PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM JORNALISMO (PPJ)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de QUALIFICAÇÃO: EUGENIA CÉLIA VICTAL BARBOSA BERBERT

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EUGENIA CÉLIA VICTAL BARBOSA BERBERT
DATA: 06/08/2018
HORA: 14:00
LOCAL: SALA 101 - CCTA
TÍTULO: GRAMÁTICA VERBO-VISUAL NO JORNALISMO: OS SIGNIFICADOS AO PÉ DA LETRA
PALAVRAS-CHAVES: GRAMÁTICA VERBO-VISUAL NO JORNALISMO: OS SIGNIFICADOS AO PÉ DA LETRA
PÁGINAS: 51
RESUMO: A proposta de pesquisa que aqui se inicia toma como seu objeto empírico a revista francesa Charlie Hebdo, conhecida mundialmente após o lamentável atentado praticado por extremistas islâmicos, que ceifou a vida de doze dos seus articuladores. O estudo que nos propomos realizar tem por finalidade primeira investigar os sentidos de algumas peças desta renomada revista, produzidos pela conjunção imagem-e-texto, indispensáveis na interação com as plateias. Antes da análise do veículo, tentaremos identificar o perfil de consumo de mídia no Brasil, a fim de atestar a relevância do estudo do meio revista. Entenda-se, portanto e desde já, que a pesquisa que nos dispomos a desenvolver, de natureza prospectiva, pretende avançar sobre a materialidade dos signos para elucidar a sua arquitetura interna, os sentidos que propaga, bem como as intenções que manifesta. A articulação entre texto-e-imagem é um dos poderosos instrumentos da comunicação jornalística, em especial quando executada no domínio do jornalismo de revista. Consideremos, com um pouco mais de atenção, o jornalismo desenvolvido no conceito de revista e os caminhos que traçamos em direção à pesquisa que desenvolveremos. A escolha do jornalismo de revista se deve ao fato de tal meio ter peculiaridades que o distinguem da televisão e do jornal impresso, que também se valem de recursos não-verbais. O uso de recursos gráficos e imagens, a sedução pelo apelo visual, as boas fotos, as cores, a linguagem não-verbal e a apresentação chamativa são peculiares neste tipo de mídia (GOULART, Observatório de Imprensa, 2006), confirmando a pertinência do meio revista como objeto de estudo. Além disso, os números relativos à circulação mostram que o veículo tem alta aceitação no domínio do consumo de notícias
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 336290 - JOSÉ DAVID CAMPOS FERNANDES
Externo à Instituição - PATRICIA MONTEIRO CRUZ
Interno - 1349487 - ZULMIRA NOBREGA PIVA DE CARVALHO