PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE (PPGBIO)

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS (CCA)

Telefone:
33621737

Notícias


Banca de DEFESA: RAFAEL FRANCISCO LOPES SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAEL FRANCISCO LOPES SILVA
DATA: 30/08/2019
HORA: 14:00
LOCAL: PPGBio – Prédio Ecologia Vegetal, 1º andar, CCA, UFPB – Campus II, Areia – PB
TÍTULO: A TRIBO BIGNONIEAE (BIGNONIACEAE) NO PICO DO JABRE: TAXONOMIA E MORFOANATOMIA FOLIAR
PALAVRAS-CHAVES: Lianas; Anatomia foliar; Floresta de altitude; Nordeste do Brasil
PÁGINAS: 128
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Botânica
RESUMO: Com cerca de 393 especies e 21 generos, Bignonieae Dumort. e a maior tribo entre os clados de Bignoniaceae, uma familia com muitos taxons de importancia economica e etnobotanica. Bignonieae e o grupo com a maior diversidade morfologica entre as lianas neotropicais e tem uma distribuicao que se limita entre o sul dos Estados Unidos e Sul da America do Sul. No Brasil, a tribo concentra seu centro de diversidade, com cerca de 327 especies que ocorrem nas florestas umidas e secas, incluindo os mais diversos ecossistemas associados, como as florestas de altitude, nos diferentes dominios fitogeograficos. Na floresta atlantica e nas Caatingas da regiao Nordeste do Brasil, a tribo apresenta uma riqueza expressiva de especies, apesar de nao ser uma regiao foco de coleta para os principais especialistas. Os estudos filogeneticos mais recentes, apoiaram a monofilia da tribo, que e sustentada por sinapomorfias moleculares e morfologicas. Todas as especies de Bignonieae sao lenhosas, com folhas opostas, predominantemente 2-3-folioladas e foliolo terminal modificado em gavinha simples a multifida, flores vistosas, frutos capsulares e a anatomia do caule e anomala, apresentando quatro a 32 feixes de floema interrompendo o xilema. Estudos taxonomicos mais refinados vem sendo realizados, buscando delimitacoes mais precisas entre as especies e entre generos, nesse sentido, a anatomia do grupo tambem vem sendo utilizada, embora em menor escala, buscando suporte a sistematica da familia e da tribo. Este trabalho, foi realizado com o objetivo de conhecer a diversidade das especies de Bignonieae na Floresta Estacional Semidecidual Montana do Pico do Jabre, Nordeste do Brasil, e adicionalmente, testar a anatomia foliar da tribo como suporte a sua taxonomia. Sendo assim, coletas foram realizadas na area de estudo, e materiais adicionais foram examinados e tratados, seguindo a metodologia usual em taxonomia e anatomia, respectivamente. Como resultados, apresenta-se um tratamento taxonomico para as 13 especies de Bignonieae que ocorrem na area de estudos, incluindo seis novos registros para a area e quatro para o estado da Paraiba. Alem disso, apresenta-se os dados da anatomia foliar das especies que ocorrem na area, ressaltando os carateres que podem ser uteis em sua taxonomia. Esses resultados estao organizados em tres capitulos, e consequentemente tres manuscritos, a serem submetidos em periodicos especificos. O presente trabalho consiste uma importante contribuicao a taxonomia do grupo, assim como a flora da Paraiba, e traz elementos anatomicos ate entao nao registrados para a tribo, uteis no suporte a distincao das especies da area.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 6335816 - LEONARDO PESSOA FELIX
Presidente - 331030 - MARIA DE FATIMA AGRA
Externo à Instituição - MARIA DE FÁTIMA DE ARAÚJO