PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS (PPGCTA)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal:
3216/7269
http://www.ufpb.br/pos/ppgcta

Notícias


Banca de DEFESA: JAQUELINE AZEVEDO NASCIMENTO BATISTA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JAQUELINE AZEVEDO NASCIMENTO BATISTA
DATA: 25/02/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Centro de Tecnologia
TÍTULO: Efeito antioxidante dos extratos de Moringa oleifera Lam. em sistemas lipídicos de baixa estabilidade oxidativa
PALAVRAS-CHAVES: Moringa oleífera Lam., óleo de peixe, óleo de soja, estabilidade oxidativa.
PÁGINAS: 104
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
ESPECIALIDADE: Química, Física, Fisico-Química e Bioquímica dos Alim. e das Mat-Primas Alimentares
RESUMO:

A pesquisa com fontes naturais de antioxidantes objetivando a sua aplicação em substituição total ou parcial aos antioxidantes sintéticos e considerando o fato da Moringa oleífera Lam. conter teores apreciáveis destes compostos, os extratos etanólicos das folhas (FOB), flores (FLB), cascas das vargens (VAB) e sementes (SEB) desta planta foram avaliados quanto a sua  proteção contra a oxidação dos óleos de soja e de peixe. Para tanto foram determinados o teor de fenólicos extraíveis totais (FET) através do método Folin-Ciocalteau e o potencial antioxidante empregando-se os métodos de sequestro do radical DPPH (RSA-DPPH), poder de redução do ferro (FRAP) e sistema β-caroteno/ácido linoléico. A estabilidade térmica dos referidos extratos foi avaliada através da análise termogravimétrica (TG/DTG) e o efeito antioxidante foi investigado nos óleos de soja e de peixe através dos métodos Rancimat, calorimetria diferencial de varredura pressurizada (P-DSC) e teste de estocagem acelerada. A avaliação da toxicidade dos extratos foi determinada utilizando larvas de Artemia salina. Os teores FET nos extratos FOB, FLB, VAB e SEB foram (53,69 ± 1,00); (45,85 ± 1,71); (41,75 ± 3,35) e (8,06 ± 0,47) mg GAE/g de extrato, respectivamente. Nos ensaios de determinação da capacidade antioxidante o extrato FOB apresentou melhor RSA-DPPH, FRAP e também maior atividade antioxidante no sistema β-caroteno/ácido linoleico. Na avaliação da estabilidade térmica, FOB também se mostrou mais estável do que os demais extratos. Nos ensaios de avaliação do efeito antioxidante dos extratos verificou-se que FOB foi o mais eficiente em ambos os óleos nos métodos Rancimat e PDSC, com efeito protetor equivalente ao antioxidante sintético BHT no óleo de soja na técnica Rancimat. No teste de estocagem acelerada foi verificado que após 16 dias de armazenamento FOB foi o extrato com maior eficácia na inibição da formação dos produtos da oxidação primária e secundária em ambos os óleos sendo mais eficiente do que o BHT e TBHQ no óleo de peixe. Os resultados da avaliação de toxicidade mostraram que os extratos possuem baixa toxicidade podendo ser consumidos sem prejuízo à saúde humana. Estes resultados sugerem que o extrato etanólico das folhas de moringa possui efeito protetor eficiente quando aplicado a sistemas lipídicos de baixa estabilidade oxidativa, podendo vir a ser uma fonte alternativa de viável aplicação na indústria de óleos e gorduras.

 

 

 

 

 

 

 

Palavras-chaves: Moringa oleífera Lam., óleo de peixe, óleo de soja, estabilidade oxidativa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 334014 - ANTONIO GOUVEIA DE SOUZA
Interno - 1860341 - MARCIANE MAGNANI
Externo à Instituição - MARTA MARIA DA CONCEICAO - UFCG
Externo ao Programa - 1807287 - RAUL ROSENHAIM
Interno - 338223 - RITA DE CASSIA RAMOS DO EGYPTO QUEIROGA

Notícia cadastrada em: 06/02/2013 09:25