PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (PPGCC)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167285

Notícias


Banca de DEFESA: YURI DANTAS DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: YURI DANTAS DOS SANTOS
DATA: 31/10/2019
HORA: 09:30
LOCAL: Centro de Ciências Sociais Aplicadas
TÍTULO: INFLUÊNCIA DA COMPETIÇÃO ESCOLAR SOBRE A EFICIÊNCIA DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE ENSINO FUNDAMENTAL BRASILEIRAS
PALAVRAS-CHAVES: Competição escolar. Eficiência. Ensino Fundamental. Escolas públicas brasileiras.
PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Ciências Contábeis
RESUMO: Inserindo-se na linha de estudos da economia da educação voltados à análise da competição nas escolas, esta pesquisa teve como objetivo verificar a influência da competição escolar sobre a eficiência das escolas públicas de ensino fundamental brasileiras. A tese assumida foi de que a competição escolar exerce influência predominantemente positiva sobre a eficiência das escolas públicas de ensino fundamental brasileiras. Em termos procedimentais, tomou-se como unidade de análise, em cada município, o conjunto de escolas com características previamente estabelecidas quanto à rede de ensino (estadual ou municipal) e à oferta de anos do ensino fundamental (todos, só os iniciais ou só os finais). Construiu-se um índice de eficiência com base na metodologia DEA sequencial VCR com orientação a produto. Construíram-se índices de competição, os quais, em conjunto com variáveis de controle figuraram como variáveis independentes no modelo econométrico aplicado às amostras com uso da regressão quantílica e tendo como variável dependente o índice de eficiência construído. Os dados coletados referiram-se aos anos de 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015. Os resultados para o indicador de competição horizontal baseado na volatilidade das matrículas retornaram uma influência consistentemente negativa nos vários cenários analisados. Porém o indicador mais estático (baseado no número de escolas disponível para cada mil alunos) mostrou-se timidamente benéfico para as escolas vinculadas a uma determinada rede (estadual ou municipal) nos casos em que há um número representativo de escolas vinculadas à mesma rede. A evidência indica que o porte da rede de ensino em uma localidade parece influenciar positivamente a eficiência de suas escolas. Por seu turno, a competição oriunda das escolas privadas influencia negativamente a eficiência das escolas públicas, o que pode ser entendido à luz do efeito flypaper no comportamento de escolha das famílias. Todavia, no longo prazo, a eficiência das escolas públicas tende a ser beneficiada pela competição das escolas privadas. Com relação à competição vertical os resultados mostraram-se bastante heterogêneos, havendo, porém, predominância de resultados positivos com espaço para resultados negativos. Por fim, pode-se concluir que a tese é parcialmente atendida, pois se confirma no aspecto da competição vertical, porém, não há predominância de influência positiva das competições horizontal e privada, em que há preponderância de influência negativa. Todavia, há indícios de influência positiva no longo prazo e de melhoria nos indicadores negativos a depender de mudanças gerenciais que tornem as escolas públicas mais atrativas e competitivas.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1859411 - DIMAS BARRETO DE QUEIROZ
Interno - 2069872 - JOSEDILTON ALVES DINIZ
Externo à Instituição - LIDIANE NAZARÉ DA SILVA DIAS
Externo ao Programa - 1122605 - MARIA DA CONCEICAO SAMPAIO DE SOUSA
Presidente - 1030203 - PAULO AMILTON MAIA LEITE FILHO