PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NEUROCIÊNCIA COGNITIVA E COMPORTAMENTO (PPGNEC)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Dissertações/Teses


Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPB

2021
Descrição
  • JUCIANNY SALES SILVA
  • SINTOMATOLOGIA ANSIOSA EM PACIENTES ACOMETIDOS PELA COVID- 19
  • Orientador : LIANA CLEBIA DE MORAIS PORDEUS
  • Data: 29/09/2021
  • Hora: 15:30
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A pandemia da Doença do Coronavírus-2019 (COVID-19) impactou negativamente os indicadores de saúde mental das pessoas ao redor do mundo. No Brasil, foi observado um aumento expressivo nos níveis de ansiedade da população. Desse modo, é possível verificarmos que as implicações psiquiátricas da doença, seja por fatores biopsicossociais, patogênicos ou medicamentosos, representam um forte preditor de sintomas ansiosos nas pessoas. Todavia, ainda não está claro se existe associação entre a infecção pela COVID-19 e o desenvolvimento de sintomatologia ansiosa exclusivamente em pacientes brasileiros que foram acometidos pela doença, sendo essa a principal lacuna teórica metodológica que buscamos preencher neste estudo. Objetivo: Avaliar a ocorrência de sintomatologia ansiosa em pacientes brasileiros pós-infecção por SARS-CoV-2. Método: Trata-se de um estudo epidemiológico analítico, de cunho correlacional e do tipo transversal, realizado de forma online, com a participação de 266 pessoas oriundos da população geral brasileira que possuíam diagnóstico prévio de COVID-19, tendo como média de idade 39,22 anos (DP = 11,02). Utilizamos como instrumento de coleta de dados um formulário online, composto por três diferentes questionários: a) Questionário Sociodemográfico, b) Inventário de Ansiedade de Beck (BAI) e c) Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE). O estudo recebeu aprovação para a execução pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Centro de Ciências da Saúde (Universidade Federal da Paraíba), sob Certificado de Apresentação de Apreciação (CAAE) no 44936721.4.0000.5188. Os dados foram analisados por meio do software Statistical Package for the Social Sciences (versão 24.0), no qual foram calculadas estatísticas descritivas, correlacionais e de diferenças entre médias, utilizando a técnica de bootstrapping para a redução do viés estatístico amostral, considerando intervalos de confiança de 95% (p < 0,05). Resultados: A maior parte dos participantes apresentou nível moderado de ansiedade. Entretanto, observamos que uma parcela considerável de pacientes que foram acometidos pela COVID-19 relatou o desenvolvimento de sintomatologia ansiosa pós-infecção. Além disso, constatamos uma associação entre o uso de fármacos e a probabilidade de desenvolvimento de sintomatologia severa de ansiedade, de modo que o uso ansiolíticos e medicamentos para o tratamento da COVID-19 durante vigência do quadro da infecção esteve associado à presença de sintomatologia ansiosa severa pós-infecção. Discussão: Esses resultados apresentam implicações teóricas e práticas sobre o conjunto de estudos produzidos acerca dos efeitos da COVID-19 nos outcomes negativos relativos à saúde mental da população brasileira. Mesmo com limitações, sinalizamos um avanço deste estudo na abordagem de pesquisa sobre o campo de estudo da COVID-19 por colocarmos em pauta a associação de diferentes tipologias de ansiedade (estado, traço e nível sintomatológico) em amostras populacionais que foram exclusivamente acometidas por COVID-19. Desse modo, a partir dos resultados elencados, iluminamos novos caminhos de pesquisas por meio de direcionamentos futuros deste estudo.
  • HELOISA DE FREITAS PACÍFICO
  • Efeitos do óleo essencial de Rosmarinus Officinalis L. na cognição humana: revisão sistemática
  • Orientador : LIANA CLEBIA DE MORAIS PORDEUS
  • Data: 27/09/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Uma das terapias alternativas é a aromaterapia e sua utilização é feita pela extração dos óleos essenciais. O Rosmarinus Officinalis L. (alecrim) é um planta medicinal que vem tendo destaque nas pesquisas com aromaterapia, pois os estudos vêm demonstrando que o uso do óleo essencial de Rosmarinus Officinalis L. (oe de alecrim) é uma das terapias não-farmacológicas promissoras para a cognição. O objetivo desta revisão sistemática foi verificar o efeito do óleo essencial de alecrim na cognição humana de acordo com o modelo PRISMA. sistemática foi registrado no Prospero ( O número do protocolo da revisão CRD42021256471). Foram selecionados os artigos quantitativos com diferentes designs que avaliaram os desfechos do oe de alecrim na cognição. Os principais critérios de exclusão foram (a) estudos qualitativos (b) estudos com modelos animais, (c) uso do alecrim em comprimidos (Mg) e/ou (d) em combinação com outros óleos essenciais. Dessa forma, dois pesquisadores de maneira independente realizaram uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados LILACS, Scopus, Web of Science, ScienceDirect, PsycINFO, Embase MEDLINE/PubMed, e na Grey literature (Google Scholar) . Na fase inicial da seleção dos artigos, os pesquisadores de maneira independente verificaram apenas os títulos e resumos dos artigos. Nesta fase da revisão sistemática foi utilizado o Rayyan. Após essa etapa, a leitura completa dos artigos foi feita para examinar se eles realmente cumpriam os critérios de inclusão. Os dados dos artigos selecionados foram extraídos pelos dois pesquisadores a partir de uma tabela padronizada contendo as variáveis de interesse: Autores/ ano de publicação, design do estudo, amostra, quantidade de óleo essencial (gotas ou mL), duração da vaporização, tempo de exposição, tool usada para avaliar o resultado do oe de alecrim, resultados e a conclusão. Posteriormente os pesquisadores avaliaram a qualidade metodológica dos artigos através da Effective Public Health Project Practice Quality Assessment Tool/. Inicialmente, foram identificados 2.581 artigos nas bases de dados pesquisadas. 15 artigos atenderam aos critérios de inclusão (sendo dois duplicados) e foram elegíveis para leitura e análise do texto completo. Dos 15 artigos, 9 foram incluídos na revisão sistemática. Os estudos foram agrupados a partir dos domínios cognitivos (memória de longo prazo ou atenção e memória de trabalho). 4 estudos investigaram o efeito do oe de alecrim na memória, dentre eles, 2 investigaram o oe de alecrim em adultos e 1 avaliou o efeito deste óleo essencial em idosos e 7 estudos investigaram o efeito do oe de alecrim na atenção e memória de trabalho (2 utilizaram uma amostra de adultos, 2 estudos foram com adolescentes, 1 foi com crianças e 2 com idosos). A partir dos critérios de inclusão desta revisão sistemática, os estudos selecionados demonstraram os resultados significativos do oe de alecrim na cognição de crianças, adolescentes, adultos e idosos. As principais limitações desta revisão sistemática foram as divergências metodológicas entre os estudos, além disso, os estudos nessa área geralmente se concentram mais na investigação da memória episódica e memória de trabalho. Outra limitação é que os estudos foram classificados com qualidade metodológica fraca e moderada.
  • GABRIELLA NAYARA SIQUEIRA DE LIMA CONSERVA
  • “Efeitos do treinamento de memória autobiográfica em indivíduos com doença de Alzheimer: uma revisão sistemática”
  • Orientador : MELYSSA KELLYANE CAVALCANTI GALDINO
  • Data: 20/09/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A doença de Alzheimer é caracterizada pelo declínio das funções cognitivas abrangendo a memória autobiográfica e, consequentemente, o senso de identidade. Até o presente momento nenhum estudo revisou a literatura com a finalidade de identificar a eficácia do treinamento de memória autobiográfica, por isso a presente revisão sistemática tem como objetivo sintetizar a literatura e avaliar o efeito do treinamento de memória autobiográfica na evocação de memórias pessoais de idosos com doença de Alzheimer. Métodos: As bases de dados PubMed, The Cochrane Library, Scopus e PsycInfo e o Google Scholar foram pesquisadas até abril de 2021. A busca gerou 521 artigos, dentre os quais 34 foram selecionados e 5 foram incluídos. Resultados: No geral, os resultados dos estudos apontam efeitos benéficos e estatisticamente significativos sobre a recordação autobiográfica, exceto em um estudo cuja diferença entre o grupo de tratamento e o grupo controle não foi significativa, apesar de o percentual de memórias reportadas ter sido maior no grupo de tratamento. Discussão: Os achados apontam o treinamento de memória autobiográfica como uma intervenção promissora no que tange a preservação das memórias pessoais e, consequentemente, a manutenção do senso de identidade em indivíduos com Alzheimer pelo maior tempo que for possível. Entretanto, devem ser interpretados com cautela visto que, os estudos encontrados consistem em evidências com uma presença geral de alto risco de viés. Conclusão: Os resultados desta revisão apontam que a implementação de protocolos de TrMA para idosos com DA é claramente apoiada pelas evidências. Entretando, os dados devem ser analisados com cuidado, pois a heterogeneidade dos TrMAs e das medidas de avaliação utilizadas torna difícil uma comparação crítica entre estudos.
  • CAMILA BEATRIZ DA SILVA MACHADO
  • EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO CEREBRAL NÃO INVASIVA NA QUALIDADE DE VIDA E ATIVIDADES DE VIDA DIÁRIA DE PESSOAS COM DOENÇA DE PARKINSON: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA E META-ANÁLISE
  • Orientador : LIANA CLEBIA DE MORAIS PORDEUS
  • Data: 15/09/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A doença de Parkinson é a segunda doença neurodegenaritva mais comum, e sua progressão influencia negativamente na qualidade de vida e atividades de vida diária dos pacientes. Esse fato exige a busca de tratamentos eficazes, seguros e custo-efetivos, adequados para a prática clínica, com base nos sintomas e na fisiopatologia da doença. Objetivos: Realizar uma revisão sistemática e metánalise dos estudos avaliando os efeitos da estimulação cerebral não invasiva sobre a qualidade de vida e atividades de vida diária em pessoas com doença de Parkinson. Método: Foi realizada uma busca sistemática nas bases de dados Cochrane Library Central Register of Controlled Trials, EMBASE, PubMed, PsycINFO, CINAHL, LILACS, Scopus, Web of Science e Google Scholar no dia 05 de abril de 2021, sem restrição de data ou idioma de publicação. Foram incluídos estudos experimentais que investigaram os efeitos da Estimulação Magnética Transcraniana repetitiva (EMTr) e/ou Estimulação Transcraniana com Corrente Contínua (ETCC) sobre a qualidade de vida e/ou atividades de vida diária em pessoas com diagnóstico de doença de Parkinson Idiopática, de acordo com os critérios do Banco de Cérebros de Londres. O risco de viés foi avaliado por meio das escalas Rob 2.0 para ensaios clínicos e a qualidade dos estudos quasi-experimentais foi avaliada pela escala Newcastle-Ottawa. Meta-análises separadas foram conduzidas para cada um dos desfechos de interesse, de acordo com o tipo de intervenção, por meio do software Review Manager (versão 5.4.1). Foi considerado um valor de P < 0,05 para significância estatística. Resultados: Foram incluídos 17 estudos na revisão sistemática e 13 destes foram na incluídos na meta-análise. Os resultados das metanálises indicaram um efeito estatisticamente significativo da EMTr sobre as atividades de vida diária dos indivíduos com Parkinson, a médio prazo, mas nenhum efeito da EMTr ou ETCC foi observado para a qualidade de vida destes pacientes. As análises de sensibilidade não mostraram mudança na direção dos efeitos tanto para a EMTr quanto para a ETCC sobre a qualidade de vida dos indivíduos com Parkinson. Conclusão: Esta revisão sistemática e meta-análise demonstrou que a EMTr é uma técnica viável ​​para melhora das atividades de vida diária de pessoas com doença de Parkinson. Os efeitos da estimulação cerebral não invasiva no tratamento clínico e qualidade de vida dos pacientes com Parkinson precisam ser melhor explorados, incluindo o entendimento acerca de como os diferentes parâmetros da terapia e os aspectos individuais influenciam os resultados.
  • THAÍSA DIAS DE CARVALHO COSTA
  • “Eletroencefalograma como marcador na Doença de Parkinson”
  • Orientador : SUELLEN MARY MARINHO DOS SANTOS ANDRADE
  • Data: 15/09/2021
  • Hora: 08:30
  • Mostrar Resumo
  • A Doença de Parkinson (DP) é um distúrbio neurodegenerativo e progressivo caracterizado por uma sintomatologia motora e não motora. Essa doença está cada vez mais prevalente em idades mais avançadas e, portanto, o estudo de biomarcadores sensíveis favorece o manejo clínico e terapêutico da DP. Para isso, o eletroencefalograma (EEG) pode ser utilizado para avaliar a atividade elétrica cerebral, e ainda uma análise do EEG multicanal, pode fornecer informações diferenciadas da eletrofisiologia provavelmente alterada na DP. O objetivo geral do presente estudo foi investigar se o EEG pode ser utilizado como marcador na DP. Foram desenvolvidos dois artigos, o primeiro consistiu em uma revisão de escopo da literatura para identificar a natureza e extensão das evidências sobre os efeitos das técnicas de estimulação cerebral não-invasiva (NIBS) na atividade cortical medida por EEG em pacientes com DP, e o segundo corresponde a um estudo observacional com o objetivo de identificar possíveis biomarcadores por meio da análise de microestados do EEG e seus correlatos clínicos na DP. A revisão de escopo relevou que as NIBS podem promover efeitos no EEG em pacientes com DP, acompanhados de melhora clínica em alguns estudos. O estudo observacional foi desenvolvido com um grupo DP com 10 pacientes e um grupo controle com 10 indivíduos saudáveis e foram observadas alterações no microestado C, além de maiores potências espectrais da frequência de teta e delta no grupo DP comparado ao controle, e tendências de correlações dos achados do EEG com aspectos clínicos do paciente. Portanto, apesar das limitações dos artigos desenvolvidos como a escassez e heterogeneidade dos estudos no primeiro artigo e pequena amostra e controles com menores idades comparadas aos pacientes no segundo artigo, sugere-se que o monitoramento dos dados eletroencefalográficos em paralelo ao tratamento e progressão da DP pode ser utilizado na prática clínica. Espera-se que esses achados sejam encorajadores para a continuidade das investigações.
  • LÍVIA MARIA TRINDADE DE SOUZA
  • EFEITO ANSIOLÍTICO DO ÓLEO ESSENCIAL DE CITRUS AURANTIUM DULCIS NO TESTE DE SIMULAÇÃO DE FALAR EM PÚBLICO
  • Orientador : LIANA CLEBIA DE MORAIS PORDEUS
  • Data: 02/09/2021
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O estado de ansiedade gera alterações físicas, como tremores, náuseas, vertigem, taquicardia, diarréia, tensão muscular e insônia. E alterações comportamentais, como preocupação em excesso, pensamentos negativos, dificuldade de concentração e nervosismo. Estes sintomas podem prejudicar o desempenho nas atividades diárias dos indivíduos, sendo importante buscar o controle e quando necessário o tratamento. Os óleos essenciais das espécies Citrus, têm demonstrado importantes resultados no alívio dos sintomas associados aos transtornos de ansiedade. Dessa forma, considerando os efeitos terapêuticos dos óleos essenciais (OE) das espécies Citrus, o presente estudo teve como objetivo investigar atividade ansiolítica do óleo essencial de Citrus aurantium dulcis no Teste de Simulação de Falar em Público (TSFP).Trata- se de um estudo experimental, do tipo ensaio farmacológico clínico, agudo randômico e mono- cego. A pesquisa foi realizada na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no Centro de Ciências da Saúde (CCS). A população do estudo foi constituída por estudantes dos cursos de saúde da Universidade Federal da Paraíba. A amostra compreendeu 16 sujeitos, que foram subdivididos aleatoriamente em dois grupos que iriam receber a substância experimental e controle. Para análise e classificação do nível de ansiedade foi utilizada a Escala Analógica de Humor (EAH) e avaliados os parâmetros fisiológicos de Saturação de Oxigênio (SAO2), Frequência Cardíaca (FC) e Pressão Arterial (PA). Para indução da ansiedade foi utilizado o Teste de Simulação de Falar em Público (TSFP). O experimento foi desenvolvido em sessões únicas e individuais, dividido em quatro etapas (Basal, Pré-Teste, Performance e Final) com a mensuração dos parâmetros em cada momento. Os resultados apresentados, demonstraram altos níveis de ansiedade-traço entre os estudantes avaliados. O óleo essencial de Citrus aurantium dulcis, não apresentou significância estatística na redução dos parâmetros psicológicos avaliados no modelo clínico de ansiedade TSFP. Contudo, esse estudo apresentou algumas limitações em relação aos procedimentos metodológicos aplicados. O atual estudo contribuiu para um crescente número de evidências que apontam a prevalência de sintomas ansiosos entre os universitários. Reforçamos a importância de buscarmos novas alternativas terapêuticas voltadas para ansiedade nessa população.
  • JEANDERSON SOARES PARENTE
  • Efeito da dissociação circadiana pelo protocolo T22 nas fases pós-natal da infância e adolescência sobre a expressão neuroquímica de NeuN e PV no hipocampo, córtex pré frontal, amígdala e núcleo supraquiasmático de ratos Wistar adultos
  • Orientador : FLAVIO FREITAS BARBOSA
  • Data: 30/08/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A crescente exposição a condições anormais de iluminação pode comprometer o funcionamento normal de mecanismos intrínsecos relacionados aos ritmos circadianos, causando uma dissociação interna entre o organismo e o meio ambiente. A dissociação de ritmos circadianos sob o protocolo T22 tem sido sugerida como modelo animal para investigar a fisiopatologia de distúrbios circadianos e cognitivos relacionados a distúrbios circadianos e do sono, apesar dos mecanismos subjacentes a essas associações ainda não serem elucidados. Com o objetivo de avaliar os efeitos a longo prazo da dissociação dos ritmos circadianos sob o protocolo T22 sobre a atividade locomotora e marcadores neuroquímicos, expusemos um grupo de animais a ciclo de 22h de 11:11 (grupo T22, DI) ao longo do período da infância. Um segundo grupo foi mantido na condição de ciclo de 22h de 11:11 (T22, DA) ao longo do período da adolescência. Utilizamos tambem um grupo controle mantido em um ciclo claro-escuro (CE) regular de 24h (T24 - controle). Após as intervenções no ciclo claro-escuro, todos os animais foram mantidos em ciclo regular T24 até a idade adulta. Neste estudo, avaliamos o ritmo da atividade locomotora e a periodicidade circadiana por meio de atosgramas e periodogramas de Sokolove-Bushell. E, analisamos a expressão neuroquimica da proteina NeuN e parvalbumina (PV) em áreas do circuito cortico-limbico e no núcleo supraquiasmatico no cerebo dos animais submetidos ao protocolo T22 e no grupo controle. Os animais submetidos ao protocolo T22 apresentaram simultaneamente dois ritmos circadianos de expressão da atividade locomotora, um deles com duração equivalente ao período de 22h relativo ao claro-escuro ambiental e um outro ritmo em livre curso associado à ritmicidade endógena. Não foi possível determinar a expressão rítmica individual dos animais do grupo da infância. Todos os animais do grupo controle submetidos ao CE 24h apresentaram um ritmo único e estável, assim como todos os animais dos grupos experimentais reinseridos no CE 24h. Não foram observadas alterações na expressão neuroquimica de NeuN ou PV nas áreas do cortex prefrontal, hipocampo, amigdala ou nucleo supraquiasmatico (p>0,05). A estabilidade do ritmo na vida adulta foi aumentando gradualmente conforme o momento da vida em que ocorreu a dissociação, sendo menor no grupo dissociado na infância, aumentando no grupo da adolescência e atingindo seu ápice no grupo que nunca foi dissociado.
  • YAGO YTALO MARIZ MOURA
  • FATORES DE RISCO E DESEMPENHO NEUROCOGNITIVO EM IDOSOS COM ALTO E BAIXO ÍNDICE DE CARGA VASCULAR
  • Orientador : BERNARDINO FERNANDEZ CALVO
  • Data: 30/07/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os fatores de risco vasculares (FRV) têm sido progressivamente envolvidos como fatores que favorecem o surgimento de patologias, tais como o comprometimento cognitivo e as síndromes demenciais. FRV, tais como doenças cardiovasculares, aterosclerose, acidente vascular cerebral, diabetes, hipertensão, bem como tabagismo, obesidade, hipercolesterolemia, e ausência de prática regular de atividade física, dentre outros, foram associados com estrutura vascular alterada e pior performance cognitiva. Os Escores Compostos de Risco Vasculares (ECRV), por sua vez, constituem pontuações estabelecidas conforme o quantitativo da presença de FRV e foram sistematizados e elaborados para prever possíveis riscos de episódios clinicamente significativos, podendo representar indicadores úteis de status cognitivo futuro. Frente ao exposto, objetivou-se, por meio de um questionário autodeclarativo de recolhimento para composição do índice de carga vascular e de uma bateria de testes neuropsicológicos, analisar as implicações do agrupamento dos FRVs no desempenho cognitivo dos participantes; para tanto, a amostra total do presente estudo (n=40) foi estratificada em baixo índice de carga vascular (n=19) e alto índice de carga vascular (n=21). Os resultados sugerem que, com exceção do teste de nomeação de Boston, todas as medidas neuropsicológicas apresentaram diferenças entre os grupos (alta e baixa carga vascular). Os tamanhos de efeito encontrados foram de moderados a altos, indicando que os participantes do estudo foram moderados ou altamente influenciados pelo grupo ao qual estavam alocados. Neste sentido, corrobora-se com as análises supracitadas, onde a composição da carga vascular exerce influência no desempenho cognitivo dos participantes, tendo em vista que os sujeitos que apresentaram baixa carga vascular, apresentaram desempenho superiores quando comparados aos participantes com alto índice de carga vascular.
  • LAÍS FARIAS GOMES
  • REPENSANDO AS BASES METODOLÓGICAS DE UMA TAREFA DE MEMÓRIA TEMPORAL
  • Orientador : FLAVIO FREITAS BARBOSA
  • Data: 28/05/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A memória temporal pode ser investigada de diferentes formas. Em modelos animais, o uso de tarefas envolvendo exploração espontânea de objetos tem se mostrado vantajoso, sendo referência na área o protocolo desenvolvido por Mitchell e Laiacona (1998). O objetivo do presente estudo foi revisar as propriedades metodológicas desta clássica tarefa de memória temporal, investigando a presença de um possível viés relacionado ao processamento espacial nos dados gerados por este desenho experimental. Para tal, submetemos ratos Wistar a novas tarefas desenvolvidas em nosso laboratório, similares ao protocolo original, porém apresentando deslocamento dos objetos no decorrer da sessão experimental. Na tarefa TOM-R, quando se considera a as fases de amostra e teste, os objetos ocupam sempre locais diferentes do campo aberto. Na tarefa TOM-K, os objetos ocupam locais diferentes do campo aberto nas fases de amostra, mas ocupam locais previamente conhecidos no teste. Os resultados da tarefa TOM-R demonstraram que a ausência de uma referência espacial prejudica o desempenho dos animais com relação à discriminação de recência. Por sua vez, os animais exibiram memória temporal na tarefa TOM-K. Os ratos foram ainda testados na presença e na ausência de pistas ambientais de referência nestas tarefas, e os resultados foram na mesma direção. Discutimos os resultados considerando que a possibilidade que o traço de memória para o espaço seja mais robusto do que para o tempo. Foram também tecidas considerações sobre a biologia da espécie utilizada no experimento. Outra possível interpretação para os resultados é que processamento do tempo pode estar intrinsecamente ligado ao do espaço, ideia que se correlaciona com os achados recentes para a neurobiologia deste tipo de memória. O presente trabalho é uma contribuição para o estudo do elemento “tempo”, que é essencial para a compreensão de um dos mais intrigantes processos psicológicos, que é a memória episódica.
  • ISMAEL FERREIRA DA COSTA
  • Construção e dados de rastreamento ocular do Banco de Cenas de Interação Social de acordo com traumas na infância
  • Orientador : MELYSSA KELLYANE CAVALCANTI GALDINO
  • Data: 27/05/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O uso cenas como estímulos visuais em investigações que buscam esclarecer o processamento de informação atencional tem se tornado comum em inúmeros estudos, todavia, apesar de existirem banco de imagens de cenas para muitos contextos, não se identifica nenhum que seja composto por cenas que representem interação social. Esta ausência pode configurar prejuízos importantes na compreensão de processamento atencional para populações que apresentem características específicas, a exemplo de pessoas com histórico de traumas na infância, que tendem a apresentar viéses de atenção em alguns estudos, porém, com resultados ainda divergentes devido a limitações nas técnicas de investigação e estímulos visuais utilizados. Baseado nisto, o presente trabalho teve como objetivo apresentar um banco de imagens de interação social de valência negativa, positiva e neutra de duas categorias, criança interagindo com adulto e adulto interagindo com adulto, e com o uso destes estímulos visuais investigar diferenças no reconhecimento de cenas de interação social em pessoas com e sem histórico de traumas na infância e associação entre viés de atenção através de rastreamento ocular, histórico de traumas na infância e sintomas psiquiátricos. Três estudos empíricos compõem esta tese. O primeiro teve como objetivo desenvolver e apresentar banco de cenas de interação social de duas categorias: criança/adulto e adulto/adulto. O segundo comparou diferença nas taxas de reconhecimento, valência e excitação de cenas de interação social entre criança/adulto e adulto/adulto de valência negativa e positiva em pessoas com e sem histórico de traumas na infância. O terceiro examinou a associação entre histórico de traumas na infância, sintomas psiquiátricos e tempo de fixação para duas classes de estímulos, cenas de interação social entre criança/adulto e adulto/adulto e expressões faciais de tristeza, raiva, alegria e neutra. De forma geral, os resultados obtidos apresentam as cenas de interação social de valência positiva e negativa como estímulos visuais válidos para uso, apontando parâmetros principais similares a outros bancos de cenas visuais. A adequação das cenas foi primeiramente evidenciada através da identificação de viés de atenção de hipervigilância em pessoas com histórico de traumas na infância através de reconhecimento e rastreamento ocular, de forma similar a outras investigações. O potencial uso das cenas de interação em outras investigações e a possibilidade de adaptação para uso clínico em processos terapêuticos são discutidos
  • ISMAEL FERREIRA DA COSTA
  • Construção e dados de rastreamento ocular do Banco de Cenas de Interação Social de acordo com traumas na infância
  • Orientador : MELYSSA KELLYANE CAVALCANTI GALDINO
  • Data: 27/05/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O uso cenas como estímulos visuais em investigações que buscam esclarecer o processamento de informação atencional tem se tornado comum em inúmeros estudos, todavia, apesar de existirem banco de imagens de cenas para muitos contextos, não se identifica nenhum que seja composto por cenas que representem interação social. Esta ausência pode configurar prejuízos importantes na compreensão de processamento atencional para populações que apresentem características específicas, a exemplo de pessoas com histórico de traumas na infância, que tendem a apresentar viéses de atenção em alguns estudos, porém, com resultados ainda divergentes devido a limitações nas técnicas de investigação e estímulos visuais utilizados. Baseado nisto, o presente trabalho teve como objetivo apresentar um banco de imagens de interação social de valência negativa, positiva e neutra de duas categorias, criança interagindo com adulto e adulto interagindo com adulto, e com o uso destes estímulos visuais investigar diferenças no reconhecimento de cenas de interação social em pessoas com e sem histórico de traumas na infância e associação entre viés de atenção através de rastreamento ocular, histórico de traumas na infância e sintomas psiquiátricos. Três estudos empíricos compõem esta tese. O primeiro teve como objetivo desenvolver e apresentar banco de cenas de interação social de duas categorias: criança/adulto e adulto/adulto. O segundo comparou diferença nas taxas de reconhecimento, valência e excitação de cenas de interação social entre criança/adulto e adulto/adulto de valência negativa e positiva em pessoas com e sem histórico de traumas na infância. O terceiro examinou a associação entre histórico de traumas na infância, sintomas psiquiátricos e tempo de fixação para duas classes de estímulos, cenas de interação social entre criança/adulto e adulto/adulto e expressões faciais de tristeza, raiva, alegria e neutra. De forma geral, os resultados obtidos apresentam as cenas de interação social de valência positiva e negativa como estímulos visuais válidos para uso, apontando parâmetros principais similares a outros bancos de cenas visuais. A adequação das cenas foi primeiramente evidenciada através da identificação de viés de atenção de hipervigilância em pessoas com histórico de traumas na infância através de reconhecimento e rastreamento ocular, de forma similar a outras investigações. O potencial uso das cenas de interação em outras investigações e a possibilidade de adaptação para uso clínico em processos terapêuticos são discutidos
  • WARLEY LAMARTINE CORREIA
  • Investigação das caracteristicas das Memórias Autobiográficas e afeto com a utilização de pistas familiares
  • Data: 26/02/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A memória autobiográfica (MA) engloba o conhecimento sobre si mesmo e lembranças de eventos pessoais específicos. Essas memórias pessoais são tópicos frequentemente compartilhados na interação social, e sua riqueza de detalhes facilita a intimidade e permite que o ouvinte se relacione com a história que está sendo contada. Por outro lado, a evocação de MAs é influenciada pelas emoções e pelas pistas/ estímulos utilizados no processo de recuperação. Sabe-se que MAs evocam outras MAs, em um processo associativo, porém a influencia das características das pistas/ estímulos utilizados, como por exemplo, sua familiaridade ou auto referencia, permanece controversa. Assim, o objetivo deste trabalho foi investigar o efeito de memórias autobiográficas específicas familiares, e de outro sujeito do mesmo sexo, no afeto e na evocação de outras memórias autobiográficas. Foram utilizadas memórias autobiográficas específicas por exposição de áudio, sendo três delas do próprio voluntário e três gravações padronizadas de sujeito com sexo equivalente ao voluntário, no total de seis memórias, sendo duas de valência positiva, duas negativas e duas neutras, e a escala de afeto positivo e negativo. A amostra foi composta por 23 voluntários saudáveis por conveniência do sexo masculino e feminino, com idade entre 18 e 30 anos, (M=24,69, DP =6,33). Os dados obtidos foram tabulados e analisados com auxílio do software Statistical Package for the Social Science (SPSS 220.0). Os resultados demonstraram que ouvir sua própria MA ou a de outra pessoa do mesmo sexo, evocou predominantemente outras MAs específicas e de mesma valência que a MA utilizada como estímulo. Não houve diferença na latência e especificidade das MAs evocadas entre valências e condições. Entretanto, observou-se que ouvir uma memória autobiográfica negativa, seja sua ou de outra pessoa do mesmo sexo, promoveu maior duração da narrativa de memórias autobiográficas negativas do que a duração do relato de memórias positivas evocadas por outras memórias positivas do próprio sujeito. Observou-se ainda redução do afeto positivo. Os dados sugerem que a informação de autoreferencia do self é um aspecto importante no processamento de informação pessoal das memórias autobiograficas, mas é possivel que a especificidade e não a familiaridade do estímulo esteja relacionado ao acesso a outras memórias autobiograficas específicas. Os resultados do presente estudo fortalecem o modelo da rede associativa das memórias, os princípios de especificidade de codificação-recuperação e a relação das memórias com as emoções, ao considerar que a evocação de memórias é uma ferramenta de regulação emocional.
  • WARLEY LAMARTINE CORREIA
  • Investigação das caracteristicas das Memórias Autobiográficas e afeto com a utilização de pistas familiares
  • Data: 26/02/2021
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A memória autobiográfica (MA) engloba o conhecimento sobre si mesmo e lembranças de eventos pessoais específicos. Essas memórias pessoais são tópicos frequentemente compartilhados na interação social, e sua riqueza de detalhes facilita a intimidade e permite que o ouvinte se relacione com a história que está sendo contada. Por outro lado, a evocação de MAs é influenciada pelas emoções e pelas pistas/ estímulos utilizados no processo de recuperação. Sabe-se que MAs evocam outras MAs, em um processo associativo, porém a influencia das características das pistas/ estímulos utilizados, como por exemplo, sua familiaridade ou auto referencia, permanece controversa. Assim, o objetivo deste trabalho foi investigar o efeito de memórias autobiográficas específicas familiares, e de outro sujeito do mesmo sexo, no afeto e na evocação de outras memórias autobiográficas. Foram utilizadas memórias autobiográficas específicas por exposição de áudio, sendo três delas do próprio voluntário e três gravações padronizadas de sujeito com sexo equivalente ao voluntário, no total de seis memórias, sendo duas de valência positiva, duas negativas e duas neutras, e a escala de afeto positivo e negativo. A amostra foi composta por 23 voluntários saudáveis por conveniência do sexo masculino e feminino, com idade entre 18 e 30 anos, (M=24,69, DP =6,33). Os dados obtidos foram tabulados e analisados com auxílio do software Statistical Package for the Social Science (SPSS 220.0). Os resultados demonstraram que ouvir sua própria MA ou a de outra pessoa do mesmo sexo, evocou predominantemente outras MAs específicas e de mesma valência que a MA utilizada como estímulo. Não houve diferença na latência e especificidade das MAs evocadas entre valências e condições. Entretanto, observou-se que ouvir uma memória autobiográfica negativa, seja sua ou de outra pessoa do mesmo sexo, promoveu maior duração da narrativa de memórias autobiográficas negativas do que a duração do relato de memórias positivas evocadas por outras memórias positivas do próprio sujeito. Observou-se ainda redução do afeto positivo. Os dados sugerem que a informação de autoreferencia do self é um aspecto importante no processamento de informação pessoal das memórias autobiograficas, mas é possivel que a especificidade e não a familiaridade do estímulo esteja relacionado ao acesso a outras memórias autobiograficas específicas. Os resultados do presente estudo fortalecem o modelo da rede associativa das memórias, os princípios de especificidade de codificação-recuperação e a relação das memórias com as emoções, ao considerar que a evocação de memórias é uma ferramenta de regulação emocional.
  • BRUNA NADIELY VICTOR DA SILVA
  • Avaliação da Disautonomia na Doença de Parkinson
  • Orientador : NATANAEL ANTONIO DOS SANTOS
  • Data: 26/02/2021
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Os sintomas de disautonomia são queixas não-motoras frequentes na Doença de Parkinson, mesmo nas fases precoces da doença, com impacto negativo na qualidade de vida. Objetiva-se com o presente estudo: caracterizar o perfil de disautonomia dos indivíduos com DP atendidos no HULW; tecer comparações entre grupos de pacientes, os quais foram segregados pelo escore do Hoen-Yarh modificado, tempo de doença, e dose total de levodopa diária. Os indivíduos foram submetidos a uma avaliação clínica neurológica, aplicação de questionário sócio-demográfico, Hoen-Yarh modificado e SCOPA-AUT. A coleta de dados iniciou após aprovação pelo Comitê de Ética e Pesquisa do HULW (CAAE 24825019.4.0000.5183 / Parecer nº 3.787.768). Os dados foram avaliados através do SPSS, utilizando o teste de Mann-Whitney, considerando o nível de significância p < 0,05. Foram recrutados 27 indivíduos, dos quais sete foram removidos após aplicar os critérios de exclusão. O sintoma de disautonomia mais frequente foi noctúria (90%). Os domínios mais acometidos foram: urinário e gastrintestinal, com 100% dos indivíduos relatando pelo menos um sintoma de cada, sendo que a maioria teve 04 domínios acometidos (45%). A quantidade média de sintomas presentes entre os entrevistados foi de 11,05 (4-17, desvio-padrão 0,94). A pontuação média do SCOPA-AUT foi de 21,85 (6-40, desvio-padrão de 9,06). A comparação entre grupos, de acordo com o escore do Hoen-Yarh modificado, mostrou diferença significativa entre os grupos com pontuação até 2 e a partir de 2,5 apenas para a dose diária total de levodopa (U = 22,50, z = -2,06, p = ,047). Não houve diferença estatística significativa para as variáveis: idade, tempo de doença e pontuação no SCOPA AUT. Houve diferenças significativas entre os grupos (dose de levodopa ≤ 400 mg e > 400 mg) em relação à quantidade de sintomas de Disautonomia para os sintomas ortostáticos (U = 21, z = -2,189, p = 0,039); gastrintestinais (U = 13,5, z = -0,2731, p = 0,005); e sexuais (U = 0,5, z = -2,438, p = 0,012). A disfunção autonômica é um problema clinicamente relevante e generalizado na DP, podendo ocorrer mesmo em fases precoces, e sem um padrão definido de acometimento, o que reforça a necessidade de pesquisar e tratar adequadamente esses sintomas não dopaminérgicos durante todo o curso da doença, proporcionando melhoria na qualidade de vida.
  • ANA LUIZA CALDAS GARCIA
  • Mindfulness como estratégia terapêutica para o zumbido: uma revisão sistemática.
  • Data: 26/02/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O zumbido é a percepção de um som na ausência de um estímulo acústico muito associado a dificuldades auditivas, porém ele pode ter efeitos psicológicos muito maiores. Esse sintoma pode afetar a qualidade da vida, envolvendo distúrbios do sono, comprometimento do trabalho e sofrimento psiquiátrico. A mindfulness é uma terapia que vem sendo utilizada em saúde para diminuição de estresse, dor, ansiedade e também para o zumbido. O presente estudo objetiva verificar, por meio da revisão sistemática, se a atenção plena é uma terapia eficaz para o zumbido crônico em adultos, quando comparado com outros tratamentos. Esta revisão sistemática foi delineada e reportada seguindo as recomendações do PRISMA e registrada no PROSPERO. Realizou-se busca eletrônica e manual em 9 bases de dados. A busca foi realizada por pares no dia 17 de abril de 2020, de acordo com a estratégia PICOS previamente traçada: P- adulto com zumbido crônico, I- mindfulness, C- outra terapia ou nenhuma terapia, O-melhoria na percepção do zumbido e S- ensaios clínicos randomizados. A seleção dos estudos foi realizada em dois momentos de forma independente por dois pesquisadores e as discrepâncias foram resolvidas por um terceiro pesquisador. Após a seleção, os artigos foram avaliados com o auxílio da ferramenta Cochrane Risk of Bias Tool 2.0 – RoB 2.0, usada para avaliar ensaios clínicos randomizados. Foram encontrados através da estratégia de busca, nas 9 base de dados pesquisadas, um total de 402 estudos, mas ao final apenas 3 se encaixaram nos critérios de inclusão e exclusão. Nesta revisão sistemática foi possível concluir que a mindfulness pode ser usada como terapia para o tratamento do zumbido crônico na população adulta.
  • MARIANA HONORIO AZEVEDO GALVÃO DE ARAÚJO
  • ALTERAÇÕES VASCULARES DA RETINA NA DOENÇA DE PARKINSON DETECTADAS POR ANGIOGRAFIA POR TOMOGRAFIA DE COERÊNCIA ÓPTICA– REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE
  • Orientador : NATANAEL ANTONIO DOS SANTOS
  • Data: 25/02/2021
  • Hora: 10:30
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A Doença de Parkinson (DP) é uma alteração degenerativa do sistema nervoso central, que ocorre de forma crônica e progressiva, causada por uma diminuição na produção de dopamina, particularmente na substância negra, ocasionando os sinais e sintomas motores e não motores, como as alterações no sistema visual. Como o diagnóstico precoce tem sido um desafio para o controle da doença, novas pesquisas nesse campo tentam auxiliar a identificação dos pacientes em um estágio inicial, assim como o uso da Angiografia por Tomografia de Coerência Óptica (OCTA), que avalia as alterações vasculares na retina desses pacientes. Objetivos: Avaliar as alterações vasculares da retina em pacientes com doença de Parkinson, através da Angiografia por Tomografia de Coerência Óptica, comparando com um grupo controle. Métodos: Foi realizada uma revisão sistemática com metanálise, seguindo os critérios do PRISMA, e incluídos artigos originais, de estudos realizados com pacientes diagnosticados com Doença de Parkinson e controles saudáveis utilizando OCTA, pesquisados nas bases de busca MEDLINE (através do PUBMED), EMBASE, LILACS e no Portal de Teses da CAPES. Principais resultados: 33 referências foram encontradas e 5 preencheram os critérios, 4 deles demonstraram isoladamente redução dos parâmetros de densidade vascular retiniana nesses pacientes. A metanálise incluiu 4 estudos e demonstrou redução estatisticamente significativa na densidade do plexo vascular superficial na região parafoveal (diferença padronizada das médias = -0.51, IC 95% [-1.01, -0,02], p = 0.04 e Efeito total Z = 2.02). Contudo, o índice de heterogeneidade dos estudos foi elevado (i²= 86%). Conclusão: Os estudos incluídos nesta revisão sistemática demonstraram que há redução dos parâmetros de densidade vascular retiniana nos pacientes com Doença de Parkinson, comparados com o grupo controle, utilizando Angiografia por Tomografia de Coerência Óptica. Contudo, o nível de evidência da metanálise ficou prejudicado pela alta heterogeneidade dos dados e risco de viés. Dessa forma, sugerimos também a realização de estudos longitudinais, além do desenvolvimento de um protocolo bem definidos para uso dessa tecnologia por aparelhos diferentes, para que maiores níveis de evidência possam auxiliar a indicação dessa tecnologia como marcador biológico em um futuro próximo.
  • IGHOR DOMINGOS BANDEIRA
  • EFEITOS DE INTERVENÇÕES BASEADAS EM MINDFULNESS SOBRE A ASSIMETRIA ALFA FRONTAL DO CÉREBRO: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
  • Data: 25/02/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Existem evidencias dos efeitos positivos das intervenções baseadas em mindfulness para a melhora de sintomas psicológicos como estresse, depressão e ansiedade. Uma das formas de medir o estado emocional é através da assimetria de ondas alfa na parte frontal do cérebro. A fim de verificar se a assimetria alfa frontal pode ser um bom preditor dos resultados de intervenções baseadas em mindfulness, a presente revisão buscou levantar os resultados de estudos que utilizaram essas medidas de EEG para avaliar o impacto das intervenções de mindfulness. Para essa revisão foram avaliados estudos que realizaram qualquer intervenção de mindfulness, sem um público específico até o mês de outubro do ano de 2020. Os estudos foram selecionados da base de dados do Google Academic utilizando as recomendações do PRISMA e 9 artigos foram encontrados. Desse total verificou-se que em 4 artigos o grupo de mindfulness teve significativamente mais potência alfa do lado direito, 4 artigos onde não houve diferença na assimetria de alfa frontal entre os grupos de mindfulness e controle, e 1 artigo onde o grupo mindfulness teve mais potência alfa no lado esquerdo. A principais limitações dessa revisão foram o número reduzido de bases de dados consultadas a pequena quantidade de estudos que abordam o tema, a não realização de uma metanálise e o pequeno número de fontes de artigos utilizados. Portanto, conclui-se que ainda é incerto se intervenções baseadas em mindfulness conseguem modificar a assimetria de alfa frontal de modo a ter uma maior potência alfa do lado direito. O número de registro dessa revisão na plataforma PROSPERO é CRD42021227796.
  • EVELYN THAIS DE ALMEIDA RODRIGUES
  • ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA ASSOCIADA A INTERVENÇÃO COGNITIVA EM PACIENTES COM DOENÇA DE ALZHEIMER LEVE E MODERADA
  • Data: 25/02/2021
  • Hora: 08:30
  • Mostrar Resumo
  • A doença de Alzheimer (DA) é uma doença neurodegenerativa e a causa mais comum de demência, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde como uma prioridade global de saúde pública. Devido ao seu tratamento farmacológico não provocar a cura, técnicas coadjuvantes vêm sendo estudadas para auxiliar o tratamento. O foco desse estudo foi investigar se a ETCC é capaz de auxiliar no tratamento de pacientes com DA leve e se a ETCC associada a intervenção cognitiva é eficaz no tratamento de pacientes com DA moderada. Foram, então desenvolvidos dois artigos, o primeiro foi um Relato de 2 Casos e o segundo um Estudo Piloto. Na Relato de Caso, foram relatados casos de dois pacientes com DA leve que foram submetidos a um programa de sessões ETCC durante um período de 10 meses, aplicada em seis regiões corticais. Foi sugerido que a ETCC em várias regiões modula a excitabilidade neuronal, induzindo a potenciação de longo prazo e alterações do receptor sináptico. No Estudo Piloto, analisou-se os efeitos terapêuticos da ETCC associada a IC, em pacientes com doença de Alzheimer moderada. Teve então, 24 pacientes divididos em dois grupos: ETCC ativa + IC e ETCC placebo + IC. Verificou-se no segundo estudo que ETCC foi capaz de induzir uma melhora na pontuação do Mini-Mental destes pacientes, porém não obteve o mesmo resultado na pontuação NPI e do DAD. Pôde-se então concluir que a ETCC se demonstrou diferente em pacientes com DA em estágios diferentes, mas devemos levar em consideração que relatamos apenas 2 casos de pacientes com DA leve e um estudo piloto com pacientes com DA moderada.
