PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL (PPGECAM)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167393

Notícias


Banca de DEFESA: NAYLA KELLY ANTUNES DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NAYLA KELLY ANTUNES DE OLIVEIRA
DATA: 30/09/2022
HORA: 10:00
LOCAL: Videoconferência (https://meet.google.com/ppr-ekyc-kdj)
TÍTULO: INFLUÊNCIA DA LIXIVIAÇÃO DO CONCRETO PARA ANÁLISE DE ENSAIOS NÃO-DESTRUTIVOS E MODIFICAÇÕES NA PASTA DE CIMENTO ENDURECIDA
PALAVRAS-CHAVES: condições de estocagem, barragem, pH, módulo de elasticidade, reação álcali agregado, etringita.
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Civil
RESUMO: O concreto apresenta-se como o material de construção mais utilizado no mundo e atrelada a sua importância no mercado, está a relevância de estudar sua composição assim como os processos de degradação que o atingem. Dentre esses fenômenos está a reação álcali agregado (RAA) que é conhecida como uma reação de expansão deletéria que afeta o desempenho à longo prazo do concreto. Além desta, ressalta-se também a degradação química que ocorre devido a lixiviação do concreto, manifestação que ocorre principalmente em estruturas de concreto em contato constante com a água e promove o transporte de partículas da matriz cimentícia para o meio externo. Essas patologias são muito recorrentes em barragens de concreto devido as condições agressivas do ambiente e existem evidências da ocorrência de RAA em várias barragens brasileiras, dentre elas, na Usina Hidrelétrica de Paulo Afonso IV. Neste contexto, o objetivo do presente estudo é avaliar os efeitos da lixiviação nas propriedades mecânicas e características microestruturais de testemunhos de concreto extraídos da usina de PA IV, através de ensaios não destrutivos, além de analisar as modificações das fases da pasta de cimento e identificar fases deletérias. Foram utilizadas 10 amostras, referentes a três furos distintos, as mesmas foram submetidas aos ensaios de velocidade de propagação do pulso ultrassônico e frequência de ressonância forçada antes e após a etapa de estocagem, e foram condicionadas em duas soluções distintas observando as variações de pH, massa e comprimento, posteriormente, foi analisada a microestrutura do material através de imagens microscópicas e espectroscópicas. Os resultados obtidos através do estudo mostram que houve decaimento das propriedades mecânicas analisadas, havendo diminuição do módulo de elasticidade obtidos tanto através da VPU, como da frequência de ressonância. Ademais ressalta-se que houve lixiviação de fases do concreto, principalmente a dissolução de portlandita, nas extremidades das amostras no primeiro período de estocagem, comprovada através da análise do comportamento do pH ao longo do ensaio.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3581068 - SANDRO MARDEN TORRES
Interno - 1683197 - RENNIO FELIX DE SENA
Externo à Instituição - ROMUALDO RODRIGUES MENEZES