UFPB › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas João Pessoa, 20 de Outubro de 2020


CCS - DOR

CCS - DEPARTAMENTO DE ODONTOLOGIA RESTAURADORA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Projetos de Pesquisa


: Visualizar Detalhes do Projeto de Pesquisa
ANA KARINA MACIEL DE ANDRADE
2020, RUGOSIDADE SUPERFICIAL E ALTERAÇÃO DE COR DO ESMALTE BOVINO APÓS DIFERENTES PROTOCOLOS CLAREADORES.
2019, EFEITO DA ESCOVAÇÃO SIMULADA ASSOCIADA A IMERSÃO EM BEBIDA ÁCIDA NA RUGOSIDADE E MICRODUREZA DE SUPERFÍCIE DE COMPÓSITOS DO TIPO BULK FILL.
2018, EFEITO DA ESCOVAÇÃO SIMULADA ASSOCIADA A DENTIFRÍCIO CLAREADOR NA COR E NA RUGOSIDADE DE SUPERFÍCIE DE COMPÓSITOS DO TIPO BULK FILL.
2017, RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE COMPÓSITOS DO TIPO BULK FILL EM CAVIDADES CLASSE II: INFLUÊNCIA DO TIPO DE PREPARO E DO ARMAZENAMENTO.
2017, ANÁLISE IN VITRO DE PROPRIEDADES DE SUPERFÍCIE DA CERÂMICA FELDSPÁTICA APÓS ACABAMENTO E POLIMENTO.
2016, ANÁLISE DO EFEITO DO CLAREAMENTO DENTAL NA REMOÇÃO DE PIGMENTAÇÕES E NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE COMPÓSITOS BULK FILL.
2015, AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE COMPÓSITOS DO TIPO BULK FILL
2014, INFLUÊNCIA DE AGENTES CLAREADORES NAS PROPRIEDADES DA CERÂMICA ODONTOLÓGICA.
2013, AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE SISTEMAS ADESIVOS À DENTINA - INFLUÊNCIA DA UMIDADE.
2012, AVALIAÇÃO DA ALTERAÇÃO DE COR E DA RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE NANOCOMPÓSITOS APÓS IMERSÃO EM BEBIDAS.
ANDRE ULISSES DANTAS BATISTA
2020, Efeito de película de carbono tipo diamante na rugosidade superficial e perda de massa de resina acrílica ativada termicamente por energia de micro-ondas submetida à técnica de escovação simulada
2020, Avaliação do ensino de Disfunção Temporomandibular e de Oclusão nos Cursos de Graduação de Instituições de Ensino Superior no Estado da Paraíba.
2018, Estudo in vitro da perda de massa e rugosidade superficial de resina acrílica submetida a diferentes substâncias de higienização de próteses dentárias pelo método de escovação simulada
2017, AVALIAÇÃO DA PRESENÇA DE DISTÚRBIOS PSICOLÓGICOS E SUA POSSÍVEL RELAÇÃO COM A PRESENÇA E GRAU DE SEVERIDADE DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)
2016, EFEITO DE DIFERENTES SOLUÇÕES HIGIENIZADORAS DE PRÓTESE DENTÁRIA NA DUREZA SHORE A E RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE MATERIAIS REEMBASADORES MACIOS.
2016, AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO SONO E SUA POSSÍVEL RELAÇÃO COM O GRAU DE SEVERIDADE DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM)
2015, PREVALÊNCIA DA SÍNDROME DE BURNOUT E SUA ASSOCIAÇÃO COM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM) EM ESTUDANTES DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
2015, TRAUMA DENTOFACIAL EM PRATICANTES DE LUTAS MARCIAIS: UMA AVALIAÇÃO DA PREVALÊNCIA, CONHECIMENTO, USO DE PROTETOR BUCAL E SINAIS E SINTOMAS DE DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM).
