PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA (PPGQ)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal:
Não informado
http://www.ufpb.br/pos/ppgq

Notícias


Banca de DEFESA: WELISSON DE PONTES SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: WELISSON DE PONTES SILVA
DATA: 09/07/2018
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de Reuniões do Núcleo de Extensão e Pesquisa - LACOM/REITORIA
TÍTULO: Síntese, caracterização e avaliação das propriedades térmicas e óticas de cristais líquidos discóticos derivados de azo-2,3-difenilquinoxalinas
PALAVRAS-CHAVES: Cristal líquido, azobenzeno, quinoxalina
PÁGINAS: 174
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
RESUMO: Cristais liquidos (CLs) constituem importantes materiais com propriedades de ordem e fluidez. O controle das caracteristicas de auto-organizacao e automontagem pode ser realizado pela introducao de um interruptor otico, como o sistema azobenzeno. Propriedades luminescentes e de transporte de carga podem ser agregadas pela incorporacao do centro quinoxalina. Neste contexto, esta dissertacao apresenta a sintese e caracterizacao das propriedades mesomorficas e oticas de quatro series de compostos derivados do azobenzeno 1,4-dissubstituidos ligados ao centro quinoxalina. As moleculas sao constituidas pelo centro rigido central azobenzeno, onde, em uma das extremidades foram introduzidos grupos com polaridades, tamanhos e propriedades eletronicas diferentes, como grupos OC10H21, NO2, Cl, OCH3 e OC8H17 (cadeia alcoxi ramificada). Na outra extremidade, tem-se o centro quinoxalina substituido nas posicoes 2,3 com grupos metoxifenil ou dodeciloxifenil. Para ligar o sistema azobenzeno a quinoxalina foi utilizado o grupo ester, que pode ser diretamente ou utilizando um espacador de seis carbonos. Os compostos foram caracterizados por espectroscopia na regiao do infravermelho, ressonancia magnetica nuclear de 1H e 13C e espectrometria de massas. As propriedades mesomorficas foram investigadas por Microscopia Otica Luz Polarizada (MOLP), Calorimetria Diferencial de Varredura e difratometria de raios-X (DRX) em temperatura variada. Os resultados mostraram que os grupos dodeciloxifenil na porcao quinoxalinica e grupos compactos eletrons retiradores no sistema azobenzeno favoreceram a estabilizacao da mesofase colunar enquanto que os grupos metoxifenil na porcao quinoxalinica foi determinante na geracao de materiais que nao apresentam cristalizacao no resfriamento, mantendo-se como um solido vitreo. Os compostos apresentaram fraca luminescencia na regiao do azul com maiores intensidades para os compostos com o grupo espacador de seis carbonos devido a maior distancia intramolecular dos cromoforos azobenzeno e quinoxalina. Os compostos apresentaram foto-isomerizacao reversivel em solucao e tambem na mesofase sendo avaliado por MOLP e DRX.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1937438 - CLAUDIO GABRIEL LIMA JUNIOR
Externo à Instituição - FABRICIO GAVA MENEZES
Presidente - 1750280 - RODRIGO CRISTIANO

Notícia cadastrada em: 04/07/2018 11:46