  • FAHEYNA ARAGAO RODRIGUES FERREIRA
  • RELAÇÃO ENTRE MOTIVAÇÃO POR RECOMPENSA E MEMÓRIA DE TRABALHO VISUOESPACIAL DE CRIANÇAS
  • Data: 24/02/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O esboço visuoespacial é um subsistema da memória de trabalho, responsável pelo armazenamento e manipulação de informações visuais e espaciais. Os estudos que se propõem a investigá-lo apontam para um efeito positivo em seu desempenho desencadeado pela disponibilidade de recompensa. Nesse sentido, o presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de verificar como ocorre a nível neural a interação entre motivação por recompensa e a memória de trabalho visuoespacial, bem como analisar os efeitos dessa interação no desempenho desse sistema de memória na população infantil. Para atender aos objetivos propostos foram elaborados dois estudos. No estudo 1, foi realizada uma revisão integrativa, com base em estudos envolvendo neuroimagem, para verificar os substratos neurais que possibilitam a ação da recompensa sobre a memória de trabalho visuoespacial. O estudo 2 consistiu em uma pesquisa empírica, de caráter quase experimental, na qual foi observado o efeito da recompensa na memória de trabalho de crianças entre quatro a seis anos de idade sem comprometimento cognitivo. Os resultados encontrados sugeriram que a interação entre motivação por recompensa e memória de trabalho ocorre por meio da ação conjunta de múltiplos processos neurais envolvidos nesses dois processos cognitivos, os quais podem estar operando separadamente ou em interação, em um determinado momento; bem como indicaram efeito moderado da recompensa no nível motivacional. Entretanto, não foram observadas influência dessa variável no desempenho desse sistema de memória na amostra estudada. Diante do exposto considera-se que a execução deste estudo contribui para o avanço de pesquisas na área de neurociências e neuropsicologia, uma vez que fornecem uma melhor compreensão de como a memória de trabalho visuoespacial pode ser afetada em contextos motivadores
  • VICTOR HUGO DIAS PEREIRA
  • AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA DAS FUNÇÕES EXECUTIVAS: PROTOCOLO BREVE
  • Data: 23/02/2021
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O avanço da neuropsicologia começa a fazer parte da realidade do brasileiro, e dentro dos serviços públicos de saúde no Brasil existe uma realidade de demanda e de avaliação crescentes, porém existe uma carência instrumental para a realização das avaliações devido à falta de investimento na área. Dentre os vários domínios cognitivos afetados por doenças neurológicas e psiquiátricas, as Funções Executivas (FE) são as mais afetadas, e consequentemente que gera mais prejuízos, já que elas são responsáveis pelo planejamento e execução de tarefas direcionados a uma meta. Para tentar resolver essa problemática, os profissionais precisam de recursos de baixo custo e eficazes na avaliação e as avaliações breves são as que mais se destacam nesse contexto. Portanto essa dissertação tem como objetivo produzir e padronizar um protocolo de avaliação breve de rastreio das FE para adultos. No primeiro estudo foi realizada uma revisão sistemática que buscou definir quais os instrumentos mais utilizados na avaliação das FE. Verificou-se que 58% (f =19) dos autores consideraram os instrumentos que utilizaram para a avaliação das FE como um recurso breve, e 42% (f =14) mencionaram utilizar um recurso avaliativo de rastreio e foi identificado também que os instrumentos avaliam vários componentes cognitivos e que os instrumentos mais utilizados não são específicos de avaliação das FE. O segundo estudo teve como objetivo construir e analisar um protocolo de avaliação das FE. A aplicação do protocolo durou em média 66 minutos (DP = 7,85) e as tarefas que avaliavam o fator flexibilidade (rs = 0,445; p = 0,014) e memória de trabalho (rs = 0,376; p = 0,041) apresentaram, uma correlação positiva, e concluiu-se que um protocolo breve é funcional para prática clínica de baixo custo. Considerando os achados encontrados nos dois estudos compreende-se que para suprir a carência de instrumentos de avaliação no serviço público o protocolo construído é uma alternativa que se apresenta como eficaz na aplicação clínica. Entende-se como limitação desse estudo a falta de aplicação do protocolo em grande escala.
2020
Descrição
  • CLÉBYA CANDEIA DE OLIVEIRA MARQUES
  • EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA E DA ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA NA FUNÇÃO COGNITIVA DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE ALZHEIMER: REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE
  • Data: 15/12/2020
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A Doença de Alzheimer (DA) se trata de um distúrbio neurodegenerativo caracterizado por perda progressiva de memória e percepção, com deficiência cognitiva. O tratamento é realizado tradicionalmente por terapia medicamentosa, porém pesquisas recentes apontam que as técnicas de estimulação cerebral, dentre elas, a Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) e a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT), podem modular as funções cognitivas em indivíduos com DA. Este estudo se justifica pela necessidade de uma investigação minuciosa de estudos experimentais que abordem os efeitos dessas técnicas no tratamento da DA, buscando a consistência dos resultados encontrados nos mesmos. Portanto, o mesmo tem como objetivo geral avaliar os efeitos da ETCC e da EMT na melhora da função cognitiva em indivíduos com DA. Trata-se de uma revisão sistemática e metanálise, que seguiu as recomendações do guideline PRISMA para a construção da sua estrutura. O período do estudo ocorreu de abril de 2019 a novembro de 2020. Dentre os critérios de inclusão foram selecionados: 1) Estudos do tipo ensaios clínicos randomizados; 2) Amostras com diagnóstico clínico de DA; 3) Ambos os sexos; 4) Faixa etária de 55 a 85 anos; e 5) Estudos que utilizaram a ETCC e/ou a EMT na função cognitiva. O desfecho primário deste estudo foi o declínio cognitivo e teve como desfechos secundários a memória, a capacidade funcional e o desempenho nas AVD’s. Os dados extraídos dos estudos foram utilizados para análise do risco de viés, do efeito do tratamento e da qualidade do corpo da evidência. Os resultados apontam que não é possível afirmar que a ETCC tem potencial para promover melhoria da função cognitiva; já para a EMT, sugere-se que seu uso apresenta efeitos promissores e benéficos no tratamento da função cognitiva relacionadas à DA. No entanto, a qualidade da evidência para o desfecho principal desta revisão sistemática e metanálise foi considerada muito baixa. Portanto, apesar dos resultados encontrados, deve-se considerar a heterogeneidade das medidas dos resultados nos estudos incluídos. Diante desse cenário, verifica-se a necessidade de realização de mais pesquisas no campo da neuroestimulação com maior rigor metodológico.
  • CLÉBYA CANDEIA DE OLIVEIRA MARQUES
  • EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA E DA ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA NA FUNÇÃO COGNITIVA DE INDIVÍDUOS COM DOENÇA DE ALZHEIMER: REVISÃO SISTEMÁTICA E METANÁLISE
  • Data: 15/12/2020
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A Doença de Alzheimer (DA) se trata de um distúrbio neurodegenerativo caracterizado por perda progressiva de memória e percepção, com deficiência cognitiva. O tratamento é realizado tradicionalmente por terapia medicamentosa, porém pesquisas recentes apontam que as técnicas de estimulação cerebral, dentre elas, a Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) e a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT), podem modular as funções cognitivas em indivíduos com DA. Este estudo se justifica pela necessidade de uma investigação minuciosa de estudos experimentais que abordem os efeitos dessas técnicas no tratamento da DA, buscando a consistência dos resultados encontrados nos mesmos. Portanto, o mesmo tem como objetivo geral avaliar os efeitos da ETCC e da EMT na melhora da função cognitiva em indivíduos com DA. Trata-se de uma revisão sistemática e metanálise, que seguiu as recomendações do guideline PRISMA para a construção da sua estrutura. O período do estudo ocorreu de abril de 2019 a novembro de 2020. Dentre os critérios de inclusão foram selecionados: 1) Estudos do tipo ensaios clínicos randomizados; 2) Amostras com diagnóstico clínico de DA; 3) Ambos os sexos; 4) Faixa etária de 55 a 85 anos; e 5) Estudos que utilizaram a ETCC e/ou a EMT na função cognitiva. O desfecho primário deste estudo foi o declínio cognitivo e teve como desfechos secundários a memória, a capacidade funcional e o desempenho nas AVD’s. Os dados extraídos dos estudos foram utilizados para análise do risco de viés, do efeito do tratamento e da qualidade do corpo da evidência. Os resultados apontam que não é possível afirmar que a ETCC tem potencial para promover melhoria da função cognitiva; já para a EMT, sugere-se que seu uso apresenta efeitos promissores e benéficos no tratamento da função cognitiva relacionadas à DA. No entanto, a qualidade da evidência para o desfecho principal desta revisão sistemática e metanálise foi considerada muito baixa. Portanto, apesar dos resultados encontrados, deve-se considerar a heterogeneidade das medidas dos resultados nos estudos incluídos. Diante desse cenário, verifica-se a necessidade de realização de mais pesquisas no campo da neuroestimulação com maior rigor metodológico.
  • ESTACIO AMARO DA SILVA JUNIOR
  • AVALIAÇÃO DA EFICÁCIA E SEGURANÇA DO CANABIDIOL, COMO ADJUVANTE TERAPÊUTICO, EM CRIANÇAS COM O TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA – “ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO, DUPLO-CEGO E PLACEBO CONTROLADO
  • Data: 04/12/2020
  • Hora: 08:30
  • Mostrar Resumo
  • Objetivos: O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento caracterizado por déficits persistentes na comunicação social, interação social e padrões restritos e repetitivos de comportamento. Alguns estudos vêm demonstrando que substâncias derivadas da Cannabis sativa estão apresentando melhora na qualidade de vida de crianças com TEA, sem causar efeitos adversos graves, tornando-se uma alternativa terapêutica válida para o tratamento desse transtorno. Portanto, este ensaio clínico, randomizado, duplo-cego e placebo visa avaliar a eficácia, segurança e tolerabilidade de um produto à base de cannabis, como adjuvante terapêutico, em crianças autistas. Método: 60 crianças com idades entre 5 e 12 anos incompletos foram divididas em dois grupos: grupo tratado, que recebeu o produto à base de cannabis contendo o canabidiol (CBD), e o grupo controle, que recebeu o placebo, ambos utilizaram o produto por um período de 12 semanas. Para avaliar a eficácia, foi utilizada entrevista semiestruturada realizada com os cuidadores antes e depois do uso do produto, incluindo também a percepção do psiquiatra infantil, assim como efeitos adversos e tolerabilidade foram avaliados, através de acompanhamento médico semanal, ao longo de toda a pesquisa. Resultados: Avaliaram-se, em todas as crianças, os seguintes parâmetros: aspectos cognitivos e comportamentais, linguagem, sono e refeição antes de iniciar o tratamento com placebo/CBD e ao final do ensaio clínico, através da análise de variância mista de dois fatores (ANOVA two way). Encontrou-se que a eficácia do canabidiol foi estatisticamente significativa para interação social [F(1,116)=14.13, p=0.0002)], ansiedade [F(1,116)=5.99, p=0.016], agitação psicomotora [F(1,116)=9.22, p=0.003)], número de refeições [F(1,116)= 4.11, p=0.04)] e concentração [F (1,48)= 6.75, p=0.01]. Nesta pesquisa, também foi avaliado o impacto do tratamento de crianças autistas com canabinoides sobre a qualidade de vida de seus cuidadores. Para tal, utilizou-se o questionário SF-36. Foi possível observar que as médias totais dos 8 domínios avaliados do SF-36 para os cuidadores das crianças do grupo placebo (55,29) e para os das crianças do grupo cannabis (58,93) estavam dentro da escala moderada, entretanto, a qualidade de vida dos cuidadores do grupo cannabis apresentou-se um pouco melhor. Conclusão: Após o ensaio clínico, verificou-se que o extrato de cannabis rico em canabidiol melhorou um dos critérios diagnósticos do TEA, assim como de características muitas vezes coexistentes, além de melhora da qualidade de vida de seus cuidadores.
  • CALLINE PALMA DOS SANTOS
  • Da dinâmica oscilatória entre regiões envolvidas no processamento de detecção de novidades.
  • Data: 19/11/2020
  • Hora: 13:00
  • Mostrar Resumo
  • A memória é uma entre as funções cognitivas com comprovada relevância para o desenvolvimento de habilidades necessárias à adaptabilidade das espécies, as quais são inerentes à sua sobrevivência. O objetivo aqui proposto foi a análise do acoplamento de frequência cruzada teta-gama durante uma tarefa de reconhecimento de objetos. O objetivo principal foi verificar a existência de uma assinatura eletrofisiológica específica durante a exploração de objetos, tanto na circunstância de novidade (codificação) quanto na evocação. De modo mais específico, foram investigadas diferenças entre o acoplamento fase-amplitude entre teta e múltiplas frequências mais rápidas nas duas situações. A pesquisa foi realizada mediante a utilização do conjunto de dados hc-25 disponibilizado por Michaël Zugaro :“Recordings and timed stimulation of rat dorsal hippocampal area CA1 and medial prefrontal cortex during behavior and sleep (disponível em http://crcns.org/data-sets/hc/hc-25/). Os procedimentos metodológicos consistiram na criação de rotinas personalizadas de análise, cujas funções viabilizaram a extração das propriedades do sinal registrado. As propriedades investigadas proporcionaram o estabelecimento do estudo e interpretação das características de funcionamento rítmico das bandas de frequência extraídas a partir do método de decomposição em modos empíricos (empirical mode decomposition – EMD) para a extração dos sinais neurais brutos de LFP em diversas bandas de frequência. Ao comparar a força média das tSCs nos ciclos teta obtidos durante a exploração de objetos e locomoção ativa, encontramos que apenas a força da tSC4 é significativamente maior, mesmo quando controlamos para a velocidade do animal. Na sequência, foram comparados os valores de força entre os ciclos da exploração de objetos (por definição quando o animal está parado ou em baixa velocidade) e ciclos durante velocidades lentas (<10 cm/s). Encontramos que, novamente, apenas o tSC4 possui força média maior durante a exploração de objetos, ao passo que os demais tSCs não são significativamente diferentes. A hipótese de trabalho admitida aqui é a de que se a tSC4 está envolvida com a codificação, esperamos ver uma diminuição da sua força durante o teste; mais ainda, esperamos ver uma diminuição durante a exploração do objeto “antigo” em comparação com o objeto “novo” (deslocado). Todavia, foi visto a ausência de diferenças para todas as tSCs. Portanto, devido a limitações de pesquisa e necessidade de adaptações relacionadas ao método de coletada de dados apresentada, estudos mais detalhados e com maior tamanho amostral serão realizados de modo que o estudo seja passível de maiores generalizações.
  • ELIDIANNE LAYANNE MEDEIROS DE ARAÚJO
  • Correlatos cerebrais e posturais de pacientes com migrânea participantes de um programa de redução de estresse baseado em mindfulness.
  • Data: 11/11/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • A migrânea é uma patologia cujo sintomatologia afeta diretamente na vida pessoal e laboral do indivíduo, comprometendo os afazeres diários e relações sociais de forma momentânea. Considerada de difícil diagnóstico, sua fisiopatologia ainda é imprecisa, no entanto, apesar das diversas hipóteses para explicar a gênese da referida doença, a mais aceita considera que a migrânea consiste em uma disfunção da excitabilidade dos neurônios corticais, que por sua vez, promove uma onda de despolarização occipto-frontal, seguida por um período de supressão da atividade neuronal. Paralelo aos estudos que buscam explicar os aspectos fisiopatológicos da migrânea crônica, outra corrente de pesquisas prima por observar e compreender como é caracterizada a atividade neuronal desses pacientes, com o intuito de subsidiar na construção de futuras propostas terapêuticas. Para tanto, na construção dessa dissertação, foi realizado num primeiro momento o arcabouço teórico das variáveis a serem analisadas no estudo (registros eletroencefalográficos da assimetria alfa, padrões de movimentação da cabeça e estados emocionais), disposto no primeiro capítulo da obra e, em seguida foi realizado o estudo observacional de corte transversal dos correlatos cerebrais e posturais em pacientes com migrânea que participaram de um programa de redução de estresse baseado em minfulness. O objetivo foi avaliar a relação entre a percepção clínica da dor em pacientes com migrânea, assim como estabelecer possíveis assinaturas neurofisiológicas referentes ao processo patológico, por meio dos achados eletroencefalográficos e de movimentação da cabeça. Foram encontradas correlações significativas entre a potência de ondas alfa nos hemisférios frontais direito e esquerdo, a movimentação da cabeça e os autorrelatos da severidade dos sintomas de migrânea e o estado de Mindfulness nos participantes tanto em medidas feitas inter sujeito como intra sujeito. Esses resultados preliminares indicam que a potência alfa frontal e os movimentos da cabeça poderiam funcionar como biomarcadores de migrânea e Mindfulness.
  • GLEICIANO RODRIGO MORAIS DE SOUSA
  • Efeitos da estimulação transcraniana por corrente continua nos sintomas de ansiedade social
  • Data: 04/11/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Segundo a American Psychiatric Association (2014), o transtorno de ansiedade social (TAS) é definido como medo ou ansiedade persistente de situações sociais nas quais o indivíduo pode ser avaliado por outras pessoas. Apesar dos tratamentos tradicionais serem eficazes, alguns pacientes com transtorno de ansiedade, dentre eles os com TAS, são refratários. Sendo assim, a busca por novos tratamentos é necessária. A estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC), figura-se como uma potencial alternativa cuja eficácia clínica nos transtornos psiquiátricos vem sendo exaustivamente estudada. Assim, esta pesquisa objetiva analisar os efeitos da estimulação catódica do córtex pré-frontal ventromedial (CPFvm) direito na ansiedade social. O presente estudo se configura como um ensaio clínico controlado randomizado triplo cego. O cálculo amostral estimou a realização do ensaio com 50 participantes divididos em grupo ativo e grupo placebo. Serão realizadas 10 sessões durante 5 dias (2 sessões diárias), cada sessão com 20 minutos de estimulação, e 2mA de intensidade. Os participantes serão avaliados antes, imediatamente depois e após 30 dias da estimulação, para tal serão utilizadas medidas psicométricas (nível de ansiedade, LSAS-SR, SPIN, BDI-II) e fisiológica (variabilidade da frequência cardíaca) e o índice de desempenho em uma tarefa comportamental de exposição virtual. Espera-se encontrar diferença entre os grupos, e que o grupo ativo apresente maior redução dos sintomas de ansiedade social.
  • ANDRIELY DOS SANTOS CORDEIRO
  • ANÁLISE DAS FUNÇÕES EXECUTIVAS INFANTIS: ANTES E DURANTE A PANDEMIA POR COVID-19
  • Data: 30/10/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Funções executivas são consideradas habilidades cognitivas importantes para o desenvolvimento saudável de crianças, o bom funcionamento das funções executivas pode auxiliar no sucesso acadêmico e nas relações interpessoais. São definidas como processos de ordem superior que possibilitam às pessoas manter informações na mente e manipulá-las, inibir ações automáticas, e ainda ser capaz de agir de forma flexível frente à obstáculos em busca da realização de uma meta. Pesquisar formas de análise do funcionamento executivo infantil pode auxiliar os psicólogos da infância e adolescência a compreender as possíveis dificuldades nesse funcionamento, como também é relevante compreender como o funcionamento executivo pode ser alterado durante um período extenso de isolamento social. Tendo em vista a importância dos instrumentos para a avaliação psicológica e da compreensão acerca do funcionamento executivo, a presente pesquisa teve como proposta realizar dois estudos. O estudo 1 teve como objetivo construir e analisar as propriedades psicométricas da Escala de estórias para análise de funções executivas infantis: versão para pais. O estudo 2 analisou a existência de diferenças no funcionamento executivo nos momentos antes e durante o isolamento social ocasionado pela pandemia por COVID-19, além de identificar a possível relação entre a idade da criança, ano escolar e as dificuldades apresentadas em funções executivas, e verificar as diferenças no desempenho das crianças de acordo com o sexo ou com a presença de dificuldade escolar. Participaram dos estudos 338 pais/responsáveis de crianças com idades entre seis e 11 anos de idade (M=8,42; DP=0,91), a coleta de dados dos dois estudos foi realizada em formato digital e os dados foram analisados com auxílio do IBM SPSS Statistics, versão 26. Para o estudo 1, inicialmente foram elaborados os itens da escala, os quais passaram por análise de especialistas, posteriormente, foi analisado o número de fatores da escala a partir do método de Análise Fatorial Exploratória (AFE) com análise de componentes principais, tendo sugerido que trata-se de um instrumento unifatorial. Foram consideradas cargas fatoriais >0.40 para a aceitação do item como adequado, três itens foram excluídos por apresentarem carga fatorial abaixo do valor mínimo estabelecido. A confiabilidade da escala foi testada pela análise de consistência interna através do Alfa de Cronbach (α), com a configuração inicial (α = 0.78), que indica um índice de confiabilidade aceitável. Ao excluir os itens que apresentaram cargas fatoriais baixas, o valor aumentou (α = 0.80), indicando um adequado índice de confiabilidade. Foram apresentados dados preliminares de normatização da escala. Os resultados, obtidos através do estudo 2, revelaram que as crianças apresentaram maior dificuldade nas funções executivas durante o isolamento social ocasionado pela COVID-19, quando comparado ao momento antes do isolamento (Z = -10,232; p = 0,0001; r = -0,556). Foi observado que a idade (Antes: e o ano escolar (Antes: ρ= -0,186; p<0,01. estavam correlacionados com as dificuldades em funções executivas, quanto maior a idade e quanto maior o nível escolar, menor a dificuldade. As ρ= -0,182; p<0,01. Durante: ρ= -0,120; p<0,05) Durante: ρ= -0,120; p<0,05) dificuldades foram influenciadas pelo sexo (Antes: U=10564,500; p=0.0001; r = -0,224. Durante: U=11112,000; p=0.0001; r = -0,191) e pela presença de dificuldade escolar (Antes: U=5794,000; p=0.0001; r = -0,376. Durante: U=6477,000; p=0.0001; r = -0,329), de forma que as crianças do sexo masculino e aquelas que possuem dificuldade escolar manifestaram maior prejuízo em funções executivas. Esse trabalho contribui com a apresentação de uma escala para análise de funções executivas em crianças, com o diferencial da inclusão de estórias com situações cotidianas. Ademais, colabora com uma melhor compreensão de como as crianças são afetadas em situações de crise, como é o caso do isolamento social provocado pela pandemia por COVID-19, ocorrida em 2020.
  • CAROLINA CANDIDO DO VALE MELO
  • MEMÓRIA DE TRABALHO VISUAL: ANÁLISE EM CRIANÇAS COM E SEM TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA
  • Orientador : CARLA ALEXANDRA DA SILVA MOITA MINERVINO
  • Data: 30/09/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • As funções executivas são habilidades que, integradas e complementares, possibilitam ao sujeito organizar seu comportamento a fim de atingir determinada meta. Dentre estas se encontra a memória de trabalho, que promove o armazenamento ativo e temporário de informações utilizadas durante a realização de uma atividade. Um tipo específico refere-se à memória de trabalho visual, responsável por armazenar e manusear informações visuais relevantes durante um curto espaço de tempo. Esta última habilidade pode apresentar especificidades com relação aos indivíduos com o Transtorno do Espectro Autista, cuja patologia é de caráter neurodesenvolvimental, podendo afetar as competências sociais, comportamentais e de comunicação do sujeito. Os resultados quanto à memória de trabalho visual no público com Transtorno do Espectro Autista são discrepantes e deste modo apontam espaços a serem pesquisados dentro desta temática. Neste sentido, o presente estudo teve por objetivo analisar o desempenho em memória de trabalho visual de crianças com e sem Transtorno do Espectro Autista. Participaram 44 crianças, divididas em dois grupos (GC – grupo controle e GT: grupo com transtorno), na faixa etária dos 6 aos 10 anos, que responderam aos instrumentos “Desenho da Figura Humana (DFH)”,Parecer clínico,“Escala de Avaliação do Autismo Infantil – CARS-BR (adaptada da Childhood Autism Rating Scale – CARS), Entrevista clínica e questionário sociodemográfico, “Perfil Sensorial 2” e a “Tarefa Informatizada de Memória de Trabalho para Crianças” (TIMTraC). Após coleta dos dados, estes passaram por análise estatística: análise descritiva dos dados gerais, análises descritivas sobre o desempenho no TIMTraC x grupos de idade, teste de normalidade da amostra (Shapiro-Wilk), correlação de Spearman entre o desempenho no TIMTraC e idade, análise de diferença significativa entre os grupos (testes de Mann Whitney). Espera-se com a execução deste projeto traçar um perfil executivo da memória de trabalho visual em crianças de 6 a 10 anos com Transtorno do Espectro Autista em relação às crianças em desenvolvimento típico.
  • CARLA REJANE DA COSTA SANTANA
  • Avaliação de medidas comportamentais de vício, dependência e expressão dos genes Zif268 e c-Fos após tratamento agudo e em doses repetidas com metilfenidato associado à fluoxetina em ratos Wistar
  • Orientador : NELSON TORRO ALVES
  • Data: 31/08/2020
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • Os psicoestimulantes, como o metilfenidato (Ritalina®, Ritalina LA®, Concerta®), são as drogas mais utilizadas para o tratamento do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), uma síndrome caracterizada por sintomas de desatenção, impulsividade e hiperatividade (ARNSTEN, 2006). O metilfenidato pode ser utilizado em crianças a partir dos 6 anos de idade (ZUVEKAS et al., 2012) e, devido à alta prevalência de outros transtornos neuropsiquiátricos concomitantes ao TDAH (WAXMONSKY, 2003), tornou-se muito comum o uso associado desse estimulante à fluoxetina, para tratamento de transtorno depressivo em crianças (SAFER, ZITO e DOSREIS, 2003; BHATARA et al., 2004). A associação entre estes dois fármacos durante a infância é preocupante, pois estudos recentes sugeriram que a fluoxetina tem o poder de potencializar a regulação, induzida pelo metilfenidato, de genes implicados nos sistemas neuronais do vício e dependência (STEINER et al., 2010). A expressão desses genes pode causar desadaptações neurocomportamentais a longo prazo e aumentar a propensão às compulsões e à toxicodependência (BEVERLEY et al., 2014; ALCANTARA et al., 2014). O uso de metilfenidato também tem sido implicado no aumento do consumo de nicotina, embora o próprio TDAH seja, por si só, um fator de risco independente para o tabagismo (MOLINA e PELHAM, 2003; KESSLER et al., 2006; KOLLINS et al., 2005; LAMBERT, HARTSOUGH, 1998). Estudos realizados em ratos (GERASIMOV et al., 2000; WOOTERS et al., 2007; WHEELER et al., 2013) e seres humanos (RUSH et al. 2005; VANSICKEL et al. 2007, 2009, 2011; STOOPS et al., 2011) mostraram que em doses baixas, o metilfenidato induziu ao aumento do abuso de nicotina, sendo que o contrário ocorreu quando a dose de metilfenidato foi elevada: os indivíduos tenderam à redução do consumo de nicotina. Até o presente, apenas um estudo avaliou o aumento do risco de abuso de nicotina (ALCANTARA et al, 2014) após uso de metilfenidato (MPH) + fluoxetina (FLX), revelando que a exposição a esses fármacos em camundongos juvenis aumenta a sensibilidade à nicotina na fase adulta. Os resultados encontrados pelos estudos de expressão gênica e o uso crescente de MPH + FLX no tratamento de indivíduos com TDAH e transtornos comórbidos são fatores que justificam a necessidade de estudos que investiguem as interações moleculares e comportamentais entre essas duas drogas. O nosso objetivo, portanto, é analisar se o uso agudo e em doses repetidas de metilfenidato associado à fluoxetina induz à regulação gênica alterada e a comportamentos de vício e dependência ao metilfenidato. O aumento do consumo de nicotina após a associação crônica entre estes dois fármacos também será investigado.
  • RODRIGO LESSA TAROUCO
  • TÉCNICAS DE DETECÇÃO DE MENTIRA POR MEIO DE INVESTIGAÇÕES COGNITIVO-COMPORTAMENTAIS E A POSSIBILIDADE DE UTILIZAÇÃO JURÍDICA: UMA REVISÃO EM METANÁLISE
  • Orientador : NATANAEL ANTONIO DOS SANTOS
  • Data: 21/08/2020
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • Introdução: A metanálise é uma forma estatística de sistematização da pesquisa para a divulgação da compilação de resultados obtidos por outros e a intepretação das suas similitudes e divergências. Ela possui duas formas: qualitativa e quantitativa. A presente pesquisa consiste em uma metanálise tradicional qualitativa. O ser humano possui necessidade de se relacionar entre os seus e com outros de sua espécie. A mentira pode ocorrer por meio da ação, quando a pessoa intencionalmente pretende contar a mentira ou por omissão, quando a pessoa esconde a informação verdadeira. Neste trabalho, pretende-se investigar algumas formas de detecção da mentira: microexpressões faciais emocionais, linguagem corporal, alterações na temperatura e eletrofisiológico. Objetivos: O trabalho teve como escopo realizar uma revisão em metanálise para selecionar os artigos que combinaram técnicas de verificação da mentira e instigar pesquisas futuras para a implementação no âmbito jurídico. Métodos: A sistematização dos artigos ocorreu respeitando os sete estágios: identificação/formulação do problema de pesquisa, coleta da literatura, coleta das informações, avaliação da qualidade dos estudos, análises e síntese dos resultados dos estudos, interpretação dos dados coletados e apresentação dos resultados de pesquisa. Resultados: As pesquisas foram realizadas no portal Periódico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, nas bases de dados: Elsevier, GALE, NLM, Web of Science, Advanced Technologies & Aerospace Database, SAGE, American Psychological Association, PubMed Central, CrossRef, SrpingerLink, Materials Science & Engineering Database, Technology Research Database, Engineering Research Database, Annual Reviews, Taylor & Francis Online – Journals, Engineered Materials Abstracts, Copper Technical Reference Library, JSTOR Archival Journals, Materials Research Database, DOAJ, Solid State and Superconductivity Abstracts, Mechanical & Transportation Engineering Abstracts, Applied Social Sciences Index & Abstracts, Civil Engineering Abstracts e Computer and Information Systems Abstracts. Conclusão: Com base em toda fundamentação teórica e nos resultados obtidos pelas pesquisas em metanálise, é possível concluir que as técnicas de detecção de mentira têm validade e confiabilidade para serem aplicadas nas ações judiciais.
  • MARIA PAULA BENTO TOMAZ
  • RELAÇÃO ENTRE ABUSO EMOCIONAL, SINTOMAS PSIQUIÁTRICOS, ESQUEMAS INICIAIS DESADAPTATIVOS E APEGO ADULTO
  • Data: 31/03/2020
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Há um crescimento significativo de pesquisas acerca do desenvolvimento humano e dos possíveis fatores que ocasionam psicopatologias, na tentativa de entender o processo pelo qual o apego adulto inseguro se faz presente, tanto em psicopatologias quanto em padrões emocionais negativos. Estudos relacionam os EEP’s, EIDs e o apego adulto, sugerindo uma interação entre o aparecimento de estilos de apego adulto inseguro, e os EEP’s e EID’s. A partir dessa necessidade de vínculo e cuidado, que pode estar relacionado com os EID’s e desenvolver estilos de apego adulto inseguro, o presente estudo, tem o objetivo de verificar se os EEP’s e os EID’s exercem efeito de mediação entre as variáveis de relação parental e apego adulto. Adota-se a hipótese de que será possível observar uma correlação positiva entre a presença de EEPs e EID’s sobre os estilos de apego adulto inseguro e estilos de relação parental. Este estudo caracteriza-se como de natureza transversal, correlacional e quantitativa e terá como amostra 200 estudantes universitários de ambos os sexos, com idade entre 18 e 30 anos. A coleta de dados ocorrerá em duas etapas. Na primeira, os participantes responderão o questionário sociodemográfico, o Questionário de Traumas na Infância (CTQ) e o Questionário de Esquemas de Young – forma reduzida (YSQ-SF3). Na segunda etapa serão respondidos o Instrumento de Vínculo Parental (PBI) e a Escala de Estilo de Relacionamento (AAS). Os dados obtidos serão tabulados e analisados com auxílio do software Statistical Package for the Social Science (SPSS 220.0). Após análise dos dados espera-se que as relações sugeridas entre apego adulto, relação parental, EEP’s e EID’s, sejam confirmadas, apontando assim o possível impacto que os relacionamentos parentais na infância e a exposição a eventos estressores podem exercer sobre o desenvolvimento de vulnerabilidades específicas, desregulação emocional e o aparecimento de sintomatologias clínicas. Estes dados podem auxiliar os pais na educação e vínculo com seus filhos; e terapeutas a desenvolver estratégias terapêuticas para o tratamento de pessoas expostas a esse histórico.
  • GABRIELA LEMOS NEGRI RIQUE
  • O PAPEL DA CIRURGIA BARIÁTRICA NA REGULAÇÃO DO SONO E COMPORTAMENTO ALIMENTAR EM ADULTOS OBESOS
  • Data: 27/03/2020
  • Hora: 13:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A obesidade representa atualmente uma das maiores ameaças à saúde humana, sendo alvo de inúmeras abordagens terapêuticas. A cirurgia bariátrica constitui a forma mais eficaz de intervenção na obesidade mórbida, provocando perda de peso efetiva a longo prazo e melhora das comorbidades. Entre as diversas técnicas cirúrgicas utilizadas, a gastrectomia vertical (GV) destaca-se como procedimento que mais cresce no Brasil e no mundo, sendo liberada como procedimento único relativamente recente no Brasil. Estudos avaliando o impacto dessa cirurgia a curto, médio e longo prazo são escassos em nosso país, especialmente no que diz respeito aos efeitos sobre sono, comportamento alimentar e parâmetros metabólicos dos indivíduos a ela submetidos. Nessa perspectiva, o presente estudo teve como objetivo verificar o impacto a curto prazo (1º e 4º mês pós-cirúrgico) da GV sobre o sono, comportamento alimentar e parâmetros metabólicos de obesos submetidos a esse procedimento. Utilizando um delineamento quase experimental, descritivo e analítico, 14 voluntários (6 homens e 8 mulheres com idades entre 21 e 48 anos, M= 35,57; DP= 7,33) foram submetidos à GV participando em dois momentos da pesquisa: etapa pré-operatória (1ª semana antes da cirurgia) e pós-operatória (1º e 4º mês após a cirurgia). Para avaliação dos parâmetros clínicos e metabólicos dos participantes utilizaram-se: exames laboratoriais, Questionário padrão para identificação de Cronotipos, Questionário Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh, Escala de Sonolência de Epworth, Questionário da Síndrome do Comer Noturno, Escala de Compulsão Alimentar Periódica. Os resultados demonstraram uma correlação negativa e significativa entre a síndrome do comer noturno (SCN) e o percentual de perda de excesso de peso (%PEP) no 1º mês pós-operatório (PO) (Rô = -0,75; p = 0,019). No 4º mês PO verificou-se melhora na qualidade do sono com redução significativa no escore total da qualidade do sono (Z = -2,01; p = 0,023) e também redução estatisticamente significativa da sonolência excessiva diurna (Z = - 2,20; p = 0,016). Observou-se também uma diminuição significativa no escore total da escala de compulsão alimentar periódica (Z = -2,38; p = 0,008) nesse período. Não foram identificadas mudanças significativas no perfil glicêmico e lipídico entre o 1º e 4º mês PO sendo observado, no entanto, redução estatisticamente significativa das enzimas hepáticas (AST/ALT), do IMC e %PEP. Os resultados evidenciaram que a GV afeta positivamente a qualidade do sono e a sonolência excessiva diurna, bem como, os sintomas de compulsão alimentar periódica e as transaminases (AST/ALT) dentro do 4º mês após a cirurgia. Além disso, verificou-se que a SCN dificulta a perda percentual de peso no 1º mês PO, demandando maior atenção. Esses achados sugerem que a GV pode acarretar mudanças benéficas e significativas sobre o sono, comportamento alimentar e função hepática de obesos já no 4º mês após o procedimento cirúrgico, contribuindo para uma melhor qualidade de vida e redução da morbimortalidade nessa população.
  • LUANA DIAS SANTIAGO
  • ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA ASSOCIADA À MINDFULNESS NA PROFILAXIA DA MIGRÂNEA CRÔNICA
  • Data: 27/03/2020
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A migrânea é uma doença de difícil diagnóstico, cuja sintomatologia afeta a qualidade de vida e os afazeres diários da pessoa acometida acarretando em incapacidade momentânea. A sua fisiopatologia ainda é imprecisa, porém a hipótese mais aceita é a neurológica explicada pela disfunção da excitabilidade dos neurônios corticais – ocorrência de uma onda de despolarização occipto-frontal seguida por um período de supressão da atividade neuronal. O principal tratamento usado ainda é o farmacológico, sendo que este pode desencadear uma série de efeitos colaterais difíceis de serem tolerados, além de ser pouco específico. Neste contexto, terapêuticas não farmacológicas como a estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) e a mindfulness tem ganhado destaque pelo seu baixo custo, segurança e eficácia. Em face dos efeitos benéficos da terapia combinada de mindfulness e ETCC em afecções do sistema nervoso central, aliada à lacuna teórica de ensaios clínicos que investiguem o uso desses tratamentos em pacientes com migrânea, optamos por dividir este trabalho dois capítulos. O primeiro capítulo foi dedicado ao scoping review de ensaios clínicos objetivando comparar os resultados clínicos específicos da ETCC dos principais alvos corticais usados na migrânea (motor primário – M1, visual primário – V1 e pré-frontal dorsolateral - CPFDL). A análise dos artigos selecionados demonstrou supremacia dos pontos de estimulação CPFDL no que diz respeito à diminuição da intensidade da dor e do V1 quanto à redução na frequência das crises nesta condição. Já o segundo capítulo diz respeito ao artigo escrito baseado no ensaio clínico randomizado (ECR) que realizamos associando ETCC à mindfulness em voluntárias com diagnóstico de migrânea crônica Os objetivos deste ECR foram avaliar se tais técnicas eram seguras e eficazes quando utilizadas conjuntamente em pacientes portadores de enxaqueca crônica, comparar o grau de incapacidade e o impacto da dor de cabeça nas atividades de vida diária, bem como os níveis de atenção plena dos participantes antes e após toda a intervenção ter sido realizada, nas pacientes subdivididas em grupos de ETCC ativa e ETCC sham, ambos associados à mindfulness. Após o tratamento, o grupo ETCC ativa e mindfulness exibiu melhores resultados em todos os desfechos. O grupo sham também demonstrou melhorias, porém com tamanhos de efeito menores se comparado ao grupo ativo. Houve diferença significativa na análise intergrupos apenas do desfecho pós-tratamento equivalente ao impacto da dor de cabeça na realização de atividades cotidianas, destacando o grupo de corrente ativa.
  • THIAGO REGIS GOUVEIA LIMA
  • UTILIZAÇÃO DE MEDIDAS DE MEMÓRIA VISUOESPACIAL NA DIFERENCIAÇÃO DE COMPROMETIMENTOS COGNITIVOS LEVES VASCULAR E DEGENERATIVO
  • Data: 25/03/2020
  • Hora: 09:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A proporção de idosos na população vem se expandindo rapidamente em todo o mundo. Tendo em vista o caráter de risco desta parcela da sociedade para o desenvolvimento de transtornos neurodegenerativos, torna-se cada vez mais relevante os estudos voltados a esta faixa etária. No continuum das patologias demenciais há uma fase prodrômica denominada comprometimento cognitivo leve (CCL) que vem sendo amplamente estudada desde os anos 1990. Da mesma forma que os transtornos demenciais podem ter diversas origens (degenerativa, vascular, psiquiátrica, traumática), o mesmo ocorre nos CCLs. Distinções dos CCL foram feitas baseadas nos domínios cognitivos afetados, no entanto é importante que seja facilitada a categorização do comprometimento pela etiologia, com o objetivo de se formular um prognóstico mais preciso para tais quadros. Considerando que as duas causas mais frequentes de CCL são degenerativa e vascular, e que apesar da sugestão de que haveria maior afetação da memória visuoespacial associado aos pacientes vasculares, a literatura é inconclusiva, é proposto um estudo comparando pacientes com CCL vascular (N = 13), degenerativo (N = 7) e um grupo controle (N = 23) para a observação e comparação do desempenho em uma tarefa de memória visuoespacial de apresentação sequencial (RULIT) e uma simultânea (La Ruche) para compreender os padrões de comprometimentos. Encontramos que ambos os grupos apresentaram déficit quando comparados ao GC, mas padrões divergentes foram revelados, visto que diferente do apresentado pela literatura, o grupo vascular trouxe melhores resultados que o degenerativo na tarefa sequencial, enquanto demonstrou pior resultado na tarefa simultânea. Em ensaio de reconhecimento o grupo vascular também foi superior. Isto mostra a relevância da utilização de tarefas diferentes de memória visuoespacial, em oposição ao fato de que usualmente é utilizada apenas um instrumento, de base construtiva, no contexto de avaliação neuropsicológica.
  • EGINA KAROLINE GONÇALVES DA FONSECA
  • VARIÁVEIS INTERVENIENTES À RESPOSTA CLÍNICA DE PACIENTES COM DOENÇA DE ALZHEIMER SUBMETIDOS A NEUROMODULAÇÃO ASSOCIADA A INTERVENÇÃO COGNITIVA
  • Data: 12/03/2020
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A Doença de Alzheimer (DA) é uma doença neurodegenerativa de início insidioso, curso lento e progressivo. Seu diagnóstico é eminentemente clínico e sofre influência de alguns fatores, como o tempo de diagnóstico e o nível de reserva cognitiva. Tendo em vista que a reserva cognitiva (RC) aumenta eficiência neural, por promover um menor recrutamento de neurônio para realização de uma tarefa, resultando em um mascaramento quantitativo não compatível com o nível de atrofia neuroanatómica e fisiológica do individuo doente. O tempo de diagnóstico, por sua vez, também influencia no prognostico da patologia, mesmo em fases iniciais. Cada fase de progressão da doença cursa de 3 à 4 anos, para passagem do estágio. Portanto a comparação de indivíduos no início da fase e no final da fase, não é homogênea e representativa. Em termos de tratamento, muitos estudos apontam para as possibilidades de eficácia no uso da Estimulação Transcraniana por Correntes Continua na DA, principalmente se combinada a intervenção cognitiva a qual já se mostrou eficaz quando o objetivo é reduzir o declínio cognitivo global e atenuar as alterações comportamentais. Entretanto nenhum desses estudos analisou a influência do uso de medicação por via glutamatérgica, tendo em vista que a literatura não aponta evidencias cientificas de melhora, atribuindo a memantina em fases inicias. Além disso, estes estudos não analisaram o nível de RC e o tempo de diagnóstico dos pacientes. Portanto, este estudo tem como objetivo avaliar a influência de variáveis moderadoras das respostas clínicas em pacientes com Doença de Alzheimer em fase inicial, submetidos a neuromodulação associada a intervenção cognitiva.
  • PAULO FRASSINETTI DELFINO DO NASCIMENTO
  • A INFLUÊNCIA DE ESTÍMULOS AFETIVOS SOBRE A INTEGRAÇÃO SENSÓRIO-MOTORA E PROCESSAMENTO COGNITIVO EM UMA TAREFA DE COMPATIBILIDADE ESTÍMULO-RESPOSTA
  • Data: 02/03/2020
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Estímulos emocionais são importantes fontes biológicas de informação processadas de forma rápida e precisa que influenciam o comportamento do indivíduo devido a facilitações e inibições que ocorrem em vários níveis do sistema sensório-motor. Além deste, a relação espacial entre o local de resposta e a posição do estímulo também possui efeito sobre o comportamento, visto que o sujeito tende a apresentar latências motoras menores e respostas mais precisas quando sua ação motora é compatível com a posição espacial do objeto alvo (resposta ipsilateral), do que na condição oposta (resposta contralateral). Reações de aproximação e afastamento foram propostas para explicar a modulação do efeito de compatibilidade espacial em função da valência afetiva dos estímulos. Utilizando o protocolo experimental Affective Spatial Correspondence task (AffSCt) desenvolvido por Conde et al. (2011), o presente estudo objetivou avaliar como e se estímulos afetivos de diferentes contextos influenciam a integração sensório-motora e o processamento cognitivo em uma tarefa de compatibilidade espacial. Sessenta e quatro voluntários foram submetidos a dois Experimentos cujo estímulos foram os nomes dos candidatos presidências do Brasil em 2018 e as palavras “viver” e “morrer”. No Experimento 1, os nomes dos candidatos favoritos e rivais (preferência do eleitor) e no Experimento 2 (palavras viver e morrer), foram apresentados à esquerda ou à direita do centro da tela e duas regras de mapeamento foram usadas. No Mapeamento 1, os participantes fizeram uma resposta ipsilateral com o nome do candidato favorito/viver e uma resposta incompatível com o nome do candidato rival/morrer. No Mapeamento 2 a regra foi revertida. Os tempos de reação foram submetidos a ANOVA e análises distribucionais que revelaram que as respostas para a regra de mapeamento 1 foram mais rápidas do que para a regra de mapeamento 2, e mais rápidas para o estímulo positivo no Experimento 1. Todavia, no Experimento 2, as respostas foram mais rápidas para o estímulo negativo (morrer). Além disso foi identificado que os mecanismos ativadores e supressores relacionados ao processamento e integração das características relevantes para a respostas (valência afetiva, localização espacial do estímulo e da tecla de resposta), necessitam de tempo para serem eficazes, principalmente os relacionados a supressão. Portanto, conclui-se que não apenas figuras e/ou imagens são capazes de influenciar o comportamento do sujeito, mas palavras também possuem carga emocional suficiente para modular a resposta; e que também não basta apenas que os estímulos possuam polaridades diferentes (antagonismo) para que essa influência ocorra, visto que a capacidade modulatória dependerá do nível (intensidade) da carga emocional atribuída a ele pelo indivíduo.
