PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA E COOPERAÇÃO INTERNACIONAL (PGPCI)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: DANTE TOMEI NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANTE TOMEI NETO
DATA: 30/09/2021
HORA: 10:00
LOCAL: Plataforma Meet: https://meet.google.com/mui-yuhy-ege
TÍTULO: MODELO DE CRENÇAS EM SAÚDE E A AUTOMEDICAÇÃO: UMA ANÁLISE DE MARKETING SOCIAL
PALAVRAS-CHAVES: Marketing Social; Automedicação; Modelo de Crenças em Saúde
PÁGINAS: 92
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
RESUMO: A escalada de mortes sem precedentes no âmbito da Pandemia por SarS-CoV-2 no Brasil tem chamado atenção de vários atores envolvidos e despertado práticas em toda a população, com o objetivo de se proteger ou curar, ainda que sem fundamentos, como a automedicação. A prática da automedicação já costuma fazer parte do dia a dia da população, mas no contexto da Pandemia de Covid-19 estes números cresceram mais ainda e se tornaram alarmantes, culminando em reações adversas surpreendentes e mostrando assim, os temidos efeitos do uso de medicamentos sem prescrição médica adequada. Neste âmbito, o marketing social analisa estas práticas e pode contribuir positivamente para a mudança destes comportamentos, agindo diretamente nas comunidades a partir de suas ferramentas. O objetivo deste trabalho é analisar através do Modelo de Crenças em Saúde como as práticas de automedicação acontecem entre profissionais da saúde e leigos. O MCS analisa os hábitos relacionados à saúde que podem fazer com que os indivíduos adotem ou abandonem comportamentos saudáveis. Esta pesquisa, a partir de uma abordagem exploratória e qualitativa, abordou através de entrevistas os fatores que estão relacionados à percepção de gravidade, susceptibilidade, benefícios e barreiras para a prática da automedicação, ligando aos estímulos para mudança de hábitos e a capacidade dos indivíduos de realizarem adequadamente. Os resultados indicaram a confiança nos profissionais de saúde e o nível de informação dos indivíduos nos medicamentos para a tomada de decisão como fatores chave para manter ou mudar o comportamento.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2760183 - FLAVIO PERAZZO BARBOSA MOTA
Externo ao Programa - 1239083 - SEVERINO DOMINGOS DA SILVA JUNIOR
Presidente - 1967671 - STEPHANIE INGRID SOUZA BARBOZA