jusante. É nesse cenário que surge o problema destacado no presente trabalho, a previsão da vazão afluente a um reservatório, a fim de se ter uma alocação criteriosa desses espaços vazios nos reservatórios para o controle de cheias. Diante do exposto, o objetivo geral deste trabalho é analisar o uso da transformada wavelet para realizar previsões das vazões diárias afluentes ao reservatório de Sobradinho – BA com sete dias de antecedência, por meio de um sistema híbrido wavelet-RNA, sendo os objetivos específicos: (a) eliminar os ruídos presentes nas séries históricas de vazão através da análise wavelet; (b) definir o nível ótimo de decomposição dos sinais; (c) determinar a wavelet-mãe adequada para este tipo de previsão com RNAs; e (d) realizar simulações com o sistema híbrido wavelet-RNA proposto e comparar os resultados com as previsões realizadas sem a aplicação da transformada wavelet. Utilizou-se dados de médias diárias de vazões naturais do período de janeiro de 1931 a dezembro de 2010. Diante dos resultados apresentados, observa-se que o sistema híbrido wavelet-RNA proposto obteve resultados melhores de previsão para sete dias de antecedência que o sistema utilizando a RNA com os dados brutos, sendo a aproximação A3 da waveletmãe Meyer Discreta a que obteve o melhor resultado na validação (R2 = 0,9977; Nash = 0,9954 e RMS = 96,4523 m³/s), enquanto que a previsão utilizando os dados brutos forneceu os seguintes resultados: R2 = 0,9481; Nash = 0,8971 e RMS = 456,7712 m³/s; i.e., o RMS diminuiu quase 80%, enquanto que os coeficientes R2 e Nash tiveram um aumento maior que 5% e 10%, respectivamente, em relação às previsões com os dados brutos.
  • Paula Karenina de Macêdo Machado Freire
  • “O uso da transformada WAVELET na previsão de vazão”
  • Data: 17/08/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O sistema energético brasileiro é fortemente baseado na energia hidroelétrica, a qual é altamente dependente da disponibilidade hídrica das bacias hidrográficas. A fim de minimizar os riscos de falha que afetam o aporte de água aos mananciais, esse sistema é interligado, pois, nas épocas secas, tem-se um menor volume armazenado nos reservatórios, o que leva a uma menor produção de energia, e antes das épocas de cheias, para atender ao uso múltiplo dos recursos hídricos, deve-se deixar um volume operacional no reservatório, o que também diminui o seu nível de água e tem impactos na geração de energia. Para efetuar o controle de cheias, o setor elétrico prevê a disponibilidade de um volume de espera nos reservatórios, capazes de absorver parcelas das afluências, para evitar, com um risco prefixado, que sejam causados danos a jusante. É nesse cenário que surge o problema destacado no presente trabalho, a previsão da vazão afluente a um reservatório, a fim de se ter uma alocação criteriosa desses espaços vazios nos reservatórios para o controle de cheias. Diante do exposto, o objetivo geral deste trabalho é analisar o uso da transformada wavelet para realizar previsões das vazões diárias afluentes ao reservatório de Sobradinho – BA com sete dias de antecedência, por meio de um sistema híbrido wavelet-RNA, sendo os objetivos específicos: (a) eliminar os ruídos presentes nas séries históricas de vazão através da análise wavelet; (b) definir o nível ótimo de decomposição dos sinais; (c) determinar a wavelet-mãe adequada para este tipo de previsão com RNAs; e (d) realizar simulações com o sistema híbrido wavelet-RNA proposto e comparar os resultados com as previsões realizadas sem a aplicação da transformada wavelet. Utilizou-se dados de médias diárias de vazões naturais do período de janeiro de 1931 a dezembro de 2010. Diante dos resultados apresentados, observa-se que o sistema híbrido wavelet-RNA proposto obteve resultados melhores de previsão para sete dias de antecedência que o sistema utilizando a RNA com os dados brutos, sendo a aproximação A3 da waveletmãe Meyer Discreta a que obteve o melhor resultado na validação (R2 = 0,9977; Nash = 0,9954 e RMS = 96,4523 m³/s), enquanto que a previsão utilizando os dados brutos forneceu os seguintes resultados: R2 = 0,9481; Nash = 0,8971 e RMS = 456,7712 m³/s; i.e., o RMS diminuiu quase 80%, enquanto que os coeficientes R2 e Nash tiveram um aumento maior que 5% e 10%, respectivamente, em relação às previsões com os dados brutos.
  • CELIA MEDEIROS MARQUES
  • Proposição de sistema de aproveitamento de água de chuva para o Campus Campina Grande do IFPB: estudo da viabilidade econômica
  • Data: 19/06/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A expectativa de escassez de água potável para os próximos anos tem sido fator motivador de busca de alternativas para suprir a demanda das futuras gerações,promover o uso racional da água e reduzir o seu desperdício. Visto que a água está diretamente ligada à manutenção e qualidade de vida da população,comprometendo também, toda espécie de vida no nosso planeta, é imperativo que toda a sociedade civil, empresarial, industrial, como também o Governo e suas Instituições Públicas, busquem mecanismos para preservá-la. O tema deste trabalho foi propor um sistema de aproveitamento de água de chuva para o Campus Campina Grande do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB e analisar a viabilidade econômica de sua implantação. O objetivo geral foi avaliar a possibilidade do aproveitamento de águas de chuva para uso não potável em descargas de vasos sanitários, lavagens de veículos e rega de jardins, como mecanismo sustentável de uso racional da água a fim de minimizar o desperdício de água potável, reduzir os custos de água comprada pela instituição e cumprir com os critérios de sustentabilidade exigidos pela Instrução Normativa n° 01/2010 do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG. A abordagem metodológica escolhida e elaborada foi baseada nos parâmetros descritivos e exploratórios, com dados obtidos in loco através de registros fotográficos e documentais do referido campus do IFPB. Para desenvolver esse estudo foram coletados dados referentes à oferta de água de chuva na região, feito o levantamento do consumo anual de água no referido campus, bem como a estimativa das demandas de água não potável e o dimensionamento do reservatório de armazenamento. Em seguida, foi realizada a análise econômica do investimento por meio de ferramentas da matemática financeira, que apresentou para um reservatório de capacidade de 787 m³, custos de investimento de R$ 180.447,44, relação Benefício/Custo igual a 2,52, o Período de Retorno de Capital de 9,83 anos e Valor Presente Líquido de R$ 274.701,45. Dessa forma foi comprovada, a viabilidade econômica da implantação do sistema de aproveitamento de água de chuva, que mostrou ser atrativo, principalmente quando se requer grandes demandas de água para fins menos nobres, como é o caso. O sistema proposto permite obter um volume de água armazenada em reservatório proveniente das chuvas da região, que atende a uma demanda de 94 % do consumo não potável do referido campus, o que proporcionará uma economia significativa de água comprada mensalmente à Companhia de Água da Paraíba - CAGEPA.
  • WILLIAM VIEIRA FERNANDES
  • “Uso da bucha vegetal (Luffa cylindrica) como meio de crescimento bacteriano em filtro anaeróbio tratando esgoto doméstico”,
  • Orientador : GILSON BARBOSA ATHAYDE JUNIOR
  • Data: 18/06/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  •  

    O afastamento em relação aos centros urbanos, em geral, é o maior responsável por
    inviabilizar economicamente a implantação de uma rede coletora de esgoto nas
    comunidades periurbanas. Sistemas simplificados e de alta relação benefício/custo
    podem se mostrar bastante vantajosos como solução sanitária. No Brasil, o filtro
    anaeróbio tem sido frequentemente utilizado em sequência ao tanque séptico para
    tratamento da fração solúvel do efluente, atendendo aos critérios técnicos e
    econômicos. A aplicação da Luffa cylindrica, ou bucha vegetal, como meio suporte
    em reatores anaeróbios, em especial nos biofiltros, ainda necessita de maior
    investigação. O objetivo deste estudo é analisar a viabilidade técnica da utilização
    deste material em filtros anaeróbios como uma alternativa de baixo custo para o
    tratamento de efluentes domésticos. Foi construído um sistema composto por
    tanque séptico, caixa separadora de vazão e três filtros anaeróbios em paralelo, no
    Campus I da UFPB. O filtro F1 foi preenchido com bucha vegetal, o F2 com aparas
    de eletroduto e o F3 com brita. O monitoramento da vazão e de parâmetros físicoquímicos
    dos efluentes foi feito durante um ano. Foram obtidas eficiências na ordem
    de 37,5%, 36,2% e 52,1% na remoção de DBO5 e 44,4%, 34,4% e 40,0% na
    remoção de DQO para os filtros F1, F2 e F3, respectivamente. Não foi observada
    degradação apreciável na bucha vegetal. Pode-se concluir que o desempenho dos
    sistemas foi semelhante, demonstrando que a Luffa cylindrica pode ser utilizada
    como meio suporte alternativo em filtros anaeróbios.

    O afastamento em relação aos centros urbanos, em geral, é o maior responsável porinviabilizar economicamente a implantação de uma rede coletora de esgoto nascomunidades periurbanas. Sistemas simplificados e de alta relação benefício/custopodem se mostrar bastante vantajosos como solução sanitária. No Brasil, o filtroanaeróbio tem sido frequentemente utilizado em sequência ao tanque séptico paratratamento da fração solúvel do efluente, atendendo aos critérios técnicos eeconômicos. A aplicação da Luffa cylindrica, ou bucha vegetal, como meio suporteem reatores anaeróbios, em especial nos biofiltros, ainda necessita de maiorinvestigação. O objetivo deste estudo é analisar a viabilidade técnica da utilizaçãodeste material em filtros anaeróbios como uma alternativa de baixo custo para otratamento de efluentes domésticos. Foi construído um sistema composto portanque séptico, caixa separadora de vazão e três filtros anaeróbios em paralelo, noCampus I da UFPB. O filtro F1 foi preenchido com bucha vegetal, o F2 com aparasde eletroduto e o F3 com brita. O monitoramento da vazão e de parâmetros físicoquímicosdos efluentes foi feito durante um ano. Foram obtidas eficiências na ordemde 37,5%, 36,2% e 52,1% na remoção de DBO5 e 44,4%, 34,4% e 40,0% naremoção de DQO para os filtros F1, F2 e F3, respectivamente. Não foi observadadegradação apreciável na bucha vegetal. Pode-se concluir que o desempenho dossistemas foi semelhante, demonstrando que a Luffa cylindrica pode ser utilizadacomo meio suporte alternativo em filtros anaeróbios.

  • NATALIA CIBELY BEZERRA SANTANA
  • “Qualidade das águas de chuva em João Pessoa-PB: estudo comparativo com diversos padrões de qualidade para uso residencial”, defendido e aprovado no dia 18 de junho de 2012".
  • Data: 18/06/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O acelerado crescimento populacional em diversos países e a escassez dos recursos
    hídricos têm se tornado uma preocupação crescente em todo o mundo. De acordo com a
    ONU, a demanda de água cresce com velocidade duas vezes maior que o crescimento
    da população, desta forma haverá sérios problemas de disponibilidade hídrica em
    muitos países e que será um desafio para os governos assegurar um adequado
    abastecimento de água potável a toda população. Dentre as fontes alternativas para o
    abastecimento de água uma das mais promissoras é a captação de águas pluviais para
    aproveitamento, onde a água potável é substituída por uma água menos cara e mais
    acessível, preservando assim o seu uso onde não seria necessária a potabilidade. Assim,
    o objetivo desta pesquisa é de analisar a qualidade da água de chuva na cidade de João
    Pessoa, para fins de comparação com diversos padrões de qualidade conforme os usos
    da água em residências. No sistema de captação montado para o estudo foram coletadas
    amostras em 5 pontos do sistema, quais sejam: coleta direta da atmosfera, após
    escoamento sobre o telhado, nos dispositivos de descarte dos primeiros milímetros de
    precipitação, e em 2 reservatórios de acumulação. Os resultados mostraram que a
    qualidade da água pluvial em seu estado bruto e antes de entrar em contato com a
    superfície de captação é boa, compatível com os padrões estabelecidos pelas NBR’s Nº
    15.527/07 e Nº 13.969/97 (classes 1, 2 e 3), pela ANA/05 (classe 1) e pela Resolução
    CONAMA Nº 357/05 (classe 1 de água doce). Ao escoar pelo telhado a qualidade da
    água se deteriora devido ao acúmulo de impurezas, principalmente após um período de
    estiagem. Entretanto, verificou-se que promovendo tratamento simplificado à água de
    chuva, como a filtração simples ou o descarte das primeiras chuvas, a qualidade dela
    volta a ser satisfatória, podendo ser aproveitada para fins não potáveis, tais como
    descarga de vasos sanitários, lavagem de pisos e veículos, irrigação de jardins. Em
    relação à Portaria do Ministério da Saúde Nº 2.914/11, verificou-se o não atendimento
    apenas aos padrões de potabilidade estabelecidos para os coliformes totais e fecais, não
    devendo, portanto, a água ser utilizada com finalidades potáveis.

  • JULIANA CARVALHO CLEMENTE
  • VAZIOS URBANOS E IMÓVEIS SUBUTILIZADOS NO CENTRO HISTÓRICO TOMBADO DA CIDADE DE JOÃO PESSOA - PB
  • Orientador : JOSE AUGUSTO RIBEIRO DA SILVEIRA
  • Data: 04/06/2012
  • Mostrar Resumo
  • Essa dissertação tem por objetivo identificar, quantificar e caracterizar os vazios urbanos e
    imóveis subutilizados presentes na área do Centro Histórico de João Pessoa, tombada pelo
    IPHAN. O objeto de pesquisa foi delimitado a partir do questionamento sobre a existência de
    um estoque imobiliário passível de reutilização na Poligonal de Tombamento rigorosa do IPHAN
    para o Centro de João Pessoa. Entende-se, aqui, o vazio urbano como o espaço (lote ou
    edifício) que não foi concebido como espaço livre público, localizado em área urbanizada, sem
    ocupação e/ou sem uso, e que, por sua improdutividade, tem uma “conotação negativa” no
    meio intraurbano, mas que traz consigo o caráter expectante, representando a possibilidade de
    transformação futura. O termo subutilizado figura no texto para definir aqueles imóveis que
    ainda têm uso e/ou ocupação, mesmo que parciais ou temporários, e onde se verifica um
    processo de desestabilização, deterioração ou ociosidade. A partir da distinção conceitual,
    foram traçadas categorias de análise (edificações não utilizadas, lotes não utilizados,
    edificações subutilizadas e lotes subutilizados) para a classificação e caracterização dos
    imóveis da Poligonal de Tombamento. Posteriormente, foi elaborado um banco de dados com
    as informações coletadas sobre os imóveis e procedeu-se o diagnóstico da área. De cada imóvel
    levantado, foram observados aspectos como dimensões, domínio, vacância, estado de
    conservação, uso e valores imobiliários.
    Foi necessário, também, estudar, brevemente, os processos de mudança de uso do solo nas
    áreas centrais, a relação desses processos com as intervenções nas áreas históricas e como isso
    contribuiu para a formação e a permanência dos vazios urbanos e imóveis subutilizados na área
    tombada. Por fim, foi feito um diagnóstico quantitativo e qualitativo da Poligonal de
    Tombamento, que foi subdividida em três setores de análise: setor I (Varadouro/Porto do
    Capim), Setor II (Setor de ligação/Rua da Areia) e setor III (Cidade Alta).

  • LEILA SOARES VIEGAS
  • “Blocos para execução de alvenaria de vedação empregando garrafas PET: avaliação mecânica e termo-acústica”
  • Data: 30/05/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A reciclagem e o reaproveitamento de materiais são vistos como as soluções mais
    evidentes em relação ao desenvolvimento sustentável. Um dos aspectos relevantes para
    este desenvolvimento refere-se à inserção da engenharia para conceber meios que
    propiciem a reutilização de materiais considerados como lixo, mas com grande potencial
    de aplicabilidade na própria indústria da construção civil, através da geração de produtos
    e tecnologias apropriadas que podem ser uma alternativa para a habitação de interesse
    social. Neste contexto, a presente pesquisa tem o objetivo de propor o uso de blocos
    incorporando garrafas PET para a execução de alvenarias de vedação que proporcionem
    isolamento termo-acústico visando seu emprego em habitações de interesse social. Para
    a execução dos blocos, as garrafas PET foram inseridas e centralizadas em formas de
    madeira de fácil confecção, que foram posteriormente preenchidas com argamassas.
    Foram executadas três paredes em alvenaria convencional com tijolos cerâmicos e três
    paredes com blocos em PET, para comparação dos desempenhos térmico, acústico e
    mecânico, variando-se o traço da argamassa. O ensaio térmico consistiu em se preparar
    painéis com altura de 1,20 m e largura de 1,00 m, instrumentados com cinco termopares
    em ambos os lados, medindo-se as temperaturas na superfície de incidência da fonte de
    calor e no lado oposto. Já o teste de comportamento acústico foi feito de duas maneiras
    distintas, uma mais simples e outra mais complexa, usando-se câmara reverberante,
    sempre colocando-se fonte sonora em um dos lados e medindo-se a pressão sonora
    após as ondas atravessarem as paredes já testadas termicamente. Para obtenção do
    desempenho mecânico os mesmos painéis foram ensaiados à compressão em
    laboratório de estruturas. As alvenarias executadas com blocos em PET apresentaram
    nos ensaios de desempenho térmico, comportamento semelhante aos obtidos nas
    alvenarias convencionais. Nos ensaios de avaliação acústica, as alvenarias executadas
    com blocos em PET apresentaram desempenho superior ao das alvenarias com os
    blocos cerâmicos. Já no que diz respeito ao desempenho mecânico, todas as três
    paredes com blocos PET chegaram a maior carga de ruptura que aquelas com blocos
    cerâmicos, portanto os blocos em PET podem ser usados como blocos de vedação. Seu
    processo de fabricação é simples e poderia ser aplicado por populações carentes
    organizadas, com apoio de alguma entidade, para produzirem esse elemento de
    construção, com a geração de emprego e renda.

  • GABRIELLE DE MELO RODRIGUES
  • Qualidade dos parques de vizinhança e parques de bairro: uma proposta de índices de avaliação.
  • Data: 30/04/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho visa avaliar a qualidade dos parques de vizinhança e parques de bairro através da obtenção de índices qualitativos, viabilizando diagnósticos que possam subsidiar ações de planejamento. Partindo do pressuposto de que as modalidades parques de vizinhança e parques de bairro pertencem ao sistema de áreas livres e verdes dentro da estrutura urbana e que a ausência de um padrão de avaliação qualitativa dificulta a pesquisa e análise de tais espaços, buscou-se definir os indicadores de qualidade necessários para composição da metodologia de avaliação técnica. Particularizado para as funções ecológica, urbanística, estética, social e de lazer, baseou-se a escolha dos atributos qualitativos em referências teóricas de vários autores que consideram a importância qualitativa dos elementos citados na metodologia de avaliação, bem como na participação de especialistas ligados à temática urbana, os quais auxiliaram no desenvolvimento e definição através do preenchimento de um questionário no qual puderam avaliar os elementos que são considerados imprescindíveis na composição dos parques de vizinhança e de bairro. O objeto de estudo são os parques de vizinhança e parques de bairro tendo em vista sua relativa padronização ou semelhança programática. Sendo assim, serão apresentados, na forma de índices de qualidade, os resultados obtidos através da aplicação desta metodologia. A unidade da paisagem escolhida para aplicação da metodologia foram os bairros da Madalena e da Torre, em Recife, no Estado de Pernambuco, Brasil, no ano de 2011. O levantamento amostral foi definido primeiramente pela relação que cada região político-administrativa (RPA) do Recife possui com o quantitativo de praças em área total (m²). Sendo a RPA 04 a região político-administrativa que possui a maior concentração de praças, em metros quadrados, foram selecionados através de sorteio, dois bairros localizados nesta RPA. A definição das unidades básicas de estudo foi considerada a partir da função como suporte de recreação e de convívio social e dos seguintes critérios: localização e dimensão, resultando a seleção de um parque de vizinhança no bairro da Madalena e um parque de bairro, na Torre. Assim, a adoção dessa metodologia para avaliação da qualidade dos parques de vizinhança e parques de bairro permitiu testar o grau de universalização e adequação dos parâmetros das avaliações. Os resultados mostraram que os níveis de qualidade obtidos através da aplicação da metodologia de avaliação técnica qualitativa foram compatíveis com a percepção de qualidade atribuída pela comunidade. Constatou-se que os sistemas de indicadores do índice de qualidade de parque de vizinhança (IQPV) e índice de qualidade de parque de bairro (IQPB) mostraram-se adequados e coerentes para mensurar os aspectos qualitativos, particularizados para as funções ecológica, urbanística, estética, social e de lazer, fornecendo desta maneira, subsídios válidos para o planejamento urbano e ambiental.
  • TASSIO BARRETO CUNHA
  • ANÁLISE INTEGRADA DE SALUBRIDADE AMBIENTAL E CONDIÇÕES DE MORADIA: APLICAÇÃO NO MUNICÍPIO DE ITAGUAÇU DA BAHIA
  • Data: 11/04/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A salubridade ambiental é um dos aspectos mais importantes para se alcançar qualidade de
    vida humana satisfatória. Está relacionada diretamente a serviços de saneamento ambiental,
    oferecidos normalmente pelo poder público, a uma adequada condição de moradia e a
    existência de adequadas políticas socioeconômicas e culturais. Dessa forma, o presente
    trabalho busca aglutinar aspectos concernentes à relação da salubridade ambiental de uma
    população com uma boa condição de moradia. É desenvolvida uma metodologia
    multiobjetivo para realizar a análise integrada das variáveis representativas da salubridade
    ambiental, aplicando-a na sede do município de Itaguaçu da Bahia e mais três povoados
    (Barreiros, Fazenda Almas e Rio Verde I). Incluem-se critérios para priorizar ações que
    possam melhorar o que se define como QAM - Qualidade do Ambiente e da Moradia. É
    utilizado o Indicador de Salubridade Ambiental – ISA proposto pelo Conselho Estadual de
    Saneamento do Estado de São Paulo – CONESAN (SÂO PAULO, 1999) e o Indicador de
    Condições de Moradia – ICM, desenvolvido por Silva (2006). A análise integrada dos
    resultados dos Índices de Salubridade Ambiental e de Condições de Moradia foi feita segundo
    a metodologia integradora em que se lança mão da representação bidimensional do campo das
    soluções possíveis dos indicadores envolvidos. O estado conjunto dessas variáveis é descrito à
    semelhança da metodologia para análise ambiental integrada de bacias hidrográficas utilizada
    pela UNESCO (1987). As quatro localidades analisadas apresentaram resultados similares no
    que diz respeito ao baixo estado de salubridade ambiental em que se encontravam, e
    coincidentemente, apresentaram déficit nos serviços ligados ao saneamento ambiental e a
    aspectos socioeconômicos. O ICM teve uma maior variação entre as localidades estudadas e
    os maiores índices prevaleceram nas localidades com maior Produto Interno Bruto - PIB per
    capita (Sede e Rio Verde), fator diretamente associado a uma adequada condição de moradia.
    No que diz respeito às ações propostas na análise integrada, melhorias nos serviços de
    saneamento e na estrutura das habitações foram as mais apontadas nas quatro localidades
    estudadas visando obter qualidade do ambiente e da moradia mais favorável.
    Palavras-chave – salubridade ambiental, condições de moradia, qualidade do ambiente e da
    moradia

    A salubridade ambiental é um dos aspectos mais importantes para se alcançar qualidade devida humana satisfatória. Está relacionada diretamente a serviços de saneamento ambiental,oferecidos normalmente pelo poder público, a uma adequada condição de moradia e aexistência de adequadas políticas socioeconômicas e culturais. Dessa forma, o presentetrabalho busca aglutinar aspectos concernentes à relação da salubridade ambiental de umapopulação com uma boa condição de moradia. É desenvolvida uma metodologiamultiobjetivo para realizar a análise integrada das variáveis representativas da salubridadeambiental, aplicando-a na sede do município de Itaguaçu da Bahia e mais três povoados(Barreiros, Fazenda Almas e Rio Verde I). Incluem-se critérios para priorizar ações quepossam melhorar o que se define como QAM - Qualidade do Ambiente e da Moradia. Éutilizado o Indicador de Salubridade Ambiental – ISA proposto pelo Conselho Estadual deSaneamento do Estado de São Paulo – CONESAN (SÂO PAULO, 1999) e o Indicador deCondições de Moradia – ICM, desenvolvido por Silva (2006). A análise integrada dosresultados dos Índices de Salubridade Ambiental e de Condições de Moradia foi feita segundoa metodologia integradora em que se lança mão da representação bidimensional do campo dassoluções possíveis dos indicadores envolvidos. O estado conjunto dessas variáveis é descrito àsemelhança da metodologia para análise ambiental integrada de bacias hidrográficas utilizadapela UNESCO (1987). As quatro localidades analisadas apresentaram resultados similares noque diz respeito ao baixo estado de salubridade ambiental em que se encontravam, ecoincidentemente, apresentaram déficit nos serviços ligados ao saneamento ambiental e aaspectos socioeconômicos. O ICM teve uma maior variação entre as localidades estudadas eos maiores índices prevaleceram nas localidades com maior Produto Interno Bruto - PIB percapita (Sede e Rio Verde), fator diretamente associado a uma adequada condição de moradia.No que diz respeito às ações propostas na análise integrada, melhorias nos serviços desaneamento e na estrutura das habitações foram as mais apontadas nas quatro localidadesestudadas visando obter qualidade do ambiente e da moradia mais favorável.

  • RICARDO VASCONCELOS GOMES DA COSTA
  • Taxa de geração de resíduos da construção civil em edificações na cidade de João Pessoa
  • Data: 10/04/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Diante do crescimento acelerado da construção civil em João Pessoa e da disposição irregular dos RCC gerados, determinou-se a taxa de geração de RCC em kg/m² de área construída, visando auxiliar ações de fiscalização e acompanhamento da destinação final dos RCC. Foi escolhida uma amostra das edificações em fase de construção em João Pessoa para coleta das características de cada obra e do volume gerado de RCC. Durante a fase de construção, foi passado para cada empresa uma ficha de acompanhamento e anotação do volume de descarte dos RCC ao longo de todo o cronograma de execução da construção. A partir do volume descartado pelas construtoras, foi determinada a massa de RCC gerado em cada obra, utilizando a massa unitária de 1.025 kg/m³, obtida através da média das pesagens de RCC. Foi feita uma análise estatística dos dados utilizando dois grupos: grupos das obras controle, sendo estas as que foram acompanhadas pelo mestrando diariamente, e o grupo das demais obras de modo a validar a amostra. A amostra foi considerada válida e assim, foi determinada a taxa de geração de RCC de todas as obras concluídas. Os resultados indicaram uma taxa de geração de RCC de resíduos classe A de 86,27 kg/m², não tendo sido encontradas diferenças significativas entre tal taxa em obras particulares (residenciais) e obras públicas. Foram calculados os limites inferior e superior 90% de confiança para a média aritmética da taxa de geração, sendo estes valores de 62,31 e 136,02 kg/m², respectivamente. A partir desses valores, o controle da geração e disposição de RCC pode ser realizado pelos órgãos competentes, dando o indicativo de quais obras podem estar infringindo a Lei Municipal 11.376, bem como a resolução CONAMA 307.

  • BRUNNA LIMA DE ALMEIDA
  • PROCESSO DE LICENCIAMENTO DE POLOS GERADORES DE VIAGENS: UMA VISÃO MAIS SUSTENTÁVEL AO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA
  • Data: 30/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O estudo sobre sistemas de transportes descreve diversos empreendimentos
    como potenciais pontos de atração para a população, denominados Pólos Geradores de
    Viagens (PGV´s) ou Pólos Geradores de Tráfego (PGT´s). O processo de atratividade
    desencadeado por empreendimentos interfere diretamente no sistema de transporte.
    Dentre os impactos negativos pode-se destacar o adensamento na capacidade do sistema
    de transporte. Este impacto no sistema de transportes deve ser previsto no processo de
    licenciamento dos PGV´s. Os métodos adotados no Brasil para caracterizar os
    empreendimentos PGV são tradicionais e estimulam o uso do veículo privado como
    meio de transporte, priorizando a oferta de estacionamento com capacidade para atender
    este perfil de usuário. Mudanças têm sido observadas em alguns países desenvolvidos,
    notadamente na Europa, acerca das políticas de gestão do tráfego urbano adotadas na
    avaliação de empreendimentos tidos como Geradores de Viagens (Trip Generator).
    Nesta pesquisa analisa-se um panorama internacional e nacional de alguns processos de
    licenciamento existentes para PGV´s, obtendo-se como resultado uma comparação entre
    os diferentes processos e identificando os pontos positivos e negativos. Adotando duas
    metodologias de diferentes autores que estudam índices e indicadores de Mobilidade
    Urbana Sustentável, foi feita uma identificação sobre quais indicadores podem sofrer
    influência da implantação de um PGV. A partir desta identificação são apresentadas
    ações que possam ser agregadas ao processo de licenciamento de PGV´s no município
    de João Pessoa que estejam em consonância com as novas políticas de mobilidade
    urbana sustentável desenvolvida pelo Ministério das Cidades.
    O estudo sobre sistemas de transportes descreve diversos empreendimentoscomo potenciais pontos de atração para a população, denominados Pólos Geradores deViagens (PGV´s) ou Pólos Geradores de Tráfego (PGT´s). O processo de atratividadedesencadeado por empreendimentos interfere diretamente no sistema de transporte.Dentre os impactos negativos pode-se destacar o adensamento na capacidade do sistemade transporte. Este impacto no sistema de transportes deve ser previsto no processo delicenciamento dos PGV´s. Os métodos adotados no Brasil para caracterizar osempreendimentos PGV são tradicionais e estimulam o uso do veículo privado comomeio de transporte, priorizando a oferta de estacionamento com capacidade para atendereste perfil de usuário. Mudanças têm sido observadas em alguns países desenvolvidos,notadamente na Europa, acerca das políticas de gestão do tráfego urbano adotadas naavaliação de empreendimentos tidos como Geradores de Viagens (Trip Generator).Nesta pesquisa analisa-se um panorama internacional e nacional de alguns processos delicenciamento existentes para PGV´s, obtendo-se como resultado uma comparação entreos diferentes processos e identificando os pontos positivos e negativos. Adotando duasmetodologias de diferentes autores que estudam índices e indicadores de MobilidadeUrbana Sustentável, foi feita uma identificação sobre quais indicadores podem sofrerinfluência da implantação de um PGV. A partir desta identificação são apresentadasações que possam ser agregadas ao processo de licenciamento de PGV´s no municípiode João Pessoa que estejam em consonância com as novas políticas de mobilidadeurbana sustentável desenvolvida pelo Ministério das Cidades.

  • HERLLANGE CHAVES DE BRITO
  • A RECEPTIVIDADE DO TRAFFIC CALMING NO BAIRRO DE MANAÍRA, JOÃO PESSOA-PB
  • Data: 30/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Resumo

    Esta dissertação analisa a possibilidade de aplicação da técnica Traffic Calming nos dias atuais no bairro de Manaíra, na cidade de João Pessoa, com a intenção de mitigar as transformações ocorridas no mesmo, ocasionandas pelos impactos gerados pela circulação de veículos. O trabalho se desenvolveu a partir da pesquisa de campo que foi dividida em duas etapas, a primeira teve intuito de obter a opinião da população do bairro sobre os problemas relacionados à circulação dos veículos e a segunda de investigar a receptividade da técnica Traffic Calming. Após a caracterização do bairro, a pesquisa baseou-se principalmente na opinião dos moradores através das entrevistas sobre a escolha dos modelos propostos de estudo de caso. Como resultado esta dissertação propõe-se a dar uma contribuição para futura aplicação da técnica de Traffic Calming em áreas residências na cidade, a partir da receptividade da população sobre as propostas apresentadas.