  • ANA PAULA DE CASTRO ARAUJO
  • Padronização de uma tarefa de reconhecimento de objetos e discriminação de objetos similares com múltiplas sessões
  • Data: 28/02/2020
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O reconhecimento, um subtipo de memória explícita/declarativa, envolve a capacidade de distinguir estímulos novos de familiares. Essa forma onipresente de memória é compartilhada entre diversas espécies animais, o reconhecimento pode se dar por meio de processos de lembrança e familiaridade. Um processo subjacente ao reconhecimento envolve as representações únicas de eventos similares, que são menos confusos e podem ser associados a resultados diferentes, através de um processo chamado separação de padrões. Muitos são os esforços para a padronização de tarefas que avaliem estes tipos de memórias em modelos animais. Somando-se a necessidade de uma maior aquisição de dados, para viabilização de registro eletrofisiológicos, estudos tem direcionado tais esforços ao desenvolvimento de protocolos que permitam a realização de vários testes por dia. Neste trabalho buscamos adaptar uma tarefa de reconhecimento simples e discriminação com múltiplas sessões. Para tal, foram utilizados 15 ratos Wistar machos de 3 a quatro meses, sendo 5 animais utilizados no primeiro experimento, 5 no experimento 2 e 5 no experimento 3. Os animais foram submetidos a uma tarefa de reconhecimento de objetos e discriminação de objetos com múltiplas sessões. A tarefa de reconhecimento de objetos é composta por duas sessões, sendo uma amostra e um teste. A tarefa de discriminação de objetos em diferentes níveis de similaridade é composta por quatro sessões, sendo 1 de amostra e três de teste com intervalo de 3 minutos entre eles. Na fase de amostra o animal foi exposto a três objetos LEGOS idênticos, em posições específicas. Ao longo de cada um dos três testes, cada um dos objetos apresentados na amostra foi substituído por um objeto novo com um grau de similaridade de 25%, 50% ou 75%. Para o experimento 1 os animais realizaram 3 voltas para cada fase de amostra e teste, dentro de 10 sessões. Para o experimento 2 os animais realizaram 1 volta para cada fase de amostra e teste, dentro de 10 sessões. Já para o experimento 3 os animais realizaram 2 voltas para cada fase de amostra e teste, dentro de 5 sessões. Os resultados apontam que para o primeiro experimento os animais apresentaram índices acima do acaso para o teste de reconhecimento de objetos em todos os dias. Para a tarefa de discriminação foram observados valores acima do acaso para o nível de similaridade de 25% no dia 1, o mesmo foi observado para o teste 1, porém para os níveis de similaridade 50% e 75% nenhum valor esteve acima do acaso. Para o experimento 2 e experimento 3 nenhum valor significativo foi encontrado, seja para o teste de reconhecimento ou para o teste de discriminação. Portanto mediante o exposto o experimento 1 apresenta-se como um modelo promissor como base para protocolos comportamentais, porém também deve-se considerar as alterações que aqui foram feitas para o experimento 2 e 3 em futuros estudos que busquem viabilizar o registro eletrofisiológico.
  • AMANDA CÂMARA MIRANDA
  • CUIDADO CENTRADO NA PESSOA: TRADUÇÃO E VALIDAÇÃO DE FERRAMENTAS DE MANEJO E ACOMPANHAMENTO DE PACIENTES COM QUEIXA DE ZUMBIDO
  • Data: 28/02/2020
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O zumbido é uma percepção auditiva consciente de som na ausência de fonte sonora externa. Diante da interferência negativa que este pode causar na vida do paciente, é necessária a sensibilidade dos profissionais em atender às necessidades do indivíduo de forma ampla, e não se ater apenas a doença. Atualmente, o atendimento com base no Cuidado Centrado na Pessoa (CCP) vem sendo utilizado, visando auxiliar o contato inicial, proporcionando uma melhor comunicação profissional-paciente. O CCP trabalha os aspectos psicossociais do zumbido, promovendo um cuidado de saúde projetado em torno das necessidades, desejos e perspectivas do paciente por meio da empatia, aconselhamento, escuta aberta e de um bom relacionamento profissional de saúde-paciente. O IDA Institute, uma instituição dinamarquesa, desenvolveu algumas ferramentas para auxiliar neste processo, porém, estas tem sido pouco utilizadas até o momento, sendo necessário assim, à tradução e validação destas em outros idiomas para que profissionais de diversos países possam utilizá-las na sua prática clínica e, assim, possam surgir trabalhos que comprovem a eficácia desse atendimento. Diante disso, o presente objetivou: 1) traduzir e adaptar para o português brasileiro as ferramentas de zumbido do IDA Institute e 2) validar o uso das ferramentas na prática-clínica. Realizou-se a tradução e adaptação do material fornecido pelo IDA Institute para o português brasileiro por meio das seguintes etapas: tradução, revisão, equivalência (semântica, idiomática, experencial e conceitual), versão final. Na segunda parte do estudo, para validação do material, foram realizados atendimentos utilizando as ferramentas e estratégias do CCP. Os atendimentos foram filmados e, posteriormente, avaliados por meio de análise do discurso do fonoaudiólogo, a fim de observar a utilização o CCP em pacientes com zumbido na pratica clínica. Pode-se concluir que a tradução e adaptação do material para o português brasileiro foi bem conduzida. Além disso, observou-se que, após a validação e análise do discurso do profissional utilizando o material traduzido, este aponta elementos eficazes e com mecanismos do CCP que podem ser utilizados por outros profissionais na prática-clínica, em prol da qualidade de atendimento dos pacientes com zumbido.
2019
Descrição
  • CESAR ALVES CARNEIRO
  • AÇÃO ANTIDEPRESSIVA DO TRANS-ANETOL EM MODELO NÃO-CLÍNICO COM CAMUNDONGOS SWISS FÊMEAS – EFEITO COMPORTAMENTAL E NEUROQUÍMICO
  • Data: 05/12/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A depressão é um dos transtornos psiquiátricos mais crescente dentro da população, possui origem multifatorial e uma das principais características é o humor deprimido. Pesquisas identificaram uma relação entre estresse e depressão. O estresse promove o aumento desenfreado de cortisol que em quantidades elevadas promove alterações estruturais e bioquímicas no Sistema Nervoso Central (SNC) podendo levar ao Transtorno Depressivo Maior (TDM). Devido à complexidade deste transtorno a investigação por novas alternativas de tratamento é constante para se obter o bem-estar dos pacientes. Assim nessa busca por novos tratamentos, as substâncias originárias de plantas aromáticas, principalmente dos óleos essenciais se mostram com diversas atividades biológicas. Dentre esses constituintes o trans-anetol tem se mostrado uma molécula com potencial para essa área com ação antioxidante, anti-inflamatório e ansiolítico. Devido estas atividades, objetivamos investigar se o trans-anetol possui ação antidepressiva sobre camundongos fêmeas adultas submetidas por quatorze dias ao modelo do estresse subcrônico imprevisível (ESI). Após a aplicação foram realizados os testes de suspensão da cauda, borrifagem da sacarose para avaliar a ação antidepressiva e campo aberto para atividade locomotora. Ao final, os animais foram eutanasiados e retirado o hipocampo para análise neuroquímica. O trans-anetol (100, 200 e 300 mg/kg i.p) e a imipramina (15 mg/kg i.p.) foram administradas diariamente, no mesmo horário, durante os últimos sete dias do protocolo. Avaliou-se a variação ponderal dos animais durante o protocolo e se encontrou que os animais nas doses de 200 e 300 mg/kg tiveram perca de peso em comparação ao início do protocolo, além do grupo estresse que teve perca de peso em relação ao não estressado ao final da metodologia. No teste da borrifagem da sacarose as três doses do trans-anetol conseguiram reduzir o tempo de latência, no tempo de autocuidado a dose de 200mg/kg foi superior ao grupo ESI. No teste de suspensão da cauda a latência da imobilidade não diferiu nas doses do trans- anetol, apenas os grupos imipramina e controle diferiram do ESI e, no tempo de imobilidade a dose de 200mg/kg possuiu o melhor resultado diferindo do grupo ESI. No campo aberto, o trans-anetol (100 e 200mg/kg) conseguiu aumentar a quantidade de rearings em relação aos animais estressados; no parâmetro número de cruzamentos a dose de 100mg/kg teve o melhor desempenho; por fim no parâmetro tempo de permanência no centro a dose de 200mg/kg aumentou o tempo em relação ao grupo estresse. Na avaliação neuroquímica, o cortisol foi encontrado em nível elevado no hipocampo dos animais ESI, todas as doses do trans-anetol conseguiram reduzir significativamente seus níveis. Ao quantificar a via serotoninérgica observou-se que o trans-anetol conseguiu reduzir a degradação de serotonina nas doses de 200 e 300mg/kg. Na via dopaminérgica, as melhores doses foram de 100 e 300 mg/kg por não promoveram um aumento da degradação de dopamina. Os resultados encontrados sugerem que o trans-anetol não interfere na atividade locomotora, e ainda promove comportamento de anedonia dos animais submetidos a um protocolo de estresse, além de reduzir níveis de cortisol e atuar sobre as vias serotoninérgicas e dopaminérgicas.
  • ÉMILLE BURITY DIAS
  • Marcos desenvolvimentais das funções executivas
  • Data: 27/09/2019
  • Hora: 16:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho trata das funções executivas (memória de trabalho, controle inibitório e flexibilidade cognitiva) na infância, e tem como objetivo principal analisar o desenvolvimento das funções executivas. Este trabalho foi organizado em três partes, a saber: 1) Considerações teóricas sobre o tema; 2) Desempenho das FEs nos grupos de idade; 3) Análise da estrutura de desenvolvimento das FEs. A amostra foi composta por 120 crianças de ambos os sexos, entre 7 e 11 anos, com idade média de 8,96 anos (dp = 1,42). Sendo 47,5% do sexo masculino. As crianças foram distribuídas em cinco grupos, correspondentes a suas idades, cada grupo com em média 20 crianças. Foram utilizados os seguintes instrumentos: questionário sociodemográfico, matrizes progressivas de Raven, teste de atenção por cancelamento, dígitos ordem direta e indireta, teste de cinco dígitos, teste de trilhas, stroop versão Victória. Foi utilizado o software SPSS para efetuar as análises descritivas (médias, desvios-padrão, frequências, porcentagens) e análise inferencial: teste de correlação de Pearson, Manova, Teste t, e regressão múltipla. Também foi utilizado o Rstudio para execução de análise fatorial confirmatória. Como resultados principais destaca-se que as crianças mais velhas e de anos escolares mais avançados apresentam melhores índices de funções executivas. Sendo a variável que melhor explica o desempenho em funções executivas o ano escolar e a capacidade de atenção seletiva. Entre 7 e 11 anos observa-se estrutura de desenvolvimento bifatorial.
  • PETRA MARIA DA CRUZ RIBEIRO E RODRIGUES
  • EFICÁCIA DA NEUROESTIMULAÇÃO E TERAPIA COGNITIVA NA MODULAÇÃO DA ATENÇÃO NA DOENÇA DE ALZHEIMER
  • Data: 06/09/2019
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Doenca de Alzheimer (DA) e uma doenca neurodegenerativa de causa desconhecida que representa a forma mais comum de demencia. Caracteriza-se por um declinio progressivo das funcoes do sistema nervoso, afetando inicialmente a memoria e seus sintomas progridem atingindo outras funcoes cognitivas, tais como a atencao. Alteracoes na atencao na DA podem dificultar o processamento das informacoes, afetando assim outros processos cognitivos. A DA nao apresenta nenhum tratamento curativo, sendo tratados apenas seus sintomas, e a terapia farmacologica apresenta pouca eficacia, alto custo e diversos efeitos adversos. Devido a esse contexto, terapias nao farmacologicas, como a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua (ETCC), tecnica de neuromodulacao a partir da estimulacao nao invasiva, e a Intervencao Cognitiva (IC) vem tendo destaque como terapias adjuvantes no tratamento da DA. Dessa forma, o presente estudo tem o objetivo de avaliar a contribuicao eficacia da ETCC e da terapia estimulacao cognitiva na modulacao atencao em idosos com DA leve. Trata-se de um ensaio clinico, placebo-controlado, duplo-cego e randomizado, que contou com uma amostra de 20 pacientes com diagnostico de DA leve, alocados aleatoriamente em tres grupos: (a) ETCC ativa e IC ativa; (b) ETCC sham e IC ativa; e (c) ETCC sham e IC placebo. Os pacientes foram tratados por 8 semanas e avaliados em dois momentos: linha de base (T0), semana 8 (T2). Como desfecho primario, foi avaliada a atencao a partir do Trail Making Test, parte A (TMT-A), e os testes de Digitos em Ordem Direta, Codigos e Simbolos da escala WAIS-III foram medidas de desfechos secundarios, avaliando a atencao e velocidade de processamento. A intensidade de corrente utilizada para a ETCC foi de 2mA. Os resultados nao apresentaram diferencas significativas quanto aos desfechos primario e secundarios nas medidas pre e pos terapia e entre os grupos. Entretanto, os valores descritivos apresentaram maiores medias nos grupos que receberam o protocolo de estimulacao em comparacao com o grupo placebo, o que demonstra efeitos potenciais das tecnicas como terapia adjuvante para a DA.
  • VALFREDO FELINTO CARDOSO FILHO
  • INVESTIGAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS DA MEMÓRIA AUTO BIOGRÁFICA E REGULAÇÃO EMOCIONAL DE ADULTOS
  • Data: 27/06/2019
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A memoria autobiografica e o tipo de memoria de longo prazo inserida na categoria de memorias declarativas ou memorias explicitas, ao lado das memorias semantica e episodica, se distinguindo destas em termos de suas funcoes, especificidades e regioes corticais. A regulacao emocional refere-se a descricao de estrategias cognitivas utilizadas no manejo das emocoes, no que diz respeito a suas caracteristicas de duracao, intensidade e valencia, frente aos diversos estimulos ambientais com os quais os individuos se deparam no cotidiano. Objetivos:identificar a relacao entre o processo de evocacao da memoria autobiografica e as estrategias de regulacao emocional: reavaliacao cognitiva e supressao emocional. Metodo: o presente estudo visa comparar os resultados dessas relacoes aferidas em duas fases do estudo: a primeira com o uso de estimulacao visual pela apresentacao de palavras isoladas, distribuidas em grupos de valencias positivas, negativas e neutras; a segunda fase, utilizando a estimulacao auditiva atraves da exposicao de narrativas previamente gravadas, concedidas pelos participantes ja na primeira fase do estudo. Na primeira fase serao utilizados como instrumentos, o Inventario Beck de Depressao (BDI), o Inventario Beck de Ansiedade (BAI), o Teste de Memoria Autobiografica (TMA), Self Assessment Manikin, Questionario de Regulacao Emocional (ERQ); ao passo que na segunda fase serao utilizados os instrumentos Questionario de Memoria Autobiografica (QMA) e a Escala de dificuldades de Regulacao Emocional (DRES). Pretende-se identificar e analisar possiveis relacoes entre o processo de evocacao da memoria autobiografica e as estrategias de regulacao emocional, fazendo uma comparacao entre os resultados de dois procedimentos distintos, a partir dos estimulacao visual e auditiva
  • MARCO ANTONIO DE OLIVEIRA COSTA
  • CONSTRUÇÃO E VALIDAÇÃO DE TESTE DE ASSOCIAÇÃO IMPLÍCITA PARA PREFERÊNCIA DE COMPRA ENTRE PROPAGANDAS COM E SEM APELO SEXUAL
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Na contemporaneidade as empresas a nivel mundial enfrentam o grande desafio de construir estrategias de venda para criar valor as suas marcas, assim, utilizam de apelo sexual em suas propagandas para atrair a atencao dos consumidores para os seus bens e servicos. O Teste de Associacao Implicita (TAI) se mostra como uma tentativa de acessar as preferencias dos consumidores por meio do processamento automatico. O estudo teve como objetivo construir e validar um teste de associacao implicita para preferencia de compra entre propagandas com e sem apelo sexual. A amostra foi composta por 60 universitarios, 30 do sexo masculino e 30 do sexo feminino com media de idade 24,77 anos. A coleta de dados ocorreu em duas etapas, a primeira foi em sala de aula onde os participantes responderam ao questionario sociodemografico, Escala de Rastreamento de dependencia de sexo, Escala de Compra Compulsiva de Richmond e a Escala Visual Analogica para Preferencia de Propaganda (EVAPP). Na segunda etapa foi encaminhado um endereco de uma pagina na internet para realizacao do TAI Preferencia Propaganda (TAIPP) para cada participante, em dois momentos com o intervalo de tempo de uma semana entre as duas medidas. Metade da amostra iniciou o experimento pelos instrumentos explicitos e em seguida realizaram o TAI, e os outros participantes fizeram o inverso. Na condicao de reteste os participantes responderam apenas ao TAI. Foram realizadas correlacoes entre o TAI e os instrumentos utilizados. Verificou-se forte associacao entre as categorias “gosto” e “apelativa” nas condicoes teste e reteste na amostra total, e diferenca entre sexos, com os homens apresentando maior associacao. O TAIPP foi melhor preditor de preferencia do que a EVAPP. Houve correlacao forte positiva nas condicoes de teste e reteste do TAIPP indicando a confiabilidade e validade do instrumento. O TAIPP se mostrou sensivel em captar a preferencia dos consumidores possibilitando a predicao do comportamento de consumo a partir de anuncios apelativos.
  • WANESSA KALLYNE NASCIMENTO MARTINS
  • EFEITOS DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA EM PACIENTES COM DOENÇA DE ALZHEIMER: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Introducao: A doenca de Alzheimer (DA) e a forma mais comum de demencia entre os idosos, responsavel por cerca de 60% a 80% dos casos. Em virtude da rapida progressao da doenca, dos altos custos para os sistemas de saude e da enorme sobrecarga para os familiares, diferentes terapias estao sendo investigadas para atuarem de forma adjuvante a terapeutica convencional. Dentre elas, a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua (ETCC). Objetivos: Avaliar os efeitos da ETCC sob as funcoes cognitivas, a funcionalidade e os sintomas comportamentais em individuos com doenca de Alzheimer, alem de fornecer suporte para a tomada de decisao clinica baseada em evidencias. Metodos: A revisao sistematica foi realizada de acordo com as recomendacoes do Cochrane Handbook for Systematic Reviews of Interventions. A busca dos estudos para a presente revisao foi realizada nas bases de dados Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL) e MEDLINE (PubMed), publicados entre janeiro de 1990 e novembro de 2018. Principais resultados: Foram incluidos 7 artigos incluidos analise. Todos os estudos incluidos nesta revisao se tratavam de ensaios clinicos randomizados e controlados, sendo 4 do tipo paralelo e 3 com desenho crossover.
  • MÔNICA DOS SANTOS RODRIGUES
  • OS EFEITOS DO YOGA SOBRE A ATENÇÃO, MEMÓRIA E DESEMPENHO EXECUTIVO DE IDOSOS SAUDÁVEIS
  • Orientador : FLAVIO FREITAS BARBOSA
  • Data: 29/03/2019
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Contexto: O Brasil vem vivenciando um rapido processo de envelhecimento e declinios e queixas cognitivas sao frequentes na populacao idosa, principalmente de memoria e atencao. Objetivos: Verificar os efeitos do Hatha Yoga sobre a atencao, memoria e parametros relacionados, como ansiedade e depressao, em idosos saudaveis. Metodo: Participaram 28 idosos brasileiros, com idade entre 59 e 73 anos, que foram divididos em: 14 voluntarios para uma intervencao de 15 dias (Yoga=6; Alongamento=8); e 14 voluntarios para uma intervencao de tres meses (Yoga=8; Controle sedentario=6). A avaliacao cognitiva e afetiva foi realizada antes e apos as intervencoes e incluiu: (i) Teste D2 de Atencao Concentrada; (ii) Questionario das Facetas de Mindfulness (FFMQ-BR); (iii) Questionario de Memoria Prospectiva e Retrospectiva (QMPR); (iv) Subteste de Sequencia de Numeros e Letras (WAIS III); e (v) a Escala Hospitalar para Ansiedade e Depressao (HAD). Resultados: Comparando os grupos apos a intervencao breve, diferencas significativas nas variaveis Resultado Liquido (RL) (U= 5,5; z= -2,39; p<0,01) do teste D2; faceta 3 (Observar) de Mindfulness (U= 5,50 z=-2,41; p<0,01) e sintomas depressivos (U= 8,5; z=-2,05; p<0,04) sao identificadas, tendo o grupo Yoga apresentado melhor desempenho atencional e niveis reduzidos de sintomas. Quando comparadas as fases pre e pos do grupo Yoga, tambem se encontram tendencias de otimizacao sobre as variaveis RL, Resultado bruto (RB), faceta 1 (nao julgar a experiencia interna) e 4 (Descrever – formulacao positiva) de Mindfulness. Apos a intervencao estendida, nao sao encontradas diferencas significativas entre os grupos, entretanto, o grupo Yoga apresenta melhoria significativa na fase pos sobre a faceta 6 (nao reatividade a experiencia interna) de Mindfulness e Memoria Prospectiva e Retrospectiva (z=-2,52; p<0,008) e; tendencias sobre a Memoria operacional (z= -1,86; p<0,07) e sintomas de ansiedade (z= -1,98; p<0,07). Nao foram encontradas melhorias significativas nos grupos controle de ambas as intervencoes. Conclusao: Os resultados sugerem que a pratica regular de Hatha Yoga, mesmo por um periodo curto de tempo, apresenta um potencial para beneficiar os aspectos atencionais e de memoria estudados, bem como reduzir os niveis percebidos de ansiedade e depressao em idosos saudaveis no contexto do nosso pais.
  • JOÃO MARTINS DE ARAÚJO JÚNIOR
  • Relação entre Autocompaixão, Regulação Emocional e a Ansiedade Social: um estudo de mediação
  • Orientador : LUIZ CARLOS SERRAMO LOPEZ
  • Data: 28/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente projeto visa investigar o efeito de uma pratica breve com foco em aceitacao, compaixao e autocompaixao, em respostas cardiacas geradas em uma situacao virtual de estresse social. Tem como amostra estudantes universitarios, de ambos os sexos, maiores de 18 anos, residentes na regiao metropolitana de Joao Pessoa. Conta, inicialmente, com um levantamento exploratorio atraves da aplicacao de instrumentos online de autocompaixao, traco de ansiedade, ansiedade social e dificuldades na regulacao emocional. Em seguida, vale-se de um protocolo experimental utilizando-se de equipamentos de realidade virtual para simular um ambiente eliciador de estresse social e medidas de frequencia / variabilidade cardica (HR / HRV).
  • ERICKSON DUARTE BONIFÁCIO DE ASSIS
  • EFEITOS DA NEUROESTIMULAÇÃO NO TRATAMENTO DA DOR NEUROPÁTICA POR TRAUMATISMO DO PLEXO BRAQUIAL
  • Data: 25/03/2019
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Pacientes vitimas de traumatismo do plexo braquial tem alta prevalencia de dor neuropatica. Devido ao componente central do sintoma e com o crescente desenvolvimento das evidencias acerca das tecnicas de neuroestimulacao nao-invasiva, supoe-se que esses pacientes tem mais uma oportunidade de tratamento clinico. O foco do presente estudo foi investigar se as tecnicas de EMTr e ETCC sao efetivas no tratamento da dor neuropatica em pacientes portadores de traumatismo do plexo braquial. Foram desenvolvidos dois artigos, o primeiro corresponde a uma Revisao Sistematica e o segundo foi um Ensaio Clinico Piloto. A revisao sistematica procurou identificar pesquisas na area da dor que compararam a eficacia das tecnicas de EMTr aplicadas no cortex motor (M1) e no cortex pre-frontal dorsolateral (PFDL). Foi demonstrado que tanto a EMTr de alta frequencia aplicada em M1 como a de baixa frequencia no cortex PFDL direito pode induzir um efeito analgesico difuso e seletivo, com um efeito significativo para M1. O segundo artigo envolveu a avalicao de vinte individuos, randomicamente alocados em um grupo tratamento e em um grupo controle, que foram submetidos a blocos de 5 sessoes de EMTr e ETCC anodica dirigidas para M1. Verificou-se que tanto a EMTr como a ETCC sao eficazes na reducao da dor e dos desfechos secundarios, sendo a EMTr superior, especialmente em reduzir a intensidade da dor paroxistica e na melhora dos aspectos multidimensionais da dor.
  • MAÍRA LOPES DA COSTA NOGUEIRA
  • ANÁLISE DO EFEITO DA TERAPIA COMBINADA COM ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA REPETITIVA (EMTr) E GAMETERAPIA SOBRE A CAPACIDADE FUNCIONAL MOTORA E COGNITIVA DE INDIVÍDUOS PORTADORES DE DP
  • Data: 22/03/2019
  • Hora: 16:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Doenca de Parkinson (DP), e uma doenca progressiva que afeta mais de 1% da populacao mundial acima dos 60 anos, e cuja incidencia aumenta para 5% na populacao acima de 85 anos, o que a coloca como a segunda doenca degenerativa (DN) mais prevalente no mundo. Ha um evidente declinio da capacidade funcional devido ao comprometimento motor e cognitivo tipicos da DP, desencadeando prejuizos na realizacao de atividades basicas e instrumentais da vida diaria, e consequente comprometimento na qualidade de vida dos individuos acometidos, sendo necessarias terapias alternativas que atuem concomitantemente a terapia medicamentosa. Assim, este projeto de pesquisa objetiva analisar o efeito da terapia combinada da Estimulacao Magnetica Transcraniana Repetitiva (EMTr) e Gameterapia sobre a capacidade funcional motora e cognitiva de individuos portadores de DP da cidade de Campina Grande - PB. O estudo foi do tipo longitudinal, experimental, duplo-cego, randomizado, descritivo e analitico, com abordagem quantiqualitativa. A amostra foi composta por 20 individuos portadores de DP assistidos pelo Sistema Unico de Saude (SUS). Os procedimentos da pesquisa foram conduzidos de acordo com as seguintes etapas: Etapa I – Recrutamento da amostra e avaliacao inicial dos individuos, foram aplicados os seguintes instrumentos de avaliacao: Ficha de avaliacao sociodemografica/clinica; Escala de Estagios de Incapacidade de Hoehn e Yahr – EIHY; Escala Unificada de Avaliacao da Doenca de Parkinson – UPDRS; e o Scales for Outcomes in Parkinson´s Disease-Cognition (SCOPA-COG); Parkinson Disease Questionnarie-39 (PDQ-39); Baropodometro e Estabilometria. Etapa II - Alocacao dos individuos nos grupos da pesquisa: Grupo EMTr ativo; Grupo EMTr ativo e Gameterapia; Grupo EMTr placebo e Gameterapia; Grupo EMTr placebo, as sessoes foram realizadas no periodo de 2 semanas, 3 vezes por semana, totalizando o numero de 6 sessoes por grupo. De acordo com os grupos: Grupo EMTr ativo e Gameterapia (GEAG) - os individuos foram submetidos a seguinte montagem: atraves do mapeamento cortical realizado pelo sistema internacional 10/20, que possui como referencia a circunferencia da cabeca e os lobulos das orelhas (biauricular) para identificacao de M1 (C3) e SMA (F3), o SMA foi localizado a 15% sagital adiante do ponto Cz do mapeamento cortical. A bobina utilizada no equipamento foi a de formato em oito. Em seguida, ocorreu a identificacao do limiar motor (LM), o qual corresponde a menor intensidade de estimulo capaz de gerar um Potencial Evocado Motor (PEM) com amplitude minima de 50mV no musculo em repouso, apos pelo menos 5 dentre 10 pulsos magneticos. Seguindo o protocolo, 5Hz de frequencia, 600 pulsos, 12 trains, intensidade de 95% e duracao de 6 minutos cada sessao. O Grupo EMTr placebo e Gameterapia (GESG): mesma montagem e duracao de 6 minutos de intervencao, entretanto, utilizou-se de uma outra bobina em formato de oito conectada ao estimulador magnetico desligado sobre o escalpo e colocada sobre a regiao (SMA) a ser estimulada nos pacientes, a bobina conectada ao estimulador magnetico ligado ficou posicionado proximo a cabeca do individuo, enquanto o aparelho permaneceu com os estimulos sonoros; Etapa III - apos o termino do periodo de intervencao (6 sessoes), foi realizada a reavaliacao dos grupos experimentais. Foram aplicados os mesmos instrumentos aplicados no periodo pre-intervencao.Os mesmos instrumentos foram aplicados aos individuos do grupo controle. Os resultados foram analisados atraves do Programa Estatistico GraphPad PrismStatistics versao 6.0. Os dados obtidos foram expressos em media, desvio padrao da media ou porcentagem. Foi considerado o nivel de significancia correspondente a p < 0,05. Quanto aos aspectos eticos, este trabalho foi submetido ao Comite de Etica em Pesquisa da Universidade Federal da Paraiba (UFPB). E possivel concluir que a terapia combinada da EMTr e gameterapia nao alterou o estadiamento da DP, para o instrumento UPDRS apresentou melhorias para a motivacao, ABVDS (especificamente linguagem, quedas e marcha), para as alteracoes motoras: articulacao da fala, movimentos rapidos e alternados das maos e agilidade das pernas, a cognicao nos dominios atencao, funcoes executivas e funcoes visuoespaciais, a qualidade de vida dos individuos foi melhorada nos aspectos emocional, mobilidade e desconforto corporal, o equilibrio atraves do aumento da velocidade do passo para o pe esquerdo .
  • LAYSA KAREN SOARES DE LIMA
  • EFEITO AGUDO DO ÓLEO ESSENCIAL DE Lavandula angustifolia Mill. NOS NÍVEIS DE CRAVING E ANSIEDADE EM USUÁRIOS DE CRACK
  • Data: 22/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A tematica do uso de drogas tem sido inserida constantemente nas discussoes atuais em saude publica, principalmente devido as mais diversas consequencias acarretadas pela dependencia quimica na vida do adicto e dos que o cercam. Entre as drogas mais devastadoras na atualidade destaca-se o crack, por seu baixo custo, efeitos danosos e seu alto potencial para gerar dependencia. Ao buscar o tratamento para o abandono da droga, o dependente quimico passa por diversos desafios inerentes ao periodo de abstinencia, como o craving, que e repleto de intensa ansiedade. Devido as falhas nas terapeuticas tradicionais, metodos complementares ou alternativos tem surgido como estrategias para o tratamento deste grupo, a exemplo da aromaterapia, com o uso de oleos essenciais. Desta forma, este estudo teve o objetivo de analisar o efeito agudo do oleo essencial de Lavandula angustifolia, administrado por via inalatoria, como terapia complementar no manejo do craving e ansiedade em usuarios de crack em estado de abstinencia. A pesquisa foi desenvolvida com individuos internos em uma unidade de desintoxicacao e em comunidades terapeuticas para tratamento de dependentes quimicos, na Paraiba. Constituiram a amostra 35 voluntarios, divididos em seis grupos, sendo um experimental, um controle e um controle aromatico para cada contexto investigado. Foram mensuradas medidas psicologicas e fisiologicas para verificar a presenca e os niveis de ansiedade e craving. O experimento foi realizado atraves de sessoes unicas e individuais e se desenvolveu em tres momentos: Momento Basal (I), Momento Inalatorio (II), Momento Pos-Inalatorio (III). Os dados foram analisados estatisticamente mediante metodos nao parametricos e os resultados elucidaram que os individuos possuiam niveis medios de ansiedade e graus elevados de craving, que foram reduzidos significativamente nos grupos que utilizaram o oleo essencial, e se mantiveram estaveis nos demais grupos apos a intervencao aromatica. O mesmo ocorreu com os parametros fisiologicos. Conclui-se que o oleo exerce um efeito redutivo agudo nos niveis de ansiedade e craving por crack e atua na manutencao do equilibrio da frequencia cardiaca e respiratoria dos usuarios do crack que estao em estado de abstinencia.
  • RAFAELA MARTINS RODRIGUES
  • “Analise das habilidades visuoconstrutivas em pessoas com comprometimento Cognitivo Leve e Doença de Alzheimer”
  • Data: 20/03/2019
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A capacidade de visuoconstrucao diz respeito ao comportamento de unir partes atraves de um comando verbal ou copia com a finalidade de sintetizar um objeto ou entidade. A deterioracao dessa capacidade seja esta no ambito grafomotor ou construcao de objetos em si e chamada de Apraxia Construtiva (AC). Embora o conceito de AC englobe a dificuldade nos dominios grafomotor, construcao bidimensional e tridimensional os estudos realizados ate o momento tem mantido o foco nas habilidades grafomotoras, dado a facilidade de aplicacao e correcao dos testes, sua consequente mensuracao e a sensibilidade ao processo degenerativo. Entretanto, a avaliacao da natureza e severidade AC pode ser melhorada quando as atividades grafomotoras sao eliminadas das atividades construtivas. As atividades de construcao tridimensional raramente sao utilizadas na pratica clinica, embora existam pacientes com lesao focal que falhem em testes de avaliacao bidimensional, mas nao em tridimensional e vice-versa. O presente estudo investigou as habilidades construtivas no processo de envelhecimento em amostra de sujeitos saudaveis (GC), pacientes com Comprometimento Cognitivo Leve (CCL) e Doenca de Alzheimer (DA). Forma analisados 63 participantes, 21 em cada grupo. Os resultados mostraram que os paciente com DA desempenham significativa pior que os grupos CCL e GC em dotas as medidas utilizadas de visuoconstrucao, com excecao apenas da tarefa dos palitos (bidimensional por copia). O grupo CCL teve um desempenho significativamente mais baixo que o GC nas tarefas tridimensional (ETB) e mental (Jigsaw Puzzles) por comando verbal. A tarefa Tagram, todas as tridimensionais e mentais foram significativas com indices altos de sensibilidade e especificidade para discriminar DA de GC. As tarefas Tangram, ETB, Jigsaw puzzles e quebra-cabecas visuais foram significativas e com altos indices de sensibilidade e especificidade para discriminar DA de CCL. As tarefas ETB e Jigsaw puzzles foram significativas e com altos indices de sensibilidade e especificidade para discriminar CCL de GC. Conclusao. As tarefas construtivas por comando verbal ja estao mais comprometidas que a modalidade copia tanto no CCL como na DA.
  • POLIANA RAFAELA DOS SANTOS ARAUJO
  • EFEITO DO ÓLEO ESSENCIAL DE CITRUS AURANTIUM DULCIS SOBRE O CRAVING EM USUÁRIOS DE CRACK EM ESTADO DE ABSTINÊNCIA
  • Data: 19/03/2019
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Com grande potencial em gerar dependencia, o crack destaca o Brasil como o pais emergente com maior mercado na America do Sul em decorrencia do seu baixo custo, facil administracao e forma de atuacao. Na busca por tratamento para o abandono da droga, o dependente quimico enfrenta dificuldades relacionadas a abstinencia, periodo no qual acontece intenso desejo pela substancia, denominado craving, que acompanha sintomas de ansiedade e dificulta o processo de desintoxicacao. Dessa forma, tendo em vista os resultados dos oleos essenciais (OE) das especies Citrus sob a ansiedade, e da relacao entre o craving e a ansiedade no individuo em abstinencia por crack, a presente pesquisa teve o objetivo de analisar a eficacia do uso do OE de Citrus aurantium dulcis, por via inalatoria, como terapia complementar no manejo agudo do craving em usuarios de crack em estado de abstinencia. Trata-se de um estudo experimental, do tipo ensaio farmacologico clinico agudo randomico, duplo-cego, realizado com internos de duas Comunidades Terapeuticas e de uma Unidade de Desintoxicacao do estado da Paraiba, neste ultimo os voluntarios faziam uso de psicofarmacos para o tratamento da dependencia quimica. A amostra total de 35 voluntarios foi subdividida em seis grupos de acordo com o servico, e, de forma aleatoria, em grupos que iriam receber a substancia experimental, controle aromatica e controle. Para analise do perfil e estado ansioso foi utilizado o Inventario de Ansiedade Traco-Estado (IDATE) e para as medidas dos niveis de craving o instrumento Cocaine Craving Questionnaire-Brief (CCQB). O experimento foi desenvolvido em sessoes unicas e individuais, dividido em tres momentos (basal, inalatorio e pos-inalatorio), com a mensuracao dos parametros antes e apos a inalacao. Os resultados mostram que os usuarios de crack abstinentes internos nos servicos apresentaram um perfil de alta ansiedade condizente com a alteracao das atividades emocionais decorrentes da acao da droga no sistema de recompensa cerebral. Apos inalacao do OE de Citrus Aurantium dulcis, houve uma diminuicao significativa dos parametros fisiologicos, de forma a aproximar as medidas do padrao considerado normal para uma adulto, e uma reducao aguda da ansiedade e do craving de forma correlacionada. Assim, de acordo com os resultados obtidos, e possivel afirmar que, na situacao descrita pelo estudo, a aromaterapia foi eficaz no controle das condicoes geradas pela sindrome de abstinencia por crack.
  • HUMBERTO HUGO NUNES DE ANDRADE
  • Estudo não Clínico do perfil psicofarmacológico do álcool cinâmico
  • Data: 05/02/2019
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Apresentacao do Projeto de Pesquisa: ESTUDO NAO CLINICO DO POSSIVEL EFEITO ANSIOLITICO DO ALCOOL CINAMICO.
2018
Descrição
  • RODRIGO MARMO DA COSTA E SOUZA
  • AVALIAÇÃO CLÍNICA, NEUROPSICOLOGIA DA ESTIMULAÇÃO CEREBRAL PROFUNDA ASSOCIADA Á INTERVENÇÃO COGNITIVA NO TRATAMENTO DA DOENÇA DE ALZHEIMER: RELATO DE CASO
  • Data: 19/12/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • AVALIAÇÃO CLÍNICA, NEUROPSICOLOGIA DA ESTIMULAÇÃO CEREBRAL PROFUNDA ASSOCIADA Á INTERVENÇÃO COGNITIVA NO TRATAMENTO DA DOENÇA DE ALZHEIMER: RELATO DE CASO
  • BRUNO DA SILVA BRITO
  • AVALIAÇÃO DO RECONHECIMENTO DE FACES EM PACIENTES COM A DOENÇA DE ALZHEIMER
  • Data: 18/12/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Com a crescente expectativa de vida, tem-se observado um significativo aumento de doencas relacionadas a senescencia, tais como neoplasias, osteoporoses e, em especial, as doencas neurodegenerativas. Dentre estas, a Doenca de Alzheimer (DA) tem despertado o interesse de pesquisadores e profissionais da saude por suas alteracoes cognitivas, tal como a prosopagnosia, que consiste na dificuldade em reconhecer faces de pessoas proximas, tais como as de familiares e amigos. Para o diagnostico da prosopagnosia, sao realizados testes de reconhecimento de faces, mas que frequentemente nao levam em consideracao o perfil etnicoracial da populacao. No presente trabalho, foi avaliado o reconhecimento facial em pacientes com DA com imagens de individuos da populacao brasileira, disponiveis no Teste de Reconhecimento de Faces Brasileiro (TRFBr). A amostra foi composta por 22 pacientes com a Doenca de Alzheimer e 25 idosos saudaveis da cidade de Joao Pessoa - Paraiba. Os resultados demonstram que os participantes do Grupo Saudavel obtiveram uma media de 53,76 (SD= 3,91) no TRFBr, ao passo que os participantes do Grupo com Alzheimer obtiveram uma media de 27,54 (SD= 6,78) no teste. Alem disso, quanto menor o escore no Mini Exame do Estado Mental, mais tempo o participante com Alzheimer levava para responder ao TRFBr (r = -,445 p < 0,05). Observou-se ainda que os pacientes apresentam a autopercepcao da diminuicao da capacidade de identificar rostos com a instalacao da doenca. Deste modo, o estudo mostra haver um comprometimento significativo no reconhecimento de faces ja nas fases iniciais da Doenca de Alzheimer.
  • JAYSTON WINSTON JOSE SOARES NEVES
  • RELAÇÃO ENTRE A REGULAÇÃO EMOCIONAL Up-Regulation e Down Regulation EM UMA TAREFA ATENCIONAL COM DISTRATORES EMOCIONAIS
  • Data: 28/09/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A demanda atencional a estimulos visuais pode alterar o impacto emocional de uma situacao, assim como estimulos visuais emocionais podem interferir na atencao. Muitos fatores podem influenciar nessa interacao, entre eles, a regulacao emocional. O objetivo deste estudo foi investigar se estimulos emocionais distratores sao capazes de interferir na realizacao de tarefas com alto engajamento atencional. Para tanto foram realizados testes de discriminacao na orientacao entre duas barras apresentadas bilateralmente na periferia do campo visual (orientacao igual ou diferente) cujo grau de dificuldade dependia da diferenca de orientacao das mesmas. Simultaneamente era apresentada uma figura central de cunho emocional neutro ou negativo entre as barras, e uma tarefa de julgamento da valencia (neutras ou negativas). As tarefas foram randomizadas em sua ordem de apresentacao. Utilizou-se ainda o Emotion Regulation Profile – Br para avaliacao do modo predominante de regulacao emocional. Caracterizou-se como de natureza descritiva, comparativo, correlacional, transversal de investigacao ex post facto. Os participantes (n=135) responderam aos instrumentos de inclusao e exclusao para o estudo: questionario socio demografico, o Inventario de Beck para depressao (BDI-II) e Inventario de Ansiedade de Beck (BAI). Os resultados indicaram que os estimulos distratores emocionais negativos influenciaram a media da taxa de acertos na tarefa mais dificil, que exigia maior engajamento atencional no julgamento de valencia. Os dados sugerem que estimulos emocionais sao privilegiados na disputa por recursos de atencao.
  • RENATA EMANUELA LYRA DE BRITO ARANHA
  • COMPARAÇÃO ENTRE PROTOCOLOS DE ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA COM CORRENTE CONTÍNUA NA MIGRÂNEA CRÔNICA: ENSAIO CLÍNICO, TRIPLO-CEGO, PLACEBO-CONTROLADO
  • Data: 28/09/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O quadro sintomatologico da migranea cronica e bastante amplo com consequencias debilitantes e disfuncoes cognitivas que impactam a qualidade de vida do individuo. Neste contexto a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua (ETCC) pode ser uma tecnica adjuvante ao tratamento medicamentoso, sendo necessaria de uma melhor padronizacao e definicao de seus protocolos de aplicacao. Objetivo: Analisar se os efeitos clinicos e cognitivos da ETCC, observados em pacientes com migranea cronica, variam em funcao do numero e intervalo entre sessoes. Metodo: Este estudo consistiu em um ensaio clinico triplo- cego, randomizado e placebo-controlado. A amostra foi composta por mulheres com idade entre 20 e 45 anos com diagnostico de migranea cronica. Foi aplicado um questionario sociodemografico, clinico e os seguintes desfechos: Headache Impact Test (HIT-6), Cumulative Illness Rating Scale (CIRS), Beck Depression Inventory (BDI), Inventario de ansiedade traco-estado (IDATE), Montreal Cognitive Assessment (MoCA), Wechsler Adult Intelligence Scale (WAIS-III), Teste de Hayling, Letter Comparison and Pattern Comparison, Nine Hole Peg Test, Teste D2, Teste de atencao visual (Matrizes atencionais), Trail Making Test Part B (TMT-B). Os individuos inseridos no estudo foram distribuidos aleatoriamente entre 3 grupos: Grupo A: recebeu uma unica sessao de ETCC por 15 minutos (protocolo 1); Grupo B: recebeu duas sessoes de ETCC de 15 minutos com um intervalo de 20 minutos entre elas (protocolo 2); Grupo C: recebeu corrente tipo sham por 15 minutos. O eletrodo anodico foi alocado sobre a regiao do cortex pre-frontal dorsolateral (DLPFC) esquerdo e o eletrodo de referencia na regiao supra-orbital contralateral. A corrente teve intensidade de 2mA e foi aplicada durante 10 dias consecutivos, excluindo os finais de semana. Resultados: Observamos que a ETCC anodica reduziu a inabilidade pela enxaqueca, o nivel de estresse e o declinio cognitivo. Encontramos tambem uma melhora na memoria de trabalho e atencao, funcoes executivas, velocidade de processamento motor, e atencao seletiva. Porem os efeitos da ETCC no grupo B nao foram superiores em relacao ao grupo A e mais efeitos adversos foram relatados. Conclusao: A ETCC e uma tecnica coadjuvante segura e eficaz em pacientes com migranea cronica, contudo, mais estudos sao necessarios para que haja uma padronizacao do protocolo mais adequado para esse publico.
  • RENATA EMANUELA LYRA DE BRITO ARANHA
  • COMPARAÇÃO ENTRE PROTOCOLOS DE ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA COM CORRENTE CONTÍNUA NA MIGRÂNEA CRÔNICA: ENSAIO CLÍNICO, TRIPLO-CEGO, PLACEBO-CONTROLADO
  • Data: 28/09/2018
  • Hora: 10:30
  • Mostrar Resumo
  • O quadro sintomatologico da migranea cronica e bastante amplo com consequencias debilitantes e disfuncoes cognitivas que impactam a qualidade de vida do individuo. Neste contexto a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua (ETCC) pode ser uma tecnica adjuvante ao tratamento medicamentoso, sendo necessaria de uma melhor padronizacao e definicao de seus protocolos de aplicacao. Objetivo: Analisar se os efeitos clinicos e cognitivos da ETCC, observados em pacientes com migranea cronica, variam em funcao do numero e intervalo entre sessoes. Metodo: Este estudo consistiu em um ensaio clinico triplo- cego, randomizado e placebo-controlado. A amostra foi composta por mulheres com idade entre 20 e 45 anos com diagnostico de migranea cronica. Foi aplicado um questionario sociodemografico, clinico e os seguintes desfechos: Headache Impact Test (HIT-6), Cumulative Illness Rating Scale (CIRS), Beck Depression Inventory (BDI), Inventario de ansiedade traco-estado (IDATE), Montreal Cognitive Assessment (MoCA), Wechsler Adult Intelligence Scale (WAIS-III), Teste de Hayling, Letter Comparison and Pattern Comparison, Nine Hole Peg Test, Teste D2, Teste de atencao visual (Matrizes atencionais), Trail Making Test Part B (TMT-B). Os individuos inseridos no estudo foram distribuidos aleatoriamente entre 3 grupos: Grupo A: recebeu uma unica sessao de ETCC por 15 minutos (protocolo 1); Grupo B: recebeu duas sessoes de ETCC de 15 minutos com um intervalo de 20 minutos entre elas (protocolo 2); Grupo C: recebeu corrente tipo sham por 15 minutos. O eletrodo anodico foi alocado sobre a regiao do cortex pre-frontal dorsolateral (DLPFC) esquerdo e o eletrodo de referencia na regiao supra-orbital contralateral. A corrente teve intensidade de 2mA e foi aplicada durante 10 dias consecutivos, excluindo os finais de semana. Resultados: Observamos que a ETCC anodica reduziu a inabilidade pela enxaqueca, o nivel de estresse e o declinio cognitivo. Encontramos tambem uma melhora na memoria de trabalho e atencao, funcoes executivas, velocidade de processamento motor, e atencao seletiva. Porem os efeitos da ETCC no grupo B nao foram superiores em relacao ao grupo A e mais efeitos adversos foram relatados. Conclusao: A ETCC e uma tecnica coadjuvante segura e eficaz em pacientes com migranea cronica, contudo, mais estudos sao necessarios para que haja uma padronizacao do protocolo mais adequado para esse publico.
