PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA (PPGE)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
83 3216-7482

Notícias


Banca de DEFESA: OTONIEL RODRIGUES DOS ANJOS JUNIOR

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: OTONIEL RODRIGUES DOS ANJOS JUNIOR
DATA: 25/02/2021
HORA: 09:00
LOCAL: PPGE
TÍTULO: Ensaios em Avaliação de Políticas Públicas de Infraestrutura Rodoviária e Segurança Pública no Estado da Paraíba
PALAVRAS-CHAVES: Políticas Públicas. Eficiência Técnica. Infraestrutura Rodoviária. Caminhos da Paraíba. Paraíba Unida pela Paz.
PÁGINAS: 118
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Economia
RESUMO: Esta Tese é composta por dois ensaios voltados à avaliação de políticas públicas implantadas no Estado da Paraíba na última década. O Capítulo 2, correspondente ao primeiro ensaio, discute os efeitos de investimentos em infraestrutura rodoviária sobre o desenvolvimento local dos municípios paraibanos. Para tanto, empregou-se o método de Diferenças em Diferenças reponderado pelos pesos do balanceamento por entropia. A base de dados foi obtida junto ao Departamento de Estradas de Rodagens (DER) da Paraíba, contemplando o período de 2011 a 2017. Os resultados encontrados mostram que a hipótese de relação positiva entre investimentos em infraestrutura rodoviária e crescimento econômico não pode ser rejeitada. Os impactos mais expressivos são observados no saldo de emprego dos municípios beneficiados, sobretudo naqueles que receberam obras de pavimentação e foram retirados do isolamento. Nesse caso, os municípios criaram, em média, aproximadamente 87 novas vagas de emprego no mercado de trabalho formal. Já nos municípios beneficiados com obras de restauração e suplementação, houve aumento no saldo de emprego em 82 e 85 vagas, respectivamente. No mais, verificou-se crescimento no PIB real (13%) e no VAB do setor de serviços (16%), ambos restritos aos municípios que receberam obras de suplementação (duplicação, viadutos, acessos, trevos, contornos, dentre outros). Por sua vez, o Capítulo 3, referente ao segundo ensaio, objetiva analisar a eficiência técnica do programa "Paraíba Unida pela Paz"a partir de um conjunto de inputs e outputs selecionados. Para este fim, utilizou-se o método MDEA-S e o algoritmo de Machine Learning DBSCAN. A base de dados empregada consiste no registro de 429.699 ocorrências policiais dos anos de 2017, 2018 e 2019, e foram obtidos junto à Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social do Estado da Paraíba (SESDSPB). Os resultados mostram que cerca de 40% das unidades contempladas pelo "Prêmio Paraíba Unida pela Paz"não deveriam ter recebido a bonificação. Ao simular o ajuste pelos scores de eficiência do método MDEA-S, encontrou-se que seria possível ter economizado aproximadamente 58% dos recursos investidos no programa entre 2017 e 2019. Em conjunto, situações em que o policial recebeu o prêmio, mas não deveria, com as situações em que ele deveria receber, mas não recebeu, informam o erro total no pagamento do prêmio: 46,04% das situações. Logo, há indícios de que os critérios empregados pelo programa não conseguem distinguir de forma justa e técnica quem deve ser contemplado pelo prêmio e quem não deve. Ademais, os scores de eficiência das AISPs se mostram muito concentrados nas classes mais baixas de eficiência, principalmente até o valor de 0,600. Também ficou evidente que a eficiência para ser atingida sem folgas (slacks), seria necessário uma redução do efetivo policial (20,43%) e da quantidade de viaturas (26,27%). Já os resultados do DBSCAN permitiram a identificação de hotspots de crimes que revelaram que a região do Centro de João Pessoa se destaca por possuir uma taxa de furtos e roubos de automóvel bem mais elevada do que a registrada nas demais localidades. Além disso, o período noturno (das 18:00 às 23:59) mostrou maior destaque, com 1.640 ocorrências registradas neste horário. O maior hotspot observado encontra-se localizado na região compreendida pelos bairros do Ernesto Geisel, Costa e Silva, Funcionários, Grotão e João Paulo II (228 observações ou 17,56%), ao passo que o menor se situa na região do Bairro do Cabo Branco (21 pontos ou 1,28%).
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1813840 - ALESSIO TONY CAVALCANTI DE ALMEIDA
Interno - 1861745 - JEVUKS MATHEUS DE ARAUJO
Externo ao Programa - 1285539 - MAGNO VAMBERTO BATISTA DA SILVA
Externo à Instituição - STELIO COELHO LOMBARDI FILHO
Interno - 1267722 - WALLACE PATRICK SANTOS DE FARIAS SOUZA