PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL (PPGCAN)

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS (CCA)

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: LUCAS DA COSTA DUTRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCAS DA COSTA DUTRA
DATA: 30/08/2021
HORA: 15:30
LOCAL: webconferência(http://meet.google.com/uxv-rhbg-vft)
TÍTULO: MALFORMAÇÕES CONGÊNITAS EM BEZERROS
PALAVRAS-CHAVES: Endogamia. Alterações congênitas. Sistema nervoso. Bovinos
PÁGINAS: 39
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Medicina Veterinária
RESUMO: As malformações caracterizam-se por anormalidades na estrutura e/ou funcionalidade de órgãos ou sistemas, estando presentes em todas as espécies de animais, apresentando-se em forma surto ou de caso isolado. Na maioria das vezes, os defeitos congênitos são facilmente identificados ao nascimento, mas as causas da sua ocorrência frequentemente continuam sendo um desafio na prática veterinária, devido a vasta etiologia. Dentre as principais causas para ocorrência de malformações destacam-se os fatores infecciosos, ambientais, nutricionais e hereditários. Apresenta-se nesta dissertação dois capítulos abordando casos de malformações em bezerros no estado da Paraíba, Brasil. O primeiro capítulo retrata os achados clínicos e patológicos identificados em uma bezerra, que apresentava alterações congênitas múltiplas e que devido a gravidade das alterações foi eutanasiada. As principais alterações visualizadas em exame físico e necroscópico do animal foi a rigidez articular em membro anterior direito, palatosquise e divertículo úraco vesical, cuja etiologia não pode ser identificada. No segundo capítulo relata-se um estudo sobre as causas de um surto de doença neurológica congênita em bezerros puro de origem da raça Tabapuã. Cinco de um total de doze bezerros nascidos foram examinados e posteriormente eutanasiados devido a gravidade dos sinais apresentados. Exames para as principais doenças infecciosas tiveram resultado negativo, sendo evidenciado na necropsia microcefalia e malformação em ponte. Após estudo genealógico foi identificada elevada consanguinidade entre os animais do rebanho, sendo responsável pela ocorrência das malformações. A informação obtida nos estudos referentes a etiologia das malformações deve ser amplamente divulgada entre os produtores para que possam ser adotadas medidas profiláticas, principalmente em relação as malformações associadas a consanguinidade, agentes infecciosos, tóxicos, fatores nutricionais e decorrentes de uso de medicamentos com potencial teratogênico.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 420065 - FRANKLIN RIET CORREA AMARAL
Interno - 2027040 - RICARDO BARBOSA DE LUCENA
Presidente - 6338373 - SARA VILAR DANTAS SIMOES