PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA (PGBiotecM)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone:
32167951

Exames de Qualificação


Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPB

2020
Descrição
  • GABRIELLY DINIZ DUARTE
  • Síntese, caracterização e avaliação in silico de derivados de chalconas heterocíclicas como potenciais broncodilatadores
  • Orientador : LUIS CEZAR RODRIGUES
  • Data: 07 de Agosto de 2020 às 14:00
  • Mostrar Resumo
  • Doenças respiratórias crônicas levam milhões de pessoas a óbito todos os anos e atingem principalmente crianças. Os principais fatores que contribuem para a ocorrência destas enfermidades são de origem genética e ambiental. A utilização de broncodilatadores tem sido eficaz na redução do inchaço e constrição dos vasos que levam o ar para os pulmões, melhorando a qualidade de vida dos pacientes. Neste contexto, derivados de chalconas sintéticas são moléculas promissoras no desenvolvimento de medicamentos, devido à sua gama de atividades biológicas. Buscando contribuir com a diversidade de moléculas sintéticas e com o estudo de novos broncodilatadores. Este trabalho visou a síntese e caracterização de uma chalcona tiofênica (E)-1-(benzo[d][1,3]dioxol-5-il)-3-(tiofen-2-il)prop-2-en-1-ona (GA-01) e três derivados inéditos, sendo estes: 3-(benzo[d][1,3]dioxol-5-il)-5-(tiofen-2-il)-4,5-dihidro-1H-pirazol-1-carbotioamida (GA-04), 3-(benzo[d][1,3]dioxol-5-il)-1-fenil-5-(tiofen-2-il)-4,5-dihidro-1H-pirazol (GA-05) e 1-(3-(benzo[d][1,3]dioxol-5-il)-5-(tiofen-2-il)-4,5-dihidro-1H-pirazol-1-il)etan-1-ona (GA-06). Os rendimentos das reações variaram entre 93,8% e 31,83% e os compostos foram obtidos por precipitação. Todas as moléculas foram submetidas a testes in sílico para a sua atividade broncodilatadora e propriedades farmacocinéticas. Nos ensaios mencionados, GA-01, GA-05 e GA-06 apresentaram potencial atividade broncodilatadora.
2019
Descrição
  • GEISI MARIA HENRIQUE DA SILVA
  • BIOPROSPECÇÃO DE FUNGOS FILAMENTOSOS PARA PRODUÇÃO DE PROTEASES UTILIZANDO LEITE DESNATADO COMO SUBSTRATO
  • Orientador : IAN PORTO GURGEL DO AMARAL
  • Data: 29 de Novembro de 2019 às 00:00
  • Mostrar Resumo
  • Os fungos filamentosos são organismos de alta relevância na produção de bioativos, um exemplo de compostos bioativos são as enzimas, das quais encontram-se as proteases, enzimas envolvidas em importantes modificações metabólicas, onde se destacam no uso em processos industriais de diversas áreas. No entanto, cada vez mais vê-se a necessidade da busca de enzimas mais robustas e minimização dos custos de produção. Diante disso, o presente trabalho objetivou a bioprospecção de fungos filamentos (Beauveria brongniartii, Paecilomyces sp., Penicillium sp. e Clonostachys sp.) para a produção de protease por fermentação submersa utilizando o leite desnatado com substrato indutor. Dois isolados fúngicos oriundos dos ovos de peixe-zebra, foram submetidos a análise macroscópica (crescimento em placa de Petri) e microscópica (Cultura em lamínula), e de potencial de produção proteolítica em meio sólido Ágar-Leite, o qual demonstrou pertencerem aos gêneros Penicillium sp. e Clonostahcys sp. e apresentarem atividade positiva para protease. Os isolados de Beauveria brongniartii e Paecilomyces sp., foram anteriormente analisados. Para a produção de protease, foram inoculados 0,5 mL de suspensão de conídios (1x10 9 conídios/mL) em 50 mL de meio leite desnatado (5%), durante 5 dias a 180 rpm. A atividade proteolítica foi determinada pelo método utilizando azocazeina e ácido tricloacético (TCA). Os extratos brutos dos processos fermentativos mostraram atividades de 1,3 U/mL para Clonostachys sp, 4,6 U/mL para Penicillium sp., 6,9 U/mL para Beauveria brongniartii e 30,3 U/mL para Paecilomyces sp. O extrato bruto que demonstrou maior atividade foi submetido a precipitação por Etanol. A fração 30-80% apresentou maior atividade enzimática total (5,688 U), a qual foi submetida a purificação por Troca iônica em coluna de DEAE-Celulose, com fluxo de 1mL/min e fase móvel de Tris-HCl 0,1M pH 8,0. A enzima purificada apresentou 35% de rendimento e taxa de purificação de 16,08 vezes. Após a purificação a protease de Paecilomyces sp. foi caracterizada quanto a classe, temperatura ótima, termoestabilidade e cinética enzimática. Foram utilizados inibidores de serino-protease dos quais não observou inibição, demonstrando que a protease produzida não pertence a essa classe. A atividade enzimática foi analisa em diferentes temperaturas (25 °C; 30 °C, 35 °C, 40 °C, 45 °C, 50 °C, 55 °C, 60 °C), demonstrando maior atividade em 50 °C, para o extrato bruto e 35 °C, para a enzima purificada. Quanto a estabilidade térmica, a protease do extrato bruto, após ser incubada nas temperaturas 25 °C; 35 °C;40 °C; e 45 °C, demonstrou maior estabilidade nas primeiras 2h, em 45 °C. Os parâmetros cinéticos foram encontrados experimentalmente, utilizando diferentes concentrações de azocaseína – 0,1 a 3,0% (p/v) –, dos quais viu-se os valores de K m = 0,142% e V máx = 6,8 U/mL. Diante dos resultados obtidos conclui-se que os fungos utilizados foram capazes de produzir protease por fermentação submersa e que o meio leite desnatado é um substrato potencial para produção de enzimas proteolíticas.
  • BRENNDA MARTINS GABÍNIO
  • “Avaliação do efeito anticancerígeno da R-(-)Carvona: citotoxicidade e produção de nanopartículas”
  • Orientador : DEMETRIUS ANTONIO MACHADO DE ARAUJO
  • Data: 31 de Maio de 2019 às 00:00

