PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM JORNALISMO (PPJ)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: STENIEL VIEIRA CHAGAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: STENIEL VIEIRA CHAGAS
DATA: 24/07/2020
HORA: 10:00
LOCAL: https://meet.google.com/kic-hsws-xye
TÍTULO: MARCAS ESTIGMATIZANTES NO JORNALISMO POLICIAL PARAIBANO
PALAVRAS-CHAVES: Jornalismo policial; Jornalismo sensacionalista; Analise de Discurso; Sikêra Júnior.
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO: Destacamos e pesquisamos neste trabalho algumas das possíveis formas de construção do discurso jornalismo, na editoria policial, apresentadas pelo programa Cidade em Ação, da TV Arapuan, filiada a Rede TV, em João Pessoa, Paraíba e a atuação do âncora/apresentador Sikêra Júnior para representar os presidiários/personagens das pautas. Adaptada do rádio para a televisão, a cobertura policial reinventou linguagens, abordagens e narrativas, além de ampliar a sua abrangência e significação junto ao público, auferindo grandes audiências, sucesso popular e comercial. A naturalização da violência, a estigmatização dos presos e a utilização do sensacionalismo como notícia, foram os focos centrais de nossa observação. Como objeto de pesquisa, analisamos cinco reportagens do programa e também a construção do discurso midiático/teatral interpretado pelo apresentador, Sikêra Júnior. Como referenciais teóricos, utilizamos as marcas discursivas do estigma (GOFFMAN, 1980) e mergulhamos também nas análises desenvolvidas sobre a “história do indivíduo mostro”, em (FOUCAULT, 1997). Estudando a problemática dos apenados a partir de uma ênfase histórica, social e política, buscamos compreender as influências na construção e apresentação massiva da notícia apropriadas por esta forma jornalística na TV paraibana. Investigamos até onde o discurso construído pelo programa de Sikêra Júnior representa o Jornalismo policial ou uma forma híbrida de tratamento sensacionalista da notícia na construção de um gênero híbrido: o jornalismo policialesco.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1117793 - JOANA BELARMINO DE SOUSA
Externo ao Programa - 6337151 - MARLUCE PEREIRA DA SILVA
Presidente - 1349487 - ZULMIRA NOBREGA PIVA DE CARVALHO