PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA (PPGEE)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: DOUGLAS DE FARIAS MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DOUGLAS DE FARIAS MEDEIROS
DATA: 23/02/2021
HORA: 10:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO: Implementação e Análise de Protocolos de Roteamento para Redes Mesh Sem Fio LoRa
PALAVRAS-CHAVES: Redes de Sensores sem Fio, Protocolos de Roteamento, Simulador Cupcarbon, LoRa
PÁGINAS: 118
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
RESUMO: Em um mundo cada vez mais conectado, torna-se evidente o crescimento do número de dispositivos que trocam informações entre si. O aumento da conectividade de todos esses dispositivos está diretamente relacionado ao conceitos de Internet das Coisas e Cidades Inteligentes, que tem ganhado bastante destaque atualmente. Sendo assim, à medida que cresce o número de dispositivos conectados e suas aplicações, a quantidade de dados compartilhados por esses também aumentará de forma considerável. Logo, para que seja possível enviar dados de um dispositivo (nó) até outro e esses dados tenham que percorrer dispositivos intermediários, torna-se necessário definir por qual caminho os dados deverão ser encaminhados, caracterizando o processo de roteamento. Diante deste contexto, este trabalho tem como objetivo implementar e analisar os protocolos de roteamento DVR (Distance Vector Routing), AODV (Ad Hoc On-Demand Distance Vector) e DSR (Dynamic Source Routing) no simulador de redes Cupcarbon. Além disso, também foi desenvolvida e integrada ao Cupcarbon uma ferramenta para cálculo do alcance dos nós utilizando o modelo de propagação de Egli. Nas simulações, foi utilizada a tecnologia de comunicação sem fio LoRa (Long Range) e considerado um cenário de simulação composto por uma topologia de rede distribuída por avenidas da cidade de João Pessoa-PB. Os critérios de avaliação utilizados foram a razão de entrega de pacotes, atraso médio de fim-a-fim, jitter médio e a taxa de transferência. Também foram obtidos os perfis de consumo de cada nó sensor para cada protocolo. Os resultados mostraram que o protocolo DSR foi a opção mais adequada dentre as implementadas para ser utilizado com o algoritmo de ajuste de potência de transmissão proposto neste trabalho. Esse algoritmo proporcionou uma economia de energia de 11,32% em relação ao DSR original. Por outro lado, o protocolo AODV obteve melhor desempenho geral nas métricas e apresentou o segundo maior consumo de energia. Por fim, o protocolo DVR foi o que mais consumiu energia e obteve melhor desempenho no quesito latência, mas apresentou alta perda de pacotes. Ao final, foram realizados testes experimentais utilizando o protocolo DSR e uma aplicação no servidor The Things Network (TTN).
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1523920 - CLEONILSON PROTASIO DE SOUZA
Interno - 1718473 - FABRICIO BRAGA SOARES DE CARVALHO
Interno - 1972280 - JUAN MOISES MAURICIO VILLANUEVA
Externo à Instituição - RUAN DELGADO GOMES