PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA E COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PGPCI)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: JAEDSON GOMES DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JAEDSON GOMES DOS SANTOS
DATA: 30/10/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Videoconferencia
TÍTULO: DIMENSÕES INSTITUCIONAIS ASSOCIADAS À ABERTURA DE DADOS GOVERNAMENTAIS: uma análise transnacional
PALAVRAS-CHAVES: Dados Governamentais Abertos; Governo Aberto; Dimensões Institucionais; Tecnologias da Informação e Comunicação; Governos Nacionais.
PÁGINAS: 117
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
RESUMO: Atendendo a demandas globais por mais transparência, participação cidadã e colaboração, foi formada em 2011 a Parceria para Governo Aberto, ou, Open Government Partnership (OGP). A partir desse e de outros marcos, os diversos governos ao redor do mundo têm, gradualmente, adotado um novo modelo de informação gerada pelo setor público. Esse novo modelo de informação é denominado de dado governamental aberto (DGA) e prevê a disponibilidade de dados sem restrições técnicas e legais, abrindo a possibilidade destes dados serem reutilizados com o propósito da geração de novos produtos ou serviços. Com a adoção gradual desses DGA nas administrações públicas nacionais, a academia tem se mobilizado para investigar quais os eventuais benefícios e barreiras da abertura de dados governamentais. Entretanto, apesar de consideráveis contribuições na literatura especializada, é possível dizer que ainda há uma carência de análises que levem em conta a influência de fatores de natureza institucional sob os DGA. Frente a tal cenário, o objetivo deste estudo é analisar o relacionamento entre as dimensões institucionais e o nível de abertura de dados governamentais em diferentes países. De modo a atender tal objetivo, a pesquisa segue uma abordagem quantitativa, a partir de um desenho de pesquisa observacional de corte transversal. Para a operacionalização das variáveis, utilizamos dados secundários referentes ao ano de 2016 e disponibilizados em fontes como a Web Foundation, a divisão de estatísticas da ONU, a OGP e o Instituto V-dem. Ainda em termos metodológicos, a análise ocorreu mediante duas etapas, sendo estas a análise descritiva e a análise multivariada, com a aplicação de um modelo de regressão linear múltipla. Os resultados encontrados evidenciam que, até o momento da análise, a maioria dos países ainda apresentavam iniciativas de DGA em estágios iniciais e que dimensões institucionais como o grau de existência de uma política pública específica para DGA, o desenvolvimento dos programas nacionais de governo eletrônico, a participação do país na OGP e a qualidade administrativa do governo são fatores diretamente relacionados com o nível de abertura de dados governamentais em cada país. Sendo assim, com estes resultados, é possível concluir que as dimensões institucionais importam para explicar o desempenho dos governos quando se trata de abrir seus dados e que, aliado aos desafios técnicos e gerenciais, as iniciativas para abertura de dados implicam também grandes desafios institucionais para as organizações públicas nacionais lidarem.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2760183 - FLAVIO PERAZZO BARBOSA MOTA
Interno - 1483396 - ITALO FITTIPALDI
Externo à Instituição - JOSÉ CARLOS VAZ