  • JAYSTON WINSTON JOSE SOARES NEVES
  • RELAÇÃO ENTRE O USO DE ESTRATÉGIAS DE REGULAÇÃO EMOCIONAL Up-Regulation e Down-Regulation EM UMA TAREFA ATENCIONAL COM DISTRATORES EMOCIONAIS
  • Data: 27/09/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Para o estudo da regulacao emocional – RE e necessaria uma compreensao previa acerca das emocoes. Gross & Thompson (2007) definem a emocao como uma tendencia de resposta comportamental, experiencial e fisiologica, que em conjunto influencia a forma como os individuos respondem a situacoes significativas. Para ajustar as emocoes a determinadas situacoes utiliza-se de diversas estrategias para a regulacao da emocao. As estrategias escolhidas devem permitir a modificacao das emocoes adequando-as a mudanca de ambientes internos ou externos (Aldao & Nolen-Hoeksema, 2012). E possivel diminuir o impacto de emocional de uma situacao ou pensamento atraves da diminuicao da atencao dada a esta emocao. Segundo Sternberg (2000) a atencao e o meio pelo qual se processa ativamente uma quantidade limitada de informacao a partir da enorme quantidade de informacao disponivel por meio dos sentidos, da memoria armazenada e de outros processos cognitivos. Distratores emocionais podem interferir na resposta para a tarefa atencional. Hipotetizou-se que os sujeitos que utilizassem predominantemente das estrategias de regulacao descendente (down-regulation) como estrategia de regulacao emocional apresentariam melhor desempenho na tarefa de julgamento e discriminacao para os estimulos distratores negativos, em relacao aos sujeitos que utilizassem predominantemente da estrategia de regulacao ascendente (up-regulation) como estrategia de RE; Os estimulos distratores emocionais negativos apresentariam um efeito maior do que os estimulos neutros nos sujeitos para o tempo de reacao e erros/acertos para a tarefa atencional. Para tanto foi avaliado o desempenho dos participantes do estudo em uma tarefa atencional de julgamento e discriminacao em funcao de suas estrategias de RE. Os resultados apresentados indicaram que os estimulos distratores emocionais negativos influenciaram no tempo de reacao e na taxa de erros dos participantes. Nao foram observadas correlacoes significativas entre as estrategias de RE e o desempenho na tarefa atencional
  • BERNARDO HOLLANDA DE CARVALHO
  • Investigação do Mecanismo de ação antidepressivo-símile da quercetina em camundongos por meio de testes comportamentais e neuroquímicos.
  • Data: 26/09/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A depressao e um transtorno psiquiatrico com elevada incidencia na populacao. O tratamento envolve farmacos que atuam por mecanismos diversos, sendo dotados de efeitos indesejados que, em muitos casos, diminuem a adesao do paciente ao tratamento. Isto tem incentivado a busca por novos farmacos e o reino vegetal tem sido investigado neste sentido. Os flavonoides sao uma classe de metabolitos secundarios encontrados em diferentes especies de plantas. A quercetina (3, 5, 7, 3’ – 4’ pentahidroxi flavona), um importante flavonoide, possui diversas atividades biologicas, a saber: atividade anti-inflamatoria, anti-agregante, anti-hipertensiva, anti-diabetica, ansiolitica e antidepressiva. Esta ultima atividade, no entanto, ainda nao e bem caracterizada e este fato levou ao desenvolvimento do presente trabalho, o qual teve como objetivo avaliar o efeito antidepressivo-simile da quercetina, por meio de testes comportamentais e neuroquimicos. Foram utilizados camundongos Swiss machos (protocolo CEUA/UFPB n. 112/2016), provenientes da Unidade de Producao Animal da Universidade Federal da Paraiba – UPA/UFPB. Os animais foram divididos em grupos compostos por seis camundongos, tratados por via oral com salina, quercetina 10 e 40 mg/kg e por via intraperitoneal com imipramina 30 mg/kg, e submetidos aos testes do campo aberto e nado forcado. Para investigacao do possivel mecanismo de acao, a quercetina foi administrada isoladamente (0,5 mg/kg, v.o.) e em associacao aos antidepressivos bupropiona (0,1 mg/kg, i.p.), fluoxetina (0,1 mg/kg, i.p.) e imipramina (1 mg/kg, i.p.) em animais submetidos ao nado forcado. Em adicao foram realizadas analises neuroquimicas para determinar a concentracao estriatal de monoaminas e a concentracao hipocampal de nitrito e TBARs. Os resultados mostraram que a quercetina nao alterou a atividade locomotora no teste do campo aberto; por outro lado, o composto reduziu de forma significativa e dose-dependente o tempo de imobilidade dos animais no nado forcado. Este efeito foi potencializado na presenca de bupropiona e imipramina, mas nao de fluoxetina. A quercetina (10 mg/kg, v.o.) nao alterou a concentracao hipocampal de nitrito e TBARs; por outro lado, o composto aumentou significativamente a concentracao de noradrenalina, mas nao de dopamina, no estriado de animais submetidos ao teste do nado forcado. Tomados em conjunto, os resultados sugerem que o efeito antidepressivo-simile da quercetina parece depender, pelo menos em parte, do aumento da concentracao estriatal de monoaminas, em especial, a noradrenalina.
  • BERNARDO HOLLANDA DE CARVALHO
  • Investigação do Mecanismo de ação antidepressivo-símile da quercetina em camundongos por meio de testes comportamentais e neuroquímicos.
  • Data: 26/09/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A depressao e um transtorno psiquiatrico com elevada incidencia na populacao. O tratamento envolve farmacos que atuam por mecanismos diversos, sendo dotados de efeitos indesejados que, em muitos casos, diminuem a adesao do paciente ao tratamento. Isto tem incentivado a busca por novos farmacos e o reino vegetal tem sido investigado neste sentido. Os flavonoides sao uma classe de metabolitos secundarios encontrados em diferentes especies de plantas. A quercetina (3, 5, 7, 3’ – 4’ pentahidroxi flavona), um importante flavonoide, possui diversas atividades biologicas, a saber: atividade anti-inflamatoria, anti-agregante, anti-hipertensiva, anti-diabetica, ansiolitica e antidepressiva. Esta ultima atividade, no entanto, ainda nao e bem caracterizada e este fato levou ao desenvolvimento do presente trabalho, o qual teve como objetivo avaliar o efeito antidepressivo-simile da quercetina, por meio de testes comportamentais e neuroquimicos. Foram utilizados camundongos Swiss machos (protocolo CEUA/UFPB n. 112/2016), provenientes da Unidade de Producao Animal da Universidade Federal da Paraiba – UPA/UFPB. Os animais foram divididos em grupos compostos por seis camundongos, tratados por via oral com salina, quercetina 10 e 40 mg/kg e por via intraperitoneal com imipramina 30 mg/kg, e submetidos aos testes do campo aberto e nado forcado. Para investigacao do possivel mecanismo de acao, a quercetina foi administrada isoladamente (0,5 mg/kg, v.o.) e em associacao aos antidepressivos bupropiona (0,1 mg/kg, i.p.), fluoxetina (0,1 mg/kg, i.p.) e imipramina (1 mg/kg, i.p.) em animais submetidos ao nado forcado. Em adicao foram realizadas analises neuroquimicas para determinar a concentracao estriatal de monoaminas e a concentracao hipocampal de nitrito e TBARs. Os resultados mostraram que a quercetina nao alterou a atividade locomotora no teste do campo aberto; por outro lado, o composto reduziu de forma significativa e dose-dependente o tempo de imobilidade dos animais no nado forcado. Este efeito foi potencializado na presenca de bupropiona e imipramina, mas nao de fluoxetina. A quercetina (10 mg/kg, v.o.) nao alterou a concentracao hipocampal de nitrito e TBARs; por outro lado, o composto aumentou significativamente a concentracao de noradrenalina, mas nao de dopamina, no estriado de animais submetidos ao teste do nado forcado. Tomados em conjunto, os resultados sugerem que o efeito antidepressivo-simile da quercetina parece depender, pelo menos em parte, do aumento da concentracao estriatal de monoaminas, em especial, a noradrenalina.
  • MAIANE DAIARA LINS BARRETO
  • Investigação do efeito antidepressivo-símile do ácido cafeico e seu possível mecanismo de ação.
  • Orientador : CICERO FRANCISCO BEZERRA FELIPE
  • Data: 24/09/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A depressao e um transtorno psiquiatrico com elevada incidencia. O tratamento utiliza farmacos que agem por mecanismos diversos, sendo dotados de efeitos indesejados que, em muitos casos, diminuem a adesao do paciente ao tratamento. Isto tem incentivado a busca por novos farmacos e o reino vegetal tem sido investigado neste sentido. Os acidos fenolicos sao uma classe de metabolitos secundarios e dividem-se em: acidos hidroxibenzoicos e hidroxicinamicos. Os acidos hidroxicinamicos, representados pelo acido cafeico (AC), estao presentes em varios alimentos e bebidas, como o cafe, erva mate, maca, ameixa e cereais. Estudos mostram que o AC tem propriedades antiinflamatoria, antimutagenica, antibacteriana, anticarcinogenica e antidepressiva. Esta ultima atividade, no entanto, ainda nao e bem caracterizada e este fato levou ao desenvolvimento deste trabalho, o qual teve como objetivo avaliar o efeito antidepressivo-simile do AC, por meio de testes comportamentais e neuroquimicos. Foram utilizados camundongos Swiss machos (protocolo CEUA/UFPB n. 119/2017), provenientes da Unidade de Producao Animal da Universidade Federal da Paraiba – UPA/UFPB. Os animais foram divididos em grupos compostos por seis camundongos, que foram tratados por via oral com salina, AC 25, 50 e 100 mg/kg e por via intraperitoneal com imipramina 30 mg/kg, e submetidos aos testes do campo aberto e nado forcado. Para investigar o possivel mecanismo de acao, AC foi administrado isoladamente (0,5 mg/kg, v.o.) e em associacao aos antidepressivos bupropiona (0,1 mg/kg, i.p.), fluoxetina (0,1 mg/kg, i.p.) e imipramina (1 mg/kg, i.p.) em animais submetidos ao nado forcado. Em adicao foram realizadas analises neuroquimicas para determinar a concentracao estriatal de monoaminas e a concentracao hipocampal de nitrito e TBARs. Resultados mostraram que a administracao de AC nao alterou a atividade locomotora dos animais no campo aberto; por outro lado, o composto reduziu de forma significativa e dose-dependente o tempo de imobilidade dos animais no nado forcado. Este efeito foi potencializado na presenca de bupropiona e imipramina, mas nao de fluoxetina. O tratamento com AC (25 mg/kg, v.o.) reduziu a concentracao hipocampal de nitrito, mas nao de TBARs. Por fim, a administracao oral do composto aumentou significativamente a concentracao de dopamina, mas nao de noradrenalina, no estriado de animais submetidos ao teste do nado forcado. Tomados em conjunto, os resultados sugerem que o efeito antidepressivo-simile do AC parece depender, pelo menos em parte, do aumento da concentracao estriatal de monoaminas, em especial, a dopamina e da reducao da concentracao hipocampal de nitrito.
  • NATHALY SANTIAGO LEITE
  • MOVIMENTO OCULAR E PERCEPÇÃO DE CORES EM ADULTOS SURDOS, OUVINTES E INTÉRPRETES DE LIBRAS
  • Data: 31/08/2018
  • Hora: 13:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Os surdos brasileiros usam a Lingua Brasileira de Sinais (Libras), para se comunicar e esta e estritamente visual, o que contribui para a formacao de novas conexoes neurais facilitando os processos neuroplasticos. Porem, alem dos surdos os interpretes/tradutores de Libras tambem fazem uso desta lingua para uso profissional. Desta forma, este trabalho tem como objetivo investigar se a surdez e/ou o uso frequente da Libras estao relacionadas a um melhor desempenho visual e consequentemente cognitivo. Trata-se de uma pesquisa de carater transversal, quantitativo, com 30 voluntarios adultos divididos tres grupos: 10 surdos usuarios de libras (Idade M= 28,8 DP= 2,92), 10 ouvintes que nao tem conhecimento da Libras (Idade M= 30,2 DP= 3,31) e 10 ouvintes interpretes de Libras (Idade M= 34 DP= 3,02). A pesquisa foi submetida ao Comite de Etica em Pesquisa da UFPB sob o protocolo CAAE: 71610617.9.0000.5188. Os instrumentos utilizados foram o questionario socio demografico; o Lanthony Dessaturado (D15d); o teste do labirinto e o teste dos sete erros no Eye tracker Tobii TX300. Por meio do software SPSS realizamos analises descritivas, teste de normalidade e testes nao parametricos para analise dos dados. Os resultados nao mostraram significancia para o ICC (p > 0,05), enquanto que no teste do labirinto houve significancia para as seguintes variaveis e apenas entre ouvintes e surdos: tempo total (X²=6,678; p=0,035 / U=10,100; p=0,031), quantidade de sacadas (X²=10,170; p=0,006 / U=12,550; p=0,004), quantidade de fixacoes (X²= 7,742; p=0,021 / U=10,850; p=0,017), duracao total de sacadas (X²=7,161; p=0,028 / U=10,500; p=0,023) e tempo medio de fixacoes (X²=8,225; p=0,016 / U=10,900; p=0,017). No teste dos sete erros, tanto para imagem do barco quanto do elefante o tempo medio de fixacoes mostrou evidencia significativa, no entanto, no barco apresentou para os grupos de surdos e interpretes (X²=6,204; p=0,045 / U=2,343; p=0,019), e no elefante para surdos e ouvinte (X²=12,751; p=0,002 / U=3,099; p=0,001) e para surdos e interpretes (U=3,024; p=0,002). Nao houve correlacao entre a causa da surdez e o tempo medio das fixacoes, no entanto para o tempo de profissao como interprete e o tempo medio de fixacao houve significancia (ρ = 0,665; p = 0,036). Considerando que dentre as deficiencias sensoriais, o surdo usa os sinais visuais como principal forma de processamento sensorial do mundo e a Libras e estritamente visual, o que facilita os processos neuroplasticos, os resultados nos mostram que o desempenho dos surdos sao superiores, seguido dos interpretes e por fim dos ouvintes, isto nos faz inferir que a aquisicao da Libras tem relacao direta com a melhora do desempenho, pois causa alteracoes a nivel cerebral de processamento perceptivo e cognitivo.
  • ALINE MIRANDA DE VASCONCELOS
  • Elaboração de um teste de reconhecimento facial adaptado ao contexto brasileiro.
  • Data: 31/07/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Prosopagnosia e uma desordem neurocognitiva em que os individuos nao reconhecem faces de pessoas proximas (familiares e amigos) e, as vezes, nem a propria. Com relacao a sua etiologia, pode ser adquirida por lesao cerebral ou ser congenita (ou desenvolvimental), sem causa aparente. Do ponto de vista neurobiologico, o reconhecimento de faces e uma tarefa complexa que envolve diversos mecanismos para discriminacao, tal como sua configuracao geometrica e posicionamento. O objetivo do presente estudo e desenvolver um teste de reconhecimento facial adaptado ao contexto brasileiro. A amostra sera composta por 300 individuos saudaveis selecionados voluntariamente na Universidade Federal da Paraiba. A primeira fase do estudo consiste na confeccao do Teste de Reconhecimento Facial que sera baseado no Cambridge Face Perception Test e Benton facial Recognition Test a partir de faces masculinas e femininas retiradas do banco de faces do Laboratorio de Ciencias Cognitivas e Percepcao. A segunda, sera sua aplicacao no grupo de participantes do estudo. Os dados serao analisados utilizando o software IBM – SPSS e o teste sera submetido a analise psicometrica para a avaliacao da validade de constructo, criterio e confiabilidade.
  • PALOMA CARDOZO GURGEL
  • RELAÇÃO DO ESTRESSE PSICOLÓGICO COM A SAÚDE FÍSICA EM CUIDADORES INFORMAIS DE PESSOAS COM DEMÊNCIA
  • Data: 27/06/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O ser humano busca manter a homeostase visando uma relacao harmoniosa com o seu meio. No entanto, agentes estressores podem alterar esse equilibrio. O estresse pode ocorrer dentro dos limites fisiologicos, e ate ser considerado necessario em determinadas situacoes. Todavia, em situacoes excessivas pode causar danos ao organismo. O mecanismo desse processo e regulado pelo eixo hipotalamico-hipofisario-adrenal (HHA). A demencia e uma sindrome clinica que afeita progressivamente o desempenho das atividades da vida diaria. Assim, a pessoa com demencia precisa da assistencia continua e prolongada de um cuidador (familiar ou amigo) para manter as atividades cotidianas. A dinamica envolvida nesse processo de cuidar pode desencadear situacoes favoraveis ao estresse. As evidencias cientificas demonstram que realizar essa atividade pode deixar a pessoa sobrecarregada, ou com estresse psicologico, ao se sentir sem capacidade para lidar com as dificuldades da pessoa com demencia, e comprometer a saude e bem-estar do cuidador. Esta pesquisa se faz necessaria a medida que cuidadores informais de pessoas com demencia podem apresentar alteracoes na saude fisica e psicologica, relacionadas as atividades de cuidar do portador da demencia. Sendo assim, este estudo objetiva avaliar a relacao entre estresse psicologico e a sua influencia sobre a saude fisica, a resiliencia, a ansiedade e a depressao em cuidadores informais de pessoas com demencia. Trata-se de um estudo Ex-Post Facto (correlacional), que foi realizado com 160 cuidadores informais de pessoas com demencia que sao atendidos no Servico de Neuropsicologia do Envelhecimento (SENE) e no Laboratorio de Doencas Neurodegenerativas (LAND), ambos da Universidade Federal da Paraiba (UFPB). A coleta de dados ocorreu por meio da aplicacao de Questionario Sociodemografico (QS) e Escalas Validadas (EVs) para avaliacao da: Saude Fisica, Ansiedade, Depressao, Sobrecarga e Resiliencia. A pesquisa foi submetida em 07/12/2017 a analise para emissao de parecer do Comite de Etica em Pesquisa da UFPB, via cadastrado na Plataforma Brasil, e aprovada sob CAAE: 80971217.3.0000.5188. Ressalta-se que para a efetivacao desta pesquisa foram atendidas todas as exigencias contidas na Resolucao 466/12 do Conselho Nacional de Saude, que trata das pesquisas envolvendo seres humanos. Participaram da pesquisa 160 cuidadores informais de pessoas com demencia que se apresentaram sobrecarregados e com a saude fisica e psicologica afetada pelo ato de cuidar da Pessoa com Demencia (PcD), bem como apresentaram determinados niveis de ansiedade e depressao. A existencia de grupos de apoio na comunidade, de momentos de relaxamento, como o ato de ouvir musicas e momentos de meditacao, exercicios de respiracao e ate mesmo o envolvimento em atividades como yoga, pilates, danca, e exercicios aerobicos permitem a desconcentracao do cotidiano, culminando em um envolvimento de lazer e autocuidado mental, facilitando a descarga emocional do estresse. Essas intervencoes promovem beneficios tanto para o cuidador, quanto para o paciente, pois para uma assistencia de qualidade e necessario que o cuidador esteja bem consigo mesmo(a). Dessa forma trazendo ao convivio, momentos de diversao e alegria que permitem descarregar o cansaco e tristeza que atormentam o cuidador e ainda assim auxiliar o doente que esta ligado sentimentalmente ao seu cuidador.
  • JOSE ANDERSON GALDINO SANTOS
  • Efeitos do Treinamento Autógeno na atividade cerebral e sobre a ansiedade em indivíduos com altos níveis ansiogênicos.
  • Data: 26/06/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A ansiedade possui um papel importante para a especie, sua presenca e necessaria para a sobrevivencia do individuo, assumindo o papel de defesa e preservacao, porem em niveis elevados acarreta deficits cognitivos e sociais para aqueles que a experenciam. A emergencia de tecnicas meditativas e relaxamentos surgem como possibilidades terapeuticas para reducao dos niveis de ansiedade. Entre as mais diversas tecnicas, o Treinamento Autogeno (TA) de Schultz, surge como modalidade pratica, versatil e de baixo custo para reducao da ansiedade e promocao de um estado de bem estar. Sua aplicabilidade para qualquer individuo a torna uma pratica conhecida. O primeiro estudo de natureza teorica teve como objetivo realizar um levantamento bibliografico de estudos nos ultimos que abordem a aplicabilidade da tecnica para reducao da ansiedade. O segundo estudo de carater empirico, possuiu como objetivo verificar o efeito da intervencao em individuos ansiosos, observando mudancas percebidas por uma escala de ansiedade e a atividade eletrofisiologica por meio do EEG. Foi observada uma literatura que aponta para eficacia da tecnica para reducao dos niveis de ansiedade e os dados do estudo empirico notaram mudancas nos escores de ansiedade, reduzindo seus niveis percebidos e a analise da atividade eletrofisiologica observou a ativacao de areas implicadas em processos emocionais e atencionais presentes em praticas meditativas. Os resultados do estudo empirico sugerem que os individuos submetidos ao TA apresentaram reducao significativa dos escores na escala de ansiedade e apresentaram ativacao de especificas regioes cerebrais. Conclui-se que o TA consiste de uma tecnica que pode ser indicada para proporcionar reducao dos niveis ansiedade.
  • ANA MARIA RODRIGUES DA SILVA
  • Avaliação dos Déficits de Domínios de Atividade e Participação em Pessoas com Comprometimento Cognitivo Leve e Demência: Novo Instrumento Baseado no Desempenho Funcional
  • Data: 20/06/2018
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • O modelo de funcionalidade da OMS foi desenvolvido para permitir avaliacao da funcionalida/incapacidade de forma globalizada e padronizada. Pode ser utilizado em varias condicoes de deficiencias que gerem dificuldade para executar as atividades do cotidiano. Pessoas com comprometimento cognitivo leve (CCL) e demencia demostram deficits funcionais que comprometem a qualidade de vida e autonomia. No CCL, ha inconsitencias quanto aos criterios diagnosticos e as caracteristicas dos declinios na funcionalidade, havendo poucas escalas de avaliacao funcional para esse grupo clinico e as que sao utilizadas atualmente possuem ineficientes propriedades psicometricas. Nao existe um instrumento de avaliacao funcional que seja de referencia para CCL e demencia. As medidas de avaliacao de desemepnho funcional que sao aplicados em situacao real parecm ser mais sensiveis em detectar declinios da funcionalidade em CCL e demencia leve, dessa forma e recomendado a construcao e validacao desse tipo de instrumento. Diante disso, o estudo objetivou construir e validar uma escala de avaliacao direta da funcionalidade para pessoas com CCL e demencia leve. Para isso foi utilizada uma amostra de 43 sujeitos, sendo 14 sem comprometimento cognitivo, 15 com CCL e 14 com demencia, a idade variou de 58 a 85 anos e os sujeitos das sindromes clinicas foram diagnosticados por um grupo clinico composto de geriatra, neurologistas e neuropsicologos. Foi aplicada a DAD, em todos os informantes dos sujeitos da pesquisa e em seguida, a escala de avaliacao objetiva do desemepnho funcional (FOPAS) foi utilizada nos grupos. A analise dos dados foi realizada usando o IBM- Statistical Package for the Social Sciences versao 25 para executar testes de confiabilidade, analise fatorial exploratoria, correlacao de Pearson, ANOVA de um fator e o qui quadrado para variaveis categoricas; o programa Medcalc versao 18.2.1 foi utilizado para tracar a curva roc e definir a sensibilidade e especificidade da FOPAS. Os resultados mostraram que a FOPAS e um instrumento de avaliacao de atividades complexas da funcionalidade confiavel e valido para diferenciar sujeitos saudaveis de pessoas com CCL e demencia. Os dominios mais comprometidos nas comparacoes entre CCL e demencia foram manejo com financas, alimentacao e uso de medicamento, alem disso, o grupo CCL cometeu mais erros de acao que controles e foi melhor que demencia. Entretanto, quanto ao tempo para executar a FOPAS, nao foi encontrada diferencas significativas entre CCL e demencia. Os achados do presente estudo foram promissores, evidenciando a FOPAS como um instrumento sensivel em detectar as diferencas entre os grupos clinicos estudados, podendo ser utilizado na pratica clinica e pesquisa para auxiliar diagnosticos e guiar intervencoes.
  • ANA MARIA RODRIGUES DA SILVA
  • Avaliação dos Déficits de Domínios de Atividade e Participação em Pessoas com Comprometimento Cognitivo Leve e Demência: Novo Instrumento Baseado no Desempenho Funcional
  • Data: 20/06/2018
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O modelo de funcionalidade da OMS foi desenvolvido para permitir avaliacao da funcionalida/incapacidade de forma globalizada e padronizada. Pode ser utilizado em varias condicoes de deficiencias que gerem dificuldade para executar as atividades do cotidiano. Pessoas com comprometimento cognitivo leve (CCL) e demencia demostram deficits funcionais que comprometem a qualidade de vida e autonomia. No CCL, ha inconsitencias quanto aos criterios diagnosticos e as caracteristicas dos declinios na funcionalidade, havendo poucas escalas de avaliacao funcional para esse grupo clinico e as que sao utilizadas atualmente possuem ineficientes propriedades psicometricas. Nao existe um instrumento de avaliacao funcional que seja de referencia para CCL e demencia. As medidas de avaliacao de desemepnho funcional que sao aplicados em situacao real parecm ser mais sensiveis em detectar declinios da funcionalidade em CCL e demencia leve, dessa forma e recomendado a construcao e validacao desse tipo de instrumento. Diante disso, o estudo objetivou construir e validar uma escala de avaliacao direta da funcionalidade para pessoas com CCL e demencia leve. Para isso foi utilizada uma amostra de 43 sujeitos, sendo 14 sem comprometimento cognitivo, 15 com CCL e 14 com demencia, a idade variou de 58 a 85 anos e os sujeitos das sindromes clinicas foram diagnosticados por um grupo clinico composto de geriatra, neurologistas e neuropsicologos. Foi aplicada a DAD, em todos os informantes dos sujeitos da pesquisa e em seguida, a escala de avaliacao objetiva do desemepnho funcional (FOPAS) foi utilizada nos grupos. A analise dos dados foi realizada usando o IBM- Statistical Package for the Social Sciences versao 25 para executar testes de confiabilidade, analise fatorial exploratoria, correlacao de Pearson, ANOVA de um fator e o qui quadrado para variaveis categoricas; o programa Medcalc versao 18.2.1 foi utilizado para tracar a curva roc e definir a sensibilidade e especificidade da FOPAS. Os resultados mostraram que a FOPAS e um instrumento de avaliacao de atividades complexas da funcionalidade confiavel e valido para diferenciar sujeitos saudaveis de pessoas com CCL e demencia. Os dominios mais comprometidos nas comparacoes entre CCL e demencia foram manejo com financas, alimentacao e uso de medicamento, alem disso, o grupo CCL cometeu mais erros de acao que controles e foi melhor que demencia. Entretanto, quanto ao tempo para executar a FOPAS, nao foi encontrada diferencas significativas entre CCL e demencia. Os achados do presente estudo foram promissores, evidenciando a FOPAS como um instrumento sensivel em detectar as diferencas entre os grupos clinicos estudados, podendo ser utilizado na pratica clinica e pesquisa para auxiliar diagnosticos e guiar intervencoes.
  • LAIS CABRAL DA COSTA
  • Funções Executivas e prematuridade: análise neuropsicológica em escolares
  • Data: 30/05/2018
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A prematuridade e considerada um fator de risco para o feto e pode estar associada a varias complicacoes que decorrem ao longo do desenvolvimento do sujeito. Devido a maturacao incompleta do cerebro no periodo gestacional, esses individuos possuem maior susceptibilidade a deficits durante o desenvolvimento, como problemas no funcionamento executivo. A relacao entre funcoes executivas e prematuridade vem sendo amplamente estudada por varios pesquisadores, entretanto ainda nao ha um consenso se todas as habilidades sao prejudicadas e se esses possiveis defices persistem ao longo do tempo. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi analisar o perfil executivo de criancas prematuras em idade escolar atraves de tarefas que avaliam quatro componentes de funcoes executivas (memoria de trabalho, controle inibitorio, flexibilidade cognitiva e fluencia verbal). Participaram da pesquisa 40 criancas, sendo 20 nascidas antes de 34 semanas de gestacao (grupo clinico) e 20 nascidas apos 37 semanas de gestacao (grupo controle), de ambos os sexos, na faixa etaria de 8 a 11 anos de idade. Para alcancar os objetivos propostos pelo estudo foi utilizado um questionario sociodemografico com os pais ou responsaveis, a Matrizes Progressivas Coloridas de Raven e o SNAP-IV, que atenderam os criterios de inclusao e exclusao dos sujeitos. Na avaliacao das funcoes executivas foram utilizados o Teste de 5 Digitos, Digit Span, Paradigma Go/No Go, Neupsilin: instrumento de avaliacao neuropsicologica breve (apenas a tarefa que avalia fluencia) e Blocos de Corsi. Os resultados indicaram diferencas no perfil do funcionamento executivo entre os grupos de escolares pre-termo e a termo, visto que as criancas de nascimento prematuro apresentaram escores mais baixos nas tarefas de memoria de trabalho (auditiva e visuoespacial), controle inibitorio e fluencia verbal, quando comparadas as criancas de nascimento tipico. No que se refere a flexibilidade cognitiva foi possivel observar que o grupo de criancas realizou a tarefa em mais tempo e cometendo mais erros, entretanto na analise geral obteve um maior escore. Alem disso, nao houve diferencas nas funcoes executivas dentro do grupo de prematuros. Os resultados sugerem que (1) a prematuridade tem relacao com o baixo desempenho em tarefas de memoria de trabalho, controle inibitorio, e fluencia verbal; (2) os niveis de prematuridade nao indicaram diferencas no desempenho das tarefas de funcoes executivas; (3) e a prematuridade apresentou relacao com o tempo de execucao e quantidade de erros da tarefa de flexibilidade cognitiva, sem no entanto diferir do desempenho observado em criancas nascidas a termo. Conclui-se os resultados encontrados no presente estudo sustentaram em parte a hipotese de que a interrupcao do periodo gestacional e um fator de risco para desenvolvimento de criancas em idade escolar, uma vez que os torna vulneraveis ao surgimento de problemas no funcionamento executivo.
  • IKLA LIMA CAVALCANTE
  • AVALIAÇÃO COMPORTAMENTAL NÃO CLÍNICA DO METILEUGENOL EM MODELO DE DEPRESSÃO INDUZIDA POR DEXAMETASONA COM FÊMEAS
  • Data: 30/05/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • CConsiderado um transtorno de humor grave, a depressão tem sido apontada como uma condição incapacitante em muitos casos. Estudos tem evidenciado que o estresse tem sido importante para o surgimento dessa doença e que, junto a várias outras condições ambientais e anormalidades, propiciam tal evento. Deste modo, busca-se sempre melhorar as formas de tratamento, de maneira que propicie melhor eficiência aos pacientes acometidos. Tendo isso em vista, os óleos essenciais apresentam um grande número de compostos bioativos, como os fenilpropanoides. Estes possuem distintas atividades farmacológicas, como ansiolítica, antiinflamatória, anticonvulsivante e antidepressiva. O metileugenol é um fenilpropanoide, análogo estrutural do eugenol, o qual já exibiu diversas atividades farmacológicas. Assim, a inexistência de pesquisas sobre a atividade antidepressiva do metileugenol incentivou à realização deste trabalho. A presente pesquisa investigou a potencial atividade antidepressiva do metileugenol em camundongos fêmeas adultas submetidas ao modelo de estresse induzido pela dexametasona. Para isso, os animais receberam uma pré-administração de dexametasona (64 μg/kg s.c.) 3h30min, antes da realização dos testes comportamentais de suspensão da cauda, splash test e campo aberto. O metileugenol (25, 50 e 100 mg/kg i.p) e a imipramina (10 mg/kg i.p.) foram administrados 45 minutos e 30 minutos, respectivamente antes dos testes. No teste de suspensão da cauda, para o parâmetro latência para imobilidade o metileugenol na dose de 50 mg/kg foi capaz aumentar a latência, em comparação com o grupo dexametasona. E para o tempo de imobilidade, o metileugenol na dose de 50 e 100 mg/kg diminuiu o tempo de imobilidade compatível com a droga padrão imipramina. Em seguida, os animais foram avaliados no splash test, no parâmetro latência para o grooming as doses de 25 e 50 mg/kg de metileugenol e a imipramina diminuíram essa latência, em relação a dexametasona. As doses de 25 e 50 mg/kg, e imipramina aumentaram o tempo de grooming quando comparados ao grupo de animais que receberam exclusivamente dexametasona. No teste do campo aberto, o metileugenol nas doses de 25, 50 e 100 mg/kg e a imipramina aumentaram o número de cruzamentos; e na dose de 50 mg/kg aumentou a porcentagem de tempo de permanência no centro do campo aberto quando comparados com a dexametasona. Quanto a latência para o rearing, a dose de 50 mg/kg de metileugenol diminuiu a latência, e não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos avaliados para o número de rearing. Na avaliação dos possíveis mecanismos de ação do metileugenol, foi usado o teste da suspensão na cauda na dose de 50 mg/kg, que apresentou melhores efeitos nos testes descritos. A administração do antagonista SC23390, evidenciou a participação dos receptores dopaminérgicos D1 na atividade antidepressiva do metileugenol, como também dos receptores α1-adrenérgico com uso do antagonista prazosin e, dos receptores serotoninérgicos com o uso um inibidor da síntese de serotonina - PCPA. Os achados demonstram que o metileugenol não interferiu na atividade locomotora dos animais e apresentou uma relevante atividade antidepressiva por meio dos receptores dopaminérgicos D1 e α1-adrenérgicos.
  • ADNA PONTES NEVES
  • MOVIMENTOS OCULARES NA LEITURA DE PALAVRAS ISOLADAS E SENTENÇAS POR LEITORES SURDOS
  • Data: 29/05/2018
  • Hora: 09:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A leitura e uma habilidade complexa e requer o ensino formal envolvendo aspectos cognitivos, sociais e ambientais. Os movimentos oculares estao diretamente envolvidos nessa habilidade. Durante a leitura os padroes de movimentos oculares se mostram distintos em leitores iniciantes e leitores habilidosos. Leitores iniciantes demonstram maior tempo de fixacao nas palavras e maior quantidade de sacadas durante a leitura. Ja leitores habilidosos mostram o contrario deste padrao. A literatura aponta que pessoas com deficiencia auditiva tem dificuldades em atingir uma boa competencia leitora em linguas de carater oral-auditiva como e o caso da lingua portuguesa, diversos motivos sao relatados para explicar essa dificuldade, entre eles: falhas na decodificacao, falhas no processamento fonologico e aquisicao tardia de uma forma de comunicacao. Ja e constatado que os movimentos oculares durante a leitura sao diferentes em sujeitos com e sem dificuldades, entretanto os movimentos oculares realizados por surdos, durante a leitura, sao pouco investigados na literatura nacional e internacional. Na tentativa de analisar os movimentos oculares de leitores surdos durante a leitura de palavras isoladas e sentencas foi realizada a presente investigacao, para tanto contou-se com a participacao de 40 adultos, sendo 20 surdos (grupo clinico) e 20 ouvintes (grupo controle) de ambos os generos com idade ente 16 e 43 anos (M= 30,9 anos; Dp = 5,8), todos leitores da lingua portuguesa. Os movimentos oculares foram registrados com equipamento eye tracker Tobii TX300. Foi possivel observar que o padrao de movimentos oculares, na leitura de palavras isoladas, do grupo de leitores surdos e diferente do padrao dos leitores ouvintes, tal diferenca ocorreu no tempo de execucao, na quantidade de sacadas totais e sacadas regressivas, no tempo e numero de fixacao, com excecao da leitura das palavras irregulares, nesta categoria os leitores surdos gastaram menos tempo na fixacao do que os leitores ouvintes. Foram analisados os movimentos oculares por categoria de palavras na leitura de sentencas e observou-se um maior tempo de execucao, fixacao e quantidade de sacadas e fixacoes independente da categoria da palavra. As analises dos resultados da amostra investigada permitiu perceber que o padrao de movimentos oculares dos leitores surdos se assemelha, conforme a literatura, ao padrao de leitores ouvintes com baixas habilidades de leitura.
  • JAMERSON DE CARVALHO ANDRADE
  • Eficácia da neuromodulção e intervenção cognitiva sobre mudanças cognitivas globais em pacientes com doença de Alzheimer.
  • Data: 29/03/2018
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Doenca de Alzheimer (DA) e a forma mais comum de demencia, sua prevalencia vem aumentando de modo significativo nas ultimas decadas. E caracterizada por um declinio cognitivo, que leva a uma queda de nivel anterior de funcionamento e com interferencia no funcionamento diario. A DA permance sem cura, ate o momento as duas classes de medicamentos sao aprovadas para o uso (os inibidores da acetilcolinesterase e o antagonista do receptor N-Metil- D-Aspartato) tem demonstrado efeito modesto sobre as medidas de cognicao e atividades da vida diaria. Nesse contexto delimitada eficacia do tratamento, tem crescido o emprego de estrategias nao farmacologicas. Destacam-se a Intervencao Cognitiva (IC) e os metodos de neuromodulacao atraves estimulacao cerebral nao invasiva, dentre elas a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua (ETCC). Poucos estudos foram realizados com o objetivo de verificar a eficacia dessas tecnicas associadas ao tratamento atual. Sendo assim, o presente estudo tem o objetivo avaliar efeitos terapeuticos da IC e ETCC adjuvantes a farmacoterapia em pacientes DA. Participarao do estudo 60 pacientes com diagnostico de DA em estagio inicial. O estudo se trata de um ensaio clinico, placebo-controlado, duplo-cego e randomizado Os pacientes serao tratados por oito semanas e serao submetidos a duas avaliacoes: linha de base (T0) e na semana 8 (T1). Com este objetivo, os sujeitos serao alocados em quatro grupos que receberao diferentes intervencoes: (a) ETCC ativa e estimulacao cognitiva ativa; (b) ETCC sham e estimulacao cognitiva ativa; (c) ETCC ativa e estimulacao cognitiva placebo; e (d) ETCC sham e estimulacao cognitiva placebo. As avaliacoes serao feitas antes de iniciar e logo apos a aplicacao da ETCC. A intervencao consistiu em 3 sessoes semanais durante 2 meses, totalizando 24 sessoes. A intensidade da corrente para a ETCC foi de 2m/A aplicadas em 6 regioes corticais enquanto que os parametros para a IC se relacionavam com as funcoes desempenhadas pelas 6 regioes eleitas para receber a ETCC. Espera-se que os pacientes do primeiro grupo apresentem um melhor desempenho cognitivo e funcional do que os demais participantes. Alem dos ganhos cognitivos e funcionais, espera-se caracterizar aspectos relacionados a seguranca, efeitos adversos apos as terapias em pacientes com DA. Para isso serao utilizadas o Alzheimer's Disease Assessment Scale - subescala cognitiva, como desfecho primario e o Disability Assessment for Dementia como secundario em suas versoes em portugues. Os dados serao tabulados e analisados pelo SPSS versao 21.
  • JAMERSON DE CARVALHO ANDRADE
  • EFICÁCIA DA NEUROMODULAÇÃO E INTERVENÇÃO COGNITIVA SOBRE DESEMPENHO FUNCIONAL E COGNITIVO GLOBAL EM PACIENTES COM DOENÇA DE ALZHEIMER EM FASE LEVE
  • Data: 29/03/2018
  • Hora: 10:00
  • Mostrar Resumo
  • A Doenca de Alzheimer (DA) e a forma mais comum de demencia, sua prevalencia vem aumentando de modo significativo nas ultimas decadas. E caracterizada por um declinio cognitivo, que leva a uma queda em relacao a um nivel anterior de funcionamento e com interferencia no funcionamento diario. A DA permance sem cura, ate o momento as duas classes de medicamentos sao aprovadas para o uso (os inibidores da acetilcolinesterase e o antagonista do receptor N-MetilD-Aspartato) tem demonstrado efeito modesto sobre as medidas de cognicao e atividades da vida diaria. Nesse contexto de limitada eficacia do tratamento, tem crescido o emprego de estrategias nao farmacologicas. Destacam-se a Intervencao Cognitiva (IC) e os metodos de neuromodulacao atraves estimulacao cerebral nao invasiva, dentre elas a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua (ETCC). Poucos estudos foram realizados com o objetivo de verificar a eficacia dessas tecnicas associadas ao tratamento atual. Sendo assim, o presente estudo teve o objetivo avaliar efeitos terapeuticos da ETCC e IC adjuvantes a farmacoterapia em pacientes, sobre medidas cognitivas e funcionais na DA. Participaram do estudo 22 pacientes com diagnostico de DA em estagio inicial. O estudo se trata de um ensaio clinico, placebo-controlado, duplo-cego e randomizado. Os pacientes foram tratados por oito semanas e foram submetidos a duas avaliacoes: linha de base (T0) e na semana 8 (T1). Com este objetivo, os sujeitos foram alocados em quatro grupos que receberam diferentes intervencoes: (a) ETCC ativa e estimulacao cognitiva ativa; (b) ETCC sham e estimulacao cognitiva ativa; (c) ETCC ativa e estimulacao cognitiva placebo; e (d) ETCC sham e estimulacao cognitiva placebo. As avaliacoes serao feitas antes de iniciar e logo apos a aplicacao da ETCC. A intervencao consistiu em 3 sessoes semanais durante 2 meses, totalizando 24 sessoes. Os instrumentos utilizados foram o Alzheimer's Disease Assessment Scale - subescala cognitiva (ADAS – COG), como desfecho primario e o Disability Assessment for Dementia (DAD) como secundario em suas versoes em portugues. A intensidade da corrente para a ETCC foi de 2m/A aplicadas em 6 regioes corticais enquanto que os parametros para a IC se relacionavam com as funcoes desempenhadas pelas 6 regioes eleitas para receber a ETCC. Os resultados indicaram que nao houve diferencas significativas entre os grupos para medidas do ADAS – Cog e DAD [χ² (1) = .182, p = .670]. No entanto considerando as medias registradas das avaliacoes pre e pos tratamento houve uma tendencia de melhora quando analisadas as medidas sobre avaliacao cognitiva global no grupo submetido a ETCC e IC ativas, sugerindo que esta combinacao de terapias nao farmacologicas, alem de segura, pode representar uma alternativa promissora ao tratamento adjuvante na DA.
  • IZOLDA MARIA DE CARVALHO SILVA
  • Existe uma correlação do desempenho da memória episódica e a elaboração do pensamento episódico futuro?
  • Data: 28/03/2018
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente estudo buscou investigar o comportamento na elaboracao de cenarios familiares e nao familiares para um tempo futuro, com elementos do pensamento episodico futuro (O que-quando-onde) e o seu desempenho no momento do resgate, averiguando as questoes de familiaridade e da novidade e a capacidade de resgatar com maior ou menor clareza, maior ou menor numero de detalhes. Participaram 36 voluntarios, entre 13 pessoas do sexo masculino e 24 pessoas do sexo feminino, mas 16 participantes tiveram seus dados descartados por nao terem alcancado a taxa minima de 80% de aquisicao de movimentos oculares. Ao final desta triagem sobre as taxas de aquisicao, foram analisados os dados de 11 pessoas do sexo feminino e 9 do sexo masculino. A idade media dos voluntarios masculinos foi de 19 anos para a populacao masculina e 21 anos para a populacao feminina. Foi realizada 01 tarefa experimental e um treino previo para familiarizacao dos participantes com os recursos do equipamento e a propria realizacao da tarefa. O treino continha pistas (palavras-chave) distintas do experimento propriamente dito. Primeiro, eles foram orientados a criarem cenarios futuros dentro do periodo de sete dias, a partir do dia do experimento e esses cenarios deveriam corresponder a construcao de cenas, para as quais foi oferecida uma sequencia de pistas: a primeira sequencia de pistas foram 6 (seis) palavras representando locais familiares (“sua casa”, praia, universidade, casa de amigo, restaurante e trabalho) e a segunda sequencia de pistas foi de palavras representando locais nao familiares (selva, Polo Norte, China, ilha, India, deserto). Apos cada palavra/local apresentado, os voluntarios receberam a seguinte informacao: Imagine para estes cenarios: (1- o que voce estara fazendo, 2-onde voce estara, 3-em qual dia sera este evento). Enquanto os sujeitos observavam a tela em branco, pelo tempo de 60 segundos, o eye tracker Tobii TX300 utilizado na pesquisa, fez a captura binocular dos movimentos oculares. Apos a elaboracao dos cenarios (familiares e nao familiares) os participantes responderam a tres perguntas, para todos os cenarios e, em tres escalas tipo Likert de 5 niveis, escolhiam a impressao que tiveram de intensidade sobre clareza das cenas ou a impressao da quantidade de detalhes que conseguiram resgatar. A escala para intensidade foi estabelecida de “pouco a muito claro” para as duas questoes relativas as duas perguntas sobre a clareza e 5 (cinco) circulos com as opcoes de “ poucos a muitos” para a questoes relativas a quantidade. Os principais resultados encontrados foram que houve diferenca no resgate de informacoes sobre a elaboracao de episodios futuros na construcao de cenarios familiares e nao familiares: no resgate de informacoes sobre os cenarios familiares, a clareza e a quantidade de detalhes foi maior que na resgate de informacoes sobre os cenarios nao familiares. Contudo, o comportamento ocular durante a construcao de cenarios familiares e nao familiares nao apresentou diferenca, e a movimentacao ocular seguiu um padrao semelhante durante a construcao dos dois tipos de cenarios, mas, os dados mostraram que os sujeitos tiveram mais tempo de fixacao nos quadrantes superiores nas duas condicoes do que nos quadrantes inferiores. Outro resultado encontrado foi quanto ao registro de quantidades de fixacoes que tiveram um numero mais elevado nos quadrantes 1 e 2 . Diferentemente da hipotese anterior, que nao apresentou diferencas significativas entre o tempo de fixacao durante a elaboracao dos cenarios familiares e nao familiares. Ja em quantidade de fixacoes, a hipotese de que haveria um numero maior de fixacoes registradas durante a construcao de cenarios familiares do que durante a elaboracao de cenarios nao familiares foi confirmada.
