PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR (PPBCM)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: JOSE CAETANO DA SILVA FILHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE CAETANO DA SILVA FILHO
DATA: 16/08/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Biologia Molecular/CCEN
TÍTULO: Estrutura Cristalográfica da Lectina de Sementes da Canavalia maritima Aub. em Complexo com o Ácido Gama-Aminobutírico (GABA) e a Adenina Revela Novas Características Estruturais e Prediz Mecanismo Antiherbivoria
PALAVRAS-CHAVES: lectina, GABA, adenina, estrutura cristalográfica, atividade inseticida
PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Bioquímica
RESUMO:

Plantas são organismos sésseis que encontram-se susceptíveis a estresses bióticos e abióticos. O ataque de insetos herbívoros é um fator que afeta sua sobrevivência e seu desenvolvimento. Como defesa, estes organismos são capazes de produzir e liberar compostos químicos, como aminoácidos não proteicos, que interferem com o desenvolvimento dos insetos agressores, bem como utilizam fitohormônios para regular suas respostas de defesa. No presente trabalho, buscamos entender o papel inseticida da ConM, uma lectina isolada de sementes do feijão-de-praia (Canavalia maritima Aub.), a partir da análise de sua estrutura tridimensional em complexo com o aminoácido não proteico GABA (ácido gama-aminobutírico) e com a base nitrogenada adenina, precursora das citocininas, fitohormônios envolvidos com processos de defesa contra insetos herbívoros. Para tanto, resolvemos a estrutura cristalográfica da ConM co-cristalizada com o GABA e soaked com a adenina. O modelo monomérico da lectina mostrou que o GABA encontra-se coordenado por interações com resíduos de aminoácidos previamente reportados como sendo participantes da estabilização do ácido alfa-aminobutírico (Abu). A adenina, por outro lado, é estabilizada por interações com resíduos constituintes do domínio de reconhecimento a carboidrato da ConM, o que pode ser explicado pela presença de uma região hidrofóbica adjacente a este sítio, formada por uma estrutura secundária não repetitiva do tipo β-bulge. Um modelo dimérico da ConM revela que a atividade inseticida de lectinas está relacionada com mudanças conformacionais da Gln132, permitindo que o GABA seja liberado sem dissolução da estrutura quaternária.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1889532 - CLAYTON ZAMBELI OLIVEIRA
Presidente - 1670027 - PLINIO DELA TORRE
Interno - 1191858 - TATIANE SANTI GADELHA