PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA E COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PGPCI)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: ERBENIA LOURENÇO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ERBENIA LOURENÇO DE OLIVEIRA
DATA: 16/12/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferencia
TÍTULO: ESTRANGEIRIZAÇÃO DE TERRAS NOS EUA E A COOPERAÇÃO TRANSNACIONAL DOS MOVIMENTOS SOCIAIS: A ATUAÇÃO DA USFSA
PALAVRAS-CHAVES: estrangeirização de terras; land grabbing; Estados Unidos; cooperação transnacional; Movimentos sociais; Soberania Alimentar.
PÁGINAS: 138
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
RESUMO: O fenômeno do land grabbing, ou estrangeirização de terras, chamou a atenção internacional devido às contradições e reações sociais que envolvem o avanço desse processo. O fenômeno geralmente afeta comunidades tradicionais em países pobres ou em desenvolvimento, no entanto, identificou-se que também está afetando comunidades tradicionais em países desenvolvidos como EUA, Canadá, Austrália. Dessa forma, esta dissertação busca analisar a estrangeirização de terras nos EUA, ou seja, os EUA como alvo de investimentos de terras. Partindo das contradições que envolvem a aquisição de terras por estrangeiros, a pesquisa tem como objetivo central entender por que os movimentos sociais cooperam contra a estrangeirização de terras com base na atuação da US Food Sovereignty Alliance. Dessa forma, foram definidos como objetivos específicos analisar a estrangeirização de terras nos EUA, estudar a literatura sobre a cooperação transnacional da sociedade civil global e analisar as reações sociais à estrangeirização de terras nos EUA. Para alcançar os objetivos propostos, no âmbito metodológico foi desenvolvida uma pesquisa de caráter qualitativo, utilizando o método dedutivo de análise. As técnicas de análise utilizadas foram a revisão bibliográfica, análise documental, além da pesquisa de campo para realização de entrevistas semiestruturadas, que também ocorreram de forma virtual. Após construir o panorama da estrangeirzação de terras nos EUA, identificando a escala do fenômeno, os principais atores, áreas de investimento e consequências socioeconômicas, buscou-se apresentar as abordagens dos movimentos rurais transnacionais, globalização desde baixo e Transnational Advocacy Networks (TAN) como principais abordagens para compreender a relação entre a Variável Independente (VI) e a Variável Dependente (VD). Com base na análise da atuação da USFSA, identificamos que os movimentos sociais cooperam contra a estrangeirização de terras pela necessidade de responder globalmente aos atores privados internacionais que tendem a limitar o acesso a terras por parte de comunidades tradicionais. A cooperação, que ocorre de forma transnacional, pode ser considerada como a principal estratégia de ação desses movimentos que buscam apoio, solidariedade e compartilhamento de informações e experiências no âmbito internacional, sem negligenciar a valorização das comunidades de base.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 735.632.006-10 - ALEXANDRE CESAR CUNHA LEITE - UEPB
Externo à Instituição - LORENA IZÁ PEREIRA
Presidente - 1743644 - THIAGO LIMA DA SILVA