PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (PPGCC)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167285

Notícias


Banca de DEFESA: IGOR FIGUEIRÊDO LEITE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IGOR FIGUEIRÊDO LEITE
DATA: 28/02/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 08 do Bloco da Pós-Graduação do CCSA
TÍTULO: A REAÇÃO DO INVESTIDOR BRASILEIRO ACERCA DA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL, AMBIENTAL E DE GOVERNANÇA
PALAVRAS-CHAVES: Finanças Comportamentais, Informações Ambientais; Informações de Governança; Informações Sociais; Investidores.
PÁGINAS: 99
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Ciências Contábeis
RESUMO: Este estudo teve como objetivo analisar a reação do investidor brasileiro acerca das informações sobre a responsabilidade social, ambiental e de governança das empresas. A pesquisa foi realizada com base nas Teorias da Divulgação Voluntária, do Prospecto e a do Comportamento Planejado. Assim, foram levantadas quatro hipóteses: a divulgação de informações sobre responsabilidade social, ambiental e de governança interfere positivamente na tomada de decisão do investidor brasileiro, o investidor agressivo será menos influenciado por informações sobre responsabilidade social, responsabilidade ambiental e governança, a decisão de investimento em curto prazo não é impactada pela divulgação de informações sobre responsabilidade social, ambiental e de governança e a decisão de investimento é influenciada negativamente pela percepção de risco do investidor. Para cumprir o objetivo geral foi realizado um quase-experimento baseado em Rivière-Giordano e Giordano-Spring (2018), contando com 409 respondentes que foram submetidos ao experimento entre os dias 31/10/2019 e 10/11/2019, sendo sua divulgação por meio de redes sociais. Como resultado temos que a reação do investidor é impactada pela divulgação de informações sobre responsabilidade social, ambiental e de governança, resultado esse que corrobora estudos anteriores realizados internacionalmente. Além disso, identificou-se que investidores agressivos dão menor importância as questões sociais e ambientais no processo de tomada de decisão de investimento, porém dão mais importância as questões de governança. Também foi evidenciado que a decisão do investidor é influenciada negativamente pela percepção do risco do investidor, no sentido de que quanto menos arriscado o investidor entender que aquele ativo é, maior será o investimento realizado. Os resultados encontrados contribuem para a literatura relacionada com as finanças comportamentais, além de servir de apoio para investidores, instituição financeiras e às próprias empresas.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADRIANO LEAL BRUNI
Presidente - 1453014 - MARCIA REIS MACHADO
Interno - 1526402 - WENNER GLAUCIO LOPES LUCENA