PROGRAMA ASSOCIADO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA (PPGFON)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167831

Notícias


Banca de DEFESA: ANNA CAROLINA D'UCARMO BEZERRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANNA CAROLINA D'UCARMO BEZERRA
DATA: 31/08/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma Zoom - Link https://us02web.zoom.us/j/83219789592?pwd=eXRXNVduamtWbzB0T0F1aWFSMVdkdz09
TÍTULO: MICROCEFALIA E SUA RELAÇÃO COM INDICADORES DE DESIGUALDADE SOCIAL NO ESTADO DA PARAÍBA
PALAVRAS-CHAVES: Microcefalia; Infecção por Zika Vírus; Fonoaudiologia; Sistemas de Informação em Saúde; Epidemiologia
PÁGINAS: 1
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fonoaudiologia
RESUMO: Introdução: A microcefalia é uma malformação congênita, caracterizada pela diminuição do tamanho da cabeça associada a um crescimento insuficiente do cérebro. No Brasil, sabe-se que o aumento de casos de microcefalia em 2015 foi associado à epidemia de Zika vírus. Apesar disso, a relação entre indicadores de desigualdade social e microcefalia nesse período ainda é pouco conhecida no estado da Paraíba. Objetivo: Analisar a relação entre microcefalia e indicadores de desigualdade social no estado da Paraíba no biênio 2015-2016. Método: Estudo ecológico que utilizou dados das notificações de casos novos de microcefalia e dos seguintes indicadores sociodemográficos municipais obtidos no DATASUS e IBGE: número de casos de Zika vírus, número de habitantes, coleta de lixo, abastecimento de água, instalações sanitárias, taxa de analfabetismo, renda média domiciliar e índice de Gini. Foi utilizado o modelo de Regressão de Poisson e as análises foram feitas no software R. O nível de significância foi de 5%. Resultados: Dos 223 municípios do estado da Paraíba, 73 (32,73%) registraram novos casos de microcefalia entre os anos de 2015 e 2016. O modelo encontrado revelou que o número de casos de Zika vírus, número de habitantes, número de domicílios sem abastecimento de água adequado e renda domiciliar são previsores do número de casos de microcefalia no estado da Paraíba. Conclusão: No estado da Paraíba, municípios com mais casos de Zika vírus, maior número de habitantes, mais domicílios sem abastecimento de água adequada e renda média mais alta possuem mais casos de microcefalia.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DANIELE ANDRADE DA CUNHA
Interno - 1742384 - GIORVAN ANDERSON DOS SANTOS ALVES
Presidente - 1803504 - LEANDRO DE ARAUJO PERNAMBUCO