PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA (PPGE)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
83 3216-7482

Notícias


Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSE CARLOS ARAUJO AMARANTE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE CARLOS ARAUJO AMARANTE
DATA: 07/08/2020
HORA: 17:00
LOCAL: PPGE
TÍTULO: PROBLEMAS INSTITUCIONAIS NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS E SEUS EFEITOS SOCIOECONÔMICOS
PALAVRAS-CHAVES: Maldição dos Recursos Naturais. Qualidade das Instituições. Incentivos de Reeleição. Indicadores de Qualidade da Gestão.
PÁGINAS: 47
RESUMO: Este projeto de tese é composto por dois ensaios relacionados à problemas institucionais nos municípios do Brasil. O primeiro ensaio busca testar a hipótese da maldição dos recursos naturais, considerando a interação entre a abundância de recursos naturais e a qualidade institucional. Adicionalmente, busca-se verificar a abundância de quais recursos naturais tendem a afetar o nível de corrupção das instituições municipais. Para responder os objetivos propostos, utilizar-se-á informações de diferentes bases de dados para o período entre 2012 e 2020. Devido ao caráter espacial e temporal da análise, a estratégia empírica sugerida é a utilização dos modelos de dados em painel espacial, pois estes capturam interações espaciais entre unidades espaciais ao longo do tempo. Baseando-se na literatura, é esperada uma relação negativa entre a abundância dos recursos naturais e o desenvolvimento econômico dos municípios brasileiros, sobretudo, aqueles que estão localizados em regiões pouco industrializadas. Além disso, fundamentando-se nas evidências internacionais, espera-se que a especialização na produção de recursos naturais leve a um maior nível de corrupção das instituições municipais. Por sua vez, para o segundo ensaio, a proposto é avaliar os impactos do mecanismo de reeleição dos prefeitos no Brasil sobre os serviços públicos municipais. Para tanto, é pretendido utilizar informações sobre os resultados eleitorais e características dos candidatos referentes às últimas cinco eleições para prefeitos (2000, 2004, 2008, 2012 e 2016), bem como dados acerca de informações sociais e finanças dos municípios do país e técnicas de avaliação de impacto para estimação do efeito da reeleição sobre os indicadores selecionados. É esperado que prefeitos que estão em primeiro mandato (sob incentivos de reeleição) apresentem melhores indicadores municipais. Além disso, espera-se que os prefeitos sejam mais efetivos quando estão em primeiro mandato e mudem sua postura quando não podem mais reeleger-se ou ocupar outro cargo público. Considerando os dois ensaios, a expectativa é que os resultados auferidos subsidiem a formulação de políticas que possam incentivar positivamente as instituições do Brasil.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1673924 - ANDRE DE MATTOS MARQUES
Interno - 1861745 - JEVUKS MATHEUS DE ARAUJO
Presidente - 1267722 - WALLACE PATRICK SANTOS DE FARIAS SOUZA