PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL (PPGCAN)

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS (CCA)

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: IARA NOBREGA MACÊDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IARA NOBREGA MACÊDO
DATA: 04/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: https://meet.google.com/ymk-dzcv-ita
TÍTULO: ADIÇÃO DE GÁS OZÔNIO AO DILUENTE DE SÊMEN EQUINO SUBMETIDO A CONGELAÇÃO: EFEITO SOBRE A VIABILIDADE DAS CÉLULAS ESPERMÁTICAS.
PALAVRAS-CHAVES: antioxidantes, criopreservação, ozonioterapia, espermatozoide, sêmen equino.
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
RESUMO: Objetivou-se avaliar os efeitos da adição de diferentes concentrações de ozônio ao sêmen de garanhões da raça quarto de milha submetidos à criopreservação. Foram colhidos seis ejaculados de quatro garanhões (n=24). Os ejaculados foram divididos e adicionados a quatro grupos experimentais: grupo controle composto apenas pelo diluente de congelação (BotuCRIO®) e outros três grupos com diluente de congelação (BotuCRIO®) ozonizado nas concentrações de 6, 8 e 12 μg de O3/mL. As amostras de sêmen foram diluídas (200 x 106 espermatozoides/mL), envasadas em palhetas e submetidas à congelação. Após a descongelação (37 ºC, 30s), as amostras foram avaliadas nos momentos 0, 30 e 60 minutos de incubação quanto a cinética espermática, integridade da membrana plasmática (IMP), integridade de acrossoma (iAC) e potencial de membrana mitocondrial (PMM). Os parâmetros cinéticos foram avaliados por meio do sistema computadorizado de análise espermática (CASA), e os testes de integridade celular foram realizados em microscopia de epifluorescência através do uso de sondas fluorescentes. Houve redução nos parâmetros cinéticos (MT, MP, VCL, VSL e VAP) em todos os grupos durante o teste de termorresistência (TTR), padrão também encontrado nas análises de IMP e PMM (p0,05) entre o grupo controle e os tratamentos (6, 8 e 12 µg de O3/mL), em nenhum dos tempos avaliados. Em relação aos parâmetros VCL, VSL e VAP, o grupo tratado com 6 µg não diferiu do controle nem do 8 µg, porém foi superior ao 12 µg nos tempos 30 e 60 minutos. iAC e IMP não apresentaram diferença entre os grupos (p>0,05) e PMM foi inferior nos grupos 8 µg e 12 µg comparado ao controle e ao 6 µg (p<0,05). Conclui-se que a adição do ozônio não apresenta efeitos benéficos para a criopreservação do sêmen equino nas concentrações utilizadas e diminui parâmetros importantes para a fertilidade.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - FERNANDA SAULES IGNÁCIO
Externo à Instituição - HELDER MELO DE SOUZA
Interno - 1652922 - SILDIVANE VALCACIA SILVA