PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM JORNALISMO (PPJ)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de QUALIFICAÇÃO: IARA ALVES DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IARA ALVES DOS SANTOS
DATA: 26/10/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Por videoconferência
TÍTULO: INFORMAÇÃO E ACESSIBILIDADE: UM ESTUDO SOBRE O WEBTELEJORNALISMO PRODUZIDO PARA SURDOS NA AMÉRICA LATINA
PALAVRAS-CHAVES: Webtelejornalismo Acessível. Direito à Comunicação. Internet. Cultura Surda. Pessoas com Deficiência.
PÁGINAS: 49
RESUMO: O presente trabalho reflete sobre a produção de webtelejornais produzidos em países da América Latina, enquanto canais de comunicação promotores de acessibilidade para sujeitos surdos. Para tanto, aprofunda o estudo em três programas que contam com dispositivos acessíveis que contemplam a demanda de pessoas com deficiência auditiva, veiculados no Brasil, Colômbia e México. A base teórica deste estudo recorre às pesquisas sobre webtelejornalismo, telejornalismo e convergência de mídias de Alfredo Vizeu, Letícia Renault, Letícia Capanema, Yvana Fechine e Lucia Santaella. O trabalho problematiza o direito que os surdos têm à comunicação acessível por meio da legislação brasileira e relaciona este tópico com os apontamentos de Manuel Castells, André Lemos, Pierre Lévy e Marcos Palácios, sobre como a internet se estabelece como um ambiente passível para o desenvolvimento de conteúdos acessíveis voltados para pessoas com deficiência. Trata ainda os conceitos de acessibilidade e cultura surda com base nas publicações de Karin Strobel, Jonara Medeiros Siqueira e no material didático do curso de Licenciatura em Letras/Libras da Universidade Federal da Paraíba. A pesquisa se apoia nos seguintes métodos: revisão bibliográfica e análise de conteúdo. Com base no desenvolvimento preliminar, é possível concluir parcialmente que os webtelejornais voltados para surdos são ferramentas promotoras de conteúdos acessíveis que possibilitam o protagonismo da identidade surda e cumprem o papel social do jornalismo, de informar a sociedade. No entanto, as comunidades surdas ainda contam com poucas iniciativas, que não são abrangentes como deveriam.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1117793 - JOANA BELARMINO DE SOUSA
Externo à Instituição - MARINA MAGALHAES DE MORAIS
Interno - 3063236 - PATRICIA MONTEIRO CRUZ MENDES