PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA E COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PGPCI)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: WILKER JEYMISSON GOMES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WILKER JEYMISSON GOMES DA SILVA
DATA: 22/09/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma Meet: meet.google.com/oup-vetp-cjv
TÍTULO: CONVERGINDO NA DIVERGÊNCIA: EMERSÃO, ATUAÇÃO E GOVERNANÇA MULTINÍVEL DA U.S. CLIMATE ALLIANCE DURANTE O GOVERNO DONALD TRUMP (2017-2021)
PALAVRAS-CHAVES: Mudanças climáticas. Estados Unidos da América. Paradiplomacia. Governança Multinível. Coalizões.
PÁGINAS: 149
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
RESUMO: A incidência de governos subnacionais em agendas globais é uma pauta recorrente, inclusive quando se trata do enfrentamento às mudanças climáticas. A localização desta agenda, a partir das singularidades das realidades locais e regionais, enseja a idealização de alternativas para minimizar as limitações da ação individual. A união dos governos locais tem sido uma ferramenta utilizada para coordenar ações e buscar interesses comuns, artifício do qual lançaram mão diversos governos estaduais norteamericanos como resposta à saída dos Estados Unidos da América, no ano de 2017, do Acordo de Paris sobre mudanças climáticas. A organização bipartidária United States Climate Alliance, comprometida a dar continuidade ao cumprimento das metas do Acordo de Paris, surge como ferramenta para alinhar os interesses locais dos integrantes aos anseios globais pela ação climática, prometendo liderar a internalização da agenda em razão do vácuo deixado pelo nível federal. Nesse sentido, considerando a divergência de agendas visualizada entre os dois atores elencados na investigação, esta pesquisa partiu da seguinte indagação: como se dá a relação entre a coalizão e o nível federal? Partindo do nível local para agir em uma agenda global, ambiente ainda considerado de participação predominante dos Estados, este estudo considerou a importância em compreender elementos relacionados à governança multinível e colaboração horizontal e vertical da atuação desta aliança de entes subnacionais. Desta forma, este estudo, por meio de pesquisa analítico-descritiva, a partir do método do estudo de caso, investiga como se dá a atuação multinível da U.S. Climate Alliance, com ênfase na análise da colaboração existente entre as políticas climáticas do nível da U.S. Climate Alliance e o nível federal dos EUA no período do mandato do Presidente Donald Trump (2017-2021). Como resultados, encontrou-se uma baixa participação do nível federal nas ações da aliança, pelo que se conclui pela inexistência de colaboração vertical, conquanto haja uma considerável colaboração no nível horizontal. Ainda, foi possível perceber que as ações da coalizão ocorreram predominantemente dentro do cenário doméstico dos EUA.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1991235 - ALINE CONTTI CASTRO
Externo à Instituição - DÉBORA FIGUEIREDO MENDONÇA DO PRADO
Interno - 2991390 - ELIA ELISA CIA ALVES
Externo ao Programa - 1440296 - LILIANA RAMALHO FROIO
Presidente - 1743644 - THIAGO LIMA DA SILVA