  • BRUNO HANRRY MELO DE OLIVEIRA
  • “Síntese e avaliação biol[ogica do 4-0-Demetilkadsurenin M um produto natural e seus análogos”
  • Orientador : LUIS CEZAR RODRIGUES
  • Data: 31 de Maio de 2019 às 00:00

  • CAMILA DE CASTRO BARBOSA
  • “Avaliação dos efeitos induzidos pelo nitrato de acetato de 4-nitrooxibutila (NHPR1) sobre o sistema cardiovascular de ratos normotensos”
  • Orientador : VALDIR DE ANDRADE BRAGA
  • Data: 31 de Maio de 2019 às 00:00

  • IVYNNA SUELLEN JUSTINO VIDAL
  • TRATAMENTO DE ATEROSCLEROSE EM CAMUNDONGOS KNOCKOUT PARA APOLIPOPROTEINA E: ASSOCIAÇÃO DE UM DOADOR DE NO E PROBIÓTICOS
  • Orientador : VALDIR DE ANDRADE BRAGA
  • Data: 31 de Maio de 2019 às 00:00

  • NÍVEA PAULA CORDEIRO DIAS
  • ANÁLISE MOLECULAR E FENOTIPICA DA SENSIBILIDADE DE MYCOBACTERIUM TUBERCULOSIS À RIFAMPICINA EM HOSPITAL DE REFERENCIA DO ESTADO DA PARAÍBA
  • Orientador : GICIANE CARVALHO VIEIRA
  • Data: 31 de Maio de 2019 às 00:00

  • ROXANE CARVALHO LIMA
  • DESENVOLVIMENTO DE UMA ASSOCIAÇÃO ENTRE NITRATO INORGANICO E PROBIOTICOS PARA O TRATAMENTO DA ATEROSCLEROSE EM CAMUNDONGOS KNOCKOUT PARA APOLIPROTEINA E.
  • Orientador : VALDIR DE ANDRADE BRAGA
  • Data: 31 de Maio de 2019 às 00:00

  • YASMIM ESTRELA BATISTA
  • “Potencial antiinflamatórioe proriferativo da acetilcolina em cardiomiócitos”
  • Orientador : ENEAS RICARDO DE MORAIS GOMES
  • Data: 31 de Maio de 2019 às 00:00