  • HERLLANGE CHAVES DE BRITO
  • A RECEPTIVIDADE DO TRAFFIC CALMING NO BAIRRO DE MANAÍRA, JOÃO PESSOA-PB
  • Data: 30/03/2012
  • Mostrar Resumo
  • Resumo

    Esta dissertação analisa a possibilidade de aplicação da técnica Traffic Calming nos dias atuais no bairro de Manaíra, na cidade de João Pessoa, com a intenção de mitigar as transformações ocorridas no mesmo, ocasionandas pelos impactos gerados pela circulação de veículos. O trabalho se desenvolveu a partir da pesquisa de campo que foi dividida em duas etapas, a primeira teve intuito de obter a opinião da população do bairro sobre os problemas relacionados à circulação dos veículos e a segunda de investigar a receptividade da técnica Traffic Calming. Após a caracterização do bairro, a pesquisa baseou-se principalmente na opinião dos moradores através das entrevistas sobre a escolha dos modelos propostos de estudo de caso. Como resultado esta dissertação propõe-se a dar uma contribuição para futura aplicação da técnica de Traffic Calming em áreas residências na cidade, a partir da receptividade da população sobre as propostas apresentadas.

  • ANA GOMES NEGRAO
  • PROCESSO DE PRODUÇÃO E REPRODUÇÃO DA CIDADE: UM ESTUDO SOBRE OS ESTÁGIOS EVOLUTIVOS AO LONGO DOS ESPAÇOS ESTRUTURADOS PELO CORREDOR DA AVENIDA DOM PEDRO II, JOÃO PESSOA, PARAÍBA
  • Data: 30/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • RESUMO
    Esta dissertação resulta da pesquisa cujo objetivo foi de investigar o histórico de evolução do tecido urbano do setor sudeste de João Pessoa – PB, a partir de um vetor de expansão intraurbana, o corredor da Avenida Dom Pedro II e os bairros que se localizam em seu entorno imediato. O recorte espacial englobou desde o bairro da Torre até o conjunto Mangabeira, território localizado no final do seu último trecho, no período que se inicia em finais da década de 1930 – com o surgimento da Torre, primeiro bairro a influenciar diretamente no corredor –, seguindo até a contemporaneidade – ano de 2011. A análise apóia-se no “modelo da lógica evolutiva de um tecido urbano”, proposto por Castex, Depaule e Panerai (1980; 2005; 2006), e é complementada pelo estudo da dinâmica de segregação intraurbana, elaborado por Corrêa (1989). Os resultados obtidos foram apresentados segundo a metodologia principal adotada, e mostram que esse setor da cidade, formou-se a partir de investimentos da esfera federal, com ênfase nos conjuntos habitacionais populares. Atualmente, esse espaço intraurbano concentra 20% da população da cidade, de média e baixa renda, reflexo do modelo de ocupação adotado, que foi imposto pelo Estado.

    RESUMO

    Esta dissertação resulta da pesquisa cujo objetivo foi de investigar o histórico de evolução do tecido urbano do setor sudeste de João Pessoa – PB, a partir de um vetor de expansão intraurbana, o corredor da Avenida Dom Pedro II e os bairros que se localizam em seu entorno imediato. O recorte espacial englobou desde o bairro da Torre até o conjunto Mangabeira, território localizado no final do seu último trecho, no período que se inicia em finais da década de 1930 – com o surgimento da Torre, primeiro bairro a influenciar diretamente no corredor –, seguindo até a contemporaneidade – ano de 2011. A análise apóia-se no “modelo da lógica evolutiva de um tecido urbano”, proposto por Castex, Depaule e Panerai (1980; 2005; 2006), e é complementada pelo estudo da dinâmica de segregação intraurbana, elaborado por Corrêa (1989). Os resultados obtidos foram apresentados segundo a metodologia principal adotada, e mostram que esse setor da cidade, formou-se a partir de investimentos da esfera federal, com ênfase nos conjuntos habitacionais populares. Atualmente, esse espaço intraurbano concentra 20% da população da cidade, de média e baixa renda, reflexo do modelo de ocupação adotado, que foi imposto pelo Estado.

  • GERALD NORBERT SOUZA DA SILVA
  • REGIONALIZAÇÃO AUTOMATIZADA DE PARÂMETROS DE MODELOS CHUVA-VAZÃO INTEGRADA A UM SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS
  • Data: 30/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • RESUMO

    Uma das maiores dificuldades para os estudos de pequenas bacias hidrográficas é a falta de séries históricas de dados hidrológicos, principalmente porque a fluviometria em pequenas bacias hidrográficas não é monitorada. Outra questão importante é que, os modelos chuva-vazão disponíveis quase sempre são desenvolvidos com foco em bacias de médio e grande porte. Estudos de regionalização se tornaram uma ferramenta importante para tentar superar essas limitações. A regionalização de parâmetros de modelos chuva-vazão, usando características específicas das bacias hidrográficas, é adequada para a maioria dos estudos hidrológicos. Uma ferramenta foi desenvolvida em um Sistema de Informação Geográfica, que determina automaticamente as características físicas das bacias hidrográficas a partir de um modelo digital de elevação, e, em seguida, gera os parâmetros do modelo chuva-vazão com redes neurais artificiais. Este trabalho usa dados de pequenas barragens na região semiárida do Nordeste do Brasil. A metodologia desenvolvida é aplicada e avaliada utilizando também o método da bacia meta para a estimativa dos parâmetros. Os resultados mostram que a ferramenta desenvolvida pode ser muito útil para o estudo da relação chuva-vazão em bacias hidrográficas de pequeno porte.

  • DIEGO FERREIRA TARGINO
  • ANÁLISE ESPAÇO-TEMPORAL DA QUALIDADE DA ÁGUA SUBTERRÂNEA DA BACIA DO RIO GRAMAME/PB
  • Data: 29/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho teve como objetivo a avaliação espaço-temporal da qualidade da água subterrânea do aquífero livre da bacia do rio Gramame, localizado na região litorânea do estado da Paraíba. O estudo foi realizado através de poços rasos perfurados no aquífero livre da bacia, que é a principal fonte de abastecimento da população rural. Alguns destes poços estão nas proximidades de banheiros e fossas negras, como também de áreas de culturas de cana-de-açúcar e abacaxi. Culturas nas quais se faz a utilização de diversos defensivos agrícolas e fertilizantes. Com a análise geral dos resultados pôde-se observar que alguns parâmetros, entre eles nitratos, turbidez e cor, apresentaram valores acima do máximo permitido pela Resolução CONAMA n° 396/2008 e pela Portaria n° 2.914/2011 do Ministério da Saúde do Brasil. Os resultados da variação temporal mostraram picos de concentração de nitratos em alguns poços no período de estiagem. Na espacialização da qualidade da água subterrânea do aquífero livre da bacia do rio Gramame, há áreas de concentração de dureza, cloretos e nitratos. Verificou-se na espacialização dos poços, sobreposta ao mapa de uso e ocupação do solo, que os poços, encontram-se localizados em áreas onde se cultivam cana-de-açúcar e abacaxi. A região estudada apresenta uma variação alta na concentração de parâmetros de qualidade. Fatores locais como o uso e ocupação do solo e aspectos naturais (hidrogeologia) potencializam estas concentrações em alguns poços.
  • MATHEUS PEIXOTO DE PAULA MARQUES
  • Análise da eficiência de elementos de proteção solar em relação ao sombreamento e a iluminação natural - estudo de caso: salas de aula do Campus I de UFPB".
  • Data: 29/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho aborda temas como elementos de proteção solar, sombreamento e iluminação natural. Tem como objetivo a verificação da eficiência de proteções solares encontradas em edificações de salas de aula no Campus I da UFPB, no que diz reipeito ao sombreamento e à iluminação natural. Os resultados da investigação centram-se no diagnóstico das soluções encontradas no estudo de caso, através da utilização de modelos tridimensionais (3D) e simulação computacional. Os modelos digitais foram construidos a partir de dados coletados em levantamento de campo. Os programas computacionais utilizados foram o Solar Tool, Daysim e o Ecotect. Em paralelo, foi investigado um conjunto de situações hipotéticas, considerando todas as soluções encontradas no levantamento, com objetivo de identificar o desempenho das soluções em outras orientações. A avaliação dos modelos foi feita a partir de medidas de desempenho como o percentual de sombreamento, percentual de visibilidade do céu e do useful daylinght iluminances (UDI). Com os resultados obtidos foi possível obervar que: a) fachadas com aberturas sem proteção orientadas para o Sul geram ambientes com melhores níveis e distribuição da iluminação natural; b) em grande parte das orientações analisadas, exceto na Noroeste e Leste, mais de 50% da amostra obteve um bom desempenho da iluminação natural; c) o percentual de sombreamento não é suficiente para afirmar se um sombreamento é eficaz ou não, podemos gerar conclusões equivocadas quando utilizado isoladamente; d) a correlação da performance da iluminação natural e do desempenho do sombreamento com o percentual de visibilidade do céu, mostrou que para cada orientação existe uma relação ideal do percentual de sombreamento com o percentual de visibilidade do céu, sendo que para as orientações analisadas os valores destas medidas se encontram, em geral próximo de 88,7% de sombreamento da abertura e 8,1% de visibilidade do céu.

  • JULIANA RAYSSA SILVA COSTA
  • ANÁLISE DA VULNERABILIDADE E GESTÃO DE RISCO A DESASTRES POR INUNDAÇÃO EM MUNICÍPIOS DO VALE DO AÇU/RN
  • Data: 28/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As inundações são fenômenos que acontecem frequentemente deflagradas por chuvas rápidas, excessivas ou intensas e de longa duração. Os problemas ocasionados por este fenômeno irão depender, por exemplo, do grau de ocupação das áreas do entorno dos corpos hídricos pelas populações, bem como, da frequência com que as inundações ocorrem. São os desastres ditos “naturais” mais comuns que afetam as sociedades ao redor do mundo. Tal acontecimento pode causar vítimas fatais ou danos irreparáveis à integridade física da população atingida, bem como, a destruição das áreas de ocorrência destes e o aumento da pobreza devido aos danos no capital social e produtivo Devido a estes fatores, se faz necessário realizar pesquisas para avaliar a vulnerabilidade e o risco existente à inundação. Isto implica em dimensionar e medir o risco, com o fim de determinar a eficiência das medidas de intervenção, para que se existam atividades compatíveis com a capacidade de suporte do ambiente, para assim promover o desenvolvimento sustentável. Este trabalho tem como objetivo analisar a gestão institucional e a vulnerabilidade a desastres no que concerne a inundação em municípios do Vale do Açu/RN por meio dos Índices de Desastre Local (IDL e IDL’), do Índice de Gestão de Risco (IGR) e do Processo de Análise Hierárquica (PAH). Os municípios estudados foram Açu, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Pendências e Carnaubais. Esta área de estudo foi escolhida devido ao fato de que, com o passar dos anos esse fenômeno está sendo cada vez mais recorrente. Os dados utilizados neste estudo foram baseados nos documentos de Avaliação de Danos (AVADAN), realizados pelos municípios para a Defesa Civil do Estado do Rio Grande do Norte e por meio da aplicação de questionários com os gestores municipais, relativo à gestão institucional do ano de 2009. Os resultados mostram que os maiores valores de IDL foram encontrados para os municípios de Açu (99,86), Carnaubais (99,63), Ipanguaçu (99,44) e Pendências (98,63), e o menor para o município de Alto do Rodrigues (46,77), estando este último, portanto, menos vulnerável a desastres ocasionados por inundações. No que concerne ao IDL’, o município que obteve a menor concentração de perdas foi o Alto do Rodrigues (0,67199), seguido por Pendências (0,70522) e Carnaubais (0,71632). Os municípios que apresentaram a maior concentração foram Açu (0,80459) e Ipanguaçu (0,74569). Quanto ao IGR, os municípios que melhor gerenciam o risco a inundação são Ipanguaçu (25%) e Açu (22,9%), sendo qualificados como razoáveis. Na sequência tem-se: Pendências (13,9%), Alto do Rodrigues (10,4%) e Carnaubais (7,6%) qualificados como ruins. E quanto ao PAH, os resultados (sugestões) mostram-se diferentes para cada município, pois cada um investe em ações de forma divergente. Por último, este estudo mostra que tais metodologias são ferramentas úteis e recomendáveis para a análise econômica e setorial, com o fim de promover políticas de desenvolvimento, ordenamento territorial local, intervenção e proteção de bacias hidrográficas, justificar a transferência de recursos para o nível local com fins específicos de gestão de risco e a criação de redes de segurança social. 

  • MARCELA FERNANDES SARMENTO
  • O PROCESSO DE OCUPAÇÃO URBANA DE UM SETOR LITORÂNEO DE UMA CAPITAL BRASILEIRA: O CASO DO BESSA EM JOÃO PESSOA-PB.
  • Data: 27/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  •  

    Esta dissertação analisa o processo de ocupação urbana do Bessa, o maior setor
    litorâneo (quase 638 hectares) do município de João Pessoa, desde seu início, por
    volta de 1950, até 2011. Antes disso o setor era uma área rural subdividida em sítios
    e fazendas, sendo hoje uma área urbana, composta de três bairros – Jardim
    Oceania, Aeroclube e Bessa -, que concentra mais de 3.700 edificações. Para
    explicar tal ocupação, foi mostrado como se processou o parcelamento do solo para
    fins urbanos, através da análise de cada um dos onze loteamentos que o
    compuseram, e foi traçado um histórico do processo de ocupação edilícia do setor,
    onde se detalhou o estágio por ele atingido em épocas selecionadas. A pesquisa
    baseou-se principalmente num levantamento efetuado nos arquivos da PMJP
    (Prefeitura Municipal de João Pessoa) e na análise de projetos de loteamentos e de
    plantas da cidade e fotografias aéreas existentes. Com o estudo do caso em foco,
    esta dissertação se propõe a dar uma contribuição significativa à compreensão do
    fenômeno da urbanização de setores litorâneos das cidades brasileiras.
    Palavras chaves: urbanização litorânea, parcelamento do solo, Bessa – João
    Pesso

     

    Esta dissertação analisa o processo de ocupação urbana do Bessa, o maior setorlitorâneo (quase 638 hectares) do município de João Pessoa, desde seu início, porvolta de 1950, até 2011. Antes disso o setor era uma área rural subdividida em sítiose fazendas, sendo hoje uma área urbana, composta de três bairros – JardimOceania, Aeroclube e Bessa -, que concentra mais de 3.700 edificações. Paraexplicar tal ocupação, foi mostrado como se processou o parcelamento do solo parafins urbanos, através da análise de cada um dos onze loteamentos que ocompuseram, e foi traçado um histórico do processo de ocupação edilícia do setor,onde se detalhou o estágio por ele atingido em épocas selecionadas. A pesquisabaseou-se principalmente num levantamento efetuado nos arquivos da PMJP(Prefeitura Municipal de João Pessoa) e na análise de projetos de loteamentos e deplantas da cidade e fotografias aéreas existentes. Com o estudo do caso em foco,esta dissertação se propõe a dar uma contribuição significativa à compreensão dofenômeno da urbanização de setores litorâneos das cidades brasileiras.

  • JESUS CHARLES DO AMARAL NOGUEIRA
  • “MELHORIA DAS PROPRIEDADES DO GESSO COM ADITIVO SINTÉTICO E COM LÁTEX DE EUPHORBIA TIRUCALLI E DE HEVEA BRASILIENSIS PARA USO NA CONSTRUÇÃO DE HABITAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL”
  • Data: 05/03/2012
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Um dos grandes desafios da humanidade é utilizar o ambiente em que vive de forma
    racional, de modo a não comprometer a sua existência nem a das gerações futuras.
    Toda atividade de construção e de ocupação de áreas gera um impacto ambiental
    que pode ser irreversível, exaurindo recursos naturais ou contaminando a terra, o ar
    ou os cursos d’água. O trabalho que se apresenta teve como objetivo aprimorar a
    técnica de utilização do gesso através da adição de produtos de fonte natural,
    renovável, eco-eficientes e não agressivos ao meio ambiente, de modo a
    potencializar a sua aplicação na construção de habitações de interesse social, de
    baixo custo e baixo consumo energético. A pesquisa demonstrou a viabilidade da
    utilização de látices vegetais na melhora das propriedades do gesso. Foi pesquisada
    a utilização do látex de duas plantas da família das Euphorbiáceas, a Hevea
    brasiliensis, conhecida como seringueira e a Euphorbia tirucalli, conhecida como
    Aveloz, além de um aditivo de uso corrente, superplastificante para concretos e
    argamassas de cimento Portland. Através de ensaios de laboratório e revisão
    bibliográfica ficou comprovado o efeito benéfico do látex de Euphorbia tircucalli às
    pastas de gesso, o qual conferiu-lhes maior plasticidade, redução do calor de
    hidratação, extensão do tempo de pega, e em seu estado endurecido, maior
    resistência a ação da água nas perdas por erosão e maior resistência à compressão.
    Os resultados obtidos com a adição dos látex foram comparados aos obtidos em
    pastas e corpos de prova endurecidos, com reduzida relação água/gesso, sem a
    utilização de aditivos e com a adição do aditivo superplastificante para concretos e
    argamassas. O estudo através da Microscopia Eletrônica de Varredura e da Difração
    de Raios X demonstrou não haver modificação na estrutura dos corpos de prova
    moldados com adição de látex. Por fim, os resultados encorajaram o registro de
    patentes de dois produtos aditivos com a finalidade de conferir as peças de gesso,
    maior durabilidade, resistência à compressão, maior compacidade e menor absorção
    d’água. A documentação de solicitação já foi depositada no Instituto Nacional de
    Propriedade Industrial - INPI.

  • JESUS CHARLES DO AMARAL NOGUEIRA
  • “MELHORIA DAS PROPRIEDADES DO GESSO COM ADITIVO SINTÉTICO E COM LÁTEX DE EUPHORBIA TIRUCALLI E DE HEVEA BRASILIENSIS PARA USO NA CONSTRUÇÃO DE HABITAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL”
  • Data: 05/03/2012
  • Mostrar Resumo
  • Um dos grandes desafios da humanidade é utilizar o ambiente em que vive de forma
    racional, de modo a não comprometer a sua existência nem a das gerações futuras.
    Toda atividade de construção e de ocupação de áreas gera um impacto ambiental
    que pode ser irreversível, exaurindo recursos naturais ou contaminando a terra, o ar
    ou os cursos d’água. O trabalho que se apresenta teve como objetivo aprimorar a
    técnica de utilização do gesso através da adição de produtos de fonte natural,
    renovável, eco-eficientes e não agressivos ao meio ambiente, de modo a
    potencializar a sua aplicação na construção de habitações de interesse social, de
    baixo custo e baixo consumo energético. A pesquisa demonstrou a viabilidade da
    utilização de látices vegetais na melhora das propriedades do gesso. Foi pesquisada
    a utilização do látex de duas plantas da família das Euphorbiáceas, a Hevea
    brasiliensis, conhecida como seringueira e a Euphorbia tirucalli, conhecida como
    Aveloz, além de um aditivo de uso corrente, superplastificante para concretos e
    argamassas de cimento Portland. Através de ensaios de laboratório e revisão
    bibliográfica ficou comprovado o efeito benéfico do látex de Euphorbia tircucalli às
    pastas de gesso, o qual conferiu-lhes maior plasticidade, redução do calor de
    hidratação, extensão do tempo de pega, e em seu estado endurecido, maior
    resistência a ação da água nas perdas por erosão e maior resistência à compressão.
    Os resultados obtidos com a adição dos látex foram comparados aos obtidos em
    pastas e corpos de prova endurecidos, com reduzida relação água/gesso, sem a
    utilização de aditivos e com a adição do aditivo superplastificante para concretos e
    argamassas. O estudo através da Microscopia Eletrônica de Varredura e da Difração
    de Raios X demonstrou não haver modificação na estrutura dos corpos de prova
    moldados com adição de látex. Por fim, os resultados encorajaram o registro de
    patentes de dois produtos aditivos com a finalidade de conferir as peças de gesso,
    maior durabilidade, resistência à compressão, maior compacidade e menor absorção
    d’água. A documentação de solicitação já foi depositada no Instituto Nacional de
    Propriedade Industrial - INPI.

2011
Descrição
  • DEYGLIS FRAGOSO DE LIMA
  • PRODUÇÃO E APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO NAS BORDAS INTRAURBANAS DA CIDADE DO RECIFE-PE: ANÁLISE DA DINÂMICA IMOBILIÁRIA NOS BAIRROS DE TEJIPIÓ E SANCHO.
  • Data: 20/12/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Essa pesquisa tem como tema a análise da produção e apropriação do espaço nas bordas intraurbanas da cidade do Recife-PE, através da dinâmica imobiliária nos bairros de Tejipió e Sancho. O objetivo é entender o uso e ocupação nas terras limites da cidade, observando as implicações geradas pelos agentes produtores desse espaço, considerando o período de 1980 a 2010. Para o entendimento dos processos na área, utilizamos alguns conceitos que embasam a discussão, tais como: o espaço intraurbano, os espaços periurbanos, e a lógica da dinâmica fundiária e imobiliária, entre outros, por meio de pesquisas empíricas e da análise socioespacial dos agentes (proprietários e inquilinos) que compõem a dinâmica imobiliária nos bairros objeto de estudo. Utilizamos como ferramenta para a análise dos espaços na borda intraurbana, o suporte iconográfico, os dados estatísticos obtidos nos órgãos de planejamento do Recife e os dados gerados pelas pesquisas de campo, sendo esses realizados em dois períodos. Os resultados obtidos na pesquisa, apontam para uma borda intraurbana com características diferentes das demais bordas da cidade do Recife, com relativo adensamento populacional e construtivo, moradores que dispõem de renda familiar e nível de instrução superior as demais área avançadas, investimentos do setor imobiliário formal e consolidação dos condomínios verticalizados, equipamentos urbanos que interferem na dinâmica imobiliária, e um mercado imobiliário com dificuldade de atuação do setor público.
  • DEYGLIS FRAGOSO DE LIMA
  • PRODUÇÃO E APROPRIAÇÃO DO ESPAÇO NAS BORDAS INTRAURBANAS DA CIDADE DO RECIFE-PE: ANÁLISE DA DINÂMICA IMOBILIÁRIA NOS BAIRROS DE TEJIPIÓ E SANCHO.
  • Data: 20/12/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Essa pesquisa tem como tema a análise da produção e apropriação do espaço nas bordas intraurbanas da cidade do Recife-PE, através da dinâmica imobiliária nos bairros de Tejipió e Sancho. O objetivo é entender o uso e ocupação das terras limites da cidade, observando as implicações geradas pelos agentes....

  • PETLEY DE MEDEIROS ARRUDA
  • OTIMIZAÇÃO DE MODELO HIDROSSEDIMENTOLÓGICO PARA REGIÕES SEMIÁRIDAS
  • Data: 24/11/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A degradação qualitativa e quantitativa da água está entre os grandes problemas ambientais enfrentados pela sociedade atual. Gestores ambientais utilizam a modelagem computacional para simular e melhor compreender os fenômenos naturais que ocorrem nas bacias hidrográficas, auxiliando no planejamento de uso e preservação dos recursos naturais. Entre vários modelos existentes, o WESP (Watershed Erosion Simulation Program) foi desenvolvido com a finalidade de simular a resposta hidrológica de pequenas bacias hidrológicas. Considerando estes e outros fatos, o objetivo do presente estudo é avaliar o desempenho de dois algoritmos de otimização na calibração do modelo WESP para simulação de processos hidrossedimentológicos no semiárido paraibano. Esta calibração foi realizada utilizando o método de otimização RPS (Repulsive Particle Swarm) e o método de otimização DE (Differential Evolution), na expectativa de encontrar o melhor conjunto de parâmetros usados na modelagem. Posteriormente, foi realizada a comparação entre as lâminas escoadas observadas e calculadas, e também a comparação dos resultados da produção de sedimentos gerados por estes escoamentos com os valores da produção observada. Os resultados mostram que a rotina de calibração automática RPS obteve um conjunto de parâmetros mais satisfatório, além de convergir com uma quantidade reduzida de interações em comparação com o método de otimização DE.
  • LAIRTON LOPES LUNGUINHO
  • xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
  • Orientador : CARMEM LUCIA MOREIRA GADELHA
  • Data: 30/09/2011
  • Mostrar Resumo
  • RAFAEL PONCE DE LEON AMORIM
  • ANÁLISE DA MAGNITUDE DA INFLUÊNCIA CLIMÁTICA DE UM REMANESCENTE DE MATA ATLÂNTICA SOBRE O SEU ENTORNO URBANIZADO EM CLIMA QUENTE-ÚMIDO
  • Data: 26/09/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A qualidade ambiental do espaço urbano é determinada pela interação entre
    os elementos naturais e as transformações artificiais produzidas pelo homem na
    adaptação do meio às suas necessidades físicas, sociais e econômicas. Neste
    contexto, insere-se o clima urbano, fruto da relação dialógica entre a morfologia da
    cidade, as atividades humanas e os diversos fatores climáticos locais e globais. Por
    sua vez, a alteração climática no espaço urbano ocasiona diversos malefícios para
    grande parte das cidades ao intensificar os rigores climáticos locais. Neste sentido, o
    estudo do espaço urbano e, em especial, as pesquisas sobre climatologia urbana,
    tornam-se fundamentais para a busca da qualidade ambiental, assim como para o
    alcance da eficiência energética urbana. Na cidade, o uso de vegetação configura-se
    em uma importante estratégia para amenização climática local, porém, ainda é
    desconhecido o potencial dessa contribuição, necessitando-se de estudos que
    avaliem as melhores formas de sua aplicação, de acordo com a morfologia do
    espaço verde e do espaço urbano e as características climáticas locais. O presente
    estudo analisou o alcance e magnitude da influência da Mata do Buraquinho, em
    João Pessoa/ PB, nas características climáticas do seu entorno ao monitorar a
    temperatura e umidade do ar nos períodos de inverno e verão, em três transectos
    dispostos a sotavento da mata, totalizando treze pontos de coleta, sendo um deles
    localizado em seu interior. Observou-se que entre os pontos analisados, no período
    de verão, as temperaturas médias do ar foram em geral 3ºC superiores as de
    inverno e a umidade relativa do ar 15% inferior. As diferenças de temperatura entre
    pontos com maior e menor temperatura foram semelhantes nos dois períodos,
    observando-se a maior divergência às 13h, sendo 3°C no inverno e 2,8°C no verão.
    Constatou-se também, que as menores temperaturas foram obtidas nos pontos
    localizados na borda da mata, enquanto as maiores temperaturas foram encontradas
    nos pontos mais afastados, porém não foi possível identificar uma tendência linear
    de aumento de temperatura relacionada ao aumento do distanciamento da mata.
    A qualidade ambiental do espaço urbano é determinada pela interação entreos elementos naturais e as transformações artificiais produzidas pelo homem naadaptação do meio às suas necessidades físicas, sociais e econômicas. Nestecontexto, insere-se o clima urbano, fruto da relação dialógica entre a morfologia dacidade, as atividades humanas e os diversos fatores climáticos locais e globais. Porsua vez, a alteração climática no espaço urbano ocasiona diversos malefícios paragrande parte das cidades ao intensificar os rigores climáticos locais. Neste sentido, oestudo do espaço urbano e, em especial, as pesquisas sobre climatologia urbana,tornam-se fundamentais para a busca da qualidade ambiental, assim como para oalcance da eficiência energética urbana. Na cidade, o uso de vegetação configura-seem uma importante estratégia para amenização climática local, porém, ainda édesconhecido o potencial dessa contribuição, necessitando-se de estudos queavaliem as melhores formas de sua aplicação, de acordo com a morfologia doespaço verde e do espaço urbano e as características climáticas locais. O presenteestudo analisou o alcance e magnitude da influência da Mata do Buraquinho, emJoão Pessoa/ PB, nas características climáticas do seu entorno ao monitorar atemperatura e umidade do ar nos períodos de inverno e verão, em três transectosdispostos a sotavento da mata, totalizando treze pontos de coleta, sendo um deleslocalizado em seu interior. Observou-se que entre os pontos analisados, no períodode verão, as temperaturas médias do ar foram em geral 3ºC superiores as deinverno e a umidade relativa do ar 15% inferior. As diferenças de temperatura entrepontos com maior e menor temperatura foram semelhantes nos dois períodos,observando-se a maior divergência às 13h, sendo 3°C no inverno e 2,8°C no verão.Constatou-se também, que as menores temperaturas foram obtidas nos pontoslocalizados na borda da mata, enquanto as maiores temperaturas foram encontradasnos pontos mais afastados, porém não foi possível identificar uma tendência linearde aumento de temperatura relacionada ao aumento do distanciamento da mata.