2015, AVALIAÇÃO DE PROPRIEDADES FÍSICAS E MECÂNICAS DE RESINA ACRÍLICA PARA PROVISÓRIOS APÓS A DESINFECÇÃO EM DIFERENTES SOLUÇÕES
2014, AVALIAÇÃO DO EFEITO DA IMERSÃO EM DIFERENTES SOLUÇÕES HIGIENIZADORAS NA ESTABILIDADE DE COR DE DENTES ARTIFICIAIS DE RESINA ACRÍLICA.
2014, EFEITO DA IMERSÃO EM DIFERENTES SOLUÇÕES CORANTES NA ESTABILIDADE DE COR DE DENTES ARTIFICIAIS DE RESINA ACRÍLICA
2013, PREVALÊNCIA DE TRAUMA DENTOFACIAL E SUA POSSÍVEL RELAÇÃO COM SINAIS E SINTOMAS DE DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM) EM PRATICANTES DE ESPORTES DE CONTATO NA CIDADE DE JOÃO PESSOA- PARAÍBA
2013, AVALIAÇÃO DO EFEITO DA IMERSÃO EM DIFERENTES SOLUÇÕES DE LIMPEZA NA DUREZA E RUGOSIDADE DE DENTES ARTIFICIAIS DE RESINA ACRÍLICA.
2012, AVALIAÇÃO AUDIOMÉTRICA DE PACIENTES COM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM) E SINTOMAS OTOLÓGICOS
2012, PREVALÊNCIA DE DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM) EM PACIENTES ATENDIDOS PELO SETOR DE OTORRINOLARINGOLOGIA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO LAURO WANDERLEY-UFPB
2011, PREVALÊNCIA DE SINAIS E SINTOMAS DA DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (DTM) E SUA ASSOCIAÇÃO COM A MÁ OCLUSÃO E HÁBITOS PARAFUNCIONAIS EM ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS
2011, PREVALÊNCIA DE SINAIS E SINTOMAS DAS DISFUNÇÕES TEMPOROMANDIBULARES (DTM) ENTRE ALUNOS PRÉ-VESTIBULANDOS E SUA ASSOCIAÇÃO COM HÁBITOS PARAFUNCIONAIS, ANSIEDADE, ESTRESSE E DEPRESSÃO
2009, CARACTERIZAÇÃO DAS PROPRIEDADES FÍSICO-MECÂNICAS DE UM GESSO ODONTOLÓGICO TIPO IV SUBMETIDO A DIFERENTES TÉCNICAS DE DESINFECÇÃO.
2006, PLANO AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO DIAMETRAL DO GESSO SUBMETIDO À TÉCNICAS DE DESINFECÇÃO
ANGELO BRITO PEREIRA DE MELO
2009, AVALIAÇÃO DO TEMPO DE PRESA E EFETIVIDADE MICROBIOLÓGICA DA INCORPORAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS DESINFETANTES AO GESSO TIPO IV
CARMEM SILVIA LAUREANO DALLE PIAGGE
2020, Agentes desinfetantes presentes nos moldes influenciam as propriedades fisico mecanicas dos modelos de trabalho? Uma Revisão Sistemática
2020, Cancer bucal em idosos e a promoção da saúde através das mídias digitais: Uma Revisão Integrativa
2019, CLASSIFICAÇÃO DOS DISTÚRBIOS MIOFUNCIONAIS OROFACIAIS E CERVICAIS ANTES E PÓS REABILITAÇÃO PROTÉTICA EM ADULTOS E IDOSOS POR MEIO DO SOFTWARE E-MYO: FASE II
2018, CLASSIFICAÇÃO DOS DISTÚRBIOS MIOFUNCIONAIS OROFACIAIS E CERVICAIS ANTES E PÓS REABILITAÇÃO PROTÉTICA EM ADULTOS E IDOSOS POR MEIO DO SOFTWARE E-MYO
2017, CONDIÇÕES DE SAÚDE, QUALIDADE DE VIDA E REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE IDOSOS NAS UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA (FASE II)
2016, CONDIÇÕES DE SAÚDE, QUALIDADE DE VIDA E REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE IDOSOS NAS UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA
DAYANE FRANCO BARROS MANGUEIRA LEITE
2020, Alérgenos associados aos produtos odontológicos: Revisão sistemática da literatura
2019, Estabilidade de dentifrícios infantis comercializados em João Pessoa-PB
