PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA (PPGQ)

CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA (CCEN)

Telefone/Ramal:
Não informado
http://www.ufpb.br/pos/ppgq

Notícias


Banca de DEFESA: LUIS HUMBERTO DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUIS HUMBERTO DE OLIVEIRA
DATA: 14/02/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Reuniões do LACOM/UFPB
TÍTULO: Vermiculitas modificadas com derivados orgânicos contendo grupo mercaptopropil aplicados como agentes antimicrobianos
PALAVRAS-CHAVES: vermiculita, silanização, agente antimicrobiano
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Química
SUBÁREA: Química Inorgânica
RESUMO: A vermiculita e um filossilicato planar com estrutura 2:1 contendo Mg2+ na regiao interlamelar e baixa populacao de grupos silanois disponiveis em suas extremidades. A ativacao acida da vermiculita proporciona maior disponibilidade dos grupos silanois aumentando a sua reatividade frente a imobilizacao covalente de compostos organicos. Neste trabalho, quatro amostras de vermiculitas ativadas com acido foram silanizadas com o 3-mercaptopropiltrimetoxissilano, visando a aplicacao desses solidos como agentes antimicrobianos. Inicialmente, o material foi submetido a ativacao com acido nitrico nas concentracoes de 0,5; 1;1,5 e 2 mol L-1, resultando nos solidos V0,5; V1; V1,5 e V2. Em seguida, os solidos bruto e ativados foram organofuncionalizados com o agente sililante sob atmosfera de N2 por 48 h. O material de partida e os solidos silanizados foram caracterizados por difratometria de raios X (DRX), espectroscopia de absorcao na regiao do infravermelho, analise elementar CHN e de medidas adsorcao/dessorcao de N2. Os resultados de difratometria de raios-X da vermiculita bruta e ativadas mostraram um valor do espacamento basal d(002) igual a 1,42 nm, sendo tambem observado uma diminuicao da cristalinidade do material, apos o processo de ativacao, com o aumento da concentracao do acido. Apos a organofuncionalizacao, nao houve mudancas significativas na cristalinidade dos solidos e o espacamento basal foi mantido, indicando que as moleculas do silano foram possivelmente imobilizadas na superficie. Os espectros de infravermelho indicaram que as absorcoes originais da estrutura da vermiculita foram mantidas apos a ativacao acida, havendo apenas um aumento na intensidade da banda referente a vibracao de estiramento da ligacao Si-O na regiao de 1080 cm-1. Nos materiais silanizados, uma nova banda em 2930 cm-1 que foi atribuida ao estiramento da ligacao C-H. A adsorcao/dessorcao de N2 mostraram um aumento da area superficial (SBET) apos a ativacao acida em relacao a vermiculita bruta, com maior valor de SBET obtido de 477 m2 g-1 para o solido V2. Os valores em porcentagem e mmol g-1 de carbono obtidos por analise elementar, indicam que a reacao foi efetiva, havendo um aumento da quantidade de carbono ancorado nos solidos ativados, cujo maximo foi de 1,67 mmol g-1 para o solido V1,5S-H, superior ao do material bruto, cujo valor foi de 0,36 mmol g-1.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADRIANA ALMEIDA CUTRIM
Interno - 1347782 - IEDA MARIA GARCIA DOS SANTOS
Presidente - 1353946 - MARIA GARDENNIA DA FONSECA

Notícia cadastrada em: 31/01/2017 11:46