  • JAKELINY DA SILVA COSTA
  • AVALIAÇÃO DA AUTODEPURAÇÃO DO RIO TAMBAY NA CIDADE DE BAYEUX – PARAÍBA/BRASIL
  • Data: 17/08/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A água é comumente classificada como um recurso natural renovável em quantidade, mas não em qualidade. Tanto a qualidade quanto a quantidade da mesma vão depender da forma que o homem a usa, embora seja sabido que o homem utiliza muito esse recurso de forma inadequada, causando danos muitas vezes irreversíveis. O Rio Tambay está localizado no município de Bayeux, Estado da Paraíba - Brasil, servindo em alguns pontos como limite intermunicipal entre os municípios de Bayeux e Santa Rita, tendo a sua foz localizada na cidade de Bayeux no Rio Paroeiras e a sua nascente no mesmo município, no bairro Alto da Boa Vista. O referido rio tem extensão de aproximadamente 3,51 km da nascente à foz. Este trabalho tem como objetivo geral avaliar o processo de autodepuração do Rio Tambay na cidade de Bayeux – Paraíba/Brasil, utilizando-se como parâmetros de qualidade da água o oxigênio dissolvido (OD) e a demanda bioquímica de oxigênio (DBO5). Nas proximidades da nascente existe o Açude Santo Amaro, que há alguns anos teve seu vertedouro rompido e, atualmente, apresentam-se como dois corpos d’água distintos. A poluição das águas origina-se de várias fontes, dentre as quais se destacam os efluentes domésticos, os efluentes industriais, o deflúvio superficial urbano e agrícola estando, portanto, associada ao tipo de uso e ocupação do solo. Observou-se que a população residente na bacia utiliza a água do rio para os mais diversos usos, tais como: irrigação, dessedentação de animais, despejos de efluentes, descarte de resíduos sólidos, lazer, dentre outros. Para realização da pesquisa alguns parâmetros foram analisados: pH, turbidez, cor, sólidos totais dissolvidos, nitrito, nitrato, oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio e coliformes termotolerantes. Os parâmetros OD, DBO5 e coliformes foram utilizados para avaliar e identificar as zonas de autodepuração do rio em estudo. Para tanto foram construídos perfis sanitários ao longo do curso do rio, contudo foi possível correlacionar os parâmetros citados. Os resultados obtidos dessas análises foram comparados com os valores máximos permitidos pela Resolução no 357/2005 do Conselho Nacional de Meio Ambiente - CONAMA, para Rio de Águas Doce - Classe II, na qual está inserido o rio Tambay. Observa-se que os parâmetros nitrito, nitrato, oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio, coliformes termotolerantes, se comportaram na maioria das vezes acima do valor permitido pela Resolução supracitada. A poluição orgânica de um curso d’água pode ser avaliada pelo decréscimo da concentração de oxigênio dissolvido e/ou pela concentração de matéria orgânica em termos de concentração de oxigênio necessário para oxidá-la. O oxigênio dissolvido (OD), a demanda bioquímica do oxigênio (DBO5) e os coliformes termotolerantes foram utilizados como parâmetros para avaliar a autodepuração do Rio Tambay. Foram feitas avaliações do perfil de poluição orgânica através de coletas de água realizada num período de um ano e cinco meses e foram identificadas as zonas de autodepuração, ao longo do curso do rio, onde foi possível correlacionar o OD com a DBO5. De acordo com os resultados obtidos o Rio Tambay encontra-se em péssimo estado, assoreado, bastante poluído e sem condições de se autodepurar.
  • JOSE YURE GOMES DOS SANTOS
  • Data: 28/07/2011

  • IEURE AMARAL ROLIM
  • Contribuição para determinação do incremento dos níveis de ruído devido a sonorizadores transversais em vias urbanas
  • Data: 30/06/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os sonorizadores sao dispositivos fisicos empregados para a seguranca viaria. No entanto, a emissao de ruidos gerados durante a sua operacionalizacao compromete a qualidade sonora do ambiente do entorno e acarreta incomodos aos moradores da vizinhanca gerando conflitos para gestores e autoridades. Este estudo busca determinar o incremento do ruido que o sonorizador padrao brasileiro proporciona com relacao aos niveis de intensidade sonora do trafego em dB(A), bem como, se os valores encontrados atende aos niveis de intensidade sonora adotados como criterios pela legislacao. A partir dos dados obtidos nas medicoes dos niveis de pressao sonora em dB(A) registrados nos ensaios realizados no campo de prova instalado no interior da Universidade Federal da Paraiba com varios tipos de veiculos com velocidades conhecidas interceptando ou nao o sonorizador transversal a via. Com os resultados, foi desenvolvido um procedimento a partir da passagem individual de cada veiculo fora do sonorizador pertencente as tres classes adotadas (leve, passeio e pesados) e estruturado um modelo de predicao de ruidos capaz de estimar o nivel de pressao sonora em dB(A) para uma composicao de trafego conhecida facilmente encontrada em circulacao nas vias urbanas e calcular o incremento do ruido em dB(A) quando o sonorizador padrao brasileiro for instalado na via. Para avaliar a confiabilidade do modelo encontrado foram selecionados seis modelos disponiveis na literatura sendo estes: Kinsler et al., (1982), HMSO, (1988), Celenk et al., (1997), Calixto et al., (2001), Pamanikabud et al., (2002), Tansatcha et al., (2005). Para calibracao dos modelos foram adotadas 03 vias urbanas do municipio de Joao Pessoa tendo-se comprovado que o modelo desenvolvido apresenta resultados muito proximos dos modelos do Kinsler e do HMSO; como resultado foi calculado o incremento no nivel de pressao sonora com a instalacao do sonorizador padrao brasileiro na via, sendo este de 6 dB(A) para o entorno. Este estudo, podera servir para suprir algumas lacunas da legislacao em vigor a exemplo da distancia que as edificacoes lindeiras devem ficar do sonorizador sem que estejam expostas aos disturbio sonoros, contribuindo na construcao de um modelo sustentavel de gestao do trafego urbano a partir da identificacao dos corredores de trafego responsaveis pela alteracao da qualidade sonora do ambiente urbano.
  • IEURE AMARAL ROLIM
  • Contribuição para determinação do incremento dos níveis de ruído devido a sonorizadores transversais em vias urbanas
  • Data: 30/06/2011
  • Mostrar Resumo
  • Os sonorizadores sao dispositivos fisicos empregados para a seguranca viaria. No entanto, a emissao de ruidos gerados durante a sua operacionalizacao compromete a qualidade sonora do ambiente do entorno e acarreta incomodos aos moradores da vizinhanca gerando conflitos para gestores e autoridades. Este estudo busca determinar o incremento do ruido que o sonorizador padrao brasileiro proporciona com relacao aos niveis de intensidade sonora do trafego em dB(A), bem como, se os valores encontrados atende aos niveis de intensidade sonora adotados como criterios pela legislacao. A partir dos dados obtidos nas medicoes dos niveis de pressao sonora em dB(A) registrados nos ensaios realizados no campo de prova instalado no interior da Universidade Federal da Paraiba com varios tipos de veiculos com velocidades conhecidas interceptando ou nao o sonorizador transversal a via. Com os resultados, foi desenvolvido um procedimento a partir da passagem individual de cada veiculo fora do sonorizador pertencente as tres classes adotadas (leve, passeio e pesados) e estruturado um modelo de predicao de ruidos capaz de estimar o nivel de pressao sonora em dB(A) para uma composicao de trafego conhecida facilmente encontrada em circulacao nas vias urbanas e calcular o incremento do ruido em dB(A) quando o sonorizador padrao brasileiro for instalado na via. Para avaliar a confiabilidade do modelo encontrado foram selecionados seis modelos disponiveis na literatura sendo estes: Kinsler et al., (1982), HMSO, (1988), Celenk et al., (1997), Calixto et al., (2001), Pamanikabud et al., (2002), Tansatcha et al., (2005). Para calibracao dos modelos foram adotadas 03 vias urbanas do municipio de Joao Pessoa tendo-se comprovado que o modelo desenvolvido apresenta resultados muito proximos dos modelos do Kinsler e do HMSO; como resultado foi calculado o incremento no nivel de pressao sonora com a instalacao do sonorizador padrao brasileiro na via, sendo este de 6 dB(A) para o entorno. Este estudo, podera servir para suprir algumas lacunas da legislacao em vigor a exemplo da distancia que as edificacoes lindeiras devem ficar do sonorizador sem que estejam expostas aos disturbio sonoros, contribuindo na construcao de um modelo sustentavel de gestao do trafego urbano a partir da identificacao dos corredores de trafego responsaveis pela alteracao da qualidade sonora do ambiente urbano.
  • FABLICIANE FINIZOLA COSTA
  • AVALIAÇÃO AMBIENTAL EM ÁREAS DE NASCENTES NA BACIA HIDROGRÁFICA DO ALTO RIO GRAMAME - PB
  • Data: 20/04/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho foi desenvolvido na zona rural do alto curso da bacia hidrográfica do rio Gramame, no município de Pedras de Fogo, Paraíba. O trabalho teve como escopo propor alternativas para restauração ambiental de cinco nascentes: Cabelão, Cacimba da Rosa, Nova Aurora, Bela Rosa e Fazendinha. A pesquisa foi sistematizada em atividades de campo e de laboratórios. Nos trabalhos de campo foram realizadas: caminhadas exploratórias e registros fotográficos para o reconhecimento das áreas das nascentes, com descrição geral de seus elementos georreferenciadas; avaliação in loco das condições do meio ambiente e do uso do solo; caracterização histórica das mesmas, através de entrevistas feitas junto à população local onde se coletou informações sobre o nível de degradação que ocorreu na região ao longo do tempo e a caracterização do solo e da cobertura florestal nas áreas de entorno das nascentes. No estudo foi realizada inicialmente uma análise visual analisando-se as condições da cobertura do solo, topografia, uso agrícola, devastação florestal e presença de fragmentos de Mata Atlântica ainda preservados. Em seguida foram realizadas as análises físicas e químicas dos solos das nascentes nas profundidades de 0-0,20 m e 0,20-0,40 m. Os atributos físicos do solo analisadas foram: densidade do solo e análise textural. Quanto aos atributos químicos dos solos foram analisados: pH; teores de fósforo (P), cálcio (Ca), magnésio (Mg), potássio (K), sódio (Na), acidez do solo (H+Al); capacidade de troca de cátions (CTC); saturação por bases (%V); e os teores de matéria orgânica (M.O.). De acordo com os resultados obtidos verifica-se no diagnóstico florestal realizado nas áreas do entorno das cinco nascentes estudadas, que apesar da degradação ambiental na região ser evidente a exemplo do uso e ocupação do solo como a retirada da vegetação nativa, degradação das matas ciliares e ao lançamento de efluentes industriais e domésticos, o número de espécies nativas ainda existentes superam em número às espécies exóticas. Recomenda-se a introdução de espécies nativas nas nascentes, exceto para a nascente Fazendinha, que não necessita de revegetação, precisando apenas de medidas conservacionistas. Com relação ao uso do solo, a área imediatamente circundante às nascentes, de acordo com o que preconiza a legislação ambiental em vigor, deve ser exclusivamente para uma Área de Preservação Permanente (APP). Não se recomenda fazer qualquer tipo de uso dessas áreas para se evitar a erosão e a contaminação do solo e da água. Após o isolamento da área são recomendáveis algumas propostas de restauração na tentativa de recuperar as nascentes em estudo, como a introdução de gramíneas com função de proteção contra desagregação do solo e carreamento de partículas, a exemplo do capim sândalo; frutíferas de utilização econômica, cultivos agrícolas anuais e implantação de espécies nativas nas encostas. Constatou-se ainda que os solos apresentam textura arenosa, resultando em solos menos férteis e susceptíveis à erosão e que o pH, fósforo, cálcio, magnésio, potássio, sódio, acidez do solo, capacidade de troca de cátions, saturação por bases diferenciaram-se entre as nascentes, exceto a concentração de matéria orgânica que foi alta em todos os solos e camadas, menos na nascente Bela Rosa de 0,20-0,40 m, que foi considerada média. Os teores de pH, P, Ca, K, H+AL variaram entre baixo, médio e alto; o Mg de baixo a médio; o Na variou entre não sódico, levemente, moderadamente a muito sódico; a CTC de boa a muito boa; e a V variou entre muito baixa, baixa, média e alta.
  • FLAVIANA KALINA CÂMARA DE LIMA
  • AGRICULTURA URBANA E RECURSOS HÍDRICOS: um estudo na microbacia do rio Tambay/Bayeux-PB.
  • Data: 01/04/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Ao longo da história o homem vem transformando o mundo. Nesse início de século, a humanidade enfrenta o esgotamento acelerado dos recursos naturais e a incógnita do que fazer com os resíduos gerados por uma população inconsequente. Sabe-se que várias são as discussões a respeito das necessidades de conciliar desenvolvimento com preservação ambiental, tendo a agricultura como um fator de importante análise quando se trata da segurança alimentar. Diante das várias alterações acerca da escassez de alimentos, fica óbvia a necessidade de buscar alternativas para que os mesmos não faltem para ao homem. Assim, tem-se como opção a agricultura urbana, que abrange as áreas sociais, econômicas e ambientais. Entretanto, sabe-se que a prática agrícola é sem dúvida um dos meios mais contaminantes existentes, quando praticada de forma insustentável, a exemplo do uso dos agrotóxicos. Se por um lado tais produtos químicos potencializam a produção, por outro, possuem consequências complexas. Sem dúvida uma das maiores dificuldades da prática agrícola urbana, utilizando como fonte de água os rios urbanos, são as alterações nos padrões de qualidades da mesma. Nesse intento, o objetivo geral da pesquisa é investigar o desenvolvimento da agricultura urbana na microbacia do rio Tambay localizada no município de Bayeux, Estado da Paraíba. Para concretização do trabalho foi realizado uma pesquisa do tipo bibliográfica exploratória, pesquisa documental, levantamento de dados estatísticos, aplicação de entrevistas e questionários junto à população residente. Para a avaliação da qualidade da água foram definidos cinco pontos de coleta de amostra de água ao longo do rio Tambay e os resultados obtidos foram comparados com os valores máximos determinados pela Resolução do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA) Nº 357/2005, para água doce, classe 2 (classificação oficial do rio). Diante das análises realizadas, pode-se constatar que o rio Tambay apresenta parâmetros enquadrados e não enquadrados na resolução supracitada, por se tratar de uma área de prática agrícola, é necessário que certos parâmetros estejam enquadrados, o que não se foi constatado quando se trata dos coliformes termotolerantes, do alumínio e do chumbo, substâncias proibidas para qualquer tipo de cultivo. Assim, conclui-se que a água do rio é imprópria para o cultivo.
  • FLAVIANA KALINA CÂMARA DE LIMA
  • Data: 01/04/2011

  • FABIANA LIMA ONOFRE
  • ESTIMATIVA DA GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES
  • Data: 31/03/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Há muito tempo, os resíduos não eram vistos como um problema, pois ele era gerado em menor quantidade e sua maior parte era constituída por materiais biodegradáveis, facilmente transformados pela natureza. No entanto, a população vem crescendo bastante, migrando da área rural para as cidades, seus hábitos vêm mudando, aumentando o consumo de produtos industrializados, e com isso passou a existir nos resíduos as embalagens longa vida, sacos plásticos, isopor, latas, dentre outros materiais, os quais demoram para ser degradados. Esse aumento na quantidade de resíduos sólidos vem causando graves transtornos para as cidades, pois grande parte delas não consegue dar uma destinação final adequada aos mesmos, devido a diversos fatores, tais como: o custo elevado para a coleta dos resíduos, a falta de locais apropriados para a construção de aterros sanitários, bem como o alto valor necessário para a manutenção desses aterros, entre outros. Para a execução dos serviços de limpeza pública, as Prefeituras costumam cobrar uma taxa, geralmente denominada TCR – Taxa de Coleta de Resíduos. Acontece que a cobrança da TCR é bastante questionada, principalmente por não ter por base de cálculo a quantidade de resíduos efetivamente gerada, mas sim, geralmente, a área do domicílio. Muitos consideram que esta forma de cobrança é injusta, uma vez que, nesta forma de cálculo, pode ocorrer de uma residência pagar uma elevada TCR só por ter uma área grande, apesar de poder gerar poucos resíduos. O presente trabalho busca encontrar um modelo matemático para se estimar a quantidade de RSD gerada em residências unifamiliares, a partir de diversos parâmetros, e com isso propor uma nova metodologia a ser adotada para o cálculo da TCR. Outra contribuição importante é o estudo da variação semanal de resíduos gerados, procurando verificar se há diferenças significativas entre as quantidades de resíduos geradas nos diversos dias da semana, o que pode ser útil no dimensionamento e otimização da frota de coleta. A metodologia adotada consistiu na pesagem dos resíduos sólidos domiciliares (RSD) diariamente e, logo em seguida, na medição dos consumos de água e energia elétrica, sendo estes verificados através do hidrômetro e do medidor de energia elétrica, respectivamente, em três residências na cidade de João Pessoa-PB. Os resultados mostraram que a taxa de geração de resíduos sólidos para residências unifamiliares na cidade de João Pessoa é de aproximadamente 800 g/hab.dia, valor este próximo ao sugerido pela literatura especializada. Comparando-se os resultados deste trabalho com o de Athayde Jr. et al. (2008), desenvolvido junto a edificações multifamiliares (edifícios de apartamentos), constatou-se que a taxa de geração per capita de RSD é maior (60% maior) em residências unifamiliares (casas) do que em edificações multifamiliares (apartamentos). Este fato pode estar relacionado à existência de jardins e quintais no primeiro tipo de residência, os quais não existem em apartamentos. Com relação à variação da taxa de geração de RSD, percebeu-se que não existem diferenças significativas entre a maioria dos dias da semana. As únicas exceções foram a segunda-feira, com tal taxa significativamente maior que os demais dias da semana (exceto o sábado), a do sábado, que foi significativamente maior daquela da terça-feira, e a do domingo, que foi significativamente menor que a dos demais dias da semana, exceto a da terça-feira. Por outro lado, como é comum não haver coleta de RSD no domingo, situação em que os resíduos gerados neste dia são coletados juntamente com os gerados na segunda-feira, a soma dos RSD gerados nestes dois dias é significativamente maior que as quantidades geradas nos demais dias da semana. Neste caso, justifica-se um reforço na frota de coleta na segunda-feira de 1,9 vezes a média dos outros dias. Os resultados mostraram ser possível estimar a quantidade de RSD gerados em um domicílio a partir de seus indicadores de consumo (água e energia elétrica). Dentre os indicadores estudados, apenas o consumo de água se mostrou satisfatório para este fim. Dessa forma, foi proposto um modelo matemático para estimativa da geração de RSD que teve como variável independente o consumo de água, além da população do domicílio. Com o modelo proposto foi possível elaborar uma metodologia alternativa para o cálculo da TCR, baseando-se não mais na área construída do domicílio, mas sim na quantidade estimada de RSD.
  • KALINE CIBELE DANTAS DE ALMEIDA
  • Data: 31/03/2011

  • SABRINA LIVIA DE MEDEIROS PEREIRA
  • Data: 31/03/2011

  • VICTOR HUGO RABELO COELHO
  • Data: 31/03/2011

  • GUSTAVO JOSE CAUAS DE QUEIROZ GATIS
  • Análise das relações existentes entre infraestrutura urbana, equipamentos públicos e saúde pública: nos bairros da Iputinga e da Torre na cidade do Recife-PE
  • Data: 28/03/2011
  • Mostrar Resumo
  • As cidades brasileiras, no ultimo seculo, atingiram uma aceleracao da expansao e do adensamento que nao foi acompanhada por estruturas de planejamento e gestao que dessem condicoes de salubridade de forma equanime. Diante dessa ordem caotica estabelecida para a adequacao das relacoes sociais, infraestruturais e do nao adoecimento sao necessarios estudos que relacionem os elementos convergentes no territorio para a garantia da qualidade de vida urbana da populacao. Este estudo objetiva analisar e diagnosticar as relacoes existentes entre as infraestruturas basicas, equipamentos e servicos publicos urbanos de saude e educacao, destinados a melhoria da qualidade de vida da populacao dos bairros da Torre e da Iputinga, na cidade do Recife – PE. A elaboracao analise e diagnostica do estudo teve como referencia fundamentais os documentos historicos do desenvolvimento da cidade, os maps e entrevistas, o que possibilitou encontrar para sua adequacao a partir das caracteristicas fisicas, sociais e ambientais dos territorios, de modo a potencializar os recursos existentes.
  • GUSTAVO JOSE CAUAS DE QUEIROZ GATIS
  • Análise das relações existentes entre infraestrutura urbana, equipamentos públicos e saúde pública: nos bairros da Iputinga e da Torre na cidade do Recife-PE
  • Data: 28/03/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As cidades brasileiras, no ultimo seculo, atingiram uma aceleracao da expansao e do adensamento que nao foi acompanhada por estruturas de planejamento e gestao que dessem condicoes de salubridade de forma equanime. Diante dessa ordem caotica estabelecida para a adequacao das relacoes sociais, infraestruturais e do nao adoecimento sao necessarios estudos que relacionem os elementos convergentes no territorio para a garantia da qualidade de vida urbana da populacao. Este estudo objetiva analisar e diagnosticar as relacoes existentes entre as infraestruturas basicas, equipamentos e servicos publicos urbanos de saude e educacao, destinados a melhoria da qualidade de vida da populacao dos bairros da Torre e da Iputinga, na cidade do Recife – PE. A elaboracao analise e diagnostica do estudo teve como referencia fundamentais os documentos historicos do desenvolvimento da cidade, os maps e entrevistas, o que possibilitou encontrar para sua adequacao a partir das caracteristicas fisicas, sociais e ambientais dos territorios, de modo a potencializar os recursos existentes.
  • GUSTAVO JOSE CAUAS DE QUEIROZ GATIS
  • Análise das relações existentes entre infraestrutura urbana, equipamentos públicos e saúde pública: nos bairros da Iputinga e da Torre na cidade do Recife-PE
  • Data: 28/03/2011
  • Mostrar Resumo
  • As cidades brasileiras, no ultimo seculo, atingiram uma aceleracao da expansao e do adensamento que nao foi acompanhada por estruturas de planejamento e gestao que dessem condicoes de salubridade de forma equanime. Diante dessa ordem caotica estabelecida para a adequacao das relacoes sociais, infraestruturais e do nao adoecimento sao necessarios estudos que relacionem os elementos convergentes no territorio para a garantia da qualidade de vida urbana da populacao. Este estudo objetiva analisar e diagnosticar as relacoes existentes entre as infraestruturas basicas, equipamentos e servicos publicos urbanos de saude e educacao, destinados a melhoria da qualidade de vida da populacao dos bairros da Torre e da Iputinga, na cidade do Recife – PE. A elaboracao analise e diagnostica do estudo teve como referencia fundamentais os documentos historicos do desenvolvimento da cidade, os maps e entrevistas, o que possibilitou encontrar para sua adequacao a partir das caracteristicas fisicas, sociais e ambientais dos territorios, de modo a potencializar os recursos existentes.
  • GUSTAVO JOSE CAUAS DE QUEIROZ GATIS
  • Data: 28/03/2011

  • BEETHANIA MADALOW ALMEIDA ANACLETO DE SOUSA
  • DIAGNÓSTICO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA NO PERÍMETRO URBANO DE JOÃO PESSOA/PB ATRAVÉS DE ÍNDICES DE QUALIDADE DE ÁGUA - IQAS.
  • Data: 28/02/2011
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata do diagnostico da agua subterranea do perimetro urbano da cidade de Joao Pessoa, a capital do Estado da Paraiba, objetivando avaliar suas caracteristicas naturais, ao longo do tempo, considerando o abastecimento humano como um dos principais usos a que se destina. Para tanto, foram monitorados 13 pocos profundos (media de 200m), no aquifero Beberibe e distribuidos no perimetro urbano de Joao Pessoa. Tais pocos sao de propriedade da Companhia de Agua e Esgoto do Estado da Paraiba – CAGEPA e apresentam perfil litologico confiavel. Para o tratamento dos resultados analiticos utilizou-se como ferramenta o Indice de Qualidade de Agua de Bascaran – IQAB. Verificou-se que, no periodo do estudo, a agua dos pocos monitorados permaneceu, em geral, como agradavel na escala de qualidade da agua do IQAB. Na analise individual dos parametros fisico, quimico e bacteriologico constataram-se valores de amonia e nitrito fora dos limites estabelecidos pela portaria 518/04 do Ministerio da Saude – MS, o que justifica a classificacao agradavel, da agua na escala do IQAB. Essa realidade mostra a necessidade e importancia de uma maior fiscalizacao, por parte dos orgaos gestores, do lencol subterraneo no perimetro urbano de Joao Pessoa sob pena de ocorrer sua contaminacao acarretando, consequentemente, na inviabilizacao do uso da agua para o consumo humano.
  • BEETHANIA MADALOW ALMEIDA ANACLETO DE SOUSA
  • DIAGNÓSTICO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA NO PERÍMETRO URBANO DE JOÃO PESSOA/PB ATRAVÉS DE ÍNDICES DE QUALIDADE DE ÁGUA - IQAS.
  • Data: 28/02/2011
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata do diagnostico da agua subterranea do perimetro urbano da cidade de Joao Pessoa, a capital do Estado da Paraiba, objetivando avaliar suas caracteristicas naturais, ao longo do tempo, considerando o abastecimento humano como um dos principais usos a que se destina. Para tanto, foram monitorados 13 pocos profundos (media de 200m), no aquifero Beberibe e distribuidos no perimetro urbano de Joao Pessoa. Tais pocos sao de propriedade da Companhia de Agua e Esgoto do Estado da Paraiba – CAGEPA e apresentam perfil litologico confiavel. Para o tratamento dos resultados analiticos utilizou-se como ferramenta o Indice de Qualidade de Agua de Bascaran – IQAB. Verificou-se que, no periodo do estudo, a agua dos pocos monitorados permaneceu, em geral, como agradavel na escala de qualidade da agua do IQAB. Na analise individual dos parametros fisico, quimico e bacteriologico constataram-se valores de amonia e nitrito fora dos limites estabelecidos pela portaria 518/04 do Ministerio da Saude – MS, o que justifica a classificacao agradavel, da agua na escala do IQAB. Essa realidade mostra a necessidade e importancia de uma maior fiscalizacao, por parte dos orgaos gestores, do lencol subterraneo no perimetro urbano de Joao Pessoa sob pena de ocorrer sua contaminacao acarretando, consequentemente, na inviabilizacao do uso da agua para o consumo humano.
  • BEETHANIA MADALOW ALMEIDA ANACLETO DE SOUSA
  • Data: 28/02/2011

2010
Descrição
  • EVANDRO CLAUDINO DE QUEIROGA
  • ADEQUABILIDADE DA UTILIZAÇÃO DO ÍNDICE DE CONDIÇÃO DA GESTÃO DE RESÍDUOS-ICGR PARA MUNICÍPIOS DO ESTADO DA PARAÍBA.
  • Data: 10/12/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A questao da gestao de residuos solidos tem sido uma constante nas discussoes dos diversos segmentos da sociedade organizada visto os impactos que esta causa em diferentes vertentes, seja na questao ambiental, seja pelo impacto nas contas publicas, seja pelo negocio que representa para a iniciativa privada ou ainda como meio de sobrevivencia para parte das populacoes urbanas. Neste contexto este trabalho foi desenvolvido com o escopo de verificar a adequabilidade da utilizacao da metodologia denominada de Indice de Condicao da Gestao de Residuos – ICGR para municipios do Estado da Paraiba, tal indice foi estabelecido por indicadores que se congregam em tres itens: caracteristicas do sistema, planejamento do sistema e condicoes operacionais, No bojo da nova Politica Nacional de Residuos Solidos, recentemente aprovada pelo Congresso Nacional Brasileiro, ressaltou-se aspectos ligados a gestao integrada dos residuos solidos, a logistica reversa, aos dispendios inerentes as acoes de manejo dos residuos solidos, entre outros aspectos abordados na pesquisa efetivada em 33 municipios paraibanos distribuidos nas suas quatro mesorregioes. Verificou-se entre os diversos indicadores que os pontos mais frageis foram os instrumentos de politica, seguidos dos programas e da disposicao final dos residuos. Com relacao a questao de custeio dos servicos relacionados sao realizados com recursos do erario municipal e com a participacao do governo federal, visto que inexistente a cobranca de taxa para cobertura das despensas com coleta e destinacao final dos residuos pelo municipios.
  • EVANDRO CLAUDINO DE QUEIROGA
  • Data: 10/12/2010

  • SIDCLEA SOUSA DE FREITAS
  • BENEFÍCIOS SOCIAIS E AMBIENTAIS DO COPROCESSAMENTO DE PNEUS INSERVÍVEIS. ESTUDO DE CASO NA CIDADE DE JOÃO PESSOA-PB
  • Data: 09/12/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O pneu inservível é um resíduo que deve ser gerido corretamente até sua disposição final e, deve ser coletado e armazenado adequadamente, pois quando disposto inadequadamente tanto pode causar danos ao meio ambiente quanto à saúde pública. Em João Pessoa foi iniciado, em março de 2005, o Programa Nordeste Rodando Limpo através da parceria entre empresas privadas, que consiste na realização de coleta e destinação final dos pneus inservíveis para utilização nos fornos de fabricação de clínquer, fazendo com que estes passem a ter valor no mercado de resíduos. O estudo foi desenvolvido na Fábrica da CIMPOR localizada na cidade de João Pessoa e tem por objetivo fazer uma análise sobre os principais benefícios da utilização de pneus inservíveis no coprocessamento no forno de clínquer. A metodologia utilizada foi baseada na avaliação qualitativa dos benefícios gerados a saúde pública e quantitativa dos ganhos sociais gerados aos catadores, identificando ganhos com a coleta dos pneus, mensurando o aumento da renda dos mesmos. O referido trabalho também verificou as emissões atmosféricas do coprocessamento e as emissões evitadas de CO2 no transporte do coque de petróleo, além da economia de custos envolvidos com o coprocessamento. Os resultados obtidos confirmaram os benefícios ambientais e sociais no coprocessamento, sendo possível a retirada de 26.568,90 toneladas de pneus inservíveis que estavam depositados no estado da Paraíba e em estados vizinhos, além da criação automática de um mecanismo de coleta pela sociedade, que possibilitou ganhos econômicos da ordem de R$ 2 milhões de reais aos catadores, melhorando assim, sua qualidade de vida. Verificou-se também um gradativo aumento da utilização de pneus inservíveis, implicando em um menor consumo de combustíveis não-renováveis, minimizando emissões atmosféricas e evitando níveis de emissões de CO2, devido ao menor volume de coque transportado, resultando também, na minimização dos custos de produção.

  • SIDCLEA SOUSA DE FREITAS
  • Data: 09/12/2010

  • ROMERO BORBOREMA DE SOUSA FILHO
  • Data: 28/10/2010

  • DEBORA PIRES XAVIER DE ANDRADE
  • Data: 30/09/2010

  • MARCELO ANDRADE DINIZ
  • Orientador : GIVANILDO ALVES DE AZEREDO
  • Data: 30/09/2010

  • ADRIANA PAULA MARCONE TAVARES
  • SISTEMA DE APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA PARA MERCADOS PÚBLICOS DE JOÃO PESSOA - PARAÍBA
  • Data: 24/09/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A agua e indispensavel ao desempenho de funcoes fisiologicas fundamentais para a vida e o consumo dela esta cada vez maior. A Organizacao das Nacoes Unidas (ONU) considera que o volume de agua que e suficiente para as atividades humanas, economicas e sociais, e de 2.500 (dois mil e quinhentos) metros cubicos de agua por habitante por ano. Mas, em muitas regioes a disponibilidade de agua por habitante esta abaixo de 1.500 (mil e quinhentos) metros cubicos, a situacao e considerada critica. O sistema de aproveitamento da agua de chuva para um modelo de mercado publico na cidade de Joao Pessoa – Paraiba esta adaptado para amenizar a questao economica e ambiental. O estudo de caso que sera apresentado e de um bairro popular que foi totalmente construido com 1.336 casas. A pesquisa enfatiza a analise critica da realidade social, em que privilegia uma linha de abordagem de ambito natural e social. O objetivo principal deste trabalho e de inserir no projeto do mercado publico um sistema de aproveitamento de agua de chuva para serem utilizadas nas bacias sanitarias do mercado, verificando a aceitacao ou reprovacao dos moradores e comerciantes dos mercados publicos. Para tanto utilizou-se o Metodo de Rippl para dimensionar um reservatorio unico para atender a demanda nao potavel dos usuarios.
  • DEBORAH MELO ALVES
  • Análise socioambiental da bacia do Rio Tambay na cidade de Bayeux-PB/Brasil
  • Data: 24/09/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Sabendo que a água é um bem vital ao ser humano, este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de analisar os problemas socioambientais na bacia do Rio Tambay na cidade de Bayeux – Paraíba/Brasil. A iminente crise da água bem como a crise emergente por alimentos motivaram a pesquisa visto que na área de estudo existem cultivos agrícolas. Para desenvolvimento da pesquisa foram aplicados questionários com informações socioeconômicas com o intuito de determinar o perfil das comunidades inseridas na área de estudo, bem como coletas de água bruta para análises em laboratório. A área de estudo esta localizada na  Mesorregião da Mata Paraibana, Microrregião de João Pessoa, município de Bayeux, exatamente na bacia hidrográfica do rio Tambay, abrangendo os bairros de  Brasília, Tambay, Alto da Boa Vista, Jardim São Severino e Centro. Diversos usos da água foram observados no período de realização da pesquisa, irrigação, deposição de dejetos( líquidos e sólidos), lazer, entre outros.  Não houve mudança perceptível no quadro socioambiental da bacia, o lixo e o esgoto permanecem como uma constante nas ruas dos bairros. Os parâmetros de qualidade de água analisados foram: cloreto, demanda bioquímica de oxigênio (DBO), demanda química de oxigênio (DQO), nitrito, nitrato, um grupo de metais considerados relevantes (alumínio), pH, cor, turbidez, oxigênio dissolvido, sólidos totais e óleos e graxas.   A água do rio Tambay apresentou em alguns dos parâmetros analisados, valores fora do limite  determinado pela resolução CONAMA 357/2005, onde os valores referentes aos parâmetros de óleos e graxas, alumínio, DBO, Nitritos e Oxigênio dissolvido, apresentaram valores fora do limite permitido pela legislação supracitada, para rio Classe 2.. O rio supracitado, encontra-se poluído, bem como extremamente assoreado em todo o seu curso, pois a mata ciliar praticamente inexiste e a drenagem urbana foi realizada em direção ao rio. Ficou claro que a associação de práticas de educação ambiental aliada ações voltadas para o saneamento, são a chave para a resolução dos problemas na área.