2018, Dentifrícios infantis com e sem flúor comercializados em João Pessoa-PB: avaliação antimicrobiana e estabilidade
2017, VALIDAÇÃO DO PROTOCOLO DE LIMPEZA MANUAL DAS MALETAS TRANSPORTADAS POR ESTUDANTES DE ODONTOLOGIA DA UFPB
2016, ESTABILIDADE DE COLUTÓRIOS BUCAIS TRADICIONAIS E NATURAIS E DE CREMES DENTAIS ANTIBACTERIANOS COMERCIALIZADOS EM JOÃO PESSOA/PB
2015, AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA E ESTABILIDADE DE COLUTÓRIOS BUCAIS TRADICIONAIS E NATURAIS COMERCIALIZADOS EM JOÃO PESSOA/PB
2015, CONSUMO DE REFRIGERANTES NA CIDADE DE JOÃO PESSOA: ACEITAÇÃO DA LEI ESTADUAL Nº 10.431 E CONHECIMENTO SOBRE EROSÃO E CÁRIE DENTÁRIA NO AMBIENTE ESCOLAR
2014, MICRORGANISMOS PRESENTES EM TELA DE APARELHO CELULAR E EM MALETAS TRANSPORTADAS POR ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA
2010, AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL EM CRECHES PÚBLICAS NA CIDADE DE JOÃO PESSOA-PB: ESTUDO LONGITUDINAL
DUCIA CALDAS COSME DA TRINDADE
2020, FITOTERAPIA COMO ALTERNATIVA TERAPÊUTICA NO TRATAMENTO DE CANDIDÍASE ORAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA.
FABIO LUIZ CUNHA DASSUNCAO
2020, AVALIAÇÃO DO IMPACTO DA PANDEMIA DE SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA (COVID-19) PELO VÍRUS SARS-COV-2 NOS ESTUDANTES DE ODONTOLOGIA DE UNIVERSIDADE BRASILEIRA
2019, AVALIAÇÃO DO NÍVEL DE CONHECIMENTO SOBRE ADMINISTRAÇÃO DE CONSULTÓRIOS DOS ESTUDANTES NO TERCEIRO ANO DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
2018, Avaliação dos Planos de Ensino nos componentes curriculares: GESTÃO, LIDERANÇA E MARKETING dos cursos de graduação em odontologia do Brasil
2017, GESTÃO, LIDERANÇA E MARKETING: INVESTIGAÇÃO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA DO BRASIL
2016, VALIDAÇÃO TRANSCULTURAL DE QUESTIONÁRIO SOBRE LIDERANÇA E GESTÃO EM ODONTOLOGIA
2015, PERCEPÇÃO DE LIDERANÇA E GESTÃO DE CONSULTÓRIOS DOS ESTUDANTES NO TERCEIRO ANO DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
2015, ESTUDO OBSERVACIONAL DA EXPOSIÇÃO A LESÕES PERCUTÂNEAS NA CLÍNICA DE ENDODONTIA DA UFPB
HELOISA HELENA PINHO VELOSO
2020, EFEITO DA LASERTERAPIA DE BAIXA INTENSIDADE NA HIPOSSALIVAÇÃO DECORRENTE DA RADIOTERAPIA NA REGIÃO DE CABEÇA E PESCOÇO
2017, INFLUÊNCIA DA RADIOTERAPIA EM CABEÇA E PESCOÇO NO NÍVEL DE OXIGÊNIO DA POLPA DENTAL
2016, CONDIÇÃO DE SAÚDE BUCAL DE PACIENTES COM NEOPLASIA DE CABEÇA E PESCOÇO E AS REPERCUSSÕES NA QUALIDADE DE VIDA
2015, ANÁLISE DO PROTOCOLO DA PERIODONTITE APICAL ASSINTOMÁTICA (PAA) UTILIZADO NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS DAS CAPITAIS BRASILEIRAS
2014, PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA PERIODONTITE APICAL CRÔNICA EM MULHERES NA MENOPAUSA NO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA-PB
2012, O TRATAMENTO ENDODÔNTICO COMO GERADOR DE ANSIEDADE
2012, AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE SAÚDE BUCAL E QUALIDADE DE VIDA DOS HEMOFÍLICOS ATENDIDOS NO HEMOCENTRO DE JOÃO PESSOA-PB
2009, INFLUÊNCIAS DOS CIMENTOS OBTURADORES DE CANAL NA ADESÃO DE PINOS INTRARADICULARES.