  • JAYSTON WINSTON JOSE SOARES NEVES
  • RELAÇÃO ENTRE O USO DE ESTRATÉGIAS DE REGULAÇÃO EMOCIONAL Up-Regulation e Down-Regulation EM UMA TAREFA ATENCIONAL COM DISTRATORES EMOCIONAIS
  • Data: 28/03/2018
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Para o estudo da regulacao emocional – RE e necessaria uma compreensao previa acerca das emocoes. Gross & Thompson (2007) definem a emocao como uma tendencia de resposta comportamental, experiencial e fisiologica, que em conjunto influencia a forma como os individuos respondem a situacoes significativas. Para ajustar as emocoes a determinadas situacoes utiliza-se de diversas estrategias para a regulacao da emocao. As estrategias escolhidas devem permitir a modificacao das emocoes adequando-as a mudanca de ambientes internos ou externos (Aldao & Nolen-Hoeksema, 2012). E possivel diminuir o impacto de emocional de uma situacao ou pensamento atraves da diminuicao da atencao dada a esta emocao. Segundo Sternberg (2000) a atencao e o meio pelo qual se processa ativamente uma quantidade limitada de informacao a partir da enorme quantidade de informacao disponivel por meio dos sentidos, da memoria armazenada e de outros processos cognitivos. Distratores emocionais podem interferir na resposta para a tarefa atencional. Hipotetizou-se que os sujeitos que utilizassem predominantemente das estrategias de regulacao descendente (down-regulation) como estrategia de regulacao emocional apresentariam melhor desempenho na tarefa de julgamento e discriminacao para os estimulos distratores negativos, em relacao aos sujeitos que utilizassem predominantemente da estrategia de regulacao ascendente (up-regulation) como estrategia de RE; Os estimulos distratores emocionais negativos apresentariam um efeito maior do que os estimulos neutros nos sujeitos para o tempo de reacao e erros/acertos para a tarefa atencional. Para tanto foi avaliado o desempenho dos participantes do estudo em uma tarefa atencional de julgamento e discriminacao em funcao de suas estrategias de RE. Os resultados apresentados indicaram que os estimulos distratores emocionais negativos influenciaram no tempo de reacao e na taxa de erros dos participantes. Nao foram observadas correlacoes significativas entre as estrategias de RE e o desempenho na tarefa atencional
  • TATYANNE DOS SANTOS FALCAO SILVA
  • USO DA NEUROMULAÇÃO NÃO-INVASIVA NO TRATAMENTO DA DOR CRÔNICA EM DISFUNÇÃO TEMPOROMANDIBULAR: ESTUDO PILOTO,RANDOMIZADO, CONTROLADO, DUPLO-CEGO
  • Data: 27/03/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  •  A Disfuncao Temporomandibular (DTM) e uma doenca caracterizada por um conjunto de sinais e sintomas, na qual a dor aparece de forma frequente e marcante, com tendencia a cronicidade. A dor cronica e uma condicao de dificil tratamento, que envolve mecanismos de neuroplasticidade mal adaptativa. Diante disso, a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua (ETCC) surge como uma possivel estrategia de tratamento da dor cronica, contudo, necessita de maiores investigacoes acerca de seu efeito terapeutico na DTM. O objetivo desta pesquisa foi avaliar e comparar a eficacia da ETCC anodica, aplicada em duas regioes corticais separadamente (motor primario e dorsolateral pre-frontal), na sintomatologia dolorosa e, por conseguinte, nos niveis de ansiedade em individuos com DTM miofascial cronica. Realizou-se um ensaio clinico piloto, randomizado, duplo-cego, controlado, do tipo cruzado. Foram incluidos individuos diagnosticados com DTM miofascial cronica.  Os mesmos receberam tres diferentes tipos de intervencao cuja ordem foi randomizada: anodica no cortex motor primario (M1) esquerdo, na regiao dorsolateral do cortex pre-frontal esquerdo e estimulacao placebo. A intervencao ocorreu diariamente (excluindo os finais de semana) por um periodo de vinte minutos, durante uma semana, totalizando 05 sessoes. Os participantes foram avaliados em relacao a intensidade da dor e ansiedade, antes e apos o tratamento, atraves dos seguintes instrumentos: Escala Visual Analogica (EVA) e Inventario de ansiedade traco-estado (IDATE), respectivamente. Houve melhorias significativas para a dor clinica em todos os grupos, com um alivio de aproximadamente 40% atraves da EVA (p=0,001). Nao houve uma diferenca significativa no efeito do ETCC entre os diferentes tipos de estimulacao (p=0,14). Ocorreu um impacto positivo sobre os sintomas de ansiedade rastreados pelo IDATE, revelando uma diminuicao significativa nos niveis de ansiedade estado (p=0,035) e traco (p=0,009) apos sessoes de estimulacao. No entanto, nao houve diferenca entre os grupos tanto no estado de ansiedade (p=0,43) quanto no traco (p=0,69). Nao houve correlacao entre as variaveis dor e ansiedade. Por meio da Escala de Percepcao Global de Mudanca (EPGM) os participantes relataram uma mudanca moderada, mas significante no seu estado de saude, desenvolvimento de suas atividades . O uso da ETCC melhorou a condicao de saude dos portadores de DTM miofascial cronica, promovendo um alivio do quadro algico, diminuicao do nivel de ansiedade, alem de gerar qualidade de vida.
  • ALANA NATALÍCIA VASCONCELOS DE ARAÚJO
  • INVESTIGAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIDEPRESSIVA DO ORTO- EUGENOL EM MODELOS COMPORTAMENTAIS DE DEPRESSÃO INDUZIDOS POR DEXAMETASONA
  • Data: 26/03/2018
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A depressao e um transtorno do humor grave, recorrente e incapacitante. Acredita-se que sua etiologia seja resultado de varias anormalidades que interagem com fatores ambientais, sendo o estresse o principal fator ambiental com impacto para o surgimento da doenca. Os oleos essenciais possuem uma variedade de compostos bioativos, como os fenilpropanoides. Estes possuem distintas atividades farmacologicas, como ansiolitica, anti-inflamatoria, anticonvulsivante e antidepressiva, dentre outras. O orto-eugenol e um fenilpropanoide, analogo estrutural sintetico do eugenol, o qual ja apresentou diversas atividades farmacologicas, entre as quais a atividade antidepressiva. No entanto, a ausencia de pesquisas sobre a possivel atividade antidepressiva do orto-eugenol incentivou a realizacao deste trabalho. O presente estudo investigou a potencial atividade antidepressiva do orto-eugenol em camundongos femeas adultas submetidas ao modelo de estresse induzido pela dexametasona. Para investigar o perfil antidepressor do orto-eugenol, os animais foram pre-administrados com dexametasona (64μg/kg s.c.) 3h30min antes da realizacao dos testes comportamentais de suspensao da cauda, borrifagem de sacarose e campo aberto, o orto-eugenol (50, 75 e 100 mg/kg i.p) e a imipramina (10 mg/kg i.p.) foram administrados 30 minutos antes dos testes. No teste de suspensao da cauda o grupo dexametasona diminuiu o tempo de imobilidade dos animais, ja o orto-eugenol na dose de 50 mg/kg aumentou o tempo de imobilidade compativel com a droga padrao imipramina. No parametro latencia para imobilidade o orto eugenol nas doses de 50 e 75 mg/kg foram capazes de diminuir a latencia em comparacao com o grupo dexametasona. Em seguida os animais foram avaliados no teste de borrifagem de sacarose, onde o orto-eugenol (50 e 100 mg/kg) aumentou o tempo de grooming similarmente a imipramina. No parametro latencia para o grooming o grupo dexametasona aumentou a latencia, e as tres doses do orto-eugenol e a imipramina diminuiram. Por ultimo, os animais foram submetidos ao teste do campo aberto para avaliar o numero de cruzamentos, tempo no centro do campo, numero de rearing e latencia para o rearing. O grupo dexametasona diminuiu o numero de cruzamento e de rearings quando comparado ao salina, porem nao alterou a latencia para o rearing nem o tempo no centro. O orto-eugenol nas doses de 50 e 75 mg/kg e a imipramina aumentaram o numero de cruzamentos e de rearings, e nao alteraram a latencia para o rearing e o tempo no centro. Na avaliacao dos possiveis mecanismos de acao do orto-eugenol, foi o escolhido o teste da suspensao na cauda na dose de 50 mg/kg, que apresentou melhores efeitos nos testes descritos. A administracao do antagonista SC23390, evidenciou a participacao dos receptores dopaminergicos D1 na atividade antidepressiva do orto-eugenol, como tambem dos receptores α1-adrenergico com uso do antagonista prazosin e, dos receptores serotoninergicos 5-HT2A/2C com o uso do antagonista ritanserina. Os achados demonstram que o protocolo da dexametasona foi capaz de induzir a depressao-simile, e que o orto-eugenol nao interferiu na atividade locomotora dos animais e apresentou uma relevante atividade antidepressiva por meio dos receptores dopaminergicos D1, α1-adrenergicos e serotoninergicos 5-HT2A/2C.
  • FELIPE RICARDO PEREIRA VASCONCELOS DE ARRUDA
  • DESENVOLVIMENTO DO TANVI: UM NOVO TESTE DE APRENDIZAGEM NÃO-VERBAL INTEGRATIVA
  • Data: 26/03/2018
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Um dos processos mais afetados pelo envelhecimento humano e a memoria episodica, reponsavel por receber informacoes, armazenar de forma breve ou longa, e evocar quando necessario. A memoria de integracao, uma forma de processamento mnemonico, serve para que possamos juntar varios tipos de informacao para formar pensamentos complexos e lembrar o que fizemos, onde e quando aconteceram. O presente estudo utiliza o paradigma Que-Onde-Quando para analisar o efeito da idade na memoria de integracao atraves do desenvolvimento de um novo teste e estudar seus correlatos com medidas classicas de memoria episodica e com o Visual Short Term Memory Binding Test. Foi utilizada uma amostra de 53 voluntarios, dividida em dois grupos: Jovens-G1 (N=26, Idade Media=21,27; DP=2,46) e Idosos Saudaveis - G2 (N=27, Idade Media=68,81; DP=6,04). O protocolo de avaliacao foi composto: (i) Questionario Socio Demografico; (ii) TANVI-Teste baseado no paradigma Que-Onde-Quando; (ii) Bateria Neuropsicologica; (iii)VSTMBT - Teste de Memoria de Integracao Visual a Curto Prazo; Os resultados mostraram evidencias que o TANVI mede algo em comum com os testes de memoria classica. As analises estatisticas mostraram haver comprometimento relacionado ao envelhecimento com todas as tarefas do teste TANVI, em especial a de Binding Imediato com [F(1,51) =65,326 (p < .0005), η²p=0,562]. Verificou-se ainda expressiva correlacao entre as medidas do TANVI e as medidas temporais do VSTMBT, em especial com o Binding e Tempo de Binding ρ=-,757 p<,005. Os achados evidenciam que tarefas baseadas na memoria de integracao podem se tornar poderosos instrumentos para a deteccao precoce de declinio mnemonico. Porem a proposta de tarefas a longo prazo nao se apresentaram como diferenciais para as alteracoes relacionadas ao envelhecimento.
  • ALCIRA DE LOURDES TEOTONIO CAVALCANTI
  • Elaboração e Validação de um Instrumento de Rastreio para o Transtorno Dismórfico Corporal
  • Orientador : JOSEMBERG MOURA DE ANDRADE
  • Data: 28/02/2018
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • O Transtorno Dismorfico Corporal (TDC), de acordo com o DSM-5, e um transtorno no qual os individuos que sofrem com ele veem deformacao corporal em uma ou mais partes de si mesmos. Tal transtorno esta caracterizado dentro do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), por causa de suas comorbidades. O foco em uma anomalia corporal e o seu diferencial diagnostico. No entanto, o TDC e subdiagnosticado e, com isso, aumenta-se a intensidade dos sintomas que podem levar os individuos que sofrem com este transtorno a cometer suicidio. Tendo em vista a necessidade de avaliacao precoce deste transtorno, esta pesquisa teve como objetivo elaborar e obter evidencias de validade e fidedignidade do Instrumento de Rastreio para o Transtorno Dismorfico Corporal (IRTDC). Para isso, inicialmente, a pesquisa foi apresentada ao Comite de Etica em Pesquisa, recebendo aprovacao para execucao no protocolo n° 2.089.447. O estudo foi dividido em tres etapas, a saber: (1) elaboracao de 80 itens para o IRTDC, alem de analise semantica e de juizes; (2) estudo piloto com amostra (conveniencia) de 169 estudantes universitarios; e (3) estudo final com uma amostra de 612 sujeitos divididos em 3 grupos (universitarios, estudantes do Ensino Medio e sujeitos clinicos). Na primeira etapa nao houve modificacoes dos itens do instrumento. Todavia, apos as analises psicometricas realizadas (Analise de Componentes Principais e Teoria de Resposta ao Item), no estudo piloto, houve a perda de 47 itens cujos coeficientes psicometricos nao foram adequados. Alem disso verificou-se a unidimensionalidade do instrumento. No estudo final o instrumento passou por Analise Fatorial Exploratoria (AFE), Confirmatoria (AFC) e analise dos itens por meio da Teoria de Resposta ao Item (TRI), alem de obtencao de evidencias de validade de criterio. Outras analises de comparacao de grupos foram realizadas, alem de analises de correlacao e de regressao. Concluiu-se que o instrumento e valido em termos fatoriais exploratorios e confirmatorios (GFI = 0,999; AGFI = 0,999; TLI = 0,992; CFI = 0,993; PGFI = 0,846; RMSEA = 0,080) e fidedigno (Alfa = 0,965). Os itens do instrumento tambem apresentaram bons parametros de dificuldade e discriminacao de acordo com a TRI. Ainda, o instrumento apresentou evidencias de validade de criterio externo, pois conseguiu diferenciar os sujeitos do grupo clinico, com maior pontuacao media (87,05) dos grupos universitarios (56,95) e estudantes do Ensino Medio (73,09). Alem disso, tambem foram encontradas evidencias que demonstraram que o IRTDC conseguiu diferenciar a pontuacao dos homens e mulheres, tanto no grupo geral quanto no grupo clinico, nos quais os homens pontuaram menos e mais respectivamente. Finalmente, foram encontrados resultados que permitem afirmar que a idade prediz o TDC de forma negativa, ou seja, quanto menor a idade, maior a pontuacao no IRTDC, explicando 21,4% da predicao para o construto. Concluiu-se que o IRTDC apresentou evidencias de validade e fidedignidade para utilizacao em pesquisas.
  • MARIANA LOPES MARTINS
  • A PERCEPÇÃO DO ZUMBIDO PODE SER MODULADA PELA RESILIÊNCIA, PERSONALIDADE E/OU SINTOMAS PSIQUIÁTRICOS?
  • Data: 21/02/2018
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Introducao: O zumbido e a percepcao de som na ausencia de estimulo sonoro externo, e e percebido de diferentes maneiras entre os individuos. A presenca do zumbido pode estar associada a transtornos neuropsiquiatricos e exercer influencia com tracos de personalidade. A resiliencia, uma das formas de buscar a superacao atraves do uso de recursos adaptativos, aparenta ter papel fundamental na dessensibilizacao da influencia da percepcao e incomodo do zumbido. Objetivo: Investigar a relacao da resiliencia com a percepcao e o incomodo do zumbido, tendo como mediadores, os sintomas psiquiatricos e dos tracos de personalidade. Metodo: E um estudo observacional, quantitativo e qualitativo, transversal, de carater descritivo e correlacional. Os instrumentos que foram utilizados para coleta de dados do zumbido sao a anamnese especifica para o zumbido, para coleta de dados gerais do sintoma; Tinnitus Handicap Inventory (THI) e Escala visual analogica (EVA) para dados do incomodo do zumbido. Alem de ter sido realizada a acufenometria, para obtencao da sensacao de frequencia e intensidade do zumbido em cada orelha. Para coleta dos dados psicologicos, foram utilizados a Escala de Resiliencia, para obtencao dos tres fatores: Resolucoes de Acoes e Valores; Independencia e determinacao; Autoconfianca e capacidade de adaptacao a situacoes; Big Five Inventory, (BFI) para coleta dos tracos de personalidade; e Inventario de auto avaliacao Comportamental, para obtencao dos dados sobre os sintomas psiquiatricos. Foi utilizada estatistica descritiva e inferencial, atraves do teste t, correlacao, regressao linear e regressao multipla. Resultados: Foi observada associacao entre o incomodo do zumbido, personalidade (p0.05). Alem disso, a resiliencia mostrou-se como mediadora entre a saude emocional geral (sintomas psiquiatricos), e o incomodo relacionado ao zumbido. Assim, a mesma tem um efeito menor sobre as caracteristicas do zumbido. No entanto, a resiliencia pode servir como um indicador para desenvolvimento futuro do sofrimento relacionado ao zumbido. Conclusao: E necessaria maior atencao as pessoas com zumbido, sendo consideradas as questoes relacionadas aos sintomas psiquiatricos e a personalidade. Por meio dos dados encontrados, e interessante que sejam realizadas avaliacoes psicologicas mais aprofundadas e seja exercido o acompanhamento destas questoes.
  • THAÍS NUNES MACHADO FERREIRA
  • ESTUDO DO PROCESSAMENTO TEMPORAL EM INDIVÍDUOS COM GAGUEIRA
  • Data: 19/02/2018
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Gagueira e um disturbio da fluencia de carater multidimensional e complexo, que possui uma base genetica e neurofuncional. Apresenta inumeros fatores etiologicos que interagem de forma complexa e que, quando associados, podem ter relacao direta. Como exemplo de fatores biologicos, as habilidades auditivas se destacam como um fator que pode interferir na fluencia da fala. Portanto, a presenca de disfluencias pode ser interligada a imprecisao temporal na percepcao de fala, ja que a fala fluente ocorre a partir da interacao dos aspectos acusticos. Como tambem, as habilidades do processamento temporal podem ser consideradas base do processamento auditivo, visto que muitas das caracteristicas da informacao auditiva sao influenciadas pelo tempo. O foco do presente estudo foi identificar nao so os estudos que vem demonstrando a relacao entre o processamento auditivo e a gagueira, mas tambem quais habilidades do processamento auditivo temporal estao alteradas em individuos com gagueira atraves dos testes auditivos comportamentais. Foram desenvolvidos dois artigos, o primeiro corresponde a uma Revisao Sistematica, e o segundo a um Artigo de Estudo Observacional. A revisao sistematica teve como objetivo revisar sistematicamente as pesquisas cientificas que relacionam as habilidades de processamento temporal e a fluencia de fala de individuos com gagueira. O segundo artigo avaliou 34 individuos (17 pacientes com gagueira e 17 voluntarios sem gagueira ou disturbio de fala) e mostrou que as habilidades “resolucao e ordenacao temporal” nos os individuos com gagueira apresentaram resultados alterados. Conclui-se que o fato de ter ou nao gagueira esta associado a presenca de alteracoes temporais, reforcando a importancia da inclusao da avaliacao das habilidades do processamento auditivo temporal no processo de diagnostico das disfluencias.
  • GESSIKA ARAUJO DE MELO
  • Efeitos da estimulação transcraniana por corrente contínua sobre a dor de mulheres com fibromialgia e seus correlatos eletroencefalográficos: um ensaio clínico duplo cego, aleatorizado e controlado por placebo
  • Data: 06/02/2018
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A dor e uma experiencia subjetiva, de carater sensitivo e emocional desagradavel, associada ou relacionada a lesao real ou potencial dos tecidos. A avaliacao e o tratamento da dor em individuos com fibromialgia sao um desafio. O eletroencefalograma tem se mostrado um potencial recurso para a identificacao de biomarcadores fisiologicos da dor. Em relacao ao tratamento, a estimulacao transcraniana por corrente continua tem apresentado resultados satisfatorios na reducao da dor nesses pacientes. O presente estudo trata-se de um ensaio clinico duplo cego, aleatorizado e controlado por placebo, com o intuito de avaliar os efeitos da estimulacao transcraniana por corrente continua sobre a dor de mulheres com fibromialgia e seus correlatos eletroencefalograficos. A amostra foi composta por 31 mulheres com diagnostico clinico de fibromialgia, com idades entre 27 e 58 anos, distribuidas em tres grupos: (1) estimulacao ativa durante 5 dias consecutivos, (2) estimulacao ativa durante 10 dias consecutivos e (3) estimulacao simulada durante 5 dias consecutivos. Para avaliacao, foram utilizados o questionario sociodemografico e clinico, a Escala de classificacao de doenca cumulativa, o Inventario Beck de ansiedade, o Inventario Beck de depressao, a Escala de sonolencia de Epworth, o Mini Exame do estado Mental e o eletroencefalograma. Observou-se, apos os atendimentos, resultados estatisticamente significativos na reducao da dor nos grupos 1 e 3; aumento das amplitudes espectrais da faixa de frequencia alfa2 nas regioes frontal, perietal e occipital, nos grupos 2 e 3; e diminuicao dos sintomas de ansiedade no grupo 1. Os achados apontam que este tipo de estimulacao se configura como uma tecnica capaz de promover a reducao da dor em mulheres com FM, principalmente com 5 dias de estimulacao ativa ou sham. Alem de refletir em maior sincronizacao da atividade alfa2 apos 10 dias de estimulacao ativa.
2017
Descrição
  • KATHLYN KAMOLY BARBOSA CAVALCANTI ARAÚJO
  • Memória e ritmicidade circadiana em ratos adolescentes submetidos a umprotocolo de dessincronização forçada - modelo T22
  • Data: 28/09/2017
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A memoria constitui-se numa das mais complexas funcoes cognitivas, abrangendo a aquisicao, a formacao, a conservacao e a evocacao de informacoes. A habilidade de reviver mentalmente os proprios eventos passados e possivel gracas a memoria episodica. Nos animais nao-humanos a evidencia para recordacao episodica e estabelecida atraves de criterios, em que os animais devem lembrar “quando” um determinado evento aconteceu, bem como “o que” e “onde”, de modo que ele consegue distinguir os acontecimentos em diferentes vezes no passado. A memoria, assim como outras funcoes cognitivas, apresenta padroes ritmicos que sofrem influencia de diferentes componentes endogenos e exogenos. A ciencia que estuda os ritmos e os fenomenos fisicos e bioquimicos que ocorrem periodicamente nos seres vivos e denominada Cronobiologia. Os ritmos biologicos tem um papel significativo na adaptacao do organismo as mudancas ambientais rotineiras, exercendo seu controle atraves de modificacoes na fisiologia e no comportamento, de maneira antecipatoria, com intuito de aperfeicoar a relacao entre o organismo e o meio e dessa forma permitir que as especies evoluam. O ritmo biologico circadiano e derivado do latim e significa "cerca de um dia", portanto refere-se a um ritmo de cerca de 24 horas. A maior parte, se nao todos, os organismos desenvolveram a capacidade de manter o controle do tempo por meio de um sistema de temporizacao circadiano endogeno originario de relogios biologicos. Para que haja a integracao do tempo interno com o tempo geofisico, e necessario que ocorra a sincronizacao entre o organismo e o ciclo ambiental e isso ocorre gracas aos Zeitgebers, que proporcionam aos organismos a captacao de sinais de marcacao temporal. Em mamiferos, o ciclo claro/escuro (CE) e o zeitgeber mais importante para a sincronizacao circadiana. No entanto, varios tipos de informacoes podem harmonizar ou desregular os ritmos circadianos. Um dos tipos mais comuns de desalinhamento estudado e o do ciclo sono-vigilia em relacao a noite biologica. A desagregacao entre os ciclos circadianos e o dia/noite pode resultar na quebra de varios ritmos internos, como os da aprendizagem e memoria. Neste estudo submeteremos ratos Wistar adolescentes a um modelo de dessincronizacao forcada, o T22 (ciclo claro/escuro de 22h simetrico - 11:11) para avaliar os efeitos da dessincronizacao na memoria e na expressao da ritmicidade circadiana durante esta fase. O T22 e conhecido por fazer com que os ratos apresentem dois ritmos de atividade locomotora: um arrastado pelo CE (T22) e o outro apresentando um periodo superior a 24 h (τ >24). A atividade motora dos ratos sera registrada continuamente atraves de sensores de movimento por infravermelho, instalados sobre as gaiolas, conectados a um netbook por uma placa de aquisicao de dados. Realizaremos a tarefa de reconhecimento espacial associativa para analisar os efeitos da dessincronizacao forcada na memoria similar a episodica dos ratos adolescentes.
  • YURI MAX ARAÚJO TAVARES DE FARIAS
  • Investigando Ondas Teta: Características Relacionadas à Codificação e Reconhecimento a Curto Prazo
  • Data: 29/06/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A banda de frequencia teta tem sido associada ao sucesso na codificacao e evocacao de memorias. Apesar de seus efeitos sobre a memoria serem amplamente investigados, caracteristicas eletrofisiologicas como limites de faixas de frequencia, aumento ou diminuicao da potencia e suas funcoes, ainda estao em debate devido a divergencia de resultados entre estudos e a variedade de fatores que podem influenciar os mecanismos de codificacao e evocacao. No presente estudo foram investigadas caracteristicas eletrofisiologicas na frequencia teta associadas ao sucesso na codificacao e reconhecimento a curto prazo. Participaram da pesquisa 18 estudantes universitarios destros sem sintomas neurologicos ou psiquiatricos, sendo 12 mulheres, entre 20 e 30 anos (media 22,8). O experimento consistiu em uma fase de estudo em que se realizava uma tarefa computadorizada de codificacao incidental com categorizacao semantica de imagens, e uma fase de teste em que novas imagens foram adicionadas as da fase de estudo e apresentadas aleatoriamente, sendo classificadas pelos participantes como antigas ou novas, atribuindo-se um nivel de confianca (de 1 a 3) para cada resposta emitida. Os dados eletrofisiologicos relativos a codificacao e evocacao foram analisados separadamente comparando-se acerto (lembranca) e erro (esquecimento). Na codificacao foi observada diminuicao de potencia no periodo pre-estimulo e aumento de potencia pos-estimulo entre 2.5-4Hz na regiao centro-parietal. Na evocacao observou-se aumento de potencia no periodo pre e pos-estimulo em duas faixas de frequencia para as quais se identificou dissociacao da localizacao espacial, na regiao centro-parietal entre 2.5-3.5Hz, e nas regioes fronto-temporal e parieto-occipital entre 4-5.5Hz. Os resultados observados corroboram a relacao entre aumento de potencia pos-estimulo e sucesso na codificacao e evocacao. A diminuicao de potencia pre-estimulo na codificacao parece estar associada a nao-intencionalidade durante o estudo, confirmando sua relacao com a preparacao cognitiva. As faixas de frequencias fora da banda teta padrao (4-8Hz) corroboram observacoes recentes de dissociacao funcional entre faixas de frequencia mais estreitas. Tais resultados sugerem que a atividade pre-estimulo na codificacao representa um processo de preparacao para a codificacao e que diferentes funcoes sao executadas paralelamente em faixas de frequencia lenta distintas.
  • THIAGO MONTEIRO DE PAIVA FERNANDES
  • Sensibilidade ao contraste espacial de luminância e discriminação de cores na esquizofrenia: qual o papel dos antipsicóticos?
  • Data: 26/06/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A esquizofrenia e um transtorno complexo com fisiopatologia heterogenea, afetando cerca de 1% da populacao mundial. Enquanto existem diversos estudos investigando a cognicao e comportamento, as funcoes visuais basicas sao pouco estudadas, mesmo sendo marcadores importantes para o prognostico do transtorno. Aqui investigamos o processamento visual e a relacao medicamentosa na esquizofrenia, avaliando a sensibilidade ao contraste de luminancia e a discriminacao de cores. Os dados foram obtidos de 45 participantes, um grupo de pacientes fazendo uso de medicacao tipica (n = 15), um grupo fazendo uso de medicacao atipica (n = 15) e um grupo de individuos saudaveis (n = 15), com idade entre 20 a 45 anos. Grades senoidais verticais variando entre 0.2 a 16 ciclos por grau foram utilizadas para avaliacao da sensibilidade ao contraste, e o Lanthony D15d e teste de cores da Cambridge foram utilizados para avaliacao da discriminacao de cores. Todos os individuos haviam passado por exames oftalmologicos nos ultimos dois anos, estando livres de doencas oculares observaveis. Os resultados indicaram que o grupo de pacientes com esquizofrenia apresentou menor desempenho em comparacao ao grupo controle. Quando analisados separadamente, o grupo utilizando medicacao tipica teve o menor desempenho, seguido pelo grupo utilizando medicacao atipica. Estes resultados sugerem que a esquizofrenia e a classe medicamentosa interagem com o processamento visual. Nosso estudo destaca a importancia de compreender os efeitos difusos da medicacao antipsicotica no processamento visual.
  • DAYSE DA SILVA SOUZA
  • Impacto da Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua na Atividade Elétrica Cerebral de Pacientes com Zumbido Crônico: Ensaio Clínico, Duplo-Cego, Placebo-Controlado
  • Data: 30/05/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Zumbido constitui um sintoma caracterizado pela percepcao de um som na ausencia de um estimulo externo. Tem sido discutido que tal percepcao e resultado de alteracoes na rede neural auditiva, provocado por excitabilidade anormal e aumento da sincronicidade neuronal nos centros auditivos. Devido ao componente central do sintoma, tecnicas neuromodulatorias tem ganhado destaque, entre elas a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua – ETCC. O foco do presente estudo foi identificar nao so se a ETCC foi eficaz no tratamento do zumbido, mas tambem se a mesma foi capaz de modular a atividade eletrica cortical de pacientes com o sintoma, por meio do exame de Eletroencefalograma – EEG. Foram desenvolvidos tres artigos, o primeiro corresponde a um Estudo de Caso, o segundo a um Artigo de Protocolo e o terceiro foi um estudo empirico dos primeiros resultados do ensaio clinico. O estudo de caso foi de uma paciente de 23 anos de idade com zumbido bilateral, e revelou que a ETCC foi capaz de modular a intensidade, frequencia e desconforto auditivo provocado pelo sintoma, medidos a partir da Acufenometria e Escala Visual Analogica – EVA. Partindo desse pressuposto, pensou-se em aliar as medidas comportamentais a um marcador eletrofisiologico do beneficio terapeutico da ETCC. Dessa maneira, o segundo artigo corresponde a um protocolo, cujo objetivo foi expor os procedimentos que foram adotados no ensaio clinico, duplo cego, placebo-controlado que aliou aplicacao da ETCC ao exame de Eletroencefalografia. O terceiro artigo avaliou 33 individuos e mostrou que a ETCC foi capaz de modular a apresentacao das bandas de frequencia, Teta, Alfa e Beta, no grupo experimental, em relacao ao placebo e controle, principalmente em regioes frontais, temporoparietais e limbicas, alem de diminuir o incomodo provocado pelo sintoma. Conclui-se que a ETCC foi promissora no tratamento do zumbido, com melhora observada em dados comportamentais e eletrofisiologicos.
  • JEANE CONSTANTINO PEREIRA
  • Ansiedade e memória aversiva de ratos adolescentes sob ciclo claro-escuro de 22 h
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A adolescencia e um periodo crucial do desenvolvimento, no qual o organismo apresenta um alto nivel de plasticidade. Sabe-se que adolescentes possuem um atraso fisiologico na fase do sono, alem de, na atualidade, passarem mais tempo ativos e expostos a luz durante a noite reduzindo a quantidade de sono diaria. Para investigar os possiveis efeitos dessa condicao na ansiedade e memoria aversiva, ratos adolescentes passaram pelas tarefas de Campo Aberto (CA) e Esquiva Passiva (EP) estando sob um ciclo CE de 22 h. Objetivo: Avaliar os efeitos de um ciclo CE de 22 h sobre a ansiedade, memoria aversiva e atividade locomotora de ratos adolescentes. Metodologia: Foram utilizados 42 ratos Wistar machos, divididos em 2 grupos: T24, n=12 (CE 12:12 h) eT22, n=30 (CE 11:11 h) que ficaram sob condicoes controladas de temperatura e umidade, com agua e racao a vontade. Os testes aconteceram na fase escura para o T24, na noite de coincidencia entre o ambiente e a noite biologica de cada rato do T22 para 16 animais, e na noite de nao-coincidencia para 14 animais do T22. As tarefas de CA e EP foram realizadas quando os animais tinham entre 40 e 60 dias. Todas as sessoes foram filmadas para contabilizacao da distancia total percorrida, tempo total, velocidade e indices de ansiedade minimo e maximo (thigmotaxis) no CA, e latencia do tempo de descida da plataforma na EP apos 30 min para ambos os grupos e apos 24 h (para o grupo T24) e 22 h (para o grupo T22) para avaliacao das memorias de curto e longo prazo, respectivamente. A atividade locomotora foi registrada continuamente e totalizada em intervalos de 5 min. Para comparacao das medias entre os grupos no teste de CA foi realizada uma ANOVA de 1 via para amostras independentese o teste de Kruskal Wallis para a EP. A pesquisa foi aprovada pela CEUA da UFPB-N°070713. Resultados: Os animais do T22h apresentaram dois ritmos na atividade locomotora, um com periodo de 22 horas e outro maior que 22 h. Nao foram encontradas diferencas entre os grupos para: distancia total percorrida [F(2,35): 0,247; p = 0,783], velocidade [F(2,35): 0,251; p = 0,779)], thigmotaxis maximo [F(2,35): 0,823; p = 0,447)] e thigmotaxis minimo [F(2,35): 0,777; p = 0,926)]. Tambem nao foram encontradas diferencas entre os grupos para: latencia de descida da plataforma apos 30 min (x 2 (2) = 5,460, p= 0,065nem apos 24 ou 22 hx 2 (2) = 3,233, p= 0,199). Conclusoes: O ciclo CE de 22 h promove dissociacao no ritmo circadiano de atividade locomotora sem alterar os niveis de ansiedade nem prejudicar a memoria aversiva de ratos adolescentes.
  • JEANE CONSTANTINO PEREIRA
  • A dissociação do ritmo circadiano da atividade locomotora em um ciclo claro-escuro de 22 horas não induz o comportamento do tipo ansioso, nem prejudica a memória aversiva de ratos Wistar adolescentes
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A adolescencia e um periodo crucial do desenvolvimento, no qual o organismo apresenta um alto nivel de plasticidade. Sabe-se que adolescentes possuem um atraso fisiologico na fase do sono, alem de, na atualidade, passarem mais tempo ativos e expostos a luz durante a noite reduzindo a quantidade de sono diaria. Para investigar os possiveis efeitos dessa condicao na ansiedade e memoria aversiva, ratos adolescentes passaram pelas tarefas de Campo Aberto (CA) e Esquiva Passiva (EP) estando sob um ciclo CE de 22 h. Objetivo: Avaliar os efeitos de um ciclo CE de 22 h sobre a ansiedade, memoria aversiva e atividade locomotora de ratos adolescentes. Metodologia: Foram utilizados 42 ratos Wistar machos, divididos em 2 grupos: T24, n=12 (CE 12:12 h) eT22, n=30 (CE 11:11 h) que ficaram sob condicoes controladas de temperatura e umidade, com agua e racao a vontade. Os testes aconteceram na fase escura para o T24, na noite de coincidencia entre o ambiente e a noite biologica de cada rato do T22 para 16 animais, e na noite de nao-coincidencia para 14 animais do T22. As tarefas de CA e EP foram realizadas quando os animais tinham entre 40 e 60 dias. Todas as sessoes foram filmadas para contabilizacao da distancia total percorrida, tempo total, velocidade e indices de ansiedade minimo e maximo (thigmotaxis) no CA, e latencia do tempo de descida da plataforma na EP apos 30 min para ambos os grupos e apos 24 h (para o grupo T24) e 22 h (para o grupo T22) para avaliacao das memorias de curto e longo prazo, respectivamente. A atividade locomotora foi registrada continuamente e totalizada em intervalos de 5 min. Para comparacao das medias entre os grupos no teste de CA foi realizada uma ANOVA de 1 via para amostras independentese o teste de Kruskal Wallis para a EP. A pesquisa foi aprovada pela CEUA da UFPB-N°070713. Resultados: Os animais do T22h apresentaram dois ritmos na atividade locomotora, um com periodo de 22 horas e outro maior que 22 h. Nao foram encontradas diferencas entre os grupos para: distancia total percorrida [F(2,35): 0,247; p = 0,783], velocidade [F(2,35): 0,251; p = 0,779)], thigmotaxis maximo [F(2,35): 0,823; p = 0,447)] e thigmotaxis minimo [F(2,35): 0,777; p = 0,926)]. Tambem nao foram encontradas diferencas entre os grupos para: latencia de descida da plataforma apos 30 min (x 2 (2) = 5,460, p= 0,065nem apos 24 ou 22 hx 2 (2) = 3,233, p= 0,199). Conclusoes: O ciclo CE de 22 h promove dissociacao no ritmo circadiano de atividade locomotora sem alterar os niveis de ansiedade nem prejudicar a memoria aversiva de ratos adolescentes.
  • LAYS FERNANDES DE CALDAS SILVA
  • Percepção do zumbido durante o ciclo menstrual
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 09:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A flutuacao nos niveis dos hormonios esteroides gonadais, que ocorre durante o ciclo menstrual, pode influenciar na funcao auditiva e na percepcao do zumbido. No entanto, os mecanismos especificos nao foram totalmente elucidados. Este estudo teve como objetivo investigar o zumbido e sua relacao com os hormonios sexuais e suas flutuacoes hormonais. Neste trabalho foram desenvolvidos dois artigos: o primeiro e uma revisao sistematica, intitulada “Hormonios sexuais e zumbido: uma revisao sistematica”, que teve o objetivo realizar uma revisao sistematica da literatura cientifica para verificar a interferencia dos hormonios sexuais na percepcao do zumbido. A amostra final se constituiu de 13 artigos. Verificou-se o zumbido pode sofrer alteracoes durante o ciclo menstrual, sendo exacerbado nos periodos pre-menstrual e no inicio da menstruacao; teve prevalencia maior em mulheres gravidas; foi a queixa auditiva mais comum durante a gravidez e sintoma presente na menopausa; os fitoterapicos usados para reposicao hormonal em mulheres menopausadas diminuiram a intensidade do zumbido; a terapia de reposicao hormonal tradicional com esteroides sinteticos teve efeito significativo em pacientes que ja apresentavam o zumbido ou foi fator desencadeador de zumbido e os contraceptivos favoreceram a ocorrencia de zumbido. O segundo artigo foi desenvolvido com dados empiricos de uma pesquisa de campo, o qual teve por objetivo investigar a percepcao do zumbido durante o ciclo menstrual. Participaram do estudo 26 individuos, sendo 15 do sexo feminino e 11 do sexo masculino (grupo controle). Inicialmente, foram submetidos a anamnese, avaliacao otorrinolaringologica e audiologica basica. Os voluntarios selecionados foram avaliados em duas sessoes durante o ciclo menstrual, nas quais foram feitos os testes de avaliacao do zumbido (acufenometria, Escala Visual Analogica e Tinnitus Handcap Inventory-THI). Para mensurar o nivel de estradiol realizou-se a dosagem sanguinea nas mulheres. Para os homens, o criterio para a divisao das sessoes foi apenas temporal. A analise dos resultados demonstrou que o zumbido foi percebido de forma semelhante entre homens e mulheres, apresentou variacao na percepcao de sua intensidade apenas no grupo das mulheres e foi percebido com maior intensidade na fase do ciclo com niveis de estradiol menores. Diante dos resultados dos dois artigos, pode-se concluir que as flutuacoes dos hormonios esteroides sexuais nas mulheres, seja durante o ciclo menstrual, a gravidez, a menopausa ou em seu uso terapeutico, exercem uma interferencia sobre o zumbido que ainda precisa ser melhor esclarecida. A alteracao na homeostase da orelha interna e o mecanismo subjacente apontado para as alteracoes do zumbido que ocorrem nao apenas no ciclo, mas tambem na gravidez e menopausa; o zumbido apresenta variacoes de sua intensidade durante o ciclo menstrual que podem estar relacionadas a flutuacao ciclica dos hormonios sexuais femininos e ao papel neuroprotetor do estradiol sobre o sistema auditivo; o papel neuroprotetor do estradiol sobre o sistema auditivo pode estar relacionado a determinados niveis hormonais fisiologicos que precisam ser melhor identificados.
  • THOBIAS CAVALCANTI LAURINDO PEREIRA
  • EFEITOS NEUROMODULATÓRIOS DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA SOBRE O RECONHECIMENTO DE EXPRESSÕES FACIAIS
  • Data: 31/03/2017
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O reconhecimento de expressoes faciais e uma habilidade fundamental a adaptacao e interacao social. O uso de tecnicas neuromodulatorias, como a Estimulacao Transcraniana por Corrente Continua (ETCC), tem sido uteis para identificaras regioes cerebrais envolvidas com o processamento cognitivo e emocional. No presente estudo, investigamos os efeitos da ETCC sobre o reconhecimento de expressoes faciais da emocao.Participaram 40 estudantes da Universidade Federal da Paraiba (UFPB), com idade entre 18 e 30 anos (M=22,23; DP= 0,332), divididos em tres grupos: 1) Estimulacao anodica com o eletrodo de corrente ativa (2mA) posicionado sobre a regiao do Cortex Pre-frmontal Dorsolateral Esquerdo (F3) (DLE), 2) Estimulacao anodica com o eletrodo de corrente ativa (2mA) posicionado sobre a regiao do Cortex Pre-frontal Dorsolateral Direito (DLD) e 3) Grupo Sham (controle). As sessoes de ETCC tiveram duracao de 20 minutos, sendo iniciadaapos 10 minutos de estimulacao a tarefa de reconhecimento das expressoes faciais de alegria, medo, tristeza, raiva, surpresa e nojo. A tarefa de reconhecimento foi realizada nas condicoes estatica e dinamica de apresentacao, com os tempos de exposicao de 1000ms, 500ms e 250ms. A ANOVA revelou uma tendencia a interacao entre os fatores “Grupo” e “Condicao” [F(2,34) = 2,686; p = 0,083]. O post hoc indicou que a condicao dinamica foi melhor reconhecida no grupo DLD em comparacao ao controle (p = 0,013). Ainda foram observadas interacoes entre os fatores “Grupo” e “Emocao” [F(10,170) = 4,282; p = 0,001] e “Grupo”, “Sexo” e “Emocao” [F(10,170) = 2,057; p = 0,031]. Foi possivel observar que a estimulacao do CPDL direito favoreceu o reconhecimento de faces dinamicas, indicando um efeito de lateralidade. Por ultimo, pudemos constatar a possibilidade da neuromodulacao no DLE auxiliar um melhor desempenho no reconhecimento da expressao de medo para o sexo feminino. estaticos e dinamicos de faces retiradas do banco de expressoes faciais do Laboratorio de Ciencia Cognitiva e Percepcao (LACOP-UFPB), os quais serao apresentados em combinacoes aleatorias das sequencias dos blocos 1 (250ms), 2 (500ms) e 3 (1000ms). Os dados serao tabulados e analisados pelo software SPSS versao 20, sendo realizadas estatisticas descritivas e inferenciais, sendo utilizada a ANOVA para medidas repetidas de modelo: [(6 emocoes x 3 tempos de exposicao) 2 condicoes x 2 grupos].. Como resultados, espera-se um aumento no desempenho nas tarefas de reconhecimento dos participantes submetidos a estimulacao ativa, com um melhor taxa de acerto para os estimulos faciais dinamicos.