  • ADRIANA PAULA MARCONE TAVARES
  • Data: 24/09/2010

  • DEBORAH MELO ALVES
  • Data: 24/09/2010

  • CIBELLE GUIMARAES SILVA SEVERO
  • Inovações tecnológicas para o melhor aproveitamento do gesso nas construções
  • Data: 04/06/2010
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O gesso é um dos materiais de construção mais antigos que se tem conhecimento. Em virtude de ser um ligante menos agressivo ao ambiente que o cimento Portland, seu uso deve ser incentivado e suas novas aplicações estudadas. Este trabalho tem como objetivo a inovação tecnológica para a maior aplicação do gesso na construção civil, inclusive com o desenvolvimento de um elemento estrutural horizontal de gesso reforçado por bambu. A primeira fase do trabalho aborda as propriedades dos materiais utilizados. Em seguida, foram descritas as limitações existentes na utilização do gesso na construção, tais como a resistência e a durabilidade. A resistência foi melhorada com a redução na quantidade de água de amassamento. Foram desenvolvidos tratamentos para diminuir a susceptibilidade do gesso em relação à água. Em seguida, foi realizada uma análise nas características do bambu, desenvolvendo-se tratamentos para redução de absorção de água e aumento de sua aderência à pasta de gesso. Após o estudo do gesso e do bambu como elementos isolados foi avaliado o comportamento do compósito gesso/bambu. Por fim, o elemento desenvolvido foi testado em laboratório e utilizado em um protótipo construído no campus universitário. Os resultados deste trabalho indicaram que a resistência do gesso pode ser elevada com tecnologias simples, tais como a redução de água de amassamento e o adensamento por vibração. Quanto à durabilidade, a minimização na absorção de água, e tratamentos superficiais como a imersão em creosoto e pintura com resina de mamona desenvolvidos mostraram-se eficazes. A aderência gesso/bambu pôde ser melhorada por meio de tratamentos paralelos buscando a redução de absorção de água e o aumento da rugosidade da sua superfície das varas de bambu. Os elementos desenvolvidos estão se comportando adequadamente no protótipo onde foram aplicados.
  • GIULLIANO DE SOUZA FAGUNDES
  • Data: 30/03/2010

  • IVANA RAQUEL LIMA ARNAUD
  • Data: 30/03/2010

  • LIESE CARNEIRO SOBREIRA
  • Data: 30/03/2010

2009
Descrição
  • LEONARDO LEITE BRASIL MONTENEGRO
  • Eficiência Hidráulica e Energética da Operação do Bombeamento para o Abastecimento do Bairro de Mangabeira em João Pessoa
  • Data: 30/09/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem o objetivo de apresentar alternativas de controle operacional na estação de bombeamento de abastecimento de água do bairro de Mangabeira em João Pessoa, proporcionando uma maior eficiência energética e hidráulica e, consequentemente, a redução dos custos com energia elétrica. O sistema é composto por duas estações elevatórias que bombeiam a água até um resevatório elevado, que faz a distribuição por gravidade. Primeiramente foi realizado um diagnostico da configuração atual do sistema, onde analisouse o atendimento da demanda, o levantamento das instalações e as condições de operação. A modelagem da situação atual e das alternativas propostas foram realizadas com o software EPANET 2.00.12, de maneira a comparar as diversas configurações. Os resultados alcançados mostram que é possivel utilizar apenas uma estação elevatória para a demanda existente, com eficiência energética necessitando apenas o acionamento de mais uma bomba em paralelo no horário de pico de consumo.
  • DEGNER RODRIGUES DE ALMEIDA QUEIROZ
  • PROBLEMAS AMBIENTAIS DECORRENTES DA OCUPAÇÃO SUBNORMAL NA BACIA DO JAGUARIBE - JOÃO PESSOA – PB.
  • Orientador : CELSO AUGUSTO GUIMARAES SANTOS
  • Data: 30/09/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Um dos problemas encontrados no município de João Pessoa é o crescimento populacional desordenado em áreas de risco e em áreas protegidas por legislação específica, os chamados Aglomerados Subnormais, o que de maneira geral, está ligado a fatores de cunho social. Diante desta realidade, necessário se faz, um levantamento bibliográfico sobre temas relacionados aos aspectos socioambientais e de infraestrutura existentes na Bacia do Jaguaribe, área de estudo, no intuito de propor a gestão e o planejamento por bacias hidrográficas, contribuindo assim, com a proposição de medidas para diversos problemas, respeitando as dificuldades e peculiaridades da área, como também, a integração de documentos públicos e científicos relacionados à temática, tendo como principal intuito compreender a dinâmica do ambiente urbano e as políticas públicas vigentes, integrando os diversos fatores que dinamizam a área de estudo.
  • DEGNER RODRIGUES DE ALMEIDA QUEIROZ
  • Orientador : CELSO AUGUSTO GUIMARAES SANTOS
  • Data: 30/09/2009

  • LEONARDO LEITE BRASIL MONTENEGRO
  • Data: 30/09/2009

  • MARCELO PEREIRA DE LIMA
  • O desenvolvimento sustentável da cidade portuária na perspectiva do processo de globalização: Cabedelo-PB e o seu porto
  • Data: 30/09/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Cabedelo, cidade portuária do Estado da Paraíba, e seu porto comercial possuem vários exemplos de entrelaçamentos conflituosos entre as atividades portuárias e urbanas, que repercutem diretamente sobre o meio ambiente e na qualidade de vida urbana, podendo-se destacar: O congestionamento do tráfego urbano causado pelo fluxo de cargas pesadas; O zoneamento funcional incompatível com a implantação de indústrias vinculadas à atividade portuária; O armazenamento e transporte de cargas perigosas ou poluentes próximas às áreas residenciais; Os riscos de desastres ambientais e falta de monitoramento sobre danos ambientais que podem impactar negativamente os ecossistemas sensíveis de manguezal, importantes para a manutenção de diversas espécies aquáticas da qual depende a atividade da pesca artesanal; A falta de um gerenciamento adequado para o tratamento e disposição de resíduos; A falta de controle sobre a penetração de epidemias e outras doenças que afetem a saúde pública; e o impacto sobre a estrutura sócio-cultural da cidade. Todos esses aspectos apontam para a necessidade de um maior entrosamento entre a gestão municipal e a administração portuária. Nesta perspectiva é proposto o estudo comparativo dos instrumentos legais do planejamento urbano municipal e portuário e uma avaliação da sustentabilidade urbana, através de um diagnóstico que visa identificar as interações conflituosas entre porto e cidade de Cabedelo com foco no desenvolvimento sustentável.
  • MIRIAM DE LOURDES S FIGUEIREDO
  • Data: 30/09/2009

  • PHILIPPE HYPOLITO LINS C RIBEIRO
  • Realcalinização eletroquímica de estruturas de concreto armado carbonatadas inseridas no meio urbano:influência de características da estrutura no comportamento do tratamento
  • Data: 30/09/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Um dos maiores problemas que afeta as estruturas de concreto armado inseridas em ambientes urbanos é a corrosão das armaduras de aço, que ocorre, principalmente, pela ação dos cloretos ou pela carbonatação do concreto. Para este último caso, a realcalinização eletroquímica (RAE) tem sido proposta recentemente como um método de tratamento visando o restabelecimento da alcalinidade dos concretos, criando as condições de repassivação das armaduras e aumentando a durabilidade das estruturas. Desse modo, este trabalho teve como objetivo estudar a influência de características do concreto e da espessura de cobrimento da armadura na RAE de concretos carbonatados. Para isso foram moldados corpos de prova (CP) prismáticos com espessuras de cobrimento de 1 e 2,5cm, utilizando-se os cimentos Portland CP V (Alta Resistência Inicial - ARI) e CP IV (Pozolânico - POZ) e as relações água/cimento 0,55 e 0,65. Primeiramente, as amostras foram submetidas a um processo de carbonatação acelerada (100% de CO2). Após a despassivação das armaduras, as amostras foram submetidas à RAE, sendo o avanço da frente de realcalinização monitorada através solução de timolftaleína. Nas duas etapas foi realizado um monitoramento eletroquímico, através de medidas de potenciais de corrosão (Ecorr), velocidade de corrosão (icorr) e resistividade elétrica superficial (ρ). No tratamento utilizou-se uma solução alcalina de carbonato de sódio (1M), uma malha de titânio (ânodo) e uma densidade de corrente média de 2 A/m²concreto. Medidas de alcalinidade foram realizadas para os concretos de referência (REF), carbonatados (CARB) e realcalinizados (RAE). Os resultados mostram que as amostras submetidas ao tratamento apresentaram maior alcalinidade relativa do que as amostras carbonatadas, o que comprovou a eficiência do tratamento em restabelecer a alcalinidade de todo o cobrimento. A alcalinidade relativa dos concretos, proporcionada pelo tratamento, é função da densidade de carga passante. No entanto, há uma tendência de atenuação dessa influência com o crescimento da carga passante. Os concretos POZ necessitaram de maiores densidades de carga passante e tempo para realcalinizar todo o cobrimento, embora os concretos ARI tenham obtido maiores alcalinidades relativas após o tratamento, mostrando que, na RAE, há uma maior dificuldade no restabelecimento da alcalinidade dos concretos compostos com adições minerais. Além disso, após o tratamento, foi verificado que os concretos POZ tendem demorar mais para conduzir as armaduras à repassivação. As amostras de maior espessura de cobrimento necessitaram de maiores densidade de carga passante e tempo para completar o tratamento e, após o tratamento, tendem a apresentar menor tempo para conduzir as armaduras à repassivação. Com base no monitoramento eletroquímico realizado, observou-se que os valores de Ecorr indicam tendência de repassivação das armaduras. Por outro lado, embora haja uma tendência de diminuição dos valores de icorr, estes necessitam de maior intervalo de tempo para fornecerem respostas conclusivas acerca da repassivação das barras. Por fim, a densidade de carga passante, suficiente para restabelecer a alcalinidade do concreto de cobrimento, tem papel fundamental na eficiência do tratamento e no tempo de despolarização estimado para a repassivação das armaduras. Por outro lado, a densidade de carga passante, excedente àquela suficiente para a realcalinização completa do concreto de cobrimento, não apresenta influencia expressiva na repassivação das armaduras.
  • VICTOR ALBERTO DE SOUZA JUNIOR
  • Data: 30/09/2009

  • ANNA ALINE ROQUE SANTANA
  • Rio Tinto, impacto do declínio econômico na organização espacial
  • Data: 28/09/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho discute o processo de transformação física ocorrida na estrutura urbana da cidade de Rio Tinto (um marcante exemplar de vila operária brasileira, situada no litoral Norte de nosso estado da Paraíba) desencadeadas pelo fechamento da fábrica de tecidos (1983) e ocorridas a partir desta data até a época atual (2009). Investiga como as novas relações sociais, econômicas e governamentais promoveram transformações na fisionomia de sua paisagem e na definição de uma nova estrutura urbana. Para tanto, foi necessária a revisão do referencial teórico e historiográfico, abrangendo o surgimento da classe operária e a situação em que ela se encontrava na Europa, e, posteriormente, ressaltando sua ligação com a história da industrialização no Brasil. A dissertação examina separadamente três principais componentes do processo de transformação deste meio urbano: alterações no uso e ocupação do solo urbano, alterações arquitetônicas nas edificações e novas implantações de malha urbana e construções.
  • ANA KARINE CARNEIRO ARRUDA
  • IMPLICAÇÕES DA MALHA URBANA NO EQUIPAMENTO DE SAÚDE
  • Data: 25/09/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • RESUMO Utilizando-se das Normas Brasileiras Regulamentadoras NR 15 - Segurança e Saúde do trabalho, NBR 10.151/1987 - Avaliação do ruído em áreas habitadas visando ao conforto da comunidade – procedimento, NBR 10.152/2000 - Nível de Ruído para conforto acústico, NBR 15.220 - Desempenho térmico de edificações, da Resolução RE n° 9 de 16 de Janeiro de 2003 - ANVISA , sobre padrões de referência da qualidade do ar de interiores em ambientes climatizados artificialmente de uso público e privado, assim como do Regulamento técnico da qualidade para eficiência energética dos edifícios de serviços, comerciais e públicos, anexo da portaria INMETRO n° 53/09, como instrumento de avaliação de eficiência energética, analisou-se o Hospital Memorial São Francisco – HSMF, frente às implicações energéticas decorrentes de sua inserção na malha urbana da cidade de João Pessoa, tendo-se concluído que no seu planejamento,tanto na escolha da área de implantação quanto na concepção do projeto arquitetônico, não foram consideradas características específicas do seu entorno, assim como princípios básicos tanto de conforto térmico, acústico e olfativo respiratório quanto de consumo energético.
  • ANA KARINE CARNEIRO ARRUDA
  • Data: 25/09/2009

  • JORGE FLÁVIO CASÉ BRAGA DA COSTA SILVA
  • “Análise espacial das características hidrodinâmicas e do uso ocupação do solo da bacia experimental do riacho Guaraíra mediante uso de geotecnologias”
  • Data: 25/08/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os problemas decorrentes da erosão e sedimentação em bacias hidrográficas são vistos atualmente como um dos principais problemas da sociedade moderna, e consequentemente das áreas urbanas das grandes regiões metropolitanas brasileiras. A questão da gestão e da disponibilidade hídrica de uma bacia hidrográfica deve ser tratada também no âmbito da Engenharia Urbana, uma vez que a mesma se preocupa com os problemas relacionados com o gerenciamento da água no setor urbano. Sendo assim, esta pesquisa teve como objetivo geral realizar um estudo do uso e ocupação do solo e das características hidrodinâmicas da bacia experimental do Riacho Guaraíra, através de geotecnologias e experimentos de campo baseados na metodologia conhecida como Beerkan. Esta metodologia determina as curvas de retenção de água no solo h(q) e da condutividade hidráulica K(q) através de cinco parâmetros, dois de forma e três de normalização, cujos resultados serviram para a realização de simulações hidrossedimentológicas, utilizando o modelo distribuído Kineros2. O estudo mostrou que o método Beerkan é viável, porém necessita de alguns ajustes para que forneça melhores resultados. O modelo Kineros2 foi utilizado para calcular as perdas de solo na bacia com os dados dos parâmetros de infiltração obtidos com o Beerkan, e os resultados mostram que a bacia perdeu cerca de 50 ton/ha/ano, para o período de janeiro de 2004 a maio de 2009, dos quais o ano de 2004 foi o que apresentou a maior produção, i.e., 125,1 ton/ha, enquanto que o ano de 2009 apresentou a menor, i.e., 5,2 ton/ha. Finalmente, o alto grau de permeabilidade da bacia e a sua susceptibilidade à erosão revelam a importância de estudos hidrossedimentológicos usando a modelagem distribuída e de campanhas de campo para mais testes de infiltração.
  • JEFFERSON SALES PONTES
  • Data: 01/07/2009

  • MARIA MANUELA CHAVES FIGUEIREDO
  • Data: 18/06/2009

  • ANA LUIZA SCHUSTER DA COSTA
  • Perímetro de proteção do Centro Histórico de João Pessoa: três décadas de história
  • Data: 16/06/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Essa dissertação discute sobre o processo de delimitação da poligonal de proteção do Centro Histórico de João Pessoa – Paraíba, no período de 1975 a 2007. A dissertação observa os modos de delimitação adotados no Recife- Pernambuco, São Luís – Maranhão e São Cristóvão – Sergipe, além de fazer uma varredura sobre o conceito de patrimônio e como o meio urbano, como conjunto, foi adotado pela sociedade e pelos técnicos como patrimônio cultural. Foram identificados modos diferentes de delimitação: aqueles que valorizaram o bem arquitetônico isolado e exigiram a proteção de entorno, aqueles que identificaram pequenos trechos urbanos e estipularam zonas de proteção rigorosa e de transição, aqueles que definiram uma grande poligonal de proteção sem fazer diferenciação do grau de proteção, aqueles que definiram toda a área urbana da cidade como bem a ser protegido, ou ainda, a cidade foi tombada sem que uma poligonal tivesse sido definida. A delimitação do Centro Histórico de João Pessoa apresenta características particulares como a influência internacional através do Convênio com a AECI – Agência Espanhola de Cooperação Internacional e formação técnica de profissionais durante a construção dessa poligonal de proteção. Sua delimitação única e não em ilha, representa o acompanhamento das correntes internacionais de proteção, no entanto, embarca na falta de diferenciação do grau de proteção para cada unidade de paisagem que faz parte do conjunto urbano ou mesmo na diferenciação entre zona de preservação rigorosa e zona de transição.
  • KARLA SIMONE DA CUNHA LIMA VIANA
  • Metodologia simplificada de gerenciamento de resíduos sólidos em canteiros de obras
  • Orientador : CLAUDIA COUTINHO NOBREGA
  • Data: 22/05/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A questão dos resíduos sólidos vem se agravando a cada dia. Os entulhos, resíduos oriundos da construção civil, têm uma produção com números elevados e uma ausência no tratamento adequado. No desenvolvimento da pesquisa foi realizado o diagnóstico dos resíduos das construções verticais por incorporação no município de João Pessoa e desenvolvida uma metodologia simplificada de gestão desses resíduos em canteiros de obras, com vistas a adequar as empresas às legislações e resoluções vigentes. A metodologia adotada foi a aplicação de questionário em treze obras de diferentes empresas e a coleta de amostra de resíduos dessas empresas que se encontravam em etapas distintas de construção (fundação, estruturas, alvenaria e acabamento) para análise da composição volumétrica destas. Através dos questionários também foi verificado o grau de atendimento das empresas construtoras às leis e resoluções vigentes, bem como feito o levantamento da quantidade de resíduos produzidos nas construções verticais por incorporações na cidade de João Pessoa através de dados coletados nas obras. A prefeitura do município forneceu dados sobre a quantidade de construções verticais por incorporação (em m²) dos últimos 3 anos, com vistas à se obter uma média anual dessas construções. Por fim, foi elaborada uma metodologia simplificada para a gestão dos resíduos em canteiros de obras, baseada nas referências utilizadas e nas características inerentes às empresas e ao município de João Pessoa. Diante dos resultados e discussões, pode-se concluir que as empresas não atendem ao disposto nas leis e resoluções brasileiras vigentes, isto devido à falta de conscientização e à ineficácia da fiscalização proposta pelo poder público, pois os princípios que o Plano de Gerenciamento do Município de João Pessoa fundamenta em seu texto, desde sua elaboração no ano de 2007, não condiz com a realidade vivenciada na prática. A geração de resíduos desse tipo de empreendimento é alta (2.373,93 t/mês) e sua composição é formada por resíduos potencialmente recicláveis. Este fato confirma a importância da implantação de uma metodologia de gestão desses resíduos em canteiros. A metodologia desenvolvida no trabalho buscou adotar uma simplicidade com vistas à uma maior facilidade na sua adoção e aplicação pelos dirigentes e funcionários das empresas, como também para não haver grandes custos em sua implantação, adequando-se aos instrumentos públicos e privados disponíveis na região.
  • MARIA ODETE TEIXEIRA DO NASCIMENTO
  • Riscos de deslizamentos e inundações e condições de moradia em aglomerados subnormais na bacia do rio Sanhauá: avaliação e análise integrada
  • Data: 24/04/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os problemas das áreas de riscos de desastres nas cidades brasileiras, principalmente os riscos ambientais de caráter geológico-geotécnico, como deslizamentos, e hidrometeorológico, como as inundações, estão normalmente relacionados a determinantes socioeconômicos e ambientais. Assim, os aglomerados subnormais situam-se em áreas com maiores problemas em diversos aspectos, já que geralmente estão submetidos a níveis altos de riscos ambientais, devido à ocupação de áreas inadequadas, motivada pelo excludente modelo econômico vigente. Desse modo, a busca por metodologias que abarquem as vicissitudes da dinâmica do ambiente urbano torna-se fundamental para otimizar ações que oportunizem minimizar essa problemática. Sendo assim, realiza-se neste trabalho uma análise sobre riscos socioambientais, compreendendo as componentes geológico-geotécnicas e hidrometeorológicas conjuntamente com os indicadores das condições de moradia nos aglomerados subnormais Saturnino de Brito, Renascer I e Santa Emília de Rodat, situadas na bacia hidrográfica do rio Sanhauá na cidade de João Pessoa, estado da Paraíba. Propõe-se uma metodologia para priorizar ações de melhoria habitacional ou relocação de moradias. Para a determinação dos riscos ambientais foi utilizada a metodologia desenvolvida pelo Ministério das Cidades (Brasil, [2006]). No que se refere às condições de moradia utilizou-se a metodologia desenvolvida por Silva (2006) centrada no Indicador de Condições de Moradia, que abrange os subindicadores de densidade e qualidade da habitação. A análise dos resultados contemplou uma metodologia integradora multiobjetivo em que se lança mão da representação bidimensional do campo das soluções possíveis dos indicadores envolvidos, que descreve conjuntamente o estado das variáveis riscos e condições de moradia, com base na metodologia ambiental integrada de bacias hidrográfica utilizada por UNESCO (1987). Conclui-se que os aglomerados apresentam graus de risco baixos em sua maioria, sendo que, em algumas áreas, principalmente no aglomerado Saturnino de Brito, observa maior freqüência de graus alto e muito alto de ocorrência de desastres geológico-geotécnico. Os maiores riscos de inundação, classificados como alto, ocorrem apenas no aglomerado Santa Emilia de Rodat. Relativamente às condições de moradias observou-se que a maioria das habitações é classificada na situação de Média Salubridade. Já a análise integrada indicou mais grupos de moradias da amostra estudada como indicadas para a relocação do que para obras de melhorias habitacionais.
  • CAROLINA GUARITA TAVARES LEITE
  • PROPOSTA DE REGULAMENTO DE DESEMPENHO TERMO-ENERGÉTICO DE EDIFICAÇÕES PARA A CIDADE DE JOÃO PESSOA – PB: Uma Aplicação à Estação Ciência, Cultura e Artes
  • Data: 30/03/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa refere-se à elaboração uma proposta de um instrumento de legislação urbana para a regulamentação do desempenho termo-energético das edificações, visando dotar a cidade de João Pessoa, Paraíba de uma legislação de Desempenho Termo-energético de Edificações. Está embasada no estudo de regulamentos já existentes em diferentes países e na analise de suas metodologias de avaliação da qualidade térmica da envoltória das edificações. Tem como resultado final um texto regulamentar que impõe determinadas condições de referencia que devem ser atendidas no cumprimento do regulamento. Apresenta, ainda, sua validação a partir da análise de um objeto empírico, a Estação Ciência, Cultura e Artes, submetido a aplicação do regulamento proposto na pesquisa, a Norma Brasileira de Desempenho Térmico (ABNT, 2005) e o Regulamento das Características de Comportamento Térmico dos Edifícios (Portugal, 2006).
  • MAGDALENA DUARTE COSTA
  • Qualidade da água do estuário do rio Sanhauá na Paraíba e conflitos de usos existentes na área de influência do antigo Lixão do Roger
  • Data: 30/03/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O aumento da população e o crescimento das cidades, aliada ao desejo natural do homem de elevação do nível e da qualidade de vida têm resultado em problemas como a poluição da água e a degradação dos manguezais. No estado da Paraíba, o rio Sanhauá, que compõe o estuário do Paraíba do Norte, está situado bem próximo ao centro da cidade de João Pessoa, sua capital, numa área totalmente urbanizada e por isso apresenta problemas de degradação que afetam diretamente a qualidade de vida da população residente nas suas margens. Nessa área também se encontra assentado o antigo Lixão do Roger, desativado em 2003 após cerca de 40 anos de funcionamento. Esse fato agrava ainda mais os problemas ambientais e de saúde pública da população que reside nas proximidades. Dessa forma, o objetivo principal deste trabalho é a avaliação da qualidade da água e os conflitos existentes do seu uso no estuário do rio Sanhauá, na área de influência do antigo Lixão do Roger. Para tanto, foi realizado durante um período de dois anos, levantamento de informações e obtenção de dados da área de estudo. Foram utilizados como recursos a investigação visual e registro fotográfico das fontes poluidoras, a aplicação de formulários junto aos moradores das comunidades afetadas diretamente pelo antigo Lixão do Roger e o monitoramento da qualidade da água superficial em quatro pontos de coleta (dois a montante e dois a jusante do antigo Lixão). As análises da água foram realizadas no Laboratório de Saneamento da Universidade Federal da Paraíba. O antigo Lixão do Roger ainda continua produzindo chorume que escorre para o manguezal do rio Sanhauá, todavia foram observados vários pontos de poluição com lançamento de esgotos domésticos e de resíduos sólidos diretamente no rio. Comparando a qualidade da água superficial com os padrões da classe 3 de águas doces na qual está enquadrado o rio Sanhauá e com padrão de classe 1 de águas salobras, verificou-se que essa água supera os valores máximos permitidos preconizados pela Resolução do CONAMA 357/05. Pode-se concluir então, que o antigo Lixão ainda é um grande poluidor do rio Sanhauá, mas não é o único, pois, as comunidades inseridas na sua área de influência são desprovidas de esgotamento sanitário e os dejetos são lançados diretamente no rio. Também foi verificado o depósito de lixo doméstico no rio ao mesmo tempo em que se realizavam outras atividades como pesca, navegação, recreação (banho), o que por si só já demonstra usos conflitantes da água.
  • ROBERTA PAIVA CAVALCANTE
  • Intervenções de recuperação no Centro Histórico de João Pessoa: Bairro do Varadouro
  • Data: 30/03/2009
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Baseando-se nos processos de revitalização ou requalificação de trechos degradados ou abandonados que vêm sendo desenvolvidos em diversas partes do mundo desde o final do século XX, a presente pesquisa buscou avaliar o processo de Revitalização do Centro Histórico de João Pessoa, escolhendo como alvo o Bairro do Varadouro e realizando a avaliação de três propostas nele inserido: o Projeto de Revitalização do Varadouro e Porto do Capim; o Projeto Moradouro e a Revitalização da Praça Anthenor Navarro. A partir dos objetivos da pesquisa percebeu-se algumas problemáticas urbanas existentes dentro do Centro Histórico de João Pessoa, onde algumas surgem como conseqüência da própria proposta de revitalização. Foram utilizados para a avaliação do espaço urbano, critérios de qualidade setoriais (uso do solo, configuração espacial, sistema viário e estacionamento, espaços livres, atividades de apoio e mobiliário urbano) revelando-se assim como importantes pontos de discussão sobre as transformações urbanas (positivas e negativas) que os processos de revitalização/requalificação realizam no setor histórico de João Pessoa. A pesquisa apresenta a descrição de cada proposta, revelando seus objetivos e possíveis conseqüências dentro do espaço urbano, concluindo que devido ao grande número de variáveis existentes dentro desse, a abrangência de um plano deve se mostrar viável às necessidades existentes em todos os níveis de intervenção sejam eles voltados para o turismo (cultura e lazer), serviços e comércio ou para o setor habitacional, onde todos devem englobar as questões sociais existentes.
2008
Descrição
  • PAULO SERGIO MACHADO FREIRE
  • Análise das medidas de redução dos impactos ambientais do sistema de transporte no espaço urbano
  • Data: 30/09/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Devido à intensidade de seu uso, o transporte motorizado vem se tornando um dos maiores problemas do meio urbano, pelos impactos negativos causados nesse ambiente. À medida que a população cresce, a necessidade de deslocamento de bens e pessoas também se avoluma e, apesar de contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento das atividades econômicas, a intensa utilização de transporte inadequado tem feito crescer as iniqüidades sociais, passando a ser considerado um grande desafio aos gestores urbanos comprometidos com a sustentabilidade. Com o objetivo de produzir subsídios para formulação de políticas sustentáveis para a mobilidade urbana, este trabalho baseou-se em uma ampla pesquisa bibliográfica, na qual foi possível analisar os impactos negativos oriundos do transporte urbano e algumas medidas de redução desses impactos adotadas atualmente em países desenvolvidos. Com base nessas análises, foi desenvolvida uma pesquisa de campo, tendo como objeto de estudo algumas medidas selecionadas, consideradas potencialmente viáveis para países em desenvolvimento, para aferir o grau de aceitação e a percepção dos motoristas da cidade de João Pessoa, capital do Estado da Paraíba (Brasil). Entre outras conclusões, a pesquisa revelou que em João Pessoa, o campo está aberto para a adoção de medidas de redução dos impactos do transporte urbano.
  • ANGELA ARAUJO NUNES
  • A atuação do Montepio na produção estatal de habitação em João Pessoa de 1932
  • Data: 30/09/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta dissertação objetiva o exame da atuação construtiva da Carteira Imobiliária do Montepio do Estado da Paraíba na produção estatal de habitação na cidade de João Pessoa, de 1932 a 1963, período estabelecido entre a designação da instituição para produção de moradias em benefício do funcionalismo público até a última realização popular dela antes do exercício do BNH. Através de exaustiva pesquisa documental, realizada em acervos locais e tendo como principal fonte o Jornal A União, registro oficial das realizações do poder executivo estadual, foram recolhidos dados sobre as realizações habitacionais do instituto, possibilitando a identificação das suas vilas e conjuntos populares e posteriormente a classificação das unidades construídas e a reconstituição da planta e fachada originais. E pelo estudo da implantação das unidades populares e das casas residenciais, como eram chamadas as casas que eram construídas isoladamente e não tinham caráter popular, conseguimos determinar a relação entre o patrimônio edificado pelo Montepio e a evolução urbana de João Pessoa. E mesmo sem avassaladores planos urbanísticos ou grandes conjuntos como os de outros institutos federais, o Montepio consolidou o uso residencial na região central da cidade, próxima ao Parque Solon de Lucena; atraiu o interesse do governo para provisão da infraestrutura após a instalação das vilas e conjuntos – embora as respostas estatais tenham sido comumente mais demoradas; foi responsável pelas incursões iniciais em bairros como Torre e Expedicionários – que mais tarde se firmariam como bairros residenciais pela ação de outros institutos também públicos e, finalmente, consolidou a implantação periférica de habitação estatal ao conceber a Cidade do Funcionário Público Estadual no Bairro de Oitizeiro.
  • MOACIR CARLOS ARAUJO JUNIOR
  • Avaliação experimental da sincronização por densificação de grupos de pedestres em passarelas
  • Data: 30/09/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As passarelas são obras de arte especiais, presentes nos grandes centros urbanos e ao longo das rodovias. Tratam-se de travessias em desnível construídas para aumentar a segurança dos pedestres e facilitar o fluxo de tráfego, já que eliminam os pontos de conflito entre pedestres e veículos. A ocorrência do fenômeno lock-in tem levado à interdição para reparos passarelas sujeitas ao carregamento dinâmico induzido por multidões de pedestres ao caminhar. Isso porque a sincronização entre o movimento dos pedestres e os deslocamentos da estrutura tem resultado na ocorrência de vibrações excessivas, nos casos em que a freqüência de excitação produzida pelo caminhar dos pedestres se aproxima da freqüência natural da passarela. Apesar de diversas pesquisas a respeito do lock-in, os resultados ainda são escassos para embasar o desenvolvimento de modelos matemáticos que representem o fenômeno. A princípio, um outro tipo de sincronização, que ocorre entre pedestres em situações de multidão, devido à densificação, daria início às vibrações na estrutura que originariam o lock-in. Contudo, faltam na literatura dados experimentais que comprovem essa teoria. Um estudo experimental a respeito da sincronização entre pedestres devido à densificação foi feito nesta pesquisa. Testes experimentais foram realizados num protótipo de passarela com diferentes densidades de pedestres. Para as densidades investigadas (0,3, 0,7 e 0,9 pedestres/m²), com os pedestres caminhando com sua taxa de passo natural, nenhum indício de sincronização foi verificado. Também foram realizados testes com taxa de passo induzida para verificar a robustez da metodologia utilizada. Os resultados mostraram que o procedimento adotado é válido e pode ser aplicado para outras densidades de interesse.
  • PAULO SERGIO MACHADO FREIRE
  • Data: 30/09/2008

