PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA (PPGQ)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal:
Não informado
http://www.ufpb.br/pos/ppgq

Notícias


Banca de DEFESA: GABRIELLY DOS SANTOS MACIEL

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GABRIELLY DOS SANTOS MACIEL
DATA: 30/07/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões do Núcleo de Pesquisa e Extensão - LACOM/REITORIA/UFPB
TÍTULO: Métodos Rancimat e PetroOxy na Investigação do Efeito Antioxidante de Aminas Aromáticas em Biodiesel
PALAVRAS-CHAVES: Biodiesel • antioxidante • estabilidade oxidativa • aminas aromáticas
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Orgânica
RESUMO: A problematica relativa ao tempo de vida util do biodiesel incentivou este estudo, o qual envolveu a avaliacao de aminas aromaticas como aditivo antioxidante no retardamento do processo degradativo do mesmo. Alem de avaliar dois metodos acelerados de quantificacao da estabilidade oxidativa de amostras de biodiesel oriundas de tres fontes, a saber, oleo das sementes de algodao (OA), oleo residual residencial (ORR) e oleo residencial comercial (ORC). Todos os parametros fisico-quimicos relacionados as amostras de biodiesel enquadraram-se nos limites estabelecidos pela Agencia Nacional do Petroleo, Gas Natural e Biocombustiveis (ANP). Primeiramente foi avaliada amostras do biodiesel metilico do oleo das sementes de algodao (BMA) sem e contendo diferentes concentracoes de 3,4-diaminotolueno (DAT) pelos metodos PetroOxy (ASTM D7545) e Rancimat (EN 14112). Os valores de periodo de inducao (PI) mostraram maior efeito protetor na maior concentracao, independentemente do metodo de analise. O valor de 8 h especificado pela ANP, usando o metodo Rancimat, somente nao foi alcancado para a amostra com DAT na concentracao de 1,25 mmol.kg-1. Assim como o acompanhamento da concentracao de DAT, a influencia da temperatura foi investigada atraves do metodo PetroOxy. A extensao do fator de protecao (FP) nas amostras foi dependente da temperatura e o maior efeito protetor de DAT foi verificado na temperatura de 120°C. Um estudo complementar foi realizado com amostras de BMA, biodiesel do oleo residual residencial (BMRR) e comercial (BMRC), sem e com DAT, N-fenil-o-fenilenodiamina (DNO), N-fenil-p-fenilenodiamina (DNP) e difenilamina (DIF) na concentracao de 5 mmol.kg-1 pelo metodo Rancimat (110°C) e PetroOxy (90, 100, 110 e 120 °C). A analise dos resultados apresentados permitiu concluir que as aminas aromaticas alcancaram um efeito protetor satisfatorio contra a auto-oxidacao do biodiesel, entretanto o FP da amina aromatica dependeu da temperatura e do tipo de biodiesel, bem como do metodo de analise. Complementarmente, os valores de PI foram acima do regulamentado pela ANP, quando avaliadas pelo metodo Rancimat, exceto as amostras BMA e BMRR aditivada com DIF e BMRR com DNP.
MEMBROS DA BANCA:
Interno - 805.421.314-04 - MARTA MARIA DA CONCEICAO - UFPB
Presidente - 1665390 - NEIDE QUEIROZ
Externo ao Programa - 2061544 - SAVIO MOITA PINHEIRO

Notícia cadastrada em: 17/07/2018 08:53