  • MARIA AUGUSTTA SOBRAL DE FRANCA
  • Avaliação da contribuição do contexto social na memória similar à episódica em ratos Wistar
  • Data: 30/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A memoria episodica e um tipo de memoria declarativa rica em contexto espacial e temporal. Alguns animais tem demonstrado apresentar uma memoria similar a episodica, baseada em criterios que podem ser mostrados atraves do comportamento e alguns criterios como, eventos (“o que”) que ocorreram em um devido local (“onde”) e num determinado espaco de tempo (“quando”). Para ser considerada uma memoria similar a episodica, estes aspectos comportamentais devem ser evocados de forma integrada e associativa, nao havendo a possibilidade de se recordar cada aspecto separado. Sabe-se que o contexto social exerce influencia sobre as capacidades cognitivas e comportamentais em diferentes especies, mas pesar de sua importancia, o contexto social tem recebido pouca atencao da neurociencia e muitos estudos tem sido direcionados para o entendimento dos processos neurais do comportamento, por meio de pesquisas com seres humanos ou animais isolados. Neste trabalho, nos procuramos avaliar o impacto do ambiente social no desempenho da memoria similar a episodica em ratos Wistar em uma tarefa adaptada de memoria similar a episodica integrativa dos tres aspectos comportamentais. Para tal, utilizamos 26 ratos Wistar machos de 3 a 4 meses de idade, mantidos em condicoes controladas e divididos em tres grupos: controle, experimental unitario e experimental diade. Esta tarefa e realizada em uma arena circular e e baseada no paradigma da novidade. Foram realizadas tres sessoes na tarefa: a sessao de amostra 1, amostra 2 e teste. Cada sessao teve duracao de cinco minutos e o intervalo entre sessoes foi de uma hora e entre sessoes e teste 24 horas. Na sessao de amostra 1 foi permitido que o animal explorasse quatro objetos novos (A) em disposicoes especificas. Na sessao de amostra 2 quatro novos objetos (B) foram expostos, sendo dois alocados em posicoes ocupadas pelos objetos “A” e dois em novas posicoes. Na sessao de teste os animais entraram em contato com dois objetos da primeira sessao e, dois objetos da segunda sessao, onde um objeto de cada sessao era estacionario em relacao a sua posicao inicial (A1 e B1) e outro objeto era deslocado (A2 e B2). O padrao de exploracao esperado para esta tarefa e de A1>B1 (padrao temporal), B2>B1 (padrao espacial) e A1>A2 (padrao integrativo). Os animais do grupo experimental diade conseguiram integrar os tres criterios episodicos na sessao de teste da tarefa, enquanto que os animais do grupo controle e experimental unitario nao conseguiram. Desse modo, foi visto no nosso estudo que o contexto social parece ser um fator importante nos processos mnemonicos.
  • MARIA AUGUSTTA SOBRAL DE FRANCA
  • Avaliação da contribuição do contexto social na memória similar à episódica em ratos Wistar
  • Data: 30/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A memoria episodica e um tipo de memoria declarativa rica em contexto espacial e temporal. Alguns animais tem demonstrado apresentar uma memoria similar a episodica, baseada em criterios que podem ser mostrados atraves do comportamento e alguns criterios como, eventos (“o que”) que ocorreram em um devido local (“onde”) e num determinado espaco de tempo (“quando”). Para ser considerada uma memoria similar a episodica, estes aspectos comportamentais devem ser evocados de forma integrada e associativa, nao havendo a possibilidade de se recordar cada aspecto separado. Sabe-se que o contexto social exerce influencia sobre as capacidades cognitivas e comportamentais em diferentes especies, mas pesar de sua importancia, o contexto social tem recebido pouca atencao da neurociencia e muitos estudos tem sido direcionados para o entendimento dos processos neurais do comportamento, por meio de pesquisas com seres humanos ou animais isolados. Neste trabalho, nos procuramos avaliar o impacto do ambiente social no desempenho da memoria similar a episodica em ratos Wistar em uma tarefa adaptada de memoria similar a episodica integrativa dos tres aspectos comportamentais. Para tal, utilizamos 26 ratos Wistar machos de 3 a 4 meses de idade, mantidos em condicoes controladas e divididos em tres grupos: controle, experimental unitario e experimental diade. Esta tarefa e realizada em uma arena circular e e baseada no paradigma da novidade. Foram realizadas tres sessoes na tarefa: a sessao de amostra 1, amostra 2 e teste. Cada sessao teve duracao de cinco minutos e o intervalo entre sessoes foi de uma hora e entre sessoes e teste 24 horas. Na sessao de amostra 1 foi permitido que o animal explorasse quatro objetos novos (A) em disposicoes especificas. Na sessao de amostra 2 quatro novos objetos (B) foram expostos, sendo dois alocados em posicoes ocupadas pelos objetos “A” e dois em novas posicoes. Na sessao de teste os animais entraram em contato com dois objetos da primeira sessao e, dois objetos da segunda sessao, onde um objeto de cada sessao era estacionario em relacao a sua posicao inicial (A1 e B1) e outro objeto era deslocado (A2 e B2). O padrao de exploracao esperado para esta tarefa e de A1>B1 (padrao temporal), B2>B1 (padrao espacial) e A1>A2 (padrao integrativo). Os animais do grupo experimental diade conseguiram integrar os tres criterios episodicos na sessao de teste da tarefa, enquanto que os animais do grupo controle e experimental unitario nao conseguiram. Desse modo, foi visto no nosso estudo que o contexto social parece ser um fator importante nos processos mnemonicos.
  • POLYANNA DE LIMA ARRUDA SILVA
  • Hormônios e voz: flutuações vocais durante o ciclo menstrual
  • Data: 30/03/2017
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O estrogenio apresenta funcao em diferentes sistemas e ha evidencia que durante o ciclo menstrual este hormonio, junto a progesterona, pode afetar o comportamento vocal atraves de acoes centrais e perifericas. No entanto nao foi estabelecido o mecanismo fisiologico desses hormonios sobre a voz. O objetivo principal deste trabalho foi investigar influencia das modificacoes hormonais do ciclo menstrual na voz. Esta dissertacao e composta por dois artigos cientificos sobre o tema proposto. O primeiro e uma revisao sistematica de literatura intitulada “Hormonios femininos e voz: uma revisao sistematica da literatura”, e teve por objetivo realizar uma revisao sistematica sobre a influencia dos hormonios femininos na voz, com enfase nas flutuacoes vocais durante o ciclo menstrual. Selecionou-se 19 artigos. Nao houve um consenso sobre a presenca dos receptores para hormonios sexuais nas pregas vocais, dessa forma, nao foi estabelecido o mecanismo fisiologico desses hormonios sobre a voz. As pesquisas que investigavam alteracoes vocais e hormonais revelaram que ha flutuacao vocal durante as fases do ciclo menstrual. Observou-se perda na qualidade vocal nas fases do ciclo onde ha reducao dos niveis de estrogenio, no entanto, nao ha concordancia sobre quais os parametros vocais sao alterados nessas fases. O segundo artigo e uma pesquisa de campo de titulo “Flutuacoes vocais durante o ciclo menstrual: um estudo longitudinal”. O principal objetivo desta pesquisa foi investigar as caracteristicas vocais acusticas e perceptivoauditivas durante as oscilacoes do hormonio estradiol no ciclo menstrual. Foram selecionadas 44 voluntarias, de uma amostra por conveniencia, com idade entre 18 e 45 anos de idade. Destas, 27 mulheres tinham ciclo menstrual regular que formaram o grupo teste (GT) e 17 mulheres eram usuarias de anticoncepcional oral, compuseram o grupo controle (GC). A pesquisa ocorreu em duas fases. A fase 1 todas as voluntarias assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido, foi aplicado uma anamnese sobre a saude geral da voluntaria. Posteriormente, o GT submeteu-se a coleta de sangue a fim de dosar o nivel do hormonio estradiol, alem da coleta da voz para posterior analises acustica e perceptivoauditiva. As voluntarias do GC foram submetidas apenas a coleta da voz. A fase 2 envolveu as mesmas mensuracoes da fase 1 para cada grupo. As variaveis foram analisadas atraves de analise descritiva e inferencial para comparar grupos e etapas, alem de ver a relacao entre as variaveis. Foi adotado o nivel de significancia de 5%. Concluiu-se que houve modificacoes vocais durante o ciclo menstrual e essas modificacoes estao relacionadas as oscilacoes do hormonio estradiol. Observou-se que, diante da diminuicao dos niveis deste hormonio, houve um comprometimento da qualidade vocal. As participantes do GC nao apresentaram alteracoes vocais significativas ao comparar as fases investigadas. Alem disso, o GT apresentou aumento significativo nos parametros vocais de rugosidade, tensao e instabilidade na fase 2 quando comparado ao GC. Verificou-se tambem que os baixos niveis de estradiol apresentaram uma correlacao negativa com o parametro de tensao, instabilidade e do jitter, bem como uma correlacao positiva com frequencia fundamental.
  • GABRIELLY GUIMARAES BARBOSA LIMA
  • Construção e Validação de Teste de Associação Implícita para Avaliação de Preferências alimentares.
  • Data: 30/03/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Preferencia alimentar pode ser entendida como resultado de uma atencao diferenciada a aspectos internos e externos ao sujeito que podem vir a constituir uma representacao mental acerca da alimentacao. Representacoes alimentares disfuncionais frequentemente estao associadas ao consumo alimentar elevado e obesidade. O acesso a preferencia alimentar tradicionalmente e realizado mediante auto – relato e avaliacao do montante de consumo alimentar, entretanto, recentemente foi agregado como via de acesso o tempo de reacao como indicador motivacional para a alimentacao. O Teste de Associacao Implicita (TAI) e uma medida implicita, que verifica o tempo de reacao diante de uma tarefa de discriminacao frente a um conjunto de itens relacionados a diferentes categorias. Objetivou-se neste trabalho a construcao e validacao de um TAI para Preferencia Alimentar. A amostra total foi composta por 75 pessoas divididas em dois grupos, 33obesos e 42nao-obesos. A coleta de dados ocorreu em duas etapas, ambas online e recebidas por e-mail. Na primeira, solicitou-se ao participante que acessasse o link para responder o TAI online. Ao final do TAI o participante era encaminhado para o link referente ao questionario sociodemografico, a Escala de Comportamento Impulsivo (Impulsive Behavior Scale – UPPS) e a Escala Analogica visual de alimentos naturais e processados. Foram realizadas correlacoes entre o TAI e os instrumentos utilizados. Verificou-se que, tanto nas variaveis implicitas, quanto nas explicitas, ambos os grupos preferiram alimentos naturais. No entanto, houve uma diferenca significativa entre os grupos, indicando que os nao-obesos apresentaram um maior indice de escolha por esse tipo de alimento. Os achados sugerem o TAI como uma medida mais sensivel para acessar essa preferencia.
  • EVA DIAS CRISTINO
  • Efeitos da neuromodulação nas funções visuais básicas em pacientes após acidente vascular cerebral
  • Data: 28/03/2017
  • Hora: 13:00
  • Mostrar Resumo
  • O acidente vascular cerebral (AVC) e uma das principais causas de morte no mundo e sua ocorrencia pode gerar sequelas muitas vezes incapacitantes e que afetam a qualidade de vida dos individuos e de suas familias. Dentre as principais sequelas ocasionadas pelo AVC, podemos citar os deficits motores, cognitivos e sensoriais, sendo os ultimos muitas vezes negligenciados por seu carater subclinico. Dessa forma, terapias alternativas tem sido frequentemente estudadas e aprimoradas com o objetivo de reduzir os danos funcionais oriundos do AVC. Nesse contexto, a estimulacao transcraniana por corrente continua (ETCC) pode ser uma ferramenta auxiliar ao processo de reabilitacao de diversas funcoes sensoriais como as funcoes visuais basicas em pacientes que sofreram AVC. Nesse sentido, o principal objetivo do presente estudo foi caracterizar as funcoes visuais basicas antes e apos a ETCC anodica em pacientes pos-Acidente Vascular Cerebral. Para tanto, contou-se com 10 participantes sendo cinco saudaveis e cinco que estavam na fase cronica do AVC. Este trabalho foi dividido em duas etapas. No Estudo 1, caracterizado como duplo-cego, placebo-controlado e cruzado, buscou-se comparar os efeitos de uma sessao unica de ETCC anodica e simulada em participantes saudaveis e que sofreram AVC. Para avaliar a percepcao visual cromatica foi utilizado o Cambridge Colour Test (CCT), ja para a avaliacao da curva de sensibilidade ao contraste visual foram utilizados estimulos de grades senoidais verticais de frequencias espaciais 0,3; 0,6; 2,0; 4,0; 11,3; 15,9 cpg. A normalidade dos dados foi confirmada atraves do teste Shapiro-Wilk. Aferida a normalidade, procedeu-se com uma anova de medidas repetidas para todas as variaveis, considerando as testagens realizadas. Para as comparacoes entre pares, foi utilizada a correcao de Bonferroni. Os resultados mostraram que a ETCC alterou significativamente a percepcao cromatica no eixo verde e azul no grupo de participantes saudaveis. No grupo de AVC, nenhum limiar de percepcao foi alterado. Tambem nao foram encontrados resultados significativos em nenhuma frequencia espacial de sensibilidade ao contraste em nenhum dos grupos. No Estudo 2, procedeu-se com um protocolo de 20 minutos de estimulacao com ETCC anodica diaria durante cinco dias consecutivos emcinco pacientes na fase cronica do AVC. Apos a conclusao do protocolo, os participantes foram novamente avaliados. Utilizou-se os mesmos instrumentos de avaliacao visual utilizados no Estudo 1. A normalidade dos dados foi confirmada atraves do teste Shapiro-Wilk. Apos essa etapa, procedeu-se com testes t para amostras pareadas para comparar o resultado da primeira testagem e apos cinco dias de estimulacao. Nao foi alcancada significancia em nenhuma variavel mensurada. Em ambos os estudos, apesar de muitos resultados nao apresentarem significancia adequada, os dados se comportaram na direcao esperada, o que nos permitiu fazer algumas inferencias a respeito da efetividade da ETCC. Dessa forma, conclui-se que a ETCC pode ser uma tecnica adequada na neuromodulacao de funcoes visuais basicas especificas em pessoas saudaveis e, possivelmente, em pacientes que sofreram AVC. Alem disso, sugere-se que novos estudos devem ser desenvolvidos a fim de dirimir as questoes apresentadas no presente trabalho.
  • ELOISE DE OLIVEIRA LIMA
  • Assimetria cerebral na percepção de emoções faciais dinâmicas após acidente vascular cerebral
  • Data: 28/03/2017
  • Hora: 08:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O acidente vascular cerebral (AVC) e caracterizado pela perda repentina da funcao neurologica provocada por uma interrupcao no fluxo sanguineo encefalico. Estudos previos tem investigado a influencia das lesoes cerebrais sobre o reconhecimento de expressoes faciais, no entanto, os resultados ainda sao contraditorios acerca do envolvimento dos hemisferios cerebrais no processamento emocional. Atualmente, existem tres teorias sobre o processamento emocional. A primeira delas, a hipotese do hemisferio direito, afirma que este hemisferio apresenta uma superioridade na producao e percepcao de todas as expressoes faciais emocionais. A hipotese de valencia defende uma superioridade do hemisferio esquerdo para emocoes positivas e do hemisferio direito para as negativas. A hipotese de valencia modificada defende que o hemisferio direito e especializado para as emocoes negativas, enquanto que ambos realizam o processamento de emocoes positivas. Objetivo: No presente estudo, buscou-se avaliar o padrao de dominancia hemisferica no reconhecimento de expressoes faciais emocionais em individuos com lesao cerebral direita e esquerda, apos AVC, e individuos saudaveis mediante a realizacao de duas tarefas experimentais (identificacao e discriminacao). Metodo: participaram do estudo um total de 26 individuos, sendo oito com lesao em hemisferio esquerdo (LHE), seis com lesao em hemisferio direito (LHD) e doze individuos saudaveis integrantes do grupo controle (GC). Cada participante foi submetido a tarefa de identificacao de expressoes faciais dinamicas, composta por 48 estimulos, na qual deveriam julgar qual face foi apresentada dentre oito opcoes de resposta. Na tarefa de discriminacao, composta por 104 estimulos, os sujeitos deveriam discriminar entre expressoes faciais iguais e diferentes. Resultados: A ANOVA de um fator e o teste post hoc com correcao de Bonferroni mostraram que para a tarefa de identificacao o grupo LHD apresentou melhor desempenho, seguido pelo grupo GC e LHE, com diferenca significativa entre os grupos LHE e GC (p=0,032). Para a tarefa de discriminacao, o melhor desempenho foi referente ao grupo GC, seguido pelo LHD com grupo LHE tendo o menor desempenho, com diferenca significativa entre os grupos LHE e GC (p=0,019). Em seguida, a ANOVA de medidas repetidas, com post hoc de Bonferroni, mostrou que houve diferenca significativa entre os grupos no reconhecimento de quatro expressoes faciais, sendo elas as faces de dor, medo, tristeza e face neutra. Conclusao: Os resultados deste estudo nao oferecem apoio as hipoteses do hemisferio direito, de valencia ou a hipotese de valencia modificada, visto que os grupos GC e LHD identificaram e discriminaram melhor do que o grupo LHE. Estudos como esse se mostram importantes para mensurar os deficits frente ao reconhecimento de expressoes faciais emocionais em individuos apos uma lesao cerebral, alem de contribuirem na elaboracao de estrategias de intervencao e reabilitacao pos-AVC.
  • PATRÍCIA KARLA URQUIZA
  • EFEITOS AGUDOS DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA ASSOCIADA AO TREINO MOTOR EM HEMIPARÉTICOS E VOLUNTÁRIOS E SAUDÁVEIS
  • Data: 27/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os deficits neurologicos decorrentes do AVC podem variar quanto a intensidade e quanto a duracao dos sintomas, sendo uma importante causa de incapacidade e afastamento do trabalho devido as sequelas, sendo a hemiparesia uma das mais caracteristicas. Objetivos: Investigar os efeitos agudos da ETCC associado ao treino motor em voluntarios hemipareticos e voluntarios saudaveis por meio de medidas eletrofisiologicas e funcionais. Metodos: Um total de 5 sujeitos hemipareticos (GP) passou em momentos distintos e conforme aleatorizacao pelas Condicoes A e B. Nas duas condicoes, foi realizada ETCC associada a um treino motor com o membro paretico. Na Condicao A o individuo recebeu estimulacao anodica no hemisferio cerebral afetado e na Condicao B, este recebeu estimulacao catodica no hemisferio cerebral nao afetado. No grupo de voluntarios saudaveis (GS), 10 individuos saudaveis, apos randomizacao, foram divididos entre as duas condicoes. Para avaliacao foram utilizados as escalas Box and Blocks Test (BBT), teste dos Nove Buracos e Pinos (9HPT), Dinamometria de Preensao Manual (DPM) e Eletroencefalografia (EEG) em em 3 tempos distintos: T0, linha de base, T1, pos ETCC, e T2, pos treino motor. Resultados: Nas medidas funcionais, foi encontrado resultado estatisticamente significativo no GP em relacao ao membro paretico para o BBT entre T0 e T1 (p=0,035) e para o 9HPT entre T0 e T2 (p=0,038). No GS, foi encontrada diferenca estatisticamente significativa apenas entre T0 e T2 no 9HPT (p=0,044). Na eletrofisiologia foi encontrada diferenca estatisticamente significativa no GS durante a imagetica motora no espectro de alfa entre os tres tempos (p=0,005) e na banda beta entre T0 e T2 (p=0,028) na movimentacao do index nao dominante. No GE, uniao do GP e do GS, foi encontrada diferenca estatisticamente significativa na banda de teta nos tres tempos (p=0,018) durante a tarefa de imagetica motora e em alfa e beta (T0 e T1, p=0,021; T0 e T2, p=0,021) durante a movimentacao do index. Conclusao: O protocolo proposto foi capaz de gerar e identificar respostas positivas em relacao ao uso da ETCC e do treino motor na destreza manual tanto em voluntarios hemipareticos quanto em sujeitos saudaveis. Sugere-se em estudos posteriores a adicao de um grupo com estimulacao simulada para evidenciar melhor a contribuicao isolada da ETCC e do treino motor.
  • PATRÍCIA KARLA URQUIZA
  • EFEITOS AGUDOS DA ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA POR CORRENTE CONTÍNUA ASSOCIADA AO TREINO MOTOR EM HEMIPARÉTICOS E VOLUNTÁRIOS E SAUDÁVEIS
  • Data: 27/03/2017
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Os deficits neurologicos decorrentes do AVC podem variar quanto a intensidade e quanto a duracao dos sintomas, sendo uma importante causa de incapacidade e afastamento do trabalho devido as sequelas, sendo a hemiparesia uma das mais caracteristicas. Objetivos: Investigar os efeitos agudos da ETCC associado ao treino motor em voluntarios hemipareticos e voluntarios saudaveis por meio de medidas eletrofisiologicas e funcionais. Metodos: Um total de 5 sujeitos hemipareticos (GP) passou em momentos distintos e conforme aleatorizacao pelas Condicoes A e B. Nas duas condicoes, foi realizada ETCC associada a um treino motor com o membro paretico. Na Condicao A o individuo recebeu estimulacao anodica no hemisferio cerebral afetado e na Condicao B, este recebeu estimulacao catodica no hemisferio cerebral nao afetado. No grupo de voluntarios saudaveis (GS), 10 individuos saudaveis, apos randomizacao, foram divididos entre as duas condicoes. Para avaliacao foram utilizados as escalas Box and Blocks Test (BBT), teste dos Nove Buracos e Pinos (9HPT), Dinamometria de Preensao Manual (DPM) e Eletroencefalografia (EEG) em em 3 tempos distintos: T0, linha de base, T1, pos ETCC, e T2, pos treino motor. Resultados: Nas medidas funcionais, foi encontrado resultado estatisticamente significativo no GP em relacao ao membro paretico para o BBT entre T0 e T1 (p=0,035) e para o 9HPT entre T0 e T2 (p=0,038). No GS, foi encontrada diferenca estatisticamente significativa apenas entre T0 e T2 no 9HPT (p=0,044). Na eletrofisiologia foi encontrada diferenca estatisticamente significativa no GS durante a imagetica motora no espectro de alfa entre os tres tempos (p=0,005) e na banda beta entre T0 e T2 (p=0,028) na movimentacao do index nao dominante. No GE, uniao do GP e do GS, foi encontrada diferenca estatisticamente significativa na banda de teta nos tres tempos (p=0,018) durante a tarefa de imagetica motora e em alfa e beta (T0 e T1, p=0,021; T0 e T2, p=0,021) durante a movimentacao do index. Conclusao: O protocolo proposto foi capaz de gerar e identificar respostas positivas em relacao ao uso da ETCC e do treino motor na destreza manual tanto em voluntarios hemipareticos quanto em sujeitos saudaveis. Sugere-se em estudos posteriores a adicao de um grupo com estimulacao simulada para evidenciar melhor a contribuicao isolada da ETCC e do treino motor.
  • INGRID EULALIA VIEIRA DE FARIAS
  • EFEITO ANSIOLÍTICO DO ÓLEO ESSENCIAL DE LAVANDA E DA AROMATERAPIA EM MULHERES NO CLIMATÉRIO
  • Orientador : LIANA CLEBIA DE MORAIS PORDEUS
  • Data: 24/03/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O climaterio representa o estado de transicao entre o periodo reprodutivo e o nao reprodutivo ocasionado devido ao envelhecimento ovariano. Com a falencia ovariana ha uma diminuicao dos niveis de estrogenio com presenca de sintomas desconfortaveis tais como a ansiedade que e um estado emocional humano definido como uma relacao existente entre o individuo associado a um ambiente hostil e aos processos neurofisiologicos decorrentes dessa relacao. E considerada patologica quando sua intensidade ou frequencia de resposta nao correspondem com a situacao que a desencadeia. Em mulheres na fase do climaterio esse tipo de desordem e comum e pode se manifestar atraves da alta presenca de irritabilidade, taquicardia, sudorese, fadiga e preocupacao com pequenos problemas. Terapias complementares e medicina alternativa sao intervencoes que vem sendo percebidas como efetivas no tratamento deste tipo de sintomatologia, porem mais naturais e economicas. Neste contexto, a massoterapia e a aromaterapia com oleo de lavanda se destacam como alternativas responsaveis pelo tratamento de inumeras doencas, dentre as quais os transtornos de ansiedade. Objetivos: Avaliar o efeito ansiolitico da massagem classica, e da massagem aromatica com oleo de lavanda em mulheres durante o climaterio atraves da inducao experimental da ansiedade utilizando a tecnica Video-Recorded Stroop Color-Word Test (VRSCWT). Metodos: A populacao do estudo foi constituida por voluntarias com idade entre 40 e 65 anos, N=49, distribuidas homogeneamente em tres grupos: GRUPO PLACEBO, GRUPO CONTROLE NEGATIVO, e GRUPO EXPERIMENTAL. Uma situacao ansiogenica foi induzida atraves do Video-recorded Stroop Color–Word Test (VRSCWT). Apos a tarefa, os grupos experimental e controle negativo foram submetidos a uma sessao de massagem com duracao de 20min, no primeiro grupo foi utilizado o oleo de lavanda e no segundo oleo placebo jojoba. A avaliacao dos parametros psicologicos do experimento foi atraves de escalas psicometricas (IDATE – T e IDATE-E), alem destas, medidas fisiologicas foram mensuradas (PA, FC, FR e SatO2). Resultados: Apos inducao experimental da ansiedade, houve aumento estatisticamente significativo da FC, FR e IDATE-E em todos os grupos, a massagem aromatica e a massoterapia isolada foram capazes de reverter os parametros fisiologicos para os niveis basais, porem com relacao ao IDATE-E, o grupo experimental obteve apos a intervencao uma queda do score abaixo do nivel basal. Conclusao: O metodo VRSCWT foi capaz de induzir a ansiedade experimentalmente, e as terapias foram capazes de reverter este quadro de ansiedade aguda. Porem, a massagem aromatica mostrou-se mais eficaz com relacao aos parametros psicometricos, provavelmente devido a relacao intima entre a aromaterapia e a estimulacao do lobo limbico.
  • IVANILDE CARLOS MOUREIRA NETA
  • Habilidades Auditivas de Escolares Com e Sem Transtorno de Leitura
  • Data: 09/03/2017
  • Hora: 13:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho apresenta dois estudos. O primeiro teve por objetivo analisar as habilidades auditivas de escolares com e sem transtorno de leitura. Participaram deste estudo 46 escolares, de ambos os sexos entre 9 e 11 anos de idades. Todos matriculados no 4º e 5º ano do ensino fundamental. Distribuidos em dois grupos, grupo clinico e grupo controle. Todos os participantes passaram pela avaliacao de leitura de palavras isoladas e da tecnica de Cloze. Posteriormente realizaram exames audiologicos e em seguida os testes que avaliam as habilidades auditivas (testes de localizacao, teste dicotico de digitos, teste de inteligibilidade de fala pediatrica, teste de padroes sequenciais de frequencia e teste de deteccao de intervalos aleatorios. Sobre os resultados destaca-se um melhor desempenho do grupo controle em relacao ao grupo clinico e a correlacao entre as habilidades de leitura e as habilidades de integracao binaural e resolucao temporal. Esse resultado aponta para a importancia dos testes de processamento auditivo compor os protocolos utilizados para avaliacao dos transtornos de leitura. Conclui-se que a insercao dos testes de processamento auditivo central na avaliacao de criancas com dificuldades de leitura e essencial para contribuicao de uma avaliacao minuciosa, o que norteara a intervencao terapeutica. O segundo artigo teve como objetivo investigar a relacao da leitura de palavras e compreensao de leitura em criancas de 9 a 11 anos de escolas publicas. Participaram deste estudo 77 criancas de ambos os sexos entre 9 e 11 anos de idades. Todos matriculados no 4º e 5º ano do ensino fundamental. Todos os participantes passaram pela avaliacao de decodificacao e compreensao de leitura (leitura de palavras isoladas e da tecnica de Cloze). Atraves dos testes utilizados para a investigacao sobre a decodificacao (Teste LPI) e compreensao de leitura (Tecnica de Cloze) conclui-se que a capacidade de leitura de palavras e indispensavel para que o individuo apresente um bom desempenho na compreensao de leitura.
  • IVANILDE CARLOS MOUREIRA NETA
  • HABILIDADES AUDITIVAS DE ESCOLARES COM E SEM TRANSTORNO DE LEITURA
  • Data: 09/03/2017
  • Hora: 13:30
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho apresenta dois estudos. O primeiro teve por objetivo analisar as habilidades auditivas de escolares com e sem transtorno de leitura, buscando assim resultados que possam apontar a importancia dos testes de processamento auditivo nos protocolos de avaliacao do transtorno de leitura. Participaram deste estudo 46 escolares, de ambos os sexos entre 9 e 11 anos de idades. Todos matriculados no 4º e 5º ano do ensino fundamental. Distribuidos em dois grupos, grupo clinico e grupo controle. Todos os participantes fizeram uso os instrumentos de avaliacao de leitura de palavras isoladas e da tecnica de Cloze. Posteriormente realizaram exames audiologicos e em seguida os testes que avaliam as habilidades auditivas (testes de localizacao, teste dicotico de digitos, teste de inteligibilidade de fala pediatrica, teste de padroes sequenciais de frequencia e teste de deteccao de intervalos aleatorios). Os resultados corroboraram com as hipoteses do estudo. Destaca-se o melhor desempenho do grupo controle em relacao ao grupo clinico e a correlacao entre as habilidades de leitura e as habilidades de integracao binaural e resolucao temporal. Esse resultado aponta para a importancia dos testes de processamento auditivo compor os protocolos utilizados para avaliacao dos transtornos de leitura. Conclui-se que a insercao dos testes de processamento auditivo central na avaliacao de criancas com dificuldades de leitura e essencial para contribuicao de uma avaliacao minuciosa, o que norteara a intervencao terapeutica. O segundo artigo teve como objetivo investigar a relacao da leitura de palavras e compreensao de leitura em criancas de 9 a 11 anos de escolas publicas. Participaram deste estudo 77 criancas de ambos os sexos entre 9 e 11 anos de idades. Todos matriculados no 4º e 5º ano do ensino fundamental. Todos os participantes fizeram uso os instrumentos de avaliacao de decodificacao e compreensao de leitura (leitura de palavras isoladas e da tecnica de Cloze). Atraves dos testes utilizados para a investigacao sobre a decodificacao (Teste LPI) e compreensao de leitura (Tecnica de Cloze) conclui-se que certa capacidade de leitura de palavras e necessaria para ler um texto com compreensao e que falhas na leitura de palavras prejudicam a compreensao adequada do texto.
  • CLAUDIA QUEZIA AMADO MONTEIRO
  • SINTOMAS DE DEPRESSÃO E TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS MENORES EM PACIENTES DISFÔNICOS E NÃO DISFÔNICOS
  • Data: 06/03/2017
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho de dissertacao objetivou relacionar as alteracoes de saude mental (Transtornos Psiquiatricos Menores e sintomas de depressao) com a disfonia. Este manuscrito e subdividido em tres artigos. Um artigo teorico que buscou investigar a literatura acerca da relacao entre depressao e disfonia. Um segundo artigo analisou a relacao dos transtornos psiquiatricos menores e sintomas de depressao em pacientes com e sem disfonia. Por fim, um terceiro artigo que verificou a predicao de transtornos psiquiatricos menores e sintomas depressivos para o desenvolvimento da disfonia. Os artigos empiricos tem como coleta de dados analises variaveis de saude mental (Self-Reporting Questionnaire - SRQ-20 e Inventario de depressao de Beck - BDI) e vocais (Escala de Sintomas Vocais e analise perceptivoauditiva) de 130 sujeitos com e sem disfonia. Os resultados principais refletem uma importante relacao dos fatores emocionais investigados e a disfonia. Os individuos disfonicos demonstraram mais sintomas de depressao, ansiedade e somatizacao quando comparados a nao disfonicos. Alem disso, os transtornos psiquiatricos menores se apresentaram como fatores de risco para disfonia.
  • CAMILA TERESA PONCE DE LEON MENDONÇA TAGLIAFERRO
  • EFEITOS DA NEUROMODULAÇÃO E INTERVENÇÃO COGNITIVA NA MEMÓRIA DE PACIENTES COM DOENÇA DE ALZHEIMER LEVE
  • Orientador : NELSON TORRO ALVES
  • Data: 23/02/2017
  • Hora: 08:30
  • Mostrar Resumo
  • A doenca de Alzheimer (DA) e a demencia mais prevalente no mundo. O diagnostico e clinico e multiprofissional, assim como o seu tratamento. Atualmente, enquadra-se no campo das doencas neurocognitivas, ou seja, o comprometimento cognitivo e o ponto central na patologia. A maior parte dos pacientes no estagio inicial, referem dificuldades em recordar fatos recentes, alteracoes no humor e dificuldades na realizacao de algumas atividades da vida diaria. Ate o presente momento, nao existe tratamento curativo para a doenca, mas ha tecnicas terapeuticas que podem auxiliar na estabilizacao desta. A terapia farmacologica e a mais difundida entre os pacientes, todavia, estudos comprovam que, quando associada a outras tecnicas complementares, as respostas apresentadas pelos pacientes sao positivamente mais expressivas. Nesse contexto, a intervencao cognitiva (IC) e a estimulacao transcraniana por corrente continua (ETCC) tem se apresentado como ferramentas auxiliaresno processo de estabilizacaodo quadro. Poucos estudos referem a combinacao destas tecnicas associadas ao tratamento tradicional. Desta forma, a presente pesquisa teve como objetivo principal avaliar os efeitos adjuvantes da estimulacao transcraniana por corrente continua e a intervencao cognitiva sobre a memoria de pacientes com Doenca de Alzheimer em estagio inicial. A presente pesquisa contou com a participacao de 18 sujeitos alocados aleatoriamente em 4 grupos: 1- ETCC ativa + Intervencao cognitiva; 2- ETCC sham + Intervencao cognitiva; 3- ETCC ativa + Intervencao cognitiva placebo; 4- ETCC sham + Intervencao cognitiva placebo. Para avaliacao da memoria, foram aplicados os testes de evocacao de palavras, teste de categoria de animais, teste de cubos de Corsi, sequencia de digitos inverso e sequencia de numeros e letras. Para fins de rastreio na cognicao, foram aplicados o ADAS-Cog, e MEEM. A intervencao consistiu em 3 sessoes semanais durante 2 meses, totalizando 24 sessoes. Para a ETCC a intensidade da corrente foi de 2m/A, enquanto que os parametros para a IC estavam contextualizados com as funcoes desempenhadas pelas 6 regioes eleitas para receber a ETCC. Os resultados indicaram que nao houve diferenca significativa entre os grupos. No entanto, considerando o momento pre e pos terapia, efeitos significativos foram observados no tocante a memoria de trabalho e no MEEM nos dois grupos em que a ETCC se manteve ativa, sugerindo que esta e uma ferramenta em potencial para terapia adjuvante no tratamento da Doenca de Alzheimer.
  • ESTEPHANE ENADIR LUCENA DUARTE PEREIRA
  • FUNÇÕES EXECUTIVAS EM CRIANÇAS COM TDAH, DIFICULDADES DE LEITURA E A COMORBIDADE TDAH-DIFICULDADES DE LEITURA
  • Data: 22/02/2017
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Pereira, Estephane Enadir Lucena Duarte. (2017). Funcoes Executivas em criancas com TDAH, dificuldades de leitura e a comorbidade TDAH-dificuldades de leitura. Dissertacao de Mestrado, Centro de Ciencias Humanas e Letras, Universidade Federal da Paraiba, Joao Pessoa. A presente investigacao apresenta dois estudos. O primeiro teve por objetivo analisar o perfil das funcoes executivas em criancas com TDAH, dificuldades de leitura e a comorbidade TDAH-dificuldades de leitura. Participaram deste estudo 104 estudantes, de ambos os sexos, entre 8 e 11 anos. Todos estavam regulamente matriculados no 3º, 4º e 5º do ensino fundamental. Eram provenientes de escolas publicas, clinicas e do hospital universitario do municipio de Joao Pessoa-PB. O segundo estudo buscou avaliar o efeito das funcoes executivas na leitura de criancas do 3º ao 5º ano do ensino fundamental I. Compuseram a amostra 63 criancas, de ambos os sexos, com idade variando de 8 a 11 anos. Todos eram oriundos de escolas publicas de Joao Pessoa. Ambos os estudos fizeram uso dos mesmos instrumentos para avaliacao da inteligencia (matrizes progressivas coloridas de Raven), leitura (tecnica de cloze e teste de competencia de palavras e pseudopalavras) e funcoes executivas (blocos de corsi, teste de fluencia verbal, teste de trilhas, teste de cinco digitos e digit span). Os resultados do estudo 1 apresentou evidencias do perfil diferenciado das funcoes executivas nos grupos clinicos. A pesquisa atendeu em parte as hipoteses elencadas, a saber: o grupo TDAH mostrou algumas diferencas no desempenho em funcoes executivas em relacao ao grupo comorbido. Os estudantes com dificuldades em leitura apresentaram algumas semelhancas no desempenho em funcoes executivas em comparacao ao grupo comorbido. E o grupo controle obteve desempenho elevado em funcoes executivas em comparacao aos grupos dificuldades de leitura e comorbido. Destaca-se uma semelhanca de desempenho entre criancas de desenvolvimento tipico e com o TDAH. Nota-se ainda que as criancas com comorbidade apresentaram menor desempenho em todas as tarefas de funcoes executivas em relacao aos demais grupos. Sao discutidas as semelhancas e diferencas encontradas no desempenho entre os grupos com as pesquisas da area. Elencam-se novas linhas de investigacao e limitacoes. O estudo 2 demonstrou o efeito positivo das funcoes executivas na decodificacao e compreensao leitora de criancas. A memoria de trabalho apresentou papel de destaque na decodificacao. Enquanto as habilidades de controle inibitorio, memoria de trabalho visuoespacial e fluencia semantica contribuiram significativamente na previsao da compreensao. Ressalta-se que as funcoes executivas nao explicaram completamente a variacao na leitura, indica que outras habilidades estao envolvidas nesse processo. Com base nos dois estudos, conclui-se que as funcoes executivas se diferenciam nos transtornos estudados, com perfis diferentes entre si. E que esta competencia exerce efeito positivo na leitura de criancas. Ambos as investigacoes contribuiram para as pesquisas da area.
  • LARA FECHINE PIQUET DA CRUZ
  • FUNÇÕES EXECUTIVAS E ATENÇÃO: ANÁLISE EM CRIANÇAS COM TDAH COM E SEM USO DO METILFENIDATO
  • Data: 22/02/2017
  • Hora: 09:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O Transtorno do Deficit de Atencao/Hiperatividade (TDAH) e um transtorno neuropsicologico que afeta negativamente a qualidade de vida dos pacientes e acomete cerca de 3 a 7% das criancas em idade escolar. O transtorno possui como triade sintomatologica a desatencao, hiperatividade e impulsividade e tambem esta relacionado a deficits nas funcoes executivas (FE’s), atencao e fluencia verbal. O metilfenidato e o psicoestimulante mais utilizado no tratamento do TDAH. O aumento do consumo do metilfenidato e do diagnostico de TDAH, muito vezes confundido com problemas escolares, e a pressao que as criancas sofrem para que tenham bom desempenho atencional e de FE’s, levam a necessidade de mais estudos sobre TDAH, uso do metilfenidato e sua relacao com as FE’s, atencao e tambem fluencia. A partir disso, o presente estudo foi delineado de modo a avaliar as funcoes executivas e atencao em criancas e/ou adolescentes com TDAH com e/ou sem uso do metilfenidato. Para isso, esta dissertacao apresenta um primeiro artigo de revisao sistematica de pesquisas que envolvem analise neuropsicologica do desempenho das funcoes executivas e atencao em criancas e/ou adolescentes com TDAH em utilizacao ou nao do metilfenidato. Neste, das 71 publicacoes encontradas entre 2010 e 2016, foram selecionados 6 estudos que preencheram os criterios de inclusao estabelecidos em duas etapas distintas, enquanto os demais artigos preencheram os criterios de exclusao. Foi encontrado que a eficacia do metilfenidato e melhor comprovada no controle inibitorio e na flexibilidade cognitiva, mas ha a necessidade de mais estudos no que se refere a eficacia do medicamento na memoria de trabalho e atencao. Seguidamente, o segundo artigo desta dissertacao e um estudo empirico que buscou analisar os tres principais subtipos de funcoes executivas, atencao sustentada, seletiva e alternada e a fluencia verbal de criancas com TDAH que usam o metilfenidato. Participaram do estudo 71 criancas que foram divididas em tres grupos: 38 delas fizeram parte do grupo controle, 13 fizeram parte do grupo de TDAH com metilfenidato e 20 compuseram o grupo de TDAH sem metilfenidato. Apos ser realizada ANOVA a um fator e analise de correspondencia, concluiu-se que as criancas com TDAH em uso do metilfenidato possuem um perfil rebaixado de funcoes executivas, atencao e fluencia verbal. Por fim, observa-se que nao ha unanimidade com relacao a um melhor ou pior desempenho em funcoes executivas, atencao e fluencia de criancas com TDAH que usam metilfenidato e ressalta-se a necessidade de novas pesquisas sobre este transtorno e o uso do metilfenidato, dada a importancia de conhecer mais sobre o TDAH e seu tratamento para que possam ser minimizados os sintomas e os danos que este causa ao paciente e as pessoas que convivem com ele, e, assim, para que possa ser proporcionada uma melhor qualidade de vida ao sujeito.
  • HEMERSON FILLIPY SILVA SALES
  • Desenvolvimento de um banco de itens para Avaliar o Transtorno Depressivo Maior.
  • Data: 17/02/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O objetivo dessa pesquisa foi desenvolver um banco de itens para avaliar o Transtorno Depressivo Maior (TDM), tendo como foco a gravidade da doenca. Para isso foram elaborados 150 itens, embasados tanto pelos criterios diagnostico do DSM-V para o TDM como pelos itens do BDI. O estudo se deu em duas fases: analises teorica dos itens e pre-teste. A analise teorica compreendeu duas etapas: a analise de juizes, que contou com a colaboracao de tres especialistas e a analise semantica, da qual participaram 7 sujeitos divididos em dois grupos. Para o pre-teste utilizou-se uma amostra nao probabilistica (de conveniencia) de 501 participantes das cidades de Parnaiba-PI e Joao Pessoa- PB. A maior parte do sexo feminino (61,9%), solteiros (58,5%) e com idades entre 18 e 76 anos (M= 30,09/DP=12,01). Para fase de coleta de dados os itens foram divididos em dois conjuntos (A e B). Quanto aos resultados da analise teorica, 14 itens foram eliminados e 35 tiveram que ser modificados por sugestao dos juizes e 4 itens foram modificados por sugestao dos participantes. Os resultados do pre-teste foram divididos em duas partes, sendo primeira para verificar a unidimensionalidade e a independencia local dos conjuntos de itens e a segunda para calibra-los. Para verificar o pressuposto de unidimensionalidade foram realizadas analises fatoriais e o metodo Hull. Essas duas analises mostraram que os dois conjuntos (A e B) apresentaram apenas um fator com valores alfa excelentes (0,93 e 0,96, respectivamente), corroborando assim unidimensionalidade dos conjuntos e consequentemente assegurando a independencia local desses. Ja a calibracao dos itens foi realizada por meio do Modelo de Resposta Gradual (GRM). As primeiras estimacoes mostraram a necessidade de excluir alguns itens por apresentar baixa discriminacao(a), alem de evidenciar que outros precisariam ser recategorizados. Apos as recategorizacoes, realizou-se uma nova estimacao na qual todos os itens, enfim, apresentaram-se adequados. Por fim, confia–se que o objetivo proposto tenha sido satisfeito. O banco de itens apresentou bons parametros psicometricos, estando o mesmo calibrado e pronto para ser utilizado para prover Testes Adaptativos Computadorizados (CATs).
  • MARIA DO CARMO PEDROZA TRAJANO
  • RELAÇÃO DA PERCEPÇÃO DO ZUMBIDO E ANSIEDADE
  • Data: 16/02/2017
  • Hora: 15:00
  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho de dissertacao teve como objetivo geral investigar a relacao da percepcao do zumbido com os niveis de ansiedade na literatura e tambem apos o teste de Simulacao de Falar em Publico (SFP). A estrutura deste trabalho e composta por dois artigos: o primeiro trata-se de uma revisao intitulada “zumbido e ansiedade: uma revisao sistematica”, cujo objetivo foi realizar uma busca na literatura, nacional e internacional nos ultimos dez anos, sobre a relacao do zumbido e a ansiedade. O estudo concluiu que existe uma estreita relacao entre o zumbido e os disturbios psiquiatricos menores, a exemplo da ansiedade e ainda que, os protocolos mais utilizados nacional e internacionalmente para avaliacao dos niveis de ansiedade sao o Inventario de Ansiedade Traco-Estado e para o zumbido, o Tinnitus Handicap Inventory. O segundo artigo foi resultado de uma pesquisa clinica e experimental, intitulado: “Relacao da percepcao do zumbido com niveis de ansiedade pre e pos tarefa ansiogenica” e teve como objetivo investigar a relacao da percepcao do zumbido com os niveis de ansiedade nos momentos “pre”, “durante” e “pos” teste de Simulacao do Falar em Publico - SFP. O estudo demonstrou existir uma correlacao entre o zumbido e os niveis de ansiedade nao induzida, mas nao conseguiu correlacionar o zumbido a ansiedade experimental, visto que o teste de SFP nao gerou ansiedade no grupo em estudo, composto por individuos com zumbido.
  • VIVIANNE FREITAS OLIVEIRA ASFORA
  • Autorregulação da aprendizagem em crianças no contexto da violência intrafamiliar
  • Data: 14/02/2017
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Pesquisas recentes indicam que a violencia contra criancas afeta significativamente o equilibrio neurobiologico e psicologico das vitimas, sobretudo quando quem a pratica sao aquelas pessoas que deveriam protege-las. Contudo, pouco se conhece sobre o seu impacto na autorregulacao da aprendizagem, cujo dominio pode levar ao sucesso academico e profissional. Esta pesquisa teve como objetivo principal comparar dois grupos de criancas vitimas e nao vitimas de violencia intrafamiliar no que se refere a autorregulacao da aprendizagem (ARA). Como objetivos especificos buscou-se desenvolver uma medida adequada e com bons parametros psicometricos para avaliar a ARA, assim como para verificar se existem diferencas entre vitimas e nao vitimas de violencia. Participaram deste estudo uma amostra de conveniencia (nao probabilistica) de 220 criancas e adolescentes de Joao Pessoa-PB, com idades entre 9 e 13 anos. Dessas, 20 eram vitimas de violencia e moravam em abrigos provisorios. Para a analise dos dados foi utilizado os softwares Factor (10.3.01) e SPSS (20.0), sendo o primeiro empregado para realizar Analises dos Componentes Principais e analises de consistencia interna e o segundo para analises descritivas. Quanto aos resultados, pode-se constatar que o instrumento desenvolvido apresenta bons parametros psicometricos, sendo o mesmo valido e preciso, que pode ser utilizado para avaliar a autorregulacao da aprendizagem em criancas tanto para fins de pesquisa quanto para fins de diagnostico. Em relacao ao objetivo principal, os achados corroboraram a hipotese de que haveria diferencas entre criancas vitimas e nao vitimas quanto a ARA, sendo as primeiras menos autorreguladas em suas aprendizagens. Tambem foram observadas diferencas significativas em relacao ao genero, o que nao havia sido previsto inicialmente. A partir dos resultados encontrados, espera-se favorecer intervencoes no processo de ensino-aprendizagem de criancas que vivenciam a problematicada violencia intrafamiliar.