2008, IMPACTO DO TRATAMENTO ENDODÕNTICO NA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES ATENDIDOS NO SERVIÇO PÚBLICO DE ENDODONTIA DO MUNICIPIO DE JOÃO PESSOA - PB
HUGO LEMES CARLO
2014, ESTUDO E CARACTERIZAÇÃO DAS ESTRUTURAS DOS SISTEMAS BIOLÓGICOS
2014, CARACTERIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE MATERIAIS APLICADOS A BIOSSISTEMAS
2013, USO DE NANOPARTÍCULAS DE PRATA NO DESENVOLVIMENTO DE COMPÓSITO RESTAURADOR COM EFEITO ANTIBACTERIANO PARA USO ODONTOLÓGICO
2012, ANÁLISE DE PROPRIEDADES FÍSICAS DE ESTRUTURAS DENTAIS E DE MATERIAIS RESTAURADORES
2011, AVALIAÇÃO DA INFLUÊNCIA DO BIOFILME DE STREPTOCOCCUS MUTANS SOBRE A SUPERFÍCIE DE MATERIAIS RESTAURADORES ODONTOLÓGICOS
2011, EFEITO DO TRATAMENTO CLAREADOR SOBRE A INTERFACE ADESIVA DE RESTAURAÇÕES DE RESINA COMPOSTA
2010, ANÁLISE DO EFEITO DE SOLUÇÕES ÁCIDAS NA ESTRUTURA DE RESINAS COMPOSTAS
2010, DESENVOLVIMENTO DE MÉTODO VOLTAMÉTRICO PARA CARACTERIZAÇÃO E ANÁLISE DE PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO EM GÉIS CLAREADORES
2010, MICROABRASÃO DO ESMALTE: MENSURAÇÃO DA PERDA DE ESTRUTURA DENTAL
2010, TRATAMENTO CLAREADOR EFEITO NAS ESTRUTURAS DENTAIS
2010, TRATAMENTO CLAREADOR - EFEITO NAS ESTRUTURAS DENTAIS
2009, EFEITO DO TRATAMENTO CLAREADOR NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO EM ESMALTE E DENTINA DE RESTAURAÇÕES ADESIVAS PRÉ-EXISTENTES
2009, AVALIAÇÃO DA INFLUENCIA DO BIOFILME DE STREPTOCOCCUS MUTANS E DA PROTEÇÃO SUPERFICIAL NA SUPERFÍCIE DE CIMENTOS DE IONÔMERO DE VIDRO.
ISABELA ALBUQUERQUE PASSOS FARIAS
2020, Efeito antifúngico e características físicoquímicas de dentifrícios contendo óleo essencial e polieno
2019, Desenvolvimento e avaliação in vitro da atividade antibacteriana de colutório terapêutico
2018, Efeito de óleos essenciais e fitoconstituintes no crescimento de bactérias orais
2017, DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO IN VITRO DE HIDROGEL COM NANOPARTÍCULA ANTIMICROBIANA PARA TRATAMENTO DE ÚLCERAS CRÔNICAS
2017, DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE REVESTIMENTO PARA SUPERFÍCIE CERÂMICA COM NANOPARTÍCULA ANTIMICROBIANA
2011, OCLUSÃO, HIGIENE E CONDIÇÃO DE SAÚDE BUCAL DE CRIANÇAS
2010, ESTUDO COMPARATIVO DOS PARÂMETROS SALIVARES DE GESTANTES
JOSE MANUEL PEIXOTO CALDAS
2020, SAUDE E QUALIDADE DE VIDA DOS IMIGRANTES VENEZUELANOS RESIDENTES EM JOÃO PESSOA - PB/BRASIL
MARCELE JARDIM PIMENTEL
2019, Avaliação de resistência à fratura de materiais restauradores provisórios aplicados em reabilitação oral
PATRICIA DE MEDEIROS LOUREIRO LOPES
2012, AVALIAÇÃO DA CORRELAÇÃO ENTRE A FASE DE MATURAÇÃO ÓSSEA E A IDADE CRONOLÓGICA
2012, AVALIAÇÃO ENTRE TERCEIROS MOLARES INFERIORES E O CANAL MANDIBULAR POR MEIO DA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA.
