PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA (CCA - PPGA)

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS (CCA)

Telefone/Ramal
3209/8798

Notícias


Banca de DEFESA: JOYCE NAIARA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOYCE NAIARA DA SILVA
DATA: 17/03/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO: CARACTERÍZAÇÃO FÍSICA, FISIOLÓGICA E DIVERSIDADE GENÉTICA DE FRUTOS E SEMENTES DE Hymenaea sp.
PALAVRAS-CHAVES: Análise biométrica, jatobá, qualidade fisiológica, vigor.
PÁGINAS: 42
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
ESPECIALIDADE: Produção e Beneficiamento de Sementes
RESUMO: O aumento na demanda de mudas de espécies florestais para arborização urbana, recuperação de áreas degradadas e sistemas agroflorestais tem exigido conhecimentos da variabilidade genética, qualidade física e fisiológica das sementes de diferentes plantas matrizes, visto que sementes mais vigorosas originarão mudas de melhor qualidade. Diante disso, neste trabalho objetivou-se avaliar a variabilidade genética, as características físicas de frutos e sementes, bem como a qualidade fisiológica de sementes de diferentes plantas matrizes de Hymenaea sp. A pesquisa foi desenvolvida no Laboratório de Análise de Sementes do Departamento de Fitotecnia e Ciências Ambientais, do Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal da Paraíba. Na pesquisa foram utilizadas 53 plantas matrizes, localizadas na cidade de Areia-PB, cujas análises físicas foram: comprimento, largura, espessura e peso dos frutos e das sementes, bem como o número de sementes por frutos. As avaliações fisiológicas foram: primeira contagem de emergência, porcentagem de emergência, índice de velocidade e tempo médio de emergência, porcentagem de plântulas anormais, comprimento e massa seca da parte aérea e do sistema radicular. Os dados biométricos foram analisados por meio de estatísticas univariadas, que compreenderam medidas de posição (valores mínimos e máximos, e média) e de dispersão (coeficientes de variação, de assimetria e de curtose), enquanto para a qualidade fisiológica o delineamento experimental utilizado foi o inteiramente ao acaso. O comprimento, largura, espessura e peso dos frutos variaram de 55,20 a 158,13 mm, 32,86 a 74,73 mm, 24,88 a 67,84 mm e 24,03 a 149,64 g, respectivamente. O número de sementes por fruto foi de 1 a 11, enquanto para as sementes a variação foi de 17,67 a 34,60 mm, 12,0 a 28,40 mm, 4,0 a 25,84 mm e 2,19 a 7,26 g para o comprimento, largura, espessura e peso, respectivamente. As maiores porcentagens e índice de velocidade de emergência foram verificados em sementes das plantas matrizes 6, 20, 117, 157, 164 e 171. Para o comprimento de parte aérea, as sementes das plantas matrizes 8, 86, 88, 117 e 152 produziram plântulas com maior comprimento, enquanto para o comprimento de raiz, as plântulas originadas de sementes das plantas matrizes 10, 11, 14, 21, 22, 24, 26, 30, 32, 54, 73, 74, 152 e 157 alcançaram maiores resultados. No que se refere a massa seca de parte aérea verificou-se que as sementes das plantas matrizes 8, 17, 88, 114, 115 e 152 tiveram melhor desenvolvimento. Em relação a variável massa seca de raízes, as plantas matrizes 1, 10, 12, 13, 15, 17, 21, 32, 73, 82, 114, 118 e 164 originaram plântulas com os maiores valores. Na população natural dos indivíduos de Hymenaea sp., do município de Areia-PB há divergência em relação às características fenotípicas de frutos e sementes, com destaque para o peso do fruto e número de sementes por fruto. Na qualidade fisiológica das sementes das diferentes plantas matrizes de Hymenaea sp. há diferenças, sendo as matrizes 6, 88 e 152 com sementes de melhor qualidade; ainda destaca-se que nas sementes da planta matriz 9 constatou-se viviparidade..
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1520078 - EDNA URSULINO ALVES
Interno - 337908 - RISELANE DE LUCENA ALCANTARA BRUNO
Externo à Instituição - ALINE DAS GRACAS SOUZA