PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA SOCIAL (PPGPS)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
83 3216.7006/7006

Notícias


Banca de QUALIFICAÇÃO: WANESSA DE MACEDO GOMES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WANESSA DE MACEDO GOMES
DATA: 16/12/2022
HORA: 09:00
LOCAL: sala 508, CCHLA
TÍTULO: Concepções e práticas de psicólogos(as) escolares e docentes acerca das adaptações curriculares: um estudo em contextos públicos de educação
PALAVRAS-CHAVES:
PÁGINAS: 91
RESUMO: O movimento mundial pela inclusão passou a ser uma questão política, cultural, social e pedagógica. Em virtude disso, a organização das escolas deve ser repensada implicando em mudança estrutural e cultural para que todos tenham suas especificidades atendidas. Parte relevante da discussão e efetivação da inclusão em contexto educacional são as adaptações curriculares, que se constituem uma importante ferramenta para a reflexão e a propositura de um ensino responsivo àqueles que dela demandam acesso à proposta educacional ofertada. O/A psicólogo(a) é considerado(a) um(a) profissional importante para atuar como mediador(a) na inter-relação entre o Atendimento Educacional Especializado (AEE), a sala de recursos multifuncionais e a elaboração do plano de desenvolvimento individual e escolar, dado que pode colaborar para viabilizar o acesso da criança às propostas curriculares da escola. Diante do exposto, o objetivo desse estudo é conhecer e analisar as concepções e práticas de psicólogos(as) escolares e docentes sobre as adaptações curriculares em escolas da rede pública da cidade de João Pessoa-PB. Participaram desta pesquisa dez psicólogas escolares, dez docentes do Ensino Fundamental I e dez docentes do AEE de escolas públicas do município de João Pessoa (PB). Os instrumentos utilizados foram dois questionários sociodemográficos e duas entrevistas semiestruturadas. A aplicação dos instrumentos ocorreu de forma presencial em escolas da rede pública municipal de ensino Fundamental I da cidade de João Pessoa-PB. Foram realizadas 30 entrevistas semiestruturadas com os três grupos de profissionais investigados que estão sendo analisadas a partir dos princípios de Bardin (1997). Os resultados preliminares demonstram que foi possível identificar nas falas das psicólogas ações em conjunto com os docentes para a elaboração das adaptações curriculares. No entanto, é importante refletir sobre como as psicólogas escolares vêm atuando junto aos docentes e sobre como o fazer psicológico pode contribuir para a elaboração de adaptações curriculares com o coletivo. No que se refere a compreensão de adaptação curricular, as psicólogas entrevistas não abrangem conceitos e características específicas do campo das adaptações curriculares. Pretende-se por meio deste estudo contribuir com o conhecimento de prática do(a) psicólogo(a) escolar educacional sobre a temática da inclusão escolar, para propor ações que favoreçam os processos de aprendizado, desenvolvimento humano e uma educação inclusiva.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1798749 - FABIOLA DE SOUSA BRAZ AQUINO
Interno - 1024895 - MARIA DE FATIMA PEREIRA ALBERTO
Externo ao Programa - 3200287 - MONICA DE FATIMA BATISTA CORREIA