2010, AVALIAÇÃO DA DISTÂNCIA DO CANAL INCISIVO MANDIBULAR AOS ÁPICES DENTÁRIOS POR MEIO DA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE FEIXE CÔNICO
2010, AVALIAÇÃO DO CANAL MANDIBULAR POR MEIO DA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DE FEIXE CÔNICO
2009, PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DA CLINICA DE RADIOLOGIA ODONTOLÓGICA DA UFPB
RAQUEL VENANCIO FERNANDES DANTAS
2020, Nível de conhecimento de operadores e irradiância de fotopolimerizadores utilizados nas Clínicas do curso de Odontologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), laboratórios e consultórios particulares da cidade de João Pessoa, Paraíba
2019, USO DE SISTEMA ADESIVO E RESINA COMPOSTA DE FABRICANTES DIFERENTES INTERFERE NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO À DENTINA? REVISÃO SISTEMÁTICA
2018, AVALIAÇÃO DE PROPRIEDADES DE RESINAS COMPOSTAS ESTÉTICAS UTILIZANDO DIFERENTES FONTES DE LUZ
2017, ESTABILIDADE DE COR DE RESINAS COMPOSTAS PARA DENTES CLAREADOS E PROPRIEDADES SUPERFICIAIS (RUGOSIDADE E MICRODUREZA) DESSES COMPÓSITOS UTILIZANDO DIFERENTES FONTES DE LUZ
ROBERTA MOREIRA FRANCA
2015, PERCEPÇÃO DA VISÃO CRÍTICO-REFLEXIVA DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO NO ESTÁGIO REGIONAL INTERPROFISSIONAL DA UFPB COMO PROMOTORES DE SAÚDE PÚBLICA
2014, AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS ALUNOS DE GRADUAÇÃO NA ÁREA DE SAÚDE DA UFPB NO ESTÁGIO REGIONAL INTERPROFISSIONAL COMO PROMOTORES DE SAÚDE PÚBLICA
ROBINSOM VIEGAS MONTENEGRO
2020, cEfeito de uma resina modeladora sobre a rugosidade e resistência a abrasão de um compósito nano Híbrido
2018, Efeitos comparativos de produtos a base de proantocianidina sobre o esmalte em diversas concentrações submetida à erosão.
2017, EFEITOS COMPARATIVOS DE PRODUTO A BASE DE PROANTOCIANIDINA SOBRE A DENTINA EM DIVERSAS CONCENTRAÇÕES SUBMETIDA À EROSÃO.
2017, AVALIAÇÃO DE MICROINFILTRAÇÃO
2016, AVALIAÇÃO ATRAVÉS DE PERFILOMETRIA ÓTICA DA DEGRADAÇÃO QUÍMICA SOBRE A SUPERFÍCIE DE UM CIMENTO DE IONÔMERO DE VIDRO COM DIFERENTES PROTEÇÕES DE SUPERFÍCIE
2015, AVALIAÇÃO DO EFEITO DA IMERSÃO EM SALIVA ARTIFICIAL NA RESISTÊNCIA A FLEXÃO DE TRÊS MATERIAIS USADOS PARA PROVISÓRIOS.