2018
Descrição
  • JOSEANNE DANIELE CEZAR RIBEIRO
  • "Efeitos da Angiotesina-(1-7) na toxicidade induzida por tratamento com Doxorrubicina"
  • Data: 31 de Maio de 2018 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • Conforme dados do Instituto Nacional do Cancer Jose Alencar Gomes da Silva (INCA), no bienio 2018-2019, para cada ano, aproxima-se um valor de 600 mil novos casos de cancer no Brasil. Como saida terapeutica para atingir o importante numero populacional acometido por essa doenca, existem os antibioticos antitumorais, agentes antineoplasicos onde esta inserida a doxorrubicina. Apesar de sua eficacia no combate as celulas tumorais, sua utilizacao pode provocar reacoes adversas como a cardiotoxicidade. Nas abordagens farmacologicas uma substancia que tem potencial no quesito protecao cardiaca e a Angiotensina-(1-7), um heptapeptideo endogeno participante do sistema renina-angiotensina. Diante disso, o objetivo deste estudo foi investigar os efeitos da Angiotensina-(1-7) na prevencao e tratamento da toxicidade provocada pela Doxorrubicina. Neste estudo foram utilizados 35 ratos Wistar adultos (Rattus novergicus), pesando de 160-278g, provenientes do Bioterio Prof. Thomas George da Universidade Federal da Paraiba. Os animais passaram por um ciclo de seis semanas de experimentacao, sendo divididos em 6 grupos: Controle Solucao salina, Controle Ang-(1-7), Controle doxorrubicina, Preventivo 1 e 2, e grupo Tratamento. Os animais foram submetidos a 3 avaliacoes ecocardiograficas ao longo dessas semanas e ao final do tratamento foram eutanasiados, com posterior avaliacao do peso dos seguintes orgaos: coracao, pulmao, rins (D e E), baco e figado, alem da analise do aspecto morfologico macroscopico do organismo dos animais (com registro fotografico). Na avaliacao da sobrevivencia os grupos Controle Solucao salina e Controle Ang-(1-7) chegaram ao final do experimento com todos os animais vivos, diferente dos grupos de tratamento que receberam Ang-(1-7) e doxorrubicina. Nos grupos controle Doxo e Tratamento houve uma queda no valor da massa corporal dos animais, alem de caracteristicas como apatia, desidratacao e fezes diarreicas com muco. O grupo Controle Solucao Salina na avaliacao da necropsia apresentou uma morfologia com focos hemorragicos nos pulmoes, manchas brancas em ambos os rins e apenas em um dos ratos desse grupo foi capaz de observar a normalidade morfologica macroscopica. O grupo Controle Ang-(1-7) apresentou caracteristicas morfologicas normais. Os animais dos grupos que receberam a doxorrubicina apresentaram rigidez caracteristica nos orgaos, em especial no figado, alem do acumulo de liquido na cavidade peritoneal e focos hemorragicos em pulmoes. Em relacao a funcao ventricular esquerda os animais demonstraram um perfil semelhante entre os grupos de tratamento comparado ao grupo Controle. No que compete a avaliacao da massa dos orgaos dos animais analisados, o grupo Controle Ang-(1-7) se comportou igual ao grupo Controle Solucao salina. A massa cardiaca isolada apresentou reducao nos grupos Controle doxorrubicina, Preventivo 1 e Tratamento, mas em relacao a massa corporal, verificou-se que a proporcao nao foi alterada entre os grupos. A massa pulmonar isolada mostrou-se alterada nos grupos Preventivo 1 e Preventivo 2 e na relacao massa do orgao/massa corporal do animal esse aumento no volume pulmonar tambem pode ser observado nos grupos Controle doxorrubicina e Tratamento. O baco dos animais apresentou alteracao apenas no grupo Preventivo 2. Nao encontramos diferenca na massa dos rins (D e E) entre os grupos de tratamento, mas constatamos que se observado a relacao massa do orgao/massa corporal houve aumento nos grupos que receberam apenas a doxorrubicina no inicio do experimento. Por fim, a massa do figado dos animais tambem nao apresentou diferenca entre os grupos quando observado isoladamente, mas quando considerada a massa corporal do animal os grupos Controle doxorrubicina, Preventivo 1 e Tratamento manifestaram uma diferenca importante do grupo Controle Solucao salina. Diante dos resultados encontrados nao foi possivel analisar prevencao de cardiotoxicidade pela Ang-(1-7), e que quando administrada em associacao com a doxorrubicina os efeitos foram demasiadamente deleterios.
  • RAFAEL LIMONGI DE SOUZA
  • INVESTIGAÇÃO DA CORRELAÇÃO ENTRE O POTENCIAL DE BIORREMEDIAÇÃO E A PRODUÇÃO DE OXIDORREDUTASES POR Pseudomonas aeroginosas
  • Orientador : IAN PORTO GURGEL DO AMARAL
  • Data: 31 de Maio de 2018 às 09:00