  • DARLENE KARLA ARAÚJO
  • O impacto da nova arquitetura pública na paisagem da capital paraibana: 1900 - 1950
  • Data: 29/09/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta dissertação estuda a contribuição da arquitetura pública produzida entre 1900 e 1950 na capital do estado da Paraíba para a transformação da paisagem desta então ocorrida. Tal arquitetura introduziu na cidade muitos prédios públicos bem maiores e altos que os existentes e linguagens que ali não tinham sido usadas ainda, como o classicismo acadêmico, o estilo neocolonial, o art déco e o modernismo – as três últimas, criadas no período estudado. A dissertação examina mais de quarenta edifícios que contribuíram para a transformação mencionada; uns eram novas construções, outros eram o resultado de obras de reforma ou ampliação. A maioria dessas edificações surgiram nos 25 anos compreendidos entre 1916 e 1940 e muitas foram produzidas pelo governo, como parte de sua política visando o embelezamento da capital do estado. A transformação da paisagem teve lugar principalmente em praças importantes e ao longo dos dois principais eixos viários da cidade, um se estendendo do norte para o sul e o outro do leste para o oeste.
  • CHRISTIANE C. RODRIGUES
  • Desenvolvimento de um sistema construtivo modular com blocos de gesso.
  • Data: 26/09/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O gesso é um aglomerante que, comparado com outros materiais como cal e cimento Portland, pode ser considerado muito menos agressivo ao ambiente. Enquanto, no processo de fabricação, estes últimos emitem CO2, o gesso lança moléculas de água na atmosfera. Enquanto a produção de cal e de cimento Portland requer altas temperaturas, o gesso pode ser obtido a partir de temperaturas da ordem de apenas 150oC. Apesar dessas vantagens ambientais, o gesso é relativamente pouco usado no Brasil. Um esforço tem sido desenvolvido no sentido de se aumentar o consumo desse material nas habitações. Neste trabalho, apresenta-se um sistema construtivo modular desenvolvido à base de blocos de gesso. Trata-se de um sistema racionalizado que busca reduzir consideravelmente a mão-de-obra empregada, os tempos de execução e, consequentemente, os custos finais da construção. Os componentes básicos são três tipos de blocos principais, entre os quais, um bloco de canto. A partir de dois dos blocos principais obtêm-se sub-blocos de modo a vencer todas as dimensões da construção. As dimensões do sistema, bem como do projeto, são múltiplos inteiros da unidade-base, 10 cm, princípio básico da coordenação, evitando-se assim uma série de desperdícios de materiais e de mão-de-obra. Apresentam-se os tipos de blocos desenvolvidos e a seqüência a ser empregada na confecção de uma unidade habitacional de interesse social com o sistema proposto.
  • CHRISTIANE C. RODRIGUES
  • Data: 26/09/2008

  • GERMANA LEITE GONZALEZ TOSCANO
  • Uso do solo em áreas para proteção de poços destinados ao abastecimento público na cidade de João Pessoa, Paraíba
  • Data: 26/09/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O aumento das populações urbanas em todo o mundo tem causado grandes preocupações quanto à oferta de recursos hídricos para o seu suprimento. Nesse contexto, as águas subterrâneas têm assumido especial destaque haja vista a baixa variabilidade frente às variações climáticas como as estiagens prolongadas, a proximidade entre as estruturas de captação e os pontos de consumo, entre outros. No entanto, os aqüíferos, em especial as ocorrências no meio urbano, são bastante susceptíveis à contaminação ou poluição devido a concentração de atividades incompatíveis com as áreas que deveriam receber restrição de uso do solo. Nos Estados Unidos e nos países da Comunidade Européia o conceito de perímetros de proteção de poços é largamente difundido e amparado em leis, com critérios de delimitação diferentes para cada país. No Brasil, a Constituição Federal de 1988 determina que o domínio das águas subterrâneas pertence aos Estados que deveriam regular o seu uso. O objetivo deste trabalho foi analisar o uso do solo nos perímetros de proteção de captação de águas subterrâneas, destinados ao abastecimento público na cidade de João Pessoa, delimitados por Barbosa (2007). Também foram analisadas as legislações nacional e internacional relativas à proteção das águas subterrâneas no entorno dos poços de abastecimento. A partir dos perímetros de proteção já delimitados, através de visitas de campo e observação de imagem de satélite, foi feito o estudo do uso do solo das suas áreas internas principalmente quanto às infra-estruturas existentes de saneamento básico e àquelas atividades que apresentavam alguma restrição de uso. Um Sistema de Informações Geográficas (SIG) foi utilizado para o tratamento dos dados levantados. Foi constatado o exercício de atividades proibidas ou condicionadas nas áreas que deveriam ser protegidas. Apenas um pequeno número de Estados possui leis específicas de proteção das águas subterrâneas. Ademais as poucas legislações estaduais são bastante limitadas quando comparadas com as estrangeiras estudadas. A pesquisa feita demonstrou a necessidade de disciplinamento das atividades potencialmente poluidoras das águas subterrâneas e vem contribuir como um instrumento de utilidade para a construção de uma política para o disciplinamento das atividades no solo urbano.
  • SANDRA HELENA FERNANDES NICOLAU
  • Data: 26/09/2008

  • ALYNE LUCENA CAVALCANTE
  • MODELO ESTOCÁSTICO DE DESAGREGAÇÃO DA PRECIPITAÇÃO DIÁRIA EM ESCALA DE TEMPO SUB-DIÁRIA
  • Data: 11/09/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Um modelo hidrológico pode ser definido como uma representação matemática do fluxo de água e seus constituintes sobre alguma parte da superfície e/ou subsuperfície terrestre. Para o dimensionamento de estruturas hidráulicas como barragens de contenção, drenagem urbana, pontes, canais, bem como para utilização como dados de entrada em modelos de erosão do solo, escoamento superficial, e outros modelos, o conhecimento da precipitação nas áreas de projeto é essencial. As “chuvas de projetos” são determinadas por metodologias de representação simplificada da distribuição temporal da precipitação, utilizadas basicamente como entradas em modelos de simulação chuva-vazão para o dimensionamento de estruturas hidráulicas. Os dados de pluviógrafos permitem o conhecimento da precipitação em pequenas escalas de tempo (minutos, por exemplo). No entanto, há dificuldade em obtê-los, já que a grande maioria das séries históricas de precipitação da região Nordeste do Brasil é constituída de informações sobre o total diário. Para obtenção desses dados em escalas inferiores ao dia, a partir de dados diários, utiliza-se de técnicas de desagregação da chuva diária. Nesse trabalho, foi elaborado um modelo de desagregação da chuva diária utilizando dados medidos em uma estação pluviométrica instalada na bacia experimental do riacho Guaraíra, bacia esta situada na bacia representativa do rio Gramame, no litoral Paraibano, responsável pelo abastecimento da grande João Pessoa. O modelo de desagregação proposto nessa dissertação seguiu os procedimentos do modelo elaborado por Hershenhorn (1984) e Hershenhorn e Woolhiser (1987). Esses autores propõem um modelo estocástico para decompor o total precipitado em um dia em eventos chuvosos durante o dia. A partir dos dados diários registrados nas estações são determinados estocasticamente o número de eventos chuvosos, a hora inicial, a duração e a lâmina de cada evento chuvoso. É assumido que os parâmetros do modelo apresentam, como sugerem os autores, um caráter regional. O modelo apresentado nessa dissertação, para a região onde se encontra o pluviômetro digital utilizado, classifica os eventos chuvosos em classes de probabilidade, baseando-se na distribuição Log-Normal. Sequencialmente determina o número de eventos chuvosos por dia, através de uma distribuição discreta, binomial negativa, cujos parâmetros correlacionam-se com a chuva diária. Os valores precipitados em cada evento sub-diário são modelados através 4 de razões adimensionais que seguem uma distribuição Gama a dois parâmetros, os quais são determinados por uma relação exponencial com a ordem da classe de probabilidade da chuva diária. Mostrou-se também que a duração do evento chuvoso se ajusta a uma distribuição exponencial, condicionada à classe de probabilidade da chuva diária. O parâmetro Lambda da distribuição exponencial segue também uma regressão linear com a classe de probabilidade da chuva diária, apesar de não ter sido encontrada correlação entre a duração do evento e sua lâmina. Mostrou-se também que, em muitos casos, o tempo inicial do evento chuvoso, classificado pela ordem de ocorrência durante o dia, ajusta-se razoavelmente bem a uma distribuição exponencial. Um estudo específico de classificação dos hietogramas dos eventos chuvosos quanto a sua forma indicou que a representação do evento chuvoso através da sua intensidade média parece indicada para a região.
  • ELAINE CRISTINA TEIXEIRA PEDROSA FIGUEIREDO
  • Análise de vulnerabilidade de bacias periurbanas e a proteção de reservatórios utilizados em sistemas públicos de abastecimento de água: Estudos de caso da bacia do Rio Gramame/PB.
  • Data: 22/08/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • RESUMO:

    Este trabalho tem com objetivo identificar a vulnerabilidade ambiental da bacia do rio Gramame no trecho a montante do reservatório Gramame-Mamuaba, visando orientar um melhor planejamento  de uso do solo. Este reservatório provê as águas para abastecimento da cidades de Pedras de Fogo, Conde e da chamada Grande João Pessoa que compreende os municípios de João Pessoa, Cabedelo, Bayeux e parte de Santa Rita. A área de estudo selocaliza na porção sul da Zona da Mata Paraibana, no Nordeste do Brasil, possui uma área de 254,4 Km², inserindo-se parcialmente nos municípios de Pedras de Fogo, Santa Rita e Alhandra. Foi aplicado neste estudo a metodologia utilizada no Zoneamento Ecológico-Econômico – ZEE, de acordo com a teoria da ecodinâmica, para gerar o mapa de vulnerabilidade ambiental. Esta metodologia utiliza informações do meio físico relacionadas aos seguintes temas: geologia, geomorfologia, pedologia, vegetação e uso do solo e clima, onde para cada tema são definidos intervalos de vulnerabilidade. Posteriormente os mapas temáticos são convertidos em grades numéricas, que são integradas em ambientes de Sistema de Informação Geográfica – SIG, através da técnica de análise geográfica denominada de álgebra de mapas. Com base neste mapa foi possível identificar as áreas mais vulneráveis das bacias hidrográficas, áreas estas localizadas nos fundos dos vales e nas vertentes mais acentuadas situadas próximas as nascentes dos rios Gramame e Mamuaba.

  • ELAINE CRISTINA TEIXEIRA PEDROSA FIGUEIREDO
  • Data: 22/08/2008

  • ISABELLE YRUSKA DE LUCENA GOMES BRAGA
  • Aproveitamento da água de chuva para consumo não potável em condomínios horizontais da cidade de João Pessoa – PB
  • Data: 28/07/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata sobre o aproveitamento de água de chuva em finalidades não potáveis, tais como irrigação de jardins, lavagem de carros, lavagem de calçadas, dentre outros, utilizando como estudo de caso um condomínio horizontal da cidade de João Pessoa. Para tanto, foi necessário caracterizar a precipitação e as demandas de água de consumo, quantificar os usos da água em um condomínio, analisar a qualidade da água de chuva, dimensionar o reservatório de água de chuva e, por fim, verificar a aceitação social do uso da água de chuva em atividades não potáveis. Foram analisadas duas séries de precipitação da cidade de João Pessoa referentes aos períodos 1937 a 1970 e 1994 a 2006, em que foi verificado um sinal anual de significância de 10%, revelando a existência de uma estação chuvosa anual na cidade de João Pessoa. Para analisar o comportamento de cada ano nas séries estudas, foi realizada uma análise na faixa de 8–16 meses, revelando a viabilidade do uso da água de chuva na cidade, do ponto de vista técnico quanto à freqüência da precipitação e teste de significância. Para caracterizar as ofertas de água de consumo foram utilizados dois postos pluviométricos e o consumo total de água foi registrado de maio de 2005 a maio de 2007. Na quantificação dos usos de água foi necessário inserir um questionário respondido pelos moradores incluindo questões relacionadas ao aproveitamento da água de chuva. As amostras coletadas para verificar a qualidade da água de chuva foram analisadas nos laboratórios da UFPB, constatando sua qualidade em finalidades não potáveis. O reservatório é um item importante no sistema de água de chuva, devendo ser dimensionado corretamente para não inviabilizar economicamente o sistema. Os métodos utilizados para dimensionar o reservatório foram o método de Rippl, método prático brasileiro, método prático alemão, método prático inglês, método prático australiano e o método Monte Carlo. Considerando que os condomínios horizontais são pequenas cidades, os resultados obtidos neste trabalho podem servir de exemplo para as cidades como um todo.
  • VANIA MARIA LIMA CARNEIRO NASCIMENTO
  • Cartografia das áreas favoráveis à ocupação urbana no município de João Pessoa/PB utilizando sistema de informações geográficas
  • Data: 16/07/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A expansão física das cidades tornou-se uma constante nas últimas décadas, sobretudo nos países que tem experimentado taxas elevadas de crescimento populacional. O planejamento que prevê o crescimento urbano de forma ordenada deve ser precedido de estudos da adequabilidade da ocupação urbana, cujo objetivo é associar essa expansão com requisitos econômicos, sociais e naturais. Este trabalho avalia as potencialidades e restrições das áreas destinadas à ocupação urbana de João Pessoa/PB, a partir da elaboração e análise de documentos cartográficos em formato numérico e temático, tendo como base a adequabilidade do meio físico em função das características naturais e urbanísticas. Para realização das operações e análises dos dados, foi utilizado o sistema de informação geográfica SPRING e a linguagem de programação LEGAL. Na avaliação das áreas favoráveis à ocupação, a base de dados foi representada pelos critérios: declividade, materiais inconsolidados, substrato rochoso, profundidade do lençol freático, distância das áreas adensáveis e as restrições ambientais. A lógica booleana foi utilizada na modelagem dos dados de variação espacial abrupta e a lógica fuzzy na modelagem dos dados de variação espacial contínua. Como resultados, foram gerados mapas na forma de superfície contínua, com graus de aptidão à ocupação urbana variando de 0 (inapto) a 1 (apto). Nas áreas favoráveis à ocupação urbana dentro do perímetro urbano de João Pessoa/PB, os vazios urbanos foram mapeados, quantificados e classificados de acordo com os graus de aptidão propostos no estudo. Os resultados das análises realizadas mostraram que no município de João Pessoa/PB, da área total de 208,25 km2, cerca de 40% foi considerada inapta para ocupação urbana. Considerando apenas o perímetro urbano de João Pessoa, 77,91 km2 (61,93%) das áreas favoráveis estão com ocupação urbana e 15,06 km2 (11,97%) correspondem às áreas favoráveis que ainda podem ser ocupadas.
  • JOAO FILADELFO DE CARVALHO NETO
  • Otimização de rotas com o auxilio de uma plataforma “SIG-T” no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU
  • Data: 10/07/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os acidentes e as violências no meio urbano resultam das ações e/ou omissões humanas, através de condicionantes técnicos e/ou sociais. Em 2005, essas ocorrências foram responsáveis por cerca de 75% do total das mortes por causas violentas segundo o Ministério da Saúde do Brasil. Um elemento chave no atendimento às vítimas de violências e acidentes é o tempo de deslocamento gasto para realizar o atendimento, que pode mudar o quadro médico em questão de minutos, e fazer a diferença entre sobreviver ou morrer, conforme os procedimentos adotados durante a golden hour. No Brasil, um serviço que tem grande importância nesta atividade é o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel às Urgências e Emergências, no qual a escolha da rota a ser seguida pela ambulância, depende na grande maioria das vezes do conhecimento do motorista sobre a cidade e da sua intuição sobre o melhor caminho a ser seguido, o que muitas vezes não representa o mais rápido. Nesta perspectiva, testou-se uma ferramenta de roteirização associada ao uso de um Sistema de Informações Geográficas (SIG) voltado para Transportes (do tipo SIG-t), conexo ao Sistema de Posicionamento Global (o GPS), potencializando a escolha da melhor rota e a diminuição do tempo, do risco de morbimortalidade e dos custos gerados na prestação do serviço. Neste trabalho, foi testada de forma inicial a viabilidade de utilização de uma ferramenta de otimização de rotas e tempo de operação no SAMU, através de procedimentos de modelagem em transportes, tendo como célula de aplicação uma área previamente escolhida na cidade de João Pessoa - Paraíba.
  • GIANNA VANESSA DE ASSIS CHAVES
  • AVALIAÇÃO DO PAPEL DA FAIXA DE DOMÍNIO NA REDUÇÃO DE VIBRAÇÃO PRODUZIDAS POR TRENS EM ÁREAS URBANAS.
  • Data: 27/06/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Atualmente, os centros urbanos estão mais sujeitos à vibração induzida por tráfego, em virtude do aumento do volume deste. Dentre os efeitos da vibração, estão os danos em edificações. Neste estudo, foram investigados os efeitos da vibração produzida pelo tráfego de trens suburbanos em edificações, tomandose como caso (típico) de estudo uma linha férrea com tráfego misto de passageiros e de carga. Medições foram realizadas, visando identificar os níveis de vibração em edificações adjacentes à linha férrea e que apresentavam fissuração visível em suas fachadas. Os resultados obtidos mostraram que os níveis de vibração produzidos pelo tráfego de trens de passageiros apresentaram-se abaixo dos limites que potencialmente causariam dano. Todavia, simulações realizadas para estimar os níveis de vibração induzidos por trens de carga evidenciaram a ocorrência de níveis superiores aos aceitáveis para o tipo de edificações investigadas.
  • FABIANO DE MELO DUARTE ROCHA
  • APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS EM MATERIAIS ALTERNATIVOS NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO SECA: BLOCO EVA - INTERTRAVAMENTO E RACIONALIZAÇÃO DAS ALVENARIA
  • Data: 31/03/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  •  RESUMO

    Este trabalho apresenta o estudo de reaproveitamento de resíduos de E.V.A. (Etileno acetato de vinila) da indústria de calçados (aparas da produção de solados e palmilhas) na produção de blocos para construção civil sem função estrutural. Como parte de uma pesquisa mais ampla, este estudo se concentrou em desenvolver dimensões compatíveis com o material em questão (concreto leve) assim como no desenvolvimento de mecanismos que permitissem a construção seca. Desta forma, busca-se oferecer uma alternativa ecologicamente correta a um resíduo que hoje é depositado de forma inadequada na natureza e ao mesmo tempo reduzir o consumo de agregados naturais e consequentemente os danos que sua extração causa ao meio ambiente. O foco na construção seca persegue ainda a otimização das alvenarias reduzindo: mão-de-obra; consumo de argamassa de assentamento e até a produção de resíduos no próprio canteiro de obra. A pesquisa foi dividida em duas frentes: o desenvolvimento de dimensões e geometria (encaixes) compatíveis com as propriedades do concreto leve com agregado artificial de EVA e o teste de produção destes blocos com análise do desempenho mecânico dos mesmos isoladamente e em painéis. A etapa de projeto do bloco EVA foi subsidiada por estudos sobre: concreto leve com incorporação de EVA, projetos modulares, racionalização de alvenarias e projetos institucionais de habitação social. Nesta etapa foram projetados ainda moldes metálicos que permitissem a produção em laboratório de blocos em máquina tipo vibroprensa. Foi escolhido, com base em estudos anteriores, o traço em volume de 1:5 (aglomerante:agregados) com variações de teor de EVA incorporado em 80% e 90% em relação ao volume total de agregados. Resultados de resistência à compressão da ordem de 1,20MPa com cura de 28dias apontaram a viabilidade da produção em série de blocos produzidos com a incorporação de 80% de EVA. Os ensaios dos blocos EVA em prismas e painéis confirmaram a ductilidade deste tipo de concreto, com grandes deformações na direção do carregamento. Este comportamento revela uma propriedade capaz de combater algumas patologias nas alvenarias comumente encontrada em edificações nos dias de hoje. Verifica-se, portanto, que com o bloco EVA proposto consegue-se um equilíbrio entre uma resistência à compressão próxima do desejável, leveza interessante para o componente e geometria com encaixes e dimensões adequadas que facilitam a manipulação dos elementos durante a execução de alvenaria. A proposta de um método geral de desenvolvimento de peças a partir de materiais inovadores ou alternativos é uma contribuição para o desenvolvimento de materiais que possam apontar um viés sustentável à dinâmica de produção do espaço construído pelo homem.

  • FABIANO DE MELO DUARTE ROCHA
  • APROVEITAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS INDUSTRIAIS EM MATERIAIS ALTERNATIVOS NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO SECA: BLOCO EVA - INTERTRAVAMENTO E RACIONALIZAÇÃO DAS ALVENARIA
  • Data: 31/03/2008
  • Mostrar Resumo
  •  RESUMO

    Este trabalho apresenta o estudo de reaproveitamento de resíduos de E.V.A. (Etileno acetato de vinila) da indústria de calçados (aparas da produção de solados e palmilhas) na produção de blocos para construção civil sem função estrutural. Como parte de uma pesquisa mais ampla, este estudo se concentrou em desenvolver dimensões compatíveis com o material em questão (concreto leve) assim como no desenvolvimento de mecanismos que permitissem a construção seca. Desta forma, busca-se oferecer uma alternativa ecologicamente correta a um resíduo que hoje é depositado de forma inadequada na natureza e ao mesmo tempo reduzir o consumo de agregados naturais e consequentemente os danos que sua extração causa ao meio ambiente. O foco na construção seca persegue ainda a otimização das alvenarias reduzindo: mão-de-obra; consumo de argamassa de assentamento e até a produção de resíduos no próprio canteiro de obra. A pesquisa foi dividida em duas frentes: o desenvolvimento de dimensões e geometria (encaixes) compatíveis com as propriedades do concreto leve com agregado artificial de EVA e o teste de produção destes blocos com análise do desempenho mecânico dos mesmos isoladamente e em painéis. A etapa de projeto do bloco EVA foi subsidiada por estudos sobre: concreto leve com incorporação de EVA, projetos modulares, racionalização de alvenarias e projetos institucionais de habitação social. Nesta etapa foram projetados ainda moldes metálicos que permitissem a produção em laboratório de blocos em máquina tipo vibroprensa. Foi escolhido, com base em estudos anteriores, o traço em volume de 1:5 (aglomerante:agregados) com variações de teor de EVA incorporado em 80% e 90% em relação ao volume total de agregados. Resultados de resistência à compressão da ordem de 1,20MPa com cura de 28dias apontaram a viabilidade da produção em série de blocos produzidos com a incorporação de 80% de EVA. Os ensaios dos blocos EVA em prismas e painéis confirmaram a ductilidade deste tipo de concreto, com grandes deformações na direção do carregamento. Este comportamento revela uma propriedade capaz de combater algumas patologias nas alvenarias comumente encontrada em edificações nos dias de hoje. Verifica-se, portanto, que com o bloco EVA proposto consegue-se um equilíbrio entre uma resistência à compressão próxima do desejável, leveza interessante para o componente e geometria com encaixes e dimensões adequadas que facilitam a manipulação dos elementos durante a execução de alvenaria. A proposta de um método geral de desenvolvimento de peças a partir de materiais inovadores ou alternativos é uma contribuição para o desenvolvimento de materiais que possam apontar um viés sustentável à dinâmica de produção do espaço construído pelo homem.

  • MARCAL ROSAS F LIMA FILHO
  • Data: 31/03/2008

  • RAPHAELE DE LIRA MEIRELES
  • Influência do revestimento de argamassa no transporte de cloretos em estruturas de concreto armado inseridas no meio urbano.
  • Data: 31/03/2008
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • De acordo com pesquisa de campo realizada na cidade de João Pessoa - Paraíba - Brasil, grande parte das estruturas de concreto armado inseridas em ambiente urbano e sujeitas a influência marinha possuem revestimento externo, desta forma, optou-se por estudar a relação entre o transporte de cloretos em argamassas de revestimento e a sua influência na proteção da estrutura revestida. Para tanto foram moldados corpos-de-prova (CP) prismáticos em concreto nas dimensões de 8x8x8cm e relação água/cimento 0,55. Nestes CP, aplicou-se uma fina camada de chapisco e, vencido o seu período de cura, revestiu-se com quatro diferentes dosagens de argamassa, sendo que para cada dosagem foram utilizadas duas espessuras de revestimento. Além destes CP, também foram moldados CP de referência, ou seja, só em concreto. Passados 28 dias de cura ao ar em ambiente de laboratório, os CP tiveram cinco de suas seis faces isoladas com resina epóxi para que, quando submetidos aos ensaios acelerados, simulasse um fluxo unidirecional dos cloretos. Em seguida, os CP foram submetidos aos ensaios acelerados de difusão natural e ciclos semanais de imersão/secagem, ambos em solução de cloreto de sódio 1,0M e durante um período de 49 dias. Ao final dos ensaios, foram obtidos perfis de cloretos, com amostras extraídas a cada cinco milímetros, na direção superfície-interior. De acordo com os resultados obtidos, observa-se que existe um acúmulo de cloretos na interface argamassa-concreto seguida de uma redução no teor de cloretos no concreto, o chamado efeito resistência. Além disso, a dosagem e a espessura utilizadas nestas argamassas influenciam de forma significativa o transporte de Cl- no concreto. De uma maneira geral, os resultados indicam que a argamassa de revestimento externo pode exercer um papel de proteção complementar sobre as estruturas de concreto. Contudo, estes resultados devem ser tomados com cautela uma vez que estão relacionados a um ambiente particular promovido pelos ensaios acelerados.
2007
Descrição
  • LEONARDO FIGUEIREDO DE MENESES
  • AVALIAÇÃO DA VULNERABILIDADE DOS AQÜÍFEROS SUPERIORES NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA/ PB, ATRAVÉS DO MODELO DRASTIC
  • Data: 10/12/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A contaminação de aqüíferos porosos decorrente de águas residuais urbanas não tratadas constitui-se num fator cada vez mais preocupante, sendo motivo de diversos estudos ao longo das últimas décadas. Neste sentido, este trabalho tem por objetivo principal a elaboração de um mapa preliminar da vulnerabilidade natural dos aqüíferos não-confinados no município de João Pessoa/ PB. Para tal análise, lançou-se mão do modelo DRASTIC, no intuito de caracterizar áreas potencialmente vulneráveis à contaminação com base em fatores hidrogeológicos como topografia, recarga e material da zona não-saturada. Por meio de um Sistema de Informações Geográficas foram espacializados os fatores e, após o cruzamento dos mapas, foi obtido o mapa de vulnerabilidade contendo classes que variam de baixa vulnerabilidade à elevada vulnerabilidade. Este mapeamento permite a visualização das áreas mais sensíveis à contaminação, constituindo-se como uma importante ferramenta para o planejamento territorial visando a proteção dos recursos hídricos subterrâneos. O mapeamento da vulnerabilidade das águas subterrâneas pode, ainda, contribuir na definição de setores adequados à instalação de atividades potencialmente poluidoras em função dos possíveis impactos sobre as águas subterrâneas. Os resultados obtidos apontam para a necessidade urgentemente de um ordenamento do uso da terra em áreas onde a expansão imobiliária está em grande crescimento, como é o caso das áreas litorâneas do município. Verificou-se, ainda, que mesmo as áreas altas da cidade apresentaram-se com vulnerabilidades moderadas corroborando com a proposta de uma urgente discussão sobre uso da terra versus qualidade das águas subterrâneas. Assim, o resultado desta pesquisa pode servir de subsídio na tomada de decisões relacionadas com a preservação dos recursos hídricos subterrâneos, sendo possível avaliar a melhor localização para a instalação de atividades potencialmente contaminantes no município, em relação a vulnerabilidade natural dos aqüíferos.
  • PAULA CHRISTYAN SOUZA FERNANDES
  • Gestão de resíduos da construção civil em canteiros de obras de edifícios multipiso na cidade de Recife/PE
  • Data: 28/09/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Em razão dos diversos impactos ambientais e econômicos causados pelos Resíduos da Construção e Demolição-RCDs no Brasil, foi criada em 2002 uma Legislação Federal específica, a Resolução Nº 307/2002 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), que impõe aos geradores a obrigatoriedade da segregação, reutilização e reciclagem dos seus resíduos. Posteriormente, foi aprovada em Recife/PE a Legislação Municipal (Lei Nº 17.072/2005, de 03 de janeiro de 2005) para o setor, no qual se estabelecem as diretrizes e critérios para o programa de gerenciamento de resíduos da construção civil. O objetivo deste trabalho foi oferecer ao setor da construção civil subsídios para gestão dos seus resíduos nos canteiros de obra, visando atender as novas exigências legais. Para isto foi planejada, implantada e monitorada uma proposta de Sistema de Gerenciamento de Resíduos-SGR, em 7 canteiros de obra de edifícios multipiso na cidade do Recife, baseado na metodologia de Obra Limpa. Concomitantemente realizou-se o levantamento de Indicadores de Geração de Resíduos-IGR por serviço em 19 canteiros de obras: alvenaria (tijolos), acabamento (gesso em pasta, placas cerâmicas e argamassa de revestimento interno) e demolição; para que se possa contribuir nas estimativas mais precisas em relação às quantidades dos RCDs gerados nos canteiros de obras de Recife/PE. O resultado do estudo mostrou que a implantação do SGR teve sucesso de 86%, e que foi feita de forma economicamente viável e ambientalmente correta. Os indicadores mensurados na fase de acabamento das obras foram: argamassa, com um índice de geração de resíduos de 4,5% ou 0,88kg/m2; o gesso, com 5,97kg/m2 e as placas cerâmicas, com 5,9% ou 0,90kg/m2. Na fase de alvenaria obteve-se um indicador de 12,7% de perda. Para demolição o indicador de geração de resíduos obtido foi de 907 kg/m2.
  • VALEIDE VIEIRA ELIAS JERÔNIMO
  • Data: 28/09/2007

