PROGRAMA ASSOCIADO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA (PPGFON)

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Telefone/Ramal
32167831

Notícias


Banca de DEFESA: LARISSA MENDONÇA DOS ANJOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LARISSA MENDONÇA DOS ANJOS
DATA: 03/06/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Plataforma de videoconferência ZOOM -https://us02web.zoom.us/j/81902019423?pwd=eHBDZ2doZmZsUWxXNEJzK
TÍTULO: PRESSÃO E RESISTÊNCIA DE LÍNGUA EM LARINGECTOMIZADOS TOTAIS
PALAVRAS-CHAVES: Descritores: laringectomia; força muscular; língua; deglutição; transtornos de deglutição.
PÁGINAS: 1
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fonoaudiologia
RESUMO: A laringectomia total pode comprometera funcionalidadeda língua, cujas propriedades de pressão e resistência são relevantes para funções orofaciais, incluindo adeglutição. Objetivo:Comparar a pressão isométrica máxima e a resistência isométrica de língua entrelaringectomizados totais e não laringectomizados, assim comorelacionar essas medidas com a avaliação clínica e autoavaliação da deglutição em laringectomizados totais.Método: estudo transversal com 20 laringectomizados totais (GLT) e 20 voluntários não laringectomizados (GNL) pareados por idade e sexo. Ambos os grupos foram submetidos à anamnese, avaliação clínica funcional da deglutição e mensuração da pressão isométrica máxima e resistência isométrica das regiões anterior e dorsal da língua. Os pacientes do GLT responderam a versão traduzida e adaptada para o português brasileiro do SwallowOutcomesAfterLaryngectomyQuestionnaire (SOAL).Para analisar possíveis diferenças das medidas quantitativas de língua entre os grupos foi aplicado o teste de Mann-Whitney, com nível de significância de 5%. Resultados:A pressão isométrica máxima de língua não apresentou diferença significativa entre os grupos ou entre as categorias da avaliação clínica e da autoavaliação.Contudo, as medidas de resistência isométrica anterior e dorsalde língua foram significativamente menores no GLT. Entre os laringectomizados totais, as resistências isométricas anterior e dorsal de língua foram significativamente mais altas na presença de alteração na deglutição de líquido. A resistência isométrica dorsal de língua foi menor entre os que referiram diminuição daquantidade derefeição.Conclusão:A resistência isométrica de língua é menor em laringectomizados totais quando comparados a indivíduos não laringectomizados. A resistência isométrica de língua relaciona-se comalteração na deglutição de líquido equeixa de diminuição da quantidade de refeição.
MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDRE ALBUQUERQUE SILVEIRA
Externo à Instituição - HILTON JUSTINO DA SILVA
Externo à Instituição - HIPOLITO VIRGILIO MAGALHAES JUNIOR
Presidente - 1803504 - LEANDRO DE ARAUJO PERNAMBUCO
Externo à Instituição - LICA ARAKAWA SUGUENO