PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA SOCIAL (PPGPS)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Teléfono/Extensión
83 3216.7006/7006

Noticias


Banca de QUALIFICAÇÃO: PATRICIA MENEZES PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PATRICIA MENEZES PEREIRA
DATA: 11/12/2020
HORA: 08:30
LOCAL: Via plataforma digital Google Meeting
TÍTULO: RELAÇÃO TRABALHO E SAÚDE DE MOTORISTAS DE TRANSPORTE ALTERNATIVO EM UMA CAPITAL DO NORDESTE BRASILEIRO
PALAVRAS-CHAVES: Transporte alternativo. Trabalho informal. Relação trabalho e saúde.
PÁGINAS: 60
RESUMO: Os motoristas de transporte alternativo informal são profissionais que exercem de forma autônoma as suas atividades, realizando transporte de passageiros para regiões periféricas e/ou metropolitanas aos grandes centros. Atuam assim de forma paralela ao sistema de transporte público legal. O cenário desse estudo é a capital paraibana, mais especificamente a região central da cidade, onde existem diversos pontos de encontro de motoristas em busca de passageiros para municípios vizinhos e mesmo para fora do estado. Nesse estudo, buscou-se investigar a relação trabalho e saúde desses motoristas de transporte alternativo informal do centro de João Pessoa. A atividade de motorista profissional se mostra vulnerável a riscos de adoecimento, pela exposição constante a condições precárias em função das demandas de trabalho e das políticas de mobilidade urbana e também em decorrência da própria imprevisibilidade do ambiente do trânsito. Tomando como referência a relação trabalho e saúde dos motoristas que exercem sua atividade de modo formal, pode-se supor que os motoristas de transporte alternativo informal estejam expostos aos mesmos condicionantes de vulnerabilidade no trânsito que podem interferir em sua saúde. Participaram deste estudo oito profissionais que desempenham a sua atividade há pelo menos um ano e que tem o centro de João Pessoa como ponto de partida de suas viagens. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, sendo três de forma individual e uma em grupo com a presença de cinco participantes. Como aporte teórico, empregou-se a Psicodinâmica do Trabalho, a partir das contribuições de Christophe Dejours, tendo em vista as premissas de que o trabalho mobiliza a subjetividade para dar conta do real da atividade, assim como tem papel fundamental na construção da identidade a partir da busca de auto-realização e de reconhecimento, sendo desse modo fonte potencial tanto de vivencias de sofrimento quanto de prazer. Os resultados preliminares das análises das entrevistas mostram que a construção da identidade desses profissionais acerca da sua atividade se dá por meio da auto-realização. Ao mesmo tempo, mostram-se conscientes dos riscos e vulnerabilidades a que estão expostos. Identificaram-se nas entrevistas as categorias: Trabalho como satisfação, Trabalho como sustento, Trabalho como socialização.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 337973 - ANISIO JOSE DA SILVA ARAUJO
Interno - 1543226 - PAULO CESAR ZAMBRONI DE SOUZA
Externo à Instituição - FRANCINALDO DO MONTE PINTO