  • AIDA PAULA PONTES DE AQUINO
  • Análise das Potencialidades da Integração entre Trem e Bicicleta e da sua Viabilidade em um Aglomerado Urbano Brasileiro.
  • Data: 25/09/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso da integração nos transportes públicos de passageiros tem sido uma estratégia muito utilizada para aumentar a mobilidade nas áreas urbanas, reduzindo o custo do deslocamento e tornando-o mais acessível à população de baixa renda. A integração intermodal entre o trem e a bicicleta tem sido muito utilizada nos países desenvolvidos, notadamente na Europa, e incentivada como forma de redução do uso do automóvel, da melhoria da qualidade ambiental e de busca por um desenvolvimento urbano sustentável. A distância até as estações pode ser percorrida com menor esforço por bicicleta, possibilitando que ela seja guardada em local seguro ou que seja transportada no próprio trem, facilitando o acesso a um transporte de grande capacidade e baixo custo, permitindo vencer grandes distâncias com mais segurança. Embora seja uma possível solução para melhorar o deslocamento da parte menos favorecida da população, essa intermodalidade tem sido muito pouco explorada no Brasil. A presente pesquisa tem como objetivo central fazer uma abordagem sobre integração intermodal entre trem e bicicleta, buscando gerar subsídios que contribuam para um melhor conhecimento desse tipo de intervenção e da viabilidade da sua utilização no Brasil. Para tanto, são apresentadas algumas experiências com esse tipo de integração e suas características operacionais, além de um estudo de caso em um aglomerado urbano no Brasil, onde se investigou a existência de demanda de usuários com potencial para fazer uso dessa intermodalidade, como também a percepção dos ciclistas sobre esse modelo de operação. A área objeto do estudo foi o aglomerado urbano polarizado por João Pessoa, capital da Paraíba, que envolve mais de três municípios e uma população de quase um milhão de habitantes. A linha de trem urbano, gerenciada pela CBTU, margeia o aglomerado ao longo de uma extensão de 30 km e atende predominantemente à população de baixa renda. A pesquisa, realizada em âmbito local, constatou que existe um elevado fluxo intermunicipal de pessoas que utilizam a bicicleta em seus deslocamentos diários, e que grande parte são paralelos à linha ferroviária. Uma parcela expressiva dos ciclistas afirmou não usar o trem devido à distância entre as estações ferroviárias e suas origens/destinos. Foi verificado também que a demanda potencial por uma integração entre a bicicleta e o trem existe, assim como a manifestação clara e quantificada de fazer uso dela caso existisse. Essa integração aumentaria a área de influência das estações de trem através do uso da bicicleta. Além de melhorar a qualidade dos deslocamentos, com menor tempo de viagem, maior segurança e um baixo custo, a integração contribuiria para aumentar a inserção no mercado de trabalho e inclusão social da população de baixa renda que mora mais distante da capital, melhorando assim a qualidade de vida de boa parte dos habitantes do aglomerado.
  • MARIO LIMEIRA DE LYRA
  • Blocos Intertravados de concreto com resíduos de copolímero de etileno-acetato de vinila – EVA - para pavimentação de calçadas e passeios públicos
  • Data: 29/08/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • De acordo com a necessidade de reciclar resíduos industriais e preservar o meio ambiente, esta pesquisa desenvolveu um compósito cimentício, destinado à fabricação de blocos intertravados de concreto com resíduos de Copolímero de Etileno-Acetato de Vinila – EVA –, para pavimentação de calçadas e passeios públicos. A partir do processo convencional de produção desses blocos, estudamos as conseqüências da incorporação de resíduos de EVA Moído e Pó de EVA. Primeiramente, em relação ao processo de produção, em laboratório, foram observadas as alterações decorrentes da inclusão dos resíduos na mistura do concreto. Em seguida, de acordo com a norma NBR 9780:1987, foram realizados os ensaios de resistência à compressão para então compararmos o desempenho, dos traços com resíduos de EVA, com o do traço de referência. A primeira fase do experimento produziu duas séries de traços, que são variações do traço de referência, cada uma, contendo diferentes dosagens, incorporando um tipo de resíduo. Determinamos uma série com Pó de EVA, substituindo parcialmente o pó de pedra, e outra série contendo EVA Moído, que substitui parte da areia. Os resultados obtidos serviram de parâmetros para a segunda fase do experimento, que consiste em duas séries de traços. A primeira contendo EVA Moído e a segunda incorporando resíduos de Pó de EVA e EVA Moído na mesma dosagem. As análises indicaram que a incorporação de EVA Moído, nas dosagens, é mais eficiente porque permite uma maior quantidade de resíduos na mistura, em torno de 27% do volume do traço, com menor perda da resistência à compressão dos blocos. Os outros traços apresentam uma perda mais acentuada da resistência, com um menor aproveitamento de resíduos de Pó de EVA e EVA Moído. Um teste de produção foi realizado em uma fábrica local para confrontarmos os dados com a pesquisa em laboratório. Avaliamos o desempenho das dosagens na produção em maquinário industrial, assim como a resistência à compressão. Concluímos que, a incorporação de resíduos de EVA Moído na fabricação de blocos intertravados de concreto é viável, desde que, seja destinado ao uso em pavimentação de calçadas e passeios públicos.
  • MÁRCIO DE MORAES CORDEIRO
  • Variações da Dureza da Água Subterrânea do Aqüífero Beberibe na Zona Urbanizada de João Pessoa-PB
  • Data: 31/07/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho apresenta um estudo que tem o objetivo principal investigar as variações da dureza da água subterrânea do aqüífero Beberibe na zona urbanizada de João Pessoa, a capital do estado da Paraíba, indicando suas adequações para o uso doméstico, considerando a Portaria 518/04 do Ministério da Saúde. O município de João Pessoa tem uma área total de 210,45 km² com uma população de 597.934 habitantes, distribuídos em 64 bairros. Está localizado na porção mais oriental da Paraíba, limitando-se ao norte com o município de Cabedelo; ao sul com o Conde ; a leste com o Oceano Atlântico e a oeste com os municípios de Bayeux e Santa Rita. O trabalho foi desenvolvido após o cadastramento de 25 poços tubulares, a partir das informações obtidas junto a órgãos competentes, sobre os perfis litológicos-construtivos e laudos de análises da qualidade da água dos poços. Com as informações cadastrais foram elaborados seis perfis geológicos relacionando o valor do parâmetro dureza da água com a distância entre a parte superior do filtro e a formação Gramame. Também relacionou-se este parâmetro com a distância entre o centro do filtro e superfície inferior da formação Gramame, constituída de rochas calcáreas responsável pela elevação da dureza da água. Os resultados obtidos mostraram que quanto maior é a distância entre o sistema de captação de água subterrânea (filtro) e a formação Gramame, menor é a dureza da água captada. Assim é de grande importância instalar os filtros a uma distância mínima de 50 m da formação Gramame ,para se obter água subterrânea de dureza aceitável para o uso domestico.
  • ALINE FIGUEIREDO DA NÓBREGA AZEREDO
  • Potencial de aproveitamento de resíduos de caulim paraibano para o desenvolvimento de argamassas de múltiplo uso
  • Data: 30/04/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Na Paraíba, a indústria do beneficiamento do caulim, atividade de grande importância para o Estado e municípios produtores, é geradora de grandes quantidades de resíduos, que são depositados em aterros, causando impacto ao meio ambiente. O Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) tem atribuído a responsabilidade de gestão dos resíduos aos seus geradores. Este resíduo ainda não possui tecnologia de reciclagem reconhecidamente desenvolvida, sendo matéria de estudo na Universidade Federal da Paraíba. Desse modo, este trabalho objetiva avaliar alguns aspectos dos resíduos de caulim como agregado e filler em argamassas de múltiplo uso e como material pozolânico. Caracterizações físicas e mineralógicas dos resíduos foram realizadas através de DR-X qualitativo e quantitativo, análise por miscrocópico óptico, massa unitária e distribuição granulométrica. Várias misturas de argamassas foram estudadas, nas quais se combinaram os resíduos com cimento e/ou cal. A fim de se verificar a potencialidade do resíduo argiloso como material pozolânico, fez-se um beneficiamento desse resíduo através de moagem e calcinação (a 700º C) e se verificou o índice de atividade pozolânica e finura (método Blaine). No estado in natura o resíduo argiloso foi testado como material plastificante em argamassas de múltiplo uso, e o arenoso como agregado. O desempenho das argamassas foram avaliadas através da consistência e retenção de água, no estado fresco, resistência à compressão, resistência de aderência à tração, densidade de massa, índices físicos (absorção por imersão, massa específica e índice de vazios) e permeabilidade por capilaridade, no estado endurecido, comparando se com uma argamassa de referência e outra industrializada obtida no mercado local. Foi feito também uma avaliação térmica dos resíduos nas argamassas, as quais foram calcinadas até 700ºC, e depois dessa calcinação, avaliou-se a curva da tensão de formação e módulo de elasticidade dessas argamassas. Os resíduos de caulim contém em sua composição quartzo, mica e caulinita, e podem ser classificados em arenoso (chamado localmente de birra) e argiloso (chamado localmente de borra), de acordo com o teor de caulinita. O argiloso apresentou cerca de 55% de caulinita e o arenoso cerca de 30%, além de 58,5% de quartzo. A lei de Abrams foi seguida para todas as argamassas, com e sem os resíduos. A redução da resistência nas argamassas com os resíduos se deu de forma mais significativa. Mudanças na mineralogia e na forma da partículas dos resíduos afetaram o empacotamento das mesmas. Quanto ao comportamento da curva tensão-deformação e módulo de elasticidade para a variação de temperatura, as argamassas com os resíduos se mostraram bem mais estáveis, porém valores mais baixos. Em geral, os resíduos de caulim paraibanos estudados neste trabalho, tem potencial para serem usados como materiais constituintes de argamassa de mútiplo uso, quanto às propriedades mecâncias avaliadas. A aplicação desses resíduos depende do teor de caulinita existente em sua compoisção.
  • NARCISO AMARAL DA SILVA
  • Estudos de diretrizes termo-ambientais para o planejamento urbano da cidade de Corrente, Piaui, Nordeste do Brasil
  • Data: 30/03/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • João Pessoa, 2007. Dissertação (Mestrado em Engenharia Urbana) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Urbana, Centro de Tecnologia, Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, 2007. Utilizando-se de séries de dados horários, de temperatura e de umidade relativa do ar, de velocidade e  de direção do vento medidas, simultaneamente, em três estações meteorológicas instaladas na malha urbana da cidade de Corrente-PI e noutra, padrão do INPE (estação de referência), fora da malha urbana, na qual além das séries de dados já mencionados, mediram-se séries de radiação solar e de precipitação acumulada durante o ano de 2006, objetivando avaliar o padrão de ocupação do solo desta cidade e suas inter-relações com as variáveis termoambientais medidas, havendo-se chegado à conclusão da inadequação do seu padrão de ocupação do solo ao clima local, detectando-se ilha de calor da ordem de 5ºC, a partir do que se definiram algumas diretrizes visando ao seu crescimento sustentável.

  • FRANCISCO PEREIRA DA SILVA JÚNIOR
  • Um estudo sobre a determinação de coeficiente de absorção acústica em placas fabricadas com resíduos de E.V.A.
  • Data: 30/03/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho estudou-se a propriedades de compositos de matriz cimenticia, utilizando o residuo de Etileno Acetato de Vinila (EVA) como agregado, com vistas ao seu emprego como material absorvente acustico, na forma de placas. Em particular, foi investigado o efeito da porosidade e resistividade ao fluxo de ar na capacidade de absorcao acustica da placa confeccionada. O metodo utilizado para a determinacao do coeficiente de absorcao acustica das placas foi por meio de ensaio em camara reverberante, compondo como um dos objetivos do presente trabalho a montagem e calibracao da referida camara reverberante. A metodologia aplicada visava caracterizar a relacao entre granulometria, indice de vazios, resistividade ao fluxo de ar e a capacidade de absorcao acustica de placas confeccionadas com o residuo em estudo, alem de definir os prototipos a serem ensaiados em camara reverberante. Os resultados obtidos indicaram a possibilidade de substituicao de materiais industrializados pelos compostos produzidos de cimento e residuo de EVA em faixas de frequencias acima de 1kHz.
  • FRANCISCO PEREIRA DA SILVA JÚNIOR
  • Data: 30/03/2007

  • TINA MIRIAM MEYER
  • EQUIPAMENTOS URBANOS DE BAMBU COM LIGAÇÕES DE FIBRAS VEGETAIS EM MATRIZES POLIMÉRICAS
  • Data: 30/03/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Uma das maiores dificuldades do uso do bambu nas construções é a conexão dos colmos entre si. A forma oca e cilíndrica limita a variedade de ligações. O presente trabalho apresenta diversos tipos de ligações desenvolvidas com base em mantas de sisal em matrizes poliméricas. Estas estão projetadas de forma a dar flexibilidade ao arquiteto: facilitar as conexões tridimensionais, ser resistente às forças aplicadas e ao desgaste. Em laboratório, foram elaboradas ligações tubulares lineares com fibras de sisal em uma matriz da resina poliéster. O processamento da confecção dos diversos tipos de ligações foi estudado nas três fases: mistura, impregnação e moldagem (manual). Foram feitos ensaios de caracterização da resina, da manta e dos compósitos. As ligações foram ensaiadas em compressão, flexão e tração. Em compressão, a ligação desenvolvida permaneceu intacta até o esmagamento dos colmos. Resultados semelhantes se observam no ensaio de flexão, tanto com pinos quanto sem pinos. Observou-se que nestes ensaios a ligação praticamente não sofreu danos. Em tração a ligação mostrou resistência mais baixa que do bambu e a presença de pinos foi necessário. Com base neste tipo de ligações foram elaboradas propostas arquitetônicas, usando como elemento estrutural básico uma treliça. Foi construído um protótipo demonstrativo no campus da UFPB. Os cálculos estruturais realizados mostraram que as ligações propostas são capazes de resistir com segurança às ações atuantes.
  • WAMBERTO RAIMUNDO DA S JUNIOR
  • Análise integrada da qualidade da água bruta e tratada do sistema Epitácio Pessoa – ETA Gravatá
  • Data: 30/03/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O gerenciamento e controle dos processos relacionados ao tratamento de água vem se tornando cada vez mais caro, e um erro de julgamento pode trazer mais prejuízos do que soluções, tanto com relação a saúde pública como ao custo dos atores envolvidos na correção das falhas. Tudo isso, gera a necessidade de ferramentas que tornem a análise mais ampla e eficiente e auxiliem na tomada de decisões. O presente estudo vem de encontro a essa necessidade, propondo desenvolver uma ferramenta de apoio ao gerenciamento de Estações de Tratamento de Água - ETA baseada na modelagem integrada dos parâmetros de água bruta e tratada. De inicio foi elaborado uma plataforma genérica para cadastro e sistematização das informações geradas de controle de qualidade da água no sistema ETA-Gravatá, produtora de água potável para a cidade de Campina Grande e circunvizinhas, no estado da Paraíba. A partir daí fez-se uma análise relacional das informações através de agrupamento de Cluster bem como da estacionaridade das séries temporais cadastradas. A modelagem matemática da qualidade da água em ETA, aqui proposta, basea-se na utilização de análise de regressão multivariada para prognóstico do comportamento e eficiência de tratamento da água frente as mudanças de parâmetros indicativos de qualidade da água bruta. Buscar-se-á uma integração na análise do sistema: manancial de captação - tratamento, sendo uma alternativa aos modelos de qualidade da água de base física. A simplicidade de sua formulação e o bom desempenho nos resultados obtidos mostram que os modelos apresentados podem ser aplicados no sistema ETA-Gravatá, como uma ferramenta útil no auxílio a tomada de decisão nos processos relacionados a operação, controle e gerenciamento da estação.
  • YVES DE SOUSA SILVA
  • Data: 30/03/2007

  • MARIANA BRITO DE LIMA
  • Diretrizes urbanísticas e construtivas para cidades de clima semi-árido: Estudo de caso na cidade de Monteiro
  • Data: 29/03/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Adequar o urbanismo e a arquitetura ao clima de um determinado local significa construir espaços que possibilitem ao homem condições de conforto. O clima quente e seco, por apresentar maiores adversidades quanto ao conforto higrotérmico do ambiente, implica uma necessidade maior de criação de microclimas e, portanto, adaptações urbanísticas e construtivas que amenizem e atendam o ser humano no que diz respeito ao conforto ambiental. Realizar um estudo sobre o clima urbano de uma região é essencial para a compreensão dos problemas ambientais resultantes da urbanização desta região. A definição do objeto de estudo desta pesquisa se inscreve neste contexto de interação entre fenômenos da urbanização e o clima das cidades, especificamente a cidade de Monteiro, localizada em uma região de clima semi-árido, no Estado da Paraíba. Portanto, a questão que se coloca como problema é a de como elaborar o planejamento urbano e arquitetônico em cidades de clima semi-árido, que atendam as necessidades do conforto ambiental para o ser humano. No intuito de responder essa questão foi realizada uma pesquisa de campo na cidade, utilizando cinco estações climatológicas portáteis distribuídas em regiões distintas da cidade, as quais mediram a velocidade e direção dos ventos, temperatura e umidade relativa do ar, durante o mês de novembro, mês historicamente considerado o mais quente do ano. Os dados climáticos e as variáveis ambientais da cidade, tais como uso do solo, densidade, arborização, orientação das vias, entre outras, foram estudadas seguindo a metodologia proposta por Monteiro (1976) e Bustos Romero (2001). Na primeira fase do estudo são apresentados os dados climáticos de cada ponto de medição comparando o seu comportamento externo e interno, no intuito de compreender de que forma a edificação e seu entorno contribuem para a amenização das variáveis climáticas internas em cada edificação. A segunda fase analisa comparativamente os dados de todos os pontos em relação aos dados climáticos da estação agrometeorólogica mais próxima, localizada no município vizinho, Sertânia/PE. Após analisar as configurações do clima urbano estudado e correlacionar os problemas que podem ter influenciado o clima em cada ponto de estudo, são indicadas diretrizes urbanísticas e construtivas, de forma a auxiliar na melhoria do conforto ambiental na cidade de Monteiro/PB.
  • PAULO AUGUSTO F DE ANDRADE
  • Metamorfose dos centros urbanos: uma análise das transformações na centralidade de João Pessoa – PB, 1970- 2006
  • Data: 29/03/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O objetivo principal deste trabalho é investigar as implicações do processo de metamorfose na centralidade urbana de João Pessoa, sob a ótica dos usos e atividades centrais, no período que se inicia na década de 1970 e que se estende até os dias atuais. O âmbito espacial sobre o qual recai o foco do presente trabalho é a área central da cidade de João Pessoa. No entanto, é importante destacar que se farão referências a outros setores da cidade, os quais, nas últimas décadas, transformaram-se em novos redutos de centralidade. O recorte temporal, por sua vez, segue as transformações ocorridas de 1970 aos dias atuais, pois, a partir daquela década, ocorreram profundas transformações advindas dos paradigmas pós-modernos. Trata-se de uma fase de mudanças na estrutura intra-urbana de nossas cidades, onde um comércio seletivo e novos modos de vida surgem, influenciados pelos anseios das classes privilegiadas no contexto da sociedade de consumo. A metodologia utilizada compreende não apenas o levantamento bibliográfico, cuja importância se revela na construção da base teórica deste trabalho, mas também a análise do fenômeno das mudanças de centralidade, utilizando-se dados e indicadores fornecidos por instituições e pelo Laboratório do Ambiente Urbano e Edificado, da UFPB. Na cidade de João Pessoa, o centro principal expandiu-se, de forma predominante, na mesma direção da Avenida Epitácio Pessoa, seguindo o deslocamento das camadas de alta renda para a zona litorânea da cidade. Os resultados permitem concluir que o centro principal da cidade de João Pessoa possui uma decadência física em inúmeros imóveis e uma diminuição na dinâmica imobiliária em relação os “novos centros” da cidade. Contudo, do ponto de vista de atividades comerciais, de prestação de serviço e outras imprescindíveis para o processo de vitalidade da área, o centro tradicional da cidade de João Pessoa continua a produzir economia, sendo dotado do maior número de atividades licenciadas e de uma expressiva circulação monetária. Portanto, sua vitalidade e centralidade urbanas, que se expressam em uma diversidade de atividades de grande interesse sócio-econômico são, até o presente momento, bastante evidentes.
  • PAULO SERGIO OLIVEIRA DE CARVALHO
  • “EficientE” – Um método de dimensionamento econômico para redes de distribuição de água.
  • Data: 26/03/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem o objetivo de elaborar um método de dimensionamento econômico de sistemas de distribuição de água, composto pela rede de tubulações, com seu sistema de impulsão. O método, aqui denominado “EficientE”, busca alcançar a solução de custo mínimo para redes malhadas, ramificadas e para ampliações de redes já existentes. Para o desenvolvimento da metodologia de otimização, foram utilizadas técnicas de programação dinâmica, aliadas a conceitos econômicos básicos. Esta junção de técnicas e conceitos propiciou o desenvolvimento de um algoritmo matemático iterativo de convergência, para a obtenção da solução de custo mínimo. Para a determinação das variáveis de estado do sistema, a cada iteração, foi desenvolvido e utilizado um programa, associado a um software de simulação hidráulica do escoamento permanente em redes malhadas de distribuição de água. O método proposto foi testado em cinco exemplos de redes com características distintas, quanto ao traçado, tamanho e condições de contorno. Em todas as redes estudadas, o método funcionou perfeitamente e apresentou excelente desempenho. Os resultados alcançados indicam que o método pode ser utilizado em redes de qualquer porte, pois não foram encontradas quaisquer restrições a sua aplicação.
  • EDUARDO FIGUEIREDO PORTO
  • Data: 05/03/2007

  • JANINE HOLMES GUALBERTO
  • DETERMINAÇÃO E VERIFICAÇÃO DE ÂNGULOS DE CÉU DECORRENTES DOS PADRÕES DE OCUPAÇÃO DO SOLO NOS BAIRROS DE CABO BRANCO E TAMBAÚ/ JOÃO PESSOA – PB
  • Data: 05/03/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho determina e verifica a eficiência dos ângulos de céu obstruídos decorrentes da ocupação atual do solo e os relativos aos adensamentos propostos por Peregrino (2005) para um trecho dos bairros de Cabo Branco e Tambaú, João Pessoa – PB, utilizando-se da metodologia desenvolvida por Pereira (1994), com base no método das radiações ponderadas horárias de Aroztegui (1980), além de softwares para cálculo das radiações diretas e difusas e para a confecção de máscaras de obstrução solar. A pesquisa concluiu que a Lei que rege a ocupação do solo urbano da cidade de João Pessoa está totalmente equivocada no que se refere aos ângulos de céu obstruídos, que não só comprometem à ventilação intra-urbana, mas notadamente os níveis de temperatura locais pela exposição prolongada das superfícies verticais e horizontais na malha urbana da cidade.
  • LEONARDO PEREIRA E SILVA
  • Modelagem e Geoprocessamento na identificação de áreas com risco de inundação e erosão na bacia do Rio Cuiá
  • Data: 28/02/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho apresenta um estudo com o objetivo principal de identificar áreas sujeitas à inundação, erosão e deslizamento na bacia do rio Cuiá, através do uso de técnicas de geoprocessamento e modelagem hidrossedimentológica. A bacia do rio Cuiá está localizada na microrregião do litoral sul paraibano e na messorrregião da Mata Paraibana, abrangendo completamente oito bairros do município de João pessoa e 13 bairros parcialmente. Limita-se ao norte com a bacia do rio Jacarapé, ao sul com a bacia do rio Gramame, a oeste com o conjunto Habitacional Ernany Sátiro e a leste com o Oceano Atlântico; a bacia do rio Cuiá possui uma área de aproximadamente 40 km2. Para a obtenção do mapa do uso adequado do solo, foram integrados os mapas de inundação, produção de sedimentos, impermeabilização e deslizamento, e para a confecção de um mapa síntese das variáveis encontradas no decorrer do trabalho, foram definido cinco cenário de riscos para a bacia do rio Cuiá: R5 Cenário de risco muito alto, R4 Cenário de risco alto, R3 Cenário de risco médio, R2 Cenário de risco baixo e R1 Cenário sem risco. Foi realizado um cruzamento entres os temas, para isso foi utilizada a álgebra booleana envolvendo as operações de união e de intercessão. Este mapa foi dividido em cinco setores, diferenciados pelo grau de risco. O cenário R1 com 30,24 km2, cerca de 75,64% do total da bacia, mostra que a maior parte da bacia se encontra com áreas sem risco algum. Para o cenário R2, foi mensurada uma área de 2,45 km2 representando cerca de 6,13% de toda bacia. Com 3,61% de toda a bacia com uma área de 1,44 km2, o cenário R3. De acordo com análise realizada no SIG, o cenário R4 tem uma área de 0,04 km2, isso equivale a 0,09% do valor total da bacia. Finalmente, sendo a última categoria analisada, o cenário R5 com uma área de 5,81 km2, representa 14,54% da área estudada. O trabalho mostrou uma proposta de adequação do uso e ocupação do solo tomando como bases as variáveis de risco, tais como, risco à inundação e deslizamento e, conseqüentemente, impermeabilização e erosão, com cinco cenários de riscos, o R1 como o menos problemático e o R5 como o mais problemático. Pela análise realizada no trabalho. Recomenda-se que: o cenário R5 seja área de recuperação urbana, onde os problemas encontrados foram impermeabilização, erosão, inundação e deslizamento; o cenário R4 seja uma área de recuperação ambiental, pois os problemas encontrados foram de deslizamento e impermeabilização; o cenário R3 seja área de reestruturação urbana, com problemas de deslizamento, erosão e impermeabilização; o cenário R2 seja uma área de conservação ambiental, pois o problema encontrado é o de deslizamento; e o cenário R1 seja área de ocupação dirigida e desenvolvimento econômico compatível.
  • LAISE KELLEY DE CARVALHO LEMOS
  • Zoneamento de aqüíferos através da delimitação de perímetros de proteção de poços de abastecimento público de água: o caso da cidade de João Pessoa
  • Data: 27/02/2007
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As sucessivas secas ocorrentes na região Nordeste, inclusive atingindo a região litorânea e os seus sistemas de abastecimento de água, têm provocado aumento significativo do uso de águas subterrâneas captadas através de poços. Entretanto, verifica-se a deficiência de estudos hidrogeológicos, uma vez que o conhecimento sobre os aqüíferos, os poços existentes e suas zonas de proteção não são ainda satisfatórios para subsidiar a gestão eficiente das águas subterrâneas. Ademais, verifica-se a ausência de legislação específica nacional, existindo normas apenas em alguns estados. A delimitação de zonas de proteção de poços se faz importante para ressalvar os sistemas de abastecimento d' água. Trata-se de uma das formas mais eficazes de proteger a captação de água subterrânea restringindo o uso dos terrenos circunvizinhos. Este trabalho tem como objetivo principal realizar a delimitação de perímetros de proteção dos aqüíferos contribuintes, especificando diferentes zonas de restrição para 30 poços utilizados para abastecimento público na zona urbana do município de João Pessoa, Paraíba. Utilizou-se como referencial teórico e legal a legislação portuguesa expressa no Decreto-Lei Nº. 282/99. Os perímetros foram delimitados utilizando uma metodologia de base analítica denominada Raio Fixo Calculado, citada na referida legislação. Para melhor apresentação dos resultados, foi elaborado um SIG (Sistema de Informações Geográficas) contendo todas as características dos poços em estudo, bem como as zonas de proteção estabelecidas.
  • ISABELLY CÍCERA DIAS VASCONCELOS
  • ESTUDO DA VIABILIDADE TÉCNICA, ECONÔMICA E SOCIAL DO APROVEITAMENTO DE ÁGUA DE CHUVA EM RESIDÊNCIAS NA CIDADE DE JOÃO PESSOA
  • Data: 09/02/2007
  • Mostrar Resumo
  • O problema da disponibilidade da água potável é antigo e vem se agravando com o passar do tempo, devido especialmente ao aumento da população e da poluição dos mananciais. Isto leva a procurar novas formas de aproveitamento da água. O aproveitamento de água pluvial surge como uma ação de boas perspectivas, pois substitui o uso de água potável onde a qualidade desta não é necessária. No processo de coleta de água de chuva, são utilizadas áreas impermeáveis, normalmente o telhado. A água de chuva coletada através de calhas, condutores verticais e horizontais é armazenada em reservatório, geralmente enterrado. A água armazenada deverá ser utilizada somente para consumo não potável, como em bacias sanitárias, chuveiros, lavatórios, lavagem de roupas e veículos e em torneiras de jardim. Este trabalho trata do estudo da viabilidade técnica e econômica da utilização de um sistema de coleta e aproveitamento da água de chuva, e da avaliação da opinião da população de João Pessoa – PB sobre a implantação desse sistema para residências desta cidade. O sistema de capitação e armazenamento de águas pluviais foi concebido contendo o telhado, calhas, condutos verticais e horizontais, filtro de areia, cloração, reservatório inferior e reservatório superior. A etapa de tratamento (filtração e cloração) juntamente com uma boa qualidade inerente às águas pluviais, a torna passível de todos os usos numa residência, exceto o potável. Dessa forma, apenas a pia de cozinha (preparo de alimentos, lavagem de pratos, ingestão) ficou utilizando água potável fornecida pela concessionária. Foram considerados três tipos padrão de residências com níveis sócio-econômicos distintos: um popular, um médio e um terceiro de padrão alto. A distribuição de usos potáveis e dos não potáveis foi pesquisada na bibliografia e foi definida como sendo 84,62% de demanda por água não-potável (água pluvial) para a residência de padrão popular, 87,65% para o padrão médio e 89,63% para o padrão alto. Foram calculados os indicadores econômicos valor presente líquido (VPL) e razão benefício/custo, ambos para uma vida útil do sistema de 20 anos, além do período de retorno, para alguns valores possíveis de a capacidade do reservatório de acumulação, variando desde o máximo possível calculado pelo método de Rippl, até a um mínimo equivalente a dez dias de consumo da residência. Para o atual cenário de tarifas, o aproveitamento de águas pluviais no âmbito predial é alternativa economicamente inviável para os padrões popular e médio de residências. Para o padrão alto, em virtude do valor mais elevado de tarifa e de quantidade maiores de águas pluviais utilizadas, a alternativa é economicamente viável, com VPL variando de R$ 1.278,17 a R$ 2.254,00, razão benefício/custo variando de 1,29 a 1,47 e período de retorno variando de 8,17 a 10,36 anos. Por outro lado, para cenários futuros de valor de tarifa, o aproveitamento de águas pluviais em residências é alternativa economicamente viável, com VPL de até cerca de R$ 32.386,11 para o padrão alto de residência e valor de tarifa de água equivalente ao quádruplo do atual. Para se obter a opinião da população foram realizadas 800 entrevistas. Os resultados mostram que 66,1% da população tem conhecimento sobre a utilização da água de chuva, dos quais 54,37% a utilizam. Incluindo o percentual de entrevistados que utilizariam águas pluviais em residências caso tivessem conhecimento da opção, a parcela de utilização aumentaria para quase dois terços dentre a população pessoense, demonstrando um alto nível de aceitação da opção.
2006
Descrição
  • PABLO MORENO FEITOSA GURGEL
  • Diretrizes para o gerenciamento ambiental com ênfase aos resíduos sólidos urbanos em aglomerados da Bacia do Rio Gramame.
  • Data: 20/12/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O crescimento das cidades e a ocorrencia de ocupacoes imobiliarias de forma desordenada sao grandes problemas a serem enfrentados pelo Poder Publico. A velocidade em que surgem os aglomerados urbanos dificulta a elaboracao de solucoes adequadamente eficientes de infraestrutura de saneamento basico e servicos publicos. O nao atendimento destas demandas leva a populacao a desenvolver solucoes alternativas que podem gerar grandes impactos ao meio ambiente e ao bem-estar de todos. No tocante aos residuos solidos, o cenario nacional e preocupante. A maioria dos municipios brasileiros ainda dispoe seus residuos solidos de forma inadequada em lixoes. Alem disso, a ineficiencia dos servicos de limpeza publica nao permite que a populacao adquira habitos de manejo dos residuos solidos. O estudo permitiu verificar as condicoes socioeconomicas, ambientais e de saneamento basico inseridos na bacia do Rio Gramame. Pode-se perceber que na maioria dos aglomerados estudados o servico de limpeza urbana e realizado regularmente. Todavia, grande parte dos moradores adotam solucao individual e inadequada para o lixo. Os aglomerados que nao dispoem desse servico, adotam como solucoes para os residuos a queima, enterrar ou simplesmente depositar ao ceu aberto. Apesar das comunidades possuirem associacoes, as acoes de reducao e reaproveitamento de residuos sao difundidas de forma muito discreta. Apos avaliacao dos aspectos socioeconomicos e ambientais dos aglomerados estudados, para aquele mais deficitario quanto as demandas existentes foi proposta uma alternativa de gerenciamento dos residuos solidos, podendo ser utilizada nos demais aglomerados inseridos na bacia do rio Gramame e de outras regioes, com caracteristicas semelhantes.
  • JOSE LUCIANO AGRA DE OLIVEIRA
  • Uma Contribuição aos Estudos Sobre a Relação Transporte e Crescimento Urbano: O Caso de João Pessoa
  • Data: 30/09/2006
  • Mostrar Resumo
  • A compreensão precisa da natureza da relação entre transportes e desenvolvimento urbano exige um bom conhecimento do processo de origem e evolução das cidades, os elementos que contribuem para a definição da sua estrutura e forma e qualidade de vida urbana. O trabalho apresenta uma revisão bibliográfica sobre alguns aspectos históricos da origem e evolução das cidades, os principais eventos do seu desenvolvimento, o papel que as formas de mobilidade no passado tiveram na configuração espacial e a importância do sistema de transportes na consolidação dessas cidades. A pesquisa desenvolvida buscou resgatar um pouco da história da evolução da cidade de João Pessoa e investigar o papel desempenhado pelo sistema de transportes como parte desse processo. A evolução da cidade de João Pessoa da sua origem até o século XIX foi apresentada a partir da percepção que se tinha da cidade na época. A evolução da capital paraibana no século XX até a década de 1960 foi profundamente marcada pelo impulso no aumento da população, das atividades comerciais e pelas intervenções do poder público. Essa política intervencionista consolidou de forma definitiva numa mesma estrutura urbana o Centro e os bairros das zonas leste e sul da cidade. A década de setenta representou um marco definitivo na organização espacial e no sistema de transportes da cidade. A cidade de João Pessoa passou a ser planejada de forma integrada, associando desenvolvimento e transporte, de modo menos intuitivo e com maior rigor técnico. No trabalho são apresentadas as propostas dos principais planos de desenvolvimento de uso do solo e de transportes da cidade. A cidade de João Pessoa dobrou de tamanho entre 1972 e 1983 apresentando os efeitos do intenso processo de urbanização. A partir daí são elaborados estudos e o plano diretor de transportes que vão definir num horizonte de 20 anos o sistema que funciona na cidade. O trabalho resgatou informações para compreender a intervenção estatal diretamente na operação de transportes, apresenta planos de transporte de massa, analisa a proposta de transportes do Plano Diretor da Cidade e se detém no exame do primeiro conjunto de dados operacionais do funcionamento dos ônibus da cidade e dos transportes em geral no aglomerado urbano. Finalmente, apresenta o perfil da evolução urbana analisando aspectos da forma e extensão do uso do solo, a dinâmica dos vetores de crescimento da cidade, as densidades e a produção do espaço urbano. Analisa também a evolução dos transportes e de seus principais indicadores como itinerários, modos e o comportamento da movimentação de passageiros dos ônibus urbanos da capital paraibana.
  • JOSE VANILDO DE OLIVEIRA JUNIOR
  • Fluxograma do processo de planejamento arquitetônico aplicado a mercados públicos
  • Data: 30/09/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho faz uma incursão sobre o processo evolutivo dos mercados e a revolução ocorrida no varejo de alimentos, nas últimas décadas, para identificar parâmetros arquitetônicos e urbanísticos que embasem uma metodologia de projeto aplicada a mercados públicos. Para tanto, realizou-se uma pesquisa sobre as configurações morfológicas do mercado ao longo da história, investigaram-se o papel e os novos paradigmas do varejo, a importância da higiene e da segurança alimentar na definição de parâmetros para o controle de qualidade, o processo de decisão do consumidor no ambiente varejista e a lógica da localização destes equipamentos na malha urbana. Por fim, descrevem-se as etapas que compõem o planejamento arquitetônico de um mercado público, organizando-as em um fluxograma de atividades, de modo a assegurar o desenvolvimento de um processo projetual racional e sistemático.
  • HUGO BARBOSA DE PAIVA JUNIOR
  • Efeitos do Rompimento da Barragem de Camará na Área Urbana do Município de Alagoa Grande-PB.
  • Data: 27/09/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Nos últimos anos tem-se presenciado uma sucessão interminável de desastres, como enchentes, rompimento de barragens, tempestades, terremotos, deslizamentos, erupções vulcânicas, secas e incêndios florestais. Estes desastres têm um preço extremamente alto em vidas, provocam danos ambientais, muitas vezes irreparáveis, e implicam no investimento de bilhões de dólares para reparação das áreas atingidas. Devido as fortes chuvas que ocorreram no estado da Paraíba no ano de 2004, rompeu-se a barragem de Camará, construída no rio Riachão, na bacia do Mamanguape. A violência das águas não respeitou obstáculos e provocou uma devastação na zona rural de Alagoa Nova, Areia e Mulungú e na área urbana de Alagoa Grande, causando mortes e deixando centenas de desabrigados. O trabalho em questão apresenta um diagnóstico socioeconômico realizado nas áreas da cidade de Alagoa Grande afetadas pelo rompimento da barragem citada. Também são abordadas as questões dos riscos e dos desastres provocados por enchentes e inundações em zonas urbanas e a recuperação de áreas atingidas. Teve como objetivo principal fornecer aos órgãos competentes subsídios para a hierarquização das ações de continuidade dos programas de investimentos para a recuperação e reconstrução da referida cidade. Foi realizado após o levantamento de uma série de informações, produzindo um conjunto de dados e entendido as políticas de reestruturação urbana. Os resultados do diagnóstico apontam para a vulnerabilidade da cidade de Alagoa Grande a enchentes e inundações, mesmo em eventos de menor intensidade, pois boa parte da sua zona urbana está localizada em cota topográfica baixa sendo margeada pelo rio Mamanguape além de apresentar áreas ribeirinhas habitadas. Os impactos socioeconômicos mais visíveis foram a alteração da renda familiar, o nervosismo das pessoas (traumas psicológicos), a incidência de doenças de veiculação hídrica e a crise no comércio local. Os processos de reconstrução, recuperação e restauração da cidade deverão perdurar por vários anos demonstrando a fragilidade e a negligência dos órgãos envolvidos.
  • NAYRA VICENTE SOUSA DA SILVA
  • As condições de salubridade ambiental das comunidades periurbanas da bacia do baixo gramame: diagnóstico e proposição de benefícios
  • Data: 15/09/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho aborda a avaliação da salubridade ambiental e a proposição de benefícios no segmento de saneamento básico em comunidades periurbanas. Comunidades periurbanas, assim com as de ocupação espontânea, são as que mais demandam melhorias nos serviços públicos e infra-estruturais, notadamente no setor de saneamento. Faz-se uso de indicadores de salubridade ambiental, nos quais se agregam diversas informações pertinentes ao tema, possibilitando a obtenção de resultados satisfatórios na descrição da salubridade ambiental. Sugere-se a inclusão de um subindicador relativo às condições de moradia no modelo ISA/JP (BATISTA, 2005), originando assim a versão ISA/JP1. Para a eleição racional de benefícios que tragam melhorias nas condições ambientais, desenvolvem-se dois modelos com base no indicador ISA/JP1. Destarte, são propostos os modelos MSPIS e MPIS/PL para a priorização de investimentos de ações de saneamento básico. Os modelos gerados são aplicados em cinco comunidades periurbanas da Bacia do Rio Gramame, no seu baixo curso. Os resultados apontaram as comunidades com situações variando de Insalubres à Média Salubridade. Os benefícios propostos resultariam em mudanças significativas, atingindo até a condição de Salubridade Aceitável, segundo os valores de investimentos disponíveis.
  • SERGIO MOTTA BITTENCOURT
  • INTERAÇÃO TÉRMICA ENTRE EDIFÍCIOS INSERIDOS NA MALHA URBANA VERTICALIZADA DO BAIRRO DE BOA VIAGEM NA CIDADE DO RECIFE – PE.
  • Data: 18/08/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta dissertação teve por finalidade investigar como se comporta a interação térmica entre dois edifícios confrontantes, inseridos dentro do contexto urbano do bairro de Boa Viagem, em Recife-PE. Para isso, o método adotado consistiu em medições horárias de temperatura do ar, umidade relativa, direção e velocidade dos ventos através de cinco estações meteorológicas instaladas nas fachadas confrontantes os dois edifícios. No mesmo período, em oito horários diários, efetuaram-se medições de temperatura superficial destas fachadas e piso entre os edifícios, além de temperatura radiante através de termômetro de globo posicionado entre eles. Para análise da distribuição térmica das fachadas, foram utilizadas imagens infravermelhas das mesmas. Os dados obtidos foram confrontados com os da estação meteorológica do aeroporto local, de referência, e analisados utilizando-se o método de análise estatística de Pearson. Os resultados demonstraram que as temperaturas médias das fachadas e do ar entre os edifícios são altamente influenciadas pela radiação solar direta, assim como pela reflexão da radiação solar e emissão de radiação de onda-longa, através da fachada do edifício confrontante e piso entre eles. Foi observado também que as cores dos revestimentos das fachadas e constituição das paredes interferem na temperatura das fachadas. A comparação com os dados da estação de referência mostrou uma acentuada diminuição da velocidade média do vento e aumento da temperatura média do ar, com formação de ilha de calor urbano entre os edifícios. Conclui-se que o modelo de planejamento urbano atualmente adotado no local de estudo não é a solução bioclimática mais adequada, pois favorece a formação de ilha de calor entre os edifícios.