2014, PROPRIEDADES DOS BIOMATERIAIS
2012, RESISTÊNCIA DE UNIÃO AO MICROCISALHAMENTO
2012, AVALIAÇÃO DE MICRODUREZA SUPERFICIAL
2010, INFLUENCIA DA PROTEÇÃO DE SUPERFICIE NAS PROPRIEDADES DE CIMENTOS DE IONOMERO DE VIDRO
RODRIGO OTHAVIO DE ASSUNCAO E SOUZA
2013, INFLUÊNCIA DO TIPO DE CIMENTO NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO AO PUSH-OUT DE PINOS DE FIBRA CIMENTADOS À DENTINA RADICULAR SUBMETIDOS À CICLAGEM MECÂNICA.
2013, EFEITO DE DIFERENTES PROTOCOLOS DE JATEAMENTO NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO DE UM CIMENTO RESINOSO A UMA CERÂMICA POLICRISTALINA DE ZIRCÔNIA TETRAGONAL PARCIALMENTE ESTABILIZADA COM ÍTRIA.
2013, EFEITO DE DIFERENTES PROTOCOLOS DE JATEAMENTO NA RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE UMA CERÂMICA DE ZIRCÔNIA.
2012, EFEITO DO TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE DO PINO NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO AO PULL-OUT DE PINOS DE FIBRA REEMBASADOS E CIMENTADOS À DENTINA RADICULAR.
2012, EFEITO DA LARGURA DO PREPARO NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO AO PULL-OUT DE PINOS DE FIBRA CIMENTADOS À DENTINA RADICULAR APÓS REEMBASAMENTO
2012, RESISTÊNCIA DE UNIÃO AO CISALHAMENTO ENTRE UMA CERÂMICA POLICRISTALINA DE ZIRCÔNIA TETRAGONAL PARCIALMENTE ESTABILIZADA COM ÍTRIA E DENTINA CORONÁRIA BOVINA: EFEITO DO TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE DO SUBSTRATO CERÂMICO E DO TIPO DE CIMENTO RESINOSO.
2012, EFEITO DE DIFERENTES PROTOCOLOS DE ENVELHECIMENTO E DO SISTEMA DE FRESAGEM NA RUGOSIDADE SUPERFICIAL DE UMA CERÂMICA DE ZIRCÔNIA
2012, RESISTÊNCIA DE UNIÃO AO CISALHAMENTO ENTRE ZIRCÔNIA E CERÂMICA DE COBERTURA: INFLUÊNCIA DA ESPESSURA E TEMPO DE RESFRIAMENTO
2011, INFLUÊNCIA DA CICLAGEM DE PH NA RESISTÊNCIA DE UNIÃO À MICROTRAÇÃO ENTRE UMA CERÂMICA E CIMENTO RESINOSO
2011, RESISTÊNCIA DE UNIÃO AO PULL-OUT DE PINOS DE FIBRA CIMENTADOS À DENTINA RADICULAR: INFLUÊNCIA DA QUANTIDADE DE INSERÇÃO ÓSSEA RADICULAR E DO TIPO DE CIMENTO RESINOSO
2011, RESISTÊNCIA DE UNIÃO AO PUSH-OUT DE PINOS DE FIBRA CIMENTADOS À DENTINA RADICULAR: INFLUÊNCIA DA QUANTIDADE DE INSERÇÃO ÓSSEA RADICULAR E DA ESPESSURA DA LINHA DE CIMENTAÇÃO
2010, INFLUÊNCIA DE DIFERENTES PROTOCOLOS DE JATEAMENTO NA DURABILIDADE DA UNIÃO ENTRE UM CIMENTO RESINOSO E UMA CERÂMICA POLICRISTALINA DE ZIRCÔNIA TETRAGONAL PARCIALMENTE ESTABILIZADA COM ÍTRIA: EFEITO DA DISTÂNCIA E DO TEMPO DE JATEAMENTO
2010, INFLUENCIA DE DIFERENTES PROTOCOLOS DE JATEAMENTO NA RUGOSIDADE E TOPOGRAFIA SUPERFICIAL DE UMA CERAMICA POLICRISTALINA DE ZIRCONIA TETRAGONAL PARCIALMENT ESTABILIZADA COM ÍTRIA: EFEITO DA DISTANCIA E DO TIPO DE JATEAMENTO
ROSANGELA MARQUES DUARTE
2020, Avaliação das propriedades de superfície de diferentes compósitos odontológicos
2020, Efeito de diferentes tratamentos de superfície na adesão entre agentes de cimentação e cerâmicas vítreas: uma revisão sistemática e meta-análise de estudos in vitro
2019, Efeito de diferentes tratamentos mecânicos e químicos na adesão entre cimentos resinosos e cerâmica de óxido de zircônio
2019, Efeito da escovação simulada e armazenagem nas propriedades de superfície de compósitos odontológicos
2018, Efeito do desafio erosivo e do envelhecimento artificial nas propriedades de compósitos odontológicos de incremento único
2017, AVALIAÇÃO DA DEGRADAÇÃO HIDROLÍTICA DE COMPÓSITOS ODONTOLÓGICOS: INFLUÊNCIA DA PROFUNDIDADE DE POLIMERIZAÇÃO, DO TEMPO E MEIO DE ARMAZENAGEM.
