PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL (PPGCAN)

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS (CCA)

Telefone/Ramal
33621732

Notícias


Banca de DEFESA: THAIS RIBEIRO FELIX

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THAIS RIBEIRO FELIX
DATA: 25/02/2021
HORA: 13:30
LOCAL: Web conferência
TÍTULO: DEXMEDETOMIDINA E MIDAZOLAM INTRANASAL EM GALINHAS DOMÉSTICAS (GALLUS GALLUS DOMESTICUS): EFEITOS CLÍNICOS E HISTOPATOLÓGICOS.
PALAVRAS-CHAVES: epitélio nasal, sedação de aves, sedação intranasal
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
RESUMO: Visando avaliar os efeitos clínicos e histopatológicos da dexmedetomidina e do midazolam, associados (MDEX – midazolam 0,5 mg/kg + dexmedetomidina 40 µ/kg) ou não (DEX – dexmedetomidina 80 µ/kg e MID – midazolam 1 mg/kg), 36 galinhas domésticas hígidas receberam esses fármacos intranasal e foram submetidas a avaliação clínica dos seguintes parâmetros: frequências respiratória (FR) e cardíaca (FC), pressão arterial, temperatura cloacal e estado sedativo. Realizou-se esta avaliação antes da administração dos fármacos, após cinco minutos (M5) e a cada 15 minutos até completar 65 minutos (M65); após este tempo a avaliação foi feita a cada 30 minutos até recuperação anestésica. Por meio de sorteio, os animais foram eutanasiados com 24 ou 168 horas pós administração dos fármacos e foram avaliadas as alterações histopatológicas no epitélio nasal. Os resultados obtidos foram submetidos a testes estatísticos para dados assimétricos. Notou-se em M5 taquipneia no grupo DEX e FC no grupo MID foi menor que no grupo DEX; em todos os grupos diminuição da FC, porém dentro dos valores de referência, e estabilidade na pressão arterial; diminuição da temperatura cloacal nos grupos DEX e MDEX no decorrer do tempo. Diferindo dos grupos DEX e MDEX, os animais do grupo MID não apresentaram sedação adequada. Notou-se lesões epiteliais em todos os grupos que variavam de leves a intensas após 24 horas e ausência a leve presença destas lesões após 168 horas de administração. A utilização do MDEX promoveu sedação adequada, com mínimos esfeitos cardiovasculares, porém as lesões histopatológicas precisam ser melhor investigadas.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1679899 - DANILA BARREIRO CAMPOS
Externo à Instituição - LUCIANA DAMBRÓSIO GUIMARÃES
Interno - 2027040 - RICARDO BARBOSA DE LUCENA