PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR (PPBCM)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: CYNTHIA FARIAS VIEIRA DE MELO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CYNTHIA FARIAS VIEIRA DE MELO
DATA: 16/05/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Biologia Molecular/CCEN
TÍTULO: Análise do perfil de metilação dos genes THBS1, GPX3 e COX2 e identificação de H. pylori em amostras de câncer gástrico
PALAVRAS-CHAVES: Câncer gástrico, Metilação, TBBS1, COX2, GPX3, H. pylori.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Genética
RESUMO:

O câncer é uma doença com alta taxa de mortalidade no Brasil, dentre eles, o câncer de estômago constitui atualmente, o quarto tipo de câncer mais comum a nível mundial. No ano de 2012, estimam-se, para o Brasil, 12.670 casos novos de câncer do estômago em homens e 7.420 em mulheres. A sua etiologia é multifatorial, pois estudos sugerem associações a diversos fatores como: hábitos alimentares, fatores ambientais, fatores genéticos e epigenéticos e a infecção gástrica por Helicobacter pylori. Alterações epigenéticas tais como a metilação das regiões promotoras de genes envolvidos na homeostase celular podem contribuir  para carcinogênese gástrica. Para verificar o estado de metilação de genes THBS1, GPX3 e COX2 e avaliar a sua associação com a Helicobacter pylori (H. pylori) em adenocarcinomas gástricos, Methylation-Sensitive Restriction Enzyme PCR (MSRE-PCR) foi realizada em 39 carcinomas gástricos (intestinal e tipo difusa) e 15 amostras de tecido normal do estômago. A presença de H. pylori foi realizada por amplificação de um fragmento de rRNA 16S. Analysies estatísticas foram realizadas utilizando o teste exato de Fisher. A hipermetilação de GPX3, THBS1 e COX2 ocorreu em 18% (n = 7), 5% (n = 2) 36% (n = 14) das amostras de câncer gástrico, respectivamente, ao passo que em amostras normais foi encontrada em 13%, 7 % e 67%. A presença de H. pylorifoi detectada em 67% das amostras de câncer gástrico e 67% em amostras gástricas normais. Não foi encontrada correlação entre o perfil de metilação das amostras estudadas com variáveis clínico-patológicas e com presença de H. pylori (P > 0,05). A presença de H. pylori nas amostras de câncer gástrico e normais não foi associada com as variáveis clínico-patológicas analisadas (P > 0.05).


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 337229 - ARNALDO CORREIA DE MEDEIROS
Interno - 1860244 - DARLENE CAMATI PERSUHN
Presidente - 1525893 - ELEONIDAS MOURA LIMA