2016, INFLUÊNCIA DA IRRADIÂNCIA DA FONTE FOTOATIVADORA NA DEGRADAÇÃO HIDROLÍTICA DE COMPÓSITOS BULK FILL
2015, INFLUÊNCIA DA FOTOATIVAÇÃO E DA DEGRADAÇÃO HIDROLÍTICA NAS PROPRIEDADES DE COMPÓSITOS DE NANOPARTICULAS, MICROHIBRIDO E DE BAIXA VISCOSIDADE BULK FILL.
2014, INFLUENCIA DA ESPESSURA DO COMPÓSITO DE BAIXA VISCOSIDADE DO TIPO BULK FILL NO GRAU DE CONVERSÃO, PROFUNDIDADE DE POLIMERIZAÇÃO E MICRODUREZA EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE TESTE.
2011, AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA DE UNIÃO À DENTINA DE COMPÓSITOS E SISTEMAS ADESIVOS: INFLUÊNCIA DA RADIAÇÃO
2010, INFLUÊNCIA DA RADIAÇÃO NA DESMINERALIZAÇÃO DO ESMALTE DENTÁRIO ADJACENTE A RESTAURAÇÕES DE CIMENTOS DE IONÔMERO DE VIDRO
2009, AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES DE MATERIAIS ODONTOLÓGICOS SUBMETIDOS À RADIAÇÃO
2008, AVALIAÇÃO DA RUGOSIDADE E MORFOLOGIA DE SUPERFÍCIE DE CIMENTOS DE IONÔMERO DE VIDRO
2006, ESTUDO IN VITRO DO POTENCIAL CARIOSTÁTICO DE MATERIAIS RESTAURADORES ASSOCIADOS À APLICAÇÃO TÓPICA DE FLÚOR
2006, INFLUÊNCIA DA FONTE DE LUZ, ATIVAÇÃO E COR SOBRE A MICRODUREZA DE CIMENTOS RESINOSOS DE DUPLA ATIVAÇÃO
SONIA SAEGER MEIRELES MONTE RASO
2020, EFICÁCIA, LONGEVIDADE E EFEITOS ADVERSOS DO LED VIOLETA NO CLAREAMENTO DENTÁRIO DE CONSULTÓRIO: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
2019, EFICÁCIA E SEGURANÇA DO LED VIOLETA NO CLAREAMENTO DENTAL DE CONSULTÓRIO: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
2018, LONGEVIDADE DO CLAREAMENTO DENTAL REALIZADO COM PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO A 37,5%: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
2018, EFEITO DO PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO A 35% CONTENDO DIFERENTES AGENTES MINERALIZANTES NA COR, MICRODUREZA E RUGOSIDADE SUPERFICIAL DO ESMALTE DENTAL
2017, INFLUÊNCIA DOS TEMPOS DE APLICAÇÃO DO PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO A 37,5% NA EFICÁCIA E SENSIBILIDADE DENTÁRIA DO CLAREAMENTO EM CONSULTÓRIO: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
2016, LONGEVIDADE DO CLAREAMENTO DENTAL CASEIRO EM INDIVÍDUOS COM RESTAURAÇÕES ESTÉTICAS: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