  • VIVIANNE FREITAS OLIVEIRA ASFORA
  • Autorregulação da aprendizagem em crianças no contexto da violência intrafamiliar
  • Data: 14/02/2017
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Pesquisas recentes indicam que a violencia contra criancas afeta significativamente o equilibrio neurobiologico e psicologico das vitimas, sobretudo quando quem a pratica sao aquelas pessoas que deveriam protege-las. Contudo, pouco se conhece sobre o seu impacto na autorregulacao da aprendizagem, cujo dominio pode levar ao sucesso academico e profissional. Esta pesquisa teve como objetivo principal comparar dois grupos de criancas vitimas e nao vitimas de violencia intrafamiliar no que se refere a autorregulacao da aprendizagem (ARA). Como objetivos especificos buscou-se desenvolver uma medida adequada e com bons parametros psicometricos para avaliar a ARA, assim como para verificar se existem diferencas entre vitimas e nao vitimas de violencia. Participaram deste estudo uma amostra de conveniencia (nao probabilistica) de 220 criancas e adolescentes de Joao Pessoa-PB, com idades entre 9 e 13 anos. Dessas, 20 eram vitimas de violencia e moravam em abrigos provisorios. Para a analise dos dados foi utilizado os softwares Factor (10.3.01) e SPSS (20.0), sendo o primeiro empregado para realizar Analises dos Componentes Principais e analises de consistencia interna e o segundo para analises descritivas. Quanto aos resultados, pode-se constatar que o instrumento desenvolvido apresenta bons parametros psicometricos, sendo o mesmo valido e preciso, que pode ser utilizado para avaliar a autorregulacao da aprendizagem em criancas tanto para fins de pesquisa quanto para fins de diagnostico. Em relacao ao objetivo principal, os achados corroboraram a hipotese de que haveria diferencas entre criancas vitimas e nao vitimas quanto a ARA, sendo as primeiras menos autorreguladas em suas aprendizagens. Tambem foram observadas diferencas significativas em relacao ao genero, o que nao havia sido previsto inicialmente. A partir dos resultados encontrados, espera-se favorecer intervencoes no processo de ensino-aprendizagem de criancas que vivenciam a problematicada violencia intrafamiliar.
2016
Descrição
  • NELSON BRUNO DE ALMEIDA CUNHA
  • EFEITO AGUDO DO ÓLEO ESSENCIAL DE LAVANDULA ANGUSTIFOLIA EM TABAGISTAS COM SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA
  • Data: 24/11/2016
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O tabagismo e considerado pela Organizacao Mundial da Saude (OMS) a principal causa de morte evitavel em todo o mundo, responsavel por 63% de todas estas, matando um numero de 36 milhoes de pessoas a cada ano. Os sintomas desagradaveis resultante da suspensao ou reducao do consumo de cigarros estao associados a um quadro reconhecido como sindrome de abstinencia. Alem disso, ansiedade aumentada, bem como o craving, que corresponde ao reflexo de intensa motivacao pelo consumo da droga, estao presentes na referida sindrome, dificultando o tratamento do tabagismo. Estudos cientificos demonstram que a aromaterapia tem sido uma das alternativas viaveis e barata para tratar sintomas de ansiedade, e, existindo associacao desta com o craving, este trabalho objetivou a investigar os efeitos do uso do oleo essencial de Lavandula angustifolia em tabagistas com sintomas de abstinencia. Para tal, realizou-se um ensaio clinico farmacologico do qual participaram 60 pacientes que foram divididos em tres grupos. Por conveniencia, cada grupo foi composto aleatoriamente por 20 tabagistas. O grupo experimental utilizou o oleo essencial de Lavandula angustifolia uma unica vez por meio da via inalatoria (mascara cirurgica); o grupo controle negativo fez uso de uma substancia placebo, adotando-se a mesma via; e o grupo controle positivo recebeu o tratamento convencional de nicotina transdermica. Antes e apos as respectivas intervencoes, em cada grupo, foram mensurados os parametros fisiologicos e submeteram-se aos seguintes testes psicologicos: Escala Analogica do Humor e IDATE-E para avaliacao do estado de ansiedade, e o QSU-b, que mensura o nivel de craving. Os resultados deste estudo evidenciaram reducao da ansiedade, craving, pressao arterial sistolica e frequencia respiratoria mediante uso do oleo essencial em mesma proporcao a nicotina transdermica. Tais achados sugerem que a lavanda, por seus efeitos ansioliticos, poderia ser uma alternativa para tratar o craving.
  • RENATA TOSCANO SOBREIRA CAMURÇA
  • "Interferência dos hormônios femininos na Ansiedade em mulheres durante o ciclo menstrual"
  • Data: 24/10/2016
  • Hora: 13:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho de dissertacao e subdividido em doisartigos. No primeiro, intitulado“Ciclo menstrual e ansiedade: uma revisao sistematica”,identificou-se a importancia de considerar a fase do ciclo menstrual para uma melhor comparacao da flutuacao hormonal, bem como a necessidade da utilizacao de instrumentos que avaliem os niveis e aspectos da ansiedade. Os achados deste estudo respaldam o uso do Inventario de Ansiedade Traco-Estado(IDATE)como instrumento de mensuracao da ansiedade, sendo o instrumento mais utilizado em pesquisas. O segundo artigo, construido com dados empiricos, tem como titulo “Interferencia da flutuacao hormonal na ansiedade em mulheres durante o ciclo menstrual”. Neste, observou-se um maior valor do IDATE-E durante a fase lutea do ciclo menstrual. Nao foi possivel verificar uma correlacao estatisticamente significante entre a ansiedade-estado nas diferentes fases do ciclo menstrual, assim como naoseobservou correlacao significativa entre os niveis de cortisol nem de estradiol com o IDATE-E.
  • JAYANA RAMALHO VENTURA
  • SONO E MEMÓRIA EM PACIENTES COM ESQUIZOFRENIA E PARENTES NÃO ACOMETIDOS
  • Data: 29/04/2016
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A Esquizofrenia e um transtorno neuropsiquiatrico que predispoe fatores geneticos, comportamentais e cognitivos. A sintomatologia da Esquizofrenia causa prejuizos a fatores comportamentais do sono, estes, por sua vez, estao associados a plasticidade e consolidacao de processos neurocognitivos. Esta dissertacao teve o objetivo de avaliar o efeito da qualidade de sono na memoria de trabalho e funcoes executivas de pacientes esquizofrenicos e seus parentes nao acometidos. Ela foi dividida em dois artigos: (I) Funcoes cognitivas de Pacientes com Esquizofrenia e de Parentes Nao Acometidos: uma revisao sistematica, que realizou uma revisao da literatura sobre os apectos cognitivos e da qualidade de sono de pacientes esquizofrenicos e seus parentes nao psicoticos. Utilizou-se como ferramenta as bases de dados Pubmed e Medline durante o periodo de 2000 a 2016. Foi avaliada a Esquizofrenia associada as seguintes palavras-chave: “memory”, “attention” e “executive function” de forma combinada as palavras “siblings AND sleep”. Do total de 421 artigos encontrados, quatro cumpriram os criterios de inclusao. Os resultados constataram que existe deficit cognitivo da memoria, atencao e funcoes executivas em pacientes esquizofrenicos e seus parentes nao acometidos associado aos prejuizos nas ondas deltas dos fusos do sono; (II) Sono e Memoria em Pacientes com Esquizofrenia e Parentes Nao Acometidos, que avaliou os aspectos da qualidade de sono e associou medidas de memoria e funcoes executivas de pacientes esquizofrenicos e seus parentes nao acometidos. Participaram desta pesquisa 85 voluntarios de ambos os sexos com idade entre 24 e 58 anos, divididos em tres grupos: esquizofrenicos (GEez: n = 25; M = 44,52; DP = 7,4); parentes nao acometidos (GEp: n = 30; M = 41,93; DP = 10,5); e individuos controles saudaveis (GE: n = 30; M = 38,17; DP = 8,6). Utilizou-se como instrumentos o Questionario de Qualidade do Sono de Pittsburgh e o Questionario de Identificacao de Cronotipo de Horne e Ostberg; e os testes neuropsicologicos de Figura Complexa de Rey-Osterriech e Sequencia de Numeros e Letras. Os resultados mostraram diferenca significativa na qualidade de sono em GE quando comparados ao GEez (U=26,5; z=5,96; p < 0,001) e Gep (U=238,5; z=-3,21; p < 0,01), e nos testes de Figura Complexa de Rey copia memoria e na Sequencia de Numeros e Letras o GC apresentaram melhor escore bruto quando comparado aos GEez (U=26,5; z=-5,96; p < 0,001) e Gep (U=238,5; z=-3,21; p < 0,01). Conclui-se que os pacientes com Esquizofrenia e seus parentes nao acometidos possuem alteracoes em aspectos comportamentais do sono bem como nos processos neurocognitivos de memoria de trabalho e funcoes executivas.
  • IZA NEVES DE ARAUJO NASCIMENTO
  • Elaboração e Validação de um Banco de Expressões Faciais de Bebês
  • Data: 28/04/2016
  • Hora: 16:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As expressoes faciais sao uma forma de comunicacao nao verbal importante nas relacoes interpessoais. Muitos estudos tem buscado compreender o desenvolvimento emocional, cognitivo e social por meio da analise da expressao e percepcao de emocoes faciais. Apesar disso, ainda existem poucos trabalhos realizados com a tematica na primeira infancia. O objetivo deste estudo foi elaborar e validar um banco de expressao facial de bebes na faixa etaria de 4 a 24 meses. Esta pesquisa caracteriza-se como um estudo metodologico, descritivo, exploratorio, transversal com abordagem quantitativa. Metodologicamente, foi dividida em tres etapas. Na primeira etapa, foi realizada a captura fotografica das imagens faciais de 30 bebes para as expressoes correspondentes as emocoes de alegria, tristeza, nojo e dor e face neutra. Na segunda etapa, a partir de um conjunto de 240 fotografias, foram selecionadas por quatro juizas 80 imagens de 16 bebes (oito meninas e oito meninas) para serem avaliadas na fase seguinte do estudo. A terceira etapa envolveu a validacao das expressoes faciais por 150 puerperas, divididas em dois grupos: 75 primiparas e 75 multiparas com media de idade de 25,6 anos (DP = 5,67), que realizaram parto eutocico (normal), hemodinamicamente estaveis e admitidas em uma maternidade publica. Nessa tarefa, as participantes deveriam identificar a emocao facial de cada imagem dos bebes de acordo com as cinco categoriais estabelecida (alegria, tristeza, nojo e dor, neutra). A analise dos dados nao mostrou diferencas significativas entre as primiparas e multiparas no reconhecimento das expressoes faciais. De maneira geral, as expressoes de alegria e neutra apresentaram melhores indices de reconhecimento com valores medios de 85,3 % (DP= 1,2) e 87,0 % (DP=1,5), respectivamente. A emocao de tristeza foi a menos reconhecida com media de 51,1 % (DP=1,4). Nao se verificou interacao estatisticamente significativa entre o sexo do modelo e paridade. No entanto, foi encontrada uma interacao entre a expressao facial e o sexo indicando que as expressoes de dor e neutra foram mais bem reconhecidas que as demais emocoes para os modelos masculinos quando comparados aos femininos (p < 0,001) e a expressao de nojo nos modelos femininos teve uma media de reconhecimento maior do que nos masculinos (p < 0,001). A relacao entre o reconhecimento das expressoes faciais e idade materna evidenciou que, quanto maior a idade, maior o reconhecimento das multiparas para faces de nojo e das primiparas para a emocao de dor. No processo de validacao, foram excluidos tres modelos do banco de expressoes faciais que apresentaram indices reduzidos (< 40%) para o reconhecimento de pelo menos uma das emocoes. Dessa forma, o banco de faces resultante do estudo incluiu 65 imagens de 13 modelos, 6 femininos e 7 masculinos, com bons indices de reconhecimento na tarefa de identificacao das expressoes faciais.
  • DAVI DRIESKENS CARVALHO DE CASTRO SÁ BARRETO
  • A área hipocampal CA1 é essencial para a memória similar à episódica
  • Data: 31/03/2016
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A memoria episodica e uma memoria declarativa rica em contexto espacial e temporal. Este tipo de memoria tem sido atribuido apenas a humanos, mas alguns animais tem demonstrado uma memoria similar a episodica, baseada em criterios que podem ser mostrados atraves do comportamento e, tida como a memoria para eventos (“o que”) que ocorreram em um devido local (“onde”) e num determinado espaco de tempo (“quando”). Para ser considerada uma memoria similar a episodica, estes aspectos comportamentais devem ser evocados de forma integrada e associativa, nao havendo a possibilidade de se recordar cada aspecto separado. Ha algum tempo tem sido demonstrado que o lobo temporal medial (LTM) e importante para processos que envolvem caracteristicas da memoria similar a episodica e, o hipocampo e areas como os cortices perirrinal, posrrinal, entorrinal e pre-frontal medial parecem estar envolvidas em um ou mais dos aspectos comportamentais deste tipo de memoria. Neste trabalho nos procuramos avaliar o papel da area hipocampal CA1 em uma tarefa de memoria similar a episodica integrativa dos tres aspectos comportamentais atraves da inativacao bilateral com o agonista GABAA muscimol. Para tal, utilizamos 24 ratos wistar machos de 3 a 4 meses de idade, pesando entre 270-360g e mantidos em condicoes controladas. Esta tarefa e realizada em uma arena circular e e baseada no paradigma da novidade, que aponta que em estado saudavel, ratos sempre vao preferir explorar algo novo. Foram realizadas tres sessoes na tarefa: a sessao de amostra 1, amostra 2 e teste. Cada sessao teve duracao de cinco minutos e o intervalo entre sessoes foi de uma hora. Na sessao de amostra 1 foi permitido que o animal explorasse quatro objetos novos (A) em disposicoes especificas. Na sessao de amostra 2 quatro novos objetos (B) foram expostos, sendo dois alocados em posicoes ocupadas pelos objetos “A” e dois em novas posicoes. Na sessao de teste os animais entraram em contato dois objetos da primeira sessao e, dois objetos da segunda sessao, onde um objeto de cada sessao era estacionario em relacao a sua posicao inicial (A1 e B1) e outro objeto era deslocado (A2 e B2). O padrao de exploracao esperado para esta tarefa e de A1>B1 (padrao temporal), B2>B1 (padrao espacial) e A1>A2 (padrao integrativo). Os animais do grupo controle conseguiram evocar o episodio na sessao de teste da tarefa, enquanto que os animais do grupo experimental nao conseguiram e, isto nao foi influenciado por uma falta de motivacao em explorar por parte do grupo experimental. Um exame histologico verificou a posicao correta das canulas e agulhas de infusao para a area CA1. Concluimos que CA1 e importante para a resolucao da tarefa, mas nao fica claro se o e por influenciar no reconhecimento de objetos, ou porque influenciou diretamente no processamento dos aspectos espacial e temporal.
  • ANA MERCIA BARBOSA LEITE FERNANDES
  • RECONHECIMENTO DE FACES DE ALEGRIA E DOR, CAPACIDADE ATENCIONAL E VARIABILIDADE DA FREQUÊNCIA CARDÍACA EM MULHERES COM FIBROMIALGIA
  • Data: 29/02/2016
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A fibromialgia (FM) e uma sindrome caracterizada por dor generalizada cronica que afeta predominantemente mulheres entre 40 a 55 anos. A presenca de pontos dolorosos, fadiga, alteracao na qualidade do sono, deficits cognitivos, disfuncao autonomica, ansiedade e depressao estao comumente associadas a doenca. Essas alteracoes podem afetar o processamento de informacoes e o reconhecimento de expressoes faciais da emocao. Objetivo: avaliar o Tempo de Reacao Manual (TRM) diante de expressoes faciais dinamicas de alegria e dor e a Variabilidade da Frequencia Cardiaca (VFC) em mulheres com FM, controles e estudantes. Tambem foram avaliadas a percepcao da dor, sintomas de depressao e ansiedade, capacidade de atencao e flexibilidade cognitiva. Metodo: participaram do estudo 90 mulheres, sendo 30 pacientes com FM, 28 mulheres adultas sem dor cronica (grupo controle) e 32 estudantes universitarias. Para registro do TRM foram utilizados o software E-Prime para apresentacao central das faces de alegria e dor (4 femininas e 4 masculinas) e uma caixa de resposta (SRBox) com teclas lateralizadas. Cada participante realizou 4 blocos contrabalanceados com 16 estimulos de treino e 80 faces cada, identificando a expressao de cada face (alegria ou dor). A intensidade de dor foi avaliada pela Escala Visual Analogica (EVA), depressao e ansiedade pelo BDI e BAI (Beck Depression Inventory e Beck Anxiety Inventory) e a atencao pelo Trail Making Test (TMT). Para a mensuracao da VFC foi utilizado um cardiofrequencimetro da marca Polar, modelo RS800CX, cujo sinal foi captado pelo software Polar Pro Trainer 5 e avaliado com o programa Kubios. Resultados: a ANOVA para medidas repetidas e a analise post hoc de Bonferroni mostrou que as fibromialgicas apresentaram maior TRM em relacao aos demais grupos (p 0,05). A VFC nao foi diferente entre FM e controles, mas as medidas de RMSSD, SD1, SD2 e LF foram menores em FM do que nos estudantes (p < 0,05). A VFC correlacionou-se negativamente com a EVA quando os grupos foram analisados juntamente. Conclusao: deficits cognitivos relacionados a menor capacidade de manter a atencao podem reduzir a resposta motora diante de expressoes faciais. Faces masculinas de dor facilitam o comportamento motor por, talvez, serem consideradas situacoes potencialmente ameacadoras. Quanto menor a percepcao da intensidade de dor, mais eficiente foi a regulacao autonomica, indicada pelos indices de VFC. Outros estudos, no entanto, sao necessarios para melhor compreender a avaliacao da dor e as mudancas na VFC em individuos com dor cronica, especialmente em fibromialgicos.
  • GABRIEL CHAVES NETO
  • EFEITO DO OLEO ESSENCIAL DE CITRUS AURANTIUM L. NOS NIVEIS DE ANSIEDADE EM USUARIOS DE CRACK
  • Data: 29/02/2016
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A dependencia quimica na atualidade e um fenomeno amplamente discutido, ganhou maior relevo na comunidade mundial a partir do seculo XX, entre as drogas, destaca-se o crack, uma das formas de apresentacao da cocaina. Os dependentes de crack que procuram tratamento para abandono do uso da droga enfrentam a abstinencia, periodo cercado de ansiedade. A ansiedade se apresenta como um estado de tensao, apreensao e desconforto, envolvendo fatores emocionais e fisiologicos. Estudos apresentam resultados da eficacia da aromaterapia com oleos essenciais no alivio dos sintomas de ansiedade e dentre as especies utilizadas destaca-se a Citrus aurantium L.. Com um numero elevado de dependentes de crack em nosso pais e inumeras dificuldades para permanecer em tratamento, faz-se necessario a busca por medidas alternativas que auxiliem e contribuam para a eficacia do tratamento. O estudo teve como objetivo a investigacao clinica do potencial ansiolitico do Citrus aurantium L. em dependentes de crack em estado de abstinencia. Trata-se de um estudo experimental, desenvolvido com usuarios internos em fazendas terapeuticas para dependentes quimicos na Paraiba e voluntarios nao usuarios. A amostra foi constituida por 51 voluntarios, que foram subdivididos em tres grupos. Para eliciar a ansiedade foi utilizado o Teste de Simulacao de Falar em Publico (TSFP). Foram mensuradas medidas fisiologicas nos momentos do experimento utilizando equipamentos adequados e medidas psicologicas dos niveis de ansiedade utilizando o Inventario de Ansiedade Traco- Estado (IDATE) e a Escala Analogica do Humo (EAH). O oleo essencial do Citrus aurantium L. foi administrado por nebulizacao. O experimento foi desenvolvido em sessoes unicas e individuais e se consolidou em quatro momentos: (I) Basal, (II) Estressor, (III) Durante e (IV) Final. Os resultados foram analisados utilizando varios metodos estatisticos parametricos e nao-parametricos. Pode-se concluir que individuos usuarios de crack internos em abstinencia apresentam um alto traco de ansiedade e que o OE de Citrus aurantium L. por nebulizacao apresentou efeito ansiolitico agudo em usuarios de crack internos em abstinencia submetidos ao TSFP.
  • GABRIEL CHAVES NETO
  • EFEITO DO OLEO ESSENCIAL DE CITRUS AURANTIUM L. NOS NIVEIS DE ANSIEDADE EM USUARIOS DE CRACK
  • Data: 29/02/2016
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A dependencia quimica na atualidade e um fenomeno amplamente discutido, ganhou maior relevo na comunidade mundial a partir do seculo XX, entre as drogas, destaca-se o crack, uma das formas de apresentacao da cocaina. Os dependentes de crack que procuram tratamento para abandono do uso da droga enfrentam a abstinencia, periodo cercado de ansiedade. A ansiedade se apresenta como um estado de tensao, apreensao e desconforto, envolvendo fatores emocionais e fisiologicos. Estudos apresentam resultados da eficacia da aromaterapia com oleos essenciais no alivio dos sintomas de ansiedade e dentre as especies utilizadas destaca-se a Citrus aurantium L.. Com um numero elevado de dependentes de crack em nosso pais e inumeras dificuldades para permanecer em tratamento, faz-se necessario a busca por medidas alternativas que auxiliem e contribuam para a eficacia do tratamento. O estudo teve como objetivo a investigacao clinica do potencial ansiolitico do Citrus aurantium L. em dependentes de crack em estado de abstinencia. Trata-se de um estudo experimental, desenvolvido com usuarios internos em fazendas terapeuticas para dependentes quimicos na Paraiba e voluntarios nao usuarios. A amostra foi constituida por 51 voluntarios, que foram subdivididos em tres grupos. Para eliciar a ansiedade foi utilizado o Teste de Simulacao de Falar em Publico (TSFP). Foram mensuradas medidas fisiologicas nos momentos do experimento utilizando equipamentos adequados e medidas psicologicas dos niveis de ansiedade utilizando o Inventario de Ansiedade Traco- Estado (IDATE) e a Escala Analogica do Humo (EAH). O oleo essencial do Citrus aurantium L. foi administrado por nebulizacao. O experimento foi desenvolvido em sessoes unicas e individuais e se consolidou em quatro momentos: (I) Basal, (II) Estressor, (III) Durante e (IV) Final. Os resultados foram analisados utilizando varios metodos estatisticos parametricos e nao-parametricos. Pode-se concluir que individuos usuarios de crack internos em abstinencia apresentam um alto traco de ansiedade e que o OE de Citrus aurantium L. por nebulizacao apresentou efeito ansiolitico agudo em usuarios de crack internos em abstinencia submetidos ao TSFP.
  • JOENILTON SATURNINO CAZÉ DA SILVA
  • EFEITO DAIDADE NA MEMÓRIA EPISÓDICA: UMA ANÁLISE ATRAVÉS DOS PARADIGMAS “QUE-ONDE-QUANDO” E “QUE-ONDE-QUAL CONTEXTO”
  • Data: 29/02/2016
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O envelhecimento humano provoca declinios em diversas funcoes cognitivas. O processamento episodico, dentro todos os sistemas de memoria, demonstra ser um dos mais afetados durante a velhice. A memoria episodica e um subsistema mnemonico responsavel por receber e armazenar informacoes sobre determinados episodios ou eventos temporalmente datados, existindo uma relacao espaco-temporal entre eles. Uma forma de avaliacao desse construto seria atraves de criterios comportamentais para identificacao de informacoes sobre o que aconteceu, onde e quando, sendo esses os componentes basicos do paradigma “Que-Onde-Quando”, ou entao, por meio de outra proposta que substitui o componente temporal pelo contextual “Que-Onde-Qual contexto”. Diante disso, o presente trabalho objetivou analisar o efeito da idade sobre a memoria de integracao, mensurada por dois paradigmas experimentais, e estudar os correlatos destas tarefas com medidas classicas de memoria episodica. Para tal utilizou-se uma amostra de 70 voluntarios, dividida em dois grupos: Adultos jovens - GA (N = 35, M = 22,74; DP= 2,99) e Idosos – GI (N = 35, M = 62,54; DP = 4,82). O protocolo de avaliacao utilizado foi composto por: (i) Teste baseado no paradigma “Que-Onde-Quando”; (ii) Teste baseado no paradigma “Que-Onde-Qual contexto”; (iii) Testes classicos de memoria episodica; e (iv) uma bateria neuropsicologica, sendo essa ultima aplicada apenas ao grupo de idosos. Os resultados mostraram que as diferentes medidas de memoria episodica utilizadas aparentemente estao medindo algo em comum. As comparacoes efetivamente mostraram haver comprometimento, associado ao envelhecimento, de todos os aspectos avaliados pelo teste baseado no paradigma “Que-Onde-Quando”, sendo a “integracao” o componente que sofreu maior declinio proporcional associado ao aumento da idade [F(1, 68)= 53,86; p < .001; η² = .442]. Achados similares a esse tambem foram verificados para tarefa de Recordacao Livre Imediata (testes classico de memoria episodica) [F(1, 68)= 18,60; p < .001; η² = .215]. Entretanto, nao foi registrada diferenca significativa entre os grupos para a tarefa baseada no paradigma “Que-Onde-Qual contexto”. Os achados do presente estudo evidenciaram que tarefas baseadas no paradigma “Que-Onde-Quando” e “Que-Onde-Qual contexto” sao promissores instrumentos validos de mensuracao da memoria episodica. Porem, aparentemente a proposta relacionada ao aspecto temporal mostrou-se mais sensivel para deteccao de possiveis alteracoes relacionadas a idade.
  • ÉMILLE BURITY DIAS
  • Relação entre leitura de palavras isoladas, consciência fonológica e funções executivas”.
  • Data: 29/02/2016
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente trabalho esta seccionado em dois estudos. Estudo 1. Objetivo geral: analisar a relacao: consciencia fonologica, funcoes executivas e leitura em criancas de 5 a 8 anos; e em grupos de nao leitores e leitores; Metodo: Participaram deste estudo 41 criancas de ambos os sexos com idade media de 6,44 anos. Sendo, 53,7% do sexo masculino e 46,3% do sexo feminino. As criancas tambem foram distribuidas grupos: Grupo 1. Leitoras (48,8%); e Grupo 2. Nao leitoras (51,2%). Foram utilizados os seguintes instrumentos: teste de trilhas, digit span, teste de atencao por cancelamento, prova de consciencia fonologica por producao oral, leitura de palavras e pseudopalavras (LPI) e leitura de letras. Resultados principais: a memoria de trabalho correlaciona-se com habilidades de controle inibitorio, segmentacao, rima e leitura de letras, enquanto a flexibilidade cognitiva correlaciona com leitura de letras e leitura de palavras irregulares. Estudo 2. Objetivo geral: buscar evidencias psicometricas do teste de Habilidades Preditoras da Leitura – THPL, no que diz respeito a sua normatizacao. Portanto, foram elaborados dois estudos. Metodo: Participaram deste estudo 403 criancas entre 4 e 8 anos de idade (idade media 6,18) de ambos os sexos, de escolas publicas e privadas, estudantes da pre escola ao 3º ano. Foi utilizado o teste de habilidades preditoras da leitura – THPL. Resultados principais: progressao de desempenho de habilidade para as tarefas. As criancas do 3º ano apresentam melhores habilidades e tempos de reacao nas tarefas. Referente a habilidade destas criancas nota-se que nao ha indicios de diferencas de desempenho entre o 2º ano e o 3º ano escolar, atestando desta forma a eficacia do THPL para avaliar criancas nao so pre-escolares como tambem criancas situadas no 1º ano.
  • IZABELA ALVES DE OLIVEIRA BEZERRA
  • Queixas subjetivas de memória e desempenho da memória em adultos acima de 50 anos
  • Data: 26/02/2016
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Estudos apontam que as queixas subjetivas de memoria (QSM) sao muito comuns em idosos e podem ser indicadores de prejuizos cognitivos associados a fatores psicologicos (e.g., ansiedade e depressao) e comprometimento cognitivo. O objetivo dessa dissertacao consistiu em analisar a relacao entre as queixas prospectivas e retrospectivas de memoria e o desempenho em diferentes medidas da memoria em pessoas sem demencia acima de 50 anos de idade. A mostra foi composta por 81 voluntarios de ambos os sexos (68 mulheres) com idade media de 63 anos (DP = 6,7). O procedimento utilizado nesse estudo constou de duas fases sucessivas de avaliacao. A primeira parte incluiu testes de rastreio do estado cognitivo e selecao dos participantes, e questionarios de avaliacao da prevalencia das QSM. Apos esta fase, a memoria foi avaliada em seu dominio operacional, semantico, episodico e prospectivo, sendo este ultimo testado atraves de tarefas naturalisticas. Alem disso, foi realizada uma avaliacao neuropsicologica dos diferentes dominios cognitivos, incluindo a atencao, visuopercepcao, linguagem, velocidade de processamento, flexibilidade cognitiva e o controle inibitorio. A prevalencia de queixas na amostra estudada foi de 53%. Os resultados indicam que as pessoas com QSM apresentam significativamente maior prevalencia de sintomatologia ansioso-depressiva, menor escore geral em tarefas de memoria prospectiva e lentificacao na execucao da tarefa de controle inibitorio. Nao foram identificadas diferencas significativas entre os grupos para o desempenho nas medidas de memoria episodica, operacional e semantica. Nas analises de regressao hierarquica (por metodo stepwise) identificamos os sintomas de ansiedade e desempenho na tarefa de memoria prospectiva de longo prazo baseada no tempo como preditores das queixas de memoria gerais e retrospectivas, e apenas a ansiedade como variavel preditora das queixas prospectivas. Concluimos, dessa forma, que diferentes tipos de queixas sao preditas por diferentes variaveis. As queixas retrospectivas se relacionam mais significativamente com sintomas de ansiedade e desempenho objetivo. No caso das queixas prospectivas, estas parecem refletir uma autoavaliacao distorcida decorrente dos sintomas de ansiedade e nao de comprometimentos cognitivos. Atraves desse trabalho ressalta-se a importancia de incluir testes de memoria prospectiva em protocolos de avaliacao neuropsicologica, pois estes demonstraram maior sensibilidade a deteccao de deficits em pessoas saudaveis.
  • RIANNE GOMES E CLAUDINO
  • AVALIAÇÃO EMOCIONAL E RASTREAMENTO OCULAR NO TRANSTORNO DE ANSIEDADE SOCIAL
  • Data: 26/02/2016
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O presente estudo buscou investigar o reconhecimento de expressoes faciais associado com a varredura ocular em sujeitos com sintomatologia de ansiedade social e voluntarios controle. Participaram 56 voluntarios, sendo 28 com sintomatologia de TAS e 28 controles em duas tarefas experimentais. Em uma delas era solicitado o reconhecimento das faces estaticas de alegria, nojo, raiva e tristeza exibidas nas intensidades de 25, 50, 75 e 100%, alem da atribuicao emocional a faces neutras; e a outra requeria o reconhecimento de faces dinamicas das mesmas emocoes e intensidades. Enquanto os sujeitos observaram a face e reconheciam a emocao, um eye tracker Tobii TX300 fez a captura binocular dos movimentos oculares. As medias de acertos no reconhecimento das expressoes faciais foram submetidas a uma ANOVA para medidas repetidas. Com as frequencias de atribuicao emocional a face neutra realizou-se um teste Qui-quadrado de independencia geral e outro separado por sexo do participante. A partir dos registros de movimentacao ocular analisamos tres parametros para faces emocionais e neutras: 1) numero total de fixacoes nas regioes de interesse; 2) duracao total das fixacoes; e 3) tempo medio das fixacoes. Em relacao ao reconhecimento, nao houve diferenca entre os grupos. As faces dinamicas apresentaram taxa de reconhecimento maior. Para as faces neutras, os dois grupos atribuiram mais frequentemente tristeza aos estimulos, com maior taxa para os que tinham sintomatologia de TAS. Referente ao registo ocular, observou-se uma hipervigilancia por parte do grupo com sintomatologia. Houve maior numero de fixacoes nas fotografias, enquanto que o tempo total e medio das fixacoes nos videos foi maior. A area do nariz teve maior quantidade de fixacoes, e os olhos a menor. Nas fotografias, os participantes fixaram mais nos olhos, enquanto que nos videos foi mais na boca. Na analise das faces neutras, houve maior tempo de fixacao pelo grupo controle. Em relacao as faces neutras, o padrao de rastreamento foi semelhante com a expressao de tristeza, consequentemente essa foi a emocao mais atribuida. Pode-se concluir que o movimento da face influencia o reconhecimento apenas para algumas emocoes menos intensas. Os padroes de movimentacao ocular revelaram que os participantes se utilizaram de estrategias diferentes para reconhecer fotografias e videos. Os sujeitos com sintomatologia de TAS revelaram um padrao de hipervigilancia, com taxa de reconhecimento maior para a face de tristeza com menor intensidade emocional.
  • ISMAEL FERREIRA DA COSTA
  • Relações entre Eventos Estressores Precoces, Esquemas Iniciais Desadaptativos, características de Personalidade e sintomas Psiquiátricos em amostra não clínica
  • Data: 25/02/2016
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As investigacoes dos fatores etiologicos relacionados ao desenvolvimento e manutencao dos transtornos mentais recebe atencao diferenciada no campo da saude mental. Dentre os multiplos motivadores que exercem influencia sobre o desenvolvimento de vulnerabilidades para a emergencia de transtornos mentais tem-se atentado para a presenca de Eventos Estressores Precoces (EEPs) como fator de impacto sobre o neurodesenvolvimento do individuo. Apesar do conhecimento existente sobre esta associacao, tem-se percebido menor enfase sobre a influencia destes EEPs no desenvolvimento de Esquemas Inicias Desadaptativos (EIDs) e caracteristicas de personalidade disfuncionais em pessoas com este historico. Dada a frequencia com que os EEPs ocorrem na sociedade e compreendendo a importancia deste conhecimento para a elaboracao de medidas terapeuticas eficazes para este publico, o objetivo deste estudo foi investigar as possiveis relacoes entre EEPs, sintomas psiquiatricos, EIDs e caracteristicas de personalidade em uma amostra nao clinica. Este estudo caracteriza-se como de natureza transversal, correlacional e quantitativa tendo como amostra 200 pessoas de ambos os sexos, com idade entre 18 e 30 anos e alfabetizadas. A coleta de dados foi realizada com a utilizacao de um questionario sociodemografico, o Inventario de Auto Avaliacao para adultos (ASRI), o Questionario sobre Traumas na Infancia (CTQ), o Questionario de Esquemas de Young (YSQ-S3) e o Inventario de Temperamento e Carater (ITC-R). Os resultados obtidos apontam uma maior presenca de sintomas psiquiatricos total e por transtorno e EIDs no grupo composto por pessoas com historico de EEPs, que tambem foi caracterizado por menor escore em auto direcionamento, fator de carater associado a adequada maturidade emocional. Os EEPs tambem apresentaram associacoes positivas significativas com sintomas psiquiatricos, EIDs e Evitacao de danos, fator de temperamento associado a instabilidade emocional e maior vulnerabilidade ao desenvolvimento de transtornos mentais, tambem foram identificadas correlacoes negativas entre EEPs e os fatores de carater Auto direcionamento e Cooperatividade. Dentre todos os EEPs, Abuso Emocional emerge como a modalidade de trauma mais fortemente associada com Evitacao de danos, EIDs e sintomas psiquiatricos. A Analise de Regressao Multipla apontou um modelo onde os EIDs, o fator de temperamento evitacao de danos e os EEPs explicam 69% da variacao dos sintomas psiquiatricos da amostra, dentre os preditores adotados, os EIDs foi o que mais contribuiu para este resultado, explicando 31% da presenca dos sintomas psiquiatricos seguido por Evitacao de danos com 25%. Atraves de analise de mediacao, identificou-se que a maior parte do poder preditivo associado aos EEPs pode ser melhor explicada pela presenca dos EIDs e em menor intensidade pela a Evitacao de danos. Sugere-se que os muitos prejuizos atribuido aos EEPs ocorrem atraves da atuacao de multiplos fatores, neste estudo a presenca de EIDs e evitacao de danos elevaram de forma significativa o poder de predicao de sintomas psiquiatricos associados aos EEPs. Advoga-se dessa forma que manejando-se terapeuticamente esses elementos seja possivel minizar os efeitos deleterios associados a ocorrencia de EEPs.
  • CLAUDIA DA SILVA CARNEIRO
  • Hormônios e percepção auditiva: Estudo da escutadicótica em mulheres durante o ciclo menstrual
  • Data: 25/02/2016
  • Hora: 09:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As flutuacoes hormonais (estrogenio e progesterona) que ocorrem normalmente durante o ciclo menstrual feminino acarretam em alteracoes tanto comportamentais quanto fisicas. Dentre as fisicas e observadouma serie de modificacoes sensoriais como a olfatoria, paladar e auditiva. As alteracoes auditivas encontradas, como a perda auditiva parecem estar mais associadas a flutuacao dos niveis de estrogenio, quando este encontra-sereduzido, na fase lutea final e periodo menstrual. Um decrescimo no nivel de estrogenio pode ter efeitos diretos no sistema auditivo central, influenciando a disponibilidade de neurotransmissores nas sinapses, e por sua vez aumenta o tempo de conducao neuronal, podendo ter efeitos diretos no processamento da informacao sensorial no cerebro. Diante disso, o objetivo desse estudo e Investigar a interferencia do estrogenio na percepcao auditiva de mulheres durante o ciclo menstrual. Para isso, serao selecionados 45 voluntarios (periodo reprodutor 18-49 anos) durante o ciclo menstrual. Os quais serao divididos em tres grupos: 15 mulheres que fazem uso de anticoncepcional oral, 15 mulheres que nao fazem uso de anticoncepcional oral e 15 do sexo masculino (grupo controle). Em primeiro momento os voluntarios serao submetidos a uma avaliacao audiologica basica (anamnese, meatoscopia, audiometria tonal e vocal, imitanciometria) afim de garantir a integridade do sistema auditivo periferico. Em seguida os voluntarios serao submetidos a 4 sessoes (sessao 1: 1o-7o dia ( fase folicular inicial.); sessao 2: 8o-13o dia ( fase folicular final); sessao 3: 14o-22o dia ( fase lutea inicial ); sessao 4: 23o-28o dia ( fase lutea final) durante um ciclo menstrual. Os voluntarios do sexo masculino participarao de uma sessao por semana. Em cada sessao, os participantes irao realizar dois testes de escuta dicotica: StaggeredSpondaic Word Test (SSW) e o Dicotico de Digitos, com a finalidade de investigar a integridade do sistema auditivo central. Alem disso, serao realizadas coletas de sangue em cada sessao, para mensuracao do hormonio estrogenio. A aplicacao do teste de escuta dicotica podera esclarecer a funcao auditiva e sua relacao com os hormonios durante as fases do ciclo menstrual e, a partir dai, contribuir para o desenvolvimento e acesso a novas tecnicas de regulacao dos hormonios a fim de favorecer a prevencao/melhora na percepcao auditiva e qualidade de vida desta populacao.
  • JÉSSICA BRUNA SANTANA SILVA
  • Efeitos da ingestão moderada de álcool em respostas psicofísicas visuais e neurocognitivas.
  • Data: 23/02/2016
  • Hora: 10:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O consumo de alcool tem suscitado discussoes em varios ambitos do conhecimento, entre estes as Neurociencias. Investigacoes sugerem que seu uso pode causar prejuizos a diversos processos cognitivos, como desempenho psicomotor, problemas na memoria, atencao, tomada de decisao, alteracoes em respostas psicofisicas, entre outros. Neste sentido, o objetivo do presente estudo e verificar, em mulheres e homens adultos jovens, os efeitos do consumo moderado de alcool em medidas psicofisicas (rastreamento ocular, percepcao visual cromatica e acromatica) e neurocognitivas, tendo como parametro a concentracao de 0,08% BAC. Por tratar-se de um delineamento experimental com medidas repetidas, a amostra contara com 32 voluntarios, no qual cada um participara das duas condicoes: Condicao Experimental (apos a ingestao de alcool) e Condicao Controle (sem ingestao de alcool). Os instrumentos utilizados serao: eye tracker250 Hz para rastreamento ocular durante os testes do Labirinto e Sete erros. Para avaliar a percepcao cromatica utilizar-se-a o D15 Dessaturado de Lanthony (D15d) e o Cambridge Colour Test (CCT), ja para a avaliacao da curva de sensibilidade ao contraste visual serao utilizados estimulos de grades senoidais verticais de frequencias espaciaisde 0,2; 0,5; 1,0; 2,0; 5,0; 10 e 16 cpg. Alem disso, serao usados o instrumento neuropsicologico Iowa Gambling Task para avaliacao da tomada de decisao; e os testes Figura Complexa de Rey-Osterriech e Trail Making Test- partes A e B. Os dados serao analisados por meio do software SPSS versao 20, sendo realizados teste de normalidade, analises descritivas e inferenciais.
2015
Descrição
  • FLAVIA MAIELE PEDROZA TRAJANO
  • Este trabalho de dissertação é subdividido em três artigos: o primeiro trata-se de uma revisão sistemática intitulada “Fonoterapia em grupo e sua eficácia para tratamento da disfonia: uma revisão sistemática”, aceito para publicação na revista CEFAC e apresentava como objetivo realizar uma revisão sistemática sobre terapia vocal de grupo e seus efeitos em pacientes com disfonia. Através do estudo, foi possível perceber que o método de terapia de grupo é eficaz para reabilitação da disfonia. O segundo artigo, também é uma revisão sistemática intitulada “Níveis de ansiedade e impactos na voz: uma revisão sistemática”, submetida à revista Distúrbio de Comunicação e apresenta o objetivo de realizar uma revisão sistemática sobre a ansiedade e seus impactos na voz. O principal achado do estudo foi a existência de uma relação entre ansiedade e presença de alterações vocais. Por fim, o terceiro artigo construído com os dados empíricos da pesquisa de campo, tem como titulo “A terapia fonoaudiológica de grupo reduz a ansiedade de pacientes com disfonia”, será submetido à Revista Folia Phoniatrica et Logopaedica e possui o objetivo de Analisar os níveis de ansiedade e sintomas vocais pré e pós-terapia de grupo em pacientes com disfonia, bem como verificar a correlação entre sintomas vocais e níveis de ansiedade. O estudo comprou a existência da correlação entre os níveis de ansiedade e a voz, como também, a efetividade da terapia de grupo para reabilitação desses distúrbios.
  • Data: 17/12/2015
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho de dissertacao e subdividido em tres artigos: o primeiro trata-se de uma revisao sistematica intitulada “Fonoterapia em grupo e sua eficacia para tratamento da disfonia: uma revisao sistematica”, aceito para publicacao na revista CEFAC e apresentava como objetivo realizar uma revisao sistematica sobre terapia vocal de grupo e seus efeitos em pacientes com disfonia. Atraves do estudo, foi possivel perceber que o metodo de terapia de grupo e eficaz para reabilitacao da disfonia. O segundo artigo, tambem e uma revisao sistematica intitulada “Niveis de ansiedade e impactos na voz: uma revisao sistematica”, submetida a revista Disturbio de Comunicacao e apresenta o objetivo de realizar uma revisao sistematica sobre a ansiedade e seus impactos na voz. O principal achado do estudo foi a existencia de uma relacao entre ansiedade e presenca de alteracoes vocais. Por fim, o terceiro artigo construido com os dados empiricos da pesquisa de campo, tem como titulo “A terapia fonoaudiologica de grupo reduz a ansiedade de pacientes com disfonia”, sera submetido a Revista Folia Phoniatrica et Logopaedica e possui o objetivo de Analisar os niveis de ansiedade e sintomas vocais pre e pos-terapia de grupo em pacientes com disfonia, bem como verificar a correlacao entre sintomas vocais e niveis de ansiedade. O estudo comprou a existencia da correlacao entre os niveis de ansiedade e a voz, como tambem, a efetividade da terapia de grupo para reabilitacao desses disturbios.
  • FLAVIA MAIELE PEDROZA TRAJANO
  • Este trabalho de dissertação é subdividido em três artigos: o primeiro trata-se de uma revisão sistemática intitulada “Fonoterapia em grupo e sua eficácia para tratamento da disfonia: uma revisão sistemática”, aceito para publicação na revista CEFAC e apresentava como objetivo realizar uma revisão sistemática sobre terapia vocal de grupo e seus efeitos em pacientes com disfonia. Através do estudo, foi possível perceber que o método de terapia de grupo é eficaz para reabilitação da disfonia. O segundo artigo, também é uma revisão sistemática intitulada “Níveis de ansiedade e impactos na voz: uma revisão sistemática”, submetida à revista Distúrbio de Comunicação e apresenta o objetivo de realizar uma revisão sistemática sobre a ansiedade e seus impactos na voz. O principal achado do estudo foi a existência de uma relação entre ansiedade e presença de alterações vocais. Por fim, o terceiro artigo construído com os dados empíricos da pesquisa de campo, tem como titulo “A terapia fonoaudiológica de grupo reduz a ansiedade de pacientes com disfonia”, será submetido à Revista Folia Phoniatrica et Logopaedica e possui o objetivo de Analisar os níveis de ansiedade e sintomas vocais pré e pós-terapia de grupo em pacientes com disfonia, bem como verificar a correlação entre sintomas vocais e níveis de ansiedade. O estudo comprou a existência da correlação entre os níveis de ansiedade e a voz, como também, a efetividade da terapia de grupo para reabilitação desses distúrbios.
