PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE (PPGBIO)

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS (CCA)

Telefone/Ramal
33621737

Notícias


Banca de DEFESA: THAIS APARECIDA VITORIANO DANTAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THAIS APARECIDA VITORIANO DANTAS
DATA: 30/04/2020
HORA: 09:00
LOCAL: PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIODIVERSIDADE
TÍTULO: PARTIÇÃO DE NICHO E COEXISTÊNCIA DE ESPÉCIES DO GÊNERO Erythroxylum EM FRAGMENTO DE MATA ATLÂNTICA NORDESTINA.
PALAVRAS-CHAVES: Nicho ecológico, competição, exclusão competitiva, espécies congenéricas, dispersão de sementes.
PÁGINAS: 74
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
RESUMO: Dentro da ecologia de comunidades, existem processos em diferentes escalas espaciais envolvidos na montagem e estruturação dessas comunidades. Dentre os quais, destacam-se processos ecológicos relacionados à filtragem das espécies que podem persistir dentro dessas comunidades com base em suas tolerâncias às diferentes condições ambientais e interações com outras espécies, como por exemplo, a competição. Durante esses processos de montagem das comunidades, a disponibilidade da gama de condições (abióticas e bióticas) e recursos no tempo e no espaço são heterogêneas, permitindo que diferentes pontos nesse espaço ao longo do tempo apresentem conjuntos de condições distintos, os quais serão ocupados por diferentes espécies, colaborando assim, para a coexistência das mesmas dentro das comunidades. O objetivo dessa dissertação foi entender como três espécies de plantas congenéricas, pertencentes ao gênero Erythroxylum (Eryhroxylaceae), compartilham as diversas dimensões do nicho ecológico (abiótico e biótico) permitindo a sua coexistência em um relicto de Floresta Tropical Úmida. Dividimos esse trabalho dois capítulos: No primeiro, investigamos como as três espécies compartilham as dimensões do nicho abiótico, de acordo com as condições ambientais dos locais em que foram realizadas as coletas. Para a nossa amplitude de dados, as três espécies de plantas demostram sobreposição de parte dos nichos, dado que, as três ocorrem em todos os locais dos gradientes (não existindo uma parte em que estejam flagrantemente ausentes). Entretanto, a espécie E. simonis destaca-se como a competidora mais forte, se beneficiando ao longo de todos os gradientes com o aumento de sua abundância. Enquanto que, E. pauferrense e E. citrifolium demonstram maior competição. No segundo capítulo, avaliamos o particionamento de nicho biótico, através dos serviços de dispersão providos por formigas aos diásporos das espécies Erythroxylum simonis e Erythroxylum pauferrense. Em decorrência da falta de disponibilidade dos diásporos de Erythroxylum citrifolium, os experimentos foram realizados apenas com os frutos de duas das três espécies. Os nossos resultados não demostraram o particionamento de nicho biótico entre as espécies E. pauferrense e E. simonis por meio dos eixos de riqueza e composição de formigas, intensidade de interação das espécies de formigas com os frutos das plantas e dos serviços de limpeza e remoção dos seus diásporos. Entretanto, colabora com informações sobre os serviços de dispersão prestados pelas espécies de formigas aos diásporos dessas duas espécies de plantas não mimercocóricas, como também, sobre à importância desses serviços de dispersão na manutenção das comunidades de plantas. Estudos como esses, ajudam no entendimento dos processos de compartilhamento de nicho e coexistência entre espécies filogeneticamente próximas, e no fornecimento de modelos importantes para à compreensão dos fatores que direcionam e estruturam as comunidades de plantas.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1539079 - JOSE DOMINGOS RIBEIRO NETO
Interno - 1755911 - MANOEL BANDEIRA DE ALBUQUERQUE
Externo à Instituição - XAVIER ARNAN VIADIU

 

Link para acesso à defesa:

https://meet.jit.si/ExtraordinaryIncidentsExposeIndeed