  • ADRIELLY SILVA ALBUQUERQUE DE ANDRADE
  • “Baculovirus: Produção In Vitro do Bioinseticida Anticarsia e Construção de Vetor de Expressão para Glicoproteína (GPV) do Rabies lyssavirus”.
  • Orientador : ADNA CRISTINA BARBOSA DE SOUSA
  • Data: 31 de Maio de 2018 às 00:00

  • ANAUARA LIMA E SILVA
  • Morfoanatomia Foliar e Espectrofotometria de Infravermelho com Transformada de Fourier (FTIR), como um Suporte à Taxonomia e ao Controle de Qualidade das Espécies de Solanum das seções Erythrotrichum Child, Micracantha Dunai e Polytrichum Child (Solanaceae), pro parte”.
  • Orientador : MARIA DE FATIMA AGRA
  • Data: 31 de Maio de 2018 às 00:00

  • ÉSSIA DE ALMEIDA LIMA
  • Atividade anti-inflamatória da pterocarpa LQB 118 em macrófagos murinos
  • Data: 31 de Maio de 2018 às 00:00

  • UBIRATAN RIBEIRO DA SILVA FILHO
  • “Produção, purificação, extração e potencial atividade antimicrobiana do biossurfactante produzido por Bacillus safensis, MF326565, isolado do solo canavieiro”.
  • Orientador : DEMETRIUS ANTONIO MACHADO DE ARAUJO
  • Data: 31 de Maio de 2018 às 00:00

2017
Descrição
  • NATHALIA SOUZA BEZERRA
  • Eficiência de Metarhiziumanisopliae var. anisopliae (Metsch.) Sorokin sobre Aedes aegypti L. (Diptera: Culicidae)
  • Data: 30 de Maio de 2017 às 15:00
  • Mostrar Resumo
  • xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
  • EMANUELE CARDOSO DIAS
  • PRODUÇÃO DE BIOSSURFACTANTES POR FERMENTAÇÃO SUBMERSA UTILIZANDO EXTRATO AQUOSO DA ALGAROBA {PROSOPIS JULIFLORA (Sw) DC} COMO SUBSTRATO
  • Data: 30 de Maio de 2017 às 13:00
  • Mostrar Resumo
  • XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
  • CICERO ANTHONYELSON TEIXEIRA DUNES
  • SINTESE DO RETRO-3, UM POTENCIAL ANTÍDOTO PARA RICINA
  • Data: 30 de Maio de 2017 às 11:00
  • Mostrar Resumo
  • XXXXXXXXXXXXXX
  • ANNE KALIERY DE ABREU ALVES
  • Investigação do Perfil Imunológico em Modelo Murino de Peritonite Mediante o Pré-tratamento com Lactococcus lactis
  • Data: 30 de Maio de 2017 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
2016
Descrição
  • JOSÉ MARREIRO DE SALES NETO
  • PIOCIANINA: AVALIAÇÃO DO EFEITO CITOTÓXICO EM MACRÓFAGOS E OCORRÊNCIA DE LINHAGENS PRODUTORAS
  • Data: 30 de Agosto de 2016 às 09:00
  • Mostrar Resumo
  • XXXXXXXXX
  • RICARDO BERNARDINO DE PAULA
  • AVALIAÇÃO DOS EFEITOS INDUZIDOS PELO 2-N ITRATO-1,3-DI(OCTANOXI)PROPANO (INDOP) SOBRE O SISTEMA CARDIOVASCULAR DE CAMUNDONGOS C57BL/6 - ABORDAGENS IN VIVO E IN VITRO
  • Data: 29 de Agosto de 2016 às 11:00
  • Mostrar Resumo
  • XXXXXXXXXXX