PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR (PPBCM)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: ANDERSON DOS SANTOS RAMOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDERSON DOS SANTOS RAMOS
DATA: 18/12/2020
HORA: 09:00
LOCAL: PLATAFORMA ONLINE
TÍTULO: AVALIAÇÃO DOS EFEITOS ANTI-INFLAMATÓRIOS DO PRODUTO DO PLASMÍDEO DE EXPRESSÃO EUCARTIÓTICA CODIFICANTE DE scFv anti-IL-1β CARREADO POR UMA LINHAGEM INVASIVA DE Lactococcus lactis NA DOENÇA DE CROHN EXPERIMENTAL INDUZIDA POR TNBS
PALAVRAS-CHAVES: Palavras-Chave: Bactérias ácido lácticas; pValac; Interleucina-1β; Colite; TNBS.
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Imunologia
RESUMO: Resumo: A doença de Crohn é uma doença inflamatória intestinal caracterizada por inflamação crônica exacerbada que resulta em dano grave no intestino. O tratamento dessa doença objetiva reduzir a inflamação e promover cicatrização da mucosa. IL-1β é uma citocina pró-inflamatória que desencadeia a inflamação intestinal e participa da patogênese da doença, tornando-se candidata para abordagem terapêutica. Contudo, a falta de sucesso de inibidores de IL-1β no tratamento da doença pode estar associado à via de administração intravenosa que causa inibição sistêmica e efeitos colaterais. Para contornar estas limitações, a entrega local de biofármacos poderia mudar o cenário atual, restringindo a terapia no sítio inflamatório. O desenvolvimento de linhagens de Lactococcus lactis capazes de entregar um vetor de expressão eucariótica que codifique um fragmento variável de cadeia única (scFv) de anticorpo representa uma estratégia promissora para a elaboração de uma terapia efetiva, capaz de garantir uma expressão do anticorpo diretamente na mucosa intestinal inflamada. Assim, o objetivo deste trabalho foi efeitos avaliar os efeitos anti-inflamatórios de L. lactis (FnBPA) carreadora do plasmídeo pValac codificador do scFv anti-IL-1β em um modelo experimental de doença de Crohn induzido quimicamente por TNBS. Para tanto, camundongos BALB/c fêmeas foram submetidos à colite experimental induzida por TNBS por quatro semanas. A cultura de L. lactis foi administrada oralmente nos 5 últimos dias do protocolo experimental. No dia seguinte ao último dia de tratamento, os animais foram eutanasiados e os parâmetros macroscópicos, histopatológicos e histoquímicos avaliados. Observou-se uma melhora nos parâmetros macroscópicos da doença no grupo tratado com L. lactis FnBPA+ (pValac::anti-IL-1β) em relação aos demais grupos submetidos à colite induzida. Na análise histopatológica, o efeito benéfico do tratamento mostrou-se melhor na região proximal do cólon, com redução do escore de dano histológico, devido a redução do infiltrado inflamatório e manutenção da camada da mucosa. Contudo, o tratamento com L. lactis FnBPA+ (pValac::anti-IL-1β) promoveu redução de células produtoras de mucinas, indicando um efeito prejudicial da inibição de IL-β no modelo. Em suma, os resultados sugerem benefícios de L. lactis FnBPA+ (pValac::anti-IL-1β) na redução de alguns parâmetros colite, mas efeitos colaterais na produção de mucinas reforçam a ação pleiotrópica de IL-1β na colite.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1636189 - CLAUDIO ROBERTO BEZERRA DOS SANTOS
Presidente - 1110112 - JULIANA FRANCO ALMEIDA
Externo à Instituição - Marcelo de Macedo Brígido