PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (PPGCC)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167285

Notícias


Banca de DEFESA: VANESSA DE MENÊSES SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VANESSA DE MENÊSES SILVA
DATA: 12/02/2020
HORA: 09:30
LOCAL: Sala de videoconferência do CCSA
TÍTULO: GERENCIAMENTO DE IMPRESSÃO E QUALIDADE DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS: ANÁLISE DAS EMPRESAS LISTADAS NA B3
PALAVRAS-CHAVES: Qualidade da informação contábil; Persistência dos resultados; Conservadorismo contábil; Gerenciamento de impressão; Sentimento textual.
PÁGINAS: 66
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Ciências Contábeis
RESUMO: O objetivo desse trabalho foi investigar qual é a relação entre a qualidade das informações contábeis e o gerenciamento de impressão, encontrado nos relatórios de administração das empresas não financeiras listadas na bolsa de valores brasileira. Para tanto, analisou-se o período de 2010 a 2018 e, devido a informações faltantes, a amostra restringiu-se a 205 companhias. A fim de mensurar a persistência dos resultados contábeis, utilizou-se o modelo de Dechow et al. (2010). Enquanto que para o conservadorismo, usou-se o modelo de Banker et al. (2016). Para o gerenciamento de impressão, considerou-se como proxy o sentimento textual presente nos relatórios de administração das empresas. Ele foi estimado por meio da metodologia de bag-of-words, ou seja, com uma leitura automatizada dos textos, por meio do software R, que realizou a identificação e contagem da frequência das palavras positivas, mediante o algoritmo A, escrito em linguagem R, utilizando-se como base a lista de palavras-chave descritas no dicionário de Silva (2017). Os resultados indicaram que as empresas as quais apresentaram baixos níveis de qualidade em suas informações contábeis, ou seja, aquelas que reportaram resultados menos persistentes e com menores níveis de conservadorismo contábil, tenderam a realizar mais gerenciamento de impressão. Pois, apresentaram relatórios de administração com textos mais otimistas. Os achados evidenciaram que o sentimento textual pode ser considerado como uma fonte de informação complementar para os usurários aumentarem o poder preditivo de suas análises. Como também, sinalizou que os gestores podem estar se utilizando do gerenciamento de impressão para manipular a percepção dos usuários das demonstrações. Isto corrobora com os resultados encontrados por Sadique et al., 2008, Huang et al., 2014, Tan et al., 2014, em que identificaram a existência do gerenciamento de impressões em press releases de resultados, utilizado para influenciar as percepções dos usuários sobre o desempenho das empresas.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CESAR AUGUSTO TIBURCIO SILVA
Externo à Instituição - LUIZ FELIPE DE ARAUJO PONTES GIRAO
Presidente - 1526402 - WENNER GLAUCIO LOPES LUCENA