UFPB › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas João Pessoa, 20 de Outubro de 2021

AGROECOLOGIA (BACHARELADO)/CCHSA - Bananeiras(Bananeiras)

 

curso  Nível  Graduação

CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS SOCIAIS E AGRÁRIAS (CCHSA) - CCHSA

Projeto Político Pedagógico


Perfil Profissional:

 O Profissional em Agroecologia deve possuir caráter humanista, científico-técnico, espírito investigador, empreendedor, criativo e com uma visão social, ecológica e sustentável.

O egresso do Curso de Agroecologia será capaz de identificar os principais problemas do campo e encontrar soluções técnicas sem menosprezo a cultura e costumes dos produtores;  elaborar e dirigir a implementação de projetos de desenvolvimento rural; interpretar e abordar os problemas da produção agropecuária a partir do marco das relações sociais em que se dão tais problemas, em benefício da coletividade e das futuras gerações.

O Agroecólogo, define, classifica e estuda os sistemas agrícolas, pecuários e florestais de perspectiva ecológica, social e econômica; integração de saberes do campo com o conhecimento técnico moderno para obter métodos de produção que respeitem o ambiente social, para alcançar não só metas produtivas, mas também a equidade social sustentável ecológica do sistema. Sua formação se concentrará em princípios vitais sobre diversidade, ciclagem de nutrientes, sinergia e interação entre os cultivos, animais, florestais e o solo, como também na regeneração e conservação dos recursos naturais.

A formação integral do profissional agroecológico contemplará conteúdos de agroecossistema (culturas agrícolas, animais, árvores, solo, água, etc.), de maneira integrada tanto no tempo como no espaço, permitindo que se traduzam em rendas derivadas de fontes internas, reciclagem de nutrientes, e de matéria orgânica, relações tróficas entre plantas, insetos, patógenos, etc., que ressaltem sinergismo como os mecanismos de controle biológico.

Área de Atuação:

O campo de atuação dos bacharéis em Agroecologia compreende os espaços onde se faz necessária a presença de profissionais com capacidade técnica-científica para pensar e desenvolver atividades voltadas ao desenvolvimento rural sustentável podendo ser atividades de pesquisa e desenvolvimento, de consultoria ou de extensão rural,

Devido a sua formação multidisciplinar, fundamentada nas ciências da Ecologia, da Agronomia, da Zootecnia, da Agroindústria, da Sociologia, da Administração e da Política, o Agroecólogo dispõe de possibilidades diversas dentro do mundo do trabalho, especialmente relacionadas ao fortalecimento da Agricultura Familiar em bases sustentáveis sob as dimensões econômica, sócio-cultural, político-institucional, ambiental e ética.

Constituem espaços concretos de atuação:

a.       Órgãos governamentais dos municípios, estados e da União, tais como secretarias de agricultura e de meio ambiente, empresas de assistência técnica e extensão rural, instituições de pesquisa e de desenvolvimento regional, instituições de ensino;

b.      Organizações não governamentais que atuem com desenvolvimento rural sustentável, a exemplo da AS-PTA, ONGIFA, ASSOCENE, COOPAGEL, CAATINGA, CÁRITAS, DIACONIA, SOS SERTÃO, MOC, etc;

c.       Áreas de reforma agrária, feiras agroecológicas, organizações e Movimentos Sociais do Campo, tais como o MST, MAP, MMCBRASIL, Via Campesina, associações comunitárias, STR’s, federações confederações da Agricultura Familiar;

d.      Consultorias a instituições nacionais e estrangeiras, tais como ministérios, Secretarias de Estado, INSA, PDHC, FAO, IIRD, CIRAD, MISEREOR, etc;

e.       Diretamente na produção e/ou transformação e comercialização de produtos agroecológicos e orgânicos.

Competências e Habilidades do Profissional:

O profissional a ser formado em agroecologia deverá ter uma capacidade técnica, humanista, política e metodológica adequada, para atuar nas esferas públicas e privadas.

O referido profissional deverá ser capaz de:

  • Analisar a realidade do meio ambiente, e identificar suas potencialidades e restrições ecológicas;
  • Analisar as dimensões econômicas e sociais das atividades agropecuárias, seus aspectos favoráveis e restritivos;
  • Planejar e programar estratégias, métodos e planos de manejo sustentável dos recursos naturais;
  • Planejar e implementar sistemas de gestão ambiental, especialmente no controle de qualidade na produção agropecuária;
  • Orientar processos de utilização de máquinas e equipamentos adaptados à pequena e média escala de produção e ao manejo agroecológico dos sistemas produtivos;
  • Conhecer e orientar o uso de métodos e processos baseados em formas renováveis de energia alternativa no meio rural;
  • Interpretar, orientar e aplicar a legislação trabalhista, agropecuária e ambiental;
  • Elaborar laudos, perícias, pareceres e relatórios técnicos sobre projetos agropecuários no âmbito de sua competência profissional;
  • Dominar a fitotecnia dos diversos sistemas de produção vegetal e as técnicas de criação e manejo de pequenos, médios e grandes animais;
  • Aplicar métodos naturais e alternativos de manejo fitossanitário e das zoonoses dos sistemas de produção animal;
  • Estimular e assessorar a condução de processos participativos e democráticos de cooperação e organização afins ao desenvolvimento sustentável nas atividades agropecuárias;
  • Implementar processos de industrialização artesanal e comercialização da produção agroecológica;
  • Analisar as etapas da produção primária agrícola, pecuária e florestal e sua inserção na cadeia produtiva, na perspectiva de sua sustentabilidade econômica, ambiental e social;
  • Planejar e implementar projetos florestais e de recuperação de áreas degradadas;
  • Contribuir na formação e capacitação de agentes agroecológicos para os processos de desenvolvimento rural sustentável;
  • Realizar pesquisas e estudos que contribuam para o resgate das experiências e conhecimentos dos agricultores, e para a geração e validação de tecnologias adaptadas à realidade dos agricultores;
  • Promover a socialização do conhecimento construído no âmbito acadêmico e pelos agricultores, nos processos de manejo dos sistemas de produção agroecológica;
  • Fomentar as diversas formas de organização social que visem o fortalecimento da cooperação e solidariedade na agricultura e na sociedade em geral;
  • Contribuir no processo de conversão agroecológica das unidades produtivas, e em ações afins voltadas às comunidades rurais;
  • Participar da formulação, implementação e gestão de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento rural sustentável.
Metodologia:
Nenhum conteúdo disponível até o momento
Sistema de Gestão do Curso:
Nenhum conteúdo disponível até o momento
Avaliação do Curso:
Nenhum conteúdo disponível até o momento
Projeto Político Pedagógico:
Baixar Arquivo

SIGAA | STI - Superintendência de Tecnologia da Informação da UFPB / Cooperação UFRN - Copyright © 2006-2021 | producao_sigaa-1.sigaa-1 | v21.10.3