2016, EFEITO DA TEMPERATURA E TEMPO DE ARMAZENAMENTO DE DIFERENTES AGENTES CLAREADORES NA EFETIVIDADE DO CLAREAMENTO DENTAL
2015, EFICÁCIA E SEGURANÇA DO CLAREAMENTO DENTAL CASEIRO EM INDIVÍDUOS COM RESTAURAÇÕES ESTÉTICAS
2013, ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO COMPARANDO A EFICÁCIA DE UM DENTIFRÍCIO CONTENDO PARTÍCULAS CLAREADORAS NO TRATAMENTO DA DESCOLORAÇÃO DENTÁRIA: AVALIAÇÃO DE SEIS MESES
2012, EFICÁCIA DE UM DENTIFRÍCIO CONTENDO PARTÍCULAS CLAREADORAS NO TRATAMENTO DA DESCOLORAÇÃO DENTÁRIA: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
2011, INFLUÊNCIA DE TRÊS PROTOCOLOS DE TRATAMENTO NAS ALTERAÇÕES DE SUPERFÍCIE
2010, AVALIAÇÃO IN VITRO DO ESMALTE DENTAL SUBMETIDO A DIFERENTES AGENTES CLAREADORES
2009, ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO COMPARANDO DUAS TÉCNICAS DE MICROABRASÃO DO ESMALTE DENTÁRIO
THIAGO FARIAS ROCHA LIMA
2018, PASTAS ANTIBIÓTICAS UTILIZADAS NA REVITALIZAÇÃO PULPAR: INFLUÊNCIA DO TEMPO DE PERMANÊNCIA NO GRAU DE ESCURECIMENTO CORONÁRIO, AVALIAÇÃO DE UM MÉTODO DE PREVENÇÃO DA DESCOLORACÃO E ANÁLISE DA EFICÁCIA DO CLAREAMENTO INTERNO.
2017, INFLUÊNCIA DA ATIVAÇÃO DO HIDRÓXIDO DE CÁLCIO NA VARIAÇÃO DO PH DA SUPERFÍCIE RADICULAR EM REABSORÇÕES EXTERNAS SIMULADAS
2017, INFLUÊNCIA DO HIPOCLORITO DE SÓDIO EM DIFERENTES CONCENTRAÇÕES NA RESISTÊNCIA À FRATURA DE DENTES COM RIZOGÊNESE INCOMPLETA SIMULADA
2016, INFLUÊNCIA DA CLOREXIDINA 2% COMO VEÍCULO PARA O HIDRÓXIDO DE CÁLCIO NA VARIAÇÃO DO PH DA SUPERFÍCIE RADICULAR EM REABSORÇÕES EXTERNAS SIMULADAS
2015, INFLUÊNCIA DE MEDICAÇÕES INTRACANAIS NA VARIAÇÃO DO PH DA SUPERFÍCIE RADICULAR EM REABSORÇÕES EXTERNAS SIMULADAS
TULIO PESSOA DE ARAUJO
2020, Perfil do Usuário Edêntulo e Satisfação com o Serviço de Reabilitação por Prótese Total
2020, Avaliação do impacto do PMAQ-CEO nos Centros de Especialidades Odontológicas do estado da Paraíba.
2006, LESÕES ORAIS CAUSADAS POR PRÓTESES DENTÁRIAS
2006, RESISTÊNCIA À FRATURA DE DENTES TRATADOS ENDODONTICAMENTE REFORÇADOS COM PINOS, COM REMOÇÃO DAS CRISTAS MARGINAIS OU DO TERÇO MÉDIO CORONÁRIO PROXIMAL
 
155 Projeto(s) encontrado(s)

SIGAA | STI - Superintendência de Tecnologia da Informação da UFPB / Cooperação UFRN - Copyright © 2006-2020 | producao_sigaa-1.sigaa-1 | v20201016162508-master