PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS (PPGCC)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167285

Notícias


Banca de DEFESA: LUCIANA ALENCAR FIRMO MACEDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANA ALENCAR FIRMO MACEDO
DATA: 05/12/2017
HORA: 09:00
LOCAL: UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
TÍTULO: ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE SENTIMENTO DO INVESTIDOR E ESTRUTURA DE CAPITAL
PALAVRAS-CHAVES: Sentimento do Investidor, Estrutura de Capital, Excesso de Confiança
PÁGINAS: 91
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Ciências Contábeis
RESUMO: Diante de varias especulacoes no mercado de acoes, fortes mudancas economicas e politicas no cenario brasileiro e mundial, as companhias tem necessidade de uma melhor gestao dos recursos disponiveis para sua tomada de decisao, principalmente no que se refere a fontes de financiamento, tendo em vista a garantia de uma melhor condicao de participacao/permanencia no mercado. Com amparo nessas discussoes, o objetivo geral desta pesquisa e analisar a relacao entre o sentimento do investidor e a estrutura de capital das companhias brasileiras. A conducao da pesquisa foi feita, tendo como base uma amostra que envolveu todas as empresas nao financeiras listadas na B3 (Bolsa Brasil Balcao) durante o periodo de 2005 a 2016. Para responder o problema de pesquisa, a metodologia consistiu na construcao de um indice de sentimento do investidor (ISI) fundamentado na metodologia desenvolvida por Baker e Wurgler (2006; 2007), alem da utilizacao de indices alternativos, o ICC e o ICI, desenvolvidos pela Fundacao Getulio Vargas, permitindo a observacao do impacto do sentimento do investidor na estrutura de capital de companhias brasileiras. Na estimacao do sentimento do investidor, fez-se uso da tecnica multivariada de Analise de Componentes Principais, para captar o componente em comum de quatro diferentes proxies para o comportamento do mercado. Dessa forma, os resultados encontrados evidenciaram um indice de sentimento do investidor sensivel as oscilacoes do mercado, acompanhando os efeitos de euforia e crises do mercado brasileiro. Quanto a relacao do sentimento do investidor com a estrutura de capital, obteve-se uma interacao negativa, sugerindo que as companhias brasileiras tendem a se endividar menos em momentos de alto sentimento no mercado, corroborando a Oliver e Mefteh (2010). Constatou-se que a medida do indice de sentimento do investidor apresentou-se significativa com boa parte das variaveis relacionadas. Com relacao ao excesso de confianca dos gestores, aqui representado pela estrutura de propriedade das organizacoes, no caso as empresas familiares, buscou-se a interacao entre essas variaveis com a finalidade de identificar a existencia de uma maior sensibilidade da estrutura de capital em relacao ao efeito do sentimento do investidor e aos possiveis impactos que o excesso de confianca, mensurado por meio da variavel familia. Assim, foi evidenciado que o nivel endividamento das empresas familiares teve uma relacao negativa com o sentimento do investidor. Esse resultado pode ser justificado pela demasiada confianca dos gestores, uma vez que eles preferem tomar suas decisoes de endividamento sem observar os sinais do mercado, ou seja, percebe-se um maior controle por parte dos gestores com relacao a serem mais confiantes e nao serem influenciados pela sensibilidade do mercado.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1455546 - MARCIO ANDRE VERAS MACHADO
Interno - 1526402 - WENNER GLAUCIO LOPES LUCENA
Externo à Instituição - WILSON TOSHIRO NAKAMURA