PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR (PPBCM)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal
Não informado

Notícias


Banca de DEFESA: VANESSA DE MELO CAVALCANTI DANTAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VANESSA DE MELO CAVALCANTI DANTAS
DATA: 18/07/2017
HORA: 14:00
LOCAL: CCEN
TÍTULO: Análise da influência dos polimorfismos rs2228570 e rs1544410 do gene VDR na ocorrência de fissuras labiopalatinas não sindrômicas.
PALAVRAS-CHAVES: Fissuras labiopalatinas, estresse oxidativo, VDR.
PÁGINAS: 87
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Biologia Geral
RESUMO: As fissuras podem ser classificadas, com base nas estruturas afetadas, em fissura labial, fissura palatina ou a combinacao de ambas, podem ser classificadas em fissuras sindromicas ou nao-sindromicas, apresentando varios fatores de risco. Mais de 470 polimorfismos foram identificados no gene VDR humano, dentre eles o rs2228570 e rs1544410. O objetivo deste trabalho foi determinar as frequencias alelicas e genotipicas e as associacoes de rs2228570 e rs1544410 com a suscetibilidade para o desenvolvimento de FL/P e FP. Utilizou-se um estudo de caso controle e foram incluidos 127 duplas teste e 82 duplas saudaveis. DNA genomico foi extraido de celulas bucais. Os dados geneticos foram obtidos por PCR-RFLP e analisados utilizando o teste qui-quadrado. A diferenca da idade media das maes apresentou significancia entre grupo controle e grupo FP. A porcentagem de filhos fissurados que apresentaram ter historico familiar de fissuras comparado ao controle apresentou significancia, com p < 0,0001. A distribuicao genotipica e frequencia alelica de rs2228570 tanto no grupo de genitoras quanto de afetados nao foi diferente do grupo controle. Para o polimorfismo rs1544410, quando comparado as distribuicoes genotipicas de criancas com FP e grupo controle houve diferenca significativa com p = 0,017 e quando comparado as frequencias alelicas apresentou p = 0,008. Nao foram encontradas diferencas significantes para os genotipos e frequencia alelica de rs1544410 no grupo de genitoras e o alelo b de rs1544410 foi significativamente mais presente no grupo de criancas portadoras de FP mas nao de FL/P, indicando o potencial de risco deste marcador.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1860244 - DARLENE CAMATI PERSUHN
Interno - 1775477 - DANIELA PRISCILA MARCHI SALVADOR
Externo ao Programa - 335378 - MARIA DA CONCEICAO RODRIGUES GONCALVES