PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DAS RELIGIÕES (PPGCR)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone:
Não informado

Notícias


Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAEL TRINDADE HENEINE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAEL TRINDADE HENEINE
DATA: 13/12/2019
HORA: 14:00
LOCAL: centro de educação
TÍTULO: “A CIÊNCIA DA TERRA, DA MAGIA E DA FUMAÇA”: O RITUAL DE JUREMA DE CHÃO SOB PERSPECTIVA SIMBÓLICO-ICONOGRÁFICA
PALAVRAS-CHAVES: Catimbó-Jurema. Iconografia. Jurema de Chão. Símbolos.
PÁGINAS: 143
RESUMO: O objetivo dessa dissertação é fazer um estudo simbólico-iconográfico do ritual de Jurema de Chão, um dos ritos realizados no Catimbó-Jurema, religião presente no nordeste brasileiro, especialmente nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco, embora já se encontre em vários lugares do Brasil e fora dele. Os dados levantados se deram através da etnografia, tendo como interlocutor Eriberto Carvalho Ribeiro, mais conhecido como Pai Beto, fundador da Tenda de Jurema do Caboclo Sete Flechas, localizada em João Pessoa-PB, e do Templo dos Doze Reinados da Jurema Santa e Sagrada, situado em Alhandra-PB. Nosso trabalho de campo vem sendo realizado nesses dois espaços religiosos. Como objetivos específicos, pretendemos, no primeiro capítulo, contextualizar o Catimbó-Jurema nordestino. Já no capítulo dois, fazer uma descrição do dirigente, dos espaços pesquisados, da entidade que é o carro chefe das casas e do rito de Jurema de Chão a ser analisado. E, no terceiro capítulo, faremos uma análise iconográfica e simbólica do ritual de Jurema de Chão. Sobre a análise iconográfica, as informações até então obtidas sobre os objetos litúrgicos demonstram que, apesar de estáticos na dinâmica do ritual de Jurema de Chão, participam de uma rede de significados simbólicos. Como lidamos com peças artísticas, foi de fundamental importância nos debruçarmos sobre o conceito de arte, encomenda e fornecedor, extravasando os limites do espaço sagrado. Assim, já é possível perceber uma amplitude de conexões sociais que estão num processo de transbordamento, continuum, entre terreiro e mercado, e vice-versa. Isso demonstra como o Catimbó-Jurema tem uma produção material rica, e não só isso, com motivos iconográficos e mercadológicos oriundos dos terreiros, popularizados em suas festas e encontros da religião, onde se pode observar na arte esta latente cosmovisão mágico-religiosa, presentes na oralidade e nas “narrativas encantadas” que adentram ao rito a ser analisado. A pesquisa está sendo desenvolvida em perspectiva histórico-antropológica no âmbito das Ciências Empíricas da Religião, de modo que recorremos a bibliografia especializada acerca do Catimbó-Jurema bem como aos autores que estão no campo da história da arte, que trabalham com imagens, símbolos e análises iconográficas como Gombrich(1986); Panofsky (1986); Ginzburg, 1989, 2014), dentre outros.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1774137 - DILAINE SOARES SAMPAIO
Interno - 1353258 - FABRICIO POSSEBON
Externo à Instituição - GUSTAVO CESAR OJEDA BAEZ