  • Data: 17/12/2015
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Este trabalho de dissertacao e subdividido em tres artigos: o primeiro trata-se de uma revisao sistematica intitulada “Fonoterapia em grupo e sua eficacia para tratamento da disfonia: uma revisao sistematica”, aceito para publicacao na revista CEFAC e apresentava como objetivo realizar uma revisao sistematica sobre terapia vocal de grupo e seus efeitos em pacientes com disfonia. Atraves do estudo, foi possivel perceber que o metodo de terapia de grupo e eficaz para reabilitacao da disfonia. O segundo artigo, tambem e uma revisao sistematica intitulada “Niveis de ansiedade e impactos na voz: uma revisao sistematica”, submetida a revista Disturbio de Comunicacao e apresenta o objetivo de realizar uma revisao sistematica sobre a ansiedade e seus impactos na voz. O principal achado do estudo foi a existencia de uma relacao entre ansiedade e presenca de alteracoes vocais. Por fim, o terceiro artigo construido com os dados empiricos da pesquisa de campo, tem como titulo “A terapia fonoaudiologica de grupo reduz a ansiedade de pacientes com disfonia”, sera submetido a Revista Folia Phoniatrica et Logopaedica e possui o objetivo de Analisar os niveis de ansiedade e sintomas vocais pre e pos-terapia de grupo em pacientes com disfonia, bem como verificar a correlacao entre sintomas vocais e niveis de ansiedade. O estudo comprou a existencia da correlacao entre os niveis de ansiedade e a voz, como tambem, a efetividade da terapia de grupo para reabilitacao desses disturbios.
  • ALESSANDRA CRISTINA VIEIRA DE ARAÚJO
  • EFEITOS DA EXPOSIÇÃO PRÉ-NATAL AO ALCOOL SOBRE O NEURODESENVOLVIMENTO: ÊNFASE SOBRE O PROCESSAMENTO VISUAL
  • Orientador : NATANAEL ANTONIO DOS SANTOS
  • Data: 27/10/2015
  • Hora: 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Objetivo: Avaliar os efeitos da exposicao pre-natal ao alcool e outras drogas na acuidade visual (AV) de resolucao de grades. Metodo: Participaram da pesquisa 122 criancas entre seis e 36 meses de idade, de ambos os sexos. Destas 38 foram Pre-expostas a droga durante a gestacao (Grupo de Estudo- GE), sendo 22 ao alcool (Grupo de Estudo Pre-Exposto ao Alcool - GEEA); 11 ao Tabaco (Grupo de Estudo Pre-Exposto ao Tabaco - GEET) e 5 a Maconha (Grupo de Estudo Pre-Exposto a Maconha - GEEM) e 51 criancas nao Pre-expostas (Grupo Controle – GC) e 49 foram excluidas do estudo. A AV de resolucao de grades foi medida com os Cartoes de Acuidade de Teller II (CAT II) utilizando frequencias espaciais de ondas quadradas de 0,64 ate 38 ciclos por grau de angulo visual. O limiar da AV foi medida com o metodo do olhar preferencial, binocular, a distancia de 55 cm. Alem da AV foram avaliadas as medidas antropometricas (Peso, Comprimento e Medida do Perimetro Cefalico) e todas as maes foram entrevistadas entre oitavo e o 36 mes pos-parto. Resultados: O GE nao apresentou diferenca estatistica significativa para nenhum dos subgrupos, contudo apresentou media inferior quando comparado ao grupo controle (media geral e mediana = 0,81; U de Mann-Whitney P> 0, 05). A exposicao ao alcool durante a gestacao esta relacionada a um desenvolvimento de parametros normais, embora a AV se apresente inferior aos dados do grupo controle. A analise referente as medidas de crescimento mostrou que criancas pre- expostas ao alcool apresentam reducao significativa de peso (F = 6,17, p< 0,00) ao nascer. Conclusao: A exposicao ao alcool, a maconha e ao Tabaco durante a gestacao influencia na qualidade do desenvolvimento do sistema visual de criancas, confirmado por valores menores obtidos na AV, mais evidentemente na Pre-exposicao ao alcool.
  • MORGANA DO NASCIMENTO ANDRADE
  • A RELAÇÃO ENTRE QUEIXAS DE MEMÓRIA E FATORES COGNITIVOS E AFETIVOS EM IDOSOS SAUDÁVEIS
  • Data: 30/04/2015
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Muitos estudos têm indicado que idosos saudáveis apresentam queixas subjetivas de memória, não sendo ainda bem compreendido o seu significado. A presente pesquisa teve por objetivo analisar o perfil neurocognitivo de idosos saudáveis com ou sem queixas de memória. Participaram 69 idosos saudáveis com idade média de 66 anos (DP = 5,86), divididos em dois grupos: os que relataram piora de suas memórias nos últimos cinco anos e os que não relataram. Os resultados indicaram maior comprometimento na memória prospectiva que retrospectiva. O estudo mostrou que as queixas subjetivas de memória estão fortemente relacionadas aos sintomas de depressão e ansiedade. Os idosos que relataram piora de memória possuem um grau de depressão maior do que os que não relataram problemas de memória e não possuem sintomas de ansiedade. Conclui-se que os componentes afetivos podem ser melhores preditores das queixas subjetivas de memória do que os componentes cognitivos.
  • PERLA FIGUEREDO CARREIRO SOARES
  • Avaliação psicofísica cromática e acromática de pessoas em tratamento da hanseníase.
  • Data: 29/04/2015
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa teve como objetivo verificar se existem diferencas na visao cromatica e acromatica entre um grupo de estudo (GE) composto por pessoas com hanseniase e um grupo controle (GC) sem diagnostico de hanseniase. Participaram 16 pessoas, sete do GE, com idade media de 30,86 anos (DP = 5,52), grau de escolaridade medio de 9 anos (DP = 4,72) e nove do GC, com idade media de 30,89 (DP = 5,88) e grau de escolaridade medio de 9,78 anos (DP = 1,92). Para triagem e avaliacao inicial, foram utilizados o questionario socio demografico (QSD), a Acuidade Visual (AV) e o Teste de Ishihara. Apos esta etapa inicial, utilizou-se o Cambridge Colour Test (CCT) e o D15 Dessaturado de Lanthony para avaliar a percepcao de cor e a Funcao de Sensibilidade ao Contraste (FSC) para medir a percepcao de grade acromatica. Todos os testes foram realizados binocularmente. Os resultados mostraram diferencas significantes no Indice de Confusao de Cores (ICC) (t =3,49; p< 0,01) entre o GE (M = 1,65; DP = 0,52) e o GC (M = 1,05; DP = 0,04). Houve correlacao positiva do ICC com tempo de tratamento da hanseniase (r = ,83; p<0,01). No protocolo trivector do CCT, o GE apresentou maiores medias nos eixos de confusao protan (GC = 39; GE = 48), deutan (GC = 46; GE =69) e tritan (GC = 59; GE = 101), porem os dados mostraram diferenca significativa apenas para o eixo protan (t = 4,86; p < 0,05). Houve correlacao positiva e significativa do comprimento dos eixos protan (ρ = 0,022; p<0,05) e deutan (ρ = 0,036; p<0,05) com a idade. Para o protocolo elipse, o GE apresentou medias maiores nas tres areas de elipse A1, A2 e A3 e observou-se diferenca significativa em todas as areas, A1 (t = 5,74; p < 0,05), A2 (t = 7,95; p < 0,05) e A3 (t = 5,71; p < 0,05). A area da elipse A3 (tritan) correlacionou positivamente com a idade (ρ = 0,023; p<0,05) e ICC (r = ,68; p = 0,005) e negativamente com escolaridade (r = -,50; p = 0,047). Nas areas A1(r = ,59; p = 0,015) e A2(r = ,93; p = 0,000) houve correlacao positiva com o ICC. Na avaliacao acromatica, a ANOVA On Way mostrou diferenca significantes (F = 9,13, p<0,001), ja o Teste Turkey mostrou que a sensibilidade ao contraste (SC) media do GE foi menor que a do GC em todas as frequencias, exceto na frequencia 1,0 cpg, havendo diferenca significativa apenas para as frequencias altas: 5,0 (p<0,05); 10,0 (p = 0,004 ou p<0,05) e 16,0 cpg (p<0,05). Houve correlacao negativa significativa para ICC e as frequencias 5,0 cpg (r = -,59; p = 0,014); 10,0 cpg (r = -,66; p = 0,005) e 16,0 cpg (r = -,68; p = 0,003), entendendo que quanto menor a SC nessas frequencias maior o ICC. Houve correlacao negativa entre a area do protocolo elipse do CCT A2 e as tres frequencias 5,0 cpg (r = -,61; p < 0,012); 10,0 cpg (r = -,65; p < 0,006) e 16,0 cpg (r = -,53; p < 0,034). Este estudo aponta evidencias de consequencias psicofisicas, mais especificamente 12 na percepcao visual para cores e para a sensibilidade ao contraste de luminancia em pessoas com hanseniase.
  • RAYNERO AQUINO DE ARAÚJO
  • AVALIAÇÃO NEUROPSICOFISIOLÓGICA DOS NÍVEIS DE ANSIEDADE E VOZ PRÉ E PÓS INALAÇÃO DO CITRUS AURANTIUM L.
  • Data: 29/04/2015
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A voz pode expressar de algum modo ou intensidade nossas emocoes. Assim, a partir do momento que se vivencia situacoes de estresse, exposicao e de grande temor, pode-se refletir ansiedade atraves da voz. A aromaterapia apresenta-se como um metodo alternativo com resultados significativos na minimizacao da ansiedade, com modificacoes comprovadas de aspectos fisiologicos, emocionais e comportamentais. Envolve a utilizacao terapeutica de essencias aromaticas, oleos essenciais (OE), geralmente combinadas com massagens terapeuticas, excitacao do sistema olfativo (inalacao) ou como ingestao, com o objetivo de induzir o relaxamento e reducao ou mesmo eliminacao de alguns sintomas de ansiedade. A partir do exposto, busca-se como objetivo desta pesquisa verificar efeito ansiolitico do oleo essencial Citrus Aurantium L. (CAL) nas respostas neuropsicofisiologicas e vocais em estudantes universitarios. Este trabalho e dividido em tres artigos: o primeiro e uma revisao sistematica sobre a Influencia dos oleos essenciais e seus componentes volateis na minimizacao de niveis de ansiedade, ja submetida para publicacao a Revista Estudos de Psicologia. Apresentou como principal conclusao a presenca de 16 tipos de oleos essenciais ou componentes destes com efeitos ansioliticos em animais e/ou seres humanos. Seguidamente, um segundo artigo de revisao sistematica, intitulado “Niveis de Ansiedade e impactos na voz: uma revisao sistematica”, teve por objetivo levantar estudos que tragam melhor compreensao sobre o impacto da ansiedade na voz. Este apresentou como principal achado a existencia de uma relacao entre ansiedade e presenca de alteracoes vocais, alem de elucidar as formas de mensuracao dos aspectos vocais e de ansiedade. Este sera submetido a Revista CEFAC. Por fim, apresenta-se o terceiro artigo, construido com dados empiricos de uma pesquisa de campo, que teve como objetivo avaliar o efeito ansiolitico do oleo essencial Citrus Aurantium L (CAL) nas respostas neuropsicofisiologicas e vocais em estudantes universitarios. Demostrou que o oleo essencial Citrus Aurantium L. nao apresentou efeito ansiolitico quando comparado as variaveis estudadas aos grupos controle e experimental, assim como nao foi significante a comparacao dos momentos antes, durante e depois da tarefa ansiogencia. Foi observado que os parametros vocais e de fala pitch, loudness, qualidade vocal, ressonancia, modulacao, velocidade, incordenacao pneumofonoarticulatoria, hesitacoes e pausas mostraram-se marcadores importantes do nivel de ansiedade.
  • RAYNERO AQUINO DE ARAÚJO
  • AVALIAÇÃO NEUROPSICOFISIOLÓGICA DOS NÍVEIS DE ANSIEDADE E VOZ PRÉ E PÓS INALAÇÃO DO CITRUS AURANTIUM L.
  • Data: 29/04/2015
  • Hora: 14:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A voz pode expressar de algum modo ou intensidade nossas emoções. Assim, a partir do momento que se vivencia situações de estresse, exposição e de grande temor, pode-se refletir ansiedade através da voz. A aromaterapia apresenta-se como um método alternativo com resultados significativos na minimização da ansiedade, com modificações comprovadas de aspectos fisiológicos, emocionais e comportamentais. Envolve a utilização terapêutica de essências aromáticas, óleos essenciais (OE), geralmente combinadas com massagens terapêuticas, excitação do sistema olfativo (inalação) ou como ingestão, com o objetivo de induzir o relaxamento e redução ou mesmo eliminação de alguns sintomas de ansiedade. A partir do exposto, busca-se como objetivo desta pesquisa verificar efeito ansiolítico do óleo essencial Citrus Aurantium L. (CAL) nas respostas neuropsicofisiológicas e vocais em estudantes universitários. Este trabalho é dividido em três artigos: o primeiro é uma revisão sistemática sobre a Influência dos óleos essenciais e seus componentes voláteis na minimização de níveis de ansiedade, já submetida para publicação a Revista Estudos de Psicologia. Apresentou como principal conclusão a presença de 16 tipos de óleos essenciais ou componentes destes com efeitos ansiolíticos em animais e/ou seres humanos. Seguidamente, um segundo artigo de revisão sistemática, intitulado “Níveis de Ansiedade e impactos na voz: uma revisão sistemática”, teve por objetivo levantar estudos que tragam melhor compreensão sobre o impacto da ansiedade na voz. Este apresentou como principal achado a existência de uma relação entre ansiedade e presença de alterações vocais, além de elucidar as formas de mensuração dos aspectos vocais e de ansiedade. Este será submetido a Revista CEFAC. Por fim, apresenta-se o terceiro artigo, construído com dados empíricos de uma pesquisa de campo, que teve como objetivo avaliar o efeito ansiolítico do óleo essencial Citrus Aurantium L (CAL) nas respostas neuropsicofisiológicas e vocais em estudantes universitários. Demostrou que o óleo essencial Citrus Aurantium L. não apresentou efeito ansiolítico quando comparado as variáveis estudadas aos grupos controle e experimental, assim como não foi significante a comparação dos momentos antes, durante e depois da tarefa ansiogência. Foi observado que os parâmetros vocais e de fala pitch, loudness, qualidade vocal, ressonância, modulação, velocidade, incordenação pneumofonoarticulatória, hesitações e pausas mostraram-se marcadores importantes do nível de ansiedade.
  • MARCELLI ROBERTO RODRIGUES
  • COMPOSIÇÃO DE UM BANCO DE EXPRESSÕES FACIAIS BRASILEIRO: UM ESTUDO DE VALIDAÇÃO E COMPARAÇÃO TRANSCULTURAL
  • Data: 29/04/2015
  • Hora: 10:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As expressões faciais funcionam como uma forma de comunicação não verbal extremamente adaptativa. Entretanto, ainda existe um debate em relação a universalidade das emoções. O presente estudo teve como objetivo a composição e a comparação transcultural de um banco de expressões faciais brasileiro. Quinze atores da cidade de João Pessoa representaram as faces de alegria, medo, nojo, tristeza, raiva, surpresa e neutra. O estudo de validação dos estímulos contou com a participação de 242 estudantes universitários de João Pessoa/PB, Ribeirão Preto/SP e Barcelona/Espanha. Os resultados indicaram um alto índice de reconhecimento das expressões nas diferentes regiões, obtendo frequências acima de 80% (faces de alegria, raiva, neutra e surpresa), de aproximadamente 70% (nojo), entretanto, para medo, abaixo de 45%. Algumas emoções foram atribuídas de forma diferenciada entre as localidades, mas no geral houve concordância na avaliação entre juízes. Os altos índices de reconhecimento dão suporte à hipótese da universalidade, contudo mais investigações são necessárias.
  • ALINE MENEZES GUEDES DIAS DE ARAUJO
  • Escuta Dicótica em Indivíduos com e sem doença de Alzheimer.
  • Data: 29/04/2015
  • Hora: 08:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A doença de Alzheimer define-se por um desaparecimento gradativo de memória e de outras funções cognitivas. Informações imprescindíveis sobre a percepção auditiva do paciente, provenientes da execução de Testes auditivos comportamentais, podem contribuir para o diagnóstico diferencial entre a DA e outras alterações próprias do envelhecimento. Este estudo teve o objetivo de investigar a relação entre a percepção auditiva e a doença de Alzheimer. Foram desenvolvidos dois artigos: um de revisão sistemática sobre o tema e um empírico. A amostra final da revisão sistemática se constituiu de 14 artigos. Após este estudo de revisão dos artigos selecionados, verificou-se que 21,42% relacionavam audição e Doença de Alzheimer, apontando para a diversidade de avaliações auditivas comportamentais que podem ser utilizadas nesta população. O segundo artigo do estudo empírico contou com a presença de 18 idosos, 12 sem doença de Alzheimer e 6 com a doença. Os mesmos foram submetidos à audiometria tonal e vocal e a avaliação do processamento auditivo por meio de dois testes comportamentais: Dicótico de dissílabos alternados e o teste Dicótico de dígitos. Ocorreu assimetria das orelhas tanto na condição não competitiva como na competitiva do teste dicótico de dissílabos alternados, e os piores resultados foram encontrados na esquerda competitiva de ambos os grupos principalmente na esquerda competitiva do grupo com Alzheimer. Observou-se também que na população estudada os dois testes dicóticos utilizados apresentaram resultados compatíveis. A utilização de testes auditivos centrais pode auxiliar no diagnóstico da doença de Alzheimer e contribuir para a compreensão das mudanças que acontecem nas funções auditivas centrais durante o processo de envelhecimento
  • JAMILA LEAO LEIME
  • Efeito da angulação facial sobre o reconhecimento de expressões faciais e atribuição de intensidade emocional
  • Data: 28/04/2015
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa buscou investigar o efeito da multiangularidade de expressões faciais emocionais na tarefa de reconhecimento e atribuição de intensidade emocional. Três estudos foram realizados: 1) construção de um banco multiangular de expressões faciais, 2) elaboração de um conjunto de expressões 3D e 3) comparação dos índices de reconhecimento e atribuição de intensidade das expressões faciais frontais em relação às laterais esquerdas em jovens adultos. Os resultados demonstram 1) dificuldades em obter faces tridimensionais, 2) a angulação não afetou o reconhecimento das expressões, 3) atribuição de intensidades menores para as emoções esquerdas e faces masculinas, 4) melhor desempenho feminino na tarefa de reconhecimento, 5) maior reconhecimento das faces femininas e 6) menor reconhecimento das faces masculinas. Concluiu-se que a habilidade de reconhecer emoções em expressões faciais, enquanto pilar da interação e manutenção nas relações sociais, deve ocorrer com eficácia independentemente do gênero do observador e da angulação facial exibida.
  • ISLAN DA PENHA NASCIMENTO
  • RELAÇÃO ENTRE O TINNITUS HANDICAP INVENTORY, ACUFENOMETRIA E ESCALA VISUAL ANALÓGICA NA AVALIAÇÃO DO ZUMBIDO
  • Data: 28/04/2015
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O zumbido é a percepção de um som na ausência de uma fonte sonora. Ocorre entre 10-15% da população mundial. Há a necessidade de melhor padronização do uso dos métodos avaliativos nas pesquisas, permitindo assim melhores comparações dos seus resultados. Este estudo visa contribuir na escolha dos métodos mais adequados e de mais fácil uso e interpretação. Inicialmente realizou-se um artigo de revisão sistemática, a fim de observar os métodos avaliativos do zumbido mais utilizados e o objetivo dos mesmos. Nos 24 artigos de revista analisados, o THI, a EVA e a acufenometria foram os métodos mais utilizados. A avaliação de terapia para o zumbido foi o mais frequente objetivo verificado. Um segundo artigo foi elaborado para analisar comparativamente estes 3 métodos. Aplicou-se o THI, EVA (incômodo) e acufenometria (loudness e pitch), em 44 pacientes com zumbido crônico. Encontrou-se uma correlação positiva de moderada intensidade entre eles, sendo mais forte entre o THI e a EVA. Concluiu-se que os 3 métodos avaliados guardam relação moderada entre si, devendo isso ser levado em consideração quando se comparam seus resultados entre si. Os escores do THI e da EVA podem mais fortemente serem comparados.
  • CYNTIA DIOGENES FERREIRA
  • Avaliação da memória de longo prazo em idosos nas condições háptica e visual
  • Data: 27/04/2015
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • As classificações utilizadas para os estudos da memória podem variar em relação a natureza da codificação dos estímulos, quanto ao tempo em que as informações permanecem armazenadas para posterior evocação e quanto a forma de aprendizado envolvida. Dessa forma, os estudos que avaliam a memória codificada através manipulação ativa dos objetos, a memória háptica, são escassos, em especial a avaliação das taxas de esquecimento a longo prazo. No processo de envelhecimento saudável os subsistemas da memória apresentam declínio significativo diferenciado em seus componentes. Diante disso, a presente pesquisa teve por objetivo avaliar as taxas de esquecimento de objetos reais e familiares processadas na modalidade háptica e visual em dois intervalos de tempo para memórias de recordação e reconhecimento em uma amostra de 104 idosos, de ambos os sexos, sem comprometimento cognitivo. Para isso, foi utilizada uma caixa de madeira e uma plataforma giratória para a apresentação dos estímulos hápticos e visuais, respectivamente. O procedimento consistiu em duas fases, uma fase de estudo (apresentação dos estímulos) e outra de teste (tarefas de recordação ou reconhecimento), realizada após os intervalos de 1 hora ou 1 dia. O teste para amostras independentes Mann-Whitney mostrou diferenças significativas na tarefa de recordação apenas no intervalo de 1 dia, com uma superioridade na recordação visual das informações (U=55,50, p=0,029, r=1,0). E na avaliação da acurácia do reconhecimento revelou que apenas no intervalo de 1 dia houve diferenças significativas, no entanto, com superioridade para a condição háptica (U=55,50, p=0,029, r=1,0). Em resumo, os resultados mostram que para as diferentes tarefas de avaliação da memória a condição influencia nas taxas de esquecimento ao longo do tempo. No entanto, os idosos apresentaram sempre uma acurácia na recuperação das informações acima de 60% em ambas as tarefas, sugerindo que a evocação para intervalos de tempo mais longos avaliados em diferentes condições da memória fornecem uma elucidação de como as taxas de esquecimento podem variar no envelhecimento.
  • WANDERSONIA MOREIRA BRITO MEDEIROS
  • Relação entre expressões faciais e tomada de decisão em crianças envolvidas em bullying
  • Data: 24/04/2015
  • Hora: 15:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O bullying é caracterizado por comportamento agressivo intencional, repetitivo e persistente, causando danos à vítima. Os envolvidos no bullying podem apresentar comprometimentos do comportamento e das emoções. Indivíduos agressivos demonstram prejuízo na tomada de decisão. O objetivo deste estudo consistiu em analisar o processo de tomada de decisão e o reconhecimento de expressões faciais em crianças que vivenciam bullying. Participaram do estudo 60 crianças com faixa etária de 10 e 11 anos divididos em 4 grupos: agressores, vítimas, vítimas-agressores e controle. Os testes de reconhecimento de expressões faciais, tomada de decisão e outras funções executivas apontaram déficit de tomada de decisão no grupo agressor e déficit de flexibilidade cognitiva e reconhecimento da expressão facial no grupo de vítimas. As vítimas-agressoras compartilharam características negativas tanto das vítimas quanto dos agressores. O presente estudo mostra que, além das variáveis sociais e culturais, as variáveis individuais e neurocognitivas também influenciam o comportamento de bullying.
  • INGRID BRASILINO MONTENEGRO B DE SOUZA
  • Aspectos comportamentais e neuroquímicos do déficit de memória tipo episódica induzido pela Cetamina em ratos
  • Data: 24/04/2015
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A memória similar à episódica é um subtipo de memória declarativa que se refere à recordação, de forma integrada, de onde e quando um determinado evento (o quê) aconteceu. A funcionalidade das sub-regiões do hipocampo no processo de separação de padrões apresenta-se como mediadora chave desse subtipo de memória. A neurotransmissão glutamatérgica, em especial dos receptores AMPA e NMDA, caracteriza-se como essencial em processos plásticos. A Cetamina é um dos poucos antagonistas não competitivo NMDA disponível na prática clínica com efeitos no desempenho cognitivo e na plasticidade. O objetivo do presente estudo foi avaliar a ação aguda da Cetamina no comportamento da memória do tipo episódica e seus aspectos neuroquímicos, através da expressão do gene imediato (IEG), c-Fos. O procedimento experimental, realizado em uma arena circular, consiste em duas sessões de treino e uma de teste com duração de cinco minutos cada. No primeiro treino, o animal é colocado em um campo aberto circular para explorar quatro objetos iguais (A), após o intervalo de 1 hora, o rato inicia o segundo treino com outros quatro objetos (B), destes dois aparecem em disposições espaciais não alocadas na primeira sessão. Na etapa do teste são apresentados quatro objetos, sendo dois recentes (B) e dois antigos (A), dois deslocados (A2 e B2) e dois estacionários (A1 e B1). Neste estudo, 46 ratos Wistar machos adultos foram divididos em cinco grupos. O grupo home cage foi escolhido como controle para a avaliação basal dos IEGs nas sub-regiões do hipocampo. Quatro grupos, contendo 10 animais cada, realizaram o procedimento comportamental, um grupo controle e três grupos que passaram por intervenção farmacológica: um grupo que recebeu Salina 0.9% (i.p.) e os outros dois receberam a Cetamina (i.p), nas doses de 8mg/kg e 15 mg/kg, imediatamente após o segundo treino. As análises do estudo foram duplo-cego e os objetos e suas localizações espaciais foram randomizadas entre os grupos. As medidas comportamentais utilizadas foram a “distância total percorrida”, a “velocidade” e o “tempo de exploração” para todas as sessões. Na sessão de teste também foram calculadas a “taxa de exploração” e a “taxa de discriminação” dos objetos. No teste de Wilcoxon o grupo controle apresentou o desempenho padrão estatisticamente significativo, A1>A2, B2>B1 e A1>B1, integrando os três elementos da memória episódica, seguido pelo grupo salina que apresentou o mesmo perfil de exploração entre os objetos antigos e recentes, A1>A2, B2>B1. A análise do Welch mostrou diferenças neuroquímicas em todas as sub-regiões do hipocampo, destacando um aumento de c-fos no giro denteado (GD) dos animais controles. A Cetamina acarretou déficit de memória similar à episódica nos dois grupos, que exploraram de maneia aleatória os quatro objetos. O grupo de dose mais alta apresentou uma diminuição da distância e velocidade percorrida na sessão de teste. Em conclusão, a capacidade episódica e o aumento de c-fos no GD dos animais controles apontam um possível papel do GD na integração desse subtipo de memória.
  • INGRID BRASILINO MONTENEGRO B DE SOUZA
  • Prejuízo de memória do tipo episódica induzido pela Cetamina: diferenças funcionais na expressão de c-Fos em sub-regiões do hipocampo
  • Data: 24/04/2015
  • Hora: 14:30
  • Mostrar Resumo
  • A memoria similar a episodica e um subtipo de memoria declarativa que se refere a recordacao, de forma integrada, de onde e quando um determinado evento (o que) aconteceu. A funcionalidade das sub-regioes do hipocampo dorsal no processo de separacao de padroes apresenta-se como mediadora chave da recordacao episodica. A neurotransmissao glutamatergica, em especial dos receptores AMPA e NMDA, caracteriza-se como essencial em processos neuroplasticos. A Cetamina e um dos poucos antagonistas nao competitivos NMDA disponiveis na pratica clinica com efeitos no desempenho cognitivo e na plasticidade. O objetivo do presente estudo foi avaliar a acao aguda da Cetamina no comportamento da memoria do tipo episodica e a funcionalidade das sub-regioes hipocampais (CA1, CA3 (ab e c) e GD), atraves da expressao do gene imediato (IEG), c-Fos. O procedimento experimental, realizado em uma arena circular, consistiu em duas sessoes de treino e uma de teste com duracao de cinco minutos cada. No primeiro treino, o animal e colocado em um campo aberto circular para explorar quatro objetos iguais (A), apos o intervalo de 1 hora, o rato inicia o segundo treino com outros quatro objetos (B), destes dois aparecem em disposicoes espaciais nao alocadas na primeira sessao. Na etapa do teste sao apresentados quatro objetos, sendo dois recentes (B) e dois antigos (A), dois deslocados (A2 e B2) e dois estacionarios (A1 e B1). Neste estudo, 46 ratos Wistar machos adultos foram divididos em cinco grupos. O grupo home cage foi escolhido como controle para a avaliacao basal dos IEGs nas sub-regioes do hipocampo dorsal. Quatro grupos, contendo 10 animais cada, realizaram o procedimento comportamental, sendo um grupo controle e tres grupos que passaram por intervencao farmacologica: um grupo que recebeu Salina 0.9% (i.p.) e os outros dois receberam a Cetamina (i.p.), nas doses de 8mg/kg e 15 mg/kg, imediatamente apos o segundo treino. As analises do estudo foram duplo-cego e os objetos e suas localizacoes espaciais foram randomizadas entre os grupos. As medidas comportamentais utilizadas foram a “distancia total percorrida”, a “velocidade” e o “tempo de exploracao” para todas as sessoes. Na sessao de teste tambem foram calculadas a “taxa de exploracao” e a “taxa de discriminacao” dos objetos. No teste de Wilcoxon o grupo controle apresentou o desempenho padrao estatisticamente significativo: A1>A2, B2>B1 e A1>B1. Integrando os tres elementos da memoria episodica, seguido pelo grupo salina que apresentou o mesmo perfil de exploracao entre os objetos antigos e recentes, A1>A2, B2>B1. A analise do Welch mostrou diferencas neuroquimicas em todas as sub-regioes do hipocampo, destacando um aumento de c-Fos no giro denteado (GD) dos animais controles quando comparado aos outros grupos, sugerindo o papel desta sub-regiao para a integracao da memoria tipo episodica. As duas doses sub-anestesicas da Cetamina induziram um deficit para este tipo de memoria. A dose mais elevada demonstrou um possivel efeito hipolocomotor, caracterizado pela reducao na distancia total percorrida e na velocidade, em comparacao com os outros grupos, na sessao de teste. Em suma, o deficit de memoria tipo episodica foi caracterizado tanto pelo efeito amnesico de Cetamina quanto pela reducao de c-Fos no GD desses grupos, sugerindo um possivel papel deste campo na formacao desse tipo de memoria.
  • MEIRYLAND MELO DA CUNHA
  • Efeito do óleo essencial de Lavandula angustifolia sobre sintomas da esquizofrenia e extrapiramidais em camundongos
  • Data: 24/04/2015
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Preconizada como Medicina Complementar pela Organização Mundial de Saúde, a Aromaterapia está bastante difundida pelo mundo e utiliza Óleos Essenciais 100% puros para prevenir e/ou tratar problemas relacionados à saúde. Assim, estes óleos obtidos de plantas podem ser considerados ferramentas inovadoras para o tratamento de certas patologias, incluindo transtornos mentais, pois têm mostrado eficácia sobre distúrbios relacionados ao Sistema Nervoso Central (SNC), além de possuir baixa toxidade e facilidade de acesso. As condições mentais mais frequentes tratadas incluem transtornos do humor, ansiedade, declínio cognitivo relacionado com a idade, perturbações psicóticas, sintomas do estresse e dores crônicas. O presente estudo teve como objetivo investigar possíveis efeitos antipsicóticos dos óleos essenciais como também verificar se o mesmo era capaz de aliviar os sintomas extrapiramidais. Foram utilizados camundongos Swiss machos, albinos, pesando de 32-49 g, com aproximadamente 2 meses de idade. O óleo essencial utilizado foi Lavandula angustifólia via inalatória (5 minutos). Os dados foram analisados pelo Graph Pad Prism, sendo utilizado o teste one-way ANOVA e o Kruskall-Wallis, os resultados foram considerados significativos quando apresentaram um nível de significância de 5% (p < 0,05). No teste de Hipolocomoção com tratamento do óleo de lavanda (GE) nas concentrações de 2,5%; 5% e 10% observou-se, movimento ambulatório, rearing, quantidade de pulos, de descanso (s), distância (cm), velocidade (mm/s), rotação horária e anti-horária os resultados mostraram que na maioria dos parâmetros houve uma potenciação do efeito hipolocomotor do haloperidol. No teste de Catatonia induzida por Haloperidol (1 mg/kg via i.p) o tratamento com o óleo essencial mostrou resultado significativo (p < 0,05) quando comparado com os animais pré-tratados com Haloperidol+salina (GC-), mostrando-se capaz de reduzir o tempo (s) da catatonia. No teste de Catatonia induzida por Halperidol via oral, também apresentou efeito significativo estatisticamente, é possível observar uma diminuição do tempo (s) de catatonia do GE em relação ao GC-. No teste de Hiperlocomoção induzida por Anfetamina (3 mg/kg i.p) foram observados os mesmos parâmetros da Hiperlocomoção, contudo, não encontramos resultados estatisticamente significativos em relação aos animais tratados com a lavanda e o grupo Anfetamina+Salina (GC-) na maioria dos testes. No teste de Estereotipia induzida por Apomorfina (20 mg/kg i.p) o tratamento com o óleo inibiu o comportamento estereotipado com p < 0,05. No teste do Climbing induzido por Apomorfina, na mesma dose e via de administração, o nível do comportamento de subida dos animais tratados com a lavanda GE diminuiu em relação aos animais tratados com GC-. Diante da análise dos resultados podemos concluir que o óleo essencial de lavanda, administrado por via inalatória, pode ter um perfil semelhante aos antipsicóticos por alterar a neurotransmissão envolvida na esquizofrenia.
  • MIRIAN LÚCIA DA NÓBREGA CARNEIRO
  • EFEITO DO TREINO COM EXERGAMES NO DESEMPENHO COGNITIVO E FUNCIONAL DE IDOSOS SEM DEMÊNCIA
  • Data: 24/04/2015
  • Hora: 13:00
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • O envelhecimento populacional é um fenômeno universal e isto ocasiona uma preocupação crescente com esta população e com o aumento na expectativa de vida. Na atenção ao idoso os exercícios físicos são imprescindíveis, pois auxiliam na prevenção das doenças causadas pelo envelhecimento e na promoção da sua independência e qualidade de vida. Esta pesquisa teve o objetivo geral de analisar os efeitos dos exergames no desempenho cognitivo (atenção e memória) e funcional (equilíbrio, marcha, força dos membros inferiores e atividades diárias) de idosos sem demência. Tratou-se de uma pesquisa quase experimental e quantitativa com realização de pré-teste e pós-teste, realizados antes e após intervenção de um protocolo neuropsicomotor com exergames. A amostra final foi de 18 idosas divididas igualmente entre grupo experimental e controle. Foram realizadas 30 sessões de exercícios utilizando os jogos dos consoles X-BOX 360 Kinect® e Nitendo Wii® em um centro de referência para idosos de João Pessoa, com uma frequência de três vezes semanais e uma hora de duração ao dia. Para avaliar os efeitos da intervenção, foram utilizados instrumentos funcionais e cognitivos gerais e específicos com os idosos participantes. Os dados foram analisados estatisticamente através de testes inferenciais de comparação de médias e o nível de significância adotado nesta pesquisa foi de 5%. Nos resultados observou-se na comparação entre os grupos (intervenção x controle) que o treinamento com exergames contribuiu significativamente para a melhora do desempenho funcional (p = 0,001) e das atividades de vida diária (p = 0,015). No desempenho cognitivo, observou-se melhora significativa na cognição geral, através do Moca, no grupo de intervenção (p = 0,007) e na memória lógica imediata (p = 0,001) e tardia (p = 0,038) entre os grupos. Diante dos resultados preliminares desta pesquisa, conclui-se que os exergames funcionam como uma nova estratégia em saúde com a finalidade de proporcionar melhora e/ou manutenção cognitiva e funcional no idoso, promovendo um envelhecimento saudável e contribuindo para a satisfação com a prática de exercício físico
  • RENATA SERRANO DE ANDRADE PINHEIRO
  • ANÁLISE DO COMPORTAMENTO VOCAL PRÉ E PÓS-EXERCÍCIO DE TRATO VOCAL SEMIOCLUÍDO COM TUBO RÍGIDO EM IDOSOS COM DOENÇA DE PARKINSON
  • Data: 10/04/2015
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • - A Doença de Parkinson (DP) foi descrita pela primeira vez no início do Século XIX por James Parkinson. É caracterizada pela presença de movimentos tremulantes involuntários, diminuição da força muscular, tendência à inclinação do corpo para frente e alteração da marcha. Na DP, ocorrem diversas alterações que acometem a voz e a fala. OBJETIVO - O objetivo desse estudo foi comparar o efeito imediato de exercícios do método Lee Silverman Voice Treatment® (LSVT) versus trato vocal semiocluído no comportamento vocal de pacientes com Doença de Parkinson. MÉTODO - Os capítulos foram descritos em forma de três artigos científicos: o primeiro é um artigo de revisão sistemática da literatura intitulado “Evidências científicas e restrições do tratamento da voz na doença de Parkinson: uma revisão sistemática”, o segundo tem o título “Avaliação da qualidade de vida e sintomas vocais na ótica do paciente com Doença de Parkinson”, e o terceiro com o título “Comparação do efeito imediato de exercícios do Lee Silverman Voice Treatment® versus Trato Vocal Semiocluído em pacientes com Doença de Parkinson”. RESULTADOS – O primeiro artigo destaca a revisão sistemática envolvendo artigos com foco no tratamento vocal na DP: medicamentoso, cirúrgico e de reabilitação, detalhou-se as amostra dos estudos, os métodos e técnicas utilizadas e a conclusão de cada estudo. Os principais métodos e técnicas utilizadas para reabilitação vocal encontradas no artigo foram: LSVT, monitoramento auditivo, instrumento de sopro e terapia musical. O segundo artigo é um estudo de campo com indivíduos acometidos pela DP, observou-se a alteração na sua qualidade de vida e voz e sintomas vocais, com impacto no seu dia a dia, sendo estes decorrentes da alteração vocal desencadeada pela doença a qual foram atingidos. O terceiro artigo, outro estudo de campo, mostrou que os efeitos imediatos dos exercícios do Lee Silverman Voice Treatment® versus Trato Vocal Semiocluído provocam, na sua grande maioria, benefícios semelhantes para os parâmetros vocais de análise acústica e de avaliação perceptivo auditiva dos indivíduos com DP. CONCLUSÃO - A produção científica na área de voz que aborda a Doença de Parkinson ainda é escassa, a ampliação de pesquisas que evidenciem novas opções de métodos e técnicas de tratamento para a voz se faz cada vez mais necessária. O uso dos instrumentos de autoavaliação vocal na população de Parkinson irá auxiliar na avaliação, monitoramento e na terapia com a intenção de facilitar a percepção dos pacientes sobre os diferentes aspectos da sua produção vocal. O efeito imediato dos exercícios de trato vocal semiocluído com tubo de alta resistência é uma alternativa eficaz na terapêutica vocal da Doença de Parkinson.
  • JALLES DANTAS DE LUCENA
  • NOVOS MODELOS DE MEMÓRIA SIMILAR À EPISÓDICA
  • Data: 06/02/2015
  • Hora: 14:30
  • Visualizar Dissertação/Tese   Mostrar Resumo
  • A memoria episodica refere-se a capacidade de lembrar quando e onde um determinado evento ocorreu. Sao poucos modelos comportamentais que acessam simultaneamente os aspectos “o que”, “onde” e “quando”. Recentemente, foi criada uma tarefa de reconhecimento de objetos em roedores para o estudo da memoria episodica. A tarefa consiste em duas sessoes de treino e uma de teste, com 5 minutos de duracao. Na primeira sessao de treino o rato e colocado em uma arena familiar com quatro objetos identicos (A), apos uma hora o rato e reexposto a outras 4 copias (B), com duas copias em locais ocupados anteriormente e duas em novos locais. O teste e realizado 50 minutos depois, com o animal apresentado a dois objetos da primeira e segunda exposicao, com um objeto A e B em novas localizacoes no campo aberto. Espera-se que o objeto antigo nao deslocado e o recente deslocado sejam os mais explorados. Dessa forma acessando a memoria episodica. Manns e Eichenbaum adaptaram uma tarefa similar para 10 sessoes de voltas, cada bloco com exposicao de 4 objetos diferentes (A, B, C e D), sempre colocando os objetos antigos em novas posicoes, e o objeto novo num local previamente ocupado, de forma que a cada tres voltas para exploracao por sessao, um objeto novo e exposto e os ja apresentados sao realocados para novas posicoes. Assim, procurou analisar a associacao do objeto-lugar para recordacao da memoria episodica, e a importancia de uma maior producao de informacoes com menos animais. O objetivo deste estudo foi propor novos modelos de memoria episodica a partir dos dois apresentados. O primeiro, uma adaptacao do modelo de Kart-Teke em multiplas sessoes, com tres sessoes de treino com apresentacao de tres conjuntos de objetos (A, B e C), garantindo a producao de dados com poucos animais. O segundo modelo, uma variacao do anterior, com apenas duas sessoes de treino. E o terceiro, uma variacao da tarefa de Kart-Teke et al. (2006) com novos intervalos entre as duas sessoes de treino de 4 horas, e 20 horas entre o treino 2 e o teste, garantindo uma separacao das fases da memoria e a aplicabilidade para trabalhos farmacologicos. Os resultados mostram que os animais nao conseguiram acessar a memoria episodica na tarefa 1, podendo ser uma interferencia da sessao de treino a mais. No segundo, os animais reconheceram os objetos espacialmente e temporalmente, mas de forma nao integrada. Na terceira tarefa, os animais nao conseguiram acessar a memoria episodica. Sugerindo que uma reducao no tempo de intervalo pode contribuir com a recordacao dos objetos e, assim, acessarem a memoria episodica. Dessa forma, nossos modelos sao promissores para o estudo da memoria episodica em animais. No entanto, e indicado que novos estudos sejam realizados para acertos metodologicos, assim, acreditando que teremos em breve novos modelos disponiveis para o estudo da memoria similar a episodica.
  • JALLES DANTAS DE LUCENA
  • NOVOS MODELOS DE MEMÓRIA SIMILAR À EPISÓDICA
  • Data: 06/02/2015
  • Hora: 14:00
  • Mostrar Resumo
  • A memória episódica refere-se à capacidade de lembrar quando e onde um determinado evento ocorreu. São poucos modelos comportamentais que acessam simultaneamente os aspectos “o quê”, “onde” e “quando”. Recentemente, foi criada uma tarefa de reconhecimento de objetos em roedores para o estudo da memória episódica. A tarefa consiste em duas sessões de treino e uma de teste, com 5 minutos de duração. Na primeira sessão de treino o rato é colocado em uma arena familiar com quatro objetos idênticos (A), após uma hora o rato é reexposto a outras 4 cópias (B), com duas cópias em locais ocupados anteriormente e duas em novos locais. O teste é realizado 50 minutos depois, com o animal apresentado a dois objetos da primeira e segunda exposição, com um objeto A e B em novas localizações no campo aberto. Espera-se que o objeto antigo não deslocado e o recente deslocado sejam os mais explorados. Dessa forma acessando a memória episódica. Manns e Eichenbaum adaptaram uma tarefa similar para 10 sessões de voltas, cada bloco com exposição de 4 objetos diferentes (A, B, C e D), sempre colocando os objetos antigos em novas posições, e o objeto novo num local previamente ocupado, de forma que a cada três voltas para exploração por sessão, um objeto novo e exposto e os já apresentados são realocados para novas posições. Assim, procurou analisar a associação do objeto-lugar para recordação da memória episódica, e a importância de uma maior produção de informações com menos animais. O objetivo deste estudo foi propor novos modelos de memória episódica a partir dos dois apresentados. O primeiro, uma adaptação do modelo de Kart-Teke em múltiplas sessões, com três sessões de treino com apresentação de três conjuntos de objetos (A, B e C), garantindo a produção de dados com poucos animais. O segundo modelo, uma variação do anterior, com apenas duas sessões de treino. E o terceiro, uma variação da tarefa de Kart-Teke et al. (2006) com novos intervalos entre as duas sessões de treino de 4 horas, e 20 horas entre o treino 2 e o teste, garantindo uma separação das fases da memória e a aplicabilidade para trabalhos farmacológicos. Os resultados mostram que os animais não conseguiram acessar a memória episódica na tarefa 1, podendo ser uma interferência da sessão de treino a mais. No segundo, os animais reconheceram os objetos espacialmente e temporalmente, mas de forma não integrada. Na terceira tarefa, os animais não conseguiram acessar a memória episódica. Sugerindo que uma redução no tempo de intervalo pode contribuir com a recordação dos objetos e, assim, acessarem a memória episódica. Dessa forma, nossos modelos são promissores para o estudo da memória episódica em animais. No entanto, é indicado que novos estudos sejam realizados para acertos metodológicos, assim, acreditando que teremos em breve novos modelos disponíveis para o estudo da memória similar á episódica.