PROGRAMA ASSOCIADO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA (PPGFON)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167831

Notícias


Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA HELENA MEDEIROS DE SA LIMA LUCENA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA HELENA MEDEIROS DE SA LIMA LUCENA
DATA: 30/11/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma de videoconferência Zoom: meet.google.com/naq-bnea-fct
TÍTULO: PREDITORES MATERNOS ASSOCIADOS A EVASÃO DA TRIAGEM AUDITIVA NEONATAL UNIVERSAL: ANÁLISE DO MONITORAMENTO
PALAVRAS-CHAVES: triagem auditiva neonatal universal; participação do paciente; estado socioeconômico; fatores demográficos; perda de audição.
PÁGINAS: 1
RESUMO: Neste ano de 2020, completa-se 10 anos da lei federal n° 12.303/2010 que tornou obrigatória a realização de forma gratuita a Triagem Auditiva Neonatal Universal (TANU), conhecida também como, teste da orelhinha, em todos os recém-nascidos brasileiros, através do exame de Emissões Otoacústicas (EOA). Estima-se que a prevalência da perda auditiva congênita seja de 1,7/1000 nascidos com variação de 0-11 por 1000 nascidos vivos. A perda auditiva pode afetar a capacidade da criança de desenvolver fala, linguagem e habilidades sociais. Quanto mais cedo as crianças com perda auditiva começarem a receber serviços, maior a probabilidade de atingirem todo o seu potencial. Analisar e explorar os preditores maternos para a não participação e evasão em programas de triagem auditiva neonatal universal na fase de monitoramento, poderá contribuir com informações que ajudem na efetividade da participação da família e na colaboração mais forte entre unidades de triagem e outros profissionais de saúde que estão em contato com a família, promovendo assim, o diagnóstico precoce, principal objetivo da TANU. Objetivo: Estudo 1 – Descrição de uma coorte de bebês que realizaram a triagem auditiva neonatal em maternidade pública, fatores de risco, resultados triagem e do diagnóstico auditivo e verificar os preditores maternos associados a evasão da triagem auditiva universal na fase de monitoramento. Estudo 2 – Realizar análise de sobrevida do monitoramento auditivo dos bebês oriundos da triagem auditiva universal. Metodologia: Estudo 1 – Estudo Secundário de coorte retrospectivo quantitativo e descritivo. Estudo 2 – Análise de sobrevida pelo método de Kaplan-Meier. Resultados esperados: Estudo 1 – Espera-se que ao analisar o número de bebês com risco para a perda auditiva encaminhados para acompanhamento, possa se conhecer os preditores maternos da evasão, podendo fornecer informações que auxiliem a criação de novas estratégias a fim de reduzir o abandono da TANU. Estudo 2 – Espera-se verificar a faixa de valores plausíveis para sobrevida da evasão bebês orieundos da triagem auditiva, obtendo informações sobre o monitoramento da TANU.
MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1855621 - HANNALICE GOTTSCHALCK CAVALCANTI
Externo ao Programa - 1842282 - JANAÍNA VON SOHSTEN TRIGUEIRO
Externo ao Programa - 1890568 - LUCIANA FIGUEIREDO DE OLIVEIRA
Externo ao Programa - 1857293 - LUCIANA PIMENTEL FERNANDES DE MELO
Externo à Instituição - SHEILA ANDREOLI BALEN