PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR (PPBCM)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: LUCENBERG SALES FAUSTINO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCENBERG SALES FAUSTINO
DATA: 25/02/2021
HORA: 08:00
LOCAL: ambiente virtual
TÍTULO: Impacto das microalgas nocivas Prorocentrum lima E Ostreopsis cf. ovata, na resposta imunológica da ostra Crassostrea gasar.
PALAVRAS-CHAVES: Crassostrea gasar; hemócitos; histopatologia; Ostreopsis cf. ovata; Perkinsus ssp.; Prorocentrum lima.
PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Imunologia
RESUMO: O presente trabalho teve o objetivo de avaliar o efeito das microalgas nocivas Prorocentrum lima e Ostreopsis cf. ovata nas ostras Crassostrea gasar. O estudo realizou a avaliação de respostas imunológicas na exposição in vitro à P. lima e O. cf. ovata e in vivo à O. cf. ovata, análise histopatológica e diagnóstico de Perkinsus spp.. Os citogramas, mortalidade, contagem total (THC) e diferencial (DHC), atividade fagocítica, produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) e atividade dos transportadores ABC dos hemócitos foram determinadas por citometria de fluxo. Cortes histológicos foram preparados. A detecção de Perkinsus spp. e sua intensidade foi determinada nas demibrânquias. Os resultados deste estudo evidenciaram que a O. cf. ovata é potencialmente mais tóxico para os hemócitos do que P. lima. Na exposição in vitro, a O. cf. ovata aumentou a mortalidade de hemócitos, reduziu a taxa de fagocitose e a produção de EROs não foi afetada. A atividade dos transportadores ABC foi semelhante. Na exposição in vivo, THC, porcentagem de subpopulações de hemócitos, taxa de fagocitose e atividade dos transportadores ABC não se alteraram. No entanto, a mortalidade dos hemócitos destacou-se no grupo tratado, enquanto a produção de EROs diminuiu nos hemócitos das ostras tratadas. A análise histopatológica revelou que a glândula digestiva é o órgão afetado por O. cf. ovata. Foi observado a proliferação de Perkinsus spp. nos tecidos das ostras favorecidos pela O. cf. ovata. Apesar de não ter sido observada mortalidade de animais, o comprometimento dos hemócitos sugere uma imunossupressão que pode levar a infecções oportunistas ou aumentar os danos causados por patógenos já presentes.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DANIELLE FERRAZ MELLO
Interno - 2277768 - DAVI FELIPE FARIAS
Presidente - 1692802 - PATRICIA MIRELLA DA SILVA SCARDUA