  • EUGENIO CORTE REAL COUTINHO
  • Proposição de um Plano de Gerenciamento de Resíduos para Instituição de Ensino. Estudo de Caso: Centro de Tecnologia da UFPB - João Pessoa -PB
  • Data: 29/05/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A elaboração de um plano de gerenciamento de resíduos, com o conhecimento das diversas alternativas disponíveis para a sua aplicação, fornece subsídios para a gestão e planejamento do meio urbano, contribuindo assim para uma melhoria na qualidade de vida da população envolvida, diminuindo os impactos que venham a ser causado ao meio ambiente. A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) gera os mais diversos tipos de resíduos. Entretanto, a referida instituição não possui um plano de gerenciamento de resíduo e os mesmos são manuseados, acondicionados, coletados, tratados e/ou dispostos de forma aleatória. O Centro de Tecnologia (CT) da UFPB produz vários resíduos como: químicos, infectantes, papéis, matéria orgânica, entre outros e, como sendo uma instituição de ensino, deve dar o exemplo de como gerenciar os resíduos produzidos, tendo em vista que estes quando são mal gerenciados causam sérios transtornos de ordem sanitária, social, econômica e ambiental. O objetivo desse trabalho é propor um plano de gerenciamento de resíduos para o Centro de Tecnologia (CT), da Universidade Federal da Paraíba, situada na cidade de João Pessoa. A metodologia utilizada foi a identificação dos locais de geração dos resíduos, aplicação de questionários nos laboratórios e oficinas do CT, a caracterização gravimétrica dos resíduos oriundos da cantina e a pesagem durante um ano do papel/papelão produzido no CT. Com relação aos resíduos produzidos no CT foi observado que são gerados vários tipos de resíduos como: papel branco, papel misto e papelão. A pesagem desses resíduos teve inicio no mês de junho de 2004 e término em junho de 2005. Também foi detectada a existência de resíduos químicos e infectantes, sendo que a maioria dos mesmos não são acondicionados, manuseados, coletados, transportados, tratados e/ou dispostos conforme as determinações das legislações brasileiras ( Resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente – CONAMA e Agência Nacional de vigilância Sanitária – ANVISA ) e as Normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. A maioria do pessoal que manuseia esses resíduos não teve treinamento e não usam os equipamentos de proteção individual – EPI’s. O plano de gerenciamento de resíduos proposto neste trabalho contempla um conjunto de ações, com relação a coleta, transporte, acondicionamento e disposição de forma a evitar qualquer tipo de dano ao meio ambiente, respeitando as peculiaridades do espaço físico de um campus universitário.
  • FRANCISCO DE ASSIS DOS R BARBOSA
  • Medidas de proteção e controle de inundações urbanas na bacia do rio Mamanguape/PB
  • Data: 31/03/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As inundações urbanas constituem-se num dos mais importantes impactos sobre a sociedade. Esses impactos podem ocorrer devido à urbanização ou à inundação natural da várzea ribeirinha. No contexto atual, diversas medidas de prevenção e proteção contra enchentes urbanas são adotadas, em geral, medidas de caráter corretivo. As medidas podem ser estruturais (quando modificam o sistema fluvial evitando os prejuízos decorrentes das enchentes) e não-estruturais (melhor convivência da população com as enchentes). Este projeto tem como abordagem principal a elaboração de um plano de medidas que contemple os aspectos de prevenção contra a ocupação dos espaços de riscos de enchentes, através de medidas estruturais e não-estruturais, associadas ou não, para os municípios localizados na Bacia do Rio Mamanguape/PB, que apresentam tendências a cheias por ocuparem, na sua maioria, as planícies de inundação de importantes cursos d’água. Diversos problemas podem estar associados à ocorrência desses eventos: ocupação inadequada dos leitos dos rios; falta de recursos para moradia e saneamento; falta de planejamento de ocupação do espaço urbano; e inexistência de sistemas de alerta em catástrofes e de planos de desocupação de áreas atingidas. Portanto, são apresentadas soluções práticas e eficientes para o melhor aproveitamento das áreas de risco, o que possibilitará uma melhor qualidade de vida no meio urbano. A participação efetiva do poder público e dos órgãos responsáveis pela gestão ambiental e urbana na implementação de uma política de educação ambiental e na elaboração de um plano diretor que priorize o controle de inundação no meio urbano deve ser imprescindível.
  • LIVIA DE SOUZA MARINHO
  • Abastecimento d’água em pequenos aglomerados urbanos do estado da Paraíba
  • Data: 31/03/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O objetivo do presente estudo é apresentar uma proposta de reestruturação do setor de abastecimento em pequenos aglomerados do Estado da Paraíba, evidenciando principalmente os aspectos legais, institucionais e administrativos. A composição do setor de abastecimento de pequenas comunidades dentro do marco político-institucional brasileiro e, particularmente, no Estado da Paraíba, tem sido irrelevante e, por isso, sem condições de propiciar em curto prazo seu desenvolvimento. Foi realizada uma pesquisa com os 223 municípios do Estado, com intuito de diagnosticar a situação atual do setor nas pequenas localidades inseridas nos seus limites territoriais. Com base nas respostas de 60 prefeituras, pôde-se ter um panorama dos sistemas de abastecimento existentes. A administração atual dos sistemas, via de regra realizada pelas prefeituras e comunidades, sem modelo gerencial definido, conduziu ao desmonte quase total das estruturas. Em geral, os sistemas não dispõem de manutenção, apoio operacional, e recursos técnicos e financeiros para se manterem. Como resultado foi desenvolvido um modelo organizacional que conta com a participação de todos os entes envolvidos no setor de abastecimento, sejam eles: a CAGEPA, prefeitura e a própria comunidade, com vista a apresentar uma alternativa para solucionar a problemática de acesso a água segura enfrentada pela população dos pequenos aglomerados urbanos.
  • DANILO WANDERLEY
  • A influência da acessibilidade na escolha da rota urbana e do meio de transporte escolar: estudo de caso com os alunos da rede municipal de ensino da cidade de João Pessoa-PB
  • Data: 30/03/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • NADIA FREITAS RODRIGUES
  • Acessibilidade e mobilidade na orla marítima de João Pessoa: uma análise qualitativa nos espaços livres de circulação da orla nos bairros Manaíra e Tambaú.
  • Data: 30/03/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • ABRAHAO SEVERO RIBEIRO
  • Produção de gesso reciclado a partir de resíduos oriundos da construção civil
  • Data: 24/03/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Comparado com outros ligantes como cimento Portland e mesmo cal, o gesso apresenta muito maior eficiência energética, visto que pode ser obtido em temperaturas inferiores a 160°C. No seu processamento, ele lança na atmosfera vapor d´água, contrariamente aos dois primeiros produtos citados que emitem CO2 no seu processo de fabricação. No entanto, sendo um sulfato de cálcio que apresenta certa solubilidade em água, a deposição irregular de seus resíduos pode contaminar solos e águas. A resolução 307/02 do Conselho Nacional do Meio Ambiente considera o gesso como material classe C, ou seja, aquele que gera resíduos para os quais não foram desenvolvidas tecnologias ou aplicações economicamente viáveis que permitam uma reciclagem. Urge então reverter essa situação e encontrar formas de se minimizar a dispersão dos resíduos de gesso no meio ambiente. Uma delas é justamente promover o reaproveitamento desses resíduos. Neste trabalho foi estudada a possibilidade de obtenção do gesso a partir de resíduos de quatro de suas aplicações na construção civil: revestimento de alvenarias, placas de forro, peças de decoração, moldes para cerâmica. Inicialmente foi quantificado o volume de resíduos de gesso gerados na Região Metropolitana do Recife. Em seguida foram coletados os quatro citados tipos de resíduos. Estes materiais foram beneficiados em Laboratório e recalcinados. Em seguida foram feitos os ensaios de caracterização de suas propriedades químicas, físicas e mecânicas. Os resultados de difractometria de raios X mostraram muita semelhança entre os resíduos de gesso e a gipsita. O mesmo ocorre com as resistências mecânicas. Apesar de algumas diferenças em outras propriedades (como tempos de inicio e fim de pega) os resultados deste trabalho apontam para a possibilidade de se obter gesso a partir dos resíduos gerados na indústria da construção civil, devendo-se ter o cuidado de separar nas obras esse material de contaminações com outros resíduos de construção.
  • ANTONIO DA SILVA SOBRINHO JUNIOR
  • Comportamento estrutural de painéis contendo bambu e resíduos industriais para habitações de interesse social
  • Data: 23/03/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O uso de materiais que envolvam menor quantidade de energia no seu processo produtivo, sejam mais facilmente reabsorvidos pela Natureza e gerem menos poluentes e resíduos ou mesmo os incorporem, é de interesse para o futuro da humanidade. Na área da engenharia, é possível se pensar em materiais e técnicas de construção que sejam mais amigáveis ao ambiente. Uma das maiores poluições do planeta é a poluição da pobreza que passa necessariamente pelo problema da casa. Processos que facilitem a construção de moradias podem ser uma contribuição a respeito de alternativas para as companhias de habitação popular minimizarem o drama da casa para significativa parcela da população brasileira. Neste trabalho apresentam-se os primeiros estudos sobre um método construtivo com painéis pré-fabricados em que colmos de bambu são os elementos resistentes. A partir de uma idéia inicial do Instituto do Bambu, localizado em Maceió, foram desenvolvidos painéis pré-moldados com 10x40x220cm3, compostos por colmos de bambu e protegidos por um compósito (microconcreto). Estudaram-se diversas composições para o microconcreto, usando os materiais: cimento, cal, fibra de bambu, areia e resíduos industriais (fibras de sisal, EPS (poliuretano expandido) e EVA (Etileno Acetato de Vinil). Tomou-se como parâmetro de estudo a resistência e a densidade. Em seguida estudou-se o comportamento estrutural de painéis em tamanho natural, obtendo-se sua capacidade de carga e observando-se seu modo de ruptura. Como um dos problemas apresentados pelos painéis é a formação de fissuras paralelas aos colmos, foi feita uma investigação a respeito dos vários fatores que nelas interferem. Apresentam-se também desenhos mostrando o método construtivo proposto. Os resultados mostraram o excelente desempenho dos painéis como elemento estrutural, apresentando grande capacidade de carga, superior à de paredes de alvenaria estrutural com blocos cerâmicos de 14 cm de espessura. Para as cargas de serviço, não se percebeu nenhum dano no painel e o desprendimento da argamassa só ocorreu nas vizinhanças da ruptura ou mesmo após o pico de carga. No que diz respeito às fissuras, elas podem ser minimizadas pelo uso de fibras vegetais, se possível aliadas com um retardador de pega que permita ao colmo de bambu sofrer variações dimensionais ainda com a argamassa fresca. Com apoio de órgãos governamentais (que inclusive se preocupem em gerar plantações de bambu), o processo construtivo pode produzir rapidamente unidades habitacionais e contribuir para a geração de emprego e renda em comunidades urbanas carentes.
  • VALERIA DINIZ DOS SANTOS
  • Drenagem urbana em áreas especiais: o caso da bacia fechada do bairro de Oitizeiro, João Pessoa
  • Data: 10/03/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A problemática das inundações e dos alagamentos urbanos vem crescendo paulatinamente nas últimas décadas como conseqüência, principalmente, do crescimento das áreas urbanizadas. Logo, nota-se o comprometimento da qualidade de vida do habitante urbano, em particular no que tange aos transtornos causados pela presença de água em excesso nas vias e lotes urbanos. Tal situação agrava-se caso se considere a ocorrência desta problemática em bacias fechadas (ou endorreicas), uma vez que neste tipo de bacia o escoamento superficial se acumula em lagos ou sumidouros que não se comunicam por uma rede superficial com outros cursos de água a jusante. Constituem, desse modo, entes especiais na abordagem da gestão do meio urbano por não apresentarem uma saída natural para o escoamento das águas pluviais. A avaliação de áreas especiais fornece subsídios para a gestão do meio urbano, possibilitando o tratamento combinado das questões de drenagem pluvial com outras questões urbanísticas para o desenvolvimento sustentável. Na presente pesquisa, estudou-se a problemática da drenagem urbana de uma bacia fechada denominada Lagoa do Buracão, localizada no bairro de Oitizeiro, município de João Pessoa, Estado da Paraíba. Após caracterização detalhada dos diversos aspectos relativos à área enfocada e de variáveis hidrometeorológicas pertinentes, simulou-se o comportamento hidrológico-hidráulico do conjunto bacia-lagoa a partir da modelagem efetivada com o auxílio do Software ABC 6. São considerados três cenários propostos simulados a partir de uma cenário base, que corresponde a conformação atual da área. Os cenários propostos incluem desassoreamento e aprofundamento da lagoa. Os resultados mostraram que a alternativa mais adequada seria a do cenário 1, que abrange desassoreamento da lagoa para profundidade constante de 3 metros e soleira do vertedor na cota 30,5. Com base neste cenário eleito, propõe-se uma solução de drenagem para a lagoa de uso multifuncional, combinando a utilização de técnicas compensatórias de drenagem urbana e a inserção de elementos que propiciem a requalificação da paisagem urbana. São apontados ainda os principais impactos positivos e negativos esperados da implementação desta intervenção na bacia. Conclui-se que a solução proposta é altamente recomendável para a resolução do problema de drenagem urbana da Lagoa do Buracão, agregando outras funções como a criação de uma paisagem que valoriza as áreas do entorno e restaura um ambiente atualmente degradado.
  • RAPHAELA CRISTHINA CLAUDINO MOREIRA
  • A questão do gabarito na orla marítima de João Pessoa (bairro de Manaíra, Tambaú e do Cabo Branco)
  • Data: 24/02/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho discute a questão do gabarito escalonado em vigor na orla marítima de João Pessoa - PB (bairros do Cabo Branco, de Tambaú e de Manaíra), buscando esclarecer os princípios e conceitos que fundamentaram a adoção desse mecanismo. Para embasar a discussão do tema, analisaram-se as relações entre a densidade e o funcionamento do organismo urbano. Foi simulado um adensamento – em conformidade com a legislação vigente e as tendências do mercado – de um trecho do bairro de Tambaú e verificaram-se as repercussões dele no funcionamento do sistema viário. Constatou-se na pesquisa que a legislação em vigor na área sujeita ao gabarito escalonado não consegue controlar de forma eficaz a densidade local.
  • CRISTINE HELENA LIMEIRA PIMENTEL
  • Estudo do gerenciamento dos resíduos sólidos dos serviços de saúde dos hospitais de João Pessoa-PB
  • Data: 10/01/2006
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os Resíduos de Serviços de Saúde são aqueles gerados em farmácias, clínicas veterinárias, laboratórios, postos de saúde, hospitais, clínicas médicas, entre outros. A variável volume de resíduos gerados não é tão levada em consideração, uma vez que a produção dos Resíduos de Serviços de Saúde é relativamente pequena, se comparada com os resíduos domiciliares de uma comunidade. A especificidade desse tipo de resíduo apóia-se nos riscos que os mesmos podem representar para o meio ambiente, para a saúde pública e do trabalhador. Devido à possibilidade de existência de risco potencial e a diversidade de resíduos, estes merecem cuidados especiais e, principalmente, um gerenciamento adequado. O gerenciamento de rotinas e procedimentos dos estabelecimentos, com base em legislações, permite administrar as relações entre as atividades do estabelecimento e o meio ambiente. Visando a avaliar a situação do gerenciamento dos resíduos de serviço de saúde dos hospitais de João Pessoa, esta produção científica traz, em seu bojo, uma avaliação de recomendações presentes na literatura e na legislação. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi estudar o gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde gerados nos hospitais de João Pessoa, considerando que estes são obrigados a gerenciarem seus resíduos de acordo com o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, documento que deve ser elaborado por profissional habilitado, conforme as características do estabelecimento e aprovado em órgão competente. Para isso, foram elaborados um formulário de entrevista estruturada e um roteiro para análise sistemática a serem aplicados em cada hospital de João Pessoa. As visitas ocorreram no período de março a julho de 2005, sendo primeiramente realizadas as entrevistas e, em seguida, era percorrido todo o hospital, analisando-se todas as fontes geradoras e as formas de acondicionamento, armazenamento, coleta, percurso dos resíduos, enfim, buscando observações relativas ao gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde, desde a geração, até o seu destino final. Para a análise estatística dos dados coletados, foi utilizado o software Sphinx Plus 2. Dentre os resultados relevantes pode-se destacar que 15% dos hospitais não se dispuseram a participar da pesquisa; dos hospitais entrevistados, 90% possuem o Plano de Gerenciamento de resíduos sólidos; os maiores geradores são os hospitais filantrópicos, que geram 1,37 kg/leito/dia e os menores são os privados com uma geração de 0,30 kg/leito/dia. Analisando se os resultados, pode-se concluir que a maioria dos hospitais já implantou o plano de gerenciamento de resíduos e procuram cumprir as legislações correspondentes.
2005
Descrição
  • ENILDO TALES FERREIRA
  • Estudo comparativo entre a velocidade básica do vento estabelecida na NBR.6123 e a obtida de estações meteorológicas na Paraíba – impactos nos âmbitos do projeto estrutural, do meio ambiente e dos custos
  • Data: 30/09/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho verificou a possibilidade de se ajustarem às condições de ventilação existentes no estado da Paraíba os parâmetros de cálculo estrutural constantes da NBR. 6123, especificamente velocidade básica do vento (Vo) e esforços por ele causados em edificações. Séries de dados de velocidades do vento, colhidas em estações meteorológicas do estado, foram analisadas com base na função de distribuição de probabilidade de Frechet e de Gumbel. Os resultados conduziram ao entendimento da necessidade de se rever tais parâmetros, considerando não só o lado financeiro mas, principalmente, a preservação do meio ambiente, a redução nos consumos de matérias primas e a economia de energia decorrente desses ajustes.
  • GUSTAVO ARRUDA RAMALHO LIRA
  • SISTEMA DE INFORMAÇÕES BASEADO NAS CARACTERÍSTICAS DOS POÇOS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO EM ÁREAS URBANAS LITORÂNEAS DO ESTADO DA PARAÍBA
  • Data: 30/09/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A importância das águas subterrâneas nos ambientes urbanos cresce virtuosamente nas últimas décadas, tanto como insumo para as indústrias quanto como fonte de abastecimento alternativa em algumas localidades, quando não, como única fonte de abastecimento. A cidade de João Pessoa, em 2003, teve aproximadamente 10% do seu abastecimento proveniente de poços operado pela Companhia de Água e Esgotos da Paraíba – CAGEPA, responsável pelo abastecimento público d’água no Estado. O uso intensificado e desordenado dos recursos hídricos, bem como o gerenciamento inadequado, podem levar a situações perigosas e indesejáveis, como a subsidência do solo ou salinização de aqüíferos. De acordo com a Lei 9.433/97, que institui a Política Nacional dos Recursos Hídricos, o Sistema de Informações sobre Recursos Hídricos é um dos instrumentos desta Política, e é uma ferramenta de auxílio no gerenciamento hídrico. Neste sentido, desenvolveu-se um Sistema de Informações baseado nas características dos poços de uma das Unidades de Negócios da CAGEPA, a Regional Litoral, que envolve 24 municípios localizados na porção litorânea do Estado, com o objetivo de desenvolver um cadastro georreferenciado dos poços e contribuir para o gerenciamento e um melhor conhecimento dos recursos hídricos da região. O Sistema de Informações elaborado, o SIPOLI, mostrou-se como uma ferramenta útil para esta finalidade, apesar da pouca quantidade de poços com coordenadas disponíveis, além de fornecer uma estrutura modelo para futuros Sistemas. Recomenda-se uma campanha para levantamento de dados ausentes e atualização dos dados já cadastrados.
  • JAMESON DA SILVA GONCALVES
  • Contribuição para a Normalização da Alvenaria Estrutural com uso de Tijolos de Terra Crua para Construções Urbanas
  • Data: 30/09/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A produção de materiais industrializados, como concreto, tijolos cerâmicos, aço, consome enormes quantidades de energia, lança poluentes na atmosfera e gera absurdas quantidades de resíduos danosos ao meio ambiente. Apesar disto, têm sido estudados fortemente em todas as escolas de engenharia e arquitetura no mundo todo. Com já quase sete bilhões de pessoas, das quais quase metade tem necessidade enorme de infra-estrutura e habitação, mas sequer tem renda para adquirir os materiais industrializados, outra solução não tem o Planeta Terra que não seja se voltar ao passado e procurar nele sobreviver sem agredi-lo intensamente. No campo da Engenharia, se hipoteticamente se desejar suprir as necessidades dos paises emergentes unicamente com os materiais industrializados, considerando que um único quilograma de cimento consome mais de 2,6 kWh, provavelmente haveria o colapso energético no globo! Assim a busca por materiais naturais passa a ser uma opção para o futuro. Na área da construção, entre os materiais benéficos aos seres humanos tem-se a terra crua que os acompanha desde os primórdios da humanidade. Como é ainda pouco estudada, a terra crua é praticamente banida como material de construção, malgrado toda sua história. Este trabalho apresenta uma série de estudos feitos em paredes de terra crua, usando-se duas tecnologias: a dos tijolos prensados e a dos adobes. Foram ensaiadas ao todo onze paredes, seis das quais em blocos prensados, tipo Mattone, que é um tijolo com encaixes que utiliza uma argamassa fluida e de pequena espessura na montagem das paredes. Os carregamentos foram aplicados em ciclos, para se verificar o comportamento dos muros também no descarregamento. No topo das paredes foi construída viga de concreto armado para distribuir melhor a carga aplicada por macaco hidráulico. O comportamento das paredes foi acompanhado através de medições feitas em extensômetros mecânicos com os quais elas foram instrumentadas. Os resultados apontam para uma surpreendente capacidade de carga dos painéis de parede, que, embora sempre apresentem excentricidades de carga nos ensaios, comportam-se de maneira mais que satisfatória para uso em equipamentos comunitários e habitações de interesse social.
  • SHEILA AZEVEDO FREIRE
  • Inter-relações entre a qualidade do ar externo e interno em espaços hospitalares: O Complexo de Doenças Infecto-contagiosas Dr. Clementino Fraga em João Pessoa – Paraíba
  • Data: 30/09/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho avaliou a qualidade do ar interior, do ponto de vista biológico e físico-químico do edifício hospitalar “Complexo de Doenças Infectocontagiosas Dr Clementino Fraga”, localizado em João Pessoa – Paraíba, utilizando-se da técnica “Square Sampling”, do método de amostragem de ar por impactação com acelerador linear e com séries de dados de temperatura, umidade do ar, velocidades e direção dos ventos interno e externo à edificação, coletados in loco, cujos resultados, comparados com os indicadores recomendados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA, apresentaram níveis inaceitáveis de contaminação do ar.
  • UBIRATAN HENRIQUE OLIVEIRA PIMENTEL
  • Data: 30/09/2005

  • VALKISFRAN LIRA DE BRITO
  • Arquibancadas temporárias utilizadas em eventos urbanos: análise de projetos
  • Data: 30/09/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Neste trabalho, é feita uma avaliação acerca de estruturas de arquibancadas temporárias utilizadas em eventos urbanos. Alguns modelos destes tipos de estruturas, bem como de seus elementos e sistemas estruturais, são apresentados. Também são abordados aspectos relativos ao processo adotado por órgãos públicos na fiscalização deste tipo de estrutura. As análises se concentraram nos aspectos dinâmicos da estrutura, motivado por evidências de colapsos devido a cargas induzidas por usuários e relacionados a problemas de vibração. Inspeções foram realizadas em estruturas montadas e testes modais foram realizados em protótipos, sendo os resultados correlacionados às respostas de modelos numéricos. Os estudos inicialmente se concentraram nos elementos que compõem a estrutura, a saber: tubos; conexões do tipo braçadeiras (modelos fixa e móvel); tablado e pórtico de sustentação dos tablados (cavalo). Foram também investigados módulos de arquibancada compostas por estes elementos, permitindo o desenvolvimento de modelos numéricos calibrados experimentalmente para representar adequadamente o comportamento de tais módulos frente a solicitações dinâmicas. Nas conclusões são apontadas falhas no sistema de fiscalização e evidências da necessidade de modelos numéricos refinados para o projeto destas estruturas sob ação dinâmica. Os modelos aqui desenvolvidos são sugeridos como uma das alternativas para modelagem de problemas referentes a ações dinâmicas.
  • ANTONIO WILLAMYS FERNANDES DA SILVA
  • Data: 09/09/2005

  • DANILO SERGIO CAVALCANTI OLIVEIRA
  • Análise dos impactos provocados pela operacionalização do serviço mototáxi do sistema de transportes urbanos: o caso de Campina Grande – PB
  • Data: 31/08/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os serviços de transportes públicos de uma cidade são fundamentais no desenvolvimento equilibrado do espaço urbano quando bem planejado e administrado. No entanto, suas conseqüências são indesejáveis para a sociedade quando se verifica o contrário. Nos últimos anos, principalmente na década de 90, houve uma desordem na gestão dos serviços públicos de transportes com a proliferação de serviços de transportes denominados “informais"; essa informalidade tanto no aspecto da exploração ilegal do serviço como também sob a ótica da utilização de veículos não usuais no transporte de passageiros, com as do tipo "van" e motocicleta. O início na clandestinidade desses serviços e o apelo político para a sua efetivação nos Sistemas de Transportes Públicos Urbanos, aliado ao baixo desempenho dos serviços de transportes regularizados, invariavelmente, conduzem na regularização do serviço de transporte "informal". A sua regularização, realizada sem o devido suporte técnico, leva a conseqüências que, pela falta de estrutura dos órgãos de gerência, são desconhecidas pela sociedade. Este estudo investigou os impactos ocorridos nos Sistemas de Transportes Públicos Urbanos e no Trânsito da cidade de Campina Grande Paraíba, depois do advento da exploração do serviço de transporte individual por motocicleta. As variáveis investigadas foram: passageiros transportados, viagens realizadas, quilometragem percorrida, volume de veículos registrados e acidentes de trânsito. Todos os indicadores de produtividade dos Sistemas de Transportes Públicos Urbanos, investigados no período, se deterioram ao longo dos anos e a quantidade de motocicletas em circulação aumentou consideravelmente, e, em conseqüência, também aumentaram os registros de acidentes envolvendo este tipo de veículo. Complementando o estudo e, na perspectiva de melhor conhecer o fenômeno do transporte informal mototáxi, foi desenvolvida uma pesquisa que trouxe à luz do conhecimento dados extremamente preocupantes, como, por exemplo, a excessiva jornada diária e semanal de trabalho dos operadores desse tipo de serviço.
  • MIRIAM DE FARIAS PANET
  • PRAÇA NEWTON FERNANDES MAIA: uma análise bioclimática
  • Data: 29/07/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Com base na adaptação da Ficha bioclimática do espaço público de Bustos Romero (2001) e na equação da sensação térmica de Givoni et al (2003), analisou-se a Praça Newton Fernandes Maia, situada no bairro do Castelo Branco, na cidade de João Pessoa - PB, com o objetivo de verificar a influência dos elementos arquiteturais (mobiliário urbano e entorno) e vegetais sobre o desempenho térmico desta praça, havendo-se concluído que as condições termo-ambientais não atendem às exigências de conforto térmico de seus usuários, dadas as características locais quente e úmida.
  • ANDRESSA DE ARAUJO PORTO VIEIRA
  • Estudo do aproveitamento de resíduos de cerâmica vermelha como substituição pozolânica em argamassas e concretos
  • Data: 27/07/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os produtos à base de cimento Portland possuem um grande potencial de promover soluções para a imobilização de resíduos industriais, as quais, além de serem ecomicamente viáveis, contribuem para o desenvolvimento sustentável das atividades industriais modernas. De fato, vários destes resíduos têm sido utilizados com sucesso em construções no mundo inteiro, sendo a sua grande maioria proveniente da produção de aço e energia. Todavia, a utilização deste tipo de resíduos em regiões de baixa atividade industrial, como o Nordeste do Brasil, pode se tornar economicamente inviável em razão dos custos relativos ao seu transporte. Nesta região em especial, a indústria de cerâmica vermelha é uma das principais atividades industriais e poucas foram a contribuições para o seu crescimento sustentável, embora alguns pesquisadores venham sugerindo que seus resíduos, quando moídos, podem promover melhorias em algumas propriedades de misturas de cimento contendo esta adição. Entretanto, de modo a implementar uma efetiva estratégia para a utilização destes resíduos, um maior número de pesquisas precisa ser efetuado, avaliando o potencial de imobilização destes resíduos em sistemas contendo cimento Portland. Deste modo, a presente pesquisa: investigou o efeito da finura na atividade pozolânica de resíduos de cerâmica vermelha moídos (RC), comparando-os com uma pozolana convencional utilizada pela indústria de cimento (FC); avaliou o efeito da substituição do cimento por RC na reologia, propriedades mecânicas e permeabilidade de argamassas e concretos e na corrosão de armaduras de concretos. Foram moldadas amostras de argamassas e concretos contendo diferentes teores de substituição do cimento por RC (0%, 20% e 40%) em peso. O fator água/aglomerante foi mantido constante (0,5) tanto nas misturas relativas as argamassas (1:1,55), quanto aos concretos (1:1,55:2,19). As amostras foram inicialmente curadas em água em duas temperaturas distintas (ambiente – cerca de 23ºC e 55ºC) por 7 dias, em ambiente de laboratório até os 21 dias, e posteriormente imersas nas soluções de teste (água pura e solução salina de NaCl a 3,5%). As composições mineralógicas do RC e da pozolana FC foram obtidas por análise de difração de Raios-X. O cimento utilizado foi o CPII-F 32 (Cimento Portland com Filler com 10% de CaCO3). No tocante aos parâmetros relacionados à estrutura porosa de argamassas e concretos contendo RC, apenas as primeiras apresentaram resultados satisfatórios. Com relação à performance mecânica dos concretos avaliados, embora a substituição parcial do cimento por RC na confecção dos mesmos em teores de 20% e 40% tenha provocado uma redução de sua resistência à compressão simples, esta redução não foi proporcional ao teor de substituição utilizado, haja vista que, amostras contendo 40% de substituição ainda retiveram 89% da resistência das amostras de controle, em razão da satisfatória atividade pozolânica do resíduo além de seu efeito filler. A diluição do cimento em decorrência de sua substituição por RC pareceu afetar a alcalinidade das matrizes estudadas, reduzindo seus pH´s, principalmente em ambientes salinos, o que pode ser um indicativo de uma maior predisposição destas matrizes a problemas de durabilidade em decorrência da corrosão das armaduras envoltas pelas mesmas.
  • MARIE EUGENIE MALZAC
  • Desenvolvimento de um Sistema de Apoio à Decisão para a Gestão Urbana Baseado em Indicadores Ambientais
  • Data: 25/07/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O conceito de salubridade ambiental, abrangendo o saneamento ambiental em seus diversos componentes, busca a integração sob uma visão holística, participativa e de racionalização de uso dos recursos públicos. A avaliação da salubridade ambiental não é tarefa fácil, devido às diversas variáveis envolvidas. No entanto, com o uso de indicadores, tem-se conseguido resultados satisfatórios. Objetiva-se neste trabalho apresentar o ISA/JP - Indicador de Salubridade Ambiental, para análise intra-urbana por setor censitário e bairro como uma contribuição para a gestão urbana relativa a esta temática. Trata-se de uma adaptação do ISA desenvolvido pelo Conselho Estadual de Saneamento do Estado de São Paulo em 1999. Ao ISA/JP foi incorporado mais um sub-indicador, o de drenagem urbana - Idu. Para o seu cálculo considera-se o estado das ruas de um setor censitário de um bairro, relativo à possibilidade de ocorrências de inundação, defeitos e pavimentação. Utiliza-se um SIG - Sistema de Informações Geográficas para os cálculos e espacialização das informações e como um SADE - Sistema de Apoio à Decisão Espacial que constitui um instrumento valioso ao planejamento urbano, auxiliando na tomada de decisão para a elaboração de políticas públicas mais eficazes, tanto no aspecto do sistema de saneamento ambiental, como também para o processo de gestão da saúde e na melhoria das condições de vida e do meio ambiente. Foi feito um estudo de caso nos bairros costeiros urbanizados da cidade de João Pessoa. Os resultados do ISA/JP para os bairros analisados indicaram que dos 9 existentes na área estudada, 2 foram considerados como de média salubridade e 7 salubres.
  • VIVIANI MARIA DE MELO GUERRA
  • Verificação da Influência do Padrão de Ocupação do Solo Urbano no Topo de Parte da Falésia do Cabo Branco, em João Pessoa-PB, na Variável Climática Vento.
  • Data: 20/06/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Utilizando se do Metodo de Figuras de Erosao (de areia), desenvolvido por Borges e Saraiva (1980) e da Metodologia de Avaliacao das Acoes do Vento no Planejamento da Ocupacao do Solo e do Padrao de Ventilacao determinado por SILVA (1999), para a cidade de Joao Pessoa (PB), verificou se, atraves de experimentos em tunel aerodinamico, a influencia da ocupacao do solo em parte do topo da falesia do Cabo Branco, nesta cidade, na variavel climatica vento e os impactos para as ocupacoes que a subseguem em um trecho do Bairro do Miramar, cujos resultados demonstram a inadequacao do padrao de ocupacao do solo permitido pela Legislacao vigente.
  • ALBA VALERIA DE BARROS E SILVA PINHEIRO
  • Análise da adesão da população para implantação da pré-coleta nos sistemas de coleta seletiva de resíduos sólidos domiciliares da cidade de João Pessoa /PB
  • Data: 30/05/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A disposição final dos resíduos sólidos é considerada hoje, um dos maiores problemas nas cidades de médio e grande porte. Este fato tem levado aos órgãos municipais a uma revisão e melhoria da gestão desses resíduos não se restringindo seu gerenciamento apenas a coleta e disposição final, mas buscando uma diminuição sistemática da produção de resíduos na fonte, e conseqüentemente menos impacto ambiental. Dentro da gestão sobressai-se o processo da coleta seletiva que se caracteriza pela separação dos resíduos, que podem ser recuperados, na própria fonte geradora e que devem ter acondicionamentos distintos, para serem comercializados. Neste tipo de coleta, a fase da pré-coleta (manuseio, acondicionamento e segregação) tem papel relevante, pois o cidadão passa de uma situação passiva a um papel ativo, como processador dos materiais na origem. Desta forma o objetivo deste trabalho foi analisar a adesão da população, de parte da cidade de João Pessoa, para implantação da pré-coleta nos Sistemas de Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos Domiciliares, considerando-se a receptividade da população atendida, os problemas e limitações do sistema adotado e a proposição de incentivos à adesão. O estudo foi desenvolvido nos bairros do Cabo Branco, Manaíra, Miramar e Tambaú que fazem parte do Núcleo 1 de coleta seletiva da cidade de João Pessoa – PB, implantado desde setembro de 2000 e apoiado pela Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (EMLUR). A metodologia utilizada para mensuração do conhecimento e participação da população no programa de coleta seletiva foi à aplicação de entrevista estruturada junto aos domicílios do Núcleo 1. Para a análise estatística dos dados foi utilizado o software Sphinx Plus2. Verificaram-se os indicadores de receptividade, conhecimento e participação da população em relação ao programa de coleta seletiva e os incentivos propostos pela pesquisa para adesão à pré-coleta, assim como os pontos positivos e negativos do programa. Dentre os resultados relevantes pode-se destacar que 70,16 % dos entrevistados têm conhecimento do programa de coleta seletiva; que 61,27 % dos entrevistados fazem a pré-coleta seletiva; que dos 61,27 % que fazem a pré-coleta, 77,40 % tiveram orientação para fazê-la; que a adesão a pré-coleta não depende do grau de escolaridade; que 94,92 % dos entrevistados consideram a coleta seletiva benéfica; e que 55,87 % escolheram como principal incentivo para aderir a pré-coleta a colocação de recipientes adequados para cada tipo de resíduo próximo a residência.Com base nos resultados constatou-se a necessidade de mais campanhas de divulgação e conscientização sobre a coleta seletiva, com o intuito de incentivar os que participam e a estimular a adesão da parcela da população que ainda não está inserida no programa.
  • FRANCISCO SALES NEVES DE SOUZA LIMA
  • Aproveitamento de Resíduos de Construção na Fabricação de Argamassas
  • Data: 23/03/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O aumento significativo na geração de resíduos sólidos urbanos tem acarretado verdadeiros danos sociais, econômicos e ambientais. Considerando um futuro provável esgotamento das reservas de matérias-primas da construção civil, necessário se faz reaproveitar os resíduos de obras. O objetivo deste trabalho é estudar a viabilidade técnica de uso do resíduo sólido gerado pela construção civil em João Pessoa-PB, para fabricação de argamassas de assentamento e revestimento. Foi feita uma pesquisa a respeito da quantidade de resíduos coletados na capital paraibana. Foram identificados seus principais componentes. Em Laboratório, foi preparado, através de trituração da parte dos resíduos compostos por tijolos e argamassas, um agregado artificial que foi devidamente caracterizado. Em seguida foram estudadas as propriedades físicas e mecânicas das argamassas de referência e com o agregado reciclado nas proporções volumétricas de 10%, 25%, 50%, 75% e 100% do agregado total. Estudou-se a absorção de água pelas argamassas endurecidas. Foi obtida a resistência de aderência à tração de argamassas com agregado natural e reciclado e também obtida a resistência à compressão aos 7, 28 e 90 dias. Foi verificada a resistência à compressão de prismas com tijolos furados assentados com argamassas no traço 1:2:8. Para se verificar o desempenho do agregado reciclado no concreto foram feitos diversos traços: 1:1, 1:2, 1:3 e 1:4, com agregado natural e com 100% de agregado reciclado. Em alguns traços foi usado aditivo superplastificante. Em todas as argamassas foi mantida constante a consistência, correspondente àquela padrão da NBR 13279/95. Os resultados mostraram que o agregado reciclado pode ser usado em argamassas e concretos, apesar de conduzir a maior absorção de água e menor resistência à compressão que o agregado natural.
  • FABIANA PADILHA CARNEIRO
  • DIAGNÓSTICO E AÇÕES DA ATUAL SITUAÇÃO DOS RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO NA CIDADE DO RECIFE
  • Data: 18/03/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Na maioria dos centros urbanos brasileiros, os resíduos de atividades construtivas já representam um grave problema, o que vem se agravando cada vez mais com o crescente adensamento das cidades e a falta de espaço para a destinação final desses resíduos. O presente estudo visou fazer uma análise preliminar da situação ambiental dos Resíduos de Construção e Demolição - RCD na Cidade do Recife. A metodologia do trabalho consistiu na revisão da literatura e legislação, caracterização dos resíduos, mapeamento dos pontos de deposição legais e ilegais, identificação de impactos ambientais gerados pelos RCD, estimativa da geração de RCD na região, identificação de ações de adequação à Resolução CONAMA Nº 307 por parte dos agentes envolvidos e a realização de um estudo visando comprovar a viabilidade técnica de uma alternativa de utilização do RCD reciclado (fabricação de blocos de concreto de vedação com agregados reciclados). Após a caracterização dos RCD, verificou-se que apesar do alto potencial de reciclagem apresentado, cerca de 91% de sua composição é potencialmente reciclável, na maioria dos casos seu destino são áreas públicas contribuindo para o agravamento de diversos problemas do meio urbano, tendo sido mapeados nesse estudo 174 pontos de deposição, dos quais somente um estava apto a receber este tipo de resíduo. Porém, mesmo apresentando uma situação bastante preocupante, foram identificadas na região algumas ações de adequação à Resolução CONAMA Nº 307, com destaque para a elaboração do Programa de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil, na forma da Lei Nº 17.072, e a implantação da prática da coleta seletiva por parte de algumas construtoras. A estimativa de RCD depositado clandestinamente na região levou a um valor de 353.606 toneladas no ano de 2004, o que isoladamente já representa um volume suficiente para a implantação de unidades de beneficiamento desses resíduos. Os resultados obtidos para os blocos de concreto de vedação comprovaram a potencialidade do uso dos agregados reciclados na produção de artefatos de concreto sem função estrutural, uma vez que nos testes de resistência à compressão tanto os blocos produzidos com 30% de substituição do agregado natural pelo agregado reciclado de RCD, quanto aqueles com 60% de substituição, apresentaram fc superior ao estabelecido por norma (2,5 Mpa), o mesmo acontecendo para os resultados de absorção de água por imersão, cujo valor limite máximo é de 10%. Dessa forma, o presente trabalho espera contribuir para a definição de um modelo de gestão dos RCD adequado às características regionais da Cidade do Recife, assim como para o aumento da credibilidade processos de reciclagem e redução dos impactos ambientais gerados pela disposição inadequada de tais resíduos.
  • RICHARDE MARQUES DA SILVA
  • PREVISÃO HIDROSSEDIMENTOLÓGICA NUMA BACIA PERIURBANA ATRAVÉS DO ACOPLAMENTO DE MODELOS CLIMÁTICOS E HIDROLÓGICOS
  • Data: 18/03/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O objetivo do presente estudo é desenvolver a integração de um sistema de previsão hidro-meteorológica para uso em sistemas de informações para ser usado por comitês de bacias hidrográficas. Para a modelagem da previsão hidrossedimentológica na bacia do rio Pirapama, localizada na costa litorânea do Estado de Pernambuco no Nordeste do Brasil, foi realizado o acoplamento de dados de previsão de precipitação gerados pelo aninhamento de um modelo de circulação global atmosférica e um modelo de circulação regional atmosférica em modelos hidrológicos. Foram geradas dez séries de previsão climática de 14 anos, de 1987 a 2000 para os seis primeiros meses de cada ano. Essa série de dados foi inserida em dois modelos hidrológicos. O primeiro, o Açumod, é um modelo de chuva-vazão que usa parâmetros distribuídos, e tem como entrada a precipitação e a evapotranspiração, representando o balanço hídrico através de um sistema de reservatórios. O segundo, o modelo Kineros2, é do tipo distribuído de base física e orientado a evento, que simula a vazão e a produção de sedimentos. Os resultados mostraram um ajuste satisfatório entre as vazões observadas e as vazões calculadas a partir dos dados de previsão climática obtidos dos modelos de circulação atmosférica. Este trabalho é uma primeira tentativa de previsão hidrossedimentológica para a bacia do rio Pirapama, e mesmo assim, os resultados obtidos mostraram que o sistema pode ser considerado uma promissora ferramenta para previsão hidrossedimentológica em bacias da região Nordeste do Brasil.
  • PAULO SERGIO ARAUJO PEREGRINO
  • Interrelações existentes entre os escoamentos de ventos e os padrões de ocupação do solo nos bairros do Cabo Branco e Tambaú/João Pessoa - PB
  • Data: 31/01/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho foi desenvolvido na zona rural do alto curso da bacia hidrográfica do rio Gramame, no município de Pedras de Fogo, Paraíba. O trabalho teve como escopo propor alternativas para restauração ambiental de cinco nascentes: Cabelão, Cacimba da Rosa, Nova Aurora, Bela Rosa e Fazendinha. A pesquisa foi sistematizada em atividades de campo e de laboratórios. Nos trabalhos de campo foram realizadas: caminhadas exploratórias e registros fotográficos para o reconhecimento das áreas das nascentes, com descrição geral de seus elementos georreferenciadas; avaliação in loco das condições do meio ambiente e do uso do solo; caracterização histórica das mesmas, através de entrevistas feitas junto à população local onde se coletou informações sobre o nível de degradação que ocorreu na região ao longo do tempo e a caracterização do solo e da cobertura florestal nas áreas de entorno das nascentes. No estudo foi realizada inicialmente uma análise visual analisando-se as condições da cobertura do solo, topografia, uso agrícola, devastação florestal e presença de fragmentos de Mata Atlântica ainda preservados. Em seguida foram realizadas as análises físicas e químicas dos solos das nascentes nas profundidades de 0-0,20 m e 0,20-0,40 m. Os atributos físicos do solo analisadas foram: densidade do solo e análise textural. Quanto aos atributos químicos dos solos foram analisados: pH; teores de fósforo (P), cálcio (Ca), magnésio (Mg), potássio (K), sódio (Na), acidez do solo (H+Al); capacidade de troca de cátions (CTC); saturação por bases (%V); e os teores de matéria orgânica (M.O.). De acordo com os resultados obtidos verifica-se no diagnóstico florestal realizado nas áreas do entorno das cinco nascentes estudadas, que apesar da degradação ambiental na região ser evidente a exemplo do uso e ocupação do solo como a retirada da vegetação nativa, degradação das matas ciliares e ao lançamento de efluentes industriais e domésticos, o número de espécies nativas ainda existentes superam em número às espécies exóticas. Recomenda-se a introdução de espécies nativas nas nascentes, exceto para a nascente Fazendinha, que não necessita de revegetação, precisando apenas de medidas conservacionistas. Com relação ao uso do solo, a área imediatamente circundante às nascentes, de acordo com o que preconiza a legislação ambiental em vigor, deve ser exclusivamente para uma Área de Preservação Permanente (APP). Não se recomenda fazer qualquer tipo de uso dessas áreas para se evitar a erosão e a contaminação do solo e da água. Após o isolamento da área são recomendáveis algumas propostas de restauração na tentativa de recuperar as nascentes em estudo, como a introdução de gramíneas com função de proteção contra desagregação do solo e carreamento de partículas, a exemplo do capim sândalo; frutíferas de utilização econômica, cultivos agrícolas anuais e implantação de espécies nativas nas encostas. Constatou-se ainda que os solos apresentam textura arenosa, resultando em solos menos férteis e susceptíveis à erosão e que o pH, fósforo, cálcio, magnésio, potássio, sódio, acidez do solo, capacidade de troca de cátions, saturação por bases diferenciaram-se entre as nascentes, exceto a concentração de matéria orgânica que foi alta em todos os solos e camadas, menos na nascente Bela Rosa de 0,20-0,40 m, que foi considerada média. Os teores de pH, P, Ca, K, H+AL variaram entre baixo, médio e alto; o Mg de baixo a médio; o Na variou entre não sódico, levemente, moderadamente a muito sódico; a CTC de boa a muito boa; e a V variou entre muito baixa, baixa, média e alta.
  • ROMULO SOARES POLARI FILHO
  • Contribuição ao processo de reciclagem dos resíduos da indústria de calçados na construção civil: Bloco Eva - uma alternativa às alvenarias das construções
  • Data: 31/01/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata de questões relativas aos efeitos agressivos ao meio ambiente advindos do desenvolvimento do setor industrial. Deu-se ênfase àqueles decorrentes dos resíduos industriais que representam elevados custos para toda a comunidade. O foco da pesquisa concentra-se no problema vinculado ao setor calçadista. Os resíduos do EVA (Etileno Acetato de Vinila), aí gerados, vêm despertando a atenção de estudiosos buscando viabilizar a sua reciclagem por outro setor da economia. A construção civil, pelo seu grande potencial de aproveitamento de vários tipos de resíduo, é concebida e analisada como receptora do resíduo em questão. Trata-se de um resíduo de baixa massa especifica, grande capacidade de deformação, tem boas características acústicas e térmicas, é estável, inerte e não suscetível a fungos (GARLET, 1998). A partir dele, BEZERRA (2002) desenvolveu um tipo de bloco que permite associar leveza à função de vedação, com boas condições de fabricação e manuseio, conseguindo atingir o valor mínimo de resistência à compressão, que é de 2.5 MPa, estabelecido por norma (NBR 7173- blocos de concreto simples). Os dados e resultados aqui apresentados integram uma pesquisa ampla sobre o tema, que está sendo desenvolvida no CT/UFPB, com contribuições positivas para consolidar o aproveitamento desse resíduo na produção de blocos leves de vedação (Bloco EVA) para uso na Construção Civil. Esses blocos são propostos como componentes construtivos alternativos, sem normas específicas. Diante disso, apoiado na avaliação de desempenho mecânico realizada nesta pesquisa, buscou-se estabelecer a resistência à compressão mínima aceitável para os blocos EVA. Para tanto, desenvolveu-se um estudo exploratório com traço 1:3 (cimento: agregados, em volume), incorporando agregado leve à mistura, numa faixa entre 60% a 80% em relação ao volume total de agregados. Os resultados alcançados, na resistência à compressão aos 28 dias, para o bloco EVA, foram de 1,3 MPa, 2,2 MPa e 3,3 MPa, conforme o teor EVA presente nas misturas (60%, 70% e 80%). Para os painéis (1,20m x 2,50m), atingiu-se uma resistência à compressão máxima de 1,70 MPa, quando executados com os blocos com 60% de agregado de EVA. A maior eficiência encontrada foi de 0,8, para os painéis executados com blocos com 80% de agregado de EVA. À luz desses elementos, obteve-se indicativos de que a resistência mínima pode ser inferior (cerca da metade) aos 2,5 MPa exigidos pela norma para blocos de concreto simples. Os resultados também demonstraram que é possível atingir resistências de até 1,3 MPa para o Bloco EVA, utilizando dosagem (1:5) com menor consumo de cimento Portland na sua fabricação, o que favorece a viabilização do processo. O presente trabalho espera contribuir para o aumento da credibilidade dos processos de reciclagem e redução dos impactos ambientais gerados pela disposição inadequada de tais resíduos.
  • SILVANA CHAVES CLAUDINO DE QUEIROGA
  • Verificação da eficiência do dimensionamento de aberturas para a ventilação natural nos bairros do Cabo branco e Tambaú – João Pessoa/PB
  • Data: 31/01/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho contém um estudo sobre a eficiência do dimensionamento de aberturas para ventilação natural, com base em perfis de velocidades do vento, em figuras de erosão de areia obtidas de experimentos em túnel aerodinâmico de Camada Limite Atmosférica e nos métodos de cálculos Taxas de Renovação de ventilação cruzada em apartamentos de tipologia simples de J. A. Saraiva, F. V. Marques da Silva e P. R. P dos Santos e A Simplified Model to Estimate Natural Ventilation Flows for smple Dwelling Layouts desenvolvido por F. V. Marques da Silva e J. A. Saraiva, considerando o padrão de ventilação da cidade de João Pessoa, desenvolvido por Silva (1999), cujos resultados demonstraram déficits de ventilação na medida em que se adentra a área estudada, conduzindo à necessidade de se considerarem as inter-relações entre o padrão de ventilação local e o de ocupação do solo urbano quando do cálculo de aberturas para ventilação natural.
  • HELENA DE CASSIA P NOGUEIRA SERRAO
  • As primeiras décadas da eletricidade e do saneamento básico na capital paraibana, 1900-1940
  • Data: 25/01/2005
  • Visualizar Dissertação/Tese  
2004
Descrição
  • WYLNNA CARLOS LIMA VIDAL
  • Transformações urbanas: a modernização da capital paraibana e o desenho da cidade, 1910 - 1940
  • Data: 17/12/2004
  • Visualizar Dissertação/Tese  
  • MANUELINA PORTO NUNES NAVARRO
  • Conforto acústico em ambientes de praças de alimentação em shopping centers
  • Data: 23/11/2004
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O ruído urbano torna-se maior à proporção que surgem novos equipamentos e novas atividades tipicamente citadinas. Em diversos países, inclusive no Brasil, tem havido preocupação com o controle do nível de ruído. Desse modo, vários equipamentos urbanos têm sido objeto de estudos relacionados à acústica, inclusive os shopping centers. Este trabalho objetiva realizar um diagnóstico das condições acústicas nas áreas de praças de alimentação de shopping centers, através da utilização de fórmulas analíticas e medições in loco, para a determinação do nível de pressão sonora, buscando-se identificar os parâmetros mais importantes para o problema e suas inter-relações. Foram adotados, como parâmetro de conforto acústico, os níveis de pressão sonora máximos de 67 dB (A), para voz normal e 72 dB (A), para voz elevada, baseados em estudos de comunicabilidade entre pessoas. No tocante à salubridade, foi adotado o limite de 85 dB, conforme recomenda a NR-15. Foi realizado um levantamento em doze shoppings da região e dois casos de estudo foram selecionados. Verificou-se que esses ambientes apresentaram taxas de ocupação de, aproximadamente, 0,50 assentos/ m2. Também foi observado que os materiais de revestimento utilizados são praticamente os mesmos em todas as praças investigadas. Os resultados obtidos demonstraram que, nesse tipo de ambiente, as pessoas não falam com voz normal, mas elevam suas vozes para serem melhor ouvidas. Uma fórmula analítica para avaliar o nível de pressão sonora (Np) foi empregada, utilizando estimativas de número máximo e mínimo de oradores, havendo boa correlação entre os cálculos e as medições realizadas. Em uma das praças de alimentação, o ruído de fundo afetou de forma significativa o Np do ambiente. Quanto ao conforto para o usuário, as praças analisadas não apresentaram inteligibilidade adequada. O Np de uma das praças ultrapassou em, aproximadamente, 4,0 dB (A) o parâmetro de 72 dB (A), ao passo que a outra extrapolou em 8,0 dB esse parâmetro. Simulações realizadas, mediante cálculos, permitiram a averiguação de que a colocação de material absorvente no teto é mais eficiente do que a elevação do mesmo. Após o tratamento acústico, a praça menos crítica apresentou uma redução no Np de, em média, 2,0 dB, o que deixou a inteligibilidade muito próxima da condição recomendada. O mesmo não foi verificado na outra praça, onde, mesmo após uma redução de 3,4 dB, o Np local ficou ainda cerca de 4,0 dB acima do valor recomendado.
  • VIVIANI MARIA DE MELO GUERRA
  • Data: 23/11/2004

  • JUSSARA SEVERO DA SILVA
  • Estudo do reaproveitamento dos resíduos sólidos industriais na região metropolitana de João Pessoa (Bayeux, Cabedelo, João Pessoa e Santa Rita) - PB
  • Data: 26/08/2004
  • Visualizar Dissertação/Tese  
1900
Descrição
  • JAKELINY DA SILVA COSTA
  • Data: 01/01/1900

  • LUCY DE FATIMA DE OLIVEIRA CORREIA
